ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A Teoria de Enfermagem utilizada no presente estudo foi a Teoria do Déficit de Autocuidado, de autoria de Dorothea Orem, considerada

uma teoria geral, composta por três construtos teóricos: 1) a Teoria do Autocuidado; 2) a Teoria do Déficit de Autocuidado; 3) a Teoria de Sistema de Enfermagem. O primeiro descreve e explica a prática de cuidados executados pela pessoa portadora de uma necessidade, para manter a saúde e o bem-estar. O segundo, consoante Orem (2001), constitui a essência da Teoria Geral do Déficit de Auto-Cuidado, por delinear a necessidade da assistência de Enfermagem. E, por último, o Sistema de Enfermagem descreve e explica como as pessoas são ajudadas por meio da Enfermagem. Cabe ressaltar que estes três construtos se articulam em forma inclusiva. Utilizando como referência Taxionomia II da North American Nurses Diagnosis Association, temos que os diagnósticos de Enfermagem levantados a partir do estudo ora apresentado foram:

Domínio 1: Promoção da saúde A consciência de bem-estar ou normalidade de função e as estratégias utilizadas para manter sob controle ou aumentar esse bem estar ou normalidade de função * Classe 1 - Consciência de saúde: Reconhecimento da função normal e do bem-estar * Classe 2 – Controle de saúde: Identificar, controlar, realizar e integrar atividades para manter a saúde e o bem-estar

Domínio 4 – Atividade/ Repouso A produção, conservação, gasto ou balanço de recursos energéticos

olfato. resolução de problemas. orientação. realizar trabalho ou desempenhar ações com freqüência (mas não sempre) contra resistência. paladar. pensamento. ócio ou inatividade. Classe 2 – Atividade/ Exercício Mover partesdo corpo (mobilidade). abstração.Classe 1 – Sono/ Repouso Sono. aprendizagem. audição e cinestesia. Classe 4 . percepção. repouso. capacidade intelectual. e a compreensão dos dados provenientes desses sentidos resultar em nomear. discernimento.Atenção Disposição mental para tomar conhecimento ou observar Classe 3 – Sensação/percepção Receber informações pelos sentidos de tato. Disposição para sono melhorado Deambulação prejudicada Atividades de recreação deficientes Classe 5 – Percepção/cognição O sistema humano de processamento de informações. sensação. Classe 1 . Disposição para comunicação aumentada Percepção sensorial perturbada: auditiva Conhecimento deficiente sobre as patologias . visão.Cognição Uso da memória. cálculo e linguagem. cognição e comunicação. julgamento. associar ou reconhecer padrões. incluindo atenção.

incluindo atenção. Disposição para sono melhorado Deambulação prejudicada Atividades de recreação deficientes Classe 5 – Percepção/cognição O sistema humano de processamento de informações. percepção. Classe 2 – Atividade/ Exercício Mover partesdo corpo (mobilidade). Disposição para comunicação aumentada Percepção sensorial perturbada: auditiva .Atenção Disposição mental para tomar conhecimento ou observar Classe 3 – Sensação/percepção Receber informações pelos sentidos de tato. realizar trabalho ou desempenhar ações com freqüência (mas não sempre) contra resistência. visão. conservação. ócio ou inatividade. associar ou reconhecer padrões. Classe 1 . sensação. e a compreensão dos dados provenientes desses sentidos resultar em nomear. paladar. cognição e comunicação. olfato. repouso. audição e cinestesia.Domínio 4 – Atividade/ Repouso A produção. gasto ou balanço de recursos energéticos Classe 1 – Sono/ Repouso Sono. orientação.

e a compreensão dos dados provenientes desses sentidos resultar em nomear. visão. cognição e comunicação. audição e cinestesia. percepção. associar ou reconhecer padrões. incluindo atenção.Atenção Disposição mental para tomar conhecimento ou observar Classe 3 – Sensação/percepção Receber informações pelos sentidos de tato.Classe 5 – Percepção/cognição O sistema humano de processamento de informações. Risco de sentimento de Impotência Disposição para autoconceito melhorado Classe 2 – Respostas de Enfrentamento O processo de controlar o estresse ambiental Ansiedade Disposição para comunicação aumentada Percepção sensorial perturbada: auditiva . paladar. Classe 1 . sensação. olfato. Domínio 6 – Autopercepção Consciência quanto a si mesmo Classe 1 – Autoconceito A(s) percepção(ões) quanto ao seu total. orientação.

. lesão física ou dano do sistema imunológico.Negação ineficaz Enfrentamento defensivo Enfrentamento comunitário ineficaz Disposição para enfrentamento aumentado Domínio 11 – Segurança/Proteção Estar livre de perigo. preservação contra perdas e proteção da segurança e seguridade.

físico ou social Dor aguda Classe 1 – Conforto físico Sensação de bem-estar ou conforto Náusea .Classe 1 – Infecção Respostas do hospedeiro após invasão patogênica Classe 2 – Lesão física Dano ou ferimento corporal Risco de infecção Risco de quedas Dentição prejudicada Domínio 12 – Conforto Sensação de bem-estar ou conforto mental.

*Dor em MIE secundária a fratura resultante de acidente automobilístico no passado *mobilidade reduzida em MIE secundária a fratura resultante de acidente automobilístico no passado *Ausência ambiental de atividades de recreação Atividades de recreação deficientes Estimulação. desejo de que houvesse algo para fazer. andar as distancias necessárias. subir e descer calçadas. mostrando domínio em sua língua *Expressa pensamentos e sentimentos *Utiliza e interpreta pistas não-verbais adequadamente *Expressa satisfação com a capacidade de dividir informações e idéias com terceiros . pelo ambiente *Capacidade prejudicada de subir escadas. interesse ou engajamento diminuídos em atividades recreativas ou de lazer Disposição para comunicação aumentada um padrão de troca de informações e idéias com terceiros que é suficiente para atender às suas necessidades e objetivos de vida e que pode ser reforçado *Os passatempos habituais não podem ser realizados no hospital *Declarações quanto a enfado. ler. a pé. andar em aclive ou declive. etc. andar sobre superfícies irregulares.Diagnósticos de Enfermagem Características definidoras / Fatores de risco Fatores relacionados Deambulação prejudicada (classificação de nível funcional: 1) Limitação ao movimento independente. frases. *Forma palavras.

acompanhada por resposta diminuída. distorcida ou prejudicada a tais estímulos. o seu desempenho de papéis.Percepção sensorial perturbada: auditiva Mudança na quantidade ou no padrão dos estímulos que estão sendo recebidos. Conhecimento deficiente sobre as patologias Deficiência de informação cognitiva relacionada à patologia Risco de Sentimento de Impotência Estar em risco de falta de controle percebida sobre uma situação e/ou sobre a capacidade de uma pessoa de afetar significativamente um resultado Disposição para autoconceito melhorado Um padrão de percepções ou idéias sobre si mesmo que é suficiente para o bem-estar e pode ser reforçado *Pouca concentração *Distorções auditivas *Mudança relatada na acuidade auditiva *Recepção. com a sensação de ter valor. a sua identidade pessoal *As ações são congruentes com sentimentos e pensamentos exteriorizados *Expressa confiança em suas capacidades *Aceita suas qualidades e limitações . exagerada. com a sua imagem corporal. transmisão e/ou integração sensorial alterada *Verbalização do problema *Seguimento não-acurado de instruções *Falta de exposição à informação necessária *Falta de familiaridade com os recursos de informação *Falta de conhecimento sobre a doença e/ou sobre o sistema de saúde *Ausência de integralidade do cuidado *Expressa satisfação com suas opiniões sobre si mesmo.

sentimento de apreensão causado pela antecipação do perigo.Ansiedade Um vago e incômodo sentimento de desconforto ou temor. *Preocupações expressas devidas a mudanças em eventos de vida *Irritabilidade *Cautela aumentada *Foco em si mesmo *Sentimento de inadequação * Necessidades de comunicação nãosatisfeitas Enfrentamento defensivo Projeção repetida de uma auto-avaliação falsamente positiva baseada em um padrão autoprotetor que defende contra ameaças subjacentes percebidas à auto-estima positiva Enfrentamento comunitário ineficaz Padrão de atividades comunitárias (para adaptação e resolução de problemas) que é insatisfatório para atender às demandas ou necessidades comunitárias. É um sinal de alerta que chama a atenção para um perigo iminente e permite ao individuo tomar medidas para lidar com a ameaça. Disposição para enfrentamento *Hipersensibilidade à crítica *Projeção de culpa/ responsabilidade *Negação de problemas óbvios *Atitude superior com relação aos outros* *Medo da alteração de autoconceito *Percepção de autonomia diminuída *Aceleração inesperada da doença *Recursos insuficientes de assistência à saúde *Recursos locais de assistência à saúde não-disponíveis para o cuidado da doença *Refere estressores como “administráveis” *Falta de participação comunitária *Vulnerabilidade *Impotência da comunidade expressa . acompanhado por resposta autonômica (a fonte é freqüentemente não-específica ou desconhecida para o indivíduo).

pouco iluminado a noite *Invasão de estruturas do corpo *Procedimento de CPRE Integridade da pele prejudicada Epiderme e/ou derme alteradas Dentição prejudicada Distúrbio da integridade estrutural dos dentes de um indivíduo *Ausência de dentes *Erosão do esmalte *Fratura de dente . *Reconhece poder *Reconhece possíveis mudanças de ambiente Risco de infecção *Procedimentos invasivos (venopunção) Estar em risco aumentado de ser invadido por *A hidroclorotiazida pode provocar organismos patogênicos leucopenia *Doença crônica (colelitíase a mais de 6 meses e tumor de cauda de pâncreas a/e) . Risco de quedas Suscetibilidade aumentada para quedas que podem causar dano físico *Dificuldades auditivas *Dificuldade na marcha * Faz uso de captopril e hidroclorotiazida (inibidor de ECA e risco para hipotensão) *Quarto não-familiar.aumentado Um padrão de esforços comportamentais e cognitivos para lidar com demandas que é suficiente para o bem estar e pode ser reforçado.

*Relato verbal ou codificado *Gestos protetores *Expressão facial *Comportamento expressivo *Mudanças no apetite e na alimentação *Alteração autonômica no tônus muscular Náusea Sensação subjetiva desagradável. *Relato verbal * Salivação aumentada *Deglutição aumentada *Irritação gástrica por medicamentos *Tumor pancreática *Distensão da vesícula biliar *Dor *Ansiedade . que pode levar ao impulso ou necessidade de vomitar. epigástrio ou no abdome. Início súbito ou lento. na parte de trás da garganta. de intensidade leve a intensa. com término antecipado ou previsível e duração de menos de seis meses. semelhante a uma onda.Dor aguda Experiencia sensorial e emocional desagradável que surge de lesão tissular real ou potencial ou descrita em termos de tal lesão (Associação Internacional para o Estudo da Dor).

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful