Você está na página 1de 22

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS

Noções em tratamento de imagens

Noções em tratamento de imagens Adobe Photoshop Fechamentos de Arquivos em: Adobe PageMaker7 Corel DRAW Graphics

Adobe Photoshop

Noções em tratamento de imagens Adobe Photoshop Fechamentos de Arquivos em: Adobe PageMaker7 Corel DRAW Graphics

Fechamentos de Arquivos em:

Noções em tratamento de imagens Adobe Photoshop Fechamentos de Arquivos em: Adobe PageMaker7 Corel DRAW Graphics

Adobe

PageMaker7

CorelDRAW

Graphics Suite

Graphics

Suite 12

Transformação de PostScript em PDF

PS
PS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Conceito de Arquivo em Regime Aberto O arquivo aberto é todo

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Conceito de Arquivo em Regime Aberto O arquivo aberto é todo

Conceito de Arquivo em Regime Aberto

O arquivo aberto é todo e qualquer arquivo que para ser impresso remotamente, ou seja, a partir de um computador que não o do usuário que criou os arquivos, tem de estar acompanhado de todos os seus vínculos (tais como ilustrações e imagens que o compõem) além das fontes utilizadas. No birô, esse arquivo será aberto no programa e plataforma que o gerou, conferido e, baseando-se nas informações da ordem de serviço que foi preenchida, será fechado e enviado para a impressora.

Conceito de Arquivo em Regime Fechado Também conhecido como arquivo PostScript, um arquivo fechado nada mais
Conceito de Arquivo
em Regime Fechado
Também conhecido como arquivo PostScript, um arquivo fechado nada mais
é do que aquele que contém todas as informações e elementos, tais
como:textos, ilustrações, fotos e fontes, necessários para que ele seja
impresso numa impressora de um birô de pré-impressão. Em outras
palavras, é um arquivo preparado para impressão remota e o termo
“fechado” vem do fato de estar codificado na linguagem PostScript e só
poder ser visualizado e impresso.
Controle de Qualidade
Como em qualquer ramo,o controle de qualidade é primordial em relação
aos serviços que os birôs prestam.
Controle de qualidade, no que se refere aos fotolitos, traduz-se
principalmente no registro das quatro chapas. Qualquer diferença de 0,1
milímetro é fatal e nem sempre a gráfica pode resolver. Falhas de registro
podem gerar filetes brancos ou cores indesejadas. O birô tem de verificar e
corrigir eventuais problemas e não deixar que você mesmo descubra.
As imagens digitalizadas a partir de cromos ou opacos (fotos) também
devem passar pelo controle de qualidade. Se você solicitar uma seleção de
alta (scanner ou digitalização de alta qualidade), a imagem deve ficar nas
dimensões que você pediu e, principalmente, estar com as cores
perfeitamente calibradas para impressão offset.
Resumindo, o controle de qualidade de um birô deve garantir que você
receba exatamente o que encomendou.
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Prazos de Entrega Variam muito de birô para birô; se ele

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Prazos de Entrega Variam muito de birô para birô; se ele

Prazos de Entrega

Variam muito de birô para birô; se ele é um birô “expresso” ou “personalizado'; da

quantidade e velocidade de seus equipamentos, regime de trabalho (24 horas ou

não) e outros fatores pertinentes a cada um.

Em geral, podemos dizer que se você entregar um arquivo fechado para fotolito,

o prazo é de 12 a 24 horas, e se o caso for um arquivo aberto, o prazo varia

entre 24 e 48 horas; para scanners, o prazo varia em função do volume de imagens
entre 24 e 48 horas; para scanners, o prazo varia em função do volume de
imagens a serem digitalizadas existente no birô e do volume que você pretende
enviar; em relação a impressões a laser, copiadoras coloridas e PB, provas,
plotters, etc. também aplica-se esta regra.
Esses prazos podem ser antecipados desde que se pague por isso. É a
chamada “taxa de urgência'; que pode chegar a 50%, 100% e até 200%
acrescidos ao valor final.
Possibilidade de Retoques
de última hora
Verifique junto ao birô a possibilidade de retoques e ajustes e, principalmente,
quanto é cobrado por esses serviços. Às vezes, ocorre que, depois de enviar os
arquivos, você percebe que tem de adicionar uma imagem, corrigir palavras,
substituir cores ou que cometeu pequenos (ou grandes) enganos que só foram
descobertos na última hora. O preço desses ajustes normalmente
é cobrado por hora.
Impressoras
Imagesetters - O principal problema em relação às imagesetters é a falta de
registro nos fotolitos que, quando forem sobrepostos na impressão offset, terão
como conseqüência filetes brancos e sobreposição indevida, criando cores
indesejadas. Outro fator que tem de ser observado são os produtos químicos
utilizados na revelação que, se não forem trocados com freqüência ou se não
estiverem numa temperatura adequada, poderão interferir na correta gravação
das chapas de impressão offset.
Prova digital (dye sublimation) - Uma vez que essas impressoras fazem provas
a partir do arquivo digital, sua calibragem em função das cores da impressão
offset tem de ser perfeita idêntinca a prova digital.
,
Copiadoras coloridas - Essas impressoras também têm de estar calibradas em
função das cores da impressão offset, pois é por meio de escalas CMYK que
muitos clientes escolhem as cores.
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Scanners Nem sempre um scanner renomado, como um Hell, Screen ou

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Scanners Nem sempre um scanner renomado, como um Hell, Screen ou

Scanners

Nem sempre um scanner renomado, como um Hell, Screen ou Topaz, será a certeza a certeza de uma imagem bem digitalizada. Qualquer que seja o equipamento, se não estiver calibrado, as imagens poderão ter suas cores alteradas na impressão offset.

Provas de Prelo e Eletrônicas

As provas de fotolito são fundamentais para verificar se tudo deu certo com o trabalho a
As provas de fotolito são fundamentais para verificar se tudo deu certo com o
trabalho a ser impresso pelo sistema offset.Às vezes, por mais que tudo esteja
correto nas provas laser ou jato de tinta, somente uma prova de fotolito irá
demonstrar qualquer tipo de falha, tais como: cores trocadas, falhas de
registro, filetes brancos, falta ou problemas com elementos (ilustrações e
fotos), troca de fontes e texto recorrido. Por estes fatores,esses equipamentos
(prensa de contato ou expositora e laminadora) devem estar perfeitamente
ajustados.
Plataformas e Softwares
Existem birôs que trabalham com todas as plataformas: Pc, Macintosh, Sun,
Silicon Graphics, etc. Existem outros que se recusam a receber arquivos de
determinadas plataformas e softwares.
Horário de Funcionamento
Algumas empresas funcionam 24 horas por dia (normalmente de segunda a
sábado) e outras atendem somente durante o horário comercial (segunda a
sexta das 9:00 às 18:00).
Equipamentos
Verifique todos os equipamentos e, conseqüentemente, todos os serviços que
o birô tem a lhe oferecer. Existe atualmente uma grande variedade de
equipamentos disponíveis, de uma simples impressora laser ou jato de tinta,
passando por scanners de média e alta qualidades, impressoras de fotolito
(imagesetters), impressoras dye sublimation, copiadoras em preto e branco e
coloridas, plotters de recorte ou impressão, gravadores de CD's, provas de
prelo e eletrônicas. Outros itens a serem analisados são os formatos de mídia
aceitos para transporte de seus arquivos (Syquest, Bernouli, Zip Drive, Jaz
Drive, FTP, etc.).
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Suporte Técnico Pode-se considerar este item como o principal fator a

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Suporte Técnico Pode-se considerar este item como o principal fator a

Suporte Técnico

Pode-se considerar este item como o principal fator a ser levado em conta na escolha de um birô de serviços. É por meio dele que melhor se avalia a qualidade do atendimento, experiência, conhecimento, nível técnico, cuidado e atenção que o seu trabalho terá quando estiver nas mãos do birô. O suporte técnico traduz-se no atendimento por telefone ou pessoalmente no qual o birô dará a você instruçôes diversas, tais como: auxílio para fechamento dos arquivos, prazos, preços, dúvidas e sugestões. Obrigatoriamente, têm de ser sempre cordial, pois, às vezes, dúvidas banais e triviais para eles podem ser novidades para você. Devem também falar sempre uma linguagem que seja compreensível e não “informatiquês puro”; acima de tudo, de uma maneira que faça você se sentir seguro. Prefira falar sempre com pessoas que cuidem especificamente de suporte técnico ou o com o gerente de produção;caso contrário, você pode receber informações erradas.

