Você está na página 1de 19

A COMUNIDADE DA CRUZ SOBREVOANDO O TEXTO

A necessidade da Cruz: Romanos 3.23; 5.12 -21; 6.23; 2Coríntios 4.4; Efésios 2.1 -3; 1João 5.19 A obra da Cruz: Romanos 3.21 -26; 1Coríntios 15.3; 2Coríntios 5.18-21; Hebreus 9.26-28; 10.12; 1Pedro 3.18; 1João 1.7; Apocalipse 1.5,6 Os imperativos da Cruz: Lucas 9.23; João 3.16; Atos 2.22 -47; 16.30,31; Romanos 1.16,17; 5.1,2; 6.3,4; 10.1 17; Gálatas 2.20; 6.14 ILUMINANDO A PISTA 1. O que é o pecado? __________________________________________________________________ __________________________________________________________________ __________________________________________________________________ 2. Qual a diferença entre pecar e estar no pecado ? (1João 3.8-10) __________________________________________________________________ __________________________________________________________________ __________________________________________________________________ 3. Como se caracteriza a vida de uma pessoa que está longe de Deus? (Efésios 2.1-3) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 4. Qual é a única maneira de uma pessoa se aproximar de Deus? (João 14.6; 2Coríntios 5.18 -20) _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________ _ ________________________ 5. O que as palavras graça e fé tem a ver com o relacionamento do ser humano com Deus? (Efésios 2.8-10) _______________________________________________________________________________________ ___________________________________ ____________________________________________________ ________________________ 6. Leia Efésios 1.3-14 e escreva os motivos pelos quais devemos louvar a Deus. _______________________________________________________________________________________ _____________ __________________________________________________________________________ ________________________ 2 ATERRISSANDO NA PALAVRA 1. O CONCEITO DE PECADO A Bíblia define pecado utilizando pelo menos cinco palavras gregas. A mais comum é hamartia, que significa errar o alvo, e fala de um padrão que falhamos em atingir. Este padrão foi estabelecido por Deus, e é chamado de Lei Moral. A Lei é uma expressão do caráter de Deus, ou em outras palavras, a Lei é uma descrição de como Deus funciona . Quando Deus nos crio u à sua imagem e semelhança, Ele compartilhou seu caráter conosco. Nesse sentido, a Lei de Deus é semelhante ao manual de instruções do Criador, Deus, a respeito do bom funcionamento da criatura, o ser humano. O pecado, portanto, é tudo aquilo que contraria o caráter de Deus expresso em sua Lei. O pecado é a pretensão humana em funcionar e fazer o mundo funcionar de uma forma não planejada por Deus. 2. A NECESSIDADE DA CRUZ O pecado do ser humano trouxe conseqüências para toda a raça humana. Estas conseqüências explicam porque a Cruz de Cristo se tornou necessária. A palavra bíblica usada para descrever as conseqüências do pecado é morte (Romanos 3.23; 5.12-21; 6.23; Efésios 2.1-3). Em termos práticos, esta morte espiritual de que fala a Bíblia significa três coisas:

11. que o próprio Senhor Jesus indica: Se alguém quer vir após mim. livre do pecado e do Diabo. de modo que Jesus Cristo nos substituiu na cruz (Isaías 53.23). 8. REDENÇÃO: o pagamento do preço para o resgate pelo pecado (1Pedro 1.26.13.6). não apenas o ser humano está justificado diante de Deus. LIBERTAÇÃO: a vida fora dos limites e jugos de escravidão impostos pelo império das trevas (João 8. JUSTIFICAÇÃO: a eliminação da culpa pelo pecado (Romanos 5. o Filho de Deus.4.10.18 -21) 4. Efésios 1. SEPARAÇÃO DE DEUS.18-21) satisfazendo a justiça ultrajada de Deus e recebendo a condenação que pesava sobre nós.9-11. 10. este viver em conflito com Deus é também um viver em conflito consigo mesmo.10). REGENERAÇÃO: a nova vida resultante do novo nascimento (João 3. simbolizada pela expulsão do Paraíso. ADOÇÃO: a inclusão na família e a participação na herança de Deus em Cristo (Romanos 8. desfazer as obras do Diabo e restaurar o ser humano. PERDÃO: o cancelamento da dívida (Colossenses 2. a si mesmo se negue.22 -24.32.5. João 10.18. RECONCILIAÇÃO: a restauração do relacionamento com Deus (2Corintios 5.3.23) 2.17.5) 4.12. 1. uma vez que o pecado foi uma aliança com a Serpente. A OBRA DA CRUZ Todas as conseqüências do pecado do homem são sanadas pela cruz. HABITAÇÃO: a presença de Deus através do Espírito Santo (João 14.19.17. Gálatas 4.36. REGENEROU O SER HUMANO: em Cristo. Hebreus 9.4. 3. Efésios 2.17.25) 3.2. Gálatas 5.1-3. Efésios 1. Efésios 5. Colossenses 1. 2Coríntios 5.14) 4. Romanos 5. agora não mais definido pela comunhão.19) 3.19) 2.13. onde Jesus Cristo: 1.1-7. 3.15) A obra completa de Deus Pai a partir da cruz de Cristo pode ser resumida em três palavras: 1. dia a d ia tome a sua cruz e siga-me (Lucas 9. BATISMO: a inclusão em Cristo e no corpo de Cristo (1Coríntios 12.14. Mas o Evangelho exige uma resposta humana. A SI MESMO SE NEGUE: nada mais coerente. Efésios 2. Luca s 11.5. 1João 1. Hebreus 2. Apocalipse 1. João 8. Filipenses 2. Tito 2. DESTRUIU O DIREITO E O PODER DO DIABO: a Bíblia diz que Jesus Cristo se manifestou para desfazer as obras do Diabo (Mateus 28.12.14.19.1. 1João 3.1-7.5-16. mas pela rebeldia (Gênesis 3. 3 2.14. Tiago 4. PENHOR: a garantia da herança em Cristo e a possibilidade de experimentar as primeiras bênçãos do céu (Romanos 8. em detrimento da submissão a Deus.14-23.8. pois perdeu a autoridade não apenas sobre o mundo natural como também sobre o mundo espiritual (2Coríntios 4. pode ser resumida em quatro palavras: 1. SATISFEZ A JUSTIÇA DE DEUS: a Bíblia diz que Jesus Cristo morreu por nós (Lu cas 22. quando o ser humano substitui Deus pelo seu próprio eu. na cruz. Romanos 3. uma vez que o pecado é errar o alvo. SELO: a marca de propriedade de Deus e a garantia de que o relacionamento com Deus é inviolável (Efésios 1. DEGENERAÇÃO DA IMAGEM DE DEUS. A obra completa de Jesus Cristo.18. viver num padrão conflitante ao caráter de Deus.13. 2Coríntios 5.3 -6) 2. OS IMPERATIVOS DA CRUZ A obra de Cristo na cruz foi completa em termos de satisfazer a justiça de Deus.23) 3. PROPICIAÇÃO: a satisfação da justiça de Deus ultrajada pelo pecado (Romanos 3.4. o caminho da . o ser humano se tornou escravo do Diabo e seus espíritos malignos. 1João 5.8. 1Pedro 3. Efésios 2. SUJEIÇÃO AO DIABO.16-18). isto é.7.1. 4 1.20-23. pois considerando que o pecado é essencialmente uma atitude de rebeldia diante de Deus. 1Tessalonicenses 5.16.14) 2. 34 -36. é contrariar não apenas a natureza de Deus como também a própria natureza humana (Romanos 7).13. Efésios 1.5) A obra completa do Espírito Santo de Deus a partir da cruz de Cristo pode ser resumida em cinco palavras: 1.13) 5.1) 3.13. mas também é uma nova criatura (João 3. que resulta em um novo status do relacionamento com Deus. Apocalipse 1.15.23.14) e também pelos nossos pecados (1Coríntios 15.24.

38). 2Coríntios 5.15. quando ele morreu.1. Por esta razão o apóstolo Paulo disse que se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte. de modo que podemos considerar que a cruz de Cristo é também a nossa cruz (Gálatas 2. é um ato de fé (Atos 16.14).31. De que Cristo nos salva? 5. também o seremos na semelhança da sua ressurreição .. Efésios 2.30. O que significa negar a si mesmo. 3. para que. e não em uma decisão passada. CONCLUSÃO O PECADO DO HOMEM A OBRA DA CRUZ A RESPOSTA DO HOMEM Rebeldia que afasta de Deus Satisfaz a justiça de Deus Negar a si mesmo por Cristo Sujeição ao Diabo Desfaz às obras do Diabo Tomar a cruz de Cristo Degeneração da imago Dei Regenera o ser humano Seguir a Cristo PONDO OS PÉS NO CHÃO 1. como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai.16) 8. 10. .16. 5.4).18 -20.14.volta implica na submissão do eu a Deus.9) 7. 2.4. De que maneira Jesus espera que seus discípulos tornem pública a sua fé? (Mateus 28.23) 6.3. Por que a cruz de Cristo foi necessária? 4. Romanos 1. Você crê em Jesus como seu Salvador e Senhor? O que isto significa para você? (Romanos 10. Por esta razão o anúncio do Evangelho é uma convocação ao arrependimento: meia volta. assim também andemos nós em novidade de vida (Romanos 6. devemos crer que estávamos incluídos em Cristo. Compartilhe suas respostas pessoais da fase Iluminando a pista. 6. Como se distingue sua vida antes e depois de Cristo? (Romanos 6. Escreva uma oração que sintetize sua experiência estudando A Comunidade da Cruz.8-10).20. Atos 2. 1-17. Aliste os princípios fundamentai s que você descobriu ou reafirmou através deste estudo da palavra de Deus. 2. Marcos 16. isto é. tomar a cruz e seguir a Jesus? (Lucas 9. então a experiência cristã implica na companhia constante de Jesus.2.17) 9. pois fomos sepultados com ele na morte pelo batismo.. DIA A DIA TOME A SUA CRUZ: conforme nos ensinou o apóstolo Paulo. 3. Para que a cruz de Cristo seja eficaz em nós. vermos a nós mesmos crucificados em Cristo. mudança de rumo (Marcos 1. Jesus nos incluiu em sua cruz. Uma vez que a cruz deve ser tomada dia a dia. SIGA-ME: mais uma vez atestamos a coerência da convocação de Jesus.17. Esta identificação com Cristo em sua cruz.3.

compartilhada por todos os seres vivos. 2Coríntios 7.4 A Nova Vida: 1Pedro 1.10.30. João 3.1. 5.1 -5 ILUMINANDO A PISTA 1.14. quem não tem o Filho de Deus. portanto.24.5. mas como vemos. Efésios 4.6.6.31. tem a vida. Hebreus 12. é essencialmente um tipo de relacionamento com Deus no qual o Espírito Santo nos possi bilita experimentar mais e mais a vida abundante que há em Jesus. pois quem nasce de novo.11.10. 5. que o apóstolo Pedro chama de participar da natureza divina (2Pedro 1. Os gregos usavam duas palavras para se referir à vida: bios. Este n ovo nascimento espiritual acontece quando uma pessoa se reconcilia com Deus através de sua fé em Jesus (João 3. Ele estava se referindo a este acesso à vida zoé. 1Coríntios 15.42 -49) _______________________________________________________ ________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 4..31.1 14.16) ____________________________________________________________________ ___________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 3. E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna. . espiritual.25.A COMUNIDADE DA VIDA SOBREVOANDO O TEXTO O Novo Nascimento: João 3. Romanos 6. e esta vida está em seu Filho. 1Tessalonic enses 4. nasce de cima. 10. portanto. 5.13 -16) __________________________________________________________________ __________________________________________________________________ __________________________________________________________________ 2 ATERRISSANDO NA PALAVRA 1.6.13 -16. O primeiro nascimento é biológico. Ser cristão.4).24. Colossenses 1. Qual é o principal propósito de Deus para a vida de um cristão? (Romanos 8. do alto. 11.28. não é apenas uma questão de crenças e perdão para pecados. Qual é o padrão de integridade para a vida cristã? (1Pedro 1.5.12. Quem tem o Filho.16. 20. 11.17. 20. 2Coríntios 3. não tem a vida (João 3..23.18. Como pode uma pessoa nascer duas vezes? (João 3.12 O Novo Homem: Romanos 8. mas tenha a vida eterna . 10. o segundo.25. Quando Jesus disse que era necessário nascer de novo para que se pudesse entrar no reino de Deus.3 -6) __________________________________________________________________ _____________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 2. Muitas pessoas pensam na vida eterna como pós vida ou vida depois da morte.12). Colossenses 3. de onde derivamos nossa palavra em português que diz respeito à vida natural.28 -30) ___________________________ ____________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 5.31. mas a transformação pessoal.28-30.11 13.16.16). 5. O novo nascimento é obra exclusiva de Deus. que nos dão acesso à experiência da vida eterna. 2Pedro 1.1-8. O que é necessário para que uma pessoa participe do reino de Deus? (João 3. 14. a Bíblia ensina que a comunhão com Jesus nos dá acesso imediato à vida de Deus.19. 1João 5.29.13.42 -49. Quais são as duas dimensões básicas de vida? (1Coríntios 15. mediante a conversão e o novo nascimento. própria de Deus. O NOVO NASCIMENTO A conversão é o ato voluntário do ser humano que se rende a Cristo.30. 14. 1João 5. do Espírito Santo de Deus (João 3.11. a vida espiritual. A salvação em Cristo. vida de Deus. A mensagem mais elementar do Evangelho deixa claro que a salvação que recebemos de Deus é a vida eterna: porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho Unigênito para que todo o que nele crer não pereça. Filipenses 2. Gálatas 4.31).6. e zoé.

3 3. devemos agir diligentemente para nos apropriarmos e experimentarmos todas as riquezas espirituais que já são nossas em Cristo (Efésios 1. 2Coríntios 3. Efésios 4. Qual a diferença entre a VIDA BIOS e a VIDA ZOÉ? 5. ou uma nova humanidade (Efésios 2.13-16).3). 1Tessalonicenses 4.29). Filipenses 2. Em termos de nossa POSIÇÃO. Aliste os princípios fundamentais que você descobriu ou reafirmou através deste estudo da palavra de Deus. Este novo homem é. Esta nova vida em Cristo possui o padrão do caráter de Deus. que naturalmente resulta em um estilo de vida que reflete o caráter e a natureza de Deus. mas fu ndamentalmente uma nova criatura.19. 3. A NOVA VIDA O processo de transformação pessoal até no s tornarmos semelhantes a Cristo é chamado de santificação. O que você entende por NOVO HOMEM COLETIVO.1 -14. 2. que dá origem ao novo homem que é capaz de experimentar uma nova vida. por assim dizer.13.2). Este processo de santificação pode ser melhor compreendido com duas expressões: POSIÇÃO e CONDIÇÃO. Qual a diferença essencial entre um cristão e um não cristão? 4. Leia os textos bíblicos indicados (Romanos 6.42 -49). Uma vida santa é totalmente dedicada a Deus em obediência. um homem coletivo. conforme já verificamos. mas também aos cristãos em unidade com Cristo. Gálatas 4. mas sim pelo relacionamento dinâmico com Cristo.14).28-30. O NOVO HOMEM Deus está construindo uma nova humanidade a partir de Jesus Cristo (1Coríntios 15. O que significa ser santo? 7. 5. de modo que o cristão não é apenas uma pessoa que tem seus pecados perdoados. e de que maneira isso afeta a sua vida? 6.28. Colossenses 1.1. Escreva uma oração que sintetize sua experiência estudando A Comunidade da Vida. mas em termos de nossa CONDIÇÃO. POSIÇÃO CONDIÇÃO Morto com Cristo e vivo para Deus Fazendo morrer a natureza terrena Livre da escravidão do pecado Oferecendo o corpo como escravo da justiça Deus opera em vós Desenvolvei a vossa salvação Cristo vos libertou Permanecei livres CONCLUSÃO A vida cristã não se explica por um conjunto de doutrinas e procedimentos morais. para mostrar que somente pessoas transformadas de dentro para fora podem viver de acordo com os padrões de Deus.11-13. Compartilhe suas respostas pessoais da fase Iluminando a p ista. Por esta razão Jesus iniciou o Sermão do Monte.12. Hebreus 12. que descreve a ética do reino de Deus. Uma vez identificados com Cristo em sua morte e ressurreição.3.11-22.17). somos desafiados por Deus a andar em novidade de vida (Romanos 6. Quais as implicações práticas dos conceitos POSIÇÃO e CONDIÇÃO em Cristo? 8. pureza e serviço (2Coríntios 7.23. como se Cristo e os cristãos formassem um homem. PONDO OS PÉS NO CHÃO 1. Colossenses 3.12. Nesse caso.18. a essência da vida cristã está baseada no novo nascimento.2. Cristão quer dizer pequeno Cristo .13). nós cristãos estamos em Cristo. ou nova criação de Deus. 1Coríntios 12. um novo homem (2Coríntios 5. . Nada mais verdadeiro para descrever alguém que experimentou o novo nascimento e agora vive predestinado a tornar-se semelhante a Jesus Cristo (Romanos 8.1-8.1-5) e observe o quadro a seguir. e po rtanto deve ser uma vida santa (1Pedro 1. descrevendo as pessoas bem -aventuradas. pois a Bíblia chama a igreja de corpo de Cristo. sob a ação do Espírito Santo. Este novo homem ou nova humanidade não diz respeito apenas ao cristão individualmente. e compartilhamos de sua vida divina. 1João 3.

13-20. 18.. Tiago 5. Romanos 16.. Por que razão um cristão deve estar integrado em uma comunidade cristã local? (1Coríntios 12.11-22). ILUMINANDO A PISTA 1.2. Gálatas 6.11-16. 12. Quais são algumas metáforas bíblicas para a Igreja? (Atos 20.12-14.34.15-17) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 5.. isto é. portanto. nós nos tornamos ao mesmo tempo membros da igreja Cristã .11 -22. certamente está se referindo a esta nova humanidade (Mateus 16.21 -26) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 2 6.9. Não se trata de uma opção para cristãos que são mais gregários do que outros. Quem instituiu a Igreja? (Mateus 16.18.13 -27 O funcionamento da Igreja: Romanos 15.16. Quando Jesus declara que pretende edifi car sua igreja. não é: Farei parte da comunidade da fé?.1. assim como não podemos ser pessoas e não pertencer a uma família. não é apenas o indivíduo. 1Pedro 2. nova criatura. mesmo que estejamos ausentes das celebrações desta congregação. mas sim: Como viverei na comunidade da fé? .14. A ORIGEM DA IGREJA Deus está construindo uma nova humanidade através de Jesus Cristo (Efésios 2.A COMUNIDADE DO AMOR SOBREVOANDO O TEXTO A origem da Igreja: Mateus 16. 1Tessalonicenses 5. 1Coríntios 12. 3. Jamais podemos ser cristãos e nos considerarmos desvinculados da igreja.13.35) _______________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________ __________________________ ________________________ ATERRISSANDO NA PALAVRA INTRODUÇÃO Eugene Peterson diz que no momento em que confessamos Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador.9) _______________________ ________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 3. mesmo que recusemos a identificação com uma congregação em particular.12. 8. Qual a diferença entre o corpo de Cristo universal e a comunidade cristã loc al? (Mateus 16. Nossa membresia na igreja é o corolário da nossa fé em Cristo. Trata-se de uma parte essencial do processo da redenção . . Efésios 2. Apocalipse 5.3-5. 1Pedro 2.4-7 A composição da Igreja: Atos 20.15. A questão.41-47. mesmo que não permitamos que nosso nome seja ins erido no rol de membros de uma igreja.18. mas o homem coletivo . 18.13 -20) _______________________________________________________________________________________ _____________ __________________________________________________________________________ ________________________ 2.10 As dimensões da Igreja: Mateus 16.1 4.9. Ser membro da igreja é um fato espiritual básico para todos aqueles que confessaram Cristo como Senhor. Qual é a maior característica da comunidade dos discípulos de Jesus? (João 13. o corpo místico de Jesus Cristo. Efésios 2.28) ______________________ _________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 4.15 -17. nova criação de Deus. no momento em que nos tornamos cristãos. 1Coríntios 1.12 -31.28. Colossenses 3. Efésios 4.2022. 20. 1Coríntios 3..2.5.18).19 As dinâmica da vida da Igreja: 1Coríntios 12.16. Quem pode fazer parte da Igreja? (Atos 2. a nova humanidade. 1.28. O novo homem.

1Pedro 2.. n ão sou do corpo. e salienta pelo menos três pr incípios que devem nortear a vida em comunidade (1Coríntios 12. apóstolo (Atos 20. Todos os cristãos são pedras vivas que compõem o templo onde Deus habita pelo Espírito (Efésios 2. Apocalipse 5. E se a orelha disser: Porque não sou olho. 4. 1. pois não foi carne e sangue que to revelaram.10).3. Eu edificarei a minha Igreja . 1. 41) (4) perseveram na doutrina dos apóstolos (2. estabelece um paralelo entre a comunhão histórica dos cristãos com a realidade do corpo humano. na casa de Áquila e Priscila. a pedra sobre a qual a igreja de Cristo está edificada é o próprio Cristo (1Pedro 2.13 -27).37-47. 4 4. por isso que é chamado de Igreja universal (Mateus 16. Simão Barjonas. De acordo com o testemunho de Lucas. nem por isso deixará . A diversidade do corpo de Cristo: Se o pé disser: Porque não sou mão. indicando que a existência da Igreja não se explica p ela iniciativa humana. Lucas. E somen te aqueles que estão em Cristo compõem o corpo de Cristo. fez referência à comunidade cristã local. fo rmam um só corpo.41) (2) se arrependem de seus pecados e recebem o perdão de Jesus (2. que está nos céus . 1Coríntios 1.13 -20). Apocalipse 5.12. Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja .5. No dia do Pentecoste. 38) (3) se submetem ao batismo em nome de Jesus (2.2. A DINÂMICA DA VIDA DA IGREJA A figura usada pelo apóstolo Paulo para descrever a igreja: corpo de Cristo. a festa judaica narrada em Atos 2.15 -17). e tem muitos membros.1.10).9.46.2. não sou do corpo. Todos os cristãos foram mergulhados pelo espírito Santo no corpo de Crist o (1Coríntios 12.2 ). porque. embora sendo muitos.Na primeira vez em que a palavra grega ecclesia é citada com referência à comunidade cristã. mas um só corpo 4.. mas meu Pai. disse Paulo. assim como o corpo é um. que implica na identificação com seu corpo místico universal. cuja história está narrada em Atos 2. A unidade do corpo de Cristo: o corpo não é um membro.38.1.47) (6) assumem voluntariamente um compromisso de unidade de relacionamentos (2.19).42) (5) reunem-se regularmente para a celebração do evangelho (2. O Novo Testamento deixa claro que a comunhão com Jesus Cristo. e assim por diante (Romanos 16.42. Jesus. A Igreja de Jesus Cristo é composta por pessoas compradas pelo sangue de Jesus Cristo.3 5. podemos dizer que em termos práticos. o Novo Testamento a coloca justamente na boca de Jesus. e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas . pois seria um absurdo de interpr etação imaginar que o irmão em pecado fosse apresentado à igreja em sua dimensão universal (Mateus 18.13). Aquelas pessoa constituíram a primeira comunidade cristã local.20 -22. seguida de três declara ções esclarecedoras a respeito da origem e fundamento Igreja (Mateus 16. mas muitos . Por isso é que o Novo Testamento usa a palavra ecclesia para referir-se tanto à igreja quanto às igrejas (1Coríntios 8. a igreja de Jesus é composta por pessoas que: (1) aceitam o evangelho de Jesus Cristo (2.. Mas esta Igreja Universal se expressa historicamente através das centenas e milhares de comunidades cristãs locais: a igreja que está em Corinto. disse que os que aceitaram a mensagem de Pedro foram batizados. onde Jesus assume total responsabilidade pela viabilidade de sua comunidade.28).18. e todos os membros do corpo. que o apóstolo Pedro compreendeu ser uma auto referência do Senhor Jesus. nem por isso deixará de ser do corpo. há muitos membros.44 . A COMPOSIÇÃO DA IGREJA Todos aqueles que estão em Cristo compõem o corpo de Cristo.45) 3. 1. Bem aventurado és tu.. isto é. 3 2. AS DIMENSÕES DA IGREJA: UNIVERSAL E LOCAL A teologia chegou a um consenso de que todos os cristãos de todos os lugares e todos os tempos compõem a igreja corpo vivo e místico de Cristo. mas pela prerrogativa divina em revelar seus mistérios. quando falou a respeito do processo de disciplina na igreja. o evangelista.7). assim também é Cristo . deve resultar na participação comunitária.9. o apóstolo Pedro pregou o primeiro se rmão da era cristã.

De acordo com o Novo Testamento o ministério dos pastores da igreja é viabilizar a rede de relacionamentos de mutualidade para que a igreja cumpra seu ministério pastoral. é afirmar que pessoas precisam de pessoas (Romanos 15. onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido. cresça e edifique a si mesmo. Tiago 5. 3.. confessar pecados uns aos outros. que também uns aos outros vos ameis. onde estaria o olfato? .16). compreendemos que uma igreja cristã é tão saudável quanto saudável sua rede de relacionamentos interpessoais. Nesse caso. 4.16. . mas em três pessoas: Deus é uma unidade perfeita de relacionamentos entre três pessoas que compartilham a mesma essência.12-31). a fim de que todo o corpo. A igreja de Jesus funciona a partir de uma rede de relacionamentos interpessoais. onde todos os membros se necessitam e devem estar em contato harmônico uns com os outros para que não apenas eles mesmos sobrevivam. para que todos os membros tenham igual cuidado uns dos outros . nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós.1. Colossenses 3.de ser do corpo. na medida em que cada parte cumpra a sua função (Efésios 4. mas também e principalmente. O Novo Testamento ensina que a rede de relacionamentos entre cristãos implica mutualidade. Escreva uma oração que sintetize sua experiência estudando A Comunidade do Amor. bem exemplificado através da metáfora do corpo vivo (1Coríntios 12. assim como eu vos amei.2. Como podemos avaliar se uma pessoa está de fato integrada em uma comunidade cristã local? 9. orar uns pelos outros. A expressão bíblica para tornar prática esta mutualidade é uns aos outros . Aliste algumas razões pelas quais a integração na comunidade cristã local é imprescindível para a vida cristã saudável. Compreendemos também a diferença entre o ministério dos pastores da igreja e o ministério pastoral da igreja (1Tessalonicenses 5. Como podemos harmonizar a responsabilidade dos pastores pela vida da igreja e a responsabilidade dos cristãos uns para com os outros? 7. O FUNCIONAMENTO DA IGREJA Um dos aspectos de nossa humanidade criada à imagem e semelhança de Deus é a vocação para os relacionamentos interpessoais. 5.35). Se o corpo todo fosse olho. 5 CONCLUSÃO O Senhor Jesus Cristo deixou claro qual seria a experiência espiritual que causaria maior impacto no mundo: Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros.34. Quais são as maneiras pelas quais o amor pode se tornar prática na dinâmica cotidiana de uma comunidade cristã local? 8. Por esta razão. como por exemplo levar as cargas uns dos outros. Aliste os princípios fundamentais que você descobriu ou reafirmou através deste estudo da palavra de Deus. Quais são os grandes obstáculos contemporâneos para a integração de um cristão na comunidade cristã local? 5. Nisto conhecerão todos que sois m eus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros (João 13.12-14). ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas. PONDO OS PÉS NO CHÃO 1. 2. os membros do corpo que parecem ser mais fracos são necessários . A mutualidade do corpo de Cristo: E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti. para que o corpo inteiro seja preservado. Compartilhe suas respostas pessoais da fase Iluminando a pista. que chamamos de mandamentos recíprocos . Antes.. O mistério da Santíssima Trindade indica que Deus é um só. Gálatas 6.3. aconselhar uns aos outros.. 4. cremos que tão certo qua nto dizer que pessoas precisam de Deus.14. Qual é a diferença entre o ministério dos pastores da igreja e o ministério pastoral da igreja? 6.11 -16).

55 ILUMINANDO A PISTA 1. 1Coríntios 12 -14.16.1 -30) ___________________________________________________________________________ ____________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 2 6. Como a Bíblia descreve o rel acionamento do discípulo de Jesus com o Espírito Santo? (1Coríntios 6.22. Como o Espírito Santo atua para promover a edificação do corpo de Cristo? (1Coríntios 12.16-26 A plenitude do Espírito: Efésios 5.23 A vida no Espírito: Gálatas 5.17.18-21 Os dons do Espírito: Romanos 12.26.18-21) _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________ _________________________________ ________________________ ATERRISSANDO NA PALAVRA INTRODUÇÃO . Qual é a relação entre o Espírito Santo e a conversão a Cristo? (João 3. Quando começa o relacionamento de uma pessoa com o Espírito Santo? (Efésios 1.5 -8.27.26 -40.1 -31) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 8. 1Pedro 4.11.18) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 7.26.31.7 -15 O batismo no Espírito: Mateus 3.19.10.A COMUNIDADE DO CARISMA SOBREVOANDO O TEXTO O ministério do Espírito: João 14.13) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 5. Qual é a relação entre o Espírito Santo e a participação do cristão no corpo de Cristo? (1Coríntios 12.11 As visitações do Espírito: Mateus 3.16. Efésios 5. Lucas 10. 25.11.21.12 -14) _______________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________ __________________________ ________________________ 4. O que o Espírito Santo faz pelos discípulos de Jesus? (Romanos 8. Atos 4.1-16) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 2. 15.17.20) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 3. Efésios 4. 7. Por que a participação nos ajuntamentos cristãos é importante para a vida cristã? (1Coríntios 14. 16.12.12 O fruto do Espírito: Gálatas 5. Qual a relação entre o Espírito Santo e a maturidade do discípulo de Jesus? Como você descreve um discípulo maduro? (2Coríntios 3.

Isto quer dizer que nem todas as manife stações do Espírito Santo são espetaculares e explícitas. cada cristão na dinâmica de sua experiência comunitária.19.33.31) 4. Os dons espirituais devem ser exercidos com decência e ordem de m odo que seus propósitos de benefícios para toda a comunidade não sejam desvirtuados (14. Romanos 8.9. Existe uma hierarquia de dons espirituais. estes fatos simultâneos: selo. quando uma pessoa é selada com o Espírito.40) 7. mas nem sempre estas manifestações poderosas foram acompanhadas de sinais externos visíveis ou sensíveis àqueles que estavam ao redor (Lucas 8. Jesus agiu no poder do Espírito Santo e liberou este poder para curar pessoas (Lucas 4.18 -21).7) 4.22. como e através de quem se manifesta (12. O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO Uma vez em comunhão com o Espírito Santo.1-12). a Bíblia nos ensina que devemos buscar ser cheios do Espírito Santo. recebe uma prova da presença do Espírito Santo (1Corintios 12. O Espírito Santo de Deus é quem determina quando.13). 1Coríntios 12-14.1 -13) 6. 1.11). habita não apenas o cristão individualmente. a unidade mística de todos os discípulos de Jesus Cristo (1Coríntios 12. 6. s endo todos igualmente importantes (12.5-8. num processo ininterrupto onde cada cristão é usado pelo próprio Espírito Santo para o bem comum. Os dons espirituais existem para beneficiar a comunidade cristã como um todo (12.16. isto é.1) 5. somente possível se o Espírito Santo a produzir. Efésios 1.10. viver na plenitude do Espírito. AS VISITAÇÕES DO ESPÍRITO SANTO As manifestações do Espírito Santo na vida dos cristãos e de suas comunidades geralmente acontecem a toda hora e todos os dias.11-16. habitação e integração no corpo de Cristo são identificados pela expressão batismo no Espírito Santo. considerando que batismo é uma palavra que significa imersão.28. Os dons espirituais devem ser exercidos na dinâmica do amor fraternal (13. Sendo assim. sendo guiados e totalmente controlados por ele. O relacionamento de um cristão com o Espírito Santo pode ser descrito através de cinco experiências. o que equivale dizer que somente se explica e se processa sob a interferência e ação do Espírito S anto de Deus. por isso a Bíblia diz que no momento em que somos batizados no Espírito Santo. 2. que o chamou de fruto do Espírito (Gálatas 5. E. mas nem todos circunstancialmente relevantes (12.23). OS DONS DO ESPÍRITO SANTO Considerando que os cristãos são habitados pelo Espírito Santo tanto individual quanto coletivamente. e também pelo apóstolo Paulo. mas também todos os cristãos como se fossem uma pessoa somente. Os cristãos devem buscar conhecer e experimentar as manifestações do Espírito Santo na vida em comunidade (12.2. indicando que não há esforço humano que possa produzir esta qualidade de vida. O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO A experiência do novo nascimento é também descrita como batismo no Espírito Santo .7 . somos também integrados ao corpo de Cristo. O Espírito Santo. penhor.11) 3. 3 Esta experiência de ser cheio do Espírito Santo é uma ordem para todos os cristãos e implica um processo de rendição ao Espírito Santo através do qual podemos experimentar mais e mais da vida de Cristo em nós (Gálatas 5. a qualidade da vida divina (Romanos 12. 1Pedro 4. podemos afirmar que: 1. isto é. o maior texto bíblico a respeito deste assunto.12. Efésios 4.BLH). podemos compreender que o cristão é aquele que foi imerso no Espírito Santo e em quem o Espírito Santo foi igualmente imerso. A grande evidência de que uma pessoa está rendida à influência do Espírito Santo é a manifestação do caráter de Cristo em sua vida.14). recebe o Espírito Santo (Atos 19. Por esta razão a Bíblia diz que o cristão é o templo do Espírito Santo. é habitado pelo Espírito Santo (1Coríntios 3. o fruto do Espírito. . 3.43-48). entretanto. 14.16-18. Todos os cristãos possuem dons espirituais (12.20). através dos quais todos os cristãos se abençoam mutuamente para que experimentem mais e mais o caráter de Cristo. Este caráter foi descrito pelo próprio Senhor Jesus nas Bem -aventuranças (Mateus 5.7) 2. De acordo com 1Coríntios 12 a 14.18). Estas manifestações do Espírito Santo na comunidade dos cristãos são chamadas de dons espirituais ou dons do Espírito.1.John Wimber dizia que a vida cristã é naturalmente sobrenatural. Efésios 5.21 -25).13.

9).13. 12. mas também SOBRE o cristão e sua comunidade. Lucas 10.19). Escreva uma oração que sintetize sua experiência estudando A Comunidade do Carisma. Por que o Espírito Santo é imprescindível para o êxito do discipulado? 4. De que maneira você experimenta a presença de Deus? Quando foi a última vez que você percebeu ou discerniu claramente a presença e atuação de Deus ao seu redor? 8. Faça uma avaliação de sua vida cristã à luz do fruto do Espírito.31. e a partir de então o cristão entra em um relacionamento dinâmico com Deus.1.13-17.21. Efésios 1.4 Mas a Bíblia também registra momentos específicos quando o Espírito Santo manifesta sua presença de maneira eventual tendo em vista adensar a experiência de um cristão ou uma comunidade cristã em sua intimidade com Deus (Mateus 3. Compartilhe suas respostas pessoais da fase Iluminando a pista. 1Tessalonicenses 5. Efésios 4.9).18. Neste relacionamento o cristão possui uma parcela considerável de responsab ilidade para que o Espírito Santo atue livremente em sua vida e sua comunidade (1Coríntios 3. Atos 2. 5. CONCLUSÃO O batismo no ou com o Espírito Santo acontece no momento da conversão a Cristo (Atos 19.14.55. Você sabe quais são os seus dons espirituais? Isto é.2. 7.30. você é capaz de identificar a maneira como o Espírito Santo geralmente se manifesta através de você para abençoar pessoas? 7. 4.31. 3. Esta experiência se explica pelo fato de que o Espírito Santo está não apenas EM o cristão e sua comunidade. Quais são os aspectos do ministério do Espírito Santo que você mais deseja ou necessita? 6. Aliste os princípios fundamentais que você descobriu ou reafirmou através deste estud o da palavra de Deus. 13. Romanos 8. PONDO OS PÉS NO CHÃO 1. 5.1-4. . 2.

o reino de Deus eqüivale ao domínio de Deus sobre todas as coisas no céu.15. Marcos 1. 52. A expressão basileia. Romanos 14.14-20. Judas 25): o tempo quando o reino de Deus será consumado. Colossenses 1. Apocalipse 21.15-20 A promessa do reino: Marcos 10. Qual é o papel da Igreja em relação ao reino de Deus? (Efésios 1.15. um dia. 2Coríntios 4. Sofonias 3. 17.6.17.10.15).18 -23. Lucas 4.15) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 2.A COMUNIDADE DO REINO SOBREVOANDO O TEXTO O significado do reino: Mateus 4. Lucas 20.1. Haverá. 7. O SIGNIFICADO DO REINO DE DEUS Reino é uma expressão que denota autoridade e governo.7. 1. 20.16 -5.29).21 ILUMINANDO A PISTA 1.34.18-25. muito embora Deus seja soberano sobre todo o universo criado.1.14.16-5.1-7) _______________________________________________________________________________________ ______________ _________________________________________________________________________ ________________________ 2 ATERRISSANDO NA PALAVRA INTRODUÇÃO Os evangelhos registram que nenhum outro assunto mereceu tanta atenção de Jesus quanto o reino de Deus.28-31. Filipenses 2.20-24 Os sinais históricos do reino: Lucas 4. neste mundo e no mundo porvir (Efésios 1.34.13 -28. Judas 25 As dimensões do reino: Marcos 1.17) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 4. 3. Em termos simples.18-23. quando Deus exercerá seu domínio em perfeição.22.23. de modo que muitas coisas acontecem ainda no mundo que contrariam a perfeita vontade de Deus. Efésios 1. 26.18 -21. Romanos 8. entretanto. seu domínio ainda não é completo. com referência ao reino de Deus aparece 111 vezes no Novo Testamento.15-20).2.14. O Novo Testamento fala da era vindoura e do mundo porvir (Marcos 10.29.14. na terra e d ebaixo da terra.23 -25.12-14. 26. Mateus 12.19 -21. Os profetas afirmaram que Deus é tanto um Rei quanto aquele que se tornará Rei (Isaías 24. AS DIMENSÕES DO REINO DE DEUS . Você acredita que o reino de Deus pode ser implantado na terra? Por que? (Mateus 25. Como Jesus demonstrou a realidade do reino de Deus? (Lucas 4.20-24.14. Efésios 1.1 -4. Zacarias 14.20-22) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________________ 3. 2Coríntios 4. 7.9).18-23. Filipenses 2.9-11.18 -21. Apocalipse 21).28.35. Hebreus 2.22. e todos os filhos de Deus estarão à mesa para a celebração final (Mateus 25. 2. Qual foi a mensagem central de Jesus? (Marcos 1. Lucas 20.18. A PROMESSA DO REINO DE DEUS É evidente que.28 -31. João 14. 1João 3. e esta é a grande esperança cristã: o novo céu e a nova terra (1Coríntios 15. O ministério de Jesus pode ser descrito em resumo pelas seguintes palavras: Percorria Jesus todas as aldeias e cidades convocando todas as pessoas ao arrependimento para que pudess em entrar no reino de Deus (Mateus 4.9-11.10. 33.23-25. Qual é a essência do reino de Deus? (Romanos 14.35. Atos 2. Marcos 1.18-23) _______________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ _____________ ________________________ 5. Colossenses 1. Lucas 17.

9). mas ainda não fomos plenamente transformados à imagem de Deus (1João 3.1.15. e em Cristo.16).18-23). A igreja.18 -21.22.21). e manifestando sua glória não somente em. 1João 3.14). Lucas 4.7). possui pelo menos três significados. Romanos 8. Romanos 8. podemos e devemos esperar os sinais históricos de que o Deus soberano está no controle. 17. quando o Filho do Homem vier em toda a sua glória .1-3. responsável por dar continuidade ao ministério te rreno de Jesus (João 14.1). Estamos falando sim dos sinais indicados em Lucas 4. 4.24. a terra. portanto. Evidentemente. OS SINAIS HISTÓRICOS DO REINO DE DEUS As primeiras palavras públicas de Jesus apontaram para o fato de que o reino de Deus havia sido inaugurado (Lucas 4. Pode também se ref erir a um sistema de vida. Mateus 12. deve fazer as mesmas obras de Jesus.4-7. Jesus é o portador do reino de Deus. Dentro de vós e Sobre vós Considerando que o reino de Deus é o domínio e o governo de Deus. A RELAÇÃO MUNDO-IGREJA-REINO A expressão mundo . que podemos resumir em três palavras: (1) Salvação: a reconciliação do ser humano com Deus (2) Libertação: a liberdade da escravidão do império das trevas (3) Restauração: a reconstrução da vida em todas as suas dimensões 5. Jesus ensina que o reino de Deus não vem com visível aparência. é a parte do mundo-humanidade. 3. pois ele será implantado apenas na eternidade. Mas Jesus também disse que deveríamos orar pedindo a Deus que seu reino viesse sobre nós. mas ainda não fomos completamente redimidos das vulnerabilidades de nosso corpo mortal (João 5.18 -23. Hebreus 2. 20.3.2).1-4). já estamos em Cristo. O propósito eterno de Deus é o estabelecimento do seu reino: seu domínio de fato e de direito de D eus sobre o mundo em todas as suas dimensões.15.20-24. A igreja de Jesus Cristo possui um papel extraordinário na concretização deste propósito.28 . 1Coríntios 15.6. Já e Ainda não O reino de Deus que será consumado no futuro escatológico já está inaugurado na pessoa e obra de Jesus Cristo.14. A palavra é usada para designar o universo criado. já somos filhos de Deus.15 -17). Atos 2. 7. 4 Todos os cristãos esperamos o dia quando a terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor como as águas cobrem o mar.12-14. 1João 5. 3 Já recebemos a vida abundante que há em Jesus. 1João 2.2).18.18-23). de modo que os discípulos não devem ficar procurando onde está o reino. A Igreja. É fato que a igreja não está implantando o reino de Deus. na Bíblia. em primeiro lugar este reino deve se estabelecer em nossas vidas.17). submissa ao domínio de Deus e responsável por sinalizar o reino de Deus historicamente (Efésios 1. para que depois e gradativamente vá se estabelecendo à nossa volta.18-21).11. multiplicar pães e peixes.14-25). Jesus chama para si o cumprimento da profecia messiânica e a promessa de um reino de paz e ju stiça proclamada por Isaías (61.10. mas também através daqueles que o buscam (Lucas 7. Nesse caso. Finalmente. acalmar tempestades e fazer murchar figueiras. um espírito de época (Romanos 12. nesse caso.18-25.12. Por esta razão podemos dizer que a vida cristã se processa no equilíbrio entre o já e o ainda não. 9. todos já podemos experimentar os primeiros frutos da ação soberana de Deus na história e no universo (Marcos 1. pode designar pessoas. mas a nossa natureza humana que nos possibilita pecar ainda não foi completamente erradicada de nós (Romanos 6. Por exemplo.42-49). de dentro para fora (Romanos 14. o cosmos (Salmo 24. Os sinais realizados por Jesus foram confirmações de que ele era mesmo o Messias prometido (Lucas 4. o diabo já está vencido.2.18 -21. pois ele está dentro de vós (Lucas 17. não estamos falando necessariamente de andar sobre as águas.20-24).14. mundo humanidade (João 3. e que sua vontade fosse feita na terra como é feita no céu (Mateus 6. mas ainda não está impedido de atuar no mundo (Mateus 12.19-21. 7. pois nem mesmo os apóstolos realizaram tais feitos. 10. conforme profetizado no Antigo testamento pelo profeta Habacuque (2. 7.29).2.

O CARISMA A autoridade de Cristo compartilhada com a Igreja para que ela seja um sinal histórico do reino de Deus é acompanhada da promessa do derramamento do Espírito Santo sobre toda a carne. Apocalipse 21.12.17. O REINO A igreja de Cristo é portadora da promessa do reino. Mateus 12. E. Quais são os sinais contemporâneos da presença do reino de Deus? 5.13.13-20. enquanto anuncia o reino.16-21). Gálatas 4. é essencialmente u m tipo de relacionamento com Deus no qual o Espírito Santo nos possibilita experimentar mais e mais a vida abundante que há em Jesus (Mateus 5-7. 3. raça língua e nação como reino e sacerdotes para Deus. .13 -16).8. Atos 2. portanto.14. A salvação em Cristo. aos benefícios da cruz e aos imperativos da cruz que a igreja existe (Mateus 28.31-46).19.41 -47). protagonista dos sinais históricos do reino. Nesta dinâmica de relacionamentos cremos que tão certo quanto dizer que pessoas precisam de Deus. Descreva com suas palavras a relação entre os conceitos CRUZ VIDA AMOR CARISMA REINO. 1Coríntios 2.28.15. e vive na esperança da consumação do reino (Marcos 1.9. Colossenses 2.13-15. Romanos 8. Como o conceito do estabelecimento perfeito do reino de Deus ajuda você a compreender o novo céu e a nova terra? 4. Atos 1.12 -18. A VIDA Aquele que está em Cristo passou pelo novo nascimento.28-20.35. CONCLUSÃO A visão do propósito de Deus em estabelecer seu reino eterno promove a harmonia de todos o s módulos que estudamos até agora. 8. 5.1-7).10). é afirmar que pessoas preci sam de pessoas (Mateus 16. João 13. Apocalipse 5.(Mateus 25. que experimenta a nova vida. É em resposta à obra da cruz. que gerou o novo homem. Atos 2. O AMOR Todos quantos nasceram de novo em Cristo são desafiados a expressar o amor de Cristo.1-5.34. Compartilhe suas respostas pessoais da fase Iluminando a pista. sob constantes visitações do Espírito (Joel 2. Observe: A CRUZ Foi na cruz que Jesus venceu e constituiu pessoas de toda tribo.1-8).28 -32.18.12-14) 7. para que experimente o fruto do Espírito. testemunhando assim que são de fato discípulos de Cristo. a igreja é também um sinal de que este reino está presente (Mateus 5. 2Coríntios 3. 2. Aliste os princípios fundamentais que você descobriu ou reafirmou através deste estudo da palavra de Deus. Escreva uma oração que sintetize sua experiência estudando A Comunidade do Re ino. 5 PONDO OS PÉS NO CHÃO 1. Quais são algumas maneiras práticas de sua comunidade cristã local sinalizar o reino de Deus na história? 6.28). Fará coisas ainda maiores do que estas ? (João 14. Mas a igreja está anunciando o reino de Deus e convocando as pessoas a que se arrependam para que possam entrar e fazer parte deste reino (João 3.28-30. A igreja de Cristo é portanto capacitada através do batismo no Espírito. Colossenses 1. João 14. na dinâmica dos dons do Espírito. Como você interpreta a promessa de Jesus: Aquele que crê em mim fará também as obras que tenho realizado. Efésios 4.

A IBAB quer ser um sinal histórico do reino de Deus. Nesse caso.20) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ __________________________________ ____________________ 3. no futuro? Nossa resposta é bíblica. 1Pedro 2. que resumimos em t rês expressões: salvação.17.21). A IBAB quer ser um sinal histórico do reino de Deus. deve protagonizar os mesmos fenômenos através dos quais Jesus sinalizava a chegada do reino de Deus.18. Com Jesus. como imaginamos a IBAB? O que queremos ser. vemos que a IBAB. Colossenses 2. Por ser uma extensão do ministério terreno de Jesus.41-47.47-50.18-20. Através do ministério de Jesus as pessoas se reconciliavam com Deus e eram salvas. entretanto. Como podemos aplicar 1Coríntios 10.9.16.41 -47) _______________________________________________________________________________________ ______________ _________________________________________________________________________ ______________________________________________________ 5. cremos que Jesus inaugurou o reino de Deus. Como podemos descrever o cotidiano de uma comunidade cristã? (Atos 2.12-14.18-21. pode ser comparada a uma cidade edificada sobre o monte .10). João17. como igreja. 7. e tinham suas vidas completamente restauradas. a IBAB. eram libertas da escravidão do império das trevas. libertação e restauração. ILUMINANDO A PISTA 1. e.1-20). portanto. eu também vos envio (João 17.10. 1Coríntios 10. Quais são os sinais históricos do reino de Deus? (Lucas 4. Olhando para o futuro. João 14. Lucas 4. começou a trazer de volta todo o Universo criado para o controle de fato e de direito de Deus.12-14. 20. composta por pessoas .31 na vida de um cristão e sua comunidade? _______________________________________________ ________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________ ATERRISSANDO NA PALAVRA VISÃO A visão descreve um status futuro de uma organização. Olhando para o futuro.15.21 Filosofia de = Atos 2. Cremos que o ministério da Igreja é extensão do ministério terreno de Jesus: assim como o Pai me enviou ao mundo.1-16. Ministério = 1Tessalonicenses 5.1 -20) _______________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________ _____________________ ______________________________________________________ 4. isto é. O melhor exemplo desta ministração integral é o chamado endemoninhado gadareno (Marcos 5. Como podemos descrever a obra de Cristo na vida de uma pessoa? (Marcos 5.1 COMUNIDADE DA VISÃO SOBREVOANDO O TEXTO Visão = Mateus 5. a igreja. Missão = Mateus 28. Não estamos falando. Marcos 16. de sinais e milagres.20).31. Qual é a tarefa permanente (missão) da Igreja? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________ 2. mas sim dos frutos do ministério de Jesus. à von tade de Deus começa a ser feita na terra assim como é feita 2 no céu (Mateus 6.18-21. 20. sendo uma comunidade cristã.18. 11. A IBAB quer poder dizer a mesma coisa que Jesus dizia aos seus contemporâneos: o reino de Deus chegou até vós (Lucas 11.

o que a IBAB precisa fazer para se tornar um sinal histórico do reino de Deus? A resposta a esta pergunta define a Missão da IBAB. quando falamos em homem todo.24-26). quem pode ser salvo? (Marco s 10. A IBAB compreende que evangelizar é mais do que fazer convertidos.25). O evangelho todo. entrar no reino de Deus era o mesmo que ser salvo . Quando falamos em evangelho todo. Mas. o que implica no apêlo à conversão mediante o arrependimento e a fé. e forem redimidos de seus pecados (Marcos 1. que deve estar no mundo como o Senhor Jesus no mundo esteve: Assim como o Pai me enviou. mediante o negar-se a si mesmo para seguir integralmente a Jesus (Mateus 16.1-12).9. para todos os homens. Evangelizar é convocar pessoas para que se rendam ao novo Rei para que possam participar do seu reino eterno.10). um fim bom para a criação e a instalação do reino eterno de Deus. estes dois são virtualmente sinônimos. e. todas as nações. a Missão descreve a atividade permanente da organização. espírito. Na Bíblia. mas apenas o início de uma nova vida. a IBAB possu i uma Missão.15. Deus não está resgatando apenas pessoas. está resgatando o Universo e restaurando a plena ordem e harmonia cósmica sob os pés do Senhor Jesus. que boas notícias são estas? São as notícias a respeito do reino de Deus. também eu vos envio a vós (João 20.19. um projeto global de redenção. À luz des ta compreensão.transformadas por Jesus (Mateus 5.15). lembramos do ditado que diz: Corpo sem alma é defunto.20). Isto define a ação integral da Igreja. bem como no desafio do discipulado.13 -16). sendo. anunciar boas notícias.46. A evangelização bíblica ins iste que a conversão não é um ponto de chegada. e de le farão parte todos aqueles que a partir de agora se submeterem ao novo Rei. ativas em boas obras que servem de sinal da presença e manifestação de Deus no mundo (Mateus 5. mas a instalação d efinitiva do reino de Deus: Santificado seja o teu nome.27). Marcos 16. consideramos que evangelizar é. que o tempo da rebeldia cessou e que o reino de Deus foi inaugurado. e isto abrange muito mais do que o plano da salvação. Esta. . para eles. sob a ação do Espírito Santo de Deus (2Coríntios 5. A missão deixada pelo Senhor Jesus aos primeiros discípulos deve ser o referencial para a missão da Igreja (Mateus 28. venha o teu reino. inclui a totalidade do propósito de Deus para a sua criação. todos os dias. Isto é. e por conseguinte da IBAB. É evidente que. promovendo a manifestação histórica do reino de Deus como um sinal do que serão o novo céu e a nova terra. toda a divindade.14).24. Como bem disse John Stott não devemos separar a salvação do reino de Deus.47. literalmente.21). agora completamente submissa a Jesus Cristo. Dos registros da chamada Grande Comissão podemos deduzir alguns princípios fundamentais: (1) A abrangência da missão da Igreja é ilimitada. todos aqueles que se arrependerem. alma sem corpo é fantasma . é fazer discípulos que obedecem todas as coisas que Jesus mandou (Mateus 28. alma.14.18-20. (2) O conteúdo da proclamação da Igreja envolve todas as coisas que Jesus mandou . parece ter sido natural que eles respondessem com a 3 pergunta: Então. A missão da Igreja. O fim último da missão da Igreja não é a conversão em massa de pecadores. é a boa nova: haverá uma consumação dos séculos . Quando Jesus disse aos seus discípulos: quão difícil é entrar no reino de Deus .8). Lucas 24. é levar o evangelho todo para o homem todo. assim na Terra como no céu (Mateus 6. Em síntese. (3) O comissionamento da Igreja está alicerçado no fato de que toda a autoridade está de volta nas mãos do Senhor Jesus. todas as ordens do novo Rei. devemos concordar com o relatório do Congresso Mundial de Evangelização Lausanne quando afirma que a missão da Igreja é levar o evangelho todo para o homem todo. inaugurado no min istério terreno de Jesus Cristo. A abrangência deste comissionamento indica que a missão da Igreja extrapola a conversão do indivíduo. Também. ou todo o conselho de D eus . O texto de Mateus fala a respeito de toda autoridade. Atos 1. O evangelho destina-se ao ser humano completo: corpo. A Igreja é responsável por proclamar que o Universo tem um novo soberano. Enquanto a Visão descreve o status futuro. na verdade. na verdade. modelos alternativos que descrevem a mesma obra de Deus. seja feita a tua vontade. como disse o apóstolo Paulo (Atos 20. MISSÃO Para concretizar sua Visão de ser um sinal histórico do reino de Deus.

Esta declaração de filosofia traz consigo três princípios fundamentais da Escritura.17) Local Templo (2Cr 7.também é relevante para a saúde física.8) Domingo Todos (Cl 2. Mas. Por estas razões.12) Culto Todas (1Co 10. falamos ao ser humano integral. É no conceito de filosofia que as comunidades deixam transparecer seu jeito de pensar e seus padrões de comportamento. portanto.que é a dimensão fundamental da vida humana .1). melhor é serem dois do que um (Eclesiastes 4. não podemos encontrar uma filosofia de ministério comum a todas as Igrejas.16. Desde então. como segue: ESTRUTURA VELHO TESTAMENTO HOJE NOVO TESTAMENTO Atividade Culto (Dt 12. a IBAB declara que sua filosofia de ministério implica priorizar relacionamentos envolvendo todos os seus membros além dos limites culto -clero-domingo-templo.9. 1. sendo que suas dimensões de vida estão entrelaçadas e afetando-se mutuamente. Para que isso aconteça. E de igual modo.31) Dia Sábado (Ex 20. chamamos de filosofia de ministério. este jeito próprio de ser.10) Não bastasse o padrão bíblico neotestamentário.47-50) Pessoas Sacerdotes (Dt 18. físicas e. À luz desta compreensão. psíquica. o evangelho todo. completo. isto é. Pessoas precisam de Deus. psíquicas. Uma igreja que pretende levar o evangelho todo para o homem todo não pode ficar restrita aos eventos esporádicos de finais de semana. o adjetivo chave da missão da IBAB no mundo.18). saúde integral. diz respeito às questões emocionais. Relacionamentos é a palavra chave da vida da IBAB. espirituais. É uma unidade indivisível. Cremos na Igreja como corpo de Cristo. relacional. cada igreja tem sua própria maneira de cumprir sua missão. mental. 4 Nesse caso.portanto. principalmente. . intelectuais. pessoas precisam de pessoas. Toda a Escritura está alicerçada na afirmação de Deus: Não é bom que o homem esteja só (Gênesis 2. a IBAB de ve levar o evangelho todo para o homem todo. enfim. Cristo age no mundo através de pessoas. no sentido em que Cristo age no mundo através da Igreja (Atos 1. A filosofia diz respeito às ênfases e valores peculiares de cada igreja local. O evangelho que anunciamos é integral. Esta maneira peculiar. FILOSOFIA DE MINISTÉRIO Sabemos que a IBAB quer ser um sinal histórico do reino de Deus. Cada comunidade cristã é responsável por elaborar sua filosofia à luz das bases bíblicas e teológicas.12). a própria missão da IBAB nos empurra para fora dos limites culto-clero-domingo-templo. o homem todo.12) Templo Todos (At 7. porque é relevante para o espírito .11. O evangelho. sociais. O homem não é um ser compartimentalizado. A IBAB deriva sua filosofia avaliando a realidade religiosa contemporânea à luz dos referenciais do Velho e Novo Testamentos. completo. Integral é.1-8) Pastores Todas (1Pe 2. definimos que a missão da IBAB é levar o evangelho todo para o homem todo.

1Pedro 2.10). Qual é a sua contribuição pessoal para que sua igreja se torne um sinal histórico do reino de Deus? . f azendo tudo para a glória de Deus (1Co 10.14). 2. O Espírito Santo dá dons e ministérios a todos e cada um dos cristãos (1Coríntios 12. Não enfatizamos a evangelização em massa. e justamente nesta compreensão é que afirmamos que todo cristão é um ministro. abundantemente enfatizados no Novo Testamento. Enfim. portanto.20). diakonia). Ministérios são desenvolvidos através de relacionamentos. pois admoestar os insubordinados. priorizando relacionamentos envolvendo todos os seus membros. com afinidades. PONDO OS PÉS NO CHÃO 1. mas sim a pessoas.10 -12). A edificação (crescimento qualificado) de uma comunidade cristã está na proporção direta de sua capacidade de mobilizar todos os seus membros à luz dos dons espirituais e ministérios pessoais. A IBAB se propõe a desenvolvê-la através de relacionamentos. Discipular é ensinar a guardar toda s as coisas que o Senhor Jesus mandou (Mateus 28. a palavra integral qualifica a IBAB e sua rede de relacionamentos e ministérios. e comprometidas entre si. Pequenos Grupos são células de 3 a 12 pessoas. apóstolo fez isso mostrando os bastidores de sua vida para que seus discípulos pudessem ver o evangelho funcionando (2Timóteo 3. A Igreja é o corpo vivo de Cristo A ênfase em relacionamentos e a convicção de que todo cristão é um ministro.31). apontam para o fato de que a IBAB não é apenas uma comunidade reunida para culto . Paulo. Ministério. serviço. Mais uma vez. se espalha por todos os lugares. Não nos contentamos em distribuir cestas básicas aos necessit ados. mas um organismo vivo que. todos os cristãos têm livre acesso a Deus por 5 meio de Jesus Cristo. 3. mesmo porque a dinâmica da igreja está alicerçada nos mandamentos recíprocos (uns aos outros). que buscam aprofundar seus relacionamentos com Cristo e experimentar a realidade do corpo de Cristo. Uma das mais extraordinárias verdades resgatadas pela Reforma Protestante foi a doutrina do sacerdócio universal de todos os cristãos. A IBAB. em todos os lugares. mas nos preocupamos em atender às necessidades integrais daqueles que recebem nossa ajuda. não é algo ligado a estruturas e programas.Discipulado se faz através de relacionamentos.9. 11. todos os dias.4 -7. através de todas as atividades de todos os seus membros. consolar os desanimados e amparar os fracos é dever de todos os cristãos (1Tessalonicenses 5. Isto implica dizer que o ministério é tarefa de todo o povo de Deus. através de seus membros. e todos os cristãos têm a autoridade e todos os recursos necessários para representar o Senhor Jesus no mundo. O cuidado do rebanho se faz através de relacionamentos. quer levar o evangelho todo todos os dias. Ministério não é apenas o trabalho dos pastores da Igreja. Como podemos saber se uma igreja local é um sinal histórico do reino de Deus? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________ 2. o que justifica o fato de que a IBAB quer cumprir sua missão através de tod os os seus membros. Todo cristão é um ministro. Todo serviço cristão realizado por amor a Cristo e ao próximo é ministério (gr. Isto é. Não importa qual seja a área de atuação da igreja.19. Não basta a oferta financeira mensal para missões. a partir d e reuniões regulares. além dos limites culto -clero-domingotemplo. e não apenas dos ministros ordenados. é necessário o contato com os missionários no campo. DECLARAÇÃO DE VISÃO IBAB A IBAB quer ser um sinal histórico do reino de Deus. Nesse contexto. mas sim o evangelismo pessoal. levando o evangelho todo para o homem todo. os pequenos grupos ocupam lugar central no cotidiano IBAB. valorizamos sempre o contato pessoa-pessoa. O ministério de uma igreja não é medido pelo número de pessoas que freqüentam seus cultos. mas pela dinâmica de vida dessas pessoas no dia-a-dia da comunidade cristã e seu serviço no mundo.

_______________________________________________________________________________________ __________________ _____________________________________________________________________ ______________________________________________________ 6 3. Quais seriam algumas fotos (registros de atividades) que você recomendaria para comunicar que a IBAB é um sinal histórico do reino de Deus? Em quais fotos você apareceria? O que você estaria fazendo na foto? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ________________ _______________________________________________________________________ ___________________________________________ . _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________ 6. Quais são as diferentes maneiras como uma igreja pode levar o evangelho todo para o homem todo? _______________________________ ________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________ 4. Imagine que uma reportagem especial a respeito da IBAB será publicada na edição de domingo de um grande jornal. Descreva com suas próprias palavras a Visão IBAB. Por que os relacionamentos pessoais são imprescindíveis à saúde integral do cristão e sua comunidade? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________ 5.