Você está na página 1de 5

ASSUNTO: Dureza Temporária e Permanente da Água

1. Introdução:
A água é dita dura quando nela estão dissolvidos sais dos cátions Ca 2+, Mg2+ e Fe3+. Em baixas concentrações, a presença destes íons não chega a ser prejudicial ao uso doméstico da água mas concentrações maiores destes íons interferem com a ação de limpeza de sabões e detergentes (pois dificultam a formação de espuma), causando também a corrosão de canos de aço, especialmente aqueles que transportam água quente.A dureza temporária é decorrente da presença de Mg(HCO3)2 . Ela é chamada de temporária porque pode ser eliminada pela fervura, o que expulsa o CO2 e desloca o equilíbrio. Assim, os bicarbonatos se decompõem aos carbonatos, precipitando o carbonato de cálcio. Se este for filtrado ou for removido por sedimentação, a água estará livre da dureza. A dureza permanente não pode ser eliminada por fervura. Esta decorre principalmente da presença de MgSO4 ou CaSO4 na solução. Pequenas quantidades podem ser obtidas em laboratório por destilação ou passagem através de uma coluna de resina de troca-iônica, onde os íons Ca2+ e Mg2+ são substituídos por Na+. Os íons de sódio não afetam a capacidade dos sabões de produzir espuma. 2.Objetivo Experimento realizado tem como objetivo observar a presença de dureza permanente e temporária em água 3.Material e Reagentes: 4 funis Bicarbonato de Sódio 9 tubos de ensaio de 18/2,5cm Carbonato de cálcio 2 erlenmeyer de 250mL Carbonato de sódio 10% Bico de Bunsen Sulfato de sódio Espátula Sulfato de magnésio 0,01N

Colocou-se um pedaço de sabão no tubo de ensaio II e no tubo de ensaio III. para realizar o experimento. Na dureza temporária. pesou-se 1g de carbonato de cálcio e colocou em um erlenmeyer contendo 100mL de água destilada.1 vidro de relógio Sabão Pipetas Detergente Estantes para tubos de ensaio 4 papéis de filtro Bastão de vidro Fósforo 4. No tubo de ensaio I adicionou-se 5 mL de carbonato de sódio a 10% e em seguida filtrou esta reação para um outro tubo de ensaio .Borbulhou nesta solução durante algum tempo. Ferveu-se o tubo de ensaio I durante 5 minutos e filtrou esta solução para um outro tubo de ensaio (tubo III). e no tubo III e agitou-se. Repetimos este mesmo procedimento. e 15mL para outro tubo(tubo II).o tubo de ensaio III. Procedimentos Experimentais Para observar a presença de dureza permanente foi realizado o seguinte procedimento: retirou-se 30 mL de solução de sulfato de magnésio 0. Em seguida colocou-se um pedaçinho de sabão no tubo II . gás carbônico e depois á filtrou. e adicionou-se 5 gotas de fenolftaleína . Retirou-se 30mL deste filtrado e transferiu 15 mL para um tubo de ensaio(tubo I) . mas no lugar do sabão foram colocadas 4 gotas de detergente no tubo de ensaio II e no III. Quando a solução é filtrada para o tubo de ensaio III o carbonato de .005N e transferiu 15 mL para um tubo de ensaio I e 15 mL para um tubo de ensaio II. No experimento para observar a dureza permanente o tubo de ensaio I onde foi adicionado o sulfato de magnésio ao carbonato de cálcio1 não ocorreu nenhuma reação aparente ou mudança de coloração.

Isto indica que há hidroxilas na solução . Ao filtrar a solução obteve-se água de bicarbonato de cálcio. Ao borbulhar o CO2 4 . Ao adicionar sabão no tubo II e no tubo III observou-se então que no tubo II ( não foi fervido ). pode-se observar a presença de dureza permanente e temporária e . no tubo III não apresenta dureza. o tubo I e o tubo II. Na dureza temporária o carbonato de cálcio3 adicionado em água destilada (coloração leitosa) não se solubilizou-se totalmente . Ao repetimos o experimento com detergente notamos que o tubo de ensaio filtrado apresenta mais sabão e o que não foi filtrado menos sabão.Resultado e discussão Pode-se observar que o sabão reage muito mas nesta solução do que no tubo de ensaio II. O tubo que contém sulfato de magnésio não reage com sabão pois apresenta dureza. Quando adicionado o sabão no tubo de ensaio III. ou seja. . ou seja . O tubo de ensaio II 2 contém íons de Mg2. apresenta dureza. O tubo I foi filtrado novamente para outro tubo (tubo III). não forma precipitados. e no tubo III espumou mais pois não apresenta dureza. Com base nos resultados obtidos . ou seja . 5. e mais solúvel. Logo esta solução foi separada em dois tubos de ensaio . ou seja. ou seja . pois.como estas durezas podem ser eliminadas. O tubo I foi fervido . ela é alcalina. pois o hidrogênio gerado reage com a hidroxila gerando água e neutraliza a basicidade. a solução volta a coloração inicial. apresenta dureza. o filtrado apresenta íons de sódio(Na +) que não afetam a capacidade dos sabões de produzir espuma.pois o cálcio reage com sabão e não forma espuma. espumou menos . ou seja .e ao ferver houve liberação de CO 2 e vapor de água. e o que fica no tubo de ensaio é apenas o sulfato de sódio. e a eliminação do cálcio . após adicionar a fenolftaleína a coloração passa a ser róseo. formando um precipitado.magnésio fica retido no filtro. diminuindo a dureza . transformou o bicarbonato em carbonato e precipitou o Ca2+ . A diferença entre o sabão e o detergente é que o detergente é mais efetivo.

pp. J. 24. inglesa. Tradução da 5ª ed. . Editora Edgard Blücher Ltda. Química inorgânica não tão concisa. 217.Referências Lee. D. 360-370. 1999.

considerando-o como um estearato de sódio solúvel ? Cite algumas desvantagens que o mesmo pode apresentar. Diferencie detergentes “duros” de detergentes “moles”. 3. Explique o que vem ser uma “substância amolecedora”. Em que consiste a água desionizada ? Onde ela é empregada ? 4. O que é um trocador de íons ? Caracterize os melhores trocadores de íons. 2. 9. Descreva os processos de tratamento utilizados neste experimento. . 5. mostrando todas a s equações ? 13. 6. Cite os principais processos utilizados para o abrandamento da água. Explique o significado de “água dura”. Explique porque os detergentes são mais eficientes que os sabões em água dura.Questionário: 1. 12. Em que consiste a água desionizada ? Onde é empregada ? 11. 7. Diferencie água “temporariamente dura” de “permanentemente dura”. Qual a fórmula química do sabão. Escreva as equações esquemáticas gerais para desionização da água dura por meio de um trocador de íons. 10. 8. O que é um trocador de íons ? Caracterize os melhores.