Você está na página 1de 19

O EU, O OUTRO E O NÓS

Bebês (zero a 1 ano e 6 meses)


OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E A APRENDIZAGEM PODE SER OBSERVADA
DIRECIONAMENTO DIDÁTICO
DESENVOLVIMENTO QUANDO
Perceber que suas ações têm  Fortalecer o desenvolvimento da capacidade de  Comunica-se através de emoções, gestos,
efeitos nas outras crianças e nos expressar sentimentos, desejos e sociabilidade; balbucios ou expressões de alegria, tristeza, etc.;
adultos (EI01EO01).  Estimular o interesse em observar e aprender  Reconhece as emoções do outro;
com o outro;  Descobre novas formas de explorar e interagir
com os objetos, brinquedos e as pessoas,
 Acolher em momentos de choro, apatia, raiva,
aprendendo sobre elas e construindo
birra, ciúmes, ajudando-os a procurar outras
conhecimentos sobre o ambiente que o cerca;
formas de lidar com seus sentimentos;
Brinca e interage com seus pares e adultos,
 Propiciar o convívio entre criança-criança,
descobrindo diferentes formas de se expressar, se
criança-adulto enfatizando o afeto e o cuidado
comunicar, ampliando a destreza de suas
com o outro;
habilidades corporais;
 Valorizar as ações dos bebes, suas iniciativas,
suas formas de expressão, manifestação de
interesses e necessidades, acolhe-los e acariciá-
los por meio do contato físico positivo do acalanto;

ACESSE NOSSO SITE: WWW.CANTINHODOSABER.COM.BR


Perceber as possibilidades e os  Favorecer o reconhecimento progressivo de  Acena, bate palmas, joga beijos, faz mímica,
limites de seu corpo nas segmentos e elementos do próprio corpo por meio etc.;
brincadeiras e interações das quais da exploração, das brincadeiras, do uso do  Participa de momentos de rodinhas, com
participa (EI01EO02). espelho e da interação com os outros; músicas que trabalham a coordenação motora
ampla e também a audição;
 Planejar brincadeiras que envolvam o canto e o
movimento, simultaneamente;  Brinca diante do espelho, observando os
próprios gestos ou imita outros;
 Propiciar brincadeiras diante do espelho,
observando os próprios gestos ou imitando seus
pares;
 Explorar atividades diferenciadas como:
brincadeiras envolvendo o nome dos bebes, fotos,
visualização da autoimagem no espelho;
 Promover diálogos envolvendo fantoches,
brincadeiras com bolas, jogos de imitação,
nomeação dos colegas, brincadeiras de roda;
 Promover exibição para (e pelas) crianças de
portfólio digital, contendo fotos e desenhos;
Interagir com crianças da mesma  Planejar atividades de acolhimento no grupo  Observa o ambiente e percebe aromas,
faixa etária, crianças de faixa etária social; texturas, sonoridades na companhia de outras
diferentes e adultos, explorando  Desenvolver ações que propiciem a interação crianças;
espaços, materiais, objetos, entre a família e o colégio;  Compartilha os brinquedos e objetos com
brinquedos adaptando-se ao  Atividades que envolvam histórias, brincadeiras, outros bebês e adultos e imitam seus gestos;
convívio social (EI01EO03). jogos e canções que digam respeito às tradições  Cria laços afetivos com outras crianças e com os
adultos;
culturais;
 Aprende a expressar suas sensações,
CONTINUAÇÃO...  Proporcionar conhecimento e reconhecimento percepções, emoções e pensamentos;
dos diferentes espaços de convívio social no  Brinca diante do espelho, observando os
Interagir com crianças da mesma faixa colégio; próprios gestos ou imitando outras crianças;
etária, crianças de faixa etária  Promover passeios nos diferentes espaços
diferentes e adultos, explorando possíveis como forma de observação das
espaços, materiais, objetos,
diferentes paisagens;
brinquedos adaptando-se ao convívio
social (EI01EO03).  Criar brincadeiras simples como dar e receber
objetos, lançar objetos ao chão, em cestos, pegar
de um lugar e levar para o outro;
 Fortalecer a autoestima e os vínculos afetivos
entre adulto e criança e entre criança e criança,
potencializando o aprendizado da partilha;
 Estimular experiências que envolvam atitudes de
respeito para com o outro, valorizando as falas e
expressões das crianças (realizando a
observação, a escuta e os registros);
 Permitir que as crianças brinquem em ambientes
em que meninos e meninas tenham acesso a
todos os brinquedos sem distinção de sexo, classe
social ou etnia;
 Promover atividades interativas onde as crianças
possam dividir e compartilhar objetos diversos;

Comunicar necessidades, desejos e  Incentivo às crianças a observar e expressar  Expressa emoções e desejos;
emoções, utilizando gestos, fatos, preferências, desejos, sentimentos e  Interage com colegas nos diferentes momentos
balbucios, palavras (EI01EO04). necessidades usando diferentes linguagens; do dia, brincando lado a lado;
 Jogos e brincadeiras que envolvam as  Imita sons da fala (entonação), dos animais,
modulações de voz, as melodias e a percepção barulhos, músicas, etc;
rítmica – tão características das canções de ninar,  Faz sons com a boca;
associadas ao ato de embalar;
 Brincadeiras ritmadas que combinam gestos e
músicas;
 Conversar com as crianças durante diversas
situações da rotina no cotidiano do colégio;
 Instigar diálogos utilizando diversos tipos de
linguagens;
Reconhecer seu corpo e expressar  Incentivo aos bebês a reconhecerem os  Demonstra sensações e necessidades de seu
suas sensações em momentos de pertences individuais; corpo por meio de brincadeiras, gestos, choro,
risos e incômodo.
alimentação, higiene, brincadeira e  Identificação das partes do corpo, através de
descanso (EI01EO05). músicas, brincadeiras...  Destaca algumas partes do seu corpo;
 Vivencia momentos de relaxamento e
 Motivação para organizar a sala e seus
descanso;
pertences após sua utilização;
 Incentivar as crianças, de forma lúdica, a realizar
com progressiva autonomia as atividades da vida
diária;
 Favorecer as crianças momentos de
relaxamento;
 Apresentar materiais de higiene e favorecer
situações em que as crianças possam manuseá-
los;
 Organizar os momentos de refeições em
ambientes seguros e higiênicos, de modo a
favorecer a autonomia das crianças, respeitando
seus ritmos e preferências;
O EU, O OUTRO E O NÓS
Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DIRECIONAMENTO DIDÁTICO A APRENDIZAGEM PODE SER OBSERVADA
DESENVOLVIMENTO QUANDO
Demonstrar atitudes de cuidado e  Fortalecer a autoestima e os vínculos afetivos  Brinca demonstrando cuidado com o outro;
solidariedade na interação com entre adulto e criança e entre criança e criança,  Demonstra comportamento de solidariedade
crianças e adultos (EI02EO01). potencializando o aprendizado da partilha; com o outro;
 Favorecer a apropriação de diversas formas de  Comunica-se nos momentos da resolução de
brincar para socializar-se, desenvolver a conflitos;
criatividade e a capacidade de expressão;  Brinca em diferentes momentos expressando
 Planejar uma rotina que possibilite o convívio seus desejos, necessidades, sentimentos e
entre diferentes parceiros, enfatizando o afeto e o opiniões;
cuidado com o outro;  Demonstra atitude de autovalorização, sem ao
 Propiciar a interação da criança com os colegas mesmo tempo desvalorizar ou desmerecer o
da própria turma, com crianças de turmas outro;
maiores ou menores e adultos em diferentes  Comunica-se com diferentes parceiros por
situações, possibilitando a identificação da meio de gestos, expressões faciais e
diversidade humana, quanto às semelhanças e movimentos corporais;
diferenças nas características (peso, altura, cor
da pele/olhos/cabelos, gostos/preferências);

ACESSE NOSSO SITE: WWW.CANTINHODOSABER.COM.BR


Demonstrar imagem positiva de si e  Propiciar o fortalecimento da imagem positiva  Demonstra em diferentes momentos suas
confiança em sua capacidade para ideias e gostos particulares e respeita os do
de si, ampliando sua autoconfiança, identificando
enfrentar dificuldades e desafios outro;
cada vez mais suas limitações e possibilidades e
(EI02EO02). agindo de acordo com elas;  Comunica-se através de palavras, emoções e
 Promover situações que permitam as crianças gestos;
maior comunicação, autonomia e independência;  Reconhece as emoções do outro;
Adotar, progressivamente, uma  Incentivar a observação das crianças quanto a  Potencializa as ações, sensações, gostos e
postura de confiança em seus atos e sua própria imagem e a de outras pessoas em sentimentos nas práticas do brincar, cuidar,
julgamentos a partir de ações espelhos, fotografias, vídeos, etc.; expressar e compartilhar gestos, pensamentos e
solidárias de diálogo curioso e palavras individual e coletivamente;
 Ambientar a conversação e o diálogo com as
criterioso, através da percepção de
crianças sobre temas filosóficos no  Expressa respeito em suas ações e
sensações, gostos e sentimentos. pensamentos ao se referir a si, ao outro e ao
desenvolvimento da compreensão reflexiva e
investigativa do proposto para aprendizagem grupo;
nesta etapa;
 Promover disposições que enriqueçam as
relações das crianças umas com as outras e com
os adultos em ações solidárias de comunicação,
partilha, ludicidade e afetividade, a partir de jogos
e dinâmicas literárias;
 Propiciar experiências com as crianças que
envolvam atitudes éticas nas ações cotidianas
(respeito, solidariedade, escuta, colaboração e
compreensão);
 Possibilitar atividades que permitam a criança
se conhecer, se valorizar, compreender a história
de sua família, de seu nome, reconhecer seus
gostos, seu corpo, suas emoções, dentre outros;
Compartilhar os objetos e os  Possibilitar a utilização de brinquedos em  Expressa as suas preferências e apreciações,
espaços com crianças da mesma grupos; indicando alguns critérios ou razões que as
faixa etária, faixa etária diferente e  Realizar brincadeiras de forma coletiva; justificam;
adultos (EI02EO03).  Organizar o ambiente da sala de aula em áreas  Manifesta interesse na utilização de espaços
diversificadas (cantinhos) possibilitando as de uso comum (cantinhos);
escolhas das crianças;
 Propiciar a utilização de cantinhos nas salas de  Demonstra comportamentos de apoio e ajuda,
aula; por iniciativa própria ou quando solicitado;
 Promover experiências de negociação e troca,  Manifesta respeito pelas necessidades,
no brincar e durante toda a rotina das crianças, sentimentos, opiniões, culturas e valores das
por meio do diálogo; crianças e adultos;
 Compartilha materiais próprios com demais
colegas;

Comunicar-se com os colegas e os  Incentivar as crianças a observar, formular e  Utiliza o diálogo para resolver dúvidas e
adultos, buscando compreendê-los e expressar explicações sobre fatos/preferências, conflitos com outras crianças e adultos;
fazendo-se compreender usando diferentes linguagens;  Compartilha os objetos e espaços com seus
pares e com adultos;
(EI02EO04).  Desenvolver brincadeiras e momentos pontuais
em sua rotina diária que estimulem as habilidades  Comunica-se procurando se fazer entender;
comunicativas da criança;  Reconhece a necessidade de rever algumas
 Possibilitar experiências que envolvam atitudes ações e demonstra atitudes com intuito de
de respeito para com o outro, valorizando as falas resolver situações conflituosas;
e expressões das crianças (realizando a  Compreende os colegas por meio do diálogo;
observação, a escuta e os registros);
 Promover experiências de negociação e troca,
no brincar e durante toda a rotina das crianças,
por meio do diálogo;
Perceber que as pessoas têm  Possibilitar atividades que permitam a criança  Demonstra atitude de autovalorização, sem
características físicas diferentes, ao mesmo tempo desvalorizar ou desmerecer o
se conhecer, se valorizar, compreender a história
respeitando essas diferenças outro;
de sua família, de seu nome, reconhecer seus
(EI02EO05). gostos, seu corpo, suas emoções, dentre outros;  Expressa respeito em suas ações e
 Trabalhar exercícios de pensamento que as pensamentos ao se referir a si, ao outro e ao
ajudem a construir a própria identidade, grupo;
Familiarizar-se com os espaços do valorizando e respeitando a diferença, a  Demonstra apoio aos seus pares em
EU observando as características pluralidade, o multiculturalismo; dificuldade, sem discriminá-los por suas
próprias e do outro. características;
 Propiciar a interação da criança com os colegas
da própria turma, com crianças de turmas  Apresenta comportamento de solidariedade
maiores ou menores e adultos em diferentes com o outro;
Reconhecer a si próprio como  Demonstra atitudes de valorização do outro;
situações, possibilitando a identificação da
sujeito, compreendendo,  Identifica-se, relaciona sua presença e a do
diversidade humana, quanto às semelhanças e
progressivamente, sua origem e dos outro, valorizando e respeitando ações e
diferenças nas características (peso, altura, cor
colegas. pensamentos;
da pele/olhos/cabelos, gostos/preferências, entre
outros);  Questiona as diferenças sem discriminar o
 Incentivar as crianças a refletir sobre os outro, antes adotando gestos e pensamentos de
preconceitos e discriminações étnico-racial e solidariedade e cuidado consigo, com o outro e
sócio-econômico,como se manifestam e construir com os espaços de sua atuação;
atitudes de respeito, não-discriminação e  Comunica-se com diferentes parceiros por
solidariedade; meio de gestos, expressões faciais e
 Compor exercícios dialógicos, a partir de movimentos corporais;
narrativas capazes de prender o interesse das  Apóia seus pares em dificuldade, sem
crianças e envolvê-las em inquietações discriminá-los por suas características;
emocionalmente significativas e capazes de situar
os objetivos temáticos;
Propor experiência afetivo-reflexiva através de
pensar o próprio corpo, as diferenças e
semelhanças entre eles a partir da vivência de
textos, imagens, sons e espaços;
Respeitar regras básicas de convívio  Possibilitar às crianças experiências que  Canta, respeitando sua vez de cantar e
social nas interações e brincadeiras envolvam atitudes de respeito para com o outro, ouvindo os companheiros.
(EI02EO06). valorizando suas falas e expressões;  Guarda brinquedos e materiais em seus
 Fomentar a construção e o respeito a normas e lugares;
combinados de convívio social, de organização e  Veste fantasias, experimentando ser outras
Executar ações de escolhas, utilização dos espaços da instituição pelas pessoas e personagens de histórias;
comunicação e respeito percebendo crianças;  Respeita as regras nas brincadeiras;
e estabelecendo relações,  Facilitar a utilização de fantasias,  Apresenta atitudes reflexivas, a partir de
progressivas, de causa e efeito. experimentando ser outras pessoas, ou comportamento verbal e atitudinal;
personagens de histórias que lhes são contadas  Brinca sozinha e com o outro, compartilhando
ou lidas; brinquedos e espaços;
 Favorecer a discussão e a construção de regras  Demonstra atitude de autovalorização, sem ao
simples pelas crianças em jogos e brincadeiras; mesmo tempo desvalorizar ou desmerecer o
 Mediar, na prática do diálogo, a produção de outro;
respostas das crianças, levando em consideração
e potencializando os indicadores verbais de uma
atitude reflexiva;
 Planejar brincadeiras direcionadas ou não,
utilizando o espaço externo da instituição,
oportunizando a livre escolha pelas crianças em
relação às brincadeiras, brinquedos e pares;
 Trabalhar exercícios de pensamento que as
ajudem a construir a própria identidade,
valorizando e respeitando a diferença, a
pluralidade e o multiculturalismo;
 Propiciar experiências com as crianças que
envolvam atitudes éticas nas ações cotidianas
(respeito, solidariedade, escuta, colaboração e
compreensão);
Resolver conflitos nas interações e  Promover experiências de negociação e troca,  Comunica-se com os pares por meio de
brincadeiras, com a orientação de no brincar e durante toda a rotina das crianças, gestos, expressões faciais e movimentos
um adulto, caso necessário por meio do diálogo; corporais;
2
(EI02EO07 ).  Propiciar experiências com as crianças que Brinca sozinha e com o outro, compartilhando
envolvam atitudes éticas nas ações cotidianas brinquedos e espaços;
(respeito, solidariedade, escuta, colaboração e Faz uso de estratégias para lidar com o conflito
Agir com progressiva autonomia compreensão); nas interações com diversas crianças e adultos;
tomando decisões, explicando para  Planejar brincadeiras direcionadas ou não, Toma decisões e as expõe dando razões para
si mesmo e para os outros como as utilizando o espaço externo da instituição, suas escolhas;
coisas funcionam. oportunizando a livre escolha pelas crianças em Explica os funcionamentos das coisas dando
relação às brincadeiras, brinquedos e pares; razão para sua interferência pessoal ou mesmo
 Fortalecer a autoestima e os vínculos afetivos as do grupo;
entre adulto e criança e entre criança e criança,
potencializando o aprendizado da partilha;
 Proporcionar a construção de brinquedos que
envolvam diferentes movimentos;
Criar situações em que as crianças possam
expressar afetos, desejos e saberes e aprendam a
ouvir o outro, conversar, argumentar, fazer planos,
enfrentar conflitos, participar de
atividades em grupos e criar amizades;
 Fortalecer a autoestima e os vínculos afetivos
entre adulto e criança e entre criança e criança,
potencializando o aprendizado da partilha;
 Promover a exploração sensorial em ambientes
externos da escola;
 Promover por meio da exploração com sombras
do próprio corpo brincadeiras a partir de luz solar
e artificial;
O EU, O OUTRO E O NÓS
Crianças Pequenas (4 anos a 5 anos e 11 meses)
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E A APRENDIZAGEM PODE SER OBSERVADA
DIRECIONAMENTO DIDÁTICO
DESENVOLVIMENTO QUANDO

Demonstrar empatia pelos outros,  Oportunizar experiências que envolvam atitudes  Participa de rodas de conversa para falar de
percebendo que as pessoas têm de respeito para com o outro, valorizando as falas situações pessoais ou narrar histórias familiares
diferentes sentimentos, necessidades e expressões das crianças (realizando a no grupo;
e maneiras de pensar e agir observação, a escuta e os registros);  Expressa afetos, desejos, sabendo ouvir os
(EI03EO01).  Criar situações em que as crianças possam outros;
desenvolver a sociabilidade, a capacidade de  Demonstra sensibilidade e cuidado por si, pelo
fazer amigos e de organizar-se em grupo; outro, pelo ambiente e objetos compartilhados;
Adotar, progressivamente, uma  Instigar ações que propiciem a criança perceber-  Convive com o grupo estabelecendo relações
postura de confiança em seus atos e se como ser social, componente de diferentes que permitam construir significados, ideias e
julgamentos a partir de ações grupos, inseridos em uma sociedade com hábitos, opiniões;
solidárias de diálogo curioso e valores e culturas que se transformam e variam  Dialoga com seus pares expondo seus
criterioso, superando a heteronomia em diferentes tempos e espaços; julgamentos, indicando seus critérios éticos e
no aprender a gostar do que lhe faz estéticos;
 Ambientar a conversação e o diálogo com as
bem e dos outros que lhe são bons.  Dirige-se ao colega usando o nome próprio;
crianças sobre variados temas no
desenvolvimento de uma compreensão reflexiva e  Espera pela sua vez na realização de jogos e
intervenção nos diálogos, dando oportunidade

ACESSE NOSSO SITE: WWW.CANTINHODOSABER.COM.BR


CONTINUAÇÃO... investigativa do proposto para aprendizagem ao outro para intervir;
nesta etapa;  Estabelece relações entre seu modo de vida e
Demonstrar empatia pelos outros,  Promover disposições que enriqueçam as as formas de viver de outros grupos;
percebendo que as pessoas têm relações das crianças umas com as outras e com
diferentes sentimentos, necessidades os adultos em ações solidárias de comunicação,
e maneiras de pensar e agir partilha, ludicidade e afetividade, a partir de jogos
(EI03EO01). e dinâmicas literárias;
 Incentivar a observação e a descrição de
mudanças em diferentes materiais, resultantes de
Adotar, progressivamente, uma ações sobre eles;
postura de confiança em seus atos e  Possibilitar a apropriação de elementos na
julgamentos a partir de ações cultura do cuidado de si e nas brincadeiras;
solidárias de diálogo curioso e  Trabalhar a valorização, conhecimento e
criterioso, superando a heteronomia respeito pela cultura do seu grupo de origem;
no aprender a gostar do que lhe faz  Incentivar a tomada de decisão individual e
bem e dos outros que lhe são bons. coletiva e a resolução de conflitos pelo diálogo,
durante atividades em grupo e rodas de conversa;
 Favorecer as diferentes inteligências, evitando
ideias de hierarquização ou de juízo de valor;
 Fortalecer os vínculos afetivos de todas as
crianças com suas famílias e ajudá-las a captar as
possibilidades trazidas por diferentes tradições
culturais para a compreensão do mundo e de si
mesmas;
Agir de maneira independente, com  Estimular as crianças no desenvolvimento de  Interage com outras crianças em brincadeiras
confiança em suas capacidades, uma identidade pessoal, um sentimento de e atividades;
reconhecendo suas conquistas e autoestima, autonomia, confiança em suas  Participa de jogos de regras e aprende a
limitações (EI03EO02). construir estratégias de jogo;
CONTINUAÇÃO... possibilidades;  Demonstra sentimentos de autoestima e
 Incentivar as crianças em suas conquistas e nos autonomia;
Agir de maneira independente, com cuidados pessoais e coletivos;  Resolve progressivamente situações de
confiança em suas capacidades,
 Promover situações de aprendizagem conflito de forma autônoma, através do diálogo;
reconhecendo suas conquistas e
limitações (EI03EO02). reconhecendo a criança como alguém que vê o  Dirige-se ao colega usando o nome próprio;
mundo de modo próprio;
 Desenvolver brincadeiras e jogos com regras;
 Incentivar a observação e a descrição de
mudanças em diferentes materiais, resultantes de
ações sobre eles;
 Possibilitar a apropriação de elementos na
cultura do cuidado de si e nas brincadeiras;
 Trabalhar a valorização, conhecimento e
respeito pela cultura do seu grupo de origem;
 Conversar com as crianças sobre as diferentes
formas de ser, de pensar, de escolher, de ver as
coisas;
Ampliar as relações interpessoais, Incentivar a tomada de decisão individual e  Espera pela sua vez na realização de jogos e
desenvolvendo atitudes de coletiva e a resolução de conflitos pelo diálogo, nos diálogos, dando oportunidade ao outro para
participação e cooperação durante atividades em grupo e rodas de conversa; intervir;
(EI03EO03). Escutar o que as crianças têm para dizer,  Resolve progressivamente situações de
apoiando a explicitação das suas razões, conflito de forma autônoma, através do diálogo;
chamando a atenção para a diversidade de ideias  Preocupa-se com o bem-estar e segurança
e a importância de respeitá-las; das outras crianças, alertando o adulto quando
Favorecer as diferentes inteligências, evitando percebe algum perigo;
ideias de hierarquização ou de juízo de valor;  Demonstra no relacionamento interpessoal
atitudes que respeitem escolhas, diferenças e
 Propiciar brincadeiras de faz de conta com as
CONTINUAÇÃO... crianças, possibilitando que estas assumam semelhanças de cada um;
diferentes papéis, criando cenários e tramas
Ampliar as relações interpessoais, diversas que permitam significar e ressignificar o
desenvolvendo atitudes de participação mundo social;
e cooperação (EI03EO03).  Fortalecer os vínculos afetivos de todas as
crianças com suas famílias e ajudá-las a captar as
possibilidades trazidas por diferentes tradições
culturais para a compreensão do mundo e de si
mesmas;
Comunicar suas ideias e sentimentos  Articular diversos momentos em que o diálogo  Percebe e valoriza as próprias características
a pessoas e grupos diversos se faça presente, como roda de conversa, e respeita a diversidade de origens, modo de
(EI03EO04). participação na construção da agenda de ações pensar e agir das crianças e dos adultos com os
da turma, rotina diária, calendário e outros; quais convive;
 Dialogar sobre diferenças existentes no próprio  Reconhece a roda de conversa como um
Participar de situações de grupo; espaço para expor suas inquietações;
comunicação oral, onde a postura  Ambientar a conversação e o diálogo com as  Ouve a voz dos que estão participando do
interrogativa seja reforçada e mantida crianças sobre variados temas no diálogo e expõe a sua voz relacionando-se com
pela expressão de ideias, desejos, desenvolvimento de uma compreensão reflexiva e os outros e com a temática interrogada;
necessidades, sentimentos e investigativa do proposto para aprendizagem  Elabora perguntas coerentes para vivenciar
sustentação da curiosidade. nesta etapa; um diálogo investigativo, sustentando suas
argumentações e/ou afirmações;
 Vivenciar textos-enigma oportunizando
exercícios de investigação onde a criança  Resolve progressivamente situações de
exponha suas perguntas e inquietações; conflito de forma autônoma, através do diálogo;
 Escutar o que as crianças têm para dizer,  Preocupa-se com o bem-estar e segurança
apoiando a explicitação das suas razões, das outras crianças, alertando o adulto quando
chamando a atenção para a diversidade de ideias percebe algum perigo;
e a importância de respeitá-las;  Reconhece a si mesmo como indivíduo e
membro de diferentes grupos;
 Dirige-se ao colega usando o nome próprio;
Demonstrar valorização das  Favorecer as diferentes inteligências, evitando  Demonstra no relacionamento interpessoal
características de seu corpo e ideias de hierarquização ou de juízo de valor; atitudes que respeitem escolhas, diferenças e
respeitar as características dos outros  Possibilitar atividades que permitam as crianças semelhanças de cada um;
(crianças e adultos) com os quais se conhecer, se valorizar, compreender a história
convive (EI03EO05). de sua família, de seu nome, reconhecer seus
gostos, seu corpo, suas emoções, dentre outros

Manifestar interesse e respeito por  Propiciar brincadeiras de faz de conta com as  Reconhece a si mesmo como indivíduo e
diferentes culturas e modos de vida crianças, possibilitando que assumam diferentes membro de diferentes grupos;
(EI03EO06). papéis, criando cenários e tramas diversas que  Participa de práticas culturais que envolvam as
