Você está na página 1de 152

Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 07/05/2022 11:13 Página I

6.o ano – 4.o bimestre


Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 28/06/2021 10:49 Página II

Autoras:
Aline Brancalhão
Luciana Baia Lopes
Magda Tanjioni Cruz Bertolini
Maria Ignez Affonso Gerote
Rosana Perleto dos Santos
Silvia Regina Kyassu Bovino
Thais Toldo Antonagi
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 05/07/2021 08:40 Página III

Caderno do Professor
Unidade 4 – Álgebra, Grandezas e medidas,
Probabilidade e estatística, Geometria
Neste caderno, abordaremos assuntos referentes a quatro das cinco unidades temáticas apresentadas
na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
A BNCC traz ao 6.o ano assuntos como probabilidade, equações, fluxogramas, o que representou um
desafio enorme: o de adaptar esses temas para os jovens dessa faixa etária. Assim, enfatizamos o resgate
da intuição e dos conhecimentos prévios dos alunos, para a partir daí introduzir o novo, que foi, na medida do
possível, inserto na forma de problemas contextualizados, significativos e em progressivo grau de dificuldade.
Trata-se de um material exigente no desenvolvimento da capacidade de leitura e interpretação, mas muito
prazeroso, exatamente por proporcionar esse progresso, essa proximidade da Matemática com a vida real.
O tempo de decorar se tornou obsoleto. O que pretendemos agora é a compreensão do conteúdo.
E, para adoçar este caminho, temos também módulos que envolvem construções geométricas, contri-
buindo para a ampliação da Matemática em outras áreas e para o aprimoramento das capacidades motoras
dos alunos.

Módulo 12 – Problemas envolvendo unidades de medida

12.1. Unidades de medida de comprimento


Objetivos: Entender o que é uma unidade de medida. Perceber a existência de grandezas diversas e a
frequente necessidade de estabelecer comparação entre elas, ou seja, medi-las. Reconhecer a
necessidade de padrão de medidas. Relacionar o metro com seus múltiplos e submúltiplos. Escolher
adequadamente múltiplos ou submúltiplos do metro para efetuar medidas. Resolver problemas que
envolvam o perímetro de figuras planas. Resolver e elaborar problemas contextualizando o assunto.

Procedimentos: Apresentação da teoria por meio de aula expositiva, lousa digital ou projetor, a critério
do professor. Leitura e resolução dos exercícios.

12.2. Unidades de medida de massa


Objetivos: Entender o grama como unidade central, mas o quilograma como a unidade fundamental
reconhecida pelo Sistema Internacional de unidades (S.I.), reconhecer outras unidades de medidas de
massa, diferenciar massa de peso. Resolver e elaborar problemas envolvendo a grandeza massa.

Procedimentos: Apresentar o assunto utilizando a contextualização, elaborar e resolver exercícios


utilizando a transformação de unidades. Salientar que só devemos trabalhar com mesmas unidades.

III
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 21/06/2021 11:01 Página IV

12.3. Unidades de medida de área


Objetivos: Entender o metro quadrado como unidade central envolvendo áreas, compreender a noção
de medida de superfície, resolver e elaborar problemas envolvendo área.

Procedimentos: Ao abordar o conceito de área, relembrar o que já foi estudado. Salientar que o metro
quadrado é obtido pela multiplicação de metro por metro.

12.4. Unidades de medida de volume e capacidade


Objetivos: Compreender a noção de volume e o cálculo do volume de blocos retangulares. Relacionar
capacidade e volume. Resolver problemas que envolvam cálculo de capacidade, expressos em unidade
de medida de capacidade: litros ou mililitros.

Procedimento: Leitura e resolução dos exercícios.


Uma sugestão de atividade complementar: Pedir aos alunos que providenciem objetos como latas, caixas
de leite e embalagens. Providenciar réguas, trenas e fita métrica. Orientá-los sobre como fazer as
medições e preencher a tabela abaixo. Auxilie-os com o resultado e registre no caderno a conclusão.

Objeto Largura Altura Comprimento Volume Capacidade

Caixa de leite
Caixa de creme
de leite
Caixa de sabão em pó

12.5. Unidades de medida de tempo


Objetivo: Resolver problemas que envolvam operações com unidades de medida de tempo (horas,
minutos e segundos). Aprender as conversões.

Procedimentos: Para cada operação, fazer a leitura do texto coletivamente e mostrar passo a passo o
procedimento para obter a soma, a subtração, a multiplicação e a divisão em contextos que envolvam
unidades de medida de tempo. Enfatizar a importância das conversões para unidades maiores que 60.
Deixá-los resolver em duplas os exercícios.

12.6. Unidades de medida de temperatura


Objetivo: Aprender a resolver problemas que envolvam unidades de medida de temperatura,
principalmente os relacionados às suas variações.

Procedimento: Por meio de problemas de contextos reais, levantar a importância de aprender sobre
temperaturas. Apresentar as outras unidades de medidas utilizadas.

IV
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 21/06/2021 11:01 Página V

Módulo 13 – Igualdade

13.1. Linguagem simbólica


Objetivo: Compreender o que é uma igualdade e quais as características que a envolvem. Descobrir
valores desconhecidos de uma igualdade.

Procedimentos: Por meio de exercícios simples, perceber o que é uma igualdade e como descobrir seus
valores desconhecidos.

13.2. Princípios de equivalência da igualdade


Objetivos: Reconhecer que a relação de igualdade matemática não se altera ao adicionar ou subtrair,
multiplicar ou dividir os seus dois membros por um mesmo número e utilizar essa noção para determinar
valores desconhecidos na resolução de problemas.

Procedimento: Mostrar os princípios a partir de valores conhecidos para depois mostrar com valores
desconhecidos. Praticar com atividades para facilitar a compreensão.

13.3. Divisão de um inteiro em partes desiguais


Objetivos: Resolver e elaborar problemas que envolvam a partilha de uma quantidade em duas partes
desiguais.

Procedimento: A partir de problemas contextualizados, apresentar resoluções que envolvem partilhas


desiguais.

Módulo 14 – Trabalhando com probabilidades e gráficos

14.1. Probabilidade clássica


Objetivos: Apresentar os conceitos que envolvem a área da probabilidade. Compreender o conceito de
probabilidade, bem como saber aplicá-lo em diferentes contextos.

Procedimentos: Por meio de problemas intuitivos, apresentar o conceito de probabilidade. Em seguida,


expor diferentes contextos que envolvem o seu cálculo, tanto na probabilidade clássica como na
frequentista.

14.2. Tabelas e gráficos


Objetivos: Ler, interpretar e construir gráficos.

Procedimento: Peça aos alunos que tragam tabelas e gráficos de barra que aparecem em jornais e
revistas, interpretando-os oralmente ou descrevendo-os no caderno.
Sugira a leitura de um texto com muitos dados. Solicite a organização desses dados na forma de tabela
e, depois, a construção de gráfico para representar a situação.
V
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 24/06/2021 08:08 Página VI

Módulo 15 – Construções geométricas

15.1. Construções por meio de instrumentos geométricos


Objetivo: Aprender a construir retas paralelas, perpendiculares e quadriláteros com o uso de instrumentos
geométricos, como réguas, esquadros e compasso. Aprender a utilizar softwares para a representação
dessas figuras. Desenvolver a coordenação motora fina.

Procedimentos: Por meio de exercícios de construção, apresentar a importância do uso dos instrumentos
de desenho geométrico.

15.2. Construções de algoritmos


Objetivo: Construir algoritmo para resolver situações passo a passo em diferentes contextos. Compreen-
der a importância de orientações claras e precisas. Desenvolver a capacidade de simplificar situações.

Procedimentos: Por meio de exercícios de criação de algoritmo e de observação dos algoritmos


presentes, desenvolver a capacidade de orientações claras e precisas.

VI
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 21/06/2021 11:01 Página VII

UNIDADE 4 – Álgebra, Grandezas e medidas,


Probrabilidade e estatística, Geometria
Unidades Objeto de
Módulo temáticas Objetivo didático conhecimento Habilidades (BNCC)
(BNCC) (BNCC)
12 Grandezas e • Construir e ampliar noções de Problemas sobre medi- (EF06MA24)
medidas medida pelo estudo de grande- das envolvendo grande- Resolver e elaborar problemas que
zas de comprimento, superfície, zas como comprimento, envolvam as grandezas comprimento,
massa, capacidade, volume, massa, tempo, tempera- massa, tempo, temperatura, área
tempo e temperatura. tura, área, capacidade e (triângulos e retângulos), capacidade e
volume. volume (sólidos formados por blocos
• Reconhecer a utilização no con- retangulares), sem uso de fórmulas,
texto social dessas grandezas. inseridos, sempre que possível, em
contextos oriundos de situações reais e/ou
• Selecionar unidades de medida relacionadas às outras áreas do
mais adequadas a cada situação. conhecimento.

• Transformar as unidades de me-


dida de uma mesma grandeza.

• Calcular as áreas de quadrados,


retângulos e triângulos.

• Calcular o volume de blocos


retangulares.

13 Álgebra • Inserir o aluno no contexto da Propriedades da igual- (EF06MA14)


linguagem simbólica formal. dade. Reconhecer que a relação de igualdade
matemática não se altera ao adicionar,
• Contribuir no desenvolvimento Problemas que tratam da subtrair, multiplicar ou dividir os seus dois
da capacidade de abstração. partição de um todo em membros por um mesmo número e utilizar
duas partes desiguais, essa noção para determinar valores
• Apresentar os conceitos que envolvendo razões entre desconhecidos na resolução de
envolvem a área da Álgebra. as partes e entre uma problemas.
das partes e o todo. (EF06MA15)
• Contribuir para a leitura e Resolver e elaborar problemas que
compreensão de problemas, envolvam a partilha de uma quantidade em
bem como a sua tradução para a duas partes desiguais, envolvendo
linguagem matemática. relações aditivas e multiplicativas, bem
como a razão entre as partes e entre uma
• Aprimorar a capacidade de das partes e o todo.
raciocínio.

VII
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 21/06/2021 11:01 Página VIII

UNIDADE 4 – Álgebra, Grandezas e medidas,


Probrabilidade e estatística, Geometria
Unidades Objeto de
Módulo temáticas Objetivo didático conhecimento Habilidades (BNCC)
(BNCC) (BNCC)
14 Probabili- • Apresentar conceitos que envol- Cálculo de probabilidade (EF06MA30)
dade e vem a área da estatística. como a razão entre o Calcular a probabilidade de um evento
estatística número de resultados aleatório, expressando-a por número
• Compreender o que é probabi- favoráveis e o total de racional (forma fracionária, decimal e
lidade. Ensinar como calcular resultados possíveis em percentual) e comparar esse número com
probabilidade em diferentes um espaço amostral a probabilidade obtida por meio de
contextos. equiprovável. experimentos sucessivos.
(EF06MA31)
• Ler e interpretar problemas que Cálculo de probabilidade
envolvam noções de proba- por meio de muitas Identificar as variáveis e suas frequências
bilidade. repetições de um e os elementos constitutivos (título, eixos,
experimento (frequência). legendas, fontes e datas) em diferentes
• Reconhecer que existem diferen- tipos de gráfico.
tes tipos de probabilidade, como Leitura e interpretação
(EF06MA32)
a clássica e a frequentista. de tabelas e gráficos (de Interpretar e resolver situações que
colunas ou barras sim- envolvam dados de pesquisas sobre
• Desenvolver procedimentos para
ples ou múltiplas) refe- contextos ambientais, sustentabilidade,
coletar, organizar, comunicar e
rentes a variáveistrânsito, consumo responsável, entre
interpretar dados, utilizando tabe-
las e representações. ca te gó ricas e variáveisoutros, apresentadas pela mídia em
numéricas. tabelas e em diferentes tipos de gráficos
• Descrever e interpretar sua rea- e redigir textos escritos com o objetivo de
lidade, usando conhecimentos Coleta de dados, organi- sintetizar conclusões.
matemáticos, utilizando, na me- zação e registro.
dida do possível, uma aborda- (EF06MA33)
gem investigativa. Construção de diferen- Planejar e coletar dados de pesquisa
tes tipos de gráficos para referente a práticas sociais escolhidas
• Aprender outros meios de lingua- representá-los e interpre- pelos alunos e fazer uso de planilhas
gem, como gráficos e fluxo-
tação das informações. eletrônicas para registro, representação e
gramas. interpretação das informações, em
Diferentes tipos de re- tabelas, vários tipos de gráficos e texto.
presentação de informa- (EF06MA34)
ções: gráficos e fluxo- Interpretar e desenvolver fluxogramas
gramas. simples, identificando as relações entre os
objetos representados (por exemplo,
posição de cidades considerando as
estradas que as unem, hierarquia dos
funcionários de uma empresa etc.).

15 Geometria • Ampliar os conceitos de geo- Construção de retas (EF06MA22)


metria, que envolvem seme- paralelas e perpendicu- Utilizar instrumentos, como réguas e
lhança de figuras planas. lares, fazendo uso de esquadros, ou softwares para
réguas, esquadros e representações de retas paralelas e
• Aperfeiçoar a coordenação moto-
softwares. perpendiculares e construção de quadri-
ra fina.
láteros, entre outros.
• Conhecer alguns softwares de
construção, contribuindo para a (EF06MA23)
inserção do aluno na cultura Construir algoritmo para resolver situações
digital. passo a passo (como na construção de
• Formar bases para o pensa- dobraduras ou na indicação de
mento computacional. deslocamento de um objeto no plano
• Perceber relações da matemá- segundo pontos de referência e distâncias
tica com problemas cotidianos. fornecidas etc.).
Contribuir para a comunicação.
VIII
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 21/06/2021 11:01 Página IX

Número de aulas sugeridas


Matemática – 6.o ano – 4.o Bimestre

Caderno Módulo Semana Aulas Programa Habilidade BNCC

116 Unidades de medida de comprimento (EF06MA24)

117 Unidades de medida de comprimento (EF06MA24)

24 118 Unidades de medida de massa (EF06MA24)

119 Unidades de medida de massa (EF06MA24)

120 Unidades de medida de área (EF06MA24)

121 Unidades de medida de área (EF06MA24)


12
122 Unidades de medida de volume e capacidade (EF06MA24)

25 123 Unidades de medida de volume e capacidade (EF06MA24)

124 Unidades de medida de tempo (EF06MA24)

125 Unidades de medida de tempo (EF06MA24)

126 Unidades de medida de temperatura (EF06MA24)

127 Unidades de medida de temperatura (EF06MA24)

26 128 Linguagem simbólica

129 Princípios de equivalência da igualdade (EF06MA14)

13 130 Princípios de equivalência da igualdade (EF06MA14)

131 Divisão de um inteiro em partes desiguais (EF06MA15)


4
132 Divisão de um inteiro em partes desiguais (EF06MA15)

27 133 Probabilidade clássica (EF06MA30)

134 Probabilidade clássica (EF06MA30)

135 Probabilidade clássica (EF06MA30)

(EF06MA31), (EF06MA32)
136 Tabelas e gráficos
14 e (EF06MA33)

(EF06MA31), (EF06MA32)
137 Tabelas e gráficos
e (EF06MA33)
28
(EF06MA31), (EF06MA32)
138 Tabelas e gráficos
e (EF06MA33)

139 Construções por meio de instrumentos geométricos (EF06MA22) e (EF06MA23)

140 Construções por meio de instrumentos geométricos (EF06MA22) e (EF06MA23)

141 Construções por meio de instrumentos geométricos (EF06MA22) e (EF06MA23)

15 142 Construções de algoritmos (EF06MA23) e (EF06MA34)

29 143 Construções de algoritmos (EF06MA23) e (EF06MA34)

144 Ajuste

145 Ajuste

IX
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 21/06/2021 11:01 Página X

Anotações

X
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 21/06/2021 11:01 Página XI

XI
Orientacao_C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 21/06/2021 11:01 Página XII

XII
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 1

6.o ano – 4.o bimestre


C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 28/06/2021 10:50 Página 2

Sumário
Unidade 4 – Álgebra, Grandezas e medidas,
Probabilidade e estatística, Geometria
Módulo 12 – Problemas envolvendo unidades de medida ........................... 3
12.1. Unidades de medida de comprimento............................................ 3
12.2. Unidades de medida de massa....................................................... 8
12.3. Unidades de medida de área.......................................................... 12
12.4. Unidades de medida de volume e capacidade ................................ 16
12.5. Unidades de medida de tempo ...................................................... 22
12.6. Unidades de medida de temperatura ............................................. 31
Exercícios de revisão do Módulo 12 ........................................................ 39
Módulo 13 – Igualdade............................................................................... 44
13.1. Linguagem simbólica ..................................................................... 44
13.2. Princípios de equivalência da igualdade.......................................... 49
13.3. Divisão de um inteiro em partes desiguais...................................... 57
Exercícios de revisão do Módulo 13 ........................................................ 63
Módulo 14 – Trabalhando com probabilidades e gráficos ............................ 66
14.1. Probabilidade clássica .................................................................... 66
14.2. Tabelas e gráficos........................................................................... 76
Exercícios de revisão do Módulo 14 ........................................................ 89
Módulo 15 – Construções geométricas ....................................................... 92
15.1. Construções por meio de instrumentos geométricos ...................... 92
15.2. Construções de algoritmos ............................................................ 101
Exercícios de revisão do Módulo 15 ........................................................ 111
Tarefas .................................................................................................... 119

Autoras:
Aline Brancalhão
Luciana Baia Lopes
Magda Tanjioni Cruz Bertolini
Maria Ignez Affonso Gerote
Rosana Perleto dos Santos
Silvia Regina Kyassu Bovino
Thais Toldo Antonagi
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:06 Página 3

Módulo

5
12 Problemas envolvendo unidades de medida

Neste módulo abordaremos algumas grandezas. Grandeza é tudo aquilo que pode ser medido.
Diariamente lidamos com elas quando:

250

12
11 1
38,9ºC 200
10 2
9 3
150

Medimos nossa 8 4
temperatura 7 5
6 100

50
Contamos o tempo

Medimos nossa altura

Observamos as dimensões
Verificamos nossa massa Enchemos uma piscina ou a área de um terreno

A 116 e 117
12.1. Unidades de medida de comprimento
(EF06MA24)

DATA: _____/_____/_____
Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais, como
consciência socioambiental, autonomia e tomada de decisão.

Com base nas situações apresentadas na abertura do módulo, relacione-as com as unidades de
medidas mais usuais adotadas em cada uma delas.
1. Medir temperatura. ( 4 ) Quilograma
2. Contar o tempo. ( 6 ) Metro quadrado
3. Medir a altura. ( 1 ) Graus Celsius
4. Medir a massa. ( 3 ) Metro
5. Medir a capacidade de uma piscina. ( 2 ) Hora, minuto e segundo
6. Medir a área de um terreno. ( 5 ) Litro

3
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:06 Página 4

Comprimento é a grandeza física que expressa a distância entre dois pontos.


Na linguagem comum, costuma-se diferenciar a altura (quando se refere a um comprimento vertical)
da largura (quando se refere a um comprimento horizontal).
O comprimento é uma medida de uma só dimensão. Em muitos sistemas de medidas, o
comprimento é uma unidade fundamental, do qual derivam outras unidades.
A unidade principal de comprimento é o metro; entretanto, para medir grandes extensões, é muito
pequeno. Para medir pequenas extensões, contudo, ele é muito grande. Para isso, existem os múltiplos
e submúltiplos do metro.
Para as unidades de medidas de grandezas físicas
fundamentais e suas derivações, há um sistema métrico
aceito mundialmente desde 1960 conhecido como
SI (Sistema Internacional de Unidades).
Neste sistema o metro é definido como
a distância percorrida pela luz (no vácuo) em
1
uma fração de –––––––––––– s.
299 792 458

Múltiplos e submúltiplos do metro


Os múltiplos e submúltiplos do metro possuem nomes formados com o uso dos prefixos: quilo,
hecto, deca, deci, centi e mili. Observe o quadro:

Quilômetro Hectômetro Decâmetro Metro Decímetro Centímetro Milímetro

km hm dam m dm cm mm

1 000 m 100 m 10 m 1m 0,1 m 0,01 m 0,001 m

Note que cada unidade de comprimento é dez vezes maior que a unidade de comprimento que
está a sua direita.

4
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 5

Regra prática
.10 .10 .10 .10 .10 .10

km hm dam m dm cm mm

:10 :10 :10 :10 :10 :10

• Para converter a unidade da esquerda para a direita, deve-se multiplicar o valor por 10 a cada
casa “andada”, até chegar à casa da unidade desejada.
Ex : 1 m = 10 dm
1 km = 1000 m

• Para converter a unidade da direita para a esquerda, deve-se dividir o valor por 10 a cada casa
“andada”, até chegar à casa da unidade desejada.
Ex : 1 m = 0,1 dam
1 cm = 0,01 m

Atenção: Lembre-se de que, ao multiplicar ou dividir por


10, 100, 1000 ..., basta deslocar a vírgula uma, duas , três
... casas decimais para a direita ou esquerda.

Há também algumas unidades de medida de comprimento que não


fazem parte do SI, veja:

Unidade de medida Símbolo Equivale a


Braça fth 2,20 m
Côvado 67,2 cm
Jarda ya 91,44 cm
Légua (‘) 4828,032 m
Milha marítima mi 1852 m
Milha terrestre mi 1609,344 m
Palmo span 22 cm
Pé ft 30,48 cm
Polegada in 2,54 cm
Vara ya 1,10 m
5
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 23/06/2021 11:41 Página 6

Demonstre seus conhecimentos 3. Um bebê engatinha por volta de 15 m por


dia; quantos quilômetros ele engatinhará em um
1. Transforme as unidades de comprimento: ano? Aproxime para o natural mais próximo.
a) 2 km = _________
2 000 m
b) 4,5 m = _________
450 cm
c) 3 m = _________
0,03 hm
d) 2,5 km = _____________
2 500 000 mm

e) 34 mm = _________
0,34 dm

365 . 15 = 5475 m = 5,475 km


2. Vanessa mede 1,65 m e sua tia Magali, 1,72 m.
Quantos centímetros faltam para Vanessa
alcançar a altura de sua tia?

1,72 – 1,65 = 0,07 m


0,07 m = 7 cm

Resp.: Faltam 7 cm. Resp.: Ele engatinhará aproximadamente 5 km.

4. Será construída uma rampa de acesso a cadeirantes na entrada de uma escola. Observe o projeto e
determine o comprimento, em metro, da rampa.

m
3,6 m
0c
12

12
dm

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno


ampliar algumas habilidades socioemocionais, como consciência
socioambiental, empatia e respeito.

120 cm = 1,2 m

Comprimento da rampa: 3,6 + 1,2 = 4,8 m

6
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 7

5. Elabore um problema, preferencialmente contextualizado, utilizando os conhecimentos que


adquiriu sobre medidas de comprimento. Resolva-o e, depois, troque de caderno com um
colega para ele resolver o problema que você elaborou e tente resolver o elaborado por ele.

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa a Tarefa 48
“Unidades de medida de comprimento”.

7
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 8

A 118 e 119
12.2. Unidades de medida de massa DATA: _____/_____/_____
(EF06MA24)

Responda às questões a seguir com base no conhecimento que já adquiriu:


a) A massa corpórea e o peso de uma pessoa são iguais?
Resp.: Não.

b) Como se verifica a massa de uma pessoa?


Resp.: Por instrumentos de medida como uma balança.

A medida de massa de um corpo é determinada por um número e pela unidade de medida que foi
usada como padrão de comparação.
Massa é a quantidade de matéria que um corpo possui, sendo constante em qualquer lugar da Terra
ou fora dela.
Peso de um corpo é a força exercida por esse corpo (gravidade) para o centro da Terra. Varia de
acordo com o local em que o corpo se encontra.
Figura 1

A massa do homem na Terra ou na Lua


tem o mesmo valor. O peso, no entanto, é
seis vezes maior na Terra do que na Lua.
Explica-se esse fenômeno pelo fato
de a gravidade terrestre ser 6 vezes
superior à gravidade lunar.

Obs.: A palavra grama, empregada no sentido de “unidade de medida de massa de um corpo”, é um


substantivo masculino. Assim, deve-se dizer “trezentos gramas”.

8
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 9

A unidade fundamental de massa no Sistema Internacional de Unidades (SI) chama-se quilograma.


Apesar de o quilograma ser a unidade fundamental de massa, utilizamos na prática o grama como
unidade principal de massa.

Múltiplos e submúltiplos do grama

Quilograma Hectograma Decagrama Grama Decigrama Centigrama Miligrama

kg hg dag g dg cg mg

1000 g 100 g 10 g 1g 0,1 g 0,01 g 0,001

Assim como na unidade de medida de comprimento, cada unidade de medida de massa é dez vezes
maior que a unidade de medida que está a sua direita.
Assim, podemos adotar a mesma regra prática.

.10 .10 .10 .10 .10 .10

kg hg dag g dg cg mg

:10 :10 :10 :10 :10 :10

Ex: 1 dag = 10 g
1 g = 10 dg
1 kg = 100 dag

Tonelada é uma unidade de


massa que não pertence ao Sistema
Internacional de Unidades (S.I.),
mas é aceita por ele.
Ela é equivalente a 1000 kg.

9
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 23/06/2021 11:41 Página 10

Veja na tabela a seguir, algumas unidades de medidas de massa não presentes no Sistema
Internacional de Unidades (SI).

Unidade de medida Símbolo Equivale a


Arroba @ 15 kg
Libra lb 0,45359237 kg
Onça oz 28,349523125 g
Tonelada t 1 000 kg

Demonstre seus conhecimentos

1. Transforme as unidades de massa:


a) 3 kg = _______________
3 000 g
Resp.: A massa dela após as perdas é de 56,113 kg.
b) 4 500 g = _______________
4,5 kg
c) 1,235 hg = _______________
123,5 g 3. Se 1,25 kg de batatas custa R$ 8,00, quanto
d) 4,25 dag = _______________
42,5 g custará uma tonelada?
e) 75 cg = _______________
0,75 g

2. A massa corpórea de Márcia era de 58 kg e


ela emagreceu 890 g em março e 997 g em abril.
Qual é a massa corpórea dela após essas perdas?

1 t = 1 000 kg
890 + 997 = 1 887 g = 1,887 kg
58 – 1,887 = 56,113 kg 8,00 1,25
–750 6,4
–––––
500
– 500
–––––
0

6,4 . 1 000 = 6 400

Resp.: Uma tonelada custará R$ 6 400,00.

10
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 11

4. Elabore um problema, preferencialmente contextualizado, utilizando os conhecimentos que


adquiriu sobre medidas de massa. Resolva-o e, depois, troque de caderno com um colega
para ele resolver o problema que você preparou e tente resolver o elaborado por ele.

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa a Tarefa 49
“Unidades de medida de massa”.

11
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 12

A 120 e 121
12.3. Unidades de medida de área DATA: _____/_____/_____
(EF06MA24)

Observe as figuras a seguir e responda:

60 cm
4m

60 cm 16 m

a) Qual a área do quadrado?


Aquadrado = 602 = 3 600

Resp.: A área do quadrado é 3 600 cm2.

b) Qual a área do retângulo?


Aretângulo = 16 . 4 = 64

Resp.: A área do retângulo é 64 m2.

c) Transforme as medidas dos lados do quadrado em metros e represente sua área.


60 cm = 0,6 m
Aquadrado = 0,6 . 0,6 = 0,36 m2

d) Qual área é maior?


Resp.: A área do retângulo.

12
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 13

O Sistema Internacional de Unidades adota o metro quadrado como a unidade fundamental da


área. O metro quadrado também possui seus múltiplos e submúltiplos, mas, por ser uma medida ao
quadrado, seus múltiplos e submúltiplos se relacionam numa potência de 102, ou seja, 100.

Múltiplos e submúltiplos do metro quadrado

Quilômetro Hectômetro Decâmetro Metro Decímetro Centímetro Milímetro


quadrado quadrado quadrado quadrado quadrado quadrado quadrado

km2 hm2 dam2 m2 dm2 cm2 mm2

1 000 000 m2 10 000 m2 100 m2 1 m2 0,01 m2 0,0001 m2 0,000001 m2

Regra prática
.100 .100 .100 .100 .100 .100

km2 hm2 dam2 m2 dm2 cm2 mm2

:100 :100 :100 :100 :100 :100

• Para converter a unidade da esquerda para a direita, deve-se multiplicar o valor por 100 a cada
casa “andada” até chegar à casa da unidade desejada.
Ex: 1 m2 = 100 dm2
1 km2 = 10 000 dam2 (vezes 10 000)

• Para converter a unidade da direita para a esquerda, deve-se dividir o valor por 100 a cada
casa “andada”, até chegar à casa da unidade desejada.
Ex: 1 m2 = 0,01 dam2
1 mm2 = 0,000001 m2 (dividido por 1 000 000)

13
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 14

Há unidades de medida de área que também não fazem parte do SI, mas são muito utilizadas.
Observe-as:
Unidade de medida Símbolo Equivale a
Acre ac 39 831,264 m2
Alqueire 968 m2
Alqueire baiano 96 800 m2
Alqueire do Norte 27 225 m2
Alqueire mineiro 48 400 m2
Alqueire paulista 24 200 m2
Are a 100 m2
Centiare ca 1 m2
Hectare ha 10 000 m2
Moio 58 080 m2

Demonstre seus conhecimentos a) Qual é a área que o sr. Joaquim irá revestir?
50 cm = 0,5 m
1. Transforme as unidades de área pedidas paredes: porta: janela:
2,7 2,1 0,5 32,40
abaixo: x3
–––––
x 0,7
–––––
x 0,5
–––––
– 1,72
–––––––
8,1 1,47 0,25 30,68 m2
1442443
a) 128 hm2 = _______________
12 800 000 000 cm2 x4
1,72 m2
––––––
32,4m2
b) 23 000 000 m2 = _______________
23 km2

c) 3 456 dam2 = 345


_____________
600 000 000 mm2

d) 4 560 000 cm2 = _____________


456 m2

e) 12 345 mm2 = _____________


1,2345 dm2 Resp.: O sr. Joaquim irá revestir 30,68 m2.

2. O sr. Joaquim resolveu trocar os azulejos de b) Se os azulejos medem 20 cm x 20 cm, quantos


seu banheiro. São quatro paredes de 2,7 m x 3 m azulejos, no mínimo, serão necessários?
com uma porta de 2,10 m x 0,7 m e uma janela 20 cm = 0,2 m
de 50 cm x 50 cm. 0,2 m . 0,2 m = 0,04 m2
30,68 0,04
26 767
28
0

Resp.: Serão necessários, no mínimo 767 azulejos.

14
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 15

3. Elabore um problema, preferencialmente contextualizado, utilizando os conhecimentos que


adquiriu sobre unidades de medidas de área. Resolva-o e, depois, troque de caderno com
um colega para ele resolver o problema que você preparou e tente resolver o elaborado por ele.

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa a Tarefa 50
“Unidades de medida de área”.

15
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 16

A 122 e 123
12.4. Unidades de medida de volume e capacidade DATA: _____/_____/_____
(EF06MA24)

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais
como tomada de decisão.

Relacione cada figura com a unidade de medida mais adequada.

a) b)
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

c) d) e)
altura
altura

base
comprimento
largura

( E ) metro cúbico ( A ) centímetro ( C ) centímetro quadrado


( B ) quilograma ( D ) mililitro

Volume
O volume de um corpo é a porção do
espaço ocupada por um sólido, por um líquido
ou por um gás.
Para calcular o volume, adotamos uma
unidade padrão e a partir dela contamos
quantas delas são necessárias para preencher o
sólido.
A medida definida como padrão é um cubo
de lado 1 unidade de medida (u). E seu volume
corresponde a uma unidade de volume (u3).

16
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 17

1u
Volume = 1u3
1u
1u

No paralelepípedo acima temos 16 unidades de volume, assim V = 16 u3.


Quando calculamos o volume de um sólido, representamos o resultado da seguinte maneira: para
sólidos com dimensões expressas em centímetros (cm), seu volume será representado em cm3; se as
dimensões estiverem em metros (m), o volume será expresso em m3 e assim por diante.
A unidade padrão de volume no Sistema Internacional de Unidades (S.I.) é o metro cúbico, que
também possui seus múltiplos e submúltiplos. Por ser uma medida baseada em três dimensões, seus
múltiplos e submúltiplos se relacionam numa potência de 103, ou seja, 1000.

Múltiplos e submúltiplos do metro cúbico

Quilômetro Hectômetro Decâmetro Metro Decímetro Centímetro Milímetro


cúbico cúbico cúbico cúbico cúbico cúbico cúbico
km3 hm3 dam3 m3 dm3 cm3 mm3
1 000 000 000 1 000 000 1000 0,001 0,000001 0,000000001
1 m3
m3 m3 m3 m3 m3 m3

Regra prática
.1000 .1000 .1000 .1000 .1000 .1000

km3 hm3 dam3 m3 dm3 cm3 mm3

:1000 :1000 :1000 :1000 :1000 :1000

• Para converter a unidade da esquerda para a direita, deve-se multiplicar o valor por 1000
(pois 103 = 1000) a cada casa “andada”, até chegar à casa da unidade desejada.
Ex: 1 m3 = 1000 dm3
2 hm3 = 2 000 000 m3 ou 2 . 106 m3

17
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 18

• Para converter a unidade da direita para a esquerda, deve-se dividir o valor por 1000 (pois
103 = 1000) a cada casa “andada”, até chegar à casa da unidade desejada.
Ex: 1 m3 = 0,001 dam3
1 mm3 = 0,001 cm3

Exemplo
O sr. Flávio alugou uma caçamba para recolher os entulhos de uma obra.

Para encher uma caçamba, são necessários 8 000 cm3 de terra aproximadamente.
Sabendo-se que o volume do entulho é de 2,36 m3, quantas caçambas de terra serão necessárias?

Primeiro, precisamos converter 2,36 m3 em cm3:


2,36 . 1 000 000 = 2 360 000 cm3

Em seguida, dividimos esse valor por 8 000:

2 360 000 8000


–16 295
–––––––
76
– 72
––––––
40
– 40
–––––––
000

Assim, serão necessárias 295 caçambas.

18
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 19

Capacidade
Capacidade é o volume interno de um recipiente.
A unidade fundamental de capacidade chama-se litro.
A quantidade de líquido é igual ao volume interno de um recipiente,
afinal, quando enchemos este recipiente, o líquido assume a forma dele.

Múltiplos e submúltiplos do litro

Quilolitro Hectolitro Decalitro Litro Decilitro Centilitro Mililitro


kᐉ hᐉ daᐉ ᐉ dᐉ cᐉ mᐉ

1000 ᐉ 100 ᐉ 10 ᐉ 1ᐉ 0,1 ᐉ 0,01 ᐉ 0,001 ᐉ

As regras práticas para conversão de unidades de litro são as mesmas das unidades de comprimento.
As unidades de medida de capacidade e de volume possuem relações de equivalência. As mais
usuais são:

1 dm3 = 1 ᐉ
1 m3 = 1000 ᐉ
1 cm3 = 1 mᐉ

Exemplo
Uma caixa d’água possui um volume de 5 m3. Qual o volume da caixa em dm3? E qual a capacidade
em litros?

Primeiro, vamos converter o volume para dm3:


5 m3 . 1000 = 5 000 dm3
Em seguida, passamos para a unidade de medida litro:
Se 1 dm3 = 1ᐉ, 5 000 dm3 = 5 000 ᐉ.
Logo, o volume é 5 000 dm3 com capacidade de 5 000 ᐉ.

Unidade de medida Símbolo Equivale a


Canada 2,4 ᐉ
Galão gal 4,546 ᐉ
Pote 12 ᐉ
Almude 16,8 ᐉ
Pipa 480 ᐉ

19
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 20

Demonstre seus conhecimentos

1. Transforme cada item nas unidades de


volume pedidas:

a) 1 dm3 = 0,001
_______________ m3
4. Uma caixa de água possui o volume de
b) 1589 cm3 = 1,589
_______________ dm3
48 m3. Qual o volume da caixa em dm3? E a sua
c) 2,45 m3 = 2450
_______________ dm3 capacidade em litros?

d) 3 400 000 mm3 = _______________


3,4 dm3

e) 0,556 m3 = _______________
0,000556 dam3

2. Transforme em litros:

a) 9 m3 = _______________
9 000 ᐉ

b) 6,3149 m3 = 6_______________
314,9 ᐉ
48 m3 = 48 000 dm3 = 48 000 ᐉ
c) 9 516 m3 = _______________
9 516 000 ᐉ

d) 26 149 dm3 = _______________


26 149 ᐉ

e) 25 m3 = _______________
25 000 ᐉ

3. Considere o sólido a seguir:

Resp.: O volume é de 48 000 dm3 com capacidade de 48 000 ᐉ.

5. Um negociante comprou 0,45 m3 de óleo de


oliva por R$ 2 250,00. Quanto pagaria por um
barril com 10 ᐉ?

Cada cubinho que o compõe possui 1 cm3 de


volume. Determine o volume desse sólido.
a) 1 cm3. b) 9 cm3.
c) 18 cm3. d) 27 cm3.
V=3.3.3
V = 27
Resposta: D

20
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 21

0,45 m3 = 450 ᐉ
2 250 : 450 = 5 (R$ 5,00 o litro)
10 . 5 = R$ 50,00

Resp.: Pagaria R$ 50,00 por 10 litros de óleo de oliva.

6. Elabore um problema, preferencialmente contextualizado, utilizando os conhecimentos que


adquiriu sobre capacidade e volume. Resolva-o e, depois, troque de caderno com um colega
para você resolver o problema que ele preparou, e ele resolver o que você criou.

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa a Tarefa 51
“Unidades de medida de volume e capacidade”.

21
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 22

A 124 e 125
12.5. Unidades de medida de tempo DATA: _____/_____/_____
(EF06MA24)

Desde que o homem formou consciência, já contava o tempo; primeiro, dividia-o em dia e noite, e,
com o desenvolvimento humano, começou a utilizar outras contagens, como século, década, ano, mês,
dia, hora, minuto, segundo.
Utilizamos as unidades de tempo a todo instante.
Complete a cruzadinha com as respostas para cada questão e verifique o quanto já sabe sobre as
unidades de medida de tempo.

1) Quantos segundos existem em


U
um minuto?
3→ V I N T E E Q U A T R O

2) Como é chamado o período I


2
de sessenta minutos? 6→ D E Z ↓
A H

3) Um dia possui quantas horas? D O


7
↓ E R
4) Um mês típico é formado por
1→ S E S S E N T A
quantos dias?
É

5) Quantos meses há em um C 5→ D O Z E

ano? U E
L

6) Uma década é formada por O 4→ T R I N T A


quantos anos?
E
M
7) Como é chamado o período
de 100 anos? P
O

22
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 23

Você sabia que nossos antepassados já conheciam as horas muito antes de existirem os relógios?
A divisão do dia em 24 horas surgiu por volta de 5 000 a.C., na Babilônia. Os babilônicos observaram
que, em certo momento do dia, a estrela (Sol) ficava no céu de um jeito que não se formavam sombras;
esse momento foi considerado a metade do dia (meio-dia). Como eles já possuíam uma noção de hora,
graças ao relógio solar, observaram que aproximadamente seis horas depois do meio-dia o céu começava
a escurecer, voltando a clarear no dia seguinte, aproximadamente seis horas antes do meio-dia. Essa
parte era a noite, que durava aproximadamente o mesmo tempo do dia.
Assim, o dia possuía 12 horas e a noite 12 horas; logo, um dia inteiro, com noite e dia, formava 24
horas.

O relógio foi inventado no


século XIV. O mundo
ocidental considera o Papa
Silvestre II como seu
inventor.

O número 12 foi escolhido


por ser um divisor de 60,
que era a base do sistema
matemático dos babilônicos.

23
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 24

Relações entre unidades de tempo

Unidade Corresponde a
1 dia 24 horas Mesmo que haja meses com 28, 29, 30
1 semana 7 dias e 31 dias, na matemática financeira
1 quinzena 15 dias adotamos que o mês possui 30 dias
indistintamente, pois considera-se um
1 bimestre 2 meses
ano comercial o período de 360 dias para
1 trimestre 3 meses
facilitar os cálculos.
1 quadrimestre 4 meses
1 semestre 6 meses
1 ano 365 dias ou 12 meses
1 década 10 anos
1 século 100 anos
1 milênio 1 000 anos

As unidades de medida de tempo que mais exigirão nossa atenção são: hora, minuto e segundo.
Essas unidades obedecem a uma relação sexagesimal, ou seja, uma é sessenta vezes maior ou menor
que a outra.
Observe o esquema a seguir:

: 3600

: 60 : 60

horas minutos segundos

. 60 . 60

. 3600

Como toda unidade de medida, adotamos símbolos para elas:


hora → h
minuto → min
segundo → s

24
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 25

Exemplos:
Para converter horas e
a) Converter 25 min em segundos:
minutos em segundos,
25 min → 25 . 60 = 1500 s
basta multiplicá-los
sempre por 60.
b) Converter 1 hora em segundos:
1h → 1 . 60 = 60 min . 60 = 3 600 s

Neste caso, primeiro transformamos a hora em minutos e depois


convertemos em segundos.
Podemos também realizar um cálculo só. Como sabemos que cada hora
possui 3 600 s, podemos fazer:
1h → 1 . 3 600 = 3600 s

c) Converter 2 horas e 34 minutos e 56 segundos ou 2h 34min 56s em segundos:


2h → 2 . 60 . 60 = 7 200 s
34 min → 34 . 60 = 2 040 s
56 s → 56 = 56 s ⎯⎯→ 7 200 s + 2 040 s + 56 s = 9 296 s

Ou

2h → 2 . 3 600 = 7 200 s
34 min → 34 . 60 = 2 040 s
56 s → 56 = 56 s ⎯⎯→ 7 200 s + 2 040 s + 56 s = 9 296 s

d) Converter 5 100 s em horas, minutos e e) Converter 9 220 s em horas, minutos e


segundos: segundos:
5 100 60 9 220 60
– –
480 85 60 60 153 60
–––––– – –––––– –
– 322 –––––
300 60 1 120 2
– ––––– 300 33
300 25 –––––
––––– 220
0 – 180
–––––
Assim, temos 1h 25min 00s. 40
Assim, temos 2h 33min 40s.

Vocês entenderam? Primeiro, dividimos os segundos


por 60. O quociente representa os minutos e o
resto dessa divisão representa os segundos.
Depois, dividimos o quociente novamente por 60.
O resto representa os minutos e o novo quociente
representa as horas.

25
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 23/06/2021 11:41 Página 26

Quando trabalhamos com quaisquer unidades de medidas, para que se possa somar ou subtrair,
devemos ter o cuidado de operar apenas as que possuem as mesmas unidades de medida. Ou seja, só
podemos somar segundo com segundo, hora com hora e assim por diante. O mesmo ocorre com a
subtração entre unidades de medidas.

Adição
Se nossa aula de Matemática começa às 7h 30min e dura 50 min, a que horas ela termina?
Para responder a essa questão, teremos de fazer uma adição:
7 h 30 min
+ 50 min
–––––––––––––
7 h 80 min

7 h (60 + 20) min


7 h + 1h 20 min
8 h 20 min

Logo, a aula termina às 8 h 20 min.

Quando somamos horas, minutos e segundos, devemos


respeitar o limite máximo de minutos e segundos.
Esse limite sempre é de 59 minutos e 59 segundos.
Exemplos: 17h 60min é o mesmo que 18h.
18h 35min 60s é o mesmo que 18h 36min.

Subtração
Se nossa aula de Matemática terminou às 8h 20min e teve duração de 50min, a que horas começou?
Para responder a essa questão, temos de fazer uma subtração:

8 h 20 min
– 50 min
––––––––––––––
7 h (60 + 20) min = 7h 80 min Observe que a coluna das
horas cedeu 60 minutos, que
7 h 80 min foram adicionados aos
– 50 min minutos já existentes,
––––––––––––– podendo assim dar
7 h 30 min continuidade ao cálculo.
Logo, a aula começou às 7 h 30 min.

26
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 24/05/2022 14:43 Página 27

Demonstre seus conhecimentos 2. Converta em horas, minutos e segundos:


a) 1890s = 31 min 30 s
1. Converta em segundos:
1890 60
a) 10min = 600s – 180 31 min
–––––
90
10 . 60 = 600s
– 60
–––––
30 s

b) 45min = 2 700s
b) 5324s = 1h 28min 44s
45
x 60 5324 60
–––––– – 480 88 60
2700s ––––– – 60
0524 1h
–––––
– 480 28 min
–––––
044 s

c) 1h 30min = 5 400s
1h = 3 600s
30 min = 30 . 60 = 1 800s
3. Um bolo foi colo-
cado no forno às
3 600
+ 1 800 14h 34min 20s.
––––––––
5 400s Para ficar pronto,
esse bolo precisa
ser assado durante 40 minutos. A que horas se
deve desligar o forno?
14h 34min 20s + 40min = 15h 14min 20s

14h 34min 20s


+ 40min
d) 4h 34min 58s = 16 498s –––––––––––––––––
14h 74min 20s → 15h 14 min 20s
3600 34 14 400
x4 x 60 + 2 040
–––––––– –––––– 58
14 400s 2 040s –––––––––
16 498s

Resp.: O forno deverá ser desligado às 15h 14min 20s

27
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 19/05/2022 15:43 Página 28

4. O professor Sílvio precisa levar os alunos do 6.o ano para assistir a um filme. A duração do filme é
de 92 minutos e o intervalo para o lanche é às 10 horas. A que horas, no máximo, deve começar a
sessão para não atrasar a hora do lanche?
92 min = (60 + 32) min = 1h 32min

10h → 9h 60min
– 1h 32min
– 1h 32min
––––––––––––– –––––––––––––
8h 28min

Resp.: A sessão deve começar no máximo às 8h 28min.

5. Agora, elabore um problema utilizando os conhecimentos que adquiriu sobre unidades de


medidas de tempo. Você deverá utilizar os tempos de 4 semanas; 7h15min e 1min37s.
Depois, verifique se seu amigo consegue resolvê-lo, e tente resolver o que ele elaborou.

28
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 29

Dependendo do contexto, haverá a necessidade de multiplicar ou dividir utilizando unidades de


medidas de tempo. Vejamos:

Multiplicação
Você sabia que um piloto de Fórmula 1 leva em média 1min 30s para dar uma volta numa pista?
Se ele mantiver esse desempenho, quanto tempo levará para dar três voltas?
Para responder a essa questão, precisamos multiplicar o tempo por 3. Então, veja:

1 min 30 s
x 3 Multiplicamos primeiro os
––––––––––– segundos e depois os minutos.
3 min 90 s
Em seguida, ajustamos o
3 min (60 + 30) s horário, como na adição.
3 min + 1 min 30 s

4 min 30 s

Logo, o piloto levará 4 min 30 s para dar três voltas.

Divisão
• Um nadador levou 6 min para cumprir uma prova de 400 metros em nado livre. Quanto tempo ele
levou para nadar 100 m?

Para responder a essa questão, devemos dividir 6 min por quatro.

Como dividimos um horário por um número natural?

6 min 4 Quando o resto da divisão for


– menor que o divisor, devemos
4 1 min 30s
–––––– transformá-lo na unidade seguinte
2 . 60
e continuar a divisão.
120 s
– 12
––––––
00
Portanto, ele levou 1 min 30 s para nadar 100 m.

29
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 30

• Uma montanha-russa leva 5min 30s para dar uma volta. Quantas voltas ela dará em 27min 30s?
Como dividimos um horário por outro horário?
Para realizar a divisão entre horários, devemos transformá-los na unidade menor; nesse caso, em
segundos, para depois efetuar a divisão.
5 min 30 s
5 min = 5 . 60 = 300 s
+
30 s
––––––
330 s

27 min 30 s
27 min = 27 . 60 = 1620 s 1 650 330

30 s + 1 650 5
––––––– ––––––
1 650 s 0

Assim, a montanha-russa dará 5 voltas.

Agora, é a sua vez! grupo, a professora permitiu, mas com a condição


de o tempo total da apresentação não ultrapassar
1. Um ônibus leva em média 1h 50min para o já estipulado ao grupo. Nessas condições,
fazer seu trajeto. Se o motorista trabalhou 7h responda:
20min, quantas vezes ele realizou o mesmo a) Qual o tempo total estipulado ao grupo?
trajeto? 4 . (4min35s) = 16min140s = 18min20s
1h = 1 . 60 = 60min 440 110
50min + 0 4
––––––––
110min

7h = 7 . 60 = 420min
20min + Resp.: O tempo total estipulado ao grupo é de 18min20s.
–––––––––
440min
b) Qual o tempo máximo de apresentação para
cada aluno com a entrada do novo compo-
nente?
18min20s 5
3min 3 min40s
180s + 20s
Resp.: O motorista realizou 4 vezes o mesmo trajeto. 200s
0

2. Um grupo formado por 4 alunos deverá


apresentar um trabalho. Cada aluno possui
4 min 35s de apresentação, não podendo Resp.: O tempo máximo para cada aluno será de 3min40s.

ultrapassar o tempo total. Na última semana, os Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa a Tarefa 52
alunos quiseram colocar mais 1 componente no “Unidades de medida de tempo”.
30
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 19/05/2022 15:44 Página 31

A 126 e 127
12.6. Unidades de medida de temperatura DATA: _____/_____/_____
(EF06MA24)

Observe a seguir a amplitude térmica (diferença entre temperatura mínima e temperatura máxima)
e a quantidade de chuva (precipitação) das cidades de Nova York e São Paulo no ano de 2018.
Ingimage / Fotoarena

Nova York Mês Mínima (ºF) Máxima (ºF) Precipitação (mm)

Janeiro 9,14º 59,54º 92,7


Fevereiro 12,74º 54,932º 78,5

Março 18,5º 71,42º 110,7


Abril 32,36º 82,94º 114
Maio 43,52º 87,98º 106,4

Junho 52,88º 92,3º 112


Julho 60,26º 95,36º 116,8
Agosto 58,82º 93,74º 112,8

Setembro 48,56º 88.52º 108,7


Outubro 37,94º 78,8º 111,8
Novembro 27,68º 71,24º 102,1

Dezembro -9,1º 62,24º 101,6

São Paulo

31
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 32

Ingimage / Fotoarena

São Paulo Mês Mínima (ºC) Máxima (ºC) Precipitação (mm)

Janeiro 19º 27º 237


Fevereiro 19º 28º 222

Março 18º 22º 50


Abril 16º 25º 127
Maio 14º 23º 137

Junho 12º 22º 50


Julho 12º 22º 48
Agosto 13º 23º 36

Setembro 14º 24º 85


Outubro 15º 25º 127
Novembro 13º 26º 137

Dezembro 18º 26º 201

Com base nos dados das tabelas, responda:


a) Qual a maior temperatura registrada em São Paulo no período do verão, ou seja, de dezembro a
março?
Resp.: A maior temperatura registrada é de 28°C.

b) No verão de Nova York, que ocorre nos meses de junho, julho, agosto e setembro, qual a maior
temperatura registrada?
Resp.: A maior temperatura registrada é de 95,36°F.

c) Sabemos que a cidade de São Paulo está localizada em um país tropical, onde o clima é quente e
úmido na maior parte do território. Você saberia explicar o porquê das temperaturas registradas no
verão em Nova York numericamente aparecerem maiores que as temperaturas no verão de São Paulo?
Resp.: Espera-se que o aluno se atente às escalas de cada tabela. Uma está na escala Fahrenheit e a outra na escala Celsius.

32
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 33

O ser humano, desde os primórdios, conhece as sensações de calor e frio, que são essenciais para
a sua sobrevivência. Mesmo assim, demoraram-se muitos e muitos anos para que se encontrasse uma
maneira de medir a temperatura.
Quando há o aquecimento de qualquer objeto, as partículas que o compõem tendem a se agitar e,
quando há o resfriamento, elas se contraem. Medir a temperatura significa medir o grau de agitação
dessas partículas.
No século XVII surgiu o primeiro termômetro de líquido, construído por Jean Rey, um médico francês.
Até pouco tempo atrás, era usual o termômetro de mercúrio. Ele possuía dentro dele uma
quantidade de mercúrio que se expandia com o aquecimento e se comprimia com o resfriamento. Você
chegou a conhecê-lo?
Hoje no mundo existem três escalas termométricas em uso: a Celsius, a Fahrenheit e a Kelvin.
Para facilitar a comparação entre as escalas, utilizaremos como referência a variação de temperatura
entre os pontos de ebulição e de fusão da água, que é a diferença entre essas temperaturas. No entanto,
sempre que for pedida a variação de temperatura, podemos adotar o seguinte cálculo:

Variação = temperatura máxima – temperatura mínima

Escala Celsius
Ingimage

100ºC Ponto de ebulição

TC

0ºC Ponto de fusão

Anders Celsius (1701-1744) – astrônomo sueco.


Em 1742, Celsius tomou o zero para ponto de fusão do gelo e 100 para ponto de ebulição da água.
Essa escala é dividida em 100 partes iguais, nomeadas graus.
Essa escala é utilizada mundialmente, com exceção de alguns poucos países que utilizam a escala
Fahrenheit, como Estados Unidos, Myanmar e Libéria.
É interessante observar a variação de temperatura entre os pontos de fusão e de ebulição da água
nessa escala:
Variação = 100°C – 0°C
Variação = 100°C
33
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 34

Escala Fahrenheit
Ingimage

212ºF Ponto de ebulição

TF

32ºF Ponto de fusão

Daniel Gabriel Fahrenheit (1686-1736) – físico alemão.

Fahrenheit, em 1714, construiu o primeiro termômetro com mercúrio, determinando que o gelo
puro tem seu ponto de fusão a 32°F e ponto de ebulição a 212°F.
Esta escala hoje em dia é usada em uns poucos países no mundo: Estados Unidos, Myanmar e
Libéria.

Observe a variação de temperatura entre os pontos de fusão e de ebulição da água nesta escala:

Variação = 212°F – 32°F


Variação = 180°F

Escala Kelvin
Ingimage

373K Ponto de ebulição

TK

273K Ponto de fusão

Lord Kelvin
Nascido William Thomson (1824-1907) – matemático e físico britânico.

William Thomson (posteriormente Lord Kelvin) propôs o uso do zero absoluto como ponto de início
do sistema de Celsius. Isso levou à escala Kelvin, usada atualmente no ambiente científico, ou seja, é
adotada pelo Sistema Internacional de Unidades (S.I.).

34
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 35

O zero absoluto é dado quando todas as partículas da água não possuem qualquer movimento, o
0K (zero Kelvin), o que equivale a –273°C. O ponto de fusão nesta escala é de 273K e o ponto de
ebulição, 373K.
Para representá-la, não utilizamos o símbolo de grau (°).

A variação entre os pontos de ebulição e de fusão da água pode ser calculada da seguinte maneira:

Variação = 373K – 273K


Variação = 100K

Demonstre seus conhecimentos

1. A temperatura normal do corpo humano atualmente é de 36,5°C. Se uma pessoa está em estado
febril e o termômetro marca 37,8°C, quantos graus Celsius sua temperatura corporal deverá diminuir
para que volte ao normal?
37,8°C – 36,5°C = 1,3°C

Resp.: A temperatura corpórea deverá diminuir 1,3°C para que volte ao normal.

2. No mês de janeiro em determinado ano, foram feitas as previsões para 5 dias na cidade de São
Paulo. Observe o esquema a seguir e calcule a variação de temperatura em cada dia.
25/01 26/01 27/01 28/01 29/01
27º 28º 31º 33º 33º

19º 20º 21º 22º 22º

a) Variação de temperatura: dia 27/01:


dia 25/01: Variação = 31°C – 21°C
Variação = 10°C
Variação = 27°C – 19°C
Variação = 8°C

dia 26/01: dia 28/01:


Variação = 28°C – 20°C Variação = 33°C – 22°C
Variação = 8°C Variação = 11°C

35
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 36

dia 29/01: b) Em qual dia houve a maior variação de


Variação = 33°C – 22°C temperatura? E a menor?
Variação = 11°C
Resp.: A maior variação de temperatura ocorreu nos dias 28 e

29 de janeiro. Já a menor variação ocorreu em 25 e 26 de

janeiro.

3. A tabela a seguir nos mostra algumas informações a respeito das temperaturas dos planetas do
nosso sistema solar.

a) Complete a informação que falta nas linhas da tabela para cada planeta:

Planeta Temperatura mínima Temperatura máxima Variação de temperatura


Ingimage

53,15K 168,15K 115K

Júpiter

130,15K 218,15K 88K

Marte

100,15K 700,15K 600K

Mercúrio

46,15K 73,15K 27K

Netuno

53,15K 134,15K 81K

Saturno

188,15K 319,15K 131K

Terra

63,15K 383,15K 320K

Urano

240,15K 759,15K 519K

Vênus

36
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 24/06/2021 08:11 Página 37

b) Quando se estudam temperaturas extremamente altas ou extremamente baixas, utiliza-se a escala


Kelvin, como na tabela anterior. Sabendo que 0°C = 273K, todas as temperaturas menores que 273K
representam temperaturas menores do que zero, quando em grau Celsius. Quais planetas apresentam
temperatura máxima abaixo de zero grau Celsius?
Resp.: Os planetas: Júpiter, Marte, Netuno e Saturno.

c) A temperatura de 100°C equivale a 373K. Há planetas em que a temperatura máxima ultrapassa essa
temperatura? Se houver, qual (is)? Se não houver, qual chega mais próximo dessa temperatura?
Resp.: Sim, os planetas Mercúrio, Urano e Vênus ultrapassam a temperatura de 373K.

d) Observando ainda a tabela, qual planeta se encontra mais distante do Sol?


Resp.: Netuno.

4. João Pedro criou uma escala própria para medir a temperatura. Observe o desenho que ilustrou a
escala João Pedro (JP).

569JP Ponto de ebulição da água

TJP

375JP Ponto de fusão da água

Qual a variação entre os pontos de ebulição e fusão da água na escala JP?


Variação = 569JP – 375JP
Variação = 194JP

Resp.: A variação na escala JP é de 194JP.

37
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 38

5. Agora, elabore um problema utilizando os conhecimentos que adquiriu sobre “Unidades


de medida de temperatura”. Utilize as informações:

• Bom Jesus é a cidade mais quente do Brasil, localizada no estado do Piauí. A temperatura mais
elevada de sua história foi de 44,7°C.
• Timbuktu fica em Mali e faz fronteira com o deserto do Saara. É a cidade mais quente do mundo,
e a maior temperatura já registrada por lá foi de 54,5°C.
• Urupema é a cidade mais fria do Brasil, localizada na Serra Catarinense. A temperatura média anual
é de 13°C.
Depois, verifique se seu amigo consegue resolvê-lo, e tente resolver o que ele elaborou.

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa a Tarefa 53
“Unidades de medida de temperatura”.

No Portal Objetivo
Para saber mais sobre o assunto, acesse o PORTAL OBJETIVO
(www.objetivo.br) e, em “localizar”, digite MAT6F401.

38
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 39

4. Quantas caixinhas de 40 cm de comprimento,


por 30 cm de largura, por 20 cm de altura pode
conter um depósito de 4 m de comprimento, 3 m
de largura e 4 m de altura?
1. Transforme as unidades de comprimento:

a) 2,8 km em m: 2800 m

b) 1,5 m em mm: 1500 mm


4m
c) 5,86 km em cm: 586000 cm

d) 0,44 m em mm: 440 mm

e) 27,34 mm em cm: 2,734 cm 20cm


30cm
40cm

f) 12,6 mm em m: 0,0126 m
3m
4m

g) 1,22 m em km: 0,00122 km


4 m = 400 cm
400 : 40 = 10

2. Agora, converta as unidades de área: 3m = 300 cm


300 : 30 = 10

a) 8,317 dm2 em mm2: 83170 mm2 4m = 400 cm


400 : 20 = 20
b) 314,16 m2 em cm2: 3141600 cm2
10 . 10 . 20 = 2000

c) 2,124 m2 em mm2: 2124000 mm2

d) 25 m2 em km2: 0,000025 km2

e) 12,8 m2 em hm2: 0,00128 hm2

f) 12,93 km2 em m2: 12930000 m2 Resp.: Cabem 2000 caixas no depósito.

g) 15,39 m2 em dm2: 1539 dm2


5. Uma caixa de água possui 1,53 m3 de
volume. Qual é esse volume em litros?
3. Converta as unidades de volume:
1,53 . 1000 = 1530 ᐉ
a) 82,132 km3 em hm3: 82132 hm3

b) 180,9 hm3 em km3: 0,1809 km3

c) 1,4 m3 em mm3: 1400000000 mm3

d) 1,05 cm3 em m3: 0,00000105 m3

e) 78,52 m3 em km³: 0,00000007852 km3

f) 12,9 m3 em cm3: 12900000 cm3

g) 13,9 mm3 em dm3: 0,0000139 dm3 Resp.: O volume é de 1530 ᐉ.

39
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 40

6. Um pacote de certo produto possuía 9,5 kg Açúcar → 500 : 100 = 5 receitas


Manteiga → 300 : 50 = 6 receitas
de massa. Tiraram 2,500 kg para vender a um Leite → 4000 : 500 = 8 receitas
Farinha → 5000 : 400 = 12,5 receitas
freguês, e o restante foi vendido por R$ 175,00. A quantidade máxima de receitas é 5.
Assim:
Quantos reais saiu cada quilograma? 5 . 12 = 60
9,5 – 2,500 = 7 kg
175 : 7 = R$ 25,00 Resposta: B

9. Responda às questões, justificando suas


respostas com cálculos.
a) Uma hora tem quantos segundos?
Resp.: O preço de cada quilograma saiu por R$ 25,00.
1 . 60 . 60 = 3 600

7. De uma tonelada de carga de cimento, já


foram transportados 245,600 kg. Quantos quilo-
gramas faltam ser transportados?

1 t = 1000 kg Resp.: Uma hora tem 3 600s.


1000 – 245,6 = 754,4 kg

b) Um dia tem quantos segundos?

1 dia = 24 horas
24 . 3 600 = 86 400s

Resp.: Faltam ser transportados 754,4 kg. Resp.: Um dia tem 86 400s.

8. (OBM) – Para fazer 12 bolinhos, preciso c) Uma semana tem quantas horas?
exatamente de 100 g de açúcar, 50 g de
1 dia = 24 horas
manteiga, meio litro de leite e 400 g de farinha. 24 . 7 = 168 horas
A maior quantidade desses bolinhos que serei
capaz de fazer com 500 g de açúcar, 300 g de
manteiga, 4 litros de leite e 5 quilogramas de
farinha é:
a) 48 b) 60 c) 72 d) 54 e) 42 Resp.: Uma semana tem 168 horas.

40
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 41

d) Quantos minutos há em 3h 45min? i) Quantos segundos têm 2h 53min?

1h = 60min 2h . 3 600 = 7 200s


3h = 3 . 60 = 180min 53 . 60 = 3 180s
180min + 45min = 225min 7 200 + 3 180 = 10 380

Resp.: 2h 53min têm 10 380s.

Resp.: Em 3h 45min, há 225min.


j) Quantos minutos têm 12 horas?

e) Uma década tem quantos anos? 12h x 60 = 720min

Resp.: Uma década tem 10 anos.

f) Quantos minutos há em 5h 05min?


5 . 60 + 05 = 305min

Resp.: 12 horas têm 720min.

10. Maria foi comprar ingressos para um show,


Resp.: Em 5h 05min, há 305min. entrou na fila às 14h 10min e ficou aguardando
sua vez por 1h 32min. A que horas foi atendida?
g) Quantos minutos se passaram das 9h 50min 14h 10min + 1h 32min = 15h 42min

até as 10h 35min?

10h 35min = 9h 95min


9h 95min
– 9h 50min
––––––––––––
45min

Resp.: Maria foi atendida às 15h 42min.

Resp.: Passaram-se 45 minutos.


11. Marcelo chegou para sua consulta às
16h 30min e aguardou durante cerca de 40min.
h) Quantos segundos têm 35min? A que horas foi atendido pelo médico?
16h 30min + 40min = 16h 70min = 17h 10min
35 . 60 = 2100s

Resp.: 35min têm 2 100s. Resp.: Marcelo foi atendido pelo médico às 17h 10min.

41
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 42

12. Cristina chegou à academia às 15h 35min, 13. Flávia saiu do cinema às 17h 21min, tendo
fez aulas de ginástica, treinou boxe e conversou visto um, e apenas um, filme completo. Se ela
com suas amigas. Saiu da academia às 18h. assistiu a um filme de 96min, a que horas
Quanto tempo ela ficou na academia? começou a sessão?
18h = 17h 60min
96 min = 1h 36min
17h 21min = 16h 81min
17h 60min
– 15h 35min
––––––––––––– 16h 81min
2h 25min – 1h 36min
–––––––––––––
15h 45min

Resp.: Cristina ficou 2h 25min na academia. Resp.: A sessão começou às 15h 45min.

14. Complete a cruzada: 8


9 D I A

O 1 2 10
1) Período de dois meses.
I 4 B I S S E X T O

2) Um minuto em segundos. S I E 5 R

M S D Ê

3) Sete dias. M E S É S

I S E C
4) Ano de 366 dias. 7 C E N T O E O I T E N T A M

U R T D I
5) Período de dez anos.
T 3 S E M A N A L

6) Sétimo mês do ano. O

S E

7) Três horas em minutos.


S
8) 120 segundos em minutos. E

I
9) 24 horas.
S

10) Uma hora em segundos. C

N
15. O olho humano enxerga 12 imagens por segundo. Durante dois
T
minutos, quantas imagens o olho humano consegue enxergar?
6 J U L H O
2min = 120s
120 . 12 = 1440 S

Resp.: O olho humano consegue enxergar 1 440 imagens em dois minutos.

42
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 43

16. Em certo dia do ano, as temperaturas mínimas e máximas das capitais brasileiras eram as que estão
representadas na tabela a seguir. Determine a variação de temperatura dessas capitais.

Mínima Máxima Variação de Mínima Máxima Variação de


Estado Estado
(°C) (°C) temperatura (°C) (°C) temperatura

Porto Velho - RO ↓ 24° ↑ 32° 8 Aracaju - SE ↓ 23° ↑ 30° 7

Boa Vista - RR ↓ 24° ↑ 34° 10 Maceió - AL ↓ 24° ↑ 31° 7

Rio Branco - AC ↓ 23° ↑ 33° 10 Goiânia - GO ↓ 22° ↑ 29° 7

Belém - PA ↓ 23° ↑ 31° 8 Cuiabá - MT ↓ 23° ↑ 30° 7

Manaus - AM ↓ 23° ↑ 33° 10 Campo Grande - MS ↓ 22° ↑ 31° 9

Macapá - AP ↓ 23° ↑ 31° 8 Brasília - DF ↓ 20° ↑ 27° 7

Palmas - TO ↓ 21° ↑ 32° 11 São Paulo - SP ↓ 18° ↑ 28° 10

João Pessoa - PB ↓ 24° ↑ 29° 5 Belo Horizonte - MG ↓ 20° ↑ 29° 9

Teresina - PI ↓ 25° ↑ 31° 6 Vitória - ES ↓ 21° ↑ 32° 11

Natal - RN ↓ 24° ↑ 32° 8 Rio de Janeiro - RJ ↓ 21° ↑ 37° 16

São Luís - MA ↓ 25° ↑ 31° 6 Porto Alegre - RS ↓ 23° ↑ 34° 11

Recife - PE ↓ 24° ↑ 29° 5 Florianópolis - SC ↓ 22° ↑ 29° 7

Fortaleza - CE ↓ 25° ↑ 31° 6 Curitiba - PR ↓ 19° ↑ 27° 8

Salvador - BA ↓ 25° ↑ 32° 7

(Fonte: https://www.climatempo.com.br/brasil)

a) Qual a cidade que teve a maior variação de temperatura neste dia? Qual foi a variação?
Resp.: A cidade do Rio de Janeiro com 16°C de variação de temperatura.

b) Qual a cidade que teve a menor variação de temperatura neste dia? Qual foi a variação?
Resp.: As cidades de João Pessoa e Recife, com variação de 5°C.

Thiago trabalha 3h 20 min todos os dias em uma empresa. Quantos minutos ele trabalha
durante um mês inteiro? Considere o mês padrão de 30 dias.
3h 20min = 3 . 60 + 20 = 180 + 20 = 200 min por dia
200 . 30 = 6000min

Resp.: Em um mês inteiro, Thiago trabalha 6 000min.

43
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 44

DATA: _____/_____/_____
Módulo

5
13 Igualdade

A 128
13.1. Linguagem simbólica DATA: _____/_____/_____

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais,
como argumentação e tomada de decisão.

Paula foi a uma loja de objetos antigos com seu pai e se interessou por um em especial: a balança
de dois pratos. Veja como ela é interessante:

Muito curiosa, Paula quis saber como esta balança funcionava. O vendedor, atencioso, disse à ela
que a tal balança media a massa de objetos em quilogramas.
Vamos ajudá-la a entender o funcionamento desta balança respondendo às seguintes perguntas:

1.ª situação: Qual dos objetos que estão nos pratos da balança a seguir tem maior massa? O
vermelho ou o amarelo?

Resp.: O objeto com maior massa é o de cor vermelha.

44
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 45

2.ª situação: E neste caso, qual dos objetos tem maior massa?

Resp.: Nenhum dos dois, pois os pratos estão em equilíbrio; logo, têm massas iguais.

3.ª situação: Considerando que a balança a seguir está em equilíbrio, quantos quilogramas cada lata
do prato da esquerda possui?

15KG

Resp.: Cada lata possui 15 : 3, ou seja, 5 kg.

Na área de Matemática, utilizamos símbolos no lugar de algumas palavras.

= (igual)
≠ (diferente)
> (maior)
< (menor)
≥ (maior ou igual)
≤ (menor ou igual)
⇒ (implica)
⇔ (equivalente)
45
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 46

A Matemática tem sua própria forma de escrita e comunicação; sim, é possível escrever frases
utilizando símbolos matemáticos.
Quando fazemos essa tradução da linguagem comum para a linguagem simbólica, ou da linguagem
gramatical para a linguagem matemática, estamos escrevendo uma expressão matemática. E se, ainda,
nessa expressão só existirem números e símbolos das operações matemáticas, chamamos de expressão
aritmética. Veja:

Expressões aritméticas

Expressões aritméticas

Linguagem comum Linguagem simbólica

A soma de três com oito 3+8

A divisão entre a raiz quadrada de 100 e cinco 兹苵苵苵苵苵


100 : 5

Podemos também estabelecer relações de igualdade ou desigualdade entre expressões aritméticas


e, neste caso, chamamos essas relações de sentenças matemáticas. Vejamos alguns exemplos:

Sentenças matemáticas

Linguagem comum Linguagem simbólica Classificação

Seis adicionado a três é igual a


6+3=9
nove
Sentenças verdadeiras
Vinte é maior que dezoito 20 > 18

A soma de dois com três é igual a


2 + 3 = 10
dez
Sentenças falsas
A diferença entre dez e cinco é
10 – 5 ≥ 10
maior ou igual a dez

Estas sentenças matemáticas são denominadas sentenças matemáticas fechadas, pois são
expressas somente por números e símbolos de associação.

46
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 47

A igualdade
Na seção Suas experiências, vimos uma situação que envolvia uma balança de dois pratos.
Quando a balança está desequilibrada, ou seja, um prato mais baixo que o outro, significa que as
massas dos pratos são diferentes. Já quando a balança está em equilíbrio, significa que a massa que está
do lado direito é a mesma do lado esquerdo.

Neste caso, podemos dizer que temos uma igualdade entre as massas dos dois pratos.

Em linguagem matemática, toda igualdade é uma sentença matemática expressa pelo símbolo =
(igual).
Trata-se de uma equivalência entre duas expressões.

Veja os exemplos de igualdades:


a) 2 = 2
b) 2 + 3 = 5
c) (4 + 5) . 10 = 9 . 10

Em toda igualdade, temos que:

• A expressão matemática que se encontra à esquerda do símbolo de igual (=) é chamada de


primeiro membro.

• A expressão matemática que se encontra à direita do símbolo de igual (=) é chamada de segundo
membro.

12
123– 5 = 123
3 + 4
1.o membro 2.o membro

47
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 48

Demonstre seus conhecimentos b) 52 + (8 + 1) = 17 . 2


25 + 9 = 34
34 = 34
1. Para cada sentença abaixo, assinale aquelas (V)

que representam uma igualdade.


a) ( x ) 25 = 10 + 15
b) ( ) 47 > 7 c) (兹苵苵苵苵
49 + 6) . 5 = 15 + 5 . 10
c) ( x ) 65 = 65 (7 + 6) . 5 = 15 + 50
13 . 5 = 65
d) ( x ) 10 : 2 = 5 65 = 65
(V)
e) ( ) 6 < 10

2. Nas igualdades a seguir, identifique o


primeiro e o segundo membro. 4. Descubra o valor do quadradinho para que as
a) 46 + 2 = 50 – 2 igualdades se tornem verdadeiras.
1.º membro: 46 + 2 a) 5 + 10 = 15
2.º membro: 50 – 2
b) 4 – 3 = 1

c) 30 = 15 .2
b) 5 = 3 + 2
1.º membro: 5 d) 8 + 13 = 11 + 10
2.º membro: 3 + 2
5. A balança representada a seguir está em
equilíbrio. Determine a massa da melancia que
c) 58 = 50 + 8 está no prato da esquerda.
1.º membro: 58
2.º membro: 50 + 8
10KG
3KG

d) 3 . 60 = 90 + 90
1.º membro: 3 . 60
2.º membro: 90 + 90

Como a balança se encontra em equilíbrio, então, ambos os pratos


possuem a mesma massa, logo:
3. Para cada igualdade abaixo, efetue os
Melancia + 3 kg = 10 kg
cálculos em cada membro e determine se é uma Melancia = 7 kg

igualdade falsa ou verdadeira.


a) 4 + 2 . 10 = 16
4 + 20 = 16 Ao concluir o item anterior,
24 = 16
você já pode realizar em casa a Tarefa 54
(F)
“Linguagem simbólica”.

48
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 49

A 129 e 130
13.2. Princípios de equivalência da igualdade DATA: _____/_____/_____
(EF06MA14)

+6+7+3+ = +7+ + + +

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais
como diálogo.

Observe a balança: 4. E se retirarmos os 13 kg de cada um dos


pratos da balança, ela continuará em equilíbrio?
Resp.: Sim.

1. A balança está em equilíbrio?


Resp.: Sim.

Representação: 5 = 5
2. Como podemos escrever a igualdade?
Resp.: 13 = 13
5. Como ficará a balança se multiplicarmos as
3. Agora, se acrescentarmos 5 kg a cada um dos massas iniciais por dois?
pratos da balança, eles continuarão em equilíbrio? Resp.: Equilibrada.

Resp.: Sim.

Representação: 5 + 13 = 13 + 5 ou 18 = 18 Representação: 13 + 13 = 13 + 13 ou 26 = 26

49
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 50

6. E se dividirmos por dois as massas iniciais, como ficará a balança?


Resp.: Equilibrada.

6,5 kg 6,5 kg

Representação: 6,5 = 6,5

Princípio aditivo da igualdade


Seja a igualdade
5=5

• Vamos somar 10 aos dois membros desta igualdade:


5 + 10 = 5 + 10

Veja que a igualdade continua sendo verdadeira.

• Agora vamos subtrair 6 dos dois membros:


5 + 10 – 6 = 5 + 10 – 6

Veja que a igualdade novamente continua verdadeira.

Este procedimento vale para quaisquer números que adicionarmos ou subtrairmos simultaneamente
aos membros de qualquer igualdade.

Ao adicionarmos ou subtrairmos um
mesmo número aos dois membros de
uma igualdade, ela continua verdadeira.
Chamamos essa operação de
princípio aditivo da igualdade.

50
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 51

Princípio multiplicativo da igualdade


Seja a igualdade
5=5

• Vamos multiplicar por 3 os dois membros desta igualdade:


5.3=5.3

Veja que a igualdade continua sendo verdadeira.

• Agora vamos dividir por 2 os dois membros:


(5 . 3) : 2 = (5 . 3) : 2

Veja que a igualdade novamente continua verdadeira.

Este procedimento vale para quaisquer números que multiplicarmos ou dividirmos simultaneamente
aos membros de qualquer igualdade.

Ao multiplicarmos ou dividirmos um
mesmo número nos dois membros de uma
igualdade, ela continua verdadeira.
Chamamos essa operação de
princípio multiplicativo da igualdade.

Igualdades que possuem elemento desconhecido


Uma sentença matemática expressa por uma igualdade também pode conter elementos
desconhecidos, representados por letras do nosso alfabeto ou símbolos. Esses elementos desconhecidos
são chamados de incógnitas.
Vejamos:

a) 67 – = 60

Incógnita:

51
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 52

b) x + 10 = 56
Incógnita: x

c) 5 . y – z = 70
Incógnitas: y e z

Este tipo de sentença é chamada de sentença matemática aberta ou equação.

Equação é toda sentença matemática

aberta (possui uma ou mais incógnitas)

expressa por uma igualdade.

Já sabemos que, quando temos uma soma de


elementos iguais, podemos escrever esta soma na
forma de uma multiplicação. O mesmo vale para a
Nas expressões literais, ou seja,
soma de elementos desconhecidos, veja:
expressões que possuem letras,
não é necessário escrever o
a) 5+5+5+5=4.5
sinal de multiplicação entre as
letras ou entre letra e número.
b) + + =3.
Veja:
Para 5 . x, escrevemos: 5x
c) x+x=2.x
Para a . b, escrevemos: ab

52
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 53

Descobrindo o valor de um elemento desconhecido dentro de uma igualdade


Usando os princípios aditivo e multiplicativo, podemos determinar o valor de um elemento
desconhecido em uma equação. Vejamos:

Exemplos:

1. Seja a igualdade representada pela balança a seguir:

1kg 1kg 1kg 1kg

A balança equilibrada representa a igualdade, e podemos traduzir esta situação-problema para a


linguagem matemática com o uso de uma equação, veja:

+ 1 kg = 1 kg + 1 kg + 1 kg

Ou, ainda, podemos substituir o melão por uma letra (x) e reescrever a igualdade acima por meio
de uma representação matemática mais simplificada:
x+1=3

Intuitivamente, podemos concluir que o valor da incógnita x que satisfaz a igualdade é 2, pois
2 + 1 = 3.

Para determinar o valor da incógnita x na igualdade acima, usaremos o princípio aditivo da


igualdade, e como estratégia, vamos sempre isolar a incógnita em um dos membros da igualdade. Veja
o passo a passo:

1.º passo: Como devemos isolar a incógnita em um dos membros da igualdade, vamos subtrair 1
aos dois membros. Veja:
x+1–1=3–1

2.º passo: Em seguida, efetuamos os cálculos em ambos os membros.


x+1–1=3–1
x=2

Assim, concluímos que o valor da incógnita x é 2, ou seja, o melão tem 2 kg.

53
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 54

2. Vamos determinar a massa de cada abóbora representada na balança a seguir:

12kg

Novamente, a balança se encontra equilibrada, então temos uma igualdade de massa nos dois pratos.
Determinar a massa de cada abóbora intuitivamente é fácil, mas vamos usar o princípio multiplicativo
da igualdade para resolver este problema, veja:

Substituindo a abóbora pela incógnita x, podemos escrever a seguinte sentença:

2 . x = 12

Para determinar o valor da incógnita x na igualdade acima, usaremos o princípio multiplicativo da


igualdade, e como estratégia, vamos novamente isolar a incógnita em um dos membros da igualdade.
Veja o passo a passo:

1.º passo: Para isolar a incógnita x no primeiro membro da igualdade, vamos multiplicar ambos os
1
membros por ––– . Veja o que acontece:
2

1 1
2 . x . ––– = 12 . –––
2 2

2.º passo: Efetuando as operações em ambos os membros, obtemos:

1 1
2 . x . ––– = 12 . –––
2 2

12
x = –––
2

x=6

Assim, concluímos que o valor da incógnita x é 6, ou seja, cada abóbora tem 6 kg.

54
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 55

Já sabemos que:
1
Multiplicar um número por ––– é o mesmo que dividi-lo por 2.
2

1
Multiplicar um número por ––– é o mesmo que dividi-lo por três.
3

1
Multiplicar um número por ––– é o mesmo que dividi-lo por quatro.
4

E assim por diante.

Então, podemos resolver uma equação aplicando o método multiplicativo de uma forma mais
simples, veja:
3x = 30 3x = 30
1 1 3x 30
3x . ––– = 30 . ––– ou ––– = –––
3 3 3 3

30
x = ––– x = 10
3
x = 10

Demonstre seus conhecimentos c) 2x = 10


2x 10
–––– = ––––
2 2
1. Usando o princípio aditivo e multiplicativo da x=5

igualdade, determine o valor do termo


desconhecido.
a) x + 3 = 11 d) x + 10 = 25
x + 3 – 3 = 11 – 3 x + 10 – 10 = 25 – 10
x=8 x = 15

b) x – 5 = 13 e) x – 3 = 41
x – 5 + 5 = 13 + 5 x – 3 + 3 = 41 + 3
x = 18 x = 44

55
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 56

f) 9 + x = 98 c)
x + 9 – 9 = 98 – 9
x x
x = 89
x x 100g 100g

g) x – 251 = 500
x – 251 + 251 = 500 + 251
x = 751

4 . x = 200
1 1
4 . x . ––– = 200 . –––
h) 5x = 30 4 4

1 1 x = 50
5x . ––– = 30 . –––
5 5
x=6

2. Para cada balança equilibrada a seguir, 3. A figura a seguir representa uma balança
escreva a igualdade correspondente e determine com dois pratos em equilíbrio.
o valor do elemento desconhecido.
x x x 75kg
a)

13kg
x 5kg

Sabendo que cada caixa do prato esquerdo tem a


mesma massa x, determine
a) a equação que representa a situação;
x + 5 = 13 3x = 75
x + 5 – 5 = 13 – 5
x=8

b) a massa, em quilograma, de cada caixa. Encon-


tre o valor da incógnita utilizando o princípio
b) multiplicativo.

3x = 75
x 10g 5g 500g
1 1
3x . ––– = 75. –––
3 3
x = 25 kg

x + 15 = 500
x + 15 – 15 = 500 – 15
x = 485

56
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 57

4. Associe cada balança a uma das equações, c)


escrevendo as letras correspondentes.
a)

( b ) 4x + 5 = 17 + x
( c ) 3x + 1 = x + 17
b) ( a ) 2x + 5 = 15

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa a Tarefa 55
“Princípios de equivalência da igualdade”.

A 131 e 132
13.3. Divisão de um inteiro em partes desiguais DATA: _____/_____/_____
(EF06MA15)

Resolva o seguinte problema:

Um carpinteiro deseja serrar uma tábua de 4 metros em dois pedaços de medidas diferentes. Um
deles precisa ter o comprimento igual ao triplo do comprimento do outro.

a) Esboce um desenho que possa representar esta divisão.

b) Desenhe os pedaços dessa tábua separados.

c) Qual será o comprimento de cada uma das partes da tábua?


Resp.: Uma parte terá 1 metro e a outra parte terá 3 metros.

57
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 58

Já sabemos que toda fração é uma divisão, ou seja,


a fração tem como objetivo representar partes de um
inteiro.
Também já aprendemos a calcular uma fração de
uma quantidade. Vamos recordar?

2
Para determinar ––– de 60, por exemplo, devemos
5
primeiro dividir 60 em 5 partes iguais:

12 12 12 12 12

2
Como queremos ––– de 60, então basta tomarmos 2 partes do inteiro, o que equivale a:
5

12 . 2 = 24

De forma prática, podemos substituir a preposição “de” pelo sinal de multiplicação, veja :

2 de 60 = . 2 . 60 = 12 . 2 = 24
5 5

58
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 59

Agora, vamos pensar na seguinte situação:

Theo quer distribuir seus 15 brinquedos para os amigos Benício e Chico, de forma que Benício fique
com o dobro dos brinquedos de Chico. Quantos brinquedos cada criança receberá?

2 3

Para fazer esta divisão em duas partes desiguais e que satisfaça a condição do problema, devemos
pensar da seguinte forma:
Como Benício ficará com o dobro dos brinquedos de Chico, então, inicialmente, dividiremos a
quantidade total em 2 + 1 = 3 partes.

5 5 5

Benício Benício Chico

Logo, Benício receberá 2 partes da representação acima, ou seja, 10 brinquedos, e Chico, 5


brinquedos.
Outra forma de resolver este mesmo problema é usando a linguagem simbólica da Matemática,
veja:
Vamos representar as quantidades de brinquedos recebidas por cada criança da seguinte forma:
Chico:

Benício: o dobro de Chico

Como o total de brinquedos repartidos é 15, então temos a seguinte igualdade:

+
冢 +
冣= 15
59
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 60

Substituindo cada presente pela incógnita x, temos:

x + 2x = 15

Para resolver esta equação, vamos aplicar o princípio multiplicativo da igualdade:


3x = 15
3x 15
––– = –––
3 3
x=5

Logo, Chico receberá 5 brinquedos e Benício, o dobro de Chico, que equivale a 5 . 2, ou seja, 10
brinquedos.
5 1
Em relação ao total, podemos dizer que Chico recebeu ––– dos brinquedos ou, simplificando, ––– .
15 3
10 2
E Benício recebeu ––– dos brinquedos, ou seja, ––– .
15 3
5 1
Já em relação ao amigo Benício, Chico ficou com ––– , ou seja, ––– . E por outro lado, Benício recebeu
10 2
o dobro do que seu amigo Chico.

Demonstre seus conhecimentos 1


c) ––– de 321
3
1. Determine: 107
1
––– . 321 =
3 3
a) ––– de 48 1

6 = 107 . 1 =
= 107
3 8
––– . 48 =
6
1

=8.3=
= 24

2
d) ––– de 321
4 3
b) ––– de 130
5 2 107
––– . 321 =
3
4 26 1
––– . 130 =
5 = 107 . 2 =
1 = 214
= 26 . 4 =
= 104

60
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 24/06/2021 08:11 Página 61

2. Dois amigos, Luana e Murilo, foram trabalhar 3. Vovó Dirce dividirá 120 reais para seus dois
juntos num evento. Os dois receberam a mesma netos. O neto mais velho deverá receber o triplo
quantidade em dinheiro por hora trabalhada. da quantia do neto mais novo.
Sabendo que Luana trabalhou o dobro de tempo
que Murilo e que ao final do evento os dois a) Quanto cada neto receberá da avó?
receberam juntos 936 reais: Devemos dividir 120 reais em 3 + 1 = 4 partes

a) Preencha o esquema a seguir com as quantias


30 30 30 30
referentes a cada parte do todo.

312 312 312 Logo, o neto mais velho receberá 3 . 30 = 90 reais e o neto mais
novo receberá 30 reais.

Resp.: O neto mais velho receberá 90 reais e o neto mais novo


b) De acordo com o esquema do item anterior,
receberá 30 reais.
quanto cada um dos amigos recebeu pelo
trabalho?
b) Represente a quantia que cada neto recebeu
Resp.: Luana recebeu 624 reais e Murilo recebeu 312 reais. em relação ao todo.
Neto mais velho
c) Chamando de x a quantia que Murilo recebeu, 90 9 3
–––– = ––– = –––
120 12 4
represente a quantia de Luana.
2x

Neto mais novo


d) Escreva uma equação que relacione os dados 30 3 1
–––– = ––– = –––
120 12 4
do problema e total recebido pelos amigos.
x + 2x = 936
c) Represente a quantia que o neto mais novo
recebeu em relação ao neto mais velho.
30 3 1
––– = ––– = –––
90 9 3
e) Resolva esta equação usando os princípios da
igualdade.
x + 2x = 936
3x = 936
936 4. Divida 90 em duas partes de modo que a
x = ––––
3 primeira seja o quádruplo da segunda.
x = 312
Vamos dividir 90 em 4 + 1 = 5 partes iguais:

18 18 18 18 18

A primeira parte será 4 . 18 = 72 e a segunda parte será 18.

61
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 62

5. Pedro está ajudando o professor Júlio a


x + 2x = 78 2x = 2 . 26 = 52
organizar a biblioteca da escola. Estão dispostas 3x = 78
3x 78
duas prateleiras, cuja capacidade da maior delas ––– = –––
3 3
é o dobro da menor. Sabendo que as duas x = 26
prateleiras juntas comportam 78 livros, qual a
quantidade de livros que Pedro deverá colocar em
cada prateleira? Resolva esse problema por meio
de uma equação.
Resp.: Pedro deverá colocar 26 livros na estante menor e 52 na
Quantidade de livros da estante menor: x
Quantidade de livros da estante maior: 2x
maior.
Total de livros: 78

6. Agora que você aprendeu sobre divisão de um inteiro em partes desiguais, elabore um
problema que exija a aplicação desse conceito. Troque de caderno com um amigo, para que
um resolva o problema que o outro elaborou.

No Portal Objetivo Ao concluir o item anterior, você já pode


Para saber mais sobre o assunto, acesse o realizar em casa a Tarefa 55 “Divisão de
um inteiro em partes desiguais”.
PORTAL OBJETIVO (www.objetivo.br) e,
em “localizar”, digite MAT6F402.
62
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 63

4.

48
x x
1. Assinale as sentenças que representam uma
igualdade:
a) ( ) 45 + 3 = 48
b) ( ) 6 – 4 > 9
c) ( ) 54 . ( 10 + 7) < 200 2x = 48

d) ( ) 45 = 5 . 9 1 1
2x . ––– = 48 . –––
2 2
e) ( ) 78 = 7 . 8
48
Respostas: A, D e E x = –––
2

x = 24
Para os exercícios de 2 a 5, escreva a equação que
representa cada situação e determine o valor do
elemento desconhecido. 5.
2.

x 32 x x
10 60
x x x

x + 10 = 32 5x = 60

x + 10 – 10 = 32 – 10 1 1
5x . ––– = 60 . –––
x = 22 5 5

60
x = –––
5
3.
x = 12

100
35
x

6. Identifique o primeiro e o segundo membro


das sentenças a seguir:
x + 35 = 100
a) 65 + x = 570
x + 35 – 35 = 100 – 35
x = 65
1.º membro: 65 + x
2.º membro: 570

63
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 64

b) 76 – 10 = 10 + 66 c) 70 + 4 . 5 = 370
1.º membro: 76 – 10 70 + 20 = 370
90 = 370
2.º membro: 10 + 66 (F)

c) 19 . 2 > 5
1.º membro: 19 . 2
2.º membro: 5 d) [6 + (5 . 8 – 10)] : 6 = 2 . 3
[6 + (40 – 10)] : 6 = 6
[6 + 30] : 6 = 6
36 : 6 = 6
7. Descubra o valor de cada quadradinho em 6 = 6 (V)

branco:

a) 2 + 8 = 10

b) 75 – 15 = 60 9. Determine o valor das incógnitas aplicando


os princípios aditivo ou multiplicativo da
c) 38 + 4 = 42 igualdade.
a) x + 4 = 51
d) 60 – 10 = 50 x + 4 – 4 = 51 – 4
x = 47

e) 2 . 20 = 40

f) 10 . 12 = 120

b) x – 12 = 30
8. Classifique as igualdades a seguir em falsas
x – 12 + 12 = 30 + 12
ou verdadeiras. x = 42
a) 3 . (20 – 5) = 9 . 5
3 . 15 = 45
45 = 45
(V)

c) 3x = 69
3x 69
––– = –––
3 3
b) 3 . 4 = 4 . 3
12 = 12 x = 23
(V)

64
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 65

d) x + 105 = 200
Tempo para caminhada: 3x minutos
Tempo para natação : x minutos
x + 105 – 105 = 200 – 105 Tempo total : 200 minutos
x = 95
3x + x = 200
4x = 200
4x 200
––– = ––––
4 4

x = 50

e) 8x = 88 Sendo assim, Mariana deve dedicar 50 minutos para natação e


3 . 50 = 150 minutos para caminhada.
8x 88
––– = –––
8 8

x = 11

f) x – 15 = 40
Se um tijolo equivale a 1 kg mais meio
x – 15 + 15 = 40 + 15
x = 55
tijolo, quantos quilogramas possui 1
tijolo e meio?

1kg
1 tijolo

g) 4x = 96
4x 96
––– = –––
4 4

x = 24
Como 1 tijolo tem massa de 1 kg mais meio tijolo, então meio
tijolo só pode ter 1 kg.
Sendo assim, 1 tijolo e meio possui 1kg + 1kg + 1kg = 3 kg

10. Mariana deseja dividir seu tempo livre no fim


de semana entre as atividades de natação e
corrida. Como sua preferência é pela corrida,
Mariana resolveu dedicar o triplo do tempo para
essa atividade em relação à natação. Se em um
fim de semana Mariana calculou 3 horas e 20
minutos livre para essas duas atividades,
determine quantos minutos ela deverá dedicar a Resp.: Possui 3 kg.
cada uma.
65
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 66

Módulo

5
14 Trabalhando com probabilidade e gráficos

As grandes civilizações, como Egito, Grécia e Roma, deram


importância a diversos jogos, entre eles, os jogos de azar, que
entretinham a camada social dominante. O hábito de jogar é tão
antigo quanto o homem. Havendo qualquer aposta entre ganhar
ou perder, seja nos dias atuais ou em outras épocas, a
probabilidade estará sempre presente.
O estudo das probabilidades teve início no século XVII, na
troca de correspondências entre os matemáticos Pascal e Fermat
sobre a chance de vitória em jogos de azar. Hoje, a probabilidade
é indispensável em diversos ramos da Matemática, Física, Biologia,
Economia, entre outros.
Pensarmos que se o céu está nublado é provável que chova,
ou que se um carro está em alta velocidade pode ser multado, são algumas situações que indicam um
destino provável, porém não certo.

A 133 a 135
14.1. Probabilidade clássica DATA: _____/_____/_____
(EF06MA30)

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o


aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais, como
autonomia, diálogo, resolução de conflitos e cooperação.

Situação 1
Nas partidas de futebol, antes de dar início ao jogo, o juiz lança
uma moeda na presença dos capitães de cada time. Você sabe
por que isso acontece? Descreva as consequências desse
lançamento, ou seja, o que ele define.
Resp.: É esperado que o aluno já tenha visto o lançamento de uma moeda pelo juiz

no início do jogo. Cada time representa uma das faces da moeda e a equipe

que ganha o lançamento decide o lado para o qual vai atacar na primeira metade da partida. A outra equipe tem a posse inicial da

bola.

66
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 67

Situação 2
Imagine agora o lançamento de um dado não viciado, ou seja, com
todas as faces com a mesma chance de estarem voltadas para cima.
Com base neste lançamento, responda:
a) Quais as faces que podem sair?
Resp.: Podem sair as faces 1, 2, 3, 4, 5 e 6.

b) Qual é a “chance” de sair um número par?


Resp.: 50%

c) Qual é a “chance” de sair o número ímpar?


Resp.: 50%
Orientação didática: Professor, chamamos de “chance” em vez de probabilidade, pois o conceito ainda não foi introduzido. No entanto,
acreditamos que o aluno tenha uma noção da probabilidade (“chance”) obtida de experiências pessoais.

Laboratório: Verificando a chance de sair um número par no lançamento de um dado

Baseado na nossa intuição, a chance de sair um número par no lançamento de um dado é de 50%.
Mas será que na prática é isso mesmo? Orientação didática: Professor, esse é o momento para
o aluno ampliar a cooperação e a flexibilidade, que são
Vamos verificar. habilidades socioemocionais.

Material: um dado, lápis para registro e calculadora.


Procedimento: Esta atividade pode ser feita em duplas, em trios ou a critério do professor.
Efetue o lançamento de um dado 30 vezes e registre os valores na tabela a seguir.

Parte 1
Parte 2
Parte 3

1. Observando os valores encontrados na Parte 1 (10 lançamentos), quantas vezes você registrou
números pares? Podemos afirmar que a chance de sair um número par é de 50%?
Resp.: Resposta pessoal.

2. Observando agora os valores encontrados na Parte 2 (20 lançamentos), quantas vezes você registrou
números pares? Podemos afirmar que a chance de sair par é de 50%?
Resp.: Resposta pessoal.

67
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 68

3. E observando os valores da Parte 3 (30 lançamentos)?


Resp.: Resposta pessoal.

4. O que podemos concluir?


Resp.: Resposta pessoal. É esperado que as chances fiquem próximas de 50%, na medida que aumentamos o número de lançamentos.

5. Agora, colete as quantidades de valores pares dos lançamentos de mais três tabelas de seus colegas
e verifique quantos números pares em relação ao total apareceram. A chance de sair um número par foi
de 50%?
Resp.: Resposta pessoal. É esperado que fique mais próximo ainda de 50%, pois quanto mais vezes se lançar o dado, mais a probabilidade

se aproximará desse valor.

O lançamento de uma moeda e de um dado são experimentos relacionados com uma área da
Matemática chamada Probabilidade, que é a área que estuda as chances de um determinado evento
acontecer.
Quando os eventos possuem iguais chances de ocorrer, como exemplo sair o número 1 ou número
2 no dado não viciado, ou então a chance de sair cara ou coroa no lançamento de uma moeda, dizemos
que esses eventos são equiprováveis. Se não é possível prever o resultado, tais eventos são chamados
de aleatórios.
Quando as chances não são iguais, dizemos que os eventos são não equiprováveis. Por exemplo,
se numa sala de aula de 30 alunos, 6 são canhotos, a chance de se sortear um aluno e ele ser canhoto
não é a mesma de ser destro.
No Laboratório você verificou se a chance de sair um número par no
lançamento de um dado é realmente de 50%. Calcular a chance de um
determinado evento com base na frequên-
cia de ocorrências oriundas das experi- Quanto maior a quantidade
mentações é o que chamamos de de repetições observadas, mais a
probabilidade frequentista, enquanto probabilidade frequentista se
a chance calculada tendo por base o aproxima da probabilidade clássica!
conhecimento da igual chance dos
eventos é conhecida como probabilidade clássica.
Aqui apresentaremos a probabilidade clássica, mas para efeito de
simplificação chamaremos somente de probabilidade.
68
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 19/05/2022 15:44 Página 69

Mas o que é probabilidade?


Antes de a definirmos, vamos conhecer alguns conceitos que envolvem essa área:

Espaço amostral
Espaço amostral é o nome do conjunto que possui todas as possibilidades de ocorrência de
um determinado evento, ou seja, todos os resultados possíveis. Pode ser chamado de conjunto
dos eventos possíveis ou casos possíveis. É comum o uso da letra S para representar esse conjunto.

Exemplos:

Evento Espaço amostral ou eventos possíveis

Lançamento de uma moeda S = {cara, coroa}

Lançamento de um dado S = {1, 2, 3, 4, 5, 6}

Evento favorável
Evento favorável é o conjunto formado por todos os resultados que queremos. Pode ser
chamado de conjunto dos eventos favoráveis, casos favoráveis ou resultados favoráveis.
Normalmente, este conjunto é representado por uma letra maiúscula do nosso alfabeto.

Exemplos:

Evento Eventos favoráveis

A = sair cara no lançamento de uma moeda A = {cara}

B = sair um número par no lançamento de um dado B = {2, 4, 6}

Probabilidade
A probabilidade de um evento A ocorrer, representada por P(A), considerando um espaço
amostral S não vazio, é a razão (fração) entre o número de elementos do conjunto A ou
n(A) e o número de elementos de S ou n(S).

Em linguagem simbólica:

n(A) A probabilidade é a razão entre o


P(A) = –––––
n(S) número de casos favoráveis e o número de
casos possíveis.
A partir de agora, em vez de perguntarmos
qual é a chance de algo acontecer,
perguntaremos qual é a probabilidade!

69
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 70

Exemplos
Eventos
Evento Eventos possíveis Probabilidade
favoráveis
A: sair cara no lançamento S = {cara, coroa} A = {cara} n(A) 1
P(A) = ––––– = ––– ou 50%
de uma moeda n(S) = 2 n(A) = 1 n(S) 2
B: sair um número par no S = {1, 2, 3, 4, 5, 6} B = {2, 4, 6} n(B) 3 1
P(B) = –––– = –– = –– ou 50%
lançamento de um dado n(S) = 6 n(B) = 3 n(S) 6 2

Observe que a probabilidade foi representada na forma de fração e porcentagem. No entanto, ela
também poderia ser representada na forma decimal.

Para isto, é importante relembrar algumas transformações:

1. Frações em números decimais


Para transformar uma fração em número decimal, basta dividir o numerador pelo denominador.
Exemplos:
Para representar uma dízima
1 periódica, podemos colocar um traço
a) ––– = 1 : 2 = 0,5
2 somente sobre o numeral que se repete.

Por exemplo: 0,444… = 0,4
––
2 – 0,3565656… = 0,356
b) ––– = 2 : 9 = 0,222…ou 0,2
9

2. Número decimal em porcentagem


Para transformar um número decimal em porcentagem, basta escrever o número decimal em fração
decimal. Se o denominador não for 100, basta encontrar uma fração equivalente de denominador 100.
Observe:
35
a) 0,35 = –––– = 35%
100

. 10

3 30
b) 0,3 = ––– = –––– = 30%
10 100
. 10

70
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 71

De forma direta, podemos posicionar a vírgula na casa dos centésimos e inserir o símbolo de
porcentagem. Veja:
Nos números decimais, se necessário,
|
a) 0,8 = 0,80 = 80% utilizaremos as técnicas de arredondamento
já vistas para arredondá-lo para a 2.a casa
|
b) 0,18 = 18%
decimal antes de transformá-lo em
c) 0,12|3 ≈ 12% porcentagem. Assim, obteremos uma
porcentagem natural.
d) 3,45|6 ≈ 346%
e) 0,474747… ≈ 47%

Exemplos

1. O baralho comum é um jogo composto de 52 cartas, divididas em quatro naipes (ouros, espadas,
copas e paus). Cada naipe possui as cartas A (Ás), 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, J (Valete), Q (Dama) e K (Rei).
Observe a sequência de cartas do naipe paus e os símbolos dos quatro naipes:

Naipes

Suponha um sorteio feito com um baralho completo. Com base nele, determine a probabilidade (em
fração, em decimal e em porcentagem) de se obter:
a) Uma dama.
Seja A o evento sair dama e S o espaço amostral. Desse modo, temos:
n(A) = 4
n(S) = 52
n(A) 4 1 ––––––
P(A) = ––––– = ––– = ––– = 0,076923 ≈ 0,08 ≈ 8%
n(S) 52 13

b) Uma carta de copas.


Seja B o evento sair uma carta de copas e S o espaço amostral. Desse modo, temos:
n(B) = 13
n(S) = 52
n(B) 13 1
P(B) = ––––– = ––– = ––– = 0,25 = 25%
n(S) 52 4
71
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 72

2. Considere, que numa empresa com 1300 funcionários, foi feito um levantamento sobre a
quantidade de filhos que cada um possui. Os resultados foram os seguintes:
Número de filhos 0 1 2 3 ou mais
Número de funcionários 500 450 250 100

Qual é a probabilidade, nesta empresa, de, sorteando um funcionário ao acaso, ele não ter filhos?
Chamando de A o evento “não ter filhos”, temos:
n(A) = 500
n(S) = 1300

n(A) 500 ––––––


P(A) = ––––– = ––––– = 0,384615 ≈ 0,38 ≈ 38%
n(S) 1300

Logo, a probabilidade de sortearmos um funcionário e ele não ter filhos é de aproximadamente


38%.

Demonstre seus conhecimentos b) Sair um número primo.


B = {2, 3, 5} → n(B) = 3
3 1
1. Considere o lançamento de um dado comum. P(B) = ––– = ––– = 0,5 = 50%
6 2
Com base nele, determine o espaço amostral S, o
número de elementos do espaço amostral n(S) e,
em seguida, as probabilidades dos eventos (na
forma fracionária, decimal e percentual):
1, 2, 3, 4, 5, 6
S = {__________________}
n(S) = ____
6

a) Sair um número ímpar.


c) Sair um número múltiplo de 2.
A = {1, 3, 5} → n(A) = 3
3 1 C = {2, 4, 6} → n(C) = 3
P(A) = ––– = ––– = 0,5 = 50%
6 2 3 1
P(C) = ––– = ––– = 0,5 = 50%
6 2

72
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 73

d) Sair um divisor de 6. b) O número 3.


D = {1, 2, 3, 6} → n(D) = 4 D = {3} → n(D) = 1
4 2 – 1
P(D) = ––– = ––– = 0,6 ≈ 0,67 ≈ 67% P(D) = –––
6 3 10

c) Um número menor que 1.


e) Sair um valor menor ou igual a 5. E= { } → n(E) = 0
0
E = {1, 2, 3, 4, 5} → n(E) = 5 P(E) = ––– = 0
10
5 ––
P(E) = ––– = 0,83 ≈ 83 %
6

3. (FGV) – Uma urna contém 50 bolinhas nu-


2. Considere que, em uma urna, haja 10 meradas de 1 a 50. Sorteando-se uma bolinha, a
bolinhas numeradas com números de 1 a 10. probabilidade de que o número observado seja
Determine, na forma de fração irredutível, a múltiplo de 8 é:
probabilidade de retirar uma bolinha e ela ser: 3 7 1 8 1
a) Um número ímpar. a) ––– b) ––– c) ––– d) ––– e) –––
25 50 10 50 5
B = {1, 3, 5, 7, 9} → n(B) = 5
M(8) = {0, 8 , 16 , 24 , 32 , 40 , 48 , 56, ...}
5 1
P(B) = ––– = ––– 6 3
10 2 ––– = –––
50 25
Resposta: A

73
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 74

4. Suponha que numa escola tenha ocorrido um 5. Numa urna há 40 bolinhas coloridas, sendo
trabalho artístico relacionado ao Dia da 10 brancas, 12 vermelhas, 14 amarelas e 4 azuis.
Consciência Negra, dia 20 de novembro. Nesta Retirando-se uma bolinha ao acaso, com repo-
escola, há 2000 alunos, dos quais 200 estão no sição, determine a probabilidade em porcentagem
Ensino Fundamental 1, 1200 estão no Ensino de:
Fundamental 2 e 600 estão no Ensino Médio. a) Sair uma bolinha branca.
Como os alunos se empenharam bastante, a n(B) = 10
escola decidiu sortear um prêmio entre eles. n(S) = 40
10 = 1 = 0,25 = 25%
Determine a probabilidade na forma decimal de P(B) = –––
40
–––
4
o aluno premiado ser:
a) Do Ensino Fundamental 1:
n(EF1) = 200

n(S) = 2000
200
P(EF1) = –––––– = 0,1
2000

b) Sair uma bolinha vermelha.


n(V) = 12
n(S) = 40
12 3
P(V) = ––– = ––– = 0,3 = 30%
40 10
b) Do Ensino Fundamental 2:
n(EF2) = 1200

n(S) = 2000
1200
P(EF2) = –––––– = 0,6
2000

c) Qual das cores tem maior probabilidade de


sair?
c) Do Ensino Médio:
Resp.: A que possui mais bolinhas, ou seja, amarela.
n(EM) = 600

n(S) = 2000
600
P(EM) = –––––– = 0,3
2000
d) Qual das cores tem menor probabilidade de
sair?
Resp.: A que possui menos bolinhas, ou seja, a azul.

74
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 75

6. Escolhe-se, ao acaso, uma das letras da palavra:

OTORRINOLARINGOLOGISTA

Sendo igualmente provável que saia qualquer uma delas, responda:

a) Qual a probabilidade em porcentagem de sair uma letra L?


n(L) = 2
n(S) = 22
2 1 ––
P(L) = ––– = ––– = 0,09 ≈ 9%
22 11

Resp.: A probabilidade de sair a letra L é de aproximadamente 9%.

b) Qual é a letra que tem maior chance de sair? Qual é essa probabilidade em porcentagem?

n(O) = 5
n(S) = 22
5 ––
P(O) = ––– = 0,227 ≈ 0,23 ≈ 23%
22

Resp.: A letra que tem maior chance de sair é a letra O com a probabilidade de aproximadamente 23%.

c) Qual é a probabilidade em porcentagem de sair uma consoante?

n(C) = 12
n(S) = 22
12 6 ––
P(C) = ––– = ––– = 0,54 ≈ 0,55 ≈ 55%
22 11

Resp.: A probabilidade é de aproximadamente 55%

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa
a Tarefa 57 “Probabilidade clássica”.

75
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 76

A 136 a 138
14.2. Tabelas e gráficos DATA: _____/_____/_____
(EF06MA31), (EF06MA32) e (EF06MA33)

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais
como diálogo, empatia e respeito.

Você sabe quais são as línguas mais utilizadas na internet? Em 2020, a Internet World Stats
(Estatísticas Mundiais da Internet) realizou uma pesquisa feita pelo site e revelou quais os 10
idiomas mais usados na internet.
1.o Inglês: 430,8 milhões
2.o Mandarim: 276,2 milhões
3.o Espanhol: 124,7 milhões
4.o Japonês: 94 milhões
5.o Francês: 68,2 milhões
6.o Alemão: 61,2 milhões
7.o Árabe: 59,9 milhões
8.o Português: 58,2 milhões
9.o Coreano: 34,8 milhões
10.o Italiano: 34,7 milhões
Disponível em: lista10.org/diversos/as-10-linguas-mais-usadas-na-internet/. Acesso em: 20 out. 2020.

Com base nessas informações, construímos o gráfico a seguir:


OS DEZ IDIOMAS MAIS USADOS NA INTERNET

500
450 430,8
400
350
300 276,2
250
200
150 124,7
100 94
68,2 61,2 59,9 58,2
50 34,8 34,7
0
1º. 2º. 3º. 4º. 5º. 6º. 7º. 8º. 9º. 10º.
Inglês Madarim Espanhol Japonês Francês Alemão Árabe Português Coreano Italiano

a) Qual o título do gráfico? e) Qual o total de usuários dos dez idiomas mais
Resp.: O título é “Os dez idiomas mais usados na internet”. usados na internet? Nesse momento, utilize a
calculadora.
b) O que esse gráfico relaciona? 430,8 + 276,2 + 124,7 + 94 + 68,2 + 61,2 + 59,9 + 58,2 + 34,8 + 34,7 =
= 1 242,7 milhões, logo, 1 242 700 000.
Resp.: Ele relaciona número de usuários, em milhões por idioma.

c) Qual é o idioma mais usado na internet?


Resp.: O idioma mais usado é o inglês.

d) Quantos usuários utilizam o idioma português?


Resp.: São 58 200 000 usuários que utilizam o idioma português. Resp.: O total é 1 242 700 000 de usuários.

76
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:02 Página 77

A parte da Matemática que estuda e


organiza os dados numéricos é a Estatística.
Os gráficos e as tabelas fazem Estatística vem do latim status e significa:
parte da linguagem matemática “assuntos e dados quantitativos de interesse
universal. do Estado”. O termo surgiu na Alemanha no
Quando assistimos à televisão século XVII.

ou lemos jornais e revistas, podemos


notar a presença de gráficos e tabelas.

Tabelas
Nas tabelas, os dados são apresentados em linhas e colunas, para facilitar sua leitura e interpretação.
Uma tabela sempre possui um título e uma fonte.
Título é o nome que se dá ao tema que está sendo analisado, e fonte é a origem da informação
que está sendo analisada. É importante que na fonte haja alguma referência temporal, ou seja, data ou
ano das coletas.

Gráficos
Os gráficos são usados para a representação visual dos dados.
Geralmente, uma tabela pode ser acompanhada de um gráfico.
Como nas tabelas, os gráficos também possuem título e fonte.

Tanto os gráficos quanto as tabelas podem ser elaborados de forma bem variada, e sua função é
apresentar dados. No entanto, esta apresentação requer diversos cuidados para que as informações
sejam claras e de fácil compreensão. Podemos dizer que tabelas e gráficos são utilizados para resumir
informações.
Antes de resumirmos qualquer informação, precisamos saber sobre o que queremos informar, e quais
características queremos identificar. Essas características, na Estatística, são conhecidas como variáveis.
As variáveis podem assumir basicamente dois tipos de valores:
• quantitativos ou numéricos: quando assumem valores inteiros ou intervalos de números;

• qualitativos ou não numéricos. Também são chamadas de variáveis categóricas. Neste caso,
não assumem valores numéricos.

As quantidades coletadas no gráfico ou na tabela correspondem às frequências, que podem ser de


dois tipos:
• frequência absoluta: quando se trata do total de elementos de cada categoria.
• frequência relativa: quando esses totais são dados em porcentagem ou em fração.
77
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 78

Observe o exemplo:
Quantidade de alunos do “Nosso Colégio” – ano 2020
Anos Frequência absoluta
6.o ano 42
7.o ano 74
8.o ano 82
9.o ano 86
Fonte: Secretaria do “Nosso Colégio”.
Quantidade de alunos do ''Nosso Colégio'' _ ano 2020
100
90
80 86
82
Números de alunos

70 74
60
50

40 42
30
20
10
0
6º. ano 7º. ano 8º. ano 9º. ano
Fonte: Secretaria do “Nosso Colégio”.

O gráfico anterior é conhecido como gráfico de barras ou colunas e também pode ser desenhado
com as “barras” na horizontal. Nele, o eixo horizonal apresenta os anos e o eixo vertical, as frequências absolutas.
Como o gráfico foi construído em relação aos valores da tabela, as características dos dois são as
mesmas.
Temos então uma variável do tipo qualitativa correspondente aos anos das turmas e outra
quantitativa, referente às quantidades de alunos por ano.
Como os valores das quantidades de alunos são as frequências absolutas, podemos dizer que a
frequência de alunos do 6º ano é 42, por exemplo.

Características do gráfico de barras ou colunas:


* As barras ou colunas possuem sempre a mesma espessura.
* A distância entre as barras ou colunas é sempre a mesma.
* A primeira barra ou coluna também segue o padrão de distância.

Existem vários tipos de gráficos, sendo os mais comuns o de setores (ou gráfico de pizza), o de linhas
e o pictograma.
Existe uma grande variedade de organização dos dados no gráfico. O mais importante é que as
informações sejam de fácil leitura. Para isto, você pode, por exemplo, optar por inserir uma legenda,
pode incluir os valores de cada variável na sua própria representação, pode também se valer de imagens,
entre outras edições. Enfim, cabe ao construtor do gráfico tomar essas decisões.
78
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 23/06/2021 11:55 Página 79

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais,
como consciência socioambiental, diálogo, empatia e cooperação.

Laboratório: Coleta de dados, organização e registro

Material: lápis, borracha e acesso a algum software de planilha eletrônica.


Observe as informações contidas no infográfico.

MAPA DA LEITURA NO BRASIL


Como andam as estatísticas de leitura. Infográfico é um conteúdo que une
O que podemos esperar do futuro da leitura no Brasil.
Este infográfico apresenta o resultado da pesquisa realizada em 2016, informações verbais e visuais,
em todas as regiões do País.
transmitindo conceitos de forma
mais rápida e fácil!
DEFINIÇÃO DE LEITOR/NÃO LEITOR

LEITOR NÃO LEITOR


É aquele que leu, inteiro ou É aquele que declarou não ter
em partes, pelo menos 1 lido nenhum livro nos últimos
livro nos últimos 3 meses. 3 meses, mesmo que tenha
lido nos últimos 12 meses.

PERFIL DOS LEITORES

55% 2007 45% 56% 2015 44%

Leitor 50% 2011 50%


Não Leitor

INFLUÊNCIA NA ESCOLHA DE UM LIVRO

Principais
Fatores

40%

20%
15% 15%
10%
Tema Autor Dicas Título Capa

PERFIL DO LEITOR NO PAÍS

Norte Índice de Leitor e Não Leitor Nordeste


Leitor 53% por regiões do País. Leitor 51%
Não Leitor 47% Não Leitor 49%

Sul Sudeste Centro-Oeste


Leitor 50% Leitor 61% Leitor 57%
Não Leitor 50% Não Leitor 39% Não Leitor 43%

(Fonte: www.lanceseulivro.com) 79
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 80

Esse infográfico traz diversas informações importantes. Faça um levantamento das que mais lhe
chamaram a atenção:
Resp.: Resposta pessoal. Pela leitura dos gráficos, podemos fazer algumas considerações:

• houve uma diminuição na porcentagem de leitores de 2007 para 2011 e, em seguida, um aumento, de 2011 para 2015;

• os principais fatores na escolha de um livro são o tema e o autor;

• a Região Sudeste concentra a maior proporção de leitores.

Agora, vamos verificar em sua sala como anda o hábito de ler.


Para isso, faremos uma pesquisa com coleta de dados entre você e seus colegas de sala. Siga as
etapas:

1.a etapa: Pesquisando você

1. Você se considera um leitor? 2. O que mais influencia na escolha de um livro?


(Leitor, de acordo com o infográfico, é aquele Tema
que leu um livro ou parte dele há pelo menos
três meses.) Autor

Sim Dicas

Não Título

Capa

3. Quais assuntos você mais gosta de ler? 4. O que mais dificulta seu hábito de ler?
Aventura Tempo

Ficção Lentidão na leitura

Romance Preguiça

Poesia / Poema Outro: _________________________

Drama

Outro: _________________________

80
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 81

Tabular os dados significa organizar as


informações em uma só planilha,
facilitando a visualização e comparação
das informações.

2.a etapa: Tabulação e organização dos dados


Colete os dados dos alunos da sua sala.

Total de alunos que participaram da pesquisa: _________________.

Tabela: 1 Tabela: 2
Você se considera Influência na escolha
Total Total
um leitor de um livro
Tema
Sim
Autor
Não Dicas
Título
Capa

Tabela: 3 Tabela: 4

Assuntos que mais Dificuldade no hábito


Total Total
gosta de ler da leitura
Aventura Tempo
Ficção Lentidão na leitura
Romance Preguiça
Poesia / Poema Outros
Drama
Outros

81
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 82

Plotar significa, neste contexto, desenhar.

3.a etapa: Construção de gráficos

Vamos colocar essas tabelas em planilhas eletrônicas e plotar os gráficos.


Vejam os passos:
1.º passo: Colocar os dados da tabela 1 na planilha eletrônica. Insira os dados encontrados
nas células do software (aqui, utilizamos como exemplo os dados abaixo):
Orientação didática:
Professor, estas tabelas e
gráficos foram feitos nas
planilhas do Google Drive,
porém podem ser utili-
zadas outras planilhas,
como Excel.

2.º passo: Selecione todos os dados utilizando o mouse, clique em Inserir e selecione a opção
Gráfico.

sim 18
não 12

82
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 83

3.º passo: Será plotado um gráfico que você poderá personalizá-lo como for mais conveniente para
a pesquisa. Ao lado direito aparecerá uma janela de formatação em que você poderá alterar o tipo
do gráfico, inserir título e legendas, trocar as cores e até plotá-lo em 3D. Observe os exemplos:

Perfil dos leitores do 6º. ano

não
40.0%

sim
60.0%

leitor não leitor

Agora, insira as quatro tabelas na planilha eletrônica, uma de cada vez, e faça seus gráficos.
Personalize-os, coloque legendas e título.
Orientação didática: Professor, deixe os alunos explorar as ferramentas da tecnologia. Oriente qual gráfico é mais indicado para a
pesquisa, como o de barra e o de coluna. Você pode pedir-lhes que salvem os gráficos plotados e os enviem por e-mail como trabalho,
ou imprimam e colem neste espaço.

83
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 84

Demonstre seus conhecimentos: Nesse gráfico as frequências são


relativas, pois estão em porcentagem!
1. Observe o gráfico e responda:

a) Identifique o seu título e as informações de seus eixos.


Resp.: Título: Desempenho em Matemática. Eixo horizontal: frequências relativas de desempenho. Eixo vertical: classificação.

b) Qual conceito teve maior frequência? De quanto ela foi?


Resp.: Foi o conceito “Bom”, frequência de 30%.

c) Considerando um número total de alunos igual a 80, quantos deles tiveram conceito ótimo ou regular?
Ótimo: 20% Total 40%
40
Regular: 20% 40% de 80 = –––– . 80 = 32
100

Resp.: Trinta e dois alunos tiveram conceito ótimo ou regular.

d) Quantos alunos obtiveram conceito ruim?


15 120
15% de 80 = –––– . 80 = –––– = 12
100 100

Resp.: Doze alunos tiveram conceito ruim.

e) Quantos alunos obtiveram conceito bom?


30
30% de 80 = –––– . 80 = 24
100

Resp.: Vinte e quatro alunos.

84
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:03 Página 85

2. Construa um gráfico de barras ou colunas, utilizando as informações da tabela que se refere


à quantidade de títulos em Copas do Mundo de futebol, por país.

Quantidades de
Países
títulos
Quantidade de títulos em Copas do Mundo de futebol, por país
Brasil 5 6
5
Itália 4 4
3
Alemanha 4
2
Argentina 2 1
0

ha
ça
ia

ha

ra
l

ai
Uruguai 2

si

tin
l

gu

r
Itá

an

an
a

an

te
en
Br

ru

la
Fr

p
m

Es
g
U
e

Ar

In
França 2

Al
Países
Inglaterra 1
Espanha 1

3. Saúde é o estado de equilíbrio físico, mental e emocional que permite ao ser humano viver bem em
seu ambiente. Uma doença ocorre quando esse equilíbrio é alterado. Uma boa saúde também depende
da nutrição, já que hábitos alimentares saudáveis são essenciais para o desenvolvimento corporal, para
a plena capacidade física e mental e para prevenir doenças. Orientação didática: Professor, esse é um momento para
o aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais,
como consciência socioambiental e respeito.

(Fonte: Vigitel 2010. Almanaque Abril.)

85
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 86

AS DOENÇAS QUE MAIS MATAM NO MUNDO, EM MILHÕES E EM PORCENTAGEM (2008)


Doença isquêmica do coração 7,25 - 12,8%
Acidente vascular cerebral (AVC) 6,15 - 10,8%
Infecções do trato respiratório inferior 3,46 - 6,1%
Doença pulmonar obstrutiva crônica 3,28 - 5,8%
Doenças diarreicas 2,46 - 4,3%
Aids 1,78 - 3,1%
DOENÇAS DA EXCLUSÃO
Câncer de traqueia, brônquios e pulmões 1,39 - 2,4% Apesar de não estar entre as
primeiras e maiores taxas, as
doenças diarreicas, HIV/Aids e
Tuberculose 1,34 - 2,4% tuberculose provocam grande
mortalidade nos países pobres.
Diabete 1,26 - 2,2%

(Organização Mundial da Saúde, 2011.)

Com base nas informações, responda:


a) Analisando a comparação dos maus hábitos da população em 2006 e 2010, qual mais aumentou em
termos absolutos?
Resp.: O excesso de peso.

b) Qual é a porcentagem de mortes por ano das duas doenças que mais matam no mundo? Qual o valor
total dessa porcentagem? E em milhões de habitantes?
Resp.: Doença isquêmica do coração – 12,8% – 7,25 milhões.

Acidente Vascular Cerebral (AVC) – 10,8% – 6,15 milhões.

Totalizam 23,6%, o que corresponde a 13,4 milhões de habitantes.

c) O que você conclui a partir das informações obtidas nos gráficos? Redija um texto.
Resp.: Resposta pessoal. Espera-se que o aluno possa correlacionar os hábitos que são fatores de risco para a população com as doenças

que mais matam no mundo, fazendo um texto comparativo e crítico.

86
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 87

4. Sob encomenda do WWF (World Wide Fund for Nature – Fundo Mundial para a Natureza) – Brasil,
o IBOPE Inteligência realizou uma pesquisa procurando saber o que o brasileiro pensa sobre as áreas
protegidas e o meio ambiente. Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas
habilidades socioemocionais, como consciência socioambiental, ética e respeito.

A coleta de dados foi realizada entre os dias 21 e 26 de junho de 2018 com pessoas de 16 anos ou
mais, de diferentes classes sociais e com representatividade nacional.

Qual é a maior ameaça para a natureza?


Desmatamento e poluição das águas permanecem no topo da lista

Desmatamento das florestas : 27%

Poluição das águas: 26%

Caça e pesca em períodos proibidos: 16%

Mudanças climáticas/Aquecimento global: 16%

Grandes obras, como hidroelétricas, rodovias e portos: 15%

A pesquisa foi lançada no mês em que ocorre o Dia da Amazônia, em 5 de setembro, e o Dia
do Cerrado, em 11 de setembro, dois biomas ameaçados pelo desmatamento. Considerando os dados
de monitoramento do Prodes (Coordenação Geral de Observação da Terra) 2017, divulgados pelo
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a cada dois meses, uma área equivalente à cidade do
Rio de Janeiro é desmatada na Amazônia (totalizando 6 947 km2/ano). Já no Cerrado, a cada minuto é
desmatada uma área equivalente a quase dois campos de futebol (totalizando 7 408 km2/ano).
O Brasil é um dos países mais biodiversos do mundo, formado por um amplo conjunto de
ecossistemas, que abrigam verdadeiras “maravilhas naturais”. Esses biomas têm em comum as
crescentes ameaças que provocam sua degradação, colocando em risco a sobrevivência das espécies
e acelerando o processo de mudanças climáticas.
Os mais de 8 milhões de quilômetros quadrados de área do País abrigam os biomas Amazônia
(49,29%), Cerrado (23,92%), Mata Atlântica (13,04%), Caatinga (9,92%), Pampa (2,07%) e Pantanal
(1,76%). Os problemas mais comuns enfrentados pelos biomas brasileiros são:
1) Desmatamento. 2) Agropecuária.
3) Mineração. 4) Desertificação.
5) Caça ilegal e pesca predatória. 6) Megaprojetos de infraestrutura.
7) Queimadas. 8) Poucas áreas de conservação.
9) Mudanças climáticas.
(Fonte: https://www.wwf.org.br/?67242/Pesquisa-WWF-Brasil-e-Ibope-Brasileiro-quer-ficar-mais-perto-da-natureza-mas-
acha-que-ela-no-est-sendo-protegida ;https://letrasambientais.org.br/posts/biomas-do-brasil:-conheca-as-9-principais-
ameacas - Adaptado. Consultado em 11/06/2020)

87
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 88

a) Qual o título do gráfico?


Resp.: O título do gráfico é “Qual é a maior ameaça para a natureza?”.

b) O gráfico apresenta dados de que ano?


Resp.: Os dados são de 2018.

c) Considerando a resposta de maior frequência e as informações contidas no texto, podemos dizer que
os entrevistados responderam adequadamente à pergunta “Qual é a maior ameaça para a natureza?”.
Resp.: Sim, a resposta de maior frequência foi desmatamento das florestas, e segundo dados do Prodes 2017, o desmatamento é problema

bastante relevante, sendo o primeiro da lista.

d) De acordo com as pessoas pesquisadas, qual ameaça ocupa o 3.º lugar? Ela está condizente com as
informações do texto?
Resp.: Em 3.o lugar nas respostas dos pesquisados está a caça ilegal. No entanto, em 3.o lugar temos o problema da mineração. Logo,

não está condizente.

e) O que você conclui a partir das informações obtidas no gráfico e no texto? Redija um texto.
Resp.: Resposta pessoal. Espera-se que o aluno reflita sobre os problemas que ameaçam a natureza e perceba também a diferença daquilo

que acreditamos ser as principais ameaças para as que realmente são, concluindo que isso não significa que não devamos olhar

o problema, mas que é necessária a pesquisa de dados científicos oficiais.

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa
a Tarefa 58 “Tabelas e gráficos”.

No Portal Objetivo
Para saber mais sobre o assunto, acesse o PORTAL OBJETIVO
(www.objetivo.br) e, em “localizar”, digite MAT6F403.
88
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:03 Página 89

4. Em um estojo há 15 lápis coloridos e 9 lápis


pretos. Se você retirar ao acaso um lápis do estojo,
qual a probabilidade de retirar:
1. O que diferencia possibilidade de probabi- a) Um lápis preto?
lidade? Evento P: sair lápis preto
n(P) = 9
Resp.: Resposta pessoal. Espera-se que o aluno responda que
n(S) = 15 + 9 = 24

possibilidade são todos os possíveis resultados esperados 9 3


P(P) = ––– = ––– = 0,375 ou ≈ 38%
24 8
de um determinado fato acontecer. E probabilidade é

o resultado da divisão entre o número de possibilidades

de ocorrer o caso favorável e o número total de possibili-


Resp.: A probabilidade é de aproximadamente 38%.

dades de casos possíveis.


b) Um lápis colorido?
2. No lançamento de um dado, qual a proba- Evento C: sair lápis colorido
n(C) = 15
bilidade de se obter um número menor que 5?
n(S) = 24
15 5
Evento A: sair uma face menor que 5 P(C) = ––– = ––– = 0,625 ou ≈ 63%
24 8
A = {1, 2, 3, 4}
n(A) = 4
n(S) = 6
4 2
P(A) = ––– = ––– ≈ 67% Resp.: A probabilidade é de aproximadamente 63%.
6 3

5. Gabriela tem fichas em que estão escritas


letras e números. Observe-as a seguir:
Resp.: A probabilidade é de aproximadamente 67%. A 12 B Z

3. (UFSCar-SP) – Uma urna tem 10 bolas 17 Y P T


idênticas, numeradas de 1 a 10. Se retirarmos
uma bola da urna, qual a probabilidade de não a) Se ela colocar as fichas em uma urna e retirar
obtermos a bola número 7? ao acaso uma ficha dessas, a chance maior é
Evento B: não sair o 7 de sair letra ou número?
B = {1, 2, 3, 4, 5, 6, 8, 9, 10}
Resp.: A chance maior é de sair letra, pois há mais elementos.
n(B) = 9
n(S) = 10
9
P(B) = ––– ou 90% b) Determine a probabilidade de cada evento (sair
10
letra e sair número).
6
letra: ––– ou 75%
8

2
número: ––– ou 25%
8

Resp.: A probabilidade de não obter a bola 7 é de 90%.

89
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 90

6. Jogando-se um dado comum, qual é aproximadamente a probabilidade de ocorrer um número


maior que quatro?

Evento A: sair número maior que 4


A = {5, 6}
n(A) = 2
n(S) = 6

2 1
P(A) = ––– = ––– ≈ 33%
6 3

Resp.: A probabilidade é de aproximadamente 33%.

7. Observe o gráfico e determine:


PREFERÊNCIA DE FRUTAS _ PESQUISA REALIZADA COM TODOS OS ALUNOS DO 8º. ANO
Alunos
30
29
28
27
26
25
24
23
22
21
20
19
18
17 laranja
16
15 maçã
14
13 banana
12
11 abacaxi
10
9
8
7
6
5
4
3
2
1
0
laranja maçã banana abacaxi

a) A quantidade de alunos que preferem laranja.


15 alunos.

b) A quantidade de alunos que preferem maçã.


28 alunos.

c) O total de alunos do 8.º ano dessa escola.


15 + 28 + 18 + 7 = 68 alunos

d) O total de alunos que não preferem banana.


68 – 18 = 50 alunos

90
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:03 Página 91

8. Construa um gráfico de barras ou colunas com as informações da seguinte tabela:


Filmes alugados no mês de março de 2014
Gênero Quantidade
Drama 32
Comédia 74
Aventura 60
Terror 86
Romance 38
FILMES ALUGADOS - MÊS DE MARÇO
100

90 86
80
74
70
60
Quantidade

60

50

40
38
32
30

20

10

0
Drama Comédia Aventura Terror Romance

Observe a charge:
Hoje eu conheci um cara que
nasceu no dia 29 de fevereiro! 1/1461
Não é legal? Quais são as Hein?
chances disso acontecer?

1/1461 1/1461
Hein? Hein?

Explique com cálculos a resposta dada pela menina.


1 ano = 365 dias
365 . 3 = 1095
1095 + 366 (ano bissexto) = 1461
1
Logo, a chance de uma pessoa nascer em 29 de fevereiro é ––––– .
1461

91
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 92

Módulo

5
15 Construções geométricas

A 139 a 141
15.1. Construções por meio de instrumentos geométricos
(EF06MA22) e (EF06MA23)
DATA: _____/_____/_____

Associe as colunas:

( b ) retas paralelas que não possuem ponto de


a)
intersecção.

r
s

( a ) retas perpendiculares que possuem um ponto


b)
de intersecção e ângulo de 90º entre si.

( a, c ) retas concorrentes que possuem um ponto de


c)
intersecção.
s

92
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 93

Construção de retas paralelas

Com um esquadro e uma régua (ou dois esquadros), podemos construir retas paralelas de forma
prática.
Acompanhe a sequência e verifique como obter retas paralelas.

1.º passo: com o auxílio de uma régua construa uma reta e identifique-a por r. Ajuste à reta um esquadro.

2.º passo: ajuste uma régua a um dos lados do esquadro e mantenha-a fixa.

93
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 94

3.º passo: deslize o esquadro sobre a régua e trace retas paralelas à r.

As setas pretas indicam que você


poderá deslocar o esquadro nos dois
sentidos.

Fazendo esse procedimento, podemos traçar retas verticais, horizontais e inclinadas, só depende de
como você posiciona seus instrumentos.

94
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 95

Construção de retas perpendiculares

Acompanhe a sequência e verifique como desenhar retas perpendiculares.

1.º passo: desenhe uma reta e identifique-a por r. Faça a borda da base maior do esquadro de 45°
coincidir com r.

2.º passo: encoste uma das bordas do esquadro de 60° no esquadro de 45°, conforme a figura.

3.° passo: mude a posição do esquadro de 45°, conforme a figura.


0
1

r
2

13
3

12
4

11
5

10
6

9
7

8
8

7
9

6
10

5
11

4
12

3
13

2
14

1
15

0
16
17
18

Fixo
19
20
21
22

95
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:36 Página 96

4.º passo: segure o esquadro de 60° e movimente o de 45° traçando retas perpendiculares à r.

13
12
11
10
9
8
7
Móvel

6
5
4
3
2
1
r

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
Fixo

18
19
20
21
22
Construção de quadriláteros
Agora que você sabe traçar retas paralelas e perpendiculares com o uso do par de esquadros,
complementaremos esse estudo utilizando esses instrumentos para construir quadriláteros e outras
figuras. Em determinados instantes, pode ser necessário o uso do compasso.
Exemplo
Construa um quadrado de lado AB = 3 cm.

1.º passo: traçar uma reta suporte r e nela marcar a distância AB.

A 3cm B r

2.º passo: com o auxílio do par de esquadros, traçar duas semirretas perpendiculares à reta r
partindo dos pontos A e B.

96
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:36 Página 97

3.º passo: como auxílio do compasso, transportar a medida AB para as retas perpendiculares, uma
partindo de A e outra partindo de B, obtendo os pontos D e C, respectivamente.

4.º passo: unir os pontos D e C.

E assim, obtemos o quadrado ABCD.

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas


habilidades socioemocionais, como autonomia e tomada de decisão.

Como construir retas perpendiculares com o Geogèbra Classic?

1.º) Com a ferramenta (Reta), faça uma reta qualquer.

97
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 23/06/2021 11:41 Página 98

2.º) Com a ferramenta (Reta Perpendicular) acionada, selecione um dos pontos da reta AB

construída anteriormente e depois a própria reta AB.

3.º) Com a ferramenta A (Ponto), faça um ponto na reta recém-construída.

4.º) Com a ferramenta α (Ângulo) acionada, selecione os pontos C, A, B, nessa ordem;


Verifique a medida fornecida.

a=90º
C

98
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:36 Página 99

5.º) Movimente a reta AB pelo ponto B usando a ferramenta (Mover).

Verifique o que ocorre com a medida do ângulo e a reta AC:

A B
a=90º

Podemos perceber que a medida do ângulo não se altera, pois a reta AC será sempre perpendicular
(ortogonal) à reta AB.

Demonstre seus conhecimentos

1. Trace cinco retas paralelas verticais com 2 cm de distância entre cada uma e a respectiva adjacente,
a partir da reta abaixo.
r s t u v x

2. Com o auxílio do par de esquadros, construa uma reta perpendicular à reta s dada, passando pelo ponto P.

99
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:36 Página 100

3. Com o auxílio do par de esquadros e do compasso, construa um retângulo de lados medindo 5 cm


e 2 cm.

4. Com o auxílio do par de esquadros, construa um trapézio retângulo de bases medindo 3 cm e 5 cm


e altura de 2 cm.

5. O Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho é uma organização


internacional humanitária e imparcial, não governamental, cujo objetivo é proteger a vida e a saúde
humana. Com o auxílio do par de esquadros e do compasso, finalize o símbolo da Cruz Vermelha, a
partir da figura abaixo.

Ao concluir o item anterior,


você já pode realizar em casa a Tarefa 59
“Construções por meio de instrumentos geométricos”.
100
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 101

A 142 e 143
15.2. Construções de algoritmos DATA: _____/_____/_____
(EF06MA23) e (EF06MA34)

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas habilidades
socioemocionais, como autonomia e tomada de decisão.

Marcos precisava ir para à casa de Carlos. Observe a representação da casa dos dois e assinale a
alternativa que indica corretamente como Marcos pode fazer isso pelo trajeto mais curto.

Rua Alfa

Casa de Marcos
Rua Beta
Rua Épsilon

Casa de Carlos

Rua Dzeta
Rua Delta

Rua Eta
Rua Gama

a) Sai pela rua Delta; segue em direção à rua Alfa; segue em direção à rua Dzeta; segue na Dzeta em
direção à rua Gama até a casa de Carlos.
b) Sai pela rua Alfa; segue em direção à rua Delta; segue na Delta até a rua Gama; segue na Gama até
a rua Épsilon; segue na Épsilon em direção à rua Beta; segue na rua Beta em direção à rua Eta até a
casa de Carlos.
c) Sai pela rua Delta; segue em direção à rua Gama; segue na Gama em direção à rua Dzeta; segue na
Dzeta em direção à rua Alfa até a casa de Carlos.
d) Sai pela Delta; segue em direção à rua Beta; segue na Beta em direção à rua Eta até chegar à casa de
Carlos.
Resposta: D

Saber comunicar-se é algo muito importante. Já aconteceu com você de não compreender alguma
mensagem? Ou de compreendê-la de maneira errada? E já aconteceu de não conseguir ser
compreendido?
Na Matemática, a descrição de um caminho que seja sempre válido, como um passo a passo, é
chamado de algoritmo. Desde o começo da sua vida escolar, você se depara com diversos algoritmos,
por exemplo, algoritmo da divisão, da multiplicação, de construções geométricas, entre outros. No
entanto, sua construção não é algo tão simples, exatamente porque é muito difícil sermos precisos nas
nossas informações e descrições.

101
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2022_PROF 09/05/2022 10:03 Página 102

Nas construções geométricas deste módulo, você se deparou com uma série de algoritmos de
construção. Ou seja, seguiu orientações para desenhar retas paralelas, perpendiculares e quadriláteros.
Agora, propomos atividades para desenvolver a capacidade de criação e compreensão de algoritmos.
É muito importante que, na construção de algoritmos, sejam utilizados termos de comando claros
e precisos. Para orientar estes comandos, podemos utilizar verbos que indiquem ordem ou no
infinitivo. Por exemplo, na construção das retas perpendiculares foi usado um algoritmo com verbos
no imperativo (desenhe, encoste, mude, segure). Já na construção de quadriláteros, verbos no infinitivo
(traçar, transportar, unir).
Também é importante o uso de termos que auxiliem na orientação, como as direções (horizontal e
vertical) e sentidos (para a direita, para a esquerda, para cima ou para baixo). Outros termos possíveis são:
paralela, perpendicular, sentido horário, sentido anti-horário e numerais ordinais (primeira, segunda etc.).

Exemplos
1. Suponha um jogo de labirinto, no qual estão representados dois pontos, A e B.

Crie um algoritmo que faça o ponto A chegar até o ponto B pelo caminho destacado. Considere
cada movimento de quadradinho a quadradinho como uma unidade, que pode ser movimentada
para cima, para baixo, para a direita ou para a esquerda.
Observando a imagem, podemos criar o seguinte algoritmo para o ponto A:
I. Movimente-se 3 unidades para a direita.
II. Movimente-se 2 unidades para baixo.
III. Movimente-se 3 unidades para a direita.

2. Crie um algoritmo para resolver uma adição de números naturais.


Trata-se de uma conta simples de adição. No entanto, são necessários alguns cuidados, como o
alinhamento dos números conforme sua ordem de grandeza.
Uma possibilidade seria:
I. Coloque um número em cada linha, organizando-os conforme sua ordem de grandeza, ou seja,
unidade embaixo de unidade, dezena embaixo de dezena e assim sucessivamente.
II. Efetue a soma por ordem de grandeza, começando pela unidade.
III. Se o resultado for maior que 9, o algarismo da unidade dessa soma permanecerá no resultado
e o algarismo da dezena seguirá para a ordem de grandeza imediatamente à esquerda.
IV. Repita esse processo até não haver mais ordem a ser somada.
102
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 103

Orientação didática: Professor, esse é um momento para o aluno ampliar algumas habilidades socioemocionais,
como tomada de decisão, diálogo, flexibilidade e respeito.

Fluxogramas

Fluxograma é uma representação gráfica utilizada para determinar um certo tipo de


processo ou fluxo de trabalho.

Ele faz uso de figuras geométricas e de setas para facilitar a compreensão.


Ele é muito utilizado em fábricas para mostrar os caminhos de produção de uma peça, por exemplo;
também na área de serviço social para indicar normas de conduta, entre outros.

Observe o exemplo:
Mariana inventou um fluxograma para descobrir o valor que seus amigos tiraram no dado. Ela só
podia fazer três perguntas, cujas respostas eram Sim ou Não.

Início

Jogue o dado

sim sim éo2


é par? é primo?

não não fim


sim é maior é multiplo sim
éo5 éo6
de 4? de 3?
não
fim não éo4

não
éo1 é primo? fim
sim
éo3

Assim, se um amigo respondesse “sim” para a primeira pergunta, “não” para a segunda pergunta
e “sim” para a terceira pergunta, Mariana poderia afirmar que o valor retirado foi o 6.
Se ele respondesse “não” para a primeira pergunta, “não” para a segunda pergunta e “sim” para
a terceira pergunta, ela saberia que ele tirou o valor 3.
O fluxograma possui um padrão de formatos:
a) Uso de círculo prolongado ou retângulo de vértices arredondados para dar início e fim ao fluxo.
b) Seta para indicar o sentido do fluxo.
c) Nos retângulos são insertas as ações.
d) Nos losangos são representadas as tomadas de decisão.
103
C4_6o_Ano_Matematica_Tony_2021_PROF 22/06/2021 11:07 Página 104

e) As setas e linhas não devem cruzar-se.


f) Texto claro e sucinto.
g) É recomendado começar as ações com verbos no infinitivo (centrar, traçar).

Agora, é a sua vez!


1. Observe a rotina de Antônia:

Início

acordar

fazer a higiene

tomar café

é fim de não
semana? ir para a escola

sim
sim
ir para aula de música é sábado?

não
aproveitar o
almoçar almoçar
tempo livre

aproveitar o não é não é sim ir ao curso


tempo livre 3a. ou 5a. feira? 2a. ou 4a. feira? de línguas

sim

ir ao futebol