Você está na página 1de 9

ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MEDIO DO EDUCANDARIO SANTO ANTÔNIO

PLANEJAMENTO DE ENSINO
2020

DISCIPLINA: Arte

EDUCADOR: Frei Everton Leandro Piôtto, OFM

TURMA: 6º ano A, 7º ano A, 8º ano A, 9º ano A

1
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA/ EMENTA:

Abarcando as quatro linguagens do componente curricular de Artes, constituindo uma unidade temática, a
disciplina de Arte no Ensino Fundamental, está centrado nas Artes visuais, na Dança, na Música e no Teatro,
como aponta a Base nacional Comum Curricular, “essas linguagens articulam saberes referentes a produtos
e fenômenos artísticos e envolvem as práticas de criar, ler, produzir, construir, exteriorizar e refletir sobre
formas artísticas” (p. 191). Uma vez que se fundamenta nas normas e diretrizes da educação franciscana,
procurará associação com aquilo que a BNCC mesma prevê: “a sensibilidade, a intuição, o pensamento, as
emoções e as subjetividades se manifestam como formas de expressão no processo de aprendizagem em
Arte” (p. 191).

“A BNCC propõe que a abordagem das linguagens articule seis dimensões do conhecimento que, de forma
indissociável e simultânea, caracterizam a singularidade da experiência artística” (p. 192): Criação, Crítica,
Estesia, Expressão, Fruição, Reflexão. Com isso, procura desenvolver metodologias ativas que visam o
desenvolvimento dos saberes pertinentes à competência de Arte, bem como outras áreas do
desenvolvimento da criança e do adolescente a partir de técnicas e atividades lúdicas e inovadoras.

Há de levar-se em conta as competências específicas para esta área do conhecimento no concernente às


séries finais do ensino fundamental. Partindo-se do pressuposto que os conteúdos programáticos se
relacionem com as mesmas, servindo para colaborar no desenvolvimento de habilidades necessárias a um
adequado progresso equitativo dos educandos.

Neste sentido, os objetos do conhecimento, ligados intrinsecamente às habilidades que se almeja


desenvolver em sala de aula, no ambiente escolar e mesmo familiar dos educandos, levará em conta um
progresso quanto à dificuldade e às conquistas realizadas pelos mesmos em sua zona de desenvolvimento
real. Para tanto, os pressupostos teórico-pedagógicos hão de favorecer a elaboração de técnicas, atividades,
prática docente e mesmo organização dos materiais e do plano de ensino docente para esta competência,
sempre visando meios adequados para atingir a todos os educandos em seu estágio de aprendizado
individual e coletivo.

CRITÉRIOS / OBJETIVOS A SEREM ATINGIDOS:


6º ano A
• Aplicar formas figurativas e/ou abstratas em trabalhos artísticos.
• Aplicar policromia em trabalhos pessoais.
• Compor um trabalho dispondo de forma harmônica os elementos da linguagem visual.
• Conhecer e aplicar as texturas tátil, gráfica e visual em trabalhos pessoais.

