Você está na página 1de 3

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR EDGAR BARBOSA

COMPONENTE: FILOSOFIA
PROFESSORA: MARIA ALICE FERREIRA

AULA INICIAL DE FILOSOFIA – 1º ANOS


1. O que é Filosofia?
Filo = amor; Sofia = sabedoria; Filosofia = amor à sabedoria.
Filosofar é refletir sobre questões fundamentais da vida humana.
Filosofia é a área do conhecimento especulativo que se dedica à construção de saberes lógicos e
racionais. A Filosofia se dedica a estudar qualquer assunto, qualquer coisa pode ser objeto de uma
investigação filosófica. Filosofia é o estudo de questões relacionadas à existência, à verdade, ao
conhecimento, aos valores morais, à mente, à linguagem, à valores estéticos etc. Estuda qualquer
saber por meio da análise racional. Cria conceitos e teorias.
“O filósofo não é o dono na verdade, nem detém todo o conhecimento do mundo.
Ele é apenas uma pessoa que é amiga do saber”. (Pitágoras)
https://www.todamateria.com.br/o-que-e-filosofia/

2. Quando surgiu a Filosofia?

A partir do final do século VII a.C., os homens e as mulheres não se satisfazem mais com uma explicação
mítica da realidade. Surge então a Filosofia.
A Filosofia, como conhecemos, teve origem na Grécia Antiga como resultado de uma intensa
mudança de pensamento. Desde o seu surgimento, em Mileto no século VI a.C., e do aparecimento
da palavra “filosofia”, que Cícero e Diógenes atribuem a Pitágoras, muitos filósofos tentaram responder
à pergunta sobre o que é a Filosofia. Além desse trabalho de investigação constante acerca da
natureza da Filosofia, há também uma diversidade de temas e de preocupações que os filósofos
tentam responder.
Vejamos abaixo nove tópicos fundamentais para saber sobre a origem da Filosofia:
1) Embora tenha havido expressões de conhecimento no Oriente e na África, a maior parte dos
historiadores considera que a Filosofia entendida como um conhecimento racional e sistemático tenha
se iniciado na Grécia.
2) A Grécia Antiga era formada por um conjunto de cidades-Estado (pólis) independentes que podiam
ser, em alguns casos, até mesmo rivais entre si.
3) Mesmo que a Grécia não fosse uma unidade em termos de território e de pensamento, há algumas
condições que propiciaram que fosse ali o surgimento da filosofia: a poesia, a religião e a política.
4) Um longo processo, determinado por esses fatores, promoveu uma mudança na mentalidade grega.
A religião grega, tanto a pública, como aquela referida como “a religião dos mistérios”, era não
dogmática e permitia que os filósofos expressassem suas ideias. A poesia, buscava uma causa nos
acontecimentos narrados e isso denota uma preocupação em compreender a realidade. A política, que
se desenhava a partir daquilo que viria a se chamar democracia, dependia do discurso e da explicação
racional das ideias. O comércio, que se desenvolvia, permitiu tanto o contato com outras formas de
pensamento, como também propiciou a invenção do alfabeto, da escrita alfabética e do calendário, de
forma que começou a moldar na mentalidade do homem uma maior capacidade de abstração.
5) A partir do final do século VII a.C., os homens e as mulheres não se satisfaziam mais com uma
explicação mítica da realidade. O processo de transformação e de criação envolvido no
desenvolvimento de técnicas levou ao questionamento a respeito do universo.
6) É em Mileto, situado na Jônia (atual Turquia), no século VI a.C. que nasce Tales que, para
Aristóteles, é o iniciador do pensamento filosófico que se distingue do mito.
7) A autoria da palavra “filosofia” foi atribuída pela tradição a Pitágoras. As duas principais fontes
sobre isso são Cícero e Diógenes Laércio. Ambos fazem uma narrativa parecida: Pitágoras teria sido
interpelado pelo tirano de Fliunte sobre o nome de sua atividade ao que ele respondeu “filósofo”, isto
é, amigo da sabedoria (junção das palavras gregas “philo” e “sophia”), pois, para ele, apenas os deuses
poderiam ser realmente sábios. No entanto, não se sabe da veracidade a respeito dessa informação.
8) No momento em que se começa a praticar a filosofia como atividade, a Grécia também testemunha
o aparecimento dos sofistas. Os sofistas não se trata de uma escola filosófica, eram professores
itinerantes que ensinavam jovens, mediante pagamento, a arte da oratória.
9) Para a história da filosofia ocidental, o filósofo Sócrates tem grande importância. A forma como ele
entendia a atividade de filosofar e a sua investigação a respeito do humano apresenta uma inovação
em relação aos outros filósofos, entre eles Tales e Pitágoras, que ainda tinham como centro de seus
pensamentos a preocupação a respeito da origem do universo e outras questões relativas à natureza.
https://mundoeducacao.uol.com.br/filosofia/origem-
filosofia.htm#:~:text=Desde%20o%20seu%20surgimento%2C%20em,o%20que%20%C3%A9%20a%
20Filosofia.

3. Áreas da Filosofia:
Uma forma de responder ao “o que é Filosofia” é através de uma visão geral das suas principais
áreas e dos seus vários problemas abordados em cada uma delas. As áreas da Filosofia são campos
do conhecimento nos quais os filósofos se dedicaram ao longo da História. Conhecer as áreas de
estudo e problemas da filosofia é como olhar um mapa: você terá uma visão geral da disciplina e,
assim, saberá, em certo sentido, o que ela é. Abaixo estão as principais áreas da Filosofia:
3.1. Metafísica
A palavra “metafísica” é o título dado por Andrônico de Rodes a um conjunto de textos aristotélicos
que significa “aquilo que está depois da física.” Qual o sentido dessa expressão? A física estuda a
natureza e seus fenômenos, porém isso não esgota o que pode ser questionado sobre a realidade.
Existem aspectos dela que são ainda mais fundamentais. É essa realidade, que está “depois da
física”, o objeto de estudo da metafísica. Um exemplo clássico de questão metafísica é se o
universo é composto apenas por objetos materiais ou se também existem coisas que não são
materiais, como a alma ou Deus.
3.2. Epistemologia
Uma segunda área muito característica da filosofia é a epistemologia. Epistemologia vem do grego
episteme que significa “conhecimento” e “logos” que significa “teoria” ou “estudo”. Literalmente,
então, trata-se de uma teoria do conhecimento. De maneira geral, essa área da filosofia se ocupa
do conhecimento, procura definir o que ele é, como e se ele é possível, além de abordar tipos
específicos de conhecimento, como a ciência.
3.3. Ética ou filosofia moral
A ética ou filosofia moral é uma área da filosofia prática, pois suas conclusões têm implicações
diretas sobre a forma como agimos. Ao longo da vida, é difícil fugir desse tipo de questionamento.
A ética trata tanto de questões sobre o valor de ações que dizem respeito ao indivíduo, quanto de
questões sobre o valor de ações que envolvem nosso comportamento em sociedade. Trata também
de discussões sobre problemas práticos presentes nas sociedades contemporâneas.
3.4. Estética ou filosofia da arte
Estética é uma palavra relativamente recente para os padrões da filosofia. De qualquer forma, a
arte como tema de reflexão filosófica, seu valor, a natureza do belo, são temas que estiveram
presentes desde o início da filosofia.
3.5. Filosofia Política
Conviver em sociedade não é tarefa fácil e suscita uma série de questões filosóficas. Além de
questões puramente morais, nos deparamos com questões políticas ao cooperar com outras
pessoas e viver em comunidade.
3.6. Lógica
Ao longo dessa leitura, você deve ter se dado conta de que muitas questões filosóficas são abordadas
em diferentes espaços: desde a conversa de bar, passando pelas religiões, no direito e nos hospitais.
É justo perguntar, então, o que a filosofia faz de diferente ao abordar essas questões? Como discutir
de forma filosófica esses problemas?
Uma das características centrais da filosofia é seu caráter argumentativo. Um filósofo deve saber
argumentar para justificar o que diz. É por isso que a lógica é tão importante na filosofia. Ela estuda as
formas corretas e incorretas de argumentação, permite diferenciar entre bons argumentos e falácias.
Dica de leitura: Boa leitura! 👇
O Mundo de Sofia
O mundo de Sofia é um romance escrito por Jostein Gaarder. O livro narra a história de Sofia, uma
adolescente de que está prestes a completar quinze anos. O romance alia uma história de mistério
que prende o leitor, ao mesmo tempo que conhecemos um pouco dos principais filósofos: Tales,
Demócrito, Sócrates, Platão, Aristóteles, Descartes, Hume, Kant e muitos outros. O sucesso do
livro não é sem motivo, poucos livros são capazes de transmitir tamanho encanto pelo
questionamento, pela reflexão, pelas ideias, pela filosofia.
https://filosofianaescola.com/conhecimento/areas-da-
filosofia/#:~:text=O%20que%20%C3%A9%20filosofia%3F,abordados%20em%20cada%20uma%
20delas.
4. Períodos históricos da Filosofia:
=> Filosofia surge na Grécia entre os séculos VII – VI a.C, após o surgimento do alfabeto grego e
a escrita, quando sai do período arcaico (pré-histórico).
4.1. Filosofia Antiga (Idade Antiga):
 Período pré-socrático ou cosmológico (séc. VII – V a.C.)
 Período socrático ou clássico (séc. V – IV a.C.)
 Período pós-socrático ou helenístico (séc. IV a.C. – VI d.C.)
4.2. Filosofia Medieval (Idade Média):
 Período apostólico (séc. I e II d.C.)
 Período apologético (séc. III e IV d.C.)
 Período da Patrística (séc. IV – VIII)
 Período da Escolástica (séc. IX – XV)
4.3. Filosofia Moderna (Idade Moderna):
 Período do Renascimento (séc. XV – XVI)
 Período da Revolução Científica (séc. XVII)
 Período do Iluminismo (séc. XVIII)
4.4. Filosofia Contemporânea ou Pós-Moderna (Idade Contemporânea)
Período entre o século XIX – XXI (dias de hoje).
___________________

Você também pode gostar