Experiência Os birôs são, por natureza, uma fonte de conhecimentos, pois têm a obrigação de estar
Experiência
Os birôs são, por natureza, uma fonte de conhecimentos, pois têm a obrigação de
estar sempre atualizados em relação às novas tecnologias e, por outro lado, boa
parte dessa experiência é proveniente de todos os trabalhos e pepinos que eles
enfrentam todos os dias.
Equipe de Funcionários
Avalie não só o conhecimento dos funcionários na impressão de seus trabalhos,
mas também em áreas como editoração eletrônica, produção gráfica e
finalização.Ou seja, certifique-se que dominem todas as etapas de produção de um
material impresso.de uma imagem bem digitalizada. Qualquer que seja o
equipamento, se não estiver calibrado, as imagens poderão ter suas cores
alteradas na impressão offset.
Gerente de Produção
O gerente de produção é um dos principais personagens dentro de um birô; é ele
quem controla o fluxo dos trabalhos, bem como a ordem de entrada de arquivos
nas impressoras, delega e direciona os trabalhos em produção para os operadores
em função de suas habilidades e conhecimentos.
Além disto, é quem mais conhece os equipamentos, softwares e, principalmente,
os seus macetes e truques, podendo fornecer dicas muito úteis.
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Linguagens de Impressoras Linguagem PostScript - A linguagem PostScript foi desenvolvida

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Linguagens de Impressoras Linguagem PostScript - A linguagem PostScript foi desenvolvida

Linguagens de Impressoras

Linguagem PostScript - A linguagem PostScript foi desenvolvida pela Adobe Systems e é padrão em todas as impressoras "profissionais", tais como:

imagesetters, copiadoras coloridas, plotters, platesetters (impressoras que imprimem direto na chapa de gravação) e outras como alguns modelos de Jato de tinta (HP 1200C PS, HP1600C PS e Epson Stylus Color 800) e Laser (HP Laserjet IIIP, HP Laserjet 4MP e HP Laserjet 5MP). É uma linguagem de descrição de página, em que os elementos de página (textos, ilustrações e fotos) são descritos na forma de texto para serem impressos da maneira mais profissional possível. Essa linguagem possui três versões: PostScript Level (nível) 1,2 ou 3.

Linguagem PCL - A outra linguagem disponível para impressoras é a PCL. Desenvolvida pela Hewlett Packard,
Linguagem PCL - A outra linguagem disponível para impressoras é a PCL.
Desenvolvida pela Hewlett Packard, se tornou um padrão na maioria das
impressoras jato de tinta e laser (HP, Cannon, Epson, etc.) É uma linguagem
eficiente, mas pobre em recursos profissionais, pois não suporta o principal formato
profissional de exportação: o EPS (encapsulated PostScript), muito utilizado na
exportação de ilustrações do CoreIDRAW, Macromedia FreeHand, Adobe IlIustrator
e Adobe Photoshop para o PageMaker e QuarkXPress, pelo seu profissionalismo e
capacidade de carregar consigo informações precisas de cores, vetores e bitmaps.
Drivers e PPDs
Uma impressora PostScript sempre necessita de um PPD (PostScript Printer
Description) para funcionar. Alguns aplicativos, como o PageMaker, IIlustrator, o
FreeHand e o QuarkXPress, pedem, na hora da impressão ou fechamento do
arquivo, o PPD.
Os drivers e PPDs das impressoras são específicos para cada birô pois cada um
deles tem impressoras diferentes (ou de um mesmo fabricante e modelo, porém
com alguma característica diferente). Esta é justamente a função do PPD:
descrever para o driver e complementá-Io, de maneira mais específica, os formatos
de impressão, resolução máxima e outras características.O PPD complementa as
informações dos drivers.Podese dizer que o PPD é o nome e o driver, o
sobrenome. Por esta razão devem ser obtidos ou recomendados pelo seu birô.
Para a instalação dos PPDs na plataforma Windows, basta que eles sejam
copiados para o diretório PPD normalmente localizado nos diretórios do
PageMaker, QuarkXPress, IlIustrator e FreeHand.
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Dicas para Calibrar o Monitor com o Adobe Photoshop Para o

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Dicas para Calibrar o Monitor com o Adobe Photoshop Para o

Dicas para Calibrar o Monitor com o Adobe Photoshop

Para o seu monitor exibir cores mais confiáveis, é fundamental utilizar o gerenciamento de cores e perfís ICC precisos. Utilizar um perfil de monitor ICC, ajuda a eliminar muitas distorções de cores do seu monitor, também faz com que ele exiba tons de cinza de maneira mais neutra possível e padroniza a exibição da imagem em diferentes monitores.

Criando um perfil ICC de monitor No Windows, é possível utilizar o software "Adobe Gamma" (instalado com o Photoshop) para criar um perfil do monitor, e no Mac OS, o software "utilitário de calibração da Apple". Além disso, existem maneiras baseadas em hardware (calibradores de monitor), que também criam perfis ICC.

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Dicas para Calibrar o Monitor com o Adobe Photoshop Para o

A capacidade de calibração do Adobe Gamma depende da placa de vídeo e do seu software driver.

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Dicas para Calibrar o Monitor com o Adobe Photoshop Para o
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Orientações importantes para iniciar a criação do perfil ICC: Certifique-se de

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Orientações importantes para iniciar a criação do perfil ICC: Certifique-se de

Orientações importantes para iniciar a criação do perfil ICC:

Certifique-se de ter ligado seu monitor por, pelo menos, meia hora (30 minutos). Isso lhe dá tempo suficiente para obter uma leitura mais precisa da cor; Verifique se seu monitor está exibindo milhares de cores (16 bits) ou mais; Se seu monitor tiver controle digital para a escolha do ponto branco (temperatura da cor), defina o valor antes de iniciar o Adobe Gamma. 6500 K (D65) corresponde a um bom ponto branco para a maioria dos usos; O desempenho do monitor muda e diminui com o passar do tempo. Calibre novamente seu monitor uma vez por mês. Se achar difícil ou impossível calibrar seu monitor para um padrão, talvez ele seja muito antigo e esteja com defeito. Muitos monitores executam a desmagnetização ao ligar, isto faz com que as cores fiquem uniformes, verifique o manual do usuário do seu monitor sobre esta função, caso ele não execute automaticamente, faça manualmente antes da calibração seguindo os procedimentos do fabricante. A iluminação do ambiente influência na percepção das cores, mantenha o ambiente com a iluminação constante, ajuste a luz que você deseja manter no dia-a-dia.

Utilizando o Adobe Gamma

Inicie o Adobe Gamma, localizado na pasta Painel de Controle do Windows

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Orientações importantes para iniciar a criação do perfil ICC: Certifique-se de
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Orientações importantes para iniciar a criação do perfil ICC: Certifique-se de
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Description - Selecionando o perfil do monitor Na caixa da descrição,

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Description - Selecionando o perfil do monitor Na caixa da descrição,
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Description - Selecionando o perfil do monitor Na caixa da descrição,

Description - Selecionando o perfil do monitor

Na caixa da descrição, você deverá selecionar o perfil ICC do seu monitor. O perfil pode ser localizado na seguinte pasta: Windows\System\Color (no Windows), ou Windows\System 32\Color. Após ter selecionado o perfil, dê um nome diferente para não sobrescrever o perfil original. Se você não tiver o perfil padrão do seu monitor, entre em contato com o fabricante do monitor, geralmente o perfil ICC está disponível na Internet para "download".

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Description - Selecionando o perfil do monitor Na caixa da descrição,

Brightness and Contrast - Ajustando o brilho e o contraste do monitor

Usando os controles de brilho e contraste do seu monitor, ajuste o contraste para o nível mais alto possível, e com o controle do brilho, diminua a diferença entre as seções pretas e cinzas da barra superior, tanto o quanto possível, deixando-as levemente diferentes. Atenção: Uma vez que você ajustou o brilho e o contraste, não o mude, caso contrário a calibração tornar-se-á inválida.

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Description - Selecionando o perfil do monitor Na caixa da descrição,

Phosphors - Selecione o fósforo do monitor

Selecione o fósforo usado pelo seu monitor (Exemplo: Sony usa Trinitron), ou entre em contato com o fabricante do monitor para obter as especificações apropriadas sobre os valores do fósforo do monitor e digite os valores na opção "customizar".

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Description - Selecionando o perfil do monitor Na caixa da descrição,
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gamma - Ajuste a gamma do monitor Para ajustar os tons

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gamma - Ajuste a gamma do monitor Para ajustar os tons
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gamma - Ajuste a gamma do monitor Para ajustar os tons

Gamma - Ajuste a gamma do monitor

Para ajustar os tons médios do monitor, faça o quadrado cinza do box combinar

com as linhas brancas e pretas externas, para isto, desfoque ligeiramente seus

olhos ou tome uma distancia de 1 metro ou mais do monitor, mova a seta com

o mouse procurando o melhor ajuste dos tons médios.

Se deseja ajustar individualmente cada canal de cor RGB (vermelho, verde e

azul) do seu monitor, clique no box "View Single Gamma Only"

Nesta janela, você também pode escolher um gamma desejada para o seu

ambiente gráfico. Normalmente, a (gamma 1,8) é usada para Macintosh e

(gamma 2,2) para Windows.

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gamma - Ajuste a gamma do monitor Para ajustar os tons

Ajuste individual de cada canal de cor. No, entanto, recomendamos usar o canal único (cinza) para este ajuste.

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gamma - Ajuste a gamma do monitor Para ajustar os tons
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS White Point - Selecione o ponto branco Selecione o ponto branco

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS White Point - Selecione o ponto branco Selecione o ponto branco
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS White Point - Selecione o ponto branco Selecione o ponto branco

White Point - Selecione o ponto branco

Selecione o ponto branco do hardware, como 6500K (D65), ideal para a maioria dos usos, se o seu monitor tem controles digitais, verifique se possui o mesmo ajuste no hardware do monitor.

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS White Point - Selecione o ponto branco Selecione o ponto branco

Finalizando

Finalmente, você pode concluir os novos ajustes de gamma clicando no botão "OK"

para Windows.

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS White Point - Selecione o ponto branco Selecione o ponto branco
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Conceito de Arquivos Fechados em PDF O Formato de Documento Portátil,

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Conceito de Arquivos Fechados em PDF O Formato de Documento Portátil,

Conceito de Arquivos Fechados em PDF

O Formato de Documento Portátil, PDF (Portable Document Format), é uma evolução do formato PostScript desenvolvido pela Adobe Systems

Incorporated no início da década de 80 e provavelmente será o seu sucessor no fluxo de
Incorporated no início da década de 80 e provavelmente será o seu
sucessor no fluxo de trabalho digital da indústria gráfica. Graças à sua
estabilidade, confiabilidade e tamanho compacto, o PDF é hoje o formato
mais moderno, prático e eficiente de envio de arquivos eletrônicos para uso
gráfico, um padrão adotado pela maioria dos sistemas de fluxo de trabalho
dos principais fabricantes mundiais.
O PDF traz todas as informações de uma página presentes no PostScript.
Mas, ao contrário deste, pode ser aberto e visualizado para conferência
e até mesmo sofrer pequenas edições e modificações sem que seja
necessário recorrer ao aplicativo original. Além disso, o PDF
independende da plataforma na qual foi gerado (Mac, PC, Unix etc),
inclui todos os elementos vetoriais, imagens e fontes usados no documento
e é um formato extremamente compacto. Na sua evolução, o PDF
incorporou recursos específicos para uso gráfico profissional e diversos
aplicativos novos surgiram para aproveitar e estender sua funcionalidade.
Existem diversas maneiras de produzir arquivos PDF.
As versões mais modernas dos aplicativos de editoração eletrônica
oferecem a opção salvar ou exportar as páginas em PDF. Há, ainda,
sistemas baseados em impressoras virtuais que possuem o recurso de
imprimir para arquivo (print to file) no formato PDF. Esses sistemas,
no entanto, não apresentam a confiabilidade e a precisão necessárias
para o criação de um arquivo PDF destinado ao uso gráfico
profissional.
Todas essas ferramentas são desnecessárias em um PDF destinado à
impressão e podem causar erros no processamento dos arquivos.
Por isso, foram definidos alguns padrões restritos (subsets) de PDF,
específicos para uso gráfico (conhecidos como PDF/X), no
qual esses recursos são eliminados e os arquivos são construídos
conforme normas rígidas.
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS O subset PDF/X-1a é um desses padrões internacionais, normalizado pela ISO

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS O subset PDF/X-1a é um desses padrões internacionais, normalizado pela ISO

O subset PDF/X-1a é um desses padrões internacionais, normalizado pela ISO – Organização Internacional de Normalização. No momento, o Organismo de Normalização Setorial de Tecnologia Gráfica, ONS27, no âmbito da Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica, está preparando a tradução da norma para sua aprovação no Brasil. O padrão PDF/X-1a prevê arquivos seguros e confiáveis, montados a partir de informações genéricas e universais, permitindo seu uso por todos os sistemas de fluxo de trabalho gráfico que suportam o formato PDF, independente do aplicativo e da plataforma em que os documentos originais foram criados. O objetivo final é garantir um intercâmbio de arquivos no modo conhecido como troca cega: o criador do arquivo não precisa obter nenhuma informação sobre o sistema de trabalho do fornecedor destinatário (bureau de serviços, gráfica, editora etc.) e este também não necessita de informações adicionais sobre o processo de geração do arquivo PDF/X-1a. Atualmente a versã o 5 é oferecida pela Adobe em diversos idiomas, entre eles o português. No entanto, por vários motivos, a maioria dos usuários brasileiros utiliza o programa na versão original em inglês. Por isso, as reproduções das janelas de configuração das Opções de Trabalho (Job Options) são mostradas nesta apostila na versão 5 em inglês.

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS O subset PDF/X-1a é um desses padrões internacionais, normalizado pela ISO
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Características que os Arquivos Postscript NÃO podem Ter: • Separação prévia

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Características que os Arquivos Postscript NÃO podem Ter: • Separação prévia

Características que os Arquivos Postscript NÃO podem Ter:

• Separação prévia de cores (PostScript pré-separado). • Descrições de impressora (PPD) de dispositivos específicos (imagesetters, platesetters ou RIPs). • Elementos com cores RGB, CIE-Lab ou cores indexadas (indexed colors), como as encontradas em imagens do tipo GIF. Essas imagens devem ser convertidas para CMYK antes do fechamento. • Imagens do tipo duotone criadas no Photoshop com uso de cores especiais. Duotones elaborados com uso de cores CMYK são aceitos desde que criados em Photoshop versão 5.5 ou mais recente. • Imagens pré-separadas salvas no formato EPS DCS 1 ou DCS 2. • Imagens de baixa resolução para posterior substituição em sistemas de OPI. • Perfis de cor ICC (ICC Profiles) incorporados. Tanto as imagens CMYK incluídas no documento quanto o próprio arquivo PS não devem possuir perfis incorporados (embeded). • Divisão de páginas em múltiplas folhas de papel. A opção de uso de ladrilhos (tiling) deve ser desabilitada no fechamento. • Páginas posicionadas lado a lado (facing pages) unidas numa única folha (spread). • Marcas de sangria (bleed marks) junto das marcas de corte. Nos aplicativos que oferecem essa opção no fechamento, as marcas de sangria não devem ser incorporadas. • Fontes tipográficas padrão PostScript Tipo 3, mesmo que possam ser incorporadas ao PS.

Características que os Arquivos Postscript DEVEM Ter:
Características que os Arquivos
Postscript DEVEM Ter:

• Devem ser do tipo composto (composite). • Devem ser criados usando a descrição de impressora (PPD) do Acrobat Distiller versão 4 ou 5, ou outro PPD do tipo genérico (não vinculado a dispositivo) indicado pelo fornecedor. • Documentos com mais de uma página podem ser salvos em arquivos individuais para cada página, ou em um único arquivo PostScript, com as múltiplas páginas incluídas na seqüência direta da numeração. No segundo caso, as páginas em branco (blank pages) devem ser colocadas no documento de paginação da obra e incluídas no arquivo PostScript. • Todos os elementos das páginas (inclusive imagens e ilustrações) devem utilizar somente cores CMYK. • Versões definitivas, de alta resolução (hi-res) das imagens devem ser incorporadas integralmente aos arquivos PS. • As marcas de corte (crop marks ou trim marks) devem necessariamente ser incorporadas ao PostScript. Em programas que oferecem opção de personalização das marcas, elas devem estar posicionadas a, no mínimo, 10 pontos tipográficos (3,5 mm) da borda do documento. • O formato do papel (paper size ou media size) definido na saída do PostScript deve ser, no mínimo, uma polegada (2,54 cm) maior que o tamanho de corte do documento nas duas dimensões, a fim de abrir espaço para as marcas de corte e informações de página. Por exemplo: documentos com 21 X 28 cm podem ser fechados em papéis 23,54 X 30,54 cm ou maiores. O documento e as marcas de corte devem estar centralizados no papel (horizontal e verticalmente).

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Características que os Arquivos Postscript NÃO podem Ter: • Separação prévia
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gerando um arquivo PS no Corel Draw Após a montagem da

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gerando um arquivo PS no Corel Draw Após a montagem da

Gerando um arquivo PS no Corel Draw

Após a montagem da arte final, em Corel Draw, ja definido formato de papel, selecionar as seguintes opções:

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gerando um arquivo PS no Corel Draw Após a montagem da

Após selecionar, clique em "Propriedades" onde abrirá a seguinte tela:

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Gerando um arquivo PS no Corel Draw Após a montagem da
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Este é o arquivo que está sendo "fechado", seu tamanho é

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Este é o arquivo que está sendo "fechado", seu tamanho é

Este é o arquivo que está sendo "fechado", seu tamanho é de 205x29,2mm

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Este é o arquivo que está sendo "fechado", seu tamanho é

Antes de fecha-lo temos que saber qual a "saída/largura" (tamanho em milimetros) da imagesseter que será feito o fotololito, neste exemplo usamos a ECRM VR36, que possui 355mm de Largura/Saída, e 235mm para que apareçam no arquivo as marcas de cortes (pinças).

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Este é o arquivo que está sendo "fechado", seu tamanho é
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Este é o arquivo que está sendo "fechado", seu tamanho é
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Depóis de definir o tamanho clique em "Avançados", e definia agora

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Depóis de definir o tamanho clique em "Avançados", e definia agora

Depóis de definir o tamanho clique em "Avançados", e definia agora a "resolução"

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Depóis de definir o tamanho clique em "Avançados", e definia agora

Depóis dê "ok" e vá para "visualizar impresão"

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Depóis de definir o tamanho clique em "Avançados", e definia agora

Não esquecer de colocar todos os dados do arquivo, como as marcas de corte, barras de calibragem de cores e informações do arquivo

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Depóis de definir o tamanho clique em "Avançados", e definia agora
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Depóis de definir o tamanho clique em "Avançados", e definia agora

Ai é só clicar "imprmir", abrirá a tela para definir o "nome do arquivo", digite o nome depois clique em "salvar"

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Após gerar o PostScript, converta o aquivo para PDF usando o

PREPARAÇÃO E

FECHAMENTO

DE ARQUIVOS

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Após gerar o PostScript, converta o aquivo para PDF usando o

Após gerar o PostScript, converta o aquivo para PDF usando o Acrobat Distiller 5.0

PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Após gerar o PostScript, converta o aquivo para PDF usando o
PREPARAÇÃO E FECHAMENTO DE ARQUIVOS Após gerar o PostScript, converta o aquivo para PDF usando o

Comparando o tamanho dos arquivos

Corel Draw 12

8.387

kb

PostScript

21.241 kb

PDF

1.944

kb

Entendemos então que o arquivo

PDF, terá a mesma qualidade e

confiabilidade que o PS, só que

a maior diferença será o tamanho

do arquivo final

67 67 3421-9191 67 67 421-9191 421-9191 3421-9191 www.unifica.com.br - - unifica@unifica.com.br www.unifica.com.br - - unifica@unifica.com.br
67 67 3421-9191 67 67 421-9191 421-9191 3421-9191 www.unifica.com.br - - unifica@unifica.com.br www.unifica.com.br - - unifica@unifica.com.br
67 67 3421-9191 67 67 421-9191 421-9191 3421-9191 www.unifica.com.br - - unifica@unifica.com.br www.unifica.com.br - - unifica@unifica.com.br

6767 3421-9191

6767 421-9191

421-9191

3421-9191

www.unifica.com.br -- unifica@unifica.com.br

www.unifica.com.br -- unifica@unifica.com.br

www.unifica.com.br

www.unifica.com.br

unifica@unifica.com.br

unifica@unifica.com.br

Av. Joaquim Teixeira Alves, 1862 - 1 Piso - Sala 06

Av. Joaquim Teixeira Alves, 1862 - 1 Piso - Sala 06

Av. Joaquim Teixeira Alves, 1862 - 1 Piso - Sala 06

Av. Joaquim Teixeira Alves, 1862 - 1 Piso - Sala 06

o

o

o

o