2
• Demonstrar conhecimento a respeito do artista Alex Flemming e de suas principais produções, bem
como de suas influências e histórias.
• Demonstrar conhecimento a respeito do artista Leonardo da Vinci e de suas principais obras e
produções, bem como de suas influências e histórias.
• Demonstrar conhecimento a respeito dos artistas em estudo (Claude Monet e Vincent van Gogh) e de
suas principais obras e produções, bem como de suas influências e histórias.
• Demonstrar conhecimento, por meio de diferentes procedimentos, das qualidades plásticas dos
diversos materiais e suportes aplicados em produções plásticas.
• Empregar a técnica da escultura como forma de expressão.
• Empregar a técnica da gravura como forma de expressão.
• Empregar a técnica da pintura como forma de expressão.
• Empregar a técnica do desenho como forma de expressão.
• Empregar noções de representação em perspectiva.
• Empregar sobreposição nas composições bidimensionais.
• Explorar e analisar elementos constitutivos da música (altura, intensidade, timbre, melodia, ritmo etc.)
por meio de recursos tecnológicos, jogos, canções e práticas diversas de composição/criação, execução e
apreciação musicais.
• Explorar e analisar fontes e materiais sonoros em práticas de composição/criação, execução e
apreciação musical, reconhecendo timbres e características de instrumentos musicais diversos.
• Identificar algumas formas de expressão artística contemporânea.
• Identificar e aplicar 1.º, 2.º e 3.º planos em composições bidimensionais.
• Ler e interpretar legendas de imagens e de produções artísticas.
• Realizar trabalhos artísticos conforme o tema e a técnica propostos.
• Realizar trabalhos artísticos tendo cuidado com o acabamento.
• Realizar uma escala cromática.
• Reconhecer as diferentes manifestações artísticas e culturais brasileiras.
• Reconhecer composições com figura e fundo e aplicar esse conceito em composições.
• Reconhecer e aplicar a colagem como forma de expressão plástica.
• Reconhecer e apreciar estilos musicais, músicos e grupos de música brasileiros e estrangeiros,
contextualizando-os no tempo e no espaço.
• Reconhecer e classificar o gênero cenas religiosas.
• Reconhecer e classificar o gênero paisagem.
• Reconhecer e classificar o gênero retrato (frontal, perfil, em 3/4, autorretrato, figura humana).
• Reconhecer e traçar linhas observando o tipo, a espessura, a direção e o traçado.
• Relacionar as práticas musicais às diferentes dimensões das vidas social, cultural, política, histórica,
econômica, estética e ética.
• Relacionar os artistas em estudo – assim como suas obras e produções – a outros artistas de
diferentes épocas.

3
7º ano A
• Aplicar formas figurativas e/ou abstratas em trabalhos artísticos.
• Aplicar luz e sombra para representar o volume das formas.
• Aplicar monocromia em trabalhos pessoais.
• Aplicar policromia em trabalhos pessoais.
• Aplicar simplificação, geometrização, deformação e/ou decomposição da forma em trabalhos
pessoais.
• Compor um trabalho dispondo de forma harmônica os elementos da linguagem visual.
• Conhecer a cultura africana e afro-brasileira por meio de produções artísticas.
• Conhecer a cultura indígena e valorizar sua produção artística.
• Conhecer e aplicar texturas tátil, gráfica e visual em trabalhos pessoais.
• Demonstrar conhecimento a respeito da Semana de Arte Moderna de 1922 e de seus principais
artistas e produções, bem como sua influência na história da arte brasileira.
• Demonstrar conhecimento a respeito dos artistas em estudo (Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Di
Cavalcanti, Lasar Segall, Heitor Villa-Lobos, entre outros) e de suas principais obras e produções, bem como
de suas influências e histórias.
• Demonstrar conhecimento a respeito dos artistas em estudo (Giuseppe Arcimboldo, Paul Cézanne,
Claes Oldenburg, Vik Muniz, entre outros) e de suas principais obras e produções, bem como de suas
influências e histórias.
• Demonstrar conhecimento a respeito dos artistas em estudo (Vermeer, Velázquez, Rembrandt, Renoir,
Chiquinha Gonzaga, Frida Kahlo, Andy Warhol, entre outros) e de suas principais obras e produções, bem
como de suas influências e histórias.
• Demonstrar conhecimento, por meio de diferentes procedimentos, das qualidades plásticas dos
diversos materiais e suportes aplicados em produções plásticas.
• Diferenciar os tipos de formas geométricas, de modo a aplicá-las em trabalhos pessoais.
• Empregar a técnica da escultura como forma de expressão.
• Empregar a técnica da gravura como forma de expressão.
• Empregar a técnica da pintura como forma de expressão.
• Empregar a técnica do desenho como forma de expressão.
• Empregar sobreposição nas composições bidimensionais.
• Explorar e analisar elementos constitutivos da música (altura, intensidade, timbre, melodia, ritmo etc.)
por meio de recursos tecnológicos, jogos, canções e práticas diversas de composição/criação, execução e
apreciação musicais.
• Explorar e analisar fontes e materiais sonoros em práticas de composição/criação, execução e
apreciação musical, reconhecendo timbres e características de instrumentos musicais diversos.
• Explorar e criar improvisações, composições, arranjos, jingles, trilhas sonoras, entre outros, utilizando
vozes, sons corporais e/ou instrumentos musicais, expressando ideias musicais de maneira individual,
coletiva e colaborativa.

4
• Explorar e identificar diferentes formas e técnicas de registro musical, tais como: notação musical
tradicional, partituras criativas e procedimentos da música contemporânea.
• Ler e interpretar legendas de imagens e de produções artísticas.
• Perceber e traçar composições simétricas e assimétricas.
• Realizar trabalhos artísticos conforme o tema e a técnica propostos.
• Realizar trabalhos artísticos tendo cuidado com o acabamento.
• Realizar uma escala cromática.
• Reconhecer as caraterísticas do Expressionismo, da Arte Acadêmica e da Arte Moderna Brasileira e
relacioná-las às produções dos artistas em estudo.
• Reconhecer as diferentes manifestações artísticas e culturais brasileiras.
• Reconhecer composições com figura e fundo e aplicar esse conceito em composições.
• Reconhecer e aplicar a colagem como forma de expressão plástica.
• Reconhecer e apreciar estilos musicais, músicos e grupos de música brasileiros e estrangeiros,
contextualizando-os no tempo e no espaço.
• Reconhecer e classificar o gênero cenas do cotidiano.
• Reconhecer e classificar o gênero natureza-morta.
• Reconhecer e classificar o gênero retrato (frontal, perfil, em 3/4, autorretrato, figura humana).
• Relacionar as práticas musicais às diferentes dimensões das vidas social, cultural, política, histórica,
econômica, estética e ética.
• Relacionar os artistas em estudo – assim como suas obras e produções – a outros artistas de
diferentes épocas.

8º ano A

• Aplicar formas figurativas e/ou abstratas em trabalhos artísticos.


• Aplicar luz e sombra para representar o volume das formas.
• Aplicar monocromia em trabalhos pessoais.
• Aplicar o movimento na composição visual.
• Aplicar policromia em trabalhos pessoais.
• Aplicar simplificação, geometrização, deformação e/ou decomposição da forma em trabalhos
pessoais.
• Compor um trabalho dispondo de forma harmônica os elementos da linguagem visual.
• Conhecer a cultura indígena e valorizar sua produção artística.
• Conhecer e aplicar as texturas tátil, gráfica e visual em trabalhos pessoais.
• Conhecer e aplicar texturas tátil, gráfica e visual em trabalhos pessoais.
• Demonstrar conhecimento a respeito dos artistas em estudo (Escher, Bridget Riley, Victor Vasarely,
Jesús Soto, Athos Bulcão) e de suas principais obras e produções, bem como de suas influências e histórias.

5
• Demonstrar conhecimento a respeito dos artistas em estudo (Salvador Dalí, Joan Miró, René Magritte,
Max Ernst, Willard Wigan, Cícero Dias, Ismael Nery, Tarsila do Amaral, Maria Martins) e de suas principais
obras e produções, bem como de suas influências e histórias.
• Demonstrar conhecimento, por meio de diferentes procedimentos, das qualidades plásticas dos
diversos materiais e suportes aplicados em produções plásticas.
• Diferenciar os tipos de formas geométricas, de modo a aplicá-las em trabalhos pessoais.
• Empregar a técnica da escultura como forma de expressão.
• Empregar a técnica da gravura como forma de expressão.
• Empregar a técnica da pintura como forma de expressão.
• Empregar a técnica da pintura como forma de expressão.
• Empregar a técnica do desenho como forma de expressão.
• Empregar noções de representação em perspectiva.
• Empregar sobreposição nas composições bidimensionais.
• Explorar e analisar elementos constitutivos da música (altura, intensidade, timbre, melodia, ritmo etc.)
por meio de recursos tecnológicos, jogos, canções e práticas diversas de composição/criação, execução e
apreciação musicais.
• Explorar e analisar fontes e materiais sonoros em práticas de composição/criação, execução e
apreciação musical, reconhecendo timbres e características de instrumentos musicais diversos.
• Ler e interpretar legendas de imagens e de produções artísticas.
• Perceber e traçar composições simétricas e assimétricas.
• Realizar trabalhos artísticos conforme o tema e a técnica propostos.
• Realizar trabalhos artísticos tendo cuidado com o acabamento.
• Reconhecer as características da Op art e relacioná-las às produções dos artistas em estudo.
• Reconhecer as características do Surrealismo e relacioná-las às produções dos artistas em estudo.
• Reconhecer as diferentes manifestações artísticas e culturais brasileiras.
• Reconhecer as diferentes representações do corpo (na Arte Egípcia, na Grécia Antiga, no
Renascimento, na Arte Moderna e Contemporânea) na arte e nas diversas culturas ao longo da história.
• Reconhecer composições com figura e fundo e aplicar esse conceito em composições.
• Reconhecer e aplicar a colagem como forma de expressão plástica.
• Reconhecer e classificar o gênero retrato (frontal, perfil, em 3/4, autorretrato, figura humana).
• Reconhecer e traçar linhas observando o tipo, a espessura, a direção e o traçado.
• Relacionar os artistas em estudo – assim como suas obras e produções – a outros artistas de
diferentes épocas.

9º ano A

OBJETO DE CONHECIMENTO / CONTEÚDO PROGRAMÁTICO (descrever por turma e por trimestre):

6
6º ano (1º Trimestre) 6º ano (2º Trimestre) 6º ano (3º Trimestre)
 O tempo e as invenções.  Alex Flemming.  Desenho ao ar livre.
 Criando um instrumento  Meu retrato.  Paisagem sonora.
musical.  Muitos alfabetos.  Luz cor e Monet.
 Leonardo da Vinci.  Impressão digital.  Tonalidade e distância.
 Uma nova Mona Lisa.  Sala de memórias.  Vincent van Gogh.
 Desenho de observação.  Aviões de Flemming.  Diferentes planos.
 Escultura-móbile.  Minicenário.
 Muita imaginação.  Atividades de manutenção de
 Modelo do produto. aprendizagem.
 Manual de instruções.

7º ano (1º Trimestre) 7º ano (2º Trimestre) 7º ano (3º Trimestre)


 Aquarela do Brasil.  Mulheres na profissão.  Giuseppe Arcimboldo.
 Anita malfatti.  Velázquez – As meninas.  Retrato falado.
 Semana de 22.  Autorretrato.  Composição e natureza-
 Tarsila do Amaral.  Luz e sombra. morta.
 Abaporu.  Desenho do rosto.  Naturezas-mortas, de
 Instrumentos musicais.  Um retrato pra lá de criativo! Cézanne.
 Cartão-postal.  Retrato feminino, uma  Como é que é? Depende...
 Símbolos. composição diferente.  Modelagem de alimentos.
 Novos olhares.  Instrumentos musicais.
 Andy Warhol – Estêncil.
 Esculturas da Pop art.

8º ano (1º Trimestre) 8º ano (2º Trimestre) 8º ano (3º Trimestre)


 O que é beleza?  Desenhando corpos  Ritmo – Letra do nome.
 O homem é um bicho de três, esquisitos – cadavre-exquis.  Escher – Metamorfose.
sete, oito ou mais cabeças?  Surrealismo.  Op art – Movimento visual.
 Desenho egípcio.  Sem a perisistência dos  Victor Vasarely –
 Estrutura e movimento. relógios. Composição.
 Corpo humano & luz e  Objeto surreal.  Linhas.
sombra.  Retrato tridimensional – Mae  Athos Bulcão – Módulos.
 A beleza é ser diferente. West.
 Um corpo, uma escultura.  Quebra-cabeças srtístico –
Joan Miró.
 Escultura surrealista.

9º ano (1º Trimestre) 9º ano (2º Trimestre) 9º ano (3º Trimestre)


 Vanguardas artísticas.  Arquitetura.  Design.
 O que é vanguarda?  O que é arquitetura?  A história do design e suas
 Os movimentos de  História da arquitetura. transformações ao longo do
vanguarda: Impressionismo,  Vida e obra de tempo.
7
Pós-impressionismo, Oscar .Niemeyer.  A função do design.
Fauvismo, Cubismo,  Construção e estrutura de  Brainstorming e o processo de
Surrealismo, Futurismo, teatros. criação colaborativo.
Dadaísmo, Pop Art e Arte  Perpectiva  Designer e o campo
Contemporânea?  Vida e obra de Sergio Cezar: profissional.
 Produção artística de Monet, o arquiteto do papelão.  Artistas e Designers.
Seurat, Henri Matisse,  Arquitetura do caos e os
Gauguin, Picasso, Braque, problemas sociais.
Salvador Dalí, Umberto
Boccioni, Giácomo Balla,
Marcel Duchamp, entre outros
 Técnicas e conceitos
utilizados em cada movimento
de vanguarda.
 Produções plásticas.

