GEOGRAFIA

CRESCIMENTO POPULACIONAL NO BRASIL
1. ASPECTOS GERAIS

O Brasil atualmente apresenta-se como o quinto país mais populoso do mundo, ficando atrás apenas da China, Índia, Estados Unidos e Indonésia. Essa colocação foi alcançada devido à ocorrência de um rápido e intenso crescimento demográfico. O Crescimento brasileiro intensificou-se a partir do final do século XIX, devido ao aumento considerável das taxas de crescimento natural ou vegetativo e às taxas de imigração. Contudo, dentre os fatores, o crescimento vegetativo (diferenças entre o número de pessoas que nascem – o número de pessoas que morrem) foi o fator mais importante do aumento populacional brasileiro.
2. TAXAS OU ÍNDICES DE FECUNDIDADE

Taxas altas de natalidade de 1985 a 2001 Por mil habitantes 30 25 20 15 1985 1990 1995 2001
Fonte IBGE 2000

Taxas brutas de natalidade – 1985 a 2001. Fonte: IBGE 2000

Taxa ou Índice de Natalidade O Brasil apresenta altos índices de fecundidade, embora tenha apresentado uma substancial diminuição dos nascimentos nos últimos anos. Os fatores principais dessa redução são: Aumento do custo de vida (saúde, educação, transporte, lazer, vestuário…), impossibilitando a formação de famílias numerosas; A mulher passou a ingressar no mercado de trabalho, impossibilitando a sua presença constante no conjunto familiar. Outro aspecto relacionado ao papel da mulher no trabalho é a pressão exercida pelos empregadores no que se refere a mulheres grávidas e com um número excessivo de filhos; Um aumento da informação voltada ao aspecto do planejamento familiar, a fim de promover uma melhor qualidade de vida para o núcleo familiar; Maior difusão das informações no meio urbano, no que se refere a métodos anticoncepcionais, como a pílula, preservativos, DIL, ligadura, dentre outros. No Brasil, aspectos negativos de destaque são a esterilização de mulheres, principalmente nas áreas mais carentes, muitas vezes sem o conhecimento da própria mulher e o alto índice de aborto, mesmo sendo uma prática ilegal no país.

Taxa ou Índice de Mortalidade Houve uma redução considerável no Brasil, a partir da década de 1920, intensificando em 1940. O índice de mortalidade no Brasil ainda é alto se comparado aos países desenvolvidos. Os Fatores de destaque dessa diminuição foram um acesso maior à assistência médico-hospitalar, especialmente na área urbana; melhoria no âmbito geral do sistema de saneamento básico, aumento de abrangência de água potável e esgoto; Taxa ou Índice de Expectativa de Vida Houve um aumento possibilitado pelas melhorias nos campos da ciência e tecnologia. O Brasil apresenta em média uma taxa de esperança de vida de 64 anos - homem e 72 anos - mulheres. Embora tenha ocorrido um aumento nas últimas décadas, ainda é considerado baixo, quando comparado ao dos países desenvolvidos, como o Japão (80,6 anos em média), Suécia (78,6 anos em média), Holanda (78 anos em média), ou mesmo países de mesmo nível socioeconômico, como Cingapura (77 anos em média) e Argentina (73,2 anos em média). Essa expectativa de vida não é igual para todas as classes sociais e regiões brasileiras. Taxa ou Índice de Crescimento Natural ou Vegetativo É determinado a partir do resultado da diferença entre a taxa de natalidade e mortalidade. A partir da década de 1970 a taxa de crescimento vegetativo está em declínio. Embora ainda considerada alta para os padrões desenvolvidos, esse índice tende a diminuir cada vez mais até se estabilizar. Esse fator é explicado pelo resultado das campanhas de controle de natalidade, que induziram muitas mulheres pobres a fazer laqueadura das trompas (esterilização feminina).

Editora Exato

24

W D Carvalho. mas não plenamente povoado.69 6. População total de 1980 a 2000 180 160 140 120 100 80 60 40 20 0 0 Indicadores Demográficos 1990 1995 Esperanças de vida 65.0 2.20 39.20 6.70 2.5 21. 5.18 Fonte IBGE 2001 3.75 67.04 19. 2000 2001 68.2 2. a exemplo de vários países no mundo.89 6. estabeleceram-se as altas taxas de natalidade e mortalidade. Conclusões do Gráfico Entre 1900 e 1920. Pantanal Mato Grossense.5 1 0. gerando nesse período um grande aumento populacional. 4. O Brasil se caracteriza como um país populoso. Região Amazônica (destaca-se o Norte e a parte ocidental). Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais. Região Nordeste: zona da Mata (litoral). devido a maior facilidade de integração econômica.82 (por mil habitante. apresentando áreas concentradas e vazios demonstrando a irregular distribuição.11 (por mil habitante.5 2 1. foi determinado o período de “explosão demográfica” no Brasil.68 milhões 1980 1991 1996 2000 Fonte IBGE 2000 A população do Brasil hoje já atingiu a marca de 173 milhões de habitantes.) Taxa de mortalidade 7. o que ocasionou um baixo crescimento natural. Região Sul: as capitais e cidades litorâneas.82 20. Mais especificamente de 1940 a 1960. CRESCIMENTO NATURAL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA 50 45 40 35 30 25 20 15 10 5 1900 1920 Década 1940 1960 25 19 19 24 Crescimento 25 20 Mortalidade 9 7 1980 Taxas % 45 44 44 38 Natalidade natural 29 26 20 19 15 13 9 7 2000 6 2020 O Brasil. Entre 1920 e 1960. DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA 33.) Taxa de mortalidade 48.37 total. Esse fato se dá por vários fatores como: Formação Histórica: o Brasil sempre buscou desenvolver e ocupar a região litorânea.26 ao nascer Taxa de mortalidade. Editora Exato 25 Áreas Densamente Ocupadas: Região sudeste: região mais densamente povoada do Brasil. apresenta uma má distribuição populacional. Fator Econômico: falta de empenho no desenvolvimento de áreas pouco assistidas no país.3 2. Vazios Demográficos: Polígono da seca.(por mil habitante) Taxa de fecundidade 27. proporcionando o início da estabilidade demográfica. OCUPAÇÃO ESPACIAL Alceu V. houve uma rápida e intensa diminuição do índice de mortalidade.5 187 2-1 890 189 0-1 900 190 0-1 920 192 0-1 940 194 0-1 950 195 0-1 960 196 0-1 970 197 0-1 980 198 0-1 991 199 1-1 996 200 0 201 0 202 0 A partir de 1960 – As taxas de natalidade vêm diminuindo.30 infantil. 23. A População Brasileira. destaque para São Paulo.80 32. .Ibge. o que determina os vazios demográficos.56 68.

2 3 Editora Exato 26 . O Brasil tende a se estabilizar populacionalmente. composta de idosos (aposentados). crianças. No Brasil. Quais são as principais áreas de ocupação populacional no Brasil? Por que podemos dizer que a população brasileira está se estabilizando? Destaque na sua resposta se esse fato é positivo ou negativo.2051146 ral Fonte: IBGE 2000 7. O Brasil nos últimos anos investiu mais no setor produtivo. TRANSFORMAÇÃO DA ESTRUTURA ETÁRIA NO BRASIL 40 30 O Brasil atualmente é um país de adultos. A população economicamente ativa de um país se distribui nos três setores da economia (primário. desempenhando assim um papel de maior crescimento econômico. PEA (%) 60 50 40 30 20 Secundário 10 0 1950 1960 1970 1980 1990 1996 Anos Primário Terciário 8. segundo as Unidades da Federação . integra a população inativa. também ingressam nesse conjunto dos trabalhadores que estão temporariamente desempregados. Fonte: Fatec. o restante. adolescentes e adultos desempregados. o que ressalta a melhoria no âmbito geral das condições socioeconômicas no país. 1989. a PEA engloba 60% da população absoluta. a população economicamente ativa é determinada a partir dos 16 anos (Estatuto da Criança e do Adolescente). a população de adultos superou a de jovens. TIPOS DE PIRÂMIDE ETÁRIA Homens Idade 70+ 60 a 69 50 a 59 40 a 49 30 a 39 20 a 29 10 a 19 0a9 14 12 10 8 6 4 2 0 0 2 4 População em milhões Pirâmide B (em declínio) 80 70 60 50 40 30 20 10 Idade Homens Mulheres Homens Idade 20 10 Mulheres Homens Idade Mulheres 6 8 10 12 14 Pirâmide A (em expansão) 80 70 60 50 Pirâmide C (estável) 80 70 60 50 40 30 20 10 Mulheres Pirâmide D (estável com efeito de uma guerra) 80 70 60 50 40 30 20 Idade Homens 10 Mulheres 6. secundário e terciário). fato marcado pelo aumento crescente de mão-de-obra.Distribuição por sexo População por sexo. 40%. ESTRUTURA DA POPULAÇÃO SEGUNDO SETORES ECONÔMICOS A responsável pelo impulso da economia de um país é a população economicamente ativa (PEA). ESTUDO DIRIGIDO 1 Explique a diferença entre crescimento vegetativo e crescimento demográfico.2000 UF Total Homens Mulheres 169799170 83576015 86223155 Brasil 1379787 708140 671647 Rondônia 557526 280983 276543 Acre 2812557 1414367 1398190 Amazonas 324397 166037 158360 Roraima 6192307 3132768 3059539 Pará 477032 239453 237579 Amapá 1157098 591807 565291 Tocantins 5651475 2812681 2838794 Maranhão 2843278 1398290 1444988 Piauí 7430660 3628474 3802187 Ceará 2776782 1359953 1416829 Rio Grande do Norte 3443825 1671978 1771847 Paraíba 7918344 3826657 4091687 Pernambuco 2822621 1378942 1443679 Alagoas 1784475 874906 909569 Sergipe 13070250 6462033 6608217 Bahia 8851587 9039907 Minas Gerais 17891494 1534806 1562426 Espírito Santo 3097232 6900335 7490947 Rio de Janeiro 14391282 37032403 18139363 18893040 São Paulo 9563458 4737420 4826038 Paraná 2669311 2687049 Santa Catarina 5356360 4994719 5193079 Rio Grande do 10187798 Sul 2078001 10400224 1037977 Mato Grosso do Sul 2504353 1287187 1217166 Mato Grosso 5003228 2492438 2510790 Goiás 981356 1069790 Distrito Fede. No Brasil.

b) Sertão nordestino. 4 A inserção da mulher no mercado de trabalho também contribuiu para a redução do número de filhos na família. a camisinha e o DIL. EXERCÍCIOS 5 1 Analise as questões abaixo. 3 Um dos problemas da grande concentração de pessoas inativas é o alto grau de gastos públicos sem retorno direto na forma de impostos. ficando atrás apenas da China. analise as questões abaixo. a educação. melhor a situação social e econômica. como a pílula. c) O Crescimento da população está associado à diminuição da natalidade e ao aumento da taxa de mortalidade. 4 O crescimento foi auxiliado pela diminuição da taxa de mortalidade e pela imigração. já que. 4 Sobre o crescimento natural ou vegetativo da população brasileira. Sobre o tema proposto.4 Analise os fatores que contribuíram para a redução da taxa de mortalidade no Brasil nos últimos anos. 5 Atualmente as taxas de crescimento populacionais no Brasil vêm diminuindo. Estados Unidos e Indonésia. 2 A população economicamente inativa é representada apenas por idosos e crianças. 1 Esse fato é caracterizado como um fato atípico. os países subdesenvolvidos tendem a apresentar um número menor de nascimentos. Dentre as opções abaixo. imigração essa muito vista no início do século XX. 3 O Crescimento populacional no Brasil ocorreu intensamente a partir da primeira metade do século XX. d) Pantanal mato-grossense. Identifique os fatores que contribuem para a redução da taxa de natalidade no país. a alimentação. devido às condições socioeconômi27 cas. houve uma forte redução do crescimento populacional no Brasil. com a diminuição da taxa de mortalidade. 2 O Brasil é um país plenamente povoado. b) Diminuiu. verificando a pirâmide etária do Brasil: Pirâmide etária absolutado Brasil . julgue os itens abaixo: 1 Um dos fatores que auxiliou na queda do índice de natalidade nos últimos anos foi o custo de vida. é correto afirmar: a) Aumentou na última década em razão do crescimento da imigração para o país. Estudos recentes demonstram que em países desenvolvidos existe uma quantidade bem superior de pessoas inseridas na população economicamente ativa – PEA . que impossibilita a formação de famílias numerosas. 4 Nos países desenvolvidos e subdesenvolvidos não existem apenas características de diferenciação no aspecto quantitativo. mas também no aspecto qualitativo. 5 Um fato hoje presente no meio social em nosso território é a utilização de métodos anticonceptivos. visto que. e) Na última década ocorreu a maior explosão demográfica já vista e analisada no país.do que em países subdesenvolvidos. referentes ao crescimento populacional no Brasil: 1 O Brasil é o quinto país mais populoso do mundo. Analise as questões abaixo. existe hoje no Brasil uma preocupação maior com o planejamento familiar.2000 80 anose mais 75 a 79 anos 70 a 74 anos 65 a 69 anos 60 a 64 anos 55 a 59 anos 50 a 54 anos 45 a 49 anos 40 a 44 anos 35 a 39 anos 30 a 34 anos 25 a 29 anos 20 a 24 anos 15 a 19 anos 10 a 14 anos 5 a 9 anos 0 a 4 anos 10000 8000 6000 4000 2000 0 2000 4000 6000 8000 10000 Homens Mulheres 2 5 6 3 Editora Exato . haja vista que. Sobre a taxa ou índice de natalidade no Brasil. a assistência médica e o lazer se tornam diferenciadores nesses grupos de países. 3 A redução da taxa de natalidade é um fator extremamente negativo. pois quanto mais jovens há no país. Índia. qual se insere dentro das áreas de densamente povoadas? a) Rio de Janeiro. c) Amazonas. 2 O aumento da informação também favoreceu a queda da taxa de natalidade. d) Devido a fatores sociais e econômicos. e) Estado do Amapá.

a mais baixa já registrada no país. fato gerado pelo eficiente planejamento familiar efetuado pelo governo. sendo esse fator que torna o Brasil um país subdesenvolvido. em números absolutos. destaque para São Paulo. Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais. menor a expectativa de vida. Tipos de pirâmide etária (está na apostila 2 pg 19) Analisem as questões abaixo. do contingente com mais de 65 anos. é considerada idosa.idade e sexo de um país. Sobre a estrutura populacional do Brasil julgue os itens abaixo: 1 O Brasil é hoje um país de adultos. Assinale a alternativa que indica uma dessas mudanças. até os 59 anos. 2 Até os 19 anos a população é considerada jovem. A partir da década de 1970.38%. Áreas Densamente Ocupadas: Região sudeste: Região mais densamente povoada do Brasil. a população de adultos superou a de jovens. e) Manutenção da composição da população por faixas de idade. pois o país busca investir mais em qualificação profissional e emprego. 3 Dos 19 anos. 1 A pirâmide etária representa a distribuição por guerra durante o período de análise. esse fato determina que o Brasil apresenta nos últimos anos uma melhoria nas condições socioeconômicas. b) um dos aspectos da concentração da população adulta é a mudança do foco de planejamento. esse índice tende a diminuir cada vez mais até se estabilizar. a taxa de crescimento vegetativo está em declínio. 4 A partir dos 59 anos. 5 Todos os países do mundo já possuíram todos os tipos de pirâmides determinados acima. a) Aumento percentual da população jovem. GABARITO 4 A quarta pirâmide determina que houve uma Estudo Dirigido 1 É determinado a partir do resultado da diferença entre a taxa de natalidade e mortalidade. inserindo V (verdadeiras) e F (falsas): 1 A primeira pirâmide reflete a situação de um país com amplo crescimento populacional. o que se reflete na alta expectativa de vida. O Brasil nos últimos anos investiu mais no setor produtivo. 3 A terceira pirâmide é muito vista nos países da Europa. O Brasil tende a se estabilizar populacionalmente. acesso maior à assistência médico-hospitalar. d) Aumento. Os fatores de destaque dessa diminuição foram. 4 Em todos os estados brasileiros existe uma maior quantidade de mulheres do que homens. 2 O Brasil já possui um equilíbrio no crescimento populacional. proporcionando um maior crescimento econômico. atingindo 157 milhões de habitantes. 2 Na segunda pirâmide existe boa condição de vida. Embora ainda considerado alta para os padrões desenvolvidos. é a taxa de mortalidade infantil. d) a concentração de jovens determina sempre boas condições de vida. Região Sul: As capitais e cidades litorâneas. 7 A população brasileira cresceu 7% entre o censo de 1991 e o de 1996. é considerada adulta. Esse fator é explicado pelo resultado das campanhas de controle de natalidade. fato marcado pelo aumento crescente de mão-de-obra. O crescimento demográfico conta ainda com dados de emigração (saída de pessoas) e imigração (entrada de pessoas). é correto afirmar que: a) quanto maior o ápice da pirâmide etária. A taxa de crescimento anual foi de 1. região ou lugar. 3 A maioria da população brasileira ainda é empregada no setor primário. c) a população adulta determina uma diminuição do desenvolvimento econômico. O Brasil atualmente é um país de adultos. o que ressalta a melhoria no âmbito geral das condições socioeconômicas no país. 5 O Brasil hoje é caracterizado com um país de adultos. Essas tendências vão provocar mudanças significativas no perfil da população brasileira. 10 Sobre a estrutura da pirâmide etária. países que já atingiram a estabilidade populacional. c) Diminuição da população potencialmente produtiva. que induziram muitas mulheres pobres a fazer laqueadura das trompas (esterilização feminina). desempenhando assim um papel de maior crescimento econômico. e) quanto menos crianças nascem maior. b) Diminuição do contingente de jovens e de velhos. Região Nordeste: Zona da Mata (litoral). es- 8 2 9 3 4 28 Editora Exato .

ligadura. C. C. Os fatores principais dessa redução são: Aumento do custo de vida (saúde. A mulher passou a ingressar no mercado de trabalho. C E. educação. C. Outro aspecto relacionado ao papel da mulher no trabalho é a pressão exercida pelos empregadores no que se refere a mulheres grávidas e com um número excessivo de filhos. no que se refere a métodos anticoncepcionais como a pílula. mesmo sendo uma prática ilegal no país. aspectos negativos de destaque são a esterilização de mulheres. Um aumento da informação voltada ao aspecto do planejamento familiar. e o alto índice de aborto. a fim de promover uma melhor qualidade de vida para o núcleo familiar. E 10 B Editora Exato 29 . C. 5 O Brasil apresenta altos índices de fecundidade. C. C D C. E. E. E. vestuário…). aumento de abrangência de água potável e esgoto. C D A C. Maior difusão das informações no meio urbano. E. lazer. melhoria no âmbito geral do sistema de saneamento básico. principalmente nas áreas mais carentes. DIL.pecialmente na área urbana. C. C. muitas vezes sem o conhecimento da própria mulher. dentre outros. No Brasil. C. E C. E. Exercícios 1 2 3 4 5 6 7 8 9 C. transporte. C. C. impossibilitando a formação de famílias numerosas. C C. preservativos. embora tenha apresentado uma substancial diminuição dos nascimentos nos últimos anos. C. impossibilitando a sua presença constante no conjunto familiar.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful