Você está na página 1de 7

CENTRO UNIVERSITÁRIO CLARETIANO

LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

PEDAGOGIAS DO SÉCULO XXI

Aluna: Adriana Moreira

2022
1. PEDAGOGIAS CRÍTICAS

Defende uma educação vinculada ao aspecto social e econômica. Consiste em um


grupo de práticas que estimula os estudantes a desenvolver a consciência crítica.

1.1 Aspecto positivo e justificativa


Promove uma união maior entre a escola e o meio que a envolve. Permite uma maior
conscientização tanto dos educadores quanto dos alunos, abrindo portas para uma educação
significativa, porque o pensar pedagógico está diretamente relacionado com a realidade e
com a cultura vivenciada pelos educandos.

1.2 Aspecto negativo e justificativa


Por estimular a mudança do meio social, por vezes, acaba esbarrando em outras
questões que podem gerar polêmica ou conflito como a política. Os professores que buscam
adotar essa abordagem precisam contextualizar o conteúdo com a realidade social e, portanto,
acabam especificando, também, o seu posicionamento o que pode influenciar os alunos.

2. PEDAGOGIAS LIVRES NÃO-DIRETIVAS: ALTERNATIVAS PARA


ESCOLARIZAÇÃO COMUM

Tem como característica marcante o respeito ao desenvolvimento da infância a partir


da não interferência dos adultos. Nas origens dessas pedagogias estão as diversas tentativas
históricas de educar crianças fora do sistema convencional de escolarização. Tais abordagens
possuem dois precursores: Jean Jacques; León Tolstoi com sua escola de Yasnaia Poliana,
que abolia qualquer forma de obrigatoriedade.
2.1 Aspecto positivo e justificativa

A ausência de um ensino administrativo confere mais liberdade para o


desenvolvimento das crianças, uma vez que fica desvinculado de qualquer tipo de protocolo
educacional e permite o foco total na aprendizagem e no desenvolvimento.

2.2 Aspecto negativo e justificativa

A ausência de o ensino administrativo e dá mínima burocratização dos processos,


fazia com que o contexto educacional não tivesse o mínimo de padronização, apesar de
permitir que o foco fosse direcionado completamente para o processo de aprendizagem do
aluno, as questões que rodeiam esse processo ficavam negligenciadas e isso poderia impactar
significativamente na qualidade do que era aprendido.

3. PEDAGOGIAS DA INCLUSÃO E DA COOPERAÇÃO

Essa abordagem defende que todos são importantes, trabalham juntos buscando um
objetivo comum. A ideia gira em torno do pressuposto de que cada membro do grupo é
considerado o mestre e aprendiz que utiliza a sua autonomia para promover o bem de todos.

3.1 Aspecto positivo e justificativa

Por entender a importância de cada membro, as pessoas ficam mais abertas e solistas
às demandas dos outros, favorecendo o processo de aprendizagem. É uma proposta
interessante para criação de ambientes mais saudáveis e colaborativos. É uma metodologia
capaz de ajudar na resolução de problemas e resolver conflitos de forma eficiente e
sustentável.
3.2 Aspecto negativo e justificativa

Apesar de o foco na coletividade ser algo importante, não estimular um olhar


introspectivo no estudante faz com que ele deixe de considerar as questões internas e as suas
próprias necessidades. Essa visão não permite um olhar individualizado sobre o estudante,
pode negligenciar necessidades específicas e inerentes a cada indivíduo.

4. PEDAGOGIA LENTA, SERENA E SUSTENTÁVEL

A grande preocupação dessa abordagem é a velocidade em que o aprendizado parece


acontecer e seu propósito é respeitar o tempo de aprendizado de cada um.

4.1 Aspectos positivos e justificativa

Considerando o mundo altamente globalizado cujas informações surgem a todo


momento, essa proposta parece ser a mais confortável de ensinar e aprender. A pedagogia
lenta, Serena e confortável pode ser uma excelente alternativa para enriquecer a sociedade e
permitir que todos tenham acesso ao conhecimento de acordo com seu próprio tempo.

4.2 Aspectos negativos e justificativa

Apesar de seus benefícios, essa proposta pedagógica pode fazer com que muitas
pessoas permaneçam constantemente em suas zonas de conforto e isso, na perspectiva do
aprendizado, pode não ser muito bom. Delimitar o próprio ritmo pode fazer com que o
aprendiz deixe de explorar novas potencialidades e de conhecer os seus próprios limites.

5. PEDAGOGIA SISTÊMICA

O principal fundamento dessa pedagogia é a visão holística, ou seja, como um todo.


A ideia é a de que toda a comunidade educativa é responsável pelo aprendizado a partir de
uma rede de vínculos e relações em que a atitude de cada membro é capaz de interferir
positiva ou negativamente no conjunto.

5.1 Aspecto positivo e justificativa

Permite a abertura de um novo olhar para o aluno, sendo possível notar que ele possui
uma família, tem uma história que o individualiza e que todos esses fatores influenciam na
sua educação e no seu processo individual de aprendizagem. Na educação sistêmica, cada um
tem o seu papel bem delimitado, isto é, não existe inversão de papéis. Dessa forma, os
professores são apenas professores e não faz e mães dos seus alunos. Uma grande marca
desse tipo de pedagogia que se caracteriza como um aspecto positivo é que não existem erros
e sim possibilidade de acerto.

5.2 Aspecto negativo e justificativa

Embora a educação sistêmica traga um novo caminho ao processo de ensino e


aprendizagem, é preciso entender que o foco é a educação. Com o uso da pedagogia
sistêmica, pode haver uma confusão de maneira que a preocupação excessiva com tudo que
envolve o processo educativo influencia negativamente na qualidade do que está sendo
ensinado.

6. AS PEDAGOGIAS DO CONHECIMENTO INTEGRADO

Esse tipo de abordagem contesta a organização do conhecimento em disciplinas. A


proposta desse tipo de pedagogia é a construção de projetos, a disseminação do conhecimento
integrado e a interdisciplinaridade.

6.1 Aspecto positivo e justificativa

Nessa abordagem o professor é mediador com o propósito de garantir a


intencionalidade educativa. Defende-se o estabelecimento de vínculos entre a escola e a
história de cada estudante para que seja possível proporcionar uma educação que vá ao
encontro das suas necessidades.

6.2 Aspecto negativo e justificativa

Um grande aspecto negativo desse tipo de pedagogia é a ausência de uma diretriz, ou


seja, de currículos básicos que sejam capazes de abordar tudo aquilo que é essencial dentro
de cada campo de conhecimento. Esse tipo de ausência pode trazer prejuízos ao estudante
que deixará de ter contato com questões importantes acerca de determinado conhecimento.

7. AS PEDAGOGIAS DAS DIVERSAS INTELIGÊNCIAS

O principal expoente dessa abordagem pedagógica é Howard Gardner, responsável


por desenvolver a teoria das inteligências múltiplas de grande valia para os campos do
comportamento humano.

7.1 Aspecto positivo e justificativa

A compreensão de que a inteligência deve ser abordada a partir de vários aspectos


permite que seja possível explorar as potencialidades individuais de cada aluno fazendo com
que o estudante desenvolva muito bem a área que tem aptidão. Além disso, essa proposta
pedagógica funciona muito bem para respeitar as individualidades de cada aluno e garantir a
educação democrática.

7.2 Aspecto negativo e justificativa

Adotar esse tipo de pedagogia faz com que o aluno se concentre nas áreas que possui
habilidade e aptidão e acabe negligenciando aquelas que precisam ser melhor desenvolvidas.
É fundamental que no processo de aprendizagem o estudante seja capaz de estar aberto a
explorar as mais diversas competências para expandir as suas aptidões.
REFERÊNCIAS

CARBONELL, Jaume. Pedagogias do século XXI: bases para a inovação educativa.


Penso Editora, 2016.

Você também pode gostar