Você está na página 1de 2

Compartimentos Biologicos:Água: 2/3 intracelular, 1/3 extracelular, liquido intersticial

+- 15% do peso, liquido intravascular +-5%.Hematocrito: H 39-50%, M 35-47%


Proteínas plasmáticas: transporte, determinacao da pressão oncotica, funcao enzimatic,
coagulacao, sistema tampão, Defesa.Balanco Hídrico: Ganho e perda 1500-2500
ml.Formacao de urina: TFG: 180l /dia, reabsorcao: Proximal 65-100%, ansa de henle,
descendente: água ascendente solutos. Osmolalidade= solutos/água, principal
determinante sódio, regulado pela aldoesterona e ANP.Sede: Centro de sede:
hipotalamo, ósmotica: variacao da osmolalidade (osmoreceptores), Volémica: Variacao
de volume(baroreceptores). Sistema gastrintestinal: Entrada de água 10 l /dia, perda
nas fezes 0.1l. Sistema respiratório: perda de agua 500 ml. Sistema linfático: funcoes:
controlar a qtd de liquido intersticial, transporte de lipidos e vitaminas lipossoluveis,
componente do sistema imunitário producao 2-4l /dia. Potencial de repouso: existe em
tds a células vivas, o valor varia com o tipo celular, é sempre negativo, cargas negativas
do lado intracelular positivas do lado extracelular.as células capazes de mudar o seu
estaddo são as nervosas e musculares. Tipos de canais activos: voltagem, ligando,
mecano, fosforilacao – dependentes. Potencial de accao: amplitude e duracao
constantes, variam em funcao do tipo de célula, lei do tudo ou nada, ocorre em
celulaseexcitaveis. Funcoes: permitir neurotransmissao, permitir contraccao muscular.
Fases: Despolarizacao: aumento da permeabilidade ao ião sódio, abertura dos canais
voltagem –dependentes. Repolarizacao: inactivacao dos canais de sódio, aumento da
permeabilidade ao potássio. Período refractário: absoluto: impossível despoletar outro
potencial durante esse período. Relativo: e possível despoletar um potencial de repouso
desde q seja um estimulo forte. Catecolaminas: pecursor tirosina. Regulacao: síntese
regulada por TH( limitativa), libertacao: inibicao: autoreceptores presinapticos α2,
estimulacao: receptores β2, receptor de angiotensina 2.Inactivacao: receptores,
transporte na menbrana presinaptica. Acetilcolina: ACh Snc: pouco, SNP: somático
juncao neuromuscular, autónomo (SNA): parasimpático: fibras pré e pos ganglionares,
simpático: pré simpático. Acoa + colina= Ach+Coa Regulacao: producao:
disponibilidade de percursores, transportador da colina, inibicao por feedback.
Degradacao: acetilcolinesterase. Receptores colinergicos: Nicotínicos ( ionotropicos),
muscarinicos ( metabotropicos). Nicotínicos: localizacao pré e pos sináptica, agonisto:
nicotina, antagonisto: Curare. Muscarinicos: M1-M5, acoplados a proteínas G actuam,
sobre os canais iónicos, agonisto: muscarina, antagonisto: Atropina. Acetilcolina,
excitatorika na juncao neuromuscular, excitatoria ou inibitória nos tecidos alvo do sna
M3 musc liso Gq, M2 coracao, activacao Gi dimnuicao da frequência cardíaca.
Propagacao do potencial da accao: Mielina, interrupcao nódulos de ranvier, substancia
branca: corpo celular e dendritos, branca axonios mielinizados células gliais e vasos
sanguíneos. Funcoes: Isolante eléctrico, aumebto da velocidade de conducao, poupar
espaço e tempo. Liquido cefalo-raquidiano: cerebro: 1350 g, 80% de agua, 100 ml
sangue, 100 ml de LCR. Formacao: 500 ml por dia, renovado 3 a 4 vezes por dia.
Circula no espaço subaracnoideo, e ventricylos cerebrais. Secrecao: 70% pelos plexos
coroideus, 30% extracoroidal. Absorcao: a partir das vilosidades aracnoideias- sistema
venoso. 2 barreiras: hematoencefalica, sangue/liquor . Regulacao da ventilacao. Barreira
hematoencefalica: Endotélio, Mb basal, Neuroglia. Astrocitos participam na elaboracao
da barreira. Alteracoes: Tumos, meningite, escelrose múltipla e neurosida, edema,
edema vasogenio, permitir a entrada de fármacos. Termocepcao: endotermos;
temperatura gerada internamente.Ectotermos: temp dependent do meio ambiente. Temp
e essencial pra reaccoes químicas, frio= reaccaoes + lentas, calor= desnaturacao de
proteínas. Termolise e termogenese. Regulacao: em repouso 1/3 do calor do corpo e
gerado pelo metabolismo cerebral, em esforço depende sobretudo do tecido muscular ai
oide aumentar ate 10 vezes, tecido adiposo castanho.Transduccao: termoreceptores
periféricos e centrais, fibras aferentes A, δ e C, receptores ao frio, receptores ao quente:
VRL1. Fibras aferentes: Neurónios de 1ª ordem: corpo celular: gânglio raquidiano,
sinapse: corno dorsa da medula, Neurónios de 2ª ordem: Via anterolateral ou
espinotalamica. Serotonina: Accao no musc liso, sistema vascular, Plaquetas, Células
nervosas: desencadear a dor. Síntese: triptofano. Degradação Recaptura no elemento
pré-sinaptico por transporte especifico, enzimático pela MAO. Funcoes: coordenar
actividade sensitiva e motora, supressor do apetite. Tecido nervoso: Neurónios. Funcao
sensitiva: motor interneuronio, vel de conducao: A,B,C , qtd de prolongamentos: uni, bi
e multipolar, tipo de meurotransmissores, colinergicos, gabanergicos,colinergicos….
Neuroglia. Funcoes: manter homeostasia, secrecao, recaptura e inactiv aço de
mneurotransmissores, mielinizacao, formaco e manutencao da barreira
hematoencefalica, limpeza, angiogenese. Transporte axonal: anterogado: corpo
celular- terminacao, retrógrado: terminacao corpo celular. Cinesinas dineinas, miosinas.
Neurotransmissores: Excitatorios: Glutamato, aspartato, cisteato, homocisteato, tds os
q despolarizam o elemento possinaptico. Inibitórios: GABA, glycina, taurina, B-alanina,
tds os q despolarizam o elemento pos sináptico.Principais AA no SNC: excitatorio
Glutamato. Inibitório: no cérebro: GABA, na medula espinal e tronco cerebral: Glycina.
Receptores ao GABA: nas celulasd neuronais e tb em astrocitos. 2 tipos GABA-A
ionotropicos, GABA-B, metabotropicos. Glutamato: 75% das sinapses do snc, principal
neurotransmissor excitatorio do snc, glicose e o principal percursor. Síntese: ciclo de
krebs, e alpha cetoglutarato, glutamina das células gliais, enzima: glutaminase.
Armazenado em vesículas sinapticase libertado em mecanismo de exocitose do cálcio,
inactivaco por recaptra no elemnto presinaptico e células gliais vizinhas. Receptores
NMDA ionotropicos. Comportamento alimentar: armanzenamento: trigl: 15 kg, prot
6kg, glicogénio 0,35 kg, lipidos 0,025 kg isto num home de 70 kg. Regulacao: sistema
endócrino e sistema sináptico. Estímulos: hipótese glucoestatica: varicao do glicogénio,
lipoestatica: +oxidacao – apetite e vice-versa, termoestatica: - temp +apetite,
aminoestatica. Papel do hipotalamo: 2 populacoes de neurónios: estomula o apetite,
diminuem o metabolismo, favcorecem a conservacao de energia. Neurotransmissores:
MCH e Orexin são estimulaodores do apetite estes são controlados por NPY, grande
estimulador do apetite.