Você está na página 1de 16

Universidade Rovuma

OGE
AULA I

MA. GILBERTO DANIEL RAFAEL

UniR, 2022
▪ A escola, para além de ter como missão
cumprir uma função social de extrema
importância, ao ter entre mãos, a tarefa
de ensinar/aprender, teve, ao longo dos
I. ESCOLA séculos, de integrar, resistir, transformar-
COMO
se, reformar-se, reorganizar-se, e,
ORGANIZAÇÃO
principalmente, continuar e perpetuar-se
como uma organização vital para a
sociedade contemporânea.
▪ Na verdade, de objeto social, a escola
passou a ser olhada como objeto
científico. Logo,
▪ «compreender a escola como organização
educativa especializada exige a consideração da
I. ESCOLA
sua historicidade enquanto unidade social
COMO
ORGANIZAÇÃO artificialmente construída e das suas
especificidades em termos de políticas e
objectivos educacionais, de tecnologias
pedagógicas e de processos didácticos, de
estruturas de controlo e de coordenação do
trabalho discente, etc» (Lima, 2011:15).
▪ A sociedade atual é uma sociedade
organizacional. Nascemos no seio
de organizações, vivemos em
organizações, os bens de que
I. ESCOLA
COMO usufruímos são-nos proporcionados
ORGANIZAÇÃO por organizações (Etzioni, 1967).
Com efeito, as organizações «jogam
um papel liderante no nosso mundo
moderno» (Scott, 1981: 1).
▪ Para que as palavras não sejam fonte
de desentendimento, façamos, agora
uma pequena pausa para
esclarecermos o conceito de
organização.
▪ O vocábulo organização tem origem
Organização no grego “organon”, que significa
instrumento, utensílio. Na literatura, o
conceito de organização pode referir-
se a unidades e entidades sociais,
conjuntos práticos, conjuntos práticos
ou referir-se a certas condutas e
processos sociais.
ORGANIZAÇÃO E SEUS ELEMENTOS
Conceitos
Organização – são unidades sociais
(agrupamentos humanos), intencionalmente
construídos e reconstruídos a fim de atingir
objectivos específicos: o comportamento dos
I. ESCOLA COMO
ORGANIZAÇÃO: seus membros. Robbins(2004:3 )
Conceito e elementos
da organização
Organização, segundo Maximiano(1992), é a
combinação dos esforços individuais que tem
por finalidade realizar propósitos colectivos. É
um meio pelo qual se torna possível
perseguir e alcançar objectivos que seriam
inatingíveis por uma só pessoa.
▪ Indivíduos
Elementos do
conceito de ▪ Grupos
organização
▪ Estruturas
(Ferreira et al,
2001:261) ▪ Tarefas
1. A escola como organização:
a) Composição – conjunto de pessoas –
alunos, professores, funcionários,
pais/encarregados de educação, etc.

I. ESCOLA COMO b) Finalidade – objectivo a atingir –


ORGANIZAÇÃO educar e desenvolver o aluno em todas
suas vertentes

c) Diferenciação de funções – estrutura


interna dos membros, seus papeis e tarefas
▪ A escola como organização apresenta as
seguintes características:

d) Coordenação racional e intencional –


sistemas de relações que se mantêm entre os
membros
I. ESCOLA COMO
ORGANIZAÇÃO:
e) Continuidade através do tempo –
Caracteristicas
perpetuação ao longo do tempo

f) Fronteira – a cultura define quem pertence


e quem não pertence a organização através
de padrões de convivência.
▪ 1ª etapa: Escola instituição familiar – na era
primitiva, a educação era desenvolvida nas
familias entre pais e filhos, ou seja, das gerações
adultas sobre as gerações novas através do
processo de socialização, transmissão de
Origem e evolução experiências e imitação de ofícios, e outros
da escola: instituição
familiar, religiosa e conhecimentos.
estatal
▪ 2ª etapa: escola como Instituição religiosa-
surge no ocidente a partir do sec VI a XVIII, com
duas razões fundamentais:

▪ - Transmissão da linguagem escrita;


▪ - formação de classes dominantes.
▪ 3ª etapa: Escola como instituição estatal - 4
razões fundamentam o aparecimento da escola
estatal no sec. XVIII:
▪ - Reformas protentantes;
▪ - Iluminismo Humano;
Origem e
evolução da ▪ _ Revolução francesa
escola: instituição ▪ - Revolução industrial.
familiar, religiosa ▪ Hoje o Estado dá oportunidades a entes
e estatal
privados a contribuir na educação do país. A
educação é regida por princípios: é um direito e
dever da cada cidadão, é laica e universal.
▪ Matéria prima – aluno

▪ Processamento – PE/A

▪ Produto – sucesso escolar e educativo do aluno

▪ Cliente – sociedade
PARTICULARIDA
DES DA ▪ Retroação – avaliação da qualidade. No entanto,
ORGAIZAÇÃO
ESCOL AR Brito )1994), afirma que a escola é uma
organização complexa e difícil de gerir dado que
o seu produto a obter é difícil de qualificar e
quantificar, pesar e medir para a determinar a sua
qualidade.
a) Produzir educação para a cidadania – isto é,
desenvolvimento integral e harmonioso da personalidade;
inculcar no aluno padrões aceitáveis de comportamento,
espirito de unidade, respeito, amor ao próximo e a pátria;
desenvolver a capacidade artística e o amor ao belo.
b) Educar para o desenvolvimento sócio – económico – isto
OBJECTIVOS DA é, erradicar o analfabetismo, respeito e preservação do
ORGANIZAÇÃO ambiente e do ecossistema, formação básica nas áreas de
ESCOLAR comunicação, ciências, ambiente, cultura e práticas para à
vida.
c) Educar para as práticas ocupacionais- isto é, desenvolver
e praticar desportos, exercicios fisicos, hábitos de higiene
pessoal e colectiva, nutrição e cuidaddos sanitários
a)Serve a sociedade
IMPORTÂNCIA DA b)Preserva conhecimentos
ORGANIZAÇÃO
ESCOLAR
c)Proporciona carreira
o Liderança forte do director em relação aos
professores, funcionários, alunos, vice-versa.
o Clima de expectativa positiva dos professores
relactivamente aos alunos e vice-versa.
ORGANIZAÇÃO
ESCOLAR EFICAZ: o Atmosfera ordenada e tranquila – sem
A escola eficaz ambiente rígido ou ao opressivo.
caracteriza-se pela:
o Enfoque nos aspectos instrucionais – maior
ênfase as disciplinas curriculares

o Orientação e avaliação regular tanto dos


alunos e dos professores
“A tarefa não é tanto ver aquilo qe ninguém viu, mas

MUITO pensar o que ninguém ainda pensou sobre aquilo que


todo mundo vê.”
OBRIGADA. - Arthur Schopenhauer

Você também pode gostar