Você está na página 1de 3

Gostaria que me marcassem uma reunião com um jurista para esclarecimento de

algumas dúvidas.

Sou professora efectiva há 20 anos, congelada no 7º escalão e de onde já deveria ter


saído há muito, tenho 50 anos de idade, TODOS OS DIAS ESTOU NA ESCOLA,
DESDE MANHÃ (10H) ATÉ ÀS 18H OU 18.30H, apenas tenho livres as manhãs de
segunda e sexta feiras, mas como a escola fica a 50km de minha casa, parte dessas
manhãs fica comprometida em termos de possibilidade de trabalho. Tenho 8 turmas 4
níveis para preparar aulas, tenho também de preparar (segundo as indicações que nos
foram transmitidas pela coordenadora, pois ficou decidido em pedagógico, para
entrarem no meu portefólio e por conseguinte serem objecto de avaliação), vários
documentos/fichas de trabalho/propostas de aula, para as 3h de substituição semanais,
com a agravante de que esses documentos têm de abranger todos os níveis/anos de
ensino, pois nunca sei se vou fazer uma substituição num 5º ou num 9º ano. Tenho
também de organizar várias fichas e planos de recuperação para as 4h de aulas de apoio
a alunos NEE’s ou com Planos de Apoio, ou simplesmente com dificuldades, são aulas
com 6 alunos, todos eles com dificuldades diferentes. Todo este trabalho tem de entrar
no portefólio e vou ser avaliada através não só do sucesso dos alunos(45min por
semana, levar crianças com dificuldades ao sucesso, quando nem sequer sou a docente
da turma!) como também através da papelada que conseguir elaborar e arquivar no dito
portefólio. Foi-me exigido pelo departamento(via C.Pedagógico), planificações anuais ,
de unidade e das aulas, matrizes de todos os testes, testes formativos e somativos,
documentos e relatórios de actividades de remediação perante as dificuldades
diagnosticadas para as 8 turmas: 2 de Inglês de 7os anos, 2 de Francês de 8os e 2 de
Francês de 9os anos, assim como das aulas de Estudo Acompanhado de 2 turmas. Para
além disso tenho de preparar (leia-se elaboração de grelhas pedagógicas) para 3 aulas
observadas, Tenho de organizar e executar actividades com as diferentes turmas para
cumprir o PAA e o PCT, como na disciplina de Francês sou sozinha na escola, terei de
fazer 2 actividades por período sem qualquer ajuda.

Desde que começaram as aulas, só tenho conseguido dormir 4h por noite, pois levanto-
me às 4h da manhã para trabalhar um pouco antes de ir para a escola. Passo os fins-de-
semana a trabalhar desde manhã à noite, deixei de sair, nem compras para alimentar a
família consigo fazer. Estou a ter um ritmo de trabalho igual ao do meu filho de 24 anos
que está a fazer o doutoramento em física teórica, apenas ele é novo e está em início de
carreira, eu tenho 50 anos e deveria estar em fim de carreira. Neste inferno de vida que
levo desde 15 de Setembro, pior que a que levei nos anos de estágio(e o meu estágio foi
integrado, com 86 aulas assistidas e como orientador na faculdade o Prof. Dr. Joaquim
Manuel Magalhães , que como é nacionalmente sabido, não facilita rigorosamente
nada), ainda tenho de “encaixar” acções de formação (só se as houver entre as 2h e as
4h da manhã). Tudo isto para ser avaliada por 1 professor primário que odeia dar aulas e
que tudo faz/exige, para transmitir ao ministério da educação uma imagem que o leve e
ser nomeado director escolar e assim se manter no C.E., e pela minha coordenadora que
nunca fez estágio, que só sabe o que é uma planificação de aula e de unidade porque eu
a ensinei, etc.

Perante este esgotamento a que todo este excesso de trabalho burocrático( que em nada
serve para a motivação ou sucesso dos meus alunos, pois para eles nada tenho feito, só
“papelada” para o portefólio e para mostrar que sou boa a fazer
grelhas/documentos/relatórios) foi-me dito que não pense ter excelente, porque o
Presidente do C.E. não me atribuiu nenhum cargo (embora sendo a segunda com mais
tempo de serviço, com experiência de C.Executivo e orientação de estágios), pelo que
me irá faltar sempre esse item para que possa ter avaliação de excelente.

Assim, pedia a vossa ajuda/informação:

- Apesar de tanto trabalho vou ser desclassificada por não me ter sido atribuído
qualquer cargo?

- É necessário trabalhar desta forma hedionda, não ter noites nem fins-de-semana,?
(parece um ano de estágio mas em vez de 2 turmas são 8, em vez de 2 níveis são 4…!!!)
(estou esgotada! É humanamente impossível aguentar!)

- Como é possível que, devido à idade e antiguidade, eu tenha 4h de redução lectiva e


esteja sempre, todo o dia a dar aulas (e todas as noites os fins-de-semana a prepará-
las), pois para além das 8 turmas e dos 4 níveis a leccionar, tudo o resto que me foi
atribuído como horas não lectivas pressupõe também o leccionar, o preparar, o
elaborar documentos?

- No 2º dia de apresentação ao serviço, dia 2 de Setembro, o C.E. fez um passeio a pé


por Bucelas e 1 almoço fora da escola, na parte da manhã, seguindo-se uma reunião
geral de professores na parte da tarde . Faltei ao almoço(que tinha de ser pago por
nós) e ao passeio, fui obrigada a justificar com 2 tempos ao abrigo do artigo 102, como
os artigos 102 desclassificam, serei penalizada por não ter pago o almoço fora da
escola?

Há muito tempo que telefonei para esse sindicato a pedir uma reunião, disseram que
enviasse por escrito as questões, passado 1 mês consegui finalmente “roubar uns
minutos ao meu “ consecutivo trabalho de casa” para vos enviar as questões e pedir,
ENCARECIDAMENTE, AJUDA E ESCLARECIMENTO.

O meu horário tem 18h lectivas (= 9 blocos de 90min com turmas de inglês, francês e
E.A.) 4h de aulas de apoio a alunos com dificuldades, consideradas não lectivas(mas
que na prática o são, tenho de recuperar os 6 alunos por ½ bloco, pois vou ser avaliada
pelo sucesso deles) 4h de aulas de substituição, consideradas não lectivas (mas na
prática são pois tenho de as leccionar se houver plano de aula ou as ter previamente
elaboradas e ministrá-las, caso o professor em falta não tenha deixado plano de aula –
vou ser avaliada por este trabalho).Tenho a 4ª feira toda a tarde SEMPRE em reunião de
departamento. Geralmente começam às 14h e têm terminado às 18.30h

Assim aguardo um a resposta vossa, mas só poderei reunir-me convosco ou numa 2ª


feira de manhã ou à noite. Para a reunião convosco levarei o meu horário, os
documentos que me foram entregues a pedir todo este trabalho burocrático, assim como
toda a documentação que é exigida que esteja no portefólio e uma cópia da justificação
da falta que me foi exigida.

Atenciosamente,

Mª Teresa O.C. Caldeira