Você está na página 1de 75

Curso: Baralho Cigano

Professora: Ana Carolina Esteves

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
1
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
2
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Introdução

Mille Lenormand deixou em muitas almas uma reputação muito alta, e uma
recordação tão viva de seu rato talento que julgo ser uma honra utilizar de seu
sistema/oráculo.
Este é o mesmo baralho por meio do qual ela profetizou a grandeza ao
Imperador Napoleão e à queda de muitos fidalgos de sua corte. Os seus talentos foram
reconhecidos por milhares de cavalheiros que confessavam muitas vezes ser verdadeiro
e exato o método dela.
O Baralho Cigano é um oráculo que nos leva a desenvolver bastante a intuição.
Não se trata de um oráculo para ser estudado decorando-se o significados, pelo
contrário, se procurarmos analisar as figuras representadas em cada carta, podemos
perceber que elas despertam em nós um sentimento de familiaridade, como se cada
situação retratada já houvesse sido alguma vez vivenciada por nós. E é assim que
devemos olhar as figuras, como retrato do cotidiano de cada um.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
3
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Cultura e Tradição Cigana

Quando se estuda a origem de um povo, sua formação e desenvolvimento como


estrutura social, religiosa, econômica, este estudo se baseia fundamentalmente em
documentos ou registros escritos, que ao lado de outros elementos como ruínas da
arquitetura da época, pinturas, armas, túmulos, recintos que sugerem ter sido usados
como sacros, objetos os mais diversos, especialmente de uso doméstico, recompõem
toda a narrativa histórica de um conjunto de indivíduos que habitam a mesma região,
ficando subordinados às mesmas leis e partilhando dos mesmos hábitos e costumes.
A mais importante fonte de referência, é a narrativa escrita, encontrada em
papéis (pergaminhos, papiros, folhas de papel de arroz), documentos, livros, poemas,
mapas, inscrições em lugares santos, ou outros locais de devoção considerados
sagrados, onde são encontradas marcas de rituais e altares de oferendas aos deuses.
Como o Povo Cigano, não tem até os dias atuais, uma linguagem escrita, fica
quase impossível definir sua verdadeira origem. Portanto, tudo o que se disser sobre a
origem do Povo Cigano, será baseado em conjecturas, similaridades ou suposições.
A hipótese mais aceita é que o Povo Cigano teve seu berço na civilização da
Índia antiga, num tempo que também se supõe, como muito antigo, talvez dois ou três
milênios antes de Cristo. Compara-se o sânscrito, que era escrito e falado na Índia (um
dos mais antigos idiomas do mundo), com o idioma falado pelos ciganos e encontraram
um sem-número de palavras com o mesmo significado.
Outros pontos também colaboram para que esta hipótese seja reforçada, como a
tez morena comum aos hindus e ciganos, o gosto por roupas vistosas e coloridas, e
princípios religiosos como a crença na reencarnação e na existência de um Deus Pai e
Absoluto.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
4
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Tanto para os hindus como para os ciganos, a religiosidade é muito forte e
norteia muito de seu comportamento, impondo normas e fundamentos importantes, que
devem ser respeitados e obedecidos.

A Lenda de Sind
Os Ciganos contam em uma de suas lendas que no passado tinham um rei, que
guiava sabiamente o povo numa cidade maravilhosa da Índia, chamada Sind. Ali o povo
era muito feliz, até que hordas de muçulmanos expulsaram os Ciganos, destruindo sua
cidade.
Desde então foram obrigados a vagar de uma nação a outra... Todavia a razão
pela qual abandonaram as terras nativas da Índia permanece ainda envolvida em
mistério. Parece que eram originariamente sedentários e que devido ao surgimento de
situações adversas, tiveram que viver como nômades.

Religião
Os ciganos não têm uma religião própria, não reconhecem um Deus próprio,
nem sacerdotes, nem cultos originais. Parece singular o fato de que um povo não tenha
cultivado no decorrer dos séculos crenças particulares em mérito à divindade, nem
mesmo formas primitivas de tipo antropomórfico ou totêmico.
O mundo do sobrenatural é constituído pela presença de uma força benéfica, Del
ou Devél, e de uma força maléfica, Beng, contrapostas entre si numa espécie de
zoroastrismo (religião monoteísta fundada na antiga Pérsia pelo profeta Zaratustra, a
quem os gregos chamavam de Zoroastro. É considerada como a primeira manifestação
de um monoteísmo ético), provável resíduo de influências que esta crença teve sobre
grupos que em época remota atravessaram a Pérsia.
Existem, pois, nas crenças ciganas, uma série indefinida de entidades, presenças
que se manifestam sobretudo à noite.
Quanto à religião, em geral eles parecem ter-se adaptado no decorrer da história
às confissões vigentes nos países que os hospedaram, mas sua adesão parece ser exterior
e superficial, com maior atenção aos aspectos coreográficos das cerimônias, como
procissões, peregrinações, próprias de uma religiosidade popular ainda largamente
cultivada no âmbito católico.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
5
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Um sinal de mudança se dá pela difusão do movimento pentecostal, ocorrida a
partir dos anos 50, através da Missão Evangélica Cigana, surgida na França.
Em seguida a isso, registram-se todavia profundas lacerações no interior de muitas
famílias, devido às radicais mudanças de costume que tal adesão impõe e que encontram
explicação na natureza fundamentalista do movimento religioso em questão.
Tais imposições muitas vezes acabam por induzir os ciganos a uma recusa de
suas peculiaridades culturais, ainda que dependa muito da capacidade de crítica e de
discernimento de cada indivíduo.

Os Preconceitos
Os ciganos não se esforçam por quebrar as barreiras que os separam dos demais
povos, talvez por saberem que se abrirem os limites de seus acampamentos aos gadjês,
ou não-ciganos, a mescla dos povos será inevitável, as tradições perderão sua pureza, os
costumes, os hábitos, os princípios e os valores serão de tal maneira modificados, que
paulatinamente acabariam por destruir e matar o povo cigano.
Cito aqui alguns casos das consequências do que o preconceito fez esse povo
sofrer:
A Igreja os condenava por práticas ligadas ao sobrenatural, como a leitura das
mãos e a cartomancia, a discriminação e o preconceito, que até hoje perseguem este
povo, devido aos hábitos diferentes de vida, sobrevivendo sempre à margem da
sociedade.
Na Sérvia e na Romênia foram escravos e presos, sendo caçados com muita
crueldade, além de sofrerem bárbaros tratamentos. A presença de bandos de ex-militares
e mendigos entre os ciganos contribuiu para piorar sua imagem.
Outras lendas contam que foram os ciganos os fabricantes dos pregos que
serviram para crucificar Jesus. Por isso, o clima de grande preconceito se revela nas
manifestações que diziam ser os ciganos descendentes de Caim e, portanto, malditos.
Por conta disso, matanças, torturas e deportações foram praticadas em vários
países, principalmente com a consolidação dos estados nacionais, principalmente na
Europa, como a Alemanha nazista, na década de 30.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
6
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Na época do nazismo, muitos ciganos foram levados aos campos de
concentração e exterminados. Calcula-se que meio milhão de ciganos tenha sido
eliminado durante o regime nazista.
Atualmente esse povo tão sofrido e, ao mesmo tempo tão alegre, se encontra
espalhado por todo o mundo, desde a India, África, regiões asiáticas, Europa, América
Latina, incluindo o Brasil, onde alguns grupos conservam as populações seminômades,
conhecidas por "Ciganos que permaneceram na Pátria" são os Lambadi ou Banjara.
Essa raça tão mística sobrevive hoje de artesanato, comércio de tapetes,
especiarias e arte difundida em metal. São regadas a festa, música e várias superstições.

O Idioma
Uma das maneiras de os ciganos se manterem unidos, vivos, com suas tradições
preservadas é o idioma universalmente falado por eles, o romani ou rumanez, que é uma
linguagem própria e exclusiva.
“É expressamente proibido ensinar o romani para os não-cigano; e os ciganos
fieis às tradições, que prezam sua origem, seus irmãos de raça, que são verdadeiros
ciganos, sabem disto.
Portanto, quando alguém que se diz cigano quiser ensinar o romani, geralmente
às custas de dinheiro, ou então passar segredos e as íntimas particularidades da vida
cigana é bom ter cuidado, pois com certeza, ele ou ela não é um autêntico cigano,
obediente aos preceitos e princípios de seu povo. Ele poderá ser até cigano de origem,
mas não será mais um cigano de alma e coração capaz de manter a honradez de seus
antepassados e contemporâneos autênticos.
Dicionário Cigano? Pode ser que um dia estas pessoas de vida tão reservada
quanto às suas peculiaridades desistam desse estilo de ser e estar, abram as fronteiras de
seus acampamentos e aceitem sem reservas a miscigenação. Então surgirão dicionários
ciganos. Contudo, será que ainda existirão ciganos?

A Transmissão Oral dos Ensinamentos


O romani é uma língua ágrafa, ou seja, uma língua ou idioma sem forma escrita.
Portanto, para sua perpetuação o romani conta somente com a transmissão oral de uma
geração para outra, de pai para filho. Não existem livros ensinando uma linguagem, que

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
7
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
não tem sequer uma apresentação gráfica definida, pois se os ciganos tivessem se
originado na Índia teríamos os caracteres sânscritos, mas como encontramos ciganos em
quase todas as partes do mundo, o romani poderia ter os caracteres da escrita russa, ou
egípcia, latina, grega, árabe ou outra qualquer.
Assim como o idioma, todos os demais ensinamentos e conhecimentos da
cultura e tradição ciganas dependem exclusivamente da transmissão oral. Os mais
velhos ensinam aos mais jovens e às crianças os conhecimentos do passado, o
pensamento e a maneira de viver herdados dos ancestrais.

Os Ciganos e as Profissões
Junto com a modernidade, o aumento progressivo das cidades, os ciganos foram
ficando cada vez mais limitados em suas andanças, tornando-se mais sedentários ou
passando a morar mais tempo no mesmo lugar.
Assim as profissões mais freqüentes são as do comércio e as ligadas às artes,
principalmente à musica. Cantores, compositores, músicos, dançarinos, surgem com
suas melodias, passos marcantes de dança, como a flamenca da Espanha, trazendo
alegria e energia contagiantes para os recintos onde se apresentam.
Ao longo do tempo fizeram e ainda fazem parte de troupes circenses, uma vez
que o mundo do circo sempre mudando de lugar, combina perfeitamente com o
pensamento e sentimento ciganos.
A leitura de cartas e das mãos pelas mulheres ciganas também rende dinheiro,
porém essa atividade não é considerada uma atividade profissional, mas um ato de
devoção à fé cigana.
O povo cigano é um povo honesto, que vive procurando manter sua dignidade e
honradez, não sendo procedente a reputação de ladrões que lhes é imputada.

O Cris-romani
Para os ciganos a liberdade e a interação com a natureza constituem bens do
mais alto valor e estima, o que os motiva a obedecerem à um código de ética e moral até
rigoroso.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
8
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Nada mais enganoso que julgá-los estróinas, devassos, desregrados ou amorais.
Seu amor pela família e pelo grupo, sua consciência que é o seu reto proceder - talvez a
única forma de preservar e perpetuar suas origens e o próprio povo.
São obedientes às leis universais, como não roubar e não matar. Quando um
cigano ou uma cigana infringe as leis é convocado o Tribunal de Justiça ou o Cris-
romani, formado por ciganos idosos ou pelos mais velhos do grupo, que julgam os
infratores, procurando exercer seu papel com o mais alto sentido de responsabilidade e
respeito.
O Cris-romani é falado totalmente em romani, e nele somente os homens podem
se manifestar. No caso de o infrator ser uma mulher, um homem fala por ela fazendo
seus apelos e oferecendo suas explicações ou justificativas.

A Família
O comando da família é exercido de maneira completa e responsável pelo
homem. Ele é o líder e a ele competem a proteção, a segurança e o sustento da família.
A mulher e os filhos o respeitam como máxima autoridade e lhe são inteiramente
subordinados.
São os homens que resolvem as pendências, acertam o casamento dos filhos,
decidem o destino da viagem e se reúnem em conselhos sobre assuntos abrangentes e
comuns ao Clã.
As mulheres ciganas não trabalham fora do lar e quando vão às ruas para ler a
sorte, esta tarefa é entendida como um cumprimento de tradições e não como parte do
sustento da família, apesar de elas entregarem aos maridos todo o dinheiro conseguido.
Os ciganos formam casais legítimos unidos pelos laços do matrimônio, não
fazendo pare de seus costumes viverem amasiados ou aceitarem o concubinato. Vivem
juntos geralmente até a morte e raramente ocorrem entre eles separações ou divórcios,
que somente acontecem se existir uma razão muitíssimo grave e com decisão do
Tribunal reunido para julgar a questão.
Os pares ciganos, marido e mulher, são muito reservados e discretos em público,
não trocando nenhum tipo de carinho que possa ser entendido como intimidade, que é
vivida somente em absoluta privacidade.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
9
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Enquanto o homem representa o esteio e o braço forte da família, a mulher
significa o lado terno e de proteção espiritual dos lares ciganos.
Cabe às mulheres cuidarem das tarefas do lar e as meninas ficam sempre ao
redor da mãe, auxiliando nos trabalhos da casa, ajudando a cuidar dos irmãos menores e
aprendendo as tradições e costumes como a execução da dança, a leitura das cartas e das
mãos, a realização dos rituais e cerimônias, os preceitos religiosos.
Se uma criança ou jovem cigano sai dos eixos, tem um comportamento
inadequado ou procede mal, geralmente mulher é responsabilizada por tais feitos.

Os Representantes da Sabedoria
Talvez em todo o clã cigano, sejam os idosos os merecedores da mais alta estima
e respeito. Eles são vistos e tratados como os detentores da sabedoria, da experiência de
vida acumulada e seus conselhos são ouvidos pelos jovens e pelos adultos como sendo a
voz do conhecimento aprendido na prática da vida do dia-a-dia.
Responsáveis pela transmissão oral dos ensinamentos e tradições, eles são
considerados como sábios, o passado vivo e manda a tradição que os mais jovens lhes
beijem as mãos em sinal de respeito. Possuem lugar de destaque nas festividades e
cerimônias, atuando também como conselheiros e consultores nos tribunais de justiça.
Eles são cuidados com desvelo e tratados com toda a dignidade pelos demais.
Esta forma de tratamento faz com que se mantenham lúcidos até o final de suas vidas,
pois nada é mais doentio para uma pessoa idosa de qualquer sociedade do que ser
tratada como resto, uma pessoa inútil e sem valor, um fardo ser carregado pelos mais
jovens.

Fonte: mirandela e ciganosopovoqueveiodooriente

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
10
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Clãs Ciganos

Os Ciganos não gostam e não aceitam a palavra tribo para denominar seus
grupos, pois não possuem chefes equivalentes aos caciques das tribos indígenas, nas
mãos de quem está o poder.
Os ciganos também não possuem pajés ou curandeiros, ou ainda um feiticeiro
em particular, pois cada cigano e cigana tem seus talentos para a magia, possui dons
místicos, sendo portanto um feiticeiro em si mesmo. Todo povo cigano se considera
portador de virtudes como patrimônio de berço, cabendo à cada um desenvolver e
aprimorar seus dons divinos da melhor e mais adequada maneira.
Existem autores que citam que cada grupo cigano tem seu feiticeiro particular
denominado kakú, porém esta palavra no idioma romani significa apenas tio, não tendo
qualquer credibilidade esta afirmação.
Os ciganos preferem e acham mais correto o termo clã para denominar seus
grupos.
Atualmente existe uns 100 grupos ciganos, sendo os mais expressivos no
presente os seguintes:

Grupo Kalon:
Os componentes deste grupo fixaram residência especialmente na Espanha e
Portugal, onde sofreram severas perseguições, pois sendo estes países profundamente
católicos e conservadores, não podiam admitir os costumes ciganos, tanto que foram
proibidos de falar seu idioma, usar suas vestes típicas e realizar festas e cerimônias
segundo suas tradições. O que os ciganos sofreram na Península Ibérica, lembra de certa
maneira o que s negros sofreram em terras do Brasil.
Os ataques da realeza ao grupo Kalon foram tão rigorosos, que ele foi obrigado a
criar dialeto, mescla de seu próprio idioma com o português e o espanhol, em particular

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
11
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
em Portugal, onde as proibições não foram verbais, mas determinadas por decreto do rei
D.João V.
Apesar de todos os sofrimentos o Clã Kalon sobrevive até os dias atuais, sendo
um dos grupos que mais fielmente segue as tradições ciganas. Tem-se que os Kalons
originaram-se do antigo Egito.

Grupo Moldávio
De pele mais clara e olhos azuis, este grupo originou-se em terras da Rússia,
tendo de enfrentar os rigores do inverno russo em suas precárias carroças. Sob as
pesadas roupas e capotes escuros mal reconhecemos sua origem cigana. A denominação
moldávio vem da palavra Moldávia, república da Europa Central, que chegou a fazer
parte do Império Russo e da antiga URSS. Há poucas diferenças entre o dialeto
moldávio e o romeno.

Grupo Horaranô
Surgiram em terras turcas e se destacaram em especial como grandes criadores
de cavalos. Os integrantes deste grupo chegaram ao Brasil bem depois do grupo Kalon,
somente no final do século XVIII.

Grupos Karderash e Matchuaya


Os ciganos do grupo karderash são originários da Romênia e da antiga
Iuguslávia, o berço dos Matchuaya. Ambos os grupos chegaram ao Brasil no final do
século XVIII. Os primeiros ciganos a chegarem ao Brasil eram do grupo Kalon e vieram
de Portugal em meados do século XVII. Portugal, necessitando de mestres de forja no
Brasil, enviou-os para cá para que fabricassem ferraduras, armamentos e ferramentas.
Faziam também artesanalmente utensílios domésticos, alambiques para o fabrico da
cachaça, famosos até hoje por serem extremamente bem feitos e resistentes.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
12
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Como montar a mesa de atendimento

Se possível, dedique uma mesa para uso exclusivo da cartomancia. Assim ela
estará sempre preparada para receber o trabalho de leitura das cartas, estando em
sintonia com esta tarefa e livre de qualquer interferência ou vibração contrária.
Uma das características mais importantes da mesa é que nela devem constar os
quatro elementos (fogo, água, terra, ar), representados da maneira mais conveniente
possível, de acordo com sua intuição e orientação dos seus Guias, conforme a linha em
que se está trabalhando. Uma boa representação dos elementos, e que pode ser adotada
praticamente por qualquer iniciante, é a seguinte: sobre a mesa deixar sempre um copo
com água (elemento água), velas acesas (elemento fogo), um vaso com pedras ou metais
(elemento terra) e incenso aceso (elemento ar). Desta maneira você não só os terá
representado em sua mesa, como também receberá a energia apropriada de cada um, e
também o ambiente como um todo preparado por cada um dos elementos.
Caso a mesa seja dedicada à este fim, pode-se então deixá-la preparada o tempo
todo, com o copo de água sempre cheio, as velas podem ser acendidas pela manhã e
novamente à noite, juntamente com um incenso. Nestas ocasiões pode-se também trocar
a água do copo. Caso não haja a possibilidade de se deixar uma mesa dedicada
exclusivamente à cartomancia, então se deve prepará-la antes de iniciar a leitura.
Durante a leitura é muito importante que haja sempre velas acesas, e um incenso
deve ser aceso sempre que você notar que o anterior tenha acabado (pois ele queima
muito mais rapidamente que as velas), contudo, sem prejudicar o andamento da leitura
das cartas com excessiva preocupação com isto.
Outro elemento importante para a mesa é a toalha. Não se colocam as cartas
diretamente sobre a mesa, em hipótese nenhuma. A toalha se constitui num local
consagrado para fins de leitura das cartas, e será preparada para tal finalidade. Assim,

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
13
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
não se deve colocar cartas em outro lugar que não seja sobre a toalha. Para aqueles que
desmontam o ambiente para guardá-lo depois da leitura, deve-se usar a toalha para
embrulhar cuidadosamente o baralho guardando-o assim protegido. Este recurso pode
ser usado também no caso de você precisar transportar o baralho para colocá-lo em
outro lugar, que não seja no local de costume, indo sempre baralho e toalha juntos,
sendo uma maneira de se levar o local de leitura das cartas junto das cartas. Mas é
MUITO IMPORTANTE considerar o seguinte: apenas cartomantes experientes devem
colocar cartas fora do seu ambiente de costume, pois estes locais estranhos não estarão
preparados, e dependerá mais ainda de sua habilidade para se ter êxito na leitura.

- Importância dos Elementos


Foi Empédocles, filósofo grego que viveu entre 494 e 434 a.C., quem considerou
pela primeira vez os quatro elementos (fogo, água, ar e terra) elementos fundamentais e
básicos na constituição de tudo que existe no universo. Seu ponto de partida foram as
experiências deixadas por outros dois grandes filósofos, Parmênedes e Heráclito, que
tentaram, cada um com sua teoria oposta à do outro, explicar a constituição e
transformação de todas as coisas que existiam no universo. A razão de Parmênedes
deixava claro que nada pode mudar, enquanto que para Heráclito, a natureza e tudo que
está nela está em constante transformação. Para Empédocles, ambos tinham razão, sob
determinado ponto de vista, porém, algo na teoria dos dois filósofos não podia de
maneira nenhuma condizer com a verdade – segundo suas teorias, tudo que existia seria
constituído de apenas um elemento básico. Empédocles não podia aceitar que a água
pudesse se transformar num peixe ou numa borboleta, pois a água seria água por toda
eternidade, e daí a razão que ele atribuía a Parmênedes; por outro lado, acreditava
também que tínhamos que dar o devido crédito aos nossos sentidos ao observar que um
pedaço de madeira, ao ser queimado, gerava o fogo, a fumaça e deixava para trás as
cinzas, ou seja, se transformara em algo diferente, como afirmava Heráclito.
Se a natureza não podia ser composta de um único elemento, poderia ser de
alguns elementos, que juntos, combinados entre si, poderiam constituir um buquê de
rosas ou uma borboleta, a madeira, a fumaça e a cinza. Concluiu então que a natureza
possuía ao todo quatro elementos básicos, também chamados por ele de elementos
raízes. Estes quatro elementos eram o fogo, a água, o ar e a terra. A partir daí todas as

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
14
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
coisas da natureza seriam resultado da combinação e interação desses quatro elementos,
que depois se separariam um do outro, pois tudo seria então constituído pelos quatro
elementos em quantidades diferentes e que poderiam ser portanto separadas. Para ele,
quando uma flor ou um animal morre, esses quatro elementos voltam a se separar. Essas
transformações podem ser percebidas por nós a olho nu. No entanto, terra, ar, fogo e
água continuam a ser o que são, inalterados, incólumes, independentes de todas as
misturas de que façam parte. Não é certo, portanto, afirmar que “tudo” muda.
Basicamente, nada se altera. O que acontece é que esses quatro elementos diferentes
simplesmente se combinam e depois voltam a se separar para então se combinarem
novamente.
Não foi por acaso que Empédocles considerou precisamente o fogo, a água, o ar
e a terra como sendo as “raízes” da natureza. Outros filósofos que o antecederam já
haviam notado e considerado ora um, ora outro desses elementos, de maneiras
diferentes. Tales e Anaxímeres, por exemplo, tinham enfatizado a importância da água e
do ar como sendo elementos essenciais da natureza. Outros ainda tentaram provar que a
água, o ar e até mesmo o fogo, seriam sozinhos, o único elemento da natureza.
De todos estes pensamentos, o que Empédocles deve ter notado é que cada um
dos elementos desempenha de fato um papel de crucial importância na natureza, do sol
que aquece e alimenta os seres vivos, ao ar que respiramos, sem o qual morremos em
segundos, ou a água que é portadora de energia vital para plantas e animais.
Mesmo tendo provado através de suas teorias as transformações, combinações e
separações de suas quatro raízes, uma questão continuou em aberto: o que faz com que
os elementos se combinem para formar uma nova vida? E por que, depois de
combinados numa flor, por exemplo, esta morre e volta a se desintegrar? À estas forças
invisíveis Empédocles atribuiu os nomes de amor e de disputa, assim, o que uniria os
elementos para a formação de uma nova vida denomina-se amor; e que separaria os
elementos, desintegrando a coisa original, denomina-se disputa.
Empédocles também refletiu um pouco sobre a questão de saber o que ocorre
quando percebemos alguma coisa. Como posso “ver” uma flor, por exemplo? O que
acontece neste caso? Empédocles acreditava que, como todas as outras coisas da
natureza, também nossos olhos são compostos de terra, ara, fogo e água. Assim, a terra
contida em meus olhos perceberia o componente terra no objeto visto; o ar, o

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
15
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
componente ar; o fogo, o componente fogo; e a água, o componente água. Se faltasse
aos olhos um desses elementos, eu não poderia enxergar a natureza em sua totalidade.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
16
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Limpeza, energização, conexão e consagração

- Ritual de Limpeza

Antes de aprender o ritual de limpeza, é preciso entender a finalidade deste


ritual.
Qualquer item que compramos possui uma aura ou uma energia. A questão é:
“De quem é essa energia?” A resposta é simples: de todos! Desde quem fabricou até de
quem tocou pela última vez na loja. Cada pessoa que toca algum objeto despeja um
pouco de sua energia nele e nem sempre essa pessoa está com boas energias. Devido aos
estresses do dia-a-dia, a constantes mudanças de humor, pessoas com baixa estima e
vários outros sentimentos considerados carregados, os objetos captam essas energias
carregadas e, no caso do baralho, por exemplo, o mesmo pode simplesmente não lhe
apresentar nada ou só apresentar negatividade. Por isso, a limpeza é extremamente
necessária.
O Ritual
Bem, antes de fazer a limpeza do seu Baralho, é importante fazer a limpeza de si
mesmo; afinal você também descarregará sua energia no baralho. Para isso, tome um
banho demorado e relaxante e em seguida tome um banho com um chá de rosas
amarelas (este banho será do pescoço para baixo).
Para limpar o Baralho Cigano, acenda um incenso de rosas (brancas ou
amarelas), de alecrim ou de mirra. Passe a fuma do incenso 7 vezes em volta do baralho
dizendo o seguinte: “Eu (diga seu nome) peço a ________________ (diga o nome de
sua cigana ou de seu guia) a limpeza energética deste Baralho. Que todas as energias e
pensamentos negativos sejam despotencializados e desmagnetizados. Que assim seja”.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
17
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Deixe que o incenso queime até o fim e não se esqueça de agradecer a sua
cigana ou ao seu guia pela ajuda dada.

- Energização e Conexão
Estando seu Baralho limpo de energias alheias, é hora de pôr a sua energia nele.
Para isso, segure-o com as duas mãos, feche os olhos e visualize uma emergia
percorrendo tôo seu corpo. Quando esta visualização estiver bem nítida, visualize essa
energia passando de sua mão para o baralho. Fique assim, o tempo que achar necessário.
Com a limpeza e a energização do baralho feita, você já pode se conectar a ele.
A conexão serve para que você e seu baralho possam se entender, se comunicar. Para
isso, durma durante 7 noites, com o baralho embaixo do travesseiro. Anote todos os
sonhos que tiver durante esse período e tente decifrá-los, pois comumente, o baralho nos
envia mensagens através de sonhos.

- Ritual de Consagração

Bem, a essa altura seu baralho está purificado e repleto de boas energias. Agora
só falta consagrá-lo.
Porque consagrar o baralho? Para determinar sua função a apresentá-lo as forças
que irão lhe ajudar sempre (tanto a sua força interna espiritual, quanto às forças
auxiliares). Pense que você está dando vida ao seu objeto de trabalho e que desde o
momento que você emanou sua energia nele, vocês estão conectados.
Pense o seguinte: quando uma criança nasce, a primeira coisa que fazemos é
apresentá-la ao mundo (seja através de um batismo, de um rito, de uma
informalidade...). O mesmo ocorrerá com o nosso baralho.
Para a consagração, primeiramente mantenha, constantemente, Amor e Luz em
sua mente e em seu coração.
O ritual de consagração do Baralho Cigano funciona da seguinte forma:
Forre uma mesa com uma toalha branca, nova!

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
18
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Nos quatro cantos da mesa, distribua os quatro elementos:
*AR representado pelo incenso;
*FOGO representado pela vela, que pode ser branca ou amarela;
TERRA representada pelas pedras ou cristais, podendo usar os dois;
ÁGUA em uma taça, que deve ser utilizada exclusivamente para o jogo;
No centro de mesa abra seu Baralho Cigano, em formato de leque, com as
figuras viradas para baixo.
Durante sete dias o baralho deverá ficar disposto nesta mesa, sendo que
diariamente deverão ser acesos o incenso e a vela, então será sete velas e sete incensos,
trocados diariamente, de preferência no mesmo horário. Bem como a água deverá ser
trocada diariamente e as pedras e os cristais lavados em água corrente, durante os sete
dias da consagração!
Cada dia após trocar os materiais utilizados, faça a oração que colocarei a seguir
para que, junto com o povo cigano, transforme este oráculo, não somente em um
instrumento de trabalho, mas principalmente em um instrumento de ajuda para quem lhe
procurar.
Frisando que ninguém pode tocar em seu baralho, durante a consagração e após
a mesma só poderá ser tocado por outra pessoa que não seja você no momento da
consulta e com sua permissão.
A consagração nunca deve ser feita durante a lua minguante, sendo mais
indicada a lua cheia.
O Baralho só deve ser guardado envolto em um pano vermelho de cetim, ou da
cor da entidade que você trabalha!
Ciganos adoram o vermelho e as rosas!

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
19
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Como Jogar

- Como tratar seu baralho:


O modo como tratamos as cartas é muito importante. Evidentemente que uma
das premissas básicas no tratamento das cartas é que o baralho a ser utilizado para fins
de adivinhação não pode, em hipótese alguma, ter sido utilizado para outro fim. O
baralho deve ser novo, comprado preferencialmente com este propósito. É melhor ainda
se você ganhar este baralho de um instrutor ou das mãos de alguém que o está
orientando de alguma maneira, e que vá, dentre outras coisas, abençoar o seu baralho e
dedicá-lo em pensamento para esta finalidade.
Transcorrido algum tempo de aproximação e magnetização do baralho, o
cartomante iniciante poderá armazenar seu baralho (sempre dentro do saquinho branco)
numa espécie de altar ou comgá dedicado a este fim.
Apesar de falar aqui apenas em cartomantes iniciantes, é importante considerar
que independentemente do nível de aprendizado ou de prática que um cartomante
possua, sempre é necessário que haja um processo de magnetização e aproximação com
o novo baralho. Após retirá-lo da embalagem, antes de embaralhar ou de iniciar algum
tipo de jogada, é recomendável que o cartomante analise minuciosamente cada uma das
cartas, não só à procura de eventuais falhas, mas também com o intuito de reconhecer
cada uma das cartas, mentalizando uma a uma o seu significado e o seu papel no
baralho. Pode-se ir ordenando as novas cartas, conforme você vai olhando-as, sobre a
toalha, separando por naipes, agrupando as figuras, ou qualquer outro tipo de
organização que lhe parecer conveniente, mas sempre pensando no significado de cada
carta e em seus relacionamentos (se você separa os naipes, por exemplo, pense na razão
desta separação, na relação de cada naipe com cada um dos elementos e de cada uma
das cartas com aquele naipe). Somente depois de ter verificado e mentalizado cada uma
das cartas, passe ao embaralhamento, que deve ser feito com cuidado, devagar, e jamais
deve se estender muito.
Importante: nunca embaralhe demasiadamente, por tempo demais, ou em vezes
sucessivas. Evite embaralhar vigorosamente. O embaralhamento deve ser suave, sendo
que o mais importante não é o intercalamento sem fim das cartas, mas a mentalização
que se faz nesse processo.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
20
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Tomando todos estes cuidados, o baralho deve durar um bom tempo, mas isso
não significa que ele seja eterno. Como tudo que é material, o baralho pode, com o
tempo, perder sua função, e você irá perceber claramente quando o baralho perder o seu
brilho natural, aquela radiação que traduz perfeitamente sua relação com o mundo
imaterial. Quando isso ocorrer, é recomendável que você dê uma destinação honrosa
para aquele material que o acompanhou: devolva-o à natureza, da forma que mais lhe
agradar. Ele pode ser depositado ao pé de uma árvore (num local isolado, é claro, onde
ninguém irá encontrá-lo e utilizá-lo para outros fins), pode ser lançado ao mar ou num
rio. Não se esqueça de agradecer por todos aqueles que tornaram aquele baralho mais do
que um pedaço de matéria!

- As quatro etapas da consulta:


Podemos jogar as cartas de várias maneiras. Mais superficialmente e mais
rapidamente; sobre um assunto específico, mirando diretamente num único objetivo; ou
mais profundamente, explorando a fundo detalhes da vida do consulente, buscando as
raízes de seus problemas, as informações mais relevantes sobre ele, que o levarão a um
autoconhecimento e os desdobramentos de tudo isso em seu presente e em seu futuro.
Propósitos diferentes levam a estruturas de consultas diferentes. Numa jogada
mais simples e direta pode-se pular algumas etapas e ir-se direto ao que interessa. Às
vezes uma breve consulta ao baralho pode fornecer a resposta que o consulente procura.
Mas nem sempre vamos querer ficar no nível superficial. Quando quisermos nos
aprofundar podemos lançar mão dessa estrutura de quatro etapas, tendo-a em mente no
momento em que estivermos fazendo a consulta para, conscientemente, irmos
avançando e penetrando mais fundo na alma do consulente. É claro que esta estrutura
simples não é de forma alguma absoluta. O cartomante experiente vai “navegar” na
consulta seguindo a estratégia mais apropriada para o momento. Mas para a maioria dos
cartomantes, guiar-se por alguma estrutura conhecida, reconhecendo cada etapa e
orientando-se por objetivos claros, pode ajudar bastante.
Ainda acrescentamos a estas quatro etapas mais duas: algo que podemos chamar
de procedimentos de pré-consulta e procedimentos de pós-consulta. Eles consistem
basicamente em toda a preparação que fazemos antes de receber o consulente, quando

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
21
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
ele chega até nós, e em todos os demais procedimentos que fazemos ao terminar a
consulta, quando o consulente vai embora.
- Etapa 1: Estabelecimento da ligação e Exploração Inicial
Quando o consulente senta-se diante de nós é necessário, para começar,
estabelecermos uma ligação com ele. A prática da cartomancia consiste em conectar o
subconsciente do consulente ao subconsciente do cartomante, colocando as lâminas do
baralho em consonância e fazendo-as reagir a eles. Esta conexão pode acontecer mais
rapidamente ou mais demoradamente, dependendo da pré-disposição do consulente, da
concentração que o cartomante estiver conseguindo desenvolver naquele momento,
entre outros fatores. Principalmente quando jogamos para um consulente para o qual
nunca jogamos antes, estabelecer esta ligação é importante. Quando já conhecemos o
consulente e já costumamos jogar para ele, esta etapa pode nem ser necessária.
Além disso, para desenvolver uma consulta mais profunda, não é possível
simplesmente ir jogando, indo direto a um assunto profundo e delicado, uma questão
complexa, logo de imediato. Mesmo que o consulente já apresente algumas questões
sobre as quais queira respostas, podemos ir explorando, além do que ele está nos
dizendo diretamente. Ao fazer esta exploração, é aconselhável usarmos uma disposição
das mais corriqueiras, aquela que temos como nossa disposição principal e a que mais
fazemos, dando fluidez à jogada, numa dinâmica ainda leve e solta. Nesta etapa é
comum falarmos sobre vários assuntos diferentes, explorando saúde, finanças, trabalho
e amor, falando sobre os relacionamentos atuais e sobre as atividades do consulente no
presente.
Procedendo dessa maneira, iremos naturalmente encontrar alguns aspectos que
irão se sobressair e, conforme formos revelando ao consulente o resultado dessa leitura,
iremos descobrindo os fatos mais relevantes, aquilo que incomoda o consulente ou
aquilo que necessita ser explorado mais a fundo. Vamos então à segunda etapa.
- Etapa 2: Exploração dos fatos relevantes
Agora já temos uma ligação estabelecida com o consulente e aspectos relevantes
para a vida dele já nos foram revelados. Podemos agora explorar estes aspectos
relevantes, jogando especificamente sobre eles, buscando mais detalhes como, por
exemplo, as causas que levaram o consulente àquela situação. Nesta etapa o mais
comum é detalharmos aspectos sobre a saúde do consulente, jogando especificamente

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
22
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
sobre ela; podemos falar mais a fundo das relações amorosas do consulente, entendendo
como ela age com relação a isso, como age o seu parceiro, quais os problemas que
rondam o relacionamento; podemos falar mais aprofundadamente da vida profissional,
entendendo como é a relação do consulente com a empresa em que trabalha, com seus
superiores ou subordinados, suas aspirações e frustrações, além de conquistas e
reconhecimentos, entre outras coisas.
Nesta etapa utilizamos jogadas ou disposições das cartas mais específicas, que
buscam detalhar situações, emoções, pessoas, lugares e acontecimentos.
A diferença entre esta etapa e a etapa anterior é que, ao invés de irmos
discorrendo sobre vários assuntos sem dar grande foco a nenhum, aqui trabalhamos com
menos assuntos diferentes, só que com mais profundidade. Importante salientar que aqui
ainda permanecemos nos fatos em si, sem falar muito nos acontecimentos atuais como
conseqüência de acontecimentos anteriores, ou seja, não falamos muito das causas para
os efeitos atuais. Sobre isso falamos na próxima etapa.
- Etapa 3: Aprofundamento em aspectos-chave
Muitas vezes e talvez até na maioria das vezes, acontecimentos atuais,
problemas que enfrentamos no dia a dia, tem causas em tempos passados, em ações
passadas, de outros tempos que não nos lembramos mais ou que bloqueamos para evitar
o sofrimento. Da mesma forma, o que ocorre conosco hoje pode ser provocado pelo
nosso próprio jeito de ser e de reagirmos frente às dificuldades e, semelhantemente,
ocultamos estas características de nós mesmos, escondendo-as atrás de atitudes padrão
que disfarçam a realidade. Enfim, de várias formas, a realidade fica escondida, e uma
das grandes razões para praticar a cartomancia é buscar esta realidade, entendendo o
porquê dos acontecimentos atuais e trazer o autoconhecimento, para enfrentarmos
melhor as dificuldades do dia a dia.
Jogamos nesta etapa uma cartomancia mais densa, mais detalhada, talvez
recorrendo a dois baralhos, e lançando mão de todos os recursos que temos à nossa
disposição. Este é o momento de maior concentração da consulta, e nossa intuição deve
estar atenta e recebendo todas as informações e inspirações que devem ser passadas para
o consulente. Muitas consultas não chegam a esta etapa. Outra coisa interessante é que é
nessa etapa justamente que nos desenvolvemos como cartomantes, pois o aprendizado
aqui pode ser incrível.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
23
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
- Etapa 4: Aconselhamentos Finais
Depois de toda a densidade da etapa anterior, é chegado o momento de regressar,
de voltar do mergulho, de ir fechando os canais e voltando à realidade. É realmente
importante trazer o consulente de volta, pois, neste momento, ele deve estar quase que
hipnotizado por tudo que ele esta ouvindo e vendo. Neste processo de retorno, vamos
pegando as informações obtidas até então e vamos resumindo, voltando a jogar uma
cartomancia mais leve e mais rápida. Vamos trazendo para a realidade do consulente os
ensinamentos obtidos durante a viagem realizada, e conectando-os aos problemas ou
acontecimentos revelados na etapa 1, vamos encerrando a consulta.
Normalmente este tipo de consulta é feita num único ciclo, ou seja, depois da
etapa 4 dificilmente podemos retornar a uma outra etapa anterior. O encerramento
acontece compulsoriamente, e temos que ir terminando a consulta sem escolha. Como já
foi dito, nem sempre passamos pelas 4 etapas; às vezes pulamos a primeira, às vezes
não atingimos a terceira.
Mais uma vez é importante salientar que esta estrutura não é única nem
imutável. Cada cartomante pode e deve não só seguir orientações desse tipo, mas
desenvolver-se a partir delas e adotar as suas próprias estratégias. Esperamos que este
tipo de aconselhamento sirvam, principalmente, para ajudar aos cartomantes,
principalmente os iniciantes, a darem os seus primeiros passos, para depois seguirem
sozinhos.

- O método cigano tradicional:


Depois de embaralhadas, pede-se que o consulente corte em 5 partes de forma
que os 4 primeiro compõem-se em 8 cartas e o quinto de 4 cartas.
Obs.: Suponhamos que o primeiro montante tenha ficado com 10 cartas, conta-se 8 de
baixo para cima e as 2 que sobrarem, vão para o montante seguinte como primeira e
segunda cartas (ou seja, as cartas que sobraram vão para debaixo do montante seguinte).
O mesmo se fará com todos os montantes. Caso falte carta em algum montante, deve-se
pegar a quantidade faltosa do monte seguinte (pegar as cartas debaixo e não as de cima).
Faça isso com todos os montantes que ficarem faltando a partir daí.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
24
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
O primeiro monte compõe uma linha, começando pela esquerda, e o segundo,
terceiro e quarto monte da mesma maneira. As últimas 4 cartas são colocadas em baixo
das outras, de forma que fiquem no meio baixo da quarta linha, assim:

A pessoa que deseja conhecer a sua sorte é designada da seguinte maneira:


Carta nº29: senhora ou menina
Carta nº28: cavalheiro ou criança
Essas 2 cartas exigem a maior atenção visto de sua posição no jogo depender a
boa ou a má sorte do consulente. Todas as outras cartas derivem a sua significação
daquelas duas porque a sua maior ou menor distância delas, determina a sua sorte.

- Como Jogar a Distância?


Existem algumas situações nas quais jogar as cartas pode ser muito importante,
porém pode ser também muito difícil ou às vezes impossível o cartomante encontrar-se
pessoalmente com o consulente para efetuar a consulta. É aí que entra a consulta a
distância.
Primeiramente é imprescindível que o consulente saiba que a consulta está sendo
realizada, afinal, não é permitido jogar as cartas sem o prévio conhecimento e
aprovação dele. Então, tanto cartomante quanto consulente devem se preparar seguindo
alguns procedimentos simples, mas importantes para a segurança e para o sucesso da
consulta.
Para a preparação da consulta, seguem algumas recomendações:
 Cartomante e consulente devem agendar um dia e hora para realizar a consulta,
num horário em que o consulente possa, preferencialmente, estar em sua casa e
não ter nada a fazer;

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
25
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
 O cartomante deve pegar as informações do consulente: nome completo, data e
local de nascimento; estas informações servirão como uma “chave” para a
ligação com o consulente no momento da consulta;
 O cartomante deve dar as instruções para o consulente de como proceder durante
a consulta: tomar bastante água, permanecer tranqüilo, sem conversar ou assistir
à televisão, de preferência em repouso, meditação ou mesmo dormindo;
 O cartomante deve recomendar ao consulente que faça uma prece autorizando a
realização da consulta e pedindo proteção e luzes para que a consulta seja bem
sucedida;
 Ao realizar a consulta:
- Antes de começar, o cartomante deve acender uma vela branca sobre um prato
de cerâmica branco (este tipo de prato é recomendado mas não obrigatório), e ao lado
colocar um copo com água; em oração o cartomante deve dedicar esta vela e a água ao
consulente, desejando que o consulente receba aquela luz, com o intuito de fortalecer
seu anjo de guarda e afim de protegê-lo durante o processo da consulta; isto é
importante também para o cartomante, pois se eventualmente o consulente estiver com a
áurea carregada de energias negativas, com este processo estas energias não serão
absorvidas pelo cartomante; o cartomante não deve se esquecer de suas orações de
costume, aquelas que ele faz sempre antes de jogar;
- Pode-se também recortar um pedaço de papel branco, do mesmo tamanho de
uma carta que será utilizada para a consulta, e nele escrever o nome completo, data e
local de nascimento do consulente; esta “carta” que representa o consulente pode ser
colocada embaixo da vela para ajudar a firmar o ponto, ou mesmo ser utilizada como
uma “chave” durante a consulta, como se fosse uma carta mesmo, ajudando assim a
aumentar a sintonia com o consulente;
- Cartomante e consulente não devem entre em contato um com o outro durante
a consulta (não telefonar, nem enviar email); se ambos já optaram por jogar à distância,
devem continuar com o processo até o final, sem alterações;
- Se o cartomante perceber que alguma coisa está dando errada como, por
exemplo, perceber que há influências negativas interferindo com o processo, ele deve
interromper a consulta; sempre há a possibilidade de se realizar a consulta num outro

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
26
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
dia; por isso não deve forçar a jogada, insistindo com alguma coisa que pode estar
sendo prejudicial;
- O cartomante deve anotar o resultado da consulta durante a consulta; ele pode
ir anotando de cartada em cartada, linha a linha, carta a carta, não importa: desde que
não perca nada. Pode ser utilizado um caderno e se anotar à mão, ou mesmo um
notebook, colocado ao lado das cartas, desde que o cartomante não precise se levantar
para realizar as anotações, vai servir muito bem;
- Se você optar por usar um notebook, não perca tempo formatando o texto,
deixando-o pronto ou bonito para enviar ao consulente; anote no MS Notepad, por
exemplo, que é um editor de textos simples; deixe a formatação, correção do texto e
outros acabamentos para depois da consulta, para não perder tempo e não desviar a
atenção.
 Depois da consulta:
- O cartomante deve fazer uma leitura do que foi anotado, para passar a limpo
(caso tenha sido anotado num caderno) ou para se efetuar correções (caso tenha sido
anotado num notebook), sem alterar nada do conteúdo; somente corrija erros de
gramática ou de concordância, coloque algumas palavras de conexão que estiverem
faltando, tomando muito cuidado para não alterar o sentido do que foi escrito
originalmente;
- O cartomante pode agora enviar o resultado da consulta para o consulente, por
email ou por carta, ou entregar pessoalmente;
- Depois da consulta o cartomante e o consulente podem conversar, por telefone
por exemplo, e falar sobre a experiência, o que pode enriquecer muito o aprendizado de
ambos;
- Como a consulta estará anotada num papel, ou mesmo disponível em meio
eletrônico, é muito fácil ou mesmo tentador passá-la adiante para que outras pessoas
possam ler; no entanto, isto não deve ser feito; o cartomante deve guardar com cuidado
o resultado da consulta para que outras pessoas não tenham acesso e, depois de o
consulente ter lido a consulta, o documento pode ser descartado.
Estas orientações não são absolutas, e de forma alguma nossa pretensão foi
esgotar este assunto. O bom cartomante deve sempre seguir suas intuições e seu bom
senso, buscando realizar a cartomancia com responsabilidade e seriedade e, sobretudo,

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
27
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
buscando o bem estar do consulente e a realização de uma boa consulta, útil e
importante tanto para o cartomante quanto para o consulente.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
28
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
O Significado das Cartas

As mensagens das 36 cartas do baralho cigano são muito objetivas; algumas simbolizam
de maneira bem clara questões do nosso dia-a-dia. Através do jogo das cartas do baralho
cigano é possível saber o resumo da situação apresentada, seja no passado, na atualidade
e até no futuro. Também é possível saber o que motivou ou motivará a situação além de
apresentar qual o melhor caminho a seguir.
Cada carta do Baralho Cigano tem outra correspondente nas cartas do baralho comum
de jogo. Cada naipe agrupa cartas com significados que giram em torno de questões
específicas.
Copas – assuntos ligados às emoções e a vida afetiva.
Ouro – abrange questões de dinheiro e bens materiais.
Paus – representa assuntos ligados à criatividade e imaginação.
Espadas – simboliza assuntos referentes à mente humana.
As descrições abaixo são feitas de maneira isolada, isto é, o significado puro de cada
carta. É importante ressaltar que as cartas quando tiradas em um jogo, sofrem
influências das demais, podendo ter o seu significado profundamente variado.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
29
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
1) O Cavaleiro – 09 de Copas

Simbologia comum: Um cavalheiro cavalgando um belo alazão pelos campos. O


símbolo retrata um elegante e bem proporcionado cavalheiro; consequentemente você
pode encontrar um bem apessoado com possíveis habilidades atléticas que será
interessante e excitante. Se o cavaleiro se refere a uma mulher, ela aparecerá como
digna independente e expansiva.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta que fala da realização dos projetos. Indica que a pessoa não deve
recuar diante de obstáculos ou dificuldades, pois o rumo em que está é certo. Pode
indicar: transferência de local, promoção no trabalho, atitudes que foram tomadas ou
que se devem tomar.
Palavra chave: estrangeiro, visita, notícia, acontecimentos próximos.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
30
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
2) O Trevo – 6 de Ouros

Simbologia comum: Um trevo de quatro folhas completamente aberto para todos


verem. A carta descreve uma forte energia pessoal, mente aberta, que aproveita os riscos
da vida. Entretanto, algumas vezes riscos podem aparecer em baixo das folhas do trevo.
Excitabilidade, temperamento nervoso podem surgir como presságios. Atenção com
oportunistas e pessoas desonestas.
Polaridade da carta: Carta negativa
Significado: Carta que fala de um período difícil e de luta contra obstáculos e
adversidades (em geral financeiras). A carta previne inícios de novos projetos. É um
alerta que mostra que algo não vai bem. Por isso recomenda uma atitude de fé em si
mesmo, nos potenciais próprios. Não se deve hesitar em pedir ajuda a outras pessoas.
Palavra chave: destruição, quebra de harmonia, desventura, tropeço, pedra no caminho,
obstáculos.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
31
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
3) O Navio – 10 de Espadas

Simbologia comum: Uma magnífica embarcação desbravando o vasto oceano em


busca de terra firme. Este navio traz imigrantes e estrangeiros a você. Pessoas do navio
são experientes, viajadas, vividas. Algumas vezes elas podem ser instáveis e nômades,
com diferentes estilos de vida.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta que fala da necessidade de mudanças físicas como viajar com o
objetivo de buscar novos horizontes. Também mostra a continuidade que se deve ter ao
parar por algum motivo. Ela pede que a pessoa se levante e ande, que dê continuidade.
Mostra a vida em constante mudança, o que é natural e ao qual precisamos nos adaptar.
O navio representa uma proteção espiritual recebida. A chegada de alguém que não se
via há muito tempo. Também mostra os cuidados que devemos ter com o corpo físico,
com a saúde, a necessidade de exames periódicos e consultas médicas regulares. Sua
ligação com viagens também revela algo ligado ao estrangeiro.
Palavra chave: viagem, mudança de rumo.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
32
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
4) A Casa – Rei de Copas

Simbologia comum: Uma elegante mansão com um jardim de rosas vermelhas. A casa
traz estabilidade e bens materiais que pode ser equilíbrio financeiro. Seu pensamento
em geral é organizado e regular, assim como obstinado e muito possessivo. A casa é
muitas vezes orientada pelas tradições familiares e fortes valores.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta da segurança, da proteção e do equilíbrio. São os sentimentos
gerados pelo lar, família, parentes e ambientes que temos ligações afetivas. Lugares
onde passamos tempo e que muitas vezes são nossos trabalhos que roubam o tempo de
nossas famílias ou a atenção que devemos dar ao lar. Também pode revelar ajudar
recebida dos pais ou altos e baixo normais no ciclo da vida.
Palavra chave: equilíbrio.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
33
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
5) A Árvore – 7 de Copas

Simbologia comum: Uma sólida arvore sozinha embaixo do sol. Representa o lar
seguro, o lugar para onde retornamos e nos recuperamos, onde se está protegido e o
equilíbrio é encontrado. Sua reposição de energia ocorre a todo o momento e a pessoa
está protegida de influências negativas. Também pode significar harmonia e
desentendimento em casa ou a busca por um lugar em que se sinta bem.
Polaridade da carta: Carta positiva
Simbologia: A carta representa a vitalidade, empreendimentos passados ou futuros que
tem um bom potencial de desenvolvimento. Vale a pena esperar por algo em que se
investiu. Renovação nos relacionamentos e convite a um relaxamento e reflexão; ter os
pés fincados no chão. Pode significar heranças; raízes e origens. Possibilidade de cura
de uma doença através de práticas energéticas (como passes, Reik, etc.) juntamente com
a medicina tradicional. Pode ser um período longo para a realização de um
investimento.
Palavra chave: progresso, fartura.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
34
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
6) As Nuvens – Rei de Paus

Simbologia comum: Nuvens negras e brancas flutuando em um dia ensolarado.


Pessoas sob a influência da carta das nuvens são irritáveis, instáveis e imprevisíveis.
Muitas vezes tem mau temperamento, personalidade complexa ou sofrem de desordens
mentais como transtorno bi-polar ou déficit de atenção. A carta também mostra
indivíduos escondendo vidas duplas. As nuvens representam toda escuridão e tristeza.
Polaridade da carta: Carta negativa
Significadoo: Carta que fala da confusão de sentimentos, dúvidas e incertezas que
geram falta de visão na solução de problemas de família, trabalho ou ocasionados por
fofocas (razão muitas vezes para a depressão, tristeza e melancolia). Pode revelar
problemas menores do que realmente parecem; mediunidade aflorando; energia sexual e
sensual em ação.
Palavra chave: tristeza, instabilidade.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
35
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
7) A Serpente – Rainha de Paus

Simbologia comum: Uma maliciosa serpente espera a espreita. A serpente prediz


dificuldades de todos os tipos: desapontamentos, ciúmes, manipulações e traições em
família. Cuidado com os colegas de trabalho, “amigos” e parentes. A figura mostra
mentiras, enganos, difamação, fraudes e deslealdade. Esta carta não contém um bom
presságio.
Polaridade da carta: Carta negativa
Simbologia: Carta que pressagia brigas, discórdias e desarmonias em razão de inveja,
falsidade e traição. É preciso olhar em volta, pois é um sinal de alerta contra pessoas
traiçoeiras. Pode revelar luta entre o bem e o mal; forças malévolas atuando (obsessões);
nosso lado obscuro com os instintos e defeitos.
Palavra chave: traição.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
36
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
8) O Caixão – 9 de Ouros

Simbologia comum: Uma urna funerária espera sobre uma plataforma para o ultimo
adeus. Depressão, negatividade, doenças normalmente estão associadas com esta carta.
As pessoas são também formas de mal pressagio, pois tem a capacidade de oprimir a
vida de outros a ponto de destruí-las. Elas carregam o sentimento de “nuvem negra”
sobre elas e podem ser vampiros emocionais.
Polaridade da carta: Carta negativa
Significado: É a carta das perdas materiais e físicas; o fim ou a morte de algo que deve
dar lugar a um novo processo de crescimento ou evolução espiritual. Significa a perda
de algo de maneira violenta (assalto). Necessidade de dar solução a um problema.
Doenças ou baixa energia gerada por uma situação específica. Necessidade de
desenvolver a espiritualidade.
Palavra chave: morte, perdas materiais, fim.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
37
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
9) O Buquê – Rainha de Espadas

Simbologia comum: Um apaixonado arranjo de flores para ser oferecido. A carta


representa uma pessoa sorridente e charmosa. Ela personifica a graça, beleza e ternura.
A figura também pode referir-se a indivíduos que estão emocionalmente disponíveis ou
solteiros.
Polaridade da carta: Carta positiva
Simbologia: É a carta da fraternidade, das amizades, dos relacionamentos e sentimentos
verdadeiros. É um convite para deixar que os sentimentos sejam expressos. Período
favorável em que tudo pode dar certo. Pode representar conquistas amorosas oportunas.
Palavra chave: felicidade, altruísmo, generosidade, fraternidade.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
38
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
10) A Foice – Valete de Ouros

Simbologia comum: Uma ferramenta de fazendeiro descansa perto do feno. Pessoas


sob a influência da foice são analíticas, cortantes e aguçadas. Seu temperamento pode
ser frio e amoroso ao mesmo tempo. Eles podem tomar decisões rápidas em momentos
críticos e mostrar grande capacidade de liderança.
Polaridade da carta: Carta negativa
Significado: Carta que fala de uma transformação geral, precedida de uma situação
delicada, onde haverá um corte brusco, rompimento ou perda, mas que é necessária para
um maior crescimento. Pode significar também algo na vida que precisa ser reavaliado.
Revela o fim de um sofrimento ou prejuízo ou momento de escassez de recursos.
Necessidade de se tomar uma decisão. Ter mais serenidade diante das transformações
muitas vezes necessárias da vida.
Palavra chave: rompimento, necessidade de abrir mão de algo.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
39
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
11) O Chicote – Valete de Paus

Simbologia comum: Um instrumento de punição é exibido como aviso. O chicote


algumas vezes pode representar indivíduos sexy, atrativos e sedutores. São cientes de
seu poder sexual. O aspecto negativo é que pessoas com o chicote podem ser
potencialmente violentas, viciadas ou que oferecem perigo para os outros. Algumas
pessoas de foice podem se tornar dependentes de relacionamentos. Em seu lado positivo
possuem personalidades ativas e são altamente competitivos.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: Carta que fala da perda de sintonia espiritual; do desequilíbrio energético e
suas conseqüências. Obsessões e influências negativas que geram brigas. É preciso
tomar atitudes; retomar o caminho religioso seja qual for o que se freqüentava ou
procurar uma nova direção. É preciso reintegrar com a própria espiritualidade. Forças
místicas estão sobre o controle. Disputas e desarmonias em família; brigas com amigos
ou sócios.
Palavra chave: contrariedade, brigas, aborrecimentos, confusões, rivalidade, demandas.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
40
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
12) Os Pássaros – 7 de Ouros

Simbologia comum: Dois pássaros como um casal empoleirado em um galho de


árvore. Pessoas de pássaros são sociáveis, comunicativas e curiosas. Bons vendedores,
advogados, mediadores são representados por essa carta. Os pássaros também revelam
talentos na comunicação. A figura representa amizade e indivíduos de mentes aberta
com muito para dizer.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta da paciência e da fé. Revela que a na vida tudo é efêmero e
passageiro, por isso não é preciso ter pressa, mas ouvir mais a intuição e sabedoria para
descobrir o tempo necessário. Indica romance, namoros, encontro da alma gêmea e
relacionamentos harmoniosos. Necessidade de pensar grande ou de sentir-se livre.
Proposta de sociedade ou parceria. Desenvolver a capacidade de reflexão para agir com
mais sabedoria e calma diante dos problemas da vida.
Palavra chave: pensamento amoroso.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
41
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
13) A Criança – Valete de Espadas

Simbologia comum: Uma criança saudável cheia de vida e energia. Pessoas joviais são
sinceras e ativas, com temperamento espontâneo assim como crianças. No lado negativo
podem ser caprichosos, imaturos e irresponsáveis.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É uma carta que fala da pureza de sentimentos, da inocência e da ausência
de medos ou preconceitos. Entretanto, é um alerta para a irresponsabilidade,
imaturidade, fragilidade e excesso de confiança. Pode apresentar aspectos como filhos,
infância ou início de algo.
Palavra chave: esperança.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
42
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
14) A Raposa – 9 de Paus

Simbologia comum: Uma raposa vermelha escondida atrás dos arbustos esperando o
perigo passar. O símbolo revela a influência negativas de indivíduos ao redor. Furtivos,
de personalidade astuta, assim como mentirosos e espiões são parte do lado negativo
dessa carta. No lado positivo pode representar esperteza e trabalho duro.
Polaridade da carta: Carta negativa
Significado: É a carta que adverte contra pessoas sem escrúpulos e com falsas
promessas. Revela a necessidade de aprender a desenvolver estratégias para conseguir o
que se quer. Cuidado com bajulações, pois há grande possibilidade de engano e
mentiras.
Palavra chave: cautela.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
43
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
15) O Urso – 10 de Paus

Simbologia comum: Um imenso urso procura por comida e abrigo. É a representação


do ditado “abraço de urso”; são os falsos amigos; aqueles que se aproximam para
descobrir nossas fraquezas e saber de nossa intimidade. Pessoas traidores, de mau-
caráter e de maus conselhos estão ao seu lado. Atenção com o a inveja e a subserviência
de alguns para alcançar seus objetivos. Também pode mostrar os instintos animais, os
impulsos sexuais, a busca por prazer, um amante.
Polaridade da carta: Carta negativa
Significado: É a carta que fala do ciúme, inveja e despeito por parte de alguém próximo
e que, gera cargas negativas. Não conte sobre projetos. Também tem a interpretação de
alguém que se passa por amigo, mas que quer tirar proveito próprio de alguma situação.
Pode mostrar a convivência com alguém maternal. Teimosia; reações violentas e
inesperadas que levam a perda da razão. Sexualidade exacerbada. Algo de curto prazo
que indica necessidade de ação rápida. Perigo de doenças do coração.
Palavra chave: inveja, ciúme, despeito.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
44
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
16) A Estrela – 6 de Copas

Simbologia comum: Um limpo céu estrelado sem a lua. Representa a proteção; a luz do
destino, da realização, da inspiração, da predestinação. É uma carta de boa sorte,
indicando que seus planos e ações estão embaixo dessa luz. Pode indicar dons artísticos
e de clarividência.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta da necessidade da auto-estima e da autoconfiança. Ajuda dos
guias espirituais para gerar as situações de oportunidades que levam ao êxito. Ajuda de
espíritos superiores; anjo da guarda. A carta também considera a resolução de um
problema de ordem afetiva; luz para uma questão que parecia insolúvel. Ter cuidado
com a própria imagem e brilho pessoa.
Palavra chave: êxito, novas oportunidades.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
45
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
17) A Cegonha – Rainha de Copas

Simbologia comum: Um casal de cegonhas faz seu ninho em uma chaminé. Como na
história contada para as crianças de que os bebês são trazidos para seus pais no bico da
cegonha, a carta representa o nascimento, as novidades, os imprevistos, surpresas e
mudanças. Pode significar o nascimento de uma criança, a vinda de um novo emprego,
a mudança de uma casa, um novo relacionamento ou casamento. No campo profissional
pode indicar falta de novas idéias, dificuldade em planos e oportunidades, ausência de
crescimento ou desenvolvimento de objetivos.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta das novidades, surpresas e imprevistos. É hora de agir e
aproveitar uma oportunidade que surge. A carta também tem o significado do cuidado
que se deve ter com a rotina e a acomodação para que não atrapalhem a vida amorosa e
profissional. Mudança de casa, trabalho ou na vida pessoa como fazer um regime,
plástica ou largar um vício.
Palavra chave: mudança, novidades, imprevistos, surpresas.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
46
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
18) O Cachorro – 10 de Copas

Simbologia comum: Um fiel cão vira lata espera pela volta de seu dono. É o símbolo
da amizade desinteressada, do amor incondicional, do amigo que somente quer o bem.
Pode demonstrar que há um mal entendido ou uma interpretação equivocada por parte
de um grande amigo. É preciso resolver para a harmonia voltar ao relacionamento.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta da vida social, das amizades e amigos verdadeiros. Lealdade,
ajuda e proteção. No amor é a fidelidade do outro. É um alerta para estar de guarda para
perigos e inimigos.
Palavra chave: fidelidade, amizade, vida social.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
47
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
19) A Torre – 6 de Espadas

Simbologia comum: Uma torre alta e isolada de aspecto sombrio. É a postura interior,
o eu verdadeiro; o lado espiritual. Pode representar o isolamento, reclusão, uma posição
já definida, inflexibilidade. É o equilíbrio rompido, o aprisionamento interior, falta de
comunicação com o mundo exterior, fuga da realidade, sensação de deslocamento entre
as pessoas.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta que fala da necessidade de entrarmos em contato com nosso
mundo interior, com o verdadeiro eu por meio da reflexão e auto-análise. Pode
representar estados depressivos e melancólicos ou isolamento forçado (como uma prisão
ou hospital). Necessidade de paciência e espera. Conquistas mas depois de um longo
período de espera.
Palavra chave: intimidade, espiritualidade, mundo interior, reflexão.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
48
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
20) O Jardim – 8 de Espadas

Simbologia comum: Um jardim fértil e pacífico, coberto por uma áurea de energia. É a
mão do homem constituindo família, lazer, curando e usando a magia de plantas.
Semeando e colhendo o que se plantou.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a comunidade, casa, rua, cidade, lugares e pessoas de nosso dia-a-dia;
necessidade de lazer, esportes ou feiras. É a necessidade de reavaliação do que estamos
fazendo hoje para colher no futuro. Momento propício para rever metas e projetos e
talvez refazê-los; ampliação de horizontes.
Palavra chave: família, respeito ao próximo, causa e efeito.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
49
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
21) A Montanha – 8 de Paus

Simbologia comum: Uma montanha rochosa e onipotente. É a representação da justiça,


da imparcialidade no julgamento e nos negócios. A rigidez e a segurança. Representa
sucesso em questões jurídicas, litígios, partilhas de bens. O poder de administrar com
retidão. São os bens materiais duráveis como a segurança da casa própria ou a
possibilidade de ser promovido a um cargo de poder. Pode existir certa dureza e
autoritarismo exagerado. É preciso moderação, comedimento para criar o equilíbrio.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: Carta que fala dos grandes desafios e dificuldades geradas por um inimigo
ou adversário. Atenção para os próprios limites; equilíbrio, firmeza e perseverança são
as relações dessa carta. Algo eterno e duradouro. Também fala de documentos e tudo o
que é relacionado com a justiça (processos, leis); algo de direito da pessoa. Perigo de
cristalização de idéias ou fixação em um único modo de ver as coisas.
Palavra chave: perseverança, firmeza, coerência.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
50
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
22) Os Caminhos – Rainha de Ouros

Simbologia comum: Uma estrada larga, comprida, mas sem obstáculos. Mostra os
caminhos abertos e saída para problemas que surgem. É a estrada da vida, os caminhos
que devem ser trilhados, a escolha própria e pessoal das ações. Uma escolha deve ser
feita. Pode sair vitorioso de uma disputa ou caminhos bloqueados ou separação por dois
destinos diferentes.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta do livre arbítrio e da escolha. Mostra que há uma saída para tudo
na vida, mas a escolha é sempre nossa. O que está em jogo pode seguir o rumo atual ou
novos caminhos. É um alerta para sempre seguir o caminho reto, com força de vontade
e persistência. Perigo de divórcio e separação. Caminhos duplos que geram dúvidas.
Possibilidade de favorecimento para diversificação nos negócios.
Palavra chave: caminho, força de vontade, persistência, livre arbítrio.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
51
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
23) O Rato – 7 de Paus

Simbologia comum: Um rato comendo um pedaço de queijo. Ratos sempre foram


sinônimos de perdas e roubo. É a inveja, o ciúme trazendo desarmonia, confusão,
angústia e desentendimento. Cuidado com os objetos pessoais e bens materiais, pois é
um aviso de perda. No trabalho não comente as vitórias e alegrias, pois isso somente
traz inveja. Observe com atenção as atitudes porque algo que faz provoca ciúmes na
pessoa amada.
Polaridade da carta: Carta negativa
Significado: É a carta dos desgastes físicos e financeiros que podem gerar doenças ou
prejuízos. É uma alerta contra o vampirismo energético (convivência com pessoas que
sugam as energias com seu modo de ser). Perigos de desgastes nos relacionamentos;
roubo, assalto; cuidado com os gastos pessoas. Tensão emocional, estresse, decepção.
Palavra chave: perda, roubos, prejuízos, pessoas suspeitas.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
52
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
24) O Coração – Valete de Copas

Simbologia comum: Um grande coração que simboliza o amor fraternal, a


solidariedade universal, a paixão forte e a felicidade que está presente em cada
momento da vida. Representa amor e sentimentos fortes. Esteja alerta para as paixões
efêmeras e passageiras; não tome atitudes baseadas nesses sentimentos que são
enganadores.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta da paixão e da entrega, seja por uma pessoa ou uma causa, sonho
ou projeto. Mostra o lado sensível, bem como atitudes tomadas no calor da paixão.
Grande alegria. Amor incondicional. Doenças ligadas ao sistema nervoso.
Palavra chave: sentimento, paixão, amor.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
53
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
25) O Anel – Às de Paus

Simbologia comum: Um par de alianças de ouro entrelaçadas. Simboliza a união


perfeita, o casamento. Também pode mostrar uma sociedade ou associação comercial
ou parceria ou compromisso compensador. Algumas uniões podem estar um pouco
enfraquecidas.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta da união, associação, parceria ou sociedade, seja no campo
afetivo ou profissional. Considere os aspectos relacionados ao trabalho em equipe,
acordo ou consenso sobre algo; associações, parcerias ou sociedade; palavra e
compromisso. Casamento.
Palavra chave: união, amizade, relacionamento profissional ou afetivo.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
54
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
26) Os Livros – 10 de Ouros

Simbologia comum: Uma pilha de livros sobre uma mesa. Simboliza o estudo e o
trabalho, a necessidade de adquirir conhecimento e cultura. Êxito nos estudos e
promoção por mérito no trabalho. Pode significar dificuldades para alcançar os
objetivos.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: Carta que fala do trabalho, profissão e estudos. Referencias ao intelecto;
desenvolvimento do poder da mente através de estudos ou técnicas de aprimoramento
mental. Necessidade de fazer cursos técnicos. Mistérios com possibilidade de serem
desvendados. Alguém de bom nível cultural.
Palavra chave: segredo, crescimento intelectual.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
55
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
27) A Carta – 7 de Espadas

Simbologia comum: Um envelope que indica uma carta, uma comunicação, aviso ou
informação de um segredo. Significa que logo haverá noticia de algo que é aguardado
com ansiedade e expectativa; vitórias. Quando envolve uma situação negativa pode
significar que a solução de um problema pode demorar.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta das mensagens e dos avisos; alerta para que algo de muito
importante pode ser revelado. Representa o momento atual do consulente. Também
pode indicar dívidas e documentos. Necessidade de conversa ou dialogo. Visita
importante de alguém. Comunicação ou meios de comunicação.
Palavra chave: notícia, comunicação.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
56
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
28) O Homem – Às de Copas

Simbologia comum: Um homem forte, bonito, destemido. É o companheiro da pessoa


para quem se está colocando a carta. Uma pessoa com alguma ligação como pai, irmão,
chefe ou amigo. Pessoa em que se tem interesse ou se interessa. Pode mostrar uma
pessoa que se afasta, que não consegue conviver em harmonia.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta que fala de uma importante figura masculina caso o consulente
seja mulher. Quando for homem, representa o próprio consulente.
Palavra chave: a pessoa para quem se joga.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
57
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
29) A Mulher – Às de Espadas

Simbologia comum: Uma mulher jovem, bonita, cheia de vida; é a figura feminina que
pode representar a pessoa que se coloca a carta, mãe, esposa, irmã, amiga, chefe.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta que fala de uma importante figura feminina quando o consulente
é um homem. Se for mulher a consulente, a carta representa ela mesma.
Palavra chave: a pessoa para quem se joga.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
58
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
30) Os Lírios – Rei de Espadas

Simbologia comum: Lírios brancos embaixo de um céu azul. Símbolo da paz em quase
toda parte do mundo ocidental, representa a beleza, o amor e a virtude. Traz a
capacidade de se adaptar e transformar a sua realidade. Aptidão para os jogos e
sensibilidade para o mundo espiritual. Em algumas situações da vida pode mostrar
falsidade, mentiras, traição dos amigos em proveito próprio; ambição desmedida e sem
propósito.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta que indica um período feliz, cheio de paz e harmonia, marcando
o fim de crises e desafios. É também a carta da pureza e virtudes.
Palavra chave: virtude, honestidade, proteção.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
59
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
31) O Sol – Às de Ouros

Simbologia comum: Um sol ardente e escaldante. Representa a plenitude da vida, a


energia que impulsiona; o positivismo. Um novo caminho se abre. Uma posição
invejável, respeitada e considerada é possível, um futuro brilhante e uma fase de
prosperidade e crescimento em todas as áreas e projetos. Pode não brilhar como deveria
e sem a possibilidade de encontrar soluções. Os planos não se desenvolvem
devidamente.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta da energia positiva, da vitalidade, da luz e do calor gerando uma
fase de crescimento, prosperidade e sucesso. Caminhos se abrindo. Poder mental;
inteligência aguçada. Sociedade bem sucedida. No campo emocional fala de novos
amores; sexo e sensualidade; gravidez.
Palavra chave: força, energia positiva, crescimento, prosperidade, melhorias.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
60
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
32) A Lua – 8 de Copas

Simbologia comum: Uma lua crescente que simboliza os elementos ocultos, dons
mediúnicos e intuitivos. Como as fases da lua, os humores variam. Simboliza o valor do
desconhecido, o trabalho recompensado. A intuição, adaptação, sensibilidade. Pode
significar também falsa segurança, adversidade, medo, trevas e perigos ocultos.
Conspiração; é preciso tomar cuidado com emboscadas, aduladores e traições de amor.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta das forças cósmicas e espirituais que roga a necessidade de dar
mais atenção à intuição e aos poderes mediúnicos. É o desenvolvimento da imaginação
que é fundamental para as atividades que necessitam de criatividade. Período de gloria e
reconhecimento por valores e esforços. Encontro de um amor espiritual; romantismo.
Palavra chave: gloria, reconhecimento, misticismo, intuição.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
61
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
33) A Chave – 8 de Ouros

Simbologia comum: Uma chave única sobre uma superfície representando a saída, a
solução de todos os problemas. Com ela é possível abrir a porta que impedia de avançar.
Também abre a porta dos sentimentos mais profundos. É preciso não ter medo e seguir
o caminho para o sucesso. Simboliza a solução, a resposta, o objetivo a ser alcançado.
Saída para os problemas. Em algum momento a resposta pode estar afastada e a solução
para os problemas parecer difícil.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: Carta que fala da saída ou soluça para problemas, mas recomenda a
procura pela ação com destemor, confiança e força de vontade para encontrar a
resolução. Indica o fim de um sofrimento, de um mistério ou segredo. No trabalho pode
ser a transferência ou promoção esperada ou um novo emprego aguardado.
Palavra chave: sucesso, solução.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
62
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
34) Os Peixes – Rei de Ouros

Simbologia comum: Alguns peixes nadam ao redor de uma arca cheia de tesouros.
Simboliza os bens materiais, a fartura, a multiplicação e os lucros. É a energia do
trabalho transformada em dinheiro e bens materiais. O significado negativo por estar
relacionado à falta de dinheiro, trabalho não recompensado e perdas materiais.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: Carta da satisfação pessoal e da segurança geradas pela riqueza, bens
materiais, bons negócios. Fala de lucros em novos empreendimentos ou nos que já estão
em andamento. Esperança de cura de uma doença.
Palavra chave: dinheiro, bens materiais.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
63
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
35) A Ancora – 9 de Espadas

Simbologia comum: Uma grande ancora no fundo do mar. Representa a segurança


material e financeira. Firmeza nos objetivos, êxito, patrimônio, tesouros. Tudo o que
pode ser acumulado em bens materiais. Estabilidade financeira e vida feliz. Quando
aparece em situações em que não há segurança, não insista nos objetivos, pesquise
seriamente o motivo.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta da estabilidade emocional e material que leva a realização de
todos os projetos. Bom momento no amor, finanças, saúde, família, trabalho.
Necessidade de ter mais fé em si mesmo. Desenvolver uma crença pessoal em algo.
Palavra chave: sucesso, vida profissional, estabilidade financeira.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
64
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
36) A Cruz – 6 de Paus

Simbologia comum: Uma grande cruz simbolizando o poder. Representa a vitória dos
planos, o encontro, sucesso nas empreitadas, triunfo total sobre os inimigos. Soberania
do espírito sobre a matéria. Espiritualidade e sabedoria superior. Autoconfiança.
Polaridade da carta: Carta positiva
Significado: É a carta que fala das provas que sofremos, mas que testam nossas forças,
otimismo e fé. A vitória é certa e o crescimento espiritual também. Tenha confiança.
Palavra chave: destino, algo que se completa.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
65
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Os Orixás e o Baralho Cigano

É interessante salientar que nos símbolos das cartas do Baralho Cigano está
inserida a energia dos Orixás onde encontramos:

Yemanjá na carta 3 - O Navio. A orixá goza de grande popularidade entre os


seguidores de religiões afro-brasileiras e até por membros de religiões distintas. É
considerada a divindade do mar.

Oxôssi na carta 5 - A Árvore. É o orixá da caça, das matas e da fartura

Iansã na carta 6 - As Nuvens. O nome Iansã é um título que Oyá recebeu de


Xangô. Esse título faz referência ao entardecer, Iansã pode ser traduzido como a mãe do
céu rosado ou a mãe do entardecer.

Oxumaré na carta 7- A Serpente. É a cobra arco-íris em nagô, é a mobilidade,


a atividade, uma de suas funções é a de dirigir as forças que dirigem o movimento. Ele é
o senhor de tudo que é alongado.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
66
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves

Nana na carta 9- O Buquê. Senhora de muitos búzios, Nanã sintetiza em si a


morte, fecundidade e riqueza.

Obaluayé na carta 10 - A foice. É um Orixá que está estritamente ligado à


terra, seu elemento vibratório fundamental, da mesma forma que sua mãe NANÃ, está
intimamente relacionada com as regiões pantanosas.

Êre na carta 13 - A Criança. É o intermediário entre a pessoa e seu Orixá, é o


aflorar da criança que cada um guarda dentro de si; reside no ponto exato entre a
consciência da pessoa e a inconsciência do orixá

Ossayan na carta 20 - O Jardim. é a entidade das folhas sagradas, ervas


medicinais e litúrgicas.

Xangô na carta 21 - A Montanha. Xangô nasce do poder morre em nome do


poder. Rei absoluto, forte, imbatível. O prazer de Xangô é o poder.

Ogum na carta 22 - Os caminhos. Orixá dono do ferro e do fogo. Ele é um


guerreiro,um lutador que defende a lei e a ordem. Este Orixá abre os caminhos e vence
as lutas.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
67
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves

Oxum na carta 30 - Os Lírios. Orixá que reina sobre a água doce dos rios,
o amor, a intimidade, a beleza, a riqueza e a diplomacia.

Oxalá na carta 31 - O Sol. Oxalá é associado à criação do mundo e da espécie


humana

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
68
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Intuição X Conhecimento teórico
(texto de Rose Souza – toques de Aruanda)

É muito comum que aqueles que se interessem por desenvolver o conhecimento


por um Oráculo acabem por ser solicitados ou mesmo que se auto-motivem a usar as
cartas para outros. Basta alguém saber que você está lendo ou estudando o baralho
experimentalmente que logo surgem os primeiros interessados em conhecer as suas
habilidades. Isso é natural e muito útil, pois pode auxiliar o consultor a treinar a sua
intuição, bem como os seus conhecimentos sobre o Baralho Cigano. Com a prática, e
alguma auto-observação, o estudante perceberá que as mensagens lidas para outros
servem, e muito, para o seu próprio crescimento interior, além de que ele mesmo possui
uma peculiaridade no modo de ler, que consegue obter uma informação com mais
precisão do que as outras, ou ainda, que sua leitura possui um viés próprio, uma
assinatura. A prática mostrará a ele se sua leitura é mais analítica (baseada totalmente
no conteúdo teórico de tudo o que você leu ou estudou e na sua habilidade mental para
reuni-las na leitura), intuitiva (quando a sua intuição der saltos inexplicáveis e precisos,
muito além daquilo que foi lido ou estudado por você), psíquica (quando imagens
mentais – vidência – afloram com o auxílio das lâminas do baralho), ou mais sensitiva
(quando a inspiração combina conhecimento do baralho com a capacidade de captar
mensagens do inconsciente de quem se consulta). Com o tempo essa assinatura aliada a
sua habilidade psíquica mais desenvolvida o caracterizará como Consultor e o auxiliara
a formar o seu público. Para algumas pessoas esse público crescerá de tal modo que
viver desse trabalho, ou tê-lo como complemento de uma renda, será a conseqüência
natural desse processo. O que vemos até aqui é o desabrochar de uma missão! Palavra
que parece boba, fora de moda neste mundo obcecado por teorias, formatações e
credenciais. A missão, contudo, aliada a sua habilidade psíquica mais desenvolvida o

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
69
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
caracterizará como Consultor e o auxiliara a formar o seu público. Para algumas pessoas
esse público crescerá de tal modo que viver desse trabalho, ou tê-lo como complemento
de uma renda, será a conseqüência natural desse processo. O que vemos até aqui é o
desabrochar de uma missão! Palavra que parece boba, fora de moda neste mundo
obcecado por teorias, formatações e credenciais. A missão, contudo, não deveria ser
encarada desse modo, ela é o encontro da consciência com o propósito intrínseco da
alma.Cumprir uma missão independe de a relação com essa atividade ser profissional ou
não! Alguém que vive uma missão cresce com o seu caminho, não o tem apenas como
um meio de ganhar dinheiro, mas como uma forma de desenvolver sua espiritualidade,
compreender a vida e dar a sua contribuição para ela. Viver ou não com exclusividade
desse ofício não importa, o que importa é realizá-lo com a máxima dedicação, como um
sacerdócio, o que pondera ou não incluir pagamento em dinheiro. Para os que cobram o
dinheiro é uma forma de estabelecer uma troca por um tempo que foi dedicado. Não
existe de fato um modo correto ou errado de estabelecer essa relação com o tempo e o
dinheiro, depende de uma série de fatores pessoais e intransferíveis, e cada um deve
refletir sobre o seu próprio caso.
O Consultor….
Muitas pessoas acreditam que para se ler um Oráculo, a pessoa tem de ter
obrigatoriamente algum talento especial. Os mais formais se referem a este talento
como intuição, ou, os mais esotéricos chamam de sexto sentido, ou mediunidade.
Percebo que esta é uma dúvida das pessoas e constantemente sou perguntado sobre isto,
tanto na minha experiência pessoal, quanto nas aulas e cursos que ministro.
De forma alguma descarto a possibilidade de que muitas pessoas trabalhem com base
em sua intuição. Afinal, esta é, sem sombra de dúvidas, uma possibilidade, pois todo ser
humano, em menor ou maior grau, conta com este recurso. Logo, este pode ser um
“jeito”, justo e legítimo, de se compreender o Oráculo. Ainda assim não creio que seja a
única forma. Acredito que haja muitos e muitos jeitos de se ler o Baralho. Por exemplo,
uma pessoa que em seu dia-a-dia é mais racional pode ler as cartas de forma muito
similar a sua postura cotidiana. Ou seja, sua leitura também pode ser mais racional, mais
reflexiva, embasada naquilo que ela já leu e conhece sobre o assunto. Um outro
exemplo é o de uma pessoa mais sensível e que, ao ler as cartas, percebe algo em si
própria ou naquele jogo. Pode ser frio, calor, algo bom, algo ruim, alguma parte de seu

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
70
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
corpo, ou mesmo uma sensação ligada as cartas que aparecem num determinado jogo.
Para alguns isso pode parecer com uma manifestação intuitiva, mas existe uma
diferença, pois na intuição existe algo que se projeta para fora, algo que eu experimento,
mas que não diz exclusivamente de mim, mas sim do meu externo. Neste caso que
destaco a pessoa percebe nela própria algo, ou seja, sua experiência diz algo acerca dela
mesma e de suas sensações. Isto, por vezes pode ter sentido em alguns atendimentos.
Esses são só alguns poucos exemplos de que existem muitas formas de se encarar .Não
existe uma cartilha, que trate como devemos nos orientar diante do baralho,o que existe
é o direcionamento. Logo o caminho de cada um deve ser construído passo a passo e em
sintonia com o seu desenvolvimento interno. Ou seja, o consultor se faz ao unir as suas
experiências, com aquilo que existe de seu. E, sendo assim devemos perceber que
somos dotados de múltiplos recursos pessoais, inerentes a nós seres humanos. A
conhecida frase de Terêncio nos lembra disso: “Eu sou homem e nada que é do humano
me é estranho”. Ou seja, podemos contar com nossa intuição, assim como podemos
contar com nossa razão, nossos sentimentos, nossas sensações, ou qualquer outro
recurso que se manifeste durante uma leitura do Baralho.
Não devemos ficar apegados a um único caminho, ou a uma fórmula mágica. Até
porque o baralho é um complexo instrumento de auto-conhecimento e este vai nos
exigir de forma ampla e complexa. O baralho, para ser bem lido, vai precisar de alguém
preparado para enxergar suas nuances, seus detalhes mais sutis, aquilo que existe de
único e singular quando aquelas determinadas cartas se encontram em suas específicas
posições.
Percebo que nenhum de nós deve ficar apoiado somente numa única forma de
ler. Devemos nos olhar de forma tão complexa e tão irrestrita quanto as próprias cartas.
Devemos reconhecer nossas mais vastas possibilidades e entender que esta,
afinal de contas, é a nossa maior riqueza e grandeza.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
71
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Ética de Atendimento

Ética profissional é o conjunto de normas morais pelas quais um indivíduo deve


orientar seu comportamento profissional.
A Ética é importante em todas as profissões, e para todo ser humano, para que
todos possam viver bem em sociedade.
Ser ético é proceder sem prejudicar os outros, é ser bom, correto, justo e
adequado.
Alguns valores fundamentais são:
01. Ser honesto em qualquer situação - é a virtude dos negócios.
02. Ter coragem para assumir as decisões (e falhas) - mesmo que seja contra a opinião
alheia.
03. Ser tolerante e flexível – não julgar as pessoas.
04. Ser íntegro - agir de acordo com seus princípios.
05. Ser humilde - só assim conseguimos reconhecer o sucesso individual.
06. Ser sincero – diga tudo e somente o que vê e intui
07. Ser imparcial – não dê opiniões pessoais ou compare a vida alheia com a sua.

O consulente merece Respeito, pois ele "entrega" as suas emoções (medo,


angustia, frustração, tristeza...) e faz “confissões” em nosso atendimento, portanto não
comente nada sobre o nome, a vida e as questões de seu consulente.
Um cartomante não é apenas um oraculista. É um ouvinte, um médico espiritual,
um conselheiro, um confidente...
Lembre-se que a Mesa de Leitura não é um tribunal e que nós não somos juízes,
logo não julgue, não critique e não condene o seu cliente, por pior que sejam as
questões dele. Sobretudo, não imponha as suas crenças (religiosas ou não).

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
72
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
Oferendas Ciganas
As oferendas ciganas devem ser feitas e entregues com o maior capricho
possível. Não precisam ser caras, mas devem ser bonitas.
As oferendas descritas abaixo são sugestões (e geralmente usadas em grandes festivais).
Para o dia-a-dia, use o que estiver ao seu alcance, de acordo com a lista abaixo.
Oferenda aos Ciganos (Homens)
Material:
1 prato de papel dourado
1 maço de manjericão lavado e seco
1 melão cortado em 7 pedaços
1 cacho de uvas
7 quibes
7 espigas de trigo
7 folhas de louro
7 moedas douradas (lavadas e secas)
1 copo de papel
Vinho tinto doce
1 vela vermelha
1 vela azul
1 vela branca

Modo de preparo: Forrar o prato com a folhas de manjericão. Coloque o melão no


centro com o cacho de uvas no meio e os quibes em volta. Passar as moedas, as folhas
de louro e o trigo simbolicamente por seu corpo de baixo para cima fazendo seus
pedidos aos ciganos (ou ao cigano de sua preferência). Coloque por cima do prato.
Encher o copo com vinho e acender as velas em formato de triangulo tomando cuidado
para não por fogo no trabalho. Saude o cigano 7 vezes. Saude Santa Sara Kali vezes e
faça seus pedidos e orações.

Oferenda as Ciganas
Material:
1 cesto de vime

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
73
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
1 lenço estampado
7 doces árabes
3 quibes
Flores coloridas
7 bastões de incenso de rosas
3 maças
3 peras
1 cacho de uvas
1 vela amarela
1 vela laranja
1 vela lilás
7 moedas correntes douradas (lavadas e secas)

Modo de preparo: Forre o cesto com o lenço e arrume os doces, os quibes e as frutas
dentro do cesto. Enfeite tudo com as flores e as moedas. Passe o cesto simbolicamente
por seu corpo de baixo para cima fazendo seus pedidos a corrente dos ciganas (ou a
cigana de sua preferência). Coloque a cesta no chão, acendendo os incensos em volta
junto com as velas. Saude as ciganas e Santa Sara Kali 7 vezes fazendo seus pedidos e
orações.

Oferenda aos ciganos (homens ou mulheres)


Material:
1 lenço grande vermelho
7 pães sírios
7 quibes
7 galhos de hortelã
1 moedas douradas (lavadas e secas)
7 doces sírios
7 folhas de louro
7 copos de papel
Vinho tinto doce
7 velas coloridas (amarela, azul, rosa, lilás, azul, vermelha, verde)

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
74
Curso: Baralho Cigano
Professora: Ana Carolina Esteves
7 bastões de incenso (de raízes, mel ou olíbano)

Modo de preparo: Abra o lenço no chão, colocando os sete pães em formato de circulo.
Coloque sobre cada pão um quibe, um doce, uma moeda, uma folha de louro e um galho
de hortelã. Encha os copos com vinho colocando em frente de cada pão. Acenda as
velas por fora junto com os incensos tomando cuidado para não por fogo na oferenda.
Saude o Povo Cigano, Santa Sara Kali e seus Cigano (a) de sua preferência fazendo seus
pedidos e orações.
Obs.: o local mais apropriado para fazer oferendas aos ciganos são gramados (embaixo
de árvores), praias desertas ou em baixo de árvores em beira de estrada. Fazer entre as
10:00 horas da manhã e as 15:00 horas. Não fazer a noite. Para oferendas destinadas ao
auxílio de jogadas, faça 1 dia antes da consulta (se a mesma for pré-agendada). Para as
consultas inesperadas, tenha sobre a mesa todos os elementos e uma maçã.

Cópia, revenda ou repasse não são permitidos, sem prévia autorização do Espaço
Vibrações Mágicas.
75

Você também pode gostar