METODOLOGIA DE ENSINO / ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO


O Método de Ensino Bom Jesus norteará todo o conteúdo programático e sua aplicação nas aulas de Arte.
Constituído de livro texto para o educador (material de apoio), apostila para os educandos (caderno de
atividades) e materiais impressos, serão utilizadas ainda, imagens digitalizadas, apresentadas em
Powerpoint, computadores e mesmo autômatos, que servirão de ferramentas na leitura e interpretação dos
aprendizados desta competência. Somados a isso, a seleção dos textos de aprofundamento do assunto,
atividades na própria apostila e apreciação de vídeos, filmes e documentários com auxílio das mídias digitais
servirão de suporte complementar ao educador. O conteúdo, adequado e flexibilizado de acordo com o
progresso equitativo da turma, manterá a sequência didática supracitada como norte para a aplicação dos
caberes pertinentes aos critérios desenvolvidos.
Considere-se ainda o conjunto de atividades práticas, onde será imprescindível o uso de cartolinas, papelões,
papel canson, lápis de cor, sulfites, folhas coloridas, tintas, instrumentos musicais, peças de teatro e
ferramentas afins para adequado desenvolvimento das habilidades de Artes.
Por meio das atividades espera-se que os educandos demonstrem progresso e desenvolvimento de
competências e habilidades que estejam em consonância com a Base nacional Comum Curricular, aliadas
aos valores institucionais franciscanos disseminados e que permearão todas as áreas do conhecimento
dentro desta instituição. Para tanto, o educador abrirá mão de saberes didático-pedagógicos e filosóficos
concernentes ao pensamento franciscano e relacionados ao humanismo cristão.

RECURSOS DIDÁTICOS
• Apostilas do Sistema Bom Jesus;
• Cadernos de desenho e atividades;
• Lousa;
• Radio;
• Data show;
8
• Vídeos, videodocumentários;
• Músicas;
• Revistas;
• Mídias digitais (Youtube, Facebook, Ferramentas para videoaulas)
• Estudo doméstico por meio de envio de materiais.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO / PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO


O processo de avaliação acontecerá de modo processual a cada Trimestre e, consequentemente, em todo o
ano letivo. Os níveis de aprendizagem de cada turma/serie serão considerados de modo a identificar a
defasagem do educando e o processo de recuperação paralela que se desenvolverá se for ocaso. A respeito
das dificuldades do grupo e dos indivíduos serão oferecidas avaliações processuais, onde se utilizarão
atividades plásticas, exercícios escritos, pesquisas, tarefas, composição artística, releituras de obras, relativo
conhecimento musical, expressão teatral e corporal (dança).
A defasagem nos conteúdos por parte dos educandos será compensada por meio da realização de ações de
recuperação para o grupo ou individuais, tentando assim, manter uma qualidade e um nivelamento dos
conhecimentos em arte pelo grupo.

A avaliação em Arte no Ensino Fundamental de 6.º ano ao 9.º ano deve possuir um caráter diagnóstico,
contínuo e de observação. Cabe ao professor avaliar trimestralmente as atividades realizadas no período,
segundo critérios previstos no plano curricular, obedecendo a regra a seguir:

AV1 (6,0- avaliação processual + AV2 (produção plástica) = Média Trimestral.

REFERÊNCIAS

Caderno “Eu faço artes no Bom Jesus” 6º ano.


Caderno “Eu faço artes no Bom Jesus” 7º ano.
Caderno “Eu faço artes no Bom Jesus” 8º ano.
Caderno “Eu faço artes no Bom Jesus” 9º ano.
Encaminhamentos. Sistema de Ensino Bom Jesus. Ensino Fundamental. Arte 2016.

Você também pode gostar