ÓTICA

111

Ótica
INSTRUÇÃO : As questões 01 e 02 baseiam-se no enunciado e na figura que se seguem.

A fonte de luz e o espelho plano M giram, em sentidos opostos, em torno do mesmo eixo vertical z. Ambos giram uniformemente, mas a fonte dá duas voltas completas, enquanto o espelho dá uma. A figura mostra a situação do sistema no instante em que um estreito feixe de raios luminosos, que sai da fonte, incide rasante no espelho, não sendo, por isso, refletido. 01 (1990)

Quando o ângulo entre os feixes incidente e refletido for de 90o , pela primeira vez após a situação representada na figura, o espelho terá girado de um ângulo igual a A) B) C) D) E) 5o 10o 15o 30o 45o

112

FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA

02

(1990)

Quando o espelho tiver girado de um ângulo igual a 45o , o ângulo entre os feixes incidente e refletido será de A) B) C) D) E) 03 (1990) 0o 45o 90o 120o 180o

Com um espelho côncavo, pode-se formar, de um objeto real, uma imagem nãoinvertida e que seja A) B) C) D) E) 04 (1990) Observe a figura. Em um dia de céu claro, o sol estava no horizonte ( 0o ) às 6h da manhã. Às 12 horas, ele se encontrava no zênite ( 90o ). A luz do sol, refletida no espelhinho M, atingiu o ponto P às A) B) C) D) E) 7h 8h 9h 10h 11h real e maior do que o objeto. real e do tamanho do objeto. real e menor do que o objeto. virtual e maior do que o objeto. virtual e menor do que o objeto.

Durante a projeção. menor do que f. Um feixe fino de luz incide sobre uma lente divergente. O feixe emergente da lente será melhor representado por A) B) C) D) E) 06 (1991) A lente de um projetor de cinema tem distância focal f. I II III IV V . o filme deve estar situado a uma distância da lente A) B) C) D) E) igual a f. maior do que f e menor do que 2f. maior do que 2f. igual a 2f. na direção indicada na figura.ÓTICA 113 05 (1990) Observe a figura.

Indique a alternativa que melhor representa o que se observa nesse fenômeno. sendo totalmente refletido.114 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 07 (1991) Um feixe de luz branca incide em uma superfície metálica polida. .

sofrendo dispersão e originando o espectro da luz branca. incide em um prisma de vidro. propagando-se no ar. .ÓTICA 115 08 (1991) Um estreito feixe de luz branca (luz solar). Indique a alternativa que melhor corresponde ao que é observado nesse fenômeno.

visto através da lente convergente L é 10 (1992) . do objeto O.116 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 09 (1992) O diagrama correto de construção da imagem I.

Usando uma fonte de luz F.0 2. Construiu-se uma “lente” para ondas sonoras. qual dos diagramas melhor representa o comportamento dos raios de uma onda sonora que nela incida? . Desejando determinar a velocidade da luz em um material transparente. que emite um estreito feixe luminoso no ar. e o valor da velocidade da luz no meio transparente é A) B) C) D) E) 11 (1992) 3. um raio CP tangente à face plana do disco. Supondo-se que essa “lente” esteja no ar e que F seja seu foco. ela deslocou F em torno de C.50 e que Cos 300 = Sen 600 = 0. como o da figura.6 2.5 × 108 m/s × 108 m/s × 108 m/s × 108 m/s × 108 m/s Observe a figura. na posição mostrada na figura.5 3. um meio disco com centro C.0 1.86. a velocidade do som é maior do que no ar. verificando que se obtinha.0 × 108 m/s e sabendo-se que Sen 300 = Cos 600 = 0. Nesse gás. uma pessoa construiu.ÓTICA 117 10 (1992) Observe a figura. Considerando-se a velocidade da luz no ar igual a 3. colocando-se um gás no interior de um recipiente de plástico. com esse material.

.118 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 12 (1992) A figura que melhor representa um raio de luz monocromática atravessando um prisma de vidro no ar é 13 (1992) Observe a figura. EXCETO A) A velocidade de propagação da luz no meio II é maior do que a velocidade de propagação da luz no meio I. haverá reflexão total. formando com a normal a essa superfície o ângulo crítico. C) Se o ângulo de incidência for maior do que o ângulo 0C . B) O índice de refração do meio II é maior do que o índice de refração do meio I. Um raio luminoso incide sobre a superfície de separação de dois meios. I e II. 00 . Todas as afirmativas a respeito desse fenômeno estão corretas.

E) Se o meio I for o vácuo ou o ar. não ocorrerá nunca reflexão total. . a medida do ângulo crítico permitirá obter o índice de refração do meio II.ÓTICA 119 D) Se a luz passar do meio I para o meio II.

Um raio de luz monocromática incide sobre a superfície refletora de um espelho plano. como representado na figura.120 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 14 (1993) Um laboratório fotográfico usa luz monocromática vermelha para revelação e cópias de filmes. violeta. se apresenta na cor verde pura. no plano da figura. em torno do ponto O (figura). verde. O raio é mantido na mesma direção. vermelha. dentro desse laboratório será visto na cor A) B) C) D) E) 15 (1993) branca. num ângulo de 450. sob luz branca. preta. então. girado de 450 no mesmo horário. 0 45º O espelho é. A figura que melhor representa a situação final é A) B) C) 45º D) E) 45º . Um objeto que.

a imagem refletida é sempre real (pode ser projetada em um anteparo). real por virtual. temos que efetuar. em parte. nela. segundo uma lei da Óptica. invertida por direita. a freqüência. Para torná-la verdadeira. Esse raio é. Todas as afirmativas a respeito dessa meio 2 situação estão corretas. a velocidade. a intensidade. o número de harmônicos. menor por maior. EXCETO S meio 2 γ II A) a velocidade da luz no meio 1 é menor do que no vácuo. I α β meio 1 III Nessa figura. sempre por às vezes. do ponto de vista da física. D) o raio II existirá sempre. 17 (1993) A característica que certamente diferencia uma luz monocromática azul de uma vermelha é A) B) C) D) E) 18 (1993) Uma revista nacional de divulgação científica publicou: “A parte interna das colheres de metal funciona como um espelho côncavo e. Esta afirmativa é falsa. C) o raio II é o raio refratado e o III é o raio refletido. está esquematizada a situação seguinte: um raio luminoso (raio I) incide sobre a superfície S de separação de dois meio 1 meios transparentes. . E) os ângulos α e β são iguais. a seguinte troca de termos A) B) C) D) E) côncavo por convexo. B) o índice de refração do meio 1 é maior do que o índice de refração do meio 2. qualquer que seja o valor do ângulo α . menor e invertida em relação ao objeto”.ÓTICA 121 16 (1993) Observe a figura. a amplitude. em parte. refratado. refletido e.

B) a velocidade da luz no benzeno é maior do que a velocidade da luz no vidro. invertida e virtual. direita e virtual. Todas as alternativas apresentam diagramas de situações possíveis. comparada com a caneta. maior. tem distância focal menor do que quando está no ar. direita e real. . 20 (1994) Um estudante colocou uma caneta a uma distância relativamente grande de uma colher bem polida e observou o tipo de imagem que aparecia na parte interna da colher. cujo índice de refração é igual ao do vidro. A imagem que ele viu.122 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 19 (1993) O benzeno é um líquido incolor. D) uma lente biconvexa de vidro. invertida e real. mergulhada no benzeno. menor. Assim. era A) B) C) D) E) 21 (1994) A luz de uma pequena lâmpada passa através de uma lente convergente. invertida e real. menor. Em frente da lente existe um anteparo com três fendas. C) o ângulo crítico para a luz que passa do vidro para o benzeno é próximo de zero grau. EXCETO maior. pode-se afirmar que A) a densidade do benzeno é igual à do vidro. menor. E) um pedaço de vidro transparente fica praticamente invisível quando mergulhado no benzeno.

dois espelhos planos estão dispostos de modo a formar um ângulo de 300 entre eles.ÓTICA 123 22 (1994) Observe a figura. Esse raio. depois de se refletir nos dois espelhos. Um raio luminoso incide sobre um dos espelhos. formando um ângulo de 700 com a sua superfície. cruza o raio incidente formando um ângulo α de A) B) C) D) E) 23 (1994) Observe o diagrama. 900 1000 1100 1200 1400 B  A  F1 . Nessa figura.

virtual e maior do que o objeto. virtual e maior do que o objeto. real e maior do que o objeto. direita. real e menor do que o objeto. virtual e menor do que o objeto. F1 e F2 são os focos dessa lente. . invertida.124 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA Nesse diagrama. estão representados um objeto AB e uma lente convergente L. direita. invertida . A imagem A’B’ do objeto AB será A) B) C) D) E) direita.

Os índices de refração são 1. Para que o farol funcione de acordo com essas descrições. apenas o filamento II está ligado. Nas figuras 1 e 2. o filamento I em F e o filamento II entre F e C. o vértice. A alternativa que melhor representa a trajetória do feixe de luz passando do ar para a água é 25 (1995) O farol de um automóvel é constituído de um espelho côncavo e de uma lâmpada com dois filamentos I e II. 1. apenas o filamento I está ligado. F e C são. e o feixe de luz refletido é um pouco divergente. respectivamente. o filamento I em F e o filamento II entre F e V. como na figura 2. o filamento I em C e o filamento II entre C e F. . o foco e o centro de curvatura do espelho. a posição dos filamentos deve ser A) B) C) D) E) filamento I em C e o filamento II à direita de C. Quando o farol está em luz alta.50 para o vidro e 1. e a luz é refletida no espelho paralelamente ao seu eixo óptico. o filamento I em V e o filamento II entre V e F. V. como na figura 1. Quando o farol está em luz baixa.00 para o ar.ÓTICA 125 24 (1995) Esta figura mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro a qual está separando o ar da água.33 para a água.

sofre reflexão total na superfície de separação água-ar. D) a luz do sol. como mostra a figura. C) a luz do sol. interfere com a luz do sol refletida pela parte da vassoura imersa na água.126 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 26 (1995) O empregado de um clube está varrendo o fundo da piscina com uma vassoura que tem um longo cabo de alumínio. refletida pela parte da vassoura imersa na água. E) o cabo de alumínio sofre uma dilatação na água. refletida na superfície da água. . Isso ocorre porque A) a luz do sol. B) a luz do sol. Ele percebe que o cabo de alumínio parece entortar-se ao entrar na água. refletida pela vassoura imersa na água. refletida pela parte da vassoura imersa na água. devido à diferença de temperatura entre a água e o ar. sofre reflexão parcial na superfície de separação água-ar. sofre refração ao passar pela superfície de separação água-ar.

4 e 6. . penetra em um meio idêntico a I e é refletido em um espelho plano. Estas figuras mostram opções de trajetórias para esse feixe de luz. 2 e 5. 1 e 3. 3 e 4. O feixe atravessa o meio II. As figuras que representam trajetórias possíveis são A) B) C) D) E) 1 e 2.ÓTICA 127 27 (1995) Um estreito feixe de luz monocromático passa de um meio I para um meio II cujos índices de refração são diferentes.

é correto afirmar que A) a freqüência da luz é maior no vidro do que na água. C) o comprimento de onda da luz no vidro é menor do que na água.128 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 28 (1996) A figura mostra um feixe de luz que passa do vidro para a água. A alternativa que apresenta o único fenômeno que é acompanhado de uma mudança no valor numérico da velocidade de propagação da luz é . difração e interferência. Com relação a essa situação. B) a velocidade da luz no vidro é maior do que na água. refração. 29 (1996) As alternativas contêm desenhos que representam feixes luminosos em situações onde ocorre reflexão. D) o índice de refração do vidro é menor do que o índice de refração da água.

a imagem é formada antes da retina enquanto. L1 pode corrigir miopia e L2 . Na figura. a afirmativa correta é A) B) C) D) 31 (1996) L1 e L2 podem corrigir hipermetropia. D. A conseqüência disso é que a posição em que vemos a estrela não é sua verdadeira posição. Com relação às lentes L1 e L2 . A posição verdadeira da estrela está mais próxima do ponto A) B) C) D) A. L1 e L2 podem corrigir miopia. estão representados três raios de luz emergindo de uma fonte localizada em P. A luz proveniente de uma estrela sofre refração ao passar do vácuo interestelar para a atmosfera terrestre. de uma forma simplificada. passando pelas lentes delgadas L1 e L2 e atingindo Q. A figura mostra. B.ÓTICA 129 30 (1996) Dois defeitos visuais bastante comuns no ser humano são a miopia e a hipermetropia. hipermetropia. num olho hipermétrope. . L1 pode corrigir hipermetropia e L2 . Num olho míope. a posição aparente de uma estrela vista por um observador na superfície da Terra. a imagem é formada depois da retina. C. miopia.

a figura. Para continuar vendo o carro em foco. tornar o cristalino uma lente mais convergente. devido a múltiplas reflexões totais. Para que isto aconteça. O princípio básico de funcionamento de uma fibra óptica consiste em colocar um material X. Essa modificação deve ser no sentido de A) B) C) D) 33 (1997) manter a distância focal do cristalino. no interior de outro material Y. é necessário que A) B) C) D) nx < ny . tornar o cristalino uma lente menos convergente. nx = 0. sem penetrar no material Y. com índice de refração ny . esquematicamente. com índice de refração nx . os músculos do olho dessa pessoa modificam a forma do cristalino. conforme mostra. nx = ny . Um feixe de luz que incide em uma extremidade de X atravessa para a outra extremidade. tornar o cristalino uma lente divergente. Uma pessoa olha um carro que dela se afasta. que produz essa imagem sobre a retina. o cristalino. nx > ny . . Essa situação está ilustrada na figura.130 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 32 (1996) Em uma descrição simplificada. a imagem de um objeto é formada no olho humano por uma lente.

As dimensões nas figuras são proporcionais às dimensões reais. A imagem correspondente a esse objeto se forma no ponto N. A imagem formada nessa nova situação é melhor representada por . próximo a ima lente de distância focal F.ÓTICA 131 34 (1997) A figura I mostra um objeto situado no ponto M. O objeto é então retirado do ponto M e colocado no ponto N. conforme mostra a figura II.

N e O.132 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 35 (1997) Três peixes. C) apenas três freqüências que correspondem às cores vermelha. B) apenas três freqüências que correspondem às cores vermelha. O feixe de luz visível resultante é decomposto de ondas com A) apenas sete freqüências que correspondem às cores vermelha. estão em um aquário com tampa não transparente com um pequeno furo como mostra a figura. apenas o peixe O. amarela. M. amarela e azul. alaranjada. os peixes N e O . . apenas o peixe M. azul. Uma pessoa com o olho na posição mostrada na figura provavelmente verá A) B) C) D) 36 (1997) Um feixe de luz do Sol é decomposto ao passar por um prisma de vidro. anil e violeta. verde. verde e azul. apenas o peixe N. D) uma infinidade de frequências que correspondem a cores desde a vermelha até a violeta.

pode-se usar A) B) C) D) o espelho E1 ou a lente L2 o espelho E1 ou a lente L1 o espelho E2 ou a lente L2 o espelho E2 ou a lente L1 . espelhos e lentes.ÓTICA 133 37 (1998) As figuras representam. Para se projetar a imagem de uma vela acessa sobre uma parede. de forma esquemática.

atravessa um meio II . água e vidro.134 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 38 (1999) A figura mostra a trajetória de um feixe de luz que vem de um meio I . água e ar. Nesse caso. ar e vidro. . Sabe-se que o índice de refração do ar é menor que o da água e que o da água é menor que o do vidro. é totalmente refletido na interface dos meios II e III e retorna ao meio I . II e III podem ser. A) B) C) D) ar. vidro e água. respectivamente. vidro. é CORRETO afirmar que os meios I. ar. água.

a mesma pessoa verá. a parte I branca e a II azul. a parte III amarela e a parte IV verde. provavelmente. uma pessoa vê a bandeira do Brasil com a parte I branca. Sob luz branca.ÓTICA 135 39 (2000) A figura mostra a bandeira do Brasil de forma esquemática. a parte II azul. a parte I amarela e a II verde. a parte I branca e a II verde. . A) B) C) D) a parte I amarela e a II preta. Se a bandeira for iluminada por luz monocromática amarela.

assinale a alternativa cuja figura melhor representa os raios refletidos e refratados na superfície do lago. na água. . Considerando essas informações. a velocidade de propagação da luz azul é menor que a da luz vermelha. Sabe-se que.136 FÍSICA – UFMG – 1ª ETAPA 40 (2001) Um feixe de luz branca incide obliquamente sobre a superfície de um lago.

ÓTICA 137 41 (2001) Nesta figura. as lentes II e III. Para isso. . as lentes I e III. está representado o perfil de três lentes de vidro: Rafael quer usar essas lentes para queimar uma folha de papel com a luz do Sol. a lente II. ele pode usar apenas A) B) C) D) a lente I.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful