Você está na página 1de 78

Manual do Ativista

pea.org.br
NÃO SEJA INDIFERENTE

UM SEGUNDO PODE SIGNIFICAR A VIDA DE UM ANIMAL

NUNCA FECHE SEUS OLHOS

VOCÊ PODE MUDAR O DESTINO DOS ANIMAIS

ACREDITE EM VOCÊ

RESPEITAR É NOSSA OBRIGAÇÃO

NUNCA DEIXE DE FAZER A SUA PARTE

DENUNCIAR É UM ATO DE CIDADANIA


PRESERVAR É UM ATO DE AMOR

A MUDANÇA COMEÇA DENTRO DA NOSSA PRÓPRIA CASA

VOCÊ NÃO PRECISA DE MAIS NINGUÉM

DEFENDA OS DIREITOS DOS ANIMAIS

VOCÊ É CAPAZ

CONSCIENTIZAÇÃO É A CHAVE DE TUDO

É O COMEÇO DE UM NOVO MUNDO

OS ANIMAIS E A NATUREZA PRECISAM DE VOCÊ


Exemplos de Maus Tratos
 Abandonar, espancar, golpear, mutilar e envenenar;

 Manter preso permanentemente em correntes;

 Manter em locais pequenos e anti-higiênico;

 Não abrigar do sol, da chuva e do frio;

 Deixar sem ventilação ou luz solar;

 Não dar água e comida diariamente;

 Negar assistência veterinária ao animal doente ou ferido;

 Obrigar a trabalho excessivo ou superior a sua força;

 Capturar animais silvestres;

 Utilizar animal em shows que possam lhe causar pânico ou estresse.

 Promover violência como rinhas de galo, farra-do-boi etc..


Como Denunciar e Fazer Um TC
01) Certifique-se que a denúncia é verdadeira. Falsa denúncia é crime conforme artigo 340
do Código Penal Brasileiro.

02) Tendo certeza que a denúncia procede, tente enquadrar o “crime” em uma das leis de
crimes ambientais.

03) Neste momento, você pode elaborar uma carta explicando a infração ao próprio infrator e
dando um prazo para que a situação seja regularizada. Se for situação flagrante ou
emergência chame o 190.

O que deve conter a carta:


• A data e o local do fato
• Relato do que você presenciou
• O nº da lei e o inciso que descreva a infração
• Prazo para que seja providenciada a mudança no tratamento do animal, sob pena de
você ir à delegacia para denunciar a pessoa responsável

Ao discar para o 190 diga exatamente: - Meu nome é “XXXXX” e eu preciso de uma viatura
no endereço “XXXXX” porque está ocorrendo um crime neste exato momento.

Provavelmente você será questionado sobre detalhes do crime, diga: - Trata-se de um crime
ambiental, pois “um(a) senhor(a)” está infringindo a lei “XXXXX” e é necessária a presença de
uma viatura com urgência.
Como Denunciar e Fazer Um TC
05) Sua próxima preocupação é com a preservação das provas e envolvidos. Se possível
não seja notado até a chegada da polícia, pois um flagrante tem muito mais validade
perante processos judiciais.

06) Ao chegar a viatura, apresente-se com calma e muita educação. Lembre-se: O Policial
está acostumado a lidar com crimes muito graves e não deve estar familiarizado sobre as
leis ambientais e de crimes contra animais.

07) Neste momento você deverá esclarecer ao policial como ficou sabendo dos fatos
(denúncia anônima ou não), citar qual lei o(a) senhor(a) está infringindo e entregar uma
cópia da lei ao policial.

08) Após isso, seu papel é atuar junto ao policial e conduzir todos à delegacia mais próxima
para a elaboração do TC (Termo Circunstanciado).

09) Ao chegar à delegacia apresente-se calma e educadamente ao Delegado. Lembre-se: O


Delegado de Polícia está acostumado a lidar com crimes muito graves e não deve estar
familiarizado sobre as leis ambientais e de crimes contra animais.

10) Conte detalhadamente tudo o que aconteceu, como ficou sabendo, o que você averiguou
pessoalmente, a chegada da viatura e o desenrolar dos fatos até aquele momento. Cite
a(s) lei(s) infringida(s) e entregue uma cópia ao Delegado (Isso é muito importante).
Como Denunciar e Fazer Um TC
11) No caso de animais mortos ou provas materiais é necessário encaminhar para algum
Hospital Veterinário ou Instituto Responsável e solicitar laudo técnico sobre a causa da
morte, por exemplo. Peça isso ao Delegado durante a elaboração do TC.

