Você está na página 1de 12

CANTEIRO DE OBRAS

Canteiro de Obras

Depois de limpar e nivelar o terreno, ligar a água e luz e obter o alvará da construção, inicia-se a
montagem e organização do canteiro de obras. Ter um canteiro de obras organizado é importantíssimo
para aumentar a produtividade da sua construção. Se você quer ter uma obra limpa, eficiente, organi-
zada e sem acidentes, leia este post que nós explicaremos como.

O canteiro de obra é a área de trabalho temporário onde serão desenvolvidas as operações de apoio
para execução da obra. Ele deve ser organizado de forma a maximizar a eficiência dos trabalhos e
serviços que serão realizados na construção, além garantir a segurança e conforto da equipe da sua
obra.

Segundo a norma NR18, os canteiros de obras residenciais devem conter instalações sanitárias, ves-
tiário e local para refeições. Porém, a importância do canteiro de obras vai além disso. Um bom canteiro
de obra deve considerar:

• Layout e logística

• Barracão da obra

• Estoque de materiais

• Limpeza e organização

Nessa fase é recomendado que você já tenha cercado o seu terreno com muro ou tapume, e colocado
o número da casa de forma visível.

Layout e Logística

Recomendamos que você faça um “projeto” para definir o melhor layout do canteiro da sua obra. Não
precisa ser um projeto muito elaborado, uma folha desenhada com caneta já resolve.

O primeiro passo para fazer este “projeto” é desenhar o seu terreno e o local onde será construída a
casa. Depois defina os locais de entrada e saída dos veículos e área para descarregamento e armaze-
namento de materiais. Por último defina onde ficará o barracão e as demais instalações.

Um bom layout ajudará a melhorar o fluxo de trabalho. Por isso, evite colocar o local de armazenamento
muito distante da obra, assim o tempo gasto com deslocamentos será reduzido. Lembre, que os locais
de transito dos trabalhadores não podem ter materiais e equipamentos obstruindo a passagem, muito
menos situações que possam causar acidentes.

Outro ponto importante é sobre o local de armazenamento dos materiais e equipamentos. Armazenar
os materiais de forma incorreta pode gerar perdas e prejuízos. Falaremos mais sobre isso abaixo.

Vale lembrar que o canteiro de obras não terá um layout fixo durante toda a construção, a sua organi-
zação mudará com o avanço da obra. No início você necessitará de mais espaço para armazenamento

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 1
CANTEIRO DE OBRAS

de materiais brutos como areia, pedra, aço e tijolos. No final da obra você precisará de menos espaço
e mais segurança para armazenar os materiais de acabamento como pisos, porcelanatos e metais.

Barracão da Obra

O barracão de obra pode ser construído ou alugado e deve ter espaço para o armazenamento de
materiais, equipamentos, escritório, vestiário e banheiros para os funcionários.

Geralmente os barracões são construídos pela própria equipe da obra com madeirites, compensados
e caibros de madeira. A cobertura é feita com telhas de fibrocimento e é necessário comprar materiais
hidráulicos e elétricos para as instalações provisórias da água, banheiro e luz.

Já o aluguel é feito através de containers. Esta opção é nova e muito prática, mas infelizmente ainda
não chegou em todas as cidades do Brasil. Para uma obra residencial você poderá alugar um container
de 3 metros com ou sem banheiro. O aluguel é mensal e a empresa contratada faz a instalação no local
da obra. Quando finalizada a construção, a empresa retira o container sem gerar entulhos.

Lembre-se que a lei obriga que no canteiro de obra tenham banheiro e fornecimento de água potável,
filtrada e fresca. Por isso, uma opção que também pode ser considerada é alugar banheiro químico.

Estoque de Materiais

O modo de armazenar equipamentos e materiais de construção é muito importante, pois confere agili-
dade nas tarefas, maior segurança para os funcionários e menores perdas de materiais.

Cada material deve ter armazenado conforme as suas características. Veja alguns exemplos na tabela
abaixo:

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 2
CANTEIRO DE OBRAS

Materiais Como armazenar?

Cimento, cal
Não podem ficar em contato direto com o solo, por isso devem ser armazenados
e argamas-
sobre tablados ou plataformas.
sas

Devem ter fácil acesso ao carrinho de mão e ficar dentro de baias para em casos
Areia e pedra
de chuvas não serem carregadas.

Tijolos e blo- Ocupam bastante espaço e as pilhas devem ser feitas em locais planos e respeitar
cos a altura máxima de empilhamento para não danificar os materiais.

Por terem grande comprimento, devem ser armazenados em camadas utilizando


Barras de
espaçadores e peças de retenção. Devem ser separados por bitola para facilitar a
aço
identificação na hora do uso.

Materiais hi- Devem ficar em um espaço coberto e na horizontal. Podem ser separados em ca-
dráulicos madas conforme o diâmetro para facilitar na hora de usar.

Materiais elé- Devem ser adquiridos próximos da utilização. Se você comprar antes, armazene
tricos em local seguro e de preferência fora do canteiro de obra.

As telhas de cerâmica e concreto devem ser empilhadas verticalmente. Já as te-


Telhas
lhas de fibrocimento e aço ficam na horizontal, mas levemente inclinadas.

Pisos e re- Por serem frágeis o ideal é que eles cheguem no canteiro próximo da utilização.
vestimentos Verifique na embalagem a recomendação do fabricante para armazenagem.

Tintas e im-
Coloque as embalagens em prateleiras em um local protegido e ventilado. Não
permeabili-
dispense a embalagem original e verifique sempre o prazo de validade.
zantes

Limpeza e Organização

Manter o seu canteiro de obra limpo e organizado é fundamental para aumentar a eficiência da equipe
e evitar acidentes. Peça para o seu pedreiro remover diariamente os entulhos e restos de materiais
para manter o canteiro sempre limpo e organizado.

O entulhos e eventuais sobras de materiais devem ser periodicamente coletados em caçambas e des-
cartados corretamente. Certifique-se que a empresa contratada realiza o descarte correto dos materi-
ais.

Vale lembrar que todos os trabalhadores desde o início devem estar protegidos com equipamentos de
segurança (EPIs).

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 3
CANTEIRO DE OBRAS

Canteiro de obras é a área de trabalho fixa e temporária, onde se desenvolvem operações de apoio e
execução de uma obra e é composto por áreas de vivência e áreas operacionais.

O canteiro de obras deve ser planejado e projetado antes mesmo do início da construção de qualquer
edificação. Esse processo otimiza o espaço de trabalho e possibilita maior eficiência e segurança para
a obra.

O planejamento do canteiro de obras, ou planejamento de “layout” como também é chamado, pode ser
definido como o planejamento da logística da obra, como a disposição das instalações provisórias,
armazenamento de materiais, movimentação de trabalhadores e máquinas, entre outros.

Essa organização, se bem planejada, promoverá maior agilidade para obra devido a diminuição do
tempo de deslocamento de materiais, pessoas e máquinas, influenciando diretamente na dinâmica da
obra e na funcionalidade na execução de cada etapa de trabalho.

Tipos de Canteiro de Obras

Os canteiros de obras são divididos em três tipos: restritos, amplos e lineares.

Canteiro restrito

Canteiro de obras restrito

Nos canteiros denominados restritos, a construção ocupa todo o terreno ou a maior parte dele. Este
tipo é o mais frequente em áreas urbanas, principalmente em bairros centrais, onde devido ao alto
custo dos terrenos, as edificações ocupam praticamente o lote inteiro e não há muito espaço disponível
para a instalação do canteiro de obras.

Canteiro amplo

Canteiro de obras amplo

Os canteiros denominados amplos possuem apenas uma pequena parcela de terreno ocupada pela
construção. Há possibilidade de vários acessos para máquinas e veículos, bastante espaço para arma-
zenamento de materiais e acomodação para os funcionários.

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 4
CANTEIRO DE OBRAS

Esse canteiro é encontrado em construções industriais, conjuntos habitacionais e em grandes obras.

Canteiro linear

Canteiro de obras linear

Os canteiros de obras lineares são limitados em apenas uma dimensão e possuem poucas possibilida-
des de acesso.

Alguns exemplos de obras onde esses canteiros estão presentes são: obras de estradas de ferro, ro-
dovias, redes de gás, etc.

Principais Elementos de um Canteiro de Obras

Os componentes que irão compor o canteiro de obras são divididos em áreas de vivência e áreas
operacionais, esses componentes dependem do porte da obra e serão dimensionados pelo engenheiro
de acordo com as especificações da norma e necessidade da obra.

Os principais elementos das áreas de vivência são:

Vestiários (masculino e feminino)

Instalações sanitários (masculino e feminino)

Refeitório

Cozinha (apenas se houver preparo de alimento em obra)

Área de lazer

Alojamento e lavanderia (apenas se os funcionários residirem na obra)

Ambulatório (em obras com 50 ou mais operários).

Os elementos que constituem as áreas operacionais são:

Escritórios

Portaria

Almoxarifado

Depósitos

Central de concreto

Central de argamassa

Central de ferragem

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 5
CANTEIRO DE OBRAS

Entre outros.

Como Projetar um Canteiro de Obras?

O projeto de um canteiro de obras inicia-se pelo posicionamento de todos os elementos que irão com-
por a obra, para isso, o engenheiro considera os principais fatores que são: cronograma, orçamento,
histograma, programa de necessidades, restrições do terreno e definições técnicas.

Este projeto deve atender todas as etapas da construção, desde a limpeza do terreno e a execução
da fundação até os revestimentos finais. Deve levar em conta também a logística e a segurança.

A logística compreende todas as ações que otimizam e racionalizam as etapas da construção, incluindo
o recebimento e armazenamento de materiais e a movimentação de equipamentos, ferramentas e fun-
cionários.

É interessante que o engenheiro coordene o canteiro de obras para que os materiais e insumos não
permaneçam estocados por muito tempo, implementando o conceito just in time, onde os pedidos de
insumos chegam na obra na quantidade e tempo certos, sendo levados diretamente no local onde serão
aplicados e utilizados.

Assim, o canteiro de obras tende a ser mais ágil, eliminando o ócio e reduzindo o desperdício, o blo-
queio de vias de acesso e tempo gasto com transporte de materiais dentro na obra.

Planejamento: entenda os tipos de canteiro de obras

É no canteiro de obras que a construção se realiza efetivamente.

Similar a qualquer outro tipo de fábrica, esse local é responsável por transformar as ideias em realidade.

As pessoas, equipamentos e materiais se unem com o objetivo de entregar um produto final, ou seja,
uma obra de boa qualidade.

Por isso, um canteiro de obras deve ser planejado em função da construção que será executada.

Além disso, o leiaute do canteiro precisa considerar o local de instalação e a logística empregada.

No post de hoje, abordaremos aspectos básicos da organização dos tipos de canteiro de obras. Confira!

Tipos de canteiro de obras

Restrito

Tipo mais comum em áreas urbanas, o canteiro de obras restrito costuma ter um formato retangular.

Caracteriza-se principalmente pela delimitação de uma área cercada por tapumes ou muros, com um
portão que dá acesso ao local.

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 6
CANTEIRO DE OBRAS

A obra inteira se realiza dentro do limite do canteiro e, por ser uma região restrita, o planejamento da
logística é fundamental para não tumultuar a área de produção.

Amplo

Para o canteiro do tipo amplo, um bom exemplo é o levantamento de pontes, com as atividades da
construção se estendendo por uma área não delimitada, ampla e com vários pontos de suporte logís-
tico.

Em geral, esses canteiros apresentam grandes máquinas e, durante vários momentos, há a necessi-
dade de interagir com outras pessoas e entidades que não participam diretamente da obra, como pre-
feituras, polícia de trânsito e cidadãos comuns.

Longitudinal

Os canteiros longitudinais — ou longos — podem ter características do tipo restrito ou amplo.

A diferenciação se dá principalmente na complexidade da organização física, pois a movimentação no


canteiro é mais difícil e as distâncias de percursos ficam maiores.

Como exemplos, podemos citar a construção de rodovias, obras pluviais e sanitárias urbanas.

Em geral, esse tipo de canteiro é estreito, dificultando o fluxo adequado de pessoas, equipamentos e
materiais.

Normas para os canteiros de obras

O canteiro precisa atender às normas de segurança, conforto e higiene no serviço — estabelecidas


pelo Ministério do Trabalho.

Portanto, deve ter banheiros, chuveiros, água potável e refeitório nas condições previstas pelas diretri-
zes regulamentadoras.

A observação e o cumprimento das normas de segurança geralmente favorecem a organização do


canteiro, pois são um norteador de fundamentação legal e técnica.

Definições de leiaute e tipo de canteiro

A definição do tipo e leiaute do canteiro deve ser feita ainda no planejamento inicial da obra.

Isso tem implicação no maquinário que será locado para executar a construção, na quantidade de mão
obra, no fluxo de materiais e equipamentos.

Um canteiro deve compatível com a obra, com o terreno e com a localização.

Do contrário, trará uma série de transtornos, que vão desde a dificuldade de transitar pelo local até a
insatisfação de trabalhadores e investidores com atrasos e prejuízos.

Portanto, é preciso ficar antenado em relação a esse tema tão importante!

O canteiro de obras deve conter as instalações necessárias de maneira planejada e organizada, no


sentido de ordenar a produção correta dos trabalhos conforme definido no projeto de execução.

Sua definição segundo a NR-18 (Norma Regulamentadora) canteiro de obras é a área de trabalho fixa
e temporária, onde se desenvolvem operações de apoio e execução de uma obra. Esta norma tem a
função de normatizar procedimentos e foi elaborada em conjunto com construtoras, trabalhadores e
governo, para estabelecer diretrizes e exigências diversas, esse inter-relacionamento e fluxo de recur-
sos visa evitar desperdícios de materiais, mão de obra, tempo, defeitos e de equipamentos dadas a
sua relação direta com a produtividade e qualidade durante a execução da obra, além disso, deve ser
de forma econômica com flexibilidade de modo a aperfeiçoar o espaço disponível.

Tipos de Canteiro

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 7
CANTEIRO DE OBRAS

De acordo com BONIN (1993), os canteiros de obra podem ser enquadrados dentro de três tipos prin-
cipais: restritos, amplos e longos e restritos

• Restritos

A construção usa o terreno completo ou um grande percentual deste, caracterizados por falta de espaço
e aproveitamento integral da área disponibilizada.

Exemplo: Construções urbanas e centrais de uma cidade, ampliação e reformas.

• Amplos

A construção ocupa um percentual relativamente pequeno do terreno, há disponibilidade para acesso


para veículos e acesso para área de armazenamento e acomodação de pessoal.

Exemplo: Construção de plantas industriais, construções habitacionais horizontais e outras grandes


obras como barragens ou usinas hidrelétricas.

Longos e restritos

São restritos em apenas uma das dimensões com possibilidade de acesso em poucos pontos do can-
teiro.

Exemplo: Trabalho de ferro e rodagem, redes de gás e petróleo, e alguns casos de obras de edificações
em zonas urbanas.

O canteiro de obras segundo a (NBR-12264), (Áreas de vivência em canteiro de obras Conjunto de


áreas destinadas à execução e apoio dos trabalhos da indústria da construção, dividindo-se em áreas
operacionais e áreas de vivência).

Para tanto são destacadas as algumas das principais etapas:

Planejamento de canteiros

O planejamento de um canteiro de obras pode ser definido como o planejamento do layout e da logística
das suas instalações provisórias, instalações de segurança e sistema de movimentação e armazena-
mento de materiais.

O planejamento do layout envolve a definição do arranjo físico de trabalhadores, materiais, equipamen-


tos, áreas de trabalho e de estocagem.

Fase de Implantação:

• Acomodamento dos Equipamentos e Materiais:

Toda acomodação deve ser feita com escoramento adequado, em seus devidos recipientes e em local
apropriado.

• Estabelecimento da Segurança e Saúde Ocupacional:

Deverá ser designada uma equipe de profissionais capacitados para garantir a Segurança e a Saúde
dos trabalhadores.

• Instalação dos Equipamentos:

Todo equipamento deve ser instalado respeitando a instrução dos fabricantes e garantindo o funciona-
mento dos mesmos.

• Montagem/Instalação da estrutura administrativa:

Toda instalação administrativa deverá ser instalada ou construída, observando toda logística de manu-
seio dos materiais, tráfego de pedestres, veículos e equipamentos, sempre ministrando a distância de
locomoção.

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 8
CANTEIRO DE OBRAS

Instalações Provisórias: Áreas de Vivência e de Apoio

De acordo com a definição da NR-18, as áreas de vivência (refeitório, vestiário, área de lazer, aloja-
mentos e banheiros) são áreas destinadas a suprir as necessidades básicas humanas de alimentação,
higiene, descanso, lazer e convivência, devendo ficar fisicamente separadas das áreas laborais.

Esta norma também exige, tendo em vista as condições de higiene e salubridade, que estas áreas não
sejam localizadas em subsolos ou porões de edificações.

Já as áreas de apoio (almoxarifado, escritório, guarita ou portaria e plantão de vendas) compreendem


aquelas instalações que desempenham funções de apoio à produção, abrigando funcionário(s) durante
a maior parte ou durante todo o período da jornada diária de trabalho, ao contrário do que ocorre nas
áreas de vivência, as quais só são ocupadas em horários específicos.

Dimensionamento das Instalações

São citadas a seguir algumas dimensões usualmente adotadas no dimensionamento das instalações
de movimentação e armazenamento de materiais:

(a) elevador de carga: as dimensões em planta de 1,80 m x 2,30 m são as mais usuais para torres
metálicas de elevadores de carga;

(b) distância entre roldana e tambor do guincho: esta distância deve estar compreendida entre 2,5
m e 3,0 m (NR-18), devendo ser considerada para estimar a posição do guincheiro;

(c) baias de agregados: as baias devem ter largura igual ou pouco maior que a largura da caçamba
do caminhão que descarrega o material, enquanto as outras dimensões (altura e comprimento) devem
ser suficientes para a estocagem do volume correspondente à uma carga. No caso da areia e brita, por
exemplo, as dimensões usuais são aproximadamente 3,00 m x 3,00 m x 0,80 m (altura);

(d) estoques de cimento: a área necessária para estocagem deve ser estimada com base no orça-
mento e na programação da obra. As seguintes dimensões devem ser consideradas neste cálculo:

- dimensões do saco de cimento: 0,70 m x 0,45 m x 0,11 m (altura);


- altura máxima da pilha: 10 sacos. No caso de armazenagem inferior a 15 dias a NBR 12655 (ABNT,
1992) permite pilhas de até 15 sacos;

(e) estoque de blocos: a área necessária deve ser estimada com base no orçamento e na programa-
ção da obra. O estoque deve utilizar o espaço cúbico, limitando, por questões de ergonomia e segu-
rança do operário, a altura máxima da pilha em aproximadamente 1,40 m;

(f) caçamba tele-entulho: dimensões usuais em planta de caçambas tele-entulho são de 1,60 m x 2,65
m;

(g) bancada de fôrmas: a bancada deve possuir dimensões em planta que sejam pouco superiores às
da maior viga ou pilar a ser executado;

(h) portão de veículos: o portão deve ter largura e altura que permitam a passagem do maior veículo
que entrará por ele na obra, no decorrer de todo o período de execução. Usualmente a largura de 4,00
m e a altura livre de 4,50 m são suficientes;

(i) caminhões de transporte de madeira: para verificar se estes caminhões podem entrar no canteiro
e acessar as baias deve-se conhecer o seu raio de curvatura e suas dimensões. Dimensões usuais
são as seguintes:

- raio de curvatura: 5,00 m;


- largura e comprimento do veículo: 2,70 m x 10,00 m;

(j) caminhões betoneiras: dimensões usuais desses caminhões são as seguintes:

- raio de curvatura: 5,00 m;


- largura e comprimento do veículo: 2,70 m x 8,00 m.

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 9
CANTEIRO DE OBRAS

Fase Funcional:

• Para um bom funcionamento, é crucial:

o Garantir o cumprimento das regras de deslocamento e levantamento de cargas.


o Prevenir e garantir os índices estabelecidos contra acidentes.
o Garantir o horário de trabalho estabelecido.
o Manter a organização e limpeza do canteiro.
o Manter o bem estar entre os trabalhadores

Logística no Canteiro de Obras

Na construção, a logística trata de um processo multidisciplinar aplicado nos canteiros de obras, que
visam garantir a aquisição do armazenamento, o processamento e disponibilização de recursos e ma-
teriais nas frentes de trabalho, bem como o dimensionamento das equipes de produção e a gestão dos
fluxos físicos.

O processo de controle logístico, ocorre através das atividades de planejamento, organização, direção
e controle, tendo como principal suporte o fluxo de informações, antes e durante o processo produtivo.
(CARDOSO, 2006).

A logística no canteiro de obra nada mais é do que a adequação dos conceitos da logística aplicada
dentro do canteiro de obra.

Para que isso aconteça deve existir um estudo que vai definir a estratégia para implantação do empre-
endimento, focando também o canteiro, para que se possam planejar antecipadamente as condições
mais apropriadas de entrada e saída de materiais e mão de obra, assim como as escolhas dos equipa-
mentos a serem utilizados e seus posicionamentos.

Existe uma divisão logística que permite ser aplicada às empresas e a identificação com maior clareza
as principais atividades associadas à logística em uma obra.

Em uma obra a divisão ocorre em logística de suprimentos (externa) e logística de canteiro (interna).

A logística de suprimentos trata do fornecimento dos recursos materiais e humanos necessários à pro-
dução, destacam as atividades de planejamento e processamento das aquisições, a gestão de forne-
cedores, o transporte dos recursos até a obra e a manutenção dos recursos de materiais previstos no
planejamento.

Já a logística de canteiro, trata da gestão dos fluxos físicos e dos fluxos de informações associados à
execução de atividades no canteiro, suas atividades estão relacionadas a:

• Gestão dos fluxos físicos ligados a execução (planejamento detalhado dos fluxos de execução dos
serviços e dos seus mecanismos de controle),
• Gestão da interface entre os agentes que interagem no processo de produção (informações e inter-
ferência entre os serviços)
• Gestão física da praça de trabalho (implantação do canteiro, movimentação interna, zonas de esto-
cagem, zonas de pré-fabricação e atendimento aos requisitos de segurança). (CARDOSO, 2006)

Critérios de otimização do canteiro

• Minimização da distância a percorrer em obra;


• Minimização do número de operações de carga, descarga e transporte dentro de obra;
• Minimização do número de montagens e desmontagens;
• Isolamento das áreas sociais do local de construção;
• Áreas de controle e estacionamento junto às entradas;
• Programar um espaço de trabalho flexível;
• Proporcionar segurança no trabalho e bem estar aos trabalhadores;
• Reduzir o tempo de construção;
• Facilitar o processo construtivo;

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 10
CANTEIRO DE OBRAS

O canteiro de obras evolui com o tempo. Para cada fase é necessário estudar nova implantação, porque
é acrescida novas frentes de trabalho que devem trabalhar em sintonia com as demais especialidades.

Um estudo bem executado dos custos do canteiro de obras, com critérios técnicos bem estabelecidos,
utilização de informações confiáveis e bom julgamento do orçamentista, pode gerar orçamentos preci-
sos, embora não exatos, porque o verdadeiro custo de um empreendimento é virtualmente impossível
de se fixar de antemão.

O que o orçamento do canteiro de obras realmente envolve, é uma estimativa de custos em função da
qual o construtor irá atribuir seu preço de venda, neste caso, bem estabelecido.

Devido as fases de excesso de orçamentos a produzir, os profissionais ligados a orçamentação, por


vezes, ficam sem tempo de analisar os processo mais detalhadamente, analisar e propor mais de uma
solução técnica e fazer as devidas simulações de cada trabalho.

Outro fator importante que deve-se atentar é a aproximação do orçamentista e a obra em execução,
na maioria das vezes o orçamentista não tem oportunidade de acompanhar o processo in-loco e não
tem a retroalimentação por parte dos profissionais de obra, quanto as produtividades reais, os percen-
tuais de perda dos principais materiais e comentários acerca dos parâmetros de orçamento realizados.

15 Equipamentos e Ferramentas Indispensáveis em um Canteiro de Obras

Cada obra tem necessidades específicas, que demandam a locação de equipamentos diferenciados
para vencer os mais diversos desafios. Há, porém, algumas ferramentas que são indispensáveis em
qualquer canteiro de obras.

Veja abaixo quais são elas e as suas funcionalidades:

Alicates: amplamente utilizadas pelos profissionais no canteiro de obras, eles se dividem nas seguin-
tes categorias: alicate universal, alicate de pressão, alicate de corte frontal, alicate de corte diagonal e
alicate de bico meia cana.

Arcos de serra: utilizados para o corte de materiais como aço, ferros, madeiras, plásticos e outros. Se
dividem em arco de serra regulável e arco de serra fixo.

Betoneiras: tem a função de misturar concreto e argamassa na obra. Existem modelos a diesel e elé-
tricas (220V e 380V), com capacidades de 150, 250, 400 e 600 litros. As de 600 litros podem ter carre-
gador de agregados.

Bomba submersa: tem a função de drenar a água de fundos de valas, poços, fundos de elevadores,
entre outros.

Chaves: amplamente utilizadas em apertos, são úteis em muitas atividades da construção civil. Divi-
dem-se em chave ajustável, chave combinada, chave de fenda, chave estrela, chave inglesa e chave
Phillips.

Compressor de ar: tem a função de calibrar os pneus das máquinas na obra, soprar pista para aplica-
ção de CAUQ (asfalto), soprar peças que serão concretadas como lajes, vigas, tabuleiros de pontes,
etc.

Discos de corte: utilizadas no corte de muitos materiais, como cerâmica e aço.

Esmerilhadeiras: usadas para esmerilhar, aparar ou cortar rebarbas de superfícies diversas.

Extensão elétrica: leva energia do quadro de distribuição até o local em que serão utilizadas as ferra-
mentas elétricas.

Furadeiras: usadas para várias funções, dependendo do seu modelo. Dividem-se em furadeiras de
bancada, furadeira de impacto e parafusadeiras.

Lixadeiras: utilizadas para rebarbação e acabamentos. Dividem-se em lixadeira para concreto, lixa-
deira orbital, lixadeira de palma, lixadeira de cinta e lixadeira combinada.

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 11
CANTEIRO DE OBRAS

Martelos: versátil e de fácil manuseio, podem ser tradicionais ou mais modernos, como o martelo de-
molidor e martelo rompedor.

Picaretas: utilizadas em atividades que necessitem de escavação, as picaretas se dividem em picareta


estreita e picareta chibanca.

Serras: utilizadas para cortar tábuas, madeirites, entre outros materiais. Se dividem em serras circula-
res, serras de esquadria, serras de fitas, serra de sabre e serras tico-tico.

Talhadeiras: utilizadas para a realização de abertura em paredes para a passagem de canos de


PVC, conduites ou mesmo retirada de excesso de massa.

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 12

Você também pode gostar