Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO – UFOP

CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA – CEAD

CURSO DE MATEMÁTICA

Estágio Supervisionado _VII__

Análise dos Planos de Estudos Tutorados (PET)

Nome: _Thiago Soares Borba _________________________________________________

Matrícula: _16.2.6874______ Polo:__Três Marias - MG_______________________

ANÁLISE DO PET (PLANO DE ESTUDO TUTORADO)

Para dar início a tarefa, foi utilizado o PET (Planos de Estudos Tutorados) do 3º ano do
Ensino Médio -diurno- Volume 5, material utilizado para dar continuidade aos estudos no
momento presente de distanciamento social vigente.

O quinto volume utilizado pelos alunos do terceiro ano do Ensino Médio, é composto por
12 disciplinas, usualmente trabalhadas no estudo secular, são elas:
- Língua Portuguesa;
- Matemática;
- Biologia;
- Química;
- Física;
- Geografia;
- História;
- Filosofia;
- Sociologia;
- Língua Inglesa;
- Arte; e
- Educação Física.
O PET escolhido e analisado possui uma média de 14,5 páginas por disciplina e como
Elementos Pré-Textuais é composto por uma capa, (uma segunda página em branco), logo
após já temos o sumário, que é a última parte desses elementos. Agora, temos os elementos
textuais, ou seja, o conteúdo disponibilizado para estudo dos alunos e orientação curricular
para os professores, e por fim nos elementos Pós-Textuais, temos somente uma folha em
anexo apresentada de forma alegórica, dando conclusão ao Material.
A Diagramação Textual, a forma como são distribuídos os elementos gráficos durante o
PET, é bem posicionada e concede ao leitor (estudante), uma boa ordenação e compreensão
do material.
Referente à legibilidade gráfica do PET, podemos ver que está de forma correta aplicada,
ou seja, é nítida a importância dada a um determinado assunto de acordo com as fontes e
tamanhos escolhidos para transmitir a ordem de relevância do assunto.
Observando os valores e condutas apresentados no corpo do texto, podemos de forma
positiva valorizar o material fornecido, como um material que respeita as diferenças
valorizando a igualdade e que também tem uma posição descentralizada a opiniões pré-
formadas.
Em relação a outros PETs analisados anteriormente, o atual PET possui uma maior
quantidade de figuras que favorecem ao entendimento além de serem mais pertinentes aos
assuntos abordados, dessa maneira as disciplinas se tornam mais atraentes ao estudo.
O Material conforme apresentado no índice, transmite o conteúdo subdividindo-o em
semanas, num total de 4; esse formato de estudo favorece ao aluno e professores, uma melhor
adequação à preparação e organização para que haja um maior aproveitamento no estudo.
Quanto aos Aspectos Teórico Metodológicos, Aspectos Pegadógicos-Metodológicos e a
Contextualização, temos que:
Relacionado aos Aspectos Teórico Metodológicos, é dado o assunto do conteúdo
(Esfera), que se baseia em:
Eixo Temático I: Geometria de Medidas;
Tema: 14 Geometria Métrica de Posição;
Tópico: 32 Esferas e bolas, 50 Seções planas de figuras tridimensionais usuais;
Habilidade(s) do CBC 32.1. Reconhecer seções planas obtidas paralelas ou
perpendiculares aos eixos de simetria de um prisma, cilindro, pirâmide, cone e de uma esfera.
Conteúdo Relacionado: Esfera.
Em relação ao conteúdo apresentado no parágrafo anterior, temos no PET esse
assunto abreviado em poucas páginas, mais precisamente, sete, ou seja, temos um assunto em
que os alunos possuem muita dificuldade (geometria), muito abreviado quanto à historicidade
do assunto, que poderia oferecer ao aluno uma maior profundidade de conhecimento e de
informações que dariam maior suporte para o estudo. Dessa forma, temos quanto à Clareza
conceitual um ponto que poderia ser mais detalhado.
Quando levamos em consideração o parágrafo anterior, temos em relação à
Inteligibilidade do Assunto, um empecilho baseado em mais dificuldade de assimilação do
conteúdo por falta de estrutura do assunto.
O assunto é adequado ao ano escolar e à grade curricular, mas não é apto ao nível de
maturidade dos alunos, que trazem consigo dúvidas acumuladas desde os anos de Ensino
Fundamental; dessa forma o calendário é cumprido, mas o ensino, objetivo maior da
educação, fica prejudicado. Ainda assim, o PET oferece inúmeros exercícios resolvidos e não
resolvidos que se assemelham, fazendo, dessa forma que o conteúdo seja bem assimilado,
mesmo que com dificuldades. Uma forma de amenizar essa situação de acúmulo de dúvidas
de conteúdos de anos anteriores, pode ser suprida com testes que avaliem o aluno quanto ao
seu conhecimento de fatos, dessa forma nivelar-se-ia os alunos, possuindo maiores resultados
da classe.
O conteúdo visto interdisciplinarmente, mostra-se vago, não há uma ligação com
demais conteúdos. Além disso, podemos citar a sequencia organizacional que é boa e que trás
consigo uma boa linguagem e recursos visuais, favorecendo a aprendizagem. Observou-se
que não há uma atualidade quanto às figuras e o texto em si.
Em referência aos Aspectos Pedagógicos-metodológicos, temos exercícios resolvidos
enquanto outros não, que contribuem à uma boa aprendizagem, exemplos comuns aos livros
de matemática, dessa forma, temos conteúdo suficiente para o aprendizado e
desenvolvimento do assunto.
Temos como fontes de pesquisa dadas, somente as referências bibliográficas do
conteúdo, sendo assim, podemos considerar raso a disponibilidade de busca de novas fontes
para auxílio ao aluno. Outras fontes de pesquisa (se apresentadas), contribuiriam para sanar
dúvidas e criariam no aluno elementos de investigação que fixaria o conteúdo.
O texto segue uma contextualização da grade Curricular do Estado, sendo pertinente
quando observamos as leis, mas observado o desempenho individual dos alunos, a
contextualização do assunto, é desfavorável.
De forma geral, podemos avaliar o Material disponibilizado para o 3º ano do Ensino
Médio, como satisfatório e qualificado, quando colocamos em paralelo as emergências
vividas por todos e a rápida criação dos PETs.
É necessário a criação de estratégias para motivar os alunos aos estudos, como aulas
com professores que tenham uma linguagem mais voltada para a jovialidade que possam
“prender” os alunos às aulas, e desenvolver o hábito do estudo diário. Além disso,
desenvolver no aluno a investigação do assunto, para não somente responder à questões, mas
desenvolvê-las.

Você também pode gostar