Você está na página 1de 5
Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 15 1 A Religião não salva

Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 15 1

A Religião não salva ninguém – Parte 2 A Circuncisão. (Texto: Rm 2:25~29)

1. Introdução.

No mundo de hoje, aparência é tudo. Não é necessário ser um marketeiro famoso para

saber que as pessoas são atraídas pelo exterior do que pelo interior. Você compraria um livro cuja capa é feia? Você um belo saquinho de salgadinho que fosse totalmente preto

e branco? Você votaria numa pessoa totalmente bem vestida e educada ou em um mendigo, para ser o próximo presidente do Brasil?

Quando você vai ao supermercado, sinceramente, você compraria uma caixa de cereais que traria apenas as informações nutricionais e nada mais, ou aquela caixa grande, colorida dos Sucrilhos Kellog’s? Meus irmãos, na nossa caminhada com Cristo, podemos cair no perigo de qualificar nosso cristianismo baseado também em aparências.

É baseado nisso que falaremos um pouco da circuncisão. Já falamos sobre esse tema a

mais de um ano quando estudamos o livro de Gênesis. Espero que você relembre alguns

pontos que conversamos para podermos olhar melhor para aquilo que o apostolo Paulo quer nos alertar hoje.

Essa mensagem é continuação da pregada a duas semanas. O grande tema é: A religião não salva ninguém. Falamos da Lei e hoje completaremos a exposição do capítulo 2 falando sobre a circuncisão.

2. Exposição do texto. (Rm 2:25~29)

25 A circuncisão é proveitosa se você pratica a lei. Mas se você desobedece à lei, a circuncisão já se tornou incircunsisão.

aqueles que são

incircuncisos observam os preceitos da

incircuncisão

considerada circuncisão?

circuncidado

fisicamente mas obedece à lei, condenará você, que tendo a lei escrita e

a circuncisão, transgride a lei. 28 Pois não é judeu aquele que o é exteriormente, nem a circuncisão aquela feita apenas na carne,

29 mas

é

interiormente, e a circuncisão é aquela feita no coração pelo Espírito. A esses, o

lei,

26 Porém, se

não

será

que

a

sua

é

27 Aquele

não

judeu,

é

aquele

que

o

1 Pregado no MEP dia 17 de julho de 2011.

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com

25 περιτοµ µν γρ φελε ῖ ἐὰ ν ν µον πρσσ ς · ἐὰν δπαραβτης ν µου ς , περιτοµ σου κροβυστ α γγονεν.

26 ἐὰν ο ν ἡ ἀ κροβυστ α τδικαι µατα τον µου φυλσσ , ο χ ὶ ἡ ἀ κροβυστ α ατο ε ς περιτοµ ν λογισθ σεται;

27 κα κρινε ῖ ἡ ἐκ φ σεως κροβυστ α τν ν µον τελοσα σ τν διγρµµατος κα περιτοµ ς παραβτην ν µου .

28 ο γρ ὁ ἐν τφανερ ῷ Ἰουδα ῖό ς στιν, οδ ὲ ἡ ἐν τφανερ ῷ ἐν σαρκ περιτοµ ·

29 λλὁ ἐν τκρυπτ ῷ Ἰουδα ος , κα περιτοµ καρδ ας ν πνεµατι ογρµµατι, οὗ ὁ ἔπαινος οκ ξ ν θρ πων

Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 15

louvor não vem dos homens, mas de

Deus

λλκ τοθεο .

mas de Deus ἀ λλ ’ ἐ κ το ῦ θεο ῦ . 1. A Religião

1. A Religião da Circuncisão.

A circuncisão foi um mandamento de Deus à Abraão e a todo seu povo. Quando voltamos e lemos Gn 17:9~14 está escrito: ““De sua parte”, disse Deus a Abraão, “guarde a minha aliança, tanto você como os seus futuros descendentes. Esta é a minha aliança com você e com os seus descendentes, aliança que terá que ser guardada: Todos os do sexo masculino entre vocês serão circuncidados na carne. Terão que fazer essa marca, que será o sinal da aliança entre mim e vocês. Da sua geração em diante, todo menino de oito dias de idade entre vocês terá que ser circuncidado, tanto os nascidos em sua casa quanto os que forem comprados de estrangeiros e que não forem descendentes de vocês. Sejam nascidos em sua casa, sejam comprados, terão que ser circuncidados. Minha aliança, marcada no corpo de vocês, será uma aliança perpétua. Qualquer do sexo masculino que for incircunciso, que não tiver sido circuncidado, será eliminado do meio do seu povo; quebrou a minha aliança”.”.

Essa pequena intervenção cirúrgica feita nos homens era a marca física da aliança que Deus estabelecera com o seu povo. Assim, todo homem saberia, ao ver o seu próprio corpo, que ele era marcado como herdeiro da promessa de Abraão, e consequentemente, povo de Deus.

Mas já na época de Paulo, a questão da circuncisão tornou-se mais séria. Imagine o mundo daquela época. A palestina estava sobre o domínio romano e a cultura dominante da época era a grega. Como os judeus poderiam manter a sua identidade e a sua religião em meio a um mundo tão influenciado por essas duas forças? A resposta estava exatamente na Torah e na circuncisão.

A circuncisão se tornou absolutamente essencial para definir a nacionalidade e a religião

dos judeus. E mais, conforme o tempo, ser circuncidado e ser adorador de Deus se tornaram quase que sinônimos . Assim, um judeu normal daquela época pensava que já estava salvo do juízo de Deus e já era povo de Deus pelo pela simples marca da circuncisão. A circuncisão tornou-se algo ex opere operato, ou seja, eficaz em si mesmo.

Diante disso, o que o apóstolo Paulo diz aos seus compatriotas judeus? “A circuncisão é proveitosa se você pratica a lei. Mas se você desobedece à lei, a circuncisão já se tornou incircunsisão” (vr. 25). Não é que Paulo estivesse desmerecendo a circuncisão, afinal, é mandamento de Deus, mas o que ele quis dizer era isso: não adianta você ser circuncidado, se não obedece à vontade de Deus! Não adianta você ter uma marca física em seu corpo dizendo que você é “povo de Deus” se suas atitudes não condizem com esse status.

Meus irmãos, a religião não pode salvar ninguém. A religião nos impõe cascas, rótulos,

marcas exteriores que tentam nos certificar de que somos, de alguma maneira, aceitáveis

a Deus. Não adianta os judeus serem circuncidados, tão pouco, sermos batizados e

freqüentadores assíduos de uma igreja. O que tem valor diante do Senhor não são

Cf. Dunn, pág. 125.

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com

2

Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 15

apenas os nossos rótulos, mas o conteúdo do coração.

15 apenas os nossos rótulos, mas o conteúdo do coração. Os religiosos judeus estavam invalidando uma

Os religiosos judeus estavam invalidando uma marca física em seus corpos, a marca da aliança, a marca que os distinguia de todos os gentios, com a sua atitude em rebeldia à vontade do próprio Deus. Eles estavam vivendo a religião, mas não uma vida verdadeira com Deus.

Até que ponto será que não somos iguais aos judeus da época de Paulo? Temos nossa igreja, somos batizados, somos lideres religiosos. Podemos pensar até que fazendo tudo isso teremos mais vantagem diante de Deus. Ou até pode ser que alguém aqui pense que, por ter nascido na igreja, Deus dará uma “colher de chá” naquele Dia. Não. Meus irmãos, não podemos deixar que o nosso cristianismo se transforme numa religião, porque a religião não pode salvar ninguém. Os rótulos que temos um dia serão removidos porque Deus desejará ver o que há no nosso interior.

2. Circuncisos x Incircuncisos.

Porém, se aqueles que são incircuncisos observam os preceitos da lei, não será a sua incircuncisão considerada circuncisão? Aquele que não é circuncidado fisicamente mas obedece à lei, condenará você, que tendo a lei escrita e a circuncisão, transgride a lei.” (vr. 26, 27).

Novamente entramos no clássico confronto dentro do Novo Testamento: judeus x

gentios. Pode ter certeza que esse confronto era mais sério do que um Brasil x Argentina ou um Corinthians x Palmeiras. Só que aqui, Paulo troca as palavras: ao invés

de ser judeus x gentios, é circuncisos x incircuncisos.

Nesse trecho Paulo cutuca um vespeiro com uma vara curta. Se você que é judeu, anula a sua circuncisão quando desobedecendo à lei de Deus, a mesma coisa com o gentio:

ainda que ele não seja fisicamente circuncidado, ele torna essa incircuncisão em circuncisão ao obedecer à vontade do Senhor.

Os religiosos judeus que sempre se acharam superiores ao resto por terem ao seu lado a torah e a circuncisão, que pensavam que essas duas coisas os garantiam perpetuamente

da ira e do juízo de Deus, deveriam rever as suas posições, porque o que importa a Deus

não são apenas os rótulos ou marcas exteriores, não são os rituais religiosos. Até mesmo os gentios, incircuncisos, mas que obedecessem à vontade de Deus, julgariam e condenariam os judeus. Isso foi algo muito duro para os judeus ouvirem.

O que Paulo queria dizer? A religião, os rituais, as marcas, rótulos, títulos, o que quer

que seja, não podem nos fazer aceitáveis a Deus se o nosso coração estiver longe dos Seus caminhos. Entre um judeu circunciso mas desobediente e um gentio incircunciso mas obediente, Deus opta pelo segundo. A circuncisão era algo importante? Sim! Foi Deus mesmo que ordenou que assim se fizesse. Porém, nada do que fazemos a Deus, até

mesmo cumprir os seus mandamentos, tem sentido real se não vir acompanhado de um coração que verdadeiramente ama a Deus.

Os judeus tinham a “lei escrita e a circuncisão”, mas mesmo assim, não conseguiram escapar de serem chamados “transgressores da lei”. Há uma diferença entre o céu e a terra de “ter” e “obedecer”. Você pode até “ter” Deus morando em você, ter a lei

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com

3

Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 15

Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 15 consigo, ou até ter sido circuncidado,

consigo, ou até ter sido circuncidado, mas será que você O obedece realmente?

A religião nos ensina que “ter” é melhor. Se você tem algo, ainda que você não obedeça, Deus te perdoará. Mas o Evangelho de Deus não é religião, por isso ela diz: o importante não é apenas “ter”, mas “obedecer” àquilo que você diz ter; o importante não é a marca física que você carrega em si, mas sim, uma marca ainda maior e mais profunda feita no interior, no coração.

Ao lermos Romanos, pelo menos até aqui, podemos estar com duas pedras nas mão para atirar nos religiosos judeus da época de Paulo. Mas pare e pense: nós somos exatamente assim. Preferimos religião do que Deus porque a religião é algo mais cômodo: basta “ter”. Entretanto, Jesus nos convida hoje, a vivermos o caminho da cruz, que é mais estreita e mais difícil, mas que conduz à vida eterna. A circuncisão em si, se não for acompanhada de obediência e da própria vida, não vale nada. A religião em si, sem verdade e amor, é morta. A religião não pode salvar ninguém!

3. A Verdadeira Circuncisão é aquela feita no Coração.

Pois não é judeu aquele que o é exteriormente, nem a circuncisão aquela feita apenas na carne, mas judeu, é aquele que o é interiormente, e a circuncisão é aquela feita no coração pelo Espírito. A esses, o louvor não vem dos homens, mas de Deus.” (vr. 28,

29)

Os judeus da época de Paulo se orgulhavam pelo fato de terem a Lei e de serem Circuncidados. Para eles, isso já era o suficiente. Mas o Evangelho vai além daquilo que temos como marca exterior. O Evangelho de Deus marca, de maneira irreversível, o coração das pessoas.

A circuncisão nunca foi para ser um fim em si mesmo, um motivo de orgulho que levava as pessoas ao comodismo e à religiosidade, mas sim, deveria ser uma marca que simbolizava uma marca ainda maior, mais profunda: a circuncisão feita no coração do homem. Olhe o que a Bíblia já dizia em:

Dt 10:16: “Sejam fieis de coração, à sua aliança e deixem de ser obstinados”;

Dt 30:6: “O SENHOR, o seu Deus, dará um coração fiel a vocês e aos seus descendentes, para que o amem de todo o coração e de toda a alma e vivam”;

Jr 31:33: “Esta é a aliança que farei com a comunidade de Israel depois daqueles dias, declara o SENHOR; porei a minha lei no íntimo deles e a escreverei nos seus corações. Serei o Deus deles, e eles serão meu povo”;

Ez 11:19: “Darei a eles um coração não dividido e porei um novo espírito dentro deles; retirarei deles o coração de pedra e lhes darei um coração de carne”.

Religiosidade não tem nada a ver com o coração. O Evangelho sim, toca, transforma, muda, circuncida, marca o coração daquele que a ouve e a obedece.

Entenda isso: não é o corte feito por uma faca que o torna judeu. Você se torna judeu pelo que você é. A marca de Deus no coração, não a da faca na pele, é o que faz de você um judeu . O verdadeiro judeu, ou seja, o veadeiro povo de Deus não é formado

Cf. Peterson in A Mensagem Rm 2:28,29.

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com

4

Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 15

Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 15 por pessoas que nasceram de uma

por pessoas que nasceram de uma determinada família ou que cumprem uma série de normais, ou ainda, que tem a sua carne exterior marcada. Não! O verdadeiro judeu é aquele que tem o seu interior, o seu coração, a sua vida, marcadas irreversivelmente pela graça de Jesus Cristo! Jesus é a nossa circuncisão do coração! Se no Antigo Testamento eram os sacerdotes que faziam a circuncisão, para nós que cremos, é o Espírito Santo que o faz.

Meus irmãos, os judeus reconheciam um ao outro como parte do povo da aliança baseados na circuncisão. Mas nós não precisamos, de maneira nenhuma, que os homens digam que somos ou não filhos e povo de Deus. O nosso reconhecimento vem apenas

de Deus, Ele mesmo nos reconhece, porque Ele mesmo é quem marcou nossos corações

para serem Dele.

Meus irmãos, você hoje tem o seu coração marcado por Jesus Cristo? Você teve o seu coração circuncidado? A circuncisão ainda continua sendo um parâmetro usado por Deus para distinguir aqueles que são seus daqueles que não são. Porém, a circuncisão que Deus quer não é a exterior, mas a interior, aquela do coração. Você ama e obedece a Deus com todo o seu coração, com toda a sua vida? É isso que te faz um “judeu” verdadeiro, um Filho amado, e povo da Aliança.

Conclusão.

As pessoas tem uma incrível capacidade de transformar verdades tão simples e puras em complicados sistemas religiosos de rituais, cerimônias, marcas, hierarquias, templos, etc. Mas Jesus tem um poder ainda maior: de transformar corações endurecidos pela religiosidade em corações amolecidos pela graça.

A religião que não contempla o coração é farsa. O Evangelho nunca pode ser uma

simples religião, porque a maior obra que Deus faz não é através de normas ou de rituais, de marcas ou de obrigações, mas sim, através da morte e ressurreição de seu Único Filho, na fé Nele e na transformação, de dentro para fora, que o Espírito Santo faz em nossas vidas.

Precisamos ser circuncidados sim! Mas não mais na carne, mas no coração. Com a vinda de Jesus, a prática da circuncisão na carne perdeu o seu efeito. A lei de Moisés foi cumprida na pessoa de Cristo. Por isso, quando nos entregamos a Ele, a verdadeira circuncisão ocorre: Paulo nos diz que os cristãos "foram circuncidados com a circuncisão não feita por mãos no despojar do corpo da carne, a saber, a circuncisão de Cristo(Cl 2:11). Ou seja, agora, a maior prova de que temos o coração circuncidado é que somos, em Cristo, novas criaturas: "Em Cristo Jesus nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum, mas sim ser uma nova criatura(Gl

6:15).

Meus irmãos, a religião não pode salvar ninguém. Só Jesus pode salvar! A Lei e a circuncisão são obsoletos em tornar uma pessoa aceitável a Deus, porém o Evangelho é o poder de Deus que faz de pessoas indignas do amor de Deus em alvos de Sua graça. Aleluia! Jesus nos convida a vivermos a verdadeira circuncisão que não é baseada na Lei, mas sim, no Evangelho de Deus! Amém.

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com

5