12) Todo esse procedimento pode levar horas na delegacia. Mas é o primeiro passo para a
aplicação das leis e depende exclusivamente da sociedade. Depende de nós!

13) Nuca esqueça de andar com cópias das leis (imprima várias cópias). Consulte no link
www.pea.org.br/leis/index.htm

14) Siga exatamente esse roteiro ao chamar uma viatura e tenha certeza que o assunto será
devidamente encaminhado.
Lembre-se
01) Fotografe e/ou filme os animais vítimas de maus-tratos. Provas e documentos são
fundamentais para combater transgressões.

02) Obtenha o maior número de informações possíveis para identificar o agressor: nome
completo, profissão, endereço residencial ou do trabalho..

03) Em caso de atropelamento ou abandono, anote a placa do carro para identificação


no Detran.

04) Peça sempre cópia ou número do TC e acompanhe o processo.

05) É extremamente importante processar o infrator, para que ele passe a ter maus
antecedentes junto à Justiça.

06) Não tenha medo de denunciar. Você figura apenas como testemunha do caso.
Quem denuncia, na prática, é o Estado.
LEIS
Leis
Constituição Federal
Art. 225 Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum
do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade
o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
§1º Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

(...)

VII proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco
sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a
crueldade.

Decreto Lei nº 24.645, de 10/07/1934, de Getúlio Vargas


Art. 1º Todos os animais existentes no País são tutelados do Estado.
Art. 2º
§3º Os animais serão assistidos em juízo pelos representantes do Ministério Público, seus
substitutos legais e pelos membros das sociedades protetoras de animais.
Art. 16º As autoridades federais, estaduais e municipais prestarão aos membros das
sociedades protetoras de animais a cooperação necessária para fazer cumprir a presente lei.
Leis
Lei Federal de Crimes Ambientais - nº 9.605/98
Art. 32º Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou
domesticados, nativos ou exóticos:
Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa.
§1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo,
ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.
§2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Código Penal - Abandono de Animais é Crime


Art. 164º Introduzir ou deixar animais em propriedade alheia, sem consentimento de quem de
direito, desde que o fato resulte prejuízo.
Pena: detenção, de 15 (quinze) dias a 6 (seis) meses, ou multa.

Código Penal - Comunicação Falsa de Crime ou Contravenção


Art. 340º Provocar a ação de autoridade, comunicando-lhe a ocorrência de crime ou de
contravenção que sabe não se ter verificado.
Pena: detenção, de 01 (um) mês a 06 (seis) meses ou multa.
Leis
Constituição - Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos
Capítulo I - Objeção de Consciência
Artigo 5º:
§2º Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei.
§3º Ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante.
§4º É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício
dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas
liturgias.

Declaração Universal dos Direitos dos Animais


• Todos os animais têm o mesmo direito à vida.
• Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.
• Nenhum animal deve ser maltratado.
• Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.
• O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca abandonado.
• Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.
• Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.
• A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra o animais.
• Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.
• O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os
animais.
SITUAÇÕES
Abandono, Maus-Tratos
Negligência
Abandono, Maus Tratos e Negligência
Você presenciou ou tomou conhecimento que alguém está maltratando,
negligenciando ou abandonando um animal:

 Não seja conivente;

 Conscientize as pessoas a não abandonar, negligenciar ou maltratar;

 Estimule as pessoas a denunciarem esses crimes;

 Estimule a adoção e a esterilização de cães e gatos;

 Resgate animais;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Denuncie, chame a polícia e faça um TC (cite o Art. 32 da Lei Federal de


Crimes Ambientais 9.605/98).

 Fotografe e/ou filme as pessoas e os animais envolvidos em cada situação -


provas e documentos são fundamentais para combater transgressões.
Abandono, Maus Tratos e Negligência
Links Importantes

Esterilização: www.pea.org.br/cuidados/esterilizacao.htm

Posse Responsável: www.pea.org.br/crueldade/carrocinhas

Panfletos Educacionais:
Conscientização: www.pea.org.br/educativo/pdf/panfleto_conscientizacao.pdf
Crueldade Gatos: www.pea.org.br/educativo/pdf/protesto_gatos.pdf
Crueldade Cães: www.pea.org.br/educativo/pdf/cartaz_justica.pdf
Crueldade Cães e Gatos: www.pea.org.br/educativo/pdf/panfleto_cao_gato.pdf

Resgate e Doação: www.pea.org.br/cuidados/resgate.htm


Peles de Animais
Peles
Os animais passam a vida dentro de pequenas
gaiolas, sem a mínima condição de higiene. Adquirem
comportamentos neuróticos como a auto-mutilação e
canibalismo. Alguns animais têm suas línguas
cortadas e sangram até a morte. Outros são esfolados
ainda conscientes. São eletrocutados, asfixiados,
envenenados, afogados e estrangulados. Na selva
são capturados com armadilhas; uma vez capturados
ficam dias presos, sangrando e sem alimento. Na
tentativa de se libertarem chegam a roer a própria
pata e acabam morrendo pela perda de sangue e por
infecção.

