Você está na página 1de 27

PA I N É I S E S P E C I A I S

SOLUÇÕES
IGNÍFUGAS
SOLUÇÕES
IGNÍFUGAS
EM MADEIRA

ÍNDICE
04 MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

06 MADEIRA E SUA SEGURANÇA PERANTE O FOGO

16 PROJETOS E IDEIAS

30 GAMAS, QUALIDADES E APLICAÇÕES

38 INFORMAÇÃO TÉCNICA

2 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS 3
MEIO AMBIENTE
E
SUSTENTABILIDADE
CRÉDITOS LEED®:
CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL
Graças aos nossos produtos, é possível obter Créditos LEED® nas
diferentes áreas:
· Teor em reciclados
· Materiais regionais
· Materiais rapidamente renováveis
· Madeira certificada
· Materiais de baixas emissões

CERTIFICAÇÕES:
MADEIRA DE FLORESTAS SUSTENTÁVEIS
A Cadeia de Custódia certifica o percurso das matérias-primas desde
a floresta até ao consumidor/cliente, incluindo todas as etapas do
processo, ou seja, assegura ao cliente que os produtos que adquire
são fabricados com materiais provenientes de florestas geridas de
modo sustentável.

Esta garantia materializa-se através dos certificados PEFCTM e FSC®,


que afetam o fabrico e a comercialização dos produtos derivados da
madeira.

DECLARAÇÃO AMBIENTAL
DE PRODUTO (EPD®):
PEGADA ECOLÓGICA E TRANSPARÊNCIA
A EPD é uma ferramenta que visa transmitir uma informação clara e
transparente sobre o impacto de um determinado produto no meio
ambiente durante todas as etapas do seu ciclo de vida.

SABIA QUE...? No caso dos nossos produtos, confirma que a madeira é um material
Os produtos de madeira desempenham que mantém a captação de gases com efeito de estufa ao longo do
um papel muito relevante no momento de nosso processo produtivo.
preservar o meio envolvente e de valorizar
os recursos naturais. A nossa política Calcula o valor da pegada de carbono do seu produto com base na
ambiental e o nosso compromisso para EPD verificada dos nossos produtos:
com a sustentabilidade são uma garantia
disso mesmo.

1 m3 de aglomerado 1 m3 de MDF
= =
- 744 kg de CO2 - 597 kg de CO2

4 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE 5


MADEIRA E SUA
SEGURANÇA
PERANTE O FOGO COMO SE DESENVOLVE
UM INCÊNDIO?
FASES DE DESENVOLVIMENTO E FATORES ESSENCIAIS

SEGURANÇA PERANTE O FOGO Existem várias etapas distintas no desenvolvimento de um fogo:


NA CONSTRUÇÃO
Em todo o mundo, os incêndios causam um número elevado de Tetraedro do fogo
vítimas humanas e danos materiais avultados. No momento da
conceção de uma instalação é importante conhecer que materiais
podem abrandar a propagação de incêndios, contribuindo para uma
evacuação rápida e facilitando a intervenção dos meios de combate,
minimizando os possíveis danos causados.

É essencial que aquando da conceção das instalações sejam


Calor
selecionados materiais que restrinjam o desenvolvimento e a
propagação do fogo e, consequentemente, sejam mitigadas todas
as situações de risco associadas. Reação
química em
cadeia
O fogo é uma reação química de combustão, um processo de Oxigenio Combustível
oxidação rápida de um material com libertação de calor, chamas e
gases. REAÇÃO AO FOGO RESISTÊNCIA AO FOGO
DOS MATERIAIS DA ESTRUTURA
Fala-se habitualmente do triângulo do fogo, que parte da premissa
de que para que um fogo ocorra e se propague devem estar
presentes três elementos em simultâneo: 1. INICIAL: Fogo em estado latente. Dá-se o incêndio de uma 3. DESENVOLVIMENTO: Todos os combustíveis do recinto estão
· Combustível pequena parte do combustível. incendiados. Atinge-se a temperatura máxima do incêndio.
· Comburente (Oxigénio) Oxigenio
Calor 2. CRESCIMENTO: Aumenta a velocidade de combustão e o fogo 4. DIMINUIÇÃO: A descida de temperatura começa devido à
· Energia de ativação: Energia (calor) necessária para o início da
reação. fica mais vivo. O incêndio começa a propagar-se (por radiação ou falta de combustível (extinção) ou de oxigénio, ou ainda devido à
por contacto direto com as chamas). ausência de reação em cadeia.
No entanto, é necessário incluir outro elemento, a reação em
cadeia, para que esse fogo possa progredir e se mantenha sem a Flashover: ponto em que ocorre um aumento brusco da
fonte de ignição. Com a inclusão deste quarto elemento, temos o temperatura, dando lugar a uma situação de fogo totalmente
Combustível Reação química em cadeia
tetraedro do fogo que permite explicar o processo de combustão. desenvolvido.

As estratégias de proteção contra incêndio diferem consoante a fase de desenvolvimento em que este se encontre:

Antes do flashover é possível limitar o seu desenvolvimento Depois do flashover, a estratégia consiste em delimitar as
agindo sobre a inflamabilidade e a contribuição para o fogo dos dimensões do incêndio (compartimentar) e proteger a estrutura de
materiais de construção, mobiliário e revestimentos. modo a evitar o seu colapso.
Fator essencial: reação ao fogo. Fator essencial: resistência ao fogo.

6 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS MADEIRA E SUA SEGURANÇA PERANTE O FOGO 7


COMO SE COMPORTA A MADEIRA
EM CASO DE INCÊNDIO?
O comportamento perante o fogo e a estabilidade da estrutura
perante o aumento da temperatura dependerá, em boa medida, do
material com o qual é construída.

Depois de iniciado o incêndio, devido à baixa condutividade térmica


da madeira, a combustão desenvolve-se apenas à superfície.

A camada carbonizada serve de isolamento, protegendo as


camadas interiores, mantendo-as a uma temperatura inferior e
conservando as suas propriedades mecânicas. Considera-se que a
madeira apresenta um bom comportamento quando submetida
a um incêndio em fase de pleno desenvolvimento.

Zona superficial queimada

Zona interior intacta

COMPARAÇÃO COM OUTROS MATERIAIS

AÇO BETÃO

Material não combustível mas de escassa A sua resistência dependerá sobretudo do


estabilidade perante o fogo que, a comportamento da armadura de aço.
temperaturas elevadas, começa a perder
resistência e se deforma, sendo muito bom
condutor de calor.

8 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS MADEIRA E SUA SEGURANÇA PERANTE O FOGO 9


REAÇÃO AO FOGO

A reação ao fogo avalia a capacidade de um material de favorecer o Nomenclatura ENSAIOS


desenvolvimento do incêndio, através da medição de propriedades
como a propagação da chama, emissão de calor, produção de
fumo e queda de gotas inflamadas. Bfl - s2 , d0 A adição de produtos retardadores de chama permite obter uma melhor reação ao fogo, os painéis são ensaiados e classificados por laboratórios
acreditados e possuem marcação CE, válida em qualquer país da União Europeia.
Os materiais serão classificados de acordo com a aplicação final e, dependendo da classificação-alvo, serão realizados diferentes ensaios.
EUROCLASSES Para os materiais catalogados como combustíveis (B, C e D):
d (drop): queda de gotas/partículas infla-
madas. Em paredes e tetos:
Os produtos de construção serão classificados por Euroclasses, em
Método SBI (Single Burning Item) em conformidade com a norma EN 13823, que simula o incêndio de um caixote de lixo num canto de
conformidade com a norma N 13501-1 + A1 de "classificação de s (smoke): produção de fumos. No caso de pavimentos, uma habitação.
reação ao fogo dos materiais de construção". apenas se considera este fator.

A letra maiúscula representa a contribuição do material para o fogo e é a


parte principal da classificação.
O sub-índice fl (floor) inclui-se quando a utilização final é em pavimentos.

Classificação em conformidade com a norma EN 13501-1+A1

APLICAÇÃO FINAL
INFLAMABILIDADE COMBUSTÍVEL CONTRIBUIÇÃO PARA O FOGO
Paredes Tetos Pavimentos

A1 A1 A1fl NÃO NÃO Em grau máximo


Em menor grau
A2 A2 A2fl NÃO NÃO
(duração da chama < 20 s)
CLASSIFICAÇÃO
PRINCIPAL B B Bfl SIM SIM Muito limitada

C C Cfl SIM SIM Limitada Em pavimentos:


Ensaio de painel radiante, em conformidade com a norma EN ISO 9239-1, em que o revestimento é sujeito à ação de um painel radiante e a
D D Dfl SIM SIM Média chamas numa extremidade do pavimento.

E E Efl SIM SIM Elevada

F F Ffl Sem classificar Os painéis derivados da madeira podem ser classificados sem que seja necessário um ensaio, em conformidade com a Decisão 2007/348/CE,de
acordo com o tipo de produto, as condições de utilização final, a densidade mínima e espessura mínima, como demonstrado no exemplo seguinte:
s1 Velocidade e quantidade baixas
Densidade mínima Espessura mínima Classe Classe
Produto Norma EN Condições de utilização final
PRODUÇÃO DE FUMO s2 Velocidade e quantidade médias (kg/m3) (mm) (exceto pavimentos) (pavimentos)

Com espaço de ar confinado por detrás do painel


CLASSIFICAÇÕES s3 Velocidade e quantidade elevadas MDF EN 622-5
derivado da madeira
600 15 D-s2, d0 Dfl-s1
ADICIONAIS d0 Sem produção de gotas
GOTAS/PARTÍCULAS EM CHAMAS d1 Sem produção de gotas t >10s
d2 Não classificado

10 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS MADEIRA E SUA SEGURANÇA PERANTE O FOGO 11


RESISTÊNCIA AO FOGO REGULAMENTOS DE CONSTRUÇÃO

A resistência ao fogo mede a capacidade de um elemento Nomenclatura Os regulamentos de construção locais estabelecem os parâmetros
construtivo de manter, durante um período de tempo determinado, mínimos de comportamento perante o fogo de materiais e
a função de suporte quando se desenvolve um fogo, assim como a R: Capacidade portante (Resistance), referente à manu- elementos construtivos.
integridade e/ou o isolamento térmico. tenção da estabilidade estrutural.
Regime Jurídico da Segurança contra Incêndio em Edifícios (SCIE).
É uma propriedade dos elementos construtivos finais, pelo que, para Decreto-Lei nº. 224/2015, de 9 de Outubro.
a sua determinação, é realizado o ensaio de todo o conjunto e é
classificado em conformidade com a norma EN 13501-2, expondo
o elemento construtivo a temperaturas cada vez mais elevadas ao
REI t t: Escala de tempos (Time scale) normalizados
expressos em min. P. ex.: REI 60, se o elemento
mantém as referidas funções (REI) durante 60 min.
longo do tempo.
I: Isolamento (Insulation) de um elemento de construção
com função separadora, evitando a transmissão de incêndio
devido ao aquecimento excessivo da zona não exposta.

E: Integridade (Integrity) de um elemento de construção


com função separadora, evitando a passagem de chamas
ou de gases quentes para a zona não exposta ou materiais
adjacentes.

superPan FD30
44mm
...é um painel exclusivo da FINSA, desenvolvido para o fabrico
de portas certificadas com 30 min. de resistência ao fogo, em
conformidade com a Norma britânica BS 476, parte 22.

30
min. Folha/Laminado/Pintura direta

superPan FD30
44 mm

Partículas Madeira

Fibra

12 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS MADEIRA E SUA SEGURANÇA PERANTE O FOGO 13


NORMAS REFERENTES A ELEVADORES CERTIFICAÇÕES ESPECÍFICAS
NO TRANSPORTE NAVAL
A partir de 31 de agosto de 2017, todos os elevadores de Os materiais destinados à construção ou reparação naval e a
instalação nova devem cumprir as normas EN 81-20 e EN 81-50 equipamento em navios devem cumprir uma série de requisitos mínimos A gama da FINSA inclui produtos que contam com
que estabelecem as regras de segurança para a construção e de segurança estabelecidos na Convenção Internacional para a a marca "Wheelmark", entre os quais o FIBRAPAN
instalação de elevadores, os requisitos básicos de design e os Salvaguarda da Vida Humana no Mar (Safety of Life at Sea, SOLAS), HID IGN E-Z, produtos certificados especificamente
requisitos relativos a inspeções e ensaios aos seus componentes. adotada pela Organização Marítima Internacional (IMO). Tendo por base para serem utilizados pelos reabilitadores navais na
esses elementos, os materiais devem ser ensaiados de modo a avaliar a construção de embarcações.
Estas normas harmonizadas introduzem novidades importantes sua resposta ao fogo em função da sua tipologia e utilização final.
em termos de acessibilidade e segurança para passageiros
e trabalhadores de manutenção. Entre estas encontram-se a A marca Wheelmark ou Roda do Leme, define a conformidade do
introdução e o cumprimento dos seguintes requisitos mínimos de material com a Diretiva 2014/90/UE relativa aos equipamentos
classificação da reação ao fogo dos acabamentos no interior da marítimos (Marine Equipment Directive ou MED).
cabina, em conformidade com a norma EN 13501-1, tendo em
conta o seu âmbito de utilização:

