Você está na página 1de 5

SEPULCROS CAIADOS1

Em 10 de março de 2008, o New York Times revelou que o governador de Nova York,
, foi pego patrocinando uma rede de prostituição. Dois dias depois, o governador
Spitzer apareceu repreendido perante o público ao renunciar ao cargo. A história foi
uma sensação nacional, não porque outro líder político tivesse caído em um
escândalo sexual, mas porque Spitzer havia se tornado procurador-geral
processando redes de prostituição. Acontece que o grande crime de Spitzer não foi
o adultério, mas, como dizia manchete após manchete, ele era um hipócrita. Ele havia
mostrado um rosto ao público - um rosto piedoso e moralmente justo - enquanto a
realidade de sua vida era completamente oposta.

Qual é a perspectiva bíblica do caso Spitzer? A hipocrisia é realmente pior do que


o adultério? O que Jesus pensaria? A resposta é que, embora nenhum pecado
será ignorado, e em nossos dias o pecado generalizado do adultério deva ser
especialmente odiado, a hipocrisia realmente é pior. De acordo com o Novo
Testamento, Jesus ficou muito mais irritado com a hipocrisia pública do que com o
pecado privado.
 Considere Seu caloroso evangelismo para coletores de impostos e prostitutas.
Jesus acolheu pobres pecadores como a mulher que vendeu suas mercadorias
ao governador Spitzer. Ele alegremente compartilhou as refeições com eles
(ver Mateus 9:10), e Ele respondeu ansiosamente à maneira como eles
reconheceram seu pecado e vieram a Ele em busca de misericórdia. Mas a
reação de Jesus a líderes hipócritas e hipócritas como Spitzer foi além de
contundente. "Ai de vocês ... hipócritas!" Ele chorou ( Mt 23:13 ) .

I - A MAIS PROEMINENTE DAS EXPLOSÕES DE JESUS CONTRA A HIPOCRISIA


OCORREU NO TEMPLO NO DIA SEGUINTE À SUA ENTRADA TRIUNFAL EM
JERUSALÉM.
Jesus odiava a maneira como os escribas e fariseus hipócritas pregavam, mas não
praticavam, tornando as pessoas cínicas quanto à religião ( Mt 23: 3 ). Ele passou a
listar queixas específicas sobre sua hipocrisia, incluindo itens que deveriam fazer a
maioria de nós estremecer:
1.1. Eles colocavam fardos legalistas sobre as pessoas sem ajudá-las a suportá-las
(v. 4);

1.2. Eles realizaram “todas as suas obras para serem vistas por outros” (v. 5);

1
Dr. Richard D. Phillips é ministro sênior da Segunda Igreja Presbiteriana em Greenville, SC, e presidente da Conferência de
Teologia Reformada da Filadélfia. Ele é o autor de The Masculine Mandate .
1.3. Eles se deleitavam por ter sua eminência espiritual reconhecida e
recompensada (vv. 6–11);

1.4. Eles praticavam o legalismo enquanto permitiam brechas que racionalizavam


o pecado acariciado (vv. 16-22);

1.5. Eles observavam as coisas menos importantes enquanto zombavam das


questões importantes de justiça, misericórdia e fidelidade (v. 23);

1.6. Eles fizeram tudo para parecerem justos, mas nada fizeram para serem justos
(vv. 27–28);

1.7. E eles fizeram um show da Bíblia enquanto não faziam praticamente nada para
obedecê-la (vv. 29-31).
Infelizmente, muitos responderão: "Parece minha igreja!" Mas se estivermos
dispostos a ser honestos, lamentaremos,

II - MAS AS PROSTITUTAS NÃO CAUSAM MAIS DANOS DO QUE MEROS


HIPÓCRITAS? A RESPOSTA É NÃO.
A razão é que a hipocrisia religiosa é praticamente um ateísmo zombador de Deus.

2.1. Para ser um hipócrita, você deve louvar a Deus enquanto finge que Deus
não vê ou não conhece a verdade da sua vida. Além disso, a hipocrisia é o
grande capacitador do pecado. Considere Spitzer mais uma vez, cujo heroísmo
legal contra a prostituição serviu de escudo para sua própria depravação
lasciva.

 Ao contrário de pecados simples como roubo e adultério - pecados que muitas


vezes levam as pessoas a buscar o Senhor e Sua misericórdia - a hipocrisia
é um pecado que nos afasta da graça de Deus. A hipocrisia é um pecado
que arruína a alma, afastando-nos da verdadeira justiça que vem por meio da
fé em Cristo, azedando outros contra Deus e provocando a mais amarga
condenação de Jesus.
2.2. Considerando a hostilidade violenta de Jesus contra a hipocrisia, há boas
notícias para os hipócritas? Se eu perceber que eu mesmo sou um hipócrita
- e só um hipócrita o negaria! - a desgraça de Cristo repousa sobre mim para
sempre? A resposta é: a esperança revelada em meio ao clamor de miséria de
Jesus contra os hipócritas de Sua própria época. Pois Jesus ainda é o Grande
Médico, e embora use o bisturi contra a hipocrisia, Ele o faz para extirpar esse
câncer que arruinaria nossas almas.

