Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE

FEDERAL DO PARÁ
GRUPO DE TRABALHO DA UFPA SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

BOLETIM – 19/01/2022

O Grupo de Trabalho (GT) da UFPA sobre o Novo Coronavírus, em análise permanente do cenário
epidemiológico do Pará, informa que, em todos os campi da UFPA, passa a vigorar a Bandeira Amarela, que
sinaliza risco intermediário de contaminação.



A mudança para o bandeiramento Amarelo nos campi se justifica pelo aumento continuado no número de
casos de Covid-19 nas últimas semanas nos municípios onde a UFPA possui campus, ainda que não tenha
havido aumento proporcional de outros indicadores e os novos casos manifestem predominantemente
sintomas leves da doença, com a população com altas taxas de vacinação. Este é um sinal de alerta para a
nossa comunidade permanecer vigilante com os cuidados de biossegurança. O GT continuará monitorando
a situação diariamente, em todos os campi, e poderá propor novas alterações acompanhando o cenário
epidemiológico.

A fim de reforçar algumas recomendações de biossegurança e fornecer orientações mais detalhadas de
medidas necessárias ao enfrentamento da pandemia na Universidade, o GT faz as seguintes
recomendações:

1
Recomendações para o trabalho administrativo

1. Os setores administrativos devem adotar o sistema de rodízio para servidores em trabalho presencial.

2. Afastar do trabalho presencial (e remoto, quando necessário) servidores(as) com sintomas e teste
positivo para a Covid-19 (por sete dias, a partir do início dos sintomas; ou por dez dias se os sintomas
persistirem).

3. Autorizar o trabalho remoto para servidores(as) com teste positivo para a Covid-19 sem sintomas (por
sete dias).

4. Afastar do trabalho presencial (e remoto, quando necessário) servidores(as) com sintomas da Covid-19
(por sete dias, a partir do início dos sintomas; ou por dez dias se os sintomas persistirem).

5. Autorizar o trabalho remoto (por sete dias) para servidores(as) com comorbidades que tiveram contato
com pessoas com exame positivo para a Covid-19.

6. Manter em trabalho presencial, em sistema de rodízio, servidores(as) que não têm exame positivo para
Covid-19 e/ou não apresentam sintomas da Covid-19, ainda que tenham tido contato com pessoas com
resultado positivo para a Covid-19. O uso de máscara permanece obrigatório em todos os ambientes.

Recomendações para as atividades acadêmicas

7. Manter as atividades em andamento no formato iniciado.

8. Liberar da frequência presencial (por sete dias, a partir do início dos sintomas; ou por dez dias se os
sintomas persistirem) discentes com diagnóstico positivo para a Covid-19. Garantir para esses(as) discentes
atividades a distância para cumprimento dos requisitos das disciplinas.

9. Docentes que tiverem diagnóstico de Covid-19 ou sintomas da Covid-19 após contato com pacientes com
diagnóstico da Covid-19 deverão suspender temporariamente as aulas presenciais (por sete dias, a partir
do início dos sintomas; ou por dez dias se os sintomas persistirem) e programar trabalhos a distância ou
reposição para o período.

10. Manter em atividade presencial discentes que não têm exame positivo para Covid-19 e/ou não
apresentam sintomas da Covid-19, ainda que tenham tido contato com pessoas com resultado positivo
para a Covid-19. O uso de máscara permanece obrigatório em todos os ambientes.

Recomendação sobre o funcionamento dos serviços, incluindo o Restaurante Universitário

11. Manter os serviços em funcionamento, com os cuidados previstos na Resolução CONSAD n. 1.533/2021.

Recomendação sobre a testagem

12. Nenhuma unidade deve requerer testagem para a Covid-19 como requisito para comparecimento às
atividades presenciais.




2
Recomendação geral

13. Permanecerem obrigatórios o uso de máscara e a higienização frequente das mãos, assim como a
vacinação para servidores(as) e estudantes. Preferencialmente, devem ser usadas máscaras N95, KN95 ou
PFF2. Essas medidas preventivas conjuntas são fundamentais para o controle da transmissão da doença.


O GT realizará uma reunião com os dirigentes das unidades acadêmicas para dar conhecimento dessas
recomendações e sanar dúvidas. Também seguirá acompanhando a situação da Covid-19 no estado do Pará
e atualizará a comunidade sempre que necessário.

Belém, 19 de janeiro de 2022.
Grupo de Trabalho da UFPA sobre o Novo Coronavírus

Você também pode gostar