Você está na página 1de 5

Sinapses e

Neurotransmissores
Introdução

É uma região anatômica localizada


entre a membrana de uma célula
pré-sináptica e a membrana da
célula pós-sináptica.
O que é
Sinapse?

Esse local faz a conexão entre as


células vizinhas. Permitindo a Tipos de Sinapses
continuidade dos impulsos nervosos
Sinapse Elétrica

 Assim, essa comunicação entre as células  Processo que ocorre entre neurônios ou
faz com que as células pré-sináptica tenha entre neurônios e células glias;
uma influência na atividade da célula pós-
sináptica;
A comunicação entre as células são
unidas por meio de junções
comunicantes, de forma que permite
a passagem direta dos íons por
O que é? esse canal.

Desse modo, a sinapse eletrica não


necessita de mediadores químicos

Circuito Convergente: arranjo no


qual vários neurônios converge para Rápida comunicação
um único neurônio
Tipos de
Circuito Vantagens
Circuito Divergente: os neurônios Menos gasto de energia
estão arranjado de modo que uma
célula pode redistribuir a informação
para vários nêuronios Fluxo Bidirecional
Sinapse Química

 Processo que ocorre entre neurônios ou


entre neurônios com músculo esquelético,
célula do músculo liso e gândulas.

Forma de comunicação que ocorre


por meio de mediadores químicos
denominados neurotransmissores;

O que é?
Como ocorre a Sinapse Química
Esse neurotransmissor provoca na
 Na região do terminal do axônio há a
célula um sinal elétrico que pode ou presença de canais para calcio
não iniciar um potencial de ação controlados por voltem dependentes, que
se abrem quando ocorre a despolarização
da membrana desse terminal;
 A sinalização por meio de uma sinapse
química é unidirecional, ou seja, o neurônio
 Quando chega um potencial de ação,
pré-sináptico se comunica com o neurônio
ocorre a abertura desse canal, fazendo
pós-sináptico.
com que o cálcio se movimenta em favor
Anatomia Funcional de Sinapses do seu gradiente eletroquimico; Assim, há
Químicas um aumento da concentração dessa
substância no interior do terminal;
I. Neurônio Pré-sináptico: é o primeiro
neurônio que transmite sinais para o  A presença do cálcio provoca uma fusão
segundo neurônio. das membranas das vesículas sinápticas
com a membrana plasmática do terminal
II. Neurônio Pós-sináptico: segundo do axônio, provocando a liberação dos
neurônio que recebe sinais do primeiro neurotransmissores para a fenda
neurônio. sináptica, por meio da exocitose.

III. Fenda Sináptica: espaço localizado Local em que as moléculas


entre os neurônios pré-sináptico e pós- neurotransmissoras ficam
armazenadas.
sináptico onde ocorre a liberação do Vesículas
neurotransmissor.
Sinápticas
 Na fenda sináptica, os neurotransmissores  Podem ser transportadas ativamente de
movimentam-se em direção do neurônio volta para o neurônio pré-sináptico
pós-sináptico, onde se ligam a receptores, (receptação).
provocando uma resposta.

Esses neurotransmissores são degradados


e os produtos da decomposição são usados
para formar novos neurotransmissores

 Outros neurotransmissores se difundem


para fora da fenda.

Mecanismo de Transdução de Sinais

É a conversão de um tipo de sinal


ou estímulo em outro.

O que é?
Inativação dos Neurotransmissores
I. Resposta Rápida
A ligação de uma molécula do
 Ocorre quando um neurotransmissor se
neurotransmissor a um receptor é um processo
liga a um receptor ligado a canal,
reversível
também conhecido como receptor
ionotrópico;
 Assim, a presença indefinida na fenda
sináptica, permitira que os  Essa ligação provoca a abertura do canal
neurotransmissores ficassem ligados a iônico, permitindo que íons permeiem a
receptores, induzindo uma resposta membrana plasmática e mude as
continua no neurônio pós-sináptico; propriedades elétricas do neurônio pós-
sináptico;
 No entanto, isso não ocorre, pois existem
mecanismos que inativa o
neurotransmissor ao receptor.

MP do neurônio pós-sináptico

MP do neurônio pré-sináptico

Degradação MP de células Gliais adjacente

por Enzimas Liquido intersticial da fenda

Citoplasma do neurônio pré-


sináptico ou células gliais
II. Resposta Lenta Sinapses Excitatórias

 São mediadas por receptores ligados à


Aproxima o potencial de membrana
proteína G denominados de receptores do neurônio pós-sináptico do limiar
metabotrópicos; para gerar o potencial de ação.
O que é?
Podem provocar a abertura
Proteína G ou o fechamento de canais
Despolarizam o neurônio pós-sináptico
iônicos.

(A) A proteína G serve como acoplador direto


entre o receptor e o canal iônico; (A) Sinapses excitatórias rápidas são
causadas pela ligação de
neurotransmissores a seus receptores,
promovendo a abertura de canais que
permite a entrada de Na+ e a saída de K+.
No entanto, o movimento do sódio é maior do
que o do potássio, de maneira que o efeito
resultante é a despolarização.

(B) A proteína G pode provocar a ativação ou


inibição de um sistema de segundo
mensageiro de tal forma que o segundo
mensageiro afeta o estado do canal iônico;

(B) A sinapse excitatória lenta pode ser


causado por diversos mecanismos, como o
fechamento de canis para potássio por
AMPc.

Despolarização: excitação, pois traz


o potencial de membrana próximo do
limiar para gerar o potencial de ação.

Consequência
Hiperpolarização: inibição, pois
distancia o potencial de membrana do
limiar.
Sinapses Inibitórias

Afasta o potencial de membrana do


neurônio pós-sináptico do limiar
para o disparo do potencial de ação.
O que é?

Ocorre a Hiperpolarização do neurônio


ou estabiliza o potencial de membrana II. Inibição Pré-sináptica
em seu valor e repouso
 É o processo em que ocorre uma menor
liberação dos neurotransmissores;

Modulação Pré-sináptica

 Processo que ocorre em sinapses


axoaxônixas;

São sinapses que ocorre entre o


terminal do axônio de um neurônio e
o terminal do axônio de outro
neurônio.

 Nesse tipo de sinapses, o


neurotransmissor do neurônio pré- Classes de Neurotransmissores
sináptico não gera sinais elétricos no
neurônio pós-sináptico; Acetilcolina

1. O neurotransmissor se liga a Aminas Biogênicas


receptores na membrana do
terminal do axônio do neurônio pós-
Aminoácidos
sináptico.
2. Essa ligação induz mudança na Purinas
Como Ocorre? quantidade de cálcio que entra no
terminal do axônio em resposta a Neuropeptídios
um potencial de ação.
3. Isso altera a quantidade de Gás Óxido Nítrico
neurotransmissor liberada pelo
neurônio pós-sináptico.

I. Facilitação Pré-sináptica

 É a intensificação da liberação dos


neurotransmissores;

Você também pode gostar