III - NA VERDADE, A DENÚNCIA DE HIPOCRISIA DE JESUS APRESENTA UMA


SÉRIE DE PRINCÍPIOS POSITIVOS QUE PODEM PROTEGER NOSSO
CORAÇÃO CONTRA A TENDÊNCIA PARA ESSE PECADO.

3.1. Em primeiro lugar, Ele enfatizou a humildade que deve sempre


caracterizar aqueles que vão a Deus: “Quem se exalta será humilhado, e
quem a si mesmo se humilha será exaltado” ( Mt 23:12 ) .

Ir a Deus por meio de Cristo é vir como um pecador que busca humildemente
a graça. Você já fez isso? Então você não precisa ser exaltado por causa da
falsa justiça, visto que você tem o artigo genuíno como um presente da
misericórdia de Deus em Cristo. Lembrar-se de que Cristo morreu pelos seus
pecados irá protegê-lo contra enganar a si mesmo e aos outros sobre o seu
pecado (veja 1 João 1: 8 ) e da arrogância para com outros pecadores.

3.2. Em segundo lugar, Jesus enfatiza que devemos viver de modo a encorajar
outros pecadores a se aproximarem de Deus.

A mensagem dos fariseus era: “Estou bem com Deus e você não!” É por isso
que eles se deleitavam em colocar fardos legalistas nas costas das pessoas, e
por que seus convertidos eram “duas vezes mais filhos do inferno” do que eles
( Mt 23:15 ). Se desejarmos que os pecadores encontrem a mesma misericórdia
que encontramos em Cristo, isso nos protegerá das pretensões hipócritas.
Embora reconheçamos uma discrição adequada contra lavar
desnecessariamente nossa roupa suja, ainda ficaremos felizes que as pessoas
saibam que somos pecadores para que possam descobrir nosso Salvador.

3.3. Terceiro, a maneira como vivemos deve refletir as prioridades bíblicas.

Os fariseus se regozijavam em pagar o dízimo de seus temperos - hortelã,


endro e cominho - enquanto moíam as pessoas sob seus pés. Devemos
compreender que a verdadeira piedade é demonstrada no amor pelo mais fraco
de nossos vizinhos. Pois, Jesus disse: “Eu desejo misericórdia, e não sacrifício”
( Mateus 12: 7 ) .

3.4. Quarto, ao longo deste sermão de desgraça, Jesus insiste que devemos
estar mais preocupados com nossa realidade interior do que com nossa
aparência exterior.

Ele reclamou que os fariseus “fazem todas as suas obras para serem vistos
pelos outros” ( Mt 23: 5 ). Ele usou imagens gráficas para expor sua podridão:
“Pois tu limpas o exterior do copo e do prato, mas por dentro estão cheios de
ganância e de autoindulgência” (v. 25). Que bem fará qualquer um de nós
diante de Deus se apresentarmos um coração podre em um belo pacote? O
mais pungente é que Jesus comparou esses hipócritas a tumbas caiadas, “que
exteriormente parecem belas, mas por dentro estão cheias de ossos de
pessoas mortas e de toda impureza. Portanto, você também parece
exteriormente justo aos outros, mas por dentro está cheio de hipocrisia e
ilegalidade ”(vv. 27–28).

3.5. Considere esta lista de verificação que Jesus pode ter dado a Seus
seguidores:

 Eu quero que as pessoas pensem melhor de mim do que eu realmente sou?


 Fico incomodado quando as pessoas não percebem meu desempenho
espiritual?
 Modifico minhas ações para garantir que os outros percebam a maneira como
estou orando, servindo ou sendo santo de alguma outra forma?
 Sou rápido em condenar os outros, mas fico sensível quando minhas próprias
falhas são apontadas?
 Eu gasto muito tempo procurando espiritualidade, mas muito pouco tempo na
espiritualidade interior?
Eu poderia continuar, mas mesmo essas poucas perguntas devem revelar o quanto
somos propensos à hipocrisia que Jesus odeia. Que advertência para nós são Seus
vívidos retratos de corrupção hipócrita: xícaras que são brilhantes por fora, mas
cobertas de sujeira por dentro; serpentes e ninhadas de víboras, espumando com
veneno para os outros; e o pior de tudo, túmulos caiados, “que exteriormente
parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos de gente morta” ( Mt
23:27).
IV - MAS HÁ BOAS NOVAS, POIS SE A HIPOCRISIA ESTÁ ENTRE AS
PRINCIPAIS DOENÇAS DE NOSSA RAÇA DECAÍDA, JESUS AINDA É NOSSO
GRANDE MÉDICO.
Jesus odeia os hipócritas, mas ama todos os pecadores - mesmo os fariseus
arrependidos - que fogem para Ele em busca da graça, condenando-nos como
hipócritas. Portanto, a única maneira de escapar dos sepulcros caiados da hipocrisia
é admitir a hipocrisia em nossos corações e correr sem hipocrisia para a cruz, onde
Jesus morreu para limpar todos os pecados, incluindo este. E então podemos pedir
a Jesus para brilhar Sua luz em nossos corações para nos mostrar os ossos podres
e impurezas, e então exercer Seu poder em nós pelo Espírito Santo. Pois enquanto
nesta vida sempre seremos pecadores precisando da graça de Deus, não
precisamos mais ser hipócritas, aqueles ateus religiosos que estão escondendo a
verdade de nossos pecados, arruinando nossas almas.

Você também pode gostar