Você está na página 1de 47

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL


CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS
CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO
DISCIPLINA DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO III

RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO ENSINO FUNDAMENTAL DAS


PRÁTICAS DE ENSINO DE GEOGRAFIA E HISTÓRIA

Santa Maria, RS, Brasil,


2022

1
RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO ENSINO FUNDAMENTAL

Janaina Rodrigues Ramos Roese


Balneário Pinhal

Relatório entregue pela aluna Janaina Rodrigues Ramos Roese do


curso de Licenciatura em Educação do Campo, do Centro de
Ciências Rurais, na disciplina de Estágio Supervisionado III, da
Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, RS) realizados no
primeiro semestre de 2022.

Professoras: Drª. Janete Webler Cancelier, Drª. Carmen Rejane


Flores, Drª. Silvana Zancan

Santa Maria, RS, Brasil,


2022

2
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA

Instituição: Escola Municipal Cívico-Militar de Ensino Fundamental


Luiz de Oliveira.
Endereço: Rua São Jerônimo, 826 – Distrito de Magistério – RS.
Fone: (51) 3682 0314.
Endereço Eletrônico: Emef.luiz@balneariopinhal.rs.gov.br (será
alterado em breve).
Entidade Mantenedora: Secretaria de Educação e Cultura de
Balneário Pinhal.
Órgão: Prefeitura Municipal de Balneário Pinhal.
Níveis de Ensino: Fundamental I e II. EJA.
Turno em que funciona: Manhã e tarde.
Diretora: Cátia Adriana Harth.
Vice-Diretora: (Manhã): Patrícia Freitas Koszeniewski
(Manhã e tarde): Candice Mendes Von Muhlen.
Número de Professores: 35.
Número de alunos: 625.

3
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO............................................................................................................................. 5

2. DESENVOLVIMENTO................................................................................................................... 6

3. PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE GEOGRAFIA.....................................................................10

4. PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA........................................................................24

5. CONSIDERAÇÕES FINAIS............................................................................................................ 38

6. REFERÊNCIAS............................................................................................................................ 39

7. ANEXOS.................................................................................................................................... 40

4
1. INTRODUÇÃO

O presente relatório de estágio tem por finalidade descrever minhas


atividades pedagógicas desempenhadas como professora de história e
de geografia.

O estágio desenvolveu-se na Escola Municipal Cívico-Militar de Ensino


Fundamental Luiz de Oliveira, na modalidade EJA, em uma turma
equivalente ao sexto ano.

Apresento neste relatório o contexto da escola, seguido do plano de


ensino da disciplina de geografia e o plano de ensino da disciplina de
história.

Por fim, deixo minhas considerações finais, analisando minha


participação no referido estágio, expondo minhas percepções e
experiências vivenciadas.

5
2. DESENVOLVIMENTO

2.1 Contexto da escola

2.1.1 A escola está localizada em uma comunidade carente, de baixa


escolaridade que, entretanto, acredita que a escola é o lugar onde seu filho é
preparado para ter um futuro digno e próspero. Alguns pais acreditam ser da
escola a responsabilidade de dar material escolar aos seus filhos, assistência
médica, odontológica, atendimento psicológico entre outras atribuições,
inclusive a de educar. A grande maioria dos pais participa pouco das atividades
promovidas pela escola e até mesmo da vida escolar dos filhos. Outros
participam e se preocupam com seu desenvolvimento e acreditam que a escola
os prepara para um futuro melhor. A escola acredita que a educação deve ser
encarada, ao longo da vida, como uma construção contínua da pessoa
humana, dos seus saberes, das suas aptidões e de sua capacidade de
discernir e agir. Está trabalhando para diminuir a agressividade entre os alunos,
embora nota-se que este fator já vem diminuindo ao decorrer da caminhada.

