Você está na página 1de 7

17/09/2022 09:24 Videoaula 2- Mecânica

Videoaula 2- Mecânica

Site: Ambiente Virtual de Aprendizagem MOOC 38 Impresso por: Jorge orlando Aguirre Fernández

Segurança em Máquinas e Equipamentos NR12 - Data: sábado, 17 set 2022, 09:24


Curso:
Fundamentos Básicos

Livro: Videoaula 2- Mecânica

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/book/tool/print/index.php?id=136470 1/7
17/09/2022 09:24 Videoaula 2- Mecânica

Índice

1. Mecânica - parte 01

2. Minuto de Revisão

3. Mecânica - parte 02

4. Para Saber Mais

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/book/tool/print/index.php?id=136470 2/7
17/09/2022 09:24 Videoaula 2- Mecânica

1. Mecânica - parte 01
 

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/book/tool/print/index.php?id=136470 3/7
17/09/2022 09:24 Videoaula 2- Mecânica

2. Minuto de Revisão

A transmissão mecânica é, de forma resumida, o processo pelo qual acontece a transferência de potência
e movimento de um motor para outros elementos que compõem uma máquina.

Os elementos
de  transmissão mecânica  são peças que possibilitam
a  transmissão  de potência, torque e
rotação para uma máquina acionada
em uma operação  industrial. Os principais elementos são:
acoplamentos,
redutores e moto redutores, correias, engrenagens, cabos de aço, polias,
correntes, eixos e
rolamentos.

Eixos são elementos relativamente longos de seção transversal circular que suporta elementos que giram
sobre eles, os quais suportam só os esforços de flexão.

Árvores são elementos rotativos ou estacionários, geralmente de seção circular, que tem montado sobre si
elementos para a transmissão de potência, os quais suportam esforço não só de flexão como também de
torção, cisalhamento e carregamento axial.

Mancais são elementos de máquinas que servem para apoio fixo para árvores. Geralmente são compostos
de uma estrutura de ferro fundido e bipartida (base tampa), que encerra a bucha ou o rolamento, no qual
gira a árvore.

Os mancais de deslizamento são constituídos de uma bucha fixada em um suporte e são utilizados em
máquinas pesadas e em equipamentos de baixa rotação, porque a baixa velocidade evita o
superaquecimento dos equipamentos expostos ao atrito.

Os mancais de rolamento, são constituídos de um rolamento fixado em um suporte, que permite o


movimento relativo controlado entre duas ou mais partes. Estes tipos de mancais são utilizados quando for
necessário maior velocidade e menor atrito.

Os rolamentos de esferas são apropriados para rotações mais elevadas.

Os rolamentos de roletes são utilizados quando se precisa de velocidades menores e cargas maiores.

Os rolamentos de agulha são utilizados para mecanismos oscilantes em razão dos mesmos terem alta
rigidez, onde o espaço radial é limitado e a carga não é constante.

Acoplamento é um conjunto mecânico, constituído de elementos de máquina, empregado na transmissão


de rotação entre duas árvores. Ele além de fazer a união entre duas árvores é responsável também em
transmitir torques e movimentos, reduzir vibrações,
compensar desalinhamentos e absorver choques.

Engrenagens são rodas dentadas que operam aos pares e servem para transmitir o movimento de rotação
e torque entre árvores, transmitindo assim potência.

As engrenagens cilíndricas de dentes retos são aquelas cujos dentes são dispostos paralelamente entre
si em relação ao eixo. São os tipos mais comuns de engrenagens e os de mais baixo custo. São usadas em
transmissões que requerem mudanças de
posição das engrenagens em serviço, pois são fáceis de se

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/book/tool/print/index.php?id=136470 4/7
17/09/2022 09:24 Videoaula 2- Mecânica

engatar. São mais empregadas nas transmissões de baixa do que de alta rotação, por causa do ruído que
produz.

Em relação às engrenagens cilíndricas de dentes retos, as de dente helicoidais são melhores, pois emitem
menos ruído graças aos seus dentes que se engatam aos poucos. Resumindo, os principais motivos para se
utilizar engrenagens
helicoidais na transmissão de força  e em  rotações elevadas  são: maior tamanho de
dentes e menor ruído.

