Você está na página 1de 1

Colossenses 1:9-10

“Não deixamos de orar por vós, pedindo que sejais cheios do pleno conhecimento
da sua vontade em toda a sabedoria e entendimento espiritual” (Cl 1:9).
As orações de Paulo pelos crentes em Colossos refletem seus verdadeiros
sentimentos sobre eles e nos fornecem instruções. Vimos ontem como sua gratidão
pela fé dos Colossenses implica que eles receberam uma revelação completa de
Cristo através da obra de Epafras e não deveriam procurar uma religião “mais
elevada” (Cl 1:3-8). Os versículos 9-10 avançam o ponto, encorajando-os a
continuar no que aprenderam e não buscar a falsa “vitalidade espiritual”
supostamente encontrada entre os hereges.
Sempre somos tentados a buscar exibições deslumbrantes de “vitalidade espiritual”
e crescimento rápido que supostamente estão disponíveis por meio daquele insight
ou método até então negligenciado. Muitos livros e professores hoje prometem
avanços rápidos em poder e santidade, seja através da repetição exata da mesma
oração todos os dias, o “nomeie e reivindique” do evangelho de saúde e riqueza, ou
a promessa de vitória imediata sobre o diabo através de um batismo pós-conversão
do Espírito. Muito menos é alcançado na vida da maioria dos que abraçam tais
ensinamentos, como revela qualquer pesquisa honesta de tais coisas. No entanto,
a ênfase em metodologias secretas ou obscuras para o crescimento espiritual tem
sido um problema na igreja há séculos. Nos Colossos do primeiro século, falsos
mestres prometiam caminhos rápidos para a maturidade espiritual por meio de
planos de dieta,
A resposta do apóstolo não é negar o crescimento espiritual e o progresso por
completo, mas apoiá-lo na busca fiel e simples do que foi apresentado claramente a
todos no evangelho. A oração de Paulo em Colossenses 1:9-10tem muitos
paralelos com 1:3-6, indicando que o crescimento vem por meio da continuidade
diligente do que Deus revelou a toda a igreja, não de correr atrás da última moda.
Ele pede ao Senhor que ajude os colossenses a caminhar de maneira frutífera (v.
10), assim como o simples evangelho de Paulo e Epafras frutifica no mundo inteiro
(v. 6). Paulo também ora para aumentar o conhecimento da vontade do Senhor —
uma compreensão mais profunda da verdade que é acessível a todos na
mensagem do evangelho e que fortalece a fé daqueles que crêem nela (vv. 4, 9). O
fato de Paulo orar por tais coisas - coisas que as pessoas já tinham na pregação da
verdade - mostra que os crentes são trazidos ao reino e amadurecidos da mesma
maneira, ou seja, estudando e ouvindo a Palavra de Deus que foi revelada a todos.
Seu povo.
É muito fácil para nós pensar que uma vez que conhecemos os fundamentos do
evangelho, devemos ir além deles para o verdadeiro crescimento espiritual. No
entanto, não são revelações e métodos extrabíblicos que nos amadurecem, nem é
a busca de significados e códigos esotéricos nas Escrituras. Em vez disso, é a
tentativa contínua de sondar as profundezas da mensagem do evangelho e sua
aplicação a toda a vida, que é, de fato, a história da Bíblia.

Você também pode gostar