O ETERNO D'US DE ISRAEL

Foto Ilustrativa O princípio fundamental da religião judaica é a existência absoluta de D's. O judaísmo revela que D's é um Ser pleno de propósitos, criador de um mundo no qual o homem tem uma razão de ser.

Edição 28 - Abril de 2000 Maimônides, o maior de todos os filósofos judeus, inicia o seu Código de Leis com a afirmação de que o fundamento de todos os fundamentos e o pilar de todo o conhecimento reside em saber-se que existe um D's que dá vida a todos os seres. Similarmente, o primeiro dos Treze Princípios de Fé Judaica, outra obra de Maimônides, proclama que D's é o Criador Único e Senhor de todas as coisas. O judaísmo se inicia e termina com a menção a D's - o D's de Abrahão, Isaac e Jacob, que, ao longo de toda a Bíblia, se autodenomina "D's de Israel". No entanto, quem é este D's de Israel? O que sabemos sobre este D's que libertou o povo judeu da servidão no Egito e, a seguir, revelou-Se a eles no Deserto do Sinai? D’us verdadeiro Na Bíblia, o profeta Jeremias proclama que "o Senhor D's é a Verdade; Ele é o D's Vivo..." (Jeremias 10:10). O profeta assim nos dá os conceitos mais básicos acerca de D's. Como o D's de Israel é um D's Vivo, Ele certamente é tão existente e presente quanto qualquer outro ser. Portanto, D's não pode ser apenas considerado como um "princípio universal" ou um "conceito filosófico", como tentam apregoar alguns pensadores. Além disso, como o D's de Israel é o D's verdadeiro, Sua existência é real e incondicional, não sendo, portanto, sustentada ou definida pela fé ou imaginação de um ou outro indivíduo. D’s oculto E, no entanto, apesar de ser D's Vivo e Verdadeiro, o D's de Israel nos parece, com freqüência, misterioso e inatingível. A Torá relata que nem mesmo Moisés, o maior entre todos os profetas, podia perceber plenamente o alcance da Glória Divina (Êxodo 33:1820). Em outra parte da Bíblia, o profeta Isaías clama diante de D's: "Tu és um D's misterioso, que te ocultas" (Isaías 45:15). E, em uma obra clássica do Zohar consta que "Não há idéia ou pensamento que possa abarcar a plenitude de D's" (Tikunei Zohar, 17a). O Rabi Shneur Zalman de Liadi, fundador do movimento Chabad-Lubavitch, explica-nos que assim como fisicamente uma mão não consegue agarrar um pensamento, tampouco consegue a mente humana captar a plenitude de D's. Na Torah D's nos aponta que o homem jamais O entenderá verdadeiramente, assim como não entenderá os Seus caminhos (Isaías 55:8-9). Entretanto, D's também proclama que se verdadeiramente O buscarmos, com todo o nosso coração e toda a nossa alma, certamente O encontraremos (Deuteronômio 4:29). De fato, apesar de

então. ao menos em parte. As pessoas geralmente perguntam: se D's criou o universo.com.atribuindo qualidades humanas a D's . Pois. que não se tenha originado de D's. Como. criou D's? A estas se responde que D's esta alem da noção de tempo que Ele mesmo criou. O Rabi Kaplan escreve que a Teoria da Relatividade estabelece que espaço e tempo são atributos da matéria. Claramente. Ele não é afetado nem determinado pela matéria. quer seja espiritual ou material. ao invés de falar da Infinita Onisciência Divina. a Torá diz que os atributos físicos não se aplicam a D's: "Guardai. Criador do Universo A Bíblia basicamente define D's como o Criador de todos os seres vivos e inanimados. Matéria e espaço Como os atributos de matéria e espaço não se aplicam a D's. Quando D's se . Adiante. Portanto Ele não teve início . falar a linguagem dos homens (Berachot 31a).nenhum ser humano jamais poder alcançar o Divino. utiliza a Teoria da Relatividade de Einstein para derivar algumas definições básicas sobre D's. há uma enormidade de noções acerca de D's que nos são conhecidas. então. período de existência e fim .precisa. Não há absolutamente nada no universo. pois tudo o que é físico é feito de matéria e ocupa espaço Basicamente. As mudanças somente ocorrem dentro de uma estrutura de tempo e. No artigo intitulado "O que sabemos acerca de D's". quem. nem tampouco captar toda a Sua essência. Um exemplo clássico disto é o verso da Torá que afirma que o homem foi criado à imagem de D's (Gênese 1:26). Ele naturalmente não possui aparência nem forma. O verso de abertura da Torá nos relata: "No princípio criou D's os Céus e a Terra" (Gênese 1:1). Quando D's se revelou ao povo judeu no Monte Sinai. D's simultâneamente criou as noções de espaço e tempo. confusão. se a Torá deve ser compreensível ao homem . em Horeb (Sinai)" (Deuteronômio 4:15). é esta a razão pela qual D's não pode ser visto. Como nos explica o Rabino Aryeh Kaplan. Em hipótese alguma D's pode ser um Ser físico. renomado rabino e físico norte-americano. No entanto. a Bíblia diz que os "olhos" de D's estão em toda a parte e vêem tudo o que se passa no mundo. tal afirmação é apenas uma figura de retórica. às vezes. Surge.para que o homem possa. pois a Bíblia parece indicar. o fato de D's manter-se apartado de qualquer atributo de tempo nos revela ainda mais sobre a natureza de Sua existência.um ser finito que vive em um mundo físico finito . todas as estruturas temporais . em algumas passagens. D's sempre existiu. D's criou todas as matérias físicas. de fato. como explicam nossos sábios. O judaísmo sempre afirmou que D's é Eterno. que D's tem atributos físicos e humanos e que vivencia mudanças.não se aplicam a Ele.asp?a=394&p=0 Tempo E como D's esta alem da noção de tempo. Assim sendo. Este conceito também é mencionado na Bíblia: "Porque Eu sou o Senhor. Aryeh Kaplan. portanto. D's antecede Suas criações. a Bíblia utiliza uma linguagem antropomórfica . afirma: "Eu sou o Senhor. o povo apenas O ouviu. "não envelhece" e não tem fim. entender e relacionar-se com Ele. pois aparência nenhuma vistes no dia em que o Senhor vosso Deus vos falou. não teve início. obviamente. por ter criado todo o universo. D's não vivencia mudanças. Isto significa que em tendo criado tudo o que é físico. pois.morasha. Fonte: http://www. espaço ou tempo. Portanto. não O podendo ver. que faço todas as coisas" (Isaías 44:24). nunca foi criado. eu não mudo" (Malaquias 3:6). cuidadosamente as vossas almas. E.início.br/conteudo/artigos/artigos_view.

como o Criador.asp?a=394&p=2 Um D's pessoal O primeiro dos Dez Mandamentos é a revelação Divina ao povo judeu. Não há outras divindades nem fontes independentes de poder no universo. Mas é natural que se pergunte como iria um D's que criou um universo inteiro preocuparse com os seres humanos. Pois se um é mais poderoso que o outro. que um D's assim tão grandioso. Até mesmo a Filosofia deixa claro que D's necessariamente é Único. Todos os conceitos da moralidade dependem da Unicidade de D's. é a mais sagrada de todas as preces judaicas. É revelado no verso mais enfatizado da Torá: "Escuta. e que não pode haver dois Seres Onipotentes. Se D's não fosse Uno. nenhum dos dois é onipotente.morasha. Na Bíblia. porque revela o principal atributo Divino. o profeta Ezequiel fala contra aqueles que clamam que "O Senhor não nos vê. o Senhor é nosso D's. erroneamente como explicaremos mais adiante . Os Mandamentos Divinos só podem ser absolutos e supremos se Ele é reconhecido como sendo Uno e o Único Senhor e Juiz do universo. ó Israel. ou que "usou Sua mão direita". que só pode haver Um Ser Onipotente. é o grande Rei de toda a terra" (Salmos 47:2). (Deuteronômio 4:39). uma das inúmeras explicações para esse verso é que o homem foi criado com uma alma Divina que. O Rei David dirigiu esta mesma pergunta a D's: "Quando . Quanto ao conceito de ter o homem sido criado à imagem de D's.com. Tal verso. fosse distante e inatingível. D's e apenas Ele é a Fonte e o Criador de todos os seres animados e inanimados. que não pode ser visto e que é intemporal. a seguir. não haveria código universal de conduta e comportamento humano. pois. e refletirás no teu coração. e não através do fato de que Ele criou e rege todo o universo. Acreditam . que só o Senhor é D's em cima no céu. assim. Poderia parecer. o Senhor abandonou a terra" (Ezequiel 8:12). é imortal e eterna. obviamente o menos forte não é onipotente. O primeiro dos Dez Mandamentos revela que D's está profundamente envolvido com a Sua criação. da casa da servidão" (Êxodo 20:2). E se ambos são absolutamente iguais em poder. espirituais e físicos. O D's de Israel é definido por Sua Unicidade. retirando-se e afastando-se. um pode refrear o outro. A Torá nos diz: "Por isso hoje saberás. conhecido como o Shemá Israel. É um D's pessoal. Está escrito: "Eu sou o Senhor teu D's. poderíamos pensar que D's criou o mundo e seus habitantes. muito menos de cada indivíduo em especial. Alguns comentaristas indagam por que teria D's estabelecido a Sua existência através do Êxodo. que um D's que criou todo um universo não poderia ou " não se interessaria em cuidar " dos seres humanos. Fonte: http://www. nem um código único de Verdade e Justiça. É por este motivo que a Torá afirma que a idolatria . como alguns indivíduos pensam erroneamente . Daí. como está escrito: "Perto está o Senhor de todos os que O invocam. Por que D's não teria dito: "Sou o Senhor teu D's que criou e rege todo o universo"? Estes comentaristas respondem que se D's Se tivesse revelado como o Criador do Universo. o Senhor é Um" (Deuteronômio 6:4). A Bíblia assim se refere a D's: "Porque o "Senhor Altíssimo é tremendo.br/conteudo/artigos/artigos_view.contém em aplicar a justiça severa. e embaixo na terra.a crença de que existe mais do que um único D's . nenhum outro há". Unicidade Divina Há ainda um atributo de D's de importância capital. de todos os que O invocam em verdade" (Salmos 145:18). e. a Bíblia afirma que Ele "se tornou misericordioso".equivale à negação de toda a Torá. que te tirei da terra do Egito.

que não há lugar algum no universo desprovido da presença Divina. ensina que D's ama cada judeu mais do que os pais amam seu único filho. ouve o que dizemos e sabe de tudo o que pensamos e sentimos. porém o Senhor vê o coração" (Samuel 16:7)." (Salmos 91:15). por sua Bondade. D's é mencionado como o Ein Sof . Falando desta era. Na linguagem da Cabalá. acima de tudo. mas Este sempre está pronto a aceitá-lo de volta e a lhe permitir um novo começo. conhecida como a Era Messiânica. O Rabi Shneur Zalman of Liadi escreve em sua obra-prima cabalística. O Baal Shem Tov. o grande e o pequeno são iguais em magnitude e relevância.. D's não é limitado pela matéria. dizemos ao término de nossas preces diárias: "Naquele dia D's será Um e Seu Nome será Um" (Zacarias 14:9). Os sábios do Talmud usam a linguagem antropomórfica ao dizer que quando uma pessoa está em aflição. Pois está escrito: "Ele Me invocará.mesmo o que é visto pelos homens como sendo ruim e doloroso . Seu tesouro. incumbindo-os de uma missão Divina." (Jeremias 31:3). e uma nação de justos da qual se orgulha. e que tudo o que ocorre no mundo . a Bíblia deixa claro que D's é o Pai de todos os seres humanos (Malaquias 2:10). D's concede Sua Providência e Sua Atenção a cada uma de Suas criaturas. D's o chama o Seu primogênito. Este D's que olha por todas as galáxias e estrelas no firmamento é igualmente consciente e atento aos detalhes mais ínfimos na vida de cada uma das pessoas. e Eu lhe responderei. Ele está em todas as partes a todo o tempo.contemplo os teus céus.br/conteudo/artigos/artigos_view. Também está escrito: "O Senhor é bom para todos. espaço ou tempo. Ele faz justiça aos oprimidos e dá pão aos que têm fome" (Salmos 146:6-7). Esta época. Naquele época ficará claro que D's apenas pratica o bem. Fonte: http://www.. E este amor Divino é incondicional e se aplica a cada judeu.morasha. que é o homem. Diz que será a época em que não haverá fome nem guerras. fundador do movimento Chassídico. para que dele te lembres? E o filho do homem para que o visites? (Salmos 8:3. D's vê o que fazemos. Maimônides escreveu que uma pessoa pode passar a vida em pecado. obra dos teus dedos. dificuldades nem sofrimento. e a lua e as estrelas que estabeleceste. o mar e tudo o que neles há. Pois está dito: "Ele fez os céus e a terra. Juntamente com Sua Unicidade. o Livro Tanya. e por ser Uno e Infinito.. partilha de nosso júbilo e sente nosso sofrimento. Amor e Misericórdia Infinitas. para um D's Infinito. Maimônides inicia seu Código de Leis afirmando que o fundamento de todos os fundamentos é a existência de D's. A Bíblia nos conta que: " O homem vê o exterior.o Infinito. na sua angústia Eu estarei com ele. e mantém para sempre a sua fidelidade. Apesar de D's só se ter revelado no Sinai ao povo judeu.asp?a=394&p=3 . A bondade fluirá em abundância e todas as benesses estarão disponíveis como o pó. a Divina Presença está em aflição (Sanhedrin 6:5). e as Suas ternas misericórdias permeiam todas as suas obras" (Salmos 145:9).na realidade visa o próprio bem da humanidade. blasfemando contra D's. Sua glória. Em Sua Bondade Infinita. será a redenção suprema para toda a humanidade. sem distinção. Nossos sábios fazem a seguinte pergunta: Não será D's sempre Um. D's alegra-se com nosso feitos.. portanto.4 ). Encerra este Código falando de uma era em que o mundo inteiro estará ocupado apenas em conhecer os mistérios de D's. nascido em sua velhice. mero mortal. como o proclamamos no Shemá? Ao que respondem explicando que na redenção messiânica não veremos mais diferenças entre às vezes D's que nos cobre de bondade e outras nos cobre de tristeza. Como está escrito: "Com amor Eterno Eu te amei.com. D's é definido. Aquele que não tem fim nem limite. Quanto ao povo judeu. A infinidade é indivisível e sem dimensões nem limitações e. A resposta a esta e outras perguntas semelhantes é que D's é Infinito.

morasha. naquele dia. D's mesmo nos promete: "Eu te mostrarei maravilhas. especialmente com o povo judeu. toda a humanidade perceberá e proclamará que D's é Um e Seu Nome Santificado é Um.asp?a=394&p=4 . O mundo inteiro reconhecerá que o D's de Israel é o Rei Único de todo o universo.O Rebe de Lubavitch costumava proclamar que esta época deixara de ser um sonho distante. E. Será uma era de paz universal na qual a existência e a presença de D's serão claras para todo o mundo. Nossos sábios nos ensinam que a redenção suprema irá comparar-se à redenção de nosso povo da escravidão no Egito.com. Não mais haverá idolatria nem interpretações errôneas sobre D's Vivo e Verdadeiro. Na Bíblia. O Rebe respondia que a hora mais escura é a que antecede a aurora. como nos dias da tua saída da terra do Egito" (Miquéias 7:15). Fonte: http://www. O Êxodo foi precedido pela escravidão. A mais intensa opressão de nossos antepassados no Egito ocorreu justamente antes de sua libertação.br/conteudo/artigos/artigos_view. e era uma iminente realidade. Perguntavam-lhe como ele podia antever tanta coisa boa para o futuro de uma era marcada por tanta maldade.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful