Você está na página 1de 176

@Resumos_Tabelados

NOVA LEI DE LICITAÇÕES EM TABELAS


@RESUMOS_TABELADOS
Sumário

LEI DE LICITAÇÕES......................................................................................................................................................................................................... 3
INTRODUÇÃO SOBRE AS LICITAÇÕES PÚBLICAS ................................................................................................................................................. 3
CONCEITO............................................................................................................................................................................................................... 3
LEGISLAÇÃO........................................................................................................................................................................................................... 4
ÂMBITO DE APLICAÇÃO........................................................................................................................................................................................ 6
PRINCÍPIOS................................................................................................................................................................................................................ 12
LEGALIDADE .......................................................................................................................................................................................................... 14
IMPESSOALIDADE E INTERESSE PÚBLICO ....................................................................................................................................................... 15
MORALIDADE E PROBIDADE ............................................................................................................................................................................... 15
IGUALDADE E COMPETITIVIDADE....................................................................................................................................................................... 16
PUBLICIDADE, TRANSPARÊNCIA E SIGILO DAS PROPOSTAS ......................................................................................................................25
EFICIÊNCIA, EFICÁCIA E ECONOMICIDADE ......................................................................................................................................................28
PLANEJAMENTO ..................................................................................................................................................................................................29
SEGREGAÇÃO DE FUNÇÕES.............................................................................................................................................................................. 30
MOTIVAÇÃO......................................................................................................................................................................................................... 30
VINCULAÇÃO AO EDITAL ..................................................................................................................................................................................... 31
JULGAMENTO OBJETIVO....................................................................................................................................................................................32
SEGURANÇA JURÍDICA ......................................................................................................................................................................................33
RAZOABILIDADE E PROPORCIONALIDADE.......................................................................................................................................................33
CELERIDADE .........................................................................................................................................................................................................34
DESENVOLVIMENTO NACIONAL SUSTENTÁVEL..............................................................................................................................................34
OUTROS PRINCÍPIOS IMPLÍCITOS OU CORRELATOS .....................................................................................................................................35
OBJETIVOS DA LICITAÇÃO .....................................................................................................................................................................................39
AGENTES PÚBLICOS DA LICITAÇÃO ...................................................................................................................................................................... 41
AGENTE DE CONTRATAÇÃO, COMISSÃO DE CONTRATAÇÃO E DEMAIS AGENTES PÚBLICOS ................................................................. 41
ASSISTÊNCIA JURÍDICA PARA AS AUTORIEDADES E SERVIDORES ...........................................................................................................46
MODALIDADES DE LICITAÇÃO................................................................................................................................................................................48
CONCORRÊNCIA ..................................................................................................................................................................................................48
PREGÃO ................................................................................................................................................................................................................53
CONCURSO...........................................................................................................................................................................................................55
LEILÃO................................................................................................................................................................................................................... 57
DIÁLOGO COMPETITIVO ..................................................................................................................................................................................... 60

1
@Resumos_Tabelados
CRITÉRIOS DE JULGAMENTO .................................................................................................................................................................................67
MENOR PREÇO E MAIOR DESCONTO ................................................................................................................................................................67
MELHOR TÉCNICA OU CONTEÚDO ARTÍSTICO ................................................................................................................................................69
TÉCNICA E PREÇO ...............................................................................................................................................................................................70
CARACTERÍSTICAS COMUNS DA MELHOR TÉCNICA E DA TÉCNICA E PREÇO ........................................................................................... 72
MAIOR RETORNO ECONÔMICO .......................................................................................................................................................................... 73
MAIOR LANCE ......................................................................................................................................................................................................76
RESUMO GERAL E RELAÇÃO ENTRE OS CRITÉRIOS DE JULGAMENTO E AS MODALIDADES...................................................................76
CONTRATAÇÃO DIRETA ..........................................................................................................................................................................................78
NOÇÕES GERAIS..................................................................................................................................................................................................78
CONTRATAÇÃO DIRETA ......................................................................................................................................................................................78
FORMALIDADES PARA A CONTRATAÇÃO DIRETA ........................................................................................................................................... 81
DA INEXIBILIDADE DE LICITAÇÃO .....................................................................................................................................................................82
LICITAÇÃO DISPENSÁVEL ................................................................................................................................................................................. 90
ALIENAÇÃO DE BENS ............................................................................................................................................................................................ 109
NOÇÕES GERAIS................................................................................................................................................................................................ 109
REQUISITOS LEGAIS PARA A ALIENAÇÃO DE BENS ..................................................................................................................................... 110
LICITAÇÃO DISPENSADA..................................................................................................................................................................................... 111
FASES DA LICITAÇÃO............................................................................................................................................................................................. 119
DISPOSIÇÕES GERAIS ....................................................................................................................................................................................... 119
FASE PREPARATÓRIA .........................................................................................................................................................................................121
DIVULGAÇÃO DO EDITAL DE LICITAÇÃO ........................................................................................................................................................ 135
JULGAMENTO..................................................................................................................................................................................................... 145
HABILITAÇÃO .......................................................................................................................................................................................................151
ENCERRAMENTO DA LICITAÇÃO ..................................................................................................................................................................... 152
INSTRUMENTOS AUXILIARES............................................................................................................................................................................... 156
NOÇÕES GERAIS................................................................................................................................................................................................ 156
CREDENCIAMENTO ............................................................................................................................................................................................ 156
PRÉ-QUALIFICAÇÃO.......................................................................................................................................................................................... 158
PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE .................................................................................................................................... 161
SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS .............................................................................................................................................................. 163
REGISTRO CADASTRAL .................................................................................................................................................................................... 174

2
@Resumos_Tabelados
LEI DE LICITAÇÕES
INTRODUÇÃO SOBRE AS LICITAÇÕES PÚBLICAS

CONCEITO
A licitação surge a partir de um contrato administrativo, responsável por reger a
relação entre a administração pública e um terceiro.
Contrato administrativo
A licitação pública funciona como uma “ponte” entre a administração e o contrato
firmado com terceiro.

NECESSIDADE DA CONTRATO COM


LICITAÇÃO
ADMINISTRAÇÃO TERCEIRO

“[...] pode-se definir a licitação como o procedimento administrativo pelo qual um ente
público, no exercício da função administrativa, abre a todos os interessados, que se
sujeitem às condições fixadas no instrumento convocatório, a possibilidade de
Definição de licitação – Maria
formularem propostas dentre as quais selecionará e aceitará a mais conveniente para
Sylvia Zanella Di Pietro a celebração de contrato.”

Um procedimento administrativo é um conjunto de atos integrados que são realizados


dentro de uma sequência para alcançar um resultado ou ato final.

EXEMPLO: a preparação, divulgação do edital, apresentação das propostas, julgamento,


Procedimento administrativo habilitação, etc., são atos ou fases do processo de licitação.

Por isso, diga-se: a licitação é um conjunto de atos integrados para a definição de um


resultado final.

O instrumento convocatório, ou seja, o edital, apresenta as condições básicas para


participar da licitação e estabelece as normas a serem observadas no contrato que se
pretende celebrar.
Instrumento convocatório
Assim, o atendimento da convocação implica na aceitação das condições ali
estabelecidas.

Apresenta as condições básicas para participar da licitação.

INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO/EDITAL:
Estabelece as normas a serem observadas no contrato que se
pretende celebrar.

3
@Resumos_Tabelados
a) Atender à isonomia e à impessoalidade;
Finalidades da
b) Selecionar objetivamente a proposta mais vantajosa e a pessoa com quem o contrato será firmado.
licitação

Procedimento administrativo
(conjunto de atos);

Função administrativa;

Aberto aos interessados


(condições do instrumento
convocatório);
LICITAÇÃO:
Possibilidade de formulação
de propotas;

A administração seleciona a
proposta mais vantajosa.

Objetiva a celebração de um
contrato.

LEGISLAÇÃO
O arcabouço jurídico das licitações é amplo.

O fundamento principal decorre do inciso XXI do artigo 37 da Constituição Federal de 1988 (CF/88).

Artigo 37, CF/88:

Fundamento XXI - ressalvados os casos especificados na legislação, as obras, serviços, compras e alienaçõess
serão contratados mediante PROCESSO DE LICITAÇÃO PÚBLICA que assegure igualdade de
principal
condições a todos os concorrentes, com cláusulas que estabeleçam obrigações de pagamento,
mantidas as condições efetivas da proposta, nos termos da lei, o qual somente permitirá as
exigências de qualificação técnica e econômica indispensáveis à garantia do cumprimento das
obrigações.

→ A regra é a realização de licitação, havendo algumas exceções.

Artigo 22, CF/88: Compete privativamente à União legislar sobre:

XXVII - normas gerais de licitação e contratação, em todas as modalidades, para as


Competência administrações públicas diretas, autárquicas e fundacionais da União, Estados, Distrito Federal e
privativa da Municípios, obedecido o disposto no art. 37, XXI, e para as empresas públicas e sociedades de
União economia mista, nos termos do art. 173, § 1°, III;

→ À União compete estabelecer as normas gerais, aplicáveis a todos os entes federados, cabendo aos
estados, Distrito Federal e municípios editarem normas específicas.

4
@Resumos_Tabelados
A EC 19/1998, dando nova redação ao artigo 173, § 1º, da CF, fez previsão para o estatuto jurídico
das empresas públicas e sociedades de economia mista, dispondo, entre outros temas, sobre
normas próprias de licitação e contratação para essas entidades.
Estatuto jurídico das → Esse estatuto foi elaborado, constituindo-se na Lei 13.303/2016, que apresenta um regime
empresas públicas e licitatório específico para as empresas estatais.
sociedades de
economia mista Partindo para a legislação infraconstitucional, a Lei 14.133/2021, que regulamenta o inciso XXI do
artigo 37 da CF, estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos, no âmbito
das administrações públicas diretas, autárquicas e fundacionais, dos Poderes da União, dos
estados, do Distrito Federal e dos municípios.

A Lei 14.133/2021 não revogou, de imediato, a Lei 8.666/1993 e “normas afins” - Lei 10.520/2002
e RDC (Lei 12.462/2011, artigos 1º ao 47-A).

Durante o PERÍODO DE DOIS ANOS, a Lei 8.666/1993 e “normas afins” continuarão em vigor.

→ Trata-se de uma regra de transição, que permitirá que os agentes públicos se familiarizem
com a nova Lei de Licitações.

→ Neste período, a administração poderá optar por licitar ou contratar diretamente com a
legislação “nova” ou com a “antiga”.
Lei 14.133 x
Revogação de → Esta opção deverá constar expressamente no edital, no aviso ou no documento de contratação
normas anteriores direta.

→ É vedada a combinação da legislação antiga com a nova (ou usa uma ou a outra).

Com efeito, se a licitação for realizada com base na “legislação antiga”, o contrato respectivo será
regido pelas regras nela previstas durante toda a sua vigência.

→ EXEMPLO: um gestor optou por realizar uma licitação com base na Lei 8.666/1993. Nesse caso,
o contrato decorrente desta licitação será regido pela Lei 8.666/1993 durante toda a sua vigência.

Se a licitação for
REGRA DE Durante esse
realizada com
TRANSIÇÃO: período, a
Não revogou, É vedada a base na
Essas Administraçã
de imediato, combinação "legislação
LEI normas o deverá
a Lei da legislação antiga", o
14.133/2021: continuam optar pela
8.666/93 e antiga com a contrato será
em vigor pelo legislação
normas afins. nova. regido por ela
período de "nova" ou
durante toda a
dois anos. "antiga.
sua vigência.

Aplicável às administrações públicas


Lei n° 14.133/2021:
diretas, autárquicas e fundacionais.

NORMAS GERAIS Lei n° 13.303/2016: Aplicável às empresas estatais.


DE LICITAÇÕES:
Apenas durante o
prazo de DOIS ANOS
Leis 8.666/93, 10.520/02 e RDC Aplicável para a administração
desde a entrada em
(Lei 12.462/11, artigos 1° ao 47-A: direta, autárquica e fundacional.
vigor da Lei n°
14.133/2021.

5
@Resumos_Tabelados
UNIÃO: normas gerais;
COMPETÊNCIA:
ESTADOS, DF, E MUNICÍPIOS: normas específicas,
independentemente de delegação.

LEI 14.133/2021: normas gerais sobre licitações e


contratos administrativos para as administrações
públicas diretas, autárquicas e fundacionais.
LEGISLAÇÃO LEIS DE LICITAÇÕES:
LEI 13.303/2016: normas gerais de licitações e
contratos para as empresas estataais.

A Lei n° 8.666/1993, a Lei n° 10.520/2002 e o RDC


ainda poderão ser utilizados durante o prazo de dois
OBSERVAÇÃO:
anos desde a publicação da Lei 14.133/2021, mediante
opção expressa da administração.

ÂMBITO DE APLICAÇÃO
Artigo 1°, caput, Lei n° 14.133/2021: Esta Lei estabelece normas gerais de licitação e contratação
para as Administrações Públicas diretas, autárquicas e fundacionais da União, dos Estados, do
Distrito Federal e dos Municípios.

Às administrações públicas diretas, autárquicas e fundacionais.


A LEI DE LICITAÇÕES
Aplicabilidade da SE APLICA:
Lei de Licitações A todos os entes da Federação (União, Estados, DF e Municípios).

Em relação às fundações públicas, a Lei de Licitações se aplica para as de direito público e de direito
privado.

→ Portanto, não se pode dizer que a Lei 14.133/2021 se aplica somente às entidades de direito público,
pois as fundações públicas de direito privado também seguem esta Norma.

6
@Resumos_Tabelados
Artigo 1°, caput, Lei n° 14.133/2021: Esta Lei estabelece normas gerais de licitação e contratação
para as Administrações Públicas diretas, autárquicas e fundacionais da União, dos Estados, do
Distrito Federal e dos Municípios, e abrange:

I - os órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário da União, dos Estados e do Distrito Federal e os
Abrangencia da órgãos do Poder Legislativo dos Municípios, quando no desempenho de função administrativa;
Lei de Licitações
II - os fundos especiais e as demais entidades controladas direta ou indiretamente pela
Administração Pública.

→ FUNDOS ESPECIAIS: são “recursos” definidos em lei para finalidades específicas.

→ Não há um conceito preciso do que seriam as “demais entidades controladas direta ou


indiretamente pela administração pública”.

Da União.

Os órgãos dos poderes Legislativo e Dos Estados.


Judiciário.

Do Distrito Federal.

Os órgãos do Poder Legislativo dos Quando no desempenho de


A LEI DE LICITAÇÕES Municípios. função administrativa.
ABRANGE:

Os fundos especiais.

As demais entidades controladas direta ou


indiretamente pela administração pública.

As empresas estatais não se submetem, em regra, à Lei 14.133/2021, pois dispõem de lei própria para
as suas licitações.

→ Isso não significa que as empresas estatais não fazem licitação.

Empresas estatais → Elas fazem licitação, a priori, mas seguindo as disposições da Lei 13.303/2016.

As disposições penais instituídas no artigo 178 da Lei 14.133/2021 continuam se aplicando às empresas
estatais, conforme determina o artigo 185 da Lei de Licitações e Contratos.

No âmbito das repartições públicas sediadas no exterior, estas devem apenas observar os “princípios
básicos” da Lei de Licitações, mas serão realizadas conforme regulamentação específica, obedecendo
às peculiaridades locais (artigos 1º, § 2º).
No âmbito das
repartições EXEMPLO: a Embaixada do Brasil na China não terá como seguir todas as disposições da Lei de
públicas sediadas Licitações.
no exterior
→ Logo, as suas contratações ocorrerão com base em regulamento específico, conforme as
particularidades em que está inserida.

7
@Resumos_Tabelados
Contratações e licitações que Nesses casos, é possível que sejam estabelecidas condições especiais para a
envolvem recursos provenientes contratação, mas a própria Lei de Licitações coloca algumas formalidades que devem
ser observadas (artigo 1º, § 3º).
de empréstimo ou doação
oriundos da agência oficial de → Isso não significa que as contratações não serão realizadas com base na Lei de
cooperação estrangeira ou de Licitações, mas apenas que elas PODEM ser realizadas com base em disposições
organismo financeira de que o específicas, em virtude de acordos internacionais ou de condições peculiares
Brasil seja parte definidas pela agência ou organismo de financiamento.

→ Inclui também as de serviços conexos ou acessórios a essa atividade.

Essas contratações serão disciplinadas em ato normativo próprio do Banco Central


do Brasil, que deverá observar os princípios estabelecidos no caput do artigo 37 da
Contratações relativas à gestão, Constituição Federal.
direta e indireta, das reservas
internacionais do país EXEMPLO: as reservas cambiais em dólar.

→ Se o Brasil precisar vender dólar para estabilizar o valor da moeda, não haverá
muito sentido em seguir as regras da Lei de Licitações.

Direta.

ADMINISTRAÇÃO: Autárquica.

Fundacional.

União.

Estados.
TODOS OS ENTES:
APLICA-SE:
DF.

Municípios.

Legislativo.
Função
administrativa:
Judiciário.
ABRANGE TAMBÉM: Fundos especiais.
ABRANGÊNCIA DA LEI
DE LICITAÇÕES: Entidades
controladas.
Repartições sediadas no Regulamento
exterior. próprio/peculiaridades.
CASOS Recursos de agências e
Podem ter regras póprias.
ESPECIAIS: organismos internacionais.
Ato normativo do Banco
Reservas internacionais.
Central.
NÃO SE APLICA (em Empresas estatais Exceto: disposições
regra): (Lei 13.303/16). penais.

8
@Resumos_Tabelados
Alienação e concessão de direito real de uso
de bens,

Compra, inclusive por encomenda.

Locação.

Concessão e permissão de uso de bens


A LEI DE LICITAÇÕES SE
Natureza dos contratos APLICA A:
públicos.
administrativos
Prestação de serviços, inclusive os técnico-
profissionais especializados.

Obras e serviços de arquitetura e


engenharia.

Tecnologia da informação e de comunicação.

Concessão e permissão de
Lei 8.987/1995.
serviços públicos.

CASOS EM QUE A Lei de Licitações


HAVERÁ UMA NORMA será aplicada de Parcerias público-privadas. Lei 11.079/2004.
ESPECIAL: forma subsidiária.
Serviços de publicidade
prestados por intermédio de Lei 12.232/2010.
agências de propaganda.

Contratos que tenham por objeto São incluídas as contratações de


operação de crédito, interno ou agente financeiro e concessão de
externo, e gestão de dívida garantia relacionadas a esses
Contratos e contratações que não pública. contratos.
se subordinam ao regime da Lei
14.133/2021:
Contratações sujeitas a normas
previstas em legislação própria.

9
@Resumos_Tabelados
Alienação e concessão de
direito real de uso de
bens.

Compra, inclusive por


encomenda.

Locação.

APLICA-SE DE FORMA Concessão e permissão


PRIMÁRIA: de uso de bens públicos.

Prestação de serviços,
inclusive os técnico-
profissionais
especializados.

Obras e serviços de
arquitetura e engenharia.

Tecnologia da informação
e de comunicação.

APLICAÇÃO DA LEI DE
LICITAÇÕES: Concessão e permissão
de serviços públicos.

APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA: PPPs.

Serviços de publicidade
com agência de
propaganda.

Contratos de operação de
crédito e gestão da dívida
pública.
NÃO SE APLICA:

Contrtações sujeitas à
legislação própria.

10
@Resumos_Tabelados
Administrações públicas diretas, autárquicas e
fundacionais (de direito público ou privado).

Todos os entes da Federação (União, Estados,


Distrito Federal e Municípios).

DESTINATÁRIOS: Legislativo e Judiciário (função administrativa).

Fundos especiais e demais entidades controladas.

OBSERVAÇÃO: as empresas estatais se submetem


apenas às disposições penais instituídas pela Lei
14.133/2021.

REPARTIÇÕES SEDIADAS NO EXTERIOR: regulamento


próprio/peculiaridades.

RECURSOS DE AGÊNCIAS E ORGANISMOS


CASOS ESPECIAIS:
INTERNACIONAIS: podem ter regras próprias.

RESERVAS INTERNACIONAIS: ato normativo do Banco


Central.

Alienação e concessão de direito real de uso de


bens.
ÂMBITO DE
APLICAÇÃO:
Compra, inclusive por encomenda.

Locação.

OBJETOS: Concessão e permissão de uso de bens públicos.

Prestação de serviços, inclusive os técnico-


profissionais especializados.

Obras e serviços de arquitetura e engenharia.

Tecnologia da informação e de comunicação.

Concessões (primariamente a Lei 8.987/1995).

APLICAÇÃO PPPs (primariamente a Lei 11.079/2004).


SUBSIDIÁRIA:

Contratação de agências de publicidade


(primariamente a Lei 12.232/2010).

11
@Resumos_Tabelados
PRINCÍPIOS
Os princípios devem ser entendidos como orientações mais gerais que auxiliam na aplicação e
Definição interpretação das normas jurídicas.

PRINCÍPIOS EXPRESSOS: são aqueles mencionados literalmente na norma.


Princípio
PRINCÍPIOS IMPLÍCITOS: são aqueles que não são mencionados literalmente, mas decorrem dos
expressos e
dispositivos legais, da jurisprudência, da doutrina, etc.
implícitos

Artigo 5°, Lei n° 14.133/2021: Na aplicação desta Lei, serão observados os princípios da legalidade,
da impessoalidade, da moralidade, da publicidade, da eficiência, do interesse público, da probidade
Princípios administrativa, da igualdade, do planejamento, da transparência, da eficácia, da segregação de
expressos na Lei funções, da motivação, da vinculação ao edital, do julgamento objetivo, da segurança jurídica, da
de Licitações razoabilidade, da competitividade, da proporcionalidade, da celeridade, da economicidade e do
desenvolvimento nacional sustentável, assim como as disposições do Decreto-Lei nº 4.657, de 4
de setembro de 1942 (Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro).

Legalidade.
Impessoalidade.
Moralidade.
Pessoalidade.
Eficiência.
Interesse público.
Probidade administrativa.
Igualdade.
Planejamento.
Transparência.

PRINCÍPIOS EXPRESSOS NA LEI DE Eficácia.


LICITAÇÕES: Segregação de funções.
Motivação.
Vinculação ao edital.
Julgamento objetivo.
Segurança jurídica.
Razoabilidade.
Competitividade.
Proporcionalidade.
Celeridade.
Economicidade.
Desenvolvimento nacional sustentável.

12
@Resumos_Tabelados
MACETE:
JoVeM, SEMPRE LICITE Com Planejamento Pro PaÍS Desenvolver Sustentavelmente

Julgamento
Objetivo.

Vinculação ao
JoVeM: Competitividade.
Edital.
COM
PLANEJAMENTO:
Motivação. Planejamento.

PRO: Proporcionalidade.
Segregação de
funções.

Economicidade.
PRO: Proporcionalidade.
Moralidade.
SEMPRE:
Publicidade.

Razoabilidade. Probidade.

Eficiência. Administrativa.
PAÍS:
Interesse
público.
Legalidade.
Segurança
jurídica.
Impessoalidade.

Celeridade.
LICITE:
DESENVOLVER Desenvolvimento
Igualdade.
SUSTENTAVELMENTE: nacional sustentável.

Transparência.

Eficácia.

13
@Resumos_Tabelados
PRINCÍPIOS GERAIS: o significado acaba sendo aplicado em vários casos e não só nas licitações.

→ EXEMPLO: os princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade e outros se aplicam


ao direito administrativo como um todo.
Princípios gerais e
princípios específicos PRINCÍPIOS ESPECÍFICOS: aqueles que se aplicam apenas às licitações públicas.

→ EXEMPLO: os princípios da vinculação ao edital, do julgamento objetivo, da competitividade e


do desenvolvimento nacional sustentável.

A longa lista do artigo 5º deixa pouca margem para falar em princípios implícitos, também
conhecidos como princípios correlatos.
Princípios implícitos
Apesar disso, ainda podemos citar alguns, como os princípios da isonomia, do sigilo das
propostas, da licitação sustentável, da adjudicação compulsória, do formalismo moderado, etc.

A menção feita pelo artigo 5° à LINDB seria dispensável, já que a LINDB já é aplicável a qualquer
situação no direito brasileiro, pelo seu próprio objetivo.
Lei de Introdução às
Porém, provavelmente a menção expressa ocorreu em virtude da edição da Lei 13.655/2018, que
Normas do Direito instituiu 11 novos artigos na LINDB (artigos 20 a 30), que dispõem sobre a interpretação de
Brasileiro – LINDB normas de direito público.

→ A aplicação da Lei de Licitações deve observar as disposições da LINDB.

LEGALIDADE
Quando se fala em princípio da legalidade, significa que a administração deverá seguir as regras
definidas em lei.

Ao agente público, somente é lícito fazer o que a lei autoriza ou determina.


Obediência às regras
definidas em lei EXEMPLO: o agente público é obrigado a seguir as regras previstas na Lei de Licitações, assim
como nos regulamentos e demais atos normativos aplicáveis.

Especificamente em relação às licitações, o princípio da legalidade significa também que a


licitação deverá seguir o devido processo legal, eis que o rito da licitação é definido em lei,
devendo ocorrer segundo a modalidade de licitação prevista para o caso.
Respeito ao devido
processo legal Ademais, exige também que a administração apenas dispense o procedimento licitatório nos
casos especificados em lei.

14
@Resumos_Tabelados
A doutrina também se referia ao princípio do procedimento formal, com base em artigo da antiga
Lei de Licitações, que estabelecia que o procedimento licitatório seria um “ato administrativo
formal”, sendo ainda que todos aqueles que participassem da licitação gozariam de “direito
público subjetivo” à fiel observância das regras daquela Norma de Licitações.

Princípio do Apesar de a nova Lei de Licitações não possuir previsão idêntica, logicamente que a licitação
procedimento formal continua sendo um processo administrativo e, como tal, deverá seguir os formalismos essenciais
previstos em lei.

Todavia, o formalismo não pode ser exagerado, por isso é comum se falar em formalismo
moderado, conforme vamos estudar adiante.

IMPESSOALIDADE E INTERESSE PÚBLICO


O princípio da impessoalidade consta expressamente na Constituição Federal e representa a
ideia de que toda a atuação da administração deverá buscar atender ao interesse público
(também denominado princípio da finalidade).

→ Impessoalidade e interesse público são princípios interligados ou até mesmo sinônimos.


Disposições gerais
→ Também se relacionam ao princípio da impessoalidade e do interesse público muitos outros
princípios, como a igualdade e o julgamento objetivo, uma vez que exigem que a administração
trate os licitantes em igualdade de condições, analisando as propostas a partir de critérios
objetivos previamente definidos, sem privilegiar alguém por critérios meramente pessoais e
desconexos com o interesse público.

MORALIDADE E PROBIDADE
Os princípios da moralidade e da probidade administrativa possuem uma relação muito íntima,
ao ponto de alguns autores afirmarem que são sinônimos.
Disposições
Ambos os princípios significam que o comportamento da administração não deve ser apenas
preliminares lícito, mas também se basear na moral, nos bons costumes, nas regras de boa administração,
nos princípios da justiça e de equidade, na ideia comum de honestidade.

Há uma proximidade muito grande da moralidade e da impessoalidade, uma vez que o agente
Moralidade e público que age de forma pessoal em uma licitação, favorecendo amigos ou parceiros políticos,
atentará tanto contra a impessoalidade como contra a própria moralidade.
impessoalidade
É comum se afirmar que a moralidade e a probidade (como condutas corretas) são sinônimas.

Por outro lado, a imoralidade e a improbidade NÃO são sinônimas, pois esta é mais ampla do que
aquela.
Improbidade e
imoralidade Esse entendimento decorre da aplicação da Lei 8.429/1992 (Lei de Improbidade Administrativa),
que prevê várias condutas como atos de improbidade, sendo que a ofensa aos princípios (como
a moralidade) seria apenas uma de suas espécies.

15
@Resumos_Tabelados
Além disso, no caso de contratações de grande vulto para obras, serviços e fornecimentos, o
Implantação de edital deverá prever a obrigatoriedade de implantação de programa de integridade pelo licitante
vencedor, no prazo de seis meses, contado da celebração do contrato (artigo 25, § 4º).
programa de
integridade Como são contratos relevantes, a implementação de um programa de integridade poderá
corroborar para promoção da moralidade na entidade contratada.

A nova Lei de Licitações define as contratações de obras, locações, serviços e fornecimentos de


Contratação de grande vulto como aquelas de valor estimado SUPERIOR A R$ 200.000.000,00 (duzentos milhões
de reais) - Artigo 6º, XXII.
grande vulto

Artigo 48, Lei n° 14.133/2021:

Parágrafo único. Durante a vigência do contrato, é vedado ao contratado contratar cônjuge,


companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, de
Vedação ao nepotismo dirigente do órgão ou entidade contratante ou de agente público que desempenhe função na
licitação ou atue na fiscalização ou na gestão do contrato, devendo essa proibição constar
expressamente do edital de licitação.

→ Essa vedação deve constar no edital da licitação.

Cônjuge.
Contratar quem seja, do dirigente do órgão ou
VEDAÇÃO AO entidade contratante ou do agente público que Companheiro.
CONTRATADO: desempenhe função na licitação ou atue na
fiscalização ou na gestão do contrato:
Parente em linha reta,colateral ouor
afinidade até o terceiro grau.

IGUALDADE E COMPETITIVIDADE
O princípio da igualdade, que também pode ser chamado de princípio da isonomia, veda o
estabelecimento de discriminações, favorecimentos ou exigências indevidas, uma vez que deve
permitir que os licitantes concorram em igualdade de condições.

Nesse contexto, a Constituição Federal determina que as contratações serão precedidas de


processo de licitação pública “que assegure igualdade de condições a todos os concorrentes [...],
Princípio da igualdade nos termos da lei, o qual somente permitirá as exigências de qualificação técnica e econômica
indispensáveis à garantia do cumprimento das obrigações” (CF, art. 37, XXI).

→ Portanto, a licitação não se destina exclusivamente à escolha da proposta mais vantajosa.

→ Ela deve ir além disso, garantindo também a igualdade de direitos a todos os interessados em
contratar.

16
@Resumos_Tabelados
Há relação direta entre a igualdade e a competitividade.

Ao assegurar um processo isonômico, sem restrições indevidas, a administração também


permitirá a participação de um maior número de concorrentes.

Em uma licitação, são estabelecidos critérios de habilitação, considerando aspectos de


qualificação, aspectos econômicos ou outros requisitos.
Igualdade e
competitividade → Essas exigências somente serão legítimas quando imprescindíveis para assegurar a
execução do objeto da licitação.

→ Exigências sem justificativas, que não tiverem correlação com o objeto ou que forem
demasiadamente exageradas poderão restringir o caráter competitivo, violando o princípio da
competitividade.

→ Tais exigências poderão configurar direcionamento do certame, situação vedada pela Lei de
Licitações.

VEDAÇÃO À RESTRIÇÃO DO CARÁTER COMPETITIVO DA LICITAÇÃO


Artigo 9°, Lei n° 14.133/2021: É vedado ao agente público designado para atuar na área de
licitações e contratos, ressalvados os casos previstos em lei:

I - admitir, prever, incluir ou tolerar, nos atos que praticar, situações que:

a) comprometam, restrinjam ou frustrem o caráter competitivo do processo licitatório,


inclusive nos casos de participação de sociedades cooperativas;

b) estabeleçam preferências ou distinções em razão da naturalidade, da sede ou do


domicílio dos licitantes;
Previsão legal
c) sejam impertinentes ou irrelevantes para o objeto específico do contrato;

II - estabelecer tratamento diferenciado de natureza comercial, legal, trabalhista,


previdenciária ou qualquer outra entre empresas brasileiras e estrangeiras, inclusive no
que se refere a moeda, modalidade e local de pagamento, mesmo quando envolvido
financiamento de agência internacional;

III - opor resistência injustificada ao andamento dos processos e, indevidamente, retardar


ou deixar de praticar ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa em lei.

17
@Resumos_Tabelados
Não poderá participar, direta ou indiretamente, da licitação ou da execução do contrato agente
público de órgão ou entidade licitante ou contratante, devendo ser observadas as situações que
possam configurar conflito de interesses no exercício ou após o exercício do cargo ou emprego,
nos termos da legislação que disciplina a matéria (artigo 9º, § 1º).

ALCANCE DA VEDAÇÃO: o agente público não pode ser da entidade licitante nem do órgão
contratante.

Vedação de participar → A vedação se aplica ainda que ele não atue no setor de contratação.
na licitação ou na
Com efeito, a vedação poderá ocorrer, na forma da legislação de conflito de interesses (por
execução do contrato exemplo: a legislação de conflito de interesses, às vezes, institui um período de “quarentena”,
durante o qual o agente público sofrerá algumas vedações).

→ Essas vedações estendem-se a terceiro que auxilie a condução da contratação na qualidade


de integrante de equipe de apoio, profissional especializado ou funcionário ou representante de
empresa que preste assessoria técnica (artigo 9º, § 2º).

Comprometam, restrinjam
ou frustrem o caráter
competitivo.

Estabeleçam preferências
Admitir, prever, incluir ou
ou distinções em razão da
tolerar, nos atos que praticar,
naturalidade, da sede ou
situações que:
do domicílio dos licitantes.
Estabelecer tratamento
diferenciado entre empresas Sejam impertinentes ou
O AGENTE PÚBLICO NÃO brasileiras e estrangeiras. irrelevantes.
PODE (exceto casos
previstos em lei):
Opor resistência injustificada ao
andamento dos processos.

Deixar de praticar ato de ofício


ou praticá-lo contra a lei.

Deve se observar as situações que


possam configurar conflito de
Agente público de órgão ou
interesses no exercício ou após o
entidade licitante ou contratante.
exercício do cargo ou emprego, nos
termos da legislação.
NÃO PODE PARTICIPAR DA
LICITAÇÃO OU CONTRATO:
Integrante de equipe de apoio.

Terceiro que auxilie a condução


da contratação, como: Profissional especializado ou
funcionário ou representante de
empresa que preste assessoria
técnica.

18
@Resumos_Tabelados
VEDAÇÃO À PARTICIPAÇÃO DO AUTOR DE PROJETOS
Existem algumas pessoas que, naturalmente, não poderão participar da licitação ou do contrato,
uma vez que poderiam ter alguma vantagem sobre os demais, ferindo a isonomia.
Disposições
Há também pessoas que não poderão participar da licitação em virtude de sanções ou
preliminares condenações específicas.

Artigo 14, Lei n° 14.133/2021: Não poderão disputar licitação ou participar da execução de
contrato, direta ou indiretamente:

I - autor do anteprojeto, do projeto básico ou do projeto executivo, pessoa física ou jurídica,


quando a licitação versar sobre obra, serviços ou fornecimento de bens a ele relacionados;

II - empresa, isoladamente ou em consórcio, responsável pela elaboração do projeto básico


ou do projeto executivo, ou empresa da qual o autor do projeto seja dirigente, gerente,
controlador, acionista ou detentor de mais de 5% (cinco por cento) do capital com direito
a voto, responsável técnico ou subcontratado, quando a licitação versar sobre obra,
serviços ou fornecimento de bens a ela necessários;

III - pessoa física ou jurídica que se encontre, ao tempo da licitação, impossibilitada de


Previsão legal participar da licitação em decorrência de sanção que lhe foi imposta;

IV - aquele que mantenha vínculo de natureza técnica, comercial, econômica, financeira,


trabalhista ou civil com dirigente do órgão ou entidade contratante ou com agente público
que desempenhe função na licitação ou atue na fiscalização ou na gestão do contrato, ou
que deles seja cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade,
até o terceiro grau, devendo essa proibição constar expressamente do edital de licitação;

V - empresas controladoras, controladas ou coligadas, nos termos da Lei nº 6.404, de 15 de


dezembro de 1976, concorrendo entre si;

VI - pessoa física ou jurídica que, nos 5 (cinco) anos anteriores à divulgação do edital, tenha
sido condenada judicialmente, com trânsito em julgado, por exploração de trabalho infantil,
por submissão de trabalhadores a condições análogas às de escravo ou por contratação de
adolescentes nos casos vedados pela legislação trabalhista.

Previsto no inciso III, do artigo 14.


Artigo 14, Lei n° 14.133/2021:
Impedimento de
participar em licitação § 1º O impedimento de que trata o inciso III do caput deste artigo será também aplicado ao
em decorrência de licitante que atue em substituição a outra pessoa, física ou jurídica, com o intuito de burlar
sanção a efetividade da sanção a ela aplicada, inclusive a sua controladora, controlada ou coligada,
desde que devidamente comprovado o ilícito ou a utilização fraudulenta da personalidade
jurídica do licitante.

19
@Resumos_Tabelados
Equiparam-se aos autores do projeto as empresas integrantes do mesmo grupo econômico.
Empresas integrantes
EXEMPLO: um grupo empresarial que forme um conglomerado com várias empreiteiras.
do mesmo grupo
econômico → Se uma delas elaborar o projeto básico, as demais não poderão participar da licitação, pois
compõem o mesmo grupo econômico.

Artigo 14, Lei n° 14.133/2021:

§ 2º A critério da Administração e exclusivamente a seu serviço, o autor dos projetos e a


empresa a que se referem os incisos I e II do caput deste artigo poderão participar no apoio
das atividades de planejamento da contratação, de execução da licitação ou de gestão do
Participação dos contrato, desde que sob supervisão exclusiva de agentes públicos do órgão ou entidade.
autores dos projetos
EXEMPLO: a empresa Macgyver S/A foi encarregada da elaboração do projeto básico.

→ Esta empresa não poderá participar da licitação ou da contratação, mas poderá auxiliar a
administração no planejamento e gestão do contrato.

Na contratação integrada, que é um regime de execução de obras e serviços de engenharia, o


contratado se encarrega da elaboração de basicamente todas as fases do empreendimento,
incluindo a elaboração do projeto básico.
Contratação integrada
→ Nesse caso, logicamente, o encargo do projeto básico ficará com o contratado.

O projeto executivo poderá ser prévio ou posterior à licitação.

Quando for posterior, ficará sob encargo do próprio contratado (artigo 14, § 4º).
Projeto executivo
→ Logo, nesse caso, não se aplicaria a vedação.

Autor do anteprojeto, do projeto básico ou do projeto executivo.

Empresa, isolada ou consórcio, responsável pela elaboração do


projeto básico.

Dirigente do órgão ou
NÃO PODERÃO PF ou PJ impossibilitadas de licitar por sanção. entidade.
DISPUTAR LICITAÇÃO
OU PARTICIPAR DE
Aquele que mantenha víncula com: Com agente público
EXECUÇÃO DE
CONTRATO: que desempenhe
função na licitação ou
atue na fiscalização
Empresas controladoras, controladas ou coligadas. ou na gestão do
contrato;
PF ou PJ condenada por exploração de trabalho infantil, submissão
de trabalhadores a condições análogas às de escravo ou por
contratação de adolescentes nos casos vedados pela legislação
trabalhista (trânsito em julgado).

20
@Resumos_Tabelados
Empresa que atue em substituição
(utilização fraudulenta da
personalidade jurídica do
licitante).
EQUIPARAÇÕES E AMPLIAÇÃO: A vedação também se aplica a:

Grupo econômico (equipara-se ao


autor do projeto).

Apoiar as atividades de planejamento


A critério da da contratação, de execução da
AUTORES DOS
administração e a licitação ou de gestão do contrato, sob
PROJETOS PODEM:
serviço desta: a supervisão exclusiva de agentes
públicos do órgão ou entidade.

O contratado elabora os
CONTRATAÇÃO INTEGRADA.
projetos básico e executivo.
EXCEÇÕES:
Quando o projeto executivo
DEMAIS REGIMES:
ficar a cargo do contratado.

FLEXIBILIZAÇÕES (OU EXCEÇÕES) AOS PRINCÍPIOS DA ISONOMIA, DA IGUALDADE E DA


COMPETITIVIDADE
Em que pese a igualdade seja a regra, ela será flexibilizada ou excepcionada em casos específicos.

→ Mesmo nesses casos, os princípios não são integralmente afastados.


Disposições → Por isso, seria até mais adequado dizer que eles são “flexibilizados”.
preliminares
→ São exceções ou flexibilizações aos princípios da isonomia, igualdade e competividade.

Em caso de empate entre duas ou mais propostas, a Lei de Licitações estabelece os critérios de
desempate, que começam com uma disputa final entre os Empatados; segue para avaliação de
desempenho contratual prévio; além de outros critérios previstos no artigo 60.

Caso o empate persista, após a aplicação dos critérios de desempate, serão aplicados os critérios de
Critérios de preferência.
desempate e de
preferência → Nesse caso, será dada prioridade à contratação de empresas que tenham sede no estado (ou DF)
do órgão licitante (no caso de licitações realizadas pelos estados, DF e municípios, conforme o caso).

→ Depois, para empresas brasileiras, empresas que invistam em pesquisa e desenvolvimento de


tecnologia no país e, por fim, empresas que comprovem prática de mitigação de emissão de gases e
consumo de matéria prima (artigo 60, § 1º).

21
@Resumos_Tabelados
A margem de preferência permite que a administração contrate um licitante com oferta um pouco
mais cara do que a proposta de outro licitante, não beneficiado pela margem.

A margem de preferência se baseia no desenvolvimento, geração de emprego e renda, etc.

→ Tem como base a lógica de que, às vezes, é melhor pagar um pouco mais caro em um produto
fabricado no país do que em um importado.

Margem de De forma resumida, a margem de preferência poderá ser instituída para:


preferência
(i) BENS MANUFATURADOS E SERVIÇOS NACIONAIS QUE ATENDAM A NORMAS TÉCNICAS
BRASILEIRAS;

(ii) BENS RECICLADOS, RECICLÁVEIS OU BIODEGRADÁVEIS, CONFORME REGULAMENTO.

O limite da margem, em regra, será de até 10%.

Ademais, no caso de bens manufaturados nacionais e serviços nacionais resultantes de


desenvolvimento e inovação tecnológica no País, o limite da margem de preferência será de até
20%.

Os editais de licitação para a contratação de bens, serviços e obras poderão, mediante prévia
justificativa da autoridade competente, exigir que o contratado promova, em favor de órgão ou
entidade integrante da administração pública ou daqueles por ela indicados a partir de processo
Medidas de
isonômico, medidas de compensação comercial, industrial ou tecnológica ou acesso a condições
compensação vantajosas de financiamento, cumulativamente ou não, na forma estabelecida pelo Poder Executivo
federal (artigo 26, § 6º).

Nas contratações destinadas à implantação, à manutenção e ao aperfeiçoamento dos sistemas de


Licitação restrita a tecnologia de informação e comunicação considerados estratégicos em ato do Poder Executivo
federal, a licitação poderá ser restrita a bens e serviços com tecnologia desenvolvida no País
bens e serviços com
produzidos de acordo com o processo produtivo básico.
tecnologia
desenvolvida no país Dessa forma, nessas licitações, somente poderão participar os licitantes que ofertarem bens e
serviços com tecnologia desenvolvida no Brasil (artigo 26, § 7º).

Desde que não sejam produzidos prejuízos à competitividade do processo licitatório e à eficiência
Utilização de mão de do respectivo contrato, devidamente demonstrado em estudo técnico preliminar, o edital poderá
prever a utilização de mão de obra, materiais, tecnologias e matérias-primas existentes no local
obra e insumos do
da execução, conservação e operação do bem, serviço ou obra (artigo 25, § 2º);
local
A Lei Complementar 123/2006, que institui o Estatuto das ME e EPP (LC123), prevê tratamento
Preferências para privilegiado e simplificado para essas empresas, inclusive com preferências em licitações
públicas.
microempresas – ME
e empresas de → As preferências da LC123 continuam a ser aplicadas no âmbito da nova Lei de Licitações (artigo
pequeno porte – EPP 4º e artigo 60, § 2º).

22
@Resumos_Tabelados
Se duas ou mais ofertas ficarem empatadas:
critérios de desempate.
DESEMPATE E
PREFERÊNCIA:
Se o empate persistir: critérios de preferência.

Margem para escolher uma oferta, ainda que


seja mais cara do que outra.

MARGEM DE
Bens manufaturados e serviços nacionais.
PREFERÊNCIA:

Reciclados, recicláveis ou biodegradáveis.

A administração pode exigir medidas de


FLEXIBILIZAÇÃO DA ISONOMIA compensação do contratado.
E COMPETITIVIDADE: MEDIDAS DE
COMPENSAÇÃO:
Comercial, industrial, tecnológica ou acesso a
condições vantajosas de financiamento.

Bens e serviços com tecnologia desenvolvida no


país.
LICITAÇÃO
RESTRITA:
Sistemas TIC considerados estratégicos.

Insumos do
Utilização de mão de obra e insumos do local.
local:

Preferências
LC 123/2006.
para ME e EPP:

23
@Resumos_Tabelados
IGUALDADE: A licitação deverá
ser realizada sem
favorecimentos, sem
discriminações ou exigências
indevidas.
CONCEITOS:
COMPETITIVIDADE: Somente
serão legítimas as exigências
imprescindíveis para assegurar
a execução do objeto da
licitação, para não comprometer
a ampla competitividade.

Os agentes públicos não podem


admitir atos que comprometam a
VEDAÇÃO À RESTRIÇÃO DO competitividade ou que
CARÁTER COMPETITIVO: constituam tratamento
diferenciado entre empresas
CASOS nacionais ou estrangeiras.
PRINCÍPIOS DA RELEVANTES:
IGUALDADE E
Exceto no apoio das atividades de
COMPETITIVIDADE:
VEDAÇÃO À PARTICIPAÇÃO DO planejamento da contratação, de
AUTOR DO PROJETO: execução da licitação ou de
gestão do contrato.
Competitividade de desempate e
de preferência.

Margem de preferência.

Medidas de compensação.
FLEXIBILIZAÇÃO
DA ISONOMIA E Licitação restrita a bens e
COMPETITIVIDADE: serviços com tecnologia
desenolvida no país.

Utilização de mão de obra e


insumos do local.

Preferências para
microempresas - ME e empresas
de pequeno porte - EPP.

24
@Resumos_Tabelados

PUBLICIDADE, TRANSPARÊNCIA E SIGILO DAS PROPOSTAS


A publicidade é um princípio previsto na Constituição Federal, tendo o objetivo de garantir a
qualquer interessado a possibilidade de participação e de fiscalização dos atos da licitação.
Publicidade
Por intermédio da publicidade, a sociedade e os licitantes tomam conhecimento da realização
do certame, podendo acessar as suas informações e fiscalizar todos os seus atos.

A publicidade e a transparência são termos adotados como sinônimos.

→ Inclusive, é assim que deve ser considerado na maior parte dos casos.

Contudo, em questões um pouco mais aprofundadas, é possível se dar um sentido um pouco


diferente.

Nesse caso:
Publicidade x
PUBLICIDADE: é a qualidade de tornar o procedimento público, ou seja, é o oposto ao sigilo.
Transparência
TRANSPARÊNCIA: seria um pouco mais do que apenas tornar o procedimento público.

→ O Estado, além de divulgar a informação, deve divulgá-la em formato compreensível, claro,


de fácil entendimento para a população.

POR EXEMPLO: divulgar preços de uma contratação é uma forma de concretizar a publicidade;
mas divulgar essas informações em tabelas comparativas com os preços de mercado e outras
contratações será uma forma de concretizar a transparência.

25
@Resumos_Tabelados

Artigo 54 da Lei de
Publicação do instrumento convocatório.
Licitações.

Os procedimento de licitação devem ser


realizados preferencialmente na forma
eletrônica.

A utilização da forma presencial somente será


Artigo 17, §2° da Lei de
admitida em casos excepcionais, mas exigirá
Licitações.
que a sessão seja gravada em áudio e vídeo.

Previsão de divulgação do edital do leilão em


sítio eletrônico oficial e em outros meios para Artigo 25, §3° da Lei de
INSTRUMENTOS DE assegurar a publicidade e a ampla Licitações.
PUBLICIDADE: competitividade.

Exigência de se observar o princípio da Artigo 152 da Lei de


publicidade nos procedimentos de arbitragem. Licitações.

Divulgação das obras paralisadas há mais de um


mês em sítio eletrônico e em placa afixada no Artigo 115, §6° da Lei de
local da obra de fácil visualização pelos Licitações
cidadãos.

Todos os elementos do edita, incluídos minuta


de contrato, termos de referência, anteprojeto,
projetos e outros anexos, deverão ser Artigo 25, §3° da Lei de
divulgados em sítio eletrônico oficial na mesma Licitações.
data de divulgação do edital, sem necessidade
de registro ou de identificação para acesso.

Foi um dos principais avanços no sentido da publicidade.

SERÁ UTILIZADO PARA: (artigo 174)

a) Divulgação centralizada e obrigatória dos atos exigidos na Lei de Licitações;


Portal Nacional de
Contratações Públicas - PNCP b) Realização facultativa das contratações pelos órgãos e entidades dos Poderes
Executivo, Legislativo e Judiciário de todos os entes federativos.

→ Além do PNCP, os entes federativos poderão instituir sítio eletrônico oficial para
divulgação complementar e realização das respectivas contratações (artigo 175).

26
@Resumos_Tabelados
A Lei de Licitações dispõe que os atos praticados no processo licitatório são públicos, ressalvadas
as hipóteses de informações cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado,
na forma da lei (artigo 13, caput).
Casos em que não No mesmo sentido, o artigo 91 da Lei de Licitações e Contratos dispõe que os contratos e seus
haverá publicidade aditamentos serão divulgados e mantidos à disposição do público em sítio eletrônico oficial,
admitindo-se, entretanto, a manutenção em sigilo de contratos e de termos aditivos quando
imprescindível à segurança da sociedade e do Estado, nos termos da legislação que regula o acesso
à informação.

Há também as situações em que a publicidade será diferida.

Esse termo significa postergar, adiar, realizar depois.

Dessa forma, há casos em que a publicidade será assegurada mais adiante, ao longo do processo de
licitação.

Nesse contexto, a publicidade será diferida (artigo 13, parágrafo único):

a) QUANTO AO CONTEÚDO DAS PROPOSTAS, ATÉ A RESPECTIVA ABERTURA;

→ Trata-se do denominado princípio do sigilo das propostas.

→ Nesse caso, a administração não pode vazar as propostas antes da data da abertura, na sessão
pública de julgamento das propostas.

→ O conteúdo da proposta deverá ser mantido sob sigilo, antes da data de sua abertura.
Casos de → Após a abertura, as propostas são tornadas públicas.
publicidade diferida
→ Tal medida é tão grave que a Nova Lei de Licitações criou um tipo penal no artigo 337-J,
considerando crime a violação ao sigilo da proposta (Código Penal, artigo 337-J).

b) QUANTO AO ORÇAMENTO DA ADMINISTRAÇÃO, NAS HIPÓTESES PREVISTAS NA LEI DE LICITAÇÕES.

→ Trata do sigilo do orçamento.

→ Durante a fase preparatória da licitação, uma das etapas compreende a elaboração do orçamento
estimado. Isso serve para a administração se planejar, podendo identificar o valor aproximado do
possível contrato.

→ Nessa linha, há casos em que divulgar o orçamento aos licitantes não é interessante, já que os
participantes da licitação podem apresentar a sua proposta em valores próximos ao do orçamento,
ao invés de apresentarem valores conforme as suas reais condições.

→ Por isso, a Nova Lei de Licitações prevê a possibilidade de tornar o orçamento estimado da
contratação sigiloso, desde que haja justificativa.

→ O sigilo não prevalecerá para os órgãos de controle interno e externo (artigo 24, caput).

27
@Resumos_Tabelados
PUBLICIDADE: dever de divulgar as
informações, para garantir a qualquer
interessado a possibilidade de participação e
PUBLICIDADE E de fiscalização da licitação.
TRANSPARÊNCIA:
TRANSPARÊNCIA: divulgação em formato
compreensível, claro, de fácil entendimento
para a população.

Atos praticados no processo licitatório são


públicos.

PREVISÃO LEGAL:
EXCEÇÃO: hipóteses de informações cujo
sigilo seja imprescindível à segurança da
sociedade e do Estado.

PRINCÍPIOS DA PUBLICIDADE, Quanto ao conteúdo das propostas, até a


TRANSPARÊNCIA E SIGILO DAS respectiva abertura (princípio do sigilo das
PROPOSTAS: propostas).
DIFERIMENTO:

Quando ao orçamento da administração, nas


hipóteses previstas na Lei de Licitações.

Decisão discricionária/deve existir


justificativa.

Sigilo não prevalecerá para os órgãos de


controle interno e externo.

SIGILO DO ORÇAMENTO:
A administração deverá divulgar os
quantitativos e informações para formulação
das propostas.

No critério por maior desconto, o preço


estimado ou o máximo aceitável constará do
edital da licitação.

EFICIÊNCIA, EFICÁCIA E ECONOMICIDADE


A Nova Lei de Licitações prevê expressamente o princípio da eficiência, como forma de assegurar que
as contratações públicas tenham como objetivo gerar resultados positivos à população.

Em termos conceituais, a eficiência diz respeito à relação entre os custos (insumos) e o produto.
Princípio da
eficiência Assim, a licitação é eficiente quando realizada em menos tempo, quando gasta menos recursos para a
sua conclusão, quando obtém uma proposta com valores mais baixos, etc.

Podemos falar em eficiência tanto em relação à condução da licitação, como na contratação.

28
@Resumos_Tabelados
A economicidade, por sua vez, diz respeito à minimização de custos, sem o comprometimento dos
padrões de qualidade.

Há uma relação bem forte entre eficiência e economicidade, ao ponto de alguns textos até considerarem
Princípio da os termos como sinônimos.
economicidade
→ Porém, para fins de prova, entenda que a eficiência foca na relação custo/benefício ou
insumo/produto, enquanto a economicidade foca na minimização dos custos, mantidos os padrões de
qualidade.

A eficácia versa sobre o cumprimento dos objetivos da administração.


Princípio da
EXEMPLO: se o governo estipular como objetivo firmar três contratos de fornecimento de medicamentos
eficácia
ao longo do ano “X”, haverá eficácia se todos os contratos forem efetivamente assinados.

Um dos objetivos da licitação é assegurar a seleção da proposta apta a gerar o resultado de contratação
mais vantajoso para a administração (artigo 11, inciso I).
Efetividade como
Exige-se, ainda, da alta efetividade e da eficácia em suas contratações.
objetivo da alta
administração A efetividade não é tratada expressamente como princípio, mas constitui um dos deveres da alta
dos órgãos e administração dos órgãos e entidades em relação às licitações e aos contratos.
entidades
→ Por efetividade entenda os resultados percebidos, ou seja, os impactos gerados na ação estatal.

PLANEJAMENTO
As licitações e contratações deverão ser devidamente planejadas.

Isso busca evitar desperdícios e urgências indevidas.


Disposições A Lei de Licitações prevê a realização do planejamento da contratação durante a denominada fase
preliminares preparatória.

Esse plano será operacional, pois terá ênfase na definição do próprio procedimento licitatório.

Poderá existir um plano de contratações anual, que fará o alinhamento das contratações com o
planejamento da Administração (artigo 18, § 1º, II).
Planos de
A partir de documentos de formalização de demandas, os órgãos responsáveis pelo planejamento de
contratação cada ente federativo poderão elaborar plano de contratações anual, com o objetivo de racionalizar as
anual contratações dos órgãos e entidades sob sua competência, garantir o alinhamento com o seu
planejamento estratégico e subsidiar a elaboração das respectivas leis orçamentárias (artigo 12, VII).

29
@Resumos_Tabelados

SEGREGAÇÃO DE FUNÇÕES
A segregação de funções é um princípio contábil, administrativo e de controle interno que
consiste, basicamente, na separação de funções de autorização, aprovação, execução,
controle e contabilização das operações, evitando o acúmulo de funções por parte de um
mesmo servidor.
Definição
Segregar funções é separar atribuições relevantes, que envolvam riscos, especialmente
para impedir que um mesmo agente possa cometer um ilícito e ocultar a sua prática.

A Lei de Licitações dispõe que a autoridade máxima do órgão ou da entidade ou outra com
Vedação à designação do esta função deverá observar o princípio da segregação de funções, vedada a designação do
mesmo agente público para atuação simultânea em funções mais suscetíveis a riscos, de
mesmo agente público
modo a reduzir a possibilidade de ocultação de erros e de ocorrência de fraudes na
para atuação simultânea respectiva contratação.
em funções mais
suscetíveis a riscos → Essa vedação também se aplica aos órgãos de assessoramento jurídico e de controle
interno da administração.

A própria homologação é uma forma de segregação de funções.

→ Isso porque a licitação é homologada por autoridade distinta da comissão ou do agente


Homologação
encarregado de conduzir o certame.

A segregação não ocorre apenas em relação aos agentes públicos, ela também poderá
envolver terceiros.
Segregação envolvendo
→ Por isso, a empresa que elabora o projeto básico não pode participar da licitação ou da
terceiros execução do contrato, por exemplo.

MOTIVAÇÃO
A motivação é a indicação dos pressupostos de fato e de direito que levaram a
Definição administração a tomar determinada decisão.

O pressuposto de direito consiste na previsão no ordenamento jurídico que fundamenta a


Pressuposto de direito decisão.

Pressuposto de fato O pressuposto de fato consiste na situação concreta, observada “no mundo real”.

30
@Resumos_Tabelados
A motivação é ainda mais importante quando se tratar de medidas excepcionais.

EXEMPLOS:

a) Em regra, não se indica marca ou modelo, mas isso poderá ocorrer desde que “formalmente
justificado” (artigo 41, I);

Medidas b) Em regra, realiza-se licitação, mas esta regra poderá ser afastada quando se tratar de contratação
excepcionais direta, devendo o processo ser instruído com parecer que demonstre “o atendimento dos requisitos
exigidos” (artigo 72, III);

c) consórcios podem participar de licitação, exceto “vedação devidamente justificada”.

A regra é a motivação dos atos da licitação, devendo-se dar mais ênfase a este dever quando a decisão
tomar medidas consideradas excepcionais.

VINCULAÇÃO AO EDITAL
A vinculação ao edital significa que o processo licitatório deverá ser conduzido conforme as regras
previamente definidas no edital da licitação.

Esse princípio vincula não só a administração pública, como também os próprios licitantes.
Disposições
preliminares Caso a administração deixe de observar as regras definidas no edital, o procedimento ficará passível
de anulação.

O edital é o documento que torna pública a realização da licitação, além de definir as regras do
certame.

→ É o instrumento de oficialização da licitação e de divulgação de suas regras.


Edital
→ É a lei interna da licitação.

Convocação.

Julgamento e habilitação.

Recursos e penalidades da
licitação.
DEVERÁ CONTER NO EDITAL
REGRAS RELATIVAS A:
Fiscalização e gestão de
contrato.

Entrega do objeto.

Condições de pagamento.

31
@Resumos_Tabelados
A minuta do contrato (entenda a minuta como uma “prévia”) é um dos anexos do edital.

Previsão de situações O edital contará com índice de reajustamento de preços (para atualizar o valor em virtude da
inflação, por exemplo).
obrigatórias para a
execução do contrato → Portanto, o edital já define como será conduzido o processo de licitação, mas também prevê
as situações obrigatórias para a execução do contrato.

O edital também é utilizado como instrumento convocatório para a pré-qualificação (artigo 6º,
XLIV), para o chamamento para fins de credenciamento (artigo 79, parágrafo único, I) e para o
chamamento público para o procedimento de manifestação de interesse (artigo 81, caput).
Situações em que o
edital se aplica Ademais, também há o edital para fins de registro de preços (artigo 82, caput), mas nesse caso
estamos falando efetivamente de um processo de licitação.

No antigo Estatuto de Licitações, o princípio era denominado vinculação ao instrumento


convocatório, uma vez que, além do edital, existia a carta-convite.

→ Esta deixou de existir, em virtude da extinção da modalidade carta-convite.


Vinculação ao
instrumento Agora somente existe um instrumento convocatório: o edital.
convocatório
→ Ainda assim, fica uma ressalva: não considere a questão incorreta pelo simples fato de
constar o “nome antigo”, já que, agora, podemos dizer que edital e instrumento convocatório são
sinônimos.

JULGAMENTO OBJETIVO
O princípio do julgamento objetivo (ou princípio da objetividade de julgamento) se relaciona com
outros princípios, como a impessoalidade, a legalidade e a vinculação ao edital.

Por esse princípio, a administração deverá analisar a proposta de forma objetiva, por meio de
Disposições critérios de julgamento constantes no edital de licitação, restringindo ou eliminando a
preliminares subjetividade, afastando preferências ou escolhas meramente pessoais dos responsáveis pelo
julgamento das propostas.

Critérios de Os critérios de julgamento são definidos no artigo 33 da Lei de Licitações, cabendo ao edital
julgamento definir qual deles será adotado e, quando for o caso, estabelecer os detalhes para a aplicação
desses critérios.

O princípio da vedação a oferta de vantagens é uma variação do princípio de julgamento objetivo.

Por este princípio, a administração pública não poderá admitir, na licitação, a apresentação de
ofertas e benefícios não contemplados no edital.
Princípio da vedação a
oferta de vantagens EXEMPLO: em uma licitação para compra de carro, o licitante não poderia ofertar benefícios
extras, como “tanque cheio”, “tapetes extras”, etc.

→ A oferta deverá guardar correlação com os critérios do edital.

32
@Resumos_Tabelados

SEGURANÇA JURÍDICA
A segurança jurídica diz respeito à estabilidade das relações jurídicas constituídas.
Disposições
No âmbito das licitações, este princípio tem aplicação relevante na fixação de entendimentos.
preliminares
Fixação de É importante que os órgãos de controle e de assessoramento jurídico fixem os seus
entendimentos e posicionamentos e emitam orientações buscando pacificar as regras sobre a aplicação da
emissão de orientações legislação sobre licitações e contratos.
A edição de orientações, regulamentos, edição de súmulas, manifestação em consultas
Formas de formuladas aos tribunais de contas, entre outros instrumentos são formas de concretizar este
princípio.
concretização
O contratado tem o direito de ser indenizado por aquilo que já executou, quando não houver
dado causa à nulidade.
Direito à indenização
Nessa situação, aplica-se o aspecto subjetivo da segurança jurídica (proteção à confiança), de
tal forma que o particular não poderá ser prejudica por uma ilegalidade que não causou.

RAZOABILIDADE E PROPORCIONALIDADE
Os princípios da razoabilidade e da proporcionalidade são também conhecidos como princípio
da vedação aos excessos.
Disposições
Com isso, as limitações impostas pela administração devem guardar correlação entre os meios
preliminares e os fins.

EXEMPLOS:

1) Às vezes, poderá não ser razoável ou proporcional desclassificar uma empresa por uma
falha que não seja grave em sua proposta. Este tipo de desclassificação poderá se mostrar
Aplicabilidade do desarrazoada e forçar a administração a contratar outra empresa por um valor muito maior.
princípio de
razoabilidade e → Logicamente que essa medida deverá ser aplicada com muita cautela, sob pena de ofender
proporcionalidade a vinculação ao instrumento convocatório.
frente a interpretação
2) Ainda que a Lei de Licitações fixe prazos mínimos para a apresentação de propostas, a
da Lei de Licitações
administração poderá fixar prazos mais longos, conforme a complexidade da proposta a ser
elaborada.

→ Haverá, então, proporcionalidade entre o prazo e a complexidade do objeto da licitação.

33
@Resumos_Tabelados

CELERIDADE
O princípio da celeridade significa que a licitação pública deverá ser realizada dentro de prazo
Definição razoável, sem demoras excessivas que possam prejudicar a realização da contratação e o
atendimento do interesse público.

A nova Lei de Licitações prevê alguns instrumentos para aumentar a celeridade na tramitação
das licitações públicas.

“INVERSÃO” DAS FASES: Na antiga Lei de Licitações, a fase de habilitação era realizada antes da
fase de julgamento.

→ Essa medida, entretanto, mostrava-se ineficiente, já que a administração era obrigada a


analisar a habilitação de todos os licitantes e a conceder uma fase de recurso, com efeito
suspensivo, entre a habilitação e o julgamento (e outra, após o julgamento).

→ Na nova Lei de Licitações, o julgamento ocorre antes da habilitação.


Novos instrumentos
para aumentar a → Dessa forma, somente é necessária a realização de uma fase de recurso, que ocorrerá após
celeridade a fase de habilitação.

→ Ademais, o procedimento também permite que a habilitação seja realizada apenas com o
licitante vencedor.

→ Isso corrobora para a agilidade do procedimento.

EMISSÃO DE LICENCIAMENTOS AMBIENTAIS: A Lei de Licitações dispõe que os licenciamentos


ambientais de obras e serviços de engenharia terão prioridade de tramitação nos órgãos e
entidades integrantes do Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama) e deverão ser orientados
pelos princípios da celeridade, da cooperação, da economicidade e da eficiência (artigo 25, § 6º).

DESENVOLVIMENTO NACIONAL SUSTENTÁVEL


O princípio do desenvolvimento nacional sustentável significa que as licitações públicas não se
destinam apenas a selecionar propostas pelo aspecto econômico em sentido estrito.
Definição
Este princípio significa que as contratações públicas devem buscar resguardar o
desenvolvimento nacional sustentável sob as PERSPECTIVAS ECONÔMICAS E AMBIENTAIS.

Em alguns casos, será justificável instituir preferências, benefícios ou até mesmo restrições
Flexibilização do para produtos e licitantes que atendam a critérios ambientais.
princípio da isonomia
Nessa linha, o princípio do desenvolvimento nacional sustentável flexibiliza a aplicação do
princípio da isonomia, na medida em que viabiliza contratações que atendem a outros critérios
além do preço.

34
@Resumos_Tabelados
Os anteprojetos de engenharia e os projetos básicos deverão considerar o impacto ambiental do
Consideração dos empreendimento (artigo 6º, XXIV, “e”, e XXV).
impactos ambientais
Além disso, o estudo técnico preliminar deverá considerar a descrição de possíveis impactos
do procedimento ambientais e respectivas medidas mitigadoras, incluídos requisitos de baixo consumo de energia
e de outros recursos.

Ademais, é considerado critério de preferência a contratação de empresa que adote práticas


mitigadoras de emissão de gases e de consumo de recursos (artigo 60, § 1º, IV).

Há várias disposições na Lei de Licitações que favorecem as denominadas licitações


sustentáveis.

Preferência na → Inclusive alguns autores chegam a designar o princípio da licitação sustentável, que significa
contratação que as licitações públicas devem adotar e privilegiar boas práticas ambientais.

Além disso, a legislação permite a instituição de margem de preferência, admitindo a contratação


por valor um pouco mais elevado, mas pensando em fatores como geração de emprego e renda
no país, por meio de produção de bens e serviços manufaturados nacionais; utilização de bens
reciclados, recicláveis ou biodegradáveis; e desenvolvimento e inovação tecnológica no País.

OUTROS PRINCÍPIOS IMPLÍCITOS OU CORRELATOS


ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA
A adjudicação diz respeito ao ato da autoridade superior que atribui ao vencedor do certame o
seu objeto.

A adjudicação é o ato unilateral pelo qual a administração declara que, se vier a celebrar o
contrato referente ao objeto da licitação, obrigatoriamente o fará com o licitante vencedor.
Definição
Dessa forma, a adjudicação compulsória ao vencedor impede que a administração, concluído o
procedimento licitatório, atribua seu objeto a terceiro que não seja o legítimo vencedor.

Esse princípio, porém, dá direito apenas a adjudicação, não garantindo a celebração do contrato.

Assim, impede-se que o órgão celebre o contrato com outro ou abra novo procedimento
licitatório para o mesmo objeto enquanto estiver válida a adjudicação.
Não garantia da
celebração do Impede, também, que o órgão protele a contratação indefinidamente sem apresentar motivo para
contrato tal.

Todavia, não constitui direito subjetivo à assinatura do contrato, ou seja, a administração possui
a prerrogativa de, por motivos supervenientes, deixar de assinar o contrato.

35
@Resumos_Tabelados
FORMALISMO CONCENTRADO E FORMALISMO MODERADO
Já foi visto que a licitação pública deverá seguir o devido processo legal, uma vez que se trata
de procedimento definido em lei.
Disposições
Nessa linha, pode-se afirmar que a licitação é um procedimento formal, motivo pelo qual os seus
preliminares atos deverão seguir o rito definido na Lei de Licitações e, como regra, adotarão formato escrito
e deverão ser devidamente publicados e divulgados.

O artigo 12, inciso I, é o melhor exemplo da aplicação do princípio do formalismo, dispondo que
Previsão legal os documentos da licitação serão produzidos por escrito, com data e local de sua realização e
assinatura dos responsáveis.

O formalismo não é absoluto.

Dessa forma, é comum se utilizar um outro termo para designar o formalismo procedimental,
denominado formalismo moderado.

Esse princípio significa que a administração pública não deverá se prender a formalidades
Formalismo moderado exageradas, que não contribuam para o atendimento do propósito das licitações e contratações
públicas.

→ Dessa forma, no processo licitatório, o desatendimento de exigências meramente formais


que não comprometam a aferição da qualificação do licitante ou a compreensão do conteúdo de
sua proposta não importará seu afastamento da licitação ou a invalidação do processo (art. 12,
III).

Somente serão desclassificadas as propostas com vícios insanáveis (artigo 59, I).

Além disso, a autoridade superior somente declarará a nulidade dos atos que contiverem vícios
Desclassificação de
insanáveis, podendo aproveitar os atos que não forem comprometidos pelo ato viciado (artigo
propostas 71, III e § 1º).

Artigo 12, Lei n° 14.133/2021:

IV – a prova de autenticidade de cópia de documento público ou particular poderá ser feita


perante agente da Administração, mediante apresentação de original ou de declaração de
Regras para autenticidade por advogado, sob sua responsabilidade pessoal;
flexibilizar o
formalismo V – o reconhecimento de firma somente será exigido quando houver dúvida de
autenticidade, salvo imposição legal;

VI – os atos serão preferencialmente digitais, de forma a permitir que sejam produzidos,


comunicados, armazenados e validados por meio eletrônico [...].

36
@Resumos_Tabelados
A administração deverá seguir as
PRINCÍPIO DA regras definidas em lei.
LEGALIDADE:
Respeito ao devido processo legal.

Impessoalidade e interesse público:


PRINCÍPIO DA a atuação da administração deverá
IMPESSOALIDADE: buscar atender ao interesse
público (finalidade).
Atuação com base na moral, nos
PRINCÍPIO DA
bons costumes, nas regras de boa
MORALIDADE E
administração, nos princípios da
PROBIDADE:
justiça e de equidade, honestidade.

IGUALDADE: sem favorecimentos.


PRINCÍPIO DA IGUALDADE
E COMPETITIVIDADE: COMPETITIVADADE: sem restrições
indevidas.

PUBLICIDADE: divulgar
informações.

TRANSPARÊNCIA: tornas as
informações claras.
EXCEÇÃO: sigilo imprescindível
para a segurança da sociedade e
PRINCÍPIOS DA PRINCÍPIOS PRINCÍPIO DA
PUBLICIDADE: do Estado.
LICITAÇÃO: EXPRESSOS:
SIGILO DAS PROPOSTAS: até a
abertura.

ORÇAMENTO SIGILOSO: se
justificado, até o final da licitação
(não vale para os órgãos de
controle).
Gerar resultados positivos para a
população.

EFICIÊNCIA: relação entre os custos


e os produtos.
PRINCÍPIO DA EFICIÊNCIA: ECONOMICIDADE: minimização de
custos, sem comprometer a
qualidade.
EFICÁCIA: cumprimento dos
objetivos.

PRINCÍPIO DO As contratações devem ser


PLANEJAMENTO: planejadas, em todos os níveis.
O mesmo agente não pode praticar
PRINCÍPIO DA diversas atribuições relevantes e
SEGREGAÇÃO DE sujeitas a risco, especialmente
FUNÇÕES: quando ele puder cometer e
ocultar fraudes.

37
@Resumos_Tabelados
Os atos da licitação devem
PRINCÍPIO DA ser justificados, com
MOTIVAÇÃO: indicação dos pressupostos
de fato e de direito.

O edital é a lei interna da


licitação.
PRINCÍPIO DA
VINCULAÇÃO AO
O processo licitatório deverá
EDITAL: ser conduzido conforme as
regras previamente definidas
no edital da licitação.

A administração deverá
apurar a proposta de forma
PRINCÍPIO DO objetiva, por meio de
JULGAMENTO critérios de julgamento
OBJETIVO: constantes no edital da
licitação, restringindo ou
eliminando a subjetividade

Estabilidade das relações


jurídicas.
PRINCÍPIOS DA PRINCÍPIOS PRINCÍPIO DA
LICITAÇÃO: EXPRESSOS: SEGURANÇA JURÍDICA:
Uniformidade de
entendimentos.

Vedação aos excessos.


PRINCÍPIO DA
RAZOABILIDADE E
PROPORCIONALIDADE: Restrições, exigências e
sanções não podem ser
exageradas.

A licitação pública deverá ser


PRINCÍPIO DA
realizada dentro do prazo
CELERIDADE:
razoável.

As licitações públicas não se


destinam a selecionar
propostas pelo aspecto
econômico em sentido
PRINCÍPIO DO estrito.
DESENVOLVIMENTO Adoção de requisitos
NACIONAL ambientais (princípio da
SUSTENTÁVEL: licitação sustentável).

Desenvolvimento econômico
(margem de preferência).

38
@Resumos_Tabelados
OBJETIVOS DA LICITAÇÃO
a) Assegurar a seleção da proposta apta a gerar o resultado de contratação mais vantajoso para a
Administração Pública, inclusive no que se refere ao ciclo de vida do objeto;

b) Assegurar tratamento isonômico entre os licitantes, bem como a justa competição;


Objetivos do
processo c) Evitar contratações com sobrepreço ou com preços manifestamente inexequíveis e
licitatório superfaturamento na execução dos contratos;

d) Incentivar a inovação e o desenvolvimento nacional sustentável.

O ciclo de vida é um termo utilizado para se referir à utilização do objeto ao longo do tempo.

Não basta olhar o preço e a qualidade do produto “no momento”, há a necessidade de se olhar para o
Ciclo de vida
futuro.

Artigo 6°, Lei n° 14.133/2021:

LVI - sobrepreço: preço orçado para licitação ou contratado em valor expressivamente superior
Sobrepreço aos preços referenciais de mercado, seja de apenas 1 (um) item, se a licitação ou a contratação
for por preços unitários de serviço, seja do valor global do objeto, se a licitação ou a contratação
for por tarefa, empreitada por preço global ou empreitada integral, semi-integrada ou integrada;

Artigo 6°, Lei n° 14.133/2021:

LVII - superfaturamento: dano provocado ao patrimônio da Administração, caracterizado, entre


outras situações, por:

a) medição de quantidades superiores às efetivamente executadas ou fornecidas;

b) deficiência na execução de obras e de serviços de engenharia que resulte em diminuição da


Superfaturamento sua qualidade, vida útil ou segurança;

c) alterações no orçamento de obras e de serviços de engenharia que causem desequilíbrio


econômico-financeiro do contrato em favor do contratado;

d) outras alterações de cláusulas financeiras que gerem recebimentos contratuais antecipados,


distorção do cronograma físico-financeiro, prorrogação injustificada do prazo contratual com
custos adicionais para a Administração ou reajuste irregular de preços;

A diferença entre o sobrepreço e o superfaturamento é que aquele trata da “orçamentação”.

No sobrepreço há um valor superior aos preços referenciais de mercado, sem que, com isso, a
adiministração sofra um dano ao erário.
Sobrepreço x
Superfaturamento Já o superfaturamento ocorre quando há dano ao patrimônio público, podendo se manifestar por
diversas formas.
→ Alterações no orçamento também podem gerar superfaturamento.

39
@Resumos_Tabelados
SOBREPREÇO: SUPERFATURAMENTO

Preço orçado. Dano ao patrimônio público.

Valor excessivamente superior Medições inadequadas.


aos preços de mercado.
Deficiência na execução.

Alteração do orçamento com desequilíbrio em


favor do contrato, entre outros.

Seleção da proposta apta a gerar o Inclusive quanto ao


resultado de contratação mais ciclo de vida do
vantajoso. objeto.
ASSEGURAR:
Tratamento isonômico.

Justa competição.

Sobrepreço.
OBJETIVOS DA
LICITAÇÃO: Preços manifestadamente
EVITAR: inexequíveis.

Superfaturamento.

Inovação.
INCENTIVAR:
Desenvolvimento nacional
sustentável.

A alta administração do órgão ou entidade é responsável pela governança das contratações e deve
implementar processos e estruturas, inclusive de gestão de riscos e controles internos, para
avaliar, direcionar e monitorar os processos licitatórios e os respectivos contratos, com o intuito
de (artigo 11, parágrafo único):

a) Alcançar os objetivos da licitação;


Responsabilidade da
alta administração b) Promover um ambiente íntegro e confiável;
do órgão ou entidade
c) Assegurar o alinhamento das contratações ao planejamento estratégico e às leis orçamentárias;

d) Promover eficiência, efetividade e eficácia em suas contratações.

A alta administração é encarregada de instituir um programa de governança para alcançar todos


esses objetivos.

40
@Resumos_Tabelados
AGENTES PÚBLICOS DA LICITAÇÃO

AGENTE DE CONTRATAÇÃO, COMISSÃO DE CONTRATAÇÃO E DEMAIS AGENTES


PÚBLICOS
Artigo 6°, Lei n° 14.133/2021:

V - agente público: indivíduo que, em virtude de eleição, nomeação, designação, contratação


Conceito de agente ou qualquer outra forma de investidura ou vínculo, exerce mandato, cargo, emprego ou
público função em pessoa jurídica integrante da Administração Pública;

→ No conceito da Lei de Licitações, agente público é aquele que exerce a função pública em
pessoa jurídica integrante da administração pública.

Designação dos Caberá à autoridade máxima do órgão ou da entidade, ou a quem as normas de organização
agentes públicos para administrativa indicarem, promover gestão por competências e designar agentes públicos para
o desempenho das funções essenciais à execução das disposições da Lei de Licitações.
o desempenho das
funções essenciais Neste caso, se está falando dos agentes públicos em geral, não só do agente de contratação (que
sobre licitações e terá requisitos específicos para a designação), mas também de outros agentes, como a equipe
contratos de apoio e outros agentes públicos envolvidos no processo de contratação.

Os agentes públicos designados para o desempenho das funções essenciais sobre licitações e
contratos deverão preencher os seguintes requisitos (artigo 7º):

a) Sejam, preferencialmente, servidores efetivos ou empregados públicos dos quadros


permanentes da administração pública;

b) Tenham atribuições relacionadas a licitações e contratos ou possuam formação compatível


Requisitos ou qualificação atestada por certificação profissional emitida por escola de governo criada e
mantida pelo poder público; e

c) Não sejam cônjuge ou companheiro de licitantes ou contratados habituais da administração


nem tenham com eles vínculo de parentesco, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, ou
de natureza técnica, comercial, econômica, financeira, trabalhista e civil.

Na designação, a autoridade deverá observar o princípio da segregação de funções, vedada a


Princípio da designação do mesmo agente público para atuação simultânea em funções mais suscetíveis a
riscos, de modo a reduzir a possibilidade de ocultação de erros e de ocorrência de fraudes na
segregação de
respectiva contratação, inclusive quanto aos órgãos de assessoramento jurídico e de controle
funções interno da administração (artigo 7º. §§ 1º e 2º).

41
@Resumos_Tabelados
Gestão por competência.
Designados pela
autoridade máxima.
Segregação de funções.

AGENTES PÚBLICOS Preferencialmente, servidores efetivos ou Atribuições


DA LICITAÇÃO: empregados públicos dos quadros relacionadas.
permanentes.
Formação
Requisitos: Qualificados. compatível.

Sem parentesco (até 3° grau) ou vínculo Qualificação


com licitantes ou contratados habituais. atestada (escola de
governo).

Artigo 6°, Lei n° 14.133/2021:

LX - agente de contratação: pessoa designada pela autoridade competente, entre servidores


efetivos ou empregados públicos dos quadros permanentes da Administração Pública, para tomar
decisões, acompanhar o trâmite da licitação, dar impulso ao procedimento licitatório e executar
quaisquer outras atividades necessárias ao bom andamento do certame até a homologação.

Na nova Lei de Licitações, o papel de condução da licitação cabe ao agente de contratação.

Como regra, não haverá “comissão de licitação”, como ocorria na antiga Lei de Licitações.

→ Em alguns casos, o agente de contratação será substituído por comissão, conforme vamos analisar
Agente de adiante.
contratação
O agente de contratação é o encarregado de tomar decisões e por conduzir todos os atos das licitações
públicas, até a homologação.

Na verdade, o agente de contratação conduz o processo até a FASE DE ENCERRAMENTO DA LICITAÇÃO.

→ Esta fase, por sua vez, será conduzida pela autoridade superior, que poderá revogar, anular,
adjudicar e homologar ou ainda determinar o retorno dos autos para a correção de vícios.

→ Porém, como o Estatuto de Licitações afirma que o agente de contratação conduzirá a licitação “até
a homologação”, então você deverá considerar esta afirmação como correta.

O agente de contratação será auxiliado por equipe de apoio.

Auxílio da equipe → Mesmo assim, ele RESPONDERÁ INDIVIDUALMENTE pelos atos que praticar.
de apoio x → Isso acontece porque é o agente de contratação que terá o poder de decisão.
responsabilização
Esta responsabilidade somente será afastada se ele for INDUZIDO A ERRO pela atuação da equipe
(artigo 8º, § 1º).

42
@Resumos_Tabelados
O agente responsável pela condução do certame será designado pregoeiro quando a licitação
for na modalidade pregão (artigo 8º, § 5º).
Agente de contratação x
Nas demais modalidades, o termo seria “agente de contratação”, enquanto no pregão será
Pregoeiro “pregoeiro”.

Em licitação que envolva bens ou serviços especiais, o agente de contratação poderá ser
substituído por comissão de contratação (também chamada de “comissão de licitação).

→ Essa comissão de contratação deverá ser formada por, no mínimo, três membros, que
Substituição pela responderão solidariamente por todos os atos praticados pela comissão.
comissão de
contratação → Nesse caso, somente não responderá solidariamente o membro que expressar posição
individual divergente fundamentada e registrada em ata lavrada na reunião em que houver sido
tomada a decisão (artigo 8º, § 2º).

Os requisitos dos membros da comissão de contratação são os mesmos para os agentes


públicos designados para o desempenho das funções essenciais sobre licitações e contratos,
conforme consta no artigo 7º da Lei de Licitações.
Requisitos dos
membros da comissão → Eles deverão ser preferencialmente servidores efetivos ou empregados públicos dos
de contratação quadros permanentes da administração pública; deverão atender aos requisitos de
qualificação; e não poderão ter parentesco (até terceiro grau) ou vínculo com licitantes ou
contratados habituais.

Contratação de Em licitação que envolva bens ou serviços especiais cujo objeto não seja rotineiramente
empresa ou profissional contratado pela administração, poderá ser contratado, POR PRAZO DETERMINADO, serviço de
empresa ou de profissional especializado para assessorar os agentes públicos responsáveis
especializado
pela condução da licitação (artigo 8º, § 4º).

As regras relativas à atuação do agente de contratação e da equipe de apoio, ao funcionamento


Apoio dos órgãos de da comissão de contratação e à atuação de fiscais e gestores de contratos serão estabelecidas
em regulamento.
assessoramento
jurídico e de controle Deverá ser prevista a possibilidade de eles contarem com o apoio dos órgãos de
interno assessoramento jurídico e de controle interno para o desempenho das funções essenciais à
execução da Lei de Licitações.

43
@Resumos_Tabelados
Responsável pela condução
da licitação até a
homologação.

Servidor efetivo ou
empregado público do
quadro permanente.
AGENTE DE
CONTRATAÇÃO:
Responsabilidade individual
(salvo se induzido ao erro).

PREGÃO: designado
pregoeiro.

AGENTE E COMISSÃO DE
CONTRATAÇÃO: Licitações para bens ou
serviços especiais.

Poderá substituir o agente


de contratação.

COMISSÃO DE
No mínimo três membros.
CONTRATAÇÃO:

Preferencialmente servidor
efetivo ou empregado público
do quadro permanente.

Responsabilidade solidária
(exceto posição divergente
registrada e fundamentada).

CASOS ESPECIAIS
Os bens e serviços especiais poderão ser licitados por comissão de contratação.
Disposições
Porém, há um caso em que a Lei de Licitações exige a utilização de comissão.
preliminares
Nesta modalidade, a licitação será conduzida por comissão de contratação composta de pelo
menos três servidores efetivos ou empregados públicos pertencentes aos quadros permanentes
da administração, admitida a contratação de profissionais para assessoramento técnico da
Licitação na
comissão (artigo 32, § 1º, inciso XI).
modalidade diálogo
competitivo Nesse caso, a utilização de comissão é OBRIGATÓRIA e ela deve ser composta por servidores
efetivos ou empregados públicos pertencentes aos quadros permanentes da administração.

44
@Resumos_Tabelados
Há também a “banca” responsável pela atribuição da nota sobre os quesitos qualitativos da proposta técnica,
quando forem adotados os critérios de julgamento de melhor técnica e da técnica e preço (artigo 37, inciso II).

A banca será formada por no mínimo três membros, que poderão ser servidores efetivos ou empregados
públicos, mas também poderão ser profissionais contratados por conhecimento técnico, experiência ou
renome na avaliação dos quesitos especificados no edital.
Banca de
julgamento Essa banca, entretanto, não se confunde com a comissão de contratação.
→ A banca é encarregada apenas de dar a nota para a proposta técnica, ao passo que a comissão de contrata
(ou o agente de contratação) conduz a licitação como um todo.

O leilão poderá ser cometido a LEILOEIRO OFICIAL ou a SERVIDOR DESIGNADO pela autoridade competente da
administração (artigo 31).

Se optar pela realização de leilão por intermédio de leiloeiro oficial, a administração deverá selecioná-lo
Leilão mediante credenciamento ou licitação na modalidade pregão.

No caso do servidor, não houve menção expressa aos critérios para a seleção.

(Obrigatório): Servidor efetivo ou empregado


REGRA: Agente de contratação.
do quadro permanente.
Tem que ser por comissão.
Comissão de Pelo menos três membros.
DIÁLOGO COMPETITIVO:
contratação.
(Obrigatório): Servidores efetivos ou
empregados do quadro permanente.
Pode ser por comissão (decisão ou
discricionária).
BENS E SERVIÇOS Comissão de
Pelo menos três membros.
ESPECIAIS: contratação.
CONDUÇÃO DA (Preferencialmente): Servidores efetivos ou
LICITAÇÃO: empregados do quadro permanente.
Atribui notas para a proposta técnica.
Não se confunde com a comissão ou com o
agente de contratação.
NOTA PROPOSTA
Banca.
TÉCNICA: No mínimo três membros.

Servidores efetivos ou empregados públicos /


ou terceiros especialistas.
LEILOEIRO OFICIAL: selecionado por
credenciamento ou licitação na modalidade
Leiloeiro oficial ou pregão.
MODALIDADE LEILÃO:
servidor.
SERVIDOR DESIGNADO: a Lei não especifica os
critérios de seleção.

45
@Resumos_Tabelados

ASSISTÊNCIA JURÍDICA PARA AS AUTORIEDADES E SERVIDORES


Se as autoridades competentes e os servidores públicos que tiverem participado dos
procedimentos relacionados às licitações e aos contratos precisarem defender-se nas
esferas administrativa, controladora ou judicial em razão de ato praticado com estrita
observância de orientação constante em parecer jurídico elaborado na forma da Lei de
Licitações, a advocacia pública promoverá, a critério do agente público, sua
representação judicial ou extrajudicial (artigo 10).

Direito à defesa por → A advocacia pública defenderá o agente público, seja em processo na via
intermédio de advocacia administrativa, controladora ou judicial.
pública
→ Essa defesa é facultativa para o agente público, ou seja, ele poderá pedi-la ou não.

→ O direito à defesa por intermédio de advocacia pública aplica-se mesmo quando o


agente público não mais ocupar o cargo, emprego ou função em que foi praticado o ato
questionado.

→ Essa defesa também não se aplica quando provas da prática de atos ilícitos dolosos
constarem nos autos do processo administrativo ou judicial (artigo 10, § 1º).

Procedimentos relacionados às licitações e


aos contratos.
Esferas administrativa, controladora ou
judicial.
Autoridades e Ato praticado seguindo orientação de parecer
servidores: jurídico da assessoria jurídica pública.

A critério do agente público.


DEFESA POR ADVOCACIA
PÚBLICA: Judicial e extrajudicial.

Não seguir o parecer jurídico.


Não se aplica
se:
Haver prova de ilícito doloso.

46
@Resumos_Tabelados
Indivíduo que exerce mandato, cargo, emprego ou função
em pessoa jurídica integrante da administração pública.
AGENTE
PÚBLICO: Indivíduo investido em virtude de eleição, nomeação,
designação, contratação ou qualquer outra forma de
investidura ou vínculo.
Autoridade competente para designar os agentes públicos
AUTORIDADE dos quadros permanentes da administração pública.
MÁXIMA:
Promove a gestão por competências.
AGENTES Preferencialmente: servidores efetivos ou empregados Atribuições
PÚBLICOS públicos dos quadros permanentes da administração relacionadas.
ENVOLVIDOS pública.
NAS Formação
LICITAÇÕES: QUALIFICAÇÃO: compatível.
Necessariamente: servidor efetivo ou empregado públicos
dos quadros permanentes da administração pública. Certificação por
escola de
AGENTE DE Toma decisões, acompanha os trâmites e dá impulso ao governo.
CONTRATAÇÃO: processo, até a homologação.
Responsabilidade individual (exceto se induzido).
No pregão: será chamado de pregoeiro.
Requisitos dos "agentes públicos" da licitação
EQUIPE DE
(preferencialmente servidores efetivos ou empregados
AGENTES APOIO:
públicos dos quadros permamentes).
DA
LICITAÇÃO: Facultativa: para bens e serviços especiais.
Requisitos dos "agentes públicos" da licitação
(preferencialmente servidores efetivos ou empregados
COMISSÃO DE públicos dos quadros permanentes).
CONTRATAÇÃO:
Mínimo três membros.
Responsabilidade solidária (exceto manifestação expressa
da divergência).
Obrigatória.
COMISSÃO DE
CONTRATAÇÃO Mínimo três membros.
DO DIÁLOGO
COMPETITIVO: Devem ser servidores efetivos ou empregados públicos dos
quadros permanentes.

Atribui às propostas técnicas na melhor técnica e melhor


preço.
BANCA:
Servidores efetivos/empregados públicos ou terceiros
especialistas.
Para autoridades e servidores.
Defesa nas esferas administrativa, controladora ou judicial.
ASSISTÊNCIA
Representação judicial e extrajudicial.
JURÍDICA:
Somente se seguirem parecer jurídico.
Não se aplica se houver prova de atos ilícitos dolosos.

47
@Resumos_Tabelados
MODALIDADES DE LICITAÇÃO
As modalidades de licitação definem o procedimento da licitação.

Assim, é comum afirmar que a modalidade define o rito, o caminho, as etapas da realização da licitação
pública.

Disposições A nova Lei de Licitações abandonou a definição de modalidades pelo valor estimado da contratação.
preliminares
→ A partir de agora, todas as modalidades são definidas pela NATUREZA DO OBJETO.

O que define a modalidade de licitação é a natureza do objeto, não importa o seu valor.

Pregão.

Concorrência.

MODALIDADES
Concurso.
DE LICITAÇÃO:

Leilão.

Diálogo
competitivo.

O Estatuto de Licitações VEDA a criação de outras modalidades de licitação ou, ainda, a


combinação das modalidades existentes (artigo 28, §2°).

Além das modalidades de licitação, o Estatuto também prevê que a administração poderá utilizar os
“procedimentos auxiliares”.
Procedimentos
Os procedimentos auxiliares, como o credenciamento, o sistema de registro de preços, o registro
auxiliares cadastral e outros, não são modalidades, mas são instrumentos que auxiliam a administração no
procedimento de contratação.

CONCORRÊNCIA
A concorrência é a modalidade de licitação para contratação de bens e serviços especiais e de obras e
Definição serviços comuns e especiais de engenharia (artigo 6º, inciso XXXVIII).

48
@Resumos_Tabelados
O procedimento da concorrência é o rito procedimental comum, previsto no artigo 17 da Lei de
Licitações.

Artigo 17, Lei n° 14.133/2021: O processo de licitação observará as seguintes fases, em sequência:

I - preparatória;

II - de divulgação do edital de licitação;


Procedimento
III - de apresentação de propostas e lances, quando for o caso;

IV - de julgamento;

V - de habilitação;

VI - recursal;

VII - de homologação.

Assim, a concorrência poderá ser utilizada nos seguintes objetos:

a) Bens e serviços especiais;


Objetos b) Obras;

c) Serviços comuns e especiais de engenharia.

Bens e serviços
especiais.

OBJETOS DA
Obras.
CONCORRÊNCIA:

Serviços comuns e
especiais de
engenharia.

A conceituação de bens e serviços especiais é residual, ou seja, são bens e serviços especiais aqueles
que não são comuns.

Assim, dispõe a Lei de Licitações que os bens e serviços especiais são “aqueles que, por sua alta
heterogeneidade ou complexidade”, não podem ser descritos como comuns (artigo 6º, inciso XIV).
Bens e serviços
especiais Para isso, é imprescindível que a administração demonstre justificativa prévia da classificação do
objeto como especial.

→ A regra é considerar o bem ou serviço como comum; logo, para classificá-lo como especial, exigir-
se-á a devida motivação.

49
@Resumos_Tabelados
Artigo 6°, Lei n° 14.133/2021:

XII – obra: toda atividade estabelecida, por força de lei, como privativa das profissões de arquiteto
e engenheiro que implica intervenção no meio ambiente por meio de um conjunto harmônico de
Obra ações que, agregadas, formam um todo que inova o espaço físico da natureza ou acarreta
alteração substancial das características originais de bem imóvel [...].

→ Obra é algo “grande”, que “inova o espaço físico” ou acarreta alterações substanciais nas
características originais de um bem imóvel.

Artigo 6°, Lei n° 14.133/2021:

XXI – serviço de engenharia: toda atividade ou conjunto de atividades destinadas a obter


determinada utilidade, intelectual ou material, de interesse para a Administração e que, não
enquadradas no conceito de obra a que se refere o inciso XII do caput deste artigo, são
estabelecidas, por força de lei, como privativas das profissões de arquiteto e engenheiro ou de
técnicos especializados, que compreendem:

a) serviço comum de engenharia: todo serviço de engenharia que tem por objeto ações,
objetivamente padronizáveis em termos de desempenho e qualidade, de manutenção, de
adequação e de adaptação de bens móveis e imóveis, com preservação das características
originais dos bens;

b) serviço especial de engenharia: aquele que, por sua alta heterogeneidade ou complexidade, não
pode se enquadrar na definição constante da alínea “a” deste inciso [...].

São atividade ou conjunto de atividades


Serviços de destinadas a obter determinada utilidade,
engenharia intelectual ou material.
CARACTERÍSTICAS São serviços que, por força de lei, são
DOS SERVIÇOS DE privativos das profissões de arquiteto e
ENGENHARIA: engenheiro ou de técnicos especializados.

Não são classificados como obras.

Podem ser objetivamente


Comuns:
padronizáveis.
OS SERVIÇOS DE ENGENHARIA SE
SUBDIVIDEM EM:
Não são objetivamente
Especiais:
padronizáveis.

Os SERVIÇOS ESPECIAIS DE ENGENHARIA são realizados mediante concorrência, enquanto os SERVIÇOS


COMUNS DE ENGENHARIA podem ser licitados por pregão ou concorrência.

→ Neste último caso, a decisão da administração será discricionária.

50
@Resumos_Tabelados
Aqueles que não são comuns.

BENS E SERVIÇOS Alta heterogeneidade ou


ESPECIAIS: complexidade.

Não há como descrevê-los


objetivamente.

Privativas de arquiteto ou
engenheiro.

CONCORRÊNCIA: OBRAS: Inova o espaço físico da natureza.

Ou acarreta alteração substancial


do imóvel.

Objetivamente.
COMUNS:
Também admite
SERVIÇOS DE pregão.
ENGENHARIA:
Não se descreve
ESPECIAIS:
objetivamente.

A licitação na modalidade concorrência poderá adotar qualquer um dos seguintes critérios de


julgamento (artigo 6º, inciso XXXVIII):

a) Menor preço;

b) Melhor técnica ou conteúdo artístico;


Critérios de
julgamento c) Técnica e preço;

d) Maior retorno econômico;

e) Maior desconto.

→ Na modalidade de concorrência a licitação não adota o critério do maior lance.

51
@Resumos_Tabelados
Bens e serviços especiais.

Modalidade de licitação para a


CONCEITO: Obras.
contração de:

Serviços comuns e
RITO: Comum (artigo 17).
especiais de engenharia.

Menor preço.

Melhor técnica ou conteúdo artístico.

Técnica e preço.
CRITÉRIOS DE
JULGAMENTO:
Maior retorno econômico.

Maior desconto.

OBSERVAÇÃO: Admite todos os


critérios, com exceção do maior lance.

CONCORRÊNCIA:
Não são comuns.

BENS E SERVIÇOS Não podem ser definidos


ESPECIAIS: objetivamente.

Possuem "alta heterogeneidade ou


complexidade".

Privativas de arquiteto ou engenheiro.

OBRAS: Inova o espaço físico da natureza;

Acarreta alteração substancial do


imóvel.

Destinados a obter determinada


utilidade intelectual ou material.

Serviços privativos das profissões de


arquiteto e engenheiro ou de técnicos
SERVIÇOS DE especializados.
ENGENHARIA:
Não são classificados como obra
(característica residual).

Os serviços comuns de engenharia


admitem o pregão ou a concorrência.

52
@Resumos_Tabelados

PREGÃO
O pregão é a modalidade de licitação obrigatória para aquisição de bens e serviços comuns, cujo
Definição critério de julgamento poderá ser o de menor preço ou o de maior desconto (artigo 6º, inciso XLI).

Segundo a Lei de Licitações, o pregão será adotado “sempre que o objeto possuir padrões de
Quando será adotado desempenho e qualidade que possam ser objetivamente definidos pelo edital, por meio de
especificações usuais de mercado” (artigo 29, caput).

O pregão se aplica às contratações de:

a) Bens e serviços comuns; e

b) Serviços comuns de engenharia.


Aplicabilidade
→ Estes podem ser definidos objetivamente, mas admitem a utilização do pregão OU da
concorrência.

Conforme consta no artigo 6º, inciso XIII, da Lei de Licitações: “bens e serviços comuns: aqueles
Bens e serviços cujos padrões de desempenho e qualidade podem ser objetivamente definidos pelo edital, por meio
de especificações usuais de mercado”.
comuns
Não é possível utilizar o pregão para (artigo 29, parágrafo único):

a) Serviços técnicos especializados de natureza predominantemente intelectual;

b) Obras;
Impossibilidade de
utilização do pregão c) Serviços de engenharia especiais.

→ Ainda podem ser inseridos nas hipóteses que não admitem o pregão os bens e serviços
especiais, as alienações e as locações imobiliárias, já que não se enquadram, naturalmente, no
conceito de “aquisição” de “bens e serviços comuns”.

Serviços técnicos especializados


de natureza predominantemente
intelectual.

Obras.

Serviços especiais de
NÃO CABE PREGÃO PARA: engenharia.

Locações imobiliárias.

Alienações.

Bens e serviços especiais.

53
@Resumos_Tabelados
Bens e serviços comuns.

Objetos que possam ser definidos


OBRIGATÓRIO objetivamente.
PARA:
Serviços comuns de engenharia
(também admitem a
concorrência).

Serviços comuns de engenharia


APLICÁVEL
(também admitem a
TAMBÉM:
concorrência).
PREGÃO:
Bens e serviços especiais.

Obras.

Serviços especiais de
engenharia.
NÃO SE APLICA:
Serviços técnicos especializados
de natureza predominantemente
intelectual.

Locações imobiliárias.

Alienações.

X – COMPRA: aquisição remunerada de bens para fornecimento de uma só vez ou parceladamente,


considerada imediata aquela com prazo de entrega de até 30 (trinta) dias da data prevista para
apresentação da proposta;
Conceitos relevantes
(artigo 6°) XI – SERVIÇO: atividade ou conjunto de atividades destinadas a obter determinada utilidade,
intelectual ou material, de interesse da Administração [...].

O rito do pregão é o “comum”, previsto no aritgo 17 da Lei de Licitações.

Artigo 17, Lei n° 14.133/2021: O processo de licitação observará as seguintes fases, em


sequência:

I - preparatória;

Rito II - de divulgação do edital de licitação;

III - de apresentação de propostas e lances, quando for o caso;

IV - de julgamento;

V - de habilitação;

VI - recursal;

VII - de homologação.

54
@Resumos_Tabelados
Modalidade de licitação para contratação
CONCEITO: de bens e serviços comuns, incluindo os
serviços comuns de engenharia.

Aquele que pode ser definido objetivamente


no edital.

Por meio de especificações usuais de


BENS E SERVIÇOS COMUNS: mercado.

Serviços comuns de engenharia: serviço +


acompanhado por profissional habilitado +
objetivamente padronizável.

RITO: Comum (artigo 17).

Menor preço.
PREGÃO:
CRITÉRIOS DE JULGAMENTO:
Maior desconto.

Obrigatório para "bens e serviços comuns".


OBRIGATORIEDADE:
No caso de "serviços comuns de
engenharia", também cabe a concorrência.

Serviços técnicos especializados de


natureza predominantemente intelectual.

Obras.

Serviços especiais de engenharia.


NÃO ADMITE PREGÃO:
Bens e serviços especiais.

Alienações.

Locações imobiliárias.

CONCURSO
O concurso é a modalidade de licitação para escolha de trabalho técnico, científico ou artístico, cujo
Definição critério de julgamento será o de melhor técnica ou conteúdo artístico, e para concessão de prêmio ou
remuneração ao vencedor (artigo 6º, inciso XXXIX).

No caso do concurso, o objeto guarda características especiais, exigindo uma análise um pouco
Princípio do subjetiva.
julgamento
Justamente por isso é comum se dizer que, no concurso, o princípio do julgamento objetivo é
objetivo flexibilizado, uma vez que o julgamento poderá ter uma análise com um pouco de subjetividade, porém
sem que seja arbitrária.

55
@Resumos_Tabelados
Aspectos a) Escolha de trabalho técnico, científico ou artístico;
importantes
b) Destina-se à concessão de prêmio ou remuneração ao vencedor;

c) Critérios de julgamento são de melhor técnica ou conteúdo artístico.

O concurso observará as regras e condições previstas em edital, que indicará (artigo 30):

a) A qualificação exigida dos participantes;


Regras e b) As diretrizes e formas de apresentação do trabalho;
condições
c) As condições de realização e o prêmio ou remuneração a ser concedida ao vencedor.

O prazo mínimo de divulgação do edital do concurso para a apresentação das propostas será de trinta
Prazo de e cinco dias úteis, tendo em vista que este é o prazo para os critérios de julgamento de melhor técnica
ou conteúdo artístico (artigo 55, inciso IV).
divulgação
No rol de serviços técnicos ou artísticos podemos encontrar a elaboração de projetos.

Nesse caso, quando o concurso for destinado à elaboração de projeto, o vencedor deverá ceder à
Elaboração de
administração pública todos os direitos patrimoniais relativos ao projeto e autorizar sua execução
projetos conforme juízo de conveniência e oportunidade das autoridades competentes (artigo 30, parágrafo
único).

Técnico.

SERVE PARA
ESCOLHA DE Científico.
TRABALHO:

Artístico.

Prêmio.
"PAGAMENTO":
CONCURSO: Remuneração.

Melhor técnica
CRITÉRIO DE
ou conteúdo
JULGAMENTO:
artístico.
Procedimento
especial.

Mínimo de 35
DIVULGAÇÃO:
dias úteis.

56
@Resumos_Tabelados
Técnico.

Modalidade de licitação para


Científico.
escolha de trabalho:
CONCEITO:
Concessão de prêmio ou Artístico.
remuneração ao vencedor.

CRITÉRIO DE Melhor técnica ou conteúdo


JULGAMENTO: artístico.

CONCURSO: Procedimento especial,


RITO: conforme regras e condições
previstas em edital.

Antecedência mínima: 35 dias


DIVULGAÇÃO:
úteis.

ELABORAÇÃO DE O autor deverá ceder os


PROJETO: direitos patrimoniais.

LEILÃO
O leilão é modalidade de licitação para alienação de bens imóveis ou de bens móveis inservíveis ou
Definição legalmente apreendidos a quem oferecer o maior lance (artigo 6º, inciso XL).

O leilão serve para “alienar” bens.

Alienar é transferir a propriedade de um bem para terceiro, como ocorre na venda, na doação, na
permuta, entre outras formas.
Alienar
→ No entanto, como a principal forma de alienação é justamente a venda, então entenda que “alienar”
é “vender um bem a terceiro”.

Critério de O leilão é a única modalidade de licitação que admite o critério de julgamento de maior lance.
julgamento de
maior lance

Imóveis.

Alienação de bens:
Móveis inservíveis ou legalmente
apreendidos.
LEILÃO:

Critério de julgamento: Maior lance.

57
@Resumos_Tabelados
O leilão não segue integralmente o rito do artigo 17 da Lei de Licitações, tendo em vista as suas
particularidades.
Rito
Por isso, a Lei de Licitações determina que “regulamento deverá dispor sobre seus procedimentos
operacionais”.

Existem duas formas de conduzir o leilão:

(I) Com leiloeiro oficial;


Formas de → Nesse caso é denominado pela doutrina de leilão comum.
condução
(II) Com servidor designado pela autoridade competente da administração.

→ Denominado de leilão administrativo.

A seleção do leiloeiro poderá ocorrer por duas formas (artigo 31, § 1º):

(I) Credenciamento;
Seleção do (II) Licitação, sendo que nesse caso será adotada a modalidade pregão, com critério de julgamento de
leiloeiro oficial maior desconto para as comissões a serem cobradas, utilizados como parâmetro máximo os
percentuais definidos na lei que regula a referida profissão e observados os valores dos bens a serem
leiloados.

Credenciamento.
Leiloeiro Selecionado Pregão.
LEILÃO COMUM:
QUEM CONDUZ oficial. através de:
Licitação. Maior
O LEILÃO: LEILÃO Servidor desconto
ADMINISTRATIVO: designado. sobre a
comissão.

A divulgação do leilão segue regras específicas.

A Lei de Licitações exige que a divulgação do edital ocorra em sítio eletrônico oficial e será afixado em
local de ampla circulação de pessoas na sede da administração, podendo, ainda, ser divulgado por
Divulgação do outros meios necessários para ampliar a publicidade e a competitividade da licitação (artigo 31, §§ 2º
leilão e 3º).

Portanto, É OBRIGATÓRIA a divulgação em sítio eletrônico e em local de ampla circulação, sendo


FACULTATIVA a adoção de outros meios.

Prazo de O prazo mínimo de divulgação do edital para a realização do leilão é de quinze dias úteis, tendo em vista
divulgação do que este é o prazo de divulgação “para licitação em que se adote o critério de julgamento de maior
lance” (artigo 55, inciso III).
edital

58
@Resumos_Tabelados
Assim como as demais modalidades, o leilão deverá ser realizado preferencialmente da FORMA
ELETRÔNICA.

Por isso, ao dar publicidade ao leilão, a administração deverá informar o sítio da internet em que ele
será realizado.
Forma de
realização Por outro lado, a REALIZAÇÃO NA FORMA PRESENCIAL somente será admitida quando comprovada
inviabilidade técnica ou desvantagem para a administração em relação ao formato eletrônico.

→ Nesse caso, a administração indicará, na divulgação, o local, o dia e a hora de sua realização (artigo
31, § 2º, inciso IV).

Não exigirá registro cadastral prévio.

Não terá fase de habilitação.


O LEILÃO:

Deverá ser homologado assim que conluída a fase de


lances, superada a fase recursal e efetivado o pagamento
pelo licitante vencedor, na forma definida no edital.

Bens imóveis.
Modalidade de licitação para
CONCEITO:
alienação de: Bens móveis inservíveis ou
CRITÉRIO DE legalmente apreendidos.
Maior lance.
JULGAMENTO:
Procedimento especial, previsto
RITO:
em regulamento.

Credenciamento.
Leiloeiro oficial, escolhido por:
Licitação, na modalidade pregão, por
CONDUÇÃO:
maior desconto.
Servidor designado.
LEILÃO:
Sítio eletrônico oficial.
Obrigatória:
Afixação em local de ampla
circulação na sede da administração.
DIVULGAÇÃO:
Facultativa: Outros meios.

Antecedência mínima: 15 dias úteis.

Registro cadastral.
NÃO HAVERÁ:
Fase de habilitação.

59
@Resumos_Tabelados

DIÁLOGO COMPETITIVO
O diálogo competitivo é modalidade de licitação para contratação de obras, serviços e compras
em que a administração pública realiza diálogos com licitantes previamente selecionados
mediante critérios objetivos, com o intuito de desenvolver uma ou mais alternativas capazes de
atender às suas necessidades, devendo os licitantes apresentar proposta final após o
encerramento dos diálogos (artigo 6º, inciso XLII).

Definição O diálogo competitivo é modalidade criada pela nova Lei de Licitações. Essa modalidade não
constava na Lei 8.666/1993 nem nas demais leis que tratavam de regimes de licitação.

→ Essa modalidade somente poderá ser adotada em casos muito específicos.

→ trata-se de uma forma excepcional de licitação.

O objetivo do diálogo competitivo é desenvolver métodos inovadores para resolver os problemas


Objetivo da administração.

ETAPAS

5) Apresentação das
1) Divulgação do edital de propostas finais, a partir da
pré-seleção. solução elaborada, e
julgamento das propostas.

2) Pré-seleção dos 3) Diálogo entre os licitante 4) Divulgação do edital da


licitantes. e a administração para a fase competitiva.
escolha de uma solução.

QUANDO É POSSÍVEL ADOTAR O DIÁLOGO COMPETITIVO?


Disposições A Lei de Licitações apresenta três requisitos para a utilização dessa modalidade.
preliminares

A utilização do diálogo competitivo é restrita a contratações em que a administração (artigo 32):

1) VISE CONTRATAR OBJETO QUE ENVOLVA AS SEGUINTES 2) VERIFIQUE A NECESSIDADE DE DEFINIR E IDENTIFICAR OS
CONDIÇÕES: MEIOS E AS ALTERNATIVAS QUE POSSAM SATISFAZER SUAS
NECESSIDADES, COM DESTAQUE PARA OS SEGUINTES
a) Inovação tecnológica ou técnica; ASPECTOS:

b) Impossibilidade de o órgão ou entidade ter sua necessidade a) A solução técnica mais adequada;
satisfeita sem a adaptação de soluções disponíveis no
mercado; e b) Os requisitos técnicos aptos a concretizar a solução já
definida;
c) Impossibilidade de as especificações técnicas serem
definidas com precisão suficiente pela administração. c) A estrutura jurídica ou financeira do contrato.]

60
@Resumos_Tabelados
Inovação tecnológica ou técnica.

Impossibilidade de utilizar as soluções disponíveis,


CONDIÇÕES DA CONTRATAÇÃO: exceto se adaptadas.

Impossibilidade de definir as especificações técnicas


adequadamente.
QUANDO SE PODE USAR O
DIÁLOGO COMPETITIVO:
A solução técnica mais adequada.
VERIFICAR A NECESSIDADE DE
IDENTIFICAR AS ALTERNATIVAS, Os requisitos técnicos para concretizar solução.
DEFININDO:
A estrutura jurídica e financeira do contrato.

MODALIDADES DO DIÁLOGO COMPETITIVO


Primeiro passo: A administração divulgará edital no sítio eletrônico oficial, apresentando as suas necessidades
divulgação do edital e as exigências já definidas.
com necessidades e
Nesse caso, será estabelecido um prazo mínimo de 25 (vinte e cinco) dias úteis para
exigências prévias manifestação de interesse de participação na licitação.

A administração selecionará todos os interessados que preencherem os requisitos objetivos


estabelecidos no edital.
Segundo passo: pré-
Nesse caso, cabe ao edital dispor sobre a pré-seleção.
seleção
Chama-se pré-seleção porque a administração avaliará quem atende aos requisitos.

A administração irá estabelecer um diálogo com os licitantes.

A administração marca a reunião com cada um dos licitantes e debate o problema e as possíveis
soluções.

Essa fase poderá ser mantida até que a administração, em decisão fundamentada, identifique a
solução ou as soluções que atendam às suas necessidades.

Portanto, não existe um “prazo” para fechar os diálogos.

→ Por isso, a administração poderá fazer várias reuniões até que consiga uma solução.
Terceiro passo:
realização de diálogos O edital poderá prever a realização de fases sucessivas, caso em que cada fase poderá
restringir as soluções ou as propostas a serem discutidas.

As reuniões com os licitantes pré-selecionados serão registradas em ata e gravadas mediante


utilização de recursos tecnológicos de áudio e vídeo.

Além disso, a administração não poderá revelar a outros licitantes as soluções propostas ou
as informações sigilosas comunicadas por um licitante sem o seu consentimento.

61
@Resumos_Tabelados
Também é vedada a divulgação de informações de modo discriminatório que possa implicar
vantagem para algum licitante.

Encerrados os debates, a administração vai declarar que o diálogo foi concluído, vai juntar aos
autos do processo licitatório os registros e as gravações da fase de diálogo, e então iniciará a
fase competitiva.

→ Até aqui, não há “competição”, não há “proposta” dos licitantes.

→ A administração apenas estava conversando, debatendo, buscando identificar uma solução.

Encerrado o diálogo, a administração terá condições de publicar um novo edital, agora com
foco na fase competitiva.

ESSA FASE SERÁ INICIADA COM A DIVULGAÇÃO DE EDITAL CONTENDO:

Quarto e quinto passos: a) A especificação da solução que atenda às suas necessidades; e


divulgação e realização
da fase competitiva b) Os critérios objetivos a serem utilizados para seleção da proposta mais vantajosa.

PRAZO PARA A APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS: não será inferior a sessenta dias úteis, para
todos os licitantes pré-selecionados apresentarem suas propostas, que deverão conter os
elementos necessários para a realização do projeto.

A administração definirá a proposta vencedora de acordo com critérios divulgados no início da


fase competitiva, assegurada a contratação mais vantajosa como resultado.

O foco do diálogo competitivo é encontrar uma solução para a administração.

→ A legislação admite que a administração solicite esclarecimentos ou ajustes às propostas


apresentadas, desde que não impliquem discriminação nem distorçam a concorrência entre as
propostas.

COMISSÃO DE CONTRATAÇÃO
O diálogo competitivo será conduzido por comissão de contratação composta de pelo menos
três servidores efetivos ou empregados públicos pertencentes aos quadros permanentes da
administração, admitida a contratação de profissionais para assessoramento técnico da
comissão.

Composição → Os profissionais contratados para assessorar a comissão assinarão termo de


confidencialidade e deverão se abster de atividades que possam configurar conflito de
interesses (artigo 32, §2°).

→ É obrigatória a composição de comissão.

62
@Resumos_Tabelados
Divulgação de edital em sítio eletrônico
oficial.

EDITAL DE PRÉ-
Necessidades e exigências prévias.
SELEÇÃO:

25 dias úteis (mínimo): manifestação de


interesse de participar.

Critérios objetivos.
PRÉ-SELEÇÃO:
Todos que atenderem aos critérios serão
pré-selecionados.

A administração "conversa" com os


licitantes.

Objetivo: identificar as soluções.

DIÁLOGO DIÁLOGOS:
Reuniões: registradas em ata, áudio e
COMPETITIVO: vídeo.

Administração: não pode revelar


"informações sigilosas" (exceto: com
consentimento).

Divulgação da solução que atenda às


necessidades.

EDITAL DA FASE Definição dos critérios objetivos para o


COMPETITIVA: julgamento.

60 dias úteis: prazo mínimo para a


apresentação das propostas.

Definição da proposta vencedora por


meio dos critérios objetivos.
FASE
COMPETITIVA:
Pode pedir esclarecimentos ou ajustes,
desde que não viole a isonomia.

Pelo menos três membros.

DIÁLOGO Servidores efetivos ou empregados públicos do


COMISSÃO: quadro permanente da administração.
COMPETITIVO:

Pode contratar profissionais para assessoramento.

63
@Resumos_Tabelados
Modalidade de licitação para
contratação de obras, serviços e
compras em que a administração
pública realiza diálogos com licitantes
previamente selecionados mediante
critérios objetivos.

CONCEITO: Tem o intuito de desenvolver uma ou


mais alternativas capazes de atender
às necessidades da administração
pública.

Os licitantes devem apresentar


proposta final após o encerramento
dos diálogos.

Prazo mínimo de vinte e


cinco dias úteis para
DIVULGAÇÃO DO EDITAL DE PRÉ-
DIÁLOGO manifestação de interesse
SELEÇÃO:
COMPETITIVO: de participação na
licitação.
Verificar quem atende aos
PRÉ-SELEÇÃO DOS LICITANTES: requisitos objetivos para
os diálogos.

DIÁLOGO ENTRE OS LICITANTES E A


Propósito de identificar
ADMINISTRAÇÃO PARA A ESCOLHA DE
uma ou mais soluções.
UMA SOLUÇÃO:

Divulgação da (s) solução


ETAPAS: (ões) escolhida (s).

DIVULGAÇÃO DO EDITAL DA FASE Definição dos critérios de


COMPETITIVA: julgamento.

60 dias úteis para a


apresetação das
propostas.

Se dá a partir da solução
elaborada.
APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS
FINAIS:
Há o julgamento das
propostas.

64
@Resumos_Tabelados
Inovação tecnológica ou
técnica.

Impossibilidade de o órgão
ou entidade ter sua
necessidade satisfeita sem
a adaptação de soluções
CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO: disponíveis no mercado.

Impossibilidade de as
especificações técnicas
serem definidas com
precisão suficiente pela
HIPÓTESES DE administração.
UTILIZAÇÃO:

A solução técnica mais


adequada.

A administração deve verificar a Os requisitos técnicos


necessidade de identificar as aptos a concretizar a
DIÁLOGO alternativas, definindo: solução já definida.
COMPETITIVO:
Obrigatória. A estrutura jurídica ou
financeira do contrato.

Mínimo três membros.

COMISSÃO DE
CONTRATAÇÃO: Servidores efetivos ou empregados
públicos pertencentes aos quadros
permanentes.

Admite-se a contratação de
profisisonais para assessoramente
técnico da comissão.

65
@Resumos_Tabelados
Bens e serviços
especiais.

QUANDO: Obras.

Serviços de engenharia
(comuns e especiais).

Menor preço.
CONCORRÊNCIA:
Melhor técnica ou
conteúdo artístico.
Todos (exceto
CRITÉRIOS: Técnica e preço.
maior lance).

RITO: Comum. Maior retorno


econômico.

Maior desconto.

QUANDO: Bens e serviços comuns.

PREGÃO: CRITÉRIO: Menor preço/Maior desconto.

RITO: Comum.

QUANDO: Trabalho técnico, científico, artístico.


RESUMO DAS
MODALIDADES: CONCURSO: CRITÉRIOS: Melhor técnica ou conteúdo artístico.

RITO: Especial.

QUANDO: Alienação de bens móveis e imóveis.

LEILÃO: CRITÉRIOS: Maior lance.

RITO: Especial.

Os procedimentos "normais" não são adequados.

QUANDO: Realizar diálogos para identificar alternativas.

Inovação/Adaptação das soluções/Impossibilidade de


definir com precisão.
DIÁLOGO
COMPETITIVO: CRITÉRIOS: Próprios/Definidos no edital.

Pré-seleção.

RITO: Especial. Dálogos.

Fase competitiva.

66
@Resumos_Tabelados
CRITÉRIOS DE JULGAMENTO
Os critérios de julgamento disciplinam a forma para aferir a proposta mais vantajosa para a
Definição administração.

Menor preço.

Maior desconto.

Melhor técnica ou conteúdo


CRITÉRIOS DE JULGAMENTO artístico.
(Artigo 33):
Técnica e preço.

Maior lance, no caso de leilão.

Maior retorno econômico.

MENOR PREÇO E MAIOR DESCONTO


O menor preço e o maior desconto são conhecidos, conjuntamente, como critério do “menor
dispêndio”.

Essa expressão significa que, nos dois casos, o resultado será o menor custo para a administração.
Critério do “menor
dispêndio” Artigo 34, Lei n° 14.133/2021: O julgamento por menor preço ou maior desconto e, quando
couber, por técnica e preço considerará o menor dispêndio para a Administração, atendidos os
parâmetros mínimos de qualidade definidos no edital de licitação.

A melhor proposta será aquela que (artigo 34):

a) Gerar o menor dispêndio para a administração; e


Requsitos para a
melhor proposta b) Atender aos parâmetros mínimos de qualidade definidos no edital de licitação.

No menor preço, a melhor proposta será atingida pelo valor nominal apresentado, ou seja, pelo valor
expresso, literal.

EXEMPLO: a empresa A ofereceu o produto por R$ 100,00, enquanto a empresa B por R$ 110,00.
Menor preço
→ Nesse caso, a proposta da empresa A tem o menor preço e será a vencedora.

No maior desconto, deve se identificar o valor de forma indireta.


Maior desconto
Vence quem ofertar o maior desconto sobre um preço de referência.

Menor preço.
MENOR DISPÊNDIO
Maior desconto.
(Pagar menos):
Técnica e preço. Quando couber.

67
@Resumos_Tabelados
O menor preço e maior desconto são compatíveis com as seguintes modalidades de licitação:

a) Pregão;
Modalidades de licitação → Essa modalidade só admite esses dois critérios.
compatíveis
b) Concorrência.

→ É compatível com outros critérios além do menor preço e maior desconto.

O menor preço ou o maior desconto não são compatíveis com o concurso, o leilão e o diálogo
competitivo.

MAIOR DESCONTO: a referência será o preço global fixado no edital de licitação, e o desconto
será estendido aos eventuais termos aditivos (artigo 34, § 2º).

AFERIÇÃO DE MENOR DISPÊNCIA: a administração poderá considerar também os custos


indiretos, relacionados com as despesas de manutenção, utilização, reposição, depreciação
Referência de preço e impacto ambiental do objeto licitado, entre outros fatores vinculados ao seu ciclo de vida.

→ Isso será possível quando esses custos indiretos puderem ser objetivamente
mensuráveis, conforme regulamento (artigo 34, § 1º).

Consideram o
menor dispêndio.

A proposta deverá
atender aos
padrões mínimos
de qualidade.

MENOR PREÇO: Valor nominal, literal, expresso.

Valor obtido indiretamente.

Desconto sobre uma referência.


MENOR PREÇO OU MAIOR
DESCONTO: MAIOR DESCONTO:
Preço global.

Aplica o desconto aos aditivos.

Pregão.
MODALIDADES:
Concorrência.

EXEMPLO: manutenção, reposição,


CUSTOS depreciação.
INDIRETOS: Podem ser considerados se
objetivamente definidos.

68
@Resumos_Tabelados

MELHOR TÉCNICA OU CONTEÚDO ARTÍSTICO


O julgamento por melhor técnica ou conteúdo artístico considerará exclusivamente as
propostas técnicas ou artísticas apresentadas pelos licitantes.
Disposições
Nesse caso, o edital deverá definir o prêmio ou a remuneração que será atribuída aos
preliminares vencedores (artigo 35).

No julgamento pela melhor técnica ou conteúdo artístico o licitante NÃO apresenta proposta de
preço.

A proposta será exclusivamente de conteúdo técnico.


Preço
Isso acontece porque o “preço” é estabelecido pela administração.

Esse critério de julgamento poderá ser utilizado para a contratação de:

a) Projetos; e
Objetos da contratação
b) Trabalhos de natureza técnica, científica ou artística.

Pela natureza do objeto, o critério de melhor técnica ou conteúdo artístico é compatível com
as seguintes modalidades:

a) Concurso;

Modalidades → Somente admite o julgamento a partir desse critério.


compatíveis
b) Concorrência.

→ Admite outros critérios de julgamento.

Considera exclusivamente
as propostas técnicas ou
artísticas.

O edital definirá prêmio


ou remuneração.
MELHOR TÉCNICA OU Projetos.
CONTEÚDO ARTÍSTICO:
SERVE PARA:
Trabalhos técnicos,
científicos ou artísticos.

Concurso.
MODALIDADES:
Concorrência.

69
@Resumos_Tabelados

TÉCNICA E PREÇO
O julgamento por técnica e preço considerará a maior pontuação obtida a partir da ponderação,
segundo fatores objetivos previstos no edital, das notas atribuídas aos aspectos de técnica e de
preço da proposta (artigo 36).

Os licitantes apresentarão duas propostas.


Critério de
julgamento → Proposta técnica e proposta de preço.

→ Esse é um critério para avaliar o “custo-benefício” das propostas, ponderando as vantagens


da técnica, em relação ao preço.

A utilização desse critério é excepcional.

Em regra, a administração deve adotar os critérios de menor preço ou maior desconto.

Caso tenha a intenção de utilizar a técnica e preço, terá que justificar a inviabilidade da utilização
dos outros critérios.
Excepcionalidade
O critério de julgamento de técnica e preço será escolhido quando o estudo técnico preliminar
demonstrar que a avaliação e a ponderação da qualidade técnica das propostas que superarem os
requisitos mínimos estabelecidos no edital forem relevantes aos fins pretendidos pela
administração.

Segundo a Lei de Licitações, o critério de técnica e preço somente poderá ser adotado para
contratação de:

a) Serviços técnicos especializados de natureza predominantemente intelectual, caso em que o


critério de julgamento de técnica e preço deverá ser preferencialmente empregado;

→ Trata-se de serviços como a emissão de pareceres, consultorias, defesa de causas judiciais,


treinamento de pessoal, etc.

→ São aqueles serviços em que o “componente humano” faz muita diferença.

b) Serviços majoritariamente dependentes de tecnologia sofisticada e de domínio restrito,


Contratações nas conforme atestado por autoridades técnicas de reconhecida qualificação;
quais será adotado
c) Bens e serviços especiais de tecnologia da informação e de comunicação – TIC;

d) Obras e serviços especiais de engenharia;

e) Objetos que admitam soluções específicas e alternativas e variações de execução, com


repercussões significativas e concretamente mensuráveis sobre sua qualidade, produtividade,
rendimento e durabilidade, quando essas soluções e variações puderem ser adotadas à livre
escolha dos licitantes, conforme critérios objetivamente definidos no edital de licitação.

→ São objetos em que cada licitante poderá ter “o seu método”.

70
@Resumos_Tabelados
Há casos em que a técnica é mais importante do que o preço.

Há outros casos, entretanto, em que o preço é mais importante do que a técnica.

Então, a administração poderá definir uma ponderação, atribuindo uma relevância maior para um
ou para outro.

Definição de LIMITE PARA A PONDERAÇÃO EM FAVOR DA TÉCNICA (LEI DE LICITAÇÕES): no julgamento por técnica
ponderação e preço, deverão ser avaliadas e ponderadas as propostas técnicas e, em seguida, as propostas
de preço apresentadas pelos licitantes, na proporção máxima de 70% (setenta por cento) de
valoração para a proposta técnica.

→ A proporção máxima da ponderação em favor da técnica não poderá superar 70%.

→ A Lei de Licitações não coloca limite para a ponderação em favor do preço.

A Lei de Licitações somente prevê a adoção da técnica e preço quando a modalidade de


licitação for a concorrência.

De técnica.
Ponderação das
notas atribuídas
aos aspectos:
De preço.

Estudo técnico preliminar.


USO JUSTIFICADO:
Indique que a ponderação da
qualidade técnica é relevante.

Serviços de natureza O critério deve ser adotado


predominantemente intelectual. preferencialmente.
Serviços: tecnologia
sofisticada ou de domínio
restrito.
TÉCNICA E
PREÇO: Bens e serviços especiais de
QUANDO: TI.

Obras e serviços especiais de


engenharia.

Objetos que admitam soluções


específicas e alternativas e
variações de execução.

Para a técnica: 70%.


FATOR MÁXIMO DE
PONDERAÇÃO:
Para o preço: não há limite
expresso.

MODALIDADE: Concorrência.

71
@Resumos_Tabelados

CARACTERÍSTICAS COMUNS DA MELHOR TÉCNICA E DA TÉCNICA E PREÇO


Tanto na melhor técnica quanto na técnica e preço teremos uma análise do componente
técnico da proposta.
Análise do componente
A diferença é que, no primeiro critério, só há proposta técnica.
técnico da proposta
No segundo, há proposta técnica e proposta de preço.

Na avaliação da técnica, em ambos os critérios de julgamento, a administração deverá


Avaliação da capacitação e verificar a capacitação e a experiência do licitante por meio da apresentação de atestados
de obras, produtos ou serviços previamente realizados.
da experiência do licitante
Haverá uma banca designada para atribuir notas a QUESITOS DE NATUREZA QUALITATIVA.

As notas serão atribuídas de acordo com orientações e limites definidos em edital,


considerados a demonstração de conhecimento do objeto, a metodologia e o programa de
trabalho, a qualificação das equipes técnicas e a relação dos produtos que serão
entregues.
Atribuição de notas
Também serão atribuídas notas POR DESEMPENHO DO LICITANTE EM CONTRATAÇÕES
ANTERIORES aferida nos documentos comprobatórios de fiscalizações de contratos
anteriores e também do registro cadastral unificado disponível no Portal Nacional de
Contratações Públicas (PNCP).

Avaliação da capacitação e da experiência por meio


da apresentação de atestados de obras, produtos
ou serviços já realizados.

ASPECTOS CONSIDERADOS Nota atribuída por banca sobre os quesitos


NOS QUESITOS TÉCNICOS: qualitativos da proposta.

Nota sobre o desempenho em contratações


anteriores, conforme fiscalização de contratos e
registro cadastral do licitante.

A banca responsável pela atribuição das notas sobre os quesitos qualitativos da proposta
terá no mínimo três membros e poderá ser composta de:

a) Servidores efetivos ou empregados públicos pertencentes aos quadros permanentes


da Administração Pública;
Composição da banca
b) Profissionais contratados por conhecimento técnico, experiência ou renome na
avaliação dos quesitos especificados em edital, desde que seus trabalhos sejam
supervisionados pelos agentes públicos responsáveis pela licitação.

No julgamento por melhor técnica ou por técnica e preço, a obtenção de pontuação devido
Participação direta e pessoa à capacitação técnico-profissional exigirá que a execução do respectivo contrato tenha
participação direta e pessoal do profissional correspondente (artigo 38).
do profissional

72
@Resumos_Tabelados
Avaliação da capacitação e da
experiência por meio da
apresentação de atestados de
obras, produtos ou serviços já
realizados.

AVALIAÇÃO DA Nota atribuída por banca sobre os


PROPOSTA TÉCNICA: quesitos qualitativos da proposta.

Nota sobre o desempenho em


contratações anteriores,
conforme fiscalização de
contratos e registro cadastral do
licitante.

Para avaliação dos quesitos


CARACTERÍSTICAS qualitativos.
COMUNS - MELHOR Servidores efetivos
TÉCNICA E TÉCNICA E ou empregados
PREÇO. BANCA: Pelo menos três membros. públicos /
Profissionais
contratados.
Não se confunde com "comissão
de licitação".

Obtenção de pontuação devido à


capacitação técnico-profissional.
CAPACIDADE
TÉCNICO-
PROFISSIONAL: A execução do respectivo
contrato terá a participação
direta e pessoal do profissional
correspondente.

MAIOR RETORNO ECONÔMICO


O julgamento por maior retorno econômico será utilizado exclusivamente para a celebração de
CONTRATO DE EFICIÊNCIA.
Disposições
Nesse critério, será considerada a maior economia para a administração, e a remuneração deverá
preliminares ser fixada em PERCENTUAL que incidirá de forma proporcional à economia efetivamente obtida na
execução do contrato (artigo 39).

a) A melhor proposta é aquela que gerar a maior economia para a administração;

b) A remuneração do licitante incide, de forma proporcional, sobre a economia efetivamente


alcançada na execução do contrato;
Características
c) A aplicação desse critério é destinada, apenas, aos contratos de eficiência.

73
@Resumos_Tabelados
Imagine que você tenha uma empresa e a sua conta de luz está em um valor bastante elevado.

Então, uma consultoria de engenharia diz que poderia fazer algumas obras na sua empresa,
alterando as posições das janelas, modificando o sistema de refrigeração, adequando a iluminação,
entre outras medidas.

Exemplo de um Segundo esta empresa, ao executar a obra, a sua conta de luz ficaria 30% mais barata.
contrato de
eficiência Você gosta da ideia, mas desconfiado faz a seguinte proposta: que tal definir a remuneração pela
execução da obra sobre um percentual da economia efetivamente gerada na conta de luz?

Em termos mais simples, você propõe pagar à empresa uma “remuneração”, proporcional à
economia efetivamente obtida.

Isso é denominado contrato de eficiência!

Artigo 6°, Lei n° 14.133/2021:


Definição – LIII - CONTRATO DE EFICIÊNCIA: contrato cujo objeto é a prestação de serviços, que pode incluir
Contrato de a realização de obras e o fornecimento de bens, com o objetivo de proporcionar economia ao
eficiência contratante, na forma de redução de despesas correntes, remunerado o contratado com base
em percentual da economia gerada [...].

Nas licitações que adotarem o critério de julgamento pelo maior retorno econômico, os licitantes
apresentarão:

a) PROPOSTA DE TRABALHO, que deverá contemplar:

Proposta de → As obras, os serviços ou os bens, com os respectivos prazos de realização ou fornecimento;


trabalho e proposta
de preço (→ A economia que se estima gerar, expressa em unidade de medida associada à obra, ao bem ou
ao serviço e em unidade monetária.

b) PROPOSTA DE PREÇO: corresponderá a percentual sobre a economia que se estima gerar durante
determinado período, expressa em unidade monetária.

Obras, serviços e bens / Prazos.


PROPOSTA DE
TRABALHO:
Economia estimada.
PROPOSTA (maior
retorno econômico):
Percentual sobre a economia.
PROPOSTA DE
PREÇO:
Expressa em unidade monetária.

74
@Resumos_Tabelados
Para efeito de julgamento da proposta, o retorno econômico será o resultado da economia que
Julgamento da se estima gerar com a execução da proposta de trabalho, deduzida a proposta de preço (artigo
39, 3º).
proposta
Parâmetro de O edital de licitação deverá prever parâmetros objetivos de mensuração da economia gerada
mensuração de com a execução do contrato, que servirá de base de cálculo para a remuneração devida ao
contratado (artigo 39, 2º).
economia
Segundo a Lei de Licitações, nos casos em que não for gerada a economia prevista no contrato
de eficiência:
Casos em que não for
a) A diferença entre a economia contratada e a efetivamente obtida será descontada da
gerada a economia remuneração do contratado;
revista no contrato de
eficiência b) Se a diferença entre a economia contratada e a efetivamente obtida for superior ao limite
máximo estabelecido no contrato, o contratado sujeitar-se-á, ainda, a outras sanções cabíveis.

Modalidade A modalidade de licitação em que se aplica o maior retorno econômico é a concorrência.

Melhor proposta é
aquela que gerar
maior economia. Prestação de serviços (pode
Somente aplicável ser obra e bens).
aos contratos de
eficiência. Objetivo de proporcionar
economia.
CONTRATO DE
EFICIÊNCIA:
Redução de despesas
concorrentes.

Remuneração do contratado em
percentual sobre a economia.

MAIOR RETORNO
ECONÔMICO: Obras, serviços e
DE TRABALHO:
bens / Prazos.
PROPOSTA:
Percentual sobre a
DE PREÇO:
economia.

Desconta da remuneração do
contratado.
SE NÃO GERAR A
ECONOMIA:
Acima do limite: sanções.

MODALIDADE: Concorrência.

75
@Resumos_Tabelados

MAIOR LANCE
O maior lance é o critério de julgamento exclusivo do leilão.

Na verdade, o maior lance e o leilão são casados, fiéis e inseparáveis.


Disposições
preliminares → Isso porque o leilão somente admite o maior lance; e o maior lance somente é cabível no leilão.

Nesse critério de julgamento, o vencedor será aquele que apresentar o maior valor pelo objeto que
Vencedor está sendo licitado.

RESUMO GERAL E RELAÇÃO ENTRE OS CRITÉRIOS DE JULGAMENTO E AS


MODALIDADES

Critérios de menor dispêndio.

Menor preço: valor (direto) mais baixo.

MENOR PREÇO E MAIOR Maior desconto: maior desconto sobre um


DESCONTO: preço de referência.

Cabem no pregão (unicos critérios) e na


concorrência.

A proposta deverá atender a requisitos


CRITÉRIOS DE mínimos de qualidade.
JULGAMENTO:

Exclusivamente proposta técnica.

Projetos, trabalhos técnicos, científicos


ou artísticos.
MELHOR TÉCNICA OU
CONTEÚDO ARTÍSTICO:
O vencedor leva um prêmio ou
remuneração.

Modalidades: concurso ou concorrência.

76
@Resumos_Tabelados
Serviços técnicos
especializados de natureza
predominantemente
intelectual (preferencial).
Ponderação das notas das
propostas de técnica e de Tecnologia sofisticada /
preço. Domínio restrito.

Bens e serviços especiais de


Cabível para:
TÉCNICA E TIC.
PREÇO:
Proporção máxima para a Obras e serviços especiais de
técnica: 70%. engenharia.

Modalidade: concorrência; Objetos que admitam


soluções, alterações e
variações de execução.
Selecionar a proposta que
gerar a maior economia.

Somente para contratos de


eficiência.
CRITÉRIOS DE
JULGAMENTO: Proposta de trabalho e
MAIOR RETORNO
proposta de preço.
ECONÔMICO:
Resultado: economia
pretendida - proposta de
preço.

Modalidade: concorrência.

Exclusivo para o leilão.

MAIOR LANCE:
Vence quem oferecer o
valor mais alto pelo objeto
que está sendo alienado.

77
@Resumos_Tabelados
Menor preço; ou
PREGÃO:
Maior desconto.

Menor preço.

Maior desconto.

CONCORRÊNCIA: Melhor técnica ou conteúdo artístico.

CRITÉRIOS DE JULGAMENTO vs. Técnica e preço.


MODALIDADES DE LICITAÇÃO:

Maior retorno econômico.

CONCURSO: Melhor técnica ou conteúdo artístico.

LEILÃO: Maior lance.

Não há definição do critério de


julgamento.
DIÁLOGO
COMPETITIVO: A lei prevê que o julgamento ocorrerá
"de acordo com critérios divulgados no
início da fase competitiva".

CONTRATAÇÃO DIRETA

NOÇÕES GERAIS

CONTRATAÇÃO DIRETA
A contratação direta é a contratação sem licitação.
Definição
→ São casos excepcionais em que a licitação não é realizada.

O processo de contratação direta se subdivide em duas espécies:

a) Inexigibilidade;
Espécies
b) Dispensa de licitação.

No caso de inexigibilidade, há uma situação em que a realização de um processo competitivo é


inviável.

78
@Resumos_Tabelados
EXEMPLO: se existir um único fornecedor de determinado produto, não há como realizar uma
licitação, já que o processo competitivo será inviável.
Inexigibilidade Os casos de inexigibilidade previstos na Lei de Licitações são exemplificativos, ou seja, o
legislador deu o conceito (inviabilidade de competição) e alguns exemplos desses casos.

→ Contudo, se, no mundo real, forem identificadas outras hipóteses de inviabilidade de


competição, a licitação também será inexigível, ainda que o caso não se enquadre totalmente nas
hipóteses previstas em lei.

A dispensa de licitação se subdivide em duas espécies:

(i) Licitação dispensável;

(ii) Licitação dispensada.


Dispensa de licitação
O rol dos casos de dispensa de licitação, qualquer que seja a espécie, é taxativo, ou seja, o
administrador não pode “inventar”.

Para dispensar a licitação, o caso deverá constar expressamente na Lei de Licitações.

A licitação dispensável consta no artigo 75, que dispõe sobre algumas hipóteses.

Nesses casos, há uma autorização do legislador para que a administração faça a dispensa.
Licitação dispensável → A decisão da autoridade é discricionária, podendo escolher entre licitar ou não licitar.

Ademais, a licitação dispensável trata de casos variados, que envolvem desde o valor, o objeto,
uma situação excepcional ou as pessoas que prestarão o objeto.

79
@Resumos_Tabelados
O artigo 76, inciso I, trata de hipóteses de licitação dispensada, que significa que a administração
não poderá licitar.

Nesse caso, trata-se de decisão vinculada.


Licitação dispensada
Ademais, todos os casos de licitação dispensada versam sobre ALIENAÇÃO DE BENS MÓVEIS OU
IMÓVEIS.

Inviabilidade de
competição.
INEXIGIBILIDADE:
Rol
exemplificativo.

Autorização para
não licitar.
CONTRATAÇÃO
DIRETA: Dispensável: Discricionária.

Vários casos.

Legislador
DISPENSA DE
determina que não
LICITAÇÃO:
se licite.

Dispensada: Vinculada.

Rol taxativo. Alienação de bens.

INEXIGIBILIDADE DISPENSÁVEL DISPENSADA

CONCEITO Inviabilidade de Legislador autoriza que não seja Legislador determina que não seja
competição. realizada a licitação. realizada a licitação.

ROL Exemplificativo. Taxativo. Taxativo.

NATUREZA - Discricionária. Vinculada.

OBJETO Diversos. Diversos. Alienação de bens.

80
@Resumos_Tabelados

FORMALIDADES PARA A CONTRATAÇÃO DIRETA


Como a regra é a realização da licitação, o processo de contratação direta depende de uma série de
formalidades para justificar a não realização da licitação.
Disposições
No mesmo contexto, a administração terá que demonstrar o motivo de ter escolhido o fornecedor “X”
preliminares e porque pagou determinado preço.

O processo de contratação direta, que compreende os casos de inexigibilidade e de dispensa de


licitação, deverá ser instruído com os seguintes documentos (artigo 72):

a) Documento de formalização de demanda e, se for o caso, estudo técnico preliminar, análise de


riscos, termo de referência, projeto básico ou projeto executivo;

b) Estimativa de despesa, que deverá ser calculada na forma prevista na Lei de Licitações;

c) Parecer jurídico e pareceres técnicos, se for o caso, que demonstrem o atendimento dos requisitos
exigidos;
Documentos d) Demonstração da compatibilidade da previsão de recursos orçamentários com o compromisso a
ser assumido;

e) Comprovação de que o contratado preenche os requisitos de habilitação e qualificação mínima


necessária;

f) Razão de escolha do contratado;

g) Justificativa de preço;

h) Autorização da autoridade competente.

Estudo técnico preliminar.


Análise de risco.
Documento de
formalização da demanda Termo de referência.
e, se for o caso:
Projeto básico.
Estimativa da despesa.
Projeto executivo.
Se for o caso: parecer
Parecer jurídico.
técnico.
FORMALIDADES DA Previsão dos recursos
CONTRATAÇÃO DIRETA: orçamentários.
Requisitos de habilitação e
qualificação.
Razão de escolha do
contratado.
Justificativa de preço.
Autorização da autoridade
competente.

81
@Resumos_Tabelados
A contratação direta é um instrumento para diminuir o formalismo em determinadas
contratações.
Contratação direta
Contudo, infelizmente, alguns agentes e particulares acabam utilizando o procedimento mais
indevida simplificado para realizar desvios e obter vantagens indevidas.

Por esse motivo, há uma grande preocupação do legislador em definir as responsabilidades pelas
contratações irregulares.

Na hipótese de contratação direta indevida ocorrida com DOLO, FRAUDE ou ERRO GROSSEIRO, o
contratado e o agente público responsável responderão SOLIDARIAMENTE pelo dano causado ao
erário, sem prejuízo de outras sanções legais cabíveis (artigo 73).
Responsabilização no
caso de contratações → Tanto o agente público como o contratado poderão responder pelo ressarcimento do eventual
irregulares dano causado ao erário.

Dolo.

Contratação indevida. Ocorrida com: Fraude.

Contratado. Erro grosseiro.


RESPONSABILIDADE POR DANO Responsabilidade
DECORRENTE DE CONTRATAÇÃO solidária:
DIRETA: Agente público.
Pelo dano causado ao
erário.

Sem prejuízo de outras


sanções legais.

DA INEXIBILIDADE DE LICITAÇÃO
A inexigibilidade trata das hipóteses em que é inviável a competição.
Disposições
Como a licitação é um procedimento competitivo, se não há como promover uma competição,
preliminares
então não há licitação.

a) Fornecedor exclusivo;

b) Artista consagrado;
Rol exemplificativo de c) Serviço técnico profissional, com prestador de notória especialização;
situações em ocorre a
inexigibilidade d) Contratação por credenciamento;

e) Imóvel em virtude das características e da localização.

82
@Resumos_Tabelados
FORNECEDOR EXCLUSIVO
A licitação é inexigível para a aquisição de materiais, de equipamentos ou de gêneros ou
contratação de serviços que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante
comercial exclusivos.
Disposições
preliminares Se há apenas um fornecedor para o produto, não há como promover uma competição.

EXISTÊNCIA DE UM ÚNICO INTERESSADO: Caso existam vários fornecedores para o produto, mas
apenas um compareça ao processo de licitação, a administração deverá prosseguir com o
certame, analisando a proposta, condições de habilitação, etc.

→ Isso NÃO será uma contratação direta.

Existência de um único → Nesse caso, será realizada uma licitação, mas com um único interessado, apesar de existirem
interessado x outros no mercado.
Existência de um único
EXISTÊNCIA DE UM ÚNICO FORNECEDOR: na exclusividade de fornecedor, antes mesmo de fazer a
fornecedor
licitação (que no caso não será realizada), a administração identifica que somente uma pessoa é
capaz de fornecer o objeto de licitação.

→ Contratação direta.

→ A licitação NÃO será realizada.

No caso da existência de um único fornecedor (exclusividade de fornecedor), a administração


Demonstração da deverá demonstrar a inviabilidade de competição, mediante atestado de exclusividade, contrato
de exclusividade, declaração do fabricante ou outro documento idôneo capaz de comprovar que
inviabilidade de
o objeto é fornecido ou prestado por produtor, empresa ou representante comercial exclusivos
competição (artigo 74, § 1º).

No caso de inexigibilidade, é vedada a preferência por marca específica.


Vedação à preferência
por marca específica Logo, não pode a administração “gerar” uma inexigibilidade quando existe um único fornecedor
para a “marca X”, mas existem fornecedores para outras marcas que, igualmente, atendem às
necessidades da administração.

Produtor, empresa ou
representante comercial.
Aquisições / Serviços:
Exclusivos.

Atestado.

FORNECEDOR EXCLUSIVO: Contrato.


Exclusividade
demonstrada por:
Declaração.

Outro documento idôneo.

Vedação: Preferência de marca.

83
@Resumos_Tabelados
CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAL DO SETOR ARTÍSTICO
A contratação de profissional do setor artístico, diretamente ou por meio de empresário
exclusivo, desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública é
hipótese de inexigibilidade de licitação.
Disposições preliminares Essa é a forma de contratação de “artistas famosos”.

A contratação pode tratar de qualquer setor artístico.

No caso da contratação de profissional do setor artístico, um dos requisitos é que ela


deverá ocorrer diretamente com ela ou pelo respectivo empresário exclusivo.

→ Isso se dá porque existem artistas que são “agenciados” por diferentes pessoas.
Contratação diretamente
com o artista ou pelo → Nessas situações, seria possível promover uma licitação entre as diversas agências.
empresário exclusivo
→ Por isso que a Lei de Licitações define que somente será inexigibilidade se a contratação
ocorrer diretamente com o artista ou por meio do empresário exclusivo dele.

Artigo 74, Lei 14.133/2021:

§ 2º Para fins do disposto no inciso II do caput deste artigo, considera-se empresário


exclusivo a pessoa física ou jurídica que possua contrato, declaração, carta ou outro
documento que ateste a exclusividade permanente e contínua de representação, no
País ou em Estado específico, do profissional do setor artístico, afastada a
Conceito de empresário possibilidade de contratação direta por inexigibilidade por meio de empresário com
exclusivo representação restrita a evento ou local específico.

→ A exclusividade pode ser nacional, mas também se admite a exclusividade para um


ESTADO ESPECÍFICO.

→ Afasta-se a possibilidade de contratação direta por inexigibilidade por meio de


empresário com representação restrita a evento ou local específico.

Consagrado pela crítica


De profissional de especializada.
qualquer setor artístico.
Ou pela opinição pública.
A exclusividade deve ser
É INEXIGÍVEL A LICITAÇÃO Direta ou pelo expresário permanente e contínua.
PARA A CONTRATAÇÃO: exclusivo. Pode ser nacional ou
para estado específico.
Não pode ser para evento
ou local específico.

84
@Resumos_Tabelados
Consagrado.
Profissional de qualquer
setor artístico:
Diretamente ou por
empresário exclusivo.

ARTISTA:
Permanente e contínuo.

Nacional ou para estado


"Empresário exclusivo:
específico.

Não pode ser para um


evento ou local específico.

SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS, COM NOTÓRIA ESPECIALIZAÇÃO DO CONTRATADO


Artigo 74, Lei 14.133/2021: É inexigível a licitação quando inviável a competição, em especial
nos casos de:
Previsão legal III - contratação dos seguintes serviços técnicos especializados de natureza
predominantemente intelectual com profissionais ou empresas de notória especialização,
vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação.

A licitação é inexigível na contratação de serviços técnicos especializados de natureza


Inexigibilidade predominantemente intelectual prestados por profissionais ou empresas de notória
especialização.

Casos em que não se Não se admite a inexigibilidade se o serviço for de publicidade e divulgação.
admite a inexibilidade
Estudo técnicos, planejamentos e projetos básicos ou
executivos.
Pareceres, perícias e avaliações em geral.
Assesorias ou consultorias técnicas e auditorias financeiras
ou tributárias.
Fiscalização, supervisão ou gerenciamento de obras ou
serviços.
SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS Patrocínio ou defesa de causas judiciais ou administrativas.
DE NATUREZA PREDOMINANTEMENTE
INTELECTUAL - STE:
Treinamento e aperfeiçoamento de pessoal.

Restauração de obras de arte e bens de valor histórico.

Controles de qualidade e tecnológico, análises, testes e


ensaios de campo e laboratoriais, instrumentação e
monitoramento de parâmetros específicos de obras e do
meio ambiente e demais serviços de engenharia que se
enquadrem na definição do inciso III, do artigo 74.

85
@Resumos_Tabelados
Considera-se de notória especialização o profissional ou a empresa cujo conceito no campo de
sua especialidade, decorrente de desempenho anterior, estudos, experiência, publicações,
organização, aparelhamento, equipe técnica ou outros requisitos relacionados com suas
atividades, permita inferir que o seu trabalho é essencial e reconhecidamente adequado à plena
satisfação do objeto do contrato (artigo 73, § 3º).
Notória especialização
→ É a empresa ou o profissional que é reconhecido pela capacidade do serviço a ser prestado,
de tal forma que é o único capaz de atender ao que a administração precisa, na forma como a
administração precisa.

SERVIÇO TÉCNICO
ESPECIALIZADO DE
NOTÓRIA
NATUREZA INEXIGIBILIDADE
ESPECIALIZAÇÃO
PREDOMINANTEMENTE
INTELECTUAL

Se o serviço não for prestado por profissional de notória especialização NÃO haverá
inexigibilidade e, portanto, haverá o processo de liciação.

PARA PROMOVER A CONTRATAÇÃO POR MEIO DE LICITAÇÃO:

a) A Lei de Licitações não define um “rol” expresso das modalidades, mas pelas características
do serviço pode-se justificar a concorrência e o concurso.

→ A utilização do diálogo competitivo também seria viável, mas a questão teria que demonstrar
os demais requisitos para a adoção dessa modalidade;
Realização de licitação
para a contratação de b) O pregão nunca poderá ser adotado (artigo 29, parágrafo único);
serviço técnico
especializado de c) Se houver licitação, o critério de julgamento de técnica e preço terá preferência sobre os
natureza demais (artigo 36, § 1º, inciso I).
predominantemente
→ Nesse caso, como somente a concorrência prevê esse critério de julgamento, ela acaba tendo
intelectual
uma preferência de forma indireta;

d) Também é possível adotar o critério de julgamento de melhor técnica (mas este não é
“preferencial”);

e) Há alguns casos em que a Lei de Licitações prevê regras mais específicas para a licitação
desse tipo de serviço, exigindo a utilização da melhor técnica ou da técnica e preço com fator de
ponderação de 70% para a técnica (artigo 37, § 2º).

A contratação de serviços técnicos especializados de natureza predominantemente intelectual nem sempre será
por inexigibilidade. Isso somente acontecerá se o profissional ou empresa tiver a notória especialização.

86
@Resumos_Tabelados
Nessa forma de contratação direta, é vedada a subcontratação de empresas ou a atuação de
Vedações profissionais distintos daqueles que tenham justificado a inexigibilidade.

Serviços técnicos especializados de


natureza predominantemente intelectual.
REQUISITOS:
Notória especialização.

Estudos, planejamentos, projetos.

Pareceres, perícias, avaliações.

Assessorias, consultorias e auditorias.

Fiscalização e gerencimento de obras e


INEXIGIBILIDADE: SERVIÇOS O QUE SÃO serviços.
TÉCNICOS. OS STE: Defesa de causas judiciais ou
administrativas.

Treinamento de pessoal.

Restauração de obras de arte e bens de


valor histórico.

Controles de qualidade e monitoramento.

Publicidade e divulgação.
NÃO PODE:
Subcontratar ou usar profissionais
distintos.

OBJETO CONTRATADO POR CREDENCIAMENTO


É inexigível a licitação para a contratação de objetos que devam ou possam ser contratados por
meio de credenciamento.
Disposições
Esse procedimento já era visto, pela doutrina, jurisprudência e na prática, na época da legislação
preliminares anterior, como hipótese de inexigibilidade de licitação.

Portanto, a nova legislação apenas incorpora o que já estava acontecendo.

Artigo 6°, Lei 14.133/2021:

XLIII – credenciamento: processo administrativo de chamamento público em que a


Administração Pública convoca interessados em prestar serviços ou fornecer bens para que,
Definição de preenchidos os requisitos necessários, credenciem-se no órgão ou na entidade para executar
credenciamento o objeto quando convocados [...].

→ O credenciamento é um procedimento auxiliar de contratação.

→ Não há competição.

87
@Resumos_Tabelados
IMÓVEIS CUJAS CARACTERÍSTICAS E LOCALIZAÇÃO CONDICIONEM A ESCOLHA
Disposições É inexigível a licitação para a aquisição ou locação de imóvel cujas características de instalações
preliminares e de localização tornem necessária sua escolha.

Uma secretaria municipal de saúde deseja locar ou adquirir um imóvel para inaugurar uma unidade
de pronto-atendimento.

Determinado imóvel atende às necessidades da administração, em virtude de suas características


(exemplo: o tamanho é adequado; as adaptações para fins de acessibilidade são de fácil
Exemplo implementação; comporta a instalação de equipamentos médico hospitalares, etc.) e em virtude de
sua localização (exemplo: o local é de fácil acesso para ambulância, transporte público e outros
meios).

Nessa situação, teremos uma hipótese de inexigibilidade.

a) Avaliação prévia do bem, do seu estado de conservação e dos custos de adaptações, quando
imprescindíveis às necessidades de utilização, e prazo de amortização dos investimentos;

b) Certificação da inexistência de imóveis públicos vagos e disponíveis que atendam ao objeto;


Requisitos
c) Justificativas que demonstrem a singularidade do imóvel a ser comprado ou locado pela
administração e que evidenciem vantagem para ela.

Características e
Aquisição ou
localização condicionem a
locação, quando:
escolha.

Avaliação prévia do bem.

Certificação da
INEXIGIBILIDADE:
Requisitos: inexistência de imóvel
IMÓVEL
público vago e disponível.

Singularidade do imóvel.

Na antiga Lei, era


Observação:
considerado "dispensa".

88
@Resumos_Tabelados
Inviabilidade de competição.
CARACTERÍSTICAS:
Rol exemplificativo (artigo 74).

Somente um
fornecedor.
Atestado de
Vedada exclusividade.
EXCLUSIVIDADE: preferência de
marca. Contrato de
exclusividade.
Comprovação
mediante: Declaração do
fabricante.
Outro
INEXIGIBILIDADE: documento
idôneo.
Permanente e
Profissiona de qualquer contínua.
setor artístico.
Nacional ou
para estado
Diretamente ou
ARTISTA: empresário exclusivo. específico.

Não pode ser


Consagrado: opinião para evento
pública ou crítica ou local
especializada. específico.

QUANDO:
Serviço técnico (artigo Profissional
74, inciso III). "conceituado". O
SERVIÇOS trabalho dele é
TÉCNICOS: essencial e
Notória especialização. reconhecidamen
te adequado à
plena satisfação
Publicidade e divulgação. do objeto do
VEDADA: contrato.
Subcontratação.

Procedimento auxiliar de
contratação.
CREDENCIAMENTO:
Não existe competição
entre os credenciados.

Quando as
características do imóvel
AQUISIÇÃO OU tornam necessária a sua
LOCAÇÃO DE escolha.
IMÓVEL:
Singularidade do imóvel.

89
@Resumos_Tabelados

LICITAÇÃO DISPENSÁVEL
A licitação dispensável ocorre quando é possível realizar a licitação, mas o legislador retira essa
obrigatoriedade.
Disposições
Assim, a autoridade pública terá discricionariedade para escolher entre licitar ou não licitar.
preliminares
Caso opte por não licitar, teremos uma contratação direta (sem licitação).

a) É materialmente possível licitar, mas houve dispensa da obrigatoriedade pelo legislador;

b) A decisão é discricionária (licitar ou dispensar);


Características
c) O rol de situações é taxativo.

Materialmente possível O legislador retira a


licitar. obrigatoriedade.

LICITAÇÃO Licitar.
DISPENSÁVEL: Discricionário.
Dispensar.
Rol taxativo.

Lista taxativa de Para fins didáticos, essa lista será classificada em quatro grupos: em função do valor; em função da
licitação situação; em função do objeto; e em função da pessoa.
dispensável

EM FUNÇÃO DO VALOR
Há casos em que o valor do objeto é tão baixo que não se justifica promover todo um processo de
licitação.

Nesse caso, é importante que se leve em consideração que realizar a licitação, em si, tem seus custos,
como o tempo dos agentes envolvidos, as publicações, o trabalho de elaboração do edital, etc.

Dessa forma, há casos em que contratar diretamente, sem licitação, é mais eficiente do que promover
o processo licitatório.
Disposições
A LICITAÇÃO É DISPENSÁVEL PARA
preliminares OBJETOS DE BAIXO VALOR.

A dispensa de licitação significa apenas que não será realizado um processo licitatório, com todas
aquelas fases e formalidades.

Todavia, ainda assim, devem ser observados alguns procedimentos mínimos, além de não se abrir mão
da isonomia, impessoalidade, eficiência, etc.

90
@Resumos_Tabelados
a) VALORES INFERIORES A R$ 100.000,00 (CEM MIL REAIS), NO CASO DE:

→ Obras;

→ Serviços de engenharia; ou
Definição de
objetos de baixo → Serviços de manutenção de veículos automotores.
valor (artigo 75,
inciso I) b) VALORES INFERIORES A R$ 50.000,00 (CINQUENTA MIL REAIS), NO CASO DE:

→ Outros serviços; e

→ Compras.

Obras.

Inferior a
Serviços de engenharia.
R$100 mil.
Serviços de manutenção de
DISPENSA POR BAIXO veículos automotores.
VALOR:
Outros serviços.
Inferior a
R$50 mil.
Compras.

1) No grupo dos valores mais elevados (100 mil), além das obras e serviços de engenharia, foram
inseridos os serviços de manutenção de veículos automotores;

2) Na antiga Lei, o valor era de “até tanto”.

Mudanças com → Agora, o valor é “inferior a tanto”.


relação à lei
anterior → EXEMPLO: na Lei 8.666/1993, a dispensa de baixo valor para obras era de até R$ 33 mil. Assim,
uma obra de exatos R$ 33 mil poderia ter a licitação dispensada. Por outro lado, na nova Lei, se o
valor for de exatos R$ 100 mil, não será possível dispensar, pois a Lei usa a expressão “valores
inferiores”.

Esses valores serão duplicados para compras, obras e serviços contratados por CONSÓRCIO PÚBLICO
ou por AUTARQUIA OU FUNDAÇÃO QUALIFICADAS COMO AGÊNCIAS EXECUTIVAS na forma da lei (artigo
75, § 2º).
Situações em que
os valores serão Portanto, um consórcio público ou uma agência executiva tem como limite os valores inferiores a R$
duplicados 200 mil e R$ 100 mil, conforme o caso.

91
@Resumos_Tabelados
Casos Regra Agências executivas e
consórcios públicos

Obras, serviços de engenharia


e de manutenção de veículos
Valores inferiores à R$100 mil. Valores inferiores à R$200 mil.
automotores

Compras e demais serviços. Valores inferiores à R$50 mil. Valores inferiores à R$100 mil.

Segundo a Nova Lei de Licitações, para fins de aferição dos valores que atendam aos limites
para dispensa de baixo valor, deverão ser observados:

a) O SOMATÓRIO DO QUE FOR DESPENDIDO NO EXERCÍCIO FINANCEIRO PELA RESPECTIVA


UNIDADE GESTORA;

→ No Brasil, o exercício financeiro corresponde ao ano civil (Lei 4.320/1964, artigo 34).

→ Dessa forma, DENTRO DE CADA ANO (exemplo: 2021), a administração poderá dispensar
a licitação, até os valores admitidos em lei, considerando o somatório conforme a natureza
do objeto (mesmo ramo de atividade).
Aferição dos valores
→ Isso impede que as autoridades tentem fugir da regra de licitar fracionando a despesa
em várias dispensas de licitação.

EXCEÇÃO: a regra de contabilizar o somatório anual NÃO SE APLICA para as contratações


de até R$ 8.000,00 (oito mil reais) de serviços de manutenção de veículos automotores de
propriedade do órgão ou entidade contratante, incluído o fornecimento de peças (artigo 75,
§ 7º).

b) O SOMATÓRIO DA DESPESA REALIZADA COM OBJETOS DE MESMA NATUREZA, ENTENDIDOS


COMO TAIS AQUELES RELATIVOS A CONTRATAÇÕES NO MESMO RAMO DE ATIVIDADE.

As contratações por dispensa de licitação por baixo valor serão preferencialmente


precedidas por divulgação em sítio eletrônico oficial, pelo prazo mínimo de três dias úteis,
de aviso com a especificação do objeto pretendido e com a manifestação de interesse da
administração em obter propostas adicionais de eventuais interessados, devendo ser
Divulgação em sítio selecionada a proposta mais vantajosa (artigo 75, § 3º).
eletrônico oficial
Assim, ainda que seja um processo de dispensa, haverá uma “minicompetição” entre
possíveis interessados.

Os pagamentos dessas contratações de baixo valor ocorrerão preferencialmente por meio


Pagamentos de cartão de pagamento, cujo extrato deverá ser divulgado e mantido à disposição do
público no Portal Nacional de Contratações Públicas (artigo 75, § 4º).

92
@Resumos_Tabelados
Obras, serviços de
Inferiores à R$100
engenharia e serviços de
mil, para:
manutenção de veículos.
VALORES:
Inferiores à R$ 50
Compras e outros serviços.
mil, para:

Somatório do
exercício
financeiro.

AFERIÇÃO DO Somatório por


DISPENSA POR LIMITE: natureza.
BAIXO VALOR:
Exceto: manutenção
de veículos até R$8
mil.

Divulgação em sítio
eletrônico oficial.

PROCEDIMENTO
Mínimo 3 dias úteis.
(PREFERENCIAL):

Cartão de
pagamento.

EM FUNÇÃO DA SITUAÇÃO
LICITAÇÃO DESERTA E FRACASSADA
A licitação deserta, também conhecida como licitação frustrada, é aquela em que não
compareceram interessados.
Licitação deserta
→ Não se apresentam interessados em participar do certame.

A licitação fracassada é aquela em que comparecem interessados, mas todos são


Licitação fracassada desclassificados ou desabilitados ao longo da licitação.

Na Nova Lei de Licitações, tanto a licitação deserta como a fracassada representam hipóteses
de dispensa de licitação.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

III – Para contratação que mantenha todas as condições definidas em edital de licitação
Previsão legal REALIZADA HÁ MENOS DE 1 (UM) ANO, quando se verificar que naquela licitação:

a) Não surgiram licitantes interessados ou não foram apresentadas propostas válidas;

b) As propostas apresentadas consignaram preços manifestamente superiores aos


praticados no mercado ou incompatíveis com os fixados pelos órgãos oficiais competentes;

93
@Resumos_Tabelados
Não surgiram licitantes interessados. Licitação deserta.

Licitação fracassada em virtude da validade


Não foram apresentadas propostas válidas.
A LICITAÇÃO É das propostas.
DISPENSÁVEL QUANDO:
As propostas apresentadas consignaram
preços manifestadamente superiores aos
Licitação fracassada em virtude do preço
praticados no mercado ou incompatíveis
das propostas.
com os fixados pelos órgãos oficiais
competentes.
O conceito de licitação fracassada também envolve a situação em que todos os licitantes são
inabilitados.

Entretanto, essa situação não é mencionada de forma expressa na Nova Lei de Licitações como
hipótese de dispensa de licitação.

Licitantes Assim, pelo menos de forma literal, a hipótese em que a licitação é fracassada em virtude da
inabilitados inabilitação dos licitantes não consta como hipótese de licitação dispensável.

Porém, não há como saber o resultado prático dessa situação.

No futuro, a doutrina e a jurisprudência talvez esclareçam melhor.

→ É possível, por exemplo, que o conceito de “proposta válida” também alcance a inabilitação de
todos os licitantes.

Não compareceram
Deserta:
interessados.
CONCEITO:
Todos os licitantes foram
Fracassada:
desclassificados ou inabilitados.
LICITAÇÃO FRACASSADA E
Licitação realizada há menos de
DESERTA:
um ano.
DISPENSA DE Manutenção de todas as
CONDIÇÕES:
LICITAÇÃO: condições.
Licitação deserta ou
fracassada.

94
@Resumos_Tabelados
EMERGÊNCIA OU CALAMIDADE PÚBLICA

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

VIII – nos casos de emergência ou de calamidade pública, quando caracterizada urgência de


atendimento de situação que possa ocasionar prejuízo ou comprometer a continuidade dos
serviços públicos ou a segurança de pessoas, obras, serviços, equipamentos e outros bens,
Previsão legal públicos ou particulares, e somente para aquisição dos bens necessários ao atendimento da
situação emergencial ou calamitosa e para as parcelas de obras e serviços que possam ser
concluídas no prazo máximo de 1 (um) ano, contado da data de ocorrência da emergência ou
da calamidade, vedadas a prorrogação dos respectivos contratos e a recontratação de
empresa já contratada com base no disposto neste inciso;

Situações de calamidade ou emergência.

DESDE QUE:
Situações em que a → Gerem uma emergência de atendimento.
dispensa será
aplicada → Possam ocasionar prejuízo ou comproter a continuidade dos serviços públicos ou a
segurança de pessoas, obras, serviços, equipamentos e outros bens, públicos ou particulares.

A dispensa serve para:

a) A aquisição dos bens necessários ao atendimento da situação emergencial ou calamitosa; e


Finalidades da b) As parcelas de obras e serviços que possam ser concluídas no prazo máximo de 1 (um) ano,
dispensa contado da data de ocorrência da emergência ou da calamidade.

→ As obras que demoram mais de um ano não são consideradas tão urgentes ao ponto de gerar
a dispensabilidade da licitação.

A Lei de Licitações veda:

→ A prorrogação dos respectivos contratos.


Vedações
→ A recontratação de empresa já contratada.

95
@Resumos_Tabelados
Emergência ou Prejuízo.
calamidade pública. Pessoas.
QUANDO: Comprometer a
continuidade dos
Urgência de atendimento:
serviços Obras.
públicos.
Aquisição dos bens
necessários para o Comprometer a
Serviços.
atendimento da situação. segurança de:
DISPENSA POR
EMERGÊNCIA OU PARA:
Parcelas de obras e
CALAMIDADE PÚBLICA: serviços que possam ser Equipamentos.
concluídas no prazo de
até um ano da situação. Bens públicos ou
particulares.
Prorrogação do contrato.

VEDAÇÃO:
Recontratação de
empresa já contratada
por esse motivo.

A emergência provocada diz respeito às situações emergenciais que não decorrem de um fato
excepcional, mas sim da morosidade dos agentes públicos envolvidos.

EXEMPLO: uma prefeitura precisava fazer uma licitação para compra de merenda escolar para o
ano seguinte. Ocorre que o processo ficou parado por meses, sem nenhuma providência das
autoridades e dos servidores responsáveis. Até que, “de repente”, o próximo ano letivo estava
prestar a começar e o processo licitatório ainda estava parado. Por causa disso, a prefeitura
promoveu uma dispensa de licitação, alegando uma situação emergencial, e contratou uma
empresa para fornecer a merenda.

Por muito tempo, essa dispensa de licitação foi considerada ilegal. Mas, atualmente, havendo
prejuízo para a continuidade do serviço público, os órgãos de controle passaram a admitir a
Emergência provocada dispensa de licitação nessa hipótese, mas exigindo a instauração de apuração para identificar e
punir os responsáveis.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

§ 6º Para os fins do inciso VIII do caput deste artigo, considera-se emergencial a


contratação por dispensa com objetivo de manter a continuidade do serviço público, e
deverão ser observados os valores praticados pelo mercado na forma do art. 23 desta Lei
e adotadas as providências necessárias para a conclusão do processo licitatório, sem
prejuízo de apuração de responsabilidade dos agentes públicos que deram causa a situação
emergencial.

96
@Resumos_Tabelados
O objetivo seja manter a continuidade do
serviço público.

Os valores sejam compatíveis com os de


mercado.
É POSSÍVEL DISPENSAR A LICITAÇÃO POR
EMERGÊNCIA DESDE QUE:
A administração adote as providências
para a conclusão do processo licitatório.

Ocorra a apuração de responsabilidade


dos agentes públicos que deram causa a
situação emergencial.

COMPROMETIMENTO DA SEGURANÇA NACIONAL, GUERRA E OUTRAS SITUAÇÕES GRAVES

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:


Previsão legal –
VI – para contratação que possa acarretar comprometimento da segurança nacional,
Comprometimento da nos casos estabelecidos pelo Ministro de Estado da Defesa, mediante demanda dos
segurança nacional comandos das Forças Armadas ou dos demais ministérios;

A licitação será dispensável nas seguintes condições:

a) A contratação possa comprometer a segurança nacional;

b) Os casos devem ser estabelecidos pelo Ministro de Estado de Defesa;


Condições
c) A demanda (o pedido) deve partir dos comandos das Forças Armadas (comandantes do
Exército, da Marinha e da Aeronáutica) ou dos demais ministérios (por exemplo: um pedido
do Ministro das Relações Exteriores).

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:


Previsão legal – Guerra e VII – nos casos de guerra, estado de defesa, estado de sítio, intervenção federal ou de
outras situações graves grave perturbação da ordem;

Guerra.

Estado de defesa.

DISPENSA POR
Estado de sítio.
SITUAÇÕES GRAVES:

Intervenção federal.

Grave perturbação da
ordem.

97
@Resumos_Tabelados
INTERVENÇÃO NO DOMÍNIO ECONÔMICO

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

X – quando a União tiver que intervir no domínio econômico para regular preços ou normalizar
Previsão legal o abastecimento;

→ Essa é uma medida excepcional, pois a União somente deverá intervir na economia quando
houver interesse público relevante que justifique a medida.

QUEM: A União.

Intervir no domínio
INTERVENÇÃO NO PARA:
econômico.
DOMÍNIO PÚBLICO:
Regular preços.
COM O
OBJETIVO DE: Normalizar o
abastecimento.

EM FUNÇÃO DO OBJETO
Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:


Bens componentes
ou peças que devem a) bens, componentes ou peças de origem nacional ou estrangeira necessários à manutenção
ser adquiridas do de equipamentos, a serem adquiridos do fornecedor original desses equipamentos durante o
fornecedor original período de garantia técnica, quando essa condição de exclusividade for indispensável para a
durante a garantia vigência da garantia;

→ Durante o período de garantia as peças só podem ser adquiridas do fornecedor original.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:


Bens, serviços,
alienações ou obras b) bens, serviços, alienações ou obras, nos termos de acordo internacional específico
aprovado pelo Congresso Nacional, quando as condições ofertadas forem manifestamente
vantajosas para a Administração;

98
@Resumos_Tabelados
Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:

c) produtos para pesquisa e desenvolvimento, limitada a contratação, no caso de obras e


Produtos para serviços de engenharia, ao valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais);
pesquisa e
desenvolvimento A licitação é dispensável, no caso de “produtos” para pesquisa e desenvolvimento, nas seguintes
condições:

→ Contratação de produtos (exceto obras e serviços de engenharia): não importa o valor;

→ No caso de obras e serviços de engenharia: o valor é limitado a R$ 300 mil.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:

d) transferência de tecnologia ou licenciamento de direito de uso ou de exploração de criação


protegida, nas contratações realizadas por Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação
Transferência de (ICT) pública ou por agência de fomento, desde que demonstrada vantagem para a
Administração;
tecnologia ou
licenciamento de
→ A contratação depende do objeto e da pessoa que realizará a contratação.
direito de uso ou de
exploração Transferência de tecnologia
ou licenciamento de direito de
OBJETO:
uso ou de exploração de
criação protegida.
Instituição Científica,
PESSOA: Tecnológica e de Inovação.
Agência de fomento.

→ Dependerá de demonstração de vantagem para a administração.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:


Hortifrutigranjeiros,
IV - para contratação que tenha por objeto:
pães e outros
gêneros perecíveis e) hortifrutigranjeiros, pães e outros gêneros perecíveis, no período necessário para a
realização dos processos licitatórios correspondentes, hipótese em que a contratação será
realizada diretamente com base no preço do dia.

99
@Resumos_Tabelados
Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:
Bens ou serviços que IV - para contratação que tenha por objeto:
envolvam alta
complexidade f) bens ou serviços produzidos ou prestados no País que envolvam, cumulativamente, alta
tecnológica e defesa complexidade tecnológica e defesa nacional.
nacional
→ São dois temas relevantes para o desenvolvimento e soberania nacional.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:

g) materiais de uso das Forças Armadas, com EXCEÇÃO de materiais de uso pessoal e
administrativo, quando houver necessidade de manter a padronização requerida pela
estrutura de apoio logístico dos meios navais, aéreos e terrestres, mediante autorização por
ato do comandante da força militar.

Essa padronização
Materiais de uso das é requerida pela
Aquisição de
Forças Armadas É materiais de uso
Com o objetivo estrutura de
de atender a apoio logístico dos
DISPENSÁVEL: das Forças
padronização. meios navais,
Armadas - FFAA.
aéreos e
terrestres.
→ A aquisição requer autorização por ato do comandante da força militar, ou seja, por ato do
comandante do Exército, da Marinha ou da Aeronáutica.

NÃO SE ENQUADRAM NA DISPENSA DE LICITAÇÃO: os materiais de uso pessoal e administrativo.

→ Por exemplo: uniformes (uso pessoal) e cartuchos de impressora (uso administrativo).

Aquisição de materiais de uso das


Forças Armadas - FFAA.
O QUE É Com o objetivo de atender à
DISPENSÁVEL: padronização.
Requerida pela estrutura de apoio
logístico.
LICITAÇÃO DISPENSÁVEL PARA AQUISIÇÃO
DE MATERIAL DE USO DAS FFAA: Autorização por ato do
REQUISITO:
comandante da força militar.

Material de uso pessoal.


VEDAÇÃO:
Material de uso administrativo.

100
@Resumos_Tabelados
Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:

h) bens e serviços para atendimento dos contingentes militares das forças singulares brasileiras
Bens e serviços empregadas em operações de paz no exterior, hipótese em que a contratação deverá ser
para atendimento justificada quanto ao preço e à escolha do fornecedor ou executante e ratificada pelo comandante
da força militar.
dos contingentes
militares → Esse caso trata das operações de paz, como as missões de paz da Organização das Nações Unidas
– ONU.

→ Nesse tipo de situação, a contratação de bens e serviços é dispensável.

Aqui, além do objeto (bens e serviços) tem-se uma situação: OPERAÇÃO DE PAZ NO EXTERIOR.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:

i) abastecimento ou suprimento de efetivos militares em estada eventual de curta duração em


Abastecimento ou portos, aeroportos ou localidades diferentes de suas sedes, por motivo de movimentação
suprimento de operacional ou de adestramento.
efetivos militares
SITUAÇÃO:
OBJETO:
estada eventual Licitação
Abastecimento e
de curta dispensável.
suprimento.
duração.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:

j) coleta, processamento e comercialização de resíduos sólidos urbanos recicláveis ou


Coleta, reutilizáveis, em áreas com sistema de coleta seletiva de lixo, realizados por associações ou
processamento e cooperativas formadas exclusivamente de pessoas físicas de baixa renda reconhecidas pelo
poder público como catadores de materiais recicláveis, com o uso de equipamentos compatíveis
comercialização com as normas técnicas, ambientais e de saúde pública;
de resíduos
sólidos urbanos
recicláveis ou OBJETO: Coleta,
SITUAÇÃO:
processamento e
reutilizáveis comercialização de
Associações ou
cooperativas
resíduos sólidos Licitação
formadas
urbanos recicláveis ou dispensável.
exclusivamente de
reutilizáveis, em áreas
pessoas físicas de
com sistema de coleta
baixa renda.
seletiva de lixo.

→ Essas pessoas devem ser reconhecidas como catadores de materiais recicláveis e a legislação
obriga a utilização de equipamentos mínimos de segurança.

101
@Resumos_Tabelados
Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:

k) aquisição ou restauração de obras de arte e objetos históricos, de autenticidade certificada,


desde que inerente às finalidades do órgão ou com elas compatível.
Aquisição ou
restauração de Aquisição de obras de arte e
A LICITAÇÃO É objetos históricos.
obras de arte e
DISPENSÁVEL PARA:
objetos históricos Restauração de obras de arte e
objetos históricos.
→ O objeto deve gozar de autenticidade certificada.

→ A contratação deve ter correlação ou compatibilidade com as finalidades do órgão.

INEXIGIBILIDADE DA LICITAÇÃO DISPENSA DA LICITAÇÃO

A licitação é inexigível para a contratação do serviço técnico Para a AQUISIÇÃO de obras de arte e objetos históricos cabe
especializado de natureza predominantemente intelectual de apenas a dispensa da licitação.
“restauração de obras de arte e de bens de valor histórico”,
desde que o serviço seja executado por profissional ou No caso de restauração, para que haja a dispensa da licitação
empresa de notória especialização. a legislação exige:

No caso de INEXIGIBILIDADE, a legislação exige: a notória a) Autenticidade certificada;


especialização.
b) Correlação ou compatibilidade com as finalidades do órgão;
Não cabe inexigibilidade para a aquisição de obras de arte e
objetos históricos.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:

Serviços l) serviços especializados ou aquisição ou locação de equipamentos destinados ao


especializados ou rastreamento e à obtenção de provas previstas nos incisos II e V do caput do art. 3º da Lei nº
aquisição ou 12.850, de 2 de agosto de 2013, quando houver necessidade justificada de manutenção de sigilo
sobre a investigação.
locação de
equipamentos
→ Diz respeito às provas obtidas por meio de “captação ambiental de sinais eletromagnéticos,
ópticos ou acústicos” e “interceptação de comunicações telefônicas e telemáticas, nos termos da
legislação específica” (Lei 12.850/2013, art. 3º, II e V).

102
@Resumos_Tabelados
Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

IV - para contratação que tenha por objeto:


Aquisição de
medicamentos no m) aquisição de medicamentos destinados exclusivamente ao tratamento de doenças raras
tratamento de definidas pelo Ministério da Saúde.
doenças raras
→ O Ministério da Saúde é responsável por definir as doenças raras, mas a aquisição dos
medicamentos pode ser realizada por diversos órgãos e entidades da administração que tenham
esse tipo de responsabilidade.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

V – para contratação com vistas ao cumprimento do disposto nos arts. 3º, 3º A, 4º, 5º e
20 da Lei nº 10.973, de 2 de dezembro de 2004, observados os princípios gerais de
Contratação para fins contratação constantes da referida Lei.
de pesquisa,
tecnologia e ambiente A Lei 10.973/2004 dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no
produtivo ambiente produtivo.

Assim, os casos de dispensa mencionados tratam de diversas situações sobre esse tema,
envolvendo as contratações de Instituições Científica, Tecnológica e de Inovação – ICTs,
entidades de direito privado sem fins lucrativos ou empresas voltadas para atividades de
pesquisa, tecnologia e ambiente produtivo.

Contratação em que Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:


houver transferência
XII – para contratação em que houver transferência de tecnologia de produtos estratégicos
de tecnologia de para o Sistema Único de Saúde (SUS), conforme elencados em ato da direção nacional do
produtos estratégicos SUS, inclusive por ocasião da aquisição desses produtos durante as etapas de absorção
para o SUS tecnológica, e em valores compatíveis com aqueles definidos no instrumento firmado para
a transferência de tecnologia.

103
@Resumos_Tabelados
Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

XVI – para a aquisição, por pessoa jurídica de direito público interno, de insumos
estratégicos para a saúde produzidos por fundação que, regimental ou estatutariamente,
tenha por finalidade apoiar órgão da Administração Pública direta, sua autarquia ou
fundação em projetos de ensino, pesquisa, extensão, desenvolvimento institucional,
científico e tecnológico e de estímulo à inovação, inclusive na gestão administrativa e
financeira necessária à execução desses projetos, ou em parcerias que envolvam
transferência de tecnologia de produtos estratégicos para o SUS, nos termos do inciso XII
do caput deste artigo, e que tenha sido criada para esse fim específico em data anterior à
entrada em vigor desta Lei, desde que o preço contratado seja compatível com o praticado
no mercado.

→ Esse dispositivo trata de dois casos de dispensa.

→ Em ambos os casos quem pode contratar é uma pessoa jurídica de direito público interno.

PRIMEIRO CASO:
Aquisição de insumos
estratégicos para a Fundação que, regimental ou estatutariamente, tenha por
finalidade apoiar órgão da administração pública direta, sua
saúde DE: autarquia ou fundação em projetos de ensino, pesquisa,
extensão, desenvolvimento institucional, científico e
CONTRATAÇÃO tecnológico e de estímulo à inovação.

Fornecimento de insumos estratégicos para a saúde


PARA:
(produzidos pela fundação).

SEGUNDO CASO: trata das parcerias que envolvam transferência de tecnologia de produtos
estratégicos para o SUS.

→ O caso é muito semelhante com a situação do inciso XII.

→ A fundação a ser contratada deverá ter sido criada para esse fim específico em data anterior
à entrada em vigor desta Lei de Licitações.

→ O objetivo é evitar a criação de novas entidades com o propósito único de serem contratada
por dispensa de licitação.

Em qualquer caso a contratação deverá ocorrer por valor compatível com o praticado no
mercado.

EM FUNÇÃO DA PESSOA

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:


Dispensa para
IX – para a aquisição, por pessoa jurídica de direito público interno, de bens produzidos ou
contratação de órgão serviços prestados por órgão ou entidade que integrem a Administração Pública e que
ou entidade da tenham sido criados para esse fim específico, desde que o preço contratado seja
administração compatível com o praticado no mercado.

104
@Resumos_Tabelados
Pessoa jurídica de direito público
QUEM CONTRATA:
interno.

O QUE PODE SER Bens produzidos ou serviços


CONTRATADO: prestados.

Órgão ou entidade que integrem a


administração pública.
DISPENSA PARA CONTRATAÇÃO DE ÓRGÃO
OU ENTIDADE DE ADMINISTRAÇÃO
POR QUEM: Criados para esse fim específico.

Não importa quando foi criado.

REQUISITO: Preço de mercado.

Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

XI – para celebração de contrato de programa com ente federativo ou com entidade de sua
Administração Pública indireta que envolva prestação de serviços públicos de forma
associada nos termos autorizados em contrato de consórcio público ou em convênio de
Consórcios públicos cooperação.
e convênios de
cooperação Os consórcios públicos e os convênios de cooperação são instrumentos de parceria entre entes
da Federação.

Quando um consórcio público ou convênio de cooperação é criado ou firmado, é possível firmar


um contrato de programa, para definir os termos da prestação de serviços públicos.

→ A celebração desse contrato de programa ocorre por dispensa de licitação.

Contratação de Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:


profissionais para
XIII – para contratação de profissionais para compor a comissão de avaliação de critérios de
compor a comissão técnica, quando se tratar de profissional técnico de notória especialização.
de valiação de
critérios de técnica → Esse dispositivo está tratando da contratação de profissionais que possam auxiliar a
administração na avaliação de propostas técnicas.

Hipótese de inexigibilidade Hipótese de dispensa


Em provas, se a questão versar sobre: “serviços técnicos Em prova, se a questão versar especificamente sobre
especializados de natureza predominantemente intelectual”, profissional técnico de notória especialização para compor
prestados por profissionais ou empresas de notória comissão de avaliação de critérios técnicos da proposta,
especialização, estaremos diante de hipótese de estamos diante de hipótese de licitação dispensável.
inexigibilidade.

105
@Resumos_Tabelados
Artigo 75, Lei 14.133/2021: É dispensável a licitação:

XIV – para contratação de associação de pessoas com deficiência, SEM FINS LUCRATIVOS e
de comprovada idoneidade, por órgão ou entidade da Administração Pública, para a prestação
de serviços, desde que o preço contratado seja compatível com o praticado no mercado e os
serviços contratados sejam prestados exclusivamente por pessoas com deficiência.

→ Nesse caso se está falando da contratação de duas espécies de entidades.

Instituição brasileira que tenha por finalidade


estatutária apoiar, captar e executar atividades
Contratação de de ensino, pesquisa, extensão, desenvolvimento
associação de institucional, científico e tecnológico e estímulo á
CONTRATAÇÃO DE: inovação.
pessoas com
deficiência
Instituição dedicada à recuperação social da
pessoa presa.

Inquestionável reputação
ética e profissional.
REQUSITOS QUE
DEVEM SER ANTEDIDOS
PELA ENTIDADE:
Não ter fins lucrativos.

MUDANÇAS IMPORTANTES QUE ACONTECERAM COM A NOVA LEI DE LICITAÇÕES


Esse caso ERA hipótese de dispensa de licitação na Lei 8.666/1993 (artigo 24, inciso XI).

Na nova Lei de Licitações, continua existindo essa possibilidade de contratação (artigo 90, § 7º),
Contratação de
mas não se trata mais de hipótese de dispensa de licitação.
remanescente de
obra, de serviço ou Isso acontece porque, nessa hipótese, o contrato firmado com o vencedor da licitação é rescindido
de fornecimento em e, então, a administração convoca os demais licitantes, na ordem de classificação.
consequência de
rescisão contratual Logo, se houve um processo de licitação anterior, não se trata de dispensa de licitação, mas de
aproveitamento da licitação já realizada.

Compra ou locação Esse caso era hipótese de dispensa de licitação, mas agora passa a ser caso de inexigibilidade
de imóvel, em virtude (artigo 74, inciso V).
das características e
localização

106
@Resumos_Tabelados
Este caso deixa de constar como hipótese de licitação dispensável.

Porém, ainda assim, não existe necessidade de promover licitação nesse caso.

Na verdade, a previsão na Lei 8.666/1993 era inadequada, uma vez que a administração não firma
Celebração de um contrato administrativo propriamente dito com as organizações sociais.
contratos de
prestação de Trata-se, na verdade, de um regime de parceria (mútua cooperação), cujas regras constam no
serviços com as contrato de gestão.
organizações sociais
Com efeito, o STF decidiu, na ADI 1921, que a celebração de parceria com as organizações sociais
deve ser conduzida de forma pública, objetiva e impessoal, com observância dos princípios
constitucionais que regem a Administração Pública (caput do artigo 37).

Assim, não há mais esta hipótese de licitação dispensável, sem que isso implique em efeitos
práticos.

O legislador autoriza que não se licite


(decisão discricionária).

CONCEITO: Materialmente, seria possível licitar.

Rol taxativo.

Obras, serviços de
Valores inferiores a R$100 mil, no caso engenharia, ou serviços de
de: manutenção de veículos
automotores.
EM FUNÇÃO
Valores inferiores a R$ 50 mil, no caso
LICITAÇÃO DO VALOR: Outros serviços e compras.
de:
DISPENSÁVEL:
O dobro desses valores para consórcio
público e agência executiva.
LICITAÇÃO
Não compareceram interessados.
DESERTA:
LICITAÇÃO Todos os licitantes foram
FRACASSADA: desclassificados ou desabilitados.
LICITAÇÃO
DESERTA E A licitação foi
FRACASSADA: realizada há menos de
um ano.
A LICICITAÇÃO
A manutenção de
SERÁ Ausência de
CONDIÇÕES: todas as condições.
DISPENSADA proposta válida;
QUANDO: A licitação for ou
deserta.
Preços
A licitação for
frassada por: superiores ao de
mercado ou
imcompatíveis
com os fixados
pelos órgãos
oficiais.

107
@Resumos_Tabelados
Urgência de atendimento (risco de prejuízo,
comprometer a continuidade dos serviços
públicos, afetar a segurança, etc).
Somente para o atendimento da situação
emergencial ou calamitosa.
EMERGÊNCIA OU
CALAMIDADE PRAZO DO CONTRATO: té um ano, a contar da
PÚBLICA: ocorrência do fato.
Vedada a prorrogação e a recontratação de
empresa já contratada por esse motivo.
Também é emergência: assegurar a
continuidade (apuração de responsabilidade).
COMPROMETIMENT Casos estabelecidos pelo Ministro da Defesa.
O DA SEGURANÇA Mediante demanda das Forças Armadas ou
NACIONAL: demais ministérios.
Guerra, estado de defesa, estado de sítio,
SITUAÇÃOS
intervenção federal ou de grave pertubação da
GRAVES:
ordem.
UNIÃO: intervir no domínio econômico (regular
INTERVENÇÃO:
preços ou normalizar abastecimento).
BENS OU COMPONENTES: garantia técnica.
Termos de acordo internacional, aprovado pelo
CN (se vantajoso).
Produtos para pesquisa e desenvolvimento (se
obra ou serviço de engenharia: limite de R$300
LICITAÇÃO mil).
DISPENSÁVEL:
Hortifrutigranjeiros, pães e outros gêneros
perecíveis, até concluir a licitação.
EM FUNÇÃO DO Coleta, processamento e comercialização de Associações ou cooperativas
OBJETO: resíduos sólidos urbanos recicláveis ou formadas exclusivamente de
reutilizáveis. pessoas físicas de baixa renda.
Autenticidade certificada.
AQUISIÇÃO ou RESTAURAÇÃO de obras de arte e
objetos históricos: Inerente às finalidades do órgão
ou com elas compatível.
Aquisição de medicamentos destinados
exclusivamente ao tratamento de doenças raras
definidas pelo Ministério da Saúde.
Transferência de tecnologia de produtos
estratégicos para o Sitema Único de Saúde
(SUS).
Aquisição por pessoa jurídica de direito público
interno de bens ou serviços prestados por
órgão ou entidade da APU criada para este fim,
conforme preço de mercado.
Celebração de contrato de programa, conforme
contrato de consórcio público ou convênio de
cooperação.
EM FUNÇÃO DA
PESSOA: Contratação de profissionais para compor
comissão de avaliação de critérios de técnica,
quando se tratar de profisisonal técnico de
notória especialização.
Contratação de associação de pessoas com
deficiência, sem fins lucrativos e de
comprovada idoneidade, desde que os serviços
sejam prestados pelas pessoas com deficiência.

108
@Resumos_Tabelados
ALIENAÇÃO DE BENS

NOÇÕES GERAIS
Aqui trataremos da alienação de bens da administração direta, autárquica e fundacional, que são
as entidades sujeitas ao alcance da Lei de Licitações.
Disposições
No caso das empresas estatais, por outro lado, as regras sobre alienação constam na Lei
preliminares 13.303/2016.

Alienar é transferir a propriedade de um bem a terceiro.

EXEMPLO: quando você vende o seu carro para um amigo, estará ocorrendo uma alienação.
Conceito de alienar Nesse contexto, são diversas as formas de alienação, como a venda, a permuta (troca), a doação
e outros meios.

Existe uma grande preocupação na legislação em proteger os bens públicos.


Inalienabilidade dos
Com efeito, em regra, os bens públicos sofrem restrições para a realização da alienação.
bens públicos /
Restrição à alienação Essa característica é conhecida como inalienabilidade dos bens públicos ou simplesmente
dos bens públicos restrição à alienação dos bens públicos.

O Código Civil dispõe que os bens públicos se subdividem em três categorias (CC, artigo 99):

a) BENS DE USO COMUM DO POVO, tais como rios, mares, estradas, ruas e praças;

b) BENS DE USO ESPECIAL, tais como edifícios ou terrenos destinados a serviço ou estabelecimento
da administração federal, estadual, territorial ou municipal, inclusive os de suas autarquias;

Subdivisão dos bens c) BENS DOMINICAIS: aqueles que não possuem uma finalidade pública específica, como um imóvel
públicos sem uso, um veículo inutilizado, ou mobiliário inservível para a administração.

Os bens públicos de uso comum do povo e os de uso especial são inalienáveis, enquanto
conservarem a sua qualificação, na forma que a lei determinar (CC, artigo 100).

Portanto, os bens de uso comum e os bens especiais não podem ser alienados, pelo simples motivo
de que estão sendo utilizados na prestação, direta ou indireta, de serviços ou comodidades para a
população.

A desafetação é o procedimento adotado para retirar o fim público de um bem e, com isso, permitir
a sua alienação.

EXEMPLO: a administração poderá definir um novo local para o funcionamento da escola e, após
Desafetação receber uma autorização legislativa, poderá proceder a alienação.

→ Nesse caso, o fim público do bem foi retirado e, com a autorização legal, a administração teve
condições de realizar a alienação.

109
@Resumos_Tabelados

REQUISITOS LEGAIS PARA A ALIENAÇÃO DE BENS


No caso dos bens imóveis, os requisitos para a alienação de bens são:

a) Existência de interesse público devidamente justificado;

b) Avaliação do bem;
No caso de bens
imóveis c) Autorização legislativa (em regra);

d) Licitação, na modalidade leilão, exceto nos casos em que a licitação é dispensada.

No caso dos bens móveis, os requisitos para a alienação de bens são:

a) Existência de interesse público devidamente justificado;


No caso de bens b) Avaliação do bem;
móveis
c) Licitação, na modalidade leilão, exceto nos casos em que a licitação é dispensada.

NO CASO DE BENS Faz-se necessária a


IMÓVEIS: autorização legislativa.
NO CASO DE BENS Não faz-se necessária a
MÓVEIS: autorização legislativa.

Critério de Com relação a alienação de bens, como se exige a licitação na modalidade leilão, o critério de julgamento
julgamento será sempre o de maior lance.

MODALIDADE: Leilão.
ALIENAÇÃO DE BENS QUANDO
NECESSÁRIA A LICITAÇÃO:
CRITÉRIO DE
Maior lance.
JULGAMENTO:

Com relação a alienação de bens, no que diz respeito ao dever de licitar existem exceções, ou seja, existem
casos em que não será necessária a realização de licitação pública. Esses casos são denominados licitação
dispensada.

Em regra, a alienação de bens imóveis depende de autorização legislativa, mesmo quando admitida a
dispensa de licitação.
Exceção quanto
Entretanto, existem duas exceções, ou seja, dois casos que não dependem de autorização legislativa.
a necessidade
de autorização Artigo 76, Lei 14.133/2021:
legislativa na
alienação de § 1º A alienação de bens imóveis da Administração Pública cuja aquisição tenha sido derivada de
bens imóveis procedimentos judiciais ou de dação em pagamento dispensará autorização legislativa e exigirá
apenas avaliação prévia e licitação na modalidade leilão.

110
@Resumos_Tabelados
Procedimentos judiciais.
Não será necessária autorização legislativa para
a alienação de bens imóveis cuja aquisição tenha
sido derivada de:
Dação em pagamento.

Se a aquisição
tenha derivado
Autorização
EXCETO: de procedimento
legislativa.
judicial ou dação
Interesse público em pagamento.
justificado.
NECESSITA DE:
Avaliação.
IMÓVEIS: CRITÉRIO DE
JULGAMENTO: Licitação na Exceto se for o caso de
ALIENAÇÃO DE Maior lance. modalidade leilão. licitação dispensada.
BENS
(Administração Interesse público
direta, autarquias justificado.
e fundações
públicas): NECESSITA DE: Avaliação.

MÓVEIS: CRITÉRIO DE Licitação na Exceto se for o caso de


JULGAMENTO: modalidade leilão. licitação dispensada.
Maior lance.

LICITAÇÃO DISPENSADA
O termo “licitação dispensada” significa uma vedação à realização de licitação, ou seja, nos casos
assim denominados o administrador não poderá licitar, por expressa determinação legal.
Definição
Trata-se, portanto, de decisão vinculada.

Todos os casos de licitação dispensada tratam de alienação de bens.

Porém, isso não quer dizer que a alienação de bens sempre será por licitação dispensada.
Licitação dispensada Na verdade, a regra é a realização de licitação, sendo a modalidade o leilão.
x Alienação de bens
No entanto, existem casos na Lei de Licitações em que o dever de licitar para a alienação de bens
fica afastado.

Todos os casos de licitação dispensada (casos do artigo 76) são de alienação de bens.
Mas nem toda a alienação de bens ocorre por licitação dispensada, pois a regra é licitar.

111
@Resumos_Tabelados
LICITAÇÃO DISPENSADA PARA A ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS
Dação em pagamento.

Doação, permitida exclusivamente para outro órgão


ou entidade da Administração Pública.

Venda a outro órgão ou entidade da Administração


Pública.

Permuta por outros imóveis.

Investidura.

A LICITAÇÃO É DISPENSADA PARA A ALIENAÇÃO DE Alienação gratuita, aforamento, concessão de direito


BENS IMÓVEIS NOS CASOS DE: real de uso, locação e permissão de uso de bens
imóveis residenciais.

Alienação gratuita, aforamento, concessão de direito


real de uso, locação e permissão de uso de bens
imóveis comerciais de âmbito local.

Alienação e concessão de direito real de uso,


gratuira ou onerosa, de terras públicas rurais.

Legitimação de posse.

Legitimação fundiária.

Artigo 76, Lei 14.133/2021:

I - tratando-se de bens imóveis, inclusive os pertencentes às autarquias e às fundações, exigirá


autorização legislativa e dependerá de licitação na modalidade leilão, dispensada a realização
de licitação nos casos de:

a) dação em pagamento.
Dação em
pagamento A dação em pagamento é um método alternativo para quitar dívidas.

Nesse caso, ao invés de pagar em dinheiro, o devedor para com um bem.

No caso tratado pelo dispositivo, O ESTADO ESTÁ EM DÍVIDA COM TERCEIRO e quita essa dívida
mediante dação em pagamento.

EXEMPLO: o município X devia um montante de R$ 1 milhão para Maria. Após um acordo entre o
município X (devedor) e Maria (credora), ficou acordado que o pagamento seria realizado por meio
da transferência de um bem imóvel que o município não estava utilizando. Nesse caso, temos uma
dação em pagamento.

112
@Resumos_Tabelados

LICITAÇÃO DISPENSADA LICITAÇÃO MEDIANTE LEILÃO SEM A NECESSIDADE DE


(Artigo 76, inciso I, alínea “a”) AUTORIZAÇÃO LEGISLATIVA (Artigo 76, §1°)
Nesse caso o Estado é o devedor e quita essa Nesse caso o Estado é o credor.
dívida mediante dação em pagamento.
Existe um terceiro devedor que quita a sua dívida com o
→ O imóvel era do Estado e passa a ser do Estado mediante a dação em pagamento,
credor.
→ O imóvel era do terceiro devedor e passa a ser do
Estado.
ADMINISTRAÇÃO DAÇÃO EM
CREDOR O Estado, então, faz a alienação do imóvel através da
DEVEDORA PAGAMENTO
licitação na modalidade de leilão.

→ O imóvel era do Estado e passa a ser do vencedor da


IMÓVEL ERA DA IMÓVEL PASSA A licitação.
ADMINISTRAÇÃO. SER DO CREDOR.

Dação em
TERCEIRO pagamento - ADMINISTRAÇÃO
DEVEDOR. Procedimento CREDORA.
judicial.

IMÓVEL PASSA
IMÓVEL PASSA A
IMÓVEL ERA DO A SER DO
SER DA
PARTICULAR. VENCEDOR DA
ADMINISTRAÇÃO.
LICITAÇÃO.

Artigo 76, Lei 14.133/2021:

b) doação, permitida exclusivamente para outro órgão ou entidade da Administração


Pública, de qualquer esfera de governo, ressalvado o disposto nas alíneas f, g e h deste
inciso; [...]

Operações entre órgãos e) venda a outro órgão ou entidade da Administração Pública de qualquer esfera de
e entidades da governo;
administração pública
→ Essas duas hipóteses tratam de operações entre órgãos e entidades da administração
pública.

Os imóveis citados na alínea b serão revertidos ao patrimônio da pessoa jurídica doadora,


assim que cessadas as razões que justificaram sua doação, sendo vedada sua alienação pelo
beneficiário da doação (artigo 76, § 2º).

113
@Resumos_Tabelados
Artigo 76, Lei 14.133/2021:

c) permuta por outros imóveis que atenda aos requisitos relacionados às finalidades
precípuas da Administração, desde que a diferença apurada não ultrapasse a metade do
valor do imóvel que será ofertado pela União, segundo avaliação prévia, e ocorra a torna
de valores, sempre que for o caso;

Permuta por outros Permuta é a troca.


imóveis
No caso de diferença de valores (um bem tiver um valor superior ao outro), haverá o
pagamento da diferença.

→ Mas nesta hipótese existe uma restrição para a União.

→ A diferença de valor não pode ultrapassar a metade do valor do imóvel ofertado pela
União.

Artigo 76, Lei 14.133/2021:

d) investidura;

[...]

f) alienação gratuita ou onerosa, aforamento, concessão de direito real de uso, locação


e permissão de uso de bens imóveis residenciais construídos, destinados ou
efetivamente usados em programas de habitação ou de regularização fundiária de
interesse social desenvolvidos por órgão ou entidade da Administração Pública;

g) alienação gratuita ou onerosa, aforamento, concessão de direito real de uso, locação


Programas de habitação e permissão de uso de bens imóveis comerciais de âmbito local, com área de até 250 m²
e de regularização (duzentos e cinquenta metros quadrados) e destinado a programas de regularização
fundiária. fundiária de interesse social desenvolvidos por órgão ou entidade da Administração
Pública;

h) alienação e concessão de direito real de uso, gratuita ou onerosa, de terras públicas


rurais da União e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) onde
incidam ocupações até o limite de que trata o § 1º do art. 6º da Lei nº 11.952, de 25 de
junho de 2009, para fins de regularização fundiária, atendidos os requisitos legais;

i) legitimação de posse de que trata o art. 29 da Lei nº 6.383, de 7 de dezembro de 1976,


mediante iniciativa e deliberação dos órgãos da Administração Pública competentes;

j) legitimação fundiária e a legitimação de posse de que trata a Lei nº 13.465, de 11 de


julho de 2017;

114
@Resumos_Tabelados
Dação em pagamento.

DOAÇÃO para órgãos ou entidades


da administração.

LICITAÇÃO DISPENSADA PARA VENDA a outra órgão ou entidade


ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS: da administração.
No caso da União a diferença a ser
PERMUTA por outros imóveis. paga não pode ultrapassar metade
do valor do imóvel.
Algumas situações relacionadas
com programas habitacionais e
regularização fundiária.

LICITAÇÃO DISPENSADA PARA A ALIENAÇÃO DE BENS MÓVEIS


A licitação será dispensada para a alienação de bens móveis nos seguintes casos (artigo 76, inciso II):

a) Doação, permitida exclusivamente para fins e uso de interesse social, após avaliação de oportunidade
e conveniência socioeconômica em relação à escolha de outra forma de alienação;

b) Permuta, permitida exclusivamente entre órgãos ou entidades da administração pública;


Casos em que a
licitação será → Só pode ser realizada entre órgãos e entidades da própria administração pública.
dispensada para
a alienação de c) Venda de ações, que poderão ser negociadas em bolsa, observada a legislação específica;
bens móveis d) Venda de títulos, observada a legislação pertinente;

→ Esses títulos funcionam como “cheques” e tratam de meios de a administração obter recursos para
financiar determinados investimentos ou outras ações estatais.

e) Venda de bens produzidos ou comercializados por entidades da administração pública, em virtude de


suas finalidades;

f) Venda de materiais e equipamentos sem utilização previsível por quem deles dispõe para outros
órgãos ou entidades da administração pública.

→ Só pode ser realizada entre órgãos e entidades da própria administração pública.

115
@Resumos_Tabelados
DOAÇÃO para fins e uso de interesse social.

PERMUTA entre órgãos ou entidades da


administração.

VENDA DE AÇÕES.

LICITAÇÃO DISPENSADA PARA


ALIENAÇÃO DE BENS MÓVEIS: VENDA DE TÍTULOS.

VENDA DE BENS produzidos ou comercializados por


entidade da administração, em virtude de suas
finalidades.

VENDA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS SEM


PREVISÃO DE UTILIZAÇÃO para outros órgãos ou
entidades da administração.

A doação de imóvel e de móvel é hipótese de dispensa de licitação, desde que atendidos os requisitos
legais.

Porém, quando se tratar de doação com encargo, poderá haver a necessidade de realizar licitação.

A doação com encargo é uma doação em que o beneficiário terá uma obrigação, chamada de encargo
ou modo.

Doação com EXEMPLO: a União doa equipamentos hospitalares a entidades privadas, instituindo a obrigação (o
encargo) de a entidade promover o atendimento gratuito da população.
encargo
→ Trata-se de um encargo: a União doará o bem, mas a entidade terá a obrigação de promover o
atendimento gratuito.

Nesse caso, a doação com encargo será licitada e de seu instrumento constarão, obrigatoriamente,
os encargos, o prazo de seu cumprimento e a cláusula de reversão, sob pena de nulidade do ato.

Ainda assim, será dispensada a licitação em caso de interesse público devidamente justificado.

116
@Resumos_Tabelados
Alienar é transferir a
propriedade de um bem a
terceiro.
CONCEITO:

Ocorre por venda, permuta,


doação, etc.

Existência de interesse
público devidamente
justificado.

Avaliação do bem.
NO CASO DE
BENS IMÓVEIS: Autorização legislativa (em
regra).

Licitação, na modalidade
leilão, exceto nos casos em
ALIENAÇÃO DE BENS: que se admite a dispensa.

REQUISITOS: Existência de interesse público


devidamente justificado.

NO CASO DOS BENS Avaliação do bem.


MÓVEIS:
Licitação, na modalidade leilão,
A diferença é que, nos bens exceto em casos em que a
imóveis, em regra, há a licitação é dispensada.
necessidade de autorização
legislativa.

Modalidade de leilão.

LICITAÇÃO:
Critério de maior
lance.

117
@Resumos_Tabelados
A lei determina: não pode
licitar (vinculada).

CARACTERÍSTICAS: Rol taxativo.

Todos os casos versam


sobre alienação de bens.

DAÇÃO EM PAGAMENTO.

DOAÇÃO para órgãos


ou entidades da
LICITAÇÃO administração.
ALIENAÇÃO DE BENS:
DISPENSADA:
VENDA a outro órgão e
entidade da
administração;
PARA A UNIÃO:
PERMUTA por outros
diferença no máximo
PARA BENS imóveis.
da metade.
IMÓVEIS
(principais Algumas situações
relacionadas com PERMUTA entre
casos):
programas órgãos e entidades
habitacionais e da administração.
regularização
fundiária. VENDA de ações.

VENDA DE TÍTULOS.

VENDA DE BENS
produzidos ou
comercializados por
DOAÇÃO para fins de uso entidades da
social: administração, em
virtude de suas
finalidades.

VENDA DE MATERIAIS
E EQUIPAMENTOS
SEM PREVISÃO DE
UTILIZAÇÃO para
outros órgãos ou
entidades da
administração.

118
@Resumos_Tabelados
FASES DA LICITAÇÃO

DISPOSIÇÕES GERAIS
Fase preparatória.

Fase de divulgação do
edital de licitação.
Fase de apresentação
de propostas e lances,
quando for o caso.
FASES DA LICITAÇÃO
(nessa ordem): Fase de julgamento.

Fase de habilitação.

Fase recursal.

Fase de homologação.

A partir de agora, a fase de julgamento é realizada, em regra, antes da habilitação (na antiga norma
Mudanças com ocorria de forma inversa).
relação a antiga
Não se trata de uma “novidade”, já que a Lei do Pregão, o Regime Diferenciado de Contratações e a Lei
Lei de Licitações das Estatais já seguiam este “novo” rito.

A fase de habilitação, entretanto, poderá ocorrer antes das fases de apresentação das propostas e
lances e de julgamento.
Possibilidade de
Nesse caso, o ato que decidir pela inversão das fases terá que ser motivado com explicitação dos
inversão das benefícios decorrentes.
fases
Ademais, essa inversão deverá constar expressamente no edital de licitação.

Fase preparatória. Fase de habilitação. Fase recursal.

Fase de divulgação do edital. Fase de julgamento. Fase de homologação.

Fase de apresentação das


Fase de habilitação (inversão
propostas e lances (se for o
por ato motivado).
caso).

119
@Resumos_Tabelados
A Nova Lei de Licitações passa a exigir que as licitações sejam realizadas preferencialmente na forma
eletrônica.

Nesse tipo de procedimento (eletrônico), a administração poderá determinar, como condição de


Procedimento validade e eficácia, que os licitantes pratiquem seus atos em formato eletrônico.
eletrônico
EXEMPLO: o licitante vai apresentar as suas propostas, os seus recursos, os seus lances, impugnações
e outros atos em formato eletrônico.

Será admitida a realização presencial, mediante decisão motivada, caso em que a sessão pública deverá
Realização ser registrada em ata e gravada mediante utilização de recursos tecnológicos de áudio e vídeo.
presencial
Essa gravação será juntada aos autos do processo licitatório depois do encerramento da licitação.
(exceção)

FORMA
Preferencial.
ELETRÔNICA:

FORMAS DE REALIZAÇÃO DO Exceção.


PROCESSO LICITATÓRIO:
Ato motivado.
FORMA
PRESENCIAL: Registro em
ata.

Gravada em
áudio e vídeo.

CONFORMIDADE DAS PROPOSTAS


No que se refere ao procedimento, a Lei de Licitações prevê uma fase específica para a avaliação da
conformidade das propostas.

Assim, se previsto no edital, na fase de julgamento das propostas, o órgão ou entidade licitante poderá,
em relação ao licitante provisoriamente vencedor, realizar análise e avaliação da conformidade das
propostas, mediante:

Fase específica a) Homologação de amostras;


para a avaliação
da conformidade b) Exame de conformidade;
das propostas c) Prova de conceito;

d) Entre outros testes de interesse da administração.

→ Por meio desses testes e avaliações, a administração poderá comprovar a aderência das propostas
às especificações definidas no termo de referência ou no projeto básico (artigo 17, § 3º).

120
@Resumos_Tabelados
Além disso, a administração poderá exigir certificação por organização independente acreditada pelo
Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) como condição para aceitação de
(artigo 17, § 6º):
Certificação por a) Estudos, anteprojetos, projetos básicos e projetos executivos;
organização
independente b) Conclusão de fases ou de objetos de contratos;

c) Adequação do material e do corpo técnico apresentados por empresa para fins de habilitação.

FASE PREPARATÓRIA
A fase preparatória é, com certeza, uma das mais complexas da licitação pública.

Tudo o que for realizado aqui vai refletir significativamente nos próximos passos da licitação.
Disposições
preliminares A doutrina costumava denominar este momento de fase interna, que abrange os atos realizados antes
da divulgação do edital.

A fase preparatória consiste no planejamento da licitação e da contratação.

Este planejamento deverá ser compatibilizado com o plano de contratações anual, se houver, e com as
leis orçamentárias.
Definição
Além disso, o planejamento deverá conter todas as considerações técnicas, mercadológicas e de gestão
que podem interferir na contratação (artigo 18, caput).

De forma resumida, pode-se dizer que a fase preparatória envolve:

a) A descrição da necessidade da contratação fundamentada em estudo técnico preliminar;

b) A definição do objeto, por meio de termo de referência, anteprojeto, projeto básico ou projeto
executivo, conforme o caso;

c) A definição das regras de execução, pagamento e outras;

d) O orçamento estimado (e a motivação do momento da divulgação deste);


Etapas
e) A elaboração do edital de licitação;

f) A elaboração de minuta de contrato, quando necessária, que constará obrigatoriamente como anexo
do edital de licitação;

g) O regime de fornecimento;

h) As regras sobre a realização da licitação (modalidade, critério de julgamento, modo de disputa, etc.);

i) A análise de riscos; etc.

121
@Resumos_Tabelados
Descrição da necessidade Estudo técnico
da contratação. preliminar.

Termo de referência.

Definição do objeto: Anteprojeto.

Regras de execução e Projeto básico ou


pagamento. executivo.

Motivação: momento de
Orçamento estimado.
divulgação.
FASE
PREPARATÓRIA:
Elaboração do edital.

Elaboração da minuta do
contrato (se for o caso).

Regime de fornecimento. Modalidade.

Critério de
Regras sobre a licitação.
julgamento.

Modo de
Análise de riscos.
disputa.

VEDAÇÃO AOS ARTIGOS DE LUXO


De acordo com a Lei de Licitações, os itens de consumo adquiridos para suprir as demandas das
estruturas da administração pública deverão ser de QUALIDADE COMUM, não superior à necessária
para cumprir as finalidades às quais se destinam, vedada a aquisição de artigos de luxo (artigo 20,
Disposições
caput).
preliminares
EXEMPLO: não faz sentido um órgão fazer uma licitação para adquirir uma caneta Montblanc, se uma
Bic já deverá atender às suas necessidades.

O “luxo” deve ser entendido como algo supérfluo, ainda que haja uma “qualidade” superior no
produto.

Porém, não se pode confundir o luxo com aquilo que for, de fato, necessário.

Definição de “luxo” Na prática, a aplicação dessa regra poderá ensejar algumas polêmicas.

Sendo o conceito de luxo bastante subjetivo, a definição dos bens de consumo nas categorias comum
e de luxo deverá constar em regulamento dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

122
@Resumos_Tabelados
Não superior à necessária para cumprir
Qualidade comum.
com as finalidade às quais se destinam.

ITENS DE
VEDAÇÃO: artigos de luxo.
CONSUMO:

Regulamento de cada poder: definição das


categorias comum e de luxo.

AUDIÊNCIA E CONSULTA PÚBLICA


A audiência e a consulta pública são dois instrumentos de participação social.

Os dois procedimentos são de realização discricionária, ou seja, a administração poderá ou não os


realizar.

Definição A administração poderá convocar audiência pública sobre licitação que pretenda realizar, permitindo a
manifestação de todos os interessados.

Trata-se, portanto, de um procedimento prévio à divulgação do edital, no qual a administração poderá


esclarecer dúvidas e obter sugestões para a realização da licitação (artigo 21, caput).

Disponibilização Para realizar a audiência, a administração disponibilizará previamente informações pertinentes,


das informações inclusive de estudo técnico preliminar, elementos do edital de licitação e outros.
pertinentes
A audiência poderá ser presencial ou a distância, na forma eletrônica, e a sua divulgação deverá ocorrer
Forma de com antecedência mínima de oito dias úteis.
realização
Perceba que não existe um prazo mínimo entre a audiência e a divulgação do edital, mas existe um prazo
mínimo entre a divulgação e a realização da audiência pública.

Presencial; ou

FORMA DE REALIZAÇÃO Na forma


A distância.
DA AUDIÊNCIA: eletrônica.

Divulgação com
antecedência mínima
de oito dias úteis.

A administração também poderá submeter a licitação a prévia consulta pública, mediante a


Submissão a disponibilização de seus elementos a todos os interessados, que poderão formular sugestões no prazo
fixado.
prévia consulta
pública A Lei de Licitações não fixou prazo mínimo para a divulgação da consulta pública.

123
@Resumos_Tabelados
A diferença entre a audiência e a consulta pública é que a audiência é um evento específico, no qual as
pessoas serão reunidas, de forma presencial ou eletrônica.
Audiência x
Por outro lado, a consulta pública é um procedimento normalmente documental, em que as informações
Consulta pública são disponibilizadas na internet ou por outro meio e os interessados poderão emitir opiniões por e-
mails, formulários, questionários e outros instrumentos, durante determinado prazo.

Presencial ou a distância.

DIVULGAÇÃO: com no mínimo


oito dias úteis de antecedência.
AUDIÊNCIA
PÚBLICA:
Disponibilização prévia das
informações.

PARTICIPAÇÃO Manifestação de todos os


SOCIAL: interessados.

Disponibilização das
informações.
CONSULTA
PÚBLICA:
Sugestões no prazo fixado.

VALOR (ORÇAMENTO) PREVIAMENTE ESTIMADO DA CONTRATAÇÃO


Na Lei 14.133/2021, o valor estimado da contratação não é mais um fator para a definição da modalidade
a ser adotada.
Disposições
Entretanto, ainda assim, o valor estimado previamente é importante, pois serve para estimar o valor da
preliminares contratação, para evitar contratações com sobrepreço.

A Nova Lei de Licitações fixa critérios para a definição do valor previamente estimado de aplicação
obrigatória para a administração pública federal, bem como para aquisições realizadas pelos demais
entes da Federação com recursos públicos federais.

Por outro lado, os critérios definidos na Lei de Licitações não são obrigatórios para os estados, DF e
municípios.

Definição de → Estes poderão utilizar outros sistemas de custos.


critérios
Artigo 23, Lei 14.133/2021:

§ 3º Nas contratações realizadas por Municípios, Estados e Distrito Federal, desde que não
envolvam recursos da União, o valor previamente estimado da contratação a que se refere o caput
deste artigo poderá ser definido por meio da utilização de outros sistemas de custos adotados pelo
respectivo ente federativo.

124
@Resumos_Tabelados
O valor previamente estimado da contratação deverá ser compatível com os valores
praticados pelo mercado.

Nesse caso, a administração deverá considerar:

Compatibilidade com os a) Os preços constantes de bancos de dados públicos;


valores praticados pelo
mercado b) As quantidades a serem contratadas.

→ Além disso, a administração deverá observar a potencial economia de escala e as


peculiaridades do local de execução do objeto (artigo 23, caput).

Existem dois grupos de critérios para a definição do valor estimado da contratação.

Portanto, existem critérios diferentes conforme se trate de licitação para:


Critérios para a definição a) Aquisição de bens ou contratação de serviços em geral;
do valor estimado da
contratação b) Obras e serviços de engenharia.

A lista de critérios consta nos §§ 1º e 2º do artigo 23 da Lei de Licitações.

Artigo 23, Lei 14.133/2021:

§ 1º No processo licitatório para aquisição de bens e contratação de serviços em geral,


conforme regulamento, o valor estimado será definido com base no melhor preço aferido
por meio da utilização dos seguintes parâmetros, adotados de forma combinada ou não:

I - composição de custos unitários menores ou iguais à mediana do item correspondente


no painel para consulta de preços ou no banco de preços em saúde disponíveis no Portal
Nacional de Contratações Públicas (PNCP);

II - contratações similares feitas pela Administração Pública, em execução ou concluídas


no período de 1 (um) ano anterior à data da pesquisa de preços, inclusive mediante
Aquisição de bens ou sistema de registro de preços, observado o índice de atualização de preços
contratação de serviços correspondente;
em geral
III - utilização de dados de pesquisa publicada em mídia especializada, de tabela de
referência formalmente aprovada pelo Poder Executivo federal e de sítios eletrônicos
especializados ou de domínio amplo, desde que contenham a data e hora de acesso;

IV - pesquisa direta com no mínimo 3 (três) fornecedores, mediante solicitação formal


de cotação, desde que seja apresentada justificativa da escolha desses fornecedores e
que não tenham sido obtidos os orçamentos com mais de 6 (seis) meses de antecedência
da data de divulgação do edital;

V - pesquisa na base nacional de notas fiscais eletrônicas, na forma de regulamento.

→ Nesse caso, não existe, na Lei de Licitações, uma ordem prioritária dos critérios, já que a
administração poderá, inclusive, combiná-los.

125
@Resumos_Tabelados
Artigo 23, Lei 14.133/2021:

§ 2º No processo licitatório para contratação de obras e serviços de engenharia,


conforme regulamento, o valor estimado, acrescido do percentual de Benefícios e
Despesas Indiretas (BDI) de referência e dos Encargos Sociais (ES) cabíveis, será
definido por meio da utilização de parâmetros na seguinte ordem:

I - composição de custos unitários menores ou iguais à mediana do item correspondente


do Sistema de Custos Referenciais de Obras (Sicro), para serviços e obras de
infraestrutura de transportes, ou do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices
de Construção Civil (Sinapi), para as demais obras e serviços de engenharia;
Contratação de obras e
serviços de engenharia II - utilização de dados de pesquisa publicada em mídia especializada, de tabela de
referência formalmente aprovada pelo Poder Executivo federal e de sítios eletrônicos
especializados ou de domínio amplo, desde que contenham a data e a hora de acesso;

III - contratações similares feitas pela Administração Pública, em execução ou concluídas


no período de 1 (um) ano anterior à data da pesquisa de preços, observado o índice de
atualização de preços correspondente;

IV - pesquisa na base nacional de notas fiscais eletrônicas, na forma de regulamento.

→ Deve-se respeitar a ordem estabelecida pelo dispositivo.

Banco de preços em saúde disponíveis no


Portal Nacional de Contratações Públicas
(PNCP).

Contratações similares feitas pela


Administração Pública (limite de um ano da
conclusão), incluindo registro de preços.
AQUISIÇÃO DE
BENS OU
Forma combinada Mídia especializada, tabela de referência,
CONTRATAÇÃO DE
ou não. sítios eletrônicos especializados.
SERVIÇOS EM
GERAL:
Pesquisa direta com no mínimo 3 (três)
fornecedores (prazo de validade de seis
meses.

DEFINIÇÃO DO
VALOR ESTIMADO Base nacional de notas fiscais eletrônicas
DA CONTRATAÇÃO
Sicro e Sinapi.

Mídia especializada, tabela de referência,


sítios eletrônicos especializados
OBRAS E
Na ordem / Deve
SERVIÇOS DE
somar BDI e ES. Contratações similares feitas pela
ENGENHARIA:
Administração Pública (limite de um ano da
conclusão), incluindo registro de preços

Base nacional de notas fiscais eletrônicas

126
@Resumos_Tabelados
No caso de dispensa ou inexigibilidade, se não for possível adotar os critérios acima, o
contratado deverá comprovar previamente que os preços estão em conformidade com os
praticados em contratações semelhantes de objetos de mesma natureza, por meio da
apresentação de notas fiscais emitidas para outros contratantes no período de até um ano
anterior à data da contratação pela administração, ou outros meios igualmente idôneos.

Casos de dispensa e EXEMPLO: na contratação de um artista consagrado, provavelmente não será possível orçar
inexigibilidade com base nos critérios acima.

→ Porém, o contratado (ou seja, o próprio artista) terá que demonstrar que o valor do
evento é equivalente aos seus outros eventos, mediante a apresentação de notas fiscais de
outros contratos.

POSSIBILIDADE DE SIGILO DO ORÇAMENTO


Desde que justificado, o orçamento estimado da contratação PODERÁ ter caráter sigiloso
(artigo 24).

Em alguns casos a divulgação do orçamento estimado pode prejudicar a administração.

Disposições preliminares → Talvez seja melhor deixar as empresas apresentarem propostas sem que elas saibam
quanto a administração orçou, pois assim as propostas serão reais e não baseadas no
orçamento estimado.

O sigilo do orçamento não prevalecerá para os órgãos de controle interno e externo.


No caso de órgãos de
controle interno e externo Isso significa que os órgãos de controle interno e externo (como o Tribunal de Contas)
poderão ter acesso ao orçamento.

Divulgação de informações Mesmo quando houver o sigilo, haverá a divulgação do detalhamento dos quantitativos e
necessárias para das demais informações necessárias para a elaboração das propostas.
elaboração das propostas
Se a licitação adotar o critério de julgamento por maior desconto, o preço estimado ou o
No caso de o critério de máximo aceitável constará do edital da licitação.
julgamento adotado ser o
Nesse caso, não faz sentido falar em sigilo do orçamento, já que os licitantes precisam
de menor desconto conhecer o preço de referência para que possam oferecer o desconto.

Desde que justificado.

Tem que divulgar os quantitativos


e demais informações.
SIGILO DO
ORÇAMENTO:
O sigilo prevalecerá sobre o
controle interno e externo.

Se o critério de julgamento for o O preço máximo


de maior desconto: constará no edital.

127
@Resumos_Tabelados
EDITAL DE LICITAÇÃO
Definição O edital de licitação é o instrumento convocatório do processo licitatório.

Basicamente, o edital serve para dois objetivos:

a) Definir as regras para a realização da licitação;


Objetivos
b) Dar publicidade a essas regras.

O edital deverá conter o objeto da licitação e as regras relativas à convocação, ao julgamento, à


O que deve constar habilitação, aos recursos e às penalidades da licitação, à fiscalização e à gestão do contrato, à
entrega do objeto e às condições de pagamento (artigo 25, caput).
no edital

Convocação.

Julgamento.

Habilitação.
O objeto da Recursos.
DEVERÁ CONSTAR licitação.
NO EDITAL: As regras Penalidades.
relativas a:
Fiscalização.

Gestão do
contrato.
Entrega do
objeto.
Condições de
pagamento.

Adoção de minutas Sempre que o objeto permitir, a administração adotará minutas padronizadas de edital e de contrato
padronizadas com cláusulas uniformes.

O edital poderá prever a responsabilidade do contratado pela:

a) Obtenção do licenciamento ambiental;

→ O licenciamento ambiental não precisa ser prévio à licitação, uma vez que a administração poderá
passar esta responsabilidade ao contratado.
Previsão da
responsabilidade do b) Realização da desapropriação autorizada pelo poder público.
contratado
→ O próprio contratado pode desapropriar bens, mas o procedimento dependerá de autorização do
poder público.

→ O Estado exerce o seu poder de império ao autorizar a desapropriação, enquanto a contratada


adota os procedimentos burocráticos para efetivar a desapropriação.

128
@Resumos_Tabelados
O edital poderá, na forma disposta em regulamento, exigir que o contratado destine um
percentual mínimo da mão de obra responsável pela execução do objeto da contratação a (artigo
25, § 9º):
Destinação de
percentual mínimo da a) Mulher vítima de violência doméstica;
mão de obra
b) Oriundo ou egresso do sistema prisional, na forma estabelecida em regulamento.

REAJUSTE EM SENTIDO AMPLO


Independentemente do prazo de duração do contrato, será obrigatória a previsão no edital de
índice de reajustamento de preço com data-base vinculada à data do orçamento estimado, com
a possibilidade de ser estabelecido mais de um índice específico ou setorial, em conformidade
com a realidade de mercado dos respectivos insumos.
Disposições
preliminares Esta regra vale para qualquer tipo de contrato e independe do prazo de duração.

→ A data-base para atualização refere-se à data do orçamento estimado e não à data de


assinatura do contrato.

Contratos de serviços São aqueles que versam sobre necessidades da administração que se prolongam no tempo.
contínuos
Nas licitações de serviços contínuos, observado o interregno mínimo de um ano, o critério de
reajustamento será por:

a) REAJUSTAMENTO EM SENTIDO ESTRITO: quando não houver regime de dedicação exclusiva de


Critério de mão de obra ou predominância de mão de obra, mediante previsão de índices específicos ou
reajustamento setoriais;

b) REPACTUAÇÃO: quando houver regime de dedicação exclusiva de mão de obra ou


predominância de mão de obra, mediante demonstração analítica da variação dos custos.

Reajuste em sentido estrito


(índices de inflação).
O reajuste em sentido
amplo se subdivide em: Repactuação (contratos de
dedicação exclusiva ou
predominante de mão de obra).

O reajuste em sentido estrito refere-se à atualização do valor do contrato conforme índices


específicos ou setoriais ligados à inflação.
Reajuste em sentido
EXEMPLO: um contrato poderá dispor sobre a atualização do valor conforme o Índice Nacional de
estrito Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), etc.

129
@Resumos_Tabelados
A repactuação ocorre nos contratos de dedicação de mão de obra, como nos contratos de
serviço de vigilância ou de manutenção e limpeza das instalações.

Nesses contratos, o principal fator da composição de custos é o pagamento da mão de obra (por
exemplo: o pagamento dos vigilantes).
Repactuação
Assim, quando houver a convenção coletiva de trabalho, o valor do salário dos funcionários terá
que ser atualizado.

Nessa situação, aplica-se a repactuação.

Quando não há dedicação


exclusiva ou predominante
REAJUSTE EM de mão de obra.
SENTIDO ESTRITO:
Índices específicos ou
setoriais.

Dedicação exclusiva ou
predominante de mão de
obra.
REPACTUAÇÃO:
REAJUSTE EM SERVIÇOS Demonstração analítica da
SENTIDO AMPLO: CONTÍNUOS: variação dos custos.

Independe do prazo de
duração.

Obrigatória previsão.
OUTROS CASOS:
Índice de reajustamento de
preço.

Data-base vinculada ao
orçamento estimado.

MARGEM DE PREFERÊNCIA
De forma resumida, a margem de preferência permite que, em alguns casos, a administração
contrate uma empresa que não ofertou a proposta de valor mais baixo.

Logo, a administração vai pagar mais caro, ainda que exista uma proposta com um valor nominal
inferior.

Disposições Isso ocorre porque as contratações públicas também podem atender a outras finalidades, como
preliminares a geração de emprego e renda no país ou a promoção do desenvolvimento.

Assim, em alguns casos é melhor pagar um pouco mais caro por um produto nacional ao invés
de pagar um pouco mais barato em um produto importado.

Por isso, existe a margem de preferência.

130
@Resumos_Tabelados
A margem de preferência poderá ser estabelecida para (artigo 26):

a) Bens manufaturados e serviços nacionais que atendam a normas técnicas brasileiras;

→ Serviço nacional é o serviço prestado em território nacional, nas condições estabelecidas


pelo Poder Executivo federal (artigo 6º, inciso XXXVI).
Objetos para os quais a
margem de preferência → Produto manufaturado nacional é o produto manufaturado produzido no território nacional
pode ser estabelecida de acordo com o processo produtivo básico ou com as regras de origem estabelecidas pelo
Poder Executivo federal (artigo 6º, inciso XXXVI).

→ De forma mais simples, o produto manufaturado aquele que é produzido em série, de forma
padronizada e normalmente em grande quantidade.

b) Bens reciclados, recicláveis ou biodegradáveis, conforme regulamento.

a) Poderá ser de até 10% sobre o preço dos bens e serviços que não se enquadrem na margem;

b) Poderá ser estendida a bens manufaturados e serviços originários de Estados Partes do


Mercado Comum do Sul (Mercosul), desde que haja reciprocidade com o País prevista em
acordo internacional aprovado pelo Congresso Nacional e ratificado pelo Presidente da
República.
Algumas regras sobre a
margem de preferência c) Para os bens manufaturados nacionais e serviços nacionais resultantes de desenvolvimento
e inovação tecnológica no País, definidos conforme regulamento do Poder Executivo federal, a
margem de preferência poderá ser de até 20%.

→ Não se incluem os bens reciclados e afins nesta possibilidade de margem adicional.

A margem de preferência não se aplica aos bens manufaturados nacionais e aos serviços
nacionais se a capacidade de produção desses bens ou de prestação desses serviços no País
for inferior:
Não aplicabilidade da a) À quantidade a ser adquirida ou contratada; ou
margem de preferência
b) Aos quantitativos fixados em razão do parcelamento do objeto, quando for o caso.

Será divulgada, em sítio eletrônico oficial, a cada exercício financeiro, a relação de empresas
Divulgação favorecidas pela margem de preferência, com indicação do volume de recursos destinados a
cada uma delas (artigo 27).

131
@Resumos_Tabelados
Bens manufaturados e serviços Normas técnicas
nacionais. BR.
OBJETO:
Bens reciclados, recicláveis ou
biodegradáveis.

Decisão
fundamentada.
Definição.
Poder Executivo
Até 10%. Federal.
CONDIÇÕES:
MARGEM DE
PREFERÊNCIA:
Pode se estender ao MERCOSUL. Reciprocidade.

Até 20%.
DESENVOLVIMENTO E
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA: Bens manufaturados e serviços
nacionais.

NÃO SE APLICA AOS BENS A quantidade de produção no País


MANUFATURADOS E SERVIÇOS for inferior a quantidade a ser
NACIONAIS QUANDO: adquirida (total ou parcela).

132
@Resumos_Tabelados
A descrição da necessidade
da contratação
fundamentada;

Estudo técnico preliminar;

Definição do objeto (termo de


referência, anteprojeto,
O QUE É FEITO?
projeto básico ou projeto
executivo).
Orçamento estimado (e a
motivação do momento da
divulgação deste);

A elaboração do edital de
licitação e demais minutas.

Itens de consumo devem ter


FASE PREPARATÓRIA: qualidade comum;
VEDAÇÃO AOS
ARTIGOS DE LUXO:
Não pode ser superior ao
necessário para os seus fins.

Decisão discricionária;

Convocação com pelo menos


Audiência pública:
AUDIÊNCIA E oito dias úteis de antecedência;
CONSULTA
PÚBLICA: Também poderá fazer
consulta pública. Possibilidade de manifestação
de todos interessados.

133
@Resumos_Tabelados
Orçamento poderá ter caráter sigiloso;

Decisão discricionária e justificada;

POSSIBILIDADE DE Disponibilização após a fase de julgamento;


SIGILO DO
ORÇAMENTO:
Órgãos de controle podem ter acesso;

Se for maior desconto, o preço máximo deverá constar


no edital.

Instrumento convocatório;

Define as regras e dá publicidade;


EDITAL DE
LICITAÇÃO: Define o objeto;
FASE PREPARATÓRIA:
Regras sobre convocação, julgamento, habilitação,
recursos, penalidades, etc.

Bens manufaturados e serviços


nacionais que atendam a normas
técnicas brasileiras;
Quando:
Bens reciclados, recicláveis ou
biodegradáveis.
Em regra: até 10%;

Bens manufaturados nacionais e serviços nacionais


resultantes de desenvolvimento e inovação tecnológica no
MARGEM DE País: até 20%;
PREFERÊNCIA:

Poderá ser estendida, no caso de bens manufaturados e


serviços, para países do Mercosul;

Não se aplica se a capacidade de produção no País (de


bens manufaturados ou serviços nacionais) for inferior ao
que será adquirido (total ou em parcelas).

134
@Resumos_Tabelados

DIVULGAÇÃO DO EDITAL DE LICITAÇÃO


PARECER JURÍDICO
Controle prévio de Uma das etapas da licitação é a emissão do parecer jurídico.
legalidade mediante
Assim, ao final da fase preparatória, o processo licitatório seguirá para o órgão de assessoramento
análise jurídica da
jurídico da administração, que realizará controle prévio de legalidade mediante análise jurídica da
contratação contratação (art. 53, caput).

O órgão de assessoramento jurídico da administração deverá apreciar o processo licitatório


conforme critérios objetivos prévios de atribuição de prioridade.

Além disso, o parecer deverá ser redigido em linguagem simples e compreensível e de forma clara
e objetiva.
Aspectos que
devem nortear a Afinal, o parecer vai orientar a atuação de outras pessoas, sendo que nem todas terão total
elaboração do compreensão de termos jurídicos.
parecer
Daí a importância da utilização de linguagem mais acessível.

O parecer também deverá considerar todos os elementos indispensáveis à contratação e com


exposição dos pressupostos de fato e de direito levados em consideração na análise jurídica.

Critérios objetivos de atribuição de prioriedade.

Linguagem simples e compreensível.

ASPECTOS QUE DEVEM NORTEAR A


Redação clara e objetiva.
ELABORAÇÃO DO PARECER:

Elementos indispensável a contratação.

Exposição de pressupostos de fato e de direito.

Processo de licitação.

Contratações diretas.

Acordos.

O ÓRGÃO JURÍDICO DA ADMINISTRAÇÃO Termos de cooperação.


REALIZARÁ CONTROLE PRÉVIO DE Convênios.
LEGALIDADE DE:
Ajustes.
Adesões e atas de registro de
preços.
Outros instrumentos congêneres e
de seus termos aditivos.

135
@Resumos_Tabelados
Há casos em que a emissão do parecer jurídico poderá ser dispensada.

Esses casos serão definidos em ato da autoridade jurídica máxima competente.


Casos de dispensa Nessa definição, a autoridade deverá considerar o baixo valor, a baixa complexidade da contratação,
do parecer jurídico a entrega imediata do bem ou a utilização de minutas de editais e instrumentos de contrato, convênio
ou outros ajustes previamente padronizados pelo órgão de assessoramento jurídico (artigo 53, §
5º).

Controle prévio de legalidade.


O QUE É?
Análise jurídica.

QUANDO
No final da fase preparatória.
OCORRERÁ:

Contratações diretas.

Acordos, termos de cooperação,


PARECER JURÍDICO:
APLICA-SE, NO convênios e afins.
QUE COUBER, A:
Adesões a atas de registro de preços.

Termos aditivos.

Ato da autoridade jurídica máxima.


PODE DISPENSAR
PARECER: Baixo valor, baixa complexidade,
padronização, etc.

PUBLICIDADE DO EDITAL
Encerrada a instrução do processo sob os aspectos técnico e jurídico, a autoridade determinará a
Disposições divulgação do edital de licitação em sítio eletrônico oficial.
preliminares
A publicização de alguns aspectos é obrigatória, enquanto de outros é facultativa.

É obrigatória a divulgação e manutenção do inteiro teor do ato convocatório e de seus anexos no


Publicidade Portal Nacional de Contratações Públicas (PNCP);
obrigatória
→ Todo edital é divulgado no Portal Nacional de Contratações Públicas, de forma integral.

É facultativa:

a) Divulgação e manutenção do inteiro teor do edital e de seus anexos: em sítio eletrônico oficial do
ente federativo do órgão ou entidade responsável pela licitação ou, no caso de consórcio público, do
Publicidade ente de maior nível entre eles;
facultativa
b) Divulgação direta a interessados devidamente cadastrados para esse fim.

→ Faculta-se a divulgação do inteiro teor em sítio eletrônico do ente promotor da licitação e a


divulgação a interessados cadastrados.

136
@Resumos_Tabelados
Após a homologação do processo licitatório, também serão divulgados no Portal Nacional de
Contratações Públicas (PNCP) os documentos elaborados na fase preparatória que porventura não
tenham integrado o edital e seus anexos.
Divulgação dos
demais documentos Faculta-se a divulgação desses documentos, se o órgão ou entidade responsável pela licitação
entender cabível, também no sítio eletrônico do respectivo ente.

OBRIGATÓRIA: Inteiro teor. PNCP.

Sítio eletrônico
DIVULGAÇÃO FACULTATIVA: Inteiro teor.
da entidade.
DO EDITAL:
PNCP:
obrigatória.
OUTROS DOCUMENTOS DA Após a
FASE PREPARATÓRIA: homologação.
Sítio do ente
(facultativa).

PRAZO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS E LANCES


Os PRAZOS MÍNIMOS para apresentação de propostas e lances, contados a partir da data de
divulgação do edital de licitação, são de (artigo 55):

PARA AQUISIÇÃO DE BENS:

a) Oito dias úteis, quando adotados os critérios de julgamento de menor preço ou de maior desconto;

b) Quinze dias úteis, nas hipóteses não abrangidas pelos critérios acima.

NO CASO DE SERVIÇOS E OBRAS:

a) Dez dias úteis, quando adotados os critérios de julgamento de menor preço ou de maior desconto,
no caso de serviços comuns e de obras e serviços comuns de engenharia;
Prazos mínimos
b) Vinte e cinco dias úteis, quando adotados os critérios de julgamento de menor preço ou de maior
desconto, no caso de serviços especiais e de obras e serviços especiais de engenharia;

c) Sessenta dias úteis, quando o regime de execução for de contratação integrada;

d) Trinta e cinco dias úteis, quando o regime de execução for o de contratação semi-integrada ou
nas hipóteses não abrangidas nos três itens anteriores.

QUINZE DIAS ÚTEIS: para licitação em que se adote o critério de julgamento de maior lance;

TRINTA E CINCO DIAS ÚTEIS: para licitação em que se adote o critério de julgamento de técnica e
preço ou de melhor técnica ou conteúdo artístico.

Nessa modalidade, os critérios de julgamento são de menor preço ou maior desconto.


Prazos para pregão
PARA AQUISIÇÃO DE BENS: prazo mínimo de oito dias úteis.

PARA SERVIÇOS: prazo mínimo de dez dias úteis.

137
@Resumos_Tabelados
SE O OBJETO FOR COMUM: o prazo é de dez dias úteis.

SE O OBJETO FOR ESPECIAL: o prazo será de vinte e cinco dias úteis.


Prazos para obra
ou serviço de CONTRATAÇÃO SEMI-INTEGRADA: os prazos serão somados. → 10 + 25 = 35 dias úteis.
engenharia
CONTRATAÇÃO INTEGRADA: o prazo será de sessenta dias úteis.

Para a licitação na modalidade leilão o prazo mínimo será de quinze dias úteis, pois esta modalidade
Prazo para leilão somente admite o julgamento por maior lance.

Prazo para Se a licitação for na modalidade concurso, o prazo será de no mínimo trinta e cinco dias úteis, pois
concurso esta modalidade somente admite o critério de melhor técnica ou conteúdo artístico.

Esses prazos não se aplicam ao diálogo competitivo, pois já há prazos especiais para a licitação
nesta modalidade.

EDITAL DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE DE PARTICIPAR: prazo de vinte e cinco dias úteis.


Diálogo competitivo
EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS: prazo de sessenta dias úteis.

PARA AQUISIÇÃO DE BENS: oito dias úteis.


PREGÃO:
PARA SERVIÇOS: dez dias úteis.

LEILÃO: Quinze dias úteis.

CONCURSO: Trinta e cinco dias úteis.

CONCORRÊNCIA: Diversos prazos.

PRAZO MÍNIMO PARA A


SE O OBJETO FOR COMUM: dez dias úteis.
LICITAÇÃO NA MODALIDADE DE:
SE O OBJETO FOR ESPECIAL: vinte e cinco
OBRA OU SERVIÇOS dias úteis.
DE ENGENHARIA: CONTRATAÇÃO SEMI-INTEGRADA: trinta e
cinco dias úteis.
CONTRATAÇÃO INTEGRADA: sessenta dias
úteis.
MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE: vinte e
DIÁLOGO cinco dias úteis.
COMPETITIVO:
PROPOSTAS: sessenta dias úteis.

138
@Resumos_Tabelados

Menor preço.
Oito dias úteis:

AQUISIÇÃO DE Menor desconto.


BENS:

Quinze dias úteis: Demais casos.

MAIOR LANCE: Quinze dias úteis.

Menos preço.
COMUNS: Dez dias úteis.
Maior desconto.

PRAZOS DE Menor preço.


DIVULGAÇÃO: SERVIÇOS E Vinte e cinco dias
ESPECIAIS:
OBRAS: úteis.
Maior desconto.
CONTRATAÇÃO
Trinta e cinco
SEMI INTEGRADA E
dias úteis.
DEMAIS CASOS:

CONTRATAÇÃO Sessenta dias


INTEGRADA: úteis.

TÉCNICA E PREÇO E MELHOR Trinta e cinco


TÉCNICA OU CONTEÚDO ARTÍSTICO: dias úteis.

MANIFESTAÇÃO DE Vinte e cinco dias


INTERESSE: úteis.
DIÁLOGO
COMPETITIVO:
APRESENTAÇÃO Sessenta dias
DAS PROPOSTAS: úteis.

Eventuais modificações no edital implicarão nova divulgação na mesma forma de sua divulgação
Modificações no edital inicial, além do cumprimento dos mesmos prazos dos atos e procedimentos originais, exceto
quando a alteração não comprometer a formulação das propostas.

Os prazos poderão, mediante decisão fundamentada, ser reduzidos até a metade nas licitações
realizadas pelo Ministério da Saúde, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).
Possibilidade de
Essa redução, teoricamente, não se aplica ao diálogo competitivo, já que os prazos dessa
redução dos prazos modalidade constam em artigo específico da Lei de Licitações.

139
@Resumos_Tabelados
MODOS DE DISPUTA
O modo de disputa refere-se ao formato da apresentação das propostas e lances.

Existem dois modos de disputa:


Disposições
preliminares → Aberto.

→ Fechado.

Hipótese em que os licitantes apresentarão suas propostas por meio de lances públicos e
sucessivos, crescentes ou decrescentes.

Os licitantes apresentam uma proposta inicial, que depois poderá ser melhorada por intermédio de
Modo de disputa lances.
aberto
→ Admite a apresentação de lances sucessivos.

Este é o procedimento clássico do pregão e do leilão, mas também poderá ser utilizado nas demais
modalidades.

Hipótese em que as propostas permanecerão em sigilo até a data e hora designadas para sua
divulgação.

As propostas de todos os licitantes são abertas ao mesmo tempo e não poderão ser alteradas.

Modo de disputa Assim, os licitantes não conhecem as propostas dos seus concorrentes e, por isso, ficam compelidos
fechado a apresentar, de uma vez só, a sua melhor proposta.

→ NÃO admite a apresentação de lances sucessivos.

Os modos de disputa poderão ser adotados de forma isolada ou conjunta.

Assim, é possível que uma licitação tenha exclusivamente o modo aberto ou o modo fechado, mas ela
Forma de adoção
também poderá ter os dois modos combinados.

A utilização isolada do modo de disputa fechado será vedada quando adotados os critérios de
Utilização isolada julgamento de menor preço ou de maior desconto (artigo 55, § 1º).
do modo de disputa
Nesse caso, não se veda a utilização, em si, do modo fechado, mas sim a sua utilização isolada.
fechado
A utilização do modo de disputa aberto será vedada quando adotado o critério de julgamento de
técnica e preço.
Utilização do modo
Essa é uma vedação absoluta.
de disputa aberto
Não se pode utilizar o modo aberto no julgamento de técnica e preço, seja isolada ou conjuntamente.

140
@Resumos_Tabelados
Lances públicos e sucessivos.

Crescentes ou decrescentes.
ABERTO:

Não pode ser utilizado, nem de forma isolada,


nem de forma conjunta, quando o critério de
Isolada ou julgamento for a técnica e preço.
MODOS DE DISPUTA:
conjuntamente.
Sigilo até a divulgação.

FECHADO: Não pode ser utilizado, de forma isolada, se


os critérios de julgamento forem o de menor
preço ou maior desconto.

Admite-se a apresentação de lances intermediários, assim definidos como os lances (artigo


56, § 3º):

a) Iguais ou inferiores ao maior já ofertado, quando adotado o critério de julgamento de maior


Lances intermediários lance.

b) Iguais ou superiores ao menor já ofertado, quando adotados os demais critérios de


julgamento.

QUANDO ADOTADO O CRITÉRIO DE Iguais ou inferiores ao


JULGAMENTO DE MAIOR LANCE: MAIOR já ofertado.
LANCES
INTERMEDIÁRIOS:
QUANDO ADOTADOS OS DEMAIS Iguais ou superiores ao
CRITÉRIOS: MENOR já ofertado.

Objetivo da O objetivo de apresentar lances intermediários é promover a classificação dos demais


apresentação de lances licitantes, tendo em vista que, em alguns casos, um licitante não terá condições de cobrir a
proposta do primeiro colocado, mas poderá tentar ficar em segundo, terceiro ou em outra
intermediários
posição melhor.

A importância de obter uma boa classificação intermediária, ainda que não seja o vencedor do
Importância de se obter certame, é que, eventualmente, o licitante poderá ser convocado para substituir o primeiro
colocado nos casos de inabilitação ou de rescisão contratual.
uma boa classificação
intermediária Assim, mesmo que não fique em primeiro lugar, pode ser interessante ficar bem classificado
na licitação.

141
@Resumos_Tabelados
Admite-se que se realize o reinício da disputa aberta, nos termos estabelecidos no instrumento
convocatório, após a definição da melhor proposta, para definição das demais colocações, quando
existir diferença de pelo menos 5% entre a melhor proposta e a subsequente (artigo 56, § 4º).
Possibilidade de
reinício da O objetivo, nesse caso, é permitir que os demais licitantes disputem as classificações intermediárias
disputa aberta na licitação, para que aumentem as suas chances de serem convocados para substituir o vencedor da
licitação.

O edital de licitação poderá estabelecer intervalo mínimo de diferença de valores entre os lances, que
incidirá tanto em relação aos lances intermediários quanto em relação à proposta que cobrir a melhor
oferta (artigo 57).
Intervalo mínimo O objetivo dessa medida é evitar descontos ou lances que “melhoram” a proposta de forma irrisória.
de deferença de
valores entre os EXEMPLO: uma empresa poderia ofertar um desconto de “0,001%” melhor do que o seu lance anterior
lances ou do que o lance da melhor proposta.

→ Para evitar esse tipo de coisa, o edital poderá colocar uma diferença mínima.

Lances públicos, sucessivos,


ABERTO:
Podem ser crescentes ou descrescentes.
adotados isolada
ou conjuntamente.
FECHADO: Sigilo até a divulgação.

Menor preço.
Modo fechado, se o
critério de
julgamento for:
Maior desconto.
DE FORMA
NÃO É PERMITIDO:
ISOLADA:
Modo aberto, se o
critério de
NO MAIOR LANCE: iguais Em qualquer caso:
MODOS DE julgamento for por
ou inferiores ao maior
DISPUTA: técnica e preço.
lance já ofertado.
LANCES
INTERMEDIÁRIOS: NOS DEMAIS CRITÉRIOS
DE JULGAMENTO: iguais
ou superiores ao
menores lances já
ofertado.

Após a definição da melhor proposta.

Depende de previsão no instrumento


convocatório.
REINÍCIO DA
DISPUTA ABERTA:
Se a diferença da melhor proposta para a
seguinte for de pelo menos 5%.

Definição das demais colocações.

142
@Resumos_Tabelados
GARANTIA DE PROPOSTA
Não confunda a garantia de proposta com a garantia contratual.

GARANTIA CONTRATUAL: pode ser exigida na execução do contrato, nos termos dos artigos 96 a
102 da Lei de Licitações e Contratos.

→ Portanto, já estaríamos falando do “contratado”.


Garantia de proposta x
Garantia contratual GARANTIA DE PROPOSTA: poderá ser adotada como requisito de pré-habilitação.
→ Se aplica durante a licitação, em relação aos licitantes.

Os percentuais e finalidades das garantias são diferentes.

Dos licitantes.
GARANTIA DE PROPOSTA:
Pré-habilitação.

Do contratado.
GARANTIA CONTRATUAL:
Regras próprias (artigos
96 a 102).

Poderá ser exigida, no momento da apresentação da proposta, a comprovação do recolhimento


de quantia a título de garantia de proposta, como requisito de pré-habilitação (artigo 58).
Exigência da
Busca-se, com isso, assegurar que o licitante vai cumprir a promessa da sua proposta.
comprovação do
recolhimento de A administração não é obrigada a exigir a garantia de proposta.
quantia
→ Mas se resolver exigir, deverá fazer isso constar no edital da licitação.

As formas de apresentação da garantia de proposta são as mesmas da garantia contratual.

Nesse caso, caberá ao licitante escolher a forma de apresentação.

Assim, a administração decide se haverá garantia de proposta, mas a escolha da modalidade de


apresentação cabe ao licitante.
Formas de
apresentação Desse modo, caberá ao licitante optar por uma das seguintes opções (artigo 96, § 1º):

a) CAUÇÃO EM DINHEIRO OU EM TÍTULOS DA DÍVIDA PÚBLICA;

b) SEGURO-GARANTIA;

c) FIANÇA BANCÁRIA.

143
@Resumos_Tabelados
Caução em dinheiro ou em
títulos da dívida pública.

FORMAS DE APRESENTAÇÃO DA
Seguro garantia.
GARANTIA DE PROPOSTA:

Fiança bancária.

Limite de valor A garantia de proposta não poderá ser superior a 1% do valor estimado para a contratação.

Devolução aos A garantia de proposta será devolvida aos licitantes no prazo de dez dias úteis, contado da
licitantes assinatura do contrato ou da data em que for declarada fracassada a licitação.

Controle prévio de legalidade;

Órgão de assessoramento jurídico;

Posicionamento conclusivo quanto à impossibilidade


de continuidade da contratação;
Também envolve: contratações diretas, acordos,
termos de cooperação, convênios, ajustes, adesões a
PARECER atas de registro de preços, outros instrumentos
JURÍDICO: congêneres e de seus termos aditivos;

Alguns casos poderão dispensar o parecer;

A autoridade poderá, motivadamente, rejeitar o


parecer;
Membro da advocacia pública será civil e
regressivamente responsável quando agir com dolo
ou fraude na elaboração do parecer jurídico.
Inteiro teor do ato convocatório e de seus
OBRIGATÓRIA: anexos no Portal Nacional de Contratações
Públicas (PNCP);
DIVULGAÇÃO
Inteiro teor do edital e de seus anexos: em
DO EDITAL:
sítio eletrônico oficial do ente federativo do
órgão ou entidade responsável pela licitação
PUBLICIDADE ou, no caso de consórcio público, do ente de
DO EDITAL: FACULTATIVA:
maior nível entre eles;

Divulgação direta a interessados devidamente


cadastrados para esse fim.
O resumo dos prazos consta em tabela do capítulo
sobre o tema.
Poderá ser exigida no momento da apresentação da
proposta como requisito de pré-habilitação;
GARANTIA DE
Até 1% do valor estimado da contratação;
PROPOSTA:
Mesmas modalidades da garantia contratual (escolha do
licitante).

144
@Resumos_Tabelados

JULGAMENTO
DESCLASSIFICAÇÃO DE PROPOSTAS
Serão desclassificadas as propostas que (artigo 59):

a) Contiverem vícios insanáveis;

b) Não obedecerem às especificações técnicas pormenorizadas no edital;

c) apresentarem preços inexequíveis ou permanecerem acima do orçamento estimado para a


contratação;
Hipóteses em que as
→ A proposta será desclassificada se apresentar um preço muito baixo para as
propostas serão
características da proposta ou se, após a negociação, permanecer acima do orçamento
desclassificadas estimado.

d) Não tiverem sua exequibilidade demonstrada, quando exigido pela administração;

e) Apresentarem desconformidade com quaisquer outras exigências do edital, desde que


insanável.

Vícios insanáveis.

Não obedecerem às
especificações técnicas.

Preços inexequíveis.
DESCLASSIFICADAS:
Permanecerem acima do
orçamento estimado.
Não tiverem a exequibilidade
demonstrada, quando exigido.
Desconformidade com outras
exigências do edital.

A verificação da conformidade das propostas poderá ser feita exclusivamente em relação à


Verificação da proposta mais bem classificada.
conformidade das
Ademais, a administração poderá realizar diligências para aferir a exequibilidade das
propostas propostas ou exigir dos licitantes que ela seja demonstrada (artigo 59, §§ 1º e 2º).

145
@Resumos_Tabelados
No caso de obras e serviços de engenharia e arquitetura, para efeito de avaliação da
exequibilidade e de sobrepreço, serão considerados o preço global, os quantitativos e os
preços unitários tidos como relevantes.

Especificamente para as obras e serviços de engenharia, a Norma de Licitações prevê que


serão consideradas inexequíveis as propostas cujos valores forem INFERIORES A 75% (setenta
Obras e serviços de e cinco por cento) do valor orçado pela administração.
engenharia
Se a proposta for INFERIOR A 85% (oitenta e cinco por cento) do valor orçado pela
administração, será exigida garantia adicional do licitante vencedor, equivalente à diferença
entre o valor orçado e o valor da proposta, sem prejuízo das demais garantias exigíveis com
base na Lei de Licitações.

Para outros tipos de objeto, como aquisição de bens, por exemplo, a Lei de Licitações não define
o que seria um preço manifestamente inexequível.
Outros tipos de objeto
Assim, a análise deverá ocorrer caso a caso, conforme critérios previstos no edital.

Inferior a 75% do valor


orçado.
OBRAS E SERVIÇOS DE
Garantia adicional.
ENGENHARIA:

PREÇO Se for inferior a 85%:


MANIFESTAMENTE
INEXEQUÍVEI: Diferença entre o valor
orçado e a proposta.
A lei não define um
DEMAIS CASOS:
critério.

CRITÉRIOS DE DESEMPATE E PREFERÊNCIA


Após a realização da licitação, duas ou mais propostas poderão ficar empatadas.
Disposições
Nesse caso, a administração deverá utilizar critérios de desempate.
preliminares
A administração, em caso de empate, deverá utilizar os seguintes critérios de desempate,
nessa ordem:

a) DISPUTA FINAL: hipótese em que os licitantes empatados poderão apresentar nova proposta
em ato contínuo à classificação;

b) AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO CONTRATUAL PRÉVIO DOS LICITANTES, para a qual deverão


Critérios de desempate preferencialmente ser utilizados registros cadastrais para efeito de atesto de cumprimento de
obrigações22;

c) desenvolvimento pelo licitante de AÇÕES DE EQUIDADE ENTRE HOMENS E MULHERES no


ambiente de trabalho, conforme regulamento;

d) DESENVOLVIMENTO PELO LICITANTE DE PROGRAMA DE INTEGRIDADE, conforme orientações


dos órgãos de controle.

146
@Resumos_Tabelados
Se mesmo após a aplicação dos critérios de desempate, a licitação permanecer empatada, será
assegurada preferência, sucessivamente, aos bens e serviços produzidos ou prestados por:

a) Empresas estabelecidas no território do estado ou do Distrito Federal do órgão ou entidade


da administração pública estadual ou distrital licitante ou, no caso de licitação realizada por
órgão ou entidade de município, no território do estado em que este se localize;

b) Empresas brasileiras;

c) Empresas que invistam em pesquisa e no desenvolvimento de tecnologia no País;


Preferência
d) Empresas que comprovem a prática de mitigação (medidas para reduzir uso de recursos e
emissões de gases).

→ A aplicação dos critérios acima não prejudica a aplicação da preferência de contratação


para as microempresas e empresas de pequeno porte como critério de desempate, conforme
previsto na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.

OBSERVAÇÃO: na nova Lei de Licitações não existe previsão de sorteio como critério de
desempate.

Disputa final. Nova proposta.

Avaliação de
desempenho
CRITÉRIOS DE contratual prévio.
DESEMPATE (nessa
ordem):
Ações de equidade. Homens e mulheres

Programa de
integridade.

Estabelecidos no território do Licitações realizadas por


respectivo estado ou DF. estados, DF e municípios.

Empresas brasileiras.
PREFERÊNCIA
(aplicada caso o
empate persista): Pesquisa e desenvolvimento
Empresas que invistam em:
tecnológico no País.

Prática de mitigação. Uso de recursos / emissões.

147
@Resumos_Tabelados
NEGOCIAÇÃO DE CONDIÇÕES MAIS VANTAJOSAS
Definido o resultado do julgamento, a administração poderá negociar condições mais vantajosas com o
primeiro colocado (art. 61, caput).
Possibilidade de
O primeiro colocado pode não aceitar negociar, já que ele venceu a licitação com base na sua proposta.
negociação com
o primeiro Assim, se não houver sucesso na negociação, não significa que o primeiro colocado será
colocado desclassificado.

É possível negociar com os demais licitantes, segundo a ordem de classificação inicialmente


Possibilidade de estabelecida, quando o primeiro colocado, mesmo após a negociação, for desclassificado em razão de
sua proposta permanecer acima do preço máximo definido pela administração (artigo 61, § 1º).
negociação com
os demais → Nesse caso, a desclassificação do primeiro colocado não é em razão do insucesso das negociações,
colocados mas sim porque a proposta final ficou acima do preço máximo definido pela administração.

Condução das A negociação será conduzida por agente de contratação ou comissão de contratação, na forma de
negociações e regulamento, e, depois de concluída, terá seu resultado divulgado a todos os licitantes e anexado aos
autos do processo licitatório.
divulgação

Após o resultado do julgamento. Com o primeiro colocado.

Se a proposta do primeiro
colocado ficar acima do limite
Pode ser feita com os demais máximo, após a negociação.
NEGOCIAÇÃO: licitantes.
Ordem de classificação.
Realizada por agente de
contratação ou comissão.

Resultado divulgado a todos os


licitantes.

148
@Resumos_Tabelados

Vícios insanáveis.

Não obedecerem às especificações


técnicas.

Preços inexequíveis.

DESCLASSIFICAÇÃO:
Preços permanecerem acima do
orçamento estimado - após a negociação.

Não tiverem a exequibilidade demonstrada,


quando exigido.

Desconformidade com outras exigências


do edital, desde que insanável.

Valores inferiores a
75% do valor
Obras e serviços de engenharia:
orçado -
inexequível.
JULGAMENTO:
PREÇOS A Lei de Licitações
MANIFESTAMENTE Demais casos: não define um
INEXEQUÍVEIS: critério.

Observação: para valores inferiores a


85% do valor orçado será exigida garantia
adicional equivalente à diferença entre o
valor orçado e o valor da proposta.

1° - Disputa final: licitantes empatados


poderão apresentar nova proposta.

2° - Avaliação do desempenho contratual


prévio dos licitantes.
DESEMPATE:
3° - Ações de equidade entre homens e
mulheres.

4° - Desenvolvimento de programa de
integridade.

149
@Resumos_Tabelados
Órgão ou entidade
estadual ou distrital -
empresas
estabelecidas no
território do estado
ou do Distrito Federal.
PREFERÊNCIA REGIONAL:
Órgão ou entidade
municipal - empresas
estabelecidas no
Empresas brasileiras. território do estado
em que este se
localize.
Empresas que invistam em
pesquisa e no desenvolvimento
de tecnologia no país.

PREFERÊNCIA:
Empresas que comprovam a
prática de mitigação de
emissões.

OBSERVAÇÃO 1: sem prejuízo à


aplicação da preferência de
contratação para as MEs EPPs
como critério de desempate.

OBSERVAÇÃO 2: não há
previsão de sorteio como
JULGAMENTO: critério de desempate.

Apos o resultado do
julgamento.

Administração negocia Segundo a ordem de


condições mais vantajosas classificação
com o primeiro colocado. inicialmente
estabelecida.

NEGOCIAÇÃO: Demais licitantes:


Quando a proposta do
primeiro colocado
permanecer acima do
Conduzida por agente de
preço máximo após a
contratação ou comissão de
negociação.
contratação.

Resultado divulgado a todos os


licitantes e anexado aos autos
do processo.

150
@Resumos_Tabelados

HABILITAÇÃO
A habilitação é a fase da licitação em que se verifica o conjunto de informações e documentos
necessários e suficientes para demonstrar a capacidade do licitante de realizar o objeto da licitação,
dividindo-se em (artigo 62):

a) Jurídica;

Definição b) Técnica;

c) Fiscal, social e trabalhista;

d) Econômico-financeira.

A habilitação jurídica visa a demonstrar a capacidade de o licitante exercer direitos e assumir


obrigações, e a documentação a ser apresentada por ele limita-se à comprovação de existência
jurídica da pessoa e, quando cabível, de autorização para o exercício da atividade a ser contratada
(artigo 66).
Habilitação jurídica
De forma simples, esta habilitação diz quem é a empresa e quem pode responder por ela.

A habilitação técnica, por sua vez, trata da qualificação técnico-profissional e técnico-operacional


(artigo 67).

Os documentos de habilitação técnica buscam avaliar se o licitante tem a capacidade técnica para
Habilitação técnica realizar o objeto do contrato, envolvendo a apresentação de profissional habilitado, instalações,
aparelhos e atendimento aos requisitos legais para desempenhar a atividade.

As habilitações fiscal, social e trabalhista comprovam se a empresa está em dia com as obrigações
fiscais (CPF, CNPJ, inscrição no cadastro de contribuintes, etc.); se atende aos requisitos junto à
seguridade social e com o FGTS e se está em dia com as obrigações trabalhistas (regularidade
perante a Justiça do Trabalho) (artigo 68).
Habilitação fiscal,
social e trabalhista Engloba-se na habilitação trabalhista o cumprimento da vedação constitucional de exploração de
trabalho de menor, nos termos do artigo 7º, inciso XXXIII, da Constituição Federal.

A habilitação econômico-financeira visa a demonstrar a aptidão econômica do licitante para cumprir


Habilitação as obrigações decorrentes do futuro contrato.
econômico-
Nesse caso, a documentação pode envolver os balanços e demonstrativos dos últimos dois
financeira exercícios e certidão negativa de feitos sobre falência expedida pelo distribuidor da sede do licitante,
além de outras exigências pontuais previstas na Lei de Licitações.

151
@Resumos_Tabelados
Quem é a empresa, quem a
JURÍDICA:
representa?

Qualificação técnico-
TÉCNICA: profissional e técnico-
operacional.

FISCAL: CPF, CNPJ, cadastro de


contribuintes, etc.

HABILITAÇÃO: FISCAL, SOCIAL E SOCIAL: Seguridade social,


TRABALHISTA: FGTS.

TRABALHISTA: Justiça do
Trabalho, vedação à exploração
de trabalho de menor.

Aptidão econômica para


assumir obrigações futuras.
ECONÔMICO-
FINANCEIRA:
Balanços, demonstrativos,
certidão negativa de falência.

A exigência da apresentação dos documentos de habilitação ocorrerá em relação ao


Exigência de apresentação licitante vencedor, exceto quando a fase de habilitação anteceder a de julgamento (artigo
63, inciso II).
dos documentos de
habilitação Assim, em regra, a habilitação destina-se ao licitante vencedor, mas envolverá todos os
licitantes quando houver a inversão das fases (habilitação antes do julgamento).

Mesmo nos casos em que houver a inversão das fases, os documentos de regularidade
Exigência de apresentação fiscal, somente serão exigidos em momento posterior ao julgamento das propostas e
apenas do licitante mais bem classificado (artigo 63, inciso III).
dos documentos de
regularidade fiscal Logo, em qualquer caso, a regularidade fiscal será demonstrada após o julgamento e
envolvendo apenas o primeiro colocado da licitação.

Declaração de Será exigida do licitante declaração de que cumpre as exigências de reserva de cargos
cumprimento de demais para pessoa com deficiência e para reabilitado da Previdência Social, previstas em lei e em
outras normas específicas (artigo 63, inciso IV).
exigências

ENCERRAMENTO DA LICITAÇÃO
Encerradas as fases de julgamento e habilitação, e exauridos os recursos administrativos,
o processo licitatório será encaminhado à autoridade superior.

Nesse momento, a autoridade fará um juízo sobre a legalidade e o mérito do procedimento.


Disposições preliminares
→ Isso se aplica, no que couber, às hipóteses de contratação direta e aos procedimentos
auxiliares da licitação (artigo 71, §4°).

152
@Resumos_Tabelados
a) Determinar o retorno dos autos para saneamento de irregularidades;

→ Acontecerá caso haja alguma irregularidade.

b) Revogar a licitação por motivo de conveniência e oportunidade;

Medidas que podem c) Proceder à anulação da licitação, de ofício ou mediante provocação de terceiros, sempre que
ser tomadas pela presente ilegalidade insanável;
autoridade superior
d) Adjudicar o objeto e homologar a licitação.

Esses atos não são de competência do pregoeiro ou da comissão de licitação.

→ São atos de responsabilidade da autoridade superior.

REVOGAÇÃO DA LICITAÇÃO ANULAÇÃO DA LICITAÇÃO


→ O motivo determinante para a revogação do processo → Se houver a possibilidade de corrigir o vício, a autoridade
licitatório deverá ser resultante de fato superveniente determinará o retorno dos autos para a correção.
devidamente comprovado.
→ Se não for possível a correção, será realizada a anulação
→ Na revogação, não há vício na realização da licitação. do ato inválido, tornando sem efeito todos os subsequentes
que deles dependam.
→ Porém, por uma questão nova (superveniente), a
contratação deixa de ser interessante para a administração. → No caso de anulação, será realizada a apuração de
responsabilidade de quem lhe tenha dado causa.
→ A revogação é total, pois envolve o processo licitatório
como um todo. → A anulação pode ser total ou parcial, uma vez que a
autoridade pública anulará apenas os atos com vícios
→ Não se pode revogar a licitação após a assinatura do insanáveis.
contrato, pois a assinatura faz consumar a realização do
procedimento licitatório. → A anulação poderá ser declarada mesmo após a assinatura
do contrato.
→ Deverá ser assegurada a prévia manifestação dos
interessados. → Deverá ser assegurada a prévia manifestação dos
interessados.

A nulidade ensejará o direito à indenização ao contratado (artigo 149):

a) PELO QUE ELE HOUVER EXECUTADO ATÉ A DATA EM QUE FOR DECLARADA: isso ocorre em virtude
da vedação ao enriquecimento sem causa da administração.

→ Se o contratado prestou um serviço ou entregou parcela do objeto, ele terá que receber a
Direito à indenização indenização por este trabalho, sob pena de a administração ganhar algo (enriquecimento) sem
ao contratado pagar por isso (sem causa);

b) OUTROS PREJUÍZOS REGULARMENTE COMPROVADOS: como custos de mobilização e


desmobilização, aquisição de matéria-prima, etc.

Porém, o dever de indenizar não ocorrerá quando o contratado der causa à nulidade.

153
@Resumos_Tabelados
Pelo que ele houver executado até a
data em que for declarada.
PELO QUÊ?
Prejuízos regularmente
comprovados.
INDENIZAÇÃO NO
CASO DE NULIDADE: NÃO OCORRERÁ: Se o contratado deu caso à nulidade.

Se promovida a responsabilidade de quem deu causa à


nulidade.

A adjudicação é o ato pelo qual a autoridade competente atribui o objeto da licitação ao vencedor.

Nesse caso, a administração não poderá adjudicar o objeto ao segundo colocado, devendo fazê-lo
Adjudicação
ao vencedor.

A homologação é o ato pelo qual a autoridade atesta a legalidade, a lisura do procedimento de


licitação.
Homologação
Ademais, a homologação é o ato final da licitação pública.

Atribuir o objeto ao
ADJUDICAÇÃO:
vencedor.

Controle de legalidade.

Conclusão pela lisura do


HOMOLOGAÇÃO:
procedimento.

Ato final da licitação.

DETERMINAR O RETORNO
Saneamento de irregularidades.
DOS AUTOS:

Conveniência e oportunidade.
REVOGAR:
Fato superveniente.

ATOS DA AUTORIDADE SUPERIOR:


De ofício ou por provocação.
ANULAR:
Ilegalidade insanável.

Adjudicar: atribuir o objeto ao


vencedor.
ADJUDICAR E
HOMOLOGAR.
Homologar: reconhecer a
legalidade da licitação (ato final)

154
@Resumos_Tabelados

Autoridade superior.
COMPETÊNCIA:
Não é competência da comissão ou do
agente de contratação.

Determinar o saneamento de
irregularidades.

Revogar a licitação.
EXAURIDOS OS
RECURSOS:
Anular, de ofício ou por provocação, se o
vício for insanável.

Adjudicar e homologar.

Juízo de mérito (conveniência e


oportunidade).

Depende da demonstração de fato


REVOGAÇÃO:
superveniente devidamente comprovado.

ENCERRAMENTO Não pode após assinar o contrato.


DA LICITAÇÃO:

Vício insanável.

Torna sem efeito todos os subsequentes


que dependam do ato anulado.
ANULAÇÃO:
Deverá ocorrer a apuração das
responsabilidades.

Pode até mesmo depois da assinatura do


contrato.

A anulação e a revogação devem ser


CONTRADITÓRIO: predicadas de manifestação dos
interessados.

Pelo que ele houver


executado até a data
A nulidade ensejará o em que for declarada.
direito á indenização ao
contratado: Outros prejuízos
regularmente
INDENIZAÇÃO: comprovados.

Adjudicar: atribuir o objeto ao


vencedor.
ADJUDICAÇÃO E
HOMOLOGAÇÃO:
Homologar: reconhecer a
legalidade da licitação (ato final)

155
@Resumos_Tabelados
INSTRUMENTOS AUXILIARES

NOÇÕES GERAIS
A Lei 14.133/2021 prevê um conjunto de procedimentos que não são modalidades, critérios de
julgamento ou mesmo licitação.

Na verdade, eles são os instrumentos auxiliares também denominados de procedimentos


auxiliares das licitações e das contratações.
Disposições
preliminares Os procedimentos auxiliares obedecerão a critérios claros e objetivos definidos em
regulamento.

Além disso, o julgamento que decorrer da pré-qualificação e do procedimento de manifestação


de interesse seguirá o mesmo procedimento das licitações.

São procedimentos auxiliares das licitações e das contratações:

1) Credenciamento;

2) Pré-qualificação;
Procedimentos
auxiliares 3) Procedimento de manifestação de interesse;

4) Sistema de registro de preços;

5) Registro cadastral.

Credenciamento.

Pré-qualificação.

PROCEDIMENTOS AUXILIARES DAS Procedimento de manifestação


LICITAÇÕES E DAS CONTRATAÇÕES: de interesse.

Sistema de registro de preços.

Registro cadastral.

CREDENCIAMENTO
O credenciamento não era previsto de forma expressa na antiga Lei de Licitações, mas era
Disposições reconhecido pela doutrina e pela jurisprudência.
preliminares
Assim, ele já era utilizado na prática pela administração pública.

156
@Resumos_Tabelados
Artigo 6°, Lei 14.133/2021:

XLIII – credenciamento: processo administrativo de chamamento público em que a


Administração Pública convoca interessados em prestar serviços ou fornecer bens para
que, preenchidos os requisitos necessários, credenciem-se no órgão ou na entidade para
executar o objeto quando convocados;
Definição
No credenciamento, basta que o interessado atenda aos requisitos necessários para que seja
credenciado.

Por isso, não ocorre competição entre os envolvidos (tanto que se trata de hipótese de
inexigibilidade de licitação).

O credenciamento é um processo
administrativo não competitivo de
chamamento público.

Modo pelo qual a administração


convoca interessados que serão
CREDENCIAMENTO: credenciados.

Os interessados devem atender aos


requisitos necessários.
Prestar serviços; ou
Poderão executar o objeto, que poderá
ser:
Fornecer bens.

a) PARALELA E NÃO EXCLUDENTE: caso em que é viável e vantajosa para a administração a


realização de contratações simultâneas em condições padronizadas;

b) COM SELEÇÃO A CRITÉRIO DE TERCEIROS: caso em que a seleção do contratado está a cargo
do beneficiário direto da prestação;

Hipóteses de → EXEMPLO: A administração faz o credenciamento de diversas redes de laboratórios, mas é


contratação em que o o usuário do serviço, ou seja, a pessoa que vai se submeter ao exame que vai escolher em qual
credenciamento pode laboratório o serviço será realizado.
ser utilizado
c) EM MERCADOS FLUIDOS: caso em que a flutuação constante do valor da prestação e das
condições de contratação inviabiliza a seleção de agentes por meio de processo de licitação.

→ Permite que a contratação ocorra sem a prévia definição de preços, constituindo a


aceitação de “preços dinâmicos” pela administração.

157
@Resumos_Tabelados
PARALELA E NÃO Contratos simultâneos em
EXCLUDENTE: condições padronizadas.

Beneficiário que seleciona o


contratado.
SELEÇÃO A CRITÉRIO
CREDENCIAMENTO: DE TERCEIROS:
EXEMPLO: credenciamento de
médicos ou laboratórios.

Flutuação de valor.
MERCADOS FLUIDOS:
"Preços dinâmicos".

a) A administração deverá divulgar e manter à disposição do público, em sítio eletrônico oficial,


edital de chamamento de interessados, de modo a permitir o cadastramento permanente de novos
interessados;

b) Na contratação paralela e não excludente, quando o objeto não permitir a contratação imediata e
simultânea de todos os credenciados, deverão ser adotados critérios objetivos de distribuição da
demanda – por exemplo: a demanda inicial é menor do que a capacidade de todos os produtores
Regras que devem agrícolas, logo não haverá como contratar todos de imediato;
ser observadas
c) O edital de chamamento de interessados deverá prever as condições padronizadas de
para a definição
contratação e, nas contratações paralela e não excludente e com seleção a critério de terceiros,
dos procedimentos deverá definir o valor da contratação – lembrando: não há definição de preço na letra “c”, pois os
de credenciamento preços são “dinâmicos”;

d) Na contratação em mercados fluidos, a administração deverá registrar as cotações de mercado


vigentes no momento da contratação;

e) Não será permitido o cometimento a terceiros do objeto contratado sem autorização expressa da
administração – ou seja, a “subcontratação” dependerá de autorização.

Será admitida a denúncia por qualquer das partes nos prazos fixados no edital.

A denúncia deve ser entendida como a extinção do contrato.


Admissibilidade da
denúncia EXEMPLO: um dos produtores da agricultura familiar rural deixa de ter interesse em continuar o
contrato, então será possível “denunciá-lo”.

PRÉ-QUALIFICAÇÃO
Em geral, as licitações públicas possuem uma fase de habilitação, na qual os licitantes apresentam
a sua documentação para demonstrar a sua qualificação técnica e demais condições para atender
às necessidades da administração.
Disposições
preliminares Contudo, alguns casos podem exigir uma análise mais específica dessa qualificação.

Para isso, existe o procedimento auxiliar de pré-qualificação.

158
@Resumos_Tabelados
Entende-se por pré-qualificação:

Artigo 6°, Lei 14.133/2021:


Definição
XLIV - [...] procedimento seletivo prévio à licitação, convocado por meio de edital, destinado à
análise das condições de habilitação, total ou parcial, dos interessados ou do objeto;

A pré-qualificação é o procedimento técnico-administrativo para selecionar previamente (artigo


80):
O que será
a) LICITANTES que reúnam condições de habilitação para participar de futura licitação ou de licitação
selecionado vinculada a programas de obras ou de serviços objetivamente definidos;
através da pré-
qualificação b) BENS que atendam às exigências técnicas ou de qualidade estabelecidas pela administração.

A pré-qualificação não se confunde com a fase de habilitação da licitação.

Primeiro porque a PRÉ-QUALIFICAÇÃO é um procedimento auxiliar, enquanto a HABILITAÇÃO é uma


fase da licitação.

Segundo porque a PRÉ-QUALIFICAÇÃO ficará permanentemente aberta para a inscrição de


interessados, ao passo que a HABILITAÇÃO tem um momento específico para ser realizada, dentro
Pré-qualificação x do procedimento de licitação.
Fase de habilitação
Outra diferença é que a PRÉ-QUALIFICAÇÃO pode ter efeitos a um número indeterminado de casos
concretos, pois não é vinculada a uma licitação específica; por outro lado, a HABILITAÇÃO destina-se
apenas à licitação de que faz parte.

Além disso, a PRÉ-QUALIFICAÇÃO pode ter o objetivo de analisar licitantes ou bens, enquanto a
HABILITAÇÃO destina-se a analisar apenas os licitantes.

PRÉ-QUALIFICAÇÃO: HABILITAÇÃO:
• Procedimento auxiliar. • Fase da licitação.
• Aberta permanentemente. • Ocorre em momento
• Número indeterminado de específicos, durante a licitação.
casos concretos. • Somente a licitação da qual faz
• Licitantes e bens (e serviços) parte.
• Licitantes.

Doutrinariamente, a pré-qualificação subdivide-se em:

SUBJETIVA: destinada a pré-qualificar licitantes;


Subdivisão
OBJETIVA: destinada a pré-qualificar bens e serviços.

159
@Resumos_Tabelados
PRÉ-QUALIFICAÇÃO Destinada a pré-
SUBJETIVA: qualificar licitantes.
SUBDIVISÃO DA PRÉ-
QUALIFICAÇÃO:
Destinada a pré-
PRÉ-QUALIFICAÇÃO
qualificar bens e
OBJETIVA:
serviços.

Dispensa de Na pré-qualificação aberta a licitantes, poderão ser dispensados os documentos que já constarem
documentos do registro cadastral.
constantes no
Assim, aplica-se a mesma regra da habilitação, ou seja, o que consta no registro cadastral não
registro cadastral precisa ser apresentado novamente.

O edital de pré-qualificação deverá dispor de informações mínimas necessárias para definição do


objeto.
Edital
Além da modalidade, da forma da futura licitação e dos critérios de julgamento.

A Lei de Licitações também prevê regras básicas sobre o procedimento de pré qualificação.

A apresentação de documentos será realizada perante órgão ou comissão indicada pela


Regras básicas
administração, que deverá examiná-los no prazo máximo de dez dias úteis e determinar correção
ou reapresentação de documentos, quando for o caso, com vistas à ampliação da competição.

A pré-qualificação poderá ser realizada em grupos ou segmentos, segundo as especialidades dos


fornecedores.
Realização
Além disso, ela poderá ser parcial ou total, com alguns ou todos os requisitos técnicos ou de
habilitação necessários à contratação.

Na pré-qualificação aberta a bens, poderá ser exigida a comprovação de qualidade.


Exigência da
EXEMPLO: Imagine, por exemplo, que a administração vai pré-qualificar canetas.
comprovação de
qualidade → Seria possível exigir a demonstração da qualidade das canetas que serão pré-qualificadas.

Catálogo de bens e Os bens e os serviços pré-qualificados deverão integrar o catálogo de bens e serviços da
serviços administração.

Os licitantes e os bens pré-qualificados serão obrigatoriamente divulgados e mantidos à disposição


do público.
Divulgação
Trata-se, portanto, de uma forma de atender ao princípio da publicidade.

Quanto ao prazo, a pré-qualificação terá validade:

a) Não superior ao prazo de validade dos documentos apresentados pelos interessados.


Prazo
→ O prazo máximo é de um ano, atualizado a qualquer tempo.

160
@Resumos_Tabelados
Licitação restrita É possível que a administração realize licitação restrita a licitantes ou bens pré-qualificados.

Procedimento seletivo prévio à


licitação.

O QUE É: Convocação por edital.


De habilitação, total ou
parcial.
Análise das condições:
Do objeto (bens e
serviços).
É procedimento auxiliar (não é fase).

DIFERENTE DA
HABILITAÇÃO, Aberto permanentemente.
PORQUÊ:
Serve para licitantes ou bens e
PRÉ- serviços.
QUALIFICAÇÃO:
No máximo um ano.
VALIDADE:
Limitado à validade dos documentos.

Pode ser total ou parcial.

Pode ser por grupos ou segmentos.

Os bens e serviços integratão um


OBSERVAÇÕES:
catálogo.

Prazo de dez dias úteis para a


comissão analisar os documentos.

Pode ter licitação restrita aos pré-


qualificados.

PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE


O procedimento de manifestação de interesse – PMI tem o objetivo de solicitar, à iniciativa privada,
Objetivo a propositura e a realização de estudos, investigações, levantamentos e projetos de soluções
inovadoras que contribuam com questões de relevância pública (artigo 81, caput).

Início O procedimento será iniciado com a publicação de edital de chamamento público.

Os estudos, investigações, levantamentos e projetos vinculados à contratação e de utilidade para a


Ressarcimento dos licitação, realizados pela administração ou com a sua autorização, estarão à disposição dos
interessados, e o vencedor da licitação deverá ressarcir os dispêndios correspondentes, conforme
dispêndios
especificado no edital (artigo 81, § 1º).
correspondentes
→ A administração não se encarrega do pagamento dos estudos realizados no PMI.

161
@Resumos_Tabelados
Imagine que uma prefeitura está enfrentando diversos problemas com o escoamento de água
durante o período de chuvas.

Ainda não se sabe qual solução seria adequada para resolver este problema.

Exemplo Logo, seria difícil lançar uma licitação, já que não se sabe o que poderia ser licitado.

Então, a administração poderia lançar um procedimento de manifestação de interesse,


publicando um edital de chamamento público para, junto à iniciativa privada, encontrar soluções
inovadoras para o problema.

Não atribuirá ao realizador direito


de preferência no processo
licitatório.

Não obrigará o poder público a


realizar licitação.
A REALIZAÇÃO, PELA INICIATIVA PRIVADA,
DE ESTUDOS, INVESTIGAÇÕES,
LEVANTAMENTOS E PROJETOS EM
DECORRÊNCIA DO PMI (ARTIGO 81, §2°): Não implicará, por si só, direito a
ressarcimento de valores
envolvidos em sua elaboração.

Será remunerada somente pelo


vencedor da licitação, vedada, em
qualquer hipótese, a cobrança de
valores do poder público.

Não gera direito de


preferência.

Não gera obrigação de licitar.

Não gera direito a


PMI:
ressarcimento.
Será remunerado pelo
vencedor da licitação.
É vedada a cobrança dos
valores do poder público.

A Lei de Licitações dispõe que a aceitação dos produtos e serviços decorrentes do PMI dependerá
Aceitação dos da elaboração de parecer fundamentado com a demonstração de que o produto ou serviço
entregue é adequado e suficiente à compreensão do objeto, que as premissas adotadas são
produtos e serviços
compatíveis com as reais necessidades do órgão e que a metodologia proposta é a que propicia
decorrentes do PMI maior economia e vantagem entre as demais possíveis.

162
@Resumos_Tabelados
O PMI poderá ser restrito a startups, que são definidas, na Lei de Licitações, como:

Artigo 81, Lei 14.133/2021:

§4° - [...] os microempreendedores individuais, as microempresas e as empresas de pequeno


Startups porte, de natureza emergente e com grande potencial, que se dediquem à pesquisa, ao
desenvolvimento e à implementação de novos produtos ou serviços baseados em soluções
tecnológicas inovadoras que possam causar alto impacto, exigida, na seleção definitiva da
inovação, validação prévia fundamentada em métricas objetivas, de modo a demonstrar o
atendimento das necessidades da Administração.

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS


NOÇÕES GERAIS

Artigo 6° Lei 14.133/2021:


Sistema de registro
XLV – sistema de registro de preços: conjunto de procedimentos para realização, mediante
de preços (SRP) - contratação direta ou licitação nas modalidades pregão ou concorrência, de registro formal de
Definição preços relativos a prestação de serviços, a obras e a aquisição e locação de bens para
contratações futuras;

Imagine a seguinte situação: a administração precisa comprar queijo para preparar merenda
escolar. Existem duas possibilidades:

(i) Fazer uma licitação única e comprar todo o queijo para o ano inteiro;

(ii) Fazer várias licitações, uma por semana, para comprar o queijo fresco para o respectivo período.

→ Na primeira, a administração teria que estocar muito queijo e, provavelmente, no final do ano, o
alimento estaria ruim para consumo.

→ Na segunda, haveria uma dificuldade enorme para realizar dezenas de processos de licitação,
correndo o risco de falhar em diversas contratações.
Exemplo
Para resolver esse caso, a administração poderia adotar uma terceira solução, muito mais
adequada.

→ É o sistema de registro de preços.

Nesse caso, a administração faz uma única licitação e firma uma ata de registro de preços.

Neste documento, ficarão registrados os preços e os respectivos fornecedores.

Assim, a administração poderá firmar diversas contratações, conforme a sua necessidade.

Logo, realiza-se uma única licitação, que vai permitir a realização de contratações fracionadas,
conforme a necessidade.

É para isso que serve o sistema de registro de preços.

163
@Resumos_Tabelados
Ao final da licitação para registro de preços, a administração não firma diretamente um contrato.

Na verdade, é elaborado um documento denominado ata de registro de preços, cujo conceito é o


seguinte:

Artigo 6° Lei 14.133/2021:

XLVI – ata de registro de preços: documento vinculativo e obrigacional, com característica de


Ata de registro de compromisso para futura contratação, no qual são registrados o objeto, os preços, os
preços fornecedores, os órgãos participantes e as condições a serem praticadas, conforme as
disposições contidas no edital da licitação e nas propostas apresentadas;

→ Caso os órgãos e entidades envolvidos no registro necessitem assinar os contratos, poderão


acionar os fornecedores para assinar os respectivos contratos nas condições da ata.

→ Logo, uma única ata de registro de preços poderá ensejar a assinatura de diversos contratos
administrativos.

Prazo de vigência O prazo de vigência da ata de registro de preços será de um ano e poderá ser prorrogado, por igual
da ata de registro período, desde que comprovado o preço vantajoso (artigo 84).
de preços
Assim, a ata poderá ter uma vigência total de até dois anos (um ano, prorrogável por mais um).

Prazo de vigência O contrato decorrente da ata de registro de preços terá sua vigência estabelecida em conformidade
da ata de registro com as disposições contidas na própria ata.
de preços x Prazo
VIGÊNCIA DA ATA: é de um ano, prorrogável por igual período.
de vigência dos
respectivos VIGÊNCIA DO CONTRATO: seguirá as disposições constantes na ata de registro de preços.
contratos

LICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PREÇOS


Modalidades A licitação para registro de preços adotará as modalidades pregão ou concorrência.

Pregão.
MODALIDADES DA LICITAÇÃO
PARA REGISTRO DE PREÇOS:
Concorrência.

Critérios de Os critérios de julgamento admitidos são o menor preço ou o maior desconto sobre tabela de preços
julgamento praticada no mercado.

Menor preço
Sobre a tabela de
CRITÉRIOS DE JULGAMENTO NA
preços praticada
LICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PREÇOS:
no mercado:
Maior desconto.

164
@Resumos_Tabelados
O sistema de registro de preços poderá ser usado para a contratação de bens e serviços, inclusive
de obras e serviços de engenharia, observadas as seguintes condições:

a) Realização prévia de ampla pesquisa de mercado;

b) Seleção de acordo com os procedimentos previstos em regulamento;

Condições para o c) Desenvolvimento obrigatório de rotina de controle;


uso do sistema de
registro de preços d) Atualização periódica dos preços registrados;
e) Definição do período de validade do registro de preços;

f) Inclusão, em ata de registro de preços, do licitante que aceitar cotar os bens ou serviços em
preços iguais aos do licitante vencedor na sequência de classificação da licitação e inclusão do
licitante que mantiver sua proposta original.

O objeto do SRP poderá ser:

a) Bens;
Objeto do SRP b) Serviços;

c) Obras e serviços de engenharia.

Bens;

OBJETO DO SRP: Serviços; ou

Obras e serviços
de engenharia.

A utilização do SRP para obras e serviços de engenharia somente será admitida se atendidos os
Requisitos pra o seguintes requisitos (artigo85):
uso do SRP para
a) Existência de projeto padronizado, sem complexidade técnica e operacional;
obras e serviços de
engenharia b) Necessidade permanente ou frequente de obra ou serviço a ser contratado.

Projeto padronizado, sem


complexidades técnica e operacional.
REQUISITOS DO SRP PARA OBRAS E
SERVIÇOS DE ENGENHARIA:
Necessidade permanente ou
frequente.

165
@Resumos_Tabelados
a) POSSIBILIDADE DE PREVER PREÇOS DIFERENTES:

→ Quando o objeto for realizado ou entregue em locais diferentes;

→ Em razão da forma e do local de acondicionamento;

→ Quando admitida cotação variável em razão do tamanho do lote;

→ Por outros motivos justificados no processo.

b) Possibilidade de o licitante oferecer ou não PROPOSTA EM QUANTITATIVO INFERIOR AO MÁXIMO


PREVISTO NO EDITAL, obrigando-se nos limites dela.

EXEMPLO: em uma licitação para compra de vacinas, alguns licitantes não terão condições de
atender ao quantitativo total previsto na licitação, mas se o edital permitir poderão apresentar
preços para uma quantidade inferior.

→ Nesse caso, a licitação poderá ter vários vencedores, ao mesmo tempo;


Características da
licitação para registro c) POSSIBILIDADE DE REGISTRO DE MAIS DE UM FORNECEDOR OU PRESTADOR DE SERVIÇO, desde
de preços que aceitem cotar o objeto em preço igual ao do licitante vencedor, assegurada a preferência de
contratação de acordo com a ordem de classificação.

→ Isso acontece para formar uma espécie de “cadastro de reserva”.

EXEMPLO: Se o licitante vencedor não cumprir as suas obrigações, a administração poderá


assinar com os demais licitantes registrados, que concordaram em cotar pelo preço do licitante
vencedor;

d) VEDAÇÃO À PARTICIPAÇÃO DO ÓRGÃO OU ENTIDADE EM MAIS DE UMA ATA DE REGISTRO DE


PREÇOS COM O MESMO OBJETO NO PRAZO DE VALIDADE DAQUELA DE QUE JÁ TIVER PARTICIPADO,
salvo na ocorrência de ata que tenha registrado quantitativo inferior ao máximo previsto no
edital.

→ Não faz sentido um mesmo órgão ou entidade firmar várias atas para o mesmo objeto.

→ Isso somente ocorrerá se alguma das atas não atender ao máximo previsto no edital.

166
@Resumos_Tabelados
Quando o objeto for realizado
ou entregue em locais
diferentes.

Em razão da forma e do local


de acondicionamento.
Possibilidade de prever preços
diferentes.
Quando admitida cotação
variável em razão do
Possibilidade de o licitante tamanho do lote.
oferecer ou não proposta em
quantitativo inferior ao
máximo previsto no edital. Por outros motivos
justificados.
CARACTERÍSTICAS DA
LICITAÇÃO PARA
REGISTRO DE PREÇOS: Possibilidade de registro de Desde que aceitem cotar o
mais de um fornecedor ou objeto em preço igual ao do
prestador de serviço. licitante vencedor.

Vedação à participação do
órgão ou entidade em mais de
uma ata de registro de preços
com o mesmo objeto no prazo
de validade daquela de que já
tiver participado.

REGRA: O edital de licitação deverá dispor sobre a quantidade máxima de cada item que poderá ser
adquirida.

EXCEÇÃO: será permitido o registro de preços com indicação limitada a unidades de contratação,
sem indicação do total a ser adquirido, mas apenas nas seguintes situações:

a) Quando for a primeira licitação para o objeto e o órgão ou entidade não tiver registro de
demandas anteriores;
‘Disposições sobre
quantidade de itens a b) No caso de alimento perecível;
ser adquirida c) No caso em que o serviço estiver integrado ao fornecimento de bens.

É obrigatória a indicação do valor máximo da despesa e é vedada a participação de outro órgão ou


entidade na ata.

EXEMPLO: um órgão recém criado pode não saber quantas resmas de papel ele precisará para o
exercício. Nesse caso, ele informará o máximo de despesa que pretende gastar, sem especificar
as quantidades.

167
@Resumos_Tabelados
O sistema de registro de preços poderá, na forma de regulamento, ser utilizado nas hipóteses de
inexigibilidade e de dispensa de licitação para a aquisição de bens ou para a contratação de
serviços por mais de um órgão ou entidade.

Assim, existe “inexigibilidade” e “dispensa” para registro de preços.


Hipóteses de
inexigibilidade e de EXEMPLO: três órgãos públicos poderiam contratar um serviço de treinamento de pessoal, com
dispensa de licitação profissionais ou empresas de notória especialização.
→ Nesse caso, a contratação poderia ser realizada por registro de preços, mediante
inexigibilidade de licitação.

CONTRATAÇÃO
A existência de preços registrados implicará compromisso de fornecimento nas condições
estabelecidas, mas não obrigará a administração a contratar.

Assim, a administração poderá realizar licitação específica para a aquisição pretendida, desde que
Compromisso do devidamente motivada (artigo 83).
fornecedor x Não
obrigatoriedade de Portanto, quando a administração realiza uma licitação para registro de preços, o licitante fica
contratação obrigado a fornecer nas condições estabelecidas, mas a administração, por outro lado, não é
obrigada a proceder a contratação.

INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS E ADESÃO PELOS ÓRGÃOS NÃO PARTICIPANTES


(CARONA)

Artigo 6° Lei 14.133/2021:

XLVII – ÓRGÃO OU ENTIDADE GERENCIADORA: órgão ou entidade da Administração Pública


responsável pela condução do conjunto de procedimentos para registro de preços e pelo
gerenciamento da ata de registro de preços dele decorrente;
Órgãos ou entidades
no âmbito do XLVIII – ÓRGÃO OU ENTIDADE PARTICIPANTE: órgão ou entidade da Administração Pública que
registro de preços participa dos procedimentos iniciais da contratação para registro de preços e integra a ata
de registro de preços;

XLIX – ÓRGÃO OU ENTIDADE NÃO PARTICIPANTE: órgão ou entidade da Administração Pública


que não participa dos procedimentos iniciais da licitação para registro de preços e não integra
a ata de registro de preços;

Adesão à ata de A adesão à ata de registro de preços (carona) ocorre quando um órgão ou entidade não
registro de preços participante utiliza a ata de registro de preços para realizar as suas contratações.

168
@Resumos_Tabelados
Conduz o procedimento.
GERENCIADOR:
Gerencia a ata.

Participa dos procedimentos


ÓRGÃOS E ENTIDADES iniciais.
PARTICIPANTE:
DO SRP:
Integra a ata.

Não participa dos


procedimentos iniciais.
NÃO PARTICIPANTE:
Não integra a ata.

Procedimento público Inicialmente, o órgão ou entidade gerenciadora deverá, na fase preparatória do processo
de intenção de licitatório, para fins de registro de preços, realizar procedimento público de intenção de registro
registro de preços de preços para possibilitar a participação de outros órgãos ou entidades na respectiva ata e
determinar a estimativa total de quantidades da contratação.

O prazo mínimo de divulgação do procedimento público de intenção de registro de preços é de 8


Prazo mínimo de (oito) dias úteis.
divulgação
Esse procedimento, todavia, será dispensável quando o órgão ou entidade gerenciadora for o
único contratante.

Aqueles que não participarem do procedimento de intenção de registro de preços serão os


órgãos e entidades não participantes.

Nesse caso, os órgãos e entidades poderão aderir à ata de registro de preços na condição de
não participantes, observados os seguintes requisitos (artigo 86, § 2º):

a) Apresentação de justificativa da vantagem da adesão, inclusive em situações de provável


desabastecimento ou descontinuidade de serviço público;

b) Demonstração de que os valores registrados estão compatíveis com os valores praticados


pelo mercado na forma prevista na Lei de Licitações;
Adesão à ata de
registro de preços na c) Prévias consulta e aceitação do órgão ou entidade gerenciadora e do fornecedor.
condição de não
participantes → Autorização do gerenciador é exigida porque este é quem controla a ata, tendo condições de
analisar o prazo de vigência, o cumprimento das obrigações pelo fornecedor e os limites
máximos admitidos para a “carona”.

→ O fornecedor também precisa aceitar a adesão.

→ Isso ocorre porque o fornecedor somente é vinculado ao cumprimento dos quantitativos para
os órgãos e as entidades que compõem a ata de registro de preços.

→ Por outro lado, o fornecedor não é obrigado a atender a pedidos de órgãos ou entidades não
participantes.

→ Por isso que a adesão depende da sua aceitação.

169
@Resumos_Tabelados
Justificativa da vantagem da
adesão.

Demonstração da
REQUISITOS DA
compatibilidade dos preços
"CARONA":
com os de mercado.
Gerenciador.

Consulta e aceitação:

Fornecedor.

Existem algumas limitações sobre a adesão à ata de registro de preços.

Não é possível a adesão de ata gerida por órgão ou entidade municipal.


Limitações sobre a
adesão à ata de A Lei de Licitações dispõe que a utilização da ata por órgãos ou entidades não participantes, da
registro de preços administração federal, estadual, distrital e municipal, somente será possível quanto às atas de
registro de preços de órgão ou entidade gerenciadora federal, estadual ou distrital (artigo 86, §
3º).

Será vedada aos órgãos e entidades da administração pública federal a adesão à ata de registro
de preços gerenciada por órgão ou entidade estadual, distrital ou municipal (art. 86, § 8º).

Existem, portanto, duas vedações:

Vedações a) Em qualquer caso, não se admite a adesão de ata gerida por órgão ou entidade municipal;

b) A administração FEDERAL não pode aderir às atas dos órgãos e entidades dos estados, DF e
municípios.

Não podem aderir ata gerida por órgão ou entidade


TODOS OS ENTES:
municipal.

ADMINISTRAÇÃO FEDERAL: Não pode aderir ata de estado, DF e município.

SÃO DOIS LIMITES:

a) Para cada órgão ou entidade que realizar a adesão;

b) Total, somando os quantitativos de todos os órgãos ou entidades que realizarem a adesão.

Limitação quanto aos POR ÓRGÃO OU ENTIDADE: as aquisições ou as contratações adicionais por meio de “carona” não
quantitativos poderão exceder a 50% (cinquenta por cento) dos quantitativos dos itens do instrumento
convocatório registrados na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e para os órgãos
participantes (artigo 86, § 4º).

NO TOTAL: as adesões à ata de registro de preços não poderão exceder ao dobro do quantitativo
de cada item registrado na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e órgãos
participantes, independentemente do número de órgãos não participantes que aderirem.

170
@Resumos_Tabelados
Existem dois casos em que não haverá a aplicação do limite total.

a) Para AQUISIÇÃO EMERGENCIAL DE MEDICAMENTOS E MATERIAL DE CONSUMO MÉDICO HOSPITALAR


por órgãos e entidades da administração pública federal, estadual, distrital e municipal, a adesão à
ata de registro de preços gerenciada pelo Ministério da Saúde não estará sujeita ao limite total.

→ Nesse caso, haverá o limite individual (50% para cada órgão ou entidade), mas não haverá o
Casos em que não limite total.
haverá a aplicação
b) A adesão à ata de registro de preços de órgão ou entidade gerenciadora do Poder Executivo
do limite total
federal por órgãos e entidades da administração pública estadual, distrital e municipal poderá ser
exigida para fins de transferências voluntárias.

→ Nesse caso, a adesão não ficará sujeita ao limite total, se a transferência for destinada à
execução descentralizada de programa ou projeto federal e for comprovada a compatibilidade dos
preços registrados com os valores praticados no mercado.

POR ÓRGÃO OU ENTIDADE: 50%.

NA TOTALIDADE: O dobro.

Medicamentos e material
de consumo médico-
hospitalar.

AQUISIÇÃO EMERGENCIAL:
Gerenciada pelo MS.
LIMITES:

Não tem limite total.

Ata gerenciada por órgão


do Executivo Federal.

Execução descentralizada
TRANSFERÊNCIA
de programa ou projeto
VOLUNTÁRIA:
federal.

Não tem limite total.

171
@Resumos_Tabelados
Conjunto de procedimentos para realização de
registro formal de preços relativos à
O QUE É:
prestação de serviços, obras e aquisição e
locação de bens para contratações futuras.

Realizar uma única licitação, que permita a


FINALIDADE: realização de contratações fracionadas,
conforme a necessidade.

Documento, vinculativo e obrigacional, no qual


ATA DE REGISTRO são registrados o objeto, os preços, os
DE PREÇOS: fornecedores, os órgãos participantes e as
condições a serem praticadas.

Um ano, prorrogável por igual período, desde


que comprovado o preço vantajoso.
PRAZO DE VIGÊNCIA
DA ATA:
Não se confunde com o prazo de vigência dos
respectivos contratos.

Pregão ou
MODALIDADES:
SISTEMA DE concorrência.
REGISTRO DE
PREÇOS: LICITAÇÃO PARA Menor preços ou
REGISTRO DE CRITÉRIOS DE JULGAMENTO:
maior desconto.
PREÇOS:
Bens, serviços,
OBJETO: obras e serviços de
engenharia.

Existência de
projeto
padronizado, sem
REQUISITOS:
SRP PARA OBRAS E complexidade
SERVIÇOS DE técnica e
ENGENHARIA: Necessidade permanente ou frequente de obra operacional.
ou serviço a ser contratado.

Possibilidade de prever preços diferentes.

Possibilidade de oferecer proposta em


quantitativo inferior ao previsto no edital.
CARACTERÍSTICAS
DA LICITAÇÃO PARA
SRP: Possibilidade de registro de mais de um
fornecedor ou prestador de serviço.

Vedação à participação do órgão ou entidade


em mais de uma ata de registro de preços com
o mesmo objeto.

172
@Resumos_Tabelados
O SRP poderá ser utilizado nas
hipóteses de inexigibilidade e
INEXIGIBILIDADE E DE
de dispensa de licitação para a
DISPENSA DE
aquisição de bens ou para a
LICITAÇÃO:
contratação de serviços por
mais de um órgão ou entidade.

O licitante é obrigado a
fornecer nas condições
estabelecidas.
CONTRATAÇÃO:
A administração NÃO é
obrigada a contratar.

Conduz o
procedimento.
GERENCIADOR:

Gerencia a ata.

SISTEMA DE REGISTRO
DE PREÇOS: Participa dos
procedimentos iniciais.
ÓRGÃOS E ENTIDADES
PARTICIPANTE:
DO SRP:
Integra a ata.

Não participa dos


procedimentos iniciais.
NÃO PARTICIPANTE:

Adere a ata.
Deverá ser divulgada para
possibilitar a participação de
outros órgãos ou entidades na
respectiva ata. No mínimo oito dias
úteis.

PRAZO PARA DIVULGAÇÃO:


INTENÇÃO DE Exceto quando o órgão
REGISTRO DE PREÇOS: ou entidade
gerenciadora for o
Órgãos ou entidades que não único contratante.
participarem do procedimento
de intenção de registro de
preços são denominados
órgãos e entidades não
participantes.

173
@Resumos_Tabelados
Apresentação de
justificativa da
vantagem da adesão.
Demonstração da
REQUISITOS: compatibilidade dos
preços com os de
mercado. Do órgão ou
entidade
gerenciadora.
Consulta e aceitação:

Não é possível a Do fornecedor.


adesão de ata gerida
por órgão ou entidade
municipal.
ADESÃO PELOS
SISTEMA DE Órgãos e entidades
ÓRGÃOS NÃO LIMITAÇÕES:
REGISTRO DE da administração
PARTICIPANTES
PREÇOS: pública federal não
(CARONA):
podem aderir à ata
de estado, DF e
município.
Por órgão ou
entidade - a adesão
não pode exceder a
50%.
LIMITAÇÃO A adesão à ata gerenciada
QUANTO AOS No total - a adesão pelo MS para aquisição
QUANTITATIVOS: não pode exceder ao emergencial de
dobro, exceto: medicamentos e material de
consumo médico-hospitalar.
Transferências
voluntárias.

REGISTRO CADASTRAL
Finalidade O registro cadastral serve para cadastrar os possíveis fornecedores da administração.

Os órgãos e entidades da administração pública deverão utilizar o sistema de registro cadastral


unificado disponível no Portal Nacional de Contratações Públicas (PNCP), para efeito de cadastro
unificado de licitantes (artigo 87).
Sistema de registro O sistema de registro cadastral unificado será público e deverá ser amplamente divulgado e estar
cadastral unificado permanentemente aberto aos interessados.

Além disso, será obrigatória a realização de chamamento público pela internet, no mínimo
anualmente, para atualização dos registros existentes e para ingresso de novos interessados.

Proibição da É proibida a exigência, pelo órgão ou entidade licitante, de registro cadastral complementar para
exigência de acesso a edital e anexos.
registro cadastral
Assim, os cadastrados poderão acessar todas as informações sobre o edital da licitação, seus
complementar anexos, etc., independentemente de qualquer “registro complementar”.

Vantagem A vantagem do registro cadastral é que as informações sobre o fornecedor já ficam registradas no
sistema, facilitando a realização da fase de habilitação na licitação.

174
@Resumos_Tabelados
A administração poderá realizar licitação restrita a fornecedores cadastrados, atendidos os
critérios, as condições e os limites estabelecidos em regulamento, bem como a ampla publicidade
dos procedimentos para o cadastramento.
Licitação restrita a Nesse caso, será admitido fornecedor que realize seu cadastro dentro do prazo previsto no edital
fornecedores para apresentação de propostas (artigo 87 §§ 3º e 4º).
cadastrados
Portanto, mesmo que a licitação seja restrita aos cadastrados, o registro não precisa ser prévio, já
que será possível definir um prazo, no edital, para que o fornecedor se cadastre e, com isso, possa
participar do certame.

Ao inscrito será fornecido certificado, renovável sempre que atualizar o registro.

A qualquer tempo poderá ser alterado, suspenso ou cancelado o registro de inscrito que deixar de
satisfazer exigências determinadas na legislação.

Certificado O interessado que requerer o cadastro poderá participar de processo licitatório até a decisão da
administração, mas a celebração do contrato ficará condicionada à emissão do certificado de
registro cadastral.

Os elementos necessários para o registro são justamente aqueles exigidos para fins de habilitação,
Elementos conforme previstos na Lei de Licitações.
necessários para o
Assim, o interessado que requerer a inscrição ou atualização no registro cadastral deverá fornecer
registro esses elementos (artigo 88, caput).

O registro cadastral, na nova Lei de Licitações, não serve apenas para participar de licitação.

Ele também serve para manter o registro do cumprimento de obrigações assumidas.

Nesse caso, o contratante deverá promover avaliação das obrigações do contratado, emitindo
Registro do documento comprobatório da avaliação realizada.
cumprimento de
obrigações Essa avaliação mencionará o desempenho na execução contratual, baseado em indicadores
assumidas objetivamente definidos e aferidos, e a eventuais penalidades aplicadas, o que constará do registro
cadastral em que a inscrição for realizada.

O desempenho em contratações anteriores poderá ser utilizado como critério de desempate em


licitações (artigo 60, inciso II).

A anotação do cumprimento de obrigações pelo contratado será condicionada à implantação e à


regulamentação do cadastro de atesto de cumprimento de obrigações.
Cadastro de atesto
Esse cadastro deverá ser apto à realização do registro de forma objetiva, em atendimento aos
de cumprimento de princípios da impessoalidade, da igualdade, da isonomia, da publicidade e da transparência, de modo
obrigações a possibilitar a implementação de medidas de incentivo aos licitantes que possuírem ótimo
desempenho anotado em seu registro cadastral.

175
@Resumos_Tabelados
Disponível no Portal
Nacional de Contratações
Públicas.

Utilizado pelos órgãos e


entidades da administração
pública.

Público, amplamente
divulgado e aberto
permanentemente.

É obrigatório o chamamento
público, pela internet, no
mínimo anualmente, para
CARACTERÍSTICAS atualização e ingresso.
GERAIS:
Pode ter licitação restrita O edital fixará prazo
aos fornecedores para o não cadastrado
cadastrados: se cadastrar.

EMISSÃO: certificado de
registro cadastral.

Depende dos documentos de


habilitação.
REGISTRO CADASTRAL:

Pode alterar, suspender ou


cancelar, a qualquer tempo.

Cumprimento das
obrigações assumidas.

REGISTRO DA
Avaliação do desempenho
AVALIAÇÃO DE
na execução contratual.
DESEMPENHO:

Registro de indicadores e
penalidades.

176

Você também pode gostar