Você está na página 1de 23

07/07/2013

TEGUMENTO

Noções Gerais de
Anatomia das Aves

Profa. Rosane Silva

 Epiderme Cútis

pele  Derme

 Subcutâneo

TEGUMENTO

 Penas

 Bico
anexos
 Escamas

 Glândula

Cútis
Cútis = epiderme + derme

crista
Delgada e frouxa

Vasos e nervos
lobo da orelha

Coloração
barbela

1
07/07/2013

ceroma

Bico

Escamas Epitélio cornificado

ganso galo

Membrana interdigital

Galo jovem
Esporão
Perna - metatarso
Superfície caudomedial da perna esporão

2
07/07/2013

Glândula uropígea
Glândula uropígea Vértebra caudal e
vista dorsal músculos associados
- Glândula sebácea
- “glândula do óleo”
- Única glândula
- Bilobada
- Localização: dorsal à vértebra caudal que formam a cauda das aves
- Secreção expelida por duas aberturas localizadas sobre uma papila cutânea
- Diferenças entre espécies Gl. uropígea
Corte de
extremidade da pele

Folículos de pena

Papila da gl. uropígea

GL. UROPÍGEA penas

Penas de contorno

Penugem

Organizadas em tratos : ptérilos


Espaço sem penas: aptério

1. Haste principal
2. Barba com bárbulas
3. Bárbula distal com detalhes
microscópicos
3´. Bárbula proximal
4. Vexilo formado pelas barbas
5. Cálamo
5´. Cálamo no folículo da pena
6. Papila dérmica
A. Pena de contorno
B. penugem 7. Músculo da pena
8. Umbigo distal
8´. Umbigo proximal
9. Pena posterior

1. Papila dérmica

3
07/07/2013

Anatomia Sistêmica das Aves


SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO

Anatomia Sistêmica das Aves

Esqueleto: Pneumatização de ossos

-leve - Gradual
-compacto - Substituição da medula óssea por ar
-rígido - Processo avançado em aves que voam bem
- Divertículos dos sacos aéreos invadem as cavidades
medulares dos ossos

Fusão de vértebras

Esterno proeminente
Pneumatização do crânio

Espaços que se conectam com canais de ventilação na cabeça


Pelve aberta ventralmente e não ao sistema de sacos aéreos

galinha

1. Porção facial do crânio


2. Mandíbula (osso hióide projetando-se
abaixo da mandíbula)
3. Órbita e anel esclerótico do bulbo do olho
4. Crânio
5. Atlas
6. Axis
7. Vértebra cervical
8. Articulação do ombro
9. Úmero
10. Rádio
11. Ulna
12. Mão
17. Pigóstilo
29. Patela
30. Fíbula
31. Tibiotarso
32. Osso sesamóide (cartilagem tibial
ossificada) na articulação do jarrete
33. tarsometatarso

4
07/07/2013

CRÂNIO

CRÂNIO
Grandes órbitas

CRÂNIO CRÂNIO

Grandes órbitas Septo interorbital

18. Osso
occiptal

CRÂNIO

cão
Um único côndilo occiptal articula-se com o atlas

11. côndilo occiptal

18. Osso
occiptal

11. côndilo occiptal

5
07/07/2013

MANDÍBULA
OSSO OCCIPTAL
Dois ossos delgados fundidos rostralmente
Cobertos pela porção inferior do bico
Um único côndilo occiptal articula-se com o atlas
Caudalmente a mandíbula é conectada ao crânio entre a
órbita e o meato acústico externo, pelos ossos articulares e
quadrado (martelo e bigorna)

18. Osso
occiptal

15. Osso
quadrado

5. mandíbula
21. Osso articular

10. órbita 12. Osso frontal


9. Osso lacrimal
8. Osso nasal 13. Forame óptico
3. maxilar

11. Septo interorbital 17. Osso parietal

2. Abertura nasal 16. Osso temporal


7. vomer
1. pré-maxilar 18. Osso occiptal
15. Osso quadrado
6. Osso palatino
5. mandíbula

4. Arco malar 20. Osso esfenóide


14. osso pterigóide 19. Cavidade timpânica com
janelas coclear e vestibular
21. Osso articular

DYCE

Anatomia Sistêmica das Aves


ESQUELETO AXIAL

6
07/07/2013

galinha
ESQUELETO AXIAL
1. Porção facial do crânio
2. Mandíbula (osso hióide projetando-se
abaixo da mandíbula)
coluna vertebral 3. Órbita e anel esclerótico do bulbo do olho
4. Crânio
5. Atlas
costelas 6. Axis
7. Vértebra cervical
8. Articulação do ombro
9. Úmero
esterno 10. Rádio
11. Ulna
12. Mão
pelve (quando aderida 17. Pigóstilo
29. Patela
ao sinsacro) 30. Fíbula
31. Tibiotarso
32. Osso sesamóide (cartilagem tibial
ossificada) na articulação do jarrete
33. tarsometatarso

Vértebras cervicais Vértebras cervicais

mamíferos mamíferos aves

Cisne -25

Galinha – 14 a 17

14. Vértebra
Vértebras torácicas torácica livre

Número: 5 a 7 16. Vértebra


caudal
22. costelas
Fusão de ossos

27. esterno
26. Manúbrio do
esterno

7
07/07/2013

14. Vértebra torácica livre


escápula
escápula íleo

Vértebra caudal

22. costelas
24. osso
coracóide
femur isquio

pubis Clavículas
27. esterno fusionadas

escápula escápula

24. osso 24. osso


coracóide coracóide

Clavículas Clavículas
fusionadas fusionadas
FÚRCULA

13. notarium 13. notarium


15. sinsacro 15. sinsacro

Fusão das últimas


Fusão de vértebras torácicas com
vértebras torácicas as vértebras lombares
caudais e sacrais

8
07/07/2013

14. Vértebra torácica livre galinha

1. Porção facial do crânio


escápula íleo 2. Mandíbula (osso hióide projetando-se
abaixo da mandíbula)
3. Órbita e anel esclerótico do bulbo do olho
Vértebra caudal 4. Crânio
5. Atlas
6. Axis
22. costelas
7. Vértebra cervical
8. Articulação do ombro
9. Úmero
femur isquio 10. Rádio
11. Ulna
12. Mão Pigóstilo

pubis 17. Pigóstilo


29. Patela
27. esterno 30. Fíbula
31. Tibiotarso
32. Osso sesamóide (cartilagem tibial
ossificada) na articulação do jarrete
Vértebras caudais livres permitem o movimento da cauda 33. tarsometatarso

galinha galinha

1. Porção facial do crânio


Pigóstilo 2. Mandíbula (osso hióide projetando-se
abaixo da mandíbula)
3. Órbita e anel esclerótico do bulbo do olho
Fusões rudimentares 4. Crânio
5. Atlas
6. Axis
Suporte para as penas 7. Vértebra cervical
8. Articulação do ombro
de contorno da cauda 9. Úmero
10. Rádio
11. Ulna
Pigóstilo 12. Mão
17. Pigóstilo
29. Patela
30. Fíbula
31. Tibiotarso
32. Osso sesamóide (cartilagem tibial
ossificada) na articulação do jarrete
33. Tarsometatarso

Esterno

Não segmentado 22. costelas

Fixa os músculos largos do vôo

Calha proeminente em aves voadoras


27. esterno
Manúbrio: processo sagital da extremidade cranial; apresenta
quilha
facetas largas que recebem os osso coracóides unidos dorsalmente

9
07/07/2013

24. Osso coracóide 24. Osso coracóide ESQUELETO APENDICULAR

22. costelas 22. costelas

27. esterno 27. esterno

quilha quilha

26. Manúbrio do esterno 26. Manúbrio do esterno

ESQUELETO APENDICULAR ESQUELETO APENDICULAR

Membro torácico Membro pélvico Membro torácico


escápula fêmur escápula
osso coracóide tibiotarso osso coracóide
clavículas fíbula clavículas
úmero tarsometatarso úmero
rádio/ulna ossos dos dedos rádio/ulna
ossos do carpo ossos do carpo
carpometacarpo carpometacarpo
ossos dos dedos ossos dos dedos