APLICAÇÃO FINAL EUROCLASSE


Pavimentos Cfl-s2
Paredes C-s2, d1
Tetos C-s2, d0

NORMAS DOS EUA

O método de ensaio ASTM E-84 (Standard test method for


surface burning characteristics of building materials) permite O painéi de fibras ignífugo FIBRAPAN IGN A E-Z
avaliar a contribuição para o fogo dos materiais de construção, foi especialmente desenvolvido para satisfazer as
em conformidade com as normas americanas. O referido método necessidades do mercado americano, sendo ideal para
baseia-se, sobretudo, na determinação da propagação da chama, projetos e aplicações onde sejam exigidas as referidas
ou Flame-spread, para descrever a contribuição da superfície do normas contra o fogo.
material para o fogo e permite estabelecer uma classificação de
acordo com três classes:

PROPAGAÇÃO DA DESENVOLVIMENTO DE
CLASSES CHAMA FUMOS
(Flame Spread) (Smoke Developed)
A 0-25 0-450
B 26-75 0-450
C 76-200 0-450

14 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS MADEIRA E SUA SEGURANÇA PERANTE O FOGO 15


PROJETOS
E IDEIAS

Para mais informações consulte a secção "Obras e projetos" na página web


oficial www.finsa.com

ENCONTRE MAIS
UTILIDADES DO
PAINEL IGNÍFUGO

Restaurante Tatel
Designer: ILMIODESIGN

16 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS PROJETOS E IDEIAS 17


Estação de Durango, zona comercial
Designer: GLM proyectos
Localização: Durango
Produto: Fimaplast Ignífugo Roble Joplin Poro profundo
Aplicação: Apainelado do teto

Escola Projeto Espanhol


Designer: Ángel Cremades (Antioquía Diseño)
Localização: Alicante
Produto: Mediland M1 e Fimapan IGN
Aplicação: Tetos, mobiliário e aros de portas

18 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS PROJETOS E IDEIAS 19


Escritórios Agromillora Catalana S.A.
Designer: Francisco Mestre Jordá
Localização: Valência
Produto: Fimanatur IGN Pino
Aplicação: Teto, apainelado e armários

20 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS PROJETOS E IDEIAS 21


New Tourism Information Center (Novo Posto de Turismo)
Designer: 2jg-architects & Verum Hotel Development // Realizamos tu proyecto, S.L. (AXC Projects)
Localização: La Roca Village, Barcelona
Produto: Fibrapan ignífugo com lacado ignífugo
Aplicação: Teto

Restaurante Tatel
Designer: ILMIODESIGN
Localização: Madrid
Produto: Mediland M1 e Fibranatur IGN
Aplicação: Revestimentos, tetos, colunas e paredes

22 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS 23
Showroom Inndex
Designer: Inndex
Localização: Madrid
Produto: Folheado, Compacmel Plus, Fenix, pavimento vinílico e laminado, vários padrões
de melamina.
Aplicação: Revestimento, pavimento e mobiliário.

24 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS 25
Clínica Dentária
Designer: Jaime Sepulcre
Localização: Valência
Produto: Finfloor Roble Gaia Dálmata
Aplicação: Pavimento

C. C. Vialia Málaga
Designer: Broadway Malyan
Localização: Málaga
Produto: Fimaplast Ignífugo com Melamina Roble Denver
Aplicação: Lâminas de teto

26 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS 27
Escritórios da Coca-Cola
Designer: Tetris & Stone Designs
Localização: Madrid
Produto: Fibraplast Ignífugo, Roble Aurora e Roble Rústico
Aplicação: Apainelado e mobiliário.

28 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS 29
GAMAS, QUALIDADES
E APLICAÇÕES

32 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS FINSA

33 APLICAÇÕES

Para mais informação, consulte a nossa página web www.finsa.com

CONSULTE A
CLASSIFICAÇÃO DOS
NOSSOS PAINÉIS

30 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS GAMAS, QUALIDADES E APLICAÇÕES 31


SOLUÇÕES APLICAÇÕES
IGNÍFUGAS FINSA
A vasta gama de Soluções Ignífugas da FINSA permite responder aos projetos mais exigentes e satisfazer um grande número de aplicações, nos
PAINEL
casos em que as normas em vigor exijam um bom comportamento face ao fogo.
CLASSIFICAÇÃO
PROPRIEDADES Orientamo-lo na busca da melhor solução para cada aplicação.
TIPO PRODUTO UE EUA
ADICIONAIS
B-s1, d0 B-s2, d0 C-s1, d0 A
Consulte a nossa rede comercial para as ofertas e serviços disponíveis para cada produto ou Gama, ou visite a nossa página web: www.finsa.com
Suporte para mais informações.
PARTÍCULAS FIMAPAN IGNÍFUGO 8-40 mm

3-<10 mm Ignífugo Compacto Leve


Tipologia/Gama
FIBRANOR / FIBRAPAN / IBERPAN IGNÍFUGO 10-30 mm
>30-50 mm Naval NAF NAF Hidrófugo
Com melamina
MEDILAND M1 10-40 mm CARB2 CARB2 Colorido decorativo Estrutural

