Você está na página 1de 3

09/11/2022 18:32 SEI/CLDF - 0953847 - Ofício

 
CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL ​
​GABINETE DO DEPUTADO FÁBIO FÉLIX - GAB. 24

 
OFÍCIO Nº 139/2022-GAB DEP. FÁBIO FÉLIX
Brasília, 09 de novembro de 2022.
Senhor Secretário, 
Senhor Delegado Geral da Polícia Civil
Senhor Diretor do Departamento de Trânsito, 

 
desde o dia 30 de dezembro de 2022, tem-se observado a ocorrência de manifestações com
a finalidade de deslegitimar a eleição geral federal de 2022, especialmente, o segundo turno das
eleições presidenciais, que teve como vitorioso Luís Inácio Lula da Silva. Além de terem bloqueado
rodovias federais por determinado período, os atos têm se concentrado em frente a quartéis das
Forças Armadas, com o pleito de que os militares impeçam, ilegalmente e à força, a posse do
presidente eleito. 
 
É certo que é livre a manifestação do pensamento e do  protesto, sendo
permitido  expressar  insatisfação quanto ao resultado do processo eleitoral. Não é admissível,
contudo, propor não dar cumprimento à vontade expressa nas urnas. Como bem pontuou o
min. Alexandre de Moraes, ao determinar a desobstrução das rodovias federais e exigir a atuação
rigorosa de pleno de direito das forças policiais: 
 
“No caso vertente, entendo demonstrado o abuso no exercício do direito de reunião direcionado, ilícita
e criminosamente, para propagar o descumprimento e desrespeito ao resultado do pleito eleitoral para
Presidente e vice-Presidente da República, cujo resultado foi proclamado pelo Tribunal Superior
Eleitoral na data de ontem e que vem acarretando gravíssima obstrução do tráfego em rodovias e vias
públicas, impedindo, a livre circulação no território nacional e causando a descontinuidade no
abastecimento de combustíveis e no fornecimento de insumos para a prestação de serviços públicos
essenciais, como transporte urbano, tratamento de água para consumo humano, segurança pública,
fornecimento de energia elétrica, medicamentos, alimentos e tudo quanto dependa de uma cadeia de
fabricação e distribuição dependente do transporte em rodovias federais – o que, na nossa realidade
econômica e social, tem efeitos dramáticos.” (ADPF 519/2022)
 
Como se vê, o direito de manifestação e de protesto não pode abranger a postulação aberta
e expressa por um golpe militar ou qualquer outra demanda que signifique desrespeito à soberania
popular expressa nas urnas. 
 
Nesta capital federal, é de conhecimento público que aqueles que aderem ao pleitos
golpistas dirigidos às Forças Armadas montaram acampamento em frente ao Quartel General do
Exército em Brasília, na Praça dos Cristais. O acampamento conta com fornecimento de energia
elétrica, tendas e caminhões padronizados, e até mesmo um letreiro digital, que apresentava as
palavras de ordem “SOS FORÇAS ARMADAS’ (conforme reportagem "Quem são os bolsonaristas que
prometem 'morar'  em frente ao QG do Exército", do portal Metrópoles, e como demonstra o vídeo
anexado). A padronização das tendas e dos caminhões e toda a estrutura visível permite inferir que a

https://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=1123177&infra_siste… 1/3
09/11/2022 18:32 SEI/CLDF - 0953847 - Ofício

mobilização está sendo financiada por empresários, o que pode revelar a prática de abuso de poder
econômico durante o processo eleitoral, além de, possivelmente, assédio e discriminação ideológicos
no ambiente de trabalho.
 
A grande mobilização de recursos e a utilização de empregados por empresários como se
fossem manifestantes foi plenamente identificada e reportada às autoridades federais,
especialmente, à Justiça Eleitoral. Chefes de Ministério Público fizeram declarações com o seguinte
teor: 
 
"Os chefes dos Ministérios Públicos estaduais se reuniram com Moraes na sede da Corte nesta terça-
feira, 8, para informar os avanços das investigações e obter dados adicionais da Justiça Eleitoral que
podem ajudar a identificar mais pessoas envolvidas na  organização e no financiamento das
manifestações de caráter golpista, que pedem por  intervenção militar para impedir a posse do
presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
'Na nossa visão, é uma grande organização criminosa com funções pré-definidas e financiadores. Isso
é de conhecimento público. Há várias mensagens com números de Pix e tudo mais para que as
pessoas possam abastecer financeiramente (os ato). A partir disso, nós precisamos estabelecer quem
desempenhou cada função', disse procurador-geral Mario Luiz Sarrubbo, que comanda o MP de São
Paulo. 'A nossa preocupação maior agora é com o fluxo financeiro que está proporcionando bloqueios
de estradas, avenidas e agora faz com que pessoas possam permanecer em determinados locais das
nossas cidade'”, afirmou. Além de Sarrubo, também participaram do encontro com Moraes os
procurador-gerais Fernando da Silva Comin (SC) e Luciana Andrade (ES). Os chefes dos MPs estaduais
relataram ao TSE que os organizadores e financiadores dos atos antidemocráticos adotaram uma
estratégia de comunicação interestadual para garantir os bloqueios de estradas e rodovias em
diferentes regiões do País, assim como a concentração de grandes grupos bolsonaristas em frente aos
quartéis." (Íntegra da reportagem em anexo, disponível também, para assinantes, em página do
portal do Estadão). 
 
A convicção de que há financiadores aportando grande volume de recursos se soma com a
notícia de que mais de uma centena de caminhões chegou à capital federal, para se somar à
concentração em frente à Praça dos Cristais.  Vídeos coletados na internet dão conta de que esses
caminhões permaneceram durante a tarde estacionados em locais indevidos durante a tarde, ao
longo do Eixo Monumental, pelo que se pôde apurar (vídeo 2, anexado). Em declaração à imprensa,
o Secretário de Segurança Pública afirmou que os veículos serão direcionados para área específica no
Setor de Limpeza Urbana.
 
Tendo em vista a especial relevância das forças de segurança pública do Distrito Federal na
manutenção da ordem, da fluidez das vias de tráfego urbano e na apuração e responsabilização pela
prática de infrações penais solicitam-se informações a respeito das diligências tomadas por essa
Secretaria e por cada um dos órgãos da segurança pública a respeito dos fatos narrados, em
especial: 
 

se, e em caso positivo, em qual número, foram aplicadas multas aos caminhões e trio
elétricos por infrações de trânsito, em especial, dos arts. 253 e 253-A, do Código de Trânsito
Brasileiro; 
se procede a declaração de que teria sido oferecido estacionamento em local público
não acessível ordinariamente ao público; e se, em caso positivo, foram tomadas providências a
fim de identificar, entre aqueles a quem foi fornecido estacionamento, possíveis membros da
“grande organização criminosa” a que se referem aos chefes do Ministério Público na
reportagem mencionada;

https://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=1123177&infra_siste… 2/3
09/11/2022 18:32 SEI/CLDF - 0953847 - Ofício

se houve diligências a fim de investigar a ocorrência e autoria das infrações penais


tipificadas na Lei Federal nº 14.197/2021, em especial aquelas tipificadas nos arts. 359-L
(Abolição violenta do Estado Democrático de Direito)  e 359-R (sabotagem), do Código Penal. 

 
Respeitosamente, 
 
 
FÁBIO FELIX
Deputado Distrital
 
 
 
Aos Senhores 
Júlio Danilo Souza Ferreira
Secretário de Segurança Pública do Distrito Federal 
 
Robson Cândido de Souza
Delegado Geral da Polícia Civil da Polícia Civil do Distrito Federal 
 
Marcelo Rodrigues Portela Nunes
Diretor do Departamento de Trânsito 
 

Documento assinado eletronicamente por FABIO FELIX SILVEIRA - Matr. 00146, Deputado(a)
Distrital, em 09/11/2022, às 18:25, conforme Art. 22, do Ato do Vice-Presidente n° 08, de 2019, publicado
no Diário da Câmara Legislativa do Distrito Federal nº 214, de 14 de outubro de 2019.

A autenticidade do documento pode ser conferida no site:

http://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0

Código Verificador: 0953847 Código CRC: 6FCCCF52.

Praça Municipal, Quadra 2, Lote 5, 4º Andar, Gab 24  ̶  CEP 70094-902  ̶  Brasília-DF  ̶  Telefone: (61)3348-8242

www.cl.df.gov.br - dep.fabiofelix@cl.df.gov.br

00001-00040815/2022-17 0953847v4

https://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=1123177&infra_siste… 3/3

Você também pode gostar