Você está na página 1de 14

Leituras Espirituais (7 poemas e 36 pensamentos)

Autor: Clavio J. Jacinto


(Dia Nublado)

As nuvens escondem montanhas


Mistérios da minha vida
(sentimentos)
Os olhos e o coração observam
Os filamentos dos raios do sol
Uma tarde nublada
Ondas de desanimo e saudades
Rios caudalosos de imaginações
Através da minha alma, lá dentro
Um universo de sentidos transcende
Como se eu me unisse aos ventos
Viagem na curvatura do universo
AS folhas dançam aos poemas
Brisa que transporta meus pensamentos
Não posso adormecer coma erva do campo
Então
Ao som das turbulências da civilização
Me desperto do mergulho utópico
Para viver a eternidade dentro da esperança
(Peregrino Ferido)

Em fuga partiu meu coração ferido, pelo caminho espinhoso


de um Adão relutante, eu ainda pior arrogante, em chagas
inflamadas pelo fogo da rebelião

Perdido na nudez do frio horripilante, dos pecados cavados


dentro de minha alma, brechas abissais da minha fome
insaciável, quantas dores!

Nas suturas de póstumas tristezas, carregando o cortejo


fúnebre das minhas friezas, indiferente, fenômeno de minhas
antigas apostasias, foragido do Éden.

Mas, nas loucuras de minhas andanças, uma luz alva brilhou


como um Saulo caiu assustado minha frugal face retorcida,
olhei, era o Senhor da vida.

Ali mesmo caído em si, da luz celeste me revelando, a


condição tristonha, um aí que ecoou de minhas medulas,
arrependimento de minhas arrogâncias, fragrâncias de
redenção
Batalha

Dentro de mim fogo cruzado, ártico frio coração, fúnebre


choro de mim mesmo, meus pesares abertos no altar da vida
Cais de mares abortados de tempestades assombradas pelo
medo de meus pulsares, artéria ressequida de meus lamentos

Dentro de mim essa desolação de armas cravadas, violentas


violetas e espadas, túnica encharcada na charneca de meus
desesperos

Dentro do coração, essa batalha entre mim mesmo e o bem, o


impulsivo odor da maldade, repulsivo ao som da bondade
Que só se faz o triunfo da paz, essa batalha sagaz, o remover
do sombrio ar sinistro, a transformação do solo sagrado, só
com o sangue de Cristo
(O Tempo)

O tempo passa na sega dos minutos


E nós mortais descongelados
Filhos da entropia
Na fuga da morte que tememos
Viver mais é o que queremos
Loucos a correr e lutar
Num espetáculo de guerra vencida
No túmulo adormecemos
Plácidas epopéia de nossos anseios
Tudo passa ligeiro
Como o rio caudaloso
Nuvens que se apressam
Mas o mistério desvelado
Ao Cristo nos consagramos
Vivendo a saudade celeste
Em tempos de lutas a aflições
Até que a marcha se rompa
E quebrados no tempo
Somos restaurados a vida eterna  
(Fluxo)

Raro e precioso rio de causas que escoam nos temporais do tempo,


fluxo continuo nos terminais acústicos de minha voz e do lamento
alheio, os filhos da poeira.

O pó cósmico e estelar nos pálidos palácios do meu cérebro, luzes e


sinapses no contorno da alma acorrentada pelas causas.  Olhar
avariado pelas sombras do meu corpo inerte

Que o mundo veja as tensões de meus gritos, a descarga quântica de


meus lábios, o pulsar de todas as minhas saudades enfermas de
nostalgia, a cavidade de minha voz ecoa, despertai..
Ansiedade Cortante

Corações quebram-se na rocha da vida


Dores quais orvalhos de lápides
Porquanto a ansiedade perturba a alma

Oh pobre coração quase morto


Como barquinho triste sem porto
Nas náuseas da existência finita

O remédio para a alma enferma


Pra doença que se enraíza no coração
É fé em Cristo e Sua redenção
Fonte das Perolas

...Derramo meus prantos de severas decepções


Pra encher a medida do mar de minhas amarguras
Assim naufrago até o fundo de minhas feridas
No âmago solido de meus sofrimentos
Para sair de lá de baixo das tormentas emocionais
Com o coração cheio de lindas perolas...
Sobre Incertezas:

Quando tudo em nossa vida parece virar de cabeça pra baixo, é


necessário que tenhamos uma fé verdadeira para crer que todas as
coisas ainda permanecem  numa ordem  e equilíbrio por causa da
soberania do Senhor.

Sobre o vale da sombra da morte:

Não importa o quão  prolongada  seja a noite, se alguém já


testemunhou um amanhecer, ela jamais pode convencer que a
escuridão triunfou definitivamente sobre a luz.

Sobre Provas e a fé:

A fé pode superar os maiores obstáculos e coloca a alma num lugar de


descanso na presença de Deus

Sobre fraquezas:

A esperança do evangelho nos dá as forças necessárias para


superarmos todas as crises existenciais

Sobre privações:

Quando o Senhor nós priva de algum bem temporário, Ele sempre


compensará nossa paciência com galardões que perduram
eternamente
Sobre testemunho:

Para impactar uma posteridade com uma fé viva não podemos nos
conformar em viver uma religião morta.

Sobre percepção interior:

A percepção da existência de Deus não é possível para um coração


que corrompeu-se pelo orgulho da razão, a menos que a humildade
quebrante a alma, o homem estará cego para as evidências de um
Criador.

Sobre insensibilidade interior:

A ignorância é um manto que cobre a sensibilidade do coração, apaga a


luz do discernimento e mata o bom senso

Sobre verdadeiros profetas:

Se você deseja de fato ser um arauto das verdades do evangelho, não


deve esperar os aplausos do mundo, mas o desprezo e quando além, o
martírio .

Sobre a vida paciente:

Devemos enfrentar com paciência e resiliência as dificuldades que a


vida nos impõe, pois as reclamações não amenizam elas.

Sobre o ser a luz do mundo:

A missão do cristão é ser luz, não para receber glória fama e aplausos,
mas para espalhar as verdades do Evangelho em um mundo
escurecido pelo pecado, tal atitude ainda continua sendo um desafio,
pois o mundo de pecado ama a escuridão 
Sobre a Igreja Verdadeira:

A igreja verdadeira é perfeita em Cristo, imaculada pelo Sangue do


Cordeiro, transformada pois e feita de Novas Criatura, santificada
porque foi separada desde a fundação do mundo e alicerçada na
Rocha Eterna portanto e inabalável 

Sobre as astucias satânicas:

Satanás precisa apenas de uma vontade não dominada para ter


controle de um coração

Sobre Vida interior em profundidade:

A vida cristã profunda não pode ser alcançada de forma secular, a


piedade genuína precisa de um relacionamento íntimo, e isso significa
negar-se a si mesmo sem perder a percepção de ser, porém com o
discernimento em viver em entrega absoluta ao Senhor.

Sobre o desabrochar do amor:

O amor é a virtude mais nobre que desabrocha no coração sensível

Sobre lapidação divina:

Deus muitas vezes usa a vida como  bigorna e as aflições como


martelo para formar em nós a imagem e o caráter de Cristo

Sobre ouvir:

Esteja sempre disposto a ouvir aquelas verdades que te incomodam e


rejeitar todas as que te enganam

Sobre o nosso bem maior:


Cristo deve ser a pedra mais preciosa da coroa da nossa existência e o
bem mais valioso a ser apreciado pelo nosso coração

Sobre pensar e agir:

A ocupação mais elevada do coração humano é pensar somente


naquelas coisas que não ofendem a Deus.

Sobre virtudes e aflições:

As aflições são meios que Deus usa como ferramentas para restaurar
com paciência em nós, aquelas virtudes eternas que perdemos com a
queda.

Sobre grandeza de coração:

Não existe um coração humano que seja grande, o que pode existir é
um grande DEUS que engrandece o coração humano

Sobre anseios:

Meu coração almeja o eterno, portanto deve ser morada perene


daquele que venceu a morte pela ressurreição.

Sobre santidade:

Um coração aberto para DEUS também estará aberto para a


contemplação da santidade dEle.

Sobre a luz no coração:

A luz da esperança nunca se apaga dentro de um coração que confia


nas promessas do Evangelho

Sobre o brilho celestial:


Nenhuma verdadeira luz de esperança eterna  pode ser revelada dentro
do coração do homem se a luz da glória do santo evangelho não estiver
brilhando dentro dele

Sobre ambigüidade moral:

Há algo de bizarro e assustadoramente imoral na consciência de quem


confessa amar a verdade e odeia a quem a pregue com eloquência.

Sobre o mito gnóstico:

É  uma fantasia ilusória acreditar que dentro do homem possa existir


uma centelha divina, a condição do homem é fatalmente desastrosa se
Cristo não restaurar o coração destruído pelo pecado

Sobre o tempo e o presente:

Um novo dia será um novo bloco de eventos a construir e aperfeiçoar a


sua vida ou apenas mais um tijolo erguido no muro que separa o seu
passado de um futuro sem perspectivas reais

Sobre a luz de Cristo:

É necessário que em todo o tempo a luz de Cristo ilumine nossas


aflições, só assim estaremos aptos a sofrer com paciência pela causa do
evangelho.

Sobre riquezas insondáveis de Cristo:

As coisas do mundo são temporárias e não podem dar satisfação ao


coração humano, só as riquezas insondáveis de Cristo podem dar ao
coração do homem a satisfação que ele tanto almeja.

Sobre solitude e santidade:

Havia mais felicidade no caminho solitário e santo que Enoque andava


do que no caminho ímpio e profano da multidão da sua geração que
andava amortecida pelos prazeres do pecado
Sobre a carreira cristã:

Correr a carreira da fé não coloca você frente a espectadores torcendo


por sua vitória, senão diante de uma grande multidão que te apedreja e
zomba para que você não atinja a meta e guarde a fé

Sobre e a ação do Espírito Santo:

A obra do Espírito Santo em nosso coração é revelar Cristo totalmente


em nós, de modo que Ele seja tudo em nós

Sobre a batalha no coração:

 Desde a queda, o coração de cada homem tornou-se um campo de


batalha , onde cada pensamento e decisão será convergente ou
divergente à vontade de Deus.

Sobre busca espiritual:

Muitos desejam um falso evangelho que ofereça bens temporários e


conformidades agradáveis, poucos são os que buscam um verdadeiro
evangelho que esteja focado nos tesouros celestiais e num constante
negar-se a si mesmo

Sobre viver com propósito:

A vida é um constante labor na construção de um ideal elevado para 


não corrermos  o risco de mergulharmos nela,  num tédio angustiante  

Você também pode gostar