FIBRAPAN IGNÍFUGO C 10-30 mm

FIBRAPAN IGNÍFUGO A 10-30 mm 10-30 mm

FIBRAPAN LIT IGNÍFUGO 10-30 mm APLICAÇÕES ESTRUTURAIS


FIBRAS
FIBRAPAN IGNÍFUGO E-Z CARB2 10-30 mm

FIBRAPAN IGNÍFUGO E-Z A CARB2 10-30mm 10-30mm


Esta painel combina no mesmo produto as propriedades de um painel estrutural com as de um painel ignífugo.
FIBRANOR/FIBRAPAN IGNÍFUGO NAF NAF 5-18 mm
É especialmente recomendado para utilização em mezaninos de escritório, onde os requisitos de resistência ao fogo
FIBRAPAN HID IGN E-Z CARB2 10-22 mm
têm de estar aliados às propriedades estruturais. Também pode ser utilizado para coberturas e prateleiras, ou sempre
FIBRACOLOUR NEGRO IGNÍFUGO 10-19 mm que o designer requeira uma reação ao fogo superior, obtendo a certificação B-s1, d0 e Bfl-s1.
COMPAC PLUS IGNÍFUGO 8-13 mm
Pode ser combinado com uma vasta gama de padrões de melamina e de acabamentos, pelo que também oferece uma
SUPERPAN IGNÍFUGO 12-44 mm 8-<12 mm solução decorativa para o seu projeto.
SUPERPAN
SUPERPAN TECH P4 IGNÍFUGO 12-44 mm 8-<12 mm

com melamina

PARTÍCULAS FIMAPLAST IGNÍFUGO 10-40 mm


O superPan Tech P6 Decor é um material indicado para aplicações em mezaninos e prateleiras industriais com uma
FIBRAPLAST IGNÍFUGO 10-30 mm
vasta gama de desenhos e com acabamento antideslizante. Possui certificação Bfl-s1, para os projetos em que seja
FIBRAS FIBRAPLAST IGNÍFUGO E-Z CARB2 10-30 mm exigida uma melhor reação ao fogo.
COMPACMEL PLUS IGNÍFUGO 8-13 mm

SUPERPAN DECOR IGNÍFUGO 8-44 mm


SUPERPAN
SUPERPAN TECH P4 DECOR IGNÍFUGO 8-44 mm

COMPACTO FENÓLICO COMPACFEN 6 e 12 mm

PAVIMENTO
TIPO GAMA/PRODUTO PROPRIEDADES CLASSIFICAÇÃO UE

PAVIMENTO LAMINADO FINFLOOR (ver pág.37) Bfl-s1

SUPERPAN TECH P6 DECOR 38mm GRIS I Antideslizante Bfl-s1


PAVIMENTO TÉCNICO
SUPERPAN TECH P4 IGNÍFUGO Bfl-s1
DE MEZANINOS
SUPERPAN TECH P4 DECOR IGNÍFUGO Bfl-s1

32 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS GAMAS, QUALIDADES E APLICAÇÕES 33


APLICAÇÕES INDUSTRIAIS

Dentro da gama de painéis ignífugos, o cliente industrial pode selecionar a qualidade mais adequada às suas necessidades. Painel de suporte para APLICAÇÕES INDUSTRIAIS (*)
lacar, pintar, revestir com folha e laminado, ou a utilização de outros acabamentos. Além do painel decorativo certificado. Propostas especialmente
interessantes em carpintarias industriais especializadas no revestimento de tetos e paredes, assim como de soluções acústicas, entre outros.

Suporte
PAINEL DE PARTÍCULAS SUPERPAN PARTÍCULAS FIMAPAN IGNÍFUGO • •

FIMAPAN IGN FIMAPLAST IGN SUPERPAN IGN SUPERPAN DECOR IGN FIBRAPAN IGNÍFUGO • • • •

MEDILAND M1 • • • •

FIBRAPAN IGNÍFUGO E-Z • • • •

FIBRAS FIBRAPAN IGNÍFUGO NAF • • •

FIBRAPAN HID IGN E-Z • • • •

FIBRACOLOUR NEGRO IGNÍFUGO • • • • •

PAINEL DE FIBRAS COMPAC PLUS IGNÍFUGO • • • •

SUPERPAN SUPERPAN IGNÍFUGO • • •


FIBRAPAN IGN FIBRAPLAST IGN MEDILAND M1 FIBRAPAN LIT IGN FIBRACOLOUR NEGRO IGN
com melamina

PARTÍCULAS FIMAPLAST IGNÍFUGO • •

FIBRAPLAST IGNÍFUGO • • •

FIBRAS FIBRAPLAST IGN E-Z • • •

COMPACMEL PLUS IGNÍFUGO • • •


LIT FIBRACOLOUR
SUPERPAN SUPERPAN IGNÍFUGO DECOR • •

FIBRAPAN IGN E-Z FIBRAPLAST IGN E-Z FIBRAPAN HID IGN E-Z FIBRAPAN IGN NAF COMPAC PLUS IGN COMPACMEL PLUS IGN
Apainelados Divisórias Paredes e tetos acústicos Suporte para revestir Mecanizações superficiais

(*) De orientação.

CARB2 CARB2 CARB2 NAF

EZ NAF COMPAC PLUS

Em qualquer projeto, o serviço é essencial. Este fator assume uma maior relevância em projetos que requeiram materiais com certificação ignífuga.
A FINSA dispõe de suportes especiais em stock para um serviço rápido.

Consulte a nossa rede comercial ou visite a nossa página web para mais informações sobre as qualidades e referências incluídas na nossa oferta.

PA I N É I S E S P E C I A I S

34 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS GAMAS, QUALIDADES E APLICAÇÕES 35


APLICAÇÕES DECORATIVAS

A seleção de produtos decorativos FINSA permite conjugar a perfeição técnica com o design e as mais recentes tendências.
superPan decor ign
SuperPan é um painel inovador e exclusivo da FINSA, que combina as
PAINEL DE PARTÍCULAS SUPERPAN PAVIMENTO LAMINADO COMPACTO FENÓLICO principais vantagens do MDF e do aglomerado.
É composto por uma estrutura de camadas múltiplas, constituída por
FIMAPLAST IGN SUPERPAN DECOR IGN GAMA FINFLOOR COMPACFEN
um interior em partículas com duas faces externas de fibra de madeira
(DM), aglutinadas com resinas sintéticas por meio de pressão e calor,
melhorando as propriedades físicas e mecânicas do painel, sendo mais Corte perfeito. Maior vida útil da ferramenta. Melhor qualidade de corte.
versátil e apropriado para várias aplicações.

Kg

Melhor fixação de parafusos e Elevada resistência à flexão e


pregos, inclusivamente nos topos. elevado módulo de elasticidade.
PAINEL DE FIBRAS

FIBRAPLAST IGN FIBRAPLAST IGN E-Z FIBRACOLOUR NEGRO IGN COMPAC PLUS IGN COMPACMEL PLUS IGN

Ideal para aplicações de lacado Vasta gama de revestimentos


e tinta. e acabamentos.

CARB2

EZ FIBRACOLOUR COMPAC PLUS PAT E NT EA DO


#byFinsa

Em qualquer projeto de design de interiores, o pavimento é o elemento


essencial, pois forjará a personalidade e o carácter de um espaço.
Inspire-se com a Gama DUO, desenhada para ser aplicada a qualquer Funcionalidade, personalização e bem-estar são alguns dos critérios
estilo e tendência, combinando suportes, texturas e cores. Explore todas as essenciais que a Finsa projeta nas suas gamas de pavimentos,
possibilidades. Ajudamo-lo a conferir carácter e identidade ao seu espaço. constituindo uma ajuda inestimável para os profissionais devido à sua Reação ao fogo Bfl s1 Resistência Comercial intenso
Em conformidade com à abrasão Doméstico intenso
variedade e versatilidade. a norma ​Em conformidade com a
Com FINfloor não só terá à sua disposição uma vasta gama de padrões, EN 14041/EN 13501 norma EN 13329
mas também a segurança de ter escolhido um pavimento de grande
qualidade: resistente, com toda uma série de vantagens de instalação, Hydroprotect
www.finsa.com manutenção, durabilidade, etc.
A Finsa também oferece a possibilidade de revestir a sua vasta gama de
suportes com outras propostas decorativas, entre elas a opção de folheado.
A folha de madeira proporciona naturalidade e calidez ao seu projeto
decorativo. Dispomos de uma vasta oferta de folhas e oferecemos a nossa
Adequado para casas de Cantos Estabilidade Junta
colaboração na fase de criação para tornar a sua ideia realidade. selados dimensional hermética
banho e cozinhas
S T U D I O (Produtos sem bisel)

N A T U R
ANOS ANOS ANOS

20 10 3
Uso Doméstico Uso Comercial s de banho e Cozinh
Casa as

Consulte mais informações em:

*A garantia para usos comerciais é de 5 anos, se o produto estiver biselado.


*A garantia para aplicações em casas de banho e cozinhas está limitada a instalações
www.finfloor.com domésticas e de produtos sem bisel.

36 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS 37
INFORMAÇÃO
TÉCNICA

40 RECOMENDAÇÕES GERAIS

42 FICHAS TÉCNICAS (DoP)

50 CERTIFICAÇÕES

Estes dados técnicos são indicativos. Dado o contínuo desenvolvimento do


produto e das normas pelas quais se rege, alguns parâmetros podem sofrer
alterações.

Para mais informação, consulte a página web www.finsa.com

DESCARREGUE AS
FICHAS TÉCNICAS
COMPLETAS

38 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS INFORMAÇÃO TÉCNICA 39


RECOMENDAÇÕES
GERAIS
PAINEL IGNÍFUGO

O armazenamento é especialmente crítico, pelo que é muito


importante manter a embalagem original, ou uma muito semelhante,
e evitar qualquer ambiente húmido de modo a preservar as suas
propriedades físico-mecânicas em ótimas condições.

RECOMENDAÇÕES DE ARMAZENAMENTO E RECOMENDAÇÕES DE MANUSEAMENTO E


ACLIMATAÇÃO LIMPEZA DE PAINÉIS MELAMINIZADOS

ARMAZENAMENTO MANUSEAMENTO

Deverá ser armazenado em locais fechados, Quando as embalagens forem empilhadas,


ventilados e secos, abrigados do sol, da recomenda-se o alinhamento vertical dos O produto deve ser manuseado com as
chuva, de temperaturas muito baixas e de tacos para evitar deformações. devidas precauções, evitando fricções
salpicos de produtos químicos, em pilhas Evite que o painel seja sujeito a condições de intensas entre as faces que possam causar
compactas. humidade e temperatura diferentes em cada danos na superfície decorativa.
As paletes devem ser colocadas sobre uma das suas faces.
uma superfície nivelada e plana, e os
painéis devem ser mantidos embalados em
condições semelhantes às da embalagem
original para a boa manutenção das suas
propriedades.
LIMPEZA

O produto pode ser limpo com um pano


húmido e um agente de limpeza neutro
em pequenas doses. Devem ser evitados neutro

os elementos abrasivos e as diluições


excessivamente ácidas ou básicas. Devem
ACLIMATAÇÃO evitar-se exposições prolongadas com
superfícies húmidas e/ou contacto direto com
a água.

A madeira e qualquer painel derivado recomenda-se a aclimatação ao ambiente


da mesma, dadas as suas propriedades durante pelo menos 2 dias antes da sua
higroscópicas, capta e transfere humidade utilização. 48h
do ambiente circundante em função das No caso da colocação em obra
condições de temperatura e de humidade do (revestimentos, etc.), devem estabilizar-se no
referido ambiente, o que provoca variações local da instalação para obter o equilíbrio e
dimensionais. minimizar as variações dimensionais uma vez
Recomenda-se o acondicionamento prévio instalados.
dos painéis. Antes do seu processamento,

40 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS INFORMAÇÃO TÉCNICA 41


FICHAS
TÉCNICAS

FIMAPAN IGNÍFUGO FIBRAPAN LIT IGNÍFUGO

TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES
8/13 >13/20 >20/25 >25/32 >32/40 10/12 >12/19 >19/30
EN 323 Densidade (*) 740 710 695 675 660 kg/m³ EN 323 Densidade (*) 630 600 600 kg/m³
EN 319 Tração interna 0.28 0.24 0.20 0.17 0.14 N/mm² EN 319 Tração interna 0.45 0.45 0.45 N/mm²
EN 310 Resistência à flexão 10.5 10 10 8.5 7 N/mm² EN 310 Resistência à flexão 20 18 15 N/mm²
EN 317 Dilatação em água 24 horas ≤6 ≤6 ≤6 ≤6 ≤6 % EN 310 Módulo de elasticidade 1700 1600 1500 N/mm²
EN 322 Humidade 7±3 7±3 7±3 7±3 7±3 % EN 317 Dilatação em água 24 horas 16 14 12 %
EN 13501-1 Reação ao fogo B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 Euroclasse EN 322 Humidade 7±3 7±3 7±3 %
EN 13501-1 Reação ao fogo B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 Euroclasse
(*) Este dado é considerado indicativo.
Este produto cumpre os requisitos de Classe E1 (analisado segundo a norma EN ISO12460-5) definidos na Norma Europeia EN 312­:2010.
(*) Este dado é considerado indicativo.
Estes valores físico-mecânicos cumprem/ultrapassam os valores estabelecidos na norma EN 622-5:2009, Tabela 7. - Requisitos dos painéis MDF leves utilizados em ambiente
FIMAPLAST IGNÍFUGO seco (Tipo L-MDF).
Classificação de reação ao fogo: B-s1,d0 (espessuras: 10 a 40 mm), em conformidade com a norma EN 13501-1. Este produto cumpre os requisitos de Classe E1 (analisado segundo a norma EN ISO 12460-5) definidos na Norma Europeia EN 622-1:2003.

FIBRANOR IGNÍFUGO / FIBRAPAN IGNÍFUGO / IBERPAN IGNÍFUGO MEDILAND M1

TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES
3/4 >4/60 >6/<7 7/9 >9/<10 10/12 >12/19 >19/30 >30/45 >45/50 10/12 >12/19 >19/30 >30/40
EN 323 Densidade (*) 890/880 870/850 840/830 840/830 820/800 830/790 790/770 760/740 760/720 720/680 kg/m³ EN 323 Densidade (*) 760/750 750/720 710/700 700/675 kg/m³
EN 319 Tração interna 0.65 0.65 0.65 0.65 0.60 0.60 0.55 0.55 0.50 0.50 N/mm² EN 319 Tração interna 0.60 0.55 0.55 0.50 N/mm²
EN 310 Resistência à flexão 23 23 23 22 20 22 20 18 17 15 N/mm² EN 310 Resistência à flexão 22 20 18 17 N/mm²
EN 310 Módulo de elasticidade 2700 2700 2700 2700 2500 2500 2200 2100 1900 1700 N/mm² EN 310 Módulo de elasticidade 2500 2200 2100 1900 N/mm²
EN 317 Dilatação em água 24 horas 35 30 17 17 15 15 12 10 8 6 % EN 317 Dilatação em água 24 horas 15 12 10 8 %
EN 322 Humidade 7±3 7±3 7±3 7±3 7±3 7±3 7±3 7±3 7±3 7±3 % EN 322 Humidade 7±3 7±3 7±3 7±3 %
EN 13501-1 Reação ao fogo B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 Euroclasse EN 13501-1 Reação ao fogo B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 B-s2, d0 Euroclasse

(*) Este dado é considerado indicativo. (*) Este dado é considerado indicativo.
Estes valores físico-mecânicos cumprem/ultrapassam os valores estabelecidos na norma EN 622-5:2009, Tabela 3. - Requisitos dos painéis utilizados em ambiente seco (Tipo Estes valores físico-mecânicos cumprem/ultrapassam os valores estabelecidos na norma europeia EN 622-5:2009, Tabela 3. - Requisitos dos painéis utilizados em ambiente
MDF). seco (Tipo MDF).
Este produto cumpre os requisitos de Classe E1 (analisado segundo a norma EN ISO 12460-5) definidos na Norma Europeia EN 622-1:2003. Este produto cumpre os requisitos de Classe E1 (analisado segundo a norma EN ISO 12460-5) definidos na Norma Europeia EN 622-1:2003.

FIBRAPLAST IGNÍFUGO
Classificação de reação ao fogo, B-s1,d0 (espessuras: 10 a 30 mm), em conformidade com a norma EN 13501-1.

42 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS INFORMAÇÃO TÉCNICA 43


FICHAS
TÉCNICAS

FIBRAPAN IGNÍFUGO E-Z CARB2 FIBRANOR IGNÍFUGO NAF / FIBRAPAN IGNÍFUGO NAF NAF

ESPESSURA (mm) TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES


TESTE PROPRIEDADE 10/12 >12/19 >19/30
UNIDADES 5/≤7 7/9 >9/12 >12/18
EN 323 Densidade (*) 830/790 790/770 770/740 kg/m³ EN 323 Densidade (*) 870 870/860 860/850 850/840 kg/m³

EN 319 Tração interna 0.60 0.55 0.55 N/mm² EN 319 Tração interna 0.65 0.65 0.60 0.55 N/mm²

EN 310 Resistência à flexão 22 20 18 N/mm² EN 310 Resistência à flexão 23 23 22 20 N/mm²

EN 310 Módulo de elasticidade 2500 2200 2100 N/mm² EN 310 Módulo de elasticidade 2700 2700 2500 2200 N/mm²

EN 317 Dilatação em água 24 horas 15 12 10 % EN 317 Dilatação em água 24 horas 30 17 15 12 %

EN 322 Humidade 7±3 7±3 7±3 % EN 322 Humidade 7±3 7±3 7±3 7±3 %
EN 13501-1 Reação ao fogo B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 Euroclasse EN 13501-1 Reação ao fogo B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 Euroclasse

(*) Este dado é considerado indicativo. (*) Este dado é considerado indicativo.
Estes valores físico-mecânicos cumprem/ultrapassam os valores estabelecidos na norma EN 622-5:2009, Tabela 3. - Requisitos dos painéis utilizados em ambiente seco Estes valores físico-mecânicos cumprem/ultrapassam os valores estabelecidos na norma EN 622-5:2009, Tabela 3. - Requisitos dos painéis utilizados em ambiente seco (Tipo MDF).
Tipo MDF.E1). No fabrico de FIBRAPAN IGNIFUGO NAF são utilizadas resinas sem formaldeído.
O FIBRAPAN IGNÍFUGO E-Z possui o Certificado de Conformidade com a fase 2 de baixa emissão de formaldeído CARB.

FIBRAPLAST IGNÍFUGO E-Z


Classificação de reação ao fogo, B-s1,d0 (espessuras: 10 a 30 mm), em conformidade com a norma EN 13501-1.

FIBRAPAN HIDRÓFUGO IGNÍFUGO E-Z CARB2


FIBRACOLOUR NEGRO IGNÍFUGO
0099/17

TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES
10/12 >12/19 >19/22 10/12 >12/19
EN 323 Densidade (*) 840/830 820/810 810/790 kg/m³ EN 323 Densidade (*) 860/820 800/780 kg/m³
EN 319 Tração interna 0.80 0.75 0.75 N/mm² EN 319 Tração interna 0.60 0.55 N/mm²
EN 310 Resistência à flexão 26 24 22 N/mm² EN 310 Resistência à flexão 22 20 N/mm²
EN 310 Módulo de elasticidade 2500 2400 2300 N/mm² EN 310 Módulo de elasticidade 2500 2200 N/mm²
EN 317 Dilatação em água 24 horas 10 8 7 % EN 317 Dilatação em água 24 horas 15 12 %
EN 322 Humidade 7±3 7±3 7±3 % EN 322 Humidade 7±3 7±3 %
EN 13501-1 Reação ao fogo B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 Euroclasse EN 13501-1 Reação ao fogo B-s2, d0 B-s2, d0 Euroclasse

(*) Este dado é considerado indicativo.


Estes valores físico-mecânicos cumprem/ultrapassam os valores estabelecidos na norma europeia EN 622-5:2009, Tabela 3: Requisitos dos painéis utilizados em ambiente seco.
(*) Este dado é considerado indicativo.
Este produto cumpre os requisitos de Classe E1 (EN-ISO 12460-5) definidos na Norma Europeia EN 622-1:2003.
Estes valores físico-mecânicos cumprem os valores estabelecidos na norma europeia EN 622-5:2009, Tabela 4, Opção 1. Requisitos dos painéis para utilização geral em
ambiente húmido (Tipo MDF.H).
O FIBRAPAN HID IGN E-Z possui o Certificado de Conformidade com a fase 2 de emissão de formaldeído CARB emitido pela AIDIMA (TPC-15)

44 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS INFORMAÇÃO TÉCNICA 45


FICHAS
TÉCNICAS SUPERPAN TECH P4 IGNÍFUGO
TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES
8/<12 12/13 >13/20 >20/25 >25/32 >32/40 >40/44
EN 323 Densidade (*) 760/750 730 690 680 660 650 650 kg/m³
EN 319 Tração interna 0.40 0.40 0.35 0.30 0.25 0.20 0.20 N/mm²
COMPAC PLUS IGNÍFUGO EN 310 Resistência à flexão 23 23 21 20 19 18 17 N/mm²
EN 310 Módulo de elasticidade 2900 2900 2800 2500 2200 2100 2000 N/mm²
EN 317 Dilatação em água 24 horas 19 16 15 15 15 14 14 %
TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES
8/12 >12/13 EN 322 Humidade 8±3 8±3 8±3 8±3 8±3 8±3 8±3 %
EN 323 Densidade (*) 1050 1050 kg/m³ EN 13501-1 Reação ao fogo B-s2, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 Euroclase
EN 319 Tração interna 1.8 1.8 N/mm²
(*) Este dado é considerado indicativo.
EN 310 Resistência à flexão 45 45 N/mm²
Estes valores físico-mecânicos estão de acordo com a classificação P4 definida na norma europeia EN 312:2010, Tabela 6. - Painéis estruturais para utilização em ambiente
EN 310 Módulo de elasticidade 4000 4000 N/mm² seco (Tipo P4) - Requisitos para as propriedades mecânicas e de dilatação especificadas.
Este produto cumpre os requisitos de Classe E1 (analisado segundo a norma EN ISO 12460-5) definidos na Norma Europeia EN 312:2010.
EN 317 Dilatação em água 24 horas 8 6 %
EN 322 Humidade 7±3 7±3 % SUPERPAN TECH P4 IGNÍFUGO DECOR
EN 13501-1 Reação ao fogo B-s1, d0 B-s1, d0 Euroclase Classificação de reação ao fogo, B-s1,d0 (espessuras: 8 a 44 mm), em conformidade com a norma EN 13501-1.
(*) Este dado é considerado indicativo.
Estes valores físico-mecânicos cumprem/ultrapassam os valores estabelecidos na norma europeia EN 622-5:2009, Tabela 6 “Requisitos dos painéis estruturais para utilização
geral em ambiente húmido (Tipo MDF.HLS)”.
COMPAC PLUS IGNÍFUGO cumpre os requisitos da Classe E1 (analisado segundo a norma ISO 12460-5) definidos na Norma Europeia EN 622-1:2003. SUPERPAN TECH P6 DECOR
COMPACMEL PLUS IGNÍFUGO ESPESSURA (mm)
Classificação de reação ao fogo, B-s1,d0 (espessuras: 8 a 13 mm), em conformidade com a norma EN 13501-1. TESTE PROPRIEDADE >20/25 >32/40
UNIDADES
O valor de dilatação em H20 24 h, em conformidade com a norma EN 317, é de 2%. EN 323 Densidade (*) 680 650 kg/m³
EN 319 Tração interna 0.30 0.20 N/mm²
EN 310 Resistência à flexão 20 18 N/mm²

SUPERPAN IGNÍFUGO EN 310 Módulo de elasticidade 2500 2100 N/mm²


EN 317 Dilatação em água 24 horas 15 14 %
EN 322 Humidade 8±3 8±3 %

TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES


8/<12 12/20 >20/25 >25/32 >32/40 >40/44
REVESTIMENTO
EN 323 Densidade (*) 760/730 730/690 680 660 650 650 kg/m³
EN 319 Tração interna 0.40 0.35 0.30 0.25 0.20 0.20 N/mm² TESTE PROPRIEDADE ESPESSURA (mm) UNIDADES
38
EN 310 Resistência à flexão 14 14 13 12 11 10 N/mm² EN 438-2 Resistência à abrasão (**) 300 IP número de vueltas
EN 310 Módulo de elasticidade 2200 2100 1800 1500 1300 1150 N/mm² INTERNA Porosidade Sin Porosidad Grado
EN 317 Dilatação em água 24 horas 6 6 6 6 6 6 % INTERNA Cura 5 Grado
EN 322 Humidade 8±3 8±3 8±3 8±3 8±3 8±3 % EN 14323 Resistência ao vapor de água 5 Grado
EN 13501-1 Reação ao fogo B-s2, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 B-s1, d0 Euroclase EN 14323 Resistência a manchas 5 Grado

(*) Este dado é considerado indicativo. ENV 12633 Resistência ao deslizamento/resbalamento em seco >45 Usrv
Estes valores físico-mecânicos estão de acordo com a classificação P2 definida na norma europeia EN 312:2010, Tabela 3. - Painéis para aplicações interiores (incluindo ENV 12633 Resistência ao deslizamento/resbalamento em húmido >15 Usrv
mobiliário) para uso em ambiente seco (Tipo P2) - Requisitos para as propriedades mecânicas especificadas.
Este produto cumpre os requisitos de Classe E1 (analisado segundo a norma EN ISO 12460-5) definidos na Norma Europeia EN 312:2010. (*) Este dado é considerado indicativo.
Estes valores físico-mecânicos estão de acordo com a classificação P6 definida na norma europeia EN 312:2010, Tabela 9. - Painéis estruturais de alto desempenho para
SUPERPAN IGNÍFUGO DECOR utilização em ambiente seco (Tipo P6) - Requisitos para as propriedades mecânicas e de dilatação especificadas. (Tipo P4) - Requisitos para as propriedades mecânicas e de
Classificação de reação ao fogo, B-s1,d0 (espessuras: 8 a 44 mm), em conformidade com a norma EN 13501-1. dilatação especificadas.
Este produto cumpre os requisitos de Classe E1 (analisado segundo a norma EN ISO 12460-5) definidos na Norma Europeia EN 622-1:2003.
O SUPERPAN TECH P6 DECOR de 38 mm, revestido nas duas faces, com GRIS I antideslizante, aplicado em pavimentos é de classe Bfl-s1.
Qualquer outra qualidade, D-s2,d0 ou Dfl-s1 segundo a EN 13986.

46 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS INFORMAÇÃO TÉCNICA 47


FICHAS
TÉCNICAS

COMPACFEN PAVIMENTO LAMINADO

TESTE PROPRIEDADE ATRIBUTO ESPEC. UNIDADES GAMAS FINFLOOR


STYLE ORIGINAL 12 SUPREME
EN ISO 1183-1 Densidade Densidade 1350 kg/m³
PROPRIEDADE
EN 438-2 Resistência ao desgaste superficial (abrasão) Resistencia al desgaste ≥600 Voltas
Espessura 8mm 8mm 12mm 8mm
EN 438-2 Resistência ao vapor de água Aspecto 5 Grau
Medidas 1310x132mm 1200x189mm 1310x189mm 1310x240mm
EN 438-2 Resistência ao calor seco (160 ºC) Aspecto 4 Grau
CLASSIFICAÇÃO - NÍVEL DE USO
Variação dimensional Longitudinal <0,2
EN 438-2 Estabilidade dimensional a alta temperatura % Comercial intenso
acumulada Transversal <0,4
Nível de uso, classe Doméstico intenso
EN 438-2 Resistência ao impacto (bola de grande diâmetro) Altura de queda 2000 mm Classe de uso 33
EN 438-2 Resistencia a riscos Força 3 Grau Resistência à abrasão AC5
Grupos 1 y 2 5 Resistência ao impacto IC3
EN 438-2 Resistência a manchas Aspeto Grau
Grupo 3 4 INFORMAÇÕES TÉCNICAS
EN 438-2 Solidez à luz (arco de xenón) Contraste Escala de cinzas 4 Grau Resistência a manchas 5 (Grupos 1,2) | 4 (Grupo 3)
EN ISO 178 Módulo de flexão Carga ≥9000 MPa Resistência à queimadura por cigarro 4
EN ISO 178 Resistência à flexão Carga ≥80 Mpa Determinação do efeito simulado de um pé de móvel Sem dados visíveis com um pé do Tipo 0
JIS Z 2801 Avaliação da ação de microorganismos Eliminação de bactérias <99,99 %
Nenhuma alteração de aspeto nem danos visíveis (Norma EN 425)
EN 13501-1 Reação ao fogo Contribuição ao fogo B-s2, d0 Euroclasse Determinação do efeito simulado de uma cadeira de rodas Devem ser utilizadas rodas do tipo W (Norma EN 12529:1998, secção 5.4.4.2)

Dilatação em espessura ≤12


TOLERÂNCIAS DIMENSIONAIS 4-10%
Humidade à saída da fábrica Homogeneidade entre lotes: Hmáx- Hmín ≤3%
ESPESSURA (mm)
TESTE PROPRIEDADE 6 12
UNIDADES Aparência, defeitos superficiais São permitidos defeitos menores em superfícies

EN 438-2:2016 Espessura ±0,40 ±0,60 mm Selagem de cantos (parafina) Cantos completamente selados para um melhor comportamento face à água

EN 438-2:2016 Comprimento e largura +10 / -0 +10 / -0 mm Comportamento elétrico Cumpre os requisitos como, por exemplo, o Revestimento de pavimento antiestático

EN 438-2:2016 Precisão dos topos ≤1,5 ≤1,5 mm/m Reação ao fogo Bfl-s1

EN 438-2:2016 Quadratura ≤1,5 ≤1,5 mm/m Coeficiente de resbalamento CLASSE 1 ( 15 < Rd < 35 )

EN 438-2:2016 Planura ≤5,0 ≤3,0 mm/m Coeficiente de fricção dinâmica da superfície do pavimento em condições
Classe DS (≥0,3)
secas
0,06 m2K/W
FINfloor + Thermo Underlay: 0,26 m2K/W » solução isolante
Condutividade térmica Finfloor + Silent Elite Underlay: 0,127 m2K/W » adequado para aquecimento
radiante

48 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS INFORMAÇÃO TÉCNICA 49


CERTIFICAÇÕES

NORMAS E CERTIFICAÇÕES

CARB2 NAF

PAINEL E-Z PAINEL NAF PAINEL HIDRÓFUGO


Os painéis E-Z possuem o Certificado Certificado que garante que no fabrico Norma europeia EN 622-5
de Conformidade com a fase 2 de baixa do painel são utilizadas resinas sem Requisitos dos painéis para utilização geral em
emissão de formaldeído CARB (California formaldeído. ambiente húmido.
Air Resources Board).

SELOS DE QUALIDADE CERTIFICAÇÕES AMBIENTAIS

Marcação CE em conformidade Selo de qualidade voluntário O certificado FSC ® garante ao Certificado de gestão Florestal
com a Norma EN 13986 certifica- que certifica que os painéis consumidor que os produtos florestais PEFC/1435-00006. A PEFC é
da pela AENOR. cumprem as especificações procedem de explorações geridas uma entidade independente, não-
normativas definidas pelo Comité de forma racional, de acordo com governamental e sem fins lucrativos,
de Direção do referido selo. os Princípios e Critérios do Forest cujo objetivo é promover a gestão
Stewardship Council ou Conselho de sustentável das florestas em todo
Administração Florestal. o mundo.

Mais informações: www.fsc-spain.org Mais informações: www.pefc.org

50 SOLUÇÕES IGNÍFUGAS INFORMAÇÃO TÉCNICA 51


PARA A SUA
SEGURANÇA Finsa v.01 2018

Você também pode gostar