permitam significar e ressignificar o mundo social; brincadeiras, os saberes e os conhecimentos;
 Apresentar para as crianças diferentes  Respeita as diferenças reconhecendo e
Familiarizar-se com os espaços do elementos culturais referentes às tradições locais valorizando as diversidades culturais;
EU observando as características e regionais, por meio de diversos recursos: livros,  Reconhece elementos de sua identidade
próprias e do outro. desenhos, filmes, fotos, gravuras, sons, exposição cultural;
em sala, cinema, asseios, museu, entre outros;  Estabelece relações entre seu modo de vida e
 Utilizar as possibilidades trazidas por diferentes as formas de viver de outros grupos;
Reconhecer a si próprio como sujeito,  Pensa e problematiza sua existência e
tradições culturais para a compreensão do mundo
compreendendo, progressivamente, participação social através das brincadeiras e
e de si mesmas;
sua origem e dos colegas. experiências com o texto;
 Fomentar o sentimento de pertencimento das
crianças: étnico-racial, social, cultural dentre
outros;
 Organizar apresentações de contos, músicas e
brincadeiras que explorem a diversidade e as
características de cada um;
CONTINUAÇÃO...  Promover momentos de escuta e/ou reconto de
histórias dos povos brasileiros e de outros países;
Manifestar interesse e respeito por  Explorar a localização em mapas, globo
diferentes culturas e modos de vida terrestre, Googlemaps, com apoio do(a)
(EI03EO06). professor(a), de seu país, região, estado,
município, aldeia, assentamento, bairro, rua em
que vive;
Familiarizar-se com os espaços do  Vivenciar exercícios de construção individual e
EU observando as características coletiva sobre o eu e em relação ao outro,
próprias e do outro. promovendo o exame de si e dos outros, da
origem, das características potencializando o
sentimento de pertença, de igualdade e respeito
Reconhecer a si próprio como sujeito, às singularidades;
compreendendo, progressivamente,
 Propiciar jogos e literatura que tratem das
sua origem e dos colegas.
diferenças estéticas, de gênero, étnicas e sociais,
entre outras;
Usar estratégias pautadas no respeito  Acolher as crianças em momentos de choro,  Convive com adultos e colegas construindo
mútuo para lidar com conflitos nas apatia, raiva, ciúmes, ajudando-as a lidar com vínculos;
interações com crianças e adultos seus sentimentos;  Comunica e expressa necessidades, dúvidas,
narra fatos, preferências, pensamentos, opiniões
(EI03EO07).  Mediar conflitos surgidos entre as crianças,
e interesses;
estabelecendo relações éticas de respeito,
tolerância, cooperação, solidariedade e confiança;  Adota, diante dos conflitos, atitudes que visam
Desenvolver atitudes de reflexão e  Favorecer o diálogo, a construção e o resgatar valores como respeito e tolerância;
respeito que promovam a segurança cumprimento de regras simples pelas crianças em  Age respeitando a exposição de ideias dos
para “o pensar”, para “o questionar” e jogos e brincadeiras; colegas e expõe as suas ideias sem restrições,
para “o expressar” das ideias. demonstrando confiança no espaço e no outro
 Propor tempo-espaço de levantamento de
que com ele compõe o espaço de diálogo;
perguntas em movimentos de diálogo
Executar ações de escolhas, investigativo, a partir de jogos, dinâmicas,  Preocupa-se com o bem-estar e segurança
comunicação e respeito percebendo vivências textuais; das outras crianças, alertando o adulto quando
e estabelecendo relações, Suscitar palavras-geradoras e perguntas para a percebe algum perigo;
progressivas, de causa e efeito. mediação do diálogo levando em consideração as
inquietações que a composição venha apontar;
Fomentar o sentimento de pertencimento das
crianças: étnico-racial, social, cultural dentre
outros;
Incentivar a tomada de decisão individual e
coletiva e a resolução de conflitos pelo diálogo,
durante atividades em grupo e rodas de conversa;
Possibilitar atividades que permitam a criança se
conhecer, se valorizar, compreender a história de
sua família, de seu nome, reconhecer seus
gostos, seu corpo, suas emoções, dentre outros;

Você também pode gostar