Você está na página 1de 7

Apresentação (visão CETESB

)
A Produção mais Limpa (P+L) é parte integrante da gestão ambiental, na qual as empresas podem reduzir seu consumo de matérias-primas, água e energia, minimizar a geração de resíduos sólidos, efluentes líquidos e emissões atmosféricas e até aumentar sua produtividade, obtendo não apenas a adequação ambiental mas também a redução de custos de produção, entre outros possíveis benefícios. Como órgão responsável pela garantia e melhoria da qualidade ambiental no Estado de São Paulo, a CETESB desenvolve diversas ações de apoio e incentivo à adoção das práticas de P+L pelas empresas, de modo totalmente voluntário. Dentre estas ações encontram-se a elaboração e divulgação de documentos técnicos , realização de cursos e eventos, além da publicação de Casos de Sucesso de empresas localizadas no Estado.

O que é P+L
"Produção mais Limpa (P+L) é a aplicação contínua de uma estratégia ambiental preventiva integrada, aplicada a processos, produtos e serviços, para aumentar a eficiência global e reduzir riscos para a saúde humana e o meio ambiente. A Produção mais Limpa pode ser aplicada a processos usados em qualquer indústria, a produtos em si e a vários serviços providos na sociedade. Para processos produtivos, a P+L resulta em medidas de conservação de matérias-primas, água e energia; eliminação de substâncias tóxicas e matériasprimas perigosas; redução da quantidade e toxicidade de todas as emissões e resíduos na fonte geradora durante o processo produtivo, de modo isolado ou combinadas; Para produtos, a P+L visa reduzir os impactos ambientais e de saúde, além da segurança dos produtos em todo o seu ciclo de vida, desde a extração de matérias- primas, manufatura e uso até a disposição final do produto; Para serviços, a P+L implica em incorporar a preocupação ambiental no projeto e na realização dos serviços".

P+L nas empresas
A filosofia da P+L admite diversos niveis de aplicação junto às empresas, desde o simples ato de refletir criticamente sobre as possibilidades de

por entender que a poluição nada mais é do que a matéria-prima que foi adquirida. com custos de tratamento.melhoria de seus processos (e assim reduzir desperdícios). mas a aplicação de know-how e a mudança de atitudes. qualquer ação no sentido de observar com novos olhos os processos. desde a extração da matéria-prima até a disposição final. A Produção Mais Limpa. p. Em relação aos serviços. Elementos essenciais da estratégia de PmaisL Fonte: UNIDO/UNEP. transporte e disposição final. até a efetiva implementação de um Programa de P+L. produtos e serviços da empresa já traz inúmeros benefícios. Em relação aos processos de produção. passou pelo processo produtivo consumindo energia e mão-de-obra. Esses três fatores reunidos é que fazem o diferencial em relação às outras técnicas ligadas a processos de produção. Figura1. e não agregou valor como produto. a eliminação do uso de materiais tóxicos e a redução nas quantidades e toxicidade dos resíduos e emissões. direciona seu foco para incorporar as questões ambientais dentro da estrutura e entrega de serviços. adotando melhores . tendo então que ser descartada de modo adequado. direciona para a economia de matéria-prima e energia. 1995a. busca direcionar o design para a redução dos impactos negativos do ciclo de vida. relativamente ao desenho dos produtos. 5. Diversas empresas do Estado de São Paulo já adotam esta postura pró-ativa. Desta forma. O aspecto mais importante da Produção Mais Limpa é que a mesma requer não somente a melhoria tecnológica. A aplicação de know-how significa melhorar a eficiência. gerando casos de sucesso.

