Ano Lectivo de 2010/2011

1

Introdução
A biblioteca escolar é parte integrante do processo educativo. Como tal, assume-se, não unicamente, como um espaço dedicado ao conhecimento e à cultura, procurando responder às preocupações educativas da escola, mas também pretende ser um centro de promoção de aprendizagem. Pretende, ainda, proporcionar serviços e condições, de forma activa, de modo que, os públicos-alvo tenham sempre consciência do seu papel essencial como parceiros na aprendizagem e como portal para todo o tipo de recursos de informação. “Os recursos documentais são o conjunto dos documentos (…) que sustentam as actividades de ensino e aprendizagem. (…) Devem corresponder às necessidades particulares de formação, quer seja curricular, ou geral, mais conhecida pela denominação formação pessoal (organização do trabalho, pesquisa, visão do mundo, sentido de responsabilidade, autonomia, cultura, gosto e prazer pela leitura). Québec 1987, Les ressources documentaires : aspects pédagogiques et aspects organisationnels. Ministère de l'Éducation, Direction générale de l'évaluation et des ressources didactiques. É nesta base que direccionamos a nossa linha de acção, para este ano lectivo: a Biblioteca, como fonte de recursos, como espaço de exploração de informação, de apropriação de conhecimento conducente a resultados favoráveis, em termos de sucesso educativo. Torna-se cada vez mais necessária, toda uma dinâmica de atitudes que desenvolvam as capacidades de “aprender a aprender”, suportada na BE, pela disponibilização de documentação, oferta de recursos em diversos suportes, que permitam a informação, a investigação, mas também o desenvolvimento do sentido estético, cívico e espírito crítico essenciais, para a vivência nos dias de hoje. Nas últimas décadas, as Bibliotecas assistem a profundas transformações decorrentes da evolução das tecnologias de informação e comunicação (TIC) e da emergência das designadas Sociedades de Informação e do Conhecimento. Numa perspectiva de biblioteca em mudança, um dos principais desafios que se impõe é o de converter a biblioteca, entre outras vertentes, num serviço onde os seus utilizadores possam adquirir um conjunto de competências que os tornem mais autónomos na pesquisa, selecção e organização da informação. Surge um novo meio de aprendizagem num ambiente aberto, descentrado e flexível, com estratégias de auto-aprendizagem, de ensino à distância e em competências de aprendizagem elevadas. É este o cenário actual: “SOCIEDADE da Informação - do CONHECIMENTO e os desafios que se nos deparam: Novas tecnologias, que constituem habilidades esperadas hoje, para enfrentar a vida e o mercado com destaque para a “Fluência tecnológica” - Saber lidar com computadores, internet e outros equipamentos 8 (DALTON;PROCTOR,2008) O DESAFIO DAS BIBLIOTECAS NO NOVO PARADIGMA passa pela promoção de experiência do processo de busca e uso da informação com a finalidade de construir conhecimentos, habilidades, competências e valores fundamentais para o desenvolvimento de pessoas que aprendem ao longo da vida. Contribuir para a formação do aluno enquanto cidadão capaz de apresentar uma atitude crítica e responsável perante a sociedade. A tecnologia pode ajudar-nos a ser melhores aprendentes.

“A Biblioteca Escolar desempenha um papel essencial ao auxiliar os estudantes a desenvolver os conceitos de recuperação de informação e ao auxiliá-los a adquirir destreza para utilizar e gerir fontes de informação.” HANNESDÓTTIR, Sigrún Klara

2

No âmbito do grande projecto “Livro e Computador, de Mãos Dadas, Fazendo Leitores”, pretendem-se desenvolver subprojectos e actividades relacionadas com a informação em vários suportes: leitura em livro e leitura digital. O ponto de partida será a auscultação dos vários grupos disciplinares, através dos coordenadores de ciclo, acerca das leituras orientadas e projectos existentes. A Biblioteca pretende interagir com todos os professores no desenvolvimento e exploração das mesmas, através de: Uso e apropriação da leitura, de forma a apresentá-la em suporte informático. Pretende ainda formar, no sentido da aplicação do Modelo “Big 6”, o qual orienta para a elaboração do trabalho nas diferentes etapas a seguir. Assim, poderão ser desenvolvidos projectos relacionados com temáticas integrantes do currículo, onde este modelo poderá ser utilizado, como uma ferramenta essencial à sua organização, elaboração e avaliação (exemplo: poluição). Uma das grandes metas da BE, neste ano lectivo, é a realização de acções/trabalhos/realizações, no âmbito da Literacia da Informação – transversal ao currículo e à nossa vivência ao longo da vida. Para tal, desencadeará estratégias/processos que levem os alunos a adquirir Competências de Estudo e Literacia da Informação “ (…) de aprender de forma autónoma; de ter consciência das suas necessidades de informação e participar activamente no mundo das ideias; serem capazes de lidar com ferramentas tecnológicas para aceder à informação, para comunicar, (…) saber escolher a informação relevante; serem capazes de agir confortavelmente em situações em que existam respostas múltiplas, assim como naquelas em que não há resposta; (…) que sejam flexíveis, capazes de se adaptar à mudança e de funcionar quer individualmente quer em grupo (…) Directrizes da IFLA/UNESCO para Bibliotecas Escolares, 2002, versão em português (Portugal), 2006, trad. Maria José Vitorino 22|26 A biblioteca, neste contexto, (tecnologias de informação e comunicação) transformar-se-á num verdadeiro laboratório de aprendizagem de competências de informação onde o aluno adquirirá, à medida do seu percurso escolar, métodos de trabalho, desenvolverá a sua autonomia, aprenderá a procurar, explorar e difundir a informação sob todas as formas, desenvolverá o espírito de análise e de síntese, assim como o sentido crítico. A biblioteca tornar-se-á um lugar de formação. A biblioteca responderá, ainda a necessidades de lazer e de calma, mas sobretudo oferecerá um ambiente cultural de primeira escolha pelo conjunto de documentos e serviços que tornará acessíveis. Uma maior continuidade será criada entre a biblioteca e a sala de aula. Montréal 1994, DION, Jocelyne, Des bibliothèques branchées sur la planète. Documentation et bibliothèques, vol. 40, no 4 (numero thématique, La bibliothèque de l'école), p. 252.

3

OBJECTO DA AVALIAÇÃO Domínio a avaliar Indicadores D. Gestão da BE

D.1. Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE D.1.1 Integração/acção da BE na escola/agrupamento. D.1.2 Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e gestão da escola/agrupamento. D.1.3 Resposta da BE às necessidades da escola/agrupamento. D.1.4 Avaliação da BE na escola/agrupamento. D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços D.2.1 Liderança do professor bibliotecário na escola/agrupamento. D.2.2 Adequação dos recursos humanos às necessidades de funcionamento da BE na escola/agrupamento. D.2.3 Adequação da BE em termos de espaço às necessidades da escola/agrupamento. D.2.4 Adequação dos computadores e equipamentos tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola/agrupamento. D.3 Gestão da Colecção/da informação D.3.1 Planeamento/ gestão da colecção de acordo com a inventariação das necessidades curriculares e dos utilizadores da escola/agrupamento. D.3.2 Adequação dos livros e de outros recursos de informação (no local e online) às necessidades curriculares e aos interesses dos utilizadores na escola/agrupamento. D.3.3 Uso da colecção pelos utilizadores da escola/agrupamento. D.3.4 Organização da informação. Informatização da colecção. D.3.5 Difusão da informação

Justificação da escolha

No acto da escolha do domínio D, esteve subjacente a finalidade primeira de CORRESPONDER ÀS METAS DO PROJECTO EDUCATIVO DA ESCOLA (TEIP): Melhoria do sucesso escolar; Combate à indisciplina; Combate ao Abandono escolar. Através de: Promoção da Literacia da Informação – transversal ao currículo e à nossa vivência ao longo da vida; De desenvolvimento de estratégias de acção consertadas por todos os parceiros educativos. A Biblioteca também pretende constituir-se como recurso pedagógico na construção do conhecimento. Potenciar os recursos existentes para desenvolvimento do processo ensino/aprendizagem. Aprofundar, através deles, um trabalho colaborativo entre a BE e os professores que: favoreça a utilização e a integração dos mesmos nas estratégias de ensino/aprendizagem; contribua para a dinamização de actividades no âmbito da promoção da leitura e de um programa na área da literacia da informação que se reflicta nas atitudes e competências pessoais dos alunos, na responsabilidade, autonomia, espírito crítico e capacidade de aprender. A equipa da Biblioteca entende ser este o domínio que melhor poderá, empreender um Projecto de Leitura e Tecnologia Integrados, bem como favorecer instrumentos/ferramentas com os quais os alunos vão “Aprendendo a aprender”.

4

E assim, a Biblioteca Escolar pretende ser... • um serviço pedagógico • um centro de informação • um centro de leitura • um centro de formação no coração do Projecto Educativo • um serviço centrado no aluno • uma riqueza colectiva a possuir. ... ter o gosto de conseguir (ter o prazer de alcançar) Québec 1993, La bibliothèque de l'école, Aide-mémoire. Ministère de l'Éducation, Direction générale des ressources didactiques et de la formation à distance.

5

Domínio

Actividades

Objectivos/Competências

Dinamizadore s/ Interveniente s

Local

Calendarizaç ão

D. Gestão da BE D.1. Articulação da BE com a Escola/Agrupa mento. Acesso e serviços prestados pela BE D.1.1 Integração/acç ão da BE na escola/agrup amento. D.2.4 Adequação dos computadore se equipamento s tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola/agrup amento.

Organização e Gestão da BE - Análise do Projecto Educativo da Escola – Projecto TEIP levantamento dos objectivos e metas a atingir; - Elaboração do Plano de Anual de Actividades para o presente ano lectivo; - Avaliação e análise do fundo documental existente e sua reorganização em função dos critérios estipulados no PDC; - Elaboração dos documentos PDC (Política de Desenvolvimento da Educação) "Manual de Procedimentos" e sua divulgação; - Levantamento de recursos da BE de acordo com as planificações dos Departamentos e Grupos Disciplinares - Recolha de propostas e sugestões de aquisição de fundo documental, junto da comunidade escolar; - Divulgação do fundo documental existente, por diferentes áreas a todos os departamentos/grupos disciplinares/alunos/assistentes operacionais/pessoal administrativo e restante comunidade, através de boletins informativos, guiões e blogue. - Apoio às actividades curriculares e não curriculares; - Realização da "Banca das Novidades"; - Boletins informativos dos recursos adquiridos, de divulgação de links da web; - Promoção de actividades do Plano Nacional de Leitura. -Planificação e trabalho conjunto com os professores; - Participação nas reuniões consideradas pertinentes; - Implementação do programa "Bibliobase”; - Tratamento do fundo documental (catalogação, classificação e início da indexação), com base na Classificação Decimal Universal (CDU); - Recolha e tratamento estatístico da utilização dos serviços da BE, nomeadamente, as requisições; - Actualização e Divulgação na plataforma da escola – Moodle, Blog da Be, Jornal da escola e da comunidade, Cartazes, e-mails; - Promoção e incorporação, na BE, de materiais produzidos por

Objectivos: - Reforçar o papel da BE como pólo dinamizador e aglutinador da Escola; -Incentivar a cooperação dos professores com a BE, rentabilizando os recursos nela existentes, no âmbito da planificação e desenvolvimento das actividades curriculares, extra-curriculares e dos projectos; - Facilitar a pesquisa de informação – recursos; - Difundir o fundo documental da BE. - Promover a leitura como forma de conhecimento e prazer; - Avaliar e actualizar recursos da Biblioteca; - Disponibilizar uma colecção variada e adequada aos gostos e interesses de formação dos utilizadores; -Uniformizar critérios de gestão e organização do fundo documental. - Modernizar/actualizar a biblioteca de modo a constituir-se um Centro de Recursos capaz de estimular a leitura e o trabalho pedagógico; - Divulgar, de forma dinâmica, os recursos materiais da Biblioteca (fundo documental); - Facilitar a consulta, manuseamento e requisição do fundo documental.

-Equipa da BE; -Toda a comunidade Biblioteca escolar. s do Ao longo do Centro Escolar e ano Escola sede.

6

alunos e professores; - Actualização e organização dos dossiers; - Autoavaliação da BE.

B. Leitura e Literacia Recepção a toda a Comunidade Escolar B.1 Trabalho da BE ao serviço da promoçã o da leitura na escola/agr upamento.
D. Gestão da BE
D.1. Articulaçã o da BE com a Escola/Ag rupamento . Acesso e serviços prestados pela BE

Directores de Turma /Professores - Projecto “Ler + para Vencer” - Entrega dos livros oferecidos Objectivos: Titular/ pelo PNL, aos alunos dos 1º e 5º anos; Secretários do - Facilitar a integração dos Alunos nos novos espaços 5º ano; - Sensibilização aos pais, apresentando a Biblioteca - visualização escolares. Alunos do 1º e geral dos espaços da mesma - (articulação com os Directores de - Sensibilizar os alunos e Encarregados de Educação para a 5º ano Turma); importância da leitura; Professoras - Entrega de um Boletim Informativo de apelo e fomento da - Incentivar a prática da mesma; Bibliotecárias/ leitura, em termos de acompanhamento dos seus educandos. - Aumentar a taxa de sucesso. Comunidade Escolar/Encarr “Bem-Vindo à Biblioteca” em diversas línguas; egados de - Exposição “O Livro da Semana” e “O Pensamento da Educação. Semana” - pequena banca de livros – sugestões de leitura; - Exposição decorativa e temática de apelo à leitura e à frequência da Biblioteca; "À Descoberta da Biblioteca"
“De Pequenino é que se Começa a ir à Biblioteca”:

 

Receção aos alunos novos do Pré - Escolar e 1º ano. Recepção aos alunos 5º ano:

Centro Escolar de Tarouca /Escola Dr. José Leite de Vasconc elos BEs Centro Escolar

10 de Setembro

      

Acção de Formação de utilizadores: Visionamento de um PowerPoint para explicitação de procedimentos e regras da BE. Apresentação da BE através de visita guiada com o Director/Titular de Turma; Apresentação do espólio e organização da BE; Apresentação do Regimento da Biblioteca e sua afixação na entrada da BE; Distribuição do "Guião do Utilizador"; Distribuição de marcadores de apelo à leitura;

Objectivos: - Iniciar a relação afectiva com a biblioteca; - Sensibilizar a comunidade educativa para a leitura; - Criar hábitos de comportamentos dentro do espaço da BE; - Promover a leitura como forma de conhecimento e prazer; -Valorizar o espaço da Escola, no que respeita às suas condições físicas; - Dar a conhecer à comunidade educativa a estrutura e organização da BE, os serviços e os recursos físicos existentes. - Orientar no sentido de uniformizar procedimentos e

Equipa da BE / Alunos do Pré-escolar , 1º Ano e 5º ano.

Bibliotec a Escolasede -Sala dos Grandes Grupos

Outubro

Biblioteca s do

7

História Digital.

normas de conduta, e regras a adoptar no uso dos seus recursos; -Divulgar a diversidade documental da Biblioteca; -Proporcionar uma boa integração escolar; - Divulgar a biblioteca como forma de prazer e de aprendizagem;

Centro Escolar

D.2.4 Adequaçã o dos computad ores e equipame ntos tecnológic os ao trabalho da BE e dos utilizadore s na escola/agr upamento.

Comemoração do Dia Mundial das Bibliotecas Escolares: Projecto de promoção das Literacias de Informação: literacia em livro e literacia digital.  Leitura e Tecnologia Integrados - Aprendendo a aprender.  Literacia Digital: enfoque à diversidade de recursos existentes na nova sociedade de informação; uso eficaz ética e responsabilidade (saber usar a informação);  Literacia da informação = transversal ao currículo, bem como à nossa vivência “ao longo da vida”.  Exposição subordinada ao tema ”Livro e Computador, de mãos dadas, fazendo Leitores” - relativa à evolução da tecnologia e sua importância a nível do conhecimento.

Objectivos: - Divulgar e valorizar a Biblioteca como fonte de recursos e de actividades de prazer e de aprendizagem; - Criar hábitos e gosto de leitura; - Aumentar o número de leitores; - Adquirir e/ou consolidar a competência leitora; - Despertar, a curiosidade; - Incentivar o espírito de descoberta; - Potenciar a imaginação e capacidade criativa; - Proporcionar momentos de conhecimento e de prazer.

Equipa da BE / Professores Alunos e toda a Biblioteca comunidade Outubro Escolaeducativa Sede - Mês das Bibliotecas Escolares;

Exposição temática “ Literacia em Livro vs Literacia Digital”:  Leitura de livros Digitais;  Ambiente de trabalho dos computadores com leituras digitais e sites das mesmas. B. Leitura e - Os professores da equipa da BE disponibilizarão e inserirão, Literacia nos diversos computadores da BE, vários contos em suporte digital, bem como listagens de links a que, sob a sua orientação, os alunos/turmas/utilizadores terão acesso, para efectuarem leituras de modo diferente.  Visionamento de um PowerPoint com as Novas e Modernas Bibliotecas existentes em todo o mundo - Bibliotecas do Futuro - Bibliotecas Virtuais – “Bibliotecas do séc. XXI”

- Alunos do Pré-Escolar e 1ºCiclo

Dia 26 de Biblioteca Outubro do Centro Escolar

8

Sob o lema: "Diversidade Desafio Mudança, tudo isto na Biblioteca Escolar" - RBE -Passagem de um slide-show de fotos de actividades realizadas no ano transacto; - Abertura do Concurso Top+ leitores; - Biblioteca Viva - Construção de uma árvore gigante com uma

mensagem escrita: “A biblioteca é uma árvore gigante que cresce com todas as turmas” Os alunos registam uma frase com as palavras “BIBLIOTECA ou LIVRO”. Todas as turmas construirão assim a árvore da nossa biblioteca.
 Abertura do Concurso Top+ leitores. Objectivos: - Divulgar e valorizar a Biblioteca como fonte de recursos e de actividades de prazer e de aprendizagem; - Criar hábitos e gosto de leitura; - Aumentar o número de leitores; - Adquirir e/ou consolidar a competência de leitura; - Criar laços de amizade. Objectivos: - Contribuir para o sucesso das aprendizagens dos alunos nesta área, em sintonia com as acções do Projecto TEIP e em articulação com o Departamento das Ciências Exactas; -Fomentar uma atitude positiva dos alunos relativamente à disciplina e às suas capacidades. - Promover o pensamento abstracto aplicado a situações e problemas do quotidiano; Desenvolver conceitos de raciocínio lógico/matemático. Alunos do 1º e 4º Ano, Equipa da BE, Professores Titulares Mês das Bibliotecas Escolares

B. Leitura e Literacia

1ºAno Apadrinhado  “1º Anos Apadrinhados” - por alunos do 4º ano, que se tornam seus protectores;

Biblioteca do Centro Início em Escolar Outubro e continua ao longo do ano

A. Apoio ao Desenvolvi mento Curricular

"O Cantinho da Matemática na BE" - "Aprende, Brincando com a Matemática"  Criação do "Cantinho da Matemática": Actividades de Intervenção na área da Matemática:  Elaboração de exposição temática – Livros e guias de estudo e exercícios; passatempos, jogos…  Elaboração de materiais didácticos para apoio,

- Equipa da BE; Professores das Ciências Biblioteca Novembro Experimentais Escolae Exactas; Sede - Professores das Áreas Curriculares

9


B.1 Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na escola/agrupa mento. D. Gestão da BE D.2.4 Adequação dos computadore se equipamento s tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores. B. Leitura e Literacia D.2.4 Adequação dos computadore se equipamento s tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola/agrup amento. B. Leitura e Literacia

executados e utilizados nesse espaço, por/com alunos e professores colaboradores; Construção de um "Dossier de Matemática”.

Promover o trabalho colaborativo, a auto-confiança e gosto pela actividade prática.

e/ou Curriculares Não Disciplinares. Biblioteca Centro Novembro Escolar

Feira do Livro sobre o Escritor António Mota.

Objectivos: - Divulgar e dinamizar o espaço da Biblioteca Escolar; - Equipa da - Promover o gosto e hábitos de Leitura; BE. - Motivar os alunos para a importância do livro e da leitura; - Promover a interacção escola/ meio. Objectivos: - Uso e apropriação da leitura, de forma a ser apresentada em suporte informático. - Adquirir e/ou consolidar a competência leitora; - Equipa da - Explorar diferentes abordagens à escrita e à leitura; -Desenvolver performances de leitura em diversos suportes; BE. - Favorecer a participação activa dos alunos no processo diferente de leituras apresentadas e elaboradas.

“Livro e Computador, de Mãos Dadas, Fazendo Leitores”

Hora do Conto Digital
Leituras digitais retiradas de links e elaboradas em PowerPoint.

Biblioteca EscolaNovembro Sede

“Ecoconto” (mensal) – Conto com temáticas de defesa do
ambiente

"O Presépio dos Contos" Decoração da Biblioteca com um presépio "O Presépio dos Contos" - contendo os contos do escritor António Torrado - "História do Dia" retirados do link: www.historiadodia.pt;  Articulação com os professores do Grupo Disciplinar de Língua Portuguesa, EVT e EV;

Objectivos: -Conhecer a obra de diferentes escritores nacionais e estrangeiros; -Promover autores portugueses actuais de referência: António Torrado; -Divulgar a biobibliografia do autor; -Divulgar a sua vasta obra do público juvenil.

-Alunos do 2º e Biblioteca 3º Ciclos; EscolaDezembro -Equipa da BE; Sede Articulação: -Professores ACND; prof. de Língua Portuguesa, EVT e EV;

- Elaboração do “Dossier Temático de Inglês”- Contos de António Torrado do link: www.historiadodia.pt;

10

B. Leitura e Literacia B.1 Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na escola/agrupa mento.

2º Encontro com um Escritor: “António Mota”

Objectivos: - Conhecer o autor; - Promover o livro e a leitura; - Explorar diferentes abordagens à escrita e à leitura infantil; - Estimular a criatividade; - Conhecer escritores regionais; - Proporcionar a articulação curricular entre ciclos, tendo em conta a promoção de aprendizagens partilhadas ao longo do percurso escolar do aluno; - Criar um ambiente informal, incentivando os alunos para o contacto com o livro, o seu autor e personagens da história; - Operacionalizar as actividades na área da Língua Materna com a Biblioteca Escolar numa articulação transversal e multidisciplinar.

Equipa da BE / TIC/ Alunos do Pré-Escolar e 1º Ciclo / Biblioteca Professores Centro 2 Dezembro titulares de Escolar Turma e Educadoras de infância.

A. Apoio ao Desenvolvime nto Curricular D. Gestão da BE D.1. Articulação da BE com a Escola/Agrupa mento. Acesso e serviços prestados pela BE D.2.4 Adequação dos computadore se equipamento s tecnológicos

Modelo “The Big Six” Big6 - Guião de pesquisa de Informação –
Acção dinamizada nos tempos lectivos das NAC; Articulação com os professores de Informática/TIC. - Desenvolvimento e aplicação do guião de pesquisa -Big 6 – com Objectivos: aprovação do Conselho Pedagógico. - Desenvolver a autonomia, o espírito crítico e hábitos de trabalho individual e colectivos; “Formação sobre o” Modelo Big 6": - Saber seleccionar a informação em vários suportes; Apoio ao desenvolvimento curricular e sua aplicação prática nos projectos a desenvolver. - Compreender a importância da BE no trabalho de Apresentação do guião de pesquisa aos alunos. pesquisa; Orientação aos alunos sobre toda a organização da Biblioteca - Aprender a localizar e utilizar a informação em formatos e para conhecimento do acervo relativo ao tema em estudo; suportes variados; Explicação do modelo através de um PowerPoint sobre a - Compreender a utilidade da informação para o funcionalidade da tarefa para uma melhor pesquisa da desenvolvimento do trabalho; informação. - Aprender a organizar a pesquisa documental em - Modelo de Pesquisa de Informação com a finalidade de produzir diferentes etapas do trabalho; - Equipa da BE - Professores - Alunos desde Bibliotec o 3º ano até ao a Escola Secundário; -Sede -Articulação com os professores das ACND, de coordenadores de Projectos (PES) e demais professores

- Sala dos Grandes Grupos

Janeiro e ao longo do ano

11

ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola/agrup amento.

trabalhos Escritos; - Levantamento e recolha, junto dos Directores de Turma, das temáticas a desenvolver nas áreas curriculares não disciplinares, bem como em projectos constantes do PCT. - Exploração de alguns projectos, usando o modelo de orientação de pesquisa “Big 6”; - Formação relativa ao mesmo, direccionada aos professores, seguida dos alunos, com aplicação prática e articulada.

- Valorizar o trabalho em equipa e a aprendizagem por descoberta;

Pequenos / Grandes contadores de Histórias.  “A Hora dos Pais/Família na BE”;

B. Leitura e Literacia

 

Leitura de um conto, relato de vivências do seu meio – exploração do Património Oral: histórias, provérbios, lenga-lengas, trava-línguas, adivinhas, testemunhos, ditados populares/ladainhas/rezas e até canções. - Colaboração dos alunos na recolha e colocação dos trabalhos nos placards da BE. "Familiares Leitores";

Objectivos: - Consciencializar a família da necessidade de partilhar responsabilidades com a escola na formação ou na conquista de leitores; - Sensibilizar os pais para a importância do livro e da leitura na educação e acompanhá-los na descoberta do prazer de ler e, se possível, a dialogar com eles sobre o conteúdo das obras; - Promover e criar hábitos de leitura; - Intensificar o contacto com a leitura na escola, na sala de aula e em casa; - Promover a discussão/debate de ideias; - Criar situações que os ajudam na construção da cidadania;

Equipa da BE; Corpo docente; alunos familiares.

Bibliotec as EscolaFevereiro sede e Centro Escolar

B. Leitura e Literacia

“LIVROS ERRANTES” ACTIVIDADE REALIZADA EM ARTICULAÇÃO COM A DISCIPLINA DE LP - REQUISIÇÃO DE LIVROS EM SALA DE AULA:
POR 2 ALUNOS ELEITOS “BIBLIOTECÁRIOS”, SELECCIONADOS NA TURMA;

Livros de leitura orientada e recreativa, recomendados pelo PNL:  Escolha, requisição de livros na sala de aula;  Apresentação da obra lida, em suporte digital, de forma completa e concisa, usando:  Recursos Educativos Digitais: powerpoint; narrativas digitais e Podcasting;

- Fomentar o gosto pela leitura; - Contribuir para as aprendizagens, em termos curriculares, através da transversalidade implícita. - Usar as TIC em contexto ensino/aprendizagem, geradora de conhecimento; Reconhecer a utilidade da informação para o desenvolvimento de trabalhos; - Valorizar o trabalho em equipa e a aprendizagem por descoberta; - Partilhar conhecimento e participar eticamente e de forma produtiva como membro de uma comunidade;

- Professores de LP/POR – Directores de Turma; - Equipa da BE -Professores de TIC. - Professores e alunos de todas as turmas, em contexto de aula e em actividades na

Ao longo do

12

A. Apoio ao Desenvolvime nto Curricular B. Leitura e Literacia

Recursos existentes na Web, Wikis e links recomendados pelo professor e/ou professor bibliotecário;  Recursos materiais retirados do livro ou outros, de forma a tentar “publicitar” o livro que leu à turma, de modo a recomendá-lo. No fim, realiza-se a troca e nova requisição de livros, fruto de sugestões e/ou motivações. Semana da Leitura

- Levar o aluno a aprender a gostar de ler, através da valorização do livro, da motivação que sente e reflecte, no apelo que faz à sua leitura.

Biblioteca Escolar. Alunos em grupos de pares.

Bibliotec a/salas de aula/blog ue

ano; A acordar e programar com os professores Titulares de Turma.

B. Leitura e Literacia D.2.4 Adequação dos computadore se equipamento s tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola/agrup amento. B. Leitura e Literacia

"O Conto Vai à Cantina"- "O Conto vai à BM" -

articulação com o PES e Biblioteca Municipal; Dia Mundial do Livro/Autor Português. - Homenagem ao escritor José Saramago - Articulação com os professores de Português do Ensino Secundário.
-Vinda de um escritor local; -Feira do livro. Projecto "O Livro Nómada“ Hora do Conto  Dramatização do conto "A Dama Pé-de-Cabra" de Alexandre Herculano - Clube dos Amigos da Biblioteca.

-Escritores locais. -Toda a Objectivos: comunidade -Promover autores locais; escolar; -Dar a conhecer potenciais escritores da nossa região; -Articulação -Valorizar as figuras da nossa terra e estabelecer, com eles, com os uma relação estreita. professores de Incentivar a frequência da Biblioteca; LP e -Desenvolver performances de leitura em diversos suportes; Português: - Desenvolver o gosto pela leitura e pela escrita; Assistentes - Criar hábitos de leitura e o respeito pelos livros; Operacionais e - Promover a literacia enquanto competência global; funcionários - Sensibilizar os pais quanto à importância do acto de administrativos leitura na promoção do sucesso escolar das crianças; Equipa da BE e PNL / Pré Escolar e 1ºCiclo

Março Biblioteca da Escola - Sede 26 Março -Cantina Dia do livro da Escola Português Março Biblioteca Centro Escolar

Dia Internacional do Livro infantil:
“As Crianças Contam Histórias Digitais”

- Projecto:

Objectivos: - Despertar o gosto pela leitura; - Promover o gosto pela história lida e pela sua aprendizagem; - Favorecer a auto-estima; - Promover a compreensão lógica da narrativa;

Equipa da BE / TIC/ PNL / 1ºCiclo e PréEscolar;

2 de Abril Biblioteca do Centro Escolar

13

- Reforçar as relações interpessoais; - Fomentar os hábitos de recolha, selecção e tratamento da informação. - Aprender a manusear os livros correctamente;

Pré-escolar e 1º Ciclo Bibliotecas

Maio

Objectivos: - Criar hábitos e gosto de leitura;
B. Leitura e Literacia

TOP+ Leitores

- Aumentar o número de leitores; - Adquirir e/ou consolidar a competência da leitura; - Estimular nas crianças/jovens o prazer de ler; - Conhecer e actuar de acordo com as normas, regras e critérios de actuação.

-Equipa da BE; - Corpo discente

Bibliote cas

Ao longo do ano

B. Leitura e Literacia

- Projectos do PNL: "Já Sei Ler" e “Leitura em Vai e Vem”; “Concurso Nacional de Leitura” “Quem Conta um Conto Acrescenta um Ponto”

Objectivos: - Criar hábitos e gosto pela leitura; - Divulgar os livros do PNL; - Divulgar e dinamizar o espaço da Biblioteca

-Pré-Escolar, 1º, 2º e 3º Ciclos Professores de LP e Equipa

Maio

- Outros concursos no âmbito do PNL

Avaliação
A avaliação da eficácia e eficiência dos serviços será feita através:  Documentos que regulam a actividade da escola (PEE, PCT, RI, etc.);  Documentos relativos à actividade da BE: Plano de desenvolvimento, programas e relatórios de actividades; regulamentos e políticas da BE;  Actas e registos de reuniões na escola (com direcção da escola, departamentos e outras estruturas);  Actas e registos de reuniões com elementos exteriores (biblioteca municipal, Biblioteca Municipal de Lamego, etc.);  Documentos e recursos de apoio produzidos pela BE: por exemplo, guiões no âmbito da literacia da informação, guias de leitura, guias informativos;  Análises estatísticas da utilização dos equipamentos e fundo documental; da frequência do espaço; da recolha de sugestões/críticas; da observação directa;  Reuniões regulares da equipa;  Comentários (orais ou escritos) sobre actividades articuladas entre a BE a sala de aula (pesquisas, promoção da leitura, reflexões, etc.);

14

Avaliação
               Caixa de sugestões livro de comentários; Registos de projectos/actividades; Questionários a docentes e alunos; Observação de alunos em trabalho na BE; Utilização livre da BE: recursos utilizados, actividades realizadas; Trabalhos realizados pelos alunos, na BE e em sala de aula; Análise de documentação; Análise dos recursos da BE em função da utilização que é feita; Documentos e materiais para actividades de ensino realizadas pela BE; Documentos e materiais para cursos de formação realizados ou apoiados pela BE; Registos de actividades/projectos no âmbito do apoio ao currículo; Planos de trabalho e planificações conjuntas envolvendo a BE e os docentes (áreas curriculares e não curriculares); Jornais da BE ou outros onde a BE participe; Página Web da BE; recursos Web 2 utilizados pela BE no âmbito de actividades (por exemplo, fóruns de leitura no blog); Documentos relacionados com estratégias de comunicação, divulgação; Registos fotográficos ou vídeo de projectos e actividades; Divulgação pela imprensa local de acções e actividades desenvolvidas;

Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca As Coordenadoras da Biblioteca _____________________________ ______________________________

15

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful