Você está na página 1de 10

DOENÇAS DE PELE

DERMATOSE OCUPACIONAL
ESCABIOSE
MARLON / SANDRO
DERMATOSE OCUPACIONAL
• É toda alteração das mucosas, pele e seus
anexos que seja direta ou indiretamente
causada, condicionada, mantida ou agravada
por agentes presentes na atividade
ocupacional ou no ambiente de trabalho.
CAUSAS DE
DERMATOSES OCUPACIONAIS
• causas indiretas ou fatores predisponentes; (idade,
trabalhadores jovens, raças , clima , temperatura e
umidade )
• causas diretas: são constituídas por agentes
biológicos, físicos, químicos, existentes no meio
ambiente e que atuariam diretamente sobre o
tegumento, quer causando, quer agravando dermatose
preexistente.
Podem causar dermatoses ocupacionais ou funcionar
como fatores desencadeantes, concorrentes ou agravantes.
Os agentes biológicos mais comuns são: bactérias, fungos,
leveduras, vírus e insetos.

• Agentes físicos. Os principais são: radiações não-


ionizantes, calor, frio, eletricidade.
• Agentes químicos. Os principais são:
1. Irritantes → cimento, solventes, óleos de corte,
detergentes, ácidos e álcalis.
2. Alérgenos → aditivos da borracha, níquel, cromo e
cobalto como contaminantes do cimento, resinas,
tópicos usados no tratamento de dermatoses.
COMO INDENTIFICAR CASOS DE
DERMATOSE OCUPACIONAL
Para o diagnóstico e o estabelecimento das condutas adequadas
das dermatoses ocupacionais, confirmadas ou suspeitas, é
importante considerar os seguintes aspectos: Quadro clínico;
história de exposição ocupacional, observando-se concordância
entre o início do quadro e o início da exposição, bem como a
localização das lesões em áreas de contato com os agentes
suspeitos. Melhora com o afastamento e piora com o retorno ao
trabalho. Teste epicutâneo positivo, nos casos de dermatites de
contato por sensibilização.
CONCEITOS
• Significa avaliar o ambiente de trabalho, para conhecer riscos
potenciais e reais para o trabalhador e propor medidas que
neutralizem esses riscos. O conhecimento do risco real e do
risco potencial implica em esforços que visem sua
neutralização. Os riscos devem ser avaliados de acordo com a
atividade executada porque sabemos que a função de cada
trabalhador na atividade pode exigir processos diferentes da
prevenção. Esquematicamente, podemos agir em três níveis
diferentes na proteção do trabalhador .
ESCABIOSE/
SARNA HUMANA
• A sarna humana, também conhecida como escabiose, é uma
doença infecciosa causada pelo ácaro Sarcoptes Scabiei, que atinge
a pele e leva ao aparecimento de sintomas como coceira intensa e
vermelhidão.
• Esta doença é facilmente transmitida entre pessoas da mesma
família através da partilha de roupas, lençóis ou toalhas, por
exemplo, sendo, por isso, recomendado evitar o contato direto com
a pele da pessoa infectada ou com suas roupas, pelo menos até ao
final do tratamento. Embora também seja frequente em animais, a
sarna não se pega do cachorro, pois os parasitas são diferentes.
Principais sintomas
O sintoma mais comum da sarna humana é o surgimento de uma coceira
muito intensa na pele, que piora durante a noite. Quando se trata da
primeira infecção, os sintomas costumam surgir em até 2 meses, no
entanto nos casos seguintes, os sintomas podem surgir mais rápido,
aparecendo em menos de 4 dias
TRANSMISSÃO
• A sarna humana é uma doença bastante contagiosa que pode
passar facilmente entre pessoas através do contato direto
com a pele. Isto acontece porque a fêmea do ácaro Sarcoptes
Scabiei vive e deposita seus ovos na camada mais superficial
da pele, facilitando a sua transmissão. Além disso, a doença
pode ser transmitida mesmo que não esteja causando
sintomas ainda. Assim, mesmo que não existam suspeitas de
sarna é importante adotar cuidados que evitam a transmissão
deste tipo de doenças.
TRATAMENTO
O tratamento para a sarna humana deve ser orientado por um
dermatologista, pois pode variar de acordo com a gravidade da
infestação e do tipo de pele de cada pessoa. No entanto, normalmente
é feito com remédios para sarna como:
• Permetrina: é um creme que deve ser passado na pele para
eliminar o ácaro e seus ovos. Pode ser usado em adultos, grávidas e
crianças com mais de 2 anos;
• Crotamiton: pode ser comprada em forma de creme ou loção que
deve ser aplicado diariamente. Não deve ser usado por grávidas ou
mulheres a amamentar;
• Ivermectina: é um comprimido que fortalece o sistema imune e
ajuda a eliminar o ácaro. Não deve ser utilizado por grávidas,
mulheres a amamentar ou crianças com menos de 15 Kg.

Você também pode gostar