Você está na página 1de 8

ÍNDICE

INTRODUCAO.............................................................................................................2
OBJECTIVOS...............................................................................................................2
MATERIAS E METODOS............................................................................................6
PROBLEMAS E RECOMENDACOES.......................................................................9
CONCLUSAO.............................................................................................................10
INTRODUCAO
Nesse presente trabalho irei abordar sobre as atividades que foram realizadas durante a a
criação de frangos de corte.
Factores que influenciam no crescimento dos frangos de corte

Temperatura

A temperatura do piso deverá ser de no mínimo 32 ºC (90 ºF) no caso de aquecedores a


ar forçado. No caso de campânulas / aquecedores por calor radiante, a temperatura do
piso deverá ser 40,5 ºC (105 ºF) sob a fonte de calor.

Confirmar quetodos os aquecedores estejam instalados na altura recomendada esteja


funcionando até a capacidade máxima. Os aquecedores deverão ser testados, e caso
necessário, consertados em tempo á tempo antes de iniciar o pré-aquecimento do
aviário. O aviário deve ser pré-aquecido para que a temperatura do piso, do ambiente, e
a umidade se estabilizem 24 horas antes do alojamento. Para alcançar a meta definida.

O pré-aquecimento deve começar no mínimo 48 horas antes da entrada dos pintos. O


tempo de pré-aquecimento depende das condições climáticas, do isolamento térmico do
aviário e da capacidade de aquecimento, e vário.

Os pintos não possuem capacidade de regular a temperatura corporal nosseus primeiros


5 dias de vida, e o seu sistema de termorregulação só estará totalmente desenvolvido
após os 14 dias de idade. Os pintos dependem totalmente do controle da temperatura
correta da cama. Se a temperatura da cama e do ar ambiente estiver muito baixa, a
temperatura corporal interna dos pintos irá cair, levando à aglomeração dos mesmos,
diminuição da ingestão de ração e água, menor crescimento susceptibilidade à
enfermidades.

Consequências da Cama Fria

 Baixo consumo precoce de ração;


 Baixo crescimento;
 Baixa uniformidade.

Idade – dias % Em Humidade Temperatura °C Temperatu


Relativa ra °F

0 30-50 32-33 90-91

7 40-60 29-30 84-86


14 50-60 27-28 81-83

21 50-60 24-26 75-79

28 50-65 21-23 70-73

35 50-70 19-21 66-73

Alimentação

Comedouros

É extremamente importante que o sistema complementar de comedouros não fique


vazio, pois isso ocasiona grande estrese aos pintos e reduz a absorção do saco vitelino.
Manter os comedouros cheios a todo tempo.

Bebedouros

A água deve estar limpa e fresca à altura dos olhos dos pintos Verificar a ocorrência de
vazamentos de água ou bolhas de ar que impeçam o fluxo e confirmar -se os bebedouros
estão bem posicionados ou não. Fornecer 14-16 bebedouros/1.000 pintos (inclusive os
complementares) dentro da área de alojamento, dos quais 8-10 podem ser pendulares.

Alojamento

Alojamento de frango deve ter em consideração a área a ocupar a cada ave. Onde 10
frangos ocupam 1m2 no verão.
MATERIAS E METODOS
Material

Teremos como material: Cortinas, Mangueira, Arrames, Vassoura, Alicate, Faca, Lâmpada,
Fogão, Carvão, Agua, Comedouros, Bebedouros, Sabão liquido

Metodologia usada no aviário

Limpeza da instalação

Antes da recepção dos pintos fez se a limpeza, desinfecção do aviário, dos bebedouros e
comedouros, preparação do pedilúvio na entrada do aviário montagem de cortinas para
prevenir os ventos fortes, temperaturas baixas e entrada de agentes invasores.

Colocação da cama

Usa-se a palha de arroz livre de poeira, pois este material permite a absorção de
humidade no aviário, com uma espessura de 5 cm de altura para garantir o conforto das
aves, evitando o contacto directo com o chão.

Aquecimento do aviário

O aquecimento é feito 3 horas antes de chegada dos pintos, mantendo se nas horas mais
frescas do dia desde do primeiro dia até ao décimo quarto dia de idade para prevenir do
frio, podendo variar em função de temperatura, e controlada com base no
comportamento dos pintos.

Recepção dos pintos

Na recepção dos pintos antes de os receber colocamos cama no aviário, a cama foi de
palha de arroz. De seguida usou-se bebedouros pequenos com agua e açúcar para servir
de anti-estress as aves depois da sua chegada pois eles passam por muito stress durante
o seu transporte.

Efectivo inicial
O efectivo inicial foi de 1037 e o efectivo final foi de 1015

Vacinação

 Administração da vacina deve ser feita nas primeiras horas da manhã para evitar
o estreses nos frangos.
 A vacinação é realizada semanalmente, isso desdemo inicio do primeiro dia da
vacina contra Newcastle, e a segunda vacina contra Gumboro, a ultima a New-
castle.

Alimentação

 Os pintos são alimentados de ração A1 para alimentação dos pintos do 1º dia de


vida até ao 17º dia da vida;
 A ração A2 para alimentação dos pintos sao dadas a partir do 21º dia da vida dos
pintos até a retirada dos frangos.

Idade Ração

1º-17º dia A1 em 100%

18º dia A1 em75% e A2 em 25%

19º dia A1 em 50% e A2 em 50%

20º dia A1 em 25% e A2 em 75%

21º dia até ao abate A2em 100%


PROBLEMAS
 A falta de boas cortinas para os aviários da ISPG.
 Torneira

RECOMENDACOES

Recomendo a compara de cortinas o mais rápido possivel pois isso dificulta


muito o bom rendimento no final da produção.
CONCLUSA͂O
Como já foi dita no início que o trabalho tem como objetivo de criação de frangos de
corte.
Durante essa toda realização do trabalho deu para ter uma lição de como pode se criar
frangos e para poder-se criar frangos de boa qualidade o produtor tem que obedecer
todas as obrigações exigidas, não se esquecendo do stress do próprio animal e
também o controle da temperatura pra que os frangos não percam o seu peso, e a
troca da cama em caso de estiver húmida pra garantir o próprio aquecimento dos
animais e saber administrar a ração no tempo necessário.

Você também pode gostar