Você está na página 1de 15

A Geologia de Trás-os-Montes é marcadas por especificidades : Litológicas;

Estratigráficas;
Geoquímicas;
Estruturais;
Metamórficas

CARTA GEOLÓGICA DE PORTUGAL, Folha 2, escala 1/200 000


Geologia Global 2016-2017
Domínio Parautóctone ou Domínio Xistoso é a unidade
tectónica inferior da Zona Galiza Trás-Os-Montes –
sequência espessa (<4000m), com sobreposição de
escamas tectónicas, de rochas metassedimentares e
vulcano-sedimentares do Paleozóico inferior (Ordovícico a
Devónico). Correspondem aos sedimentos mais externos
da margem do Gondwana.

Alóctone
Superior Bragança
Alóctone
Intermédio Valpaços

Alóctone Inferior
V. P. Aguiar

Parautóctone
Morais
Autóctone/ Murça
Sub-Autóctone

Rochas
Granitóides

Geologia Global 2016-2017


Domínio Xistoso ou Parautoctone:
Unidade constituída por rochas xistentas ou
xistos no sentido lato, cuja idade é alvo de
alguma controvérsia.

Foi-lhes atribuída uma idade silúrica, não


concordante com as idades silúricas da ZCI ou
constituindo a parte superior da sequência
silúrica ibérica.

Contudo todas as faunas silúricas


reconhecidas (Graptólitos) ocorrem abaixo do
carreamento basal do parautóctone, em rochas
da ZCI.

Os escassos vestígios pelontológicos (Pereira


et al., 2006) e datações U-Pb em rochas
vulcânicas (Valverde-Vaquero et al, 2007)
apontam idade ordovícica e silúrica.
Rodrigues, J., Coke, C., Dias, R., Pereira, E. & Ribeiro, A. 2005

Farias et al, 2014, por datação U-Pb em metavulcanitos encontram idades câmbrica, em
Bragança-Alcanices: 999.8+/-3.4Ma (Câmbrico Superior) e 488.7+/-3.7MA (Câmbrico superior
a Ordovícico Inferior).

Geologia Global 2016-2017


Xisto (sentido lato) - qualquer rocha que apresente foliação ou estruturação planar evidente
à escala macroscópica (escala da amostra de mão). Esta estrutura planar pode ser resultante
da deformação ou orientação dos minerais constituintes e não ser marcada por blastese
metamórfica. A granularidade das rochas xistentas pode ser mais ou menos fina e com
diferentes composições mineralógicas.

Protólitos possíveis: argilitos, silto-argilitos, grauvaques, arenitos diversos com ou sem


componente carbonatada e ainda rochas piroclásticas ou rochas vulcano-sedimentares. Por
deformação intensa, todos os tipos de rocha poderão originar rochas com laminação
milonítica de aspecto xistento.

Xisto (sentido restrito ou petrográfico) - rocha cuja textura é marcada por minerais de
blastese (ou cristalização metamórfica) com granularidade individualizável a olho nu e com
ou sem blastese de profiroblastos dispersos numa matriz essencialmente constituída por
micas orientadas e definindo uma xistosidade. Neste sentido restrito apenas uma minoria das
rochas xistentas do Domínio Peritransmontano são xistos.

Protólitos possíveis: argilitos, silto-argilitos (rochas pelíticas).

Geologia Global 2016-2017


As rochas xistentas de Trás-os-Montes, na envolvente dos maciços alóctones de
Bragança e Morais constituem o Parautóctone.

Alóctone
Superior Bragança
Alóctone
Intermédio Valpaços

Alóctone Inferior
V. P. Aguiar

Parautóctone
Morais
Autóctone/ Murça
Sub-Autóctone

Rochas
Granitóides

Geologia Global 2016-2017


Ribeiro, M.A., Noronha, F. & Cuney, M., 2003

Domínio Parautóctone:
- rochas metassedimentares e vulcano-sedimentares do Paleozóico inferior (Ordovícico
superior a Devónico);
- duas escamas tectónicas principais: Parautóctone Inferior, Sub-Autóctone ou Domínio
Estrutural de Três Minas (DETM) e Parautóctone Superior ou Domínio Estrutural de
Carrazedo (DEC).

Geologia Global 2016-2017


Sequência litoestratigráfica

Ribeiro, M.A., 1998


Geologia Global 2016-2017
Litologias diversificadas:
Filitos e filitos cinzentos a negros;
Liditos
Quartzofilitos;
Rochas calcossilicatadas;
Metavulcanitos

Tendo em comum um elemento estrutural –


a foliação, que em alguns casos não é uma
xistosidade.

Ribeiro, M.A., 1998


Geologia Global 2016-2017
EXEMPLOS:
Quartzofilitos

Ribeiro, M.A., 1998

Geologia Global 2016-2017


EXEMPLOS:
Gresofilitos e filitos

Ribeiro, M.A., 1998


Geologia Global 2016-2017
EXEMPLOS:
Metavulcanitos e xistos negros

Ribeiro, M.A., 1998


Geologia Global 2016-2017
A Robie & Hemingway, 1984
B Richardson et al., 1969
Isopleth SiI V ( M assone & Schreyer,1987)
8
PH2O Kb

6 Si=3.3

4 D2
B
Si=3.2 D3
D1
2 R et r o g r ad e A
met amo r p hi sm

T ºC
0
250 450 650

- TMSD units path


- CSD units path

Ribeiro, M.A., 2000


Geologia Global 2016-2017
Geologia Global 2016-2017
A especifidade da Geologia de Trás-os-Montes já
estava patente no 1º esboço da cartografia
geológica desta região, em finais do Sec. XIX.

Delgado, J. F. N. e Choffat, P. (1899)

Geologia Global 2016-2017


A especificidade geológica de Trás-os-Montes
condicionou e condiciona a sua geografia física
e humana.
Muito do forte carácter dos transmontanos tem
uma raíz geológica.

O Reino Encantado de Torga guarda muitos encantos!

Geologia Global 2016-2017

Você também pode gostar