As engrenagens cônicas de dentes retos não suportam rotações nem cargas elevadas, justamente pelo
fato de os dentes não serem paralelos em relação aos dentes da outra engrenagem à qual está ligada. Elas
são usadas para mudar a rotação e a direção
da força, em baixas rotações, podendo transmitir a energia
entre árvores com diferentes ângulos entre elas.

As engrenagens cônicas de dentes helicoidais aguentam transmitir grandes cargas em altas rotações. Os
seus dentes por serem inclinados e de maior comprimento, proporcionam um aumento da eficiência e
diminuem o ruído, sendo necessário sua confecção
em material que suporte o impacto de uma
engrenagem na outra. Elas são empregadas quando as árvores se cruzam; o ângulo de intersecção é
geralmente 90°, podendo ser menor ou maior. Os dentes das engrenagens cônicas têm formato também
cônico,
o que dificulta a sua fabricação, diminui a precisão e requer uma montagem precisa para o
funcionamento adequado.

As engrenagens cônicas de dentes espirais apresentam os dentes inclinados e curvos, em espiral, como
o próprio nome diz. Elas além de suportar cargas e rotações elevadas, operam numa condição silenciosa.
Esse tipo de engrenagem possui um alto
custo de fabricação, devido a configuração especial de seus
dentes. Elas são muito utilizadas na indústria automobilística.

As engrenagens hipóides são uma variedade de engrenagens que, ao contrário das cônicas, a linha dos
seus eixos não se cruza. São empregadas para transmitir movimento e cargas elevadas entre eixos
descentralizados. Em relação as engrenagens cônicas
de dentes espirais, as hipóides aguentam cargas
maiores, porém são utilizadas para baixas rotações.

A engrenagem tipo cremalheira é uma barra dentada, ou seja, uma engrenagem planificada, que por
meio do acoplamento de uma engrenagem cilíndrica, geralmente de dentes retos também chamada de
pinhão, permite assim transformar um movimento de rotação
do pinhão, em movimento retilíneo da
cremalheira, ou vice-versa.

As engrenagens e parafusos de rosca sem-fim são usados quando há a necessidade de grandes reduções
de transmissão. Esses tipos de engrenagens costumam ter reduções de 1:20, chegando até a valores
maiores do que 1:300. Muitas engrenagens e parafusos
de rosca sem-fim têm uma propriedade
interessante que nenhum outro acoplamento de engrenagens tem: o parafuso gira a engrenagem
facilmente, mas a engrenagem não consegue girar o parafuso. Isso se deve ao fato de que o ângulo da
rosca do parafuso
é tão pequeno que quando a engrenagem tenta girá-lo, o atrito entre a engrenagem e o
parafuso não deixa que ele gire. Essa característica é útil para máquinas como transportadores de esteira,
nos quais a função de travamento pode agir como
um freio para a esteira quando o motor não estiver
funcionando. 

As caixas de redução são arranjos mecânicos (normalmente com engrenagens) que tem a função de
reduzir a velocidade angular e aumentar o torque. Para permitir este arranjo se faz necessário a utilização
de mancais, buchas, rolamentos,
acoplamentos, que irão compor esta caixa de redução.

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/book/tool/print/index.php?id=136470 5/7
17/09/2022 09:24 Videoaula 2- Mecânica

3. Mecânica - parte 02
 

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/book/tool/print/index.php?id=136470 6/7
17/09/2022 09:24 Videoaula 2- Mecânica

4. Para Saber Mais

Caso queira saber mais sobre o tema, copie e cole os endereços abaixo para acessar os vídeos com informações
suplementares, disponíveis no YouTube:

Elementos Básicos de Máquinas:

https://www.youtube.com/watch?v=ibe8EiOvhwk

Relação Torque x Velocidade em Engrenagens:

https://www.youtube.com/watch?v=wgIPFvg7-yI

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/book/tool/print/index.php?id=136470 7/7

Você também pode gostar