Esqueleto da asa esquerda


ESQUELETO APENDICULAR
(superfície dorsal)
3. Tubérculo ventral
1. cabeça
Membro torácico 4. Forame pneumático
2. Tubérculo dorsal
escápula A. úmero

osso coracóide
clavículas 5. Articulação do cotovelo

úmero C. rádio

rádio/ulna B. ulna
ossos do carpo 6. carpo ulnar
8. carpometacarpos
carpometacarpo 7. carpo radial

ossos dos dedos II, III, IV. dedos

10
07/07/2013

Esqueleto da asa esquerda


MÚSCULOS DO VÔO
(superfície dorsal)
3. Tubérculo ventral Vista cranial
1. cabeça
4. Forame pneumático
2. Tubérculo dorsal
A. úmero

2´. Canal triósseo para o


5. Articulação do cotovelo tendão do m. supracoracóide
2. m. supracoracóide
C. rádio úmero

B. ulna

6. carpo ulnar m. peitoral


8. carpometacarpos clavícula
7. carpo radial

esterno
II, III, IV. dedos

DYCE

MÚSCULOS DO VÔO Vista ventral


Vista cranial

2. m. supracoracóide 5. clavícula

2´. Canal triósseo para o


tendão do m. supracoracóide
2. m. supracoracóide 3. úmero
úmero
1. m. peitoral

m. peitoral
clavícula 4. esterno

esterno

DYCE

MÚSCULOS MÚSCULOS

BRANCOS VERMELHOS BRANCOS VERMELHOS


- mioglobina + mioglobina - mioglobina + mioglobina
- vascularizados + vascularizados - vascularizados + vascularizados
- mitocôndrias + mitocôndrias - mitocôndrias + mitocôndrias
- lipídios + lipídios - lipídios + lipídios
carboidratos: fonte de energia gordura: fonte de energia carboidratos: fonte de energia gordura: fonte de energia

Músculos com predominância de fibras Músculos com predominância de fibras


brancas: mais fortes; menos resistentes vermelhas: sustentação das aves em
períodos de esforço

11
07/07/2013

MÚSCULOS ESQUELETO APENDICULAR

BRANCOS VERMELHOS
- mioglobina + mioglobina
Membro pélvico
- vascularizados + vascularizados
- mitocôndrias + mitocôndrias fêmur
- lipídios + lipídios
carboidratos: fonte de energia gordura: fonte de energia tibiotarso
fíbula
Músculos com predominância de fibras Músculos com predominância de fibras
brancas: mais fortes; menos resistentes vermelhas: sustentação das aves em tarsometatarso
períodos de esforço
ossos dos dedos

galinhas, perus Aves que voam bem


músculos do peito: brancos Músculos do peito: vermelho

galinha

1. Porção facial do crânio


2. Mandíbula (osso hióide projetando-se
abaixo da mandíbula)
3. Órbita e anel esclerótico do bulbo do olho
4. Crânio
5. Atlas
6. Axis
7. Vértebra cervical
8. Articulação do ombro
9. Úmero
10. Rádio avestruz ema
11. Ulna
12. Mão
17. Pigóstilo
29. Patela
30. Fíbula
31. Tibiotarso
32. Osso sesamóide (cartilagem tibial
ossificada) na articulação do jarrete
picapau
33. tarsometatarso pássaro

Anatomia Sistêmica das Aves

12
07/07/2013

APARELHO DIGESTÓRIO

APARELHO DIGESTÓRIO
orofaringe
esôfago
estômago
duodeno
jejuno
íleo
cecos pares
cólon
cloaca
fígado
pâncreas

Orofaringe aberta pela reflexão da mandíbula


OROFARINGE 2. aberturas de gll. salivares
1. arestas palatinas
mediana e lateral
“parte oral da faringe”
bico  esôfago
3. coana
5. corpo da língua
Ausência de palato mole
Ausência de separação (constricção) óbvia
6. raiz da língua
4. fenda infundibular
cavidade 9. glote
Teto: palato 10. corno braquial do
7. papilas mecânicas
Assoalho: mandíbula; língua; elevação laríngea aparelho hióide

8. elevação laríngea

11. esôfago
12. posição da traqueia

Orofaringe aberta pela Orofaringe aberta pela


bico reflexão da mandíbula bico reflexão da mandíbula

Lábios ausentes
Dentes ausentes

11. esôfago

13
07/07/2013

Orofaringe aberta pela Orofaringe aberta pela


bico reflexão da mandíbula reflexão da mandíbula

coana
Lábios ausentes
Dentes ausentes

Orofaringe aberta pela Orofaringe aberta pela


reflexão da mandíbula reflexão da mandíbula

Ligada a cavidade do nariz

coana coana

4. fenda infundibular

Orofaringe aberta pela Orofaringe aberta pela


reflexão da mandíbula reflexão da mandíbula

coana coana

Abrem-se juntas no periquito

4. fenda infundibular 4. fenda infundibular


Abertura comum das tubas auditivas

14
07/07/2013

Orofaringe aberta pela Orofaringe aberta pela


reflexão da mandíbula reflexão da mandíbula
2. aberturas de gll. salivares

Língua triangular

5. corpo da língua

6. raiz da língua

10. corno braquial do


aparelho hióide

7. papilas mecânicas

Orofaringe aberta pela Orofaringe aberta pela reflexão da mandíbula


reflexão da mandíbula

Língua triangular
Língua triangular
Durante a deglutição 5. corpo da língua
a coana se fecha
5. corpo da língua

6. raiz da língua
Patos e Gansos
6. raiz da língua
Papilas na língua para separar
partículas de alimento da água 10. corno
braquial do
10. corno braquial do aparelho hióide
aparelho hióide

Orofaringe aberta pela reflexão da mandíbula Orofaringe aberta pela reflexão da mandíbula
2. aberturas de gll. salivares 2. aberturas de gll. salivares
1. arestas palatinas 1. arestas palatinas
mediana e lateral mediana e lateral

3. coana 5. corpo da língua


3. coana
5. corpo da língua

6. raiz da língua
6. raiz da língua
4. fenda infundibular 4. fenda infundibular
Não é guardada
9. glote 9. glote
pela epiglote
7. papilas mecânicas 7. papilas mecânicas 10. corno braquial do
aparelho hióide

8. elevação laríngea 8. elevação laríngea


Caudal a base da língua
11. esôfago 11. esôfago
12. posição da traqueia 12. posição da traqueia

15
07/07/2013

Pescoço dissecado Pescoço dissecado


Vista ventral Vista ventral

barbela barbela

laringe laringe
11. Vértebra m. esternotireóideo 11. Vértebra m. esternotireóideo
12. Medula espinhal 12. Medula espinhal
Mm. cervicais Mm. cervicais

traqueia v. jugular e n. vago traqueia v. jugular e n. vago


4´. nervos cervicais 4´. nervos cervicais
esôfago esôfago
timo Palpáveis timo
Vulneráveis
8. papo 8. papo
m. peitoral m. peitoral

3. m. esternotireóideo 3. m. esternotireóideo

PAPO PAPO

Armazena alimento por períodos curtos Armazena alimento por períodos curtos
Localizado na entrada do toráx Localizado na entrada do toráx

Pombos: “leite do papo” Pombos: “leite do papo”


Células lipídicas descamadas + comida ingerida

Regurgitado para alimentar o filhote

Pescoço dissecado
Vista ventral
Pescoço dissecado
Vista ventral

barbela
esôfago
laringe
traqueia 11. Vértebra m. esternotireóideo
12. Medula espinhal
Mm. cervicais

traqueia v. jugular e n. vago


4´. nervos cervicais
papo esôfago
timo

8. papo
m. peitoral

3. m. esternotireóideo

16
07/07/2013

ESTÔMAGO
Superfície ventral
esôfago
glândulas proventriculares profundas
proventrículo papilas
orifício pilórico
Saco cego cranial
duodeno

massa
muscular
moela
Lúmen da
moela

Saco cego caudal

HCl HCl
glândulas proventriculares profundas Pepsina glândulas proventriculares profundas Pepsina

papilas Salientes e papilas Salientes e


visíveis ao corte visíveis ao corte
orifício pilórico orifício pilórico

massa massa
muscular muscular Mucosa fina e resistente
Lúmen da Lúmen da Glândulas tubulares
moela moela Cutícula

17
07/07/2013

MOELA
HCl
Pepsina Em pássaros que comem sementes, as contrações da moela trituram a comida
glândulas proventriculares profundas
com a ajuda dos grãos ingeridos.
papilas Salientes e
visíveis ao corte Essa atividade pode ser comparada à atividade de mastigação dos dentes dos
orifício pilórico
mamíferos.