onde a melhoria ambiental pode andar junto com os benefícios econômicos. as organizações ainda acreditam que sempre necessitariam de novas tecnologias para a implementação de PmaisL. Estudos mostram que existem três impedimentos principais que servem como barreiras para a adoção de posturas ambientalmente corretas: as preocupações econômicas. Isto contribui para a segurança dos consumidores dos produtos e dos trabalhadores. Essas barreiras impedem a visualização da diversidade de benefícios do programa. bem como das condições de trabalho dos empregados. a estratégia geral para alcançar os objetivos é de sempre mudar as condições na fonte em vez de lutar contra os sintomas. Exemplos de aplicações Exemplo 1 . verifica-se a melhoria da qualidade do produto. houve uma maior eficiência e menor custo de produção. Segundo a UNIDO/UNEP. Os benefícios mais evidentes são a melhoria da competitividade (por meio da redução de custos ou melhoria da eficiência) e a redução dos encargos ambientais causados pela atividade industrial. a falta de informações e as atitudes dos gerentes. fazendo alterações por meio de práticas de housekeeping ou soluções caseiras e revisando políticas e procedimentos quando necessário. A PmaisL oferece oportunidades para uma relação ambiental do tipo “ganha-ganha”. gerando um verdadeiro círculo virtuoso. Barreira na implantação da P+L Existe uma grande relutância para a prática de PmaisL. da concepção errônea (falta de informação sobre a técnica e a importância dada ao ambiente natural). Mudar atitudes significa encontrar uma nova abordagem para o relacionamento entre a indústria e o ambiente. a não existência de políticas nacionais que dêem suporte às atividades de produção mais limpa. Com isso. pode ocorrer a geração de melhores resultados.técnicas de gestão. Ao mesmo tempo. barreiras econômicas (alocação incorreta dos custos ambientais e investimentos) e barreiras técnicas (novas tecnologias). Também já foi verificado que toda vez que houve uma legislação obrigando as organizações a mudarem seus processos de produção ou serviços. quando na realidade. sem requerer novas tecnologias. tanto para as empresas como para toda a sociedade. Os maiores obstáculos ocorrem em função da resistência à mudança. também. em termos de Produção Mais Limpa. aproximadamente 50% (site da UNIDO) da poluição gerada pelas empresas poderia ser evitada somente com a melhoria em práticas de operação e mudanças simples em processos. pois repensando um processo industrial ou um produto.

00. conseqüentemente.02% Exemplo 2 Núcleo do Sebrae/Espírito Santo – B&C Inspeções e Serviços Ltda . queijo coalho e iogurte) Situação antes de PmaisL Todo o transporte de leite pasteurizado da fábrica é realizado manualmente. Situação após a PmaisL Todo o leite pasteurizado utilizado nos processos de produção passa a ser conduzido por meio de mangueiras.Núcleo do Sebrae/Alagoas – Agropecuária Veloz Ltda Nome do estudo de caso: Redução do desperdício de leite pasteurizado na condução do mesmo até as linhas de produção (leite tipo C. Benefícios ambientais com a redução de 342 L/ano de matéria orgânica lançada no efluente e geração de efluente de lavagem de fábrica. gerando desperdício de matéria-prima e tempo na execução da operação e. requerendo um investimento de R$ 150.16 Valor presente líquido de R$ 4. Benefício econômico anual de R$ 932. aumento do efluente de lavagem. através de latões que são arrastados por todo o percurso: do pasteurizador até as linhas de produção.00 Prazo de retorno do capital de 0. 217.16 meses Taxa interna de retorno de 634.

00 Prazo de retorno do capital de 2 meses aproximadamente Taxa interna de retorno de 848.69% no consumo de água.940.Nome do estudo de caso: Redução no consumo de água e insumos na limpeza geral por modificações de procedimentos Foram observados: consumo excessivo de água e insumos. com um investimento de R$ 4. Benefício econômico anual de R$ 39.381.00. desperdício de mão-de-obra.00 Valor presente líquido de R$ 166. aumento no faturamento e redução no consumo de água e insumos. Situação antes de PmaisL Com a implementação das medidas houve: aumento da capacidade produtiva.000. água e insumos e perda de receita.7% Exemplo 3 . Situação após a PmaisL Benefícios ambientais: redução em 37% no consumo de desengraxantes e redução de 7.

com um investimento de R$ 500. aumentando para 15 dias o intervalo de descarte. a empresa utiliza uma solução de soda cáustica que é descartada a cada semana. redução de 80% do efluente devido ao uso de mangueiras. Situação após a PmaisL Modificação do método de descarte da soda.Núcleo do Sebrae/Rio Grande do Norte – Água Mineral Cristalina – Mineração Cunha Comércio Ltda Nome do estudo de caso: Redução na geração de efluentes pela otimização da utilização dos insumos. Benefícios ambientais: redução em 60% no consumo de soda cáustica. sem comprometimento da segurança da limpeza dos garrafões.00 Prazo de retorno do capital quase imediato Taxa interna de retorno de 5. gerando custo pela reposição da soda e efluentes. Situação antes de PmaisL No processo de preparação dos garrafões que retornam do mercado. Benefício econômico anual de R$ 34.910% .00 Valor presente líquido de R$ 138. redução em 50% da geração de efluente devido ao descarte da solução de soda cáustica.091.758.00 no treinamento dos operadores e análises microbiológicas durante o período de testes.

Índice Apresentação O que é P+L P+L nas empresas Figura1.cebds.org.gov. Elementos essenciais da estratégia de PmaisL Barreira na implantação da P+L Exemplos de aplicações Exemplo 1 Exemplo 2 Exemplo 3 Fontes: http://www.cetesb.sp.br UNIDO/UNEP .br http://www.