Você está na página 1de 17
Extraída e Montada por
Extraída e Montada por

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

1

ÍNDICE

NOTAS MUSICAIS

3

INTERVALOS

4

BEMOL E SUSTENIDO

5

ESQUEMA DE CIFRAS

5

TRÍADES

6

TÉTRADES

9

TOCANDO COM AS DUAS MÃOS

9

INVERSÃO DE ACORDES

11

CIFRAS

13

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

2

1)

NOTAS MUSICAIS

Antes de qualquer coisa precisamos conhecer as sete notas básicas ou

naturais.

mi

sol

si

sete notas básicas ou naturais. dó ré mi fá sol lá si Observe que a seqüência

Observe que a seqüência Dó, Re, Mi, Fa, Sol, La, Si é repetida várias vezes no teclado. Ex: de Dó a Dó essa repetição é chamada de Oitava, portanto um Teclado de 61 teclas possui 5 Oitavas, que começam com sons Graves e terminam com sons Agudos.

que começam com sons Graves e terminam com sons Agudos. A primeira tecla branca antes das

A primeira tecla branca antes das duas teclas pretas sempre será a nota

.

A segunda que fica entre as duas teclas pretas sempre será a nota .

A primeira tecla branca após as duas teclas pretas sempre será a nota

mi.

A primeira tecla branca antes das três teclas pretas sempre será a nota

.

A segunda que fica entre as três teclas pretas sempre será a nota sol.

A terceira que fica entre as três teclas pretas sempre será a nota .

A primeira tecla branca após as três teclas pretas sempre será a nota si.

Agora que já sabemos identificar as teclas vamos numerar os dedos de nossa mão para fazermos um exercício.

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

3

Tanto na mão esquerda quanto

na

terão

direita

os

dedos

atribuídas

a

seguinte

numeração:

Polegar = 1 Indicador = 2 Médio = 3 Anelar = 4 Mínimo = 5

Exercício 1.1:

= 2 Médio = 3 Anelar = 4 Mínimo = 5 Exercício 1.1: Agora vamos praticar

Agora vamos praticar o que aprendemos:

Utilize os dedos nas notas que a representa sucessivamente, comece com a mão direita:

que a representa sucessivamente, comece com a mão direita: 2) INTERVALOS Em uma oitava existe 12

2) INTERVALOS

Em uma oitava existe 12 sons, a distância entre cada um desses sons é chamada de semitom que é menor distancia entre um tom e outro. No teclado é de um semitom a distância entre duas teclas contíguas.

é de um semitom a distância entre duas teclas contíguas. INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

4

Um tom equivale a 2 semitons. Todas as teclas brancas do teclado separadas por uma tecla preta possuem o intervalo de um tom. As que não tem a tecla preta entre elas possuem um intervalo de um semitom entre elas:

entre elas possuem um intervalo de um semitom entre elas: 3) BEMOL E SUSTENIDO É o

3) BEMOL E SUSTENIDO

É o nome que damos quando queremos representar uma nota acrescida de meio tom, exemplo: Temos a nota Dó e queremos representar. A próxima nota que vem depois dela, então essa próxima nota chamar-se-á Dó# ou Dó sustenido, porque está entre Dó e Ré. Geralmente sustenido é o nome que damos às teclas pretas do teclado. Exemplo mais prático - olhando no teclado.

SOL

do teclado. Exemplo mais prático - olhando no teclado. SOL SOL# Aumenta a nota em meio

SOL#

Exemplo mais prático - olhando no teclado. SOL SOL# Aumenta a nota em meio (1/2) tom,

Aumenta a nota em meio (1/2) tom, (da esquerda para direita).

SOL

a nota em meio (1/2) tom, (da esquerda para direita). SOL SOL b Diminui a nota

SOL b

em meio (1/2) tom, (da esquerda para direita). SOL SOL b Diminui a nota em meio

Diminui a nota em meio (1/2) tom, (da direita para a esquerda).

4) ESQUEMA DE CIFRAS

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

5

Como é apresentado nas cifras, as notas musicais: Dó Ré Mi Fá Sol Lá

e

Si são representadas por letras do alfabeto. Respectivamente: C D E F

G

A B. Vejamos então:

C

= Dó

m = Menor

 

G = Sol

D

= Ré

b = Bemol

 

A = Lá

E

= Mi

# = Sustenido

 

B = Si

F

= Fá

7 = Com sétima

A partir de agora não usaremos mais os termos Dó Ré Mi Fá Sol Lá e Si. E sim, C D E F G A B. Certo?! É isso mesmo você terá que identificar cada nota.

5) TRÍADES

Tríades são acordes formados por três notas. Entre estes estão os acordes básicos, C – D – E – F – G – A – B, tanto maiores, como menores e também sustenidos (#) e bemois (b).

Maiores - Um acorde será maior quando a distância entre o 1º grau e o 3º grau for igual à dois tons (C+C#+D+D#+E) e a distância entre o 3º e 5º grau for um tom e meio (E+F+F#+G);

entre o 3º e 5º grau for um tom e meio (E+F+F#+G); C Menores - Um

C

Menores - Um acorde será menor quando a distância entre o 1º grau e o 3º grau for igual à 1 tom e meio (C+C#+D+D#) e a distância entre o 3º e 5º grau for dois tons (E+F+F#+G);

distância entre o 3º e 5º grau for dois tons (E+F+F#+G); Cm INTRODUÇÃO AO TECLADO –

Cm

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

6

Vejamos então a montagem das tríades das setes notas maiores básicas:

C + E + G

D + F# + A

E + G# + B

F + A + C

G + B + D

A + C# + E

B + D# + F#

F# + A E + G# + B F + A + C G + B
F# + A E + G# + B F + A + C G + B
F# + A E + G# + B F + A + C G + B
F# + A E + G# + B F + A + C G + B
F# + A E + G# + B F + A + C G + B
F# + A E + G# + B F + A + C G + B
F# + A E + G# + B F + A + C G + B

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

7

Vejamos então a montagem das tríades das setes notas menores básicas:

C + D# + G

D + F + A

E + G + B

F + G# + C

G + A# + D

A + C + E

B + D + F#

+ F + A E + G + B F + G# + C G +
+ F + A E + G + B F + G# + C G +
+ F + A E + G + B F + G# + C G +
+ F + A E + G + B F + G# + C G +
+ F + A E + G + B F + G# + C G +
+ F + A E + G + B F + G# + C G +
+ F + A E + G + B F + G# + C G +

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

8

6) TÉTRADES

Tétrades são acordes formados por quatro notas. É muito comum, nós vermos o uso da 7ª, 5ª, 4ª entre outras. Vejamos ainda o exemplo do C.

Observe que além do (C) que é a primeira, temos o (E) que é a terceira, o

(G)

que é a quinta, formando assim a tríade de DÓ. E foi acrescentado

(B)

que é a sétima de (C), formando assim um acorde de Tétrades, com

quatro notas.

formando assim um acorde de Tétrades , com quatro notas. 7) TOCANDO COM AS DUAS MÃOS

7) TOCANDO COM AS DUAS MÃOS

É comum nós vermos a maioria das pessoas utilizando a mão direita para fazer um solo ou uma melodia, e com a mão esquerda fazendo acordes, batendo a nota fundamental ou a fundamental com a quinta do acorde.

Seguindo essa regra, nunca se esqueça que:

Mão esquerda - você bate a nota fundamental ou a fundamental com a quinta do acorde. Mão direita - você monta a tríade, podendo também solar ou fazer uma melodia.

Vejamos como fica então se seguirmos o (C) como exemplo:

Exemplo 1

como fica então se seguirmos o (C) como exemplo: Exemplo 1 Mão esquerda Mão direita Com

Mão esquerda

Mão direita

Com a mão direita batemos o (C) e novamente o (C) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (C) que é: C + E + G

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

9

Exemplo 2

Exemplo 2 Mão esquerda Mão direita Com a mão direita batemos o (C) e o (G)

Mão esquerda

Mão direita

Com a mão direita batemos o (C) e o (G) que é a quinta do acorde de C. Com a mão direita montamos a tríade de (C) que é: C + E + G

Para fixarmos melhor em nossa mente, veremos outro exemplo usando o (D).

Exemplo 1

nossa mente, veremos outro exemplo usando o (D). Exemplo 1 Mão esquerda Mão direita Com a

Mão esquerda

Mão direita

Com a mão direita batemos o (D) e novamente o (D) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (D) que é: D + F# + A

Exemplo 2

montamos a tríade de (D) que é: D + F# + A Exemplo 2 Mão esquerda

Mão esquerda

Mão direita

Com a mão direita batemos o (D) e o (A) que é a quinta do acorde de D. Com a mão direita montamos a tríade de (D) que é: D + F# + A

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

10

Também é muito comum nós vermos acordes do tipo G/B (Sol com Si) ou (Sol com baixa de Si). Vejamos então a montagem deste acorde

Exemplo 3

de Si). Vejamos então a montagem deste acorde Exemplo 3 Mão esquerda Mão direita Com a

Mão esquerda

Mão direita

Com a mão direita batemos o (B) e novamente o (B) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (G) que é: G + B + D

8) INVERSÃO DE ACORDES

Se você já fixou e está praticando muito bem a montagem das tríades, este capítulo será de muita avalia para você, caso contrario pratique mais a montagem das tríades antes de partir para inversão de acordes. Vejamos então o exemplo do (C) novamente:

Sabemos que a tríade de DÓ é C + E + G

C + E + G

Sabemos que a tríade de DÓ é C + E + G C + E +

Inversão 1 Podemos inverter as notas, ao invés de C + E + G, usaremos E + G + C

E + G + C

notas, ao invés de C + E + G, usaremos E + G + C E

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

11

Inversão 2 Ou então, ao invés de C + E + G, usaremos G + C + E Que é a inversão mais usada.

G + C + E

usaremos G + C + E Que é a inversão mais usada. G + C +

Vejamos um exemplo com o DÓ utilizando as duas mãos:

C + E Vejamos um exemplo com o DÓ utilizando as duas mãos: Com a mão

Com a mão direita batemos o (C) e novamente o (C) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (C) que é: G + C + E

Outro exemplo com o RÉ usando as duas mãos

é: G + C + E Outro exemplo com o RÉ usando as duas mãos Com

Com a mão direita batemos o (D) e novamente o (D) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (D) que é: A + D + F#

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

12

9) Cifras

FAZ CHOVER (MINISTÉRIO APASCENTAR)

Am Eu vejo uma pequena nuvem,

F

do tamanho da mão de um homem

C

Mas este é um sinal

G

Que a tua chuva vai descer

F

Faz chover, faz chover

C

Abra as comportas do céu

Am

G

F

Am

E Faz chover, faz chover

C

Abra as comportas do céu

G

Am

F

Se pedirmos, Jesus virá

G

Como chuva descerá

C

Am

F

Se pedirmos, Jesus virá

C

G

G

Então clame, então grite, então chame por Ele

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

13

ELE VEM (FERNANDINHO)

G

D

C

D

O

tempo de cantar chegou o tempo de dançar chegou }2x

G

D

C

E

Ele vem Ele vem saltando pelos montes }2x

G

D

C

Seus cabelos Seus cabelos são brancos como a neve }2x

G

D

C

D

E nos Seus olhos nos Seus olhos ha fogo!!!!!!!!! }2x

G

D

incendeia Senhor a sua noiva

C

incendeia Senhor a sua igreja

C

D

G

D

C

D

G

incendeia Senhor a Sua casa vem me incen di

ar

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

14

EM NOME DO SENHOR (IG. BATISTA NOVA JERUSALÉM)

Intro: Em D C (2X)

Em

Com reverência e temor quero estar

Em

Minhas sandálias eu vou retirar

D

D

C

C

Am

G/B

Quero ver o céu aberto

Em

Quero ouvir a Tua voz F

Faz brilhar Tua glória aqui

C

D

D

Eu vejo Deus face a face

C Em

C Em

Como o som de muitas águas

D

Eu ouço a Sua voz

C Em

D

Me chamando pelo nome,

Am

D

Eis-me aqui

Am

Com Deus vou para peleja

G

Não temerei nenhum exército Am

Os sinais de Deus seguem aos que acreditam

G

Am

G/B

O Grande Eu Sou me enviou

Em

Eu vou em nome do Senhor

C

F

D

Com poder de Deus eu vou vencer

Base solo: Em D C Repete tudo Sobe 1 tom

D F#m

Eu vejo Deus face a face

D F#m

Como o som de muitas águas

E

E

Eu ouço a Sua voz

D F#m

E

Me chamando pelo nome,

Bm

E

Eis-me aqui

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

15

OLHA PRA MIM (MINISTERIO APASCENTAR)

Am7

G/B

EU ME HUMILHAREI TEU NOME GRITAREI.

C9

C6/D

COMO CRIANÇA EU SEREI, MAIS OLHAO PRA MIM.

Am7

G/B

TUAS VESTE TOCAREI, NA FIGUEIRA SUBIREI.

C9

AOS TEUS PÉS EU CHORAREI, MAIS OLHA PRA MIM.

C6/D

Am

Bm7

OLHA PRA MIM, SENHOR.

Am

Bm7

Em

OLHA PRA MIM, Am OLHA PRA MIM

Bm7

C9 C6/D POIS EU PRECISO DO TEU OLHAR

Am EU FAREI O QUE FOR PRECISO Bm PARA TE VER

C9

POIS NÃO POSSO DEIXAR QUE SIGAS

Bm7

Em

SEM ME PERCEBER

Am NÃO IMPORTA A MULTIDAO

Bm SÓ EU SEI DO QUE EU PRECISO

C9

E EU PRECISO DO TEU OLHAR, DO TEU OLHAR.

C6/D

DO TEU OLHAR

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

16

FAZ CHOVER (FERNANDINHO)

Faz chover (correção)

Intr.: Bm G D A

D

Assim como a corça anseia por águas

Bm

A

G

D

A

Bm

A

Como

terra seca precisa da chuva

 

G

A

F#m

G

D

A

Meu coração tem sede de ti Rei meu e Deus meu

Bm

Faz chover Senhor Jesus

Bm

Derrama chuva neste lugar

Bm

Vem com teu rio Senhor Jesus

Bm

Inundar meu coração

G

D

A

G

G

G

A

A

D

A

Bm

Faz chover

G

D

A

INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas

17