Você está na página 1de 41

EQUIDADE PARA TODO MUNDO

VOAR MAIS ALTO


Gestão pedagógica para a
promoção da equidade na educação
Gestão Pedagógica para Equidade

Nesta apresentação, gestão pedagógica está relacionada a todo o processo que


envolve ensino e aprendizagem que acontece na sala de aula e as condições para
que o trabalho pedagógico aconteça efetivamente.

Parto da premissa levantada por Paulo Freire de que não há ensino sem
aprendizagem.

Cada escola, orientada pela respectiva Secretaria de Educação, é capaz de definir


seus processos pedagógicos com a perspectiva de promover aprendizagem de
cada um dos estudantes.
Conceito de Equidade
Equidade
ideal de ser justo

senso de justiça (reconhecimento


da imparcialidade do direito de cada
um)

“ausência de diferenças
evitáveis entre grupos de
pessoas, definidos por critérios
sociais, econômicos,
demográficos ou geográficos.”¹

¹ Definição da OMS
Alguns dados sobre equidade
Gestão Pedagógica para Equidade
Discussão a partir de uma simulação de estratégias para uma gestão
pedagógica eficaz

Uma sugestão de sequência que pressupõe uma boa gestão pedagógica:

➢ Análise inicial sobre o desempenho dos alunos

➢ Projeção da progressão da aprendizagem (linhas da equidade)

➢ Estruturação do trabalho pedagógico com ênfase em desenvolvimento de


competências basilares (formação, material didático e envolvimento dos
estudantes)

➢ Acompanhamento de cada estudante (Desempenho)

➢ Elevação da complexidade acadêmica


Análise inicial sobre o desempenho
dos alunos
Para ilustração, os resultados de uma turma de 5º ano em Língua
Análise inicial sobre o desempenho dos alunos Portuguesa e suas proficiências na escala SAEB

Nível 9

Nível 8

Nível 7

Nível 6

Nível 5

Nível 4

Nível 3

Nível 2

Nível 1

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Alunos
Para ilustração, os resultados de uma turma de 5º ano em Língua
Análise inicial sobre o desempenho dos alunos Portuguesa e suas proficiências na escala SAEB

Nível 9

Nível 8

Nível 7

Nível 6

Nível 5

Nível 4

Nível 3

Nível 2

Nível 1

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Alunos

Desempenho maior ou igual a 125 e menor que 150


Os estudantes provavelmente são capazes de: localizar informações explícitas em textos narrativos curtos, informativos e anúncios. Identificar o tema de um
texto. Localizar elementos, como o personagem principal. Estabelecer relação entre partes do texto: personagem e ação; ação e tempo; ação e lugar.
Para ilustração, os resultados de uma turma de 5º ano em Língua
Análise inicial sobre o desempenho dos alunos Portuguesa e suas proficiências na escala SAEB

Nível 9

Nível 8

Nível 7

Nível 6

Nível 5

Nível 4

Nível 3

Nível 2

Nível 1

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Alunos

9 estudantes desta turma ou estão no Nível 1 ou abaixo dele.


Projeção da progressão da
aprendizagem (linhas da equidade)
Para ilustração, os resultados de uma turma de 5º ano em Língua
Projeção da progressão da aprendizagem (linhas da equidade) Portuguesa e suas proficiências na escala SAEB

Nível 9

Nível 8

Nível 7

Nível 6

Nível 5

Nível 4

Nível 3

Nível 2

Nível 1

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Alunos

Após 2 meses letivos de trabalho focado em desenvolvimento de competências basilares de leitura e escrita, considerando as habilidades esperadas no Nível 1
e 2, elevar a condição de todos os estudantes que estão no Nível 1 ou abaixo para o Nível 2, pelo menos.
Para ilustração, os resultados de uma turma de 5º ano em Língua
Projeção da progressão da aprendizagem (linhas da equidade) Portuguesa e suas proficiências na escala SAEB

Nível 9

Nível 8

Nível 7

Nível 6

Nível 5

Nível 4

Nível 3

Nível 2

Nível 1

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Alunos

Após 4 meses letivos de trabalho focado em desenvolvimento de competências basilares de leitura e escrita, considerando as habilidades esperadas nos Nível
1 a 4, elevar a condição de todos os estudantes que estão no Nível 1 ou abaixo para o Nível 4, pelo menos.
Para ilustração, os resultados de uma turma de 5º ano em Língua
Projeção da progressão da aprendizagem (linhas da equidade) Portuguesa e suas proficiências na escala SAEB

Nível 9

Nível 8

Nível 7

Nível 6

Nível 5

Nível 4

Nível 3

Nível 2

Nível 1

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Alunos

Após 8 meses letivos de trabalho focado em desenvolvimento de competências basilares de leitura e escrita, considerando as habilidades esperadas nos Níveis
2 a 7, elevar a condição de todos os estudantes para o Nível 7, pelo menos.
Para ilustração, os resultados de uma turma de 5º ano em Língua
Projeção da progressão da aprendizagem (linhas da equidade) Portuguesa e suas proficiências na escala SAEB

Nível 9

Nível 8

Nível 7

Nível 6

Nível 5

Nível 4

Nível 3

Nível 2

Nível 1

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Alunos

Nível 7 Desempenho maior ou igual a 275 e menor que 300


Além das habilidades anteriormente citadas, os estudantes provavelmente são capazes de: identificar assunto principal e informações explícitas em poemas,
fábulas e letras de música. Identificar opinião em poemas e crônicas. Reconhecer o gênero textual a partir da comparação entre textos e assunto comum a duas
reportagens. Reconhecer elementos da narrativa em fábulas. Reconhecer relação de causa e consequência e relação entre pronomes e seus referentes em
fábulas, contos e crônicas. Inferir informação e efeito de sentido decorrente do uso de sinais gráficos em reportagens e em letras de música. Interpretar efeito de
humor em piadas e contos. Interpretar linguagem verbal e não verbal em histórias em quadrinhos.
Análise inicial sobre o desempenho dos alunos

O que se quer não é o “nivelamento” entre os estudantes. Cada um continuará na


sua jornada de crescimento.

A Gestão Pedagógica para Equidade tem como foco não deixar nenhum estudante
abaixo dos níveis desejáveis ou satisfatórios de desempenho.

Diferenciar o trabalho pedagógico para atender especificidades de um grupo de


estudantes que não está conseguindo bom desempenho acadêmico é
imprescindível.
Estruturação do trabalho pedagógico com
ênfase em desenvolvimento de
competências basilares (formação de
prodessores, materiais didáticos e
envolvimento dos estudantes)
Processo Pedagógico

Diretor
Escolas

Professor
Recursos
Coordenador
(Suporte à Estudantes Pedagógico
Sala de Aula)
Currículo Secretaria de Educação

Demais
servidores da
escola
Formação de professores, material didático e envolvimento dos estudantes

O currículo é a principal referência para o trabalho pedagógico. Mas o currículo não


pode ser compreendido, jamais, como um conjunto de “conteúdos” relativos a cada
componente curricular a serem ensinados. É bem mais que isso.

Garantir que competências basilares de leitura, escrita e raciocínio lógico-


matemático sejam desenvolvidos é importantíssimo para a progressão da
complexidade curricular.

Diante de bons diagnósticos de aprendizagem, a escola precisa empreender um


conjuntos de processos relacionados à formação de professores, elaboração de
material didático específicos e engajamento dos estudantes nas atividades de
aprendizagem. Secretarias de Educação podem ajudar muito às escolas no
desenvolvimento desses processos.
Formação de professores, material didático e envolvimento dos estudantes

A melhoria na aprendizagem do aluno ocorre apenas como consequência do


aprimoramento no nível do conteúdo, no conhecimento e na habilidade dos
professores e no envolvimento dos alunos.*

Há apenas três formas de melhorar a aprendizagem dos alunos em larga escala. A


primeira é aumentar o nível de conhecimento e habilidade que o professor traz
para o processo pedagógico. A segunda é elevar o nível e a complexidade do
conteúdo que os alunos devem aprender. E a terceira é mudar o papel do aluno no
processo pedagógico.*

* Rodadas pedagógicas: como o trabalho em redes pode melhorar o ensino e a


aprendizagem / Elizabeth A. City [et al]. Porto Alegre : Penso, 2014.
Acompanhamento de cada
estudante (Desempenho)
Acompanhamento de cada estudante (Desempenho)

Acompanhar individualmente o desempenho acadêmico de cada estudante é o


processo pedagógico mais potente em uma gestão pedagógica para equidade.

O acompanhamento da aprendizagem deve ser transparente e simples, de modo


que os estudantes e suas famílias consigam acompanhar o processo de
desenvolvimento acadêmico de cada estudante.

Para além das Matrizes de Referência das avaliações de larga escala, a escola,
orientada pela Secretaria da Educação, pode e deve criar referências de
aprendizagem que subsidiem esse acompanhamento.
Enfim, o que é preciso para a escola
ser eficaz na promoção da
equidade?
Algumas características de escolas eficazes

Enquanto comunidade, a escola assume o compromisso coletivo de garantir o


aprendizado adequado para cada um dos estudantes, não permitindo que renda
familiar, raça, gênero etc. seja fator de diferença no desempenho acadêmico.

Tem uma organização orientada para a aprendizagem, com objetivos acadêmicos


claros e pactuados com toda a comunidade escolar.

Senso bem desenvolvido de comunidade, com distribuição de atribuições e


responsabilização, em que os objetivos e visões são compartilhadas entre
todas/os.
Algumas características de escolas eficazes

Possui estreita relação com as famílias no acompanhamento das atividades


escolares e da aprendizagem das/os estudantes.

A liderança escolar protege a sala de aula de interferências que tirem o foco da


efetividade do processo de ensino e de aprendizagem.

Professoras/es são apoiadas/os na identificação das dificuldades de cada


estudante e na estruturação de um processo didático-pedagógico que proporcione
aprendizado a cada um/a.
Algumas características de escolas eficazes

Manifesta sempre altas expectativas em relação ao trabalho das/os professoras/es


e servidoras/es, bem como em relação a capacidade de aprendizagem e
desenvolvimento integral dos estudantes.

Desenvolve procedimento transparente de feedback, preocupando-se em apoiar


as/os que demandarem maior atenção de cuidados para o pleno desenvolvimento.

Proteção do ambiente escolar no sentido de se ter um clima favorável ao


desenvolvimento profissional dos professores e servidores, bem como para a
aprendizagem das/os estudantes.
Obrigado!
rogers.mendes@centrolemann.org.br

Você também pode gostar