Você está na página 1de 26

Motores de Combustão Interna

2 Parâmetros de desenho e operação de motores


Carlos Eduardo Castilla Alvarez

1
Conteúdo da Matéria

1. Características Importantes

2. Geometria

3. Torque e Potencia de eixo

4. Trabalho Indicado por Ciclo

5. Eficiência mecânica

6. Pressão Media Efetiva


7. Outros 2
Características Importantes

Os fatores importantes para um usuário do mecanismo são:

• O desempenho do motor em sua faixa de


operação;

• Consumo de combustível do motor;

• O ruído do motor e as emissões de poluentes no


ar;

• O custo inicial do motor e sua instalação;

• A confiabilidade e durabilidade do motor; 3


Características Importantes

O desempenho do motor é definido com mais precisão por:

• 1. A potência máxima (ou o torque


máximo) disponível em cada rotação
dentro da faixa útil de operação do
motor

• 2. A faixa de velocidade e potência


em que a operação do motor é
satisfatória

4
Características Importantes

As seguintes definições de desempenho são comumente usadas:

• Potência nominal máxima: A maior potência que


um motor pode desenvolver por curtos períodos de
operação.

• Potência nominal normal: A potência mais alta que


um motor pode devolver em operação contínua.

• Velocidade nominal: Velocidade de rotação do


virabrequim na qual a potência nominal é
desenvolvida.
5
Propriedades Geométricas

Vd: volume deslocado

Vc: volume da câmara de combustão

B: Diâmetro do Cilindro

L: Deslocamento

s: Deslocamento de referencia do virabrequim

a: Radio do virabrequim

l: Longitude da viela

θ: Ângulo do virabrequim
6
Propriedades Geométricas

7
Propriedades Geométricas

V: volume instantâneo da dentro do cilindro em


função do θ

s: Distancia do Centro do pino do virabrequim ate o


pino do pistão em função do θ

8
Propriedades Geométricas
V/Vc: volume instantâneo da dentro do cilindro em
função do θ

A: Área da superfície do cilindro

A: Área instantânea da superfície dentro do cilindro em função do θ

9
Propriedades Geométricas

S: Velocidade do pistão

S: Velocidade do pistão em função do θ

10
Torque e Potencia de eixo

Torque

Potencia
Trabalho Indicado por Ciclo

Dados de pressão do gás no cilindro durante o ciclo de operação do motor podem ser usados para calcular a
transferência de trabalho do gás para o pistão. A pressão do cilindro e o volume do cilindro correspondente
ao longo do ciclo do motor podem ser plotados em um diagrama p-V.
Trabalho Indicado por Ciclo

O trabalho indicado por ciclo por cilindro


é obtido pela integração em torno da
curva para obter a área delimitada no
diagrama:
Trabalho Indicado por Ciclo

Trabalho indicado Bruto por ciclo Wc,íg


é o trabalho entregue ao pistão somente
sobre os cursos de compressão e
expansão.

Trabalho indicado Neto trabalho por


ciclo Wc,in é o trabalho entregue ao pistão
durante todo o ciclo de quatro tempos.

A área B + área C é o trabalho transferido entre o pistão e os gases do cilindro durante os cursos de
admissão e escape e é chamada de trabalho de bombeamento Wp.
Trabalho Indicado por Ciclo

A potência por cilindro está relacionada ao trabalho indicado por ciclo

nr=2 para motor de 4 tempos e nr= 1 para motor de 2 tempos


Eficiência Mecânica

Potencia por Atrito: Uma parte da potencia gerada


pela combustão é usada para superar o atrito dos
rolamentos, pistões e outros componentes
mecânicos do motor para acionar os acessórios do
motor. Todos esses requisitos de potência são
agrupados e chamados de Potencia de Atrito ou
friction power Pf :

Eficiência Mecânica: é A relação entre a potência de


eixo (ou útil) fornecida pelo motor e potência indicada
Eficiência Mecânica

Potencia por Atrito: Uma parte da potencia gerada


pela combustão é usada para superar o atrito dos
rolamentos, pistões e outros componentes
mecânicos do motor para acionar os acessórios do
motor. Todos esses requisitos de potência são
agrupados e chamados de Potencia de Atrito ou
friction power Pf :

Eficiência Mecânica: é A relação entre a potência de


eixo (ou útil) fornecida pelo motor e potência indicada
Pressão Media Efetiva

Embora o torque seja uma medida valiosa da


capacidade de um determinado motor para
realizar o trabalho, ele depende do tamanho do
motor. Uma medida mais útil de desempenho
relativo do motor é obtida dividindo o trabalho
por ciclo pelo volume do cilindro deslocado
por ciclo. O parâmetro assim obtido tem
unidades de força por unidade de área e é a
pressão efetiva média (mep).
Consumo Especifico de Combustível

O consumo de combustível é medido como a


massa consumida por unidade de tempo. Um
parâmetro mais útil é o consumo específico de
combustível (sfc), este é taxa de fluxo de
combustível por unidade de potência de saída.
Mede a eficiência com que um motor está
usando o combustível fornecido para produzir
trabalho
Eficiência de Conversão de Combustível

A razão entre o trabalho produzido por ciclo e


a quantidade de energia combustível fornecida
por ciclo que pode ser liberada no processo de
combustão é chamada de eficiência de
conversão de combustível .
Eficiência Volumétrica

O sistema de admissão - o filtro de ar, o


carburador e a placa de aceleração (em um
motor de ignição), o coletor de admissão, a
entrada, a válvula de admissão - restringem a
quantidade de ar que um motor de
determinado deslocamento pode induzir. O
parâmetro utilizado para medir a eficácia do
processo de indução de um motor é a eficiência
volumétrica ῃv.
Fatores de Correção

A pressão, a umidade e a temperatura do ar


ambiente induzido em um motor, a uma
velocidade especificada, afetam a taxa de
fluxo de massa de ar e a potência. fatores de
correção são usados para ajustar os valores
medidos de potência de aceleração aberta e
eficiência volumétrica às condições
atmosféricas padrão para fornecer uma base
mais precisa para comparações entre motores.
Fatores de Correção
Emissões Especificas e Indexadas

As concentrações de emissões gasosas nos gases de


escape do motor são geralmente medidas em partes
por milhão ou em portagem em volume (o que
corresponde à fração molar multiplicada por 106 ou
102, respectivamente). Indicadores normalizados de
níveis de emissões são mais úteis, no entanto, dois
deles são de uso comum. O primeiro Emissões
específicas são a taxa de fluxo mássico de poluente
por unidade de potência:

Alternativamente, as taxas de emissão podem ser


normalizadas pelo fluxo de combustível. Um índice de
emissão (EI) é comumente usado
Relação entre os parâmetros de
despenho

Esses relacionamentos ilustram a importância direta para o desempenho do mecanismo


de:
1. Alta eficiência de conversão de combustível
2. Alta eficiência volumétrica
3. criando a saída de um determinado motor de deslocamento aumentando da massa
especifica do ar de admissão
4. Relação máxima combustível / ar que pode ser queimada de maneira útil no motor
5. Velocidade média alta do pistão
Obrigado !
Carlos Eduardo Castilla Alvarez
carlos.alvarez@deg.ufla.br

26

Você também pode gostar