Grãos radiodensos podem identificar a moela em exames radiográficos.


massa
muscular Mucosa fina e resistente
Lúmen da Glândulas tubulares
moela Cutícula

secreção das glândulas solidificada


áspera e pregueada
reabastecida pelas glândulas quando ocorre o desgaste

Estômago da galinha ESTÔMAGO


aberto

3. proventrículo

1. esôfago
4´. aponeurose
2. baço

4. moela

5. duodeno

INTESTINOS

cecos
Duodeno
ID Jejuno
Íleo
Cecos
IG íleo
Cólon

cólon
cloaca

18
07/07/2013

Longos em galinhas e perus


Junção ileocólica
Decomposição bacteriana da celulose

cecos
cecos

íleo
íleo

Aparelhos digestório e urogenital


Abertura da cloaca
cólon Coprodeu, urodeu e proctodeu
cólon
cloaca
cloaca

1. Cólon 1. Cólon
2. Coprodeu Armazena fezes 2. Coprodeu
2´. Prega do coprodeu 2´. Prega do coprodeu
3. Urodeu 3. Urodeu
3´. Prega do urodeu Sistema urogenital 3´. Prega do urodeu
4. Proctodeu 4. Proctodeu
5. Abertura da cloaca 5. Abertura da cloaca
6. Orifício uretérico 6. Orifício uretérico
7. Papila do ducto deferente 7. Papila do ducto deferente
8. Posição do orifício do oviduto ( só 8. Posição do orifício do oviduto ( só
esquerdo) esquerdo)
9. Bolsa cloacal 9. Bolsa cloacal
9´. Gl. Dorsal do proctodeu 9´. Gl. Dorsal do proctodeu
10. Pele 10. Pele
11. Pena da cauda 11. Pena da cauda
12. Gl. Uropígea 12. Gl. Uropígea
12´. Papila da Gl. Uropígea 12´. Papila da Gl. Uropígea
Secção mediana 13. Músculos que circundam as Secção mediana 13. Músculos que circundam as
da cloaca vértebras caudais da cloaca vértebras caudais

1. Papo
2. Lobo esquerdo do fígado FÍGADO
3. Proventrículo com nervo vago
na superfície dorsal
4. Saco cego cranial no lado
direito da moela rebatida Lobos direito e esquerdo
5. Baço Rodeiam o coração
6. Alça duodenal envolvendo o
pâncreas
Vesícula biliar na superfície visceral do lobo direito
7. Jejuno
8. Divertículo vitelino
9. Íleo
10. Ceco
11. Cólon Ausente em periquitos e pombos
12. Cloaca
13. Abertura da cloaca
14. Vasos mesentéricos craniais e
nervo intestinal do mesentério
15. Nervo e artéria isquiáticos
16. Mm. Grácil e adutor

19
07/07/2013

1. Papo
2. Lobo esquerdo do fígado PÂNCREAS
3. Proventrículo com nervo vago
na superfície dorsal
4. Saco cego cranial no lado
direito da moela rebatida Alongado
5. Baço
Lobos dorsal e ventral
6. Alça duodenal envolvendo o
pâncreas 2 ou 3 ductos transportam os suco pancreático para o duodeno
7. Jejuno
8. Divertículo vitelino
9. Íleo
10. Ceco
11. Cólon
12. Cloaca
13. Abertura da cloaca
14. Vasos mesentéricos craniais e
nervo intestinal do mesentério
15. Nervo e artéria isquiáticos
16. Mm. Grácil e adutor

1. Papo SISTEMA RESPIRATÓRIO


2. Lobo esquerdo do fígado
3. Proventrículo com nervo vago
na superfície dorsal
CAVIDADE NASAL
4. Saco cego cranial no lado Comunica-se com a orofaringe pela coana
direito da moela rebatida Conchas nasais: rostral, média e caudal
5. Baço Septo nasal
6. Alça duodenal envolvendo o
pâncreas
7. Jejuno
8. Divertículo vitelino NARINAS
9. Íleo Localizadas na base do bico
10. Ceco Cobertas pelo opérculo (membrana córnea)
11. Cólon
12. Cloaca
13. Abertura da cloaca
14. Vasos mesentéricos craniais e GLÂNDULA NASAL
nervo intestinal do mesentério “Glândula de sal”
15. Nervo e artéria isquiáticos Só secreta sódio nas espécies marítimas
16. Mm. Grácil e adutor Ducto se abre na cavidade nasal

SISTEMA RESPIRATÓRIO

LARINGE
Cricóide/aritenóides
Glote
Ausência de pregas vocais

abertura da orelha
narinas

TRAQUEIA
Anéis completos

Lobo da orelha

SIRINGE
Localizada na bifurcação da traqueia
Formada pela parte terminal da traqueia e início dos brônquios principais
Produção de voz

20
07/07/2013

SISTEMA RESPIRATÓRIO

PULMÕES

Pequenos
Não lobados
Não expansíveis
Brônquios primários, secundários e parabrônquios

SACOS AÉREOS

Dilatações cegas do sistema brônquico que se estendem além dos


pulmões

SISTEMA UROGENITAL SISTEMA UROGENITAL

RINS RINS

URETERES URETERES

Ausência de bexiga e uretra

ÓRGÃOS REPRODUTIVOS DO MACHO ÓRGÃOS REPRODUTIVOS DO MACHO


Vista ventral Vista ventral

1. Testículo/epidídimo (na cavidade 1. Testículo/epidídimo (na cavidade


corporal) corporal)
2. Rim 2. Rim
3. Ducto deferente (abre-se no 3. Ducto deferente (abre-se no
urodeu) urodeu)
4. cloaca 4. cloaca

Ausentes: cordão espermático, túnica


vaginal, escroto, uretra, glândulas
acessórias.

Líquido seminal elaborado nos testículos

21
07/07/2013

ÓRGÃOS REPRODUTIVOS DA FÊMEA


ÓRGÃOS REPRODUTIVOS DO MACHO Vista ventral
Vista ventral

1. Testículo/epidídimo (na cavidade 1. Ovário com folículos em


corporal) diferentes estágios de
2. Rim desenvolvimento
3. Ducto deferente (abre-se no 2. oviduto
urodeu) 3. útero
4. Cloaca 4. cólon
5. cloaca
Falo
- Análogo do pênis
- Não protaível
- O falo é pressionado contra a mucosa
cloacal da fêmea, onde um sulco recebe
o ejaculado.
- Localizado no lábio ventral do ânus
(fenda horizontal)

ÓRGÃOS REPRODUTIVOS DA FÊMEA ÓRGÃOS REPRODUTIVOS DA FÊMEA


Vista ventral Vista ventral

1. Ovário com folículos em 1. Ovário com folículos em


diferentes estágios de diferentes estágios de
desenvolvimento desenvolvimento
2. oviduto 2. oviduto
3. útero 3. útero
4. cólon 4. cólon
5. cloaca 5. cloaca

OVIDUTO
- Só o ovário esquerdo é funcional Estende-se do ovário à cloaca
- Folículos (contendo oócito com gema) Conduz o ovo fertilizado
Adiciona nutrientes
Envolve o ovo com membranas e casca

SISTEMA CIRCULATÓRIO SISTEMA CIRCULATÓRIO

CORAÇÃO SISTEMA LINFÁTICO

- 4 câmaras Vasos linfáticos menos numerosos


- Relativamente maior e com frequência mais alta Linfonodos (só em patos e gansos)
- “aves pequenas: até 1000 vezes por minuto” Timo com vários lobos
Bolsa cloacal (órgão linfoepitelial)

22
07/07/2013

GLÂNDULAS ENDÓCRINAS
SISTEMA NERVOSO

TIREÓIDES
-pares Cérebro pequeno
Cerebelo
PARATIREÓIDES
-2 ou 3 pares
Medula espinhal

ULTIMOBRANQUIAIS

ADRENAIS

HIPÓFISE

OLHOS ORELHAS

Não há músculo retrator do bulbo


ORELHA EXTERNA
SEM aurícula; SOMENTE meato acústico externo

ORELHA MÉDIA

ORELHA INTERNA

23

Você também pode gostar