Você está na página 1de 1

aceleração do crescimento demográfico.

Simul-
Geografia taneamente, os salários eram baixos, a jornada
de trabalho era extrema (14 a 16 horas por dia) e
Professor HABDEL Jafar a maioria das pessoas que chegavam do campo
não tinham acesso a moradias dignas. Esse
momento de intensa evolução tecnológica e de
Aula 153
crescimento econômico foi um marco de intensa
Teoria demográfica exploração da classe operária. De um lado, a
riqueza, concentrada nas mãos de poucos. De
“O problema do crescimento demográfico hoje
outro, a extrema pobreza na qual vivia a maioria
não consiste só no fato de que a cada ano existe
da população.
um acréscimo de quase 80 milhões de pessoas no
planeta que consomem recursos. O fato básico é
Era preciso buscar explicação e solução para esse 01. (UFPE) Leia atentamente o texto a seguir.
que povos diferentes produzem padrões demo-
dilema. Foi então que Thomas Robert Maltus, no “A população, sem limitações, aumenta em
gráficos diferentes – alguns crescendo depressa,
livro Enssay on the Principle of Population, proporção geométrica. Os meios de subsis-
outros estagnados e outros ainda em declínio
publicado em 1798, interessou-se pelas “leis da tência aumentam em proporção aritmética.
absoluto” (Kennedy, Paul. Preparando para o
população”. Ele concluiu que o crescimento po- Um pequeno conhecimento dos números
século XXI. Rio de Janeiro, Campus, 1993).
pulacional excedia à capacidade da terra de pro- mostrará a imensidade do primeiro poder
duzir alimentos. Essa teoria baseava-se na “lei dos em comparação com o segundo. Pela lei de
Em 12 de outubro de 1999, a população mundial rendimentos decrescentes”, segundo a qual o nossa natureza que torna o alimento neces-
chegou à cifra dos 6 bilhões. Se levarmos em ingresso de trabalhadores no processo de produ- sário à vida do homem, os efeitos dessas
consideração que, no início da Era Cristã, esse ção não representa um proporcional aumento da forças desiguais devem ser mantidos em pé
número atingia pouco mais de 250 milhões, isso produção de alimentos. Isso aconteceria porque a de igualdade".
representa um crescimento fantástico. É verdade disponibilidade de terra para o cultivo e a criação O texto acima refere-se a uma concepção:
que ocorreram ritmos diferentes de crescimento permaneceria a mesma. a) neoliberal.
da população mundial nos últimos dois mil anos. A solução estaria numa “restrição moral” aos b) neomarxista.
Houve momentos de crescimento mais acelerado nascimentos. “[...] proibir o casamento entre pes- c) possibilista.
e outros de crescimento moderado. soas muito jovens; limitar o número de filhos entre d) marxista-leninista.
as populações mais pobres; elevar o preço das e) malthusiana.
mercadorias e reduzir os salários, a fim de
pressionar os mais humildes a ter uma prole mais
02. A evolução demográfica, no decorrer dos
numerosa”. (MOREIRA, Igor. O espaço geográ-
séculos XIX e XX, permite tecer várias consi-
fico: Geografia geral e do Brasil. p. 134, São Pau-
derações:
lo: Ática, 2002. I. O relativo equilíbrio entre nascimentos e
"De outro lado, apontava os controles sociais mortes foi rompido nos países desenvol-
positivos como capazes de realizar a redução do vidos, já no século passado, e, posterior-
crescimento vegetativo. Aumentar a mortalidade mente, nos países subdesenvolvidos,
por meio do estímulo às guerras, ao retorno de como resultado das transformações pro-
doenças que dizimariam um número muito gran- vocadas pelo processo de industrializa-
de da população e da extinção da ajuda social ção e urbanização.
aos carentes seria, para Malthus, um caminho II. A mortalidade no mundo subdesenvolvi-
seguro para o equilíbrio populacional. Ele admitia do declinou após a Segunda Guerra
"... que as barreiras naturais que impedem o Mundial, mas os índices de mortalidade
crescimento da população animal atuavam infantil ainda são muito elevados.
igualmente nas populações humanas. Assim, a III. Os índices de esperança de vida ao nas-
miséria seria uma espécie de vingança da cer já são equivalentes entre os países
natureza contra os homens que teimavam em se subdesenvolvidos industrializados e os de
multiplicar" (Garret Hardin, Evolução e controle da industrialização clássica.
natalidade. p.17.). IV. Uma característica marcante das últimas
Apesar de encontrar eco entre certos estudiosos, décadas foi a redução do número de
o malthusianismo foi superado, em razão de filhos nos países desenvolvidos capitalis-
alguns erros e exageros cometidos por Malthus. tas e socialistas, transformação que não
O tempo mostrou que tanto a população quanto a foi alcançada pelos "países emergentes".
produção de alimentos experimentaram cresci- São verdadeiras apenas as afirmações:
* Estimativa da ONU. mento completamente diferente do previsto por a) I e II.
Fonte: L'État du Monde 2000. Paris. ele. b) I e III.
Dois momentos foram excepcionalmente impor- Em geral, as taxas de crescimento demográfico c) II e III.
tantes. O primeiro perdurou entre os séculos XVIII diminuem com o aumento do nível de vida das d) III e IV.
e XIX e coincidiu com a consolidação do sistema populações. A agricultura evoluiu e passou a pro- e) II e IV.
capitalista de produção e a Revolução Industrial. duzir mais com o desenvolvimento tecnológico. A
03. (FURG) Primeira afirmativa: Somente o con-
O segundo começou na segunda metade do maior parte das terras agricultáveis disponíveis
trole rigoroso da natalidade poderá reduzir o
século XX e ainda está em curso. O certo é que no planeta está nas mãos de poucos. Nos países
excedente populacional.
foi o bastante para provocar o surgimento de subdesenvolvidos, os principais produtos expor-
Segunda afirmativa: A História tem demons-
teóricos que se debruçaram sobre o problema e tados são os alimentícios, justamente os que
trado que o melhor anticoncepcional é a
propuseram soluções. faltam na mesa da maioria de suas populações.
melhoria da qualidade de vida da população.
Crescimento populacional nos séculos XVIII e Aceleração demográfica nos séculos XX e XXI a) As duas afirmativas são verdadeiras, e a
XIX Após a Segunda Guerra Mundial, a humanidade segunda é uma justificativa da primeira.
Nos países que se industrializavam na Europa do assistiu ao mais espetacular crescimento demo- b) As duas afirmativas são verdadeiras, e a
século XVIII, perceberam-se mudanças no gráfico. A população mundial salta de dois para segunda não é uma justificativa da primeira.
quadro socioeconômico. O aumento na produ- seis bilhões em apenas 50 anos. Muitos dos c) A primeira afirmativa é verdadeira, e a segunda
ção de alimentos, a migração campo-cidade, a avanços tecnológicos na fabricação de medica- é falsa.
ocorrência de uma revolução médico-sanitária mentos e tratamentos médico-hospitalares che- d) A primeira afirmativa é falsa, e a segunda é
contribuíram, sobremaneira, para uma redução garam aos países subdesenvolvidos. A agricul- verdadeira.
dos índices de mortalidade. Como as taxas de tura e a pecuária foram sendo modernizadas. A e) As duas afirmativas são falsas.
natalidade eram altas, o resultado foi uma industrialização passou a ser um processo de