6
2.2 Caracterização da Escola

2.2.1 Histórico
A Escola Municipal de Ensino Fundamental Luiz de Oliveira está localizada na
rua São Jerônimo, 826, no Distrito de Magistério, Balneário Pinhal, CEP 95599-
000, Fone (51) 3682.0314. Sendo criada pelo decreto nº 170 de 20/12/74. No
ano de 2021, conforme o decreto nº 99 de 24/05/2021 e decreto nº 128 de
08/12/2021, a escola recebeu a inserção da expressão Cívico-Militar no nome
passando a ser denominada Escola Municipal Cívico-Militar de Ensino
Fundamental Luiz de Oliveira. Recebeu este nome em homenagem ao senhor
Luiz de Oliveira, comerciante local, que juntamente com um grupo de
moradores reivindicaram um professor para dar aulas para as crianças desta
comunidade que não tinham como se deslocar até Pinhal. Disponibilizaram à
prefeitura de Tramandaí, na época munícipio sede, uma sala de aula e um
dormitório para que o professor pudesse ministrar aulas no local. A Escola
então iniciou com uma sala de aula e uma professora que passava a semana
lecionando em uma classe multisseriada de primeira à quarta série. Alguns
anos depois a escola foi construída, onde hoje encontra-se a nossa escola.
Atualmente, a escola trabalha em dois turnos: manhã e tarde, com alunos de
primeiro ao nono ano e Modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos). A
Escola Municipal Cívico-Militar de Ensino Fundamental Luiz de Oliveira conta
com aproximadamente 625 alunos divididos nos dois turnos. Sendo 16 turmas
de currículo e 09 turmas de área e 03 EJA. Trabalham na escola por volta de
35 docentes e 12 funcionários, além de 4 auxiliares de serviços gerais
terceirizados. A Equipe Diretiva é formada pela diretora, dois vices (um em
cada turno), duas supervisoras educacionais, uma orientadora educacional e
uma secretária de escola. Com a implementação do Modelo de Escola Cívico-
Militar a escola passa a contar com 04 monitores Cívico-Militares. A Escola
compartilha seu espaço com a Universidade Aberta do Brasil (UAB), que desde
o ano de 2007, ocupa algumas salas que pertenciam à escola e oferece cursos
de graduação e pós-graduação para estudantes locais ou não.

7
2.2.2 Concepção de gestão escolar
Educar para transformar a vida a serviço do bem, valorizando os alunos como
um ser integral, atuante, criador e capaz de questionar, criticar, e ter
participação ativa na busca da construção de um mundo melhor.

2.2.3 Organização curricular para os anos finais


Possibilitar para o educando estratégias para que ele seja capaz de identificar
e resolver situações problemas, aplicando os conhecimentos na busca de
resultados.

2.2.4 Definição dos Planos de Estudo e Metodologias


Com relação ao sistema pedagógico, entende-se que metodologias são os
caminhos e os meios que o professor utiliza, para viabilizar os processos de
construção e reconstrução dos conhecimentos. A metodologia pode ser
entendida como a expressão da relação que se estabelece entre uma teoria e
uma prática, ou seja, a concepção que se tem sobre o aluno, o seu modo de
pensar, as habilidades e competências a serem desenvolvidas e a conexão
destes com os procedimentos adotados para realizar a aproximação e
interação dos mesmos com o conhecimento. Entende-se que o conhecimento é
uma categoria epistemológica e que se estabelece como uma rede de
conceitos e conteúdo de forma progressiva e contínua. Nesse sentido, a
metodologia implica em procedimentos que considerem os conhecimentos
prévios dos alunos acerca de um tema de estudo, a assimilação de novas
habilidades, através de intervenções programadas a serem feitas pelo
professor e a consequente ampliação dos esquemas de compreensão da
realidade. A metodologia é a prevalência da sistematização e da organização,
ou seja, do emprego de uma inumerável série de estratégias e proposições que
vão da atividade do professor à atividade do aluno, numa relação de
reciprocidade e de interação com as habilidades até a conquista de
competências, de forma que se ampliem e aprofundem, para os sujeitos, os
esquemas de compreensão e a inserção destes em novos processos de
atuação. Uma perspectiva dessa ordem sobre metodologia levará a uma

8
transformação profunda de concepções docentes e, por certo, a uma ação
interdisciplinar que redimensionará os programas, os planejamentos e as
formas de avaliação. O conceito de Interdisciplinaridade faz parte de nossa
rotina, pois ele viabiliza a organização de nossos planejamentos educacionais.
A interdisciplinaridade tem por objetivo aproximar as aprendizagens, rompendo
com o ensino de conhecimentos fragmentados, encontrando assim pontos
relacionais entre si, valorizando a busca constante nas relações de se
estabelecem entre os diferentes componentes curriculares. Essencialmente e
conforme Vasconcellos (2010) nos apresenta, a interdisciplinaridade tem como
função aproximar as diferentes áreas do conhecimento, percebendo em uma
única ação o desenvolvimento de várias habilidades que surgem das relações
que vão se constituindo de forma fluída e exploratória, onde os conhecimentos
“conversam” de forma compartilhada. Assim, concebe-se no referencial
municipal a prática que valoriza a aproximação dos objetivos de cada etapa
escolar com a vida dos sujeitos em suas ações de aprendizagem, sendo eixo
preponderante para aprendizagens do entrono municipal. O professor
trabalhará habilidades definidas no Referencial Curricular Municipal,
classificados por área e por ano, onde deverá investir em ações
interdisciplinares. O currículo por atividades segue a seguinte base curricular:
Do primeiro ao terceiro ano será avaliado por Parecer Descritivo, nos três
trimestres letivos, e a expressão do resultado final será feita por menções: A
(aprovado) R (reprovado) e do quarto ao nono ano é atribuída nota, sendo que
os alunos especiais é parecer descritivo e convertido para nota para lançar no
sistema. Conforme regimento, o aluno que apresentar dificuldade de
aprendizagem será encaminhado à Equipe do CAEE para avaliação escolar.
Esgotadas todas as possibilidades escolares, e sendo necessário, o aluno será
encaminhado à Equipe multidisciplinar e às oficinas de aprendizagem em turno
inverso, bem como aos estudos de recuperação paralela no decorrer do ano
letivo. A mesma estratégia será adotada para os alunos com dificuldades de
aprendizagem mais complexas ou severas na aprendizagem.

2.2.5 Concepções, critérios e formas de avaliação

9
As avaliações são desenvolvidas ao longo do processo de ensino
aprendizagem, visando o aproveitamento e crescimento do aluno, bem como a
reflexão do professor sobre sua pratica educativa. O professor adotará critérios
para as avaliações sendo que lhe é facultado o direito de compor o trimestre
conforme seu planejamento, informando o serviço de Supervisão da escola.
Todas as atividades específicas de avaliação usadas pelo professor deverão
constar claramente no registro dos respectivos Diários de Classe, as
avaliações são realizadas através de parecer descritivo e notas entregue ao
final de cada trimestre ao responsável. Os estudantes com deficiência com
laudo serão avaliados através de parecer descritivo, visando e respeitando o
limite de cada estudante em seu desenvolvimento cognitivo. Será preenchido
na ficha de desempenho que contenham os objetivos, conteúdos, metodologia
e avaliações, pois cada estudante terá um” currículo adaptado”, respeitando as
deficiências e seu desenvolvimento. Com amparo Legal da LDB/9394/96, Cap.
V, art.59, Parecer 56/2006 do CEED 3.5.1 letra F e 3.5.6 parágrafo único 2º;
Resolução CONMED 01/2012 art.17. Fica aos cuidados dos professores
registrarem todo o desenvolvimento do estudante para que no próximo ano o
professor que estiver com ele possa dar continuidade aos conteúdos baseados
nas informações registradas no ano anterior. A avalição é trimestral sendo que
do quarto ao nono ano é nota e do primeiro ao terceiro ano parecer descritivo.

3. PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE GEOGRAFIA

10
11
12
13
3.1. CRONOGRAMA PARA PRÁTICA DE ESTÁGIO EM GEOGRAFIA

LOCAL: ESCOLA MUNICIPAL CÍVICO-MILITAR DE ENSINO


FUNDAMENTAL LUIZ DE OLIVEIRA
DIRETORA: CÁTIA ADRIANA HARTH
ACADÊMICA (O): JANAINA RODRIGUES RAMOS ROESE
PROFESSOR: AIRTON
TURMA: T4
CARGA HORÁRIA: 20H AULA

DIA HORA AULA ASSUNTO

20/05/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas O que é região?

27/05/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Regiões Brasileiras.

03/06/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Relevo.

04/06/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Sábado Letivo – Festa Junina.

10/06/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Clima.

17/06/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Clima (continuação).

24/06/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Hidrografia.

01/07/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Vegetação.

08/07/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Vegetação.

15/07/22 sexta-feira 13: às 15:00 horas Vegetação (continuação) e tira-dúvidas


sobre os conteúdos apresentados.

14
3. 2. Observações e práticas de ensino na disciplina de Geografia

Para a realização do estágio supervisionado III, a primeira etapa foi


realizada a partir da conversa com a supervisora da Secretaria Municipal de
Educação e Cultura de Balneário de Pinhal, Vanessa Quintanilha, pois para a
realização de estágio, sendo ele renumerado ou não, se faz necessário a
autorização da mesma. O segundo passo foi apresentar a autorização na
Escola Municipal Cívico-Militar de Ensino Fundamental Luiz de Oliveira para a
realização do estágio e do preenchimento da documentação que regulariza o
estágio.
O estágio foi realizado na Escola Municipal Cívico-Militar de Ensino
Fundamental Luiz de Oliveira, em uma turma da modalidade EJA,
correspondente a uma turma de sexto ano, (turma T4). A turma em questão é
composta por dez alunos. O estágio curricular compreendeu um total de vinte
aulas ministradas.
Para a elaboração e planejamento das atividades propostas, conversei
com o professor Airton Bittencourt, que é o professor de geografia da turma em
questão e solicitei auxílio e sugestões, e assim, juntos, confeccionamos as
atividades do presente estágio.
Em algumas aulas foram utilizados recursos tecnológicos como
notebook e caixa de som. O notebook foi utilizado para vídeos explicativos
sobre determinados conteúdos e a caixa de som serviu como auxiliar, pois o
som do notebook era insatisfatório.
As aulas foram expositivas e dialogadas. Mapas variados foram
utilizados durante todas as aulas, bem como bússolas e outros acessórios.
A avaliação em todas as turmas da modalidade EJA se dá diariamente,
observando a participação dos estudantes nas tarefas propostas.
O ensino da geografia é de suma importância, visto que ela proporciona
ao estudante conhecer as transformações que ocorrem entre os elementos da
natureza, dá noção de espaço e tempo, além de contribuir para que o
estudante se torne um cidadão mais consciente do espaço em que vive.

15
3.3 PLANOS DE AULA DE GEOGRAFIA

16
17
04 de junho – sábado letivo – festa junina
Para este dia não houve planejamento. Assim como o professor de história, o
professor de geografia solicitou minha presença para auxiliá-lo. Fiquei

18
responsável pela cama elástica e de levar os alunos até as barracas de
lanches.

19
20
21
22
23
08 de julho de 2022
Ficou combinado que neste dia a turma traria dúvidas sobre os conteúdos
trabalhados durante o meu estágio. As dúvidas foram tiradas de forma
dialogadas enquanto alguns alunos faziam anotações em seus cadernos.

24
4. PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA

25
26
27
4.1. CRONOGRAMA PARA PRÁTICA DE ESTÁGIO EM HISTÓRIA

LOCAL: ESCOLA MUNICIPAL CÍVICO-MILITAR DE ENSINO


FUNDAMENTAL LUIZ DE OLIVEIRA
DIRETORA: CÁTIA ADRIANA HARTH
ACADÊMICA (O): JANAINA RODRIGUES RAMOS ROESE
PROFESSOR: ESTALIN
TURMA: T4
CARGA HORÁRIA: 20H AULA

DIA HORA AULA ASSUNTO

20/05/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento..

27/05/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento (continuação).

03/06/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento (continuação).

04/06/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Sábado Letivo – Festa Junina.

10/06/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento Científico.

17/06/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento Científico (continuação)

24/06/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento Literário.

01/07/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento Literário (continuação).

08/07/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento Literário (continuação).

15/07/22 sexta-feira 15:00 ás 17:00 horas Renascimento Literário (continuação).

28
4.2. Observações e docências realizadas em História
Para a realização do estágio supervisionado III, a primeira etapa foi realizada a
partir da conversa com a supervisora da Secretaria Municipal de Educação e
Cultura de Balneário de Pinhal, Vanessa Quintanilha, pois para a realização de
estágio, sendo ele renumerado ou não, se faz necessário a autorização da
mesma. O segundo passo foi apresentar a autorização na Escola Municipal
Cívico-Militar de Ensino Fundamental Luiz de Oliveira para a realização do
estágio e do preenchimento da documentação que regulariza o estágio.
O estágio foi realizado na Escola Municipal Cívico-Militar de Ensino
Fundamental Luiz de Oliveira, em uma turma da modalidade EJA,
correspondente a uma turma de sexto ano, (turma T4). A turma em questão é
composta por dez alunos. O estágio curricular compreendeu um total de vinte
aulas ministradas.
Para a elaboração e planejamento das atividades propostas, conversei
com o professor Estalin Gonçalves, que é o professor de história da turma em
questão e solicitei auxílio e sugestões, e assim, juntos, confeccionamos as
atividades do presente estágio.
Em algumas aulas foram utilizados recursos tecnológicos como
notebook e caixa de som. O notebook foi utilizado para vídeos explicativos
sobre determinados conteúdos e a caixa de som serviu como auxiliar, pois o
som do notebook era insatisfatório.
As aulas foram expositivas e dialogadas. Mapas variados foram
utilizados durante todas as aulas.
A avaliação em todas as turmas da modalidade EJA se dá diariamente,
observando a participação dos estudantes nas tarefas propostas.
O ensino da história é de suma importância, visto que ela estuda a vida do
homem através do tempo, levando o educando a entender melhor como
nossos antepassados viviam, as coisas que faziam e como pensavam.

29
4.3. PLANOS DE AULA DE HISTÓRIA

30
31
04/07 sábados letivo – festa junina
Neste dia, não houve um planejamento. O professor, na aula anterior, me
solicitou que eu comparecesse na festa junina e auxiliasse no que fosse
necessário, e assim eu fiz. Fiquei responsável pela cama elástica e depois
responsável por levar os alunos nas barracas de lanches.

32
33
34
35
36
37
38
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS
Ao término do presente estágio, considero que ganhei mais um
presente em minha vida, pois amo lecionar e atualmente leciono
para crianças e, ter a oportunidade de conviver com adolescentes
extremamente gratificante e compensador.
Acredito fortemente que o professor tem em suas mãos o poder de
mudar a vida dos estudantes através dos estudos e isso, por si só,
já é razão de muita alegria e satisfação. Momentos mágicos vividos
ao lado deles se justifica a escolha pela docência.
Como dizia Paulo Freire, precisamos despertar no educando a
consciência de que ele está pronto, aguçando nele o desejo de se
complementar, capacitá-lo ao exercício de uma consciência crítica
de si mesmo, do outro e do mundo.
Com esse mesmo desejo e pensamento realizei meu estágio e sigo
na minha jornada como docente.

39
6. REFERÊNCIAS
geo4-05und01-contextualizacao-mapa-brasil-regioes.pdf (nova-escola-
producao.s3.amazonaws.com)
Mapa_Mudo_Grandes_Regioes.ai (nova-escola-producao.s3.amazonaws.com)
ge04-05und09-mapas-e-atividades-regioes-brasileiras-acao-propositiva.pdf
(nova-escola-producao.s3.amazonaws.com)
ge04-05und09-mapa-brasil-grandes-regioes.pdf (nova-escola-
producao.s3.amazonaws.com)
ge04-05und09-mapa-brasil-unidades-federativas.pdf (nova-escola-
producao.s3.amazonaws.com)
Professora Juce: PLANO DE AULA 5º ANO RELEVOS DO BRASIL
Plano de Aula: Data: 27 de abril a 11 de maio. Duração da aula: Seis aulas de
50 min. II. Dados de Identificação: - PDF Free Download (docplayer.com.br)
Plano de Aula: Data: 27 de abril a 11 de maio. Duração da aula: Seis aulas de
50 min. II. Dados de Identificação: - PDF Free Download (docplayer.com.br)
3º bimestre Sequência didática 1 (1library.org)
geo6-05und01-acao-propositiva-principais-vegetacoes-mundiais.pdf (nova-
escola-producao.s3.amazonaws.com)
Renascimento - Toda Matéria - YouTube
his7-04und-01-atividade-i-sobre-o-conceito-de-renascimento.pdf (nova-escola-
producao.s3.amazonaws.com)
Plano de aula - 7º ano - O conceito de Renascimento (novaescola.org.br)
his7-04und-01-fonte-visual-2-as-madonas.pdf (nova-escola-
producao.s3.amazonaws.com)
Dramatização como instrumento de ensino - Educador Brasil Escola
(uol.com.br)
Renascimento Científico - resumo, características e história (suapesquisa.com)
Renascimento Científico - Toda Matéria (todamateria.com.br)
O que foi o Renascimento Literário? (treinamento24.com)
Os 16 Principais Artistas do Renascimento - Cola da Web
Dramatização como instrumento de ensino - Educador Brasil Escola
(uol.com.br)

40
7. ANEXOS

 Termo de Compromisso.

 Plano de atividades
 Ficha de Avaliação das Atividades do Estagiário (Disponível no Moodle)

 Declaração de estágio com o número de horas de estágio realizado com


a assinatura do supervisor responsável pelo espaço do estágio.

41
42
43
44
45
46
47

Você também pode gostar