Mude essa Realidade


Não compre produtos que sejam feitos com peles e penas de animais
Peles
Você gostaria que o consumo de produtos com peles de animais acabasse?

 Evite usar os produtos que são feitos com peles e/ou penas de animais.
(Lã, couro, camurça, nobuck também são peles);

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Envie e-mails às confecções, donos de loja e fábrica informando que


deixarão de comprar seus produtos enquanto continuarem usando peles de
animais;

 Mobilize as pessoas ao seu redor a fazer o mesmo;

 Exija das empresas que parem de confeccionar produtos com peles e


comecem a utilizar matérias-primas sem crueldade.
Peles
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/peles/index.htm

Fotos e Vídeos: www.pea.org.br/crueldade/peles/fotos.htm

Panfleto Educativo: www.pea.org.br/educativo/pdf/panfleto_peles.pdf

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/peles.pps
Circos com Animais
Circos com Animais
Os animais em circo vivem confinados e acorrentados
em pequenas jaulas sem a mínima condição de
higiene. Em geral são espancados com barras de
ferro e pedaços de pau. São freqüentemente
chicoteados. Alguns têm suas garras arrancadas,
seus dentes quebrados e suas línguas cortadas. São
espetados com objetos pontiagudos e queimados com
ferro em brasa. Estão sujeitos a choques elétricos e à
privação de água e comida. Estão condenados a viver
enjaulados e diariamente torturados até o fim de suas
vidas.

Mude essa Realidade


Vá somente a circos que NÃO usem animais em seus espetáculos
Circos com Animais
Você tomou conhecimento que um circo com animais está ou irá se instalar
em sua cidade ou próximo à sua residência:

 NÃO vá a circos que usem animais em seus espetáculos;

 Conscientize as pessoas a não irem a circo com essas características;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Denuncie, chame a polícia e faça um TC (cite o Art. 32 da Lei Federal de


Crimes Ambientais 9.605/98) onde há lei que proíba. Caso essa lei não
exista em seu município, pressione os políticos a promulgá-la. Recolha uma
lista de assinaturas em papel com nome, endereço e RG, e entregue-o à
Câmara dos Vereadores.

 Fotografe e/ou filme os animais durante o treinamento, nos locais em que


ficam alojados, durante e após a apresentação - provas e documentos são
fundamentais para combater transgressões.
Circos com Animais
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/circos/index.htm

Fotos e Vídeos: www.pea.org.br/crueldade/circos/fotos.htm

Panfleto Educacional: www.pea.org.br/educativo/pdf/panfeltos_circos.pdf

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/circo.pps
Rodeios
Rodeios
Pregos, pedras, alfinetes e arames em forma de anzol
são colocados nos sedéns ou sob a sela do animal.
As esporas pontiagudas provocam lesões e
perfurações do globo ocular. Substâncias abrasivas,
como a pimenta, são introduzidas no ânus do animal.
São aplicados choques elétricos nas partes sensíveis.
Em determinadas provas, os animais sofrem ruptura
da medula espinhal (morte instantânea). Outros ficam
paralíticos ou têm seus órgãos internos rompidos
(morte lenta e dolorosa). Alguns sofrem lesões sérias
nos tendões e músculos.

Mude essa Realidade


Não vá a rodeios
Exija o fim da utilização de animais em rodeios
Rodeios
Você tomou conhecimento que está sendo ou será realizado um rodeio em
sua cidade ou próximo à sua residência:

 NÃO vá a rodeios;

 Conscientize as pessoas a não irem a rodeios;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Denuncie, chame a polícia e faça um TC (cite o Art. 32 da Lei Federal de


Crimes Ambientais 9.605/98) onde há lei que proíba. Caso essa lei não
exista em seu município, pressione os políticos a promulgá-la. Recolha uma
lista de assinaturas em papel com nome, endereço e RG, e entregue-o à
Câmara dos Vereadores.

 Fotografe e/ou filme os animais nos “bretes” e na arena, antes, durante e


depois do rodeio - provas e documentos são fundamentais para combater
transgressões.
Rodeios
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/rodeios/index.htm

Fotos e Vídeos: www.pea.org.br/crueldade/rodeios/fotos.htm

Panfleto Educacional: www.pea.org.br/educativo/pdf/panfleto_rodeios.pdf

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/rodeios.pps
Farra do Boi
Farra do Boi
Antes do evento, o boi é confinado sem alimento por
vários dias. Muitas vezes, os animais são banhados
em gasolina e incendiados vivos. Outras vezes, os
bois são esfaqueados, apedrejados e espancados
com pedaços de pau e barras de ferro. Os
participantes jogam pimenta nos olhos dos animais e
geralmente os arrancam depois. Os animais têm seus
rabos cortados e suas patas e chifres quebrados.
Muitos animais, na tentativa de fugir, acabam
correndo para o mar e morrendo afogados. Essa
tortura pode continuar por mais de três dias.

Mude essa Realidade


Farra do boi é crime
Exija que ela seja reprimida e os infratores punidos
Farra do Boi
Você tomou conhecimento de que está sendo ou será realizado uma farra do
boi em sua cidade ou próximo à sua residência:

 Não participe desta barbárie;

 Conscientize as pessoas a não participarem;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Em Santa Catarina a farra do boi é proibida (Recurso Extraordinário número


153.531-8/SC; RT 753/101);

 Denuncie, chame a polícia e faça um TC (cite o Art. 32 da Lei Federal de


Crimes Ambientais 9.605/98);

 Fotografe e/ou filme os animais e as pessoas antes, durante e depois da


farra - provas e documentos são fundamentais para combater
transgressões.
Farra do Boi
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/farra/index.htm

Fotos: www.pea.org.br/crueldade/farra/fotos.htm

Panfleto Educacional: www.pea.org.br/educativo/pdf/panfleto_farra.pdf

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/farra.pps
Testes em Animais
Testes em Animais
Os animais são forçados a ingerir e inalar produtos
químicos. São arremessados contra paredes de
concreto. São imobilizados para aplicação de
substâncias químicas em seus olhos. Têm suas
gengivas deslocadas e sua arcada dentária extraída.
São submetidos à radiação de armas químicas e
biológicas. Têm seus pêlos arrancados e sua pele
removida para a aplicação de produtos. São expostos
a gases tóxicos e baleados na cabeça. São
dissecados ainda vivos.

Mude essa Realidade


Use apenas produtos que não foram testados em animais
Testes em Animais
Você gostaria que os testes em animais acabassem?

 Evite usar os produtos testados em animais;

 Conscientize as pessoas a não usarem produtos testados em animais;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Divulgue a lista de produtos sem crueldades do site da PEA;

 Envie e-mails às empresas que testam informando que deixarão de usar os


produtos enquanto elas testarem em animais;

 Mobilize as pessoas ao seu redor a fazer o mesmo;

 Exija das empresas que parem os testem em animais;

 Incentive à adoção de métodos substitutivos.


Testes em Animais
Links importantes

Empresas que TESTAM: www.pea.org.br/crueldade/testes/testam.htm

Empresas que NÃO Testam: www.pea.org.br/crueldade/testes/naotestam.htm

Lista de Compra SEM CRUELDADE: www.pea.org.br/crueldade/testes/lista.htm

Fotos e Vídeos: www.pea.org.br/crueldade/testes/tfotos.htm

Informações: www.pea.org.br/crueldade/testes/index.htm

Panfleto Educativo: www.pea.org.br/educativo/pdf/panfleto_teste.pdf

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/testes.pps
Aulas com Animais
Aulas com Animais
Você é contra e quer que as faculdades parem de usar animais durante as
aulas?

 Pesquise e apresente alternativas aos coordenadores do curso;

 Denuncie as aulas que inflijam às normas do tratamento ético aos animais e


lute para o fim da experimentação;

 Junte-se aos colegas que não são a favor das aulas e formem um grupo de
ação;

 Envie cartas ao professor responsável, diretor, coordenador do centro, ou à


algum membro do Comitê de Ética no Uso de Animais (se existir) pela
disciplina solicitando métodos alternativos para finalidades didáticas;

 Ninguém poderá lhe banir, reprovar ou prejudicar por se recusar a assistir


as aulas (objeção de consciência);

 Fotografe e/ou filme os animais antes, durante e depois das aulas - provas
e documentos são fundamentais para combater transgressões.
Aulas com Animais
Informações Importantes

 Normas para a prática didático - científica da vivissecção

A lei 6.638, de 8 de maio de 1979 estabelece normas para a prática didático -


científica da vivissecção de animais e determina outras providências.

Complementada pela lei 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 - Dos crimes


contra o meio ambiente - cujo parágrafo 1º do artigo 32 diz:

Incorre nas mesmas penas (detenção de 3 meses a um ano, e multa) quem


realiza experiências dolorosas ou cruéis em animais vivos, ainda que para fins
didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

Parágrafo 2º: A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte


do animal.

Portanto, experimentações em animais são ilegais quando existirem recursos


alternativos. É possível discutir legalmente a questão.
Aulas com Animais
Informações Importantes

 Objeção de Consciência:

Constituição - Capítulo I - Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos

Artigo 5º:
Parágrafo II: Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa
senão em virtude da lei.

Parágrafo III: Ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano


ou degradante.

Parágrafo VI: É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo


assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei,
a proteção aos locais de culto e suas liturgias.
Aulas com Animais
Links Importantes

Modelo de pedido para ajudá-lo a defender seu direito de não participar de


aulas que envolvam o sacrifício ou o sofrimento de animais para finalidades
didáticas: www.internichebrasil.org/servicos/apoio.htm

Grupos de Apoio que se opõem ao uso de animais:


- Interniche: www.internichebrasil.org
- Getea (Orkut): www.orkut.com/Community.aspx?cmm=4385328
- Getea (Yahoo Grupos): http://br.groups.yahoo.com/group/grupogetea
Tráfico de Animais
Tráfico de Animais
Normalmente, os animais vêm socados dentro de
caixas de sapato, malas, latas de alimento, gaiolas e
caixotes. Permanecem, por horas a fio, sem água,
alimento e quase sem ar. Muitos são mutilados e
dopados. Na captura muitos filhotes têm seus pais
assassinados. Durante o trajeto grande parte dos
animais morrem decorrente do stress, falta de
alimento, água e asfixia. De cada 10 animais
capturados, apenas 1 chega ao seu destino final. O
tráfico é um dos principais responsáveis pela extinção
de algumas espécies de animais.

Mude essa Realidade


Denuncie o tráfico de animais
Não compre animais silvestres
Tráfico de Animais
Você tomou conhecimento de um local ou alguém que vende animais
silvestres em sua cidade ou próximo à sua residência:

 Nunca compre nenhum animal;

 Conscientize as pessoas a não comprarem animais silvestres, nativos ou


exóticos. Animal não é mercadoria. Vida não tem preço. Se não houver
procura não haverá venda;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Denuncie, chame a polícia e faça um TC (cite o Art. 32 da Lei Federal de


Crimes Ambientais 9.605/98);

 Fotografe e/ou filme a captura e o alojamento dos animais; o local em que


são expostos e a transação entre comprador e vendedor - provas e
documentos são fundamentais para combater transgressões.
Tráfico de Animais
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/trafico/index.htm

Fotos: www.pea.org.br/crueldade/trafico/fotos.htm

Relatório da Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo:


www.pea.org.br/educativo/relatorio_policia_ambiental.pdf
Comércio de Animais
Comércio de Animais
Você tomou conhecimento de um local ou alguém que vende animais em
condições lastimáveis em sua cidade ou próximo à sua residência; pet shops
ou clínicas que cometeram crueldade com animais; feiras de venda de animais
que os expõe em péssimas condições:

 Nunca compre nenhum animal;

 Conscientize as pessoas a não comprarem animais;

 Incentive a adoção de animais de rua, dos centros de zoonoses e de ongs.


Animal não é mercadoria. Vida não tem preço. Se não houver procura não
haverá a venda;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Denuncie, chame a polícia e faça um TC (cite o Art. 32 da Lei Federal de


Crimes Ambientais 9.605/98);

 Fotografe e/ou filme os animais e o local onde estão sendo expostos -


provas e documentos são fundamentais para combater transgressões.
Carrocinhas e CCZ
Carrocinhas
Os animais capturados pelas carrocinhas são
executados com tiros de pistola e injeções de
substâncias letais. São eletrocutados, enforcados,
envenenados e obrigados a inalar substâncias tóxicas.
São mortos em câmaras de descompressão rápida
(morte por asfixia) e câmaras de gás. Em geral são
espancados com pedaços de pau e barras de ferro.
Animais sadios se misturam com animais doentes.
Vivem amontoados sem a mínima condição de
higiene. Ficam sem alimento e acabam praticando
canibalismo e auto-mutilação.

Mude essa Realidade


Esterilize o seu animal
Pratique a posse responsável
Incentive a adoção
Carrocinhas
Você tomou conhecimento de que em sua cidade ou próximo à sua residência
o CCZ está assassinando animais:

 Conscientize as pessoas a nunca abandonarem seus animais;

 A nunca adquirir um animal por impulso;

 A nunca chamar a carrocinha;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Fotografe e/ou filme os animais antes, durante e depois da captura.


Principalmente nos locais em que eles são encaminhados pela carrocinha -
provas e documentos são fundamentais para combater transgressões.
Carrocinhas
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/carrocinhas/index.htm

Fotos e Vídeos: www.pea.org.br/crueldade/carrocinhas/fotos.htm

Panfleto Educacional: www.pea.org.br/educativo/pdf/panfleto_conscientizacao.pdf

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/carrocinha.pps
Rinhas
Rinhas
Os animais são obrigados a lutar até que um deles
morra ou o dono desista em virtude de ferimentos
agravados. Pessoas envolvidas em rinhas,
freqüentemente, estão envolvidas em outras
atividades ilegais (jogos, roubo, estupro, homicídios,
tráfico, posse de drogas e armas). Em sua maioria,
têm histórico de atitudes violentas ou criminosas em
relação às pessoas. Não é raro levarem crianças para
assistir às rinhas. Muitos animais, gravemente feridos,
são abandonados pelo seu dono após a rinha, pois os
gastos na sua recuperação são geralmente altos.

Mude essa Realidade


Rinha é crime
Denuncie
Rinhas
Você tomou conhecimento que está sendo ou será realizado uma rinha em
sua cidade ou próximo à sua residência:

 Nunca participe de rinhas;

 Conscientize as pessoas a denunciarem os organizadores, os participantes


e os proprietários dos animais;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Denuncie, chame a polícia e faça um TC (cite o Art. 32 da Lei Federal de


Crimes Ambientais 9.605/98);

 Fotografe e/ou filme os animais e as pessoas antes, durante e depois da


rinha e dos treinamentos - provas e documentos são fundamentais para
combater transgressões.
Rinhas
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/rinhas/index.htm

Fotos: www.pea.org.br/crueldade/rinhas/fotos.htm

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/rinhas.pps
Animais de Tração
Animais de Tração
Os animais usados para tração são mal alimentados,
mal ferrados, não recebem atendimento veterinário.
São obrigados a trabalhar doentes, feridos e famintos.
São açoitados, violentados e espancados. Geralmente
carregam e puxam cargas excessivas, muito além de
suas capacidades. Não tem descanso e são obrigados
a trabalhar mesmo sendo velhos ou estando prenhes.
Quando imprestáveis, são abandonados ou entregues
aos matadouros, em sua maioria, clandestinos.

Mude essa Realidade


Denuncie o abuso
Animais de Tração
Você viu ou tomou conhecimento de um carroceiro que está maltratando um
animal em sua cidade ou próximo à sua residência:

 Conscientize o proprietário de como tratar o animal (não chicotear, não


obrigá-los a carregar e/ou puxar cargas excessivas, não forçá-los a
trabalhar debaixo de chuva e/ou sol forte, alimentá-lo sempre, dar
descanso, ferrá-lo adequadamente, se doentes, velhos ou prenhes não
utilizá-los);

 Chame a polícia e faça um TC (cite o Art. 32 da da Lei Federal de Crimes


Ambientais 9.605/98);

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder;

 Fotografe e/ou filme os animais antes, durante e depois do trabalho - provas


e documentos são fundamentais para combater transgressões.
Animais de Tração
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/tracao/index.htm

Fotos: www.pea.org.br/crueldade/tracao/fotos.htm

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/tracao.pps
Animais Para Consumo
Animais para Consumo
Os Bovinos e eqüinos recebem um tiro de pistola
pneumática, choques elétricos e golpes de marreta na
cabeça. São pendurados de cabeça para baixo por
uma das patas traseiras. São degolados, esfolados e
mutilados manualmente, muitas vezes, ainda vivos.
Os suínos são pendurados, degolados manualmente
e imersos em água fervente, muitas vezes, ainda
vivos. As aves são penduradas, eletrocutadas,
degoladas num processo automático e imersas em
banho escaldante, muitas vezes, ainda vivas.

Mude essa Realidade


Adote uma dieta mais saudável
Evite o consumo de carne e derivados
Animais para Consumo
Você gostaria de diminuir o sofrimento de animais em matadouros?

 Adote uma dieta mais saudável;

 Não coma carnes (peixes, aves, ovinos, eqüinos, bovinos, cães, gatos,
baleias, tartarugas etc.);

 Conscientize as pessoas a adotarem uma dieta sem produtos de origem


animal (ovos, leite e carnes principalmente);

 Informe-se sobre dietas sem carnes. Pesquise, considere os fatos e


despreze as opiniões.

 Saiba que uma pessoa que não come carne poupa a vida de 95 animais
por ano;

 Imprima panfletos educacionais e distribua o máximo que puder.


Animais para Consumo
Links Importantes

Informações: www.pea.org.br/crueldade/abatedouro/index.htm

Fotos e Vídeos: www.pea.org.br/crueldade/abatedouro/fotos.htm

Slide: www.pea.org.br/educativo/slides/abatedouros.pps

Ingredientes de Origem Animal :


www.pea.org.br/curiosidades/curiosidades_ingredientes.htm
Dicas Gerais
Resgate e Doação de Cães e Gatos
Pratique e Divulgue a Posse Responsável

 Antes de ter um animal saiba que cães e gatos vivem em média 12 anos;

 ADOTE um bicho de rua, você estará ajudando uma vida;

 VACINE;

 ESTERILIZE;

 ABRIGUE da chuva, do sol e do frio;

 NUNCA agrida;

 NUNCA deixe sem água ou comida;

 NUNCA deixe preso a correntes;

 IDENTIFIQUE SEMPRE: Coloque coleira com plaqueta, com o seu nome,


endereço e telefone
Resgate e Doação de Cães e Gatos
 Não ter lugar em casa, não ter dinheiro, não lhe impede de ajudar animais
abandonados ou feridos;

 A ajuda não escolhe hora, nem dia;

 Não vire as costas para uma vida;

 Não feche os olhos para os problemas que estão à sua frente;

 Não ignore o sofrimento de um animal;

 Não transfira responsabilidades. Não terceirize o problema!

 Não chame a carrocinha, muito menos leve ao CCZ;

 Não leve para as Ongs e Abrigos, eles estão sempre lotados e também
precisam de ajuda;

 Se encontrar um bicho precisando de ajuda, resgate. Depois pense no que


fazer. O mais importante é salvar a vida!
Resgate e Doação de Cães e Gatos
O que pode ajudar antes de fazer resgates

 Visite clínicas veterinárias próximas a sua residência/trabalho. Muitas


clínicas não cobram ou cobram pouco para atender animais abandonados.
Tente fazer parecerias;

 Converse com amigos, familiares, vizinhos. Veja quem pode lhe oferecer um
lar temporário em uma emergência. Quem poderá ajudá-lo com gastos em
tratamento e hospedagem. Quem poderá ajudar no transporte e divulgação
de adoção;

Problemas enfrentados após o resgate

 Gastos no tratamento/hospedagem: podem ser superados com “vaquinhas”


entre amigos, familiares e vizinhos. Campanhas de contribuições (em
grupos na internet, sites, orkut e cartazes);

 Hospedagem: converse amigos, vizinhos e familiares para tentar um lar


temporário; é sempre bom ter um lar temporário “reserva” para
emergências.
Resgate e Doação de Cães e Gatos

Tratamentos e Procedimentos Essenciais

 Leve imediatamente ao veterinário;

 Vermifugue;

 Vacine;

 Esterilize;

 Trate das feridas e doenças;

 Doe com responsabilidade;

 Resgate outro bicho! Milhares e milhares de animais precisam da nossa


ajuda.
Resgate e Doação de Cães e Gatos
Na doação

 Divulgue em sites de doação e adoção;

 Anuncie em jornais, rádios etc.;

 Distribua cartazes em lugares de bastante movimento (supermercados, pet


shops, padarias, farmácias, bancas de jornal, ponto de ônibus etc.);

 Distribua faixas em locais de bastante movimento.

O que deve constar no cartaz

 Fotos do animal (se possível);

 Dados do animal (nome, raça, sexo, idade, porte, cor, temperamento,


saúde);

 Seus contatos (nome, telefone, e-mail e região em que você mora).


Resgate e Doação de Cães e Gatos
Links Importantes

Site QueroUmBicho: www.queroumbicho.com.br

Fórum QueroUmBicho: www.forumnow.com.br/vip/foruns.asp?forum=101856

Outros Sites de Adoção/Doação: www.pea.org.br/links.htm


É Sempre Bom...
Ação individual em prol dos animais e do meio ambiente é uma das melhores
formas de mudar a realidade.

 Pesquisar, informar-se e estudar os assuntos;

 Conscientizar os mais próximos, de preferência as crianças;

 Investigar, conseguir testemunhas e provas. Não acredite somente no que


os outros falam;

 Aprender a fazer cartazes no computador (word, corel ou programa de sua


preferência);

 Aprender a fazer blogs, fotoblog etc.. A maioria trás instruções e é gratuita;

 Imprimir e distribuir os materiais educacionais disponíveis no site da PEA;

 Trazer pessoas para perto;


É Sempre Bom...
 Evitar o desperdício;

 Recolher o lixo, mesmo que não seja seu;

 Jogar lixo no lixo;

 Reciclar seu lixo;

 Manter o meio ambiente limpo;

 Usar papel reciclado;

 Economizar água;

 Adotar um animal;

 Dar auxílio aos animais abandonados (alimentação, assistência veterinária,


esterilização, adoção);

 Esterilizar seu animal e incentive os conhecidos a esterilizarem;


É Sempre Bom...
 Não comprar e nem vender animais;

 Não aprisionar animal (pássaros em gaiolas e peixes em aquários). Deixe-


os livres;

 Preservar e ajudar a preservar as árvores em espaço urbano; há ninhos de


passarinhos nelas;

 Participar de eventos, cursos, palestras, manifestações e protestos em


favor dos animais e meio-ambiente;

 Assinar e coletar assinaturas em abaixo-assinado em papel (valor legal com


nome, RG, assinatura);

 Pressionar os deputados federais, senadores e vereadores a aprovarem


medidas e leis que tragam benefícios aos animais (contra rodeios, rinhas,
circo etc.).
É Sempre Bom...
 Trocar informações;

 Ter comprometimento;

 Participar das ações de um grupo ou ONG;

 Ser voluntário em um grupo ou ONG;

 Divulgar o site da PEA;

 Participe do Grupo da PEA no Yahoo:


http://br.groups.yahoo.com/group/P_E_A

 Participe da Comunidade da PEA no Orkut: www.orkut.com/Community.


aspx?cmm=132261
Comportamento
 Todos estão de olho em você. O seu comportamento terá conseqüências
diretas para a defesa dos direitos dos animais.

 Estude as leis de proteção aos animais;

 Informe-se;

 Por pior que seja a situação, tente manter a calma;

 O nervosismo e o desespero só prejudicam;

 Tenham sempre em mãos: máquinas fotográficas, gravadores ou câmeras


de filmar. Nunca se sabe quando poderá dar um flagrante;

 Tenha sempre em mãos: leis, telefones da polícia ambiental, bombeiros,


policia, advogados, clínicas veterinárias, hotéis para animais, lares
transitórios, táxi dog etc..
O que Não deve Ser Feito
 Não se desespere;

 Não se deprima;

 Não fique inerte;

 Não seja agressivo;

 Não destrua propriedades;

 Use de educação ao tratar com as pessoas;

 Não faça nada que os animais não fariam!


Críticas
 As criticas serão inevitáveis;

 Ignore, não rebata;

 Mesmo que lhe cause mal-estar, pense nos animais;

 Use o seu tempo para ajudar os animais e deixem que os outros falem
sozinhos;

 O seu trabalho é muito mais importante.


Contatos Importantes
Ministério da Justiça: www.mj.gov.br
Ministério Público - Centro Apoio Operacional de Urbanismo e Meio Ambiente:
cao-uma@mp.sp.gov.br / http://www5.mp.sp.gov.br:8080/caouma/caouma.htm

Ministério Público: www.redegoverno.gov.br


SP: (11) 6955-4352 / 3119-9000 meioamb@mp.sp.gov.br
SC: (48) 229-9000 / pgj@mp.sc.gov.br
RJ: (21) 2261-9954

Boletim de Ocorrência Online - SP: www.seguranca.sp.gov.br


Corregedoria da Polícia Civil: (11) 3258-4711 / 3231-5536 / 3231-1775
Promotoria de Justiça do Meio Ambiente de São Paulo: (11) 3119-9524
Secretaria de Segurança Pública: www.ssp.sp.gov.br
Prefeitura de São Paulo: http://sac.prodam.sp.gov.br

IBAMA Linha Verde: 0800-618080


Instituto de Proteção aos Animais do Brasil: (11) 6851-0648 / (11) 9516-3054

Delegacia de Meios Eletrônicos - SP: (11) 6221-7011 / R 208 e 209 / dig4@policia-civ.sp.gov.br

Corpo de Bombeiro: 193


Polícia Militar: 190
Polícia Militar Ambiental - SP: (11) 221-8699 / 222-4077