Você está na página 1de 6

SEEDUC- RJ – COLÉGIO ESTADUAL ELISIÁRIO MATA

Disciplina L. Portuguesa e Literatura Professor Itair C. Pinto Nota:


Data: ____/____/2022. Valor: 5,0 – 1ª PARTE Turma:
SEEDUC-RJ Assunto: Trabalho de Recuperação Turmas 1007/1008 1° ano Nº

1. Defina gramática.
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

2. Onde é adquirida a língua escrita e a oral?


____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

3. Onde é empregada a língua escrita e a oral?


____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
P
4. O emissor e o receptor nem sempre estão presentes na:
( ) Língua escrita ( ) Língua oral

5. Escreva LE para língua escrita e LO para língua oral.

( ) Repetições, frases inacabadas e formas contraídas são evitadas;


( ) Ocorrem repetições de palavras, frases inacabadas e formas contraídas (tá, né, cê etc.);
( ) Emprega sinais de pontuação e recursos visuais;
( ) Acompanhada de entonação de voz, gestos, pausas, mímica;
( ) Formada por fonemas;
( ) Formada por letras e sinais gráficos, tais como: acento agudo, cedilha etc.

6. Coloque C para código, E para emissor, M para mensagem e R para receptor.

( ) língua oral ( ) língua escrita ( ) gestos ( ) cores ( ) sons ( ) desenhos


( ) que envia a mensagem ( ) o que se transmite ( ) aquele que recebe e entende

7. Defina Gramática intuitiva.


____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

8. Defina Gramática normativa.


____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

9. Como se divide a Gramática normativa?


____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

10. Coloque F para falso e V para verdadeiro para cada afirmação abaixo.

a) Todas as vogais podem se tornar semivogais. ( )


b) A sempre será vogal ( )
c) O, u tornam-se semivogais quando pronunciadas com mais força. ( )
d) E, i tornam-se semivogais quando pronunciadas com menos força. ( )
e) Vogal oral e aquela pronunciada pela boca e pelo nariz. ( )
11. O que é sílaba?
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

12. O que é um encontro vocálico?


____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

13. Das opções abaixo, copie apenas as alternativas corretas.

a) Na palavra inteirinha. b) Na palavra andou.


*nt é encontro consonantal *nd é encontro consonantal
* ei é ditongo decrescente oral *an é dígrafo
*nh é dígrafo * n não tem valor de consoante
*nh é encontro consonantal *ou é ditongo crescente oral
* in é dígrafo *a separação silábica é an-do-u
________________________ __________________________

14. Escreva as palavras abaixo no diminutivo.

Rosa _____________________ amor _____________________


adeus ____________________ anel ______________________
casa _____________________ jornal _____________________
blusa _____________________ chapéu ____________________

15.Qual das palavras abaixo está escrita corretamente com Ç, assim como a palavra “preocupação”?

a)Paçageiro b) Atenção c)Inçêndio d) Açunto e)Vaçoura.


Responder
16. Observe: A mãe vai partir o bolo de aniversário. A mãe vai parti-lo. Depois ela vai distribuir os
pedaços. A mãe vai distribuí-lo.
Responda: por que em parti-lo não é acentuada e em distribuí-lo aparece acento?
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

17. Indique o radical das palavras abaixo:

realmente, irreal, realidade, realizar, irrealidade. ______________


cruzeiro, cruzado, encruzilhada, cruzar, descruzar. ____________

18. Como se chama o:

a) estudo do peixe: ___________________ b) estudo da vida:______________________


c) estudo da raça: ____________________ d) estudo do coração: ___________________
e) estudo do tempo: ___________________ f) estudo do dente: _____________________
g) estudo do homem: __________________ h) estudo do som: ______________________
i) estudo do olho: _____________________ j) estudo do animal: _____________________
k) governo do povo: _________________ l) governo de um só: ____________________
m) governo de Deus: __________________ n) governo de ladrões: __________________
o) governo de ricos: ___________________ p) tratado de um povo: __________________
q) escrita com os dedos: _______________ r) escrita bela, boa: _____________________
s) escrita correta: _____________________ t) escrita na pedra: _____________________
u) escrita antiga: ______________________ v) escrita rápida: _______________________
w) escrita na madeira: __________________
19. Leia o poema abaixo e diga qual foi o processo de formação de palavras utilizado nas palavras
sublinhadas.

O poeta e a poesia

Não é a poeta que cria a poesia. ________________________________________


E sim a poesia que condiciona o poeta. ________________________________________
Poeta é a sensibilidade acima do vulgar. ________________________________________
Poeta é o operário, o artífice da palavra. ________________________________________
E com ela compõe a ouriversaria de um verso ________________________________________
Poeta, não somente o que escreve. ________________________________________
É aquele que sente a poesia, ________________________________________
se extasia sensível ao achado
de uma rima, à autenticidade de um verso. ________________________________________
Poeta é ser ambicioso, insatisfeito,
procurando no jogo das palavras, ________________________________________
no imprevisto do texto, atingir a perfeição inalcançável.
Cora Coralina. Vintém de cobre – Meias confissões de Aninha. Goiás, Ed. da UFGO, 1983.

20. Leia o texto.

Marsupial na mesa.

O canguru pode virar churrasquinho. Sob o argumento de que sua população dobrou nos últimos
quatro anos, o Parlamento australiano discute a comestibilidade do animal.
Os aficionados dizem qu a carne é magra e saborosa.
In revista Veja. SP, Abril, junho de 1992.

sobre o texto, responda:

a) quantas frases tem o texto? ___________________________________________________________


b) Onde se inicia e termina a segunda frase? ________________________________________________
c) Quantas palavras há na terceira frase?___________________________________________________
d) Quatro palavras que dão nome a seres e podem vir precedidas de artigo.
____________________________________________________________________________________
e) Três palavras que indicam ação e podem ser conjugadas. ____________________________________
f) Duas palavras que qualificam o substantivo: _______________________________________________
g) Três palavras que precedem o substantivo, determinando-o: __________________________________
h) Um numeral: ____________________________________

BÔNUS

Assinale a alternativa em que o(s) termo(s) em negrito do fragmento citado NÃO contém (êm) traço(s) da
função emotiva da linguagem.
a) Os poemas (infelizmente!) não estão nos rótulos de embalagens nem junto aos frascos de remédio.
b) A leitura ganha contornos de “cobaia de laboratório” quando sai de sua significação e cai no ambiente
artificial e na situação inventada.
c) Outras leituras significativas são o rótulo de um produto que se vai comprar, os preços do bem de
consumo, o tíquete do cinema, as placas do ponto de ônibus (...)
d) Ler e escrever são condutas da vida em sociedade. Não são ratinhos mortos (...) prontinhos para ser
desmontados e montados, picadinhos (...)

TRECHO 1

Esta terra, Senhor, parece-me que, da ponta que mais contra o sul vimos, até a outra ponta que contra o norte vem, de
que nós deste porto houvemos vista, será tamanha que haverá nela bem vinte ou vinte e cinco léguas de costa. Traz ao
longo do mar em algumas partes grandes barreiras, umas vermelhas, e outras brancas; e a terra de cima toda chã e
muito cheia de grandes arvoredos. De ponta a ponta é toda praia... muito chã e muito formosa.[…]
Até agora não pudemos saber se há ouro ou prata nela, ou outra coisa de metal, ou ferro; nem lha vimos. Contudo a
terra em si é de muito bons ares frescos e temperados como os de Entre-Douro-e- Minho, […]
Águas são muitas; infinitas. Em tal maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo; por causa das
águas que tem!

TRECHO 2

A feição deles é serem pardos, quase avermelhados, de rostos regulares e narizes bem feitos; andam nus sem
nenhuma cobertura; nem se importam de cobrir nenhuma coisa, nem de mostrar suas vergonhas, e nisso tem tanta
inocência como em mostrar o rosto. […]
Os cabelos seus são corredios. E andavam tosquiados, de tosquia alta, ais que de sobrepente, de boa grandura e
rapados até por cima das orelhas.

TRECHO 3

1. […] um delis pôs olho no colar do Capitão e começou a acenar com a mão para a terra e depois para o colar ,
como que nos dizendo que ali havia ouro.
2. […] o melhor fruto que dela se pode tirar me parece que será salvar essa gente. E esta deve ser a principal semente
que Vossa Alteza em ele deve lançar.

CAMINHA. Pero Vaz de. A carta de Pero Vaz de Caminha. Com um estudo de Jaime Cortesão. Rio de Janeiro.
Livros de Portugal, 1943, p. 204-206, 240.

1. A visao que o português teve do Brasil foi paradisiaca. Transcreva expressoes do trecho 1 que comprovem essa
afirmativa.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
2. De acordo com o trecho 2, que comportamento dos índios causou estranheza nos portugueses?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
3. Os jesuítas vieram ao Brasil em 1549 para catequizar o índio. Que expressão do trecho 3 mostra que esse propósito
já estava sugerido na carta de Caminha?
______________________________________________________________________________________________
4. Qual conclusão podemos tirar desses três trechos?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
5. Por que não se pode falar na existência de uma literatura brasileira no primeiro século d e vida de nosso país?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
Leia a música "Índios", da banda Legião Urbana:

"Índios"
Quem me dera, ao menos uma vez,
Ter de volta todo o ouro que entreguei
A quem conseguiu me convencer
Que era prova de amizade
Se alguém levasse embora até o que eu não tinha.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Esquecer que acreditei que era por brincadeira
Que se cortava sempre um pano-de-chão
De linho nobre e pura seda.
-
Quem me dera, ao menos uma vez,
Explicar o que ninguém consegue entender:
Que o que aconteceu ainda está por vir
E o futuro não é mais como era antigamente.
-
Quem me dera, ao menos uma vez,
Provar que quem tem mais do que precisa ter
Quase sempre se convence que não tem o bastante
E fala demais por não ter nada a dizer
-
Quem me dera, ao menos uma vez,
Que o mais simples fosse visto como o mais importante
Mas nos deram espelhos
E vimos um mundo doente.
-
Quem me dera, ao menos uma vez,
Entender como um só Deus ao mesmo tempo é três
E esse mesmo Deus foi morto por vocês
É só maldade então, deixar um Deus tão triste.
-
Eu quis o perigo e até sangrei sozinho.
Entenda - assim pude trazer você de volta prá mim,
Quando descobri que é sempre só você
Que me entende do inicio ao fim
E é só você que tem a cura pro meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.
-
Quem me dera, ao menos uma vez,
Acreditar por um instante em tudo que existe
E acreditar que o mundo é perfeito
E que todas as pessoas são felizes.
-
Quem me dera, ao menos uma vez,
Fazer com que o mundo saiba que seu nome
Está em tudo e mesmo assim
Ninguém lhe diz ao menos obrigado.
-
Quem me dera, ao menos uma vez,
Como a mais bela tribo, dos mais belos índios,
Não ser atacado por ser inocente.
-
Eu quis o perigo e até sangrei sozinho.
Entenda - assim pude trazer você de volta prá mim,
Quando descobri que é sempre só você
Que me entende do início ao fim
E é só você que tem a cura pro meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.
-
Nos deram espelhos e vimos um mundo doente
Tentei chorar e não consegui.
6. De que ponto de vista a música é narrada: do colonizador ou do colonizado? Justifique com um ou mais versos da
letra.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

7. Quais as principais queixas em relação ao processo de colonização são apontadas na letra da música?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

8. Interprete a passagem "Nos deram espelhos e vimos um mundo doente".

a) O que esse verso nos diz?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
b) Você acredita que a cena expressa nesse verso de fato ocorreu?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

9. A 1ª estrofe da música faz referência a período histórico do Brasil?

a) Que período é esse?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
b) Qual o significado dos versos dessa estrofe?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

10. Leia os seguintes fragmentos que seguem:

I. São mui desonestos e dados à sensualidade, e assim se entregam aos vícios como se neles não houvera razao de
homens: ainda que todavia seu ajuntamento os machos e as fêmeas têm o devido resguardo e nisto mostram ter
alguma vergonha (Pero de Magalhães Gandavo)

II. Alguns vocábulos há nela de que não usam senão as femeas e outros que não servem senao para os machos:
carece de tres letras, convem saber, não se acha nela F, nem I, nem R coisa digna de espanto porque assim não têm
Fé, nem Lei, nem Rei e desta maneira vivem desordenadamente sem terem além disto conta nem peso, nem medida.
(Id.)
Observação: esse texto refere-se à língua tupi-guarani.

III. Não possuem nenhuma fazenda, nem procuram adquiri-la como os outros homens, e assim vivem livres de toda a
cobiça e desejo desordenado de riquezas… (Id.)

a) Que costumes indígenas entram em choque com a visão de mundo do europeu da época?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
b) Qual o costume indígena valorizado pelo narrador?
______________________________________________________________________________________________

Você também pode gostar