Você está na página 1de 3

Código de Vida Rosacruz

I-

Pela manhã, antes de levantar, agradece ao Deus do teu coração, o novo dia que te é dado
viver no plano terreno e pede-lhe que o inspire ao longo desse dia. Depois, de pé e voltado
para o Leste, fazer três respirações profundas, concentrando-te na vitalidade, que é
despertada em ti mesmo. Feito isto, beber um copo d`água e dar início às tuas tarefas.

II-

Apesar das vicissitudes e das provações que a vida comporta, considera-a sempre como o
mais precioso bem que o Cósmico outorgou ao ser humano, pois ela é o suporte de tua
evolução espiritual e a fonte da felicidade a que aspira. Neste particular, considera teu
corpo como o templo de tua Alma e cuida dele o melhor que puderes.

III-

Reserva, se possível, em tua casa um lugar para prece, meditação e estudo dos
ensinamentos de nossa Ordem. Faze dele o teu oratório particular, o teu Sanctum, e
conserva-o livre de toda preocupação e de toda atividade profana.

IV-

Antes de cada refeição, dá graças a Deus pela chance que tens de te alimentares, e pensa
em todos aqueles que não têm o privilégio de saciar sua fome. Se estiveres sozinho ou na
companhia de outros membros da Ordem, coloca as mãos sobre o alimento, com as palmas
voltadas para baixo, e fazendo mentalmente, ou em voz alta, a invocação simbólica: "Que
este alimento seja purificado e magnetizado pelas vibrações que emanam de minhas mãos,
a fim de que ele supra as necessidades do meu corpo e da minha alma. Que todos aqueles
que têm fome estejam associados a esta refeição e participem espiritualmente de seus
benefícios. Assim Seja!"

V-

Sabendo que o objetivo de todo ser humano é de se aperfeiçoar e de se tornar melhor, faze
constantes esforços para despertar e expressar as virtudes da Alma que o anima. Ao faze-lo
estarás contribuindo para tua evolução e servindo à causa da humanidade.

VI-

Durante o dia, isola-te por alguns instantes, de preferência no Sanctum, e irradia


pensamentos de amor, harmonia e saúde para toda a humanidade, em particular para
todos aqueles que estejam sofrendo, física ou moralmente. Pede também a Deus que os
ajude em todos os aspectos e os preserve o quanto possível das tribulações da vida.

VII-

Comporta-te de tal maneira que todos aqueles que compartilham de tua vida ou vivem em
teu contato, sintam em teu exemplo o desejo de se assemelharem contigo. Guiado pela voz
de tua consciência, que tua ética seja a mais pura possível e que tua preocupação primeira
seja sempre de pensar bem , falar bem e agir bem.
VIII-

Sê tolerante, defendendo o direito à diferença. Nunca uses a faculdade do julgamento para


censurar ou condenar a outrem, pois tu não podes ler os corações e as almas. Considera os
outros com benevolência e indulgência, atento para o que haja de melhor neles.

IX-

Mostra-te generoso para com aqueles que estejam passando necessidades ou que sejam
menos favorecidos do que tu. Todo dia procura realizar pelo menos uma boa ação para
outrem. Seja qual for o bem que faças a alguém, não te vanglories disso, mas agradece a
Deus o ter permitido contribuir para o seu bem-estar.

X-

Sê moderado em teu comportamento e evite os extremos em tudo. Demonstra temperança,


seguindo o reto caminho do meio em toda circunstância.

XI-

Se ocupas um cargo de poder, não te glorifiques disso, nem te deixes arrebatar pela
influência que esse cargo te permita exercer. Nunca o empregues para forçar alguém a
fazer coisas que reprovas ou que sejam injustas, ilegais ou imorais. Assume-o com
humildade, colocando-o a serviço do bem comum.

XII-

Escuta os outros e fala com o devido conhecimento de causa. Se tiveres de fazer uma
crítica, faze com que ela seja construtiva. Se te pedirem opinião sobre um assunto que
desconheças, admite humildemente tua ignorância. Nunca te permitas recorrer à mentira,
à maledicência ou à calúnia. Se ouvires declarações maldosas a respeito de outra pessoa,
não as reforce com a tua condescendência.

XIII-

Respeita as leis do teu país e te esforces para ser um bom cidadão. Lembra-te sempre de
que é na evolução das consciências que se encontra a chave do progresso humano.

XIV-

Sê humanista e considera a humanidade inteira como tua família. Além de tua raça, de tua
cultura e de tuas crenças, todos os seres humanos são teus irmãos e irmãs. Merecem, por
conseguinte, o mesmo respeito e consideração.

XV-

Considera a natureza como o mais belo santuário e a expressão da Perfeição Divina na


Terra. Respeita a vida em todas as suas formas, vendo os animais como seres, não apenas
seres vivos, mas igualmente conscientes e sensíveis.

XVI-
Sê sempre um livre pensador. Reflete por ti mesmo, nunca pensando conforme a opinião
dos outros. Além disso, dá a todo mundo a liberdade de pensamento; não impões as tuas
idéias a outrem e considera sempre que elas são susceptíveis de evoluir.

XVII-

Respeita as crenças religiosas ou filosóficas, desde que não atentem contra a dignidade
humana. Não apóies nem abones o fanatismo ou o integrismo, em qualquer que seja a
forma. Na maneira de viver tua fé, cuida para não seres dogmático ou sectário.

XVIII-

Sê fiel às tuas promessas e aos teus compromissos. Quando deres tuia palavra, atribui-lhe
um caráter sagrado e compromete tua honra através dela. Se tiveres de prestar juramento,
faze-o pensando na Rosacruz, símbolo do seu ideal ético, e lembra-te de que toda mentira
de tua parte traz conseqüências cármicas. Com efeito, se é possível enganar os teus
semelhantes, ninguém pode se subtrair à Justiça Divina.

XIX-

Se teus meios o permitirem e o desejares, traze teu apoio material à Ordem, a fim de ajuda-
la em suas atividades e contribuir para sua perenidade.

XX-

Como o objetivo da Ordem é contribuir para a elevação das consciências e transmitir seu
ensinamento secular, sabe estar disponível para apresentar seus ideais e sua filosofia
àqueles que estejam em busca de conhecimento, sem jamais tentar convence-los.

XXI-

Nunca deixes alguém supor que os membros da Ordem são sábios e detentores da verdade.
A quem te perguntar, apresenta-te antes como um estudioso ou um buscador da
Sabedoria. Nunca pretendas ser um Rosacruz, e sim um neófito em via de
aperfeiçoamento.

XXII-

À noite, antes de adormecer, faze um balanço do dia que estarás terminando, vendo o que
foi construtivo ou não. Em tua alma e consciência, julga o que pensaste, disseste e fizeste
ao longo desse dia. Tira disso lições úteis para tua evolução espiritual, tomando boas
resoluções. Feito isto, irradia pensamentos positivos para toda a humanidade e depois
confia tua Alma a Deus.