Você está na página 1de 3

SETAL Construções

Departamento de Inspeção

Exatidão e Precisão
Dois conceitos fundamentais em Metrologia
Muitas pessoas ligadas à área da Qualidade, ainda hoje têm dificuldades na definição dos
conceitos de exatidão e precisão.
Se lançarmos mão do Dicionário, encontramos:
1) Exatidão (sf) 1. Qualidade de exato. 2. Observância ou cumprimento rigoroso. 3.
Precisão, rigor. 4. Perfeição, esmero.
a) Exato (Adj) 1. Certo, correto: conta exata; resposta exata. 2. Preciso, rigoroso:
medida exata. 3. Perfeito, esmerado.
2) Precisão (sf) 1. Carência daquilo que é preciso, necessário ou útil. 2. Urgência,
necessidade. 3. Exatidão de cálculos. 4. Rigor sóbrio de linguagem; concisão. 5.
Funcionamento sem falhas; perfeição: a precisão de um relógio. 6. Regularidade na
execução; exatidão.
a) Preciso (Adj) 1. Necessário, urgente. 2. Exato, certo, definido. 3. Claro, categórico,
terminante. 4. Resumido, lacônico.
Notamos que o dicionarista, certamente leigo na área técnica, não definiu claramente os
conceitos, tomando-os como sinônimos, o que sem dúvida não é verdadeiro.
O Vocabulário de Termos Fundamentais e Gerais de Metrologia, adotado pelo Brasil em
10 de março de 1995 através da Portaria do Instituto Nacional de Metrologia,
Normalização e Qualidade Industrial – INMETRO, número 029, esclarece que:
1) Exatidão de medição: Grau de concordância entre o resultado de uma medição e um
valor verdadeiro do mensurando.
Observações:
a) Exatidão é um conceito qualitativo;
b) O termo precisão não deve ser utilizado como exatidão.
2) Exatidão de um instrumento de medição: Aptidão de um instrumento de medição para
dar respostas próximas a um valor verdadeiro.
Parece-nos que ainda os conceitos não estão bem firmados, mesmo porquê não há
definição clara do termo precisão.
Vejamos então, como se pode definir mais claramente ambos os conceitos:
1) Exatidão (accuracy) – termo que define se a medição realizada coincide ou não com o
valor de referência.
A diferença entre o valor medido e o valor da referência recebe o nome de erro da
média, tendência ou desvio sistemático, podendo ser grande, pequeno, positivo ou
negativo. A correção necessária para que um instrumento esteja calibrado é da
mesma magnitude deste erro, porém com o sinal contrário. Um instrumento é
considerado exato (accurate) se o erro é menor que a tolerância ou o máximo erro
permitido para o instrumento.

Arquivo: 617462391.doc
Página 1 de 3
SETAL Construções
Departamento de Inspeção

A exatidão é quantificada como a diferença entre a média aritmética de múltiplas


medições e o valor verdadeiro da grandeza que se está medindo.
2) Precisão (precision) – termo que define o quão próximo encontram-se entre si os
resultados de uma medição.
A quantificação da precisão é feita através do desvio padrão.
A calibração de um instrumento, via de regra, não interfere com a precisão, já que a
média e o desvio padrão são variáveis aleatórias independentes.
Qualquer medição é, pelo menos em tese, um processo bem caracterizado. Sua
execução entretanto, sofre a influência de muitas causas de variações que vão desde a
temperatura ambiente até a técnica de utilização de dispositivos e instrumentos de
medição mau empregada, passando por vezes a erros de medição causados por
operadores inexperientes, sem treinamento adequado e até sem o conhecimento técnico
necessário para a interpretação de resultados.
Para a avaliação da qualidade de resultados de uma medição é necessário portanto que
sejam avaliados os aspectos de exatidão e de precisão. Assumindo-se que os dois
parâmetros são independentes, podemos ter quatro situações diferentes:
a) medida exata e precisa
b) medida exata e não precisa
c) medida não exata e precisa
d) medida não exata e nem precisa
As definições propostas associam os dois parâmetros à média e ao desvio padrão,
bastando para avaliar e controlar a qualidade das medições, acompanhar o
comportamento da média e do desvio padrão. A análise da média é realizada
comparando-a a um valor de referência e o desvio padrão avalia-se a homogeneidade
das medições.
Devemos ressaltar uma possível incoerência, pois precisão foi definida como sendo a
medida da variabilidade. Na realidade entretanto, tem-se o oposto pois uma medida com
variabilidade muito grande tem desvio padrão apreciável e como conseqüência, precisão
insatisfatória ou pouca precisão. Como o desvio padrão tem valor elevado, a associação
lógica seria muita precisão. Para evitar-se essa possível incoerência, a precisão é
considerada como uma qualidade, sendo a quantificação associada à incerteza.
Vejamos exemplos de algumas dessas situações:
Mediu-se em uma peça a dimensão indicada em desenho de 10,010±0,020, com três
instrumentos distintos, utilizando-se dos mesmos método e operador, obtendo-se os
resultados discriminados a seguir:
a) Instrumento "A"

Arquivo: 617462391.doc
Página 2 de 3
SETAL Construções
Departamento de Inspeção

Dimensões obtidas com instrumento "A" Instrumento "A"


10,014 10,015 10,015 10,017 10,015
10,015 10,016 10,014 10,016 10,015 10,018
10,016 10,016 10,015 10,016 10,016 10,017

10,017 10,017 10,016 10,014 10,016 10,016


10,015
10,015 10,015 10,016 10,014 10,017
10,014
Média 10,016
10,013
Desvio padrão 0,001 0 10 20 30
Erro 0,006
b) Instrumento "B"
Dimensões obtidas com instrumento "B" Ins trum e nto "B"
10,009 10,011 10,008 10,007 10,011
10,009 10,011 10,009 10,016 10,012 10,018
10,016
10,008 10,012 10,014 10,008 10,011
10,014
10,010 10,013 10,014 10,011 10,012 10,012
10,010 10,013 10,015 10,010 10,013 10,010
Média 10,011 10,008
10,006
Desvio padrão 0,002 0 10 20 30
Erro 0,001
c) Instrumento "C"
Dimensões obtidas com instrumento "C" Ins tr um e nto "C"
10,009 10,010 10,010 10,010 10,009
10,009 10,010 10,011 10,011 10,010 10,012
10,011
10,009 10,009 10,011 10,011 10,009
10,011
10,010 10,011 10,010 10,011 10,010 10,010
10,010 10,009 10,011 10,010 10,010 10,010
10,009
Média 10,010
10,009
Desvio padrão 0,001 0 10 20 30
Erro 0,000
Observando-se os erros e os desvios padrão, podemos concluir que:
a) Medição precisa, porém não exata: o desvio padrão de 0,001 mostra que há pouca
dispersão entre as medições, porém a média, 10,016 apresenta um erro de 0,006.
b) Medição exata, porém não precisa: o erro da média, 0,001, indica que as medições
estão próximas do valor correto, porém há dispersão entre eles (desvio padrão de
0,0002)
c) Medição exata e precisa: tanto o erro da média (0,000) quanto a medida da dispersão
(desvio padrão de 0,001) são pequenos o suficiente para classificar a medição como
exata e precisa.

Arquivo: 617462391.doc
Página 3 de 3

Você também pode gostar