Você está na página 1de 598

Ajuda do Adobe Photoshop Usando a Ajuda

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 1

Usando a Ajuda
Sobre a Ajuda on-line
A Adobe Systems, Inc. oferece uma documentação completa no sistema de Ajuda do
Adobe PDF. O sistema de ajuda inclui informações sobre todas as ferramentas, comandos
e recursos tanto para sistemas Windows quanto para sistemas Mac OS. O formato PDF é
projetado para oferecer uma navegação on-line fácil e suporte a leitores de tela de outros
fornecedores, compatíveis com Windows. A Ajuda também pode ser impressa como uma
referência de mesa.

Navegação na Ajuda
A Ajuda é aberta em uma janela do Acrobat com o painel de marcadores aberto. Se o
painel de marcadores não abrir, selecione Janela > Marcadores. Você também pode
navegar usando a barra de navegação, o índice ou a busca no documento.
No começo e no final de cada página encontra-se uma barra de navegação. Clique em
Usando a Ajuda, para retornar a esta apresentação. Ao clicar em Conteúdo ou Índice, você
será levado àquela seção.
As setas Próxima página e Página anterior permitem-lhe mover-se pelas páginas
seqüencialmente. Clique em Voltar, para retornar à última página exibida. Você também
pode usar as setas de navegação na barra de ferramentas do Acrobat.

Usando Marcadores, Conteúdo, Índice e Localizar


O conteúdo da Ajuda é exibido como marcadores no painel de marcadores. Para exibir
os subtópicos, clique no sinal de mais ao lado de um marcador. Cada marcador é um
hiperlink à seção associada ao documento de Ajuda.
Para ir para a informação, clique em seu marcador. Quando a informação é exibida no
painel do documento, seu marcador é realçado.
Você pode ativar e desativar o realce selecionando a opção Realçar marcador atual
(Highlight Current Bookmark) no menu do painel de marcadores.
Para localizar um tópico usando Conteúdo:
1 Clique em Conteúdo na barra de navegação na parte superior ou inferior de qualquer
página.
2 Clique em um tópico na página Conteúdo para ir para a primeira página daquele
tópico.
3 No painel de marcadores, expanda o tópico para exibir seus subtópicos.
Para localizar um tópico usando Índice:
1 Clique em Índice na barra de navegação na parte superior ou inferior de qualquer
página.
2 Clique na letra apropriada no topo da página.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 1


Ajuda do Adobe Photoshop Usando a Ajuda

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 2

Você também pode expandir o marcador Índice e clicar na letra no painel de marcadores.
3 Localize sua entrada e clique no link do número da página para exibir as informações.
4 Para exibir várias entradas, clique em Voltar para retornar ao mesmo local no Índice.
Para localizar um tópico usando o comando Localizar:
1 Selecione Editar > Localizar.
2 Digite uma palavra ou uma frase na caixa de texto e clique em OK.
O Acrobat fará uma busca no documento, começando da página atual, e exibirá a primeira
ocorrência da palavra ou frase que está sendo procurada.
3 Para encontrar a próxima ocorrência, selecione Editar > Localizar novamente.

Imprimindo o arquivo de Ajuda


Embora a Ajuda tenha sido otimizada para ser exibida na tela, você pode imprimir páginas
selecionadas ou todo o arquivo.
Para imprimir, selecione Imprimir no menu Arquivo ou clique no ícone de impressora na
barra de ferramentas do Acrobat.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 2


Ajuda do Adobe Photoshop Conteúdo

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 3

Conteúdo
Introdução 4
Visão Geral do Adobe Photoshop 11
O Que Há de Novo no Photoshop 7.0 17
A Área de Trabalho 21
Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady 65
Trabalhando com Cores 94
Produzindo Cores Consistentes (Photoshop) 111
Ajustando Cores e Tons 141
Selecionando 171
Transformando e Retocando 193
Desenhando 218
Pintura 243
Utilizando Canais e Máscaras 290
Utilizando Camadas 309
Aplicando Filtros para Efeitos Especiais 350
Utilizando Texto 373
Criando Páginas da Web 401
Criando Rolagens e Animações (ImageReady) 433
Preparando Gráficos para a Web 454
Salvando e Exportando Imagens 486
Imprimindo (Photoshop) 513
Automatizando Tarefas 529
Atalhos do Macintosh 552
Atalhos do Windows 558
Informações Legais 564

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 3


Ajuda do Adobe Photoshop Introdução

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 4

Introdução
Bem-vindo
Bem-vindo ao Adobe® Photoshop® 7.0, o padrão profissional de edição de imagens. Com
seu aplicativo de ferramentas integradas para a Web, o Adobe ImageReady R, Photoshop
proporciona um ambiente completo para os designers profissionais e produtores gráficos
criarem imagens sofisticadas para impressão, Web, dispositivos sem fio e outras mídias.
Além disso, o Photoshop oferece um ambiente de trabalho compatível com outros
aplicativos Adobe, incluindo Adobe Illustrator®, Adobe InDesign®, Adobe GoLive®, Adobe
LiveMotion™, Adobe After Effects® e Adobe Premiere®.

Registro
A Adobe tem certeza de que este software irá aumentar consideravelmente sua
produtividade. Para que a Adobe possa continuar a fornecer softwares da mais alta
qualidade, oferecer suporte técnico e informá-lo sobre desenvolvimentos de novos
softwares Photoshop, é necessário que você registre seu aplicativo.
Quando você inicia pela primeira vez o Photoshop ou o ImageReady, é solicitado que faça
o registro on-line. É possível enviar o formulário pelo próprio registro ou por fax. Você
pode fazer o registro também preenchendo e devolvendo o cartão de registro incluído no
pacote do software.

Instalando o Adobe Photoshop e o ImageReady


Instale o Photoshop e o ImageReady a partir do CD do Adobe Photoshop no seu disco
rígido; não é possível executar o programa a partir do CD.
Siga as instruções de instalação na tela. Para obter informações mais detalhadas, consulte
o arquivo HowToInstall no CD. Um único instalador é utilizado para instalar o Photoshop e
o ImageReady.

Introdução
A Adobe oferece uma variedade de opções para que você possa aprender a utilizar o
Photoshop, incluindo guias impressos, Ajuda on-line e dicas de ferramentas. Com o
recurso Adobe Online, acesse facilmente diversos recursos para a Web, desde dicas e
tutoriais até informações de suporte técnico, constantemente atualizados para aprender a
utilizar o Photoshop. A velocidade de aprendizagem dependerá de sua experiência com
versões anteriores do Photoshop e ImageReady.

Se você não tiver experiência com o Photoshop:


• Consulte “Visão Geral do Adobe Photoshop” na página 11 para obter uma introdução
ao software.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 4


Ajuda do Adobe Photoshop Introdução

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 5

• Explore as Visões Gerais da Caixa de Ferramentas na Ajuda on-line para familiarizar-se


com as ferramentas básicas e as respectivas funções. Consulte “Utilizando a Ajuda
on-line” na página 6.
• Use o recurso de dicas de ferramentas na identificação de ferramentas, botões e
controles de paleta à medida que trabalhar no Photoshop e no ImageReady. Consulte
“Utilizando dicas de ferramentas” na página 7.
• Vá para o site Adobe.com na Web e trabalhe com alguns dos tutoriais do Photoshop de
lições práticas. Consulte “Utilizando recursos para a Web” na página 7.

Se você for um usuário experiente do Photoshop:


• Consulte “O Que Há de Novo no Photoshop 7.0” na página 17.
• Consulte “Utilizando o Localizador de Arquivos (Photoshop)” na página 85 para
aprender a visualizar, classificar e organizar imagens sem abrir os arquivos.
• Consulte “Trabalhando com pincéis” na página 249 para explorar o novo e eficiente
mecanismo de pintura.
• Consulte “Sobre a otimização” na página 454 e “Utilizando a paleta Rolagens” na
página 435 para ver os novos recursos para Web, como transparência e criação
simplificada.

Se desejar focalizar recursos para Web:


• Consulte “Criar designs convincentes para Web” na página 14 para obter uma
introdução às ferramentas eficientes para Web.
• Consulte “Criando e visualizando fatias” na página 401 para explorar fatias automáticas,
definidas pelo usuário, e com base em camadas.
• Consulte “Sobre a otimização” na página 454 para aprender a ajustar as criações para
Web, aplicando transparência, transparência pontilhada ou otimização ponderada.
• Consulte “Utilizando a paleta Rolagens” na página 435 para ver como é fácil gerenciar
fatias, rolagens, mapas de imagens e animações.
• Consulte “Criando e editando animações” na página 442 para aprender a criar
animações GIF instantâneas a partir de arquivos com camadas do Photoshop e do
Illustrator.

Se desejar concentrar-se na edição e no retoque de fotos:


• Consulte “Edite imagens facilmente” na página 12 para obter uma introdução aos
recursos de edição de imagens do Photoshop.
• Consulte “Utilizando o Localizador de Arquivos (Photoshop)” na página 85 para saber
como inspecionar rapidamente os arquivos antes de abri-los no Photoshop.
• Consulte “Utilizando a ferramenta recuperação do pincel (Photoshop)” na página 206
para aprender a remover facilmente as imperfeições, preservando a tonalidade e a
textura.
• Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145 para aprender a ajustar a cor e a
tonalidade em suas fotografias.
• Consulte “Criando layouts com várias imagens (Photoshop)” na página 506 para saber
como criar rapidamente páginas de amostra e páginas de fotos personalizadas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 5


Ajuda do Adobe Photoshop Introdução

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 6

Se desejar focalizar recursos de produtividade:


• Consulte “Automatize tarefas repetidas” na página 15 para obter uma visão geral das
ferramentas de produtividade do Photoshop e do ImageReady.
• Consulte “Utilizando o Localizador de Arquivos (Photoshop)” na página 85 para
aprender a localizar e organizar imagens facilmente e a gerenciar arquivos e pastas.
• Consulte “Sobre gráficos orientados por dados” na página 547 para aprender a produzir
automaticamente designs variáveis, como banners para Web ou páginas de catálogo.
• Consulte “Utilizando a paleta Rolagens” na página 435 para ver como é fácil obter
acesso instantâneo a todos os estados de documentos.
• Consulte “Gerenciando arquivos com WebDAV (Photoshop)” na página 89 para
aprender sobre os recursos de gerenciamento de ativos no Photoshop.

Utilizando a documentação impressa


Além dos documentos impressos que acompanham o aplicativo, você encontrará vários
documentos em formato PDF no CD do Photoshop; o software do Adobe Acrobat ® Reader®
incluído no CD do Photoshop permite a visualização dos arquivos PDF.
São fornecidos dois documentos impressos com o Photoshop 7.0:
Guia do Usuário do Adobe Photoshop 7.0 Contém informações essenciais sobre como
utilizar os comandos e recursos do Photoshop e do ImageReady. As informações
completas sobre todos os tópicos estão disponíveis na Ajuda on-line. O guia impresso e a
Ajuda também indicam quando um tópico, procedimento ou comando pertence
especificamente ao Photoshop ou ao ImageReady, por exemplo, “Escolha Visualizar >
Tamanho Original (Photoshop) ou Visualizar > Tamanho Real (ImageReady).”
Cartão de Referência Rápida do Adobe Photoshop Contém informações básicas
sobre ferramentas e paletas do Adobe Photoshop e do ImageReady, além de atalhos
para utilizá-las. Os atalhos também estão incluídos na Ajuda on-line.

Utilizando a Ajuda on-line


Os aplicativos Adobe Photoshop e ImageReady incluem uma documentação completa
em um sistema de ajuda com base em HTML. Esse sistema de ajuda contém todas as
informações do Guia do Usuário do Adobe Photoshop 7.0, além de informações sobre
recursos adicionais, atalhos de teclado e ilustrações coloridas.
A Ajuda on-line apresenta três formas de localização de informações. As guias Conteúdo e
Índice permitem a localização de informações gerais e a guia Pesquisa permite a busca de
palavras e frases específicas.
Para visualizar de forma adequada os tópicos da Ajuda on-line, utilize o Netscape
Communicator 4.0 (ou superior) ou o Microsoft® Internet Explorer 4.0 (ou superior).
O JavaScript também deve estar ativado.
Para iniciar a Ajuda on-line:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Ajuda > Ajuda do Photoshop (Photoshop) ou Ajuda > Ajuda do ImageReady
(ImageReady).

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 6


Ajuda do Adobe Photoshop Introdução

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 7

• Pressione F1 (Windows).

Utilizando dicas de ferramentas


O recurso de dicas de ferramentas permite exibir o nome das ferramentas ou os botões e
controles nas paletas.
Para identificar uma ferramenta ou um controle:
Posicione o ponteiro sobre uma ferramenta ou um controle e aguarde. Aparecerá uma
dica de ferramenta mostrando o nome e o atalho de teclado (se houver) para o item.
Se não aparecerem dicas de ferramentas, talvez a preferência para exibi-la esteja
desativada.
Para exibir dicas de ferramentas:
1 Escolha Editar > Preferências > Geral (Windows e Mac OS 9) ou Photoshop >
Preferências > Geral (Mac OS X).
2 Selecione Mostrar Dicas de Ferramentas e clique em OK.
Observação: As dicas de ferramentas não estão disponíveis na maioria das caixas de
diálogo.

Utilizando recursos para a Web


Se você tiver conexão com a Internet, poderá usar o recurso do Adobe Online para acessar
recursos adicionais a fim de aprender a utilizar o Photoshop e o ImageReady, localizados
no site Adobe.com na Web. Na home page Adobe.com, selecione Produtos. Em seguida,
selecione Photoshop e vá para Treinamento e Eventos.
Esses recursos são continuamente atualizados e incluem:
Tutoriais e Técnicas Fornecem instruções passo a passo para o uso do Photoshop ou
ajudam no desempenho de técnicas avançadas. Esses tutoriais podem ajudá-lo a ir além
das informações de referência contidas no guia do usuário e mostram como utilizar o
Photoshop com outros aplicativos.
How-tos e Backgrounders Fornece acesso a procedimentos para realizar tarefas no
Photoshop e a informações de referência detalhadas sobre vários tópicos. Essas
informações proporcionam uma ajuda geral, desde os processos comuns até as tarefas
complexas entre aplicativos, necessários para elaborar gráficos para a Web.
Solução de problemas Fornece acesso a soluções para problemas que você pode
encontrar durante o uso do Photoshop. É necessário verificar as informações das soluções
de problemas disponíveis por meio do Adobe Online e no site da Adobe na Web antes de
entrar em contato com o suporte ao cliente.
Para acessar a página da Adobe em sua região:
1 Abra a página da Adobe nos EUA em www.adobe.com.
2 No menu Adobe Worldwide, escolha sua região. A home page da Adobe é
personalizada para vinte regiões diferentes.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 7


Ajuda do Adobe Photoshop Introdução

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 8

Sobre o Adobe Online


O Adobe Online oferece acesso a tutoriais, dicas rápidas e conteúdo para a Web mais
recentes para o Photoshop e outros produtos da Adobe. Com o Adobe Online, também é
possível fazer download e visualizar a versão atual do documento Perguntas Freqüentes
do Photoshop, com as soluções de suporte técnico Photoshop mais recentes. Também
estão incluídos marcadores para levar você rapidamente a sites interessantes relacionados
à Adobe e ao Photoshop.

Utilizando o Adobe Online


O Adobe Online está sendo alterado constantemente; por isso, faça a atualização antes de
utilizá-lo. A atualização do Adobe Online renova os marcadores e botões para que você
possa acessar rapidamente as informações mais atuais disponíveis. Você pode usar as
preferências para atualizar automaticamente o Adobe Online.
Quando você configurar uma conexão com o Adobe Online via Internet, a Adobe poderá
notificá-lo sempre que houver novas informações disponíveis, por meio do recurso
Atualizações, ou fazer download dessas informações para o seu disco rígido automatica-
mente. Se você optar por não utilizar o recurso de download automático, ainda poderá
visualizar e fazer download de novos arquivos sempre que estiverem disponíveis,
utilizando o comando Atualizações no menu Ajuda.
Para utilizar o Adobe Online:
1 No Photoshop ou ImageReady, escolha Ajuda > Adobe Online ou clique no ícone da
parte superior da caixa de ferramentas.

Ícone do Adobe Online

Observação: É preciso que você tenha uma conexão com a Internet para acessar o
Adobe Online. O Adobe Online iniciará o navegador utilizando sua configuração padrão
da Internet.
2 Quando solicitado, siga um destes procedimentos:
• Clique em Atualizações para acessar os arquivos atualizados.
• Clique em Preferências de modo a configurar seu sistema operacional para ativar as
atualizações automáticas.
Observação: Você pode definir as preferências do Adobe Online, escolhendo Editar >
Preferências > Adobe Online (Windows e Mac OS 9) ou Photoshop > Preferências >
Adobe Online (Mac OS X).
• Clique em Ir On-line para acessar o site da Adobe na Web.
• Clique em Cancelar (Windows e Mac OS 9) ou Fechar (Mac OS X) para retornar ao
Photoshop ou ImageReady.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 8


Ajuda do Adobe Photoshop Introdução

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 9

Acessando o Adobe Online pelo menu Ajuda


O menu Ajuda inclui opções para visualizar e fazer download de informações a partir do
site da Adobe na Web.
Para visualizar artigos ou documentos atualizados:
Clique em Ajuda e escolha o tópico que deseja visualizar.
Para visualizar e fazer download de informações do site da Adobe na Web utilizando
o menu Ajuda:
1 No Photoshop ou ImageReady, escolha Editar > Preferências > Adobe Online (Windows
e Mac OS 9) ou Photoshop > Preferências > Adobe Online (Mac OS X).
Escolha um item no menu pop-up Verificar Atualizações para determinar a freqüência com
que o Photoshop inicia uma atualização automática.
2 Escolha Ajuda > Atualizações.
3 Selecione uma Opção de Visualização:
• Selecione Novas Atualizações para visualizar apenas os arquivos novos desde a última
vez em que você visualizou arquivos para download ou foi notificado sobre eles.
• Selecione Todas as Atualizações para visualizar todos os arquivos do site da Adobe na
Web disponíveis atualmente.
4 Clique em um nome de arquivo e visualize a descrição desse arquivo na seção
Descrição do Item.
5 Para ver o local em que um arquivo será instalado depois do download, selecione um
arquivo e visualize sua localização na seção Local de Download. Para alterar o local, clique
em Escolher.
6 Para fazer download de um arquivo, clique na caixa de seleção e em Download.
7 Para fechar a caixa de diálogo Atualizações de Produtos da Adobe, clique em Fechar.

Outros recursos de aprendizagem


Outros recursos de aprendizagem da Adobe estão disponíveis, mas não estão incluídos no
aplicativo.
Adobe Press Oferece uma biblioteca de livros que fornecem um treinamento
aprofundado para softwares da Adobe, incluindo a conhecida série Classroom in a Book,
desenvolvida por especialistas da Adobe. Para obter informações sobre como adquirir os
livros da Adobe Press, visite o site da Adobe na Web em www.adobe.com ou entre em
contato com seu distribuidor de livros local.
O programa de Certificação da Adobe Oferece a usuários, instrutores e centros de
treinamento a oportunidade de demonstrarem sua proficiência nos produtos e de
promoverem seus conhecimentos em software como Especialistas Certificados pela
Adobe ou Especialistas em Treinamento Certificados pela Adobe. A certificação está
disponível no mundo todo. Visite o site Partnering with Adobe da Web em
http://www.partners.adobe.com para saber como você pode obter seu certificado.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 9


Ajuda do Adobe Photoshop Introdução

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 10

Suporte ao cliente
Ao registrar seu produto, você estará autorizado a receber suporte técnico. Os termos
podem variar de acordo com o país de residência. Para obter mais informações, consulte
o cartão de suporte técnico que acompanha a documentação do Photoshop.

Suporte ao cliente para o Adobe Online


O Adobe Online fornece acesso ao Photoshop Knowledgebase, no qual você encontrará
respostas para perguntas técnicas.

Recursos adicionais de suporte ao cliente


A Adobe Systems oferece diversas formas de suporte técnico automatizado:
• Consulte os arquivos LeiaMe e LeiaMe Primeiro! instalados no programa para obter
informações que foram disponibilizadas após a impressão deste guia.
• Explore as diversas informações de suporte ao cliente contidas no site da Adobe na
Web (www.adobe.com). Para acessar o site da Adobe a partir do Photoshop, escolha
Ajuda > Adobe Online ou clique no ícone na parte superior da caixa de ferramentas.
Consulte “Utilizando recursos para a Web” na página 7.
• Leia o PDF Perguntas Freqüentes, disponível no menu Ajuda.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 10


Ajuda do Adobe Photoshop Visão Geral do Adobe Photoshop

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 11

Visão Geral do Adobe Photoshop


Explore as ferramentas de última geração
Com o conjunto abrangente de ferramentas de retoque, pintura, desenho e para Web, o
Photoshop ajuda na conclusão de quaisquer tarefas de edição de imagens de forma
eficiente. Além disso, com recursos como a paleta Histórico e os efeitos de camada
editável, você poderá experimentá-los livremente sem afetar a eficiência.

Trabalhe de forma mais eficiente


Desde o gerenciamento de arquivos até os controles do espaço de trabalho para editar
várias etapas de uma vez, o Photoshop fornece as ferramentas necessárias para que você
acompanhe o trabalho e termine-o no prazo.
Localizador de Arquivos Inspecione rapidamente as imagens antes de abri-las no
Photoshop. O Localizador de Arquivos de fácil visualização exibe miniaturas e metadados,
como data modificada, dimensões e informações de EXIF de sua câmera digital. Use o
Localizador de Arquivos também para classificar arquivos e gerenciar pastas. Consulte
“Utilizando o Localizador de Arquivos (Photoshop)” na página 85.
Camadas Com as camadas, é possível trabalhar em um elemento sem afetar outros. Para
reorganizar elementos, basta mudar a ordem na paleta Camadas. Você pode bloquear
camadas para evitar alterações acidentais, ocultá-las para obter uma visualização clara do
elemento que está sendo trabalhado e vincular camadas para movê-las como um grupo.
A paleta Camadas facilita a aplicação de efeitos editáveis instantâneos, incluindo modos
de mesclagem, camadas de ajuste e efeitos de camada. Consulte “Utilizando a paleta
Camadas” na página 309.
Barra de opções A barra de opções da ferramentas fornece o acesso imediato a
diferentes configurações da ferramenta que está sendo utilizada. Você também pode
personalizar as ferramentas e salvar a versão personalizada para utilizá-la novamente.
Consulte “Utilizando a barra de opções de ferramentas” na página 27 e “Utilizando
predefinições de ferramenta (Photoshop)” na página 28.
Paleta Histórico Desfaça ou refaça várias etapas com a paleta Histórico. Ou, armazene
um instantâneo—uma cópia temporária da imagem—na paleta e continue experimen-
tando. Se os resultados não forem satisfatórios, basta retornar ao instantâneo. Você
também pode criar diversos instantâneos, capturando efeitos diferentes, para compará-
los facilmente. Consulte “Utilizando a Paleta Histórico” na página 41 e “Criando um instan-
tâneo da imagem (Photoshop)” na página 43.
Espaço de trabalho personalizável Personalize a área de trabalho do Photoshop,
organizando um layout de paletas e salvando a organização como um espaço de trabalho.
Ou, crie espaços de trabalho específicos para a tarefa, um que proporcione acesso fácil a
ferramentas de pintura, por exemplo, e outro para retoque de fotos. Consulte “Personali-
zando o espaço de trabalho” na página 31.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 11


Ajuda do Adobe Photoshop Visão Geral do Adobe Photoshop

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 12

Menus sensíveis ao contexto Obtenha acesso imediato aos comandos pertinentes à


ferramenta, paleta ou seleção ativa, clicando com o botão direito do mouse (Windows) ou
pressionando a tecla Control e clicando (Mac OS). Consulte “Utilizando menus de
contexto” na página 34.

Edite imagens facilmente


O Photoshop fornece ferramentas poderosas de composição, retoque de fotos e edição de
imagens para que você possa obter resultados de qualidade profissional.
Correção de cores O Photoshop oferece dois métodos básicos de ajuste de cores nas
imagens. Use as opções do menu Ajustes de > Imagem, incluindo o comando Cor
Automática, que analisa a imagem para fazer correções de cores instantâneas e confiáveis,
para alterar a imagem permanentemente. Ou, use uma camada de ajuste para aplicar
correções de cores e de tons editáveis. Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145,
“Utilizando o comando Cor Automática (Photoshop)” na página 165 e “Sobre camadas de
ajuste e camadas de preenchimento” na página 340.
Recuperação do pincel Remova facilmente a sujeira, os rabiscos, as manchas e outras
imperfeições com uma única ferramenta. A recuperação do pincel preserva automatica-
mente o sombreamento, a iluminação e a textura da foto original. Consulte “Utilizando a
ferramenta recuperação do pincel (Photoshop)” na página 206.
Ferramentas de seleção Desde as ferramentas de marca de seleção clicar e arrastar até
as ferramentas de seleção magnéticas, que se ajustam às arestas de um elemento, até a
ferramenta caneta, que permite definir uma forma com precisão, o Photoshop oferece
uma gama de opções de seleção de formas. Você também pode selecionar por cores, utili-
zando a varinha mágica ou o comando Escala de Cores. O comando Extrair proporciona
um modo sofisticado de isolar um objeto do primeiro plano de seu plano de fundo.
Consulte “Sobre seleções” na página 171.
Mascaras com precisão As máscaras permitem ocultar parte de uma imagem ou
proteger e preservar uma seção enquanto você aplica mudanças de cores, filtros ou outros
efeitos ao restante da arte. Você também pode usar máscaras para salvar bordas de
seleção complexas para reutilização. Consulte “Mascarando camadas” na página 343 e
“Sobre máscaras (Photoshop)” na página 302.
Demarcadores de corte Utilize um demarcador de corte para recortar um elemento do
primeiro plano, removendo-o do plano de fundo, sem alterar realmente a imagem
original. Consulte “Utilizando demarcadores de corte de imagem para criar transperência”
na página 509.
Controles de nitidez As ferramentas de nitidez do Photoshop incluem o poderoso filtro
Máscara de Nitidez, com base em técnicas tradicionais de composição de filme. Use
Máscara de Nitidez após o redimensionamento, a rotação ou a correção de cor—qualquer
processo que afete a estrutura de pixels de uma imagem—para conduzir a arte a um foco
bem definido. Consulte “Dando nitidez às imagens” na página 170.
Suavização de arestas Use a opção de suavização de serrilhado para suavizar as arestas
irregulares de uma seleção ou aplique difusão para criar arestas suaves. Consulte
“Suavizando as arestas de uma seleção” na página 181.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 12


Ajuda do Adobe Photoshop Visão Geral do Adobe Photoshop

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 13

Geração de página de amostra Exporte uma pasta inteira de imagens em uma única
página para permitir uma catalogação, visualização e impressão fáceis. Ou, use o recurso
Galeria de Fotos para imprimir fotos de tamanhos diferentes na mesma página. Consulte
“Criando layouts com várias imagens (Photoshop)” na página 506.
Exibição de fotos na Web Apresente seu trabalho on-line colocando uma galeria de
fotos na Web. Há uma coleção de modelos prontos no CD do Photoshop para agilizar e
facilitar o seu trabalho, e você pode colocar em cada imagem um texto de copyright para
protegê-las de downloads ilegais. Consulte “Criando galerias de fotos na Web
(Photoshop)” na página 426.

Aproveite as opções criativas ilimitadas


Com as opções de efeito especial inovadoras e as poderosas ferramentas de pintura e de
desenho, não há limites para os resultados que podem ser obtidos com o Photoshop.
Ferramentas de pintura O mecanismo eficiente de pintura do Photoshop permite
simular técnicas tradicionais de pintura, incluindo efeitos de pincel a seco, molhado, de
carvão ou pastel. Escolha dentre os vários estilos de pincéis predefinidos no CD do
Photoshop ou use a paleta Pincéis para criar efeitos exclusivos próprios. Consulte
“Trabalhando com pincéis” na página 249 e “Selecionando pincéis predefinidos” na
página 250.
Ferramentas de desenho Desenhe formas vetoriais independentes da resolução instan-
taneamente com as ferramentas linha, retângulo, elipse, polígono e forma personalizada.
Ou, use a ferramenta caneta para desenhar exatamente como no Adobe Illustrator. Por
serem formas vetoriais, poderão ser editadas facilmente. Consulte “Desenhando formas e
demarcadores” na página 218.
Efeitos de camada A aplicação de efeitos de sombra, brilho, chanfro, entalhe e muito
mais, além da adição de efeitos tridimensionais a uma camada, é fácil e rápida com a caixa
de diálogo Estilos de Camada. Você pode aplicar qualquer combinação de efeitos de
camada, salvar a combinação como um estilo e aplicá- la a outras camadas instantanea-
mente. Para editar ou excluir o efeito, basta abrir a caixa de diálogo Estilos de Camada e
alterar as definições. Consulte “Utilizando efeitos e estilos de camada” na página 328.
Efeitos de cor Escolha cores sólidas das bibliotecas de amostras, defina suas cores na
paleta Cor ou use as ferramentas de degradê para criar uma mesclagem gradual entre
várias cores. Use a paleta Camadas para alterar a opacidade da imagem ou para aplicar um
modo de mesclagem que afete o modo como a cor de uma camada interagirá com outras
camadas abaixo. Consulte “Utilizando a ferramenta degradê (Photoshop)” na página 266 e
“Definindo opções de opacidade e mesclagem” na página 321.
Filtros O Photoshop oferece mais de 95 filtros de efeito especial, desde os efeitos de
arte-final até os desfoques de movimento, distorções e efeitos de iluminação. Consulte
“Visualizando e aplicando filtros” na página 350.
Criador de Padrões Crie automaticamente padrões perfeitos. Basta criar uma seleção e
aplicar o módulo complementar do Criador de Padrões para gerar texturas e padrões de
plano de fundo. Consulte “Gerando padrões” na página 277.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 13


Ajuda do Adobe Photoshop Visão Geral do Adobe Photoshop

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 14

Ferramentas de transformação Redimensione, rotacione, distorça ou incline imagens


facilmente. Aplique o filtro Transformação 3D para simular efeitos tridimensionais, como
caixas e etiquetas de jarro. Use o comando Dissolver para esticar, contrair, enrugar ou
inchar uma imagem. Consulte “Transformando objetos em duas dimensões” na
página 197, “Transformando objetos em três dimensões” na página 202 e “Utilizando o
comando Dissolver” na página 211.

Criar designs convincentes para Web


Produza imagens excepcionais para a Web e dispositivos sem fio com o Photoshop e
o ImageReady, que acompanha o Photoshop.
Divisão em fatias Use a ferramenta fatia para criar fatias manualmente ou para gerar
automaticamente fatias com base em camadas. Aplique a formatação de fatia por fatia e a
otimização para manter o tamanho pequeno de arquivo e a alta qualidade da imagem.
Consulte “Criando e visualizando fatias” na página 401.
Ferramentas de otimização A caixa de diálogo Salvar para Web do Photoshop e a paleta
Otimização do ImageReady exibem uma comparação lado a lado das opções de
compactação e formato e permitem aplicar a otimização ponderada para manter as
arestas vetoriais—tipo e logotipos, por exemplo—bem definidos e limpos. Consulte
“Otimizando imagens” na página 454 e “Utilizando a otimização ponderada” na
página 467.
Paleta Rolagens Use uma paleta apropriada para visualizar o conjunto inteiro de
rolagens, fatias, mapas de imagens e animações em um documento, facilitando a criação e
a navegação. Consulte “Utilizando a paleta Rolagens” na página 435.
Transparência Aplique transparência instantânea aos elementos da página da Web,
causando o vazamento de uma ou mais cores. Ou, aplique a transparência pontilhada
para criar arestas que se mesclam em qualquer plano de fundo da Web. Consulte “Sobre a
otimização” na página 454.
Animações GIF rápidas Comece por um arquivo com camadas do Photoshop e use a
paleta Animação no ImageReady para converter camadas individuais em molduras.
Em seguida, aplique o comando Transição para gerar molduras adicionais e suavizar a
ação. Consulte “Criando e editando animações” na página 442.
Geração de vínculo Para criar um vínculo de URL, basta selecionar uma Fatia de
imagem—uma fatia com dados da imagem ou estado de rolagem—e inserir um URL na
caixa de diálogo Opções de Fatia do Photoshop ou na paleta Fatia do ImageReady.
Consulte “Atribuindo um URL a uma fatia com Imagem” na página 413.

Aproveite o controle tipográfico preciso


O Photoshop fornece controles de tipo com qualidade profissional para que você possa
criar imagens com precisão e estilo.
Texto editável O texto retém suas arestas vetoriais bem definidas, assim como a
editabilidade, a menos que você converta-o (aplicando um filtro, por exemplo, ou
achatando as camadas). É possível distorcê-las, aplicar efeitos de camada e ainda usar
a ferramenta texto para redigitar o texto. Consulte “Trabalhando com camadas de texto”
na página 377.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 14


Ajuda do Adobe Photoshop Visão Geral do Adobe Photoshop

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 15

Formatação Use as paletas Caractere e Parágrafo para obter um controle preciso da


formatação de letras e parágrafos. Consulte “Formatando caracteres” na página 381 e
“Formatando parágrafos” na página 391.
Corretor ortográfico Evite erros ortográficos utilizando o corretor ortográfico interno,
que inclui o recurso localizar e substituir. É possível fazer a verificação ortográfica em
diversos idiomas no mesmo arquivo, por exemplo, para ajudar na criação de botões para
sites na Web em vários idiomas. Consulte “Fazendo a verificação ortográfica (Photoshop)”
na página 390.
Converter para forma Use o comando Converter para Forma para transformar o texto
em máscara vetorial instantânea. Consulte “Convertendo texto em formas (Photoshop)”
na página 381.

Esteja sempre dentro dos prazos


O Photoshop ajuda a manter o fluxo de trabalho contínuo e a atender aos desafios de
produção com ferramentas como o Localizador de Arquivos, que permite gerenciar
arquivos e pastas de modo apropriado.

Automatize tarefas repetidas


Simplifique e mantenha o processo de produção contínuo, transformando em operações
automatizadas as tarefas que consomem tempo.
Gráficos com base em dados Automatize a produção de arte repetida, como cartões
comerciais ou banners para Web, com o recurso Variáveis. Crie um modelo no Photoshop,
defina elementos no modelo como variáveis e, em seguida, gere um número ilimitado de
variações exclusivas rapidamente, utilizando scripts para substituir os elementos variáveis.
Consulte “Sobre gráficos orientados por dados” na página 547.
Localizador de arquivos Use o Localizador de Arquivos para organizar e recuperar
rapidamente imagens de seu disco rígido, de unidades de disco externas, de CDs e
diretamente de discos. Rotacione as imagens antes de abri-las, renomeie lotes, classifique
arquivos e gerencie pastas de imagens, tudo no Localizador de Arquivos. O Localizador de
Arquivos exibe também metadados de imagens, como a data da criação, a data da
modificação e informações EXIF (Exchangeable Image File) das câmeras digitais. Consulte
“Utilizando o Localizador de Arquivos (Photoshop)” na página 85.
Ações Automatize tarefas de rotina, como o processamento em lote, registrando as
etapas como uma ação. Em seguida, basta clicar em um botão na paleta Ações para
aplicar a ação em outros projetos. Para tarefas diárias, transforme a ação a um droplet.
Salve o droplet na área de trabalho para que você precise apenas arrastar e soltar para
aplicar a ação a arquivos ou pastas individuais de imagens. Consulte “Sobre ações” na
página 529 e “Utilizando droplets” na página 542.
Suporte de metadados Crie uma nova finalidade, arquive ou automatize arquivos em
um fluxo de trabalho com o formato XMP (Extensible Metadata Platform), para incorporar
metadados a um documento. Também é possível verificar se as informações sobre a
imagem, como legenda, créditos e copyright, estão no arquivo. Consulte “Adicionando
informações sobre arquivos (Photoshop)” na página 500.

Desenvolva um fluxo de trabalho confiável


Mantenha a movimentação eficiente de arquivos do início ao fim do processo.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 15


Ajuda do Adobe Photoshop Visão Geral do Adobe Photoshop

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 16

Compatibilidade com plataformas cruzadas O suporte total para plataformas cruzadas


garante um fluxo de trabalho tranqüilo entre sistemas Windows e Mac OS.
Suporte ao WebDAV Conecte o Photoshop a um servidor WebDAV e aproveite as
vantagens do gerenciamento de grupos de trabalho. É possível manter a continuidade da
colaboração, verificando se a equipe inteira tem acesso aos arquivos de que necessitam,
sem o receio de que alguém sobrescreva as atualizações. Consulte “Gerenciando arquivos
com WebDAV (Photoshop)” na página 89.
Ferramentas de comentário Anexe comentários de revisão não-impressão ou notas de
produção ao seu arquivo do Photoshop com a ferramenta observações ou use a
ferramenta comentário de áudio para registrar uma mensagem de voz. Consulte
“Inserindo comentários na imagem (Photoshop)” na página 53.
Segurança PDF Proteja as imagens atribuindo senhas aos arquivos PDF do Photoshop.
Utilize senhas para impedir que pessoas não autorizadas abram documentos ou para
desativar a impressão e a edição. Consulte “Salvando arquivos no formato Photoshop PDF
(Photoshop)” na página 491.
Integração total A interface familiar da Adobe facilita o uso do Photoshop com outros
softwares da Adobe. Consulte “Aproveite as vantagens da integração total” na página 20.

Mantenha a precisão das cores


Mantenha a consistência das cores em diferentes dispositivos e conte com a saída
confiável para quaisquer meios.
Gerenciamento de cores O Photoshop simplifica o gerenciamento de cores, reunindo os
controles na caixa de diálogo Configurações de Cores e fornecendo configurações
predefinidas para a maioria dos fluxos de trabalhos comuns. Consulte “Configurando o
gerenciamento de cores” na página 114, “Utilizando configurações de gerenciamento de
cores predefinidas” na página 114 e “Efetuando a prova eletrônica de cores” na
página 124.
Opções de cor Se estiver criando uma arte-final para impressão ou para Web, poderá
escolher o melhor modo de cor para o seu trabalho no Photoshop. Quando você estiver
criando imagens para impressão em quatro cores, poderá trabalhar de modo mais
eficiente e usar uma escala mais ampla de filtros, criando a arte no modo RGB. Use o
comando Alerta de Gamut para identificar as cores que não podem ser reproduzidas em
CYMK, para que não fique desapontado com os resultados ao converter o arquivo
achatado e finalizado para CMYK. Consulte “Sobre modelos e modos de cores
(Photoshop)” na página 94 e “Identificando cores fora do gamut (Photoshop)” na
página 148.
Precisão nos controles de impressão O Photoshop fornece controles precisos para
impressão de imagens totalmente coloridas, em cores spot, duotônicos ou arte em preto
e branco e escala de cinza. Para fluxos de trabalho de pré-impressão mais avançados,
existem controles para aumento de pontos, geração de chapa de preto, etc. Consulte
“Imprimindo imagens” na página 513, “Adicionando cores spot (Photoshop)” na
página 296, “Imprimindo duotônicos” na página 524 e “Definindo opções de saída” na
página 516.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 16


Ajuda do Adobe Photoshop O Que Há de Novo no Photoshop 7.0

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 17

O Que Há de Novo no
Photoshop 7.0
Aceite todos os desafios
O Photoshop 7.0 acrescenta ao seu conjunto abrangente de ferramentas novas
capacidades que ajudam em todos os desafios de criatividade, dominam toda demanda
de produção e controlam, de modo eficiente, quaisquer tarefas de edição de imagem.
Localizador de Arquivos Procure imagens visual e intuitivamente, não apenas pelo
nome do arquivo. Com as miniaturas de fácil visualização na janela Localizador de
Arquivos, organize e recupere rapidamente imagens de seu disco rígido, de unidades de
disco externas, de CDs e diretamente dos discos no Photoshop. O Localizador de Arquivos
exibe também metadados de imagens, como a data da criação, a data da modificação e
informações EXIF (Exchangeable Image File) das câmeras digitais. Gire as imagens,
renomeie lotes, classifique arquivos e gerencie pastas de imagens, tudo no Localizador de
Arquivos. Consulte “Utilizando o Localizador de Arquivos (Photoshop)” na página 85.
Recuperação do pincel Remova facilmente a sujeira, os rabiscos, as manchas e as rugas
das fotografias com apenas uma ferramenta. Diferente de outras ferramentas de
clonagem, a ferramenta recuperação do pincel preserva o sombreamento, a tonalidade e
a textura originais na área retocada. Use a ferramenta correção relacionada para trabalhar
com seleções. Consulte “Utilizando a ferramenta recuperação do pincel (Photoshop)” na
página 206.
Transparência na Web Para tornar transparentes os elementos da página da Web no
Photoshop e no ImageReady, basta clicar na cor que deseja para o vazamento. Além disso,
com a nova opção de transparência pontilhada, é possível aplicar transparência parcial
para mesclar gráficos da Web uniformemente em qualquer plano de fundo, até padrões,
sem precisar selecionar uma cor matte primeiro. Se for necessário editar os efeitos
transparentes mais tarde, remapeie mais de uma cor por vez e restaure facilmente as cores
com as configurações originais. Consulte “Sobre a otimização” na página 454.
Saída aperfeiçoada na Web Para manter a arte vetorial e o texto bem definidos, deixe
que o Photoshop ou o ImageReady atribua automaticamente uma prioridade mais
elevada a essas áreas quando você otimizar uma imagem para a Web. Consulte
“Utilizando a otimização ponderada” na página 467.
Suporte para WBMP Visualize e salve para a Web no formato WBMP, geralmente usado
para exibir imagens em PDAs e dispositivos sem fio. Consulte “Opções de otimização para
formato WBMP” na página 464.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 17


Ajuda do Adobe Photoshop O Que Há de Novo no Photoshop 7.0

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 18

Paleta Rolagens Use uma paleta apropriada para criar, visualizar e definir estados de
rolagem. Para adicionar uma rolagem com base em camada a uma página da Web, basta
clicar em um botão e usar a opção de estado Selecionado na paleta Rolagens para incluir
uma interatividade sofisticada, sem necessidade de scripts em Java. Por exemplo, crie
barras de navegação que acionem efeitos de rolagem diferentes de forma simultânea.
A paleta Rolagens exibe também todas as fatias, rolagens, mapas de imagens e animações
em um arquivo, facilitando a obtenção de uma visão geral rápida de todos os estados de
documento. Consulte “Utilizando a paleta Rolagens” na página 435.
Espaços de trabalho Para personalizar o ambiente de trabalho do Photoshop, crie um
layout de paleta e salve-o como um espaço de trabalho. Se você compartilhar um
computador e salvar um espaço de trabalho, poderá acessar instantaneamente a área de
trabalho personalizada do Photoshop sempre que se sentar para trabalhar. Além disso, é
possível criar espaços de trabalho para tarefas específicas—um para pintura e outro para
retoque de fotos ou trabalho para a Web, por exemplo. Consulte “Personalizando o espaço
de trabalho” na página 31.
Predefinições de ferramentas Personalize as ferramentas e salve as configurações
como uma ferramenta nova e exclusiva. Acesse imediatamente as predefinições a partir
das opções ou na paleta Predefinições da nova ferramenta, que permite visualizar
predefinições de todas as ferramentas em um local apropriado. Consulte “Utilizando
predefinições de ferramenta (Photoshop)” na página 28.
Comando Cor Automática Com o novo comando Cor Automática, a correção de cor é
muito fácil e fornece resultados mais confiáveis que Níveis Automáticos ou Contraste
Automático. Consulte “Utilizando o comando Cor Automática (Photoshop)” na
página 165.
Gráficos com base em dados Se estiver criando cartões comerciais corporativos, um
catálogo on-line com centenas de fotos e descrições ou uma peça de mala direta com
dados personalizados, os novos recursos de gráficos com base em dados no ImageReady
permitirão a combinação da sofisticação visual com a produção automatizada. Crie um
modelo e use a paleta Camadas para designar elementos-chave como variáveis.
Em seguida, use scripts, uma ferramenta de produção para Web, como o GoLive, ou um
servidor de imagens, como o Adobe AlterCast®, para substituir as variáveis por texto ou
imagens extraídas de um banco de dados compatível com ODBC. Consulte “Sobre gráficos
orientados por dados” na página 547.

Seja competitivo
O Photoshop 7.0 fornece ferramentas novas e aperfeiçoadas para ajudá-lo a obter o
melhor de sua criatividade. Experimente os padrões e os efeitos de pintura sofisticados
para transformar suas idéias em imagens que se destacam.
Novo mecanismo de pintura Crie e salve pincéis personalizados com o novo e eficiente
mecanismo de pintura, que permite ajustar dezenas de definições diferentes de pincéis,
incluindo o tamanho, a forma, a inclinação, o espaçamento, a dispersão e a tremulação,
para obter exatamente o efeito desejado. Você pode até simular telas e texturas de papel
diferentes. Consulte “Trabalhando com pincéis” na página 249 e “Sobre a dinâmica do
pincel (Photoshop)” na página 254.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 18


Ajuda do Adobe Photoshop O Que Há de Novo no Photoshop 7.0

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 19

Pincéis de estúdio de arte Além dos pincéis que você cria, use os pincéis predefinidos
incluídos no CD do Photoshop para simular as técnicas tradicionais de pintura com pincel
molhado ou seco, para duplicar os efeitos de arte-final, como carvão e pastel. Há também
pincéis especiais para efeitos, como grama e folhas. Consulte “Selecionando pincéis
predefinidos” na página 250.
Criador de Padrões Basta fazer uma seleção e aplicar o módulo complementar do
Criador de Padrões para gerar padrões abstratos ou texturas realistas, como areia e rochas.
O módulo complementar executa uma análise sofisticada de sua seleção para evitar
repetições e para que a imagem seja colocada em ladrilhos uniformes. Use os padrões
para criar planos de fundo para Web compatíveis, para aperfeiçoar a arte na tela ou
impressa ou para produzir imagens novas e exclusivas em conjunto com o mecanismo
de pintura. Consulte “Gerando padrões” na página 277.
Aperfeiçoamentos de Dissolver O módulo complementar Dissolver aperfeiçoado
fornece um controle maior sobre distorções de imagem com zoom, dissolver e desfazer.
Também é possível salvar essas malhas, o que permite retornar a uma imagem depois de
experimentar as ferramentas Dissolver e iniciar o que foi deixado. Ou aplique a mesma
malha a imagens diferentes; experimente em uma imagem de baixa resolução, por
exemplo, e depois aplique a malha a uma versão de alta resolução. Crie efeitos como
fumaça ou fogo com o novo pincel Turbulência. Use a nova opção de tela de fundo para
visualizar camadas individuais ou uma versão achatada do arquivo, para que você possa
ver as distorções no contexto à medida que forem criadas. Consulte “Utilizando o
comando Dissolver” na página 211.

Trabalhe com confiança


O Photoshop 7.0 fornece novos controles e configurações de segurança para imagens
superiores, saída precisa e compartilhamento seguro de arquivo.
Segurança PDF O Photoshop 7.0 oferece suporte total às configurações de segurança
do Adobe Acrobat 5.0, permitindo adicionar maior segurança aos arquivos PDF do
Photoshop antes de compartilhá-los com os outros on-line ou de adicioná-los a um fluxo
de trabalho do Adobe PDF. Defina a proteção por senha para impedir que usuários, que
não conhecem a senha, abram o arquivo. Se preferir, defina uma senha para abrir
o arquivo e outra para permitir a impressão ou a edição. Consulte “Salvando arquivos no
formato Photoshop PDF (Photoshop)” na página 491.
Aperfeiçoamentos do Pacote de Figuras Para poupar tempo e dinheiro na impressão,
use o Pacote de Figuras para imprimir várias imagens em uma página. Os aperfeiçoa-
mentos no Photoshop 7.0 permitem imprimir em tamanhos diferentes de página,
adicionar etiquetas ou texto a cada imagem, imprimir mais de uma imagem por página e
imagens de saída como um documento achatado ou separar camadas. Consulte “Criando
layouts com várias imagens (Photoshop)” na página 506.
Aperfeiçoamentos da galeria de fotos na Web Para apresentar seu trabalho on-line de
modo rápido e fácil, coloque uma galeria de imagens. O Photoshop 7.0 oferece modelos
novos e sofisticados para proporcionar maior flexibilidade de criação, e uma nova opção
de segurança permite inserir texto ou incorporar o nome do arquivo, a legenda ou as
informações sobre copyright da imagem como uma marca d'água. Consulte “Criando
galerias de fotos na Web (Photoshop)” na página 426.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 19


Ajuda do Adobe Photoshop O Que Há de Novo no Photoshop 7.0

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 20

Suporte para XMP O formato XMP (Extensible Metadata Platform) permite incorporar
metadados a um documento para que você possa facilmente criar nova finalidade,
arquivar ou automatizar arquivos em um fluxo de trabalho. Também é possível verificar se
as informações sobre a imagem, como legenda, créditos e copyright, estão no arquivo.
Consulte “Adicionando informações sobre arquivos (Photoshop)” na página 500.
Corretor ortográfico em vários idiomas Pesquise e substitua texto, realize a correção
ortográfica em vários idiomas no mesmo arquivo e em uma camada ou em todas as
camadas de texto do mesmo documento. Consulte “Fazendo a verificação ortográfica
(Photoshop)” na página 390.

Aproveite as vantagens da integração total


Trabalhe de modo mais eficiente, graças à total integração entre o Photoshop e as últimas
versões da família de softwares gráficos profissionais da Adobe.
Illustrator Mova arquivos livremente entre o Photoshop e o Adobe Illustrator—as
camadas, as máscaras, a transparência e as formas compostas são preservadas. Mantenha
as informações sobre animação e rolagens ao importar arquivos do Photoshop para o
Illustrator e ao exportar tabelas em HTML do Illustrator HTML com camadas CSS para o
Photoshop.
InDesign Cole ou solte arquivos originais do Photoshop no Adobe InDesign—mesmo as
imagens com camadas. Os demarcadores, as máscaras e os canais alfa no arquivo do
Photoshop podem ser usados para remover planos de fundo da imagem ou para criar
preenchimentos de texto no documento InDesign.
GoLive Crie e fatie a página da Web no Photoshop e, em seguida, coloque o arquivo
fatiado diretamente no GoLive. Use o recurso Smart Objects do GoLive para gerar
automaticamente designs variáveis dos modelos do Photoshop.
LiveMotion Arraste e solte arquivos com camadas do Photoshop em uma composição
LiveMotion e converta-os rapidamente em seqüências, grupos ou objetos independentes
de animação pronta. Os modos de mesclagem, as máscaras de camada e os efeitos do
Photoshop são preservados, e as artes do Photoshop permanecem editáveis quando você
anima e codifica.
Acrobat Inclua informações sobre transparência nos arquivos PDF salvos fora do
Photoshop, adicione proteção por senha para proteger os arquivos PDF do Photoshop e
use a opção Incluir Dados de Vetor para preservar o texto e os gráficos vetoriais como
objetos independentes de resolução.
AlterCast Se deseja automatizar a produção de gráficos com base em dados dinâmicos, o
Adobe AlterCast é a ferramenta perfeita. Esse novo software de servidor de imagens
(disponível apenas em inglês) substitui automaticamente as variáveis (texto e gráficos)
nos modelos do Photoshop.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 20


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 21

A Área de Trabalho
Familiarizando-se com a área de trabalho
A área de trabalho do Photoshop e do ImageReady está organizada para ajudar a focalizar
a criação e a edição de imagens.

Sobre a área de trabalho


A área de trabalho consiste nos seguintes componentes:
Barra de menus A barra de menus contém menus para execução de tarefas. Os menus
estão organizados por tópicos. Por exemplo, o menu Camadas contém comandos para
trabalhar com camadas.
Barra de opções A barra de opções fornece opções de uso de ferramenta. (Consulte
“Utilizando a barra de opções de ferramentas” na página 27.)
Caixa de ferramentas A caixa de ferramentas contém ferramentas para criar e editar
imagens. (Consulte “Utilizando as ferramentas” na página 25.)
Paleta seca (Photoshop) A paleta seca ajuda na organização de paletas na área de
trabalho. (Consulte “Utilizando a paleta seca (Photoshop)” na página 28.)
Paletas As paletas ajudam a monitorar e modificar as imagens. (Consulte “Utilizando
paletas” na página 29.)

Utilizando a caixa de ferramentas


Na primeira vez que você iniciar o aplicativo, a caixa de ferramentas será exibida à
esquerda da tela. Algumas ferramentas da caixa de ferramentas contêm opções que
aparecem na barra de opções de ferramentas sensível ao contexto. (Consulte “Utilizando a
barra de opções de ferramentas” na página 27.) Essas ferramentas permitem utilizar texto,
selecionar, pintar, desenhar, criar amostras, editar, mover, fazer comentários e visualizar
imagens. Outras ferramentas da caixa de ferramentas permitem alterar as cores do
primeiro plano e do plano de fundo, ir para o Adobe Online, trabalhar em diferentes
modos e alternar entre os aplicativos Photoshop e ImageReady.
Para obter mais informações sobre os controles de cor do primeiro plano e do plano de
fundo, consulte “Escolhendo cores do primeiro plano e do plano de fundo” na página 281.

Visão geral da caixa de ferramentas (1 de 3)


* Somente do Photoshop
§ Somente do ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 21


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 22

As ferramentas A ferramenta As ferramentas laço A ferramenta


marca de seleção mover move criam seleções à mão varinha mágica
criam seleções seleções, camadas e livre, poligonais (de seleciona áreas
retangulares, guias. arestas retas) e coloridas similares.
elípticas, de linha magnéticas *
única e de coluna (ajustadas).
única.

A ferramenta corte A ferramenta fatia Ferramenta seleção A ferramenta


demarcado apara cria fatias. de fatia seleciona recuperação do
imagens. fatias. pincel * pinta com
uma amostra ou
padrão para corrigir
imperfeições na
imagem.

A ferramenta A ferramenta pincel A ferramenta lápis A ferramenta


correção * corrige pinta traçados de pinta traçados com carimbo pinta com
imperfeições em pincel. arestas sólidas. uma amostra da
uma área seleci- imagem.
onada da imagem,
utilizando uma
amostra ou padrão.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 22


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 23

A ferramenta A ferramenta pincel A ferramenta pincel A ferramenta


carimbo de do histórico * pinta história da arte * borracha mágica
padrão * pinta com uma cópia do pinta com traçados apaga áreas
parte da imagem por instantâneo ou do estilizados que coloridas sólidas até
padrão. estado selecionado simulam diferentes a transparência com
na janela da imagem estilos de pintura, um único clique.
atual. utilizando um
instantâneo ou
estado selecionado.

Visão geral da caixa de ferramentas (2 de 3)


* Somente do Photoshop
§ Somente do ImageReady

A ferramenta A ferramenta As ferramentas A ferramenta lata


borracha apaga borracha de plano degradê criam de tinta preenche
pixels e restaura de fundo * apaga mesclagens lineares, áreas coloridas
partes de uma áreas até a radiais *, angulares *, similares com a cor
imagem para um transparência refletidas * e no do primeiro plano.
estado salvo quando arrastada. formato de
anteriormente. diamante * entre as
cores.

A ferramenta A ferramenta A ferramenta A ferramenta


desfoque torna nitidez torna mais borrar espalha a cor subexposição
menos distintas as nítidas as arestas em uma imagem. clareia áreas de uma
arestas sólidas em suaves em uma imagem.
uma imagem. imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 23


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 24

A ferramenta A ferramenta As ferramentas As ferramentas de


superexposição esponja modifica a seleção de texto criam textos
escurece áreas em saturação de cor de demarcador * criam em uma imagem.
uma imagem. uma área. seleções de
segmentos ou
formas mostrando
pontos de
ancoragem e linhas e
pontos de direção.

As ferramentas de As ferramentas A ferramenta forma A ferramenta


máscara de texto * caneta * permitem o personalizada * cria comentários * cria
criam uma seleção desenho de formas anotações de texto e
na forma do texto. demarcadores com personalizadas de áudio que podem
arestas suaves. selecionadas em ser anexadas a uma
uma lista de formas imagem.
personalizadas.

Visão geral da caixa de ferramentas (3 de 3)


* Somente do Photoshop
§ Somente do ImageReady

A ferramenta A ferramenta A ferramenta mão A ferramenta zoom


conta-gotas faz a medir * calcula move uma imagem amplia e reduz a
amostragem de distâncias, locais e dentro da janela. visualização de uma
cores em uma ângulos. imagem.
imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 24


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 25

As ferramentas A ferramenta A ferramenta A ferramenta


mapa de imagem § seleção do mapa de alternar alternar
definem áreas do imagem § seleciona visibilidade de visibilidade de
mapa em uma mapas de imagem. mapas de imagem § fatias § alterna entre
imagem. alterna entre mostrar mostrar e ocultar
e ocultar mapas de fatias em uma
imagem. imagem.

A ferramenta A ferramenta
visualização de visualizar em
documento § navegador padrão §
visualiza efeitos de visualiza animações
rolagem em um navegador da
diretamente no Web.
ImageReady.

Utilizando as ferramentas
Selecione uma ferramenta clicando em seu ícone na caixa de ferramentas. Um pequeno
triângulo na parte inferior direita do ícone de uma ferramenta indica as ferramentas
ocultas. Posicionar o ponteiro sobre uma ferramenta exibe uma dica com o nome dessa
ferramenta e a tecla de atalho do teclado.
Para mostrar ou ocultar a caixa de ferramentas:
Escolha Janela > Ferramentas. Uma marca de seleção indica que o item está sendo
mostrado.
Para mover a caixa de ferramentas:
Arraste a caixa de ferramentas pela barra de título.
Para selecionar uma ferramenta:
Siga um destes procedimentos:
• Clique no ícone ou pressione a tecla de atalho. Se o ícone tiver um pequeno triângulo
no canto inferior direito, pressione o botão do mouse para visualizar as ferramentas
ocultas. Em seguida, clique na ferramenta que deseja selecionar.
• Pressione a tecla de atalho da ferramenta. A tecla de atalho está exibida na dica da
ferramenta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 25


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 26

Para examinar as ferramentas ocultas:


Pressione a tecla Shift e a tecla de atalho da ferramenta.
Para ativar ou desativar a opção de percorrer um conjunto de ferramentas ocultas
(Photoshop):
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral.
2 Selecione ou desfaça a seleção de Utilizar a Tecla Shift para Alternar as Ferramentas.
Para mostrar ou ocultar dicas de ferramentas:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Geral.
2 Selecione ou desfaça a seleção de Mostrar Dicas de Ferramentas.

Utilizando os ponteiros de ferramentas


Ao selecionar a maioria das ferramentas, o ponteiro do mouse passa a corresponder ao
ícone da ferramenta. Por padrão, o ponteiro de marca de seleção aparece em forma de
mira; o ponteiro da ferramenta texto, em forma de I e as ferramentas de pintura, como
ícone de Tamanho do Pincel.
Cada ponteiro padrão possui um ponto ativo diferente, onde começa um efeito ou uma
ação na imagem. Com todas as ferramentas, exceto as ferramentas mover, comentários e
texto, é possível alternar para cursores precisos, que aparecem em forma de mira
centralizados sobre o ponto ativo.
Para definir a aparência do ponteiro de ferramenta:
1 Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Tela e Cursores.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Tela e Cursores.
• (ImageReady) No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Cursores.
• (ImageReady) No Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Cursores.
2 Escolha uma configuração de ponteiro de ferramenta:
• Clique em Padrão, em Cursores de Pintura, Outros Cursores ou nos dois para exibir
ponteiros como ícones de ferramenta.
• Clique em Preciso, em Cursores de Pintura, Outros Cursores ou nos dois para exibir
ponteiros em forma de mira.
• Clique em Tamanho do Pincel , em Cursores de Pintura, para exibir os cursores das
ferramentas de pintura em forma de pincéis representando o tamanho do pincel atual.
Se o pincel for muito grande, talvez os cursores de Tamanho do Pincel não sejam
exibidos.
3 Clique em OK.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 26


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 27

As opções de Cursores de Pintura controlam os ponteiros das seguintes ferramentas:


• (Photoshop) borracha, lápis, pincel, recuperação do pincel, carimbo de borracha,
carimbo de padrão, borrar, desfoque, nitidez, subexposição, superexposição e esponja.
• (ImageReady) pincel, lápis e borracha.
As opções de Outros Cursores controlam os ponteiros das seguintes ferramentas:
• (Photoshop) marca de seleção, laço, laço poligonal, varinha mágica, corte demarcado,
fatia, correção, conta-gotas, caneta, degradê, linha, lata de tinta, laço magnético, caneta
magnética, medir e classificador de cores.
• (ImageReady) marca de seleção, laço, varinha mágica, conta-gotas, lata de tinta e fatia.
Para alternar entre os cursores padrão e precisos em alguns ponteiros de ferramentas,
pressione Caps Lock. Pressione Caps Lock novamente para voltar à configuração
original.

Utilizando a barra de opções de ferramentas


A maioria das ferramentas possui opções que são exibidas na sua barra de opções. A barra
de opções é sensível ao contexto, sendo modificada à medida que diferentes ferramentas
são selecionadas. Algumas configurações na barra de opções são comuns a várias
ferramentas (como modos de pintura e opacidade) e outras são específicas para uma
ferramenta (como a configuração Borracha Automática para a ferramenta lápis).
É possível mover a barra de opções para qualquer lugar da área de trabalho e encaixá-la
na parte superior ou inferior da tela.
Para exibir a barra de opções de ferramentas:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Janela > Opções
• Clique em uma ferramenta da caixa de ferramentas.

Barra de opções Laço

Para restaurar as configurações padrão de uma ou de todas as ferramentas:


Siga um destes procedimentos:
• Clique no ícone da ferramenta na barra de opções e escolha Redefinir Ferramenta ou
Redefinir Todas as Ferramentas no menu de contexto.
• (ImageReady) No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral, em
seguida, clique em Redefinir Todas as Ferramentas.
• (ImageReady) No Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Geral, em seguida,
clique em Redefinir Todas as Ferramentas.
Para mover a barra de opções:
Arraste a barra de opções pela barra dupla na extremidade esquerda.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 27


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 28

Utilizando a paleta seca (Photoshop)


A barra de opções do Photoshop inclui uma paleta seca que ajuda na organização e no
gerenciamento das paletas. A paleta seca apenas estará disponível quando estiver sendo
usada uma resolução de tela superior a 800 pixels x 600 pixels (é recomendada uma
configuração de pelo menos 1024 x 768 ).
As paletas ficam ocultas quando armazenadas na paleta seca. No item do menu Janela,
associado a uma paleta armazenada, será exibido Mostrar quando ela estiver armazenada.
Ao clicar no título de uma paleta armazenada na paleta seca, a paleta será exibida até que
você clique fora dela.
Para armazenar paletas na paleta seca:
Arraste a guia da paleta até a paleta seca para realçá-la.

Encaixando uma paleta na barra de opções de ferramentas

Para utilizar uma paleta na paleta seca:


Clique na guia da paleta. A paleta permanecerá aberta até que você clique fora dela ou
clique na guia da paleta.

Utilizando predefinições de ferramenta (Photoshop)


As predefinições de ferramenta permitem salvar e reutilizar definições de ferramenta.
Carregue, edite e crie bibliotecas de predefinições de ferramenta utilizando o seletor
Predefinições de ferramenta na barra de opções, a paleta Predefinições de Ferramenta e o
Gerenciador de Predefinição.

Paleta Predefinições de Ferramenta com a opção Todas selecionada

Seletor Predefinição de Ferramenta na barra de opções

Para criar uma predefinição de ferramenta:


1 Escolha uma ferramenta e defina as opções desejadas na barra de opções.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 28


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 29

2 Clique no botão Predefinição de Ferramenta no lado esquerdo da barra de opções ou


escolha Janela > Predefinições de Ferramenta para exibir a paleta Predefinições de
Ferramenta.
3 Siga um destes procedimentos:
• Clique no botão Criar Nova Predefinição de Ferramenta .
• Escolha Nova Predefinição de Ferramenta no menu da paleta.
4 Insira um nome para a predefinição de ferramenta e clique em Salvar.
Para escolher uma predefinição de ferramenta:
Siga um destes procedimentos:
• Clique no botão Predefinição de Ferramenta na barra de opções e selecione uma
predefinição na paleta pop-up.
• Escolha Janela > Predefinições de Ferramenta e selecione uma predefinição.
Para alterar a lista de predefinições na paleta pop-up Predefinição de Ferramenta:
Siga um destes procedimentos:
• Para mostrar todas as predefinições carregadas, escolha Mostrar Todas as Predefinições
de Ferramenta no menu da paleta.
• Para classificar as predefinições por ferramenta, escolha Classificar por Ferramenta no
menu da paleta.
• Para mostrar somente as predefinições carregadas para a ferramenta ativa, escolha
Mostrar Predefinições de Ferramenta Atual no menu da paleta ou clique no botão
Somente Ferramenta Atual.
• Para criar, carregar e gerenciar bibliotecas de predefinições de ferramenta, consulte
“Utilizando paletas pop-up” na página 32 e “Gerenciando bibliotecas com
o Gerenciador de Predefinição (Photoshop)” na página 57.
• Para alterar a exibição de predefinições na paleta pop-up, escolha Somente Texto, Texto
Pequeno ou Texto Grande no menu da paleta.

Utilizando paletas
As paletas ajudam a monitorar e modificar as imagens. Por padrão, as paletas são exibidas
empilhadas em grupos.
Para exibir uma paleta:
Escolha o nome da paleta no menu Janela.
Para mostrar ou ocultar paletas:
Siga um destes procedimentos:
• Para mostrar ou ocultar todas as paletas abertas, a barra de opções e a caixa de
ferramentas, pressione Tab.
• Para mostrar ou ocultar todas as paletas, pressione Shift+Tab.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 29


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 30

Alterando a exibição da paleta


Você pode reorganizar as paletas para utilizar melhor sua área de trabalho, usando uma
das seguintes técnicas:
• Para que uma paleta apareça na frente de seu grupo, clique na guia da paleta ou
escolha o nome da paleta no menu Janela.
• Para mover todo o grupo de paletas, arraste sua barra de título.
• Para reorganizar ou separar um grupo de paletas, arraste a guia da paleta. Arrastar uma
paleta para fora de um grupo existente cria um novo grupo.
• Para mover uma paleta para outro grupo, arraste sua guia para esse grupo.
• Para exibir o menu da paleta, posicione o ponteiro no triângulo do canto superior
direito da paleta e pressione o botão do mouse.
• Para alterar o tamanho de uma paleta, arraste qualquer um dos cantos da paleta
(Windows) ou arraste a caixa de redimensionamento para seu canto inferior direito
(Mac OS). Nem todas as paletas podem ser redimensionadas.
• Para retrair um grupo somente aos títulos das paletas, clique na caixa Minimizar/
Maximizar (Windows) ou na caixa Zoom (Mac OS) ou clique duas vezes na guia da
paleta. É possível também acessar o menu de uma paleta retraída.
A

Clique para retrair ou expandir a paleta.


A. Windows B. Mac OS X

• (ImageReady) Para mostrar ou ocultar opções de paletas que contêm opções ocultas
(paletas Otimizar, Cor, Texto, Opções da Camada e Fatia), clique no botão Mostrar
Opções na guia da paleta para percorrer as exibições de paleta ou escolha Mostrar
Opções ou Ocultar Opções no menu da paleta.

Encaixando paletas
Ao encaixar as paletas, é possível visualizar diversas paletas ao mesmo tempo e movê-las
como um grupo. Grupos inteiros de paletas não podem ser encaixados de uma só vez,
mas você pode encaixar as paletas de um grupo para outro, uma de cada vez.
No Photoshop, as paletas encaixadas e as respectivas localizações são salvas quando você
salva um espaço de trabalho.
No Photoshop, também é possível armazenar paletas na paleta seca da barra de
opções de ferramentas. (Consulte “Utilizando a barra de opções de ferramentas” na
página 27.)
Para encaixar paletas:
Arraste a guia de uma paleta para a parte inferior de outra paleta de modo que a parte
inferior da paleta de destino fique realçada.
Para mover um grupo encaixado inteiro, arraste sua barra de título.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 30


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 31

Personalizando o espaço de trabalho


As posições de todas as paletas abertas e caixas de diálogo móveis são salvas quando você
sai do aplicativo. Além disso, é possível iniciar com posições padrão de paletas ou
restaurar posições padrão a qualquer momento.
Além de salvar as posições das paletas e as caixas de diálogo quando você sair do
aplicativo, é possível salvar vários layouts como espaços de trabalho diferentes.
Para salvar o layout do espaço de trabalho atual:
1 Escolha Janela > Espaço de Trabalho > Salvar Espaço de Trabalho.
2 Insira um nome para o espaço de trabalho e clique em OK.
Para escolher um espaço de trabalho:
Escolha Janela > Espaço de Trabalho e selecione um espaço de trabalho no submenu.
Para excluir um espaço de trabalho:
1 Escolha Janela > Espaço de Trabalho > Excluir Espaço de Trabalho.
2 Selecione o espaço de trabalho que deseja excluir e clique em Excluir.
Para restaurar paletas para posições padrão:
Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral, em seguida,
selecione Salvar Locais de Paletas.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral e, em seguida,
selecione Salvar Locais de Paletas.
• (ImageReady) no Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Geral e, em seguida,
selecione Salvar Locais de Paletas.
• Escolha Janela > Espaço de Trabalho > Redefinir Locais de Paletas.
Para iniciar sempre com as posições de paletas e caixas de diálogo padrão:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral.
• (ImageReady) No Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Geral.
2 Desfaça a seleção de Salvar Locais de Paletas. A alteração será feita na próxima vez que
o aplicativo for iniciado.

Utilizando controles deslizantes pop-up


Diversas paletas e caixas de diálogo contêm configurações que utilizam controles
deslizantes pop-up (por exemplo, a opção Opacidade na paleta Camadas).
Para utilizar um controle deslizante pop-up:
Siga um destes procedimentos:
• Posicione o ponteiro no triângulo próximo à configuração, mantenha pressionado o
mouse e arraste o controle deslizante ou o raio do ângulo até o valor desejado.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 31


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 32

• Clique no triângulo próximo à configuração para abrir a caixa do controle deslizante


pop-up e arraste este último ou o raio do ângulo até o valor desejado. Clique fora da
caixa do controle deslizante ou pressione a tecla Enter ou Return para fechá-la. Para
cancelar as alterações, pressione a tecla Escape (Esc).
Para aumentar ou diminuir valores em incrementos de 10% quando a caixa do
controle deslizante pop-up estiver aberta, mantenha pressionada a tecla Shift e
pressione a tecla de seta Para Cima ou Para Baixo.

Utilizando paletas pop-up


As paletas pop-up permitem acesso rápido a bibliotecas de pincéis, amostras, degradês,
estilos, padrões, contornos e formas. Você pode personalizar paletas pop-up renomeando
e excluindo itens e carregando, salvando e substituindo bibliotecas. É possível também
alterar a exibição de uma paleta pop-up para visualizar os itens por seus nomes, como
ícones de miniatura, ou com os nomes e ícones.

Paleta pop-up Pincéis na barra de opções

Para selecionar um item em uma paleta pop-up:


1 Clique na imagem em miniatura na barra de opções.
2 Clique em um item da paleta pop-up.
Para renomear um item em uma paleta pop-up:
Selecione um item, clique no triângulo no canto superior direito da paleta pop-up e
escolha o comando Renomear no menu da paleta. Insira um novo nome.
Para excluir um item em uma paleta pop-up:
Siga um destes procedimentos:
• Selecione um item, clique no triângulo no canto superior direito da paleta pop-up e
escolha o comando Excluir no menu da paleta.
• Mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e clique no item.
Para personalizar a lista de itens em uma paleta pop-up:
1 Clique no triângulo no canto superior direito da paleta pop-up para visualizar o
menu da paleta.
2 Para retornar para a biblioteca padrão, escolha o comando Redefinir. É possível
substituir a lista atual ou anexar a biblioteca padrão a ela.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 32


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 33

3 Para carregar uma biblioteca diferente, siga um destes procedimentos:


• Escolha o comando Carregar para adicionar uma biblioteca à lista atual. Em seguida,
selecione o arquivo de biblioteca a ser utilizado e clique em Carregar.
• Escolha o comando Substituir para substituir a lista atual por uma biblioteca diferente.
Em seguida, selecione o arquivo de biblioteca a ser utilizado e clique em Carregar.
• Escolha um arquivo de biblioteca (exibido na parte inferior do menu da paleta). Em
seguida, clique em OK para substituir a lista atual ou clique em Anexar para adicionar a
lista atual.
4 Para salvar a lista atual como uma biblioteca a ser utilizada posteriormente, escolha o
comando Salvar. Em seguida, digite um nome para o arquivo de biblioteca e clique em
Salvar.
(Mac OS) Você pode especificar se uma extensão de arquivo será sempre anexada a
um arquivo de biblioteca, definindo Anexar Extensão de Arquivo como Sempre em
Preferências de Manipulação de Arquivo. É necessário colocar a extensão em um nome de
arquivo de biblioteca para que seja possível compartilhar as bibliotecas com facilidade
entre diversos sistemas operacionais.
Para alterar a exibição de itens em uma paleta pop-up:
1 Clique no triângulo no canto superior direito da paleta pop-up para visualizar o
menu da paleta.
2 Selecione uma opção de visualização: Somente Texto, Miniatura Pequena, Miniatura
Grande, Lista Pequena e Lista Grande.

Utilizando a paleta Informações (Photoshop)


A paleta Informações exibe informações sobre os valores de cor sob o ponteiro e outras
medidas úteis, dependendo da ferramenta utilizada.
Para exibir a paleta Informações:
Escolha Janela > Informações.
A paleta Informações exibe as seguintes informações:
• Ao trabalhar com valores CMYK, a paleta Informações exibirá um ponto de exclamação
próximo a eles se a cor sob o ponteiro ou o classificador de cores estiver fora do gamut
de cores CMYK gamut de cores. (Consulte “Identificando cores fora do gamut
(Photoshop)” na página 148.)
• Ao utilizar a ferramenta marca de seleção, a paleta Informações exibe as coordenadas x
e y da posição do ponteiro e a largura (L) e a altura (A) da marca de seleção à medida
que você a arrasta.
• Ao utilizar as ferramentas corte demarcado ou zoom, a paleta Informações exibe a
largura (L) e a altura (A) da marca de seleção à medida que você arrasta. A paleta
também mostra o ângulo de rotação da marca de seleção de corte demarcado.
• Ao utilizar as ferramentas linha, caneta ou degradê ou ao mover uma seleção, a paleta
Informações exibe as coordenadas x e y da posição inicial, a alteração em X (DX) e em
Y (DY), o ângulo (A) e a distância (D) à medida que você as arrasta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 33


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 34

• Ao utilizar um comando de transformação bidimensional, a paleta Informações exibe


a alteração em porcentagem da largura (L) e da altura (A), o ângulo de rotação (A) e o
ângulo de inclinação horizontal (H) ou vertical (V).
• Ao usar uma caixa de diálogo de ajuste de cor (como Curvas), a paleta Informações
exibe os valores de cor dos pixels antes e depois de estarem sob o ponteiro e sob os
classificadores de cores. (Consulte “Visualizando os valores de cor dos pixels
(Photoshop)” na página 146.)
(ImageReady) A paleta Informações exibe as seguintes informações:
• Os valores numéricos RGB da cor sob o ponteiro.
• O valor de Opacidade para os pixels sob o ponteiro.
• O valor hexadecimal da cor sob o ponteiro.
• A posição da tabela de cores indexadas da cor sob o ponteiro.
• As coordenadas x e y do ponteiro.
• As coordenadas x e y de sua posição inicial (antes de você clicar na imagem) e de sua
posição final (ao arrastar na imagem) quando você utiliza as ferramentas marca de
seleção, forma, corte demarcado e fatia.
• A largura (L) e altura (A) da seleção à medida que você arrasta quando utiliza as
ferramentas corte demarcado, forma, fatia ou zoom.
• A alteração percentual na largura (L) e altura (A), o ângulo de rotação (A) e o de
inclinação horizontal (H) ou vertical (V) quando você utiliza o comando Transformação
ou Transformação Livre.
Para alterar as opções da paleta Informações:
1 Escolha Opções da Paleta no menu da paleta Informações.
2 Em Primeira Leitura da Cor, escolha uma das seguintes opções de exibição:
• Cores Reais para exibir os valores no modo atual de cores da imagem.
• Total das Tintas para exibir a porcentagem total de todas as tintas CMYK na localização
atual do ponteiro, com base nos valores definidos na caixa de diálogo Configuração
de CMYK.
• Opacidade para exibir a opacidade da camada atual. Essa opção não se aplica ao plano
de fundo.
• Qualquer outra opção para exibir os valores de cor nesse modo de cores.
3 Em Segunda Leitura da Cor, escolha uma opção de exibição relacionada na etapa 2.
4 Em Unidades da Régua, escolha a unidade de medida.
5 Clique em OK.
Para alterar as unidades de medida, clique no ícone de mira da paleta Informações
para chamar um menu de opções. Para alterar os modos de leitura de cores, clique no
ícone conta-gotas.

Utilizando menus de contexto


Além dos menus da parte superior da tela, os menus sensíveis ao contexto exibem
comandos importantes para a ferramenta, seleção ou paleta ativa.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 34


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 35

Para exibir menus de contexto:


1 Posicione o ponteiro sobre uma imagem ou um item de paleta.
2 Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou mantenha pressionada a tecla
Control e pressione o botão do mouse (Mac OS).

Exibindo imagens
A ferramenta mão, as ferramentas zoom, os comandos Zoom e a paleta Navegador
permitem visualizar diferentes áreas de uma imagem com diferentes ampliações. Você
pode abrir janelas adicionais para exibir diversas visualizações de uma só vez (como
diferentes ampliações) de uma mesma imagem. É possível também alterar o modo de
exibição da tela para modificar a aparência da área de trabalho do Photoshop ou do
ImageReady.

Alterando o modo de exibição da tela


Os controles da janela permitem alterar o modo de exibição da tela, incluindo opções das
barras de menu, de título e de rolagem.
Para alterar o modo de exibição da tela:
Clique em um botão de modo de tela na caixa de ferramentas:
• O botão esquerdo exibe a janela padrão com a barra de menus na parte superior e as
barras de rolagem nas laterais.
• O botão central exibe uma janela de tela cheia com uma barra de menus e um plano
de fundo 50% cinza, mas sem as barras de título ou de rolagem.
• O botão direito exibe uma janela de tela cheia com um plano de fundo preto, mas
sem as barras de título, de menus ou de rolagem.

Utilizando a janela do documento


A janela do documento é o local em que sua imagem aparece. Dependendo do modo de
exibição da tela (consulte “Alterando o modo de exibição da tela” na página 35), a janela
do documento pode incluir uma barra de título e de rolagem.
No ImageReady, a janela do documento permite alternar facilmente entre as visualizações
original e otimizada de uma imagem, utilizando guias, e visualizar a imagem original e as
múltiplas versões de uma imagem otimizada simultaneamente. Para obter informações
sobre como alterar a visualização na janela do documento, consulte “Visualizando
imagens otimizadas (ImageReady)” na página 457.
Também é possível abrir várias janelas para exibir diferentes visualizações do mesmo
arquivo. Uma lista das janelas abertas é exibida no menu Janela. No entanto, a memória
disponível pode limitar o número de janelas por imagem.
Para abrir várias visualizações de uma mesma imagem:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Janela > Documentos > Nova Janela.
• (ImageReady) Arraste qualquer guia para fora da janela do documento.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 35


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 36

Para organizar várias janelas:


Siga um destes procedimentos:
• Escolha Janela > Imagens > Em Cascata (Photoshop) ou Janela > Documentos >
Em Cascata (ImageReady) para visualizar as janelas empilhadas e em cascata da parte
superior esquerda até a parte inferior direita da tela.
• Escolha Janela > Imagens > Lado a Lado (Photoshop) ou Janela > Documentos > Lado
a Lado (ImageReady) para exibir janelas de aresta a aresta.
Para fechar janelas:
Escolha um comando:
• Escolha Arquivo > Fechar para fechar a janela ativa.
• (Mac OS) Escolha Arquivo > Fechar Todas para fechar todas as janelas.
• (Windows) Escolha Janela > Documentos > Fechar Todas para fechar todas as janelas.

Navegando na área de visualização


Se toda a imagem não estiver visível na janela do documento, será possível navegar para
visualizar outra área da imagem.
No Photoshop, você também pode utilizar a paleta Navegador para mudar rapidamente a
visualização de uma imagem.
Para visualizar outra área da imagem:
Siga um destes procedimentos:
• Utilize as barras de rolagem da janela.
• Selecione a ferramenta mão e arraste para deslocar a imagem.
Para utilizar a ferramenta mão quando outra ferramenta estiver selecionada,
pressione a barra de espaço ao arrastar na imagem.
Para mover a visualização de uma imagem com a paleta Navegador (Photoshop):
1 Escolha Janela > Navegador.
2 Siga um destes procedimentos:
• Arraste a caixa de visualização na miniatura da imagem, que representa os limites da
janela da imagem.
• Clique na miniatura da imagem. A nova visualização inclui a área na qual você clicou.
Para alterar a cor da caixa de visualização da paleta Navegador (Photoshop):
1 Escolha Opções da Paleta no menu da paleta Navegador.
2 Escolha uma cor:
• Para utilizar uma cor predefinida, escolha uma opção para Cor.
• Para especificar outra cor, clique na caixa de cores e escolha uma cor. Para obter mais
informações sobre a escolha de cores, consulte “Utilizando o Seletor de Cores da
Adobe” na página 285.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 36


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 37

Ampliando e reduzindo a visualização


Você pode ampliar ou reduzir a visualização utilizando vários métodos. A barra de título
da janela exibe a porcentagem de zoom (a menos que a janela seja muito pequena), assim
como a barra de status, na parte inferior da janela.
Observação: A visualização de 100% de uma imagem exibe uma imagem como ela irá
aparecerá em um navegador (com base na resolução do monitor e da imagem). (Consulte
“Sobre tamanho e resolução da imagem” na página 66.)
Para aumentar o zoom:
Siga um destes procedimentos:
• Selecione a ferramenta zoom . O ponteiro é transformado em uma lupa com um sinal
de mais no centro . Clique na área que deseja ampliar. Cada clique amplia a imagem
até a próxima porcentagem predefinida, centralizando a exibição em volta do ponto
em que você clicar. Quando a imagem tiver atingido seu nível de ampliação máxima de
1.600%, a lupa aparecerá vazia.
• Clique no botão Aumentar o Zoom na barra de opções para ampliar para a próxima
porcentagem predefinida. Quando a imagem tiver atingido seu nível de ampliação
máxima, o comando ficará esmaecido.
• Escolha Visualizar > Aumentar o Zoom para ampliar até a próxima porcentagem
predefinida. Quando a imagem tiver atingido seu nível de ampliação máxima,
o comando ficará esmaecido.
• (Photoshop) Digite o nível de ampliação na caixa de texto Zoom na parte inferior
esquerda da janela.
• (ImageReady) Clique no menu pop-up Nível de Zoom, na parte inferior esquerda da
janela do documento, e escolha um nível de zoom.
Para diminuir o zoom:
Siga um destes procedimentos:
• Selecione a ferramenta zoom. Mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option
(Mac OS) para ativar a ferramenta diminuir o zoom. O ponteiro transforma-se em uma
lupa com um sinal de menos no centro . Clique no centro da área da imagem que
deseja reduzir. Cada clique reduz a visualização até a porcentagem predefinida
anteriormente. Quando o arquivo tiver atingido seu nível de redução máxima, a lupa
aparecerá vazia.
• Clique no botão Diminuir o Zoom na barra de opções para reduzir para a
porcentagem predefinida anterior. Quando a imagem tiver atingido seu nível de
redução máxima, o comando ficará esmaecido.
• Escolha Visualizar > Diminuir o Zoom para reduzir até a porcentagem predefinida
anteriormente. Quando a imagem atingir seu nível de redução máxima, o comando
ficará esmaecido.
• (Photoshop) Digite o nível de redução na caixa de texto Zoom na parte inferior
esquerda da janela.
• (ImageReady) Clique no menu pop-up Nível de Zoom, na parte inferior esquerda da
janela do documento, e escolha um nível de zoom.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 37


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 38

Para ampliar arrastando:


1 Selecione a ferramenta zoom.
2 Arraste sobre a parte da imagem que deseja ampliar.
A área dentro da marca de seleção de zoom é exibida com a maior ampliação possível.
Para mover a marca de seleção em torno da arte-final no Photoshop, comece arrastando
uma marca de seleção e, em seguida, mantenha pressionada a barra de espaço enquanto
arrasta a marca de seleção para o novo local.
Para exibir uma imagem com 100%:
Siga um destes procedimentos:
• Clique duas vezes na ferramenta zoom.
• Escolha Visualizar > Tamanho Original (Photoshop) ou Visualizar > Tamanho Real
(ImageReady).
Para alterar a visualização para ajustá-la à tela:
Siga um destes procedimentos:
• Clique duas vezes na ferramenta mão.
• Escolha Visualizar > Ajustar à Tela.
Essas opções redimensionam o nível do zoom e o tamanho da janela para ajustá-los ao
espaço disponível da tela.
Para redimensionar automaticamente a janela ao ampliar ou reduzir a visualização:
Com a ferramenta Zoom ativa, selecione Redimensionar Janelas para Ajustar na barra de
opções. A janela é redimensionada quando você amplia ou reduz a visualização da
imagem.
Quando o comando Redimensionar Janelas para Ajustar não estiver selecionado (padrão),
a janela manterá um tamanho constante, independentemente da ampliação da imagem.
Isso pode ser útil ao utilizar monitores menores ou ao trabalhar com visualizações lado
a lado.
Para redimensionar automaticamente a janela ao aumentar ou diminuir o zoom,
utilizando teclas de atalho (Photoshop):
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral.
2 Selecione Redimensionar Janelas pelo Zoom do Teclado.

Corrigindo erros
A maioria das operações pode ser desfeita em caso de erro. Além disso, é possível
restaurar toda a imagem ou parte dela para a última versão salva. No entanto, a memória
disponível pode limitar a capacidade de utilização dessas opções.
Para obter informações sobre como restaurar uma imagem para qualquer ponto da sessão
de trabalho atual, consulte “Revertendo para uma versão anterior da imagem” na
página 40.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 38


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 39

Para desfazer a última operação:


Escolha Editar > Desfazer.
Se for impossível desfazer a operação, o comando ficará esmaecido e mudará para
Impossível Desfazer.
Para refazer a última operação:
Escolha Editar > Refazer.
Você pode definir a mesma preferência de seqüência de teclas do comando Refazer
para o Photoshop e o ImageReady. Na seção Geral da caixa de diálogo Preferências,
selecione uma preferência para a tecla Refazer. É possível também definir a tecla para
alternar entre Desfazer e Refazer.
Para liberar memória utilizada pelo comando Desfazer, pela paleta Histórico ou pela
Área de Transferência (Photoshop):
Escolha Editar > Descartar e o tipo de item ou buffer que deseja eliminar. Se já estiverem
vazios, ficarão esmaecidos.
Importante: O comando Descartar elimina definitivamente da memória a operação
armazenada pelo comando ou buffer e não pode ser desfeito. Por exemplo, escolher Editar
> Descartar > Históricos exclui todos os estados de histórico da paleta Histórico. Utilize o
comando Descartar quando a quantidade de informações armazenadas na memória for
muito grande, a ponto de diminuir consideravelmente o desempenho do Photoshop.
Para reverter para a última versão salva:
Escolha Arquivo > Reverter.
Observação: A ação Reverter é adicionada como um estado do histórico na paleta
Histórico e pode ser desfeita.
Para restaurar parte de uma imagem para a versão salva anteriormente
(Photoshop):
Siga um destes procedimentos:
• Use a ferramenta pincel do histórico para pintar com o estado ou instantâneo
selecionado na paleta Histórico. (Consulte “Pintando com um estado ou instantâneo da
imagem (Photoshop)” na página 44.)
• Use a ferramenta borracha com a opção Apagar para Histórico selecionada.
(Consulte “Utilizando a ferramenta borracha” na página 245.)
• Selecione a área que deseja restaurar e escolha Editar > Preencher. Em Usar, escolha
Histórico e clique em OK. (Consulte “Preenchendo e traçando seleções e camadas” na
página 272.)
Observação: Para restaurar a imagem com um instantâneo do estado inicial do
documento, escolha Opções de Histórico a partir do menu Paleta e ative a opção Criar
Primeiro Instantâneo Automaticamente.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 39


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 40

Revertendo para uma versão anterior da imagem


A paleta Histórico permite pular para qualquer estado recente da imagem criada durante
a sessão de trabalho atual. Sempre que você fizer uma alteração na imagem, o novo
estado será adicionado à paleta.
Por exemplo, ao selecionar, pintar e rotacionar parte de uma imagem, cada um desses
estados ficará relacionado separadamente na paleta. Em seguida, você poderá selecionar
qualquer um desses estados e a imagem será revertida para a aparência que tinha quando
a alteração foi aplicada. Dessa forma, você poderá trabalhar a partir desse estado.

A paleta Histórico
Observe as diretrizes a seguir ao utilizar a paleta Histórico:
• Alterações gerais do programa, como as alterações feitas em paletas, configurações de
cores, ações e preferências, não são adicionadas à paleta Histórico, pois não são
específicas para uma única imagem.
• Por padrão, a paleta Histórico relaciona os 20 estados anteriores. Os mais antigos são
excluídos automaticamente para liberar mais memória para o Photoshop. Para manter
um determinado estado em toda a sessão de trabalho, crie um instantâneo dele. Para
obter mais informações, consulte “Criando um instantâneo da imagem (Photoshop)” na
página 43.
• Depois que você fechar e abrir novamente o documento, todos os estados e
instantâneos da última sessão de trabalho serão eliminados da paleta.
• Por padrão, um instantâneo do estado inicial do documento é exibido na parte superior
da paleta.
• Os estados são adicionados de cima para baixo. Ou seja, o estado mais antigo fica na
parte superior da lista e o mais recente, na parte inferior.
• Cada estado é relacionado com o nome da ferramenta ou do comando utilizado para
alterar a imagem.
• Por padrão, selecionar um estado esmaece os que estão abaixo. Assim, é possível ver
facilmente que alterações serão descartadas caso você continue trabalhando a partir
do estado selecionado. Para obter informações sobre como personalizar as opções do
histórico, consulte “Definindo opções do histórico (Photoshop)” na página 42.
• Por padrão, selecionar um estado e, em seguida, alterar a imagem elimina todos os
estados posteriores.
• Ao selecionar um estado e alterar a imagem, eliminando os estados posteriores, você
poderá utilizar o comando Desfazer para desfazer a última alteração e restaurar os
estados eliminados.
• Por padrão, excluir um estado também exclui todos os estados posteriores a ele.
No entanto, se você escolher a opção Permitir Histórico Não-Linear, excluir um estado
não exclui os posteriores. Para obter mais informações, consulte “Definindo opções do
histórico (Photoshop)” na página 42.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 40


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 41

Utilizando a Paleta Histórico


Utilize a paleta Histórico para reverter para um estado anterior da imagem, excluir os
estados da imagem e, no Photoshop, criar um documento a partir de um estado ou
instantâneo.

A
B

Paleta Histórico do Photoshop


A. Define a origem para o pincel do histórico B. Miniatura de um instantâneo C. Estado do
histórico D. Controle de estado do histórico

Para exibir a paleta Histórico:


Escolha Janela > Histórico ou clique na guia da paleta Histórico.
Para reverter para um estado anterior da imagem:
Siga um destes procedimentos:
• Clique no nome do estado.
• Arraste o controle deslizante à esquerda do estado, para cima ou para baixo, até um
estado diferente.
• (Photoshop) Escolha Avançar uma Etapa ou Retroceder uma Etapa no menu da paleta
ou no menu Editar para mover para o estado posterior ou anterior.
Para excluir um ou mais estados da imagem (Photoshop):
Siga um destes procedimentos:
• Clique no nome do estado e escolha Excluir no menu da paleta Histórico para excluir a
alteração e as alterações posteriores a ela.
• Arraste o estado para o botão Lixo para excluir a alteração e as alterações posteriores
a ela.
• Escolha Apagar Histórico no menu da paleta para excluir a lista de estados da paleta
Histórico, sem alterar a imagem. Essa opção não reduz a quantidade de memória
utilizada pelo Photoshop.
• Mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e escolha Apagar
Histórico no menu da paleta para descartar a lista de estados da paleta Histórico, sem
alterar a imagem. Essa opção é útil quando você receber uma mensagem informando
que há pouca memória para o Photoshop, pois esse comando exclui os estados do
buffer Desfazer e libera memória.
Importante: Essa ação não pode ser desfeita.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 41


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 42

• Escolha Editar > Descartar > Históricos para descartar a lista de estados da paleta
Histórico de todos os documentos abertos.
Importante: Essa ação não pode ser desfeita.
Para excluir todos os estados de uma imagem (ImageReady):
Escolha Limpar Desfazer/Refazer Histórico no menu da paleta Histórico.
Importante: Essa ação não pode ser desfeita.
Para criar um novo documento a partir do estado selecionado ou instantâneo da
imagem (Photoshop):
Siga um destes procedimentos:
• Arraste um estado ou instantâneo para o botão Novo Documento .
• Selecione um estado ou instantâneo e clique no botão Novo Documento.
• Selecione um estado ou instantâneo e escolha Novo Documento no menu da paleta
Histórico.
A lista do histórico do documento recém-criado estará vazia.
Para salvar um ou mais instantâneos ou estados da imagem para serem utilizados em
outra sessão, crie um novo arquivo para cada estado salvo e salve cada um deles em
arquivos separados. Ao abrir novamente o original, abra também os outros salvos. Você
pode arrastar o instantâneo inicial de cada arquivo para a imagem original e depois
acessar os instantâneos novamente na paleta Histórico da imagem original.
Para substituir um documento existente pelo estado selecionado (Photoshop):
Arraste o estado para o documento.

Definindo opções do histórico (Photoshop)


É possível especificar o número máximo de itens a serem incluídos na paleta Histórico e
definir outras opções para personalizar sua forma de trabalhar com a paleta.
Para definir opções do histórico:
1 Escolha Opções do Histórico no menu da paleta Histórico.
2 Selecione uma opção:
• Criar Primeiro Instantâneo Automaticamente, para criar automaticamente um
instantâneo do estado inicial da imagem quando o documento for aberto.
• Criar Novo Instantâneo Automaticamente ao Salvar, para gerar um instantâneo sempre
que salvar o documento.
• Permitir Histórico Não-Linear, para alterar um estado selecionado sem excluir os
posteriores. Normalmente, quando você seleciona um estado e altera a imagem, todos
os estados posteriores são excluídos. Assim, a paleta Histórico exibe uma lista das
etapas da edição na ordem em que foram criadas. O registro de estados no modo
não-linear permite selecionar um estado, alterar a imagem e excluir apenas esse
estado. A alteração será acrescentada ao final da lista.
• Sempre Mostrar a Caixa de Diálogo Novo Instantâneo, para forçar o Photoshop a
solicitar nomes de instantâneos mesmo quando os botões da paleta estiverem sendo
utilizados.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 42


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 43

Criando um instantâneo da imagem (Photoshop)


O comando Instantâneo cria uma cópia temporária (ou instantâneo) de qualquer estado
da imagem. O novo instantâneo é adicionado à lista de instantâneos na parte superior da
paleta Histórico. Selecione-o para trabalhar com essa versão da imagem.
Os instantâneos são semelhantes aos estados relacionados na paleta Histórico, mas
oferecem vantagens adicionais:
• Nomeie um instantâneo para facilitar a identificação.
• Os instantâneos podem ser armazenados para uma sessão inteira de trabalho.
• Compare os efeitos facilmente. Por exemplo, crie um instantâneo antes e após a
aplicação de um filtro. Em seguida, selecione o primeiro instantâneo e tente aplicar o
mesmo filtro com configurações diferentes. Alterne entre os instantâneos para
encontrar as definições ideais.
• Com os instantâneos, é possível recuperar o trabalho facilmente. Quando experimentar
uma técnica complexa ou aplicar uma ação, crie um instantâneo primeiro. Se não
estiver satisfeito com os resultados, selecione o instantâneo para desfazer todas as
etapas.
Importante: Os instantâneos não são salvos com a imagem — ao fechá-la, eles são
excluídos. Além disso, a menos que você selecione a opção Permitir Histórico Não-Linear,
a seleção de um instantâneo e a alteração da imagem excluirá todos os estados
atualmente relacionados na paleta Histórico.
Para criar um instantâneo:
1 Selecione um estado.
2 Para criar um instantâneo automaticamente, clique no botão Novo Instantâneo da
paleta Histórico ou, se a opção Criar Novo Instantâneo Automaticamente ao Salvar estiver
selecionada nas opções de histórico, escolha Novo Instantâneo no menu da paleta
Histórico.
3 Para definir as opções ao criar um instantâneo, escolha Novo Instantâneo no menu da
paleta Histórico ou clique com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) no botão Novo
Instantâneo.
4 Insira o nome do Instantâneo na caixa de texto Nome.
5 Em De, selecione o conteúdo do instantâneo:
• Documento Inteiro, para criar um instantâneo de todas as camadas da imagem nesse
estado.
• Camadas Mescladas, para criar um instantâneo que mescle todas as camadas da
imagem nesse estado.
• Camada Atual, para criar um instantâneo somente da camada atualmente selecionada
nesse estado.
Para selecionar um instantâneo:
Siga um destes procedimentos:
• Clique no nome do instantâneo.
• Arraste o controle deslizante à esquerda do instantâneo, para cima ou para baixo, até
outro instantâneo.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 43


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 44

Para renomear um instantâneo:


Clique duas vezes no instantâneo e digite o nome.
Para excluir um instantâneo:
Siga um destes procedimentos:
• Selecione o instantâneo e escolha Excluir no menu da paleta.
• Selecione o instantâneo e clique no botão Lixo .
• Arraste o instantâneo para o botão Lixo.

Pintando com um estado ou instantâneo da imagem (Photoshop)


A ferramenta pincel do histórico permite pintar uma cópia de um estado ou instantâneo
da imagem na janela da imagem atual. Essa ferramenta cria uma cópia ou amostra da
imagem para pintar com ela.
Por exemplo, é possível criar um instantâneo de uma alteração feita com uma ferramenta
de pintura ou filtro. Depois de desfazer a alteração de uma imagem, você pode utilizar a
ferramenta pincel do histórico para aplicar a alteração seletivamente a áreas da imagem.
Essa ferramenta pinta a partir de uma camada no estado selecionado para a mesma
camada em outro estado, a menos que você selecione um instantâneo mesclado.
A ferramenta pincel do histórico funciona como a ferramenta carimbo, mas em qualquer
estado ou instantâneo da imagem e não apenas no atual. (Consulte “Clonando e
corrigindo imagens” na página 205.) No Photoshop, é possível também pintar com o
pincel história da arte para criar efeitos especiais. (Consulte“Utilizando a ferramenta pincel
história da arte (Photoshop)” na página 248.)
Para pintar com um estado ou instantâneo da imagem:
1 Selecione a ferramenta pincel do histórico .
2 Na barra de opções:
• Especifique a opacidade e o modo de mesclagem. (Consulte “Definindo opções para
ferramentas de pintura e edição” na página 263.)
• Escolha um pincel e defina as opções de pincel. (Consulte “Trabalhando com pincéis” na
página 249.)
3 Na paleta Histórico, clique na coluna esquerda do estado ou instantâneo a ser utilizado
como origem para a ferramenta pincel do histórico.
4 Arraste para pintar com a ferramenta pincel do histórico.

Duplicando imagens
Você pode duplicar uma imagem inteira (incluindo todas as camadas, máscaras de
camada e canais) na memória disponível sem salvar em disco. No ImageReady, também
é possível duplicar versões otimizadas de uma imagem.
O uso de duplicatas no ImageReady permite que você faça tentativas e depois
compare diversas versões da imagem otimizada com a original.
Para duplicar uma imagem (Photoshop):
1 Abra a imagem que deseja duplicar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 44


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 45

2 Escolha Imagem > Duplicar.


3 Digite um nome para a imagem duplicada.
4 Para duplicar a imagem sem camadas, selecione Duplicar Somente Camadas
Mescladas.
5 Clique em OK.
Para duplicar uma imagem no Photoshop e anexar automaticamente o nome “cópia”
ao nome do arquivo, mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS)
enquanto escolhe Imagem > Duplicar.
Para duplicar uma imagem original (ImageReady):
1 Abra a imagem que deseja duplicar.
2 Selecione a guia Original na parte superior da janela da imagem.
3 Mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e arraste a guia
Original a partir da janela da imagem ou escolha Imagem > Duplicar.
4 Nomeie a duplicata, especifique se deseja achatar as camadas e clique em OK.
Para duplicar uma imagem otimizada (ImageReady):
1 Abra a imagem que deseja duplicar.
2 Selecione a guia Otimizado na parte superior da janela da imagem.
3 Mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e arraste a guia
Otimizado a partir da janela da imagem ou escolha Imagem > Duplicar Otimizado.
4 Nomeie a duplicada e clique em OK.
Observação: Quando você duplica uma imagem na visualização Otimizado, Até 2 ou
Até 4, a imagem duplicada aparece na visualização Original na janela da imagem
duplicada. Se você deseja que uma imagem otimizada duplicada apareça na visualização
Otimizado, Até 2 ou Até 4, duplique a imagem original e selecione a guia Otimizado, Até 2
ou Até 4, na janela da imagem duplicada.

Utilizando réguas, colunas, a ferramenta medir, guias e


a grade
Réguas, colunas, a ferramenta medir, guias e a grade ajudam a posicionar imagens ou
elementos com precisão na largura ou comprimento de uma imagem.
Observação: Também é possível alinhar e distribuir partes da imagem com a paleta
Camadas. (Consulte “Reposicionando o conteúdo de camadas” na página 315.)

Utilizando réguas
Quando visíveis, as réguas aparecem na parte superior e do lado esquerdo da janela ativa.
Os marcadores da régua exibem a posição do ponteiro quando ele é movido. Alterar a
origem da régua (a marca (0, 0) nas réguas da parte superior e do lado esquerdo) permite
que você meça a partir de um ponto específico da imagem. A origem da régua também
determina o ponto de origem da grade.
Para exibir ou ocultar réguas:
Escolha Visualizar > Réguas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 45


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 46

Para alterar a origem zero das réguas:


1 Para ajustar a origem da régua a guias, fatias ou limites do documento, escolha
Visualizar > Ajustar Para e escolha qualquer combinação de opções do submenu.
(Consulte “Utilizando o comando Ajustar” na página 187.)
(Photoshop) Você pode também ajustar a uma grade, além de a guias, fatias e limites do
documento.
2 Posicione o ponteiro sobre a intersecção das réguas no canto superior esquerdo da
janela e arraste para baixo, no sentido diagonal, em direção à imagem. Um conjunto de
miras será exibido, marcando a nova origem nas réguas.
Para ajustar a origem da régua aos traços da régua (Photoshop), mantenha pressionada a
tecla Shift ao arrastar.
Observação: Para restaurar a origem da régua ao valor padrão, clique duas vezes no
canto superior esquerdo das réguas.
Para alterar as configurações das réguas (Photoshop):
1 Siga um destes procedimentos:
• Clique duas vezes em uma régua.
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Unidades e Réguas.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Unidades e Réguas.
2 Em Réguas, escolha uma unidade de medida.
Observação: Alterar as unidades na paleta Informações modifica automaticamente as
unidades nas réguas.
3 Em Pontos/Tamanho de Paicas, escolha uma das opções a seguir:
• PostScript (72 pontos por polegada), se estiver imprimindo para um dispositivo
PostScript.
• Tradicional, para utilizar 72,27 pontos por polegada da impressora.
4 Clique em OK.

Utilizando colunas (Photoshop)


Os comandos Novo, Tamanho da Imagem e Tamanho da Tela permitem especificar a
largura da imagem em termos de colunas. As colunas são apropriadas quando você
planeja importar uma imagem para um programa de layout de página, como o Adobe
InDesign, e deseja que a imagem se ajuste exatamente em um determinado número de
colunas.
Para especificar colunas de uma imagem:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Unidades e Réguas.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Unidades e Réguas.
2 Insira valores para Largura e Medianiz.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 46


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 47

Utilizando a ferramenta medir (Photoshop)


A ferramenta medir calcula a distância entre dois pontos da área de trabalho. Quando
você mede de um ponto a outro, uma linha que não pode ser impressa é desenhada e a
barra de opções e a paleta Informações mostram as seguintes informações:
• Alocalização inicial (X e Y).
• As distâncias horizontal (L) e vertical (A) percorridas a partir dos eixos x e y.
• O ângulo medido em relação ao eixo (A).
• Adistância total percorrida (D1).
• Ao utilizar um transferidor, é possível visualizar duas distâncias percorridas (D1 e D2).
Todas as medidas, exceto o ângulo, são calculadas na unidade de medida atualmente
definida na caixa de diálogo de preferências em Unidades e Réguas. Para obter
informações sobre como definir a unidade de medida, consulte “Utilizando réguas” na
página 45.
Para exibir uma linha de medida existente:
Selecione a ferramenta medir .
Para medir entre dois pontos:
1 Selecione a ferramenta medir .
2 Arraste do ponto inicial para o ponto final. Mantenha pressionada a tecla Shift para
restringir a ferramenta a múltiplos de 45°.
3 Para criar um transferidor de uma linha de medida existente, mantenha pressionada a
tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e arraste em um ângulo de uma extremidade da
linha de medida ou clique duas vezes na linha e arraste. Mantenha pressionada a tecla
Shift para restringir a ferramenta a múltiplos de 45°.
Para editar uma linha de medida ou um transferidor:
1 Selecione a ferramenta medir .
2 Siga um destes procedimentos:
• Para redimensionar a linha, arraste uma extremidade de uma linha de medida existente.
• Para mover a linha, coloque o ponteiro em uma linha afastada das extremidades e
arraste-a.
• Para remover a linha, coloque o ponteiro em uma linha afastada das extremidades e
arraste-a para fora da imagem.
Observação: É possível arrastar para fora uma linha de medida em um recurso da
imagem que deveria ser horizontal ou vertical. Escolha Imagem > Rotacionar Tela de
Pintura > Arbitrário, e o ângulo correto de rotação necessário para corrigir a imagem será
inserido na caixa de diálogo Rotacionar Tela de Pintura.

Utilizando guias e a grade


As guias aparecem como linhas que flutuam sobre toda a imagem e não podem ser
impressas. Você pode mover, remover ou bloquear uma guia para não movimentá-la
acidentalmente.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 47


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 48

No Photoshop, uma grade aparece por padrão como linhas que não podem ser impressas,
apesar de serem exibidas como pontos. A grade é útil para dispor elementos
simetricamente.
Guias e grades possuem comportamentos semelhantes:
• Seleções, bordas de seleção e ferramentas ajustam-se a uma guia ou grade quando
arrastadas até 8 pixels de tela (não de imagem). As guias também se ajustam a uma
grade quando movidas. Esse recurso pode ser ativado e desativado.
• O espaçamento das guias, a visibilidade e o ajuste de guias e grades são específicos a
uma imagem.
• O espaçamento das guias, a cor e o estilo de guias e grades são os mesmos para todas
as imagens.
Para mostrar ou ocultar guias ou grades:
Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) Escolha Visualizar > Mostrar > Grade.
• Escolha Visualizar > Mostrar > Guias.
• Escolha Visualizar > Extras. Esse comando também mostra ou oculta: (Photoshop)
arestas de seleção, demarcadores de destino, fatias e observações ou (ImageReady)
arestas de seleção, fatias, mapas de imagem, limites de texto, linha de base de texto e
seleção de texto. (Consulte “Trabalhando com Extras” na página 50.)
Para inserir uma guia:
1 Se as réguas não estiverem visíveis, escolha Visualizar > Réguas.
Observação: Para obter leituras mais precisas, exiba a imagem com uma ampliação de
100% ou use a paleta Informações.
2 Crie uma guia:
• (Photoshop) Escolha Visualizar > Nova Guia. Na caixa de diálogo, selecione a orientação
Horizontal ou Vertical, insira uma posição e clique em OK.
• (ImageReady) Escolha Visualizar > Criar Guias. Na caixa de diálogo, especifique as
opções da guia e clique em OK.
• Arraste a partir da régua horizontal para criar uma guia horizontal.
• Mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e arraste da régua
vertical para criar uma guia horizontal.
• Arraste da régua vertical para criar uma guia vertical.
• Mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e arraste da régua
horizontal para criar uma guia vertical.
• (Photoshop) mantenha pressionada a tecla Shift e arraste da régua horizontal ou
vertical para criar uma guia que se ajuste aos traços da régua.
O ponteiro vira uma seta de duas pontas quando você arrasta uma guia.
Para mover uma guia:
1 Selecione a ferramenta mover ou mantenha a tecla Ctrl (Windows) ou Command
(Mac OS) pressionada para ativar essa ferramenta. (Essa opção não funciona com as
ferramentas mão ou fatia .)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 48


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 49

2 Posicione o ponteiro sobre a guia (o ponteiro é transformado em uma seta de


duas pontas).
3 Mova a guia:
• Arraste a guia para movê-la.
• Mude a guia de horizontal para vertical ou vice-versa, mantendo pressionada a tecla
Alt (Windows) ou Option (Mac OS) enquanto clica ou arrasta a guia.
• (Photoshop) Alinhe a guia aos traços da régua mantendo pressionada a tecla Shift
enquanto arrasta a guia. Ela irá se ajustar à grade se esta estiver visível e se a opção
Visualizar > Ajustar Para > Grade estiver selecionada.
Para bloquear todas as guias:
Escolha Visualizar > Travar Guias.
Para remover guias da imagem:
Siga um destes procedimentos:
• Para remover uma única guia, arraste a guia para fora da janela da imagem.
• Para remover todas as guias, escolha Visualizar > Apagar Guias.
Para ativar ou desativar o ajuste às guias:
Escolha Visualizar > Ajustar Para > Guias. (Consulte “Utilizando o comando Ajustar” na
página 187.)
Para ativar ou desativar o ajuste às guias (Photoshop):
Escolha Visualizar > Ajustar Para > Grade. (Consulte “Utilizando o comando Ajustar” na
página 187.)
Para definir preferências de guias e grades (Photoshop):
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Guias, Grade e Fatias.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Guias, Grade e Fatias.
2 Em Cor, escolha uma cor para as guias, a grade ou ambas. Se você escolher
Personalizado, clique na caixa de cores, escolha uma cor e clique em OK. (Consulte
“Utilizando a paleta Cor” na página 282.)
3 Em Estilo, escolha uma opção de exibição para as guias, a grade ou ambas.
4 Em Linha a Cada, digite um valor para o espaçamento da grade. Em Subdivisões, digite
um valor para subdividir a grade.
É possível também mudar as unidades dessa opção. A opção Porcentagem cria uma grade
que divide a imagem em seções iguais. Por exemplo, escolher 25 nesta opção cria uma
grade 4 por 4 com divisões iguais.
5 Clique em OK.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 49


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 50

Trabalhando com Extras


Guias, grades, demarcadores de destino, arestas de seleção, fatias, mapas de imagem,
limites do texto, linhas de base do texto, seleções de texto e comentários são Extras não
imprimíveis que ajudam a selecionar, mover ou editar imagens e objetos. Você pode ativar
ou desativar um Extra ou qualquer combinação deles sem afetar a imagem. É possível
também mostrar ou ocultar Extras escolhendo o comando Extras no menu Visualizar.
Para obter uma descrição completa de como utilizar Extras específicos, consulte
“Utilizando guias e a grade” na página 47; “Inserindo comentários na imagem
(Photoshop)” na página 53; “Criando seleções de pixel” na página 171; “Utilizando as
ferramentas de letreiro” na página 172; “Selecionando demarcadores (Photoshop)” na
página 231; “Inserindo texto de parágrafo” na página 374; “Formatando caracteres” na
página 381; “Criando e visualizando fatias” na página 401 e “Criando e visualizando mapas
de imagens (ImageReady)” na página 418.
Para mostrar Extras:
Escolha Visualizar > Extras. Uma marca de verificação aparece próxima a todos os Extras
exibidos no submenu Mostrar.
Observação: A opção Extra também mostra ou oculta classificadores de cores, embora
não sejam uma opção do submenu Mostrar.
Para ocultar Extras:
Com os Extras exibidos, escolha Visualizar > Extras. Um ponto (Windows) ou uma barra
(Mac OS) aparece próximo a todos os Extras ocultos no submenu Mostrar.
Observação: A opção de ocultar apenas suprime a exibição de Extras, não desativando
essas opções.
Para mostrar um Extra de uma lista de Extras ocultos:
Escolha Visualizar > Mostrar e selecione um Extra no submenu. O Extra oculto escolhido
será mostrado, mas os demais serão desativados.
Para ativar e desativar um grupo de Extras:
Escolha Visualizar > Mostrar > Todos para ativar e exibir todos os Extras disponíveis.
Escolha Visualizar > Mostrar > Nenhum para desativar todos os Extras.

Exibindo informações de status (Photoshop)


A barra de status na parte inferior da janela exibe informações úteis—como a ampliação
atual e o tamanho do arquivo da imagem ativa, além de instruções resumidas sobre como
utilizar a ferramenta ativa.
Para mostrar ou ocultar a barra de status (somente Windows):
Escolha Janela > Barra de Status. Uma marca de seleção indica que o item está sendo
mostrado.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 50


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 51

Exibindo informações de arquivo e imagem


Informações sobre o tamanho do arquivo atual e outros recursos da imagem são exibidas
na parte inferior da janela do aplicativo (Windows) ou na janela do documento (Mac OS).
Observação: No ImageReady, se a janela do documento for grande o suficiente, serão
exibidas duas caixas de informações sobre a imagem, permitindo a visualização de duas
opções de informações diferentes para a imagem ao mesmo tempo. Para obter mais
informações sobre imagens originais e otimizadas, consulte “Visualizando imagens
otimizadas (ImageReady)” na página 457.
É possível também visualizar informações de copyright e autoria adicionadas ao arquivo.
Essas informações incluem as informações padrão de arquivo e de marcas d’água da
Digimarc®. O Photoshop automaticamente digitaliza imagens abertas para marcas
d’águas, utilizando o módulo complementar Detectar Marca d’Água da Digimarc. Se for
detectada uma marca d’água, o Photoshop exibirá um símbolo de copyright na barra de
título da janela da imagem e atualizará a seção Copyright e URL da caixa de diálogo
Informações Sobre Arquivo.
Para exibir informações sobre arquivo na janela do documento (Photoshop):
1 Clique no triângulo na borda inferior da janela do aplicativo (Windows) ou da janela do
documento (Mac OS).

Ilustração das opções de visualização das informações sobre o arquivo no Photoshop

2 Selecione uma opção de visualização:


• Tamanho do Documento para exibir informações sobre a quantidade de dados na
imagem. O número à esquerda representa o tamanho de impressão da imagem—
aproximadamente o tamanho do arquivo salvo e achatado no formato do Adobe
Photoshop. O número à direita indica o tamanho aproximado do arquivo incluindo
camadas e canais.
• Perfil do Documento para exibir o nome do perfil de cor utilizado pela imagem.
• Dimensões do Documento para exibir as dimensões da imagem.
• Tamanhos do Trabalho para exibir informações sobre a quantidade de RAM e disco de
trabalho utilizados para processar a imagem. O número à esquerda representa a
quantidade de memória utilizada atualmente pelo programa para exibir todas as
imagens abertas. O número à direita representa a quantidade total de RAM disponível
para processar as imagens.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 51


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 52

• Capacidade para exibir a porcentagem de tempo realmente em operação em vez de ser


feita a leitura e gravação do disco de trabalho. Se o valor for menor que 100%, o
Photoshop utilizará o disco de trabalho, tornando a operação mais lenta.
• Encadeamento para exibir o tempo utilizado para concluir a última operação.
• Ferramenta Atual para visualizar o nome da ferramenta ativa.
Para exibir informações sobre a imagem na janela do documento (ImageReady):
1 Clique na caixa de informações da imagem na parte inferior da janela do documento.
2 Selecione uma opção de visualização:
• Tamanho de Arquivo Otimizado/Original para visualizar as imagens no tamanho de
arquivo original e otimizado. O primeiro valor indica o tamanho do arquivo da imagem
original. O segundo valor (presente se a imagem original tiver sido otimizada) indica o
tamanho do arquivo e o formato do arquivo da imagem otimizada com base nas
configurações atuais da paleta Otimizar.
• Informações Otimizadas para visualizar o formato do arquivo, o tamanho do arquivo, o
número de cores e a porcentagem de pontilhamento da imagem otimizada.
• Dimensões da Imagem para visualizar as dimensões em pixel da imagem.
• Intensidade da Marca d’Água para visualizar a intensidade da marca d’água digital da
Digimarc na imagem otimizada, se presente.
• Status Desfazer/Refazer, para visualizar a quantidade em que essas opções estão
disponíveis para a imagem.
• Original em Bytes para visualizar o tamanho em bytes da imagem original e achatada.
• Original em Bytes para visualizar o tamanho em bytes da imagem otimizada.
• Gravações Otimizadas para visualizar a porcentagem da redução do tamanho do
arquivo da imagem otimizada, além da diferença em bytes entre os tamanhos original
e otimizado.
• Tamanho/Tempo de Download para exibir o tamanho do arquivo da imagem otimizada
e o tempo estimado de download utilizando a velocidade do modem selecionado.
Observação: O tempo de download pode variar com base no tráfego da Internet e nos
esquemas de compactação do modem. O valor exibido é uma aproximação.
Para visualizar informações adicionais do arquivo:
Escolha Arquivo > Informações do Arquivo.
Para ler uma marca d’água da Digimarc:
1 Escolha Filtro > Digimarc > Ler Marca d'Água. Se o filtro encontrar uma marca d’água,
uma caixa de diálogo exibirá a identificação do criador, o ano de copyright (se houver) e os
atributos de imagem.
2 Clique em OK ou, para obter mais informações, escolha uma das opções a seguir:
• Se você tiver um navegador da Web instalado, clique em Busca na Web para obter mais
informações sobre o proprietário da imagem. Essa opção inicia o navegador e exibe o
site da Digimarc na Web, no qual aparecem detalhes de contato sobre a identificação
do criador.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 52


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 53

• Telefone para o número relacionado na caixa de diálogo Informações da Marca d'Água


para receber informações por fax.

Inserindo comentários na imagem (Photoshop)


É possível anexar comentários de texto e de áudio a uma imagem no Photoshop.
Esse recurso é útil para associar comentários de revisão, notas de produção ou outras
informações à imagem. Como os comentários do Photoshop são compatíveis com
o Adobe Acrobat, você pode utilizá-los para trocar informações com os usuários do
Acrobat e do Photoshop.
Para revisar um documento do Photoshop no Acrobat, salve o documento como
Portable Document Format (PDF) e peça aos revisores que utilizem o Acrobat para
adicionar comentários de texto ou de áudio. Em seguida, importe os comentários para o
Photoshop.
Os comentários de texto e áudio aparecem na imagem como pequenos ícones que não
podem ser impressos. Eles estão associados a um local na imagem e não a uma camada.
É possível ocultar e mostrar os comentários, abri-los para visualizar ou editar o conteúdo e
reproduzir os comentários de áudio. Você pode também adicionar comentários de áudio a
ações e defini-los para que sejam reproduzidos durante uma ação ou pausa. (Consulte
“Definindo opções de execução (Photoshop)” na página 536.)

Adicionando comentários de texto e áudio


É possível adicionar comentários de texto e áudio em qualquer lugar de uma tela de
pintura de imagem do Photoshop. Ao criar um comentário, uma janela redimensionável é
exibida para você digitar o texto. Para gravar um comentário de áudio, é necessário um
microfone acoplado na porta de entrada de áudio do computador.
É possível importar ambos os tipos de comentários a partir de documentos do Photoshop
salvos em PDF ou de documentos do Acrobat salvos em PDF ou Form Data Format (FDF).
Para criar um comentário:
1 Selecione a ferramenta comentários .
2 Defina as opções conforme necessário:
• Digite o nome do autor. O nome será exibido na barra de título da janela de
comentários.
• Escolha a fonte e o tamanho do texto de comentário.
• Selecione uma cor para o ícone do comentário e para a barra de título das janelas de
comentários.
3 Clique no local em que deseja inserir o comentário ou arraste para criar uma janela de
tamanho personalizado.
4 Clique dentro da janela e digite o texto. Se você digitar um texto maior que o tamanho
da janela de comentários, a barra de rolagem será ativada.
Edite o texto conforme necessário:
• Você pode utilizar os comandos de edição padrão do sistema (Desfazer, Recortar,
Copiar, Colar e Selecionar Tudo). No Windows, clique com o botão direito do mouse na
área de texto e escolha os comandos do menu de contexto. No Mac OS, escolha os

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 53


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 54

comandos dos menus Editar e Selecionar. É possível utilizar também atalhos de teclado
padrão para esses comandos de edição.
• Se você possui o software necessário para diferentes sistemas de script (por exemplo,
romano, japonês ou cirílico) instalados no computador, é possível alternar entre os
sistemas de script. Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou pressione a
tecla Control (Mac OS) para visualizar o menu de contexto e escolher um sistema
de script.
5 Para fechar o comentário de um ícone, clique na caixa fechar.
Para criar um comentário de áudio:
1 Selecione a ferramenta comentário de áudio .
2 Defina as opções conforme necessário:
• Digite o nome do autor.
• Selecione uma cor para o ícone do comentário de áudio.
3 Clique no local em que deseja inserir o ícone do comentário.
4 Clique em Iniciar e fale próximo ao microfone. Quanto tiver terminado, clique em Parar.
Para importar comentários:
1 Escolha Arquivo > Importar > Comentários.
2 Selecione um arquivo PDF ou FDF com os comentários e clique em Carregar.
Os comentários serão exibidos nos locais onde foram salvos no documento de origem.

Abrindo e editando comentários


O ícone de comentário de texto ou áudio marca o local de um comentário na imagem.
Ao mover o ponteiro sobre o ícone do comentário e parar, será exibida uma mensagem
com o nome do autor. Utilize os ícones para abrir comentários ou reproduzir comentários
de áudio. É possível mostrar, ocultar ou mover os ícones, além de editar o conteúdo dos
comentários.
Observação: Redimensionar uma imagem não implica o redimensionamento de ícones e
janelas de comentários. As janelas dos ícones e dos comentários são mantidas no mesmo
local em relação à imagem. Recortar uma imagem remove todos os comentários da área
recortada; no entanto, é possível recuperá-los ao desfazer o comando Corte Demarcado.
Para abrir um comentário ou reproduzir um comentário de áudio:
Clique duas vezes no ícone:
• Se você estiver abrindo um comentário, será exibida uma janela com o texto do
comentário.
• Se estiver reproduzindo um comentário de áudio e tiver uma placa de som instalada, o
arquivo de áudio será reproduzido.
Para mostrar ou ocultar ícones de comentário:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Visualizar > Mostrar > Comentários.
• Escolha Visualizar > Extras. Esse comando também mostra ou oculta grades, guias,
arestas de seleção, demarcadores de destino e fatias.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 54


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 55

Para editar comentários:


Siga um destes procedimentos:
• Para mover um ícone de comentário, mova o ponteiro sobre o ícone, até que se
transforme em uma seta, e arraste o ícone. Você pode fazer isso com qualquer
ferramenta selecionada. Mover um ícone de anotação não move sua janela de
anotação.
• Para mover uma janela de comentários, arraste-a pela barra de título.
• Para excluir um comentário selecionado, pressione Excluir.
• Para editar o conteúdo de um comentário, abra o comentário, altere as opções e
adicione, exclua ou altere o texto. É possível utilizar os mesmos comandos de edição
usados na criação do comentário. (Consulte “Adicionando comentários de texto e
áudio” na página 53.)
• Para excluir todos os comentários, clique com o botão direito do mouse (Windows) ou
pressione a tecla Control (Mac OS) no ícone do comentário para exibir o menu de
contexto e escolha Excluir Todos os Comentários. É possível também excluir todos os
comentários clicando em Apagar Todos na barra de opções dos comentários de texto
ou áudio.

Saltando entre aplicativos


É possível saltar entre o Photoshop e o ImageReady para transferir uma imagem para
edição entre os dois aplicativos, sem fechar ou sair do aplicativo original. Além disso, é
possível saltar do ImageReady para outros aplicativos de edição gráfica e aplicativos de
edição de HTML instalados no sistema.
Saltar para um aplicativo torna desnecessário fechar o arquivo em um aplicativo e abri-lo
novamente em outro aplicativo.

Saltando entre o Photoshop e o ImageReady


Salte facilmente entre o Photoshop e o ImageReady para utilizar os recursos de ambos
os aplicativos ao preparar imagens gráficas para Web ou outros fins. Saltar entre os
aplicativos permite a utilização dos conjuntos completos desses recursos, enquanto
mantém um fluxo de trabalho contínuo. Arquivos e documentos atualizados em um
aplicativo podem ser automaticamente atualizados em outro.
Para saltar entre o Photoshop e o ImageReady:
Siga um destes procedimentos:
• Clique no botão Saltar Para na caixa de ferramentas.
• Escolha Arquivo > Saltar Para > Photoshop ou Arquivo > Saltar Para > ImageReady.
Ao saltar entre o Photoshop e o ImageReady, os aplicativos utilizam um arquivo
temporário para a transferência das alterações.

Saltando para outros aplicativos (ImageReady)


Além de saltar para versões atuais do Photoshop, salte para outros aplicativos de edição
gráfica e de edição em HTML a partir do ImageReady.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 55


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 56

Ao instalar o ImageReady, os aplicativos de edição de imagens gráficas e de HTML do seu


sistema são adicionados ao submenu Saltar para. É possível acrescentar mais aplicativos,
inclusive aqueles que não são da Adobe, a esse submenu.
Quando você salta para um aplicativo de edição de imagens gráficas, o arquivo original é
aberto no aplicativo de edição. Quando você salta para um editor de HTML, os arquivos
otimizados e HTML são salvos e abertos no aplicativo de destino. Se o documento contiver
fatias, serão incluídos todos os arquivos do documento completo. Uma preferência
permite que arquivos atualizados em outro aplicativo sejam automaticamente atualizados
no ImageReady ao saltar novamente para ele.
Para saltar do ImageReady para outro aplicativo:
1 Siga um destes procedimentos:
• Escolha Fechar > Saltar Para e selecione o aplicativo desejado no submenu.
• Se o aplicativo desejado não aparecer no submenu Saltar Para, escolha Outro Editor
Gráfico ou Outro Editor HTML para especificar o aplicativo.
2 Se o arquivo tiver sido modificado desde a última vez em que foi salvo, escolha uma
opção no ImageReady para salvar o arquivo:
• Clique em Salvar e salve o arquivo com seu nome e local atuais.
• Clique em Salvar Como e salve o arquivo com um novo nome, um novo local ou ambos.
Para acrescentar um aplicativo ao submenu Saltar Para:
1 Crie um atalho (Windows) ou uma réplica (Mac OS) para o aplicativo que deseja
adicionar ao menu.
2 Arraste o ícone do atalho ou da réplica para a pasta Saltar para Editor Gráfico ou para a
pasta Saltar para Editor HTML na pasta Helpers da pasta do Photoshop.
3 Reinicie o ImageReady para visualizar o aplicativo no submenu Saltar para.
Para atualizar um arquivo automaticamente ao saltar de um outro aplicativo para o
ImageReady:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• No Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Geral.
2 Selecione Atualizar Automaticamente Arquivos.

Visualizando uma imagem no navegador


Você pode abrir um navegador e visualizar uma imagem otimizada. É possível visualizar a
imagem em qualquer navegador instalado no sistema. O navegador exibe a imagem com
uma legenda que relaciona, no primeiro parágrafo, o tipo de arquivo da imagem, as
dimensões em pixels, o tamanho do arquivo e as especificações de compactação e, no
segundo parágrafo, o nome do arquivo e outras informações sobre HTML.
Quando o Photoshop e o ImageReady são instalados, os primeiros navegadores Netscape
e Internet Explorer encontrados em seu sistema são adicionados ao menu Visualizar em.
Você pode adicionar outros navegadores ao menu e especificar qual navegador será
carregado durante a utilização de uma tecla de atalho.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 56


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 57

Para visualizar uma imagem otimizada em um navegador:


Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) Escolha Arquivo > Salvar para a Web e selecione um navegador no Menu
Selecionar Navegador na parte inferior da janela Salvar para a Web.
• (ImageReady) Escolha Arquivo > Visualizar em e escolha uma opção no submenu.
(Escolha Outro para selecionar um navegador que não esteja relacionado no submenu.)
• (ImageReady) Selecione um navegador na ferramenta Visualização no Navegador na
caixa de ferramentas.
Para adicionar um navegador ao menu Visualizar em:
1 Crie um atalho (Windows) ou uma réplica (Mac OS) para o navegador que deseja
adicionar ao menu.
2 Arraste o ícone do atalho ou da réplica para a pasta Visualizar em, localizada na pasta
Helpers da pasta do programa Photoshop.
3 Reinicie o Photoshop e o ImageReady para visualizar o navegador no menu
Visualizar em.
(ImageReady) Para especificar um navegador a ser carregado pela tecla de atalho
Visualizar em:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Arquivo > Visualizar em e escolha uma opção no submenu.
• Selecione um navegador na ferramenta Visualizar em Navegador Padrão na caixa de
ferramentas.
A especificação do atalho é aplicada imediatamente e continuará na próxima vez que o
ImageReady for iniciado.

Gerenciando bibliotecas com o Gerenciador de


Predefinição (Photoshop)
O Gerenciador de Predefinição centraliza o gerenciamento de pincéis, amostras, degradês,
estilos, padrões, contornos, formas personalizadas e ferramentas predefinidas. Use o
Gerenciador de Predefinição para alterar o conjunto atual de itens predefinidos e para
criar novas bibliotecas. Depois de carregar uma biblioteca no Gerenciador de Pre-
definição, você poderá acessar os itens da biblioteca em todos os locais em que o tipo de
predefinição estiver disponível, como a barra de opções, a paleta Estilos, a caixa de
diálogo Editor de Degradê e assim por diante.

Iilustração da reorganização de predefinições de ferramenta no Gerenciador de Predefinição

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 57


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 58

Para exibir o Gerenciador de Predefinição:


Escolha Editar > Gerenciador de Predefinição.
Para alternar entre tipos de predefinição:
Escolha uma opção no menu pop-up Tipo de Predefinição.
Para alterar a exibição de itens:
Escolha uma opção de exibição no menu da paleta:
• Somente Texto para exibir o nome de cada item predefinido.
• Miniatura Pequena ou Miniatura Grande para exibir uma miniatura de cada item
predefinido. (Essas opções não estão disponíveis para predefinições de ferramentas.)
• Lista Pequena ou Lista Grande para exibir o nome e a miniatura de cada item
predefinido. (Essas opções não estão disponíveis para predefinições de amostras.)
• Traçar Miniatura para exibir um traçado da amostra de pincéis e a miniatura de pincéis
de cada predefinição de pincel. (Essa opção está disponível somente para predefinições
de pincel.)
Para carregar uma biblioteca de itens predefinidos:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha um arquivo de biblioteca na parte inferior do menu da paleta. Clique em OK
para substituir a lista atual ou clique em Anexar para adicionar a lista atual.
• Para adicionar uma biblioteca à lista atual, clique em Carregar, selecione o arquivo da
biblioteca que deseja adicionar e clique em Carregar.
• Para substituir a lista atual por uma biblioteca diferente, escolha Substituir Tipo de
Predefinição no menu da paleta. Selecione o arquivo de biblioteca que deseja usar e
clique em Carregar.
Observação: Cada tipo de biblioteca tem sua própria extensão de arquivo e pasta padrão
na pasta Predefinições da pasta do programa do Photoshop.
Para renomear itens predefinidos:
1 Selecione um item predefinido. clique com a tecla Shift pressionada para selecionar
vários itens:
2 Siga um destes procedimentos:
• Clique em Renomear e digite um novo nome para o pincel, a amostra, e assim
por diante.
• Se o Gerenciador de Predefinição estiver configurado para exibir as predefinições como
miniaturas, clique duas vezes na predefinição, insira um novo nome e clique em OK.
• Se o Gerenciador de Predefinição estiver configurado para exibir as predefinições como
uma lista ou somente texto, clique duas vezes na predefinição, insira o novo nome na
linha e pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS).
Para reorganizar itens predefinidos:
Arraste um item para cima ou para baixo na lista.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 58


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 59

Para excluir itens predefinidos:


Siga um destes procedimentos:
• Selecione um item predefinido e clique em Excluir.
• Clique com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada nos itens que deseja
excluir.
Para criar uma nova biblioteca de predefinições:
1 Siga um destes procedimentos:
• Para salvar todas as predefinições na lista como uma biblioteca, nenhum item deve
estar selecionado.
• Para salvar um subconjunto da lista atual como uma biblioteca, pressione a tecla Shift e
selecione os itens que deseja salvar.
2 Clique em Salvar Definição, escolha um local para a biblioteca, insira um nome de
arquivo e clique em Salvar.
A biblioteca pode ser salva em qualquer lugar. No entanto, se você colocar o arquivo da
biblioteca na pasta Predefinições na pasta do programa Photoshop, o nome da biblioteca
aparecerá na parte inferior do menu da paleta depois que o Photoshop for reiniciado.
Para retornar à biblioteca padrão de itens predefinidos:
Escolha Redefinir Tipo de Predefinição no menu da paleta. É possível substituir a lista atual
ou anexar a biblioteca padrão a ela.

Definindo preferências
Há várias configurações de programa armazenadas no arquivo Preferências do Adobe
Photoshop 7.0. Entre as configurações armazenadas nesse arquivo, estão as opções gerais
de exibição, de salvamento de arquivo, de cursor, de transparência e as opções para
módulos de complementares e discos de trabalho. A maioria dessas opções é definida na
caixa de diálogo Preferências. As definições de preferências são salvas sempre que você
sai do aplicativo.
Observação: A localização padrão do arquivo Preferências do Adobe Photoshop 7.0 varia
de acordo com o sistema operacional. Utilize o comando Localizar de seu sistema
operacional para localizá-lo.
Um comportamento inesperado pode indicar preferências danificadas. Ao remover essas
preferências, você pode restaurá-las às configurações padrão.
Para abrir uma caixa de diálogo de preferências:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências e selecione o conjunto de
preferências desejado no submenu.
• (Photoshop) No Mac OS 9.x, escolha Photoshop > Preferências e selecione o conjunto
de preferências desejado no submenu.
• (ImageReady) No Mac OS 9.x, escolha ImageReady > Preferências e selecione o
conjunto de preferências desejado no submenu.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 59


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 60

2 Para alternar para um conjunto diferente de preferências, siga um destes


procedimentos:
• Escolha o conjunto de preferências no menu na parte superior da caixa de diálogo.
• Clique em Próximo para exibir a próxima preferência na lista de menus e em Anterior
para exibir o conjunto de preferências anterior.
Para obter informações sobre uma opção de preferência específica, consulte o Índice.
Para restaurar todas as preferências para suas configurações padrão:
Siga um destes procedimentos:
• Mantenha pressionada as teclas Alt+Control+Shift (Windows) ou Option+Command+
Shift (Mac OS) imediatamente após o início do Photoshop ou do ImageReady. Será
solicitada a exclusão das configurações atuais.
• No Mac OS, abra a pasta Preferências na Pasta do Sistema (Mac OS 9.x) ou na pasta
Biblioteca (Mac OS X) e arraste a pasta Configurações do Adobe Photoshop 7.0 para
o Lixo.
Serão criados novos arquivos de preferências na próxima vez que o Photoshop ou o
ImageReady for iniciado.

Redefinindo todas as caixas de diálogo de aviso


Algumas vezes, as mensagens contêm avisos ou prompts dependendo da situação
exibida. Você pode desativar a exibição dessas mensagens selecionando a opção Não
Mostrar Novamente na mensagem. É possível também redefinir globalmente a exibição
de todas as mensagens desativadas.
Para redefinir a exibição de todas as mensagens de aviso (Photoshop):
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral.
2 Clique em Redefinir Todas as Caixas de Diálogo de Aviso e clique em OK.
Para ativar ou desativar mensagens de aviso (ImageReady):
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral.
2 Selecione ou desfaça a seleção de Desativar Avisos e clique em OK.

Monitorando operações
Uma barra de progresso indica que uma operação está sendo processada. É possível
interromper o processo ou fazer com que o programa avise você quando o tiver
concluído.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 60


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 61

Para cancelar operações:


Mantenha pressionada a tecla Esc até que a operação em progresso seja interrompida.
No Mac OS, você também pode pressionar Command+ponto final.
Para definir o aviso de conclusão das operações:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Geral.
2 Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) Selecione Emitir um Bipe ao Terminar.
• (ImageReady) Selecione Avisar ao Concluir e escolha (somente Mac OS): Alerta do
Sistema para um aviso ou Texto para Voz para uma notificação falada.
3 Clique em OK.

Fechando arquivos e saindo


Para fechar um arquivo:
1 Escolha Arquivo > Fechar (Windows e Mac OS) ou Arquivo > Fechar Todos (Mac OS).
2 Escolha se deseja salvar ou não o arquivo:
• Clique em Sim (Windows) ou Salvar (Mac OS) para salvar o arquivo.
• Clique em Não (Windows) ou Não Salvar (Mac OS) para fechar o arquivo sem salvá-lo.
Para sair do Photoshop ou do ImageReady:
1 Escolha Arquivo > Sair (Windows) ou Arquivo > Sair (Mac OS).
2 Escolha se deseja salvar ou não os arquivos abertos:
• Clique em Sim (Windows) ou Salvar (Mac OS) para salvar cada arquivo aberto.
• Clique em Não (Windows) ou Não Salvar (Mac OS) para fechar cada arquivo aberto
sem salvar.

Utilizando módulos complementares


Módulos complementares são programas desenvolvidos pela Adobe Systems e por outros
desenvolvedores de software em conjunto com a Adobe Systems para adicionar recursos
ao Photoshop e ao ImageReady. Vários desses módulos complementares para impor-
tação, exportação e efeitos especiais acompanham o programa e são automaticamente
instalados nas pastas que ficam dentro da pasta Módulos Complementares do Photoshop.
Você pode selecionar uma pasta adicional de módulos complementares para utilizar com
módulos complementares compatíveis armazenados em outro aplicativo. Também é
possível criar um atalho (Windows) ou uma réplica (Mac OS) para um módulo comple-
mentar armazenado em outra pasta no sistema. Assim, você pode adicionar o atalho ou
a réplica à pasta Módulos Complementares para utilizar esse módulo complementar com
o Photoshop e o ImageReady.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 61


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 62

Depois de instalados, os módulos complementares são exibidos como opções no menu


Importar ou Exportar; como formatos de arquivos nas caixas de diálogo Abrir, Salvar Como
e Exportar Original (ImageReady) ou como filtros nos submenus de Filtro. O Photoshop e o
ImageReady podem armazenar diversos módulos complementares. No entanto, se o
número de módulos complementares instalados for muito grande, o Photoshop ou
o ImageReady poderão não relacionar todos os módulos complementares em seus
respectivos menus. Os módulos complementares recém-instalados serão exibidos em
Filtro > submenu Outros.
Para instalar um módulo complementar da Adobe Systems:
Siga um destes procedimentos:
• Utilize o instalador de módulo complementar, se fornecido.
• (Windows) Copie o módulo para a pasta Módulos Complementares apropriada na
pasta de programa do Photoshop. Os arquivos não devem estar compactados.
• (Mac OS) Arraste uma cópia do módulo para a pasta Módulos Complementares
apropriada dentro da pasta de programa do Photoshop. Os arquivos não devem estar
compactados.
Importante: Para o Macintosh, os módulos complementares que acompanham o
Photoshop 7.0 são compatíveis com o Mac OS 9.x e Mac OS X. No entanto, os módulos
complementares, que originalmente devem funcionar no Mac OS 9, como os de versões
anteriores do Photoshop e alguns de terceiros, só podem ser usados no Mac OS 9.x ou no
ambiente Classic do Mac OS X. Coloque esses módulos complementares na pasta Módulos
Complementares para a versão Mac OS X do Photoshop, que não aparecerão a menos que
o Photoshop seja iniciado no ambiente Classic.
Para instalar um módulo complementar de outro fornecedor:
Siga as instruções de instalação que acompanham o módulo complementar.
Se você não executar um módulo complementar de outro fornecedor, o módulo poderá
exigir um número de série do Photoshop existente.
Para especificar um número de série existente (Photoshop):
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Módulos Complementares e
Disco e Trabalho.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Módulos Complementares e Disco de
Trabalho.
2 Insira o número de série do Photoshop 6.0 ou posterior na caixa de texto Número de
Série do Photoshop Existente.
Para selecionar uma pasta adicional de módulos complementares:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Módulos Complementares e
Disco e Trabalho.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Módulos
Complementares e Disco de Trabalho.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 62


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 63

• (ImageReady) No Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Módulos


Complementares e Disco de Trabalho.
2 Selecione a Pasta Adicional de Módulos Complementares.
3 Clique em Escolher e selecione uma pasta ou um diretório da lista. Você não deve
selecionar um local na pasta Módulos Complementares. Para exibir o conteúdo de uma
pasta, clique duas vezes no diretório (Windows) ou clique em Abrir (Mac OS).
4 Depois de ter realçado a pasta adicional de módulos complementares, clique em OK
(Windows), Selecionar (Mac OS) ou Escolher (Mac OS 9.0 ou posterior).
5 Reinicie o Photoshop ou o ImageReady para que os módulos complementares sejam
efetivados.
Para suprimir o carregamento de um módulo complementar ou de uma pasta de
módulos complementares:
Adicione um til “~” no início do nome do módulo complementar, da pasta ou do diretório.
O arquivo (ou todos os arquivos da pasta) serão ignorados pelo aplicativo.
Para visualizar informações sobre módulos complementares instalados:
Siga um destes procedimentos:
• No Windows, escolha Ajuda > Sobre o Módulo Complementar e selecione um módulo
complementar no submenu.
• No Mac OS 9.x, escolha menu Apple > Sobre o Módulo Complementar e selecione um
módulo complementar no submenu.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Photoshop > Sobre o Módulo Complementar e
selecione um módulo complementar no submenu.
• (ImageReady) No Mac OS X, escolha ImageReady > Sobre o Módulo Complementar e
selecione um módulo complementar no submenu.
Para carregar um módulo- complementar somente no Photoshop ou no
ImageReady:
Instale o módulo complementar na pasta Adobe Photoshop Only ou na pasta Adobe
ImageReady Only dentro da pasta Módulos Complementares.
Observação: Utilize esse procedimento quando quiser usar um módulo complementar no
Photoshop ou no ImageReady ou quando o módulo for compatível apenas com um dos
aplicativos.

Atribuindo discos de trabalho


Quando o seu sistema não tiver memória suficiente (RAM) para realizar uma operação, o
Photoshop e o ImageReady utilizarão a tecnologia de memória virtual patenteada,
também conhecida como discos de trabalho. Disco de trabalho é qualquer unidade ou
partição de uma unidade com memória livre. Por padrão, o Photoshop e o ImageReady
utilizam o disco rígido, onde o sistema operacional está instalado, como o disco de
trabalho principal.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 63


Ajuda do Adobe Photoshop A Área de Trabalho

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 64

Você pode alterar o disco de trabalho principal e, no Photoshop, designar um segundo,


terceiro ou quarto disco de trabalho a ser usado quando o disco principal ficar cheio.
O disco de trabalho principal deve ser o disco rígido mais rápido e deve ter bastante
espaço desfragmentado disponível.
As seguintes diretrizes podem ajudar na atribuição de discos de trabalho:
• Para obter um desempenho ideal, os discos de trabalho devem estar em uma unidade
diferente dos arquivos grandes que estiverem sendo editados.
• Os discos de trabalho devem estar em uma unidade diferente da unidade utilizada pela
memória virtual.
• Eles devem estar em uma unidade local. Ou seja, devem ser acessados em uma rede.
• Além disso, devem ser um meio convencional (não removível).
• Discos RAID/matrizes de disco são boas opções para volumes dedicados de discos de
trabalho.
• As unidades com discos de trabalho devem ser desfragmentadas regularmente.
Para alterar a atribuição de disco de trabalho:
1 Escolha Editar > Preferências > Módulos Complementares e Discos de Trabalho.
2 Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) Escolha os discos desejados nos menus. Atribua até quatro discos de
trabalho de qualquer tamanho suportado pelo seu sistema de arquivos. O Photoshop
permite criar até 200 GB de espaço no disco de trabalho, utilizando esses discos de
trabalho.
• (ImageReady) Escolha um disco de trabalho principal.
3 Clique em OK.
4 Reinicie o Photoshop ou ImageReady para que a alteração seja efetivada.
Importante: O arquivo do disco de trabalho criado deve estar no espaço do disco rígido
adjacente. Por esse motivo, otimize freqüentemente o disco rígido. A Adobe recomenda o
uso de um utilitário de ferramenta de disco, como o Windows Disk Defragmenter ou o
Norton Speed Disk, para desfragmentar o disco rígido regularmente. Consulte a
documentação do Windows ou Mac OS para obter informações sobre utilitários de
desfragmentação.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 64


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 65

Adquirindo Imagens no
Photoshop e no ImageReady
Sobre imagens bitmap e gráficos vetoriais
Os elementos gráficos de um computador podem ser divididos em duas categorias
principais—bitmap e vetor. É possível trabalhar com esses dois tipos de gráficos no
Photoshop e no ImageReady. Além disso, um arquivo do Photoshop pode conter dados
em bitmap e de vetor. Compreender a diferença entre essas duas categorias irá ajudá-lo a
criar, editar e importar a arte-final.
Imagens bitmap Imagens bitmap—tecnicamente chamadas de imagens de varredura—
utilizam uma grade de cores, conhecida como pixels, para representar imagens. Para cada
pixel são atribuídos um local e um valor de cor específicos. Por exemplo, o pneu de uma
bicicleta em uma imagem bitmap é formado por um mosaico de pixels nesse local.
Ao trabalhar com imagens bitmap, você edita pixels em vez de objetos ou formas.
Imagens bitmap são o meio eletrônico mais comum para imagens de tons contínuos,
como fotografias ou pinturas digitais, porque podem representar gradações sutis de
sombras e cores. As imagens bitmap são dependentes de resolução—isto é, contêm um
número fixo de pixels. Conseqüentemente, podem perder detalhes e parecer irregulares
se forem redimensionadas na tela ou impressas com uma resolução mais baixa do que
a resolução para a qual foram criadas.

3:1

24:1

Exemplo de uma imagem bitmap em diferentes níveis de ampliação

Gráficos vetoriais Gráficos vetoriais são formados por linhas e curvas definidas por
objetos matemáticos chamados de vetores. Os vetores descrevem uma imagem de acordo
com suas características geométricas. Por exemplo, o pneu de uma bicicleta em um
gráfico vetorial é formado por uma definição matemática de um círculo desenhado com
um raio, definido em um determinado local e preenchido com uma cor específica.
É possível mover, redimensionar ou alterar a cor do pneu sem perder a qualidade
do gráfico.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 65


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 66

Os gráficos vetoriais são independentes de resolução—isto é, podem ser redimensio-


nados para qualquer tamanho e impressos em qualquer resolução sem perda de detalhes
ou clareza. Portanto, são a melhor opção para representar gráficos em negrito que devem
manter linhas nítidas quando redimensionados para vários tamanhos—por exemplo,
logotipos.

3:1

24:1

Exemplo de um gráfico vetorial em diferentes níveis de ampliação

Como os monitores de computador representam as imagens exibindo-as em uma grade,


tanto os dados em bitmap quanto de vetor são exibidos como pixels na tela.

Sobre tamanho e resolução da imagem


Para produzir imagens de alta qualidade, é importante entender como os dados de pixel
das imagens são medidos e exibidos.
Dimensões em pixel O número de pixels presentes na altura e largura de uma imagem
bitmap. O tamanho da exibição da imagem na tela é determinado pelas dimensões em
pixels da imagem, além do tamanho e da configuração do monitor.
Por exemplo, um monitor de 15 polegadas normalmente exibe 800 pixels na horizontal e
600 na vertical. Uma imagem com dimensões de 800 por 600 pixels preencheria essa
pequena tela. Em um monitor maior, com uma configuração de 800 por 600 pixels, a
mesma imagem (com dimensões em pixels de 800 por 600) ainda caberia na tela, mas
cada pixel iria parecer maior. Alterar a configuração desse monitor maior para 1024 por
768 pixels exibiria a imagem em um tamanho menor, ocupando somente parte da tela.
Ao preparar uma imagem para exibição on-line (por exemplo, uma página da Web que
será visualizada em diferentes monitores), as dimensões em pixels se tornam muito
importantes. Convém limitar o tamanho de sua imagem para 800 por 600 pixels para
liberar espaço para os controles da janela do navegador da Web, pois é provável que sua
imagem seja visualizada em um monitor de 15 polegadas.

20"

15"

832 x 624 / 640 x 480 1024 x 768 / 640 x 480

Exemplo de uma imagem exibida em monitores de vários tamanhos e resoluções

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 66


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 67

Resolução da imagem O número de pixels exibido por unidade de comprimento


impresso em uma imagem, geralmente medido em pixels por polegada (ppi).
No Photoshop, é possível alterar a resolução de uma imagem, enquanto no ImageReady,
essa resolução será sempre 72 ppi. Isso acontece porque o aplicativo ImageReady foi
desenvolvido para a criação de imagens de mídia on-line, e não impressa.
No Photoshop, a resolução da imagem e as dimensões em pixels são interdependentes.
A quantidade de detalhes em uma imagem depende de suas dimensões em pixels,
enquanto a resolução da imagem controla o espaço de impressão dos pixels. Por exemplo,
é possível modificar a resolução de uma imagem sem alterar seus dados de pixel atuais—
você altera apenas o tamanho impresso da imagem. Entretanto, se você deseja manter as
mesmas dimensões de saída, modificar a resolução da imagem requer uma alteração no
número total de pixels.

Exemplo de imagem em 72 ppi e 300 ppi

Ao ser impressa, uma imagem de alta resolução contém mais pixels, e portanto menores,
do que uma imagem de menor resolução. Por exemplo, uma imagem de 1 polegada por
1-polegada, com uma resolução de 72 ppi, contém um total de 5184 pixels (72 pixels de
largura x 72 pixels de altura = 5184). A mesma imagem de 1 por 1 polegada, com uma
resolução de 300 ppi, contém um total de 90000 pixels. Imagens de resolução maior
normalmente reproduzem mais detalhes e transições de cores mais sutis do que imagens
de menor resolução. Entretanto, aumentar a resolução de uma imagem com resolução
mais baixa apenas irá espalhar as informações de pixel originais por um número maior de
pixels e dificilmente irá melhorar sua qualidade.
Utilizar uma resolução muito baixa para uma imagem impressa resulta na pixelização—
uma saída com pixels grandes e de aparência grosseira. Utilizar uma resolução muito alta
(pixels menores do que os pixels que o dispositivo de saída pode produzir) aumenta o
tamanho do arquivo e torna lenta a impressão da imagem. Além disso, o dispositivo não
conseguirá reproduzir os detalhes extras de uma imagem de resolução maior.
Resolução do monitor O número de pixels ou pontos exibidos por unidade de compri-
mento no monitor, geralmente medido em pontos por polegada (dpi). A resolução do
monitor depende do tamanho do monitor e de sua configuração de pixels. A maioria dos
novos monitores possui uma resolução de aproximadamente 96 dpi, enquanto monitores
antigos do Mac OS possuem uma resolução de 72 dpi.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 67


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 68

Compreender o que é a resolução do monitor ajuda a explicar porque o tamanho de


exibição de uma imagem na tela geralmente é diferente do tamanho impresso. Os pixels
da imagem são convertidos diretamente para os pixels do monitor. Isso significa que,
quando a resolução da imagem é maior que a do monitor, a imagem aparece maior na tela
do que em suas dimensões de impressão especificadas. Por exemplo, ao visualizar uma
imagem de 1 por 1 polegada e 144 ppi em um monitor de 72 dpi, ela é exibida em uma
área de 2 por 2 polegadas na tela. Como o monitor somente pode exibir 72 pixels por
polegada, ele precisa de 2 polegadas para exibir os 144 pixels que compõem uma aresta
da imagem.
Resolução da impressora O número de pontos por polegada (dpi) de tinta produzido
por todas as impressoras a laser, incluindo compositoras. A maioria das impressoras de
mesa a laser possui uma resolução de 600 dpi, e as compositoras possuem uma resolução
de 1200 dpi ou superior. Para determinar a resolução adequada para a imagem ao
imprimi-la em qualquer impressora a laser, especialmente em compositoras, consulte
“freqüência de tela”.
Impressoras jato de tinta produzem um borrifo de tinta microscópico, e não pontos reais.
Entretanto, a maioria dessas impressoras possui uma resolução aproximada de 300 a
720 dpi. Para determinar a melhor resolução da sua impressora, verifique a documentação
correspondente.
Freqüência de tela O número de pontos da impressora ou células de meio-tom por
polegada utilizados para imprimir imagens em tons de cinza ou separações de cores.
Também conhecida como controle de tela ou linhas de tela, a freqüência é medida em
linhas por polegada (lpi)—ou linhas de células por polegada em uma tela de meio-tom.
A relação entre a resolução da imagem e a freqüência de tela determina a qualidade dos
detalhes na imagem impressa. Para produzir uma imagem de meio-tom de altíssima
qualidade, geralmente é utilizada uma resolução de imagem que varia de 1,5 até o
máximo de 2 vezes a freqüência de tela. No caso de algumas imagens e dispositivos de
saída, uma resolução mais baixa pode produzir bons resultados. Para determinar a
freqüência de tela de sua impressora, verifique a documentação da impressora ou
consulte seu provedor de serviços.
Observação: Algumas compositoras e impressoras a laser de 600 dpi utilizam
tecnologias de tela diferentes das de meio-tom. Se você estiver imprimindo uma imagem
em uma impressora que não seja de meio-tom, consulte seu provedor de serviços ou a
documentação da impressora para obter as resoluções de imagem recomendadas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 68


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 69

A B

C D

Exemplos de freqüência de tela:


A. 65 lpi: tela inferior normalmente utilizada na impressão de boletins informativos B. 85 lpi: tela
padrão normalmente utilizada na impressão de jornais C. 133 lpi: tela de alta qualidade usada na
impressão de revistas de quatro cores D. 177 lpi: tela de altíssima qualidade normalmente utilizada
para relatórios anuais e imagens em livros de arte

Tamanho do arquivo O tamanho digital de uma imagem é medido em kilobytes (K),


megabytes (MB) ou gigabytes (GB). O tamanho do arquivo é proporcional às dimensões
em pixels da imagem. Imagens com um número maior de pixels podem reproduzir mais
detalhes em um determinado tamanho impresso, mas requerem mais espaço em disco
para armazenar e podem ser mais lentas para editar e imprimir. Por exemplo, uma imagem
de 1 por 1 polegada e 200-ppi contém quatro vezes o número de pixels em relação a uma
imagem de 1 por 1 polegada e 100 ppi e, portanto, quatro vezes o tamanho do arquivo.
Conseqüentemente, a resolução da imagem torna-se um ajuste entre a qualidade da
imagem (captura de todos os dados necessários) e o tamanho do arquivo.
Outro fator que influencia no tamanho do arquivo é seu formato—devido à variação
nos métodos de compactação utilizados por formatos de arquivo GIF, JPEG e PNG, os
tamanhos dos arquivo podem variar consideravelmente para as mesmas dimensões em
pixels. Da mesma maneira, a profundidade de bits de cores e o número de camadas e
canais em uma imagem afetam o tamanho do arquivo.
O Photoshop oferece suporte a, no máximo, um tamanho de arquivo de 2 GB e dimensões
máximas de 30000 por 30000 pixels por imagem. Essa restrição limita o tamanho da
impressão e a resolução disponível para uma imagem.

Alterando o tamanho e a resolução da imagem


Depois de ter digitalizado ou importado uma imagem, convém ajustar seu tamanho.
No Photoshop, o comando Tamanho da Imagem permite ajustar as dimensões em pixels,
as dimensões de impressão e a resolução de uma imagem. No ImageReady, é possível
ajustar somente as dimensões em pixels da imagem.
Para obter ajuda sobre como redimensionar e redefinir a resolução de imagens no
Photoshop, escolha Ajuda > Redimensionar Imagem. Esse assistente interativo ajuda a
redimensionar imagens para mídia impressa ou on-line.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 69


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 70

Lembre-se de que dados de vetor e em bitmap podem produzir diferentes resultados


quando uma imagem é redimensionada. Os dados em bitmap são dependentes de
resolução. Portanto, alterar as dimensões em pixels de uma imagem bitmap pode implicar
a perda de qualidade e nitidez dessa imagem. Por outro lado, os dados de vetor são
independentes de resolução, sendo possível redimensioná-los sem perder suas arestas
bem definidas.

Exibindo informações sobre o tamanho da imagem


É possível exibir informações sobre o tamanho atual da imagem utilizando a caixa de
informações localizada na parte inferior da janela do aplicativo (Windows) ou da janela
do documento (Mac OS). (Consulte “Exibindo informações de arquivo e imagem” na
página 51.)
Para exibir o tamanho atual da imagem:
Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) Pressione a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS), posicione o ponteiro
sobre a caixa de informações do arquivo e mantenha o botão direito do mouse
pressionado. A caixa exibe a largura e a altura da imagem (em pixels e na unidade de
medida atualmente selecionada para as réguas), o número de canais e a resolução da
imagem.
• (ImageReady) Clique na caixa de informações de uma imagem e selecione Dimensões
da Imagem no menu pop-up. A caixa exibe a largura e a altura da imagem em pixels.

Sobre redefinição da resolução


Redefinição da resolução refere-se à alteração das dimensões em pixels (e, portanto, o
tamanho de exibição) de uma imagem. Quando você reduz a resolução (ou diminui o
número de pixels), informações são excluídas da imagem. Quando você aumenta a
resolução (ou aumenta o número de pixels), novos pixels são adicionados de acordo com
os valores de cor dos pixels existentes. Especifique um método de interpolação para
determinar como os pixels devem ser adicionados ou excluídos. (Consulte “Escolhendo
um método de interpolação” na página 71.)

A B C

Exemplos de redefinição da resolução:


A. Resolução reduzida B. Original C. Resolução aumentada (Pixels selecionados exibidos para
cada imagem)

Lembre-se de que redefinir a resolução pode resultar em uma imagem de qualidade


inferior. Por exemplo, ao redefinir a resolução de uma imagem para dimensões em pixels
maiores, a imagem perderá alguns detalhes e a nitidez. Aplicar o filtro Máscara de Nitidez
a uma imagem com resolução redefinida ajuda a focalizar novamente os detalhes da
imagem. (Consulte “Dando nitidez às imagens” na página 170.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 70


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 71

É possível evitar a redefinição da resolução digitalizando ou criando a imagem com uma


resolução suficientemente alta. Para visualizar os efeitos da alteração das dimensões em
pixels na tela ou as provas de impressão em diferentes resoluções, redefina a resolução de
uma cópia de seu arquivo.

Escolhendo um método de interpolação


Ao redefinir a resolução de uma imagem, um método de interpolação é utilizado para
atribuir os valores de cor a todos os novos pixels criados, de acordo com os valores de cor
dos pixels existentes na imagem. Quanto mais sofisticado for o método, mais a qualidade
e os detalhes da imagem original serão mantidos.
Na caixa de diálogo Preferências Gerais, é possível especificar um método de interpolação
padrão para utilizar sempre que for redefinir a resolução de imagens com os comandos de
transformação ou com o comando Tamanho da Imagem. Com o comando Tamanho da
Imagem, também é possível especificar um método de interpolação diferente do padrão.
Para especificar o método de interpolação padrão:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou no Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Editar > Preferências > Geral.
• (ImageReady) No Mac OS X, escolha Editar > Preferências > Geral.
2 Em Interpolação, escolha uma das seguintes opções:
• Pelo Mais Próximo (Mais Rápido) para obter um método rápido, porém menos preciso.
Esse método é recomendado para ser utilizado com ilustrações que contenham arestas
sem suavização de serrilhado, para preservar arestas sólidas e produzir um arquivo
menor. Entretanto, pode resultar em efeitos irregulares que se tornam visíveis ao
distorcer ou redimensionar uma imagem ou ao executar diversas manipulações em
uma seleção.
• (Photoshop) Bilinear para obter um método de qualidade média.
• Bicúbica (Melhor) para obter um método lento, porém mais preciso , resultando em
nuances de tons mais suaves.

Alterando as dimensões em pixels de uma imagem


Ao preparar imagens para distribuição on-line, é útil especificar o tamanho da imagem em
termos de dimensões em pixels. Lembre-se de que alterar as dimensões em pixels afeta
não somente o tamanho de uma imagem na tela, mas também a qualidade da imagem e
suas características impressas, as dimensões impressas e a resolução da imagem.
(Consulte “Sobre tamanho e resolução da imagem” na página 66.)
Para alterar as dimensões em pixels de uma imagem (Photoshop):
1 Escolha Imagem > Tamanho da Imagem.
2 Certifique-se de que a opção Redefinir a Resolução da Imagem esteja selecionada e
escolha um método de interpolação. (Consulte “Escolhendo um método de interpolação”
na página 71.)
3 Para manter proporções atuais entre a largura e a altura dos pixels, selecione Restringir
Proporções. Essa opção automaticamente atualiza a largura à medida que você altera a
altura e vice-versa.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 71


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 72

4 Em Dimensões em Pixels, insira valores para Largura e Altura. Para inserir os valores
como porcentagens das dimensões atuais, escolha Porcentagem como a unidade
de medida.
O novo tamanho do arquivo da imagem aparece na parte superior da caixa de diálogo
Tamanho da Imagem, com o tamanho anterior entre parênteses.
Para obter melhores resultados quando for produzir uma imagem menor, reduza a
resolução e aplique o filtro Máscara de Nitidez. Para produzir uma imagem maior,
digitalize novamente a imagem com uma resolução mais alta.
Para alterar as dimensões em pixels de uma imagem (ImageReady):
1 Escolha Imagem > Tamanho da Imagem.
2 Para manter as proporções atuais de altura e largura em pixels, selecione Restringir
Proporções.
3 Em Novo Tamanho, insira valores em Largura, Altura ou Porcentagem. O campo de
texto Novo Tamanho exibe o novo tamanho de arquivo da imagem.
4 Selecione um método de redefinição da resolução no menu pop-up Qualidade.
Para obter informações sobre como definir opções de ação, consulte “Gravando opções de
tamanho da imagem (ImageReady)” na página 534.

Alterando as dimensões de impressão e a resolução de uma


imagem (Photoshop)
Ao criar uma imagem para mídia impressa, é útil especificar o tamanho da imagem em
relação às dimensões impressas e à resolução da imagem. Essas duas medidas, definidas
como o tamanho do documento, determinam a contagem total de pixels e, conseqüente-
mente, o tamanho do arquivo da imagem. Além disso, o tamanho do documento também
determina o tamanho de base no qual uma imagem será inserida em outro aplicativo.
Também é possível manipular o redimensionamento da imagem impressa com o uso do
comando Imprimir com Visualização. Entretanto, as alterações efetuadas utilizando esse
comando afetarão somente a imagem impressa, mas não o tamanho do documento do
arquivo da imagem. (Consulte “Posicionando e redimensionando imagens” na
página 515.)
Se você ativar a redefinição da resolução da imagem, será possível alterar as dimensões da
impressão e a resolução de maneira independente (e alterar o número total de pixels na
imagem). Se desativar a redefinição da resolução da imagem, você poderá alterar as
dimensões ou a resolução e o Photoshop irá ajustar o outro valor automaticamente para
manter o número total de pixels. Para obter a melhor qualidade de impressão, altere as
dimensões e a resolução antes de redefinir a resolução. Em seguida, redefina a resolução
se necessário.
Para alterar as dimensões de impressão e a resolução de uma imagem:
1 Escolha Imagem > Tamanho da Imagem.
2 Altere as dimensões de impressão, a resolução da imagem ou ambas:
• Para alterar somente as dimensões de impressão ou a resolução e ajustar o número
total de pixels da imagem proporcionalmente, certifique-se de que Redefinir a
Resolução da Imagem esteja selecionada. Em seguida, escolha um método de
interpolação. (Consulte “Escolhendo um método de interpolação” na página 71.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 72


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 73

• Para alterar as dimensões de impressão e a resolução, sem alterar o número total de


pixels de uma imagem, desfaça a seleção de Redefinir a Resolução da Imagem.
3 Para manter as proporções atuais entre a largura e a altura da imagem, selecione
Restringir Proporções. Essa opção automaticamente atualiza a largura à medida que você
altera a altura e vice-versa.
4 Em Tamanho do Documento, insira novos valores para a largura e a altura. Se desejar,
escolha uma nova unidade de medida. Observe que para Largura, a opção Colunas utiliza
a largura e os tamanhos de medianiz especificados nas preferências de Unidades e
Réguas. Para obter mais informações, consulte “Utilizando colunas (Photoshop)” na
página 46.
5 Em Resolução, insira um novo valor. Se desejar, escolha uma nova unidade de medida.
Para retornar aos valores originais exibidos na caixa de diálogo Tamanho da Imagem,
mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e clique
em Restaurar.
Para visualizar o tamanho da impressão na tela:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Visualizar > Tamanho da Impressão.
• Selecione a ferramenta mão ou a ferramenta zoom e clique em Tamanho da Impressão
na barra de opções.
A ampliação da imagem é ajustada para exibir o tamanho impresso aproximado,
conforme especificado na seção Tamanho do Documento da caixa de diálogo Tamanho da
Imagem. Lembre-se de que o tamanho e a resolução de seu monitor afetam o tamanho de
impressão na tela.

Determinando uma resolução recomendada para uma imagem


(Photoshop)
Se você deseja imprimir sua imagem utilizando uma tela de meio-tom, a escala de
resoluções de imagem compatíveis depende da freqüência de tela do dispositivo de saída.
O Photoshop pode determinar a resolução recomendada para sua imagem com base na
freqüência da tela de seu dispositivo. (Consulte “Sobre tamanho e resolução da imagem”
na página 66.)
Observação: Se a resolução da imagem for 2,5 vezes maior do que o controle da tela,
uma mensagem de alerta será exibida quando você tentar imprimir a imagem. Isso
significa que a resolução da imagem é maior que o necessário para a impressora. Salve
uma cópia do arquivo e reduza a resolução.
Para determinar a resolução recomendada para uma imagem:
1 Escolha Imagem > Tamanho da Imagem.
2 Clique em Automático.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 73


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 74

3 Em Tela, insira a freqüência da tela para o dispositivo de saída. Se desejar, escolha uma
nova unidade de medida. Observe que o valor da tela é utilizado somente para calcular a
resolução da imagem e não para definir a tela para a impressão.
Importante: Para especificar o controle da tela de meio-tom para impressão, use a caixa
de diálogo Telas de Meio-Tom, acessível através do comando Imprimir com Visualização.
(Consulte “Selecionando atributos de tela de meio-tom” na página 518.)
4 Em Qualidade, selecione uma opção:
• Rascunho para produzir uma resolução igual a freqüência de tela (no mínimo 72 pixels
por polegada).
• Boa para produzir uma resolução 1,5 vezes a freqüência de tela.
• Máxima para produzir uma resolução 2 vezes a freqüência de tela.

Digitalizando imagens
Antes de digitalizar uma imagem, verifique se o software necessário para o scanner foi
instalado. Para garantir uma digitalização de alta qualidade, determine antes a resolução
da digitalização e a escala dinâmica necessárias para a imagem. Essas etapas preparatórias
também evitam que disposições de cores não desejadas sejam introduzidas pelo scanner.
Os drivers de scanner são fornecidos e têm suporte pelos fabricantes dos scanners, não
pela Adobe Systems Incorporated. Se ocorrer um problema na digitalização, verifique se
você está utilizando a versão mais recente do driver do scanner.

Importando imagens digitalizadas


É possível importar imagens digitalizadas diretamente de qualquer scanner que tenha um
módulo complementar compatível com o Adobe Photoshop ou que ofereça suporte à
interface TWAIN. Para importar a digitalização utilizando um módulo complementar,
escolha o nome do scanner no submenu > Arquivo Importar. Consulte a documentação
do scanner para obter instruções sobre como instalar o módulo complementar do
scanner. Para obter informações gerais sobre módulos complementares, consulte
“Utilizando módulos complementares” na página 61.
Se seu scanner não tiver um driver compatível com o Adobe Photoshop, importe a
digitalização utilizando a interface TWAIN. (Consulte “Importando uma imagem com a
interface TWAIN” na página 74.)
Caso não consiga importar a digitalização utilizando a interface TWAIN, utilize o software
do fabricante do scanner para digitalizar suas imagens e salve-as como arquivos TIFF, PICT
ou BMP. Em seguida, abra os arquivos no Photoshop ou ImageReady.

Importando uma imagem com a interface TWAIN


TWAIN é uma interface independente de plataforma para a obtenção de imagens
capturadas por certos scanners, câmeras digitais e utilitários para captura de imagens.
O fabricante do dispositivo TWAIN deve fornecer um Gerenciador de Origem e uma fonte
de dados TWAIN para o dispositivo trabalhar com o Photoshop e o ImageReady.
É necessário instalar o dispositivo TWAIN e seu software e reiniciar o computador antes de
poder utilizá-lo para importar imagens para o Photoshop e o ImageReady. Consulte a
documentação fornecida pelo fabricante do dispositivo para obter informações sobre a
instalação.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 74


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 75

Para importar uma imagem utilizando a interface TWAIN (Photoshop):


Escolha Arquivo > Importar e, no submenu, escolha o dispositivo que deseja utilizar.
Para importar uma imagem utilizando a interface TWAIN (ImageReady):
1 Se você estiver utilizando o dispositivo TWAIN pela primeira vez com o ImageReady,
escolha Arquivo > Importar > Seleção de TWAIN. Em seguida, selecione o dispositivo que
deseja utilizar. Não é necessário repetir essa etapa nas próximas vezes em que for utilizar o
módulo TWAIN.
Se houver mais de um dispositivo TWAIN instalado em seu sistema e você deseja trocar de
dispositivos, utilize o comando Seleção de TWAIN.
2 Para importar a imagem, escolha Arquivo > Importar > Leitura TWAIN.

Importando imagens com o suporte WIA (Windows


Image Acquisition)
Certas câmeras digitais e scanners podem ser utilizadas para importar imagens através do
Suporte WIA. Quando você utiliza o Suporte WIA, o Photoshop trabalha com Windows e
software de câmera digital ou de scanner para importar imagens diretamente para o
Photoshop.
Observação: O Suporte WIA estará disponível somente se você estiver utilizando
Windows ME ou Windows XP.
Para importar imagens de uma câmera digital utilizando o Suporte WIA:
1 Escolha Arquivo > Importar > Suporte WIA.
2 Escolha um destino no computador para salvar os arquivos de imagem.
3 Certifique-se de que a opção Abrir Imagens Adquiridas no Photoshop esteja
selecionada. Se houver muitas imagens para serem importadas ou se desejar editar as
imagens posteriormente, cancele a seleção dessa opção.
4 Certifique-se de que a opção Subpasta Exclusiva esteja selecionada se desejar salvar as
imagens importadas diretamente em uma pasta nomeada com a data atual.
5 Clique em Iniciar.
6 Selecione a câmera digital da qual deseja importar imagens.
Observação: Se o nome de sua câmera não aparecer no submenu, verifique se o software
e os drivers foram instalados corretamente e se a câmera está conectada.
7 Escolha a imagem ou imagens que deseja importar:
• Clique na imagem da lista de miniaturas para importar a imagem.
• Mantenha a tecla Shift pressionada e clique em várias imagens para importá-las ao
mesmo tempo.
• Clique em Selecionar Tudo para importar todas as imagens disponíveis.
8 Clique em Obter Imagem para importar a imagem.
Para importar imagens de um scanner, utilizando Suporte WIA:
1 Escolha Arquivo > Importar > Suporte WIA.
2 Escolha um destino no computador para salvar os arquivos de imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 75


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 76

3 Clique em Iniciar.
4 Certifique-se de que a opção Abrir Imagens Adquiridas no Photoshop esteja
selecionada. Se houver muitas imagens para serem importadas ou se desejar editar as
imagens posteriormente, cancele a seleção dessa opção.
5 Certifique-se de que a opção Subpasta Exclusiva esteja selecionada se desejar salvar as
imagens importadas diretamente em uma pasta nomeada com a data atual.
6 Selecione o scanner que deseja usar.
Observação: Se o nome de seu scanner não aparecer no submenu, verifique se o software
e os drivers foram instalados corretamente e se o scanner está conectado.
7 Escolha o tipo de imagem que deseja digitalizar:
• Figura Colorida para utilizar as configurações padrão para digitalização de imagens
coloridas.
• Figura Tons de Cinza para utilizar as configurações padrão para digitalização de
imagens em tons de cinza.
• Figura Preto-e-Branco ou Texto para utilizar as configurações padrão.
• Clique em Ajuste a Qualidade da Figura Digitalizada para utilizar as configurações
personalizadas.
8 Clique na visualização para exibir a digitalização. Recorte a digitalização se for
necessário contrair o retângulo, para que ele circunde a imagem.
9 Clique em Digitalizar.
10 A imagem digitalizada será salva no formato de arquivo .bmp.

Digitalizando com a configuração de resolução (Photoshop)


É possível determinar a resolução para a digitalização, utilizando as dimensões originais e
finais da imagem e a resolução do dispositivo de saída. Essa resolução será traduzida na
resolução da imagem quando a imagem digitalizada for aberta no Photoshop.
Para estimar a resolução da digitalização:
1 Siga um destes procedimentos:
• Em impressoras a laser e fotocompositoras, multiplique a freqüência de tela da
impressora por 2. Para determinar essa freqüência, consulte a documentação da
impressora ou o provedor de serviços.
• Em impressoras jato de tinta, consulte a documentação da impressora para obter a
melhor resolução. Muitas impressoras e dispositivos de sublimação de tinta que
imprimem diretamente em papel fotográfico têm uma ótima resolução de 300 a
400 dpi.
2 Determine a proporção entre as dimensões da imagem final e da imagem original.
Por exemplo, a proporção entre uma imagem final de 6-por 9 polegadas e uma imagem
original de 2 por 3 polegadas é 3.
3 Multiplique o resultado da etapa 1 pelo da etapa 2.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 76


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 77

Por exemplo, suponha que você esteja imprimindo em uma fotocompositora com
freqüência de tela de 85 lpi e a proporção entre a imagem final e a original seja 3.
Primeiramente, multiplique 85 (a freqüência de tela) por 2 para obter 170. Em seguida,
multiplique 170 por 3 para obter uma resolução de digitalização de 510 ppi. Se estiver
imprimindo em uma impressora jato de tinta com resolução otimizada de 300 dpi,
multiplique 300 por 3 para obter uma resolução de digitalização de 900.
Observação: Procedimentos de separação de cores diferentes podem exigir proporções
distintas entre resolução de imagem e freqüência de tela. Convém consultar seu provedor
de serviços ou a gráfica antes de digitalizar a imagem.

Digitalizando com a configuração de tamanho do arquivo


(Photoshop)
É possível criar um arquivo de teste para fazer uma estimativa do tamanho de arquivo
necessário para a saída final da digitalização.
Para calcular o tamanho do arquivo antes de digitalizar uma imagem:
1 No Photoshop, escolha Arquivo > Novo.
2 Insira a largura, a altura e a resolução para a imagem impressa final. A resolução deve
ser de 1,5 a 2 vezes a freqüência de tela a ser utilizada na impressão. Verifique se o modo a
ser utilizado na digitalização foi selecionado. Para obter mais informações, consulte “Sobre
modelos e modos de cores (Photoshop)” na página 94. A caixa de diálogo Novo exibe
o tamanho do arquivo.
Por exemplo, suponhamos que você queira que a imagem final tenha 4 polegadas de
largura e 5 polegadas de altura. Como na impressão será utilizada uma tela de 150 linhas
com uma proporção de 2:1, defina a resolução em 300. O tamanho do arquivo resultante
é 5,15 MB.
Para produzir a digitalização, insira o tamanho do arquivo resultante nas configurações do
scanner. Não se preocupe com a resolução ou as dimensões da imagem. Depois de ter
digitalizado a imagem e a importado para o Photoshop, utilize o comando Tamanho da
Imagem (com a opção Redefinir a Resolução da Imagem desmarcada) para inserir os
valores corretos de largura e altura para a imagem.

Otimizando a escala dinâmica da digitalização (Photoshop)


Lembre-se de que o olho humano pode detectar uma escala de tons mais ampla do que
aquela que pode ser impressa. Se seu scanner permitir, defina os pontos pretos e brancos
antes de digitalizar um arquivo para produzir uma escala de tons adequada e capturar
a escala dinâmica mais ampla. Em seguida, utilize as ferramentas de ajuste de cor do
Photoshop para definir os pontos pretos e brancos da imagem digitalizada.
(Consulte “3. Ajuste a escala de tons.” na página 141.)

Eliminando disposições de cores não desejadas (Photoshop)


Se sua imagem digitalizada contiver uma disposição de cores não desejada, execute um
teste simples para determinar se a disposição foi causada pelo scanner. Se for o caso,
utilize o mesmo arquivo de teste para criar uma correção da distorção de cor para todas as
imagens a serem digitalizadas por esse scanner.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 77


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 78

Para identificar e corrigir a distorção de cor causada pelo scanner:


1 Verifique se o monitor foi calibrado. (Consulte “Criando um perfil de monitor ICC” na
página 129.)
2 Abra um novo arquivo Photoshop e utilize a ferramenta degradê linear para criar
mesclagem partindo do preto puro até o branco puro.
3 Escolha Imagem > Ajustes > Posterizar e posterize a mesclagem utilizando 11 níveis.
4 Imprima um objeto cinza em forma de cunha com 11 variações em uma impressora
preto-e-branco e, em seguida, digitalize para o Photoshop.
Observação: Você também pode executar esse teste utilizando um cartão cinza neutro
18-% ou um objeto cinza em forma de cunha com 11 variações adquirido em uma loja
fotográfica.
5 Abra a paleta Informações e leia os valores RGB na tela para cada nível de cinza. Valores
R, G e B não uniformes indicam uma distorção de cor.
6 Utilize Níveis ou Curvas para corrigir a distorção de cor e salve as configurações da caixa
de diálogo. (Consulte “4. Ajuste o equilíbrio das cores.” na página 142.)
7 Abra a imagem digitalizada que deseja corrigir, abra novamente a caixa de diálogo
utilizada para corrigir a distorção na etapa 6 e carregue as configurações salvas.

Criando novas imagens


O comando Novo permite criar uma imagem em branco.
Para criar uma nova imagem:
1 Siga um destes procedimentos:
• Para basear as dimensões e a resolução da imagem (Photoshop) no conteúdo da Área
de Transferência, escolha Arquivo > Novo. Se a Área de Transferência não contiver
dados da imagem, as dimensões e a resolução da imagem terão como base a última
imagem criada.
• (Photoshop) Para basear o tamanho da imagem nas dimensões e na resolução padrão
ou nas últimas configurações inseridas, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option
(Mac OS) pressionada ao escolher Arquivo > Novo.
2 Se desejar, digite o nome da imagem e defina a largura e a altura.
(Photoshop) Para que os valores de altura e largura da nova imagem correspondam
aos valores de qualquer imagem aberta, escolha um nome de arquivo na seção
inferior do menu Janela.
3 (Photoshop) Defina a resolução e o modo. Para obter mais informações, consulte
“Sobre tamanho e resolução da imagem” na página 66 e “Sobre modelos e modos de
cores (Photoshop)” na página 94.
4 Selecione uma opção para o conteúdo da camada do plano de fundo (Photoshop) ou
da primeira camada (ImageReady) da imagem:
• Branco para preencher o plano de fundo ou a primeira camada com branco, a cor
padrão do plano de fundo.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 78


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 79

• Cor do Plano de Fundo para preencher o plano de fundo ou a primeira camada com a
cor do plano de fundo atual. (Consulte “Escolhendo cores do primeiro plano e do plano
de fundo” na página 281.)
• Transparente para tornar a primeira camada transparente, sem valores de cor.
O documento resultante terá uma única camada transparente como conteúdo.

Abrindo e importando imagens


É possível abrir e importar imagens em diversos formatos de arquivos. Os formatos
disponíveis aparecem em Arquivos do Tipo, na caixa de diálogo Abrir, na caixa de diálogo
Abrir Como (Windows) ou no submenu Importar. (Consulte “Sobre formatos de arquivo”
na página 494.)
Observação: O Photoshop e o ImageReady utilizam módulos complementares para abrir
e importar vários formatos de arquivo. Se o formato de arquivo não aparecer na caixa de
diálogo Abrir ou no submenu Arquivo > Importar, será necessário instalar o módulo
complementar do formato. (Consulte “Utilizando módulos complementares” na
página 61.)

Abrindo arquivos
É possível abrir arquivos utilizando os comandos Abrir e Abrir Recente. No Photoshop,
também é possível abrir arquivos utilizando o Localizador de Arquivo. Para obter mais
informações, consulte “Utilizando o Localizador de Arquivos (Photoshop)” na página 85.
Podem existir situações em que o Photoshop não poderá determinar o formato correto de
um arquivo. Por exemplo, a transferência de arquivo entre o Mac OS e o Windows pode
fazer com que o formato seja identificado de forma incorreta. Nesse caso, é necessário
especificar o formato correto no qual o arquivo será aberto.
Para abrir um arquivo utilizando o comando Abrir:
1 Escolha Arquivo > Abrir.
2 Selecione o nome do arquivo que deseja abrir. Se o arquivo não aparecer, selecione a
opção para mostrar todos os arquivos no menu pop-up Arquivos do Tipo (Windows) ou
Mostrar (Mac OS).
3 (Mac OS) Clique em Mostrar Visualização para visualizar o arquivo selecionado. Essa
opção requer a extensão Apple QuickTime.
Observação: As visualizações serão exibidas mais rapidamente se forem salvas com o
arquivo. No Photoshop, selecione Salvar Sempre para Visualizações da Imagem nas
Preferências de Manipulação de Arquivo para sempre salvar uma visualização. Selecione
Perguntar Quando Salvar para salvar as visualizações em arquivos de maneira individual.
4 Clique em Abrir. Em alguns casos, é exibida uma caixa de diálogo para definir as opções
específicas para o formato. (Consulte “Abrindo e importando arquivos PDF” na página 80
and “Abrindo a arte-final PostScript” na página 82.)
Observação: Se uma mensagem de advertência de perfil de cores for exibida, especifique
se deseja converter os pixels com base no perfil de cores do arquivo. (Consulte
“Especificando as diretrizes de gerenciamento de cores” na página 119.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 79


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 80

Para abrir um arquivo utilizado recentemente:


Escolha Arquivo > Abrir Recente e selecione um arquivo no submenu.
Para especificar o número de arquivos que estão disponíveis no submenu Abrir
Recente:
1 Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) No Windows ou no Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências >
Manipulação de Arquivo.
• (Photoshop) No Mac OS X, escolha Editar > Preferências > Manipulação de Arquivo.
• (ImageReady) No Windows ou no Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• (ImageReady) No Mac OS X, escolha Editar > Preferências > Geral.
2 Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) Insira um número na caixa de texto Lista de Arquivos Recentes Contém.
• (ImageReady) Insira um número na caixa de texto Arquivos Recentes.
Para especificar o formato com o qual abrir um arquivo (Photoshop):
Siga um destes procedimentos:
• (Windows) Escolha Arquivo > Abrir Como e selecione o arquivo que deseja abrir. Em
seguida, escolha o formato desejado no menu pop-up Abrir Como e clique em Abrir.
• (Mac OS) Escolha Arquivo > Abrir e selecione Todos os Documentos no menu pop-up
Mostrar. Em seguida, selecione o arquivo que deseja abrir, escolha o formato de arquivo
desejado no menu pop-up Formato e clique em Abrir.
Importante: Se o arquivo não abrir, talvez o formato escolhido não corresponda ao
verdadeiro formato ou o arquivo pode estar danificado.

Abrindo e importando arquivos PDF


Portable Document Format (PDF) é um formato de arquivo versátil para representar tanto
dados em bitmap como de vetor e pode conter busca eletrônica de documentos e
recursos de navegação. PDF é o principal formato do Adobe Illustrator e do Adobe
Acrobat. Para obter mais informações sobre o formato PDF, consulte “PDF” na página 497.
Alguns arquivos PDF contêm uma única imagem. Outros arquivos PDF (denominados
arquivos PDF Genéricos) podem conter várias páginas e imagens. Ao abrir um arquivo PDF
Genérico, é possível escolher a página que será aberta e especificar opções de conversão
em bitmap. Se desejar abrir uma imagem (contra uma página) a partir de um arquivo PDF,
utilize o comando Arquivo > Importar > Imagem PDF.
É possível também importar dados PDF para o Photoshop ou o ImageReady, utilizando os
comandos Inserir e Colar, além do recurso de arrastar-e-soltar. (Consulte “Inserindo
arquivos” na página 87, “Utilizando arrastar-e-soltar para copiar entre aplicativos” na
página 186 e “Utilizando a Área de Transferência para copiar entre aplicativos” na
página 186.)
Para abrir um arquivo PDF:
1 Escolha Arquivo > Abrir.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 80


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 81

2 Selecione o nome do arquivo e clique em Abrir. É possível alterar a exibição dos tipos de
arquivos ao selecionar uma opção no menu pop-up Arquivos do Tipo (Windows) ou
Mostrar (Mac OS).
3 Se estiver abrindo um arquivo PDF Genérico, siga um destes procedimentos:
• Se o arquivo contiver várias páginas, selecione a página que deseja abrir.
• Indique as dimensões, a resolução e o modo desejados. Se o arquivo tiver um perfil ICC
incorporado e a opção Preservar Perfis Incorporados estiver selecionada para Diretrizes
de Gerenciamento de Cores na caixa de diálogo Configurações de Cores, será possível
escolher o perfil no menu pop-up Modo.
• Selecione Restringir Proporções para manter a mesma proporção entre altura e largura.
• Selecione Suavização de Serrilhado para minimizar a aparência irregular das arestas da
arte-final depois de ter sido convertida em bitmap.
Para importar imagens de um arquivo PDF:
1 Escolha Arquivo > Importar > Imagem PDF, selecione o arquivo do qual deseja importar
as imagens e clique em Abrir.
2 Selecione a imagem que deseja abrir:
• Para abrir uma imagem específica, selecione-a e clique em OK. É possível utilizar as
setas para rolar pelas imagens ou clicar em Ir para Imagem para inserir um número de
imagem.
• Para abrir cada imagem como um arquivo separado, clique em Importar Todas as
Imagens.
Pressione Esc para cancelar a operação de importar antes que todas as imagens sejam
importadas.
Para criar um novo arquivo do Photoshop para cada página de um arquivo PDF de
várias páginas (Photoshop):
1 Escolha Arquivo > Automatizar > PDF Multipáginas para PSD.
2 Em PDF de Origem, clique no botão Escolher e selecione o arquivo a partir do qual
serão importadas as imagens.
3 Em Intervalo de Página, especifique um intervalo de páginas para importar.
4 Em Opções de Saída, especifique uma resolução, escolha um modo de cor e defina a
opção Serrilhado Suavizado para converter em bitmap cada página do arquivo PDF. (Para
mesclar os pixels das arestas durante a conversão, selecione a opção Serrilhado Suavizado.
Para produzir uma transição de arestas sólidas entre os pixels das arestas durante a
conversão, cancele a seleção da opção Serrilhado Suavizado.)
5 Em Destino, digite um nome de base para os arquivos gerados. (Quando o Photoshop
cria os novos arquivos, o nome de base é anexado ao número correspondente ao número
da página do arquivo PDF.) Em seguida, clique no botão Escolher e selecione o local no
qual deseja salvar os arquivos gerados.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 81


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 82

Abrindo a arte-final PostScript


Encapsulated PostScript® (EPS) pode representar dados em bitmap e de vetor, tendo
suporte em praticamente todos os programas gráficos, de ilustração e de layout de
página. Os aplicativos da Adobe que produzem arte-final PostScript incluem o Adobe
Illustrator, o Adobe Dimensions e o Adobe Streamline. Ao abrir um arquivo EPS contendo
arte vetorial, ele é convertido em bitmap—as linhas e curvas definidas matematicamente
da arte-final vetorial são convertidas em pixels ou bits de uma imagem bitmap.
É possível também importar arte-final PostScript para o Photoshop ou ImageReady,
utilizando os comandos Inserir e Colar, além do recurso de arrastar-e-soltar. (Consulte
“Inserindo arquivos” na página 87, “Utilizando arrastar-e-soltar para copiar entre
aplicativos” na página 186 e “Utilizando a Área de Transferência para copiar entre
aplicativos” na página 186.)
Para abrir um arquivo EPS:
1 Escolha Arquivo > Abrir.
2 Selecione o arquivo que deseja abrir e clique em Abrir.
3 Indique as dimensões, a resolução e o modo desejados. Para manter a mesma
proporção entre a altura e a largura, selecione Restringir Proporções.
4 Selecione Suavização de Serrilhado para minimizar a aparência irregular das arestas da
arte-final depois de ter sido convertida em bitmap.

Desativando a suavização de serrilhado para arquivos PDF e EPS


(ImageReady)
A opção PostScript de Suavização de Serrilhado remove as arestas irregulares de uma
seleção colada ou inserida ao fazer uma transição sutil entre as arestas da seleção e os
pixels adjacentes. Desativar essa opção produz uma transição de arestas sólidas entre os
pixels—e, conseqüentemente, a aparência de arestas irregulares—quando a arte-final
vetorial for convertida em bitmap.
Observação: No Photoshop, é possível cancelar a seleção da opção Suavização de
Serrilhado ao abrir ou inserir um arquivo PDF ou EPS.
Para desativar a opção PostScript de Suavização de Serrilhado:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou no Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• No Mac OS X, escolha ImageReady > Preferências > Geral.
2 Desfaça a seleção da opção PostScript com Suavização de Serrilhado. Isso poderá
reduzir o tempo de importação o arquivo.

Abrindo arquivos Photo CD


É possível abrir arquivos Kodak® Photo CD™ (PCD), incluindo arquivos de alta resolução dos
discos Pro Photo CD.
Observação: Não é possível salvar arquivos em formato PCD no Photoshop ou
ImageReady.
Para abrir um arquivo Photo CD:
1 Escolha Arquivo > Abrir.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 82


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 83

2 Selecione o arquivo PCD que deseja abrir e clique em Abrir. Se o arquivo não aparecer,
selecione a opção para mostrar todos os arquivos no menu Arquivos do Tipo (Windows)
ou Mostrar (Mac OS).
3 Selecione as opções para a imagem de origem:
• Tamanho do Pixel para especificar as dimensões em pixels da imagem. Lembre-se de
que o tamanho na tela da imagem aberta depende do tamanho dos pixels e da
resolução escolhidos. (Consulte “Sobre tamanho e resolução da imagem” na
página 66.)
• Perfil para especificar um perfil de dispositivo para o gerenciamento de cores. (Consulte
“Sobre o gerenciamento de cores” na página 111.)
4 Selecione as opções para a imagem de destino:
• Resolução para especificar a resolução da imagem aberta.
• Espaço de Cor para especificar o perfil de cor da imagem aberta. (Consulte “Sobre o
gerenciamento de cores” na página 111.)
• Horizontal ou Vertical para especificar a orientação da imagem aberta.

Abrindo arquivos Raw (Photoshop)


O formato Raw foi desenvolvido para acomodar as imagens salvas em formatos não
documentados, como aquelas criadas por aplicativos científicos. Arquivos compactados,
como PICT e GIF, não podem ser abertos utilizando esse formato.
Para abrir um arquivo utilizando o formato Raw:
1 Escolha Arquivo > Abrir ou Arquivo > Abrir Como (Windows).
2 Escolha Raw na lista de formatos de arquivo e clique em Abrir.
3 Em Largura e Altura, insira valores para as dimensões do arquivo.
4 Para reverter a ordem da largura e altura, clique em Trocar.
5 Insira o número de canais.
6 Selecione Entrelaçados se o arquivo tiver sido salvo com uma opção de dados
entrelaçados.
7 Selecione uma profundidade de cores e, se necessário, uma ordem de bytes.
8 Em Cabeçalho, insira um valor.
9 Caso estejam faltando as dimensões ou os valores de cabeçalho, o Photoshop pode
fazer uma estimativa dos parâmetros. Insira os valores corretos de altura e largura para
fazer uma estimativa do tamanho do cabeçalho ou insira o valor correto do tamanho do
cabeçalho para fazer uma estimativa da altura e largura. Clique em Estimar.
10 Para que o Photoshop preserve o cabeçalho ao salvar o arquivo, selecione Manter
ao Salvar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 83


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 84

Importando arquivos PICT com suavização de serrilhado


(Mac OS)
Escolha Arquivo > Importar > PICT com Suavização de Serrilhado para importar arquivos
PICT orientados por objeto (como os criados com MacDraw e Canvas) como imagens com
arestas suavizadas ou com suavização de serrilhado. Como o arquivo PICT inteiro deve ser
mantido na memória para esse módulo funcionar, não é possível utilizar o módulo com
arquivos PICT grandes.
A caixa de diálogo PICT com Suavização de Serrilhado indica o tamanho e as dimensões
do arquivo atual. Para alterar as dimensões da imagem, insira novos valores em Largura e
Altura. Em seguida, o tamanho do arquivo é atualizado. Para manter as proporções da
imagem, selecione Restringir Proporções.
É possível escolher os modos de cor RGB ou Tons de Cinza para um arquivo PICT com
suavização de serrilhado.

Importando recursos PICT (Mac OS)


O módulo Recurso PICT permite ler os recursos PICT a partir de um arquivo — por
exemplo, de outro aplicativo. Para abrir um recurso PICT, escolha Arquivo > Importar >
Recurso PICT.
Para visualizar um recurso, clique em Visualizar. Clique nos botões de seta para avançar e
recuar nos recursos. Observe que o número exibido em Recurso é referente à posição do
recurso, em ordem crescente, no registro do recurso e não ao número de identificação do
recurso.
Observação: No Photoshop, também é possível abrir um arquivo no formato Recurso
PICT ao escolher Arquivo > Abrir, selecionar Todos os Documentos no menu pop-up
Mostrar, selecionar o arquivo que deseja abrir, escolher Recurso PICT no menu pop-up
Formatar e clicar em Abrir. Entretanto, o comando Abrir abre automaticamente o primeiro
recurso no arquivo e não exibe os outros recursos PICT do arquivo.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 84


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 85

Utilizando o Localizador de Arquivos (Photoshop)


O Localizador de Arquivo permite visualizar, classificar e processar arquivos de imagem.
É possível utilizar o Localizador de Arquivo para executar tarefas, como criar novas pastas,
renomear, mover e excluir arquivos e girar imagens. Você também pode visualizar
informações de arquivos individuais e dados importados de sua câmera digital.

C D E

O Localizador de Arquivo do Photoshop:


A. Informações do arquivo B. Menu da paleta Localizador de Arquivo C. Menu pop-up Informações
do arquivo D. Menu pop-up Classificar Por E. Menu pop-up Visualizar Por

Exibindo o Localizador de Arquivo Escolha Arquivo > Procurar ou Janela > Localizador
de Arquivo. Por padrão, o Localizador de Arquivo é exibido no compartimento de paletas.
Para exibi-lo em uma janela distinta, escolha Mostrar em Janela Separada no menu da
paleta. Para obter mais informações sobre como utilizar paletas no compartimento de
paletas, consulte “Utilizando a paleta seca (Photoshop)” na página 28.
Utilizando o menu da paleta Localizador de Arquivo Clique no triângulo, no canto
superior direito da paleta, para acessar comandos para trabalhar com camadas. Se a paleta
estiver encaixada no compartimento de paletas, clique no triângulo na guia da paleta.
Navegando no Localizador de Arquivo Clique duas vezes na pasta para visualizar o
conteúdo correspondente. Para mostrar ou ocultar pastas no lado direito da paleta,
escolha Mostrar Pastas no menu da paleta. Uma marca de seleção indica se as pastas estão
sendo mostradas.
Alterando a exibição de arquivos Escolha uma opção de exibição de miniaturas no
menu da paleta ou clique no menu pop-up Visualizar Por, localizado na parte inferior do
Localizador de Arquivo, e escolha uma opção de exibição.
Classificando arquivos Clique no menu pop-up Classificar Por, na parte inferior do
Localizador de Arquivo, e escolha uma opção de classificação.
Classificando arquivos Classificar permite controlar manualmente a ordem de
classificação dos arquivos. Para especificar uma classificação, escolha a opção de exibição
Miniatura Grande com Classificação, clique no campo Classificação, digite uma letra e
pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS). Como alternativa, clique com o botão
direito (Windows) ou com o botão Control (Mac OS) em uma miniatura e escolha uma
classificação no menu de contexto.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 85


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 86

Observação: Para classificar vários arquivos, selecione diversas miniaturas e, em seguida,


escolha uma classificação no menu de contexto.
Exibindo informações do arquivo Clique no menu pop-up Informações do Arquivo,
localizado na parte inferior do Localizador de Arquivo, e selecione uma das seguintes
opções: Tudo para visualizar todas as informações da imagem em relação a um arquivo; ou
EXIF para visualizar as informações da imagem importadas de sua câmera digital. Para
obter mais informações, consulte “Adicionando informações sobre arquivos (Photoshop)”
na página 500.
Selecionando e cancelando seleção de arquivos No lado direito da paleta, clique em
uma miniatura para selecionar o arquivo ou clique com a tecla Shift pressionada para
selecionar vários arquivos. Para selecionar todos os arquivos na pasta atual, escolha
Selecionar Tudo no menu da paleta. Para cancelar a seleção de todos os arquivos, escolha
Desfazer Seleção de Tudo no menu da paleta.
Abrindo arquivos Selecione os arquivos que deseja abrir e siga um destes procedi-
mentos: selecione um arquivo e pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS); clique
duas vezes no arquivo selecionado; arraste os arquivos selecionados para fora do
Localizador de Arquivo; ou escolha Abrir no menu da paleta.
Ao encaixar o Localizador de Arquivo no compartimento de paletas, clicar duas vezes em
um arquivo ou selecioná-lo e pressionar Enter (Windows) ou Return (Mac OS) abrirá a
imagem e fechará o Localizador de Arquivo. Para manter o Localizador de Arquivo aberto,
mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada enquanto você clica
duas vezes no arquivo, pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS).
Renomeando arquivos e pastas No lado direito da paleta, clique em um nome de
arquivo ou de pasta ou selecione um arquivo ou uma pasta e escolha Renomear no menu
da paleta. Em seguida, digite um novo nome e pressione Enter (Windows) ou Return
(Mac OS).
Observação: Para mover para o próximo nome de arquivo, pressione Tab. Para mover
para o nome de arquivo anterior, pressione Shift+Tab.
Renomeando arquivos em lotes Para renomear todos os arquivos de uma pasta,
verifique se nenhum deles está selecionado. Para renomear um subconjunto de arquivos
em uma pasta, selecione os arquivos que deseja renomear. Em seguida, escolha Renomear
Lote no menu da paleta e defina as seguintes opções:
• Em Pasta de Destino, selecione o local onde deseja inserir os arquivos renomeados: na
mesma pasta ou em outra. Se selecionar Mover para Nova Pasta, clique em Procurar
para selecionar uma pasta diferente.
• Em Nomenclatura de Arquivo, escolha elementos no menu pop-up ou digite texto nos
campos. Os elementos e o texto especificados serão combinados para criar o novo
nome de arquivo.
• Em Compatibilidade, selecione os sistemas operacionais com os quais deseja que os
arquivos renomeados sejam compatíveis. O sistema operacional atual é selecionado
por padrão, e a seleção correspondente não pode ser cancelada.
Excluindo arquivos Selecione os arquivos que deseja excluir e siga um destes
procedimentos: clique no botão Lixo, arraste os arquivos para esse botão , pressione a
tecla Delete ou escolha Excluir no menu da paleta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 86


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 87

Criando novas pastas Escolha Nova Pasta no menu da paleta, digite um nome e
pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS).
Movendo e copiando arquivos Para mover um arquivo, arraste-o para uma pasta
diferente. Para copiar um arquivo, arraste-o para uma pasta diferente com a tecla Alt
(Windows) ou Option (Mac OS) pressionada.
Girando imagens Selecione um ou mais arquivos e siga um destes procedimentos:
escolha uma opção de rotação no menu da paleta; clique no botão Girar para girar as
imagens 90 graus no sentido horário; ou clique no botão Girar com a tecla Alt (Windows)
ou Option (Mac OS) pressionada para girar as imagens 90 graus no sentido anti-horário.
Atualizando a exibição Quando você renomeia um arquivo, a ordem deles no
Localizador de Arquivo não é automaticamente atualizada. Para atualizar a exibição,
escolha Atualizar Exibição da Área de Trabalho no menu da paleta. Fechar e reabrir
o Localizador de Arquivo também atualiza a exibição.
Exibindo arquivos no Windows Explorer ou Mac OS Finder Escolha Revelar Local no
Explorer (Windows) ou Revelar Local no Finder (Mac OS) no menu da paleta.
Descartando o cache O cache armazena informações da miniatura e do arquivo para
tornar o tempo de carregamento mais rápido quando você retorna a uma pasta
visualizada enteriormente. Para descartar o cache e o espaço livre em disco, escolha
Descartar Cache no menu da paleta.
Observação: Descartar o cache exclui as informações sobre classificação e miniatura.
Exportando o cache Exportar o cache possibilita a gravação do CD sem ter de gerar
miniaturas. Para exportar o cache, escolha Exportar Cache no menu da paleta. O cache é
exportado para a pasta atual no Localizador de Arquivo.

Inserindo arquivos
É possível utilizar o comando Arquivo > Inserir para adicionar a arte-final a uma nova
camada da imagem. No Photoshop, você pode inserir arquivos PDF, Adobe Illustrator e
EPS. No ImageReady, é possível inserir arquivos em qualquer formato aceito, com exceção
dos arquivos (PSD) do Photoshop com imagens CMYK.
Ao inserir um arquivo PDF, Adobe Illustrator ou EPS, ele será convertido em bitmap. Não é
possível editar texto ou dados de vetor em uma arte-final inserida. Lembre-se de que a
arte-final será convertida em bitmap na resolução do arquivo no qual ela está inserida.
Para inserir um arquivo PDF, Adobe Illustrator ou EPS (Photoshop):
1 Abra a imagem do Photoshop na qual você deseja inserir a arte-final.
2 Escolha Arquivo > Inserir, selecione o arquivo que deseja inserir e clique em Inserir.
3 Se você estiver inserindo um arquivo PDF com várias páginas, selecione a página que
deseja inserir na caixa de diálogo fornecida e clique em OK.
A arte-final inserida aparece dentro de uma caixa delimitadora na parte central da
imagem do Photoshop. A arte-final mantém sua proporção de aspecto original.
Entretanto, se ela for maior que a imagem do Photoshop, será redimensionada.
4 Se desejar, reposicione a arte-final inserida seguindo um ou mais destes
procedimentos:
• Posicione o ponteiro dentro da caixa delimitadora da arte-final inserida e arraste.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 87


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 88

• Na barra de opções, insira um valor para X para especificar a distância entre o ponto
central da arte-final inserida e a aresta esquerda da imagem. Insira um valor para Y para
especificar a distância entre o ponto central da arte-final inserida e a aresta superior da
imagem.
• Para ajustar o ponto de centro da arte-final inserida, arraste esse ponto para um novo
local ou clique em uma alça no ícone do ponto de centro , na barra de opções.
5 Se desejar, redimensione a arte-final inserida seguindo um ou mais destes
procedimentos:
• Arraste uma das alças dos vértices ou das laterais da caixa delimitadora. Mantenha a
tecla Shift pressionada à medida que arrasta a alça do vértice para restringir as
proporções.
• Na barra de opções, insira valores para A e L para especificar a altura e a largura da
arte-final. Por padrão, essas opções representam a escala como uma porcentagem.
Entretanto, é possível inserir outra unidade de medida. Para restringir as proporções da
arte-final, clique no ícone Manter as Proporções ; a opção estará ativada quando
o ícone contiver um plano de fundo branco.
6 Se desejar, gire a arte-final inserida seguindo um ou mais destes procedimentos:
• Posicione o ponteiro fora da caixa delimitadora da arte-final inserida (o ponteiro se
transforma em uma seta curva) e arraste.
• Na barra de opções, insira um valor (em graus) para a opção Girar .
A arte-final é girada em torno do ponto de centro da arte-final inserida. Para ajustar o
ponto de centro, arraste-o para um novo local ou clique em uma alça no ícone Ponto de
Referência na barra de opções.
7 Se desejar, incline a arte-final inserida mantendo a tecla Ctrl (Windows) ou Command
(Mac OS) pressionada ao arrastar uma alça lateral da caixa delimitadora.
8 Defina a opção Suavização de Serrilhado na barra de opções conforme desejado. Para
mesclar os pixels das arestas durante a conversão, selecione a opção Suavização de
Serrilhado. Para produzir uma transição de arestas sólidas entre os pixels das arestas
durante a conversão, desfaça a seleção dessa opção.
9 Para confirmar a arte-final para uma nova camada, siga um destes procedimentos:
• Clique no botão OK na barra de opções.
• Pressione Enter ou Return.
Para cancelar a inserção, clique no botão Cancelar , na barra de opções, ou
pressione Esc.
Para inserir um arquivo (ImageReady):
1 Abra a imagem do ImageReady na qual deseja inserir o arquivo.
2 Escolha Arquivo > Inserir, selecione o arquivo que deseja inserir e clique em Abrir.
3 Selecione opções de deslocamento:
• No menu pop-up Horizontal, escolha uma opção para inserir o arquivo horizontalmente
em relação à imagem. Na caixa de texto Pixels, insira o número de pixels para deslocar a
imagem inserida horizontalmente.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 88


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 89

• No menu pop-up Vertical, escolha uma opção para inserir o arquivo verticalmente em
relação à imagem. Na caixa de texto Pixels, insira o número de pixels para deslocar a
imagem inserida verticalmente.
Observação: Para inserir um número negativo (e deslocar o arquivo inserido para a
esquerda ou para baixo da imagem), digite um hífen (-) antes do número.
4 Clique em OK.
5 Se estiver inserindo um arquivo PDF com várias páginas, selecione a página que deseja
inserir e clique em OK.
6 Se estiver inserindo um arquivo PDF ou EPS, selecione as opções de Converter em
Bitmap e clique em OK:
• Digite valores de Largura e Altura em Tamanho da Imagem.
• Selecione Suavização de Serrilhado para minimizar a aparência irregular das arestas da
arte-final depois de ter sido convertida em bitmap.
• Selecione Manter as Proporções para manter a mesma proporção entre altura e largura.

Gerenciando arquivos com WebDAV (Photoshop)


O Photoshop oferece suporte à tecnologia de servidor Web Distributed Authoring and
Versioning (WebDAV). Com o uso dessa tecnologia, é possível se conectar facilmente a um
servidor WebDAV, carregar e fazer download de arquivos, bloquear arquivos para que
outras pessoas não possam trabalhar ao mesmo tempo que você e inserir arquivos
adicionais (denominados ativos) no servidor. Utilize um servidor WebDAV para trabalhar
em um ambiente de cooperação, sem se preocupar com arquivos que possam ser
acidentalmente sobrescritos ou com a perda de atualizações.

Sobre gerenciamento de grupo de trabalho


Ao trabalhar em um ambiente de cooperação, os usuários precisam compartilhar
arquivos. O processo de passar arquivos de um colaborador para outro envolve o trabalho
com um fluxo de trabalho. O controle do processo—para que apenas uma pessoa possa
editar o arquivo em um determinado momento—é denominado gerenciamento do grupo
de trabalho.
Um servidor WebDAV fornece o gerenciamento do grupo de trabalho pela Web. Quando
um arquivo é gerenciado por um servidor WebDAV, vários usuários podem fazer o
download de cópias do arquivo, mas somente um usuário por vez pode fazer o check out
do arquivo. O usuário que faz o check out do arquivo pode compartilhar seu trabalho com
outros usuários ao atualizar o arquivo no servidor. Entretanto, outros usuários não podem
alterar o arquivo gerenciado até que seja feito o check in. Esse sistema de check out/check
in permite que vários usuários acessem o mesmo arquivo, ao mesmo tempo que evita que
um usuário sobrescreva o trabalho do outro.

Introdução ao gerenciamento do grupo de trabalho


Para utilizar os recursos de gerenciamento do grupo de trabalho no Photoshop, é
necessário fazer a conexão a um servidor WebDAV. É possível encontrar informações
detalhadas e as últimas novidades sobre o WebDAV no site www.webdav.org.
Importante: O software firewall pode interferir no processo de conexão com um servidor
WebDAV. Verifique com o administrador do sistema ou consulte a documentação do

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 89


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 90

software firewall para obter informações sobre as opções de configuração para acessar
servidores externos.
Você também pode definir preferências para determinar se deseja ou não que o menu
pop-up Grupo de Trabalho seja exibido, bem como determinar o comportamento
padrão para fazer check-out e atualizar os arquivos.
Para configurar um servidor a ser utilizado com o Photoshop:
1 Escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Servidores de Grupo de Trabalho.
2 Especifique uma pasta na qual deseja armazenar cópias locais de arquivos gerenciados.
Para alterar o local padrão, clique em Escolher e especifique uma pasta diferente. Clique
em Mostrar para localizar a pasta no Windows Explorer ou no Mac OS Finder.
Observação: O caminho escolhido aqui é utilizado para todos os servidores que deseja
adicionar. Alterar esse caminho não muda a localização de arquivos nos servidores
existentes.
3 Selecione o servidor WebDAV a ser utilizado ou siga um destes procedimentos:
• Para adicionar um novo servidor à lista, clique em Novo Servidor, especifique um
apelido e um URL exclusivos do servidor e clique em OK.
• Para editar um servidor na lista, clique em Editar Servidor. Para visualizar a pasta em que
as cópias locais de arquivos gerenciados estão armazenadas, clique em Opções
Avançadas e depois em Mostrar.
• Para remover um servidor da lista, clique em Remover e, em seguida, clique em OK na
mensagem de advertência.
4 Clique em Concluído.
Para definir preferências de gerenciamento do grupo de trabalho:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e no Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Manipulação de Arquivo.
• No Mac OS X, escolha Editar > Preferências > Manipulação de Arquivo.
2 Siga um destes procedimentos:
• Para mostrar o menu pop-up Grupo de Trabalho na parte inferior da janela do
aplicativo (Windows) ou da janela do documento (Mac OS), selecione Ativar a
Funcionalidade do Grupo de Trabalho.
• Para ocultar o menu pop-up Grupo de Trabalho, cancele a seleção da opção Ativar a
Funcionalidade do Grupo de Trabalho.
3 Selecione uma das seguintes opções para Retirar do Servidor:
• Nunca para abrir uma cópia local do arquivo sem exibir a caixa de diálogo e sem
retirar o arquivo.
• Sempre para fazer automaticamente o check out do arquivo ao abri-lo.
• Perguntar para exibir uma caixa de diálogo ao abrir um arquivo no qual não foi feito o
check out.
4 Selecione uma das seguintes opções para Atualizar a Partir do Servidor:
• Nunca para abrir a cópia local do arquivo sem exibir uma caixa de diálogo e sem fazer o
download da última versão do arquivo a partir do servidor.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 90


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 91

• Sempre para fazer o download automático da última versão do arquivo a partir


do servidor.
• Perguntar para exibir uma caixa de diálogo perguntando se você deseja fazer
download da última versão.

Ativando e desativando servidores WebDAV


Diferentes servidores WebDAV possuem requisitos de autenticação também diferentes.
Alguns servidores exigem que você insira um nome de usuário e uma senha para cada
transação. Outros servidores exigem apenas uma autenticação por sessão. Quando a caixa
de diálogo Autenticação aparecer, digite seu nome de usuário e sua senha.
Para desativar todos os servidores WebDAV:
Escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Desativar Todos os Servidores.

Abrindo arquivos gerenciados


Para visualizar um arquivo gerenciado, abra uma cópia do arquivo a partir de um servidor
WebDAV. O comando Arquivo > Grupo de Trabalho > Abrir cria uma cópia local do arquivo
em sua unidade de disco rígido.
Depois de ter uma cópia local do arquivo, você pode revertê-lo para a versão do arquivo
do servidor (para arquivos feitos check-out) ou atualizá-lo com as alterações do arquivo do
servidor (para arquivos que não foi feito check-out). Reverter e atualizar
permanentemente descarta todas as alterações feitas no arquivo.
Para abrir um arquivo gerenciado:
1 Escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Abrir.
2 Selecione um servidor, um diretório e o arquivo que deseja abrir.
3 Siga um destes procedimentos:
• Clique em Retirar se desejar abrir e retirar ao mesmo tempo. (Consulte “Retirando e
devolvendo arquivos” na página 92.)
• Clique em Abrir se desejar abrir uma cópia local sem retirar.
Para reverter um arquivo retirado para a versão do servidor:
1 Abra a cópia local do arquivo.
2 Siga um destes procedimentos:
• Escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Reverter.
• Escolha Reverter no menu pop-up Grupo de Trabalho, na parte inferior da janela do
aplicativo (Windows) ou da janela do documento (Mac OS).
Para atualizar um arquivo não retirado da versão do servidor:
1 Abra a cópia local do arquivo.
2 Siga um destes procedimentos:
• Escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Atualizar.
• Escolha Atualizar no menu pop-up Grupo de Trabalho .

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 91


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 92

Retirando e devolvendo arquivos


Retirar um arquivo evita que outros usuários alterem o arquivo no servidor WebDAV. Ao
terminar de executar as edições, retire o arquivo para atualizar suas alterações para o
servidor e liberar o bloqueio do arquivo gerenciado.
Para retirar um arquivo:
Siga um destes procedimentos:
• Para retirar o arquivo que já está aberto, escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Retirar.
Como alternativa, escolha Retirar no menu pop-up Grupo de Trabalho, na parte
inferior da janela do aplicativo (Windows) ou da janela do documento (Mac OS).
• Para abrir e retirar um arquivo ao mesmo tempo, escolha Arquivo > Grupo de
Trabalho > Abrir. Em seguida, localize e selecione o arquivo e clique em Retirar.
(Consulte “Abrindo arquivos gerenciados” na página 91.)
Para verificar se um arquivo local está disponível para retirar:
1 Abra a cópia do arquivo.
2 Escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Verificar Estado ou escolha Verificar Estado no
menu pop-up Grupo de Trabalho.
Para devolver um arquivo:
Siga um destes procedimentos:
• Para devolver o arquivo e atualizar as alterações para o servidor, escolha Arquivo >
Grupo de Trabalho > Devolver. Com alternativa, escolha Devolver no menu pop-up
Grupo de Trabalho.
• Para devolver o arquivo sem atualizar as alterações no servidor, escolha Arquivo >
Grupo de Trabalho > Cancelar Retirada. Como alternativa, escolha Cancelar Retirada
no menu pop-up Grupo de trabalho.

Salvando alterações no servidor


Quando tiver sido retirado um arquivo, é possível salvar as alterações para o arquivo
gerenciado no servidor. Esse recurso permite compartilhar seu trabalho com outros
usuários sem precisar desbloquear o arquivo.
Para salvar as alterações no servidor:
1 Abra a cópia local do arquivo.
2 Siga um destes procedimentos:
• Escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Salvar.
• Escolha Salvar no menu pop-up Grupo de Trabalho, na parte inferior da janela do
aplicativo (Windows) ou da janela do documento (Mac OS).

Adicionando arquivos ao servidor


Adicionar um arquivo a um servidor WebDAV inicia o gerenciamento do grupo de
trabalho do arquivo: em outras palavras, você cria um arquivo gerenciado ao adicioná-lo
ao servidor.
Para adicionar um arquivo a um servidor WebDAV:
1 Abra o arquivo que deseja adicionar ao servidor.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 92


Ajuda do Adobe Photoshop Adquirindo Imagens no Photoshop e no ImageReady

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 93

2 Siga um destes procedimentos:


• Escolha Arquivo > Grupo de Trabalho > Salvar Como.
• Escolha Salvar Como no menu pop-up Grupo de Trabalho, na parte inferior da janela
do aplicativo (Windows) ou da janela do documento (Mac OS).
3 Escolha um servidor no menu pop-up e localize o diretório no qual deseja salvar o
arquivo.
4 Digite um nome de arquivo na caixa de texto Nome e escolha um formato no menu
pop-up Formato.
Observação: Certifique-se de ter especificado uma extensão de arquivo se o download for
feito a partir de um computador com o sistema operacional Windows.
5 Para fazer o check out do arquivo, selecione Manter Check Out Neste Arquivo
para Edição.
6 Clique em Salvar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 93


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 94

Trabalhando com Cores


Sobre modelos e modos de cores (Photoshop)
Um modo de cores determina o modelo de cores utilizado para exibir e imprimir imagens.
O Photoshop baseia seus modos de cores em modelos estabelecidos para descrever e
reproduzir cores. Modelos comuns incluem HSB (matiz, saturação, brilho), RGB (vermelho,
verde, azul), CMYK (ciano, magenta, amarelo, preto) e CIE L*a*b*. O Photoshop também
inclui modos para saídas de cores especializadas, como Cores Indexadas e Duotônico.
O ImageReady utiliza o modo RGB para trabalhar com imagens.
Além de determinarem o número de cores que pode ser exibido em uma imagem, os
modos de cores afetam o número de canais e o tamanho do arquivo de uma imagem.
É possível ajustar a paleta Informações para que você possa selecionar qualquer
ferramenta, posicionar o ponteiro sobre qualquer parte de uma imagem e determinar
o valor das cores sob o ponteiro. Personalize a paleta Informações e os classificadores de
cores para expressar os valores das cores utilizando os modos HSB, RGB, CMYK, Lab ou
Tons de Cinza sem alterar o modo da própria imagem. (Consulte “Visualizando os valores
de cor dos pixels (Photoshop)” na página 146 e o procedimento para alterar as opções da
paleta Informações em “Utilizando a paleta Informações (Photoshop)” na página 33.)

Modelo HSB
Baseado na percepção humana das cores, o modelo HSB descreve três de suas
características fundamentais:
• Matiz é a cor refletida de um objeto ou transmitida por meio dele. É medido como um
local no disco de cores padrão, expresso como um grau entre 0° e 360°. Normalmente, o
matiz é identificado pelo nome da cor, como vermelho, laranja ou verde.
• Saturação, às vezes chamada de croma, é a intensidade ou pureza da cor. Representa a
quantidade de cinza em proporção ao matiz, medida como uma porcentagem de 0%
(cinza) a 100% (completamente saturado). No disco de cores padrão, a saturação
aumenta do centro para a aresta.
• Brilho é a luminosidade ou o escuro relativo da cor, normalmente medido como uma
porcentagem de 0% (preto) a 100% (branco).

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 94


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 95

Embora seja possível utilizar o modelo HSB no Photoshop para definir uma cor na paleta
Cor ou na caixa de diálogo Seletor de Cores, não existe modo HSB disponível para criar e
editar imagens.

A
B

C
D

Modelo HSM:
A. Saturação B. Matiz C. Luminosidade D. Todos os matizes

Modelo RGB
Uma grande porcentagem do espectro visível pode ser representada ao misturar a luz
colorida de vermelho, verde e azul (RGB) em várias proporções e intensidades. Onde as
cores são sobrepostas, elas criam ciano, magenta, amarelo e branco.
Como as cores RGB se combinam para criar o branco, elas também são chamadas de cores
aditivas. O branco é criado pela união de todas as cores, isto é, todos os comprimentos de
onda visíveis são transmitidos de volta ao olho. Cores aditivas são utilizadas para
iluminação, vídeo e monitores. Seu monitor, por exemplo, produz cores emitindo luz por
meio de fósforos vermelhos, verdes e azuis.

Cores aditivas (RGB)

Modo RGB
O modo RGB do Photoshop utiliza o modelo RGB, atribuindo um valor de intensidade para
cada pixel, variando de 0 (preto) a 255 (branco) para cada um dos componentes de RGB
em uma imagem colorida. Por exemplo, uma cor de vermelho vivo pode ter um valor de
vermelho de 246, um valor de verde de 20 e um valor de azul de 50. Quando os valores dos
três componentes são iguais, o resultado é um tom de cinza neutro. Quando o valor de
todos os componentes é 255, o resultado é branco puro e, quando o valor é 0, preto puro.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 95


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 96

As imagens RGB utilizam três cores, ou canais, para reproduzir até 16,7 milhões de cores
na tela. Os três canais convertem em 24 (8 x 3) bits de informações de cores por pixel.
(Em imagens de 16 bits por canal, isso é convertido em 48 bits por pixel, com a habilidade
de reproduzir muito mais cores.) Além de ser o modo padrão para novas imagens do
Photoshop, o modelo RGB é utilizado por monitores de computador para exibir cores.
Isso significa que, ao trabalhar em modos de cores que não sejam RGB, como o CMYK,
o Photoshop utiliza o modo RGB para exibição na tela.
Embora o RGB seja um modelo de cores padrão, a escala exata de cores representadas
pode variar, dependendo do aplicativo ou dispositivo de exibição. O modo RGB do
Photoshop varia de acordo com a configuração do espaço de trabalho especificada na
caixa de diálogo Configurações de Cores. (Consulte “Sobre os espaços de trabalho” na
página 115.)

Modelo CMYK
O modelo CMYK é baseado na qualidade de absorver luz de tinta impressa no papel.
Como a luz branca incide sobre as tintas translúcidas, certos comprimentos de onda
visíveis são absorvidos, enquanto outros são refletidos de volta aos seus olhos.
Na teoria, pigmentos puros de ciano (C), magenta (M) e amarelo (Y) devem ser combi-
nados para absorver toda a luz e produzir preto. Por essa razão, essas cores são chamadas
de cores subtrativas. Como as tintas de impressão contêm algumas impurezas, essas três
tintas, na verdade, produzem um marrom escuro e devem ser combinadas com tinta preta
(K) para produzir um preto verdadeiro. (Usa-se K em vez de B para evitar a confusão com
azul.) A operação de combinar essas tintas para reproduzir cores é chamada de impressão
em processo de quatro cores.
As cores subtrativas (CMY) e aditivas (RGB) são cores complementares. Cada par de cores
subtrativas cria uma cor aditiva e vice-versa.

Cores subtrativas (CMYK)

Modo CMYK
No modo CMYK do Photoshop, é atribuído a cada pixel um valor de porcentagem para
cada tinta do processo. Às cores mais claras (realce) são atribuídas pequenas porcen-
tagens de cores das tintas do processo e às mais escuras (sombra), porcentagens mais
altas. Por exemplo, um vermelho vivo pode conter 2% de ciano, 93% de magenta, 90% de
amarelo e 0% de preto. Em imagens CMYK, o branco puro é criado quando os quatro
componentes possuem valores de 0%.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 96


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 97

Utilize o modo CMYK ao preparar uma imagem para ser impressa com cores de processo.
Converter uma imagem RGB em CMYK cria uma separação de cores. Se você começar com
uma imagem RGB, convém editar primeiro e, em seguida, converter em CMYK. No modo
RGB, é possível utilizar os comandos de Configuração de Prova para simular os efeitos de
uma conversão em CMYK sem alterar os dados da imagem real. (Consulte “Efetuando a
prova eletrônica de cores” na página 124.) Também é possível utilizar o modo CMYK para
trabalhar diretamente com imagens CMYK digitalizadas ou importadas de sistemas
sofisticados.
Embora o CMYK seja um modelo de cores padrão, a escala exata de cores representadas
pode variar, dependendo da prensa e das condições de impressão. O modo CMYK do
Photoshop varia de acordo com a configuração do espaço de trabalho especificada na
caixa de diálogo Configurações de Cores. (Consulte “Sobre os espaços de trabalho” na
página 115.)

Modelo L*a*b
O modelo de cores L*a*b é baseado no modelo proposto pela Commission Internationale
d’Eclairage (CIE) em 1931 como um padrão internacional para medição de cores. Em 1976,
esse modelo foi aprimorado e nomeado CIE L*a*b.
Cores L*a*b foram desenvolvidas para serem independentes de dispositivo, criando cores
consistentes sem levar em consideração o dispositivo (como monitor, impressora,
computador ou scanner) utilizado para a criação ou saída da imagem.
Uma cor L*a*b consiste em um componente de luminescência ou luminosidade (L) e dois
componentes cromáticos: o componente a (de verde a vermelho) e o componente b (de
azul a amarelo).

Modelo L*a*b:
A. Luminescência=100 (branco) B. Componente verde a vermelho C. Componente azul a
amarelo D. Luminescência=0 (preto)

Modo Lab
No Photoshop, o modo Lab (os asteriscos são retirados do nome) possui um componente
de luminosidade (L) que pode variar de 0 a 100. No seletor de cores, os componentes a
(eixo verde-vermelho) e b (eixo azul-amarelo) podem variar de +128 a –128. Na paleta de
cores, os componentes a e b podem variar de +120 a –120.
É possível utilizar o modo Lab para trabalhar com imagens Photo CD, editar a lumines-
cência e os valores de cor em uma imagem de maneira independente, mover imagens
entre sistemas e imprimir em impressoras PostScript Nível 2 e Nível 3. Para imprimir
imagens Lab em outros dispositivos de cores PostScript, converta primeiro em CMYK.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 97


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 98

Cores Lab é o modelo de cores intermediárias que o Photoshop utiliza ao converter de um


modo de cores para outro.

Modo Bitmap
Esse modo utiliza um entre dois valores de cor (preto ou branco) para representar os pixels
em uma imagem. Imagens no modo Bitmap são chamadas de imagens de 1 bit de bitmap
porque possuem uma profundidade de bits de 1. (Consulte “Especificando a exibição de
cores de 8 bits (Photoshop)” na página 100.)

Modo Tons de Cinza


Esse modo utiliza até 256 tons de cinza. Cada pixel de uma imagem em tons de cinza
possui um valor de brilho que varia de 0 (preto) a 255 (branco). Os valores de tons de cinza
também podem ser medidos como porcentagens de cobertura de tinta preta (0% é igual
a branco, 100%, a preto). As imagens obtidas utilizando scanners preto e branco ou em
tons de cinza geralmente são exibidas no modo Tons de Cinza.
Embora Tons de Cinza seja um modelo de cores padrão, a escala exata de cinzas
representados pode variar, dependendo das condições de impressão. No Photoshop, o
modo Tons de Cinza utiliza a escala definida pela configuração do espaço de trabalho
especificada na caixa de diálogo Configurações de Cores. (Consulte “Sobre os espaços de
trabalho” na página 115.)
Estas orientações se aplicam à conversão de imagens para e a partir do modo Tons
de Cinza:
• É possível converter em tons de cinza imagens coloridas e no modo Bitmap.
• Para converter uma imagem colorida em uma imagem em tons de cinza de alta
qualidade, o Photoshop descarta todas as informações de cores da imagem original.
Os níveis de cinza (tons) dos pixels convertidos representam a luminosidade dos pixels
originais.
É possível misturar informações dos canais de cores para criar um canal de tons de
cinza personalizado, utilizando o comando Misturador de Canais.
• Ao converter tons de cinza em RGB, os valores de cor para um pixel baseiam-se no valor
de cinza anterior. Uma imagem em tons de cinza também pode ser convertida em
CMYK (para criar quadritônicos de cores de processo sem converter no modo
Duotônico) ou em uma imagem Lab colorida.

Modo Duotônico
Esse modo cria imagens em tons de cinza duotônicas (duas cores), tritônicas (três cores) e
quadritônicas (quatro cores), utilizando de duas a quatro tintas personalizadas. (Consulte
“Imprimindo duotônicos” na página 524.)

Modo Cores Indexadas


Esse modo utiliza no máximo 256 cores. Ao converter em cores indexadas, o Photoshop
cria uma tabela de busca de cores (CLUT), que armazena e indexa as cores na imagem.
Se uma cor na imagem original não aparece na tabela, o programa escolhe a mais próxima
ou simula a cor utilizando as cores disponíveis.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 98


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 99

Ao limitar a paleta de cores, as cores indexadas podem reduzir o tamanho do arquivo,


mantendo a qualidade visual—por exemplo, para um aplicativo de animação multimídia
ou uma página da Web. A edição limitada está disponível nesse modo. Em caso de uma
edição extensiva, é necessário converter temporariamente para o modo RGB. (Consulte
“Convertendo em cores indexadas (Photoshop)” na página 107.)

Modo Multicanal
Esse modo utiliza 256 níveis de cinza em cada canal. As imagens Multicanal são úteis para
impressão especializada.
Estas orientações se aplicam à conversão de imagens para o modo Multicanal:
• Os canais na imagem original tornam-se canais de cor spot na imagem convertida.
• Ao converter uma imagem colorida em multicanal, as novas informações de tons de
cinza baseiam-se nos valores de cor dos pixels em cada canal.
• Converter uma imagem CMYK em multicanal cria canais de spot ciano, magenta,
amarelo e preto.
• Converter uma imagem RGB em multicanal cria canais de spot ciano, magenta e
amarelo.
• Excluir um canal de uma imagem RGB, CMYK ou Lab converte automaticamente a
imagem para o modo Multicanal. (Consulte “Sobre canais de cores” na página 102 para
obter mais informações sobre canais.)
• Para exportar uma imagem multicanal, salve-a no formato Photoshop DCS 2.0.

Gamuts de cores (Photoshop)


Um gamut é a escala de cores que um sistema de cores pode exibir ou imprimir.
O espectro de cores visto pelo olho humano é maior que o gamut disponível em
qualquer modelo de cores.
Entre os modelos de cores utilizados no Photoshop, o modelo L*a*b apresenta o gamut
mais amplo, englobando todas as cores dos gamuts de RGB e CMYK. Em geral, o gamut de
RGB contém um subconjunto de cores que podem ser visualizadas em um monitor de
computador ou de televisão (que emite luz vermelha, verde e azul). Dessa maneira,
algumas cores, como ciano ou amarelo puros, não podem ser exibidas com precisão em
um monitor.
Os gamuts de CMYK são menores, consistindo somente em cores que podem ser
impressas utilizando tintas de cores de processo. Quando as cores que não podem ser
impressas são exibidas na tela, elas são conhecidas como cores fora do gamut, isto é, fora
do gamut de CMYK. (Consulte “Identificando cores fora do gamut (Photoshop)” na
página 148.)
Importante: O gamut para uma imagem RGB ou CMYK depende do perfil do documento
correspondente. (Consulte “Sobre o gerenciamento de cores” na página 111.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 99


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 100

Gamuts de cores:
A. Gamut de cores Lab B. Gamut de cores RGB C. Gamut de cores CMYK

Ajustando a exibição do monitor


Embora o modelo de cores RGB utilizado por monitores de computador seja capaz de
exibir grande parte do espectro visível, o sistema de vídeo que envia dados a um deter-
minado monitor muitas vezes limita a maneira como várias cores podem ser exibidas de
uma só vez. Ao compreender como dados de cor são medidos em arquivos digitais e na
tela, é possível ajustar melhor as configurações de exibição de cores para compensar as
limitações de seu sistema de vídeo.

Especificando a exibição de cores de 8 bits (Photoshop)


Quando estiver trabalhando com um sistema de exibição que suporte cores de 8 bits, o
monitor exibirá somente 256 cores diferentes de uma vez. Como resultado, o Adobe
Photoshop utiliza uma técnica conhecida como pontilhamento para misturar os pixels de
cores disponíveis e, dessa maneira, simular cores não disponíveis no momento.
Observação: A maioria dos monitores é capaz de exibir cores de 24 bits. Para obter os
melhores resultados, evite utilizar o modo de exibição de 8 bits ao editar imagens
coloridas.
Por padrão, o Adobe Photoshop utiliza o pontilhamento por padrão, que pode resultar em
um modelo diferente de áreas mais escuras ou mais claras na imagem. Por outro lado, o
pontilhamento por difusão elimina esse modelo diferente utilizando os pixels adjacentes
na mistura da cor de pixels. Entretanto, o pontilhamento por difusão pode causar
inconsistências visuais quando somente parte de uma tela é redesenhada à medida que
você rola, edita ou pinta. Lembre-se de que os efeitos de pontilhamento aparecem
somente na tela, e não na impressão.
Para selecionar uma opção de exibição de cor:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Tela e Cursores.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Tela e Cursores.
2 Selecione Utilizar Pontilhamento por Difusão para minimizar os padrões de
pontilhamento produzidos pelo pontilhamento.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 100


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 101

Tornando exibições de visualização mais rápidas (Photoshop)


A opção da preferência Utilizar Duplicação de Pixels acelera a visualização dos efeitos de
uma ferramenta ou de um comando, duplicando temporariamente o tamanho dos pixels
(dividindo a resolução pela metade) na visualização. Essa opção não afeta os pixels do
arquivo; simplesmente permite visualizações mais rápidas com as ferramentas e os
comandos.
Para acelerar visualizações:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Tela e Cursores.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Tela e Cursores.
2 Selecione Utilizar Duplicação de Pixels e clique em OK.

Ajustando a exibição de cores para variações em plataformas


diferentes
A exibição de cores RGB em um monitor de computador varia com o sistema operacional
utilizado pelo computador. Por exemplo, uma imagem parece mais escura em um sistema
Windows que em um computador Mac OS (porque o espaço de cores RGB padrão é mais
escuro no Windows do que no Mac OS). Os comandos de Visualizar do ImageReady
permitem compensar as diferenças em plataformas diversas na exibição de cores RGB
durante a visualização da imagem. No Photoshop, é possível simular as diferenças nas
plataformas diversas utilizando os comandos Macintosh RGB, Windows RGB e Monitor
RGB no menu Visualizar > Configuração de Prova. (Consulte “Efetuando a prova eletrônica
de cores” na página 124.)
Além disso, a exibição de cores RGB pode variar entre o Photoshop e o ImageReady.
No Photoshop, você pode selecionar entre diversos espaços de cores RGB ao editar
imagens. Como resultado, imagens criadas no Photoshop podem usar um espaço de cores
RGB diferente do espaço de cores RGB padrão utilizado pelo ImageReady. É possível
ajustar a exibição de cores RGB durante a visualização da imagem para compensar as
diferenças entre o Photoshop e o ImageReady.
Para ajustar a exibição de cores RGB para variações em diferentes plataformas
(ImageReady):
Escolha Visualizar > Visualizar e escolha uma opção para ajustar a exibição de cores:
• Cor Desbalanceada (a opção padrão) para visualizar a imagem sem ajuste de cores.
• Cor Padrão do Macintosh (Windows) para visualizar a imagem com as cores ajustadas e
simular o monitor padrão do Macintosh.
• Cor Padrão do Windows (Mac OS) para visualizar a imagem com as cores ajustadas e
simular o monitor padrão do Windows.
Observação: Essas opções ajustam apenas a exibição de cores. Nenhuma alteração é
efetuada nos pixels da imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 101


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 102

Para ajustar a exibição de cores RGB para corresponder à exibição de cores do


Photoshop (ImageReady):
Escolha Visualizar > Visualizar > Utilizar Perfil de Cor Incorporado.
Observação: Para utilizar o comando Utilizar Perfil de Cor Incorporado no ImageReady, é
necessário salvar a imagem original, com o perfil de cor incorporado, no Photoshop.

Canais e profundidade de bits (Photoshop)


Um conhecimento prático de canais de cores e profundidade de bits é a chave para
compreender como o Photoshop armazena e exibe informações de cores nas imagens.

Sobre canais de cores


Todas as imagens do Adobe Photoshop possuem um ou mais canais, cada um armaze-
nando informações sobre elementos de cores da imagem. O número de canais de cores
padrão em uma imagem depende de seu modo de cores. Por exemplo, uma imagem
CMYK possui pelo menos quatro canais, um para cada informação de ciano, magenta,
amarelo e preto. Imagine que um canal seja equivalente a uma chapa no processo de
impressão, com uma chapa separada aplicando cada camada de cor.
Além desses canais de cores padrão, canais extras, chamados de canais alfa, podem ser
adicionados a uma imagem para armazenar e editar seleções como máscaras, e canais de
cor spot podem ser acrescentados para adicionar chapas de cor spot para impressão.
(Consulte “Armazenando máscaras em canais alfa” na página 305 e “Adicionando cores
spot (Photoshop)” na página 296.)
Uma imagem pode ter até 24 canais. Por padrão, imagens no modo Bitmap, em tons de
cinza, duotônicas e de cores indexadas possuem um canal. Imagens RGB e Lab possuem
três canais e imagens CMYK possuem quatro. É possível adicionar canais a todos os tipos
de imagens, exceto aquelas em modo Bitmap.

Sobre profundidade de bits


Profundidade de bits—também chamada de profundidade de pixels ou de cores—mede
a quantidade de informação de cores disponível para exibir ou imprimir cada pixel em
uma imagem. Maior profundidade de bits (mais bits de informação por pixel) significa
mais cores disponíveis e uma representação de cores mais precisa na imagem digital. Por
exemplo, um pixel com profundidade de bits igual a 1 possui dois valores possíveis: preto
e branco. Um pixel com profundidade de bits igual a 8 possui 2 8 ou 256 valores possíveis.
E um pixel com profundidade de bits igual a 24 possui 224 ou aproximadamente
16 milhões de valores possíveis. Os valores comuns de profundidade de bits variam de
1 a 64 bits por pixel.
Na maioria dos casos, imagens Lab, RGB, em tons de cinza e CMYK possuem 8 bits de
dados por canal de cor. Isso é convertido em uma profundidade de bits em Lab de 24 bits
(8 bits x 3 canais), uma profundidade de bits em RGB de 24 bits (8 bits x 3 canais), uma
profundidade de bits em tons de cinza de 8 bits (8 bits x 1 canal) e uma profundidade
de bits em CMYK de 32 bits (8 bits x 4 canais). O Photoshop também pode ler e importar
imagens Lab, RGB, CMYK e em tons de cinza que contenham 16 bits de dados por
canal de cor.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 102


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 103

Convertendo entre profundidades de bits


Uma imagem de 16 bits por canal oferece distinções mais precisas na cor, mas pode ter
duas vezes o tamanho do arquivo de uma imagem de 8 bits por canal. Além disso,
somente as ferramentas e os comandos a seguir do Photoshop estão disponíveis para
imagens de 16 bits por canal:
• As ferramentas letreiro, laço, corte demarcado, medir, zoom, mão, caneta, conta-gotas,
pincel do histórico, fatia, classificador de cores e carimbo, as ferramentas recuperação
do pincel e correção, bem como as ferramentas caneta e forma (para desenhar
somente demarcadores de trabalho).
• Os comandos Duplicar, Difusão, Modificar, Níveis, Níveis Automáticos, Contraste
Automático, Cor Automática, Curvas, Histograma, Matiz/Saturação, Brilho/Contraste,
Equilíbrio de Cores, Equalizar, Inverter, Misturador de Canais, Mapa de Degradê,
Tamanho da Imagem, Tamanho da Tela de Pintura, Transformar Seleção e Rotacionar
Tela de Pintura, e um conjunto limitado de filtros. (Consulte “Utilizando filtros” na
página 350.)
Para aproveitar ao máximo os recursos do Photoshop, você pode converter uma imagem
de 16 bits por canal em uma-imagem de 8 bits por canal.
Para converter entre 8 bits por canal e 16 bits por canal:
1 Para converter em uma imagem de 16 bits por canal, primeiro achate a imagem.
(Consulte “Achatando todas as camadas” na página 321.)
2 Escolha Imagem > Modo > 16 Bits/Canal ou 8 Bits/Canal.

Convertendo entre modos de cores (Photoshop)


Quando você escolhe um modo de cores diferente para uma imagem, os valores de cores
da imagem são permanentemente alterados. Por exemplo, ao converter uma imagem RGB
para o modo CMYK, os valores de cores RGB fora do gamut de CMYK (definido pela
configuração do espaço de trabalho CMYK na caixa de diálogo Configurações de Cores)
são ajustados para se enquadrarem ao gamut. Conseqüentemente, antes de converter
imagens, convém proceder da seguinte maneira:
• Faça quantas edições forem possíveis no modo original da imagem (geralmente RGB,
na maioria dos scanners, ou CMYK, em scanners de tambor tradicionais ou se for uma
imagem importada de um sistema Scitex).
• Salve uma cópia de backup antes de converter. Certifique-se de salvar uma cópia da
imagem que inclua todas as camadas para editar a versão original da imagem após a
conversão.
• Achate o arquivo antes de convertê-lo. A interação de cores entre modos de mesclagem
de camadas muda quando o modo é alterado.
Para converter uma imagem para outro modo:
Escolha Imagem > Modo e o modo desejado no submenu. Os modos não disponíveis para
a imagem ativa aparecem esmaecidos no menu.
As imagens são achatadas quando convertidas para o modo Multicanal, Bitmap ou Cores
Indexadas, porque esses modos não suportam camadas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 103


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 104

Convertendo entre os modos Tons de Cinza e Bitmap


(Photoshop)
Converter uma imagem em modo Bitmap reduz a imagem a duas cores, simplificando de
maneira significativa as informações de cores da imagem e reduzindo seu tamanho de
arquivo. Para converter uma imagem para o modo Bitmap, é necessário primeiro
convertê-la para o modo Tons de Cinza. Isso remove as informações de matiz e saturação
dos pixels e deixa apenas os valores de brilho. Entretanto, como existem poucas opções de
edição disponíveis para as imagens no modo Bitmap, convém normalmente editar a
imagem no modo Tons de Cinza e, em seguida, convertê-la.
Lembre-se de que uma imagem no modo Bitmap editada no modo Tons de Cinza pode
não ter a mesma aparência quando voltar ao modo Bitmap. Por exemplo, imagine um
pixel preto no modo Bitmap que, em seguida, é editado para um tom de cinza no modo
Tons de Cinza. Se o valor de cinza do pixel for claro o suficiente, ele se tornará branco
quando voltar ao modo Bitmap.

Fazendo conversões nos modos Tons de Cinza e Bitmap


Consulte as seguintes instruções para converter imagens entre os modos Tons de Cinza e
Bitmap.
Para converter uma imagem em modo Bitmap:
1 Siga um destes procedimentos:
• Se a imagem for colorida, escolha Imagem > Modo > Tons de Cinza. Em seguida,
escolha Imagem > Modo > Bitmap.
• Se a imagem for em tons de cinza, escolha Imagem > Modo > Bitmap.
2 Em Saída, insira um valor para a resolução de saída da imagem no modo Bitmap e
escolha uma unidade de medida. Por padrão, a resolução da imagem atual aparece como
a resolução de entrada e saída.
3 Selecione um dos seguintes métodos de conversão em bitmap:
• 50% Limiar, Pontilhamento por Padrão ou Pontilhamento por Difusão para utilizar um
método de conversão predefinido. (Consulte “Especificando métodos de conversão em
Bitmap predefinidos” na página 105.)
• Tela de Meio-Tom para simular a aparência dos pontos de meio-tom na imagem
convertida. (Consulte “Especificando telas de meio-tom para-imagens no modo
Bitmap” na página 105.)
• Padrão Personalizado para simular a aparência de uma tela de meio-tom personalizada
na imagem convertida. (Consulte “Especificando telas de meio-tom personalizadas
para imagens no-modo Bitmap” na página 106.)
Para converter uma imagem no modo Bitmap em tons de cinza:
1 Escolha Imagem > Modo > Tons de Cinza.
2 Insira um valor entre 1 e 16 para a proporção de tamanho.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 104


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 105

A proporção de tamanho é o fator de redução do tamanho da imagem. Por exemplo, para


reduzir uma imagem em tons de cinza em 50%, insira 2 para a proporção do tamanho.
Se você inserir um número maior que 1, o programa calcula a média de vários pixels da
imagem no modo Bitmap para produzir um único pixel na imagem em tons de cinza. Esse
processo permite criar vários tons de cinza a partir de uma imagem digitalizada em um
scanner de 1 bit.

Especificando métodos de conversão em Bitmap predefinidos


As opções de conversão predefinidas na caixa de diálogo Bitmap determinam a qualidade
da imagem convertida.
50% Limiar Converte pixels com valores de cinza acima do nível médio (128) em branco
e abaixo, em preto. O resultado é uma representação em preto e branco, com um
contraste muito alto, da imagem.
Pontilhamento por Padrão Converte uma imagem, organizando os níveis de cinza em
configurações geométricas de pontos pretos e brancos.
Pontilhamento por Difusão Converte uma imagem utilizando um processo de difusão
por erro, iniciando no pixel do canto superior esquerdo da imagem. Se o valor do pixel
estiver acima do cinza médio (128), o pixel será alterado para branco — se abaixo, para
preto. Como o pixel original raramente é branco ou preto puro, é inevitável a introdução
de um erro. Esse erro é transferido para os pixels adjacentes e difundido por toda a
imagem, resultando em uma textura granulosa semelhante a um filme. Essa opção é útil
para visualizar imagens em uma tela em preto e branco.

Imagem original em tons de cinza e método de conversão com 50% Limiar

Métodos de conversão com Pontilhamento por Padrão e Pontilhamento por Difusão

Especificando telas de meio-tom para-imagens no modo Bitmap


A opção Tela de Meio-Tom na caixa de diálogo Bitmap permite converter uma imagem em
tons de cinza em pontos de meio-tom simulados.
Importante: A tela de meio-tom torna-se parte de uma imagem. Se você imprimir a
imagem em uma impressora de meio-tom, ela será impressa com a tela de meio-tom
escolhida, além da tela da impressora. Em algumas impressoras, o resultado
provavelmente será um padrão moiré na imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 105


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 106

Para especificar a tela de meio-tom para uma imagem no modo Bitmap:


1 Escolha Imagem > Modo > Bitmap.
2 Clique em Tela de Meio-Tom e, em seguida, clique em OK.
3 Em Freqüência, insira um valor para a freqüência da tela e escolha uma unidade de
medida. Os valores podem variar de 1 a 999 para linhas por polegada e de 0,400 a 400 para
linhas por centímetro. É possível inserir valores decimais.
A freqüência da tela especifica o controle da tela de meio-tom em linhas por polegada
(lpi). A freqüência depende do papel e do tipo de prensa utilizados na impressão. Jornais
normalmente utilizam uma tela de 85 linhas. Revistas utilizam telas de resolução mais
altas, como 133 lpi e 150 lpi. Informe-se com sua gráfica para obter freqüências de tela
corretas.
4 Insira um valor em graus para o ângulo da tela de –180 a +180.
O ângulo da tela refere-se à orientação da tela. Telas de meio-tom em preto e branco e de
tons contínuos normalmente utilizam um ângulo de 45°.
5 Em Forma, escolha a forma do ponto desejada.

Imagem original em tons de cinza e conversão em Tela de Meio-Tom: 53 lpi, ângulo de 45°, ponto
arredondado

É possível salvar e reutilizar as configurações de tela de meio-tom utilizando os botões


Salvar e Carregar na caixa de diálogo Tela de Meio-Tom.

Especificando telas de meio-tom personalizadas para imagens


no-modo Bitmap
A opção Padrão Personalizado da caixa de diálogo Bitmap simula o efeito de imprimir uma
imagem em tons de cinza por uma tela de meio-tom personalizada. Esse método permite
aplicar uma textura de tela, como veios de madeira, a uma imagem. Para utilizar essa
opção, é necessário primeiro definir um padrão. (Consulte “Preenchendo e traçando
seleções e camadas” na página 272.)
É possível criar um padrão que represente a textura desejada e, em seguida, dividir a
imagem em tons de cinza para aplicar a textura. Para cobrir toda a imagem, o padrão deve
ser tão grande quanto a imagem. Caso contrário, o padrão será colocado lado a lado.
Por exemplo, se você aplicar um padrão de 1 por 1 polegada a uma imagem de 4 por
4 polegadas, o padrão aparecerá como 16 quadrados. O Adobe Photoshop inclui vários
padrões para aplicar lado a lado automaticamente que podem ser utilizados como
padrões de tela de meio-tom. (Consulte o procedimento para utilizar um padrão a partir
da pasta Padrões PostScript em “Preenchendo e traçando seleções e camadas” na
página 272.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 106


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 107

Como a opção Padrão Personalizado simula cores escuras e claras, tornando o padrão de
meio-tom mais grosso e mais fino, convém escolher um padrão que ofereça variações de
espessura, normalmente com uma variedade de tons de cinza.
Para preparar um padrão para conversão em preto e branco, converta primeiro a
imagem em tons de cinza e, em seguida, aplique o filtro Desfoque Maior várias vezes.
Essa técnica de desfoque cria linhas grossas que se estreitam do cinza escuro ao branco.

Convertendo em cores indexadas (Photoshop)


Converter em cores indexadas reduz o número de cores da imagem para no máximo
256—o número padrão de cores suportadas pelos formatos GIF e PNG-8 e vários
aplicativos de multimídia. Essa conversão reduz o tamanho do arquivo, pois exclui
informações de cor da imagem.
Para converter em cores indexadas, é necessário iniciar com uma imagem em tons de
cinza ou RGB.
Para converter uma imagem em tons de cinza ou RGB em cores indexadas:
1 Escolha Imagem > Modo > Cores Indexadas.
Observação: Todas as camadas visíveis serão achatadas; qualquer camada oculta será
descartada.
No caso de imagens em tons de cinza, a conversão acontece automaticamente. No caso
de imagens RGB, é exibida a caixa de diálogo Cores Indexadas.
2 Selecione a caixa de diálogo Visualizar Cores Indexadas para exibir uma visualização
das alterações.
3 Especifique as opções de conversão. (Consulte “Opções de conversão para imagens de
cores indexadas (Photoshop)” na página 107.)

Opções de conversão para imagens de cores indexadas


(Photoshop)
Ao converter uma imagem RGB em cores indexadas, é possível especificar um número de
opções de conversão na caixa de diálogo Cores Indexadas.

Tipos de paletas
Vários tipos de paletas estão disponíveis para converter uma imagem em cores indexadas.
Com as opções Perceptual, Seletivo e Adaptável, é possível escolher entre utilizar uma
paleta local com base nas cores da imagem atual ou uma paleta mestre criada no
ImageReady. (Consulte “Utilizando paletas principal (ImageReady)” na página 478.)
Exata Cria uma paleta, utilizando as cores exatas que aparecem na imagem RGB — uma
opção disponível somente se a imagem utiliza 256 cores ou menos. Como a paleta da
imagem contém todas as cores da imagem, não ocorre pontilhamento.
Sistema (Mac OS) Utiliza a paleta padrão de 8 bits do Mac OS, que se baseia em uma
amostra uniforme de cores RGB.
Sistema (Windows) Utiliza a paleta padrão de 8 bits do sistema Windows, que se baseia
em uma amostra uniforme de cores RGB.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 107


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 108

Web Utiliza a paleta de 216 cores que navegadores da Web, independentemente da


plataforma, utilizam para exibir imagens em um monitor limitado a 256 cores. Essa paleta
é um subconjunto da paleta de 8 bits do Mac OS. Utilize essa opção para evitar o pontilha-
mento do navegador ao visualizar imagens em uma exibição de monitor limitada a
256 cores.
Uniforme Cria uma paleta obtendo amostras de cores de maneira uniforme a partir do
cubo de cores RGB. Por exemplo, se o Photoshop escolhe 6 níveis, espaçados de maneira
uniforme, das cores vermelha, verde e azul, a combinação produz uma paleta uniforme de
216 cores (6 ao cubo = 6 x 6 x 6 = 216). O número total de cores exibidas em uma imagem
corresponde ao cubo perfeito mais próximo (8, 27, 64, 125 ou 216) menor que o valor na
caixa de texto Cores.
Perceptual Cria uma paleta personalizada, dando prioridade às cores mais sensíveis ao
olho humano.
Seletivo Cria uma tabela de cores semelhante à tabela de cores Perceptual, mas que
favorece áreas amplas de cores e a preservação de cores da Web. Essa opção geralmente
produz imagens com a melhor integridade de cores.
Adaptável Cria uma paleta obtendo amostras de cores a partir do espectro que aparece
com mais freqüência na imagem. Por exemplo, uma imagem RGB somente com as cores
verde e azul produz uma paleta formada principalmente de verdes e azuis. A maioria das
imagens concentra cores em áreas específicas do espectro. Para controlar uma paleta com
maior precisão, selecione primeiro uma parte da imagem contendo as cores que deseja
enfatizar. O Photoshop favorece essas cores na conversão.
Personalizada Cria uma paleta personalizada utilizando a caixa de diálogo Tabela de
Cores. Edite a tabela de cores e a salve para uso posterior ou clique em Carregar para
carregar uma tabela de cores criada anteriormente. (Consulte “Personalizando tabelas de
cores indexadas (Photoshop)” na página 109.) Essa opção também exibe a paleta
adaptável atual, útil para visualizar as cores mais utilizadas na imagem.
Anterior Utiliza a paleta personalizada a partir da conversão anterior, facilitando a
conversão de várias imagens com a mesma paleta personalizada.

Número de cores
Com as paletas Uniforme, Perceptual, Seletiva ou Adaptável, é possível especificar o
número exato de cores a serem exibidas (até 256) inserindo um valor em Cores. A caixa
de texto Cores controla somente como a tabela de cores indexadas é criada. O Adobe
Photoshop ainda trata a imagem como uma imagem de 256 cores de 8 bits.

Inclusão de cores e transparência


Para especificar cores a serem incluídas na tabela de cores indexadas ou especificar a
transparência na imagem, escolha uma das seguintes opções:
Forçado Fornece opções para forçar a inclusão de certas cores na tabela de cores. Preto e
Branco adiciona um preto e um branco puros à tabela de cores; Primárias adiciona
vermelho, verde, azul, ciano, magenta, amarelo, preto e branco; Web adiciona as 216 cores
seguras para a Web; e Personalizado permite definir as cores personalizadas a serem
adicionadas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 108


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 109

Transparência Especifica se as áreas transparentes da imagem devem ser preservadas


durante a conversão. Selecionar essa opção adiciona uma entrada de índice especial na
tabela de cores para cores transparentes. Ao desfazer a seleção dessa opção, as áreas
transparentes são preenchidas com a cor fosca ou, se nenhuma cor fosca for escolhida,
com branco.
Fosco Especifica a cor do plano de fundo utilizada para preencher arestas com suavização
de serrilhado adjacentes às áreas transparentes da imagem. Com a opção Transparência
selecionada, o fosco é aplicado a áreas da aresta para auxiliar a mesclar as arestas com um
plano de fundo da Web da mesma cor. Com a opção Transparência desmarcada, o fosco é
aplicado a áreas transparentes. Escolher Nenhum para o fosco cria transparência em
arestas sólidas se a opção Transparência estiver selecionada. Caso contrário, todas as áreas
transparentes serão preenchidas com 100% de branco.

Pontilhamento
A menos que esteja utilizando a opção Exata, a tabela de cores pode não conter todas
as cores utilizadas na imagem. Para simular cores que não estejam na tabela, é possível
pontilhá-las. O pontilhamento mistura os pixels das cores disponíveis para simular as
cores ausentes.
Escolha uma opção de pontilhamento no menu e insira um valor para a quantidade de
pontilhamento. Uma quantidade maior permite pontilhar mais cores, embora possa
aumentar o tamanho do arquivo. É possível escolher entre as seguintes opções de
pontilhamento:
Nenhum Não pontilha cores, mas utiliza a cor mais próxima à cor ausente. Isso tende a
resultar em transições nítidas entre tons de cores na imagem, criando um efeito
posterizado.
Por Difusão Utiliza um método de difusão por erro que produz um pontilhamento
menos estruturado que a opção Padrão. Para evitar que cores da imagem com entradas
na tabela de cores sejam pontilhadas, selecione Preservar Cores Exatas. Isso é útil para
preservar texto e linhas finas para imagens da Web.
Padrão Utiliza um padrão de quadrados de meio-tom para simular qualquer cor que não
esteja na tabela de cores.
Ruído Ajuda a reduzir padrões não uniformes ao longo das arestas de fatias de imagem.
Escolha essa opção se planeja fatiar a imagem para colocá-la em uma tabela de HTML.

Personalizando tabelas de cores indexadas (Photoshop)


O comando Tabela de Cores permite alterar a tabela de cores de uma imagem de cores
indexadas. Esses recursos de personalização são particularmente úteis com imagens
pseudocoloridas — que exibem variações em níveis de cinza com cores, e não tons de
cinza, muitas vezes utilizadas em aplicativos científicos e médicos. Entretanto, personalizar
a tabela de cores também pode produzir efeitos especiais com imagens de cores
indexadas que possuem um número limitado de cores.
Observação: Para alterar cores simplesmente em uma imagem pseudocolorida, escolha
Imagem > Ajustar e utilize os comandos de ajuste de cor no submenu. Para obter uma
descrição resumida desses comandos, consulte “Etapas básicas para a correção de
imagens” na página 141.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 109


Ajuda do Adobe Photoshop Trabalhando com Cores

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 110

Utilizando a tabela de cores para editar cores e atribuir


transparência
É possível editar cores na tabela de cores para produzir efeitos especiais ou atribuir
transparência na imagem a uma única cor na tabela.
Para editar cores na tabela de cores:
1 Abra a imagem de cores indexadas.
2 Escolha Imagem > Modo > Tabela de Cores.
3 Clique ou arraste na tabela para escolher a cor ou escala de cores que deseja alterar.
4 Escolha uma cor, como explicado em “Utilizando o Seletor de Cores da Adobe” na
página 285, e clique em OK.
Se estiver alterando uma escala de cores, o Photoshop cria um degradê na tabela de cores
entre as cores iniciais e finais. A primeira cor escolhida no Seletor de Cores é a cor inicial da
escala. Quando você clicar em OK, o Seletor de Cores reaparecerá para que seja possível
escolher a última cor da escala.
As cores selecionadas no Seletor de Cores são colocadas na escala selecionada na caixa de
diálogo Tabela de Cores.
5 Clique em OK na caixa de diálogo Tabela de Cores para aplicar as novas cores à imagem
de cores indexadas.
Para atribuir transparência a uma única cor:
1 Escolha Imagem > Modo > Tabela de Cores.
2 Selecione o conta-gotas e clique na cor desejada na tabela ou na imagem. A cor da
amostra é substituída por transparência na imagem.

Utilizando tabelas de cores predefinidas


Sua tabela de cores indexadas pode ser modelada segundo as tabelas de cores
predefinidas, selecionadas a partir do menu Tabela na caixa de diálogo Tabela de Cores.
Personalizada Cria uma paleta especificada.
Corpo Preto Exibe uma paleta baseada nas diferentes cores que um radiador de corpo
preto emite quando é aquecido — de preto a vermelho, laranja, amarelo e branco.
Tons de Cinza Exibe uma paleta baseada em 256 níveis de cinza — de preto a branco.
Espectro Exibe uma paleta baseada nas cores produzidas quando uma luz branca
atravessa um prisma — de violeta, azul e verde a amarelo, laranja e vermelho.
Sistema (Mac OS) Exibe a paleta padrão de 256 cores do sistema Mac OS.
Sistema (Windows) Exibe a paleta padrão de 256 cores do sistema Windows.

Salvando e carregando tabelas de cores


Utilize os botões Salvar e Carregar da caixa de diálogo Tabela de Cores para salvar suas
tabelas de cores indexadas e utilizá-las com outras imagens do Adobe Photoshop. Depois
de ter carregado uma tabela de cores em uma imagem, as cores da imagem são alteradas
para refletir as posições das cores a que elas se referem na nova tabela de cores.
Observação: É possível também carregar tabelas de cores salvas na paleta Amostras.
(Consulte o procedimento para salvar e reutilizar conjuntos de amostras personalizados
em “Utilizando a paleta Amostras” na página 283.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 110


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 111

Produzindo Cores Consistentes


(Photoshop)
Por que as cores às vezes não correspondem
Nenhum dispositivo em um sistema de editoração eletrônica é capaz de reproduzir a
escala completa de cores que o olho humano pode visualizar. Cada dispositivo opera
dentro de um espaço de cor específico, que pode produzir uma determinada escala,
ou gamut, de cores.
Os modos de cores RGB (vermelho, verde, azul) e CMYK (ciano, magenta, amarelo, preto)
representam duas categorias principais de espaços de cor. Os gamuts dos espaços de RGB
e CMYK são muito diferentes. Embora o gamut de RGB seja, em geral, maior (isto é, capaz
de representar mais cores) que o de CMYK, algumas cores CMYK ainda não se encaixam no
gamut de RGB. (Para ver uma ilustração, consulte “Gamuts de cores (Photoshop)” na
página 99.) Além disso, dispositivos diferentes produzem gamuts um pouco diferentes
dentro do mesmo modo de cor. Por exemplo, uma variedade de espaços de RGB pode
existir entre scanners e monitores, e uma variedade de espaços de CMYK pode existir
entre impressoras.
Como esses espaços de cores são variáveis, as cores podem alterar na aparência à medida
que você transfere documentos entre dispositivos diferentes. Variações de cores podem
ser o resultado de fontes de imagem distintas (scanners e softwares produzem arte
utilizando diferentes espaços de cor), de diferenças na maneira como os aplicativos de
software definem as cores, no meio de impressão (o papel de imprensa reproduz um
gamut menor que o do papel com qualidade de revista) e de outras variações naturais,
como por exemplo diferenças na fabricação de monitores ou no tempo de uso do
monitor.

Sobre o gerenciamento de cores


Como os problemas de correspondência entre cores são o resultado de diversos disposi-
tivos e softwares que utilizam espaços de cor diferentes, uma solução seria possuir um
sistema que interpretasse e convertesse as cores de maneira precisa entre os dispositivos.
Um sistema de gerenciamento de cores (CMS) compara o espaço de cor no qual uma cor
foi criada com o espaço de cor no qual a mesma cor será exibida, fazendo os ajustes neces-
sários para representar a cor da maneira mais consistente possível entre os diferentes
dispositivos.
Observação: Não confunda gerenciamento de cores com ajuste de cores ou correção de
cores. Um CMS não irá corrigir uma imagem salva com problemas de equilíbrio de cores
ou de tons. Ele fornece um ambiente em que é possível avaliar as imagens de maneira
confiável em relação a sua saída final.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 111


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 112

O Photoshop obedece a um fluxo de trabalho de gerenciamento de cores com base em


convenções desenvolvidas pelo International Color Consortium (ICC). Os elementos e
conceitos a seguir são parte integrante desse fluxo de trabalho.
Mecanismo de gerenciamento de cores Empresas diferentes têm desenvolvido várias
maneiras de efetuar gerenciamento de cores. Para que você tenha opções, um sistema de
gerenciamento de cores permite escolher um mecanismo de gerenciamento de cores,
representando a aproximação que deseja utilizar. Chamado às vezes de módulo de gerenci-
amento de cores (CMM, Color Management Module), o mecanismo de gerenciamento de
cores faz parte do CMS, responsável pelo trabalho de leitura e conversão das cores entre
diferentes espaços de cor.
Números de cor Cada pixel em um documento de imagem contém um conjunto de
números de cor que descreve a localização do pixel em um modo de cor específico—por
exemplo, os valores de vermelho, verde e azul para o modo RGB. Entretanto, a aparência
real do pixel pode variar ao ser impresso ou exibido em dispositivos diferentes, já que cada
dispositivo possui um modo particular de converter números em cor visual. (Consulte “Por
que as cores às vezes não correspondem” na página 111.) Ao aplicar ajustes de cores e
tons ou ao converter um documento para um espaço de cor diferente, você estará
alterando os números de cor do documento.
Perfis de cor Um fluxo de trabalho ICC utiliza perfis de cor para determinar como os
números de cor em um documento são convertidos em aparências reais de cores. Um
perfil descreve de maneira sistemática como esses números fazem o mapeamento para
um espaço de cor específico, geralmente o espaço de um dispositivo, como um scanner,
uma impressora ou um monitor. Ao associar, ou marcar , um documento a um perfil de cor,
você estará fornecendo uma definição da aparência real das cores no documento. Alterar
o perfil associado modificará a aparência das cores. (Para obter informações sobre como
exibir o nome do perfil atual na barra de status, consulte “Exibindo informações de
arquivo e imagem” na página 51.) Documentos sem perfis associados são conhecidos
como não marcados e contêm apenas números brutos de cor. Ao trabalhar com
documentos sem rótulo, o Photoshop utilizará o perfil do espaço de trabalho atual para
exibir e editar cores. (Consulte “Sobre os espaços de trabalho” na página 115.)

Você precisa do gerenciamento de cores?


Utilize as orientações a seguir para determinar se você precisa ou não utilizar o
gerenciamento de cores:
• O gerenciamento de cores não será necessário se seu processo de produção for estrita-
mente controlado por um único meio, por exemplo, se você estiver utilizando um
sistema fechado em que todos os dispositivos são calibrados com as mesmas especifi-
cações. Talvez você, ou seu provedor de serviços de pré-impressão, prefira personalizar
imagens CMYK e especificar valores de cor para um conjunto conhecido e específico de
condições de impressão.
• O gerenciamento de cores também não será necessário se você estiver produzindo
imagens para a Web ou para outra saída baseada em telas, já que não será possível
controlar as configurações de gerenciamento de cores dos monitores que exibirem a
saída final. Entretanto, pode ser útil utilizar a configuração Web Graphics Defaults ao
preparar essas imagens, pois ela reflete o espaço normal de RGB de muitos monitores.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 112


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 113

(Consulte “Utilizando configurações de gerenciamento de cores predefinidas” na


página 114.)
• O gerenciamento de cores poderá ser útil se você possuir mais variáveis em seu
processo de produção (por exemplo, se estiver utilizando um sistema aberto com várias
plataformas e vários dispositivos de diferentes fabricantes). O gerenciamento de cores
será recomendável se você antecipar a reutilização de gráficos de cores para impressão
e mídia on-line, se gerenciar várias estações de trabalho ou se planejar imprimir em
diferentes impressoras nacionais e internacionais. Se você decidir utilizar o
gerenciamento de cores, consulte seus parceiros de produção—como artistas gráficos
e provedores de serviços de pré-impressão—para garantir que todos os aspectos de
seu fluxo de trabalho de gerenciamento de cores estejam integrados de maneira
uniforme com os deles.

Criando um ambiente de visualização para gerenciamento


de cores
Seu ambiente de trabalho tem influência na maneira como você visualiza a cor em seu
monitor e na impressão. Para obter os melhores resultados, controle as cores e a luz em
seu ambiente de trabalho executando os procedimento a seguir:
• Visualize seus documentos em um ambiente que forneça um nível consistente de luz e
de temperatura de cor. Por exemplo, as características das cores da luz do sol mudam
ao longo do dia e alteram a maneira como as cores aparecem em sua tela. Dessa forma,
mantenha as janelas fechadas ou trabalhe em uma sala sem janelas. Para eliminar
a distorção de azul e verde de uma iluminação fluorescente, considere a instalação de
uma iluminação D50 (5000 graus Kelvin). De preferência, visualize os documentos
impressos utilizando uma caixa de luz D50 ou o padrão de visualização ANSI PH2.30
para artes gráficas.
• Visualize seu documento em uma sala com paredes e teto de cores neutras. A cor de
uma sala pode afetar a percepção da cor do monitor e da cor impressa. A melhor cor
para uma sala de visualização é o cinza policromático. Além disso, a cor de suas roupas
refletindo no vidro do monitor pode afetar a aparência das cores na tela.
• Faça a correspondência entre a intensidade da luz na sala ou na caixa de luz variável e a
de seu monitor. Visualize a arte de tons contínuos, a saída impressa e as imagens na tela
com a mesma intensidade de luz.
• Remova o plano de fundo colorido e os padrões de interface do usuário na área de
trabalho do monitor. Os padrões de brilho que envolvem um documento interferem na
percepção precisa da cor. Configure sua área de trabalho para exibir apenas tons de
cinza neutros.
• Visualize as provas do documento nas condições reais em que seu trabalho final será
visto. Por exemplo, talvez você queira visualizar a aparência de um catálogo de artigos
domésticos sob as lâmpadas incandescentes utilizadas em residências ou visualizar um
catálogo de móveis para escritório sob a iluminação fluorescente utilizada em
escritórios. Entretanto, sempre tome as decisões finais para a cor levando em
consideração as condições de iluminação especificadas pelos requisitos legais para
provas de seu país.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 113


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 114

Configurando o gerenciamento de cores


O Photoshop simplifica a tarefa de configurar um fluxo de trabalho gerenciado por
cores-ao reunir a maioria dos controles de gerenciamento de cores em uma única caixa de
diálogo de Configurações de Cores. É possível escolher a partir de uma lista de configura-
ções de gerenciamento de cores predefinidas ou ajustar os controles manualmente para
criar suas próprias configurações personalizadas. É possível ainda salvar as configurações
personalizadas para compartilhá-las com outros usuários e outros aplicativos da Adobe,
como o Illustrator 9.0, que utiliza a caixa de diálogo Configurações de Cores.
O Photoshop também utiliza as diretrizes de gerenciamento de cores, que determinam
como manipular os dados de cores que não correspondem diretamente a seu fluxo de
trabalho de gerenciamento de cores atual. As diretrizes fornecem orientações sobre o
que deve ser feito ao abrir um documento ou importar dados de cores em um
documento ativo.
Para especificar as configurações de gerenciamento de cores:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Configurações de Cores.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Configurações de Cores.
Para exibir descrições úteis das opções que aparecem na caixa de diálogo, posicione
o ponteiro sobre o cabeçalho de uma seção ou sobre um item de menu.
Essas descrições aparecem na área inferior da caixa de diálogo.
2 Siga um destes procedimentos:
• Para configurar um fluxo de trabalho de gerenciamento de cores predefinido, consulte
“Utilizando configurações de gerenciamento de cores predefinidas” na página 114.
• Para personalizar suas próprias configurações de gerenciamento de cores, consulte
“Personalizando as configurações de gerenciamento de cores” na página 117.

Utilizando configurações de gerenciamento de cores


predefinidas
O Photoshop oferece um conjunto de configurações de gerenciamento de cores
predefinidas desenvolvidas para produzir cores consistentes para um fluxo de trabalho de
editoração eletrônica comum, como uma preparação de saída na Web ou uma impressão
offset. Na maioria dos casos, as configurações predefinidas fornecerão gerenciamento de
cores suficiente para atender a suas necessidades. Essas configurações também podem
atuar como ponto inicial para a personalização de suas próprias configurações específicas
de fluxo de trabalho.
Para escolher uma configuração de gerenciamento de cores predefinida, selecione uma
das opções a seguir, no menu Configurações da caixa de diálogo Configurações de Cores.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 114


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 115

Color Management Off Utiliza técnicas de gerenciamento de cores passivas para imitar
o comportamento dos aplicativos que não suportam o gerenciamento de cores. Embora
os perfis do espaço de trabalho sejam levados em consideração ao converter cores entre
espaços de cor, o Color Management Off não marca documentos com perfis. Utilize essa
opção para o conteúdo que será exibido em vídeo ou como apresentações na tela. Não
utilize essa opção se você trabalha principalmente com documentos marcados com perfis
de cor.
ColorSync Workflow (somente Mac OS) Gerencia as cores utilizando o CMS da
ColorSync com os perfis escolhidos no painel de controle da ColorSync. Utilize essa opção
se quiser utilizar o gerenciamento de cores com uma combinação de aplicativos da Adobe
e outros que não sejam da Adobe. Essa configuração de gerenciamento de cores não é
reconhecida pelos sistemas Windows ou por versões do ColorSync anteriores à versão 3.0.
Emulate Photoshop 4 Imita o fluxo de trabalho de cores utilizado pela versão para
Mac OS do Adobe Photoshop 4.0 e versões anteriores.
Europe Prepress Defaults Gerencia as cores para o conteúdo que será exibido sob
condições de impressão comuns da Europa.
Japan Prepress Defaults Gerencia as cores para o conteúdo que será exibido sob
condições de impressão comuns do Japão.
Photoshop 5 Default Spaces Preparação do conteúdo, utilizando os espaços de
trabalho padrão do Photoshop 5.
U.S. Prepress Defaults Gerencia as cores para o conteúdo que será exibido sob
condições de impressão comuns dos Estados Unidos.
Web Graphics Defaults Gerencia as cores para o conteúdo que será publicado na World
Wide Web.
Ao escolher uma configuração predefinida, a caixa de diálogo Configurações de Cores é
atualizada para exibir as configurações de gerenciamento de cores específicas associadas
à configuração.

Sobre os espaços de trabalho


Entre outras opções, as configurações de gerenciamento de cores predefinidas especi-
ficam os perfis de cor a serem associados com os modos de cor RGB, CMYK e Tons de
Cinza. As configurações também especificam os perfis de cor para cores spot em um
documento. Importantes para o fluxo de trabalho de gerenciamento de cores, esses perfis
são conhecidos como espaços de trabalho. Os espaços de trabalho especificados pelas
configurações predefinidas representam os perfis de cor que irão produzir a melhor
fidelidade de cor para diversas condições de saída comuns. Por exemplo, a configuração
U.S Prepress Defaults utiliza um espaço de trabalho CMYK desenvolvido para preservar
a consistência de cores sob as condições de impressão padrão de Specifications for Web
Offset Publications (SWOP).
Um espaço de trabalho atua como o perfil de cor para documentos não marcados e
documentos recentemente criados que utilizam o modo de cor associado. Por exemplo, se
Adobe RGB (1998) for o espaço de trabalho RGB atual, cada novo documento RGB criado
irá utilizar as cores dentro do espaço de cor Adobe RGB (1998). Os espaços de trabalho
também definem o espaço de cor de destino dos documentos convertidos para os modos
de cor RGB, CMYK ou Tons de Cinza.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 115


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 116

Sobre as diretrizes de gerenciamento de cores


Quando você especifica uma configuração de gerenciamento de cores predefinida, o
Photoshop configura um fluxo de trabalho de gerenciamento de cores que será utilizado
por padrão para todos os documentos e dados de cores a serem abertos ou importados.
Para um documento recém criado, o fluxo de trabalho de cores opera de maneira
relativamente uniforme: o documento utiliza o perfil do espaço de trabalho associado ao
modo de cor para a criação e edição de cores.
Entretanto, é comum encontrar as exceções a seguir para seu fluxo de trabalho
gerenciado por cores:
• É possível abrir um documento ou importar dados de cores (por exemplo, ao copiar e
colar, ou ao arrastar e soltar) a partir de um documento que não esteja marcado com
um perfil. Isso normalmente ocorre quando você abre um documento criado em um
aplicativo que não suporta gerenciamento de cores ou no qual a opção de
gerenciamento de cores está desativada.
• É possível abrir um documento ou importar dados de cores de um documento marcado
com um perfil que não seja o espaço de trabalho atual. Isso é o que ocorre geralmente
ao abrir um documento criado a partir de diferentes configurações de gerenciamento
de cores ou a partir de um documento digitalizado e marcado com um perfil de
scanner.
Em ambos os casos, o Photoshop deve decidir como manipular os dados de cores no
documento. Uma diretriz de gerenciamento de cores analisa o perfil de cor associado a um
documento aberto ou a dados de cores importados, além de comparar o perfil (ou falta
dele) com o espaço de trabalho atual para tomar decisões padrão de gerenciamento de
cores. Se o perfil estiver faltando ou não corresponder ao espaço de trabalho, o Photoshop
exibirá uma mensagem, indicando a ação padrão para a diretriz. Em muitos casos, será
também oferecida a oportunidade de optar por uma outra ação. Para obter informações
detalhadas sobre as decisões de gerenciamento de cores associadas às diferentes
diretrizes, consulte “Especificando as diretrizes de gerenciamento de cores” na
página 119.

Trabalhando com avisos e mensagens de diretrizes


Os fluxos de trabalho de gerenciamento de cores predefinidos são configurados para
exibir mensagens de opções ou de avisos quando uma diretriz de gerenciamento de cores
padrão estiver prestes a ser utilizada. Embora você possa desativar a exibição repetitiva de
alguns avisos e mensagens ao selecionar a opção Não Mostrar Novamente, convém
continuar a exibir todas as mensagens de diretrizes para garantir o gerenciamento de
cores apropriado de documentos em cada situação. (Consulte “Redefinindo todas as
caixas de diálogo de aviso” na página 60.) Você deve apenas desativar as exibições de
mensagens se estiver confiante de que compreendeu a decisão da diretriz padrão e quiser
aceitá-la para todos os documentos a serem abertos. Não é possível desfazer os resultados
de uma decisão de diretriz padrão após o documento ter sido salvo.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 116


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 117

Personalizando as configurações de gerenciamento


de cores
Embora as configurações predefinidas devam fornecer gerenciamento de cores suficiente
para muitos dos fluxos de trabalho de editoração eletrônica, às vezes você pode querer
personalizar opções individuais em uma configuração. Por exemplo, talvez você queira
alterar o espaço de trabalho CMYK para um perfil que corresponda ao sistema de edição
utilizado pela impressora ou pela gráfica.
É importante salvar suas configurações personalizadas para que você possa reutilizá-las e
compartilhá-las com outros usuários e aplicativos da Adobe que utilizam os mesmos
fluxos de trabalho de gerenciamento de cores. As configurações de gerenciamento de
cores, personalizadas na caixa de diálogo Configurações de Cores, estão contidas em um
arquivo de preferências associado, chamado de Configurações de Cores.
Observação: A localização padrão do arquivo Configurações de Cores varia de acordo
com o sistema operacional. Utilize o comando Localizar de seu sistema operacional para
localizá-lo.
Para personalizar as configurações de gerenciamento de cores:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Configurações de Cores.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Configurações de Cores.
2 Para utilizar uma configuração de gerenciamento de cores predefinida como ponto
inicial para sua personalização, escolha essa configuração no menu Configurações.
3 Especifique as configurações de cores desejadas (espaços de trabalho e diretrizes).
À medida que você efetua ajustes, a opção de menu Configurações é, por padrão, alterada
para Personalizado.
Para obter instruções detalhadas sobre como personalizar, consulte “Especificando
espaços de trabalho” na página 117, “Especificando as diretrizes de gerenciamento de
cores” na página 119 e “Personalizando as configurações avançadas de gerenciamento
de cores” na página 120.
4 Salve sua configuração personalizada para que ela possa ser reutilizada. (Consulte
“Salvando e carregando configurações de gerenciamento de cores” na página 123.)

Especificando espaços de trabalho


Em um fluxo de trabalho gerenciado por cores, cada modo de cor deve conter um perfil de
espaço de trabalho associado. (Consulte “Sobre os espaços de trabalho” na página 115.)
O Photoshop vem com um conjunto padrão de perfis de cor recomendado e testado
pela Adobe Systems para a maioria dos fluxos de trabalho de gerenciamento de cores.
Por padrão, apenas esses perfis aparecem nos menus do espaço de trabalho.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 117


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 118

Para exibir perfis de cor adicionais que você personalizou ou que foram instalados em seu
sistema, selecione Modo Avançado na caixa de diálogo Configurações de Cores. Para
aparecer em um menu de espaço de trabalho, um perfil de cor deve ser bidirecional, ou
seja, deve conter especificações para a conversão para e dos espaços de cor. Também é
possível criar um perfil de espaço de trabalho RGB, CMYK, Tons de Cinza ou Spot
personalizado para descrever o espaço de cor de uma determinada saída ou dispositivo
de exibição. (Consulte “Criando perfis RGB personalizados” na página 132, “Criando perfis
CMYK personalizados” na página 132 e “Criando perfis de tons de cinza e cor spot
personalizados” na página 137.)
Para obter informações sobre um perfil de espaço de trabalho RGB ou CMYK especificado,
consulte a área Descrição da caixa de diálogo Configurações de Cores. (Consulte
“Configurando o gerenciamento de cores” na página 114.) As informações a seguir podem
ajudá-lo a especificar um espaço de trabalho adequado de Tons de Cinza ou Spot:
• Para imagens que serão impressas, é possível especificar um perfil de espaço de
trabalho de Tons de Cinza ou Spot com base nas características de um aumento de
ponto específico. Aumento de ponto ocorre quando os pontos de meio-tom de uma
impressora são alterados à medida que a tinta se espalha e é absorvida pelo papel.
O Photoshop calcula o aumento de ponto como a quantidade pela qual o ponto
esperado é aumentado ou reduzido. Por exemplo, uma tela com 50% de meio-tom
pode produzir uma densidade real de 60% na página impressa, exibindo um aumento
de pontos de 10%. A opção 10% de Aumento de Ponto representa o espaço de cor que
reflete as características de tons de cinza desse aumento de pontos específico.

Prova (sem aumento de pontos) e imagem impressa (com aumento de pontos)

• Para imagens que serão utilizadas on-line ou em vídeo, também é possível especificar
um perfil de espaço de trabalho de Tons de Cinza com base nas características de uma
gama específica. A configuração de gama de um monitor determina o brilho de tons
médios exibido por ele. Gama Cinza 1.8 corresponde à exibição de tons de cinza padrão
dos computadores Mac OS e também é o espaço de tons de cinza padrão para o
Photoshop 4.0 e versões anteriores. Gama Cinza 2.2 corresponde à exibição de tons de
cinza padrão dos computadores Windows.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 118


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 119

Especificando as diretrizes de gerenciamento de cores


Cada configuração de gerenciamento de cores predefinida estabelece uma diretriz de
gerenciamento de cores para os modos de cor RGB, CMYK e Tons de Cinza, além de exibir
mensagens de aviso para que você possa cancelar o comportamento da diretriz padrão
em cada situação. Se desejar, é possível alterar o comportamento da diretriz padrão para
refletir um fluxo de trabalho de gerenciamento de cores utilizado com maior freqüência.
Para obter mais informações sobre diretrizes, consulte “Sobre as diretrizes de
gerenciamento de cores” na página 116.
Para personalizar as diretrizes de gerenciamento de cores:
1 Na caixa de diálogo Configurações de Cores, em Diretrizes de Gerenciamento de Cores,
escolha uma das opções a seguir para definir a diretriz de gerenciamento de cores padrão
de cada modo de cor:
• Desativado, se não quiser efetuar gerenciamento de cores em dados de cores novos,
importados ou abertos.
• Preservar Perfis Incorporados, se antecipar o trabalho com uma combinação entre
documentos gerenciados por-cores e não gerenciados por cores, ou documentos que
utilizam diferentes perfis dentro do mesmo modo de cor.
• Converter para Espaço de Trabalho, se quiser que todos os documentos utilizem o
espaço de trabalho atual.
Para obter descrições detalhadas sobre os comportamentos padrão associados a cada
opção de diretriz, consulte a tabela que acompanha este procedimento.
2 Em Perfis Não-Correspondentes, selecione ambas ou nenhuma das opções a seguir:
• Perguntar Ao Abrir exibe uma mensagem sempre que você abrir um documento
marcado com um perfil que não seja o espaço de trabalho atual. Você poderá cancelar
o comportamento padrão da diretriz.
• Perguntar Ao Colar exibe uma mensagem sempre que ocorrem faltas de
correspondências de perfis de cor à medida que as cores são importadas para um
documento (ao colar, arrastar e soltar, inserir e assim por diante). Você terá a opção de
cancelar o comportamento padrão da diretriz.
A disponibilidade das opções para Perfis Não-Correspondentes dependerá das diretrizes
especificadas.
3 Em Perfis Ausentes, selecione Perguntar Ao Abrir para exibir uma mensagem sempre
que abrir um documento não marcado. Você terá a opção de cancelar o comportamento
padrão da diretriz.
A disponibilidade das opções para Perfis Ausentes dependerá das diretrizes especificadas.
Convém manter selecionadas as opções Perguntar Ao Abrir e Perguntar Ao Colar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 119


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 120

Opção de diretriz Comportamento padrão de gerenciamento de cores

Desativado • Novos documentos e documentos existentes não marcados


permanecem não marcados.
• Documentos existentes marcados com um perfil que não seja
o espaço de trabalho atual tornam-se não marcados.
• Documentos existentes marcados com o perfil do espaço de
trabalho atual permanecem marcados.
• Para dados de cores importados para um documento
utilizando o mesmo modo de cor, os números de cor são
preservados.
• Para todos os outros casos de importação, as cores são
convertidas para o espaço de cor do documento.

Preservar Perfis Incorporados • Documentos novos são marcados com o perfil do espaço de
trabalho atual.
• Documentos existentes marcados com um perfil que não seja
o espaço de trabalho atual permanecem marcados com o perfil
original incorporado.
• Documentos existentes não marcados utilizam o espaço de
trabalho atual para edição, mas permanecem não marcados.
• Para dados de cores importados dentro do mesmo modo de
cor entre uma origem ou um destino não gerenciados por cores,
ou a partir de um documento CMYK para um documento CMYK,
os números de cor são preservados.
• Para todos os outros casos de importação, as cores são
convertidas para o espaço de cor do documento.

Converter para Espaço de • Documentos novos são marcados com o perfil do espaço de
Trabalho trabalho atual.
• Documentos existentes marcados com um perfil que não seja
o espaço de trabalho atual são convertidos e marcados com
o perfil do espaço de trabalho.
• Documentos existentes não marcados utilizam o espaço de
trabalho atual para edição, mas permanecem não marcados.
• Para os dados de cores importados dentro do mesmo modo
de cor entre uma origem ou destino não gerenciados por cores,
os números de cor são preservados.
• Para todos os outros casos de importação, as cores são
convertidas para o espaço de cor do documento.

Personalizando as configurações avançadas de


gerenciamento de cores
Ao selecionar Modo Avançado, na parte superior da caixa de diálogo Configurações de
Cores, você terá a opção de personalizar posteriormente as configurações utilizadas para
gerenciamento de cores.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 120


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 121

Especificando um mecanismo de gerenciamento de cores


O mecanismo de gerenciamento de cores especifica o sistema e o método de correspon-
dência de cores utilizados para converter cores entre os espaços de cor. Para obter infor-
mações sobre um mecanismo especificado, consulte a área Descrição da caixa de diálogo
Configurações de Cores. (Consulte “Configurando o gerenciamento de cores” na
página 114.)

Especificando um objetivo de acabamento


Em geral, a conversão de cores para um diferente espaço de cor envolve um ajuste de
cores para acomodar o gamut do espaço de cor de destino. Métodos de conversão
diferentes utilizam regras diferentes para determinar como as cores de origem são
ajustadas. Por exemplo, as cores que se encaixam no gamut de destino podem perma-
necer inalteradas ou podem ser ajustadas para preservar a escala original de relações
visuais à medida que são convertidas para um gamut de destino menor. Esses métodos de
conversão são conhecidos como objetivos de acabamento , pois cada técnica é otimizada
para que os gráficos de cores sejam utilizados de maneira diferente.
Observação: O resultado da escolha de um objetivo de acabamento dependerá do
conteúdo gráfico dos documentos e dos perfis utilizados para especificar espaços de cor.
Alguns perfis produzem resultados idênticos para diferentes objetivos de acabamento.
As diferenças entre os objetivos de acabamento são aparentes apenas quando você
imprime um documento ou converte-o para um diferente espaço de cor.
As opções de objetivos de acabamento a seguir estão disponíveis.
Perceptual Conhecida como objetivo de Imagem no Adobe PageMaker e no Illustrator 8,
Perceptual tem o objetivo de preservar a relação visual entre as cores de maneira
perceptível e natural ao olho humano, embora os valores de cor possam mudar. Esse
objetivo é mais adequado para imagens fotográficas.
Saturação Conhecida como objetivo de Gráficos no Adobe PageMaker e no Illustrator 8,
Saturação tem o objetivo de criar uma cor com brilho às custas da cor precisa. Ajusta o
gamut de origem ao gamut de destino, mas preserva a saturação relativa em vez da matiz.
Dessa maneira, ao efetuar o ajuste para um gamut menor, as matizes podem mudar. Esse
objetivo de acabamento é adequado para gráficos comerciais em que a relação exata
entre as cores não é tão importante como possuir cores saturadas com brilho.
Colorimétrico Relativo Esse objetivo é idêntico a Colorimétrico Absoluto, exceto pela
diferença a seguir: Colorimétrico Relativo compara o ponto branco do espaço de cor de
origem com o do espaço de cor de destino, trocando todas as cores conforme necessário.
Embora o objetivo de acabamento perceptual tenha sido tradicionalmente a opção mais
comum para imagens fotográficas, Colorimétrico Relativo — com a opção Utilizar
Compensação de Ponto Preto selecionada na caixa de diálogo Configurações de Cores —
pode ser uma opção melhor para preservar as relações entre cores sem sacrificar a
precisão de cada cor. Colorimétrico Relativo é o objetivo de acabamento padrão utilizado
por todas as configurações predefinidas no menu Configurações da caixa de diálogo
Configurações de Cores.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 121


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 122

Colorimétrico Absoluto Faz com que as cores que se encaixam no gamut de destino
permaneçam inalteradas. Esse objetivo tem como finalidade manter a precisão das cores
preservando as relações entre as mesmas. Ao converter para um gamut menor, duas cores
distintas no espaço de origem podem ser mapeadas para a mesma cor no espaço de
destino. Colorimétrico Absoluto poderá ser mais preciso se o perfil de cor da imagem
contiver informações corretas sobre pontos brancos (realce máximo).

Utilizando compensação-de ponto preto


A opção Utilizar Compensação de Ponto Preto controla se as diferenças em pontos pretos
devem ou não ser ajustadas ao converter cores entre espaços de cor. Ao selecionar essa
opção, a escala dinâmica completa do espaço de origem será mapeada para a escala
dinâmica completa do espaço de destino. Ao desfazer a seleção dessa opção, a escala
dinâmica do espaço de origem será simulada no espaço de destino. Embora esse modo
possa resultar em sombras bloqueadas ou cinzas, ele poderá ser útil quando o ponto
preto do espaço de origem for mais escuro que o do espaço de destino.
A opção Utilizar Compensação de Ponto Preto é selecionada para todas as configurações
predefinidas no menu Configurações da caixa de diálogo Configurações de Cores.
Convém manter essa opção selecionada.

Utilizando pontilhamento
A opção Utilizar Pontilhamento (imagens de 8 bits/canal) controla se as cores devem
ou não ser pontilhadas ao converter imagens de 8 bits por canal entre espaços de cor.
Ao selecionar essa opção, o Photoshop combinará as cores no espaço de cor de destino
para simular uma cor ausente que existia no espaço de origem. Embora o pontilhamento
ajude a reduzir a aparência bloqueada ou com bandas de uma imagem, ele pode também
resultar em tamanhos de arquivos maiores quando as imagens são compactadas para
uso na Web.

Removendo a saturação das cores do monitor


A opção Remover Saturação de Cores do Monitor em controla se a saturação das cores
deve ou não ser removida pela quantidade especificada quando as cores são exibidas no
monitor. Ao ser selecionada, essa opção pode ajudar na visualização da escala completa
dos espaços de cor com gamuts maiores que os do monitor. Entretanto, isso ocasiona falta
de correspondência entre a exibição no monitor e na saída. Ao desfazer a seleção dessa
opção, as cores distintas na imagem podem ser exibidas como uma única cor.

Mesclando cores RGB


A opção Mesclar Cores RGB Utilizando Gama controla como as cores RGB são mescladas
para produzir dados compostos (por exemplo, quando você mescla ou pinta camadas
utilizando o modo Normal). Ao selecionar essa opção, as cores RGB serão mescladas no
espaço de cor correspondente ao gama especificado. Um gama de 1,00 é considerado
“colorimetricamente correto” e deve resultar nos menores artefatos de aresta. Ao desfazer
a seleção dessa opção, as cores RGB serão mescladas diretamente no espaço de cor do
documento.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 122


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 123

Salvando e carregando configurações de gerenciamento


de cores
Ao criar uma configuração de gerenciamento de cores personalizada, é preciso nomear e
salvar a configuração para garantir que ela possa ser compartilhada com outros usuários e
aplicativos que utilizam a caixa de diálogo Configurações de Cores, como o Adobe
Illustrator e o Adobe InDesign. Também é possível carregar as configurações de gerencia-
mento de cores anteriormente salvas na caixa de diálogo Configurações de Cores.
Para salvar uma configuração de gerenciamento de cores personalizada:
1 Na caixa de diálogo Configurações de Cores, clique em Salvar.
2 Nomeie seu arquivo de configurações de cores e clique em Salvar.
Para garantir que a configuração salva apareça no menu Configurações da caixa de
diálogo Configurações de Cores, salve o arquivo em um dos locais recomendados a seguir:
• (Windows) Arquivos de Programas/Arquivos Comuns/Adobe/Color/Settings.
• (Mac OS 9.x) Pasta do Sistema/Suporte para Aplicativo/Adobe/Cor/Configurações.
• (Mac OS X) Usuário/Usuário Atual/Biblioteca/Suporte para Aplicativo/Adobe/Cor/
Configurações.
3 Digite qualquer comentário que deseja associar à configuração e clique em OK.
Os comentários inseridos aparecerão na área Descrição da caixa de diálogo Configurações
de Cores quando o ponteiro for posicionado sobre a configuração no menu
Configurações.
Para carregar uma configuração de gerenciamento de cores:
1 Na caixa de diálogo Configurações de Cores, clique em Carregar.
2 Localize e selecione o arquivo de configurações de cores desejado e clique em Carregar.
Ao carregar um arquivo de configurações de cores personalizado, ele aparecerá como a
opção ativa no menu Configurações da caixa de diálogo Configurações de Cores. Se você
carregar um arquivo de configurações salvo fora do local recomendado, ele substituirá
temporariamente a opção Outros no menu Configurações até que outro arquivo de
configurações seja carregado.

Sincronizando o gerenciamento de cores entre aplicativos


A caixa de diálogo Configurações de Cores representa os controles comuns de gerencia-
mento de cores, compartilhados por vários aplicativos da Adobe, incluindo Photoshop,
Illustrator e InDesign. Se você modificar e salvar sobre o arquivo atual de configurações de
cores em qualquer aplicativo que não seja o Photoshop, será solicitado a sincronizar as
configurações de cores comuns ao iniciar o Photoshop ou ao abrir novamente a caixa de
diálogo Configurações de Cores no Photoshop.
Sincronizar as configurações de cores ajuda a garantir a reprodução consistente da cor
entre aplicativos da Adobe que utilizam a caixa de diálogo Configurações de Cores.
Para compartilhar as configurações de cores personalizadas entre aplicativos, certifique-se
de salvar e carregar o arquivo de configurações nos aplicativos desejados. (Consulte
“Salvando e carregando configurações de gerenciamento de cores” na página 123.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 123


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 124

Efetuando a prova eletrônica de cores


Em um fluxo de trabalho de editoração eletrônica tradicional, você cria uma prova
impressa de seu documento para visualizar a maneira como as cores do documento se
parecerão quando reproduzidas em um dispositivo específico de saída. Em um fluxo de
trabalho gerenciado por cores, é possível utilizar a precisão dos perfis de cor para efetuar a
prova eletrônica de seu documento diretamente no monitor—para exibir uma visualiza-
ção em tela das cores do documento como são reproduzidas em um dispositivo especifi-
cado. Além disso, é possível utilizar sua impressora para produzir uma versão de prova
impressa dessa prova eletrônica. (Consulte “Utilizando o gerenciamento de cores durante
a impressão” na página 521.) O diagrama a seguir mostra como o perfil do documento de
origem, o perfil da prova e o perfil do monitor são utilizados para representar as cores em
uma prova eletrônica.

A B C

Fluxo de trabalho gerenciado por cores:


A. Espaço do documento B. Espaço da prova C. Espaço do monitor

Lembre-se de que a confiabilidade da prova eletrônica depende muito da qualidade do


monitor, dos perfiis do monitor e da impressora e das condições de iluminação do
ambiente de sua estação de trabalho. (Consulte “Criando um perfil de monitor ICC” na
página 129.)
Para exibir uma prova eletrônica:
1 Escolha Visualizar > Configuração de Prova e escolha o espaço do perfil de prova que
deseja simular:
• Personalizada efetua a prova eletrônica das cores utilizando o perfil de cor de um
dispositivo de saída específico. Siga as instruções após este procedimento para
configurar a prova personalizada.
• CMYK Ativo efetua a prova eletrônica das cores utilizando o espaço de trabalho CMYK
atual, conforme definido na caixa de diálogo Configurações de Cores.
• Chapa de Ciano Ativo, Chapa de Magenta Ativo, Chapa de Amarelo Ativo, Chapa de
Preto Ativo ou Chapas de CMY Ativo efetua a prova eletrônica de cores CMYK
específicas utilizando o espaço de trabalho CMYK atual.
• RGB do Macintosh ou RGB do Windows efetua a prova eletrônica das cores em uma
imagem utilizando um monitor padrão do Mac OS ou Windows como o espaço de
perfil de prova a ser simulado. Nenhuma opção está disponível para documentos Lab
ou CMYK.
• RGB do Monitor efetua provas eletrônicas de cores em um documento RGB utilizando o
espaço de cor do monitor atual como o espaço de perfil de prova. Essa opção não está
disponível para documentos Lab e CMYK.
• Simular Papel em Branco visualiza a sombra de branco específica exibida pelo meio de
impressão definido pelo perfil de um documento. Essa opção não está disponível para

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 124


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 125

todos os perfis—está apenas disponível para provas eletrônicas, e não para a


impressão.
• Simular Tinta Preta visualiza a escala dinâmica real definida pelo perfil de um
documento. Essa opção não está disponível para todos os perfis—está apenas
disponível para provas eletrônicas, e não para a impressão.
2 Escolha Visualizar > Cores de Prova para ativar e desativar-a exibição da prova
eletrônica. Quando a prova eletrônica estiver ativada, uma marca de seleção aparecerá ao
lado do comando Cores de Prova.
Quando a prova eletrônica está ativada, o nome do perfil de prova atual aparece ao lado
do modo de cores na barra de títulos do documento.
Para criar uma configuração de prova personalizada:
1 Escolha Visualizar > Configuração de Prova > Personalizada.
Se quiser que a configuração de prova personalizada seja a configuração de prova
padrão para os documentos, feche todas as janelas de documentos antes de escolher
o comando Visualizar > Configuração de Prova > Personalizada.
2 Selecione Visualizar para exibir uma visualização ativa das configurações de prova no
documento enquanto a caixa de diálogo Configuração de Prova estiver aberta.
3 Para utilizar uma configuração de prova predefinida como ponto inicial, escolha essa
configuração no menu Configuração. Se a configuração desejada não aparecer no menu,
clique em Carregar para localizá-la e carregá-la.
4 Em Perfil, escolha o perfil de cor para o dispositivo ao qual deseja criar a prova.
5 Se o perfil de prova escolhido utilizar o mesmo modo de cor que o documento, execute
um dos procedimentos a seguir:
• Selecione Preservar Números de Cor para simular a aparência do documento sem
converter as cores do espaço do documento para o espaço de perfil da prova. Isso
simula as mudanças de cor que podem ocorrer quando os valores de cor do
documento são interpretados utilizando o perfil da prova em vez do perfil do
documento.
• Desfaça a seleção de Preservar Números de Cor para simular a exibição do documento
se as cores forem convertidas do espaço do documento para os equivalentes mais
próximos no espaço de perfil da prova, em uma tentativa de preservar as aparências
visuais das cores. Em seguida, especifique um objetivo de acabamento para
a conversão. (Consulte “Especificando um objetivo de acabamento” na página 121.)
6 Se necessário, selecione uma das opções a seguir:
• Simular Papel em Branco visualiza, no espaço do monitor, a sombra de branco
específica exibida pelo meio de impressão descrito pelo perfil da prova. A seleção dessa
opção selecionará automaticamente a opção Simular Tinta Preta.
• Simular Tinta Preta visualiza, no espaço do monitor, a escala dinâmica real definida pelo
perfil da prova.
A disponibilidade dessas opções depende do perfil de prova escolhido. Nem todos os
perfis suportam as duas opções.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 125


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 126

7 Para salvar sua configuração de prova personalizada como uma configuração de prova
predefinida, clique em Salvar. Para garantir que a nova configuração predefinida apareça
no menu Visualizar > Configuração de Prova, salve-a na pasta Arquivos de programas/
Arquivos comuns/Adobe /Color/Proofing (Windows) ou em Pasta do sistema/Suporte
para aplicativo/Adobe/Color/Proofing (Mac OS 9.x) ou Biblioteca/Suporte para aplicativo/
Adobe/Color/Proofing (Mac OS X).

Alterando o perfil de cor de um documento


Em alguns casos, convém converter as cores de um documento em um perfil de cor
diferente, marcar um documento com um perfil de cor diferente sem fazer as conversões
de cores, ou remover o perfil de um documento simultaneamente. Por exemplo, convém
preparar o documento para um destino de saída diferente ou corrigir o comportamento
de uma diretriz que você não deseja mais implementar ao documento. Os comandos
Atribuir Perfil e Converter para Perfil são recomendáveis apenas para usuários avançados.
Ao utilizar o comando Atribuir Perfil, é possível visualizar uma alteração na aparência da
cor à medida que os números de cor são mapeados diretamente para o novo espaço do
perfil. Entretanto, Converter Perfil altera os números de cor antes do mapeamento para o
novo espaço de perfil, em uma tentativa de preservar as aparências originais da cor.
Para atribuir novamente ou descartar o perfil de um documento:
1 Escolha Imagem > Modo > Atribuir Perfil.
2 Selecione um dos procedimentos a seguir:
• Não Efetuar Gerenciamento de Cores Neste Documento remove o perfil de um
documento marcado. Selecione essa opção apenas se tiver certeza de que deseja
remover a marcação do documento.
• Modo de cor ativo: espaço de trabalho para marcar o documento com o perfil do espaço
de trabalho atual.
• Perfil atribui novamente um perfil distinto a um documento marcado. Escolha o perfil
desejado no menu. O Photoshop marca o documento com o novo perfil, sem converter
as cores no espaço de perfil. Isso pode alterar dramaticamente a aparência das cores da
maneira em que são exibidas no monitor.
3 Para visualizar os efeitos da nova atribuição de perfil no documento, selecione
Visualizar.
Para converter as cores de um documento para outro perfil:
1 Escolha Imagem > Modo > Converter para Perfil.
2 Em Espaço de Destino, escolha o perfil de cor para o qual deseja converter as cores do
documento. O documento será convertido e marcado com esse novo perfil.
3 Em Opções de Conversão, especifique um mecanismo de gerenciamento de cores, um
objetivo de acabamento e opções de ponto preto e pontilhamento. (Consulte
“Personalizando as configurações avançadas de gerenciamento de cores” na página 120.)
4 Para achatar todas as camadas do documento em uma única camada após a conversão,
selecione Achatar Imagem.
5 Para visualizar os efeitos da conversão no documento, selecione Visualizar. Essa
visualização se tornará mais precisa se você selecionar Achatar Imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 126


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 127

Incorporando perfis em documentos salvos


Por padrão, um documento marcado terá suas informações de perfil incorporadas depois
de salvas em um formato de arquivo que suporta perfis ICC incorporados. Os documentos
não marcados são salvos por padrão sem perfis incorporados.
É possível especificar se um perfil deve ou não ser incorporado assim que um documento
for salvo. Também é possível especificar se as cores no espaço de perfil da prova devem ser
convertidas e se, em vez disso, o perfil da prova deve ser incorporado. Entretanto, alterar o
comportamento da incorporação do perfil é recomendável apenas para usuários
avançados familiarizados com o gerenciamento de cores.
Para alterar o comportamento da incorporação de um perfil em um documento:
1 Escolha Arquivo > Salvar Como.
2 Siga um destes procedimentos:
• Para alternar a incorporação do perfil de cor atual do documento, selecione ou desfaça
a seleção de Perfil ICC (Windows) ou Incorporar Perfil de Cores (Mac OS). Essa opção
estará disponível apenas para o formato original do Photoshop (.psd) e para os
formatos PDF, JPEG, TIFF, EPS, DCS e PICT.
• Para alternar a incorporação do perfil da prova atual do documento, selecione ou
desfaça a seleção de Utilizar Configuração de Prova (disponível apenas para os
formatos PDF, EPS, DCS 1.0 e DCS 2.0). A seleção dessa opção converte as cores do
documento para o espaço de perfil da prova e é útil para criar um arquivo de saída para
impressão. Para obter informações sobre como configurar um perfil de prova, consulte
“Efetuando a prova eletrônica de cores” na página 124.
3 Nomeie o documento, escolha outras opções para gravação e clique em Salvar.

Obtendo, instalando e atualizando perfis de cor


Um gerenciamento de cores preciso e consistente requer perfis precisos compatíveis com
ICC de todos os dispositivos de cor. Por exemplo, sem um perfil de scanner preciso, uma
imagem digitalizada com perfeição pode aparecer incorreta em outro programa, simples-
mente por causa de qualquer diferença no espaço de cor entre o scanner e o programa
que estiver exibindo a imagem. Essa representação enganosa pode fazer com que você
efetue “correções” desnecessárias, demoradas e potencialmente prejudiciais a uma
imagem que já está satisfatória. Com um perfil preciso, um programa que estiver impor-
tando a imagem poderá corrigir qualquer diferença de gamut e exibir as cores reais de
uma digitalização.
Após obter os perfis precisos, eles funcionarão em todos os aplicativos compatíveis com
seu sistema de gerenciamento de cores. É possível obter perfis das seguintes maneiras,
com os métodos mais precisos relacionados primeiro:
• Gere perfis personalizados para seus dispositivos específicos utilizando equipamentos
profissionais para criação de perfis.
• Utilize as configurações na caixa de diálogo CMYK Personalizado para descrever seu
dispositivo e, em seguida, salve-as como um perfil de cor. (Consulte “Criando perfis
CMYK personalizados” na página 132.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 127


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 128

• Obtenha um perfil criado pelo fabricante. Infelizmente, esses perfis não consideram as
variações individuais que ocorrem naturalmente entre as máquinas (até mesmo entre
modelos idênticos do mesmo fabricante) ou com o passar do tempo.
• Substitua um perfil disponível que possa ser apropriado para o espaço de cor do
dispositivo. Por exemplo, muitos scanners do Mac OS foram otimizados para o espaço
de cor de um monitor RGB da Apple. Dessa maneira, você pode tentar utilizar o perfil
de um monitor Apple para esses dispositivos. Para um scanner do Windows sem um
perfil, tente substituir o espaço de cor sRGB. Certifique-se de fazer a prova das imagens
criadas com o perfil antes de utilizar o perfil na produção.

Adicionando perfis de dispositivos ao sistema de gerenciamento


de cores
É possível adicionar perfis de cor a seu sistema para que eles possam aparecer como
opções na caixa de diálogo Configurações de Cores. Para minimizar a confusão ao
trabalhar com perfis, exclua qualquer perfil para os dispositivos não utilizados por você ou
por seu grupo de trabalho. Após adicionar um perfil no local recomendado do sistema,
talvez seja necessário carregá-lo ou reiniciar o Photoshop para que o perfil apareça na
caixa de diálogo Configurações de Cores.
Observação: No Mac OS, é possível organizar a pasta Perfis ColorSync criando pastas
adicionais dentro dela ou adicionando cópias a outras pastas. Entretanto, pastas
aninhadas podem causar conflitos com alguns aplicativos, como o Adobe PressReady.
Para adicionar perfis ao sistema:
Copie os perfis em um dos locais recomendados a seguir:
• (Windows 2000) WinNT/System/Spool/Drivers/Color.
• (Windows NT) WinNT/System32/Color.
• (Windows 98) Windows/System/Color.
• (Mac OS 9.x) Pasta do sistema/Perfis ColorSync.
• (Mac OS X) Usuários/Usuário Atual/Biblioteca/ColorSync.
Observação: Se você utiliza o ColorSync 2.5, mas tiver utilizado versões anteriores, alguns
perfis ainda podem ser armazenados em Pasta do sistema/Preferências/Perfis ColorSync ™
em seu disco rígido. Para obter compatibilidade com o ColorSync 2.5 ou versões mais
recentes, armazene os perfis na pasta Perfis ColorSync na Pasta do Sistema.

Atualizando perfis
As características da reprodução de cores de um dispositivo de cor mudam com o tempo.
Por isso, recalibre os dispositivos periodicamente e gere perfis atualizados. Os perfis
devem permanecer bons por aproximadamente um mês, dependendo do dispositivo.
Alguns monitores compensam automaticamente o envelhecimento de fósforo.
Além disso, recalibre um dispositivo quando for alterar qualquer um dos fatores que
afetam a calibração. Por exemplo, recalibre seu monitor quando for alterar a iluminação da
sala ou a configuração de brilho do monitor.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 128


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 129

Criando um perfil de monitor ICC


Seu monitor irá exibir cores de maneira mais confiável se você utilizar o gerenciamento de
cores e os perfis ICC precisos. Utilizar um perfil de monitor ICC ajuda a eliminar qualquer
disposição de cores de seu monitor, faz com que seu monitor exiba tons de cinza da
maneira mais neutra possível e padroniza a exibição da imagem em monitores diferentes.
No Windows, é possível utilizar o software Adobe Gamma (instalado com o Photoshop)
para criar um perfil de monitor. No Mac OS, é possível utilizar o utilitário de calibração da
Apple para criar um perfil de monitor. Além disso, existem utilitários baseados em
hardware que podem ser utilizados para criar um perfil de monitor. Utilize apenas um
utilitário de calibração para exibir seu perfil. Utilizar vários utilitários poderá resultar em
cores incorretas.

Calibração versus caracterização de um monitor


É possível utilizar um software de criação de perfis, como o Adobe Gamma (Windows) ou
o utilitário de calibração da Apple (Mac OS), para caracterizar e calibrar seu monitor.
Ao caracterizar seu monitor, você cria um perfil que descreve como o monitor está repro-
duzindo as cores no momento. Ao calibrar seu monitor, você o torna compatível com um
padrão predefinido, por exemplo, o padrão de artes gráficas com temperatura de cor de
5000 Kelvin de pontos brancos.
Determine antecipadamente o padrão para qual você está calibrando para que possa
inserir o conjunto de valores para ele. Coordene a calibração com seu grupo de trabalho e
com o provedor de serviços de pré-impressão para certificar-se de estar calibrando tudo
para o mesmo padrão. Entretanto, se você tiver implementado um bom fluxo de trabalho
de gerenciamento de cores, não será preciso calibrar todos os monitores para o mesmo
padrão. Você precisará simplesmente caracterizar cada monitor para produzir perfis
precisos.

Sobre as configurações de calibração do monitor


A calibração do monitor envolve o ajuste das configurações de vídeo, com as quais você
pode não estar familiarizado. Um perfil de monitor utiliza essas configurações para
descrever de maneira precisa como seu monitor faz a reprodução das cores.
Brilho e contraste O nível e escala gerais, respectivamente, da intensidade de exibição.
Esses parâmetros atuam da mesma maneira em uma televisão.
Gama O brilho dos valores de tom médio. Os valores produzidos por um monitor de
preto para branco não são lineares — se você fizer um gráfico dos valores, eles formarão
uma curva e não uma linha reta. O valor de gama define a inclinação da curva, interme-
diária entre o preto e o branco. O ajuste de gama compensa a reprodução não linear de
tons dos dispositivos de saída, como os tubos do monitor.
Fósforos A substância que os monitores utilizam para emitir luz. Fósforos diferentes
possuem características diferentes.
Ponto branco As coordenadas (medidas no espaço de cor CIE XYZ) nas quais os fósforos
vermelho, verde e azul, com intensidade total, criam a cor branca.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 129


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 130

Diretrizes para a criação de um perfil de monitor ICC


As orientações a seguir podem ajudá-lo a criar um perfil de monitor preciso.
Convém ter em mãos o guia do usuário do monitor enquanto estiver criando um
perfil de monitor ICC.
• Não será necessário calibrar seu monitor se você já o tiver calibrado utilizando uma
ferramenta de calibração compatível com ICC-e não tiver alterado as configurações do
monitor ou da placa de vídeo.
• Certifique-se de estar utilizando um monitor da área de trabalho padrão (CRT).
• Se você tiver o utilitário Configuração do Monitor (que acompanha o PageMaker ® 6.0)
para Windows ou o painel de controle Knoll Gamma (que acompanha o Adobe
Photoshop 4.0 e versões anteriores) para Mac OS, remova-o, pois ele é obsoleto.
• Certifique-se de ter ligado seu monitor por, pelo menos, meia hora. Isso lhe dá tempo
suficiente para obter uma leitura mais precisa da cor.
• Verifique se seu monitor está exibindo milhares de cores (16 bits) ou mais.
• Remova os padrões plano de fundo colorido na área de trabalho do monitor. Os
padrões de brilho que envolvem um documento interferem na percepção precisa da
cor. Defina sua área de trabalho para exibir apenas tons de cinza neutros, utilizando
valores RGB de 128. Para obter mais informações, consulte a documentação do sistema
operacional.
• Se seu monitor tiver controles digitais para a escolha do ponto branco a partir de uma
escala de valores predefinidos, defina os controles antes de iniciar o utilitário de criação
de perfis. 6500 K corresponde a um bom ponto branco para a maioria dos usos. 5000 K
equivale ao padrão comum para os provedores de pré-impressão dos Estados Unidos.
• O desempenho do monitor muda e diminui com o passar do tempo. Caracterize
novamente seu monitor aproximadamente a cada mês. Se achar difícil ou impossível
calibrar seu monitor para um padrão, talvez ele seja muito antigo e esteja com defeito.

Calibrando com o Adobe Gamma (Windows)


O perfil ICC obtido com o Adobe Gamma utiliza as configurações de calibração para
descrever como seu monitor faz a reprodução das cores.
Observação: O Adobe Gamma pode caracterizar, mas não calibrar, os monitores
utilizados com o Windows NT. Além disso, o perfil ICC que você criou com o Adobe Gamma
pode ser utilizado como o perfil em nível de sistema no Windows NT. A capacidade do
Adobe Gamma de calibrar as configurações depende da placa de vídeo e do software do
driver de vídeo. Em casos como esse, algumas opções de calibração documentadas neste
manual podem não estar disponíveis.
Para utilizar o Adobe Gamma:
1 Inicie o Adobe Gamma, localizado na pasta Painéis de Controle ou em Arquivos de
programas/Arquivos comuns/Adobe/Calibration de seu disco rígido.
2 Siga um destes procedimentos:
• Para utilizar uma versão do utilitário que irá guiá-lo passo a passo, selecione
Passo-a-Passo e clique em OK. Essa versão é recomendável se você não possui
experiência. Se você escolher essa opção, siga as instruções descritas no utilitário.
Inicie a partir do perfil padrão de seu monitor, se disponível, e insira um nome

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 130


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 131

descritivo exclusivo para o perfil. Quando tiver acabado de utilizar o Adobe Gamma,
salve o perfil utilizando o mesmo nome descritivo. (Se você não tiver um perfil padrão,
entre em contato com o fabricante do monitor para obter as especificações
apropriadas de fósforo.)
• Para utilizar uma versão compacta do utilitário com todos os controles em um local,
selecione Painel de Controle e clique em OK. Essa versão é recomendável se você
possui experiência em criar perfis de cor.
A qualquer momento, enquanto estiver trabalhando com o painel de controle do
Adobe Gamma, é possível clicar no botão Assistente para consultar o assistente e
obter instruções que irão guiá-lo pelas mesmas configurações do painel de controle, uma
opção por vez.

Salvando e carregando perfis do espaço de trabalho


Se nenhuma das opções do espaço de trabalho na caixa de diálogo Configurações de
Cores descrever com precisão o espaço de cor de seu dispositivo de exibição ou de saída
específico, será possível criar um perfil de espaço de trabalho RGB, CMYK, Tons de Cinza ou
Spot personalizado. Salvar seu perfil personalizado garantirá a possibilidade de utilizá-lo
novamente e compartilhá-lo com outros usuários e aplicativos da Adobe que utilizam a
caixa de diálogo Configurações de Cores.
Também é possível carregar um perfil que não tenha sido salvo no local de perfil recomen-
dado para que esse mesmo perfil apareça na caixa de diálogo Configurações de Cores.
Para salvar um perfil personalizado:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.
2 Crie um perfil de espaço de trabalho personalizado. (Consulte “Criando perfis RGB
personalizados” na página 132, “Criando perfis CMYK personalizados” na página 132
ou “Criando perfis de tons de cinza e cor spot personalizados” na página 137.)
3 Em Espaços de Trabalho, escolha Salvar Espaço de Cor no menu apropriado.
4 Nomeie e salve o perfil. (Consulte “Obtendo, instalando e atualizando perfis de cor” na
página 127 para obter informações sobre o local recomendado para salvar o perfil.)
Para acessar um perfil salvo, talvez seja necessário carregá-lo ou reiniciar o Photoshop.
Se você não salvar um perfil personalizado, ele será armazenado apenas no arquivo de
configurações de cores personalizadas do qual faz parte, não estando disponível como
uma opção de perfil na caixa de diálogo Configurações de Cores.
Para carregar um perfil personalizado:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 131


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 132

• No Mac OS X, escolha Photoshop > Configurações de Cores e selecione Modo


Avançado.
2 Em Espaços de Trabalho, escolha Carregar Espaço de Cor no menu apropriado.
3 Localize e selecione o perfil desejado e clique em Abrir.
Se você carregar um perfil salvo fora do local recomendado, ele substituirá
temporariamente a opção Outros no menu Espaços de Trabalho até que um outro perfil
seja carregado.

Criando perfis RGB personalizados


Ao desenvolver um perfil RGB personalizado, é possível especificar o gama, o ponto
branco e as configurações de fósforo de seu monitor ou dispositivo RGB.
Para criar um perfil RGB personalizado:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.
2 Em Espaços de Trabalho, escolha RGB Personalizado no menu RGB.
3 Em Nome, insira o nome do perfil personalizado.
4 Em Gama, insira o valor do gama que deseja utilizar.
5 Em Ponto Branco, escolha uma configuração.
Para obter mais informações sobre as configurações de gama e de ponto branco, consulte
“Sobre as configurações de calibração do monitor” na página 129.
6 Em Primárias, escolha um conjunto de fósforos vermelho, verde e azul ou de tipos de
primárias. Essa opção tem como base os diferentes fósforos vermelho, verde e azul ou
primárias utilizados por monitores para exibir cores. Se o tipo correto não estiver
relacionado, insira as coordenadas cromáticas personalizadas nessas mesmas cores.
Observação: Como você está definindo o espaço de cor no qual irá editar as imagens, as
primárias não precisarão corresponder a seu monitor.
7 Clique em OK.
8 Salve o perfil personalizado. (Consulte “Salvando e carregando perfis do espaço de
trabalho” na página 131.)

Criando perfis CMYK personalizados


Ao desenvolver um perfil CMYK personalizado, será possível especificar as cores de tinta, o
aumento de pontos, o tipo de separação e a composição de preto de seu dispositivo de
saída. Se tiver salvo os arquivos Printing Inks e Separation Setup no Photoshop 4.x ou
versões anteriores, será possível carregá-los para que sejam utilizados como um perfil de
espaço de trabalho na caixa de diálogo Configurações de Cores. (Consulte “Salvando e
carregando perfis do espaço de trabalho” na página 131.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 132


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 133

Os perfis CMYK personalizados são principalmente úteis para fornecer compatibilidade de


gerenciamento de cores com documentos criados em versões do Photoshop anteriores à
6.0. Em geral, os perfis de espaço de trabalho CMYK incluídos na versão atual do
Photoshop produzem resultados mais precisos.

Inserindo configurações de CMYK personalizadas


Utilize as instruções a seguir para criar um perfil CMYK personalizado.
Para criar um perfil CMYK personalizado:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Configurações de Cores.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Configurações de Cores.
2 Em Espaços de Trabalho, escolha CMYK Personalizado no menu CMYK.
3 Em Nome, digite um novo nome para o perfil personalizado, se desejar. Entretanto,
como o nome padrão reflete automaticamente as alterações realizadas nas configurações
de CMYK Personalizado, convém que você o aceite.
4 Em Cores das Tintas, escolha um tipo de tinta. (Consulte “Especificando cores das tintas”
na página 133.)
5 Em Aumento de Ponto, especifique um valor. (Consulte “Especificando aumento de
pontos” na página 134.)
6 Especifique as opções de separação. (Consulte “Ajustando o tipo de separação e
composição de preto” na página 135.)
7 Clique em OK.
8 Salve o perfil personalizado. (Consulte “Salvando e carregando perfis do espaço de
trabalho” na página 131.)

Especificando cores das tintas


O menu Cores das Tintas permite escolher uma das opções a seguir:
• As opções de tinta predefinidas foram desenvolvidas para produzir separações de
qualidade utilizando tintas e especificações de impressão padrão. Esses padrões de
tinta diferem um pouco uns dos outros. De maneira semelhante, as qualidades de
absorção de tinta e de cor do papel afetam o resultado final impresso. É possível utilizar
essas informações no Photoshop, especificando a aparência das cores ciano, magenta,
amarelo e preto impressas a partir de um determinado conjunto de tintas e de papel
sob suas condições de iluminação.
• A opção Personalizar permite personalizar a exibição na tela das cores das tintas para
fazer correspondência com a saída impressa ao inserir valores obtidos em uma prova
de cor. (Consulte “Criando uma prova impressa” na página 140.) Por exemplo, talvez
você queira utilizar a opção Personalizar para especificar um conjunto de tintas não
relacionado como uma opção predefinida. Ao alterar essas configurações, é necessário
modificar o perfil que o Photoshop utiliza para exibir as cores das tintas na tela.
Consulte o procedimento a seguir para obter instruções sobre como inserir valores de
tinta personalizados.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 133


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 134

• Se você tiver carregado um perfil CMYK ou um arquivo de configurações de cores salvo


fora do local recomendado, a configuração de tinta do perfil ou do arquivo de
configurações substituirá temporariamente a opção Outras no menu Cores das Tintas.
Observação: Na maioria dos casos, as características da tinta de impressão não variam
muito de uma impressora para outra, dentro do mesmo tipo. Por exemplo, uma impres-
sora Tektronix Phaser II imprime matizes de formas muito semelhantes. Entretanto,
a quantidade de aumentos de pontos pode variar de maneira significativa. Dessa
maneira, para uma impressora diferente, mas do mesmo tipo, convém alterar a configura-
ção de aumento de pontos na caixa de diálogo Configuração de CMYK, mas não as cores
da tinta de impressão.
Para inserir valores de cor da tinta personalizada:
1 Na caixa de diálogo CMYK Personalizado, em Cores das Tintas, escolha Personalizar.
Por padrão, a caixa de diálogo Cores das Tintas define as cores utilizando os valores de
coordenadas CIE Y (luminosidade), x e y. Os conjuntos de tintas padrão são calibrados para
as condições de visualização de 5000 K (quando visualizados em iluminação D50), campo
de visualização 2°. As coordenadas CIE correspondem ao padrão de definição de cores
internacional suportado por PostScript Nível 2 e posteriores.
Observação: As cores aparecem um pouco diferentes dependendo da quantidade de área
do campo de visão que abrangem. CIE definiu duas formas padrão para medir as coorde-
nadas de cores, uma com base em 10° de preenchimento de cor do campo de visão e outra
com base em 2° de preenchimento de cor do campo de visão. O Photoshop utiliza o campo
de visão padrão de 2°.
2 Se desejar, selecione as coordenadas L*a*b para inserir as coordenadas da caixa de
cores com valores Lab em vez de valores Yxy. Utilize essa opção se seu espectrofotômetro
tiver apenas as leituras Lab.
3 Utilizando sua prova de CMYK impressa, faça uma leitura dos valores de cor utilizando
um espectrofotômetro e, em seguida, insira os valores nas caixas de texto apropriadas.
Além disso, é possível clicar na caixa de cores da cor de tinta que deseja ajustar e, em
seguida, ajustar a cor à tela até que corresponda à correção na prova de cor. Certifique-se
de estar visualizando a prova sob condições apropriadas de iluminação.
4 Se desejar, selecione Estimar Impressões Sobrepostas para avaliar automaticamente as
cores de impressão sobrepostas (MY, CY, CM e CMY) utilizando CMYK e os valores de
branco inseridos. Isso é útil se você não possui um espectrofotômetro.

Especificando aumento de pontos


O aumento ou perda de pontos pode ocorrer quando os pontos de meio-tom da
impressora especificada são alterados à medida que a tinta se espalha e é absorvida pelo
papel. Como regra geral, você não deve ajustar o valor de aumento de pontos até ter
executado uma prova impressa (que inclui uma barra de calibração) e medido os valores
de densidade na prova com um densitômetro reflexivo. Ajuste esse valor se sua gráfica
tiver fornecido um valor diferente para o aumento de pontos estimado.
A caixa de diálogo CMYK Personalizado fornece as seguintes maneiras de especificar o
aumento de pontos de uma impressora:
• É possível definir um único valor de aumento de pontos no nível de 50%. Isso significa
que todas as quatro tintas recebem a mesma quantidade em 50%.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 134


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 135

• É possível definir até 13 valores ao longo da escala de tons de cinza para criar uma curva
de aumento de pontos personalizada para uma ou mais chapas de CMYK. Utilize esse
método se sua prova tiver uma distorção de cor significativa em seus valores de tons de
cinza neutros.
Para especificar o aumento de pontos com a marca de 50% padrão:
1 Crie uma prova impressa com barras de calibração incluídas. (Consulte “Definindo
opções de saída” na página 516.)
2 Utilizando um densitômetro reflexivo, obtenha uma leitura com a marca de 50% da
barra de calibração impressa.
3 Na caixa de diálogo CMYK Personalizado, em Aumento de Ponto, escolha Padrão. Em
seguida, insira o número total de aumento de pontos medido pelo densitômetro. Por
exemplo, se a leitura do densitômetro for de 54%, insira 4 na caixa de texto para
especificar um aumento de pontos de 4%.
Observação: Se você não possuir um densitômetro, ajuste o valor de Aumento de Ponto
até que a imagem na tela se pareça com a prova e, em seguida, adicione o valor na
estimativa de sua impressora em relação ao aumento de pontos esperado entre a prova e
a saída final.
Para especificar o aumento de pontos utilizando curvas:
1 Crie uma prova impressa com barras de calibração incluídas. (Consulte “Definindo
opções de saída” na página 516.)
2 Utilizando um densitômetro reflexivo, obtenha uma leitura com uma ou mais marcas
da barra de calibração impressa.
3 Na caixa de diálogo CMYK Personalizado, em Aumento de Ponto, escolha Curvas.
4 Na parte inferior direita da caixa de diálogo Curvas de Aumento de Ponto, selecione a
chapa de tinta para a qual você deseja definir as curvas de aumento de pontos. Para
definir as mesmas curvas para todas as chapas, selecione Todos Iguais.
5 Siga um destes procedimentos:
• Insira os valores das leituras do densitômetro nas caixas de texto.
Por exemplo, se tiver especificado um ponto de 30% e a leitura do densitômetro for de
36%, você terá um aumento de pontos de 6% em seus tons médios. Para compensar esse
aumento, insira 36% na caixa de texto de 30%.
• Clique para adicionar um ponto de ajuste na curva de aumento de pontos e arraste o
ponto para alterar seu valor. O valor aparece, em seguida, na caixa de texto apropriada.

Ajustando o tipo de separação e composição de preto


Para fazer separações de cor, as três cores aditivas (vermelho, verde e azul) são convertidas
para seus opostos subtrativos (ciano, magenta e amarelo). Na teoria, partes iguais de
ciano, magenta e amarelo são combinadas para subtrair toda a luz refletida do papel, além
de criar a cor preta. Entretanto, como as impurezas estão presentes em todas as tintas de
impressão, uma combinação dessas cores resulta, por sua vez, em um marrom escuro. Para
compensar essa deficiência no processo de separação de cores, as impressoras removem
um pouco de ciano, magenta e amarelo nas áreas em que as três cores existem, em
intensidades iguais, adicionando tinta preta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 135


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 136

Uma determinada cor pode ser convertida do modo RGB para o modo CMYK de diversas
maneiras. Entretanto, os operadores de pré-impressão utilizam normalmente uma das
seguintes maneiras para compor a cor preta na impressão:
• Em remoção de cores subjacentes (UCR), a tinta preta é utilizada para substituir o ciano,
o magenta e o amarelo apenas em áreas neutras (ou seja, áreas com intensidades iguais
de ciano, magenta e amarelo). Isso resulta em menos tinta e maior profundidade das
sombras. Como utiliza menos tinta, a UCR é utilizada para papel de imprensa e para
papel sem revestimento, que, em geral, têm um maior aumento de pontos em relação
ao papel com revestimento.
• Na substituição do componente cinza (GCR), a tinta preta é utilizada para substituir
partes de ciano, magenta e amarelo em áreas coloridas, bem como em áreas neutras.
As separações de GCR tendem a reproduzir cores saturadas e escuras relativamente
melhores que as produzidas pelas separações de UCR, além de manter o equilíbrio
melhor de cinza na impressão.
Escolha o tipo de separação com base no papel e nas exigências de sua gráfica.
Para ajustar o tipo de separação e de composição de preto:
1 Na caixa de diálogo CMYK Personalizado, selecione um tipo de separação.
A área Opções de Separação exibe um gráfico com base nas configurações atuais,
mostrando como as cores neutras na imagem serão separadas. No gráfico, às vezes
chamado de rampa de cinza, as cores neutras contêm partes iguais de ciano, magenta e
amarelo. O eixo horizontal representa o valor da cor neutra, de 0% (branco) a 100%
(preto). O eixo vertical representa a quantidade de cada tinta que será gerada para um
determinado valor. Na maioria dos casos, a curva de ciano se estende além das curvas de
magenta e amarelo, pois uma pequena quantidade extra de ciano é exigida para produzir
o neutro verdadeiro.
2 Se você selecionou GCR como o tipo de separação, escolha uma opção para
Composição de Preto:
• Nenhum gera a separação de cores sem utilizar a chapa de preto.
• As configurações de Suave e Carregado diminuem e aumentam o efeito da
configuração de Médio (padrão). Na maioria dos casos, Médio produz os melhores
resultados.
• Máximo faz o mapeamento do valor de cinza diretamente para a chapa de preto. Essa
opção é útil para imagens com uma grande quantidade de preto sólido contra um
fundo claro, como instantâneos de tela de um computador.
• Personalizar permite ajustar manualmente a curva de composição de preto. Antes de
escolher Personalizar, escolha primeiro uma opção (Suave, Médio, Carregado ou
Máximo) mais próxima ao tipo de composição de preto desejado. Isso lhe dará uma
curva de composição de preto a ser utilizada como ponto inicial. Em seguida, escolha
Personalizar, posicione o ponteiro na curva e arraste para ajustar a curva de preto.
As curvas de ciano, magenta e amarelo são ajustadas automaticamente em relação à
nova curva de preto e às densidades totais das tintas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 136


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 137

Exemplos de composição de preto:


A. Sem composição de preto (imagem composta, CMYK) B. Composição de preto médio (imagem
composta, CMYK) C. Composição de preto máximo (imagem composta, CMYK)

3 Se necessário, especifique os valores de Limite de Tinta Preta e Limite Total das Tintas
(densidade máxima de tinta que sua impressora pode suportar). Informe-se com sua
gráfica para saber se é necessário ajustar esses valores.
No gráfico Rampa de Cinza, esses limites determinam os pontos de corte para as curvas de
CMYK.
4 Se você selecionou GCR como o tipo de separação, especifique uma quantidade para a
adição de cores subjacentes (UCA) para aumentar a quantidade de CMY adicionada às
áreas com sombras. Informe-se com sua gráfica para obter o valor preferencial. Se não
estiver certo desse valor, deixe em 0%.
UCA compensa a perda de densidade de tinta em áreas com sombras neutras. Essa tinta
adicional produz sombras amplas e escuras nas áreas que podem aparecer achatadas se
impressas apenas com tinta preta. UCA também pode impedir a posterização de detalhes
sutis nas sombras.

Criando perfis de tons de cinza e cor spot personalizados


É possível criar um perfil de tons de cinza ou cor spot personalizados com base no
aumento de pontos específico ou nas características de gama de seu dispositivo de saída.
Também é possível carregar um perfil CMYK no menu do espaço de trabalho Cinza para
gerar um perfil de tons de cinza personalizado com base no espaço de CMYK. (Consulte
“Salvando e carregando perfis do espaço de trabalho” na página 131.)
Para criar um perfil de tons de cinza ou cor spot com base em um aumento de pontos
personalizado:
1 Crie uma prova impressa com barras de calibração incluídas. (Consulte “Definindo
opções de saída” na página 516.)
2 Utilizando um densitômetro reflexivo, obtenha uma leitura com uma ou mais marcas
da barra de calibração impressa.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 137


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 138

3 Siga um destes procedimentos:


• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.
4 Em Espaços de Trabalho, para Cinza ou Spot, escolha Aumento de Ponto Personalizado.
5 Em Nome, insira o nome do perfil personalizado.
6 Siga um destes procedimentos:
• Utilizando as leituras do densitômetro, calcule os ajustes exigidos e insira os valores de
porcentagem nas caixas de texto.
Por exemplo, se tiver especificado um ponto de 30% e a leitura do densitômetro for de
36%, você terá um aumento de pontos de 6% em seus tons médios. Para compensar esse
aumento, insira 36% na caixa de texto de 30%.
• Clique para adicionar um ponto de ajuste na curva de aumento de pontos e arraste o
ponto para alterar seu valor. O valor aparece, em seguida, na caixa de texto apropriada.
• Clique em OK.
7 Salve o perfil personalizado. (Consulte “Salvando e carregando perfis do espaço de
trabalho” na página 131.)
Para criar um perfil de tons de cinza com base em um gama personalizado:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Configurações de Cores e selecione Modo
Avançado.
2 Selecione Avançado.
3 Em Espaços de Trabalho, em Tons de Cinza, escolha Gama Personalizado.
4 Em Nome, insira o nome do perfil personalizado.
5 Especifique o valor de gama desejado e clique em OK.
6 Salve o perfil personalizado. (Consulte “Salvando e carregando perfis do espaço de
trabalho” na página 131.)

Compensando o aumento de pontos em foto utilizando as


funções de transferência
Ao utilizar perfis de cor CMYK, não será possível personalizar as configurações de aumento
de ponto. Entretanto, é possível compensar o aumento de pontos de uma compositora
calibrada de maneira incorreta utilizando as funções de transferência.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 138


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 139

As funções de transferência permitem compensar o aumento de pontos entre a imagem e


a foto. Por exemplo, a função Transferência faz com que 50% de pontos na imagem sejam
impressos como 50% de pontos na foto. De maneira semelhante às curvas de aumento de
pontos, as funções de transferência permitem especificar até 13 valores junto com tons de
cinza para criar uma função de transferência personalizada. Diferente das curvas de
aumento de pontos, as funções de transferência se aplicam apenas à impressão — elas
não afetam os dados de cor da imagem.
Utilize as orientações a seguir para determinar o melhor método de contabilizar o
aumento de pontos:
• Se você estiver utilizando um perfil CMYK personalizado, utilize as configurações de
aumento de pontos na caixa de diálogo CMYK Personalizado para ajustar o aumento de
pontos para que corresponda aos resultados impressos.
• Se você estiver utilizando um perfil ICC e os valores de aumento de pontos não
corresponderem aos resultados impressos, tente obter um novo perfil com valores que
correspondam.
• Utilize as funções de transferência apenas se nenhum dos métodos anteriores for
uma opção.
Para ajustar os valores da função de transferência:
1 Utilize um densitômetro transmissivo para registrar os valores de densidade nos passos
apropriados de sua imagem na foto.
2 Escolha Arquivo > Imprimir com Visualização.
3 Selecione Mostrar Mais Opções e, no menu pop-up, escolha Saída.
4 Clique no botão Transferência.
5 Calcule o ajuste necessário e insira os valores (em porcentagens) na caixa de diálogo
Funções de Transferência.
Por exemplo, se tiver especificado 50% de pontos, e sua compositora imprimir em 58%,
ocorrerá um aumento de pontos de 8% nos tons médios. Para compensar esse aumento,
insira 42% (50% — 8%) na caixa de texto de 50% da caixa de diálogo Funções de
Transferência. A compositora irá imprimir, em seguida, o ponto de 50% desejado.
Ao inserir valores de função de transferência, lembre-se da escala de densidade de sua
compositora. Em uma determinada compositora, um ponto realçado e muito pequeno
pode ser pequeno demais para reter a tinta. Além de um certo nível de densidade, os
pontos da sombra podem ser preenchidos como preto sólido, removendo todos os
detalhes nas áreas com sombras.
Observação: Para preservar as funções de transferência em um arquivo EPS exportado,
selecione Cancelar Funções Padrão da Impressora na caixa de diálogo Funções de Trans-
ferência e, em seguida, exporte o arquivo com a opção Incluir Função de Transferência
selecionada na caixa de diálogo Formato EPS. (Consulte “Salvando arquivos no
Photoshop formato EPS (Photoshop)” na página 488.)
Para salvar as configurações de função de transferência atuais por padrão:
Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada para alterar o botão
Salvar para —> Padrões e clique no botão.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 139


Ajuda do Adobe Photoshop Produzindo Cores Consistentes (Photoshop)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 140

Para carregar as configurações da função de transferência padrão:


Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada para alterar o botão
Carregar para <— Padrões e clique no botão.

Criando uma prova impressa


Uma prova impressa pode ajudá-lo a verificar a precisão de um perfil de espaço de
trabalho CMYK personalizado. É possível produzir uma prova impressa ao imprimir uma
imagem CMYK. Não imprima uma imagem RGB convertida em CMYK no Photoshop.
Em vez disso, utilize uma imagem salva no formato CMYK sem um perfil ICC incorporado e
cujos valores de CMYK foram atribuídos diretamente no modo CMYK.
Para criar seu próprio documento de prova CMYK:
1 Crie um novo documento do Photoshop no modo CMYK.
2 Utilize o comando Atribuir Perfil para remover qualquer perfil de cor existente do
documento. (Consulte “Alterando o perfil de cor de um documento” na página 126.)
3 Crie um conjunto de amostras que incluem:
• Quatro amostras, cada uma contendo 100% de cores CMYK (100% de ciano, 100% de
magenta, 100% de amarelo e 100% de preto).
• Quatro amostras de combinação (100% de magenta e amarelo, 100% de ciano e
amarelo, 100% de ciano e magenta e 100% de ciano, magenta e amarelo).
• Um conjunto de amostras que compõe a cor preta de quatro cores, como 60% de ciano,
50% de magenta, 50% de amarelo e 100% de preto.
4 Crie uma prova impressa com barras de calibração incluídas. (Consulte “Definindo
opções de saída” na página 516.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 140


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 141

Ajustando Cores e Tons


Etapas básicas para a correção de imagens
O Photoshop e o ImageReady oferecem uma variedade de comandos e recursos para o
ajuste da qualidade de tons e equilíbrio de cores das imagens. Para efetuar a simples
correção de uma imagem, utilize um dos comandos de ajuste rápido. (Consulte
“Efetuando ajustes globais e rápidos em uma imagem” na página 164.) Para efetuar
ajustes mais precisos e flexíveis, utilize o seguinte fluxo de trabalho de correção de cor.

1. Calibre o monitor.
Durante a preparação do ajuste de imagens, caracterize e calibre seu monitor para um
padrão de exibição de cores adequado a suas necessidades de trabalho. Caso contrário, a
imagem em seu monitor pode parecer muito diferente ao ser impressa ou visualizada em
outro monitor. (Consulte “Criando um perfil de monitor ICC” na página 129.)

2. Verifique a qualidade da digitalização e a escala de tons.


Antes de efetuar os ajustes, analise o histograma da imagem para avaliar se a imagem
contém detalhes suficientes para produzir uma saída de alta qualidade. Quanto maior a
escala de valores no histograma, maiores serão os detalhes. A correção de digitalizações e
fotografias com qualidade inferior, sem muitos detalhes, pode ser difícil ou até mesmo
impossível. Correções excessivas de cores podem resultar na perda de valores de pixel e
em poucos detalhes.
O histograma também exibe a distribuição geral de sombras, tons médios e realces para
ajudá-lo a determinar as correções de tons necessárias. (Consulte “Verificando a qualidade
da digitalização e a escala de tons (Photoshop)” na página 143.)

3. Ajuste a escala de tons.


Inicie as correções de tons, ajustando os valores dos pixels de sombra e de realce máximos
na imagem, definindo uma escala global de tons que possibilita o maior número de
detalhes possível em toda a imagem. Esse processo é conhecido como definição de realces
e sombras ou definição de pontos brancos e pretos.
Normalmente, definir realces e sombras redistribui os pixels de tons médios de maneira
apropriada. Entretanto, quando os valores de pixel são concentrados em ambas as
extremidades da escala de tons, convém ajustar os tons médios manualmente. Em geral,
não é necessário ajustar os tons médios nas imagens que já contêm uma quantidade
concentrada de detalhes de tons médios.
Existem várias maneiras diferentes de definir a escala de tons de uma imagem:
• É possível arrastar os controles deslizantes junto com o histograma na caixa de diálogo
Níveis. (Consulte “Utilizando Níveis para definir realces, sombras e tons médios” na
página 150.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 141


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 142

• (Photoshop) É possível ajustar a forma do gráfico na caixa de diálogo Curvas. Esse


método permite ajustar qualquer ponto ao longo de uma escala de tons entre 0–255,
além de fornecer o melhor controle sobre a qualidade de tons de uma imagem. Para
obter mais informações, consulte “Utilizando a caixa de diálogo Curvas (Photoshop)” na
página 152.
• (Photoshop) É possível atribuir valores de destino aos pixels de sombra e realce,
utilizando a caixa de diálogo Níveis ou Curvas. Esse método pode ser útil para imagens
destinadas à impressão. Para obter mais informações, consulte “Utilizando valores de
destino para definir realces e sombras (Photoshop)” na página 154.

4. Ajuste o equilíbrio das cores.


Depois de corrigir a escala de tons, você pode ajustar o equilíbrio de cores da imagem
para remover distorções de cores não desejadas ou corrigir as cores muito ou pouco
saturadas. Examine sua imagem de acordo com o disco de cores para determinar os
ajustes de cor necessários. (Consulte “Sobre o disco de cores” na página 159.) É possível
escolher um dos seguintes métodos de ajuste de cor:
• (Photoshop) O comando Cor Automática corrige automaticamente o equilíbrio de
cores em uma imagem. Para obter mais informações, consulte“Utilizando o comando
Cor Automática (Photoshop)” na página 165.
• (Photoshop) O comando Equilíbrio de Cores altera a mistura geral de cores em uma
imagem. Para obter mais informações, consulte“Utilizando o comando Equilíbrio de
Cores (Photoshop)” na página 160.
• O comando Matiz/Saturação ajusta os valores de matiz, saturação e luminosidade de
toda a imagem ou de componentes de cor individuais. (Consulte “Utilizando o
comando Matiz/Saturação” na página 160.)
• (Photoshop) O comando Substituir Cor substitui as cores especificadas em uma
imagem pelos novos valores de cor. Consulte “Utilizando o comando Substituir Cor
(Photoshop)” na página 162.
• (Photoshop) O comando Cor Seletiva é um método avançado de correção de cor que
ajusta a quantidade de cores de processo em componentes de cor individuais. Para
obter mais informações, consulte“Utilizando o comando Cor Seletiva (Photoshop)” na
página 163.
• A caixa de diálogo Níveis permite ajustar o equilíbrio de cor, definindo a distribuição de
pixels para canais de cor individuais. No Photoshop, também é possível utilizar a caixa
de diálogo Curvas para fazer esses ajustes. Para obter mais informações, consulte
“Utilizando Níveis para ajustar cores (Photoshop)” na página 151 e “Utilizando a caixa
de diálogo Curvas (Photoshop)” na página 152.
• (Photoshop) A técnica de mesclar as cores a partir de canais diferentes também pode
produzir ajustes de cor. Para obter mais informações, consulte “Misturando canais de
cores (Photoshop)” na página 295.
(Photoshop) Para preservar melhor os detalhes originais de sua imagem à medida que
você faz os ajustes de cor, converta a imagem em 16 bits por canal. (Consulte
“Convertendo entre profundidades de bits” na página 103.) Ao concluir os ajustes de cor,
converta a imagem novamente para 8 bits por canal.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 142


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 143

5. Efetue outros ajustes especiais de cor.


Depois de corrigir o equilíbrio geral de cores de sua imagem, você pode efetuar ajustes
opcionais para aperfeiçoar as cores ou produzir efeitos especiais. (Consulte “Aplicando
efeitos especiais de cor às imagens” na página 166.)

6. Ajuste a nitidez das arestas da imagem.


Como etapa final, utilize o filtro Máscara de Nitidez para ajusta a nitidez da claridade das
arestas na imagem. Essa etapa ajuda a recuperar o foco para as imagens que passaram por
um processo de redefinição depois que os ajustes de tom foram efetuados. (Consulte
“Dando nitidez às imagens” na página 170.)

Verificando a qualidade da digitalização e a escala de tons


(Photoshop)
Um histograma ilustra como os pixels em uma imagem são distribuídos, fazendo uma
representação em gráfico do número de pixels em cada nível de intensidade de cor. Isso
pode mostrar se a imagem contém detalhes suficientes nas sombras (exibidas na parte
esquerda do histograma), tons médios (exibidos no centro) e realces (exibidos na parte
direita) para efetuar uma boa correção.
O histograma também fornece uma imagem rápida da escala de tons da imagem ou o tipo
de registro da imagem. Uma imagem de registro baixo contém detalhes concentrados nas
sombras; uma de registro alto contém detalhes concentrados nos realces e uma de
registro médio contém detalhes concentrados nos tons médios. Uma imagem com escala
de tons completa contém um número alto de pixels em todas as áreas. Identificar a escala
de tons ajuda a determinar as correções de tom apropriadas.

Original com detalhes insuficientes e suficientes

Original e imagem de registro médio corrigida

Original e imagem de registro alto corrigida

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 143


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 144

Original e imagem de registro baixo corrigida

Para exibir o histograma de uma imagem:


1 Para exibir os dados do histograma de uma parte da imagem, selecione primeiro essa
parte. Por padrão, o histograma exibe a escala de tons da imagem inteira.
2 Escolha Imagem > Histograma.
Para incluir dados de canais de spot e canais alfa, mantenha a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada ao escolher Imagem > Histograma. Em seguida, no menu
pop-up, escolha o canal desejado.
O eixo horizontal do histograma representa os valores de intensidade (ou níveis), do mais
escuro (0), na extremidade esquerda, ao mais claro (255), na extremidade direita.
O eixo vertical representa o número total de pixels com um determinado valor.
Observação: O histograma de uma camada de ajuste reflete os dados de todas as
camadas visíveis abaixo dela.
3 Para imagens RGB, CMYK e de cores indexadas, escolha uma opção no menu Canal.
É possível representar os valores de luminosidade do canal composto (Luminosidade) ou
os valores de intensidade de um canal individual.
4 Para visualizar as informações sobre um ponto específico no histograma, coloque o
ponteiro sobre ele. Para visualizar as informações sobre uma escala de valores, arraste
dentro do histograma para realçá-la. Quando concluir, clique em OK para fechar
o histograma.
Estatísticas sobre os valores de intensidade dos pixels aparecem abaixo do histograma:
Média Representa o valor médio de intensidade.
Desvio Padrão Representa como os valores de intensidade variam.
Mediana Mostra o valor médio na escala de valores de intensidade.
Pixels Representa o número total de pixels utilizados para calcular o histograma.
Nível Exibe o nível de intensidade da área sob o ponteiro.
Total Mostra os números totais de pixels correspondentes ao nível de intensidade sob
o ponteiro.
Percentil Exibe o número cumulativo de pixels no nível ou abaixo do nível de intensidade
sob o ponteiro. Esse valor é expresso como uma porcentagem de todos os pixels na
imagem, de 0% na extremidade esquerda a 100% na extremidade direita.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 144


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 145

Cache Level Mostra a configuração para o cache da imagem. Se a opção Usar cache para
histogramas for selecionada nas preferências de Memória e Cache de Imagem (Windows)
ou de Cache de Imagem (Mac OS), o histograma será exibido de maneira mais rápida e
estará baseado em uma amostra representativa dos pixels na imagem (de acordo com a
ampliação) e não em todos os pixels (equivalentes a um nível de cache igual a 1). Desfaça
a seleção dessa opção se quiser verificar a posterização na imagem. É possível pressionar
Shift ao escolher Imagem > Histograma para gerar o histograma utilizando todos os pixels
na imagem.

Utilizando as ferramentas de ajuste de cor


Todas as ferramentas de ajuste de cor do Photoshop e do ImageReady funcionam
basicamente da mesma maneira: mapeando uma escala de valores de pixels existente
para uma nova escala de valores. A diferença entre as ferramentas está na quantidade de
controle que elas fornecem. Para obter uma visão geral das ferramentas de ajuste de cor,
consulte “Etapas básicas para a correção de imagens” na página 141.

Efetuando ajustes de cor


Existem duas maneiras para ajustar as cores em uma imagem. O primeiro método é
escolher um comando no submenu Imagem > Ajustes. Esse método altera
permanentemente os pixels na camada ativa.
O segundo método é utilizar uma camada de ajuste. As camadas de ajuste permitem que
você experimente ajustes de cor e tons sem modificar permanentemente os pixels na
imagem. As alterações de cores e tons residem na camada de ajuste, que age como um
véu pelo qual aparecem as camadas subjacentes da imagem. O Photoshop deve ser
utilizado para criar e editar camadas de ajuste. No entanto, é possível visualizar camadas
de ajuste existentes no ImageReady.
Para abrir uma caixa de diálogo de ajuste de cor:
1 Se quiser efetuar ajustes em apenas uma parte de sua imagem, selecione essa parte.
Se não fizer seleções, o ajuste será aplicado à imagem inteira.
2 Siga um destes procedimentos:
• Escolha Imagem > Ajustes e selecione um comando no submenu.
• (Photoshop) Crie uma camada de ajuste. (Consulte “Criando camadas de ajuste ou de
preenchimento” na página 340.)
• (Photoshop) Clique duas vezes na miniatura de uma camada de ajuste existente, na
paleta Camadas.
3 Para visualizar seus ajustes na imagem antes de aceitá-los, selecione Visualizar na caixa
de diálogo de ajustes.
Para cancelar as alterações sem fechar uma caixa de diálogo de ajuste de cor,
mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada para transformar
o botão Cancelar em Redefinir. Em seguida, clique em Redefinir. Isso restaura a caixa de
diálogo aos valores existentes antes de suas alterações.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 145


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 146

Visualizando os valores de cor dos pixels (Photoshop)


É possível utilizar a paleta Informações e a paleta Cor para visualizar os valores de cor dos
pixels à medida que efetua as correções de cor.
Ao trabalhar com uma caixa de diálogo de ajuste de cor, a paleta Informações exibe dois
conjuntos de valores de cor para pixels sob o ponteiro. O valor da coluna esquerda é o
valor de cor original. O valor da coluna direita é o valor de cor depois do ajuste.
É possível visualizar a cor de um único local, utilizando a ferramenta conta-gotas, ou é
possível utilizar até quatro classificadores de cores para exibir as informações correspon-
dentes de um ou mais locais na imagem. Esses classificadores são salvos na imagem para
que você possa consultá-los várias vezes durante o trabalho, mesmo se fechar e abrir
novamente a imagem.

Classificadores de cor e paleta Informações

Para utilizar a paleta Informações e a ferramenta conta-gotas ou classificador de


cores para visualizar os valores de cor:
1 Escoha Janela > Informações para abrir a paleta Informações.
2 Selecione a ferramenta Conta-gotas ou Classificador de Cor e escolha um
tamanho de amostra na barra de opções:
• Amostra de Ponto para ler o valor de um pixel.
• Média de 3 por 3 para ler o valor médio de uma área de 3-por-3 pixels.
• Média de 5 por 5 para ler o valor médio de uma área de 5-por-5 pixels.
3 Se você selecionou a ferramenta classificador de cores, coloque até quatro
classificadores de cor na imagem. Clique no local em que deseja colocar um classificador.
4 Abra uma caixa de diálogo de ajuste. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
5 Efetue os ajustes na caixa de diálogo e, antes de aplicá-los, visualize os valores de cor na
paleta Informações antes e depois dos ajustes:
• Para visualizar os valores de cor utilizando a ferramenta conta-gotas, mova o ponteiro
sobre a área da imagem que deseja examinar. Abrir uma caixa de diálogo de ajuste
ativará a ferramenta Conta-gotas fora da caixa de diálogo. Você ainda terá acesso aos
controles deslizantes e às ferramentas mão e zoom ao utilizar os atalhos do teclado.
• Para visualizar os valores de cor nos classificadores de cor, examine a metade inferior da
paleta Informações. Para colocar classificadores de cor adicionais na imagem enquanto
a caixa de diálogo de ajuste estiver aberta, clique na imagem com a tecla Shift
pressionada.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 146


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 147

Para mover, excluir ou ocultar um classificador de cor:


Siga um destes procedimentos:
• Para mover um classificador de cor, selecione a ferramenta classificador de cores e
arraste-a até o novo local.
• Para excluir um classificador de cor, selecione a ferramenta classificador de cores.
Arraste o classificador para fora da janela do documento ou mantenha a tecla Alt
(Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e clique no classificador. Para excluir todos
os classificadores de cor, clique em Apagar na barra de opções.
• Para excluir um classificador de cor enquanto uma caixa de diálogo de ajuste estiver
aberta, mantenha as teclas Alt+Shift (Windows) ou Option+Shift (Mac OS)
pressionadas e clique no classificador.
• Para alternar a exibição de todos os classificadores de cor em uma imagem, escolha
Visualizar > Extras. Uma marca de seleção indica se os classificadores de cor estão
sendo mostrados.
Para alterar a exibição das informações do classificador de cor na paleta
Informações:
Siga um destes procedimentos:
• Para exibir ou ocultar as informações do classificador de cor na paleta Informações,
escolha Classificadores de Cor no menu da paleta. Uma marca de seleção indica se as
informações dos classificadores de cor estão sendo mostradas.
• Para alterar o espaço de cor no qual um classificador de cor exibirá os valores, mova
o ponteiro até o ícone do classificador de cor da paleta Informações, mantenha o botão
do mouse pressionado e, no menu, escolha outro espaço de cor.
Para utilizar a ferramenta conta-gotas e a paleta Cor para visualizar valores de cor:
1 Escolha Janela > Cor para abrir a paleta Cor.
2 Abra a caixa de diálogo de ajuste de cor. Essa ação ativa a ferramenta Conta-gotas fora
da caixa de diálogo e sobre a imagem.
3 Clique no pixel que deseja verificar na imagem.
4 Efetue os ajustes na caixa de diálogo e, antes de aplicá-los, visualize na paleta Cor os
valores de cor ajustados.

Salvando e reaplicando configurações


Os botões Salvar e Carregar nas caixas de diálogo Níveis, Curvas (Photoshop), Matiz/
Saturação, Substituir Cor (Photoshop), Cor Seletiva (Photoshop) e Variações permitem
salvar as configurações e aplicá-las a outras imagens.
Para salvar e reaplicar as configurações:
1 Clique em Salvar na caixa de diálogo de ajuste que estiver utilizando, nomeie e salve as
configurações.
2 Feche a caixa de diálogo de ajuste e abra a imagem a qual deseja aplicar os ajustes.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 147


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 148

3 Reabra a caixa de diálogo de ajuste e clique em Carregar. Localize e carregue o arquivo


salvo de ajuste.
Se você aplicar com freqüência o mesmo ajuste, lembre-se de gravá-lo e executá-lo
como uma ação.

Comparando correções em CMYK e RGB (Photoshop)


Mesmo se puder executar todas as correções de cor e tom no modo CMYK ou RGB,
convém escolher um modo com atenção. Sempre que possível, evite várias conversões
entre os modos, pois os valores de cor são arredondados e sofrem perdas a cada
conversão. Se uma imagem RGB for destinada à exibição na tela, não será preciso
convertê-la para o modo CMYK. Por outro lado, se uma digitalização CMYK for destinada à
separação e impressão, não será preciso efetuar correções no modo RGB.
Se for preciso converter a imagem de um modo para outro, convém efetuar a maioria
das correções de tom e cor no modo RGB e utilizar o modo CMYK para ajuste fino.
As vantagens de se trabalhar no modo RGB são as seguintes:
• É possível poupar memória e melhorar o desempenho, pois você está trabalhando com
menos canais.
• Existe maior independência de dispositivos, pois os espaços de cor RGB não dependem
de tintas. As correções feitas à imagem são preservadas, independentemente do
monitor, computador ou dispositivo de saída utilizado.
• O gamut de espaços RGB é muito maior que o de espaços CMYK. Dessa maneira, é
provável que mais cores sejam preservadas depois dos ajustes.
Utilizando os comandos de Configuração de Prova, é possível visualizar as cores CMYK
compostas e as chapas de separação com o espaço de trabalho CMYK definido na caixa de
diálogo Configurações de Cores. Outra opção é visualizar as cores utilizando um perfil de
cor CMYK personalizado. (Consulte “Efetuando a prova eletrônica de cores” na
página 124.)
Monitore as cores CMYK ao editar no modo RGB, escolhendo Janela > Documentos >
Nova Janela para abrir uma segunda janela. Ative a visualização de CMYK em uma das
janelas e deixe-a desativada na outra.

Identificando cores fora do gamut (Photoshop)


O gamut é a escala de cores que um sistema de cor pode exibir ou imprimir. Uma cor que
pode ser exibida nos modelos RGB ou HSB pode estar fora do gamut (e, portanto, não
pode ser impressa) de uma configuração CMYK. (Consulte “Gamuts de cores (Photoshop)”
na página 99.)
O Photoshop traz todas as cores automaticamente para o gamut quando você converte
uma imagem para CMYK. Entretanto, convém identificar as cores fora do gamut de uma
imagem ou corrigi-las manualmente antes da conversão em CMYK.
No modo RGB, você identifica as cores fora do gamut das seguintes maneiras:
• Na paleta Informações, um ponto de exclamação aparece ao lado dos valores CMYK
sempre que o ponteiro estiver sobre uma cor fora do gamut.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 148


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 149

• No seletor de cores e na paleta Cor, um triângulo de aviso aparece, e o equivalente mais


próximo em CMYK é exibido sempre que uma cor fora-do gamut é selecionada. Para
selecionar o equivalente em CMYK, clique no triângulo ou na correção de cor.
Também é possível identificar rapidamente todas as cores fora do gamut em uma imagem
RGB, com o comando Alerta de Gamut.
Para ativar ou desativar o realce de cores fora do gamut:
1 Escolha Visualizar > Configuração de Prova e selecione o perfil de prova no qual deseja
basear o alerta de gamut. (Consulte “Efetuando a prova eletrônica de cores” na
página 124.)
2 Escolha Visualizar > Alerta de Gamut. Todos os pixels fora do gamut do espaço de perfil
de prova atual são realçados.
Para alterar a cor do alerta do gamut:
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows ou Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Transparência e Gamut.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Transparência e Gamut.
2 Em Alerta de Gamut, clique na caixa de cores para exibir o seletor de cores. Em seguida,
escolha uma nova cor de alerta e clique em OK. Para obter os melhores resultados, utilize
uma cor ainda não presente na imagem.
3 Insira um valor na caixa de texto Opacidade. Os valores variam de 0 a 100%. Utilize a
configuração para revelar uma determinada parte da imagem subjacente utilizando a cor
de alerta. Em seguida, clique em OK.

Imagem original e visualização de cores fora do gamut

Utilizando a caixa de diálogo Níveis


A caixa de diálogo Níveis permite corrigir a escala de tons e o equilíbrio de cores de uma
imagem, ajustando os níveis de intensidade das sombras, tons médios e realces da
imagem. O histograma de Níveis atua como um guia visual para o ajuste de tons de
registro da imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 149


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 150

Utilizando Níveis para definir realces, sombras e tons médios


É possível definir os realces e as sombras em uma imagem movendo os controles desli-
zantes de Entrada até o primeiro grupo de pixels das duas extremidades do histograma
Níveis. Isso mapeia esses pixels — os mais escuros e os mais claros de cada canal — para
preto e branco, aumentando a escala de tons da imagem. Os pixels correspondentes nos
outros canais são ajustados proporcionalmente para evitar a alteração do equilíbrio de
cores. É possível utilizar o controle deslizante de Entrada para alterar os valores de inten-
sidade da escala média de tons de cinza sem alterar exageradamente os realces e as
sombras.
Embora os controles deslizantes de Níveis não sejam tão exatos quanto atribuir valores de
destino ou utilizar a caixa de diálogo Curvas, eles geralmente produzem bons resultados.
Para ajustar a escala de tons utilizando Níveis:
1 Abra a caixa de diálogo Níveis. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145.)
2 Para ajustar os tons de um canal de cor específico, escolha uma opção no menu Canal.
Para editar uma combinação de canais de cores ao mesmo tempo, pressione Shift e
selecione os canais na paleta Canais antes de escolher o comando Níveis. O menu Canal
exibe as abreviações para os canais de destino — por exemplo, CM para ciano e magenta.
O menu também contém os canais individuais para a combinação selecionada. Somente é
possível editar canais de spot e canais alfa individualmente.
3 Para ajustar sombras e realces manualmente, siga um destes procedimentos:
• Arraste os controles deslizantes brancos e pretos de Níveis de Entrada até a aresta do
primeiro grupo de pixels nas duas extremidades do histograma. Também é possível
inserir valores diretamente na primeira e terceira caixas de texto de Níveis de Entrada.
• Arraste os controles deslizantes brancos e pretos de Níveis de Saída para definir novos
valores de sombra e realce. Também é possível inserir valores diretamente nas caixas de
texto de Níveis de Saída.
Por exemplo, suponhamos que você deseje aumentar o contraste de uma imagem com
pixels que atualmente só cobrem uma escala de 0 a 233. Se você arrastar o triângulo
branco de Níveis de Entrada até 233, os pixels com valores de intensidade de 233 ou mais
(em cada canal da imagem) serão mapeados para 255, e os pixels com valores de inten-
sidade menores serão mapeados para os valores correspondentes mais claros. Esse
remapeamento clareia a imagem, aumentando o contraste nas áreas de realce.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 150


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 151

Original

Histograma e imagem resultantes

Suponhamos que, ao contrário, você deseje reduzir o contraste da imagem. Se você


arrastar o triângulo branco de Níveis de Saída para 220, os pixels com valores de
intensidade de 255 serão remapeados para 220, e os pixels com valores de intensidade
menores serão mapeados para os valores correspondentes mais escuros. Isso escurece a
imagem, diminuindo o contraste nas áreas de realce.
4 Para ajustar sombras e realces automaticamente, clique em Automático.
No Photoshop, clicar em Automático aplica as configurações especificadas na caixa de
diálogo Opções de Correção Automática. Para obter mais informações, consulte
“Definindo opções de correção automática (Photoshop)” na página 157. No ImageReady,
clicar em Automático é o mesmo que utilizar o comando Níveis Automáticos. (Consulte
“Utilizando o comando Níveis Automáticos” na página 164.)
5 Se sua imagem precisar de correções de tons médios, utilize o controle deslizante cinza
de Níveis de Entrada. Arraste o controle deslizante à direita para escurecer os tons médios
e, à esquerda, para clareá-los. Também é possível inserir valores diretamente na caixa de
texto central de Níveis de Entrada.
6 Clique em OK.
7 Para visualizar o histograma ajustado, abra a caixa de diálogo Níveis novamente.
As lacunas no histograma ajustado não indicam um problema perceptível na imagem, a
menos que sejam grandes ou estejam associadas a uma baixa contagem de pixels.

Utilizando Níveis para ajustar cores (Photoshop)


Além de configurar a escala de tons, é possível utilizar Níveis para ajustar o equilíbrio de
cores de uma imagem.
Para utilizar Níveis para ajustar o equilíbrio de cores:
1 Coloque um classificador de cores em uma área de cinza neutro na imagem.
2 Abra a caixa de diálogo Níveis. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 151


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 152

3 Siga um destes procedimentos:


• Na caixa de diálogo Níveis, clique duas vezes na ferramenta conta-gotas para exibir o
Seletor de Cores. Insira os valores que deseja atribuir ao cinza neutro e clique em OK.
Em seguida, clique no classificador de cores na imagem.
• Clique em Opções na caixa de diálogo Níveis. Clique na amostra de cor Tons Médios
para exibir o Seletor de Cores. Insira os valores que deseja atribuir ao cinza neutro e
clique em OK.
Em geral, atribua valores de componentes de cor iguais a um cinza neutro. Por exemplo,
atribua valores iguais de vermelho, verde e azul para produzir um cinza neutro em uma
imagem RGB.

Utilizando a caixa de diálogo Curvas (Photoshop)


De maneira semelhante à caixa de diálogo Níveis, a caixa de diálogo Curvas permite
ajustar toda a escala de tons de uma imagem. Entretanto, em vez de efetuar os ajustes
utilizando apenas três variáveis (realces, sombras e tons médios), com Curvas é possível
ajustar qualquer ponto ao longo de uma escala de 0 a 255, enquanto mantém até outros
15 valores constantes. Também é possível utilizar Curvas para efetuar ajustes precisos em
canais de cores individuais de uma imagem.
Para ajustar a escala de tons e o equilíbrio de cores utilizando Curvas:
1 Abra a caixa de diálogo Curvas. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145.)
A

Pontos ao longo de uma curva:


A. Realces B. Tons Médios C. Sombras

O eixo horizontal do gráfico representa os valores originais de intensidade dos pixels


(Níveis de Entrada), enquanto o eixo vertical representa os novos valores de cor (Níveis de
Saída). Na linha diagonal padrão, todos os pixels têm valores idênticos de Entrada e Saída.
Observação: Para imagens RGB, Curvas exibe valores de intensidade de 0 a 255, com
sombras (0) à esquerda. Para imagens CMYK, Curvas exibe porcentagens de 0 a 100, com
realces (0) à esquerda. Para inverter a exibição de sombras e realces a qualquer momento,
clique na seta dupla abaixo da curva.
2 Para ajustar o equilíbrio de cores da imagem, no menu Canal, escolha o canal (ou
canais) que deseja ajustar.
Para editar uma combinação de canais de cores ao mesmo tempo, pressione Shift e
selecione os canais na paleta Canais antes de escolher Curvas. O menu Canal exibe as
abreviações para os canais de destino — por exemplo, CM para ciano e magenta. O menu
também contém os canais individuais para a combinação selecionada.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 152


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 153

3 Para tornar mais fina a grade de Curvas, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option
(Mac OS) pressionada e clique na grade. Faça isso novamente para aumentar a grade.
4 Clique em qualquer ponto da curva para que ele permaneça fixo. Por exemplo, se
quiser ajustar os tons médios enquanto minimiza os efeitos sobre realces e sombras,
clique nos pontos de um quarto e três quartos da curva.
É possível adicionar até 14 pontos de controle à curva, bloqueando esses valores. Para
remover um ponto de controle, arraste-o para fora do gráfico, selecione-o e pressione
Delete ou clique com a tecla Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) pressionada. Não é
possível excluir pontos finais da curva.
Para determinar as áreas mais claras e mais escuras na imagem, arraste sobre a
imagem. Os valores de intensidade da área sob o ponteiro, junto com o local
correspondente na curva, são exibidos na caixa de diálogo Curvas.
5 Siga um destes procedimentos para ajustar a curva:
• Arraste a curva até que imagem fique com a aparência desejada.
• Clique em um ponto na curva e insira valores de Entrada e Saída para esse ponto.
• Selecione o lápis na parte inferior da caixa de diálogo e arraste para desenhar uma nova
curva. É possível manter a tecla Shift pressionada para restringir a curva a uma linha
reta e clicar para definir as extremidades. Ao terminar, clique em Suavizar se quiser
suavizar a curva.
• Clique em Automático para ajustar a imagem utilizando as configurações especificadas
na caixa de diálogo Opções de Correção Automática. Para obter mais informações,
consulte “Definindo opções de correção automática (Photoshop)” na página 157.
Os seguintes atalhos funcionam com a caixa de diálogo Curvas:
• Clique na imagem com a tecla Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) pressionada para
definir um ponto da curva no canal atual especificado na caixa de diálogo Curvas.
• Clique na imagem com as teclas Shift+Ctrl (Windows) ou Shift+Command (Mac OS)
pressionadas para definir um ponto da curva para a cor selecionada em cada canal
componente de cor (mas não no canal composto).
• Clique nos pontos na curva com a tecla Shift pressionada para selecionar vários pontos.
Os pontos selecionados aparecem preenchidos com preto.
• Clique na grade ou pressione Ctrl-D (Windows) ou Command-D (Mac OS) para desfazer
a seleção de todos os pontos na curva.
• Pressione as teclas de seta para mover os pontos selecionados na curva.
• Pressione Ctrl+Tab (Windows) ou Control+Tab (Mac OS) para avançar ao longo dos
pontos de controle na curva.
• Pressione Shift+Ctrl+Tab (Windows) ou Shift+Control+Tab (Mac OS) para retroceder ao
longo dos pontos de controle na curva.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 153


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 154

Utilizando valores de destino para definir realces e


sombras (Photoshop)
Em geral, os técnicos profissionais em cores definem realces e sombras em uma imagem
atribuindo os valores de tinta CMYK mais claros e mais escuros às áreas mais claras e mais
escuras de detalhe na imagem.
Ao identificar as áreas mais claras e mais escuras de uma imagem, é importante identificar
os realces e sombras representativos. Do contrário, a escala de tons poderá ser
desnecessariamente expandida para incluir valores máximos de pixel que não produzem
o detalhe da imagem. Uma área de realce deve conter um realce que pode ser impresso e
não um branco especular. Branco especular não possui detalhes e, por isso, nenhuma tinta
é impressa no papel. Um clarão, por exemplo, é um branco especular e não um realce que
possa ser impresso.
Observação: É possível executar o seguinte procedimento na caixa de diálogo Níveis do
ImageReady.
Para utilizar valores de destino para definir realces e sombras:
1 Selecione a ferramenta conta-gotas e, no menu Tamanho da Amostra, escolha Média de
3 por 3 nas opções da ferramenta conta-gotas. Isso garantirá uma amostra representativa
de uma área, em vez do valor de um único pixel da tela.
2 Abra a caixa de diálogo Níveis ou Curvas. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
Ao abrir Níveis ou Curvas, a ferramenta conta-gotas ainda estará ativa fora da caixa de
diálogo. Você ainda terá acesso aos controles deslizantes e às ferramentas mão e zoom ao
utilizar os atalhos do teclado.
3 Siga um destes procedimentos para identificar as áreas de realces e sombras
representativos na imagem:
• Mova o ponteiro em torno da imagem e examine a paleta Informações para localizar as
áreas mais claras e as mais escuras. (Consulte “Visualizando os valores de cor dos pixels
(Photoshop)” na página 146.)
• Arraste o ponteiro na imagem e examine a caixa de diálogo Curvas para localizar os
pontos mais claros e os mais escuros na escala de valores. Se a caixa de diálogo Curvas
estiver definida para o canal composto CMYK, esse método não funcionará.
Também é possível utilizar o comando Limiar para identificar realces e sombras
representativos antes de abrir a caixa de diálogo Níveis ou Curvas. (Consulte
“Utilizando comando Limiar (Photoshop)” na página 168.)
4 Siga um destes procedimentos para atribuir valores de cor à área mais clara da imagem:
• Na caixa de diálogo Níveis ou Curvas, clique duas vezes na ferramenta conta-gotas
Definir Ponto Branco para exibir o Seletor de Cores. Insira os valores que deseja atribuir
à área mais clara na imagem e clique em OK. Em seguida, clique no realce identificado
no passo 3.
Se clicar acidentalmente no realce incorreto, mantenha a tecla Alt (Windows)
ou Option (Mac OS) pressionada e clique em Redefinir na caixa de diálogo Níveis
ou Curvas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 154


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 155

• Clique em Opções na caixa de diálogo Níveis ou Curvas. Clique na amostra de cor


Realces para exibir o Seletor de Cores. Insira os valores que deseja atribuir à área mais
clara na imagem e clique em OK.
Na maioria das situações em que estiver imprimindo em papel branco, você obterá um
bom realce em uma imagem de registro médio, utilizando os valores CMYK iguais a 5, 3, 3
e 0, respectivamente. Um equivalente RGB aproximado é 244, 244, 244 e um equivalente
de tons de cinza aproximado é 4% de ponto. É possível aproximar rapidamente esses
valores de destino ao inserir 96 na caixa de texto Brilho (B) na seção HSB do Seletor de
Cores.
Com uma imagem de registro baixo, você poderá definir o realce para um valor
menor, evitando um contraste excessivo. Experimente valores de Brilho entre 96 e 80.

Original

Realce definido utilizando os valores de brilho de destino de registro médio (B: 96); e realce definido
utilizando os valores de brilho de destino superiores (B: 80)

Os valores de pixel da imagem inteira são ajustados de maneira proporcional aos novos
valores de realce. Qualquer pixel mais claro que a área clicada se transforma em branco
especular. A paleta Informações mostra os valores antes e depois do ajuste de cor.
5 Siga um destes procedimentos para atribuir valores de cor à área mais escura
da imagem:
• Na caixa de diálogo Níveis ou Curvas, clique duas vezes na ferramenta conta-gotas
Definir Ponto Preto para exibir o Seletor de Cores. Insira os valores que deseja atribuir à
área mais escura na imagem e clique em OK. Em seguida, clique na sombra identificada
no passo 3.
• Clique em Opções na caixa de diálogo Níveis ou Curvas. Clique na amostra de cor
Sombras para exibir o Seletor de Cores. Insira os valores que deseja atribuir à área mais
escura na imagem e clique em OK.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 155


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 156

Na maioria das situações em que estiver imprimindo em papel branco, você obterá uma
boa sombra em uma imagem de registro médio, utilizando valores CMYK iguais a 65, 53,
51 e 95. Um equivalente RGB aproximado é 10, 10, 10 e um equivalente de tons de cinza
aproximado é um ponto de 96%. É possível aproximar esses mesmos valores rapidamente,
inserindo 4 na caixa de texto Brilho (B), sob a seção HSB do Seletor de Cores.
Com uma imagem de registro alto, você poderá definir a sombra para um valor maior,
conservando os detalhes nos realces. Experimente valores de Brilho entre 4 e 20.

Original

Sombra definida utilizando os valores de brilho de destino de registro médio (B: 4); e sombra
definida utilizando os valores de brilho de destino superiores (B: 20)

Para utilizar o modo Limiar para identificar as áreas mais claras e mais escuras de
uma imagem:
1 Abra a caixa de diálogo Níveis e selecione Visualizar.
Observação: O modo Limiar em Níveis não está disponível para imagens CMYK.
2 Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e arraste o triângulo
branco ou preto de Níveis de Entrada.
A imagem é alterada para o modo Limiar e aparece uma imagem de visualização de alto
contraste. As áreas visíveis da imagem indicarão suas partes mais claras, se você estiver
arrastando o controle deslizante branco, e as mais escuras, se estiver arrastando o controle
preto. Se um canal de cor estiver selecionado na caixa de diálogo Níveis, a área branca
indicará o local em que não existe nenhum dos componentes da cor especificados.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 156


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 157

Visualização da imagem no modo Limiar

3 Arraste lentamente o controle deslizante até o centro do histograma para identificar as


áreas claras ou escuras da imagem. Utilize esses pixels para determinar o ponto preto e o
ponto branco da imagem.

Definindo opções de correção automática (Photoshop)


A caixa de diálogo Opções de Correção Automática permite ajustar automaticamente a
escala geral de tons de uma imagem, especificar porcentagens de recorte e atribuir
valores de cor a sombras, tons médios e realces. É possível aplicar as configurações
durante um só uso da caixa de diálogo Níveis ou Curvas, ou é possível salvar as
configurações para utilizar futuramente com os comandos Níveis, Níveis Automáticos,
Contraste Automático, Cor Automática e Curvas.
Para definir as opções de correção automática:
1 Clique em Opções na caixa de diálogo Níveis ou Curvas.
2 Especifique o algoritmo a ser utilizado pelo Photoshop para ajuste da escala geral de
tons de uma imagem:
• A opção Melhorar Contraste Monocromático anexa todos os canais de forma idêntica.
Isso preserva a relação geral de cores, fazendo com que os realces pareçam mais claros
e as sombras mais escuras. O comando Contraste Automático utiliza esse algoritmo.
• A opção Melhorar Contraste por Canal maximiza a escala de tons em cada canal para
produzir uma correção mais surpreendente. Como cada canal é ajustado individual-
mente, a opção Melhorar Contraste por Canal pode remover ou inserir disposições de
cores. O comando Níveis Automáticos utiliza esse algoritmo.
• A opção Localizar Cores Claras e Escuras localiza a média de pixels mais claros e mais
escuros em uma imagem e utiliza-os para maximizar o contraste, enquanto minimiza o
recorte. O comando Cor Automática utiliza esse algoritmo.
3 Selecione Ajustar os Tons Médios, se desejar que o Photoshop localize uma cor média
quase neutra em uma imagem, e depois ajuste os valores de gama para tornar a cor
neutra. O comando Cor Automática utiliza esse algoritmo.
4 Para especificar o quanto recortar de pixels pretos e brancos, insira porcentagens nas
caixas de texto Recortar. Convém inserir um valor entre 0,5% e 1%.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 157


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 158

Por padrão, o Photoshop recorta os pixels pretos e brancos em 0,5% — isto é, ignora os
primeiros 0,5% das extremidades ao identificar os pixels mais claros e mais escuros da
imagem. Isso garante que os valores branco e preto sejam baseados em valores de pixels
representativos e não em valores de pixels máximos.
5 Para atribuir valores de cor às áreas mais claras, neutras e mais escuras de uma imagem,
clique em uma amostra de cores. Para obter diretrizes sobre definição de valores de cor,
consulte “Utilizando valores de destino para definir realces e sombras (Photoshop)” na
página 154.
6 Siga um destes procedimentos:
• Para salvar as configurações a serem utilizadas na caixa de diálogo Níveis ou Curvas,
clique em OK. Se você clicar subseqüentemente no botão Automático, o Photoshop
reaplicará as mesmas configurações à imagem.
• Para salvar as configurações por padrão, selecione Salvar como padrões e clique em OK.
A próxima vez que abrir a caixa de diálogo Níveis ou Curvas, poderá aplicar a mesma
configuração, clicando no botão Automático. As porcentagens de recorte padrão
também são utilizadas pelos comandos Nível Automático, Contraste Automático e Cor
Automática.

Ajustando o valor do gama de uma imagem (ImageReady)


O gama mede o brilho dos valores de tom médio produzidos por um dispositivo (em
geral, um monitor). Um valor de gama alto produz uma imagem quase toda escura.
O sistema Windows utiliza um valor de gama mais alto do que o sistema Mac OS, fazendo
com que uma mesma imagem seja visivelmente mais escura no sistema Windows do que
no sistema Mac OS.

Imagem com gama do Windows e gama do Mac OS

Os desenvolvedores, principalmente os que utilizam sistemas Mac OS para criar imagens


que serão visualizadas principalmente nos sistemas Windows, devem levar em considera-
ção o problema do gama de plataformas cruzadas. É possível modificar o valor de gama de
uma imagem para compensar as diferenças entre os monitores do Windows e do Mac OS.
Observação: A caixa de diálogo Gama modifica os valores de pixel em uma imagem.
Por contraste, os comandos Visualizar > Visualizar ajustam a aparência da imagem no
monitor, mas não alteram os valores de pixel da imagem.
Para ajustar automaticamente o valor de gama:
1 Escolha Imagem > Ajustes > Gama.
2 Selecione Visualizar para visualizar os ajustes na imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 158


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 159

3 Ajuste o gama:
• Selecione Windows para Macintosh para ajustar o gama a ser exibido no Mac OS.
• Selecione Macintosh para Windows para ajustar o gama a ser exibido no Windows.
Observação:As imagens criadas no Photoshop 4.0 ou versões anteriores utilizam, por
padrão, o valor de gama para Mac OS (1.8) e devem ser ajustadas para exibição no
Windows (a menos que o gama tenha sido ajustado quando a imagem foi criada). As
imagens criadas no Photoshop 5.0 ou superior utilizam, por padrão, valor de gama para
Windows (2.2) e terão o gama correto para exibição no Windows, sem precisar de ajuste.
Para ajustar manualmente o valor de gama:
1 Escolha Imagem > Ajustes > Gama.
2 Selecione Visualizar para visualizar os ajustes na imagem.
3 Arraste o controle deslizante de Gama ou insira um valor na caixa de texto entre 0,1 e
9,99. Esse controle mede a quantidade de alterações do valor de gama atual. (O controle
deslizante não indica o valor de gama real.)

Sobre o disco de cores


Como existem várias maneiras de obter resultados semelhantes no equilíbrio de cores, é
importante considerar o tipo de imagem que você possui e o efeito que deseja produzir.
Se você ainda não estiver familiarizado com o ajuste dos componentes de cor, será útil ter
em mãos um diagrama do disco de cores. É possível utilizar o disco de cores para prever
como a alteração em um componente de cor afeta outras cores e como as alterações são
convertidas entre modelos de cor RGB e CMYK.

A B

F C

E D

Disco de cores:
A. Verde B. Amarelo C. Vermelho D. Magenta E. Azul F. Ciano

Por exemplo, é possível diminuir a intensidade de qualquer cor em uma imagem


aumentando a intensidade de seu oposto no disco de cores — e vice-versa. Da mesma
maneira, você pode aumentar e diminuir uma cor ajustando as duas cores adjacentes no
disco ou ajustando as duas cores adjacentes a seu oposto.
Em uma imagem CMYK, é possível reduzir o magenta, diminuindo sua quantidade ou
complemento (adicionando o ciano e o amarelo). É até mesmo possível combinar essas
duas correções e minimizar seu efeito sobre a luminosidade global. Em uma imagem RGB,
você pode diminuir o magenta removendo o vermelho e o azul ou adicionando o verde.
Todos esses ajustes resultam em um equilíbrio global de cores com menos magenta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 159


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 160

Utilizando o comando Equilíbrio de Cores (Photoshop)


O comando Equilíbrio de Cores altera a mistura geral de cores em uma imagem para uma
correção generalizada de cor.
Para utilizar o comando Equilíbrio de Cores:
1 Certifique-se de que o canal composto esteja selecionado na paleta Canais. Esse
comando estará disponível apenas quando você estiver visualizando o canal composto.
2 Abra a caixa de diálogo Equilíbrio de Cores. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
3 Selecione Sombras, Tons Médios ou Realces para selecionar uma escala de tons na qual
deseja concentrar as alterações.
4 Selecione Preservar Luminosidade para evitar a alteração de valores de luminosidade
na imagem quando as cores forem modificadas. Essa opção equilibra os tons na imagem.
5 Arraste um controle deslizante na direção de uma cor que deseja aumentar na imagem.
Afaste um controle deslizante da cor que deseja diminuir na imagem.
Os valores acima das barras de cor mostram as alterações de cor para os canais vermelho,
verde e azul. (Para imagens Lab, os valores são para os canais a e b). Os valores variam de
–100 a +100.

Utilizando o comando Matiz/Saturação


O comando Matiz/Saturação permite ajustar o matiz, a saturação e a luminosidade de
toda a imagem ou de componentes de cores individuais de uma imagem. Ajustar o matiz,
ou a cor, significa um movimento ao redor do disco de cores. Ajustar a saturação, ou
a pureza da cor, significa um movimento em torno de seu raio.

A
B

C
D

Disco de cores e raio do disco de cores:


A. Saturação B. Matiz C. Luminosidade D. Matizes

Também é possível utilizar a opção Colorir para adicionar cor a uma imagem em tons de
cinza convertida em RGB ou a uma imagem RGB — por exemplo, para torná-la parecida
com uma imagem duotônica reduzindo seus valores de cor em um único matiz.
Para utilizar o comando Matiz/Saturação:
1 Abra a caixa de diálogo Matiz/Saturação. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
As duas barras de cor, na caixa de diálogo, representam as cores na ordem do disco de
cores. A barra de cor superior mostra a cor antes do ajuste, enquanto a barra inferior
mostra como o ajuste afeta todos os matizes na saturação total.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 160


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 161

2 (Photoshop) Em Editar, escolha as cores a serem ajustadas:


• Escolha Principal para ajustar todas as cores de uma vez.
• Escolha uma das escalas de cores predefinidas relacionadas para a cor que deseja
ajustar. Entre as barras de cor, aparece um controle deslizante de ajuste, utilizado para
editar qualquer escala de cor. (Para obter informações sobre como modificar a escala
do controle deslizante, consulte as instruções que acompanham esse procedimento.)
3 Em Matiz, insira um valor ou arraste o controle deslizante até que as cores tenham a
aparência desejada.
Os valores exibidos na caixa de texto refletem os números de graus de rotação em torno
do disco em relação à cor original do pixel. Um valor positivo indica uma rotação no
sentido horário, e um valor negativo indica uma rotação no sentido anti-horário. Os
valores variam de –180 a +180.
4 Em Saturação, insira um valor ou arraste o controle deslizante para a direita para
aumentar a saturação, ou para a esquerda, para diminuí-la.
A cor se afasta ou se aproxima do centro do disco, em relação aos valores iniciais das cores
dos pixels selecionados. Os valores variam de –100 a +100.
5 Em Luminosidade, insira um valor ou arraste o controle deslizante para a direita para
aumentar a luminosidade, ou para a esquerda, para diminuí-la. Os valores variam de –100
a +100.
Para modificar a escala de um controle deslizante de ajuste (Photoshop):
1 Escolha uma cor individual no menu Editar, na caixa de diálogo.
2 Siga um destes procedimentos para o controle deslizante de ajuste:
• Arraste um dos triângulos brancos para ajustar a intensidade de declive de cor sem
afetar a escala.
• Arraste a área entre o triângulo e a barra vertical para ajustar a escala sem afetar a
intensidade de declive.
• Arraste a área central para mover o controle deslizante de ajuste inteiro, selecionando
uma área de cor diferente.
• Arraste uma das barras brancas verticais ao lado da área cinza-escuro para ajustar a
escala do componente de cor. Aumentar a escala diminui o declive e vice-versa.
• Pressione Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) e arraste a barra de cor para que uma
cor diferente fique no centro da barra.

A B C D

Controle deslizante de ajuste de Matiz/Saturação:


A. Ajusta o declive sem afetar a escala B. Ajusta a escala sem afetar o declive C. Move todo o
controle deslizante D. Ajusta a escala do componente de cor

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 161


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 162

Se você modificar o controle deslizante de ajuste para que ele se encaixe em outra escala
de cor, o nome será alterado para refletir as alterações. Por exemplo, se escolher Amarelos
e alterar a escala para que se encaixe na parte vermelha da barra de cor, o nome será
alterado para Vermelhos 2. É possível converter até seis escalas de cores individuais para
variedades da mesma escala de cores (por exemplo, Vermelhos até Vermelhos 6).
Observação: Por padrão, a escala de cores selecionada ao escolher um componente de
cor terá 30° de largura e 30° de declive em cada lado. Definir um declive baixo demais
poderá produzir bandas na imagem.
3 Para editar a escala escolhendo cores a partir da imagem, selecione a ferramenta
conta-gotas na caixa de diálogo e clique na imagem. Utilize a ferramenta adicionar
conta-gotas para adicionar à escala e utilize a ferramenta remover conta-gotas para
subtrair da escala.
Enquanto a ferramenta conta-gotas estiver selecionada, também será possível pressionar
a tecla Shift para adicionar à escala ou a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) para
subtrair da escala.
Para colorir uma imagem em tons de cinza ou criar um efeito monotônico:
1 (Photoshop) Se estiver colorindo uma imagem em tons de cinza, escolha Imagem >
Modo > Cores RGB para converter a imagem em RGB.
2 Abra a caixa de diálogo Matiz/Saturação. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
3 Selecione Colorir. A imagem será convertida no matiz da cor do primeiro plano atual, se
essa cor não for preta nem branca. O valor da luminosidade de cada pixel não é alterado.
4 Se desejar, utilize o controle deslizante de Matiz para selecionar uma nova cor. Utilize os
controles deslizantes de Saturação e de Luminosidade para ajustar a saturação e a
luminosidade dos pixels.

Utilizando o comando Substituir Cor (Photoshop)


O comando Substituir Cor permite criar uma máscara em torno de cores específicas e, em
seguida, substituir essas cores na imagem. É possível definir o matiz, a saturação e a
luminosidade da área identificada pela máscara. A máscara é temporária.
Para utilizar o comando Substituir Cor:
1 Abra a caixa de diálogo Substituir Cor. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
2 Escolha uma opção de exibição:
• Seleção exibe a máscara na caixa de visualização. As áreas mascaradas são pretas e as
áreas sem máscara são brancas. Áreas com máscaras parciais (cobertas com máscara
semitransparente) aparecem como níveis variáveis de cinza, de acordo com sua
opacidade. Para obter mais informações, consulte“Utilizando cálculos de canal para
mesclar camadas e canais (Photoshop)” na página 300.
• Imagem exibe a imagem na caixa de visualização. Essa opção é útil quando você estiver
trabalhando com uma imagem ampliada ou quando possuir espaço limitado na tela.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 162


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 163

3 Clique na imagem ou na caixa de visualização para selecionar as áreas expostas pela


máscara. Clique com a tecla Shift pressionada ou utilize o botão Adicionar Conta-Gotas
para adicionar áreas. Clique com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada ou
utilize o botão Remover Conta-Gotas para remover áreas.
4 Ajuste a tolerância da máscara arrastando o controle deslizante de Grau de Seleção ou
inserindo um valor. Essa opção controla o grau em que as cores relacionadas são incluídas
na seleção.
5 Arraste os controles deslizantes de Matiz, Saturação e Luminosidade (ou insira valores
nas caixas de texto) para alterar a cor das áreas selecionadas.

Utilizando o comando Cor Seletiva (Photoshop)


A correção de cor seletiva é uma técnica utilizada por scanners de alta resolução e
programas avançados de separação para aumentar e diminuir a quantidade de cores de
processo em cada um dos componentes de cores primárias aditivas e subtrativas de uma
imagem. Mesmo se Cor Seletiva utilizar cores CMYK para corrigir uma imagem, você
poderá utilizá-la em imagens RGB e em imagens que serão impressas.
A correção de cor seletiva baseia-se em uma tabela que mostra a quantidade de cada tinta
de processo utilizada para criar cada cor primária. Aumentando e diminuindo a quan-
tidade de uma tinta de processo em relação às outras, é possível mudar a quantidade de
uma cor de processo para qualquer cor primária de maneira seletiva— sem afetar
nenhuma outra cor primária. Por exemplo, você pode utilizar a correção de cor seletiva
para diminuir o ciano no componente verde de uma imagem, deixando inalterado o ciano
no componente azul.
Para utilizar o comando Cor Seletiva:
1 Certifique-se de que o canal composto esteja selecionado na paleta Canais. O comando
Cor Seletiva estará disponível apenas quando você estiver visualizando o canal composto.
2 Abra a caixa de diálogo Cor Seletiva. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
3 Escolha a cor que deseja ajustar no menu Cores, na parte superior da caixa de diálogo.
Conjuntos de cores consistem nas cores primárias aditivas e subtrativas, além dos brancos,
neutros e pretos.
4 Em Método, selecione uma opção:
• Relativo altera a intensidade existente de ciano, magenta, amarelo ou preto por sua
porcentagem do total. Por exemplo, se iniciar com um pixel que contenha 50% de
magenta e adicionar 10%, 5% será adicionado ao magenta (10% de 50% = 5%) para um
total de 55% de magenta. (Essa opção não ajusta o branco especular puro, que não
contém componentes de cor.)
• Absoluto ajusta a cor nos valores absolutos. Por exemplo, se você iniciar com um pixel
que contenha 50% de magenta e adicionar 10%, a tinta magenta será definida para um
total de 60%.
Observação: O ajuste baseia-se no grau de proximidade de uma cor em relação a uma
das opções no menu Cores. Por exemplo, 50% de magenta está em um ponto interme-
diário entre o branco e o magenta puro, recebendo uma mistura proporcional de
correções definidas para as duas cores.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 163


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 164

5 Arraste os controles deslizantes para aumentar ou diminuir os componentes da cor


selecionada.

Efetuando ajustes globais e rápidos em uma imagem


Os comandos Brilho/Contraste, Níveis Automáticos, Contraste Automático, Variações e Cor
Automática (Photoshop) alteram valores de cores ou de tons em uma imagem, mas são
menos precisos ou flexíveis que as ferramentas avançadas de ajuste de cor. Eles oferecem
uma maneira rápida e simples de efetuar ajustes globais.

Utilizando o comando Brilho/Contraste


O comando Brilho/Contraste permite efetuar ajustes simples em uma escala de tons de
uma imagem. Diferente de Curvas e Níveis, esse comando efetua os mesmos ajustes a
cada pixel na imagem. O comando Brilho/Contraste não funciona com canais individuais e
não é recomendado para saída de alta resolução, pois pode resultar em uma perda de
detalhes na imagem.
Para utilizar o comando Brilho/Contraste:
1 Abra a caixa de diálogo Brilho/Contraste. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
2 Arraste os controles deslizantes para ajustar o brilho e o contraste.
Arrastar para a esquerda diminui o nível e arrastar para a direita faz com que ele aumente.
O número à direita de cada valor do controle deslizante exibe o valor de brilho ou de
contraste. Os valores variam de –100 a +100.

Utilizando o comando Níveis Automáticos


O comando Níveis Automáticos move automaticamente os controles deslizantes de Níveis
para definir realces e sombras. Define os pixels mais claros e mais escuros de cada canal de
cor como preto e branco e, em seguida, redistribui proporcionalmente os valores de pixels
intermediários. Como Níveis Automáticos ajusta individualmente cada canal de cor, ele
pode remover ou introduzir distorções de cores.
Por padrão, esse recurso recorta os pixels pretos e brancos em 0,5% — isto é, ignora os
primeiros 0,5% das extremidades ao identificar os pixels mais claros e mais escuros da
imagem. Isso garante que os valores branco e preto sejam baseados em valores de pixels
representativos e não em valores de pixels máximos.
Níveis Automáticos proporciona bons resultados quando uma imagem com uma
distribuição média de valores de pixels precisa de um simples ajuste de contraste ou
quando uma imagem possui uma disposição global de cor. Entretanto, o ajuste manual
dos controles de Níveis ou de Curvas (Photoshop) é mais preciso.
Para utilizar o comando Níveis Automáticos:
Escolha Imagem > Ajustes > Níveis Automáticos.
Para alterar a quantidade de valores de branco e preto recortados:
Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) defina valores de recorte na caixa de diálogo Opções de Correção
Automática. Para obter mais informações, consulte“Definindo opções de correção
automática (Photoshop)” na página 157.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 164


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 165

• (ImageReady) mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e clique
em Opções nas caixas de diálogo Níveis. Insira a porcentagem de pixels de sombra e de
realce máximos para ignorar, e clique em OK. Convém inserir um valor entre 0,5% e 1%.

Utilizando o comando Contraste Automático


O comando Contraste Automático ajusta automaticamente o contraste e a mistura globais
de cores em uma imagem RGB. Como esse comando não ajusta os canais individual-
mente, não introduz ou remove distorções de cores. Ele faz o mapeamento dos pixels mais
claros e mais escuros da imagem para o branco e o preto, fazendo com que os realces se
pareçam mais claros e as sombras mais escuras.
Ao identificar os pixels mais claros e mais escuros em uma imagem, Contraste Automático
recorta os pixels brancos e pretos em 0,5% — isto é, ignora os primeiros 0,5% dos
extremos. Isso garante que os valores branco e preto sejam baseados em valores de pixels
representativos e não em valores de pixels máximos.
Contraste Automático pode melhorar a aparência de muitas imagens fotográficas ou de
tons contínuos. Ele não aperfeiçoa as imagens de cores achatadas.
Para utilizar o comando Contraste Automático:
Escolha Imagem > Ajustes > Contraste Automático.
Para alterar a quantidade de valores de branco e preto recortados:
Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) defina valores de recorte na caixa de diálogo Opções de Correção
Automática. Para obter mais informações, consulte“Definindo opções de correção
automática (Photoshop)” na página 157.
• (ImageReady) mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e clique
em Opções nas caixas de diálogo Níveis. Insira a porcentagem de pixels de sombra e de
realce máximos para ignorar, e clique em OK. Convém inserir um valor entre 0,5% e 1%.

Utilizando o comando Cor Automática (Photoshop)


O comando Cor Automática ajusta o contraste e a cor de uma imagem, pesquisando a
imagem real, em vez dos histogramas de canais para sombras, tons médios e realces.
Ele neutraliza os tons médios e recorta os pixels brancos e pretos, com base nos valores
definidos na caixa de diálogo Opções de Correção Automática. (Consulte “Definindo
opções de correção automática (Photoshop)” na página 157.)
Para utilizar o comando Cor Automática:
Escolha Imagem > Ajustes > Cor Automática.

Utilizando o comando Variações


O comando Variações permite ajustar o equilíbrio de cores, o contraste e a saturação de
uma imagem, mostrando miniaturas de alternativas.
Esse comando é mais útil para imagens de registro médio que não exigem ajustes precisos
de cor. Ele não funciona com imagens de cores indexadas (Photoshop).

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 165


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 166

Para utilizar o comando Variações:


1 Abra a caixa de diálogo Variações. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145.)
Observação: Se o comando Variações não aparecer no submenu Ajustes, o módulo
complementar Variações pode não ter sido instalado. (Consulte “Utilizando módulos
complementares” na página 61.)
As duas miniaturas na parte superior da caixa de diálogo mostram a seleção original
(Original) e a seleção com seus ajustes atualmente selecionados (Seleção Atual). Na
primeira vez em que você abrir a caixa de diálogo, essas duas imagens serão iguais.
Ao efetuar os ajustes, a imagem Seleção Atual será alterada para refletir suas escolhas.
2 Selecione Mostrar Corte se quiser exibir uma visualização em neon das áreas da
imagem que serão recortadas pelo ajuste, isto é, convertidas em branco puro ou preto
puro. O recorte pode resultar em alterações indesejáveis na cor à medida que as cores
distintas na imagem original são mapeadas para a mesma cor. O recorte não ocorre ao
ajustar os tons médios.
Observação: As cores recortadas não são as mesmas que as cores fora do gamut.
3 Selecione o que será ajustado na imagem:
• Sombras, Tons Médios ou Realces, para indicar se deseja ajustar as áreas escuras, médias
ou claras.
• Saturação, para alterar o grau de matiz da imagem. Se você exceder a saturação
máxima de uma cor, ela poderá ser recortada.
4 Arraste o controle deslizante de Fino/Grosso para determinar a intensidade de cada
ajuste. Mover o controle deslizante a cada marca de tique dobra a intensidade do ajuste.
5 Ajuste a cor e o brilho:
• Para adicionar uma cor à imagem, clique na miniatura colorida apropriada.
• Para subtrair uma cor, clique na miniatura de sua cor oposta. (Consulte “Sobre o disco
de cores” na página 159.) Por exemplo, para subtrair o ciano, clique na miniatura Mais
Vermelho.
• Para ajustar o brilho, clique na miniatura do lado direito da caixa de diálogo.
Cada vez que clicar em uma miniatura, outras miniaturas serão alteradas. A miniatura
central sempre reflete as escolhas atuais.

Aplicando efeitos especiais de cor às imagens


Os comandos Remover Saturação, Inverter, Equalizar (Photoshop), Limiar (Photoshp) e
Posterizar (Photoshop) alteram valores de cor ou de brilho em uma imagem, mas são
normalmente utilizados para intensificar a cor e produzir efeitos especiais e não para
corrigir uma cor.
Observação: Também é possível efetuar ajustes de cor mesclando as cores de diferentes
canais. (Consulte “Misturando canais de cores (Photoshop)” na página 295.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 166


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 167

Utilizando o comando Remover Saturação


O comando Remover Saturação converte uma imagem colorida em uma imagem em tons
de cinza no mesmo modo de cor. Por exemplo, atribui valores iguais de vermelho, verde e
azul a cada pixel de uma imagem RGB para que ela se pareça com tons de cinza. O valor da
luminosidade de cada pixel não é alterado.
Esse comando tem o mesmo efeito que definir Saturação como –100 na caixa de diálogo
Matiz/Saturação.
Observação:Se você estiver trabalhando com uma imagem de várias camadas, Remover
Saturação irá converter somente a camada selecionada.
Para utilizar o comando Remover Saturação:
Escolha Imagem > Ajustes > Remover Saturação.

Utilizando o comando Inverter


O comando Inverter inverte as cores em uma imagem. É possível utilizar esse comando
para tornar negativa uma imagem positiva preta e branca ou para tornar positiva uma
imagem negativa preta e branca digitalizada.
Observação: Como o filme colorido de impressão contém uma máscara laranja em sua
base, o comando Inverter não pode tornar negativas as imagens positivas precisas a
partir de cores digitalizadas. Certifique-se de utilizar as definições apropriadas de cores
negativas ao digitalizar um filme em scanners de slides.
Ao inverter uma imagem, o valor de brilho de cada pixel nos canais é convertido no valor
inverso na escala de valores de cor de 256 níveis. Por exemplo, um pixel de uma imagem
positiva com um valor de 255 é alterado para 0, e um pixel com um valor de 5 é alterado
para 250.
Para utilizar o comando Inverter:
Escolha Imagem > Ajustes > Inverter ou Camada > Nova Camada de Ajuste > Inverter
(Photoshop).

Utilizando o comando Equalizar (Photoshop)


O comando Equalizar redistribui os valores de brilho dos pixels de uma imagem para que
produzam uma representação mais uniforme de toda a escala de níveis de brilho. Ao
aplicar esse comando, o Photoshop localiza os valores mais claros e mais escuros na
imagem composta e mapeia novamente esses valores, para que o valor mais claro repre-
sente o branco e o valor mais escuro represente o preto. Em seguida, o Photoshop tenta
equalizar o brilho — isto é, distribuir os valores dos pixels intermediários homogenea-
mente em todos os tons de cinza.
É possível utilizar o comando Equalizar quando uma imagem digitalizada parece mais
escura que a original e quando você deseja equilibrar os valores para que produzam uma
imagem mais clara. Utilizar Equalizar juntamente com o comando Histograma permite
comparar o brilho antes e depois.
Para utilizar o comando Equalizar:
1 Escolha Imagem > Ajustes > Equalizar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 167


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 168

2 Se tiver selecionado uma área da imagem, selecione o que equalizar na caixa de


diálogo e clique em OK:
• Equalizar Somente Área Selecionada distribui de maneira uniforme somente os pixels
da seleção.
• Equalizar Imagem Inteira de Acordo com a Área Selecionada distribui de maneira
uniforme todos os pixels da imagem com base nos pixels da seleção.

Utilizando comando Limiar (Photoshop)


O comando Limiar converte imagens em tons de cinza ou coloridas em imagens em preto
e branco de alto contraste. É possível especificar um determinado nível como um limiar.
Todos os pixels mais claros que o limiar são convertidos em branco e todos os pixels mais
escuros são convertidos em preto. O comando Limiar é útil para determinar as áreas mais
claras e mais escuras de uma imagem.
Para utilizar o comando Limiar para converter imagens em preto e branco:
1 Abra a caixa de diálogo Limiar. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145.)
A caixa de diálogo Limiar exibe um histograma dos níveis de luminosidade dos pixels na
seleção atual.
2 Arraste o controle deslizante sob o histograma até que o nível de limiar desejado
apareça na parte superior da caixa de diálogo e clique em OK. À medida que você arrasta,
a imagem é alterada para refletir a nova definição do limiar.
Para utilizar o comando Limiar para identificar realces e sombras representativos:
1 Abra a caixa de diálogo Limiar. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145.)
2 Selecione Visualizar.
3 Para identificar um realce representativo, arraste o controle deslizante para a extre-
midade direita até que a imagem se transforme em preto puro. Arraste o controle desli-
zante lentamente em direção ao centro até que algumas áreas de branco sólido apareçam
na imagem e coloque um classificador de cor em uma das áreas.
4 Para identificar uma sombra representativa, arraste o controle deslizante para a
extremidade esquerda até que a imagem se transforme em branco puro. Arraste o
controle deslizante lentamente em direção ao centro até que algumas áreas de preto
sólido apareçam na imagem e coloque um classificador de cor em uma das áreas.
5 Clique em Cancelar para fechar a caixa de diálogo Limiar sem aplicar as alterações na
imagem.
É possível utilizar as leituras da paleta Informações dos dois classificadores de cor para
determinar seus valores de realce e de sombra.

Utilizando o comando Posterizar (Photoshop)


O comando Posterizar permite especificar o número de níveis de tons (ou valores de
brilho) para cada canal de uma imagem e mapeia os pixels para o nível com a melhor
correspondência. Por exemplo, escolher dois níveis de tons em uma imagem RGB fornece
seis cores, duas para o vermelho, duas para o verde e duas para o azul.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 168


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 169

Esse comando é útil na criação de efeitos especiais, como grandes áreas planas em uma
fotografia. Seus efeitos ficam bem mais evidentes quando o número de níveis de cinza de
uma imagem em tons de cinza é reduzido. Entretanto, produz também efeitos
interessantes em imagens coloridas.
Se você quiser um número específico de cores na imagem, converta-a para tons de
cinza e especifique o número de níveis desejado. Em seguida, converta a imagem de
volta ao modo de cor anterior e substitua os vários tons de cinza pelas cores desejadas.
Para utilizar o comando Posterizar:
1 Abra a caixa de diálogo Posterizar. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na página 145.)
2 Insira o número de níveis de tons desejados e clique em OK.

Utilizando o comando Mapa de Degradê (Photoshop)


O comando Mapa de Degradê faz o mapeamento da escala de tons de cinza equivalente
de uma imagem para as cores de um preenchimento de degradê especificado. Se você
especificar um preenchimento de degradê de duas cores, por exemplo, as sombras na
imagem serão mapeadas para uma das cores do ponto final do preenchimento de
degradê, os realces serão mapeados para a outra cor do ponto final e os tons médios serão
mapeados para as gradações entre eles.
Para utilizar o comando Mapa de Degradê:
1 Abra a caixa de diálogo Mapa de Degradê. (Consulte “Efetuando ajustes de cor” na
página 145.)
2 Especifique o preenchimento de degradê que deseja utilizar:
• Para escolher a partir da lista de preenchimentos de degradê, clique no triângulo à
direita do preenchimento de degradê exibido na caixa de diálogo Mapa de Degradê.
Clique para selecionar o preenchimento de degradê desejado e, em seguida, clique em
uma área em branco da caixa de diálogo para descartar a lista. (Consulte “Gerenciando
bibliotecas com o Gerenciador de Predefinição (Photoshop)” na página 57 para obter
informações sobre como personalizar a lista de preenchimentos de degradê.)
• Para editar o preenchimento de degradê atualmente exibido na caixa de diálogo Mapa
de Degradê, clique no preenchimento de degradê. Em seguida, modifique o preenchi-
mento de degradê existente ou crie um novo preenchimento de degradê. (Consulte
“Criando preenchimentos de degradê suaves” na página 267.)
Por padrão, as sombras, os tons médios e os realces da imagem são mapeados
respectivamente para a cor inicial (esquerda), para o ponto médio e para a cor final
(direita) do preenchimento de degradê.
3 Selecione nenhuma ou ambas as Opções do Degradê:
• Pontilhamento adiciona ruído aleatório para suavizar a aparência do preenchimento de
degradê e reduz os efeitos de bandas.
• Reverter alterna a direção do preenchimento de degradê, revertendo o mapa de
degradê.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 169


Ajuda do Adobe Photoshop Ajustando Cores e Tons

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 170

Dando nitidez às imagens


Máscara de nitidez, ou USM, é uma técnica tradicional de composição de filme utilizada
para dar nitidez às arestas de uma imagem. O filtro Máscara de Nitidez corrige o desfoque
produzido ao fotografar, digitalizar, restaurar a resolução ou imprimir. É útil para imagens
destinadas à impressão e visualização on-line.
Máscara de Nitidez localiza os pixels diferentes dos pixels adjacentes pelo limiar
especificado e aumenta o contraste dos pixels pela intensidade especificada. Além disso,
você especifica o raio da região com o qual cada pixel é comparado. Os efeitos do filtro
Máscara de Nitidez são bem mais evidentes na tela que em uma saída de alta resolução.
Se o destino final for a impressão, tente determinar quais configurações funcionarão
melhor para sua imagem.
Para obter informações sobre outros filtros de nitidez de imagens, consulte “Filtros de
Nitidez” na página 363.
Para utilizar Máscara de Nitidez para dar nitidez a uma imagem:
1 Escolha Filtro > Nitidez > Máscara de Nitidez. Certifique-se de que a opção Visualizar
esteja selecionada.
Clique na imagem da janela de visualização para visualizar a imagem sem a nitidez.
Arraste dentro da janela de visualização para visualizar diferentes partes da imagem e
clique em + ou – para aumentar ou diminuir o zoom.
2 Siga um destes procedimentos:
• Arraste o controle deslizante de Intensidade ou insira um valor para determinar o
quanto aumentar o contraste dos pixels. Para imagens impressas de alta resolução,
recomenda-se em geral uma intensidade entre 150% e 200%.
• Arraste o controle deslizante de Raio ou insira um valor para determinar o número de
pixels próximos às arestas que afetam a nitidez. Para imagens de alta resolução,
recomenda-se em geral um Raio entre 1 e 2. Um valor baixo ajusta a nitidez somente
dos pixels das arestas, enquanto um valor maior ajusta a nitidez de uma banda mais
larga de pixels. Esse efeito é bem menos evidente na impressão que na tela, pois um
raio de 2 pixels representa uma área menor em uma imagem impressa de alta
resolução.
• Arraste o controle deslizante de Limiar ou insira um valor para determinar o quanto os
pixels de nitidez da área circundante devem ser diferentes para que sejam conside-
rados pixels de aresta e receberem o efeito do filtro de nitidez. Para evitar a introdução
de ruído (nas imagens com tons de pele, por exemplo), experimente valores de Limiar
entre 2 e 20. O valor padrão de Limiar (0) ajusta a nitidez de todos os pixels da imagem.
Se a aplicação de Máscara de Nitidez fizer com que as cores já claras pareçam
saturadas, converta a imagem em modo Lab e aplique o filtro somente ao canal
Luminosidade. Isso ajusta a nitidez da imagem sem afetar os componentes de cor.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 170


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 171

Selecionando
Sobre seleções
Como existem dois tipos diferentes de dados em sua imagem—bitmap e de vetor—será
preciso utilizar conjuntos separados de ferramentas para criar seleções de cada tipo.
É possível utilizar bordas de seleção para selecionar pixels. Ao selecionar pixels, você
estará selecionando informações dependentes de resolução na imagem. Para obter mais
informações sobre imagens bitmap e gráficos vetoriais, consulte “Sobre imagens bitmap e
gráficos vetoriais” na página 65.
Também é possível criar seleções utilizando as ferramentas de caneta ou de forma, que
produzem contornos precisos chamados de demarcadores. Um demarcador é uma forma
vetorial que não contém pixels. (Consulte “Movendo, copiando e colando seleções e
camadas” na página 182.) Você pode converter demarcadores em seleções ou converter
seleções em demarcadores. (Consulte “Convertendo entre demarcadores e bordas de
seleção (Photoshop)” na página 238.)
No Photoshop, é possível utilizar o comando Extrair para isolar um objeto de seu plano de
fundo e apagar o plano de fundo até a transparência. Também é possível criar seleções
sofisticadas utilizando máscaras. (Consulte “Salvando uma seleção de máscara” na
página 306.)

Criando seleções de pixel


Você pode selecionar pixels em uma imagem ao arrastar com as ferramentas letreiro ou
laço, ou ao apontar para áreas coloridas com a ferramenta varinha mágica. No Photoshop,
você também pode utilizar o comando Escala de Cores. Criar uma nova seleção substitui a
seleção anterior. Além disso, você pode criar seleções que são adicionadas a outras
seleções, subtrair de uma seleção, selecionar uma área que sofreu intersecção de outras
seleções ou selecionar a união de uma nova seleção com a atual.

Utilizando o menu Selecionar


É possível utilizar os comandos do menu Selecionar para selecionar, desfazer a seleção ou
selecionar novamente todos os pixels.
Para selecionar todos os pixels em uma camada dentro dos limites da tela de
pintura:
1 Selecione a camada na paleta Camadas.
2 Escolha Selecionar > Tudo.
Para cancelarseleções:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Selecionar > Cancelar Seleção.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 171


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 172

• Se estiver utilizando a ferramenta letreiro retangular, letreiro retangular arredondado


(ImageReady), letreiro elíptico ou laço, clique em qualquer lugar na imagem fora da
área selecionada.
Para selecionar novamente a seleção mais recente:
Escolha Selecionar > Selecionar Novamente.

Utilizando as ferramentas de letreiro


As ferramentas de letreiro permitem selecionar retângulos, elipses, retângulos
arredondados (ImageReady) e linhas e colunas de 1-pixel. Por padrão, uma borda de
seleção é arrastada a partir de seu vértice.
Para utilizar as ferramentas de marca de seleção:
1 Selecione uma ferramenta de marca de seleção:
• Letreiro retangular para criar uma seleção retangular.
• (ImageReady) Letreiro retangular arredondado para selecionar um retângulo
arredondado, como um botão de página da Web.
• Letreiro elíptico para criar uma seleção elíptica.
• Letreiro de linha única ou de coluna única para definir a borda como uma linha ou
coluna de um 1 pixel de largura.
2 Na barra de opções, especifique se irá adicionar uma nova seleção , adicionar a uma
seleção , subtrair de uma seleção ou selecionar uma área que sofreu intersecção de
outras seleções .
3 Na barra de opções, especifique uma configuração de difusão. Ative ou desative a
suavização de serrilhado para a marca de seleção de retângulo arredondado ou elíptica.
(Consulte “Suavizando as arestas de uma seleção” na página 181.)
4 Escolha um estilo na barra de opções para a marca de seleção de retângulo, retângulo
arredondado ou elíptica:
• Normal para determinar proporções de marca de seleção ao arrastar.
• Índice do Aspecto Ajustado define uma proporção entre altura e largura. Insira valores
(decimais são válidos) para a proporção. Por exemplo, para desenhar uma marca de
seleção cuja largura seja o dobro da altura, insira 2 para largura e 1 para altura.
• Tamanho Fixo para especificar valores fixos para largura e altura do letreiro. Insira
valores de pixels em números inteiros. O número de pixels necessário para criar uma
seleção de 1 polegada depende da resolução da imagem. (Consulte “Sobre tamanho e
resolução da imagem” na página 66.)
5 Para alinhar sua seleção a guias, a uma grade, a fatias ou a limites do documento, siga
um destes procedimentos para ajustar sua seleção:
• (Photoshop) Escolha Visualizar > Ajustar, ou Visualizar > Ajustar Para, e escolha um
comando no submenu. A marca de seleção pode se ajustar a um limite do documento
e mais de um Photoshop Extra. Isso é controlado no submenu Ajustar Para. (Consulte
“Utilizando o comando Ajustar” na página 187.)
• (ImageReady) Escolha Visualizar > Ajustar Para > Guias.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 172


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 173

6 Siga um destes procedimentos para criar uma seleção:


• Com a marca de seleção de retângulo, de retângulo arredondado ou elíptica, arraste
sobre a área que deseja selecionar. Para limitar a marca de seleção a um quadrado ou
círculo, mantenha a tecla Shift pressionada ao arrastar. Para arrastar uma marca de
seleção a partir de seu centro, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS)
pressionada ao arrastar.
• Com a marca de seleção de linha única ou de coluna única, clique perto da área que
deseja selecionar e, em seguida, arraste-a até a localização exata. Se nenhuma marca
ficar visível, aumente a ampliação da exibição da imagem.
Para reposicionar um letreiro retangular, retangular arredondado ou elíptico, primeiro
arraste para criar a borda, mantendo o botão do mouse pressionado. Em seguida,
mantenha a barra de espaço pressionada e continue arrastando. Se tiver terminado de
desenhar a borda, arraste a partir do interior da seleção.

Utilizando as ferramentas laço, laço poligonal e laço magnético


As ferramentas laço e laço poligonal permitem desenhar segmentos de aresta reta e à
mão livre de uma borda de seleção. Com a ferramenta laço magnético (Photoshop), a
borda se ajusta às arestas de áreas definidas da imagem.
A ferramenta laço magnético é especialmente útil para a seleção rápida de objetos
com arestas complexas definidas contra planos de fundo de alto contraste.
Para utilizar a ferramenta laço:
1 Selecione a ferramenta laço e as opções. (Consulte “Definindo opções para as
ferramentas laço, laço poligonal e laço magnético” na página 174.)
2 Arraste para desenhar uma borda de seleção à mão livre.
3 Para desenhar uma borda de seleção de aresta reta, mantenha a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada e clique nos locais em que os segmentos devem começar e
terminar. É possível alternar entre desenhar segmentos de aresta reta e à mão livre.
4 Para apagar segmentos recém-desenhados, mantenha a tecla Delete pressionada até
apagar os pontos de fixação do segmento desejado.
5 Para fechar a borda de seleção, solte o botão do mouse sem manter a tecla Alt
(Windows) ou Option (Mac OS) pressionada.
Para utilizar a ferramenta laço poligonal:
1 Selecione a ferramenta laço poligonal e as opções. (Consulte “Definindo opções
para as ferramentas laço, laço poligonal e laço magnético” na página 174.)
2 Clique na imagem para definir o ponto inicial.
3 Siga um ou mais destes procedimentos:
• Para desenhar um segmento reto, coloque o ponteiro no local em que deseja que o
primeiro segmento reto termine e clique. Continue a clicar para definir pontos finais
para os segmentos subseqüentes.
• Para desenhar um segmento à mão livre, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option
(Mac OS) pressionada e arraste. Quando terminar, solte a tecla Alt ou Option e o botão
do mouse.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 173


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 174

• Para apagar segmentos de reta recém-desenhados, pressione a tecla Delete.


4 Feche a borda de seleção:
• Posicione o ponteiro da ferramenta laço poligonal sobre o ponto inicial (será exibido
um círculo fechado ao lado do ponteiro) e clique.
• Se o ponteiro não estiver sobre o ponto inicial, clique duas vezes com o ponteiro da
ferramenta laço poligonal ou clique com a tecla Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS)
pressionada.
Para utilizar a ferramenta laço magnético (Photoshop):
1 Selecione a ferramenta laço magnético e as opções. (Consulte “Definindo opções
para as ferramentas laço, laço poligonal e laço magnético” na página 174.)
2 Clique na imagem para definir o primeiro ponto de fixação. Pontos de entroncamento
ancoram a borda de seleção no lugar.
3 Para desenhar um segmento à mão livre, mova o ponteiro ao longo da aresta que
deseja traçar. (Você também pode arrastar com o botão do mouse pressionado.)
O segmento mais recente da borda de seleção permanece ativo. À medida que você move
o ponteiro, o segmento ativo se ajusta à aresta mais forte da imagem, de acordo com a
Largura de detecção definida na barra de opções. Periodicamente, a ferramenta laço
magnético adiciona pontos de entroncamento à borda de seleção para ancorar os
segmentos anteriores.
4 Se a borda não se ajustar à aresta desejada, clique para adicionar o ponto de
entroncamento manualmente. Continue traçando a aresta e adicionando pontos de
entroncamento conforme necessário.
5 Para alternar temporariamente para as outras ferramentas de laço, siga um destes
procedimentos:
• Para ativar a ferramenta laço, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS)
pressionada e arraste com o botão do mouse também pressionado.
• Para ativar a ferramenta laço poligonal, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option
(Mac OS) pressionada e clique.
6 Para apagar segmentos recém-desenhados e pontos de entroncamento, pressione a
tecla Delete até apagar os pontos de entroncamento do segmento desejado.
7 Feche a borda de seleção:
• Para fechar a borda com um segmento magnético à mão livre, clique duas vezes ou
pressione Enter ou Return.
• Para fechar a borda com um segmento de reta, mantenha a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada e clique duas vezes.
• Para fechar a borda, arraste de volta sobre o ponto inicial e clique.

Definindo opções para as ferramentas laço, laço poligonal e laço


magnético
As opções da ferramenta laço permitem personalizar a maneira como diferentes
ferramentas de laço detectam e selecionam arestas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 174


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 175

Para definir opções para as ferramentas de laço:


1 Se necessário, selecione a ferramenta.
2 Na barra de opções, especifique se irá adicionar uma nova seleção , adicionar a uma
seleção existente , subtrair de uma seleção ou selecionar uma área que sofreu
intersecção de outras seleções .
3 Especifique as opções de difusão e de suavização de serrilhado. (Consulte “Suavizando
as arestas de uma seleção” na página 181.)
4 Para a ferramenta laço magnético (Photoshop), defina uma destas opções:
• Para especificar uma largura de detecção, insira um valor de pixel para Largura. O laço
magnético somente detecta arestas na distância especificada a partir do ponteiro.
• Para especificar a sensibilidade do laço às arestas da imagem, insira um valor entre 1% e
100% em Contraste. Um valor maior detecta apenas as arestas que contrastam muito
com os limites; um valor menor detecta arestas de menor contraste.
• Para especificar a taxa com que o laço define pontos de entroncamento, insira um valor
entre 0 e 100 em Freqüência. Um valor maior ancora mais rapidamente a borda de
seleção no lugar.
Em uma imagem com arestas bem definidas, experimente uma largura e contraste de
arestas maiores e trace a borda de maneira grosseira. Em uma imagem com arestas mais
suaves, experimente uma largura e contraste de arestas menores e trace a borda com mais
precisão.
• Para alterar o cursor em forma de laço para indicar a largura do laço, pressione a tecla
Caps Lock no teclado. Altere o cursor enquanto a ferramenta estiver selecionada, mas
não em uso.
• Se você estiver trabalhando com uma caneta de digitalizador, selecione ou cancele a
seleção da opção Pressão do Digitalizador. Quando a opção é selecionada, um
aumento na pressão do digitalizador diminuirá a largura da aresta.
Ao criar uma seleção, é possível pressionar ] para aumentar em 1 pixel a largura da
aresta do laço magnético e pressionar [ para diminuir em 1 pixel a largura.

Utilizando a ferramenta varinha mágica


A ferramenta varinha mágica permite selecionar uma área colorida de maneira
consistente (por exemplo, uma flor vermelha) sem ter de traçar seu contorno. Você
especifica a escala de cores, ou a tolerância, para a seleção da ferramenta varinha mágica.
Observação: Não é possível utilizar a ferramenta varinha mágica em uma imagem no
modo Bitmap.
Para utilizar a ferramenta varinha mágica:
1 Selecione a ferramenta varinha mágica .
2 Na barra de opções, especifique se irá adicionar uma nova seleção , adicionar a uma
seleção existente , subtrair de uma seleção ou selecionar uma área que sofreu
intersecção de outras seleções . O cursor da varinha mágica é alterado dependendo da
opção selecionada.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 175


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 176

3 Em Tolerância, insira um valor em pixels de 0 a 255. Insira um valor baixo para selecionar
cores muito semelhantes ao pixel que clicar ou insira um valor maior para selecionar uma
escala de cores maior.
4 Para definir uma aresta suave, selecione Suavização de Serrilhado. (Consulte
“Suavizando as arestas de uma seleção” na página 181.)
5 Para selecionar apenas as áreas adjacentes utilizando as mesmas cores, selecione
Adjacente. Caso contrário, todos os pixels que utilizam as mesmas cores serão
selecionados.
6 Para selecionar cores utilizando dados de todas as camadas visíveis, selecione Utilizar
Todas as Camadas. Caso contrário, a ferramenta varinha mágica apenas selecionará cores
da camada ativa.
7 Na imagem, clique na cor que deseja selecionar. Se Adjacente estiver selecionada,
todos os pixels adjacentes dentro da escala de tolerância serão selecionados. Caso
contrário, todos os pixels na escala de tolerância serão selecionados.

Utilizando o comando Escala de Cores (Photoshop)


O comando Escala de Cores seleciona uma cor ou um subconjunto de cores específicos
em uma seleção existente ou em uma imagem inteira. Se você quiser substituir uma
seleção, desfaça todas as seleções antes de aplicar esse comando.
Para refinar uma seleção existente, utilize o comando Escala de Cores repetidamente para
selecionar um subconjunto de cores. Por exemplo, para selecionar áreas verdes em uma
seleção de ciano, selecione Cianos na caixa de diálogo Escala de Cores e clique em OK. Em
seguida, abra novamente essa caixa de diálogo e selecione Verdes. (Os resultados são
sutis, pois a técnica seleciona partes de cores em uma mistura.)
Para selecionar uma escala de cores utilizando amostras de cores:
1 Escolha Selecionar > Escala de Cores.
2 Em Selecionar, escolha a ferramenta Amostras de Cores .
3 Selecione uma das opções de exibição:
• Seleção para visualizar apenas a seleção à medida que for criada.
• Imagem para visualizar a imagem inteira. Convém fazer uma amostra de uma parte da
imagem que não está na tela.
Para alternar entre as visualizações de Imagem e de Seleção na caixa de diálogo Escala
de Cores, pressione Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS).

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 176


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 177

4 Coloque o ponteiro sobre a imagem ou área de visualização e clique para obter


amostras das cores que deseja incluir.

Obtendo amostras de cores

5 Ajuste a escala de cores utilizando o controle deslizante de Grau de Seleção ou


inserindo um valor. Para diminuir a escala de cores selecionadas, diminua o valor. A opção
Grau de Seleção seleciona parcialmente os pixels, controlando até que ponto as cores
relacionadas são incluídas na seleção (enquanto a opção Tolerância da varinha mágica e
da lata de tinta aumenta a escala de cores totalmente selecionada).

Aumentar Grau de Seleção expande a seleção

6 Ajuste a seleção:
• Para adicionar cores, selecione adicionar conta-gotas e clique na área de visualização
ou imagem.
• Para remover cores, selecione remover conta-gotas e clique na área de visualização ou
imagem.
Para ativar temporariamente a ferramenta adicionar conta-gotas, mantenha a tecla
Shift pressionada. Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada
para ativar a ferramenta remover conta-gotas.
7 Para visualizar a seleção na janela da imagem, escolha uma opção para Visualizar
Seleção:
• Nenhum para não exibir visualização na janela da imagem.
• Tons de Cinza para exibir a seleção como ela apareceria em um canal de tons de cinza.
• Matte Preto para exibir a seleção colorida contra um plano de fundo preto.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 177


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 178

• Matte Branco para exibir a seleção colorida contra um plano de fundo branco.
• Máscara Rápida para exibir a seleção utilizando as configurações atuais de máscara
rápida. (Consulte “Criando máscaras temporárias no modo Máscara Rápida
(Photoshop)” na página 303.)
8 Para reverter para a seleção original, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option
(Mac OS) pressionada e clique em Restaurar.
Para selecionar uma escala de cores utilizando cores predefinidas:
1 Escolha Selecionar > Escala de Cores.
2 Para Selecionar, escolha uma escala de cores ou tons. A opção Fora do Gamut funciona
apenas em imagens RGB e Lab. (Uma cor fora do gamut é uma cor RGB ou Lab que não
pode ser impressa utilizando a impressão de cores de processo. Consulte “Gamuts de
cores (Photoshop)” na página 99.)
3 Clique em Seleção para exibir as áreas selecionadas na área de visualização.
4 Para visualizar a seleção na janela da imagem, escolha uma opção para Visualizar
Seleção:
• Nenhum para não exibir visualização na janela da imagem.
• Tons de Cinza para exibir a seleção como ela apareceria em um canal de tons de cinza.
• Matte Preto para exibir a seleção colorida contra um plano de fundo preto.
• Matte Branco para exibir a seleção colorida contra um plano de fundo branco.
• Máscara Rápida para exibir a seleção utilizando as configurações atuais de máscara
rápida. (Consulte “Criando máscaras temporárias no modo Máscara Rápida
(Photoshop)” na página 303.)
5 Para reverter à seleção original, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS)
pressionada e clique em Restaurar.
Observação: Se aparecer a mensagem “Nenhum pixel está mais de 50% selecionado”, a
borda de seleção não estará visível. Você pode ter selecionado uma cor, como vermelho,
quando a imagem não continha a cor totalmente saturada.
Para salvar e carregar as configurações da escala de cores:
Utilize os botões Salvar e Carregar da caixa de diálogo Escala de Cores para salvar e
reutilizar as configurações atuais.

Criando seleções a partir de fatias (ImageReady)


Se você criar uma fatia no ImageReady, ela poderá ser convertida em uma seleção.
Para criar uma seleção a partir de uma fatia:
1 Selecione uma fatia. (Consulte “Selecionando fatias” na página 407.)
2 Escolha Selecionar > Criar Seleção a Partir da Fatia.

Ajustando as seleções de pixel


É possível ajustar e refinar as seleções de pixel utilizando as ferramentas de seleção e uma
variedade de comandos do menu Selecionar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 178


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 179

Além disso, você pode aplicar transformações geométricas para alterar a forma de uma
borda de seleção. (Consulte “Transformando objetos em duas dimensões” na página 197.)

Movendo, ocultando ou invertendo uma seleção


É possível mover uma borda de seleção em torno de uma imagem, ocultar uma borda de
seleção e inverter uma seleção para que a parte da imagem não selecionada
anteriormente seja selecionada.
Para mover uma borda de seleção:
1 Utilizando qualquer ferramenta de seleção, selecione uma nova seleção na barra de
opções e posicione o ponteiro dentro da borda de seleção. O ponteiro é alterado para
indicar que é possível mover a seleção .
2 Arraste a borda para incluir uma área diferente da imagem. Você pode arrastar uma
borda de seleção parcialmente além dos limites da tela de pintura. Ao arrastá-la de volta, a
borda original reaparecerá intacta. Também é possível arrastar a borda de seleção até
outra janela de imagem.
Para controlar o movimento de uma seleção:
• Para restringir a direção a múltiplos de 45°, comece a arrastar e, em seguida, mantenha
a tecla Shift pressionada enquanto continua arrastando.
• Para mover a seleção em incrementos de 1 pixel, utilize uma tecla de seta.
• Para mover a seleção em incrementos de 10 pixels, mantenha a tecla Shift pressionada
e utilize uma tecla de seta.
Para ocultar ou mostrar as arestas de seleção:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Visualizar > Extras. Esse comando também mostra ou oculta: (Photoshop)
arestas de seleção, demarcadores de destino, fatias e observações ou (ImageReady)
arestas de seleção, fatias, mapas de imagem, limites de texto, linha de base de texto e
seleção de texto. (Consulte “Trabalhando com Extras” na página 50.)
• Escolha Visualizar > Mostrar > Arestas de Seleção. Isso alterna a exibição das arestas de
seleção e afeta apenas a seleção atual. As arestas de seleção reaparecem ao criar uma
seleção diferente.
Para selecionar as partes não selecionadas de uma imagem:
Escolha Selecionar > Inverter.
É possível utilizar essa opção para selecionar um objeto que está contra um plano de
fundo de cor sólida. Selecione o plano de fundo com a ferramenta varinha mágica e,
em seguida, inverta a seleção.

Ajustando seleções manualmente


É possível utilizar as ferramentas de seleção para adicionar ou subtrair de seleções de pixel
existentes.
Antes de adicionar ou subtrair manualmente de uma seleção, defina os valores de difusão
e suavização de serrilhado na barra de opções para as mesmas configurações utilizadas
para a seleção original. (Consulte “Suavizando as arestas de uma seleção” na página 181.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 179


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 180

Para adicionar a uma seleção ou selecionar uma área adicional:


1 Crie uma seleção.
2 Com uma ferramenta de seleção, siga um destes procedimentos:
• Na barra de opções, selecione a opção Adicionar à Seleção e arraste.
• (ImageReady) Mantenha a tecla Shift pressionada (um sinal de mais aparecerá ao lado
do ponteiro) e arraste para adicionar uma outra seleção.
Para subtrair de uma seleção:
1 Crie uma seleção.
2 Com uma ferramenta de seleção, siga um destes procedimentos:
• Selecione a opção Subtrair da Seleção na barra de opções e arraste para fazer a
intersecção com outras seleções.
• Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada (um sinal de menos
aparecerá ao lado do ponteiro) e arraste para subtrair uma outra seleção.
Para selecionar apenas uma área que sofreu intersecção de outras seleções:
1 Crie uma seleção.
2 Com uma ferramenta de seleção, siga um destes procedimentos:
• Na barra de opções, selecione a opção Fazer Intersecção com Seleção e arraste.
• Mantenha as teclas Alt+Shift (Windows) ou Option+Shift (Mac OS) pressionadas
(aparece um “x” ao lado do ponteiro) e arraste sobre a parte da seleção original que
deseja selecionar.

Ajustando seleções numericamente


É possível utilizar os comandos no menu Selecionar para aumentar ou diminuir os pixels
de uma seleção existente e para retirar pixels excedentes deixados dentro ou fora de uma
seleção baseada em cor.
Para expandir ou reduzir uma seleção em um número específico de pixels:
1 Escolha Selecionar > Modificar > Expansão ou Redução.
2 Em Expandir em ou Reduzir em, insira um valor de pixel entre 1 e 100, e clique em OK.
A borda é aumentada ou diminuída de acordo com o número especificado de pixels.
Qualquer parte da borda de seleção na aresta da tela de pintura permanece inalterada.
Para enquadrar uma seleção existente com uma nova seleção:
1 Utilize uma ferramenta de seleção para criar uma seleção.
2 Escolha Selecionar > Modificar > Borda.
3 Insira um valor entre 1 e 200 pixels para a largura da borda da nova seleção e clique
em OK.
A nova seleção enquadra a área original selecionada.
O comando Borda cria uma seleção com suavização de serrilhado. (Consulte “Suavizando
as arestas de uma seleção” na página 181.) Para pintar uma borda com arestas sólidas em
torno de uma seleção, utilize o comando Traçar. (Consulte “Preenchendo e traçando
seleções e camadas” na página 272.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 180


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 181

Para expandir uma seleção para incluir áreas com cores semelhantes:
Siga um destes procedimentos:
• (Photoshop) Escolha Selecionar > Aumentar para incluir todos os pixels adjacentes que
se enquadram na escala de tolerância especificada nas opções da varinha mágica.
• Escolha Selecionar > Semelhante para incluir pixels em toda a imagem, não apenas nas
imagens adjacentes, que se enquadrem na escala de tolerância.
Para aumentar a seleção em incrementos, escolha um dos dois comandos mais de
uma vez.
Observação: Não é possível utilizar os comandos Aumentar e Semelhante em imagens
no modo bitmap.
Para retirar pixels excedentes deixados dentro ou fora de uma seleção-baseada
em cor.
1 Escolha Selecionar > Modificar > Suavização.
2 Em Raio da Amostra, insira um valor de pixel entre 1 e 100, e clique em OK.
O Photoshop ou o ImageReady verifica cada pixel selecionado para encontrar pixels não
selecionados que se enquadrem dentro da escala especificada. Por exemplo, se você
inserir 16 como raio da amostra, o programa irá utilizar cada pixel como o centro de uma
área de 33 por 33 pixels (16 pixels nas direções horizontal e vertical). Se a maioria dos
pixels da escala estiver selecionada, os pixels não selecionados serão adicionados à
seleção. Se a maioria não estiver selecionada, os pixels selecionados serão removidos.
Observação: A relação entre a distância física e em pixels depende da resolução da
imagem. Por exemplo, 5 pixels é uma distância maior em uma imagem de 72 ppi do que
em uma imagem de 300 ppi. (Consulte “Sobre tamanho e resolução da imagem” na
página 66.)

Suavizando as arestas de uma seleção


É possível suavizar as arestas sólidas de uma seleção ao aplicar a suavização de serrilhado
e difusão.
Suavização de serrilhado Suaviza as arestas irregulares de uma seleção suavizando a
transição de cores entre pixels da aresta e do plano de fundo. Como apenas os pixels da
aresta são alterados, nenhum detalhe é perdido. A suavização de serrilhado é útil ao
recortar, copiar e colar seleções para criar imagens compostas.
Está disponível para as ferramentas laço, laço poligonal, laço magnético, letreiro
retangular arredondado (ImageReady), letreiro elíptico e varinha mágica. (Selecione uma
ferramenta para exibir sua barra de opções.) Essa opção deve ser especificada antes de
utilizar essas ferramentas. Depois de criar uma seleção, não será mais possível adicionar a
suavização de serrilhado.
Difundindo Desfoca as arestas criando limites de transição entre a seleção e os pixels
adjacentes. Esse desfoque pode causar perda de detalhes na aresta da seleção.
É possível definir difusão para a ferramenta marca de seleção, laço, laço poligonal ou laço
magnético à medida que utilizá-la ou adicionar a difusão a uma seleção existente.
Os efeitos de difusão se tornam evidentes quando você move, recorta, copia ou preenche
a seleção.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 181


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 182

Para utilizar a suavização de serrilhado:


1 Selecione a ferramenta laço, laço poligonal, laço magnético, letreiro retangular
arredondado (ImageReady), letreiro elíptico ou varinha mágica.
2 Na barra de opções, selecione Suavização de Serrilhado.
Para definir uma aresta difusa para uma ferramenta de seleção:
1 Selecione qualquer uma das ferramentas de laço ou de marca de seleção.
2 Insira um valor para Difusão na barra de opções. Esse valor define a largura da aresta
difusa e pode variar de 1 a 250 pixels.
Para definir uma aresta difusa para uma seleção existente:
1 Escolha Selecionar > Difusão.
2 Insira um valor para o Raio de Difusão e clique em OK.
Observação: Uma pequena seleção criada com um raio de difusão grande pode ser tão
tênue que suas arestas ficam invisíveis e, portanto, não selecionáveis. Se aparecer a
mensagem “Nenhum pixel está mais de 50% selecionado”, diminua o raio de difusão ou
aumente o tamanho da seleção. Ou clique em OK para aceitar a máscara em sua
configuração atual e criar uma seleção na qual você não poderá ver as arestas.

A B

C D

Selection without feathering and with feathering:


A. Seleção original B. Difusão: 0 C. Difusão: 10 D. Difusão: 30

Movendo, copiando e colando seleções e camadas


É possível mover ou copiar seleções e camadas dentro ou entre imagens—como também
entre imagens de outros aplicativos.

Movendo seleções e camadas dentro de uma imagem


Com a ferramenta mover, é possível arrastar uma seleção ou camada para um novo local
da imagem. Com a paleta Informações aberta, você pode controlar a distância exata do
movimento. Também é possível utilizar a ferramenta mover para alinhar seleções e
camadas, bem como para distribuir camadas dentro de uma imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 182


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 183

Para especificar as opções da ferramenta mover:


1 Selecione a ferramenta mover .
2 Na barra de opções, selecione entre:
• Seleção Automática de Camada para selecionar a camada mais acima que tenha pixels
sob a ferramenta mover, em vez da camada selecionada.
• Mostrar Caixa Delimitadora para exibir a caixa delimitadora em torno do item
selecionado.
Para mover uma seleção ou camada:
1 Selecione a ferramenta mover .
Para ativar a ferramenta mover tendo outra ferramenta selecionada, mantenha a tecla Ctrl
(Windows) ou Command (Mac OS) pressionada. (Essa técnica não funciona com a
ferramenta caneta , caneta de forma livre , seleção de demarcador , seleção direta
, mão , seleção de fatia ou ponto de ancoragem .) Mantenha a tecla
Command (Mac OS) pressionada para ativar a ferramenta mover ao utilizar as ferramentas
de forma .
2 Siga um destes procedimentos:
• Mova o ponteiro dentro da borda de seleção e arraste a seleção para a nova posição.
Se você tiver selecionado várias áreas, todas elas serão movidas quando você arrastar.
• Selecione a camada a ser movida. Em seguida, arraste-a para a nova posição.
Para alinhar seleções e camadas dentro de uma imagem:
1 Siga um destes procedimentos:
• Para alinhar o conteúdo de uma camada a uma seleção, crie uma seleção na imagem.
Em seguida, selecione uma camada na paleta Camadas.
• Para alinhar o conteúdo de várias camadas a uma borda de seleção, crie uma seleção na
imagem. Em seguida, vincule as camadas a serem alinhadas, na paleta Camadas.
(Consulte “Vinculando camadas” na página 315.
• Para alinhar o conteúdo de camadas ao conteúdo da camada ativa, vincule as camadas
a serem alinhadas à camada ativa. (Consulte “Vinculando camadas” na página 315.)
2 Selecione a ferramenta mover .
3 Na barra de opções, clique em um ou mais botões de alinhamento: Alinhar Arestas
Superiores , Alinhar Centros Verticais , Alinhar Arestas Inferiores , Alinhar Arestas à
Esquerda , Alinhar Centros Horizontais ou Alinhar Arestas à Direita .
Para distribuir camadas dentro de uma imagem:
1 Na paleta Camadas, vincule três ou mais camadas. (Consulte “Vinculando camadas” na
página 315.)
2 Selecione a ferramenta mover .
3 Na barra de opções, clique em um ou mais botões de distribuição: Distribuir Arestas
Superiores , Distribuir Centros Verticais , Distribuir Arestas Inferiores , Distribuir
Arestas à Esquerda , Distribuir Centros Horizontais e Distribuir Arestas à Direita .

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 183


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 184

Copiando seleções ou camadas


Você pode utilizar a ferramenta mover para copiar seleções conforme as arrasta dentro ou
entre imagens ou pode copiar e mover seleções utilizando os comandos Copiar,
Copiar Mesclado, Recortar e Colar. Arrastar com a ferramenta mover poupa memória, pois
a Área de Transferência não é utilizada como com os comandos Copiar, Copiar Mesclado,
Recortar e Colar.
• O comando Copiar copia a área selecionada na camada ativa.
• O comando Copiar Mesclado faz uma cópia mesclada de todas as camadas visíveis na
área selecionada.
• O comando Colar cola uma seleção recortada ou copiada em outra parte da imagem ou
em outra imagem como uma nova camada.
(Photoshop) O comando Colar Em cola uma seleção recortada ou copiada dentro de outra
seleção, na mesma imagem ou em uma imagem diferente. A seleção de origem é colada
em uma nova camada e a borda de seleção de destino é convertida em uma máscara de
camada. (Consulte “Mascarando camadas” na página 343.)
Quando uma seleção ou camada é colada entre imagens com resoluções diferentes, os
dados colados mantêm suas dimensões em pixels. Isso pode fazer com que a área colada
fique desproporcional à nova imagem. Utilize o comando Tamanho da Imagem para que
as imagens de origem e de destino tenham a mesma resolução antes de copiar e colar.
(Consulte “Determinando uma resolução recomendada para uma imagem (Photoshop)”
na página 73.)
Dependendo das configurações de gerenciamento de cores e do perfil de cor associados
ao arquivo (ou dados importados), você poderá ser solicitado a especificar como lidar com
as informações de cores no arquivo (ou dados importados). Para obter mais informações,
consulte “Sobre as diretrizes de gerenciamento de cores” na página 116.
Para copiar uma seleção:
1 Selecione a área que deseja copiar.
2 Escolha Editar > Copiar ou Editar > Copiar Mesclado.
Para copiar uma seleção ao arrastar:
1 Selecione a ferramenta mover ou mantenha a tecla Ctrl (Windows) ou Command
(Mac OS) pressionada para ativar essa ferramenta.
2 Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e arraste a seleção
que deseja copiar e mover.
Ao copiar entre imagens, arraste a seleção da janela da imagem ativa para a janela da
imagem de destino. Se nada estiver selecionado, a camada ativa inteira será copiada.
Enquanto a seleção é arrastada sobre outra janela de imagem, uma borda realça a janela
se for possível soltar a seleção nela.
Para criar várias cópias de uma seleção em uma imagem:
1 Selecione a ferramenta mover ou mantenha a tecla Ctrl (Windows) ou Command
(Mac OS) pressionada para ativar essa ferramenta.
2 Copie a seleção:
• Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e arraste a seleção.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 184


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 185

• Para copiar a seleção e deslocar a réplica em 1 pixel, mantenha pressionada a tecla Alt
ou Option e pressione uma tecla de seta.
• Para copiar a seleção e deslocar a réplica em 10 pixels, pressione Alt+Shift (Windows)
ou Option+Shift (Mac OS), e pressione uma tecla de seta.
Enquanto a tecla Alt ou Option estiver pressionada, uma cópia da seleção será criada e
deslocada da última réplica, na distância especificada, a cada vez que uma tecla de direção
for pressionada.
Para colar uma seleção em outra (Photoshop):
1 Recorte ou copie a parte da imagem que deseja colar.
2 Selecione a parte da imagem na qual a seleção será colada. A seleção de origem e a de
destino podem estar na mesma imagem ou em duas imagens diferentes do Photoshop.
3 Escolha Editar > Colar Em. O conteúdo da seleção de origem aparece mascarado pela
seleção de destino.
Na paleta Camadas, a miniatura da camada da seleção de origem fica ao lado da miniatura
da máscara de camada da seleção de destino. A camada e a máscara da camada não são
vinculadas, ou seja, podem ser movidas independentemente.

Seleção de origem colada na seleção de destino

Para obter mais informações sobre como editar máscaras de camada, consulte “Aplicando
e descartando máscaras de camada” na página 348.
4 Selecione a ferramenta mover ou mantenha a tecla Ctrl (Windows) ou Command
(Mac OS) pressionada para ativá-la. Em seguida, arraste o conteúdo de origem até que a
área desejada apareça através da máscara.
5 Para mostrar uma parte da imagem por baixo da camada, clique na miniatura da
máscara de camada, na paleta Camadas, selecione uma ferramenta de pintura e edite a
máscara:
• Para ocultar uma parte maior da imagem por baixo da camada, pinte a máscara
com preto.
• Para mostrar uma parte maior da imagem por baixo da camada, pinte a máscara
com branco.
• Para mostrar parcialmente a imagem por baixo da camada, pinte a máscara com cinza.
6 Se ficar satisfeito com o resultado, escolha Camada > Mesclar para Baixo, para mesclar a
nova camada e a máscara de camada com a camada subjacente, e torne as alterações
permanentes.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 185


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 186

Utilizando arrastar-e-soltar para copiar entre aplicativos


O recurso arrastar-e-soltar permite copiar e mover imagens entre o Photoshop ou o
ImageReady e outros aplicativos.
No Windows, o aplicativo deve ser compatível com OLE. Para duplicar uma imagem inteira
arrastando e soltando, utilize a ferramenta mover para arrastar a imagem. Para copiar um
objeto OLE que contenha dados .psd, use a Área de Transferência OLE. (Consulte a
documentação do Windows.) No Mac OS, o aplicativo deve suportar o Mac OS Drag
Manager.
Arrastar a arte-final vetorial a partir do Adobe Illustrator ou de outros aplicativos que
utilizam a Área de Transferência do Illustrator converterá a arte-final—as linhas e curvas
matematicamente definidas da arte vetorial são convertidas em pixels ou bits de uma
imagem bitmap. Para copiar a arte-final vetorial como um demarcador no Photoshop,
mantenha a tecla Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) pressionada enquanto arrasta a
partir do Adobe Illustrator. Para copiar o texto, você deve primeiro convertê-lo em
contornos.

Utilizando a Área de Transferência para copiar entre aplicativos


É possível utilizar com freqüência o comando Recortar ou Copiar para copiar seleções
entre o Photoshop ou o ImageReady e outros aplicativos. A seleção recortada ou copiada
permanece na Área de Transferência até que outra seleção seja recortada ou copiada.
Em alguns casos, o conteúdo da Área de Transferência é convertido em uma imagem de
varredura. O Photoshop avisa quando a arte-final vetorial será convertida.
Observação: A imagem é convertida em bitmap com a resolução do arquivo no qual você
a colou.
Para alterar a preferência Exportar Área de Transferência (Photoshop):
1 Siga um destes procedimentos:
• No Windows e Mac OS 9.x, escolha Editar > Preferências > Geral.
• No Mac OS X, escolha Photoshop > Preferências > Geral.
2 Selecione Exportar Área de Transferência para salvar qualquer conteúdo do Photoshop
na Área de Transferência quando sair do programa. Se deixar essa opção desmarcada, o
conteúdo será excluído quando você sair do programa.
Para colar arte-final PostScript de outro aplicativo:
1 No aplicativo de suporte, selecione a arte-final e escolha Editar > Copiar. (Consulte
“Sobre formatos de arquivo” na página 494.)
2 No Photoshop ou no ImageReady, selecione a imagem em que a seleção será colada.
3 Escolha Editar > Colar.
4 (Photoshop) Na caixa de diálogo, selecione uma das opções a seguir:
• Colar como Pixels, para converter a arte-final em bitmap enquanto for colada. Isso
converte matematicamente em pixels a arte-final vetorial definida.
• Colar como Demarcadores para colar a cópia como um demarcador na paleta
Demarcadores. Ao copiar o texto do Illustrator, você deve primeiro convertê-lo em
contornos.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 186


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 187

• Colar como Camada de Forma para criar uma nova camada de forma que utiliza o
demarcador como uma máscara de vetor.
Importante: Ao copiar arte-final a partir do Adobe Illustrator, as preferências padrão da
Área de Transferência do Illustrator podem impedir que a caixa de diálogo Colar apareça
no Photoshop. Selecione AICB na seção Arquivos e Área de Transferência da caixa de
diálogo Preferências do Illustrator, se desejar que as opções de Colar sejam exibidas ao
colar a arte-final no Photoshop.
5 Se escolher Colar como Pixels da etapa anterior, será possível escolher Suavização de
Serrilhado na barra de opções para fazer uma transição suave entre as arestas da seleção e
os pixels adjacentes. (Consulte “Suavizando as arestas de uma seleção” na página 181.)
Observação: Você pode utilizar os comandos Resíduos se já tiver mesclado os dados e
estiver tentando-extrair novamente os dados convertidos em bitmap. (Consulte
“Removendo pixels de borda de uma seleção (Photoshop)” na página 188.)

Utilizando o comando Ajustar


Ajustar auxilia no posicionamento preciso de arestas de seleção, letreiros de recorte, fatias,
formas e demarcadores. É possível ativar ou desativar o ajuste, utilizando o comando
Ajustar. Também é possível especificar diferentes elementos para os quais você deseja
ajustar quando a opção de ajuste está ativada.
Para ativar ou desativar ajuste:
Escolha Visualizar > Ajustar. Uma marca de seleção indica que o ajuste está ativado.
Para especificar o que ajustar:
Escolha Visualizar > Ajustar Para e escolha uma ou mais opções no submenu:
• Guias para ajustar para guias. (Consulte “Utilizando guias e a grade” na página 47.)
• (Photoshop) Grade para ajustar para a grade. Não é possível selecionar essa opção
quando a grade está oculta. (Consulte “Utilizando guias e a grade” na página 47.)
• Fatias para ajustar para delimitadores da fatia. Não é possível selecionar essa opção
quando as fatias estão ocultas. (Consulte “Visualizando fatias” na página 405.)
• (Photoshop) Limites do Documento para ajustar para as arestas do documento.
• Todas para seleção todas as opções Ajustar Para.
• Nenhum para cancelar a seleção de todas as opções Ajustar Para.
Uma marca de seleção indica que a opção está selecionada e que o ajuste está ativado.
Um ponto (Windows) ou um traço (Mac OS) indica que a opção está selecionada, mas que
o ajuste está desativado.
Para ativar ajuste de uma opção Ajustar Para:
1 Com o comando Ajustar desativado, escolha Visualizar > Ajustar Para.
2 Escolha uma opção. O ajuste é ativado automaticamente para a opção selecionada e
todas as outras opções Ajustar Para têm as seleções canceladas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 187


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 188

Salvando e carregando seleções


As seleções podem ser salvas e carregadas para reutilização. (Consulte “Salvando uma
seleção de máscara” na página 306.)
Para salvar uma seleção:
Escolha Selecionar > Salvar Seleção.
Para carregar uma seleção salva (Photoshop):
1 Escolha Selecionar > Carregar Seleção, em seguida, insira as opções na janela da caixa
de diálogo Carregar Seleção.
2 Clique em OK para carregar a seleção. (Consulte “Carregando uma seleção em uma
imagem” na página 307.)
Para carregar uma seleção salva (ImageReady):
Escolha Selecionar > Carregar Seleção e, em seguida, escolha uma opção no submenu.

Excluindo seleções
Para excluir uma seleção, escolha Editar > Apagar ou pressione a tecla Backspace
(Windows) ou Delete (Mac OS). Para recortar uma seleção para a Área de Transferência,
escolha Editar > Recortar.
Excluir uma seleção em um plano de fundo ou em uma camada, com a opção Bloquear
Transparência selecionada na paleta Camadas, substitui a localização original pela cor do
plano de fundo. Excluir uma seleção em uma camada com a opção Bloquear Trans-
parência desmarcada, substitui a área original por uma transparência de camada.

Removendo pixels de borda de uma seleção (Photoshop)


Ao mover ou colar uma seleção com suavização de serrilhado, alguns pixels adjacentes à
borda de seleção são incluídos nela. Isso pode resultar em uma borda ou halo ao redor das
arestas da seleção colada. Esses comandos Resíduos permitem editar os pixels de aresta
indesejáveis:
• Remover Borda substitui a cor de todos os pixels de borda pelas cores dos pixels
próximos que contêm cores puras (sem cor do plano de fundo). Por exemplo, se você
selecionar um objeto amarelo em um plano de fundo azul e mover a seleção, parte do
plano de fundo azul será selecionada e movida com o objeto. Remover Borda substitui
os pixels azuis por amarelos.
• Remover Preto Fosco e Remover Branco Fosco serão úteis quando você quiser colar
uma seleção com-suavização de serrilhado sobre um plano de fundo branco ou preto
em um plano de fundo diferente. Por exemplo, o texto-preto sobre um plano de fundo
branco, com suavização de serrilhado, contém pixels cinzas nas arestas que ficam
visíveis contra um plano de fundo colorido.
Também é possível remover as áreas de borda utilizando os controles deslizantes de
Mesclagem Avançada, na caixa de diálogo Estilos de Camada, para remover ou tornar
transparentes as áreas da camada. Nesse caso, as áreas pretas ou brancas ficariam trans-
parentes. Clique nos controles deslizantes com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 188


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 189

pressionada para separá-los; separar os controles deslizantes permitirá que você remova
os pixels de borda e mantenha uma aresta suave.
Para diminuir uma borda em uma seleção:
1 Escolha Camada > Resíduos > Remover Borda.
2 Insira um valor na caixa de texto Largura para a distância na qual procurar os pixels de
substituição. Quase sempre um valor de 1 ou 2 pixels será suficiente.
3 Clique em OK.
Para remover um matte de uma seleção:
Escolha Camada > Resíduos > Remover Matte Preto, ou Camada > Resíduos > Remover
Matte Branco.

Extraindo objetos de seu plano de fundo (Photoshop)


O comando Extrair proporciona uma maneira sofisticada de isolar um objeto do primeiro
plano e apagar seu plano de fundo em uma camada. Mesmo objetos com arestas difíceis,
complicadas ou indefinidas podem ser recortados de seus planos de fundo com um
mínimo de trabalho manual.
Observação: Para casos mais simples, você pode utilizar a ferramenta borracha de plano
de fundo.
Para extrair um objeto, utilize as ferramentas da caixa de diálogo Extrair. Primeiro, desenhe
um realce que marque as arestas do objeto e defina seu interior. Em seguida, visualize a
extração e refaça ou retoque o resultado, conforme necessário. Ao extrair o objeto,
o Photoshop apaga seu plano de fundo até a transparência. Os pixels na aresta do objeto
perdem seus componentes de cor, derivados do plano de fundo, para que possam ser
mesclados com um novo plano de fundo sem produzir um halo de cor.
É possível adicionar opacidade novamente ao plano de fundo e criar outros efeitos ao
utilizar o comando Editar > Atenuar após uma extração. (Consulte “Mesclando efeitos
de filtros (Photoshop)” na página 351.)
Para extrair um objeto de seu plano de fundo:
1 Na paleta Camadas, selecione a camada contendo o objeto que deseja extrair. Se você
selecionar uma camada do plano de fundo, ela se tornará uma camada normal após a
extração.
Para evitar perder as informações da imagem original, duplique a camada ou crie um
instantâneo do estado da imagem original.
Observação: Se a camada contiver uma seleção, a extração apagará o plano de fundo
apenas na área selecionada.
2 Escolha Filtro > Extrair.
Você utiliza as ferramentas da caixa de diálogo Extrair para especificar qual parte da
imagem será extraída. É possível redimensionar a caixa de diálogo arrastando seu canto
inferior direito.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 189


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 190

3 Especifique as opções das ferramentas na caixa de diálogo (você pode alterar essas
configurações a qualquer momento):
• Em Tamanho do Pincel, insira um valor ou arraste o controle deslizante para especificar
a largura das ferramentas realçador de aresta, borracha, limpar e retoque de aresta.
• Em Realce, escolha uma opção de cor predefinida ou escolha Outro para especificar
uma cor personalizada para o realce.
• Em Preenchimento, escolha uma opção de cor predefinida ou escolha Outro para
especificar uma cor personalizada para a área coberta pela ferramenta preenchimento.
• Se você estiver realçando uma aresta bem definida, selecione Realce Inteligente. Essa
opção auxilia a manter o realce na aresta e aplica um realce grande o suficiente para
cobrir a aresta, independentemente do tamanho do pincel atual.
4 Ajuste a visualização, conforme necessário:
• Para ampliar uma área, selecione a ferramenta zoom na caixa de diálogo e clique na
imagem de visualização. Para diminuir o zoom, mantenha a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada enquanto clica.
• Para visualizar uma área diferente, selecione a ferramenta mão na caixa de diálogo e
arraste na imagem de visualização.
5 Defina a aresta do objeto que deseja extrair:
• Para desenhar um realce que marque a aresta, selecione a ferramenta realçador de
aresta na caixa de diálogo e arraste para que o realce se sobreponha um pouco ao
objeto do primeiro plano e seu plano de fundo. Utilize Realce Inteligente para traçar
arestas mais nítidas. Utilize um pincel grande para cobrir arestas difíceis e complicadas
em que o primeiro plano é mesclado ao plano de fundo, assim como cabelo ou árvores.
Se você utilizar Realce Inteligente para marcar uma aresta de objeto próxima a outra
aresta, diminua o tamanho do pincel se as arestas conflitantes empurrarem o realce
para fora da aresta do objeto. Se a aresta do objeto tiver uma cor uniforme de um lado e
arestas de alto contraste do outro lado, mantenha a aresta do objeto dentro da área do
pincel, mas centralize o pincel na cor uniforme.
• Se o objeto tiver um interior bem definido, certifique-se de que o realce envolva
completamente o objeto. Não é necessário realçar áreas onde o objeto toca os limites
da imagem. Se o objeto não tiver um interior claro, realce todo o objeto.
• Para basear o realce em uma seleção salva em um canal alfa, escolha o canal alfa no
menu Canal. O canal alfa deve ser baseado em uma seleção do limite da aresta. Se você
modificar um realce com base em um canal, o nome do mesmo no menu será alterado
para Personalizado.
• Para apagar o realce, selecione a ferramenta borracha na caixa de diálogo e arraste
sobre o realce. Para apagar todo o realce, pressione Alt+Backspace (Windows) ou
Option+Delete (Mac OS).
6 Definir a área do primeiro plano:
• Se o objeto tiver um interior bem definido, selecione a ferramenta preenchimento
na caixa de diálogo. Clique dentro do objeto para preencher seu interior. (Clicar em
uma área preenchida com a ferramenta preenchimento remove o preenchimento.)
• Se o objeto for complicado ou não tiver um interior claro, certifique-se de que o realce
envolva o objeto inteiro e, em seguida, selecione Forçar Primeiro Plano. Selecione a

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 190


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 191

ferramenta conta-gotas na caixa de diálogo e clique dentro do objeto para obter


uma amostra da cor do primeiro plano ou clique na caixa de texto Cor e utilize um
seletor de cores para selecionar a cor de primeiro plano. Essa técnica funciona melhor
com objetos que contêm tons de uma única cor.
7 Clique em Visualizar para visualizar o objeto extraído ou vá para a etapa 10 para extrair
o objeto sem uma visualização.

Área selecionada, realçada e preenchida e objeto extraído

Aumente o zoom, conforme necessário, e defina qualquer opção de visualização:


• Utilize as opções do menu Mostrar para alternar entre as visualizações das imagens
original e extraída.
• Utilize as opções do menu Exibir para visualizar o objeto extraído em relação ao plano
de fundo de matte colorido ou como uma máscara em tons de cinza. Para exibir um
plano de fundo transparente, escolha Nenhum.
• Selecione Mostrar Realce ou Mostrar Preenchimento para exibir o realce ou
o preenchimento do objeto.
8 Se necessário, repita a extração para aperfeiçoar os resultados (quando terminar, faça
os retoques finais, conforme descritos na etapa 9):
• Para executar uma outra extração após ajustar o realce e o preenchimento, repita as
etapas 5, 6 e 7.
• Para executar uma outra extração com novas configurações de extração, altere as
configurações de Suavização, Forçar Primeiro Plano ou Cor e repita a etapa 7.
Observação: Para especificar a quantidade de suavização do objeto extraído, arraste o
controle deslizante de Suavização ou insira um valor. Em geral, é melhor começar com
zero ou com um valor baixo para evitar o desfoque indesejado dos detalhes. Se existirem
artefatos nítidos no resultado da extração, você poderá aumentar o valor de Suavização
para ajudar na remoção dos mesmos na próxima extração.
9 Retoque os resultados da extração, conforme necessário:
• Para apagar traços do plano de fundo na área extraída, utilize a ferramenta limpar .
A ferramenta subtrai a opacidade e tem um efeito cumulativo. Também é possível
utilizar a ferramenta limpar para preencher as lacunas no objeto extraído. Mantenha a
tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada ao arrastar para adicionar
opacidade novamente.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 191


Ajuda do Adobe Photoshop Selecionando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 192

• Para editar a aresta do objeto extraído, utilize a ferramenta retoque de aresta .


A ferramenta fornece nitidez às arestas e tem um efeito cumulativo. Se não existir
uma aresta limpa, a ferramenta retoque de aresta irá adicionar opacidade ao objeto
ou subtrair opacidade do plano de fundo.
10 Clique em OK para aplicar a extração final. Na camada, todos os pixels fora do objeto
extraído são apagados até a transparência.
Observação: Para obter melhores resultados na limpeza de arestas excedentes, utilize as
ferramentas limpar e retoque de aresta na caixa de diálogo Extrair. Também é possível
fazer a limpeza após a extração ao utilizar as ferramentas borracha de plano de fundo e
pincel do histórico da caixa de ferramentas.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 192


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 193

Transformando e Retocando
Alterando o tamanho da tela de pintura
O comando Tamanho da Tela de Pintura permite adicionar ou remover espaço de trabalho
em volta da imagem existente. Você pode cortar uma imagem diminuindo a área da tela
de pintura. A tela adicionada é mostrada com a mesma cor ou transparência que o plano
de fundo.
Para utilizar o comando Tamanho da Tela de Pintura:
1 Escolha Imagem > Tamanho da Tela de Pintura.
2 (Photoshop) Escolha as unidades de medida desejadas.
3 A opção Colunas mede a largura em termos de colunas especificadas nas preferências
de Unidades e Réguas. Para obter mais informações, consulte “Utilizando colunas
(Photoshop)” na página 46.
4 Siga um destes procedimentos:
• Insira as dimensões que deseja utilizar para a tela de pintura, nas caixas Largura
e Altura.
• Selecione Relativa e insira o valor pelo qual deseja aumentar ou reduzir o tamanho da
tela de pintura. (Insira um número negativo para reduzir o tamanho da tela de pintura.)
5 Em Âncora, clique em um quadrado para indicar onde posicionar a imagem existente
na nova tela de pintura.
6 Clique em OK.

Tela de pintura original e tela de pintura acrescentada na parte superior da imagem

Girando e virando imagens inteiras


Com os comandos Girar Tela de Pintura é possível girar ou virar uma imagem inteira.
Os comandos não funcionam em camadas individuais ou partes de camadas,
demarcadores ou bordas de seleção.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 193


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 194

Para girar ou virar uma imagem inteira:


Escolha Imagem > Rotacionar Tela de Pintura e, no submenu, escolha um dos comandos
a seguir:
• 180° para rotacionar a imagem em meia-volta.
• 90° Horário para rotacionar a imagem no sentido horário em um quarto de volta.
• 90° Anti-Horário para rotacionar a imagem no sentido anti-horário em um quarto
de volta.
• Arbitrário para rotacionar a imagem no ângulo especificado. Se escolher essa opção,
insira um ângulo entre –359,99 e 359,99 na caixa de texto ângulo e selecione Horário
ou Anti-Horário para determinar o sentido da rotação. Clique em OK.
• Virar Tela de Pintura na Horizontal (Photoshop) ou Virar Horizontalmente (ImageReady)
para virar a imagem horizontalmente, ao longo do eixo vertical.
• Virar Tela de Pintura na Vertical (Photoshop) ou Virar Verticalmente (ImageReady) para
virar a imagem verticalmente, ao longo do eixo horizontal.

Cortando imagens
Cortar é o processo de remover partes da imagem para criar foco ou intensificar a
composição. É possível cortar uma imagem, utilizando a ferramenta corte demarcado
e o comando Cortar. Também é possível aparar pixels, utilizando o comando Aparar.
A ferramenta corte demarcado oferece a maioria das opções para cortar imagens.

Para cortar uma imagem utilizando a ferramenta corte demarcado:


1 Selecione a ferramenta corte demarcado .
2 Defina o modo da ferramenta corte demarcado:
• (Photoshop) Para cortar a imagem sem redefinir a resolução (padrão), verifique se todas
as caixas de texto na barra de opções estão vazias. É possível clicar no botão Apagar
para apagar rapidamente todas as caixas de texto.
• (Photoshop) Para redefinir a resolução da imagem durante o recorte, insira a altura,
largura e/ou resolução na barra de opções.
• (ImageReady) Para cortar a imagem sem redefinir a resolução, cancele a seleção de
Tamanho Fixo na barra de opções.
• (ImageReady) Para redefinir a resolução da imagem durante o recorte, selecione
Tamanho Fixo e insira a altura e largura na barra de opções.
• Para redefinir a resolução da imagem com base nas dimensões e na resolução de outra
imagem, abra a outra imagem, selecione a ferramenta corte demarcado e clique em
Imagem Frontal, na barra de opções. (No ImageReady, é necessário selecionar a opção
Tamanho Fixo para acessar o botão Imagem Frontal.) Em seguida, torne ativa a imagem
a ser recortada.
Redefinir a resolução durante o recorte combina a função do comando Imagem >
Tamanho da Imagem com a função da ferramenta corte demarcado. (Consulte “Sobre
redefinição da resolução” na página 70.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 194


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 195

3 Defina o letreiro de corte demarcado, arrastando-o sobre a parte da imagem que


deseja manter. O letreiro não tem de ser preciso. É possível ajustá-lo posteriormente.
4 Faça o seguinte na barra de opções:
• Especifique se deseja ocultar ou excluir a área cortada. Selecione Ocultar para preservar
a área cortada no arquivo de imagem. É possível tornar a área oculta visível, movendo a
imagem com a ferramenta mover. Selecione Excluir para descartar a área cortada.
Observação: No Photoshop, a opção Ocultar não está disponível para imagens que
contêm somente uma camada de plano de fundo. Se desejar cortar um plano de fundo
ocultando-o, primeiramente converta o plano de fundo em uma camada regular.
(Consulte “Sobre a camada de plano de fundo” na página 310.) No ImageReady, cortar o
plano de fundo ocultando-o converte automaticamente o plano de fundo em uma
camada regular.
• Especifique se deseja utilizar uma proteção de corte demarcado para sombrear a área
da imagem que será excluída ou ocultada. Quando a opção Proteger está selecionada,
é possível especificar a cor e a opacidade para a proteção de corte demarcado. Ao
cancelar a seleção da opção Proteger, a área externa ao letreiro de corte demarcado é
revelada.
5 Se necessário, ajuste o letreiro de corte demarcado:
• Para mover o letreiro para uma outra posição, posicione o ponteiro dentro da caixa
delimitadora e arraste.
• Para redimensionar a marca de seleção, arraste a alça. Para restringir as proporções,
mantenha a tecla Shift pressionada ao arrastar uma alça de vértice.
• Para rotacionar a marca de seleção, posicione o ponteiro fora da caixa delimitadora
(o ponteiro se transforma em uma seta curva) e arraste. Para mover o ponto central
em torno do qual gira o letreiro, arraste o círculo no centro da caixa delimitadora.
Observação: No Photoshop, não é possível girar o letreiro de uma imagem no modo
Bitmap.
6 Siga um destes procedimentos:
• Pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS); clique no botão Confirmar da barra
de opções ou clique duas vezes dentro do letreiro de corte demarcado.
• Para cancelar a operação de recorte, pressione a tecla Esc ou clique no botão
Cancelar da barra de opções.
Para cortar uma imagem com o comando Corte Demarcado:
1 Selecione a área da imagem que deseja manter. (Consulte “Utilizando as ferramentas de
letreiro” na página 172.)
2 Escolha Imagem > Corte Demarcado.
Para cortar uma imagem com o comando Aparar:
1 Escolha Imagem > Aparar.
2 Na caixa de diálogo Aparar, selecione uma opção:
• Pixels Transparentes para aparar a transparência nas arestas da imagem, deixando a
menor imagem contendo pixels não transparentes.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 195


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 196

• Cor de Pixel Superior Esquerdo para remover uma área de cor do pixel superior
esquerdo da imagem.
• Cor de Pixel Inferior Direito para remover uma área de cor do pixel inferior direito
da imagem.
3 Selecione uma ou mais áreas da imagem a serem aparadas: Superior, Inferior, Esquerda
ou Direita.

Transformando perspectiva durante o recorte


(Photoshop)
No Photoshop, a ferramenta corte demarcado tem uma opção adicional que permite
transformar a perspectiva em uma imagem. Isso é muito útil ao trabalhar com imagens
que contêm distorção de keystone. A distorção de keystone ocorre quando um objeto é
fotografado de um ângulo, em vez de uma visualização reta. Por exemplo, se você tirar
uma foto de um edifício alto do nível do chão, as arestas do edifício aparecerão mais
próximas na parte superior do que na parte inferior.
Observação: Não é possível transformar a perspectiva de imagens de 16 bits por canal.

A B

C D

Passos para transformar perspectiva:


A. Desenhar o letreiro de corte demarcado inicial B. Ajustar o letreiro de corte demarcado para que
corresponda às arestas do objeto C. Estender os limites de corte demarcado D. Imagem final

Para transformar a perspectiva em imagem:


1 Selecione a ferramenta corte demarcado e defina o modo de corte. (Consulte
“Cortando imagens” na página 194.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 196


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 197

2 Arraste o letreiro de corte demarcado em torno de um objeto que era retangular na


cena original (embora não apareça retangular na imagem). As arestas desse objeto serão
utilizadas para definir a perspectiva na imagem. O letreiro não tem de ser preciso. Ele será
ajustado posteriormente.
Importante: É necessário selecionar um objeto que era retangular na cena original.
Do contrário, o Photoshop não será capaz de transformar a perspectiva na imagem.
3 Selecione Perspectiva, na barra de opções, e defina as outras opções conforme
desejado. (Consulte “Cortando imagens” na página 194.)
4 Mova as alças dos vértices do letreiro de corte demarcado para corresponder às arestas
do objeto. Isso define a perspectiva na imagem, por isso é importante corresponder
precisamente as arestas do objeto.
5 Arraste as alças laterais para aumentar os limites de corte demarcado, preservando a
perspectiva.
Importante: Não mova o ponto de centro do letreiro de corte demarcado. O Photoshop
precisa saber qual é o ponto de centro original da imagem para corrigir a perspectiva.
6 Siga um destes procedimentos:
• Pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS); clique no botão Confirmar da barra
de opções ou clique duas vezes dentro do letreiro de corte demarcado.
• Para cancelar a operação de recorte, pressione a tecla Esc ou clique no botão Cancelar
da barra de opções.
Se o Photoshop exibir um erro, provavelmente será devido ao posicionamento
inadequado das alças dos vértices ou do ponto de centro. Clique em Cancelar para
retornar e ajustar o letreiro de corte demarcado; clique em Não Cortar para cancelar
a operação de recorte. Também poderá ocorrer um erro se você estiver trabalhando com
uma imagem cortada anteriormente.

Transformando objetos em duas dimensões


É possível redimensionar, girar, inclinar, distorcer e aplicar perspectiva a camadas inteiras,
partes selecionadas de camadas, máscaras, demarcadores, formas, bordas de seleção e
canais.
Observação: Pixels são adicionados ou subtraídos durante as transformações. Para
calcular os valores de cor desses pixels, o Photoshop e o ImageReady utilizam o método de
interpolação selecionado na seção Geral da caixa de diálogo Preferências. Essa opção
afeta diretamente a velocidade e qualidade da transformação. O padrão, a interpolação
bicúbica, é lento, mas produz os melhores resultados. (Consulte “Escolhendo um método
de interpolação” na página 71.)

Especificando o que transformar


É possível aplicar transformações a uma seleção, uma camada inteira, várias camadas ou
uma máscara de camada. No Photoshop, também é possível aplicar transformações a
demarcador, forma de vetor, máscara de vetor, borda de seleção ou canal alfa.
Observação: Não é possível aplicar transformações a imagens de 16 bits por canal.
No entanto, você pode aplicar transformações totais de tela de pintura às imagens de
16 bits, utilizando as opções no menu Imagem. (Consulte “Girando e virando imagens
inteiras” na página 193.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 197


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 198

Para especificar o que transformar:


Siga um destes procedimentos:
• Para transformar uma camada inteira, ative a camada e certifique-se de que nada esteja
selecionado.
Importante: Não é possível transformar a camada de plano de fundo. Entretanto, é
possível converter a camada de plano de fundo em uma camada regular. (Consulte
“Adicionando camadas e conjuntos de camadas” na página 311.)
• Para transformar parte de uma camada, selecione a camada e, em seguida, selecione
parte da imagem na camada.
• Para transformar várias camadas, vincule-as na paleta Camadas. (Consulte “Vinculando
camadas” na página 315.)
• Para transformar uma máscara de camada ou uma máscara de vetor, desvincule a
máscara e selecione a miniatura correspondente na paleta Camadas. (Consulte
“Mascarando camadas” na página 343.)
• (Photoshop) Para transformar um demarcador ou uma forma de vetor, utilize a
ferramenta seleção de demarcador para selecionar o demarcador inteiro ou a
ferramenta seleção direta para selecionar parte do demarcador. Se você selecionar
um ou mais pontos de um demarcador, apenas esses segmentos conectados aos
pontos serão transformados. (Consulte “Selecionando demarcadores (Photoshop)” na
página 231.)
• (Photoshop) Para transformar uma borda de seleção, crie ou carregue uma seleção.
Escolha Selecionar > Transformar Seleção.
• (Photoshop) Para transformar um canal alfa, selecione o canal na paleta Canais.
(Consulte “Armazenando máscaras em canais alfa” na página 305.)

Definindo o ponto de referência


Todas as transformações são executadas em torno de um ponto fixo, denominado o ponto
de referência. Por padrão, esse ponto fica no centro do item que está sendo transformado.
Entretanto, é possível alterar o ponto de referência ou mover o ponto de centro para uma
localização diferente.
Para definir o ponto de referência de uma transformação:
1 Selecione um comando de transformação, conforme descrito nos tópicos a seguir. Uma
caixa delimitadora é exibida na imagem.
2 Na barra de opções, clique em um quadrado no localizador de ponto de referência .
Cada quadrado representa um ponto na caixa delimitadora. Por exemplo, para definir o
ponto de referência como o canto superior esquerdo da caixa delimitadora, clique no
quadrado superior esquerdo do localizador do ponto de referência.
Para mover o ponto central para a transformação:
1 Selecione um comando de transformação, conforme descrito nos tópicos a seguir. Uma
caixa delimitadora é exibida na imagem.
2 Arraste o ponto do centro. O ponto de centro pode estar fora do item a ser
transformado.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 198


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 199

Aplicando transformações
Os comandos do submenu Transformação permitem aplicar as seguintes transformações
a um item:
• Redimensionar aumenta ou reduz um item em relação ao ponto de referência
correspondente. Você pode redimensionar na horizontal, na vertical ou nas duas
posições.
• Girar gira um item ao redor de um ponto de referência. Por padrão, esse ponto é no
centro do objeto; entretanto, você pode movê-lo para outra localização.
• Inclinar permite inclinar um item na vertical e horizontal.
• Distorcer permite ajustar um item em todas as direções.
• Aplicar perspectiva permite aplicar perspectiva de um só ponto a um item.
No Photoshop, você pode executar vários comandos em seqüência antes de aplicar a
transformação cumulativa. Por exemplo, é possível escolher Redimensionar, arrastar uma
alça a ser redimensionada e, em seguida, escolher Distorcer, arrastar uma alça a ser
distorcida e pressionar Enter ou Return para aplicar as duas transformações.
No ImageReady, você pode executar vários tipos de transformações ao mesmo tempo,
utilizando o comando Transformação > Numérica.
Para redimensionar, rotacionar, inclinar, distorcer ou aplicar perspectiva:
1 Selecione o que deseja transformar. (Consulte “Especificando o que transformar” na
página 197.)
2 Escolha Editar > Transformar > Redimensionar, Rotacionar, Inclinar, Distorcer ou
Perspectiva.
Observação: (Photoshop) Se estiver transformando uma forma ou um demarcador
inteiro, o menu Transformação se tornará o menu Transformar Demarcador. Se estiver
transformando vários segmentos do demarcador (mas não o demarcador inteiro), o menu
Transformação se tornará o menu Transformar Pontos.
3 Na barra de opções, clique em um quadrado no localizador de ponto de referência .
(Consulte “Definindo o ponto de referência” na página 198.)
4 Siga um ou mais destes procedimentos:
• Se você escolheu Redimensionar, arraste uma alça da caixa delimitadora. Pressione
Shift ao arrastar uma alça de vértice para redimensionar proporcionalmente. Quando
posicionado sobre uma alça, o ponteiro se transforma em uma seta dupla.
• Se escolheu Girar, mova o ponteiro para fora da borda delimitadora (ele se transforma
em uma seta curva de duas pontas) e arraste. Pressione Shift para restringir a rotação a
incrementos de 15°.
• Se escolheu Inclinar, arraste uma alça lateral para inclinar a caixa delimitadora.
• Se escolheu Distorcer, arraste uma alça de vértice para ajustar a caixa delimitadora.
• Se escolheu Perspectiva, arraste uma alça de vértice para aplicar perspectiva à caixa
delimitadora.
• Em todos os tipos de transformações, insira um valor na barra de opções. Por exemplo,
para girar um item, especifique graus na caixa de texto de rotação.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 199


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 200

5 Se desejar, alterne para um tipo diferente de transformação, selecionando um


comando no submenu Editar > Transformação.
Ao transformar uma imagem bitmap (versus uma forma ou um demarcador), a nitidez
da imagem é reduzida cada vez que uma transformação é confirmada; portanto, é
preferível executar vários comandos antes de aplicar a transformação cumulativa a aplicar
cada transformação separadamente.
6 Quando estiver satisfeito com os resultados, siga um destes procedimentos:
• Pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS); clique no botão Confirmar da barra
de opções ou clique duas vezes dentro do letreiro de transformação.
• Para cancelar a transformação, pressione a tecla Esc ou clique no botão Cancelar da
barra de opções.
Para virar ou girar com precisão:
1 Selecione o que deseja transformar. (Consulte “Especificando o que transformar” na
página 197.)
2 Escolha Editar > Transformação e escolha um dos comandos a seguir no submenu:
• Rotacionar 180° para rotacionar em meia volta.
• Rotacionar 90° Horário para rotacionar no sentido horário em um quarto de volta.
• Rotacionar 90° Anti-Horário para rotacionar no sentido anti-horário em um quarto
de volta.
• Virar Horizontalmente para virar horizontalmente, ao longo do eixo vertical.
• Virar Verticalmente para virar verticalmente, ao longo do eixo horizontal.
Observação: (Photoshop) Se estiver transformando uma forma ou um demarcador
inteiro, o comando Transformação se tornará o comando Transformar Demarcador.
Se estiver transformando vários segmentos do demarcador (mas não o demarcador
inteiro), o comando Transformação se tornará o comando Transformar Pontos.
Para repetir uma transformação:
Escolha Editar > Transformação > Novamente, Editar > Transformar Demarcador >
Novamente ou Editar > Transformar Pontos > Novamente.
Para duplicar um item ao transformá-lo:
Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada ao selecionar o
comando Transformação.
Para aplicar vários tipos de transformações ao mesmo tempo (ImageReady):
1 Selecione o que deseja transformar. (Consulte “Especificando o que transformar” na
página 197.)
2 Escolha Editar > Transformar > Numérica.
3 Siga um ou mais destes procedimentos e clique em OK:
• Selecione Posição e insira valores para a nova localização nas caixas de texto X (posição
horizontal) e Y (posição vertical). Selecione Relativa para especificar a nova posição em
relação à posição atual.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 200


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 201

• Selecione Redimensionar. Insira as dimensões nas caixas de texto L e A ou insira uma


porcentagem de escala na caixa de texto Escala. Selecione Restringir Proporções para
manter as proporções.
• Selecione Inclinar e insira graus nas caixas de texto H (inclinação horizontal) e
V (inclinação vertical).
• Selecione Rotacionar. Insira graus de rotação na caixa de texto Ângulo ou arraste o
círculo para a direita da caixa de texto.

Utilizando o comando Transformação Livre


O comando Transformação Livre permite aplicar transformações (girar, redimensionar,
inclinar, distorcer e perspectiva) em uma operação contínua. Em vez de escolher
comandos diferentes, basta manter uma tecla pressionada para alternar entre tipos de
transformação.
Para transformar livremente:
1 Selecione o que deseja transformar. (Consulte “Especificando o que transformar” na
página 197.)
2 Siga um destes procedimentos:
• Escolha Editar > Transformação Livre.
Observação: (Photoshop) Se estiver transformando uma forma ou um demarcador
inteiro, o comando Transformação se tornará o comando Transformar Demarcador.
Se estiver transformando vários segmentos do demarcador (mas não o demarcador
inteiro), o comando Transformação se tornará o comando Transformar Pontos.
• Se estiver transformando uma seleção, camada baseada em pixel ou borda de seleção,
escolha a ferramenta mover . Em seguida, selecione Mostrar Caixa Delimitadora na
barra de opções.
• Se estiver transformando uma forma ou um demarcador de vetor, selecione a
ferramenta seleção de demarcador . Em seguida, selecione Mostrar Caixa
Delimitadora na barra de opções.
3 Siga um ou mais destes procedimentos:
• Para redimensionar arrastando, arraste uma alça. Pressione Shift ao arrastar uma alça de
vértice para redimensionar proporcionalmente.
• Para redimensionar numericamente, insira porcentagens nas caixas de texto L e A da
barra de opções. No Photoshop, clique no botão de link para manter as proporções.
• Para girar arrastando, mova o ponteiro para fora da borda delimitadora (ele se
transforma em uma seta curva de duas pontas ) e arraste. Pressione Shift para
restringir a rotação a incrementos de 15°.
• Para girar numericamente, insira graus na caixa de texto de rotação da barra
de opções.
• Para distorcer em relação ao ponto de centro da borda delimitadora, pressione Alt
(Windows) ou Option (Mac OS) e arraste a alça .
• Para distorcer livremente, pressione Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) e arraste
uma alça.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 201


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 202

• Para inclinar, pressione Ctrl+Shift (Windows) ou Command+Shift (Mac OS) e arraste


uma alça lateral. Quando posicionado sobre uma alça lateral, o ponteiro se transforma
em uma seta branca com uma pequena ponta dupla .
• Para inclinar numericamente, insira graus nas caixas de texto H (inclinação horizontal) e
V (inclinação vertical) da barra de opções.
• Para aplicar perspectiva, pressione Ctrl+Alt+Shift (Windows) ou
Command+Option+Shift (Mac OS) e arraste uma alça de vértice. Quando posicionado
sobre uma alça de vértice, o ponteiro se transforma em uma seta cinza .
• Para alterar o ponto de referência, clique em um quadrado no localizador de ponto de
referência da barra de opções. (Consulte “Definindo o ponto de referência” na
página 198.)
• Para mover um item, insira valores para a nova localização da referência nas caixas de
texto X (posição horizontal) e Y (posição vertical) da barra de opções. No Photoshop,
clique no botão Posicionamento Relativo para especificar a nova posição em relação
à posição atual.
Para desfazer o último ajuste de alça, escolha Editar > Desfazer.

4 Siga um destes procedimentos:


• Pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS); clique no botão Confirmar da barra
de opções ou clique duas vezes dentro do letreiro de transformação.
• Para cancelar a transformação, pressione Esc ou clique no botão Cancelar da barra
de opções.
Ao transformar uma imagem bitmap (versus uma forma ou um demarcador), a nitidez
da imagem é reduzida cada vez que uma transformação é confirmada; portanto, é
preferível executar vários comandos antes de aplicar a transformação cumulativa a aplicar
cada transformação separadamente.

Transformando objetos em três dimensões


O filtro Transformação 3D permite manipular uma imagem plana, bidimensional, como se
fosse um objeto sólido, tridimensional. Pegue, por exemplo, uma foto em perspectiva de
uma caixa de cereais. Especifique os cantos da caixa utilizando uma estrutura de arame e
manipule-a como se fosse um objeto 3D. É possível reposicionar, virar, rotacionar, reduzir
ou aumentar a caixa, e mudar seu campo de visualização.

Transformando e manipulando objetos


Você pode transformar um objeto bidimensional em um cubo, uma esfera ou um cilindro
e manipular o mesmo utilizando estruturas de arame baseadas nessas formas. Cilindros
podem incluir qualquer coisa, desde objetos simples, como uma lata de óleo, a formas
com lados curvos, como uma garrafa ou lâmpada.
É possível criar e manipular qualquer agrupamento de cubos, esferas e cilindros na mesma
imagem. Por exemplo, você pode criar e rotacionar uma caixa, duas bolas e uma garrafa na
mesma imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 202


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 203

Para adicionar uma estrutura de arame:


1 Escolha Filtro > Acabamento > Transformação 3D.
2 Selecione uma destas ferramentas na caixa de diálogo:
• Cubo para mapear a imagem (como um gabinete de arquivo) para uma superfície
cúbica.
• Esfera para mapear a imagem (como um globo ou uma bola) para uma superfície
esférica.
• Cilindro para mapear a imagem (como uma lata ou garrafa) para uma superfície
cilíndrica.
3 Arraste para criar uma estrutura de arame cúbica, cilíndrica ou esférica sobre a
visualização da imagem.
Observação: Os pontos de ancoragem devem ser alinhados aos vértices da caixa ou ao
topo e à base da esfera ou do cilindro que deseja manipular.
Para mover ou mudar a forma da estrutura de arame:
1 Selecione a ferramenta seleção ou seleção direta na caixa de diálogo
Transformação 3D.
2 Siga um destes procedimentos:
• Arraste uma aresta da estrutura de arame para mover toda a estrutura.
• Com a ferramenta seleção direta, arraste um ponto de ancoragem na estrutura de
arame para movê-lo.
Observação: A estrutura de arame ficará vermelha se for impossível recriá-la em 3D.
3 Se estiver criando um cilindro complexo, siga um destes procedimentos:
• Para adicionar um ponto de ancoragem a um cilindro, selecione a ferramenta adicionar
ponto de ancoragem na caixa de diálogo, e clique no lado direito da estrutura de
arame. Por exemplo, é possível adicionar um ponto de ancoragem para ajustar melhor
uma estrutura de arame cilíndrica à foto de uma garrafa.
• Para alterar um ponto de ancoragem adicionado, de suave para vértice e vice-versa,
selecione a ferramenta converter ponto de ancoragem e clique no ponto. Quando
ajustado, o ponto de ancoragem suave cria uma curva suave e o de vértice, um vértice
acentuado.
• Para excluir um ponto de ancoragem adicionado, selecione a ferramenta excluir ponto
de ancoragem e clique no ponto.
4 Em Visualização, insira um valor entre 1 e 130. Como alternativa, arraste o controle
deslizante à esquerda para aumentar o campo de visualização aparente ou à direita para
reduzi-lo. Isso pode fazer com que a estrutura de arame se ajuste melhor à imagem.
Se souber qual o ângulo de visualização utilizado para fotografar a imagem, insira-o aqui.
Para excluir uma estrutura de arame:
1 Selecione a ferramenta seleção na caixa de diálogo Transformação 3D.
2 Selecione a estrutura de arame e pressione Backspace (Windows) ou Delete (Mac OS).

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 203


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 204

Para manipular o objeto em três dimensões:


Siga um destes procedimentos na caixa de diálogo Transformação 3D:
• Para mover o objeto, clique na ferramenta deslocamento de câmera , na caixa de
diálogo, e arraste.
• Para girar o objeto em qualquer direção, clique na ferramenta rotacionar objetos e
arraste.
• Em Plataforma Móvel, insira um valor entre 0 e 99. Como alternativa, arraste o controle
deslizante à esquerda para ampliar ou à direita para reduzir o objeto transformado.
O efeito é o mesmo de afastar ou aproximar a câmera da imagem.
• Em Visualização, insira um valor entre 1 e 130 ou arraste o controle deslizante à
esquerda para aumentar o campo de visualização aparente ou à direita para reduzi-lo.
A caixa de diálogo Transformação 3D faz a visualização apenas da camada ativa.
Enquanto o objeto é manipulado em 3D, é possível alinhá-lo ao conteúdo das
camadas subjacentes.
Para alinhar um objeto a uma camada subjacente:
1 Duplique a camada à qual deseja alinhar. (Consulte “Trabalhando com imagens com
camadas” na página 312.)
2 Dentro da ordem de empilhamento existente, posicione essa camada duplicada
diretamente abaixo da camada que está transformando.
3 Mescle a camada a ser transformada com a duplicada.
4 Com a opção Exibir Plano de Fundo ativada nas opções de Transformação 3D, manipule
o objeto na camada.
5 Quando a camada estiver alinhada, desative a opção Exibir Plano de Fundo e
clique em OK.

Modificando a imagem de visualização


Utilize as ferramentas zoom e mão na caixa de diálogo Transformação 3D para alterar a
visualização de uma imagem. Essas ações não modificam a transformação, apenas sua
visualização.
Para ampliar ou reduzir a imagem de visualização:
1 Selecione a ferramenta zoom na caixa de diálogo Transformação 3D.
2 Clique na imagem para aumentar o zoom ou clique com a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada para diminuir o zoom.
Para mover a vista da imagem de visualização:
Selecione a ferramenta mão , na caixa de diálogo Transformação 3D, e arraste a imagem
de visualização. Isso funciona apenas quando você aumenta o zoom da imagem.

Definindo opções de acabamento 3D


É possível definir a resolução e suavização de serrilhado de imagens com acabamento e
especificar quando mostrar o plano de fundo da imagem original na visualização 3D.
Para definir as opções de acabamento 3D:
1 Clique em Opções na caixa de diálogo Transformação 3D.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 204


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 205

2 Siga um destes procedimentos:


• Em Resolução, escolha a qualidade da imagem com acabamento. A configuração afeta
pouco a qualidade da imagem de cubos, mas produz superfícies curvas mais suaves em
cilindros e esferas.
• Em Suavização de Serrilhado, escolha o nível a ser aplicado na imagem com
acabamento.
• Selecione Exibir Plano de Fundo para incluir as áreas da imagem original externas à
estrutura de arame na visualização e com a imagem com acabamento. Desative essa
opção para separar o objeto transformado do plano de fundo original.

Clonando e corrigindo imagens


É possível utilizar as ferramentas carimbo, carimbo de padrão, recuperação do pincel e
correção para clonar pixels e corrigir imagens.

Utilizando a ferramenta carimbo


A ferramenta carimbo tira uma amostra da imagem, que você pode aplicar em outra
imagem ou em parte da mesma imagem. Cada traçado da ferramenta pinta mais a
amostra.

Exemplo de alteração de uma imagem com a ferramenta clonagem

Para utilizar a ferramenta carimbo:


1 Selecione a ferramenta carimbo e faça o seguinte na barra de opções:
• Escolha um pincel e as opções de definição do pincel. (Consulte “Trabalhando com
pincéis” na página 249.)
• Especifique um modo de mesclagem, opacidade e fluxo. (Consulte “Definindo opções
para ferramentas de pintura e edição” na página 263.)
• Determine como deseja alinhar as amostras de pixels. Se você selecionar Alinhado,
poderá soltar o botão do mouse sem perder o ponto de amostra atual. Como resultado,
as amostras de pixels são aplicadas continuamente, não importando quantas vezes
você interrompe e retoma a pintura. Se a opção Alinhado não estiver selecionada, as
amostras de pixels serão aplicadas a partir do ponto de amostra inicial sempre que
você interromper e retomar a pintura.
• Selecione Usar Todas as Camadas para fazer a amostra dos dados de todas as camadas
visíveis. Cancele essa seleção para fazer a amostra apenas da camada ativa.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 205


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 206

2 Defina o ponto da amostra, posicionando o ponteiro em qualquer imagem aberta e


clicando em Alt (Windows) ou Option (Mac OS).
Observação: Se estiver fazendo uma amostra de uma imagem e aplicando à outra,
ambas devem estar no mesmo modo de cor.
3 Arraste na imagem.

Utilizando a ferramenta carimbo de padrão


A ferramenta carimbo de padrão permite que você pinte com um padrão. É possível
selecionar um padrão nas bibliotecas de padrões ou criar seus próprios padrões.
Para utilizar a ferramenta carimbo de padrão:
1 Selecione a ferramenta carimbo de padrão e faça o seguinte na barra de opções:
• Escolha um pincel e as opções de definição do pincel. (Consulte “Trabalhando com
pincéis” na página 249.)
• Especifique um modo de mesclagem, opacidade e fluxo. (Consulte “Definindo opções
para ferramentas de pintura e edição” na página 263.)
• Selecione um padrão na paleta pop-up Padrão. (Consulte “Criando e gerenciando
padrões” na página 275.)
• Determine como deseja alinhar as amostras de pixels. Se você selecionar Alinhado,
poderá soltar o botão do mouse sem perder o ponto de amostra atual. Como resultado,
as amostras de pixels são aplicadas continuamente, não importando quantas vezes
você interrompe e retoma a pintura. Se a opção Alinhado não estiver selecionada, as
amostras de pixels serão aplicadas a partir do ponto de amostra inicial sempre que
você interromper e retomar a pintura.
• Selecione Impressionista para aplicar o padrão a um efeito impressionista.
2 Arraste na imagem.

Utilizando a ferramenta recuperação do pincel (Photoshop)


A ferramenta recuperação do pincel permite corrigir imperfeições, fazendo com que elas
desapareçam na imagem adjacente. Assim como as ferramentas de clonagem, você utiliza
a ferramenta recuperação do pincel para pintar com amostras de pixels a partir de uma
imagem ou um padrão. Entretanto, a ferramenta recuperação do pincel também combina
a textura, a iluminação e o sombreamento das amostras de pixels aos pixels de origem.
Como resultado, os pixels corrigidos mesclam-se de maneira uniforme no restante da
imagem.

Amostras de pixels e imagem recuperada

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 206


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 207

Para utilizar a ferramenta recuperação do pincel:


1 Selecione a ferramenta recuperação do pincel .
2 Na barra de opções, clique na amostra do pincel e defina as opções do pincel na paleta
pop-up:
• Para obter mais informações sobre as opções Diâmetro, Dureza, Espaçamento, Ângulo e
Redondez, consulte “Personalizando pontas de pincel (Photoshop)” na página 252.
• Se estiver utilizando um digitalizador sensível à pressão, escolha uma opção no menu
Tamanho para variar o tamanho da recuperação do pincel sobre o curso de um traçado.
Escolha Pressão da Caneta para basear a variação na pressão da caneta. Escolha Disco
do Digitalizador para basear a variação na posição do botão rotativo da caneta. Escolha
Desativado para não variar o tamanho.
3 Escolha um modo de mesclagem no menu pop-up Modo da barra de opções:
• Escolha Substituir para preservar ruído, foto granulada e textura nas arestas do traçado
do pincel.
• Para obter mais informações sobre os modos Normal, Multiplicação, Tela, Escurecer,
Clarear, Cores e Luminosidade, consulte “Selecionando um modo de mesclagem” na
página 263.
4 Escolha uma origem a ser utilizada para correção de pixels na barra de opções:
Amostras para utilizar pixels da imagem atual, ou Padrão para utilizar pixels de um padrão.
Se escolheu Padrão, selecione um padrão na paleta pop-up Padrão. (Consulte “Criando e
gerenciando padrões” na página 275.)
Observação: A opção Padrão não está disponível para imagens de 16 bits.
5 Determine como deseja alinhar as amostras de pixels:
• Se você selecionar Alinhado na barra de opções, poderá soltar o botão do mouse sem
perder o ponto de amostra atual. Como resultado, as amostras de pixels são aplicadas
continuamente, não importando quantas vezes você interrompe e retoma a pintura.
• Se a opção Alinhado não estiver selecionada na barra de opções, as amostras de pixels
serão aplicadas a partir do ponto de amostra inicial sempre que você interromper e
retomar a pintura.
6 Para a ferramenta recuperação do pincel, em modo de amostra, defina o ponto da
amostra, posicionando o ponteiro em qualquer imagem aberta e clicando em Alt
(Windows) ou Option (Mac OS).
Observação: Se você estiver fazendo a amostra a partir de uma imagem e aplicando à
outra, as duas imagens deverão estar no mesmo modo de cores, a não ser que uma delas
esteja em modo Tons de Cinza.
7 Arraste na imagem.
As amostras de pixels são misturadas aos pixels existentes sempre que o botão do mouse
é liberado. Verifique a barra de status para visualizar o status do processo de mistura.
Se houver forte contraste nas arestas da área a ser recuperada, faça uma seleção antes
de utilizar a ferramenta recuperação do pincel. A seleção deve ser maior que a área a
ser recuperada, mas deve seguir exatamente o limite dos pixels de contraste. Quando
você pintar com a ferramenta recuperação do pincel, a seleção evitará que as cores
sangrem da parte externa.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 207


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 208

Utilizando a ferramenta correção (Photoshop)


A ferramenta correção permite corrigir uma área selecionada com pixels de outra área ou
de um padrão. Assim como a ferramenta recuperação do pincel, a ferramenta correção
combina a textura, a iluminação e o sombreamento das amostras de pixels aos pixels de
origem. Também é possível utilizar a ferramenta correção para clonar áreas isoladas de
uma imagem.
Ao corrigir com pixels da imagem, selecione uma pequena área para obter melhor
resultado.

Amostras de pixels e pixels de origem

Imagem corrigida

Para corrigir uma área utilizando amostras de pixels:


1 Selecione a ferramenta correção .
2 Siga um destes procedimentos:
• Arraste a imagem para selecionar a área que deseja corrigir, e selecione Origem na
barra de opções.
• Arraste a imagem para selecionar a área a partir da qual deseja fazer amostra, e
selecione Destino na barra de opções.
Observação: Também é possível fazer uma seleção antes de selecionar a ferramenta
correção.
3 Para ajustar a seleção, siga um destes procedimentos:
• Arraste com a tecla Shift pressionada para adicionar à seleção existente.
• Arraste com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada na imagem para
subtrair da seleção existente.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 208


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 209

• Arraste com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada na imagem para
selecionar uma área que sofreu intersecção da seleção existente.
4 Posicione o ponteiro dentro da seleção e siga um destes procedimentos:
• Se Origem estiver selecionada na barra de opções, arraste a borda de seleção para a
área na qual deseja fazer amostra. Ao soltar o botão do mouse, a área originalmente
selecionada é corrigida com as amostras de pixels.
• Se Destino estiver selecionada na barra de opções, arraste a borda de seleção para a
área a ser corrigida. Ao soltar o botão do mouse, a área recentemente selecionada é
corrigida com as amostras de pixels.
Para corrigir uma área utilizando um padrão:
1 Selecione a ferramenta correção .
2 Arraste a imagem para selecionar a área a ser corrigida.
Observação: Também é possível fazer uma seleção antes de selecionar a ferramenta
correção.
3 Para ajustar a seleção, siga um destes procedimentos:
• Arraste com a tecla Shift pressionada para adicionar à seleção existente.
• Arraste com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada na imagem para
subtrair da seleção existente.
• Arraste com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada na imagem para
selecionar uma área que sofreu intersecção da seleção existente.
4 Selecione um padrão na paleta pop-up Padrão da barra de opções e clique em
Usar Padrão.

Retocando imagens
É possível retocar imagens utilizando as ferramentas borrar, foco, ajuste de tons e esponja.
Observação: Essas ferramentas não podem ser utilizadas com os modos Bitmap e Cores
Indexadas nem com imagens de 16 bits por canal.

Utilizando a ferramenta borrar


A ferramenta borrar simula a ação de passar o dedo na pintura molhada. A ferramenta
pega a cor onde começa o traçado e empurra-a na direção em que você arrasta.
Para utilizar a ferramenta borrar:
1 Selecione a ferramenta borrar .
2 Faça o seguinte na barra de opções:
• Escolha um pincel e as opções de definição do pincel. (Consulte “Trabalhando com
pincéis” na página 249.)
• Especifique um modo de mesclagem e intensidade. (Consulte “Definindo opções para
ferramentas de pintura e edição” na página 263.)
• Selecione Utilizar Todas as Camadas para borrar com dados de cor de todas as camadas
visíveis. Se não estiver selecionada, a ferramenta borrar irá utilizar apenas as cores da
camada ativa.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 209


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 210

• Selecione Pintura a Dedo para borrar com a cor do primeiro plano no início de cada
traçado. Se não estiver selecionada, a ferramenta borrar irá utilizar a cor sob o ponteiro
no início de cada traçado.
3 Arraste na imagem para borrar cores.
No Photoshop, pressione Alt (Windows) ou Option (Mac OS) ao arrastar com a
ferramenta borrar para usar a opção Pintura a Dedo.

Utilizando as ferramentas de foco


As ferramentas de foco consistem nas ferramentas desfoque e nitidez. A ferramenta
desfoque suaviza as áreas ou arestas sólidas da imagem para reduzir os detalhes.
A ferramenta nitidez atua sobre as arestas suaves para aumentar a claridade ou o foco.
Para obter informações sobre outras maneiras de ajustar a nitidez da imagem, consulte
“Dando nitidez às imagens” na página 170 e “Melhorando o desempenho com filtros” na
página 353.
Para utilizar a ferramenta desfoque ou a ferramenta nitidez:
1 Selecione a ferramenta desfoque ou nitidez .
2 Faça o seguinte na barra de opções:
• Escolha um pincel e as opções de definição do pincel. (Consulte “Trabalhando com
pincéis” na página 249.)
• Especifique um modo de mesclagem e intensidade. (Consulte “Definindo opções para
ferramentas de pintura e edição” na página 263.)
• Selecione Utilizar Todas as Camadas para desfocar ou ajustar a nitidez com dados de
todas as camadas visíveis. Se não estiver selecionada, a ferramenta irá utilizar apenas os
dados da camada ativa.
3 Arraste sobre a área da imagem que deseja desfocar ou ajustar a nitidez.

Utilizando as ferramentas de ajuste de tons


As ferramentas de ajuste de tons consistem nas ferramentas subexposição e super-
exposição. Utilizadas para clarear ou escurecer áreas da imagem, as ferramentas
subexposição e superexposição baseiam-se em uma técnica fotográfica tradicional de
controle de exposição de áreas específicas de uma impressão. Os fotógrafos diminuem a
luz para clarear uma área da impressão (subexposição) ou aumentam a exposição para
escurecer áreas de uma impressão (superexposição).
Para utilizar a ferramenta subexposição ou a ferramenta superexposição:
1 Selecione a ferramenta subexposição ou superexposição .
2 Faça o seguinte na barra de opções:
• Escolha um pincel e as opções de definição do pincel. (Consulte “Trabalhando com
pincéis” na página 249.)
• Selecione o que será alterado na imagem: Tons Médios para alterar a escala média de
cinzas; Sombras para alterar as áreas escuras; Realces para alterar as áreas claras.
• Especifique a exposição da ferramenta. (Consulte “Especificando opacidade, fluxo,
intensidade ou exposição” na página 266.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 210


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 211

• (Photoshop) Clique no botão aerógrafo para utilizar o pincel como um aerógrafo.


Como alternativa, selecione a opção Aerógrafo na paleta Pincéis. (Consulte “Criando
efeitos de aerógrafo (Photoshop)” na página 261.)
3 Arraste sobre a área da imagem que deseja modificar.

Utilizando a ferramenta esponja


A ferramenta esponja muda sutilmente a saturação da cor de uma área. No modo Tons de
Cinza, a ferramenta aumenta ou diminui o contraste afastando ou aproximando os níveis
de cinza do cinza médio.
Para utilizar a ferramenta esponja:
1 Selecione a ferramenta esponja .
2 Faça o seguinte na barra de opções:
• Escolha um pincel e as opções de definição do pincel. (Consulte “Trabalhando com
pincéis” na página 249.)
• Selecione como a cor será alterada: Saturar, para intensificar a saturação da cor;
Remover Saturação, para diluir a saturação da cor.
• Especifique o fluxo da ferramenta. (Consulte “Especificando opacidade, fluxo,
intensidade ou exposição” na página 266.)
3 Arraste sobre a área da imagem que deseja modificar.

Utilizando o comando Dissolver


O comando Dissolver permite misturar, empurrar, puxar, girar, refletir, enrugar e inchar
qualquer área da imagem. As distorções criadas podem ser sutis ou drásticas, tornando o
comando Dissolver uma ferramenta poderosa para o retoque de imagens, bem como para
a criação de efeitos artísticos.
Observação: O comando Dissolver está disponível apenas para imagens de 8 bits nos
modos Cor RGB, CMYK, Lab e Tons de Cinza.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 211


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 212

Utilizando a caixa de diálogo Dissolver


A caixa de diálogo Dissolver fornece ferramentas e opções para distorção da imagem.
A B C

Caixa de diálogo Dissolver:


A. Caixa de ferramentas B. Imagem de visualização C. Opções

Exibindo a caixa de diálogo Dissolver Escolha Filtro > Dissolver.


Ampliando e reduzindo a imagem de visualização Selecione a ferramenta zoom ,
na caixa de diálogo Dissolver, e clique ou arraste a imagem de visualização para aumentar
o zoom; mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e clique ou
arraste a imagem de visualização para diminuir o zoom. Como alternativa, é possível
especificar um nível de ampliação na caixa de texto Zoom, localizada na parte inferior da
caixa de diálogo.
Navegando na imagem de visualização Selecione a ferramenta mão , na caixa de
diálogo Dissolver, e arraste a imagem de visualização. Como alternativa, mantenha a barra
de espaço pressionada e arraste a imagem de visualização.
Utilizando uma malha Adicionar uma malha ajuda a verificar e manter o controle de
distorções. Para adicionar uma malha, selecione Malha, na seção Visualizar Opções da
caixa de diálogo, e escolha um tamanho da malha, uma cor da malha e uma cor do
congelado. Para ocultar a malha, cancele a seleção Malha.
Quando Malha está selecionada, é possível mostrar ou ocultar a imagem de visualização.
Selecione Imagem, na seção Visualizar Opções da caixa de diálogo, para mostrar a imagem
de visualização; cancele a seleção Imagem para visualizar somente a malha.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 212


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 213

Exibindo camadas na imagem de visualização Para mostrar apenas a camada ativa na


imagem de visualização, cancele a seleção Adicionar Tela de Fundo (Windows) ou Tela de
Fundo (Mac OS), na seção Visualizar Opções da caixa de diálogo. Para mostrar camadas
adicionais na imagem de visualização, selecione Adicionar Tela de Fundo (Windows) ou
Tela de Fundo (Mac OS), especifique uma opacidade de sobreposição e escolha uma
opção no menu pop-up.
Observação: Apenas a camada ativa será distorcida, mesmo se outras camadas forem
exibidas.

Distorcendo imagens
Na caixa de diálogo Dissolver, várias ferramentas distorcem a área do pincel quando você
mantém o botão do mouse pressionado ou arrasta. A distorção concentra-se no centro da
área do pincel e o efeito é intensificado enquanto você mantém o botão do mouse
pressionado ou arrasta sobre uma área.
Para distorcer uma imagem:
1 Selecione a camada a ser distorcida. Para alterar apenas parte da camada atual,
selecione a área.
2 Escolha Filtro > Dissolver.
Observação: Se uma camada de texto, ou uma camada de forma, for selecionada, será
necessário converter a camada em bitmap antes de prosseguir, tornando o texto ou a
forma não editável. Para distorcer o texto sem converter a camada de texto, utilize as
opções Distorcer da ferramenta texto.
3 Congele as áreas da imagem que não deseja alterar. (Consulte “Congelando e
descongelando áreas” na página 214.)
4 Na seção Opções da Ferramenta da caixa de diálogo, faça o seguinte:
• Especifique um tamanho e uma pressão do pincel. Uma pressão baixa do pincel faz
com que as alterações ocorram mais lentamente, tornando mais fácil interrompê-las no
momento exato.
• Especifique uma Tremulação Turbulenta para controlar com que firmeza a ferramenta
turbulência mistura pixels.
• (Photoshop) Selecione Pressão do Digitalizados para utilizar leituras de pressão
provenientes de uma caneta de digitalizador. (Essa opção estará disponível apenas
quando você estiver trabalhando com uma caneta de digitalizador.) Quando Pressão
do Digitalizador estiver selecionada, a pressão do pincel para as ferramentas será a
pressão da caneta de digitalizador multiplicada pelo valor de Pressão do Digitalizador.
5 Utilize qualquer uma das ferramentas a seguir para distorcer a imagem de visualização:
• A ferramenta distorcer empurra os pixels para frente conforme você arrasta.
• A ferramenta turbulência mistura suavemente os pixels. Ela é útil para a criação de
fogo, nuvens, ondas e efeitos similares.
• A ferramenta girar em sentido horário gira os pixels em sentido horário, conforme
você mantém o botão do mouse pressionado ou arrasta.
• A ferramenta girar em sentido anti-horário gira os pixels em sentido anti-horário,
conforme você mantém o botão do mouse pressionado ou arrasta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 213


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 214

• A ferramenta enrugar move os pixels em direção ao centro da área do pincel,


conforme você mantém o botão do mouse pressionado ou arrasta.
• A ferramenta inchar afasta os pixels do centro da área do pincel, conforme você
mantém o botão do mouse pressionado ou arrasta.
• A ferramenta deslocar pixels move os pixels perpendicularmente à direção do
traçado. Arraste para mover os pixels à esquerda e arraste com a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada para mover os pixels à direita.
• A ferramenta reflexo copia os pixels para a área do pincel. Arraste para refletir a área
perpendicularmente à direção do traçado (à esquerda do traçado). Arraste com a tecla
Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada para refletir a área na direção oposta à
do traçado (por exemplo, a área acima de um traçado para baixo). Normalmente,
arrastar-com a tecla Alt ou Option pressionada oferece melhores resultados quando
você congela a área que deseja refletir. Utilize traçados de sobreposição para criar um
efeito semelhante a um reflexo na água.
Clique nas ferramentas distorcer, deslocar pixels e reflexo com a tecla Shift
pressionada para criar o efeito de arrastar em linha reta a partir do ponto anterior que
você clicou.
6 Após distorcer a imagem de visualização, será possível utilizar a ferramenta reconstruir
ou outros controles para reverter total ou parcialmente as alterações ou alterar a
imagem de novas maneiras. (Consulte “Reconstruindo distorções” na página 215.)
7 Siga um destes procedimentos:
• Clique em OK para fechar a caixa de diálogo Dissolver e aplique as alterações à camada
ativa.
• Clique em Cancelar para fechar a caixa de diálogo Dissolver sem aplicar as alterações à
camada.
• Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e clique em Redefinir
para reverter todas as distorções para a imagem de visualização.
É possível utilizar o comando Editar > Atenuar para criar efeitos adicionais. (Consulte
“Mesclando efeitos de filtros (Photoshop)” na página 351.)

Congelando e descongelando áreas


Você pode utilizar ferramentas ou canais alfa para congelar as áreas da imagem de
visualização e protegê-las contra alterações adicionais ou descongelá-las.
Determinados modos de reconstrução alteram as áreas descongeladas no que se refere às
distorções em áreas congeladas. (Consulte “Reconstruindo distorções” na página 215.)
Você pode ocultar ou mostrar a máscara de áreas congeladas, alterar a cor da máscara e
utilizar uma opção de Pressão do Pincel para criar congelamentos e descongelamentos
parciais.
Para definir que áreas podem ser editadas:
Siga um destes procedimentos na caixa de diálogo Dissolver:
• Para utilizar a ferramenta congelar e proteger uma área na imagem de visualização
contra edições adicionais, selecione essa ferramenta e arraste sobre a área.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 214


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 215

Clique com a tecla Shift pressionada para congelar em uma linha reta entre o ponto
atual e o ponto anterior que você clicou ou clicou com a tecla Shift pressionada.
O grau de congelamento depende da pressão do pincel atual. Se a máscara das áreas
congeladas for exibida, a tinta da máscara indicará o grau de congelamento. Se a pressão
do pincel for menor que 100%, você poderá congelar totalmente uma área ao arrastar
mais de uma vez. Se utilizar outras ferramentas para distorcer e reconstruir parcialmente
as áreas congeladas, os efeitos serão proporcionais ao grau de congelamento. Por
exemplo, se você arrastar a ferramenta distorcer sobre uma área que está 50% congelada
e continuar arrastando sobre uma área descongelada, a área congelada mostrará metade
da distorção que ocorre na área descongelada.
• Para utilizar um canal alfa para definir uma área congelada, escolha o canal no menu
Canal, na seção Congelar Área da caixa de diálogo.
• Para descongelar uma área congelada, tornando-a editável, selecione a ferramenta
descongelar e arraste sobre a área. Clique com a tecla Shift pressionada para
descongelar em uma linha reta entre o ponto atual e o ponto anterior que você clicou
ou clicou com a tecla Shift pressionada. A pressão do pincel tem o mesmo efeito na
ferramenta descongelar que na ferramenta congelar.
• Para descongelar todas as áreas congeladas, clique em Descongelar Tudo, na seção
Congelar Área da caixa de diálogo.
• Para descongelar todas as áreas congeladas e congelar as áreas restantes, clique em
Inverter, na seção Congelar Área da caixa de diálogo. Se tiver utilizado um canal alfa
para definir a área congelada, o nome desse canal no menu Canal será alterado para
Personalizado.
Para mostrar ou ocultar áreas congeladas:
Selecione ou cancele a seleção Áreas Congeladas, na seção Visualizar Opções da caixa de
diálogo.
Para alterar a cor das áreas congeladas:
Escolha uma cor no menu pop-up Congelar Cor, na seção Visualizar Opções da caixa de
diálogo.

Reconstruindo distorções
Depois de distorcer a imagem de visualização, você poderá utilizar uma variedade de
controles e modos de reconstrução para reverter as alterações ou refazê-las de novas
maneiras. Os modos de reconstrução incluem reverter ao estado original, estender
distorções de áreas congeladas em áreas descongeladas e repetir amostras de distorções
a partir de um ponto inicial.
Para restaurar uma imagem de visualização a um estado anterior:
Depois de distorcer a imagem de visualização, siga um destes procedimentos:
• Para alterar uma ou mais áreas descongeladas para o estado original, quando você
abriu a caixa de diálogo Dissolver, escolha Reverter no menu Modo, na seção
Reconstrução da caixa de diálogo. Em seguida, selecione a ferramenta reconstruir
e mantenha o botão do mouse pressionado ou arraste sobre as áreas. A restauração
ocorre mais rapidamente no centro do pincel.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 215


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 216

• Para alterar todas as áreas descongeladas para o estado original, quando você abriu a
caixa de diálogo Dissolver, escolha Reverter no menu Modo, na seção Reconstrução da
caixa de diálogo, e clique em Reconstruir.
• Para restaurar a imagem de visualização inteira para o estado original, quando você
abriu a caixa de diálogo, clique em Reverter, na seção Reconstrução da caixa de diálogo.
Para estender distorções de áreas congeladas em áreas descongeladas:
1 Congele parte das áreas alteradas. (Para reconstrução, as bordas da imagem também
são tratadas como se estivessem congeladas.)
2 Escolha um destes modos de reconstrução no menu Modo, na seção Reconstrução da
caixa de diálogo:
• Rígido, para manter os ângulos da direita na grade do pixel (como mostrado pela
malha) nas arestas entre áreas congeladas e descongeladas, produzindo às vezes
descontinuidades próximas nas arestas. Isso restaura as áreas descongeladas a algo
semelhante a sua aparência original. (Para restaurar a aparência original, utilize o modo
de reconstrução Reverter.)
• Firme atua como um campo magnético fraco. Nas arestas entre as áreas congeladas e
descongeladas, as áreas descongeladas continuam as distorções nas áreas congeladas.
À medida que a distância das áreas congeladas aumenta, as distorções diminuem.
• Suave, para propagar as distorções de áreas congeladas em todas as áreas
descongeladas, com distorções contínuas e suaves.
• Frouxo, para produzir efeitos semelhantes a Suave, com continuidade ainda maior entre
distorções nas áreas congeladas e descongeladas.

A B

C D

Reconstrução baseada nas distorções em áreas congeladas:


A. Imagem original B. Distorcida com áreas congeladas C. Reconstruída no modo Rígido
(utilizando o botão) D. Descongelada, arestas reconstruídas no modo Suave (utilizando a
ferramenta)

3 Siga um destes procedimentos:


• Para reconstruir uma ou mais áreas descongeladas, selecione a ferramenta reconstruir
e mantenha o botão do mouse pressionado ou arraste sobre a área. Os pixels
movem-se mais rapidamente no centro do pincel. Clique com a tecla Shift pressionada

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 216


Ajuda do Adobe Photoshop Transformando e Retocando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 217

para reconstruir em uma linha reta entre o ponto atual e o ponto anterior que você
clicou ou clicou com a tecla Shift pressionada.
• Para reconstruir todas as áreas descongeladas, clique em Reconstruir. A imagem muda
até a reconstrução no modo atual ser concluída. Para reconstruir parcialmente as áreas
descongeladas, pressione Esc ou Command+ponto final (Mac OS) durante
a reconstrução.
Para reconstruir áreas para corresponder às distorções da localização da imagem
onde o botão do mouse é pressionado inicialmente:
1 Após a distorção da imagem de visualização, escolha um destes modos de
reconstrução no menu Modo, na seção Reconstrução da caixa de diálogo:
• Mesclar, para reconstruir áreas descongeladas para corresponder ao deslocamento no
ponto inicial da reconstrução. É possível utilizar Mesclar para mover toda ou parte da
imagem de visualização para um local diferente.
• Torcer, para reconstruir áreas descongeladas para corresponder ao deslocamento,
rotação e redimensionamento geral existentes no ponto inicial.
• Afinar, para reconstruir áreas descongeladas para corresponder a todas as distorções
existentes no ponto inicial, incluindo o deslocamento, a rotação, o redimensionamento
horizontal e vertical e a inclinação.
2 Selecione a ferramenta reconstruir e, na imagem de visualização, mantenha o botão
do mouse pressionado ou arraste a partir de um ponto inicial.
Isso espalha a amostra de distorção no ponto inicial. (Se não existir distorção, o efeito será
o mesmo que ao utilizar o modo Reverter.) Os pixels movem-se mais rapidamente no
centro do pincel. É possível definir novos pontos iniciais e utilizar a ferramenta reconstruir
repetidamente para criar uma variedade de efeitos.
Observação: O botão Reconstruir não está disponível nos modos de reconstrução
Mesclar, Torcer e Afinar.

Salvando e carregando distorções


É possível salvar a malha de distorção de uma imagem e aplicá-la a outras imagens.
Para salvar uma malha de distorção:
1 Após a distorção da imagem de visualização, clique em Salvar Malha.
2 Especifique um nome e uma localização para o arquivo de malha e clique em Salvar.
Para aplicar uma malha de distorção a uma imagem de visualização:
Clique em Carregar Malha, selecione o arquivo de malha que deseja aplicar e clique em
Abrir. Se a imagem e a malha de distorção não forem do mesmo tamanho, a malha será
redimensionada para ajustar-se à imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 217


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 218

Desenhando
Sobre desenho e pintura
Quando elementos gráficos são criados em um computador, existe uma diferença entre
pintura e desenho. Pintura envolve a alteração de cores de pixels utilizando uma ferra-
menta de pintura. É possível aplicar cores gradualmente, com transições e arestas suaves,
além de manipular pixels individuais utilizando efeitos de filtro eficientes. Entretanto,
depois de aplicar um traçado de pincel, não haverá nenhuma maneira simples de
selecionar todo esse traçado e movê-lo para um novo local na imagem.
Desenho, por outro lado, envolve a criação de formas definidas como objetos geométricos
(também chamados deobjetos vetoriais). Por exemplo, se um círculo for desenhado
utilizando a ferramenta elipse, será definido por um raio, um local e uma cor específicos.
É possível selecionar rapidamente o círculo inteiro e movê-lo para um novo local ou editar
o contorno desse círculo para distorcer sua forma. (Consulte “Sobre imagens bitmap e
gráficos vetoriais” na página 65.)
Trabalhar com formas proporciona diversas vantagens:
• As formas são orientadas por objetos—é possível selecioná-las, redimensioná-las e
movê-las rapidamente, além de editar seu contorno (chamado de demarcador) e seus
atributos (como traçado, cor de preenchimento e estilo de preenchimento). Utilize
formas para criar seleções e bibliotecas de formas personalizadas com o Gerenciador
de Predefinição.
• As formas independem da resolução—elas mantêm as arestas bem definidas quando
são redimensionadas, impressas em uma impressora PostScript, salvas em um arquivo
PDF ou importadas para um aplicativo gráfico baseado em vetores.

Desenhando formas e demarcadores


Use as ferramentas de desenho para criar camadas de forma, demarcadores de trabalho e
formas convertidas em bitmap.

Sobre as ferramentas de desenho


Lembre-se das seguintes semelhanças e diferenças ao utilizar as ferramentas de desenho
no Photoshop e no ImageReady:
• As ferramentas retângulo , retângulo arredondado , elipse e linha estão
disponíveis no Photoshop e no ImageReady.
• As ferramentas caneta , caneta de forma livre , polígono , forma personalizada
, adicionar ponto de ancoragem , excluir ponto de ancoragem e converter
ponto estão disponíveis no Photoshop.
• No Photoshop, utilize as ferramentas de desenho para criar um demarcador de
trabalho; no ImageReady, não é possível criar um demarcador de trabalho.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 218


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 219

• No Photoshop, é possível desenhar várias formas em uma camada e especificar como as


formas sobrepostas irão interagir. No ImageReady, desenhe apenas uma forma em uma
camada.
• No Photoshop, edite formas depois de desenhá-las. No ImageReady, mova e transforme
formas, mas não é possível editá-las.

Criando camadas de forma


Crie uma camada de forma utilizando uma ferramenta de forma ou uma ferramenta
caneta. Essa forma é preenchida automaticamente com a cor de primeiro plano atual.
Entretanto, é possível alterar facilmente o preenchimento para uma cor, um degradê ou
um padrão diferente. O contorno da forma é armazenado em uma máscara de vetor
vinculada à camada.
No Photoshop, é possível desenhar várias formas em uma camada e especificar como as
formas sobrepostas irão interagir.
Para criar uma nova camada de forma:
1 Selecione uma ferramenta de forma ou caneta e clique no botão Camadas de Forma
na barra de opções.
2 Para aplicar um estilo à camada de forma, selecione um estilo predefinido no menu
pop-up Estilo. (Consulte “Aplicando estilos predefinidos” na página 329.)
3 Para alterar a cor da camada da forma, clique na amostra de cores da barra de opções e
escolha uma cor.
4 Defina opções adicionais específicas da ferramenta e desenhe uma forma. Para obter
mais informações, consulte “Utilizando as ferramentas de forma” na página 221 e
“Utilizando as ferramentas caneta (Photoshop)” na página 223.
Para desenhar várias formas em uma camada (Photoshop):
1 Selecione a camada à qual deseja adicionar formas.
2 Selecione uma ferramenta de desenho e defina as opções.
3 Na barra de opções, escolha:
• Adicionar à Área da Forma para adicionar a nova área às formas existentes ou ao
demarcador.
• Subtrair da Área da Forma para remover a área sobreposta a partir do demarcador
ou das formas existentes.
• Fazer Intersecção das Áreas das Formas para restringir a área à intersecção da nova
área e do demarcador ou das formas existentes.
• Excluir Áreas de Formas em Sobreposição para excluir a área sobreposta nas áreas
novas e existentes já consolidadas.
Use as seguintes teclas de atalho durante o desenho com uma ferramenta de forma:
Pressione a tecla Shift para selecionar temporariamente a opção Adicionar à Área da
Forma; pressione a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) para selecionar
temporariamente a opção Subtrair da Área da Forma.
4 Desenhe na imagem. Alterne facilmente entre as ferramentas de desenho, clicando no
botão da ferramenta da barra de opções.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 219


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 220

Criando um demarcador de trabalho (Photoshop)


Um demarcador de trabalho é um demarcador temporário que aparece na paleta
Demarcadores e define o contorno de uma forma. É possível utilizar demarcadores de
várias maneiras:
• Utilize um demarcador como uma máscara de vetor para ocultar as áreas de uma
camada. (Consulte “Mascarando camadas” na página 343.)
• Um demarcador pode ser convertido para uma seleção. Para obter mais informações,
consulte “Convertendo entre demarcadores e bordas de seleção (Photoshop)” na
página 238.
• Edite um demarcador para alterar sua forma. Para obter mais informações, consulte
“Editando demarcadores (Photoshop)” na página 229.
• Designe um demarcador salvo como demarcador de corte para fazer parte de uma
imagem transparente ao exportá-la para um aplicativo de layout de página ou de
edição de vetores.
Crie um novo demarcador de trabalho na paleta Demarcadores antes de começar a
desenhar, para salvá-lo automaticamente como um demarcador nomeado.
Para criar um novo demarcador de trabalho:
1 Selecione uma ferramenta de forma ou caneta e clique no botão Demarcadores na
barra de opções.
2 Defina as opções específicas da ferramenta e desenhe o demarcador. Para obter mais
informações, consulte “Utilizando as ferramentas de forma” na página 221 e “Utilizando as
ferramentas caneta (Photoshop)” na página 223.
3 Se desejar, desenhe componentes de demarcador adicionais. Alterne facilmente entre
as ferramentas de desenho, clicando no botão da ferramenta da barra de opções. Escolha
uma opção da área do demarcador para determinar como os componentes de
demarcadores em sobreposição fazem intersecção:
• Adicionar à Área do Demarcador para adicionar a nova área às áreas do demarcador
em sobreposição.
• Subtrair da Área do Demarcador para remover a nova área da área do demarcador
em sobreposição.
• Fazer Intersecção das Áreas do Demarcador para restringir o demarcador à
intersecção da nova área e da área existente.
• Excluir Sobreposição de Áreas do Demarcador para excluir a área em sobreposição
no demarcador consolidado.
Use as seguintes teclas de atalho durante o desenho com uma ferramenta de forma:
pressione a tecla Shift para selecionar temporariamente a opção Adicionar à Área do
Demarcador; pressione a tecla Alt (Windows) ou Opção (Mac OS) para selecionar
temporariamente a opção Subtrair da Área do Demarcador.
Para obter mais informações detalhadas sobre como trabalhar com demarcadores,
consulte “Utilizando a paleta Demarcadores (Photoshop)” na página 228.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 220


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 221

Criando formas convertidas em bitmap


Como o nome sugere, as formas convertidas em bitmap não são objetos vetoriais. Criar
uma forma convertida em bitmap é o mesmo que criar uma seleção e preenchê-la com a
cor de primeiro plano. Não é possível editar uma forma convertida em bitmap como um
objeto vetorial.
Para criar uma forma convertida em bitmap:
1 Selecione uma camada. Não é possível criar uma forma convertida em bitmap em uma
camada baseada em vetores (uma camada de forma ou uma camada de texto).
2 Selecione uma ferramenta de forma e clique no botão Preencher Pixels na barra
de opções.
3 Defina as seguinte opções na barra de opções:
• Modo, para controlar o modo como a forma afetará os pixels existentes na imagem.
(Consulte “Selecionando um modo de mesclagem” na página 263.)
• Opacidade, para determinar o grau de escurecimento ou de revelação dos pixels. Uma
forma com 1% de opacidade aparece quase transparente e com 100% de opacidade,
completamente opaca.
• Suavização de Serrilhado, para mesclar os pixels das arestas da forma com os pixels
adjacentes.
4 Defina opções adicionais específicas da ferramenta e desenhe uma forma. Para obter
mais informações, consulte “Utilizando as ferramentas de forma” na página 221 e
“Utilizando as ferramentas caneta (Photoshop)” na página 223.
Observação: No Photoshop, alterne facilmente entre as ferramentas de desenho,
clicando no botão da ferramenta da barra de opções.

Utilizando as ferramentas de forma


Utilize as ferramentas de forma para desenhar linhas, retângulos, retângulos arredon-
dados e elipses em uma imagem. No Photoshop, também é possível desenhar polígonos e
criar bibliotecas de formas personalizadas para utilizar novamente e compartilhar formas
personalizadas.

Definindo opções de ferramentas de forma


Cada ferramenta de forma oferece opções específicas, por exemplo, é possível definir
opções que permitem desenhar um retângulo com dimensões fixas ou uma linha com
setas.

(Photoshop) Clique na seta invertida para exibir opções da forma selecionada.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 221


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 222

Para definir opções específicas de ferramentas:


1 Selecione as ferramentas retângulo , retângulo arredondado , elipse ,
polígono (Photoshop), linha ou forma personalizada (Photoshop).
2 Defina as opções da ferramenta na barra de opções. As opções disponíveis dependerão
da ferramenta. No Photoshop, clique na seta invertida ao lado dos botões de forma
para visualizar as opções:
Setas no Início e no Fim Aplica acabamento com setas a uma linha. Selecione Início,
Fim ou ambos para especificar em qual extremidade da linha será aplicado acabamento
às setas. No ImageReady, clique em Forma para definir a forma da seta. No Photoshop, as
opções de forma aparecem na caixa de diálogo pop-up. Insira valores para Largura e
Comprimento para especificar as proporções da seta em relação a uma porcentagem de
espessura de linha (10% a 1000% para Largura e 10% a 5000% para Comprimento). Insira
um valor para a concavidade da seta (–50% a +50%). O valor da concavidade define o
grau de curvatura na parte mais larga da seta, no local em que essa seta se encontra com
a linha.
Observação: No Photoshop, também é possível editar uma seta diretamente utilizando
as ferramentas de seleção de vetor e as ferramentas de desenho.
Círculo (Photoshop) Restringe uma elipse a um círculo.
Raio do Vértice (ImageReady) Especifica o raio do vértice para aplicar acabamento a um
retângulo arredondado.
Proporções Definidas (Photoshop) Aplica acabamento a uma forma personalizada com
base nas proporções em que ela foi criada.
Tamanho Definido (Photoshop) Aplica acabamento a uma forma personalizada com
base no tamanho com o qual ela foi criada.
Tamanho Fixo Aplica acabamento a um retângulo, a um retângulo arredondado, a uma
elipse ou a uma forma personalizada, como uma forma fixa baseada nos valores inseridos
na caixas de texto Altura e Largura.
A Partir do Centro (Photoshop) Aplica acabamento a um retângulo, a um retângulo
arredondado, a uma elipse ou a uma forma personalizada a partir do centro.
Recuar Lados Em (Photoshop) Aplica acabamento a um polígono, como uma estrela.
Insira uma porcentagem na caixa de texto para especificar a parte do raio da estrela
ocupada pelos pontos. Uma configuração de 50% cria pontos que compreendem a
metade do raio total da estrela. Um valor maior cria pontos mais nítidos e finos, enquanto
um valor menor cria pontos mais cheios.
Proporcional (Photoshop) Aplica acabamento a um retângulo, a um retângulo
arredondado ou a uma elipse, como uma forma proporcional baseada nos valores
inseridos na caixas de texto Largura e Altura.
Raio (Photoshop) Para retângulos arredondados, especifica o raio do vértice. Para
polígonos, especifica a distância entre o centro de um polígono e os pontos externos.
Lados (Photoshop) Especifica o número de lados em um polígono.
Suavizar Vértices ou Suavizar Recuos (Photoshop) Aplica acabamento a um polígono
com vértices ou recuos suaves.
Ajustar aos Pixels (Photoshop) Ajusta as arestas de um retângulo ou de um retângulo
arredondado aos limites de pixels.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 222


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 223

Quadrado (Photoshop) Restringe um retângulo ou um retângulo arredondado a um


quadrado.
Irrestrito (Photoshop) Permite definir a largura e a altura de um retângulo, de um
retângulo arredondado, de uma elipse ou de uma forma personalizada ao arrastá-los.
Espessura Determina a espessura de uma linha em pixels.

Utilizando formas predefinidas (Photoshop)


Quando estiver usando a ferramenta forma personalizada, poderá escolher dentre uma
variedade de formas predefinidas. Poderá também salvar as formas que criar como formas
predefinidas.
Para selecionar uma forma predefinida:
1 Selecione a ferramenta forma personalizada .
2 Selecione uma forma na paleta pop-up Forma. (Consulte “Utilizando paletas pop-up”
na página 32.)
Para salvar uma forma ou um demarcador como uma forma personalizada:
1 Na paleta Demarcadores, selecione um demarcador—uma máscara de vetor para uma
camada de forma, um demarcador de trabalho ou um demarcador salvo.
2 Escolha Editar > Definir Forma Personalizada e, na caixa de diálogo Nome da Forma,
digite um nome para a nova forma personalizada. A nova forma aparece na paleta pop-up
Forma.
3 Para salvar a nova forma personalizada como parte de uma nova biblioteca, selecione
Salvar Formas no menu da paleta pop-up.
Também é possível utilizar o Gerenciador de Predefinição para gerenciar bibliotecas de
formas personalizadas. Para obter mais informações, consulte “Gerenciando bibliotecas
com o Gerenciador de Predefinição (Photoshop)” na página 57.

Controlando a forma à medida que é desenhada.


Utilize as seguintes teclas modificadoras para manipular uma forma durante o arraste:
• Mantenha a barra de espaço pressionada para mover a forma sem alterar seu tamanho
ou suas proporções.
• (ImageReady) mantenha a tecla Shift pressionada para restringir um retângulo ou um
retângulo arredondado a um quadrado, para restringir uma elipse a um círculo ou o
ângulo da linha a um múltiplo de 45°.

Utilizando as ferramentas caneta (Photoshop)


É possível criar ou editar linhas retas, formas, curvas ou linhas de forma livre utilizando as
ferramentas caneta. As ferramentas caneta podem ser utilizadas em conjunto com as
ferramentas de forma para criar formas complexas.

Desenhando com a ferramenta caneta


A ferramenta caneta permite criar linhas retas e curvas suaves de maneira mais precisa
que a ferramenta caneta de forma livre. Para a maioria dos usuários, a ferramenta oferece
o melhor controle e a maior precisão para desenhar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 223


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 224

Para desenhar com a ferramenta caneta:


1 Selecione a ferramenta caneta .
2 Defina as seguintes opções específicas da ferramenta:
• Para adicionar um ponto de ancoragem ao clicar em um segmento de linha e para
excluir um ponto de ancoragem ao clicar nele, selecione Adicionar/Remover
Automaticamente na barra de opções. (Consulte “Adicionando, excluindo e
convertendo pontos de ancoragem” na página 235.)
• Para visualizar segmentos do demarcador à medida que você desenha, clique na seta
invertida, que está ao lado dos botões de forma na barra de opções, e selecione
Elástico.
3 Posicione o ponteiro da caneta no local em que deseja começar a desenhar e clique
para definir o primeiro ponto de ancoragem.
4 Clique ou arraste para definir pontos de ancoragem para segmentos adicionais.
(Consulte “Desenhando segmentos de reta com a ferramenta caneta” na página 224 e
“Desenhando curvas com a ferramenta caneta” na página 225.)
5 Complete o demarcador:
• Para finalizar um demarcador aberto, clique pressionando a tecla Ctrl (Windows) ou
Command (Mac OS) fora do demarcador.
• Para fechar um demarcador, coloque o ponteiro da caneta sobre o primeiro ponto de
ancoragem. Um pequeno círculo aparece ao lado da ponta da caneta quando ela for
corretamente posicionada. Clique para fechar o demarcador.
Para obter mais informações sobre demarcadores abertos e fechados, consulte “Sobre
pontos de ancoragem, linhas de direção, pontos de direção e componentes” na
página 229.

Desenhando segmentos de reta com a ferramenta caneta


O segmento mais simples que pode ser desenhado com a ferramenta caneta é um
segmento de reta, desenhado ao clicar, para criar pontos de ancoragem.
Para desenhar segmentos de reta:
1 Posicione o ponteiro da caneta no local em que deseja que o segmento de reta comece
e clique para definir o primeiro ponto de ancoragem.
2 Clique novamente no local em que deseja que o primeiro segmento da linha reta
termine ou clique com a tecla Shift pressionada para restringir o ângulo do segmento a
um múltiplo de 45°.
3 Continue a clicar para definir pontos de ancoragem para segmentos adicionais.
O último ponto de ancoragem é sempre um quadrado sólido, indicando que ele está
selecionado. Os pontos anteriormente definidos tornam-se quadrados vazados quando
outros pontos de ancoragem são adicionados. Se a opção Adicionar/Remover
Automaticamente estiver selecionada, será possível clicar em um ponto existente para
excluí-lo.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 224


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 225

Desenhando curvas com a ferramenta caneta


Crie curvas arrastando a ferramenta caneta na direção para a qual a curva deve seguir.
Lembre-se destas orientações ao desenhar curvas:
• Sempre arraste o primeiro ponto de direção na direção da saliência da curva e arraste o
segundo ponto na direção oposta para criar uma única curva. Arrastar esses dois
pontos na mesma direção cria uma curva em “S”.

Arraste na direção oposta para criar uma curva suave. Arraste na mesma direção para criar um
curva em “S”.

• Ao desenhar uma série de curvas suaves, desenhe uma curva por vez, posicionando
pontos de ancoragem no início e no fim de cada uma, não na ponta da curva. Utilize o
mínimo possível de pontos de ancoragem, posicionando-os o mais longe possível. Isso
diminui o tamanho do arquivo e reduz erros de impressão.
Para obter mais informações sobre como os demarcadores são criados, consulte “Sobre
pontos de ancoragem, linhas de direção, pontos de direção e componentes” na
página 229.
Para desenhar uma curva:
1 Posicione o ponteiro no local em que deseja que a curva comece e mantenha o botão
do mouse pressionado. Aparece o primeiro ponto de ancoragem e o ponteiro se
transforma em uma seta.
2 Arraste na direção em que o segmento de curva deve ser desenhado. À medida que
você arrasta, o ponteiro fica à frente de um dos dois pontos de direção. Mantenha a tecla
Shift pressionada para restringir a ferramenta a múltiplos de 45° e solte o botão do mouse
depois de ter posicionado o primeiro ponto de direção.
O comprimento e a inclinação da linha de direção determinam a forma do segmento de
curva. É possível ajustar mais tarde um ou os dois lados da linha de direção.

Arraste na direção da curva para definir o primeiro ponto de ancoragem. Arraste na direção oposta
para completar o segmento de curva.

3 Posicione o ponteiro no local em que deseja que o segmento de curva termine e arraste
na direção oposta para completar o segmento.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 225


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 226

4 Siga um destes procedimentos:


• Para desenhar o próximo segmento de uma curva suave, posicione o ponteiro no local
em que deseja que o próximo segmento termine e arraste para fora da curva.

Arraste para fora da curva para criar o próximo segmento.

• Para alterar a direção da curva de maneira nítida, solte o botão do mouse. Em seguida,
com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada, arraste o ponto de direção
na direção da curva. Solte a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e o botão do
mouse, reposicione o ponteiro no local em que deseja que o segmento termine e
arraste na direção oposta para completar o segmento de curva.
• Para interromper as linhas de direção de um ponto de ancoragem, arraste as linhas com
a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada.

Arraste o ponto de direção com a tecla Alt, ou Option, pressionada em direção à curva. Solte a tecla
e arraste na direção oposta.

Desenhando com a ferramenta caneta de forma livre


A ferramenta caneta de forma livre permite desenhar como se desenha com um lápis em
um papel. Pontos de ancoragem são adicionados automaticamente à medida que você
desenha. Não é possível definir o local em que os pontos são posicionados, mas é possível
ajustá-los depois de completar o demarcador.
A caneta magnética é uma opção da ferramenta de forma livre que permite desenhar um
demarcador que se ajusta às arestas de áreas definidas na imagem. É possível definir a
escala e a sensibilidade do comportamento de ajuste, bem como a complexidade do
demarcador resultante. As ferramentas caneta magnética e laço magnético compartilham
várias opções em comum.
Para desenhar com a ferramenta caneta de forma livre:
1 Selecione a ferramenta caneta de forma livre .
2 Para controlar a sensibilidade do demarcador final ao movimento do mouse ou estilo,
clique na seta invertida , que está ao lado dos botões de forma na barra de opções, e
insira um valor entre 0,5 e 10,0 pixels para Ajuste da Curva. Um valor mais alto cria um
demarcador mais simples com menos pontos de ancoragem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 226


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 227

3 Arraste o ponteiro na imagem. À medida que você desenha, o rastro do demarcador é


criado atrás do ponteiro. Ao soltar o mouse, é criado um demarcador de trabalho.
4 Para continuar o demarcador à mão livre existente, posicione o ponteiro da caneta de
forma livre em uma das extremidades do demarcador e arraste.
5 Para completar o demarcador, solte o mouse. Para criar um demarcador fechado, clique
no ponto inicial do demarcador (aparecerá um círculo ao lado do ponteiro quando ele
estiver alinhado). Para obter mais informações sobre demarcadores abertos e fechados,
consulte “Sobre pontos de ancoragem, linhas de direção, pontos de direção e
componentes” na página 229.
Para desenhar utilizando as opções da caneta magnética:
1 Para converter a ferramenta caneta de forma livre em caneta magnética , selecione
Magnético na barra de opções ou clique na seta invertida, que está ao lado dos botões de
forma na barra de opções, selecione Magnético e defina o seguinte:
• Em Largura, insira um valor de pixel entre 1 e 256. A caneta magnética detecta arestas
apenas na distância especificada a partir do ponteiro.
• Em Contraste, insira um valor em porcentagem entre 1 e 100 para especificar o
contraste necessário entre pixels para que o segmento seja considerado uma aresta.
Utilize um valor mais alto para imagens de baixo contraste.
• Em Freqüência, insira um valor entre 5 e 40 para especificar a taxa em que a caneta
define pontos de ancoragem. Um valor maior faz com que o demarcador seja ancorado
de maneira mais rápida.
• Se estiver trabalhando com uma caneta de digitalizador, selecione ou desfaça a seleção
de Pressão da Caneta. Quando essa opção é selecionada, um aumento na pressão da
caneta faz a espessura diminuir.
2 Clique na imagem para definir o primeiro ponto de entroncamento.
3 Para desenhar um segmento à mão livre, mova o ponteiro ou arraste ao longo da aresta
que deseja traçar.
O segmento mais recente da borda continua ativo. À medida que você move o ponteiro, o
segmento ativo se ajusta à aresta mais sólida da imagem, conectando o ponteiro ao
último ponto de entroncamento. A ferramenta caneta magnética adiciona
periodicamente pontos de fixação à borda para ancorar seções anteriores.
4 Se a borda não se ajustar à aresta desejada, clique uma vez para adicionar manual-
mente um ponto de fixação e impedir que a borda seja deslocada. Continue traçando a
aresta e adicionando pontos de fixação conforme necessário. Se necessário, pressione a
tecla Delete para remover o último ponto de fixação.
5 Para modificar de maneira dinâmica as propriedades da caneta magnética, siga um
destes procedimentos:
• Arraste com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada para desenhar um
demarcador à mão livre.
• Clique com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada para desenhar
segmentos de reta.
• Pressione a tecla [ para diminuir em 1 pixel a espessura da caneta magnética. Pressione
a tecla ] para aumentar em 1 pixel a espessura da caneta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 227


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 228

6 Complete o demarcador:
• Pressione Enter ou Return para finalizar um demarcador aberto.
• Clique duas vezes para fechar o demarcador com um segmento magnético.
• Mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e clique duas vezes
para fechar o demarcador com um segmento de reta.

Editando camadas de forma


Camada de forma é uma camada de preenchimento vinculada a uma máscara de vetor.
É possível alterar facilmente o preenchimento para uma cor, degradê ou padrão diferente,
editando a camada de preenchimento da forma. Ou ainda, editar a máscara de vetor da
forma para modificar o contorno da forma e aplicar um estilo à camada.
Para alterar a cor de uma forma:
Clique duas vezes na miniatura da camada da forma na paleta Camadas e escolha uma cor
diferente, utilizando o seletor de cores.
Para preencher uma forma com um padrão ou degradê:
1 Selecione uma camada de forma na paleta Camadas.
2 Siga um destes procedimentos:
• Escolha Camada > Alterar Conteúdo de Camada > Degradê e defina as opções de
degradê.
• Escolha Camada > Alterar Conteúdo de Camada > Padrão e defina as opções de padrão.
Para obter mais informações, consulte “Utilizando camadas de ajuste e camadas de
preenchimento (Photoshop)” na página 340.
Para modificar o contorno de uma forma:
Clique na miniatura da máscara de vetor da camada da forma na paleta Camadas ou na
paleta Demarcadores. Em seguida, altere a forma utilizando as ferramentas de forma e de
caneta.
Para obter mais informações, consulte “Movendo, remodelando, copiando e excluindo
componentes de demarcadores” na página 233.

Utilizando a paleta Demarcadores (Photoshop)


A paleta Demarcadores relaciona o nome e uma imagem em miniatura de cada
demarcador salvo, o demarcador de trabalho atual e a máscara de vetor atual. Diminuir o
tamanho das miniaturas ou desativá-las permite relacionar mais demarcadores na paleta,
e desativar as miniaturas pode melhorar o desempenho. Para visualizar um demarcador,
selecione-o primeiro na paleta Demarcadores.
Para exibir a paleta Demarcadores:
Escolha Janela > Demarcadores.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 228


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 229

Para selecionar ou desfazer a seleção de um demarcador na paleta:


Siga um destes procedimentos:
• Para selecionar um demarcador, clique em seu nome na paleta Demarcadores.
É possível selecionar apenas um demarcador de cada vez.
• Para desfazer a seleção de um demarcador, clique na área em branco da paleta
Demarcadores ou pressione a tecla Esc.
Para alterar o tamanho das miniaturas de demarcadores:
1 Escolha Opções da Paleta, no menu da paleta Demarcadores.
2 Selecione um tamanho ou selecione Nenhuma para desativar a exibição de miniaturas.
Para alterar a ordem de empilhamento de um demarcador:
1 Selecione o demarcador na paleta Demarcadores.
2 Na paleta Demarcadores, arraste o demarcador para cima ou para baixo. Quando a
linha preta e espessa aparecer no local desejado, solte o botão do mouse.
Observação: Você não pode alterar a ordem das máscaras de vetor na paleta
Demarcadores.

Editando demarcadores (Photoshop)


Um demarcador é formado por um ou mais componentes de demarcadores—coleções de
um ou mais pontos de ancoragem unidos por segmentos.
Como ocupam menos espaço em disco que dados baseados em pixels, os demarcadores
podem ser utilizados para armazenar máscaras simples a longo prazo. Os demarcadores
também podem ser utilizados para recortar seções de uma imagem a ser exportada para
um aplicativo de ilustração ou de layout de página. (Consulte “Utilizando demarcadores
de corte de imagem para criar transperência” na página 509.)

Sobre pontos de ancoragem, linhas de direção, pontos de direção


e componentes
Um demarcador consiste em um ou mais segmentos retos ou curvos. Pontos de
ancoragem marcam as extremidades dos segmentos do demarcador. Em segmentos de
curvas, cada ponto de ancoragem selecionado exibe uma ou duas linhas de direção,
terminando em pontos de direção. As posições de linhas e pontos de direção determinam
o tamanho e a forma de um segmento de curva. Mover esses segmentos remodela as
curvas em um demarcador.

A B

D E

Um demarcador:
A. Segmento de linha curva B. Ponto de direção C. Linha de direção D. Ponto de ancoragem
selecionado E. Ponto de ancoragem não selecionado

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 229


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 230

Um demarcador pode ser fechado , sem início ou fim (por exemplo, um círculo), ou aberto ,
com extremidades distintas (por exemplo, uma linha ondulada).
Curvas suaves são conectadas por pontos de ancoragem chamados pontos suaves.
Demarcadores curvos são conectados por pontos de vértice.

Ponto suave e ponto de vértice

Ao mover uma linha de direção em um ponto suave, os segmentos de curvas de ambos os


lados do ponto se ajustam simultaneamente. Em comparação, ao mover uma linha de
direção em um ponto de vértice, somente é ajustada a curva do mesmo lado do ponto da
linha de direção.

Ajustando um ponto suave e um ponto de vértice

Um demarcador não precisa consistir apenas em uma única série de segmentos


conectados. Ele pode conter mais de um componente de demarcador diferente e separado.
Cada forma em uma camada de forma é um componente do demarcador, conforme
descrito pelo demarcador de corte da camada.

Componentes de demarcadores separados selecionados

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 230


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 231

Selecionando demarcadores (Photoshop)


A seleção de um componente ou segmento do demarcador exibe todos os pontos de
ancoragem da parte selecionada, inclusive linhas e pontos de direção se o segmento
selecionado for curvo. Os pontos de direção são exibidos como círculos preenchidos, os
pontos de ancoragem selecionados são exibidos como quadrados preenchidos enquanto
os pontos de ancoragem não selecionados são exibidos como quadrados vazados.
Para selecionar um demarcador:
1 Siga um destes procedimentos:
• Para selecionar um componente de demarcador (inclusive uma forma em uma camada
de forma), selecione a ferramenta seleção de demarcador e clique em qualquer lugar
dentro do componente. Se um demarcador consistir em diversos componentes de
demarcadores, somente o que estiver sob o ponteiro será selecionado.
Para exibir a caixa delimitadora junto com o demarcador selecionado, selecione
Mostrar Caixa Delimitadora na barra de opções.
• Para selecionar um segmento de demarcador, selecione a ferramenta seleção direta e
clique em um dos pontos de ancoragem do segmento ou arraste uma marca de seleção
sobre parte do segmento.

Arraste uma marca de seleção para selecionar segmentos

2 Para selecionar componentes do demarcador ou segmentos adicionais, escolha a


ferramenta seleção de demarcador ou a ferramenta seleção direta. Em seguida, mantenha
a tecla Shift pressionada ao selecionar demarcadores ou segmentos adicionais.
Quando a ferramenta seleção direta estiver selecionada, será possível selecionar o
demarcador ou componente de demarcador inteiro, clicando com a tecla Alt
(Windows) ou Option (Mac Os) pressionada no interior do demarcador. Para ativar a
ferramenta seleção direta quando outra ferramenta estiver selecionada, posicione o
ponteiro sobre um ponto de ancoragem e pressione Ctrl (Windows) ou Command
(Mac OS).
Para alterar o modo de sobreposição do componente de demarcador selecionado:
Com a ferramenta seleção de demarcador, arraste uma marca de seleção para selecionar
áreas existentes do demarcador e escolha uma opção da área de formas na barra de
opções:
• Adicionar à Área da Forma para adicionar a área do demarcador às áreas do
demarcador em sobreposição.
• Subtrair da Área da Forma para remover a área do demarcador das áreas em
sobreposição do demarcador.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 231


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 232

• Fazer Intersecção das Áreas das Formas para restringir a área à intersecção da área
do demarcador selecionada e das áreas em sobreposição do demarcador.
• Excluir Áreas de Formas em Sobreposição para excluir a área em sobreposição.
Para mostrar ou ocultar o componente de demarcador selecionado:
Siga um destes procedimentos:
• Escolha Visualizar > Mostrar > Demarcador de Destino.
• Escolha Visualizar > Extras. Esse comando também mostra ou oculta uma grade, guias,
arestas de seleção, comentários e fatias.

Movendo, remodelando e excluindo segmentos de


demarcadores
É possível mover, remodelar ou excluir segmentos individuais em um demarcador, além
de adicionar ou excluir pontos de ancoragem para alterar a configuração de segmentos.
Observação: Também é possível aplicar uma transformação, como escala, rotação, giro
ou distorção a um ponto de ancoragem ou segmento. Consulte “Aplicando
transformações” na página 199.
Para mover um segmento de reta:
1 Selecione a ferramenta seleção direta e o segmento que deseja ajustar. Para ajustar o
ângulo ou o comprimento do segmento, selecione um ponto de ancoragem.
2 Arraste o segmento selecionado até sua nova posição.
Para mover um segmento de curva:
1 Selecione a ferramenta seleção direta e os pontos ou segmentos que deseja mover.
Certifique-se de selecionar os dois pontos nos quais o segmento está ancorado.
2 Arraste os pontos de ancoragem ou os segmentos selecionados até as novas
posições. Mantenha a tecla Shift pressionada ao arrastar para restringir o movimento a
múltiplos de 45°.

Selecione os pontos nos quais uma curva está ancorada. Em seguida, arraste para mover a curva.

Para remodelar um segmento de curva:


1 Selecione a ferramenta seleção direta e o segmento curvo que deseja ajustar.
Aparecem linhas de direção para esse segmento.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 232


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 233

2 Ajuste a curva:
• Para ajustar a posição do segmento, arraste-o.

Clique para selecionar o segmento de curva. Em seguida, arraste para ajustar.

• Para ajustar a forma do segmento em um dos lados de um ponto de ancoragem


selecionado, arraste o ponto de ancoragem ou o ponto de direção. Mantenha a tecla
Shift pressionada ao arrastar para restringir o movimento a múltiplos de 45°.

Arraste o ponto de ancoragem ou o ponto de direção.

Para excluir um segmento:


1 Selecione a ferramenta seleção direta e o segmento que deseja excluir.
2 Pressione a tecla Backspace (Windows) ou Delete (Mac OS) para excluir o segmento
selecionado. Pressionar essas teclas novamente apaga o restante do componente de
demarcador.

Movendo, remodelando, copiando e excluindo componentes de


demarcadores
É possível reposicionar um componente de demarcador (inclusive uma forma em uma
camada de forma) em qualquer lugar dentro de uma imagem. É possível copiar
componentes em uma imagem ou entre duas imagens do Photoshop. Com a ferramenta
seleção de demarcador, é possível mesclar componentes sobrepostos em um único
componente. Todos os objetos vetoriais, descritos ou não por um demarcador salvo, um
demarcador de trabalho ou uma máscara de vetor, podem ser movidos, remodelados,
copiados ou excluídos.
Também é possível utilizar os comandos Copiar e Colar para duplicar objetos vetoriais
entre uma imagem do Photoshop e uma imagem de outro aplicativo, como o Adobe
Illustrator.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 233


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 234

Para mover um demarcador ou um componente de demarcador:


1 Na paleta Demarcadores, selecione o nome do demarcador e utilize a ferramenta
seleção de demarcador para selecionar o demarcador na imagem. Para selecionar vários
componentes de demarcadores, clique com a tecla Shift pressionada em cada compo-
nente de demarcador adicional para acrescentá-lo à seleção.
2 Arraste o demarcador até seu novo local. Se você mover qualquer parte de um
demarcador para fora dos limites da tela de pintura, a parte oculta do demarcador ainda
estará disponível.
Observação: Se um demarcador for arrastado fazendo com que o ponteiro de
movimentação fique sobre outra imagem aberta, o demarcador será copiado para
essa imagem.
Para remodelar um componente de demarcador:
1 Selecione o nome do demarcador na paleta Demarcadores e utilize a ferramenta
seleção direta para selecionar um ponto de ancoragem no demarcador.
2 Arraste o ponto ou suas alças até um novo local. (Consulte “Adicionando, excluindo e
convertendo pontos de ancoragem” na página 235.)
Para mesclar componentes de demarcadores sobrepostos:
1 Selecione o nome do demarcador na paleta Demarcadores e escolha a ferramenta
seleção de demarcador .
2 Clique em Combinar na barra de opções para criar um único componente a partir de
todos os componentes em sobreposição.
Para copiar um componente de demarcador ou um demarcador:
Siga um destes procedimentos:
• Para copiar um componente de demarcador à medida que é deslocado, selecione o
nome do demarcador na paleta Demarcadores e clique em um componente do demar-
cador com a ferramenta seleção de demarcador . Em seguida, arraste o demarcador
selecionado com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac Os) pressionada.
• Para copiar um demarcador sem renomeá-lo, arraste o nome do demarcador na paleta
Demarcadores até o botão Novo Demarcador , na parte inferior da paleta.
• Para copiar e renomear um demarcador, na paleta Demarcadores, arraste-o com a tecla
Alt (Windows) ou Option (Mac Os) pressionada até o botão Novo Demarcador, na parte
inferior da paleta, ou selecione o demarcador a ser copiado e, no menu da paleta
Demarcadores, escolha Duplicar Demarcador. Na caixa de diálogo Duplicar
Demarcador, digite um novo nome para o demarcador e clique em OK.
• Para copiar um demarcador ou um componente do demarcador em outro demarcador,
selecione o que deseja copiar e escolha Editar > Copiar. Em seguida, selecione o
demarcador de destino e escolha Editar > Colar.
Para copiar componentes de demarcadores entre dois arquivos do Adobe
Photoshop:
1 Abra as duas imagens.
2 Utilize a ferramenta seleção de demarcador para selecionar o demarcador inteiro ou
os componentes de demarcadores da imagem de origem que desejar copiar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 234


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 235

3 Para copiar o componente de demarcador, siga um destes procedimentos:


• Arraste o componente de demarcador da imagem de origem até a imagem de destino.
O componente de demarcador é copiado para o demarcador ativo na paleta
Demarcadores.
• Na imagem de origem, selecione o nome do demarcador na paleta Demarcadores e
escolha Editar > Copiar para copiar o demarcador. Na imagem de destino, escolha
Editar > Colar. Também é possível utilizar esse método para combinar demarcadores na
mesma imagem.
• Para colar o componente do demarcador no centro da imagem de destino, selecione-o
na imagem de origem e escolha Editar > Copiar. Na imagem de destino, escolha
Editar > Colar.
Para excluir um componente do demarcador:
1 Selecione o nome do demarcador na paleta Demarcadores e clique em um
componente do demarcador com a ferramenta seleção de demarcador .
2 Pressione a tecla Backspace (Windows) ou Apagar (Mac OS) para excluir o componente
do demarcador selecionado.

Alinhando e distribuindo componentes de demarcadores


É possível alinhar e distribuir componentes de demarcador descritos em um único
demarcador. Por exemplo, é possível alinhar as arestas à esquerda de várias formas
contidas em uma única camada ou distribuir vários componentes em um demarcador de
trabalho junto com seus centros horizontais.
Observação: Para alinhar formas que estão em camadas separadas, utilize a ferramenta
mover. (Consulte “Movendo seleções e camadas dentro de uma imagem” na página 182.)
Para alinhar componentes:
Com a ferramenta seleção de demarcador , selecione os componentes que deseja
alinhar e escolha uma das opções de alinhamento na barra de opções: Superior , Centro
Vertical , Inferior , À Esquerda , Centro Horizontal ou À Direita .
Para alinhar ou distribuir componentes:
Selecione pelo menos três componentes que deseja distribuir e escolha uma das opções
de distribuição na barra de opções: Superior , Centro Vertical , Inferior ,
À Esquerda , Centro Horizontal ou À Direita .

Adicionando, excluindo e convertendo pontos de ancoragem


As ferramentas adicionar ponto de ancoragem e excluir ponto de ancoragem permitem
adicionar e excluir pontos de ancoragem em uma forma. A ferramenta converter ponto de
direção permite converter uma curva suave em uma curva nítida ou em um segmento de
reta e vice-versa. Se tiver selecionado Adicionar/Remover Automaticamente na barra de
opções para a ferramenta caneta ou para a ferramenta caneta de forma livre, ao clicar em
um segmento de linha, um ponto será adicionado e, ao clicar em um ponto existente, ele
será excluído.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 235


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 236

Para adicionar um ponto de ancoragem:


1 Selecione a ferramenta adicionar ponto de ancoragem ( ) e posicione o ponteiro no
demarcador em que deseja que o ponto de ancoragem seja adicionado (um sinal de mais
aparece ao lado do ponteiro).
2 Siga um destes procedimentos:
• Para adicionar um ponto de ancoragem sem alterar a forma do segmento, clique no
demarcador.
• Para adicionar um ponto de ancoragem e alterar a forma do segmento, arraste para
definir linhas de direção para o ponto de ancoragem.
Para excluir um ponto de ancoragem:
1 Selecione a ferramenta excluir ponto de ancoragem e posicione o ponteiro sobre o
ponto de ancoragem a ser excluído (um sinal de menos aparece ao lado do ponteiro).
2 Exclua o ponto de ancoragem:
• Clique no ponto de ancoragem para excluí-lo e para remodelar o demarcador,
ajustando os demais pontos de ancoragem.
• Arraste o ponto de ancoragem para excluí-lo e para alterar a forma do segmento.
Para converter entre um ponto suave e um ponto de vértice:
1 Selecione a ferramenta converter ponto e coloque o ponteiro sobre o ponto de
ancoragem que deseja alterar.
Para ativar a ferramenta converter ponto enquanto a ferramenta seleção direta estiver
selecionada, posicione o ponteiro sobre um ponto de ancoragem e pressione Ctrl+Alt
(Windows) ou Command+Option (Mac OS).
2 Converta o ponto:
• Para converter um ponto suave em um ponto de vértice sem linhas de direção, clique
no ponto de ancoragem suave.
• Para converter um ponto suave em um ponto de vértice com linhas de direção,
verifique se essas linhas estão visíveis. Em seguida, arraste um ponto de direção para
quebrar o par de linhas de direção.

Arraste o ponto de direção para quebrar linhas de direção.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 236


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 237

• Para converter um ponto de vértice em um ponto suave, arraste na direção oposta do


ponto de vértice para que as linhas de direção apareçam.

Clique para criar um ponto de vértice. Arraste para criar um ponto suave.

Gerenciando demarcadores (Photoshop)


Ao utilizar uma ferramenta caneta ou uma ferramenta de forma para criar um demarcador
de trabalho, o novo demarcador aparece como Demarcador de Trabalho na paleta
Demarcadores. O Demarcador de Trabalho é temporário. É necessário salvá-lo para evitar
que seu conteúdo seja perdido. Se você desfizer a seleção do Demarcador de Trabalho
sem salvá-lo e voltar a desenhar, um novo demarcador substituirá o existente.
Ao utilizar uma ferramenta caneta ou uma ferramenta de forma para criar uma nova
camada de forma, o novo demarcador aparece como máscara de vetor na paleta
Demarcadores. As máscaras de vetor estão vinculadas a sua camada principal.
É necessário selecionar essa camada na paleta Camadas para relacionar o demarcador de
corte na paleta Demarcadores. É possível remover um demarcador de corte a partir de
uma camada e converter um demarcador de corte em uma máscara convertida em
bitmap. Para obter mais informações, consulte “Criando e editando máscaras de vetor” na
página 346.
Demarcadores salvos com uma imagem aparecem no momento em que ela é reaberta.
No Windows, os formatos Photoshop, JPEG, DCS, EPS, PDF e TIFF suportam demarcadores.
No Mac OS, todos os formatos de arquivo disponíveis suportam demarcadores.
Observação: Em geral, demarcadores em formatos diferentes dos que foram relacio-
nados aqui não suportam uma transição de Mac OS para Windows e de volta
para Mac OS.
Para criar um novo demarcador na paleta Demarcadores:
Siga um destes procedimentos:
• Para criar um demarcador sem nomeá-lo, clique no botão Novo Demarcador na parte
inferior da paleta Demarcadores.
• Para criar e nomear um demarcador, verifique se não existe nenhum demarcador de
trabalho selecionado. No menu da paleta Demarcadores, escolha Novo Demarcador ou,
na parte inferior da paleta, clique no botão Criar um novo demarcador com a tecla Alt
(Windows) ou Option (Mac OS) pressionada. Na caixa de diálogo Novo Demarcador,
digite um nome para o demarcador e clique em OK.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 237


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 238

Para salvar um demarcador de trabalho:


Siga um destes procedimentos:
• Para salvar sem renomear, arraste o nome do Demarcador de Trabalho até o botão Novo
Demarcador , na parte inferior da paleta Demarcadores.
• Para salvar e renomear, no menu da paleta Demarcadores, escolha Salvar Demarcador,
digite um novo nome de demarcador na caixa de diálogo Salvar Demarcador e clique
em OK.
Para renomear um demarcador salvo:
Clique duas vezes no nome do demarcador na paleta Demarcadores, digite o novo nome
e pressione a tecla Enter (Windows) ou Return (Mac OS).
Observação: Você não pode renomear uma máscara de vetor; clique duas vezes em uma
máscara de vetor para criar uma cópia dela. No entanto, a cópia pode ser renomeada.
Para excluir um demarcador:
1 Na paleta Demarcadores, selecione o nome do demarcador.
2 Siga um destes procedimentos:
• Arraste o demarcador até o botão Lixeira na parte inferior da paleta Demarcadores.
• Escolha Excluir Demarcador no menu da paleta Demarcadores.
• Clique no botão Lixo na parte inferior da paleta Demarcadores e clique em Sim.
Para excluir um demarcador sem que uma confirmação seja necessária, na parte
inferior da paleta Demarcadores clique no botão Lixo com a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada.

Convertendo entre demarcadores e bordas de seleção


(Photoshop)
Como possuem contornos suaves, os demarcadores podem ser convertidos em bordas de
seleção precisas. As bordas de seleção também podem ser convertidas em demarcadores,
utilizando a ferramenta seleção direta para ajuste fino.

Convertendo demarcadores em bordas de seleção


É possível definir qualquer demarcador fechado como uma borda de seleção. Um
demarcador fechado que sobrepõe uma área selecionada pode ser adicionado e
combinado à seleção atual ou pode ser subtraído dessa seleção.
Para converter um demarcador em uma borda de seleção utilizando as
configurações atuais de Criar Seleção:
1 Selecione o demarcador na paleta Demarcadores.
2 Para converter o demarcador, siga um destes procedimentos:
• Clique no botão Carregar Demarcador como uma Seleção na parte inferior da paleta
Demarcadores.
• Na paleta Demarcadores, clique-na miniatura do demarcador com a tecla Ctrl
(Windows) ou Command (Mac OS) pressionada.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 238


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 239

Para converter um demarcador em uma borda de seleção e especificar


configurações:
1 Selecione o demarcador na paleta Demarcadores.
2 Siga um destes procedimentos:
• Na parte inferior da paleta Demarcadores, clique no botão Carregar Demarcador como
uma Seleção com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada.
• Arraste o demarcador até o botão Carregar Demarcador como uma Seleção com a tecla
Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada.
• No menu da paleta Demarcadores, escolha Criar Seleção.
3 Na caixa de diálogo Criar Seleção, selecione uma opção de Acabamento:
• Raio de Difusão define quanto a aresta de difusão se estende em relação à distância
interna e externa de uma borda de seleção. Insira um valor em pixels.
• Suavização de Serrilhado, para criar uma transição mais precisa entre os pixels na
seleção e os pixels adjacentes. Verifique se o Raio de Difusão está definido como 0.
Para obter mais informações sobre essas opções, consulte “Suavizando as arestas de uma
seleção” na página 181.
4 Selecione uma opção de Operação:
• Nova Seleção seleciona apenas a área definida pelo demarcador.
• Adicionar à Seleção adiciona a área definida pelo demarcador à seleção original.
• Subtrair da Seleção remove da seleção original a área definida pelo demarcador.
• Fazer Intersecção com Seleção seleciona a área comum ao demarcador e à seleção
original. Se o demarcador e a seleção não ficarem sobrepostos, nada será selecionado.
5 Clique em OK.

Convertendo bordas de seleção em demarcadores


Qualquer seleção criada com uma ferramenta de seleção pode ser definida como um
demarcador.
O comando Criar Demarcador de Trabalho elimina qualquer difusão aplicada à seleção. Ele
também pode alterar a forma da seleção, dependendo da complexidade do demarcador e
do valor de tolerância escolhido na caixa de diálogo Criar Demarcador de Trabalho.
Para converter uma seleção em demarcador utilizando as configurações atuais de
Criar Demarcador de Trabalho:
Faça a seleção e clique no botão Criar Demarcador de Trabalho na parte inferior da
paleta Demarcadores.
Para converter uma seleção em demarcador e especificar configurações:
1 Faça a seleção e siga um destes procedimentos:
• Na parte inferior da paleta Demarcadores, clique no botão Criar Demarcador de
Trabalho com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada.
• Escolha Criar Demarcador de Trabalho no menu da paleta Demarcadores.
2 Insira um valor de Tolerância ou utilize o valor padrão na caixa de diálogo Criar
Demarcador de Trabalho.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 239


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 240

Os valores de Tolerância podem variar de 0,5 a 10 pixels e determinam a sensibilidade do


comando Criar Demarcador de Trabalho para pequenas alterações na forma da seleção.
Quanto maior o valor de tolerância, menor o número de pontos de ancoragem utilizados
para desenhar o demarcador e mais suave esse demarcador será. Se o demarcador for
utilizado como um demarcador de corte e houver problemas para imprimir a imagem,
utilize um valor de tolerância mais alto. (Consulte “Imprimindo demarcadores de corte de
imagem” na página 510.)
3 Clique em OK. O demarcador aparecerá na parte inferior da paleta Demarcadores.

Adicionando cores a demarcadores (Photoshop)


É possível adicionar valores de cores a um demarcador, preenchendo-o ou traçando-o.
Preencher um demarcador é o mesmo que criar uma forma convertida em bitmap
utilizando as ferramentas de forma. (Consulte “Criando formas convertidas em bitmap” na
página 221.)

Preenchendo demarcadores com cores


O comando Preencher Demarcador permite preencher um demarcador com pixels,
utilizando uma cor, um estado da imagem, um padrão ou uma camada de preenchimento
especificada.
Importante: Ao preencher um demarcador, os valores de cores aparecem na camada
ativa. Antes de começar, verifique se a camada desejada está ativa. Não é possível
preencher um demarcador quando uma máscara de corte de camada ou uma camada de
texto está ativa.
Para preencher um demarcador utilizando as configurações atuais de Preencher
Demarcador:
1 Selecione o demarcador na paleta Demarcadores.
2 Clique no botão Preencher Demarcador na parte inferior da paleta Demarcadores.
Para preencher um demarcador e especificar opções:
1 Selecione o demarcador na paleta Demarcadores.
2 Preencha o demarcador:
• Na parte inferior da paleta Demarcadores, clique no botão Preencher Demarcador com
a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada.
• Arraste o demarcador até o botão Preencher Demarcador com a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada.
• No menu da paleta Demarcadores, escolha Preencher Demarcador. Se o demarcador
selecionado for um componente de demarcador, esse comando será alterado para
Preencher Subdemarcador.
3 Em Usar, escolha o conteúdo para o preenchimento. (Consulte “Preenchendo e
traçando seleções e camadas” na página 272.)
4 Especifique uma opacidade para o preenchimento. Para tornar o preenchimento mais
transparente, utilize uma porcentagem menor. Uma configuração de 100% torna o
preenchimento opaco.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 240


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 241

5 Escolha um modo de mesclagem para o preenchimento. (Consulte “Selecionando um


modo de mesclagem” na página 263.)
A lista Modo inclui um modo Apagar que permite apagar até chegar à transparência. Para
utilizar essa opção, é necessário estar trabalhando em uma camada que não seja a camada
do plano de fundo.
6 Selecione Preservar Transparência para limitar o preenchimento às áreas da camada
que contêm pixels. (Consulte“Bloqueando camadas” na página 316.)
7 Selecione uma opção de Acabamento:
• Raio de Difusão define quanto a aresta de difusão se estende em relação à distância
interna e externa de uma borda de seleção. Insira um valor em pixels.
• Suavização de Serrilhado cria uma transição mais fina entre pixels na seleção e pixels
adjacentes, preenchendo parcialmente os pixels das arestas da seleção.
Para obter mais informações sobre essas opções, consulte “Suavizando as arestas de uma
seleção” na página 181.
8 Clique em OK.

Traçando para pintar bordas de demarcadores


O comando Traçar Demarcador permite pintar a borda de um demarcador. Permite
também criar um traçado de pintura (utilizando as configurações atuais das ferramentas
de pintura) que acompanha qualquer demarcador. Isso é completamente diferente do
efeito de camada Traçado, que não imita o efeito de nenhuma das ferramentas de pintura.
Importante: Ao traçar um demarcador, os valores de cores aparecem na camada ativa.
Antes de começar, verifique se a camada desejada está ativa. Não é possível traçar
um demarcador quando uma máscara de corte de camada ou uma camada de texto
está ativa.
Para traçar um demarcador utilizando as configurações atuais de Traçar
Demarcador:
1 Selecione o demarcador na paleta Demarcadores.
2 Clique no botão Traçar Demarcador na parte inferior da paleta Demarcadores. Cada
vez que você clicar no botão Traçar Demarcador a opacidade do traçado irá aumentar e,
em alguns casos, fará com que ele pareça mais espesso.
Para traçar um demarcador e especificar opções:
1 Selecione o demarcador na paleta Demarcadores.
2 Selecione a ferramenta de pintura ou de edição a ser utilizada para traçar o demar-
cador. Defina as opções da ferramenta e, na barra de opções, especifique um pincel.
É necessário especificar as configurações da ferramenta antes de abrir a caixa de diálogo
Traçar Demarcador.Para obter informações sobre configurações de ferramentas especí-
ficas, consulte “Retocando imagens” na página 209 e “Utilizando as ferramentas de
pintura (Photoshop)” na página 243.
3 Para traçar o demarcador, siga um destes procedimentos:
• Na parte inferior da paleta Demarcadores, clique no botão Traçar Demarcador com a
tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 241


Ajuda do Adobe Photoshop Desenhando

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 242

• Arraste o demarcador até o botão Traçar Demarcador com a tecla Alt (Windows) ou
Option (Mac OS) pressionada.
• No menu da paleta Demarcadores, escolha Traçar Demarcador. Se o demarcador
selecionado for um componente de demarcador, esse comando será alterado para
Traçar Subdemarcador.
4 Se uma ferramenta não tiver sido selecionada na etapa 2, escolha uma ferramenta na
caixa de diálogo Traçar Demarcador.
5 Clique em OK.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 242


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 243

Pintura
Utilizando as ferramentas de pintura (Photoshop)
O Photoshop fornece a ferramenta pincel e a ferramenta lápis para que você possa pintar
com a cor do primeiro plano atual. Por padrão, a ferramenta pincel cria traçados suaves de
cor e a ferramenta lápis cria linhas de forma livre com arestas sólidas. No entanto, é
possível alterar essas características padrão, redefinindo as opções de pincel da
ferramenta. A ferramenta pincel pode ser usada também como um aerógrafo para aplicar
jatos de cor em uma imagem.
Para utilizar a ferramenta pincel ou lápis:
1 Especifique a cor do primeiro plano. (Consulte “Escolhendo cores do primeiro plano e
do plano de fundo” na página 281.)
2 Selecione a ferramenta pincel ou lápis .
3 Na barra de opções:
• Escolha um pincel e defina as opções de pincel. (Consulte “Trabalhando com pincéis” na
página 249.)
• Especifique um modo de mesclagem. (Consulte “Selecionando um modo de
mesclagem” na página 263.)
• Especifique uma opacidade. (Consulte “Especificando opacidade, fluxo, intensidade ou
exposição” na página 266.)
• Especifique uma taxa do fluxo para a ferramenta pincel. (Consulte “Especificando
opacidade, fluxo, intensidade ou exposição” na página 266.)
• Clique no botão do aerógrafo para utilizar o pincel como aerógrafo. Se preferir,
selecione a opção Aerógrafo na paleta Pincéis. (Consulte “Criando efeitos de aerógrafo
(Photoshop)” na página 261.)
• Na ferramenta lápis, selecione Borracha Automática para pintar as áreas que contêm a
cor do primeiro plano com a cor do plano de fundo. (Consulte “Utilizando a opção
Borracha Automática” na página 248.)
4 Siga um ou mais destes procedimentos:
• Arraste dentro da imagem para pintar.
• Para traçar uma linha reta, clique em um ponto inicial na imagem. Em seguida,
mantenha a tecla Shift pressionada e clique em um ponto final.
• Ao utilizar a ferramenta pincel como aerógrafo, pressione o botão do mouse sem
arrastar para intensificar a cor.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 243


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 244

Utilizando as ferramentas de pintura (ImageReady)


O ImageReady fornece a ferramenta pincel, a ferramenta lápis e a ferramenta aerógrafo
para que você possa pintar uma imagem com a cor do primeiro plano atual. As três
ferramentas criam efeitos diferentes:
• A ferramenta pincel cria traçados suaves de cor.
• A ferramenta lápis cria linhas de forma livre com arestas sólidas.
• A ferramenta aerógrafo aplica tons graduais (incluindo jatos de cores) à imagem,
simulando técnicas tradicionais de aerografia. As arestas do traçado são mais difusas
que as arestas criadas com a ferramenta pincel.
Para utilizar as ferramentas pincel, lápis ou aerógrafo:
1 Especifique a cor do primeiro plano. (Consulte “Escolhendo cores do primeiro plano e
do plano de fundo” na página 281.)
2 Selecione a ferramenta pincel , lápis ou aerógrafo .
3 Na barra de opções:
• Escolha um pincel predefinido. (Consulte “Trabalhando com pincéis” na página 249.)
• Especifique um modo de mesclagem. (Consulte “Selecionando um modo de
mesclagem” na página 263.)
• Nas ferramentas pincel e lápis, especifique uma opacidade. (Consulte “Especificando
opacidade, fluxo, intensidade ou exposição” na página 266.)
• Especifique um fluxo de tinta para a ferramenta aerógrafo. (Consulte “Especificando
opacidade, fluxo, intensidade ou exposição” na página 266.)
• Na ferramenta lápis, selecione Borracha Automática para pintar as áreas que contêm a
cor do primeiro plano com a cor do plano de fundo. (Consulte “Utilizando a opção
Borracha Automática” na página 248.)
4 Siga um ou mais destes procedimentos:
• Arraste dentro da imagem para pintar.
• Para traçar uma linha reta, clique em um ponto inicial na imagem. Em seguida,
mantenha a tecla Shift pressionada e clique em um ponto final.
• Quando utilizar a ferramenta pincel como aerógrafo, pressione o botão do mouse sem
arrastar para intensificar a cor.

Apagando
As ferramentas borracha e borracha mágica permitem apagar áreas de uma imagem até
a transparência ou até a cor do plano de fundo. A ferramenta borracha de plano de fundo
(Photoshop) permite apagar até a transparência em uma camada. A opção Borracha
Automática pode ser usada também com a ferramenta lápis para apagar a cor do primeiro
plano até a cor do plano de fundo à medida que você pinta.
Se quiser apagar o plano de fundo de um objeto com arestas indefinidas ou delicadas,
utilize o comando Extrair. (Consulte “Extraindo objetos de seu plano de fundo
(Photoshop)” na página 189.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 244


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 245

Utilizando a ferramenta borracha


A ferramenta borracha altera os pixels na imagem à medida que você arrasta sobre eles.
Se estiver trabalhando no plano de fundo ou em uma camada com transparência
bloqueada, os pixels serão alterados para a cor do plano de fundo. Caso contrário, serão
apagados até a transparência. É possível também utilizar a borracha para fazer a área
afetada retornar a um estado selecionado na paleta Histórico.
Para utilizar a ferramenta borracha:
1 Selecione a ferramenta borracha .
2 Na barra de opções:
• Escolha um pincel e defina as opções de pincel (Photoshop) ou escolha um pincel
predefinido (ImageReady). (Consulte “Trabalhando com pincéis” na página 249.) Essa
opção não está disponível no modo Bloco.
• Escolha um modo para a borracha—Pincel (Photoshop), Pincel (ImageReady),
Aerógrafo (ImageReady), Lápis ou Bloco.
• Especifique uma opacidade para definir a intensidade de apagamento. A opacidade de
100% apaga completamente os pixels. Uma opacidade inferior apaga parcialmente os
pixels. (Essa opção não está disponível para o modo Bloco no Photoshop.)
• (Photoshop) No modo Pincel, especifique uma taxa de fluxo. (Consulte “Especificando
opacidade, fluxo, intensidade ou exposição” na página 266.)
• (Photoshop) No modo Pincel, clique no botão do aerógrafo para usar o pincel como
aerógrafo. Se preferir, selecione a opção Aerógrafo na paleta Pincéis. (Consulte “Criando
efeitos de aerógrafo (Photoshop)” na página 261.)
• (Photoshop) Para apagar um estado ou instantâneo salvo da imagem, clique na coluna
esquerda do estado ou do instantâneo na paleta Histórico e selecione Apagar para
Histórico na barra de opções. (Consulte “Pintando com um estado ou instantâneo da
imagem (Photoshop)” na página 44.)
(Photoshop) Para utilizar temporariamente a ferramenta borracha no modo Apagar
para Histórico, mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada
enquanto arrasta sobre a imagem.
3 Arraste sobre a área que deseja apagar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 245


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 246

Utilizando a ferramenta borracha mágica


Ao clicar em uma camada com a ferramenta borracha mágica, todos os pixels semelhantes
serão alterados automaticamente. Se estiver trabalhando no plano de fundo ou em uma
camada com transparência bloqueada, os pixels serão alterados para a cor do plano de
fundo. Caso contrário, serão apagados até a transparência. É possível optar por apagar
apenas os pixels adjacentes ou todos os pixels semelhantes na camada atual.

Exemplo de apagamento de pixels semelhantes

Para utilizar a ferramenta borracha mágica:


1 Selecione a ferramenta borracha mágica .
2 Na barra de opções:
• Digite um valor de tolerância para definir a escala de cores que poderá ser apagada.
Uma tolerância baixa apaga pixels em uma escala de valores de cor muito semelhantes
ao pixel em que você clicar. Uma tolerância alta apaga pixels em uma escala mais
ampla.
• Selecione Suavização de Serrilhado para suavizar as arestas da área a ser apagada.
• Selecione Adjacente para apagar somente os pixels adjacentes ao pixel em que você
clicar ou cancele a seleção para apagar todos os pixels semelhantes na imagem.
• Selecione Usar Todas as Camadas para classificar a cor apagada utilizando dados
combinados de todas as camadas visíveis.
• Especifique uma opacidade para definir a intensidade de apagamento. A opacidade
de100% apaga completamente os pixels. Uma opacidade inferior apaga parcialmente
os pixels.
3 Clique na parte da camada que deseja apagar.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 246


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 247

Utilizando a ferramenta borracha de plano de fundo (Photoshop)


A ferramenta borracha de plano de fundo permite apagar pixels de uma camada até a
transparência à medida que você arrasta. Isso possibilita apagar o plano de fundo
mantendo as arestas de um objeto no primeiro plano. Especificando diferentes opções de
amostra e tolerância, é possível controlar a escala de transparência e a nitidez dos limites.
A borracha de plano de fundo classifica a cor no centro do pincel, também chamado de
ponto ativo, e exclui essa cor sempre que ela aparece dentro do pincel. Também executa a
extração de cores nas arestas de qualquer objeto do primeiro plano. Dessa maneira, os
halos de cor não ficarão visíveis se, mais tarde, o objeto do primeiro plano for colado em
outra imagem.
Observação: A borracha de plano de fundo anula a configuração de transparência
bloqueada de uma camada.
Para utilizar a ferramenta borracha de plano de fundo:
1 Na paleta Camadas, selecione a camada que contém as áreas a serem apagadas.
2 Selecione a ferramenta borracha de plano de fundo .
3 Clique na amostra de pincéis na barra de opções e defina as opções de pincel na paleta
pop-up:
• Para obter mais informações sobre as opções de Diâmetro, Dureza, Espaçamento,
Ângulo e Redondez, consulte “Personalizando pontas de pincel (Photoshop)” na
página 252.
• Se estiver utilizando um digitalizador sensível à pressão, escolha as opções nos menus
Tamanho e Tolerância para variar o tamanho e a tolerância da borracha de plano de
fundo no curso de um traçado. Escolha Pressão da Caneta para que a variação tenha
como base a pressão da caneta. Escolha Stylus Wheel para que a variação tenha como
base a posição do botão giratório da caneta. Escolha Desativar para não variar o
tamanho e a tolerância.
4 Na barra de opções:
• Escolha um modo em Limites para o apagamento: Não-adjacente para apagar a
amostra de cor onde ocorrer no pincel; Adjacente para apagar áreas que contiverem a
amostra de cor e estiverem conectadas entre si; Indicação de Arestas para apagar áreas
conectadas que contiverem a amostra de cor, preservando a nitidez ideal das arestas
de forma.
• Em Tolerância, insira um valor ou arraste o controle deslizante. Uma tolerância baixa
limita o apagamento a áreas muito semelhantes à cor da amostra. Uma tolerância alta
apaga uma escala de cores mais ampla.
• Selecione Proteger Cor do Primeiro Plano para evitar apagar áreas que correspondem à
cor do primeiro plano na caixa de ferramentas.
• Escolha uma opção em Amostras: Adjacente para fazer a amostra da cor continuamente
enquanto arrasta; Uma vez para apagar somente áreas que contiverem a cor em que
você clicou primeiro; Amostra Fundo para apagar somente áreas que contiverem a cor
do plano de fundo atual.
5 Arraste sobre a área que deseja apagar. O ponteiro da ferramenta borracha de plano de
fundo é exibido como um pincel com uma mira indicando o ponto ativo da ferramenta .

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 247


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 248

Utilizando a opção Borracha Automática


A opção Borracha Automática da ferramenta lápis permite pintar com a cor do plano de
fundo as áreas que contêm a cor do primeiro plano.
Para utilizar a opção Borracha Automática:
1 Especifique as cores do primeiro plano e do plano de fundo. (Consulte “Escolhendo
cores do primeiro plano e do plano de fundo” na página 281.)
2 Selecione a ferramenta lápis .
3 Selecione Borracha Automática na barra de opções.
4 Arraste sobre a imagem.
Se o centro do cursor estiver sobre a cor do primeiro plano quando você começar a
arrastar, a área será apagada até a cor do plano de fundo. Se o centro do cursor estiver
sobre uma área que não contém a cor do primeiro plano quando você começar a arrastar,
a área será pintada com a cor do primeiro plano.

Utilizando a ferramenta pincel história da arte


(Photoshop)
A ferramenta pincel história da arte permite pintar com traçados estilizados, utilizando os
dados de origem de um estado do histórico ou instantâneo especificado. Fazendo
experiências com diversas opções de estilo de pintura, tamanho e tolerância, é possível
simular a textura da pintura com diferentes cores e estilos artísticos.
De maneira semelhante ao pincel do histórico, o pincel história da arte utiliza um estado
do histórico ou um instantâneo especificado como os dados de origem. Entretanto, o
pincel do histórico pinta recriando os dados de origem especificados, enquanto o pincel
história da arte utiliza esses dados juntamente com as opções definidas para criar
diferentes cores e estilos artísticos.
Para obter uma variedade de efeitos visuais, experimente aplicar filtros ou preencher
uma imagem com uma cor sólida antes de pintar com a ferramenta pincel história da
arte. Tente também aumentar o tamanho da imagem pelo fator 4 para suavizar os
detalhes.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 248


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 249

A B

C D

Exemplo de uso da ferramenta pincel história da arte:


A. Original B. Preenchimento branco C. Pincel grande D. Pincel pequeno

Para utilizar a ferramenta pincel história da arte:


1 Na paleta Histórico, clique na coluna esquerda do estado ou instantâneo para utilizar
como origem na ferramenta pincel história da arte. Aparece um ícone de pincel ao lado do
estado do histórico de origem.
2 Selecione a ferramenta pincel história da arte .
3 Na barra de opções:
• Escolha um pincel e defina as opções de pincel. (Consulte “Trabalhando com pincéis” na
página 249.)
• Especifique um modo de mesclagem e uma opacidade para a pintura. (Consulte
“Definindo opções para ferramentas de pintura e edição” na página 263.)
• No menu Estilo, escolha uma opção para controlar a forma do traçado de pintura.
• Em Área, insira um valor para especificar a área coberta pelos traçados de pintura.
Quanto maior o tamanho, maior a área coberta e mais numerosos os traçados.
• Em Tolerância, digite um valor ou arraste o controle deslizante para limitar as regiões
em que os traçados de pintura poderão ser aplicados. Uma tolerância baixa permite
pintar traçados ilimitados em qualquer lugar na imagem. Uma tolerância alta limita os
traçados de pintura a áreas que diferem consideravelmente da cor no estado ou
instantâneo de origem.
4 Arraste dentro da imagem para pintar.

Trabalhando com pincéis


O trabalho com pincéis é uma parte importante do uso das ferramentas de pintura e
edição. O pincel selecionado determina diversas características do traçado resultante.
O Photoshop e o ImageReady fornecem uma série de pincéis predefinidos destinados a
uma ampla gama de usos. No Photoshop, é possível também criar pincéis personalizados
com a paleta Pincéis.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 249


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 250

Utilizando a paleta Pincéis (Photoshop)


A paleta Pincéis permite selecionar pincéis predefinidos e criar pincéis personalizados.

A paleta Pincéis com opções de Forma da Ponta do Pincel exibidas

Exibindo a paleta Pincéis Escolha Janela > Pincéis ou clique no botão da paleta ,
no lado direito da barra de opções, para as ferramentas de pintura, de borracha, de tom
e de foco.
Exibindo opções na paleta Pincéis Selecione um nome de item no lado esquerdo da
paleta. As opções disponíveis do item selecionado são exibidas no lado direito da paleta.
Clique na caixa de seleção localizada à esquerda do nome do item para ativar ou
desativar o item sem visualizar as opções.

Selecionando pincéis predefinidos


A paleta pop-up Pincéis na barra de opções das ferramentas de pintura e edição permite
visualizar, selecionar e carregar pincéis predefinidos. No Photoshop, também é possível
usar a paleta Pincéis para visualizar, selecionar e carregar pincéis predefinidos.
Para exibir a paleta pop-up Pincéis:
1 Selecione uma ferramenta de pintura ou de edição.
2 Clique na amostra de pincéis na barra de opções.
Para selecionar um pincel predefinido:
1 Clique em um pincel na paleta pop-up Pincéis ou na paleta Pincéis.
Observação: Se estiver usando a paleta Pincéis, selecione Predefinições do Pincel na
paleta do lado esquerdo para visualizar as predefinições carregadas.
2 (Photoshop) Especifique um Diâmetro Mestre para o pincel, arrastando o controle
deslizante ou digitando um valor. Se o pincel tiver uma ponta dupla, tanto a ponta
principal quanto a ponta dupla serão redimensionadas. (Consulte “Criando pincéis duplos
(Photoshop)” na página 258.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 250


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 251

3 (Photoshop) Clique em Usar Tamanho da Amostra para usar o diâmetro original de


ponta de pincel. Essa opção só estará disponível se a forma de ponta de pincel tiver como
base uma amostra.
Para alterar a exibição de pincéis predefinidos (Photoshop):
Escolha uma opção de exibição no menu da paleta pop-up Pincéis ou no menu da paleta
Pincéis:
• Somente Texto para visualizar os pincéis em uma lista.
• Miniatura Pequena ou Miniatura Grande para visualizar os pincéis em miniatura.
• Lista Pequena ou Lista Grande para visualizar os pincéis em uma lista com miniaturas.
• Traçar Miniatura para visualizar um traçado da amostra de pincéis com cada miniatura
de pincel.
Para visualizar dinamicamente os traçados de pincel na paleta Pincéis, posicione o
ponteiro sobre um pincel até aparecer a ponta da ferramenta; em seguida, mova o
ponteiro para outros pincéis. A área de visualização na parte inferior da paleta exibirá os
traçados da amostra de pincéis.
Para carregar uma biblioteca de pincéis predefinidos:
Escolha uma das seguintes opções no menu da paleta pop-up Pincéis ou no menu da
paleta Pincéis:
• Carregar Pincéis para adicionar uma biblioteca à lista atual. Selecione o arquivo de
biblioteca que deseja usar e clique em Carregar.
• Substituir Pincéis para substituir a lista atual por uma outra biblioteca. Selecione o
arquivo de biblioteca que deseja usar e clique em Carregar.
• Um arquivo de biblioteca (exibido na parte inferior do menu da paleta). Clique em OK
para substituir a lista atual ou em Anexar para adicionar a lista atual.
Observação: Você pode também usar o Gerenciador de Predefinição para carregar e
redefinir bibliotecas de pincéis. Para obter mais informações, consulte “Gerenciando
bibliotecas com o Gerenciador de Predefinição (Photoshop)” na página 57.
Para retornar à biblioteca padrão de pincéis predefinidos:
Escolha Redefinir Pincéis no menu da paleta pop-up Pincéis ou no menu da paleta Pincéis.
É possível substituir a lista atual ou anexar a biblioteca padrão a ela.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 251


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 252

Personalizando pontas de pincel (Photoshop)


Um traçado de pincel é composto de várias marcas individuais de pincel. A ponta do
pincel selecionada determina a forma, o diâmetro e outras características da marca de
pincel. É possível personalizar pontas de pincel, editando suas opções, e criar formas de
ponta de pincel por amostragem de pixels em uma imagem.

Pêra pintada com pincel personalizado mostrado na área interna


Para criar uma forma de ponta de pincel:
1 Utilize o letreiro retangular com Difusão definida em 0 px para selecionar uma parte
da imagem para ser utilizada como pincel personalizado.
A forma do pincel pode ter até 2500 por 2500 pixels de tamanho. Para que seja mais
eficiente, a forma deve aparecer sobre um plano de fundo branco sólido. Se quiser definir
um pincel com arestas suaves, selecione pixels com valores de cinza. (Formas de pincéis
coloridas são exibidas como valores de cinza.)
2 Escolha Editar > Definir Pincel.
3 Nomeie o pincel e clique em OK.
Para definir opções de forma de ponta de pincel:
1 No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Forma da Ponta do Pincel.
2 Selecione a ponta de pincel que deseja personalizar e defina uma ou mais das
seguintes opções:
Diâmetro Controla o tamanho do pincel. Insira um valor em pixels ou arraste o controle
deslizante.

Traçados de pincéis com diferentes valores de diâmetro

Usar Tamanho da Amostra Redefine o pincel com o diâmetro original. Essa opção só
estará disponível se a forma de ponta de pincel tiver sido criada por amostragem de pixels
em uma imagem.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 252


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 253

Ângulo Especifica o ângulo em que o eixo maior de um pincel elíptico ou de amostra é


deslocado no sentido horizontal. Digite um valor em graus ou arraste o eixo horizontal na
caixa de visualização.

Pincéis angulares criam traçados cinzelados

Redondez Especifica a proporção entre o eixo menor e o eixo maior do pincel. Digite um
valor percentual ou arraste os pontos na caixa de visualização. Um valor de 100% indica
um pincel circular, um valor de 0% indica um pincel linear e valores intermediários
indicam pincéis elípticos.
Dureza Controla o tamanho do centro sólido do pincel. Digite um número ou utilize o
controle deslizante para inserir um valor percentual do diâmetro do pincel.

Traçados de pincéis com diferentes valores de dureza

Espaçamento Controla a distância entre as marcas do pincel em um traçado. Para alterar


o espaçamento, digite um número ou utilize o controle deslizante para inserir um valor
percentual do diâmetro do pincel. Quando a seleção dessa opção é cancelada,
a velocidade do cursor determina o espaçamento.

O aumento de espaçamento faz o pincel saltar

Ao utilizar um pincel predefinido, pressione a tecla [ para diminuir a largura do pincel


ou a tecla ] para aumentar a largura. Para pincéis caligráficos, de círculos suaves ou de
círculos sólidos, pressione a tecla Shift + [ para diminuir a dureza do pincel e Shift + ] para
aumentar a dureza.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 253


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 254

Sobre a dinâmica do pincel (Photoshop)


A paleta Pincéis fornece várias opções para adicionar (ou alterar) elementos de dinâmica
às pontas do pincel predefinido. Por exemplo, você pode definir opções com variação de
tamanho, cor e opacidade das marcas de pincel no curso de um traçado.
Trabalhe com dois componentes ao adicionar elementos de dinâmica a um pincel:
• As porcentagens de tremulação especificam a aleatoriedade de elementos de
dinâmica. Se for 0%, o elemento não se alterará no curso de um traçado; se for 100%, o
elemento terá o valor máximo de aleatoriedade.
• As opções nos menus pop-up de Controle especificam como controlar a variação de
elementos de dinâmica. Você pode optar por não controlar a variação de um elemento,
por atenuar um elemento com o número de etapas especificado ou por variar um
elemento com base na pressão da caneta, na inclinação da caneta ou na posição do
botão giratório da caneta.
Observação: Os controles de caneta só estarão disponíveis quando você estiver
utilizando o digitalizador sensível à pressão, como o digitalizador Wacom ®. Se você
selecionar um controle de caneta e não tiver instalado um digitalizador, um ícone de aviso
será exibido.

Especificando a dinâmica da forma do pincel (Photoshop)


A dinâmica da forma determina a variação das marcas de pincel em um traçado.

Traçados de pincel com e sem dinâmica da forma

Para editar a dinâmica da forma de um pincel:


1 No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Dinâmica da Forma. Clique no nome, não
na caixa de diálogo, para selecionar o item.
2 Defina uma ou mais das seguintes opções:
Tremulação e Controle do Tamanho Especifica a variação do tamanho das marcas de
pincel em um traçado. Para obter mais informações, consulte “Sobre a dinâmica do pincel
(Photoshop)” na página 254.
Para especificar a porcentagem máxima de tremulação, digite um número ou use o
controle deslizante para inserir um valor. Para especificar como controlar a variação do
tamanho das marcas de pincel, escolha uma opção no menu pop-up Controle:
• Desativar para não controlar a variação de tamanho das marcas de pincel.
• Atenuar para reduzir o tamanho das marcas de pincel entre os diâmetros inicial e
mínimo no número de etapas especificado. Cada etapa equivale a uma marca de ponta
de pincel. O valor pode variar de 1 a 9999. Por exemplo, se você inserir 10 etapas, será
produzida uma atenuação em 10 incrementos.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 254


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 255

• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar o tamanho das
marcas de pincel entre os diâmetros inicial e mínimo, com base na pressão da caneta,
na inclinação da caneta ou na posição do botão giratório da caneta.
Diâmetro Mínimo Especifica a porcentagem mínima para o redimensionamento das
marcas de pincel quando a opção Tremulação do Tamanho ou Controle do Tamanho está
ativada. Digite um número ou utilize o controle deslizante para inserir um valor percentual
do diâmetro de ponta de pincel.
Escala da Inclinação Especifica o fator de escala aplicado à altura do pincel antes da
rotação quando o Controle do Tamanho está definido como Inclinação da Caneta. Digite
um número ou utilize o controle deslizante para inserir um valor percentual do diâmetro
do pincel.
Tremulação e Controle do Ângulo Especifica a variação do ângulo das marcas de pincel
em um traçado. Para obter mais informações, consulte “Sobre a dinâmica do pincel
(Photoshop)” na página 254.
Para especificar a porcentagem máxima de tremulação, digite um número ou use o
controle deslizante para inserir um valor percentual de 360 graus. Para especificar como
controlar a variação do ângulo das marcas de pincel, escolha uma opção no menu pop-up
Controle:
• Desativar para não controlar a variação de ângulo das marcas de pincel.
• Atenuar para reduzir o ângulo das marcas de pincel entre 0 e 360 graus no número de
etapas especificado.
• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar o ângulo das
marcas de pincel entre 0 e 360 graus, com base na pressão da caneta, na inclinação da
caneta ou na posição do botão giratório da caneta.
• Direção Inicial para que o ângulo das marcas de pincel tenha como base a direção
inicial do traçado do pincel.
• Direção para que o ângulo das marcas de pincel tenha como base a direção do traçado
do pincel.
Tremulação e Controle da Redondez Especifica a variação da redondez das marcas de
pincel em um traçado. Para obter mais informações, consulte “Sobre a dinâmica do pincel
(Photoshop)” na página 254.
Para especificar a porcentagem máxima de tremulação, digite um número ou use o
controle deslizante para inserir um valor percentual que indique a proporção entre os
eixos maior e menor do pincel. Para especificar como controlar a variação da redondez das
marcas de pincel, escolha uma opção no menu pop-up Controle:
• Desativar para não controlar a variação de redondez das marcas de pincel.
• Atenuar para reduzir a redondez das marcas de pincel entre 100% e o valor de
Redondez Mínima no número de etapas especificado.
• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar a redondez das
marcas de pincel entre 100% e o valor de Redondez Mínima, com base na pressão da
caneta, na inclinação da caneta ou na posição do botão giratório da caneta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 255


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 256

Redondez Mínima Especifica a redondez mínima das marcas de pincel quando a opção
Tremulação da Redondez ou Controle da Redondez está ativada. Digite um número ou
use o controle deslizante para inserir um valor percentual que indique a proporção entre
os eixos maior e menor do pincel.

Especificando a dispersão do pincel (Photoshop)


A dispersão do pincel determina o número e o posicionamento das marcas em um
traçado.

Traçados de pincel com e sem dispersão

Para editar opções de dispersão de um pincel:


1 No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Dispersão. Clique no nome, não na caixa
de diálogo, para selecionar o item.
2 Defina uma ou mais das seguintes opções:
Dispersão e Controle Especifica a distribuição das marcas de pincel em um traçado.
Quando a opção Ambos os Eixos é selecionada, as marcas de pincel são distribuídas em
uma direção radial. Quando a seleção da opção Ambos os Eixos é cancelada, as marcas de
pincel são distribuídas perpendicularmente ao demarcador do traçado.
Para especificar a porcentagem máxima de dispersão, digite um número ou use o controle
deslizante para inserir um valor. Para especificar como controlar a variação da dispersão
das marcas de pincel, escolha uma opção no menu pop-up Controle:
• Desativar para não controlar a variação de dispersão das marcas de pincel.
• Atenuar para reduzir a dispersão das marcas de pincel, da dispersão máxima para
nenhuma dispersão, no número de etapas especificado.
• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar a dispersão das
marcas de pincel com base na pressão da caneta, na inclinação da caneta ou na posição
do botão giratório da caneta.
Total Especifica o número de marcas de pincel aplicadas em cada intervalo de
espaçamento. Digite um número ou use o controle deslizante para inserir um valor.
Observação: Se você aumentar o total sem aumentar os valores de espaçamento ou de
dispersão, o desempenho da pintura poderá diminuir.
Tremulação e Controle do Total Especifica a variação do número de marcas de pincel
em cada intervalo de espaçamento. Para obter mais informações, consulte “Sobre a
dinâmica do pincel (Photoshop)” na página 254.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 256


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 257

Para especificar a porcentagem máxima de marcas de pincel aplicadas em cada intervalo


de espaçamento, digite um número ou use o controle deslizante para inserir um valor.
Para especificar como controlar a variação do total de marcas de pincel, escolha uma
opção no menu pop-up Controle:
• Desativar para não controlar a variação do total de marcas de pincel.
• Atenuar para reduzir o número de marcas de pincel, do valor Total para 1, no número
de etapas especificado.
• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar o número de
marcas de pincel com base na pressão da caneta, na inclinação da caneta ou na posição
do botão giratório da caneta.

Criando pincéis texturizados (Photoshop)


Um pincel texturizado utiliza um padrão para fazer traçados como se fossem pintados em
telas texturizadas.

Traçados de pincel com e sem textura

Para editar opções de textura de um pincel:


1 No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Textura. Clique no nome, não na caixa de
diálogo, para selecionar o item.
2 Clique na amostra de padrão e selecione um padrão na paleta pop-up.
3 Defina uma ou mais das seguintes opções:
Inverter Inverte os pontos altos e baixos na textura com base nos tons do padrão.
Quando a opção Inverter é selecionada, as áreas mais claras do padrão são os pontos
baixos na textura e, portanto, recebem menos tinta; as áreas mais escuras do padrão são
os pontos altos na textura, que recebem mais tinta. Quando a seleção dessa opção é
cancelada, as áreas mais claras do padrão recebem mais tinta e as áreas mais escuras do
padrão recebem menos tinta.
Escala Especifica a escala do padrão. Digite um número ou utilize o controle deslizante
para inserir um valor percentual do tamanho do padrão.
Textura de Cada Ponta Especifica se o acabamento será ou não aplicado a cada ponta
individualmente, à medida que forem pintadas. Quando essa opção não for selecionada,
as opções de variação de Profundidade não estarão disponíveis.
Modo Especifica o modo de mesclagem utilizado para combinar o pincel e o padrão.
(Consulte “Selecionando um modo de mesclagem” na página 263.)
Profundidade Especifica a profundidade de penetração da tinta na textura. Digite um
número ou use o controle deslizante para inserir um valor. Se for 100%, os pontos baixos
na textura não receberão tinta. Se for 0%, todos os pontos na textura receberão a mesma
quantidade de tinta, ocultando, assim, o padrão.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 257


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 258

Profundidade Mínima Especifica a profundidade mínima de penetração da tinta


quando o Controle de Profundidade estiver definido como Atenuar, Pressão da Caneta,
Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel e a opção Textura de Cada Ponta estiver selecionada.
Tremulação e Controle da Profundidade Especifica a variação da profundidade
quando a opção Textura de Cada Ponta é selecionada. Para obter mais informações,
consulte “Sobre a dinâmica do pincel (Photoshop)” na página 254.
Para especificar a porcentagem máxima de tremulação, digite um número ou use o
controle deslizante para inserir um valor. Para especificar como controlar a variação de
profundidade das marcas de pincel, escolha uma opção no menu pop-up Controle:
• Desativar para não controlar a variação de profundidade das marcas de pincel.
• Atenuar para reduzir de porcentagem de Tremulação da Profundidade para
porcentagem de Profundidade Mínima no número de etapas especificado.
• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar a profundidade
com base na pressão da caneta, na inclinação da caneta ou na posição do botão
giratório da caneta.

Criando pincéis duplos (Photoshop)


Um pincel duplo utiliza duas pontas para criar marcas de pincel. Defina as opções da
ponta principal na seção Forma da Ponta do Pincel da paleta Pincéis. Defina as opções da
ponta secundária na seção Pincel Duplo da paleta Pincéis.

Traçados de pincel criados com uma ponta e com pontas duplas

Para editar opções de ponta dupla de um pincel:


1 No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Pincel Duplo. Clique no nome, não na
caixa de diálogo, para selecionar o item.
2 Selecione um modo de mesclagem para utilizar na combinação de marcas de pincel da
ponta principal e da ponta dupla. (Consulte “Selecionando um modo de mesclagem” na
página 263.)
3 Selecione uma ponta para o pincel duplo na lista abaixo do menu pop-up Modo.
4 Defina uma ou mais das seguintes opções:
Diâmetro Controla o tamanho da ponta dupla. Insira um valor em pixels, arraste o
controle deslizante ou clique em Usar Tamanho da Amostra para usar o diâmetro original
da ponta do pincel. (A opção Usar Tamanho da Amostra só estará disponível se a forma de
ponta de pincel tiver sido criada por amostragem de pixels em uma imagem.)
Espaçamento Controla a distância entre as marcas do pincel de ponta dupla em um
traçado. Para alterar o espaçamento, digite um número ou utilize o controle deslizante
para inserir um valor percentual do diâmetro da ponta.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 258


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 259

Dispersão Especifica a distribuição das marcas de pincel de ponta dupla em um traçado.


Quando a opção Ambos os Eixos é selecionada, as marcas de pincel de ponta dupla são
distribuídas em uma direção radial. Quando a seleção da opção Ambos os Eixos é
cancelada, as marcas de pincel de ponta dupla são distribuídas perpendicularmente ao
demarcador do traçado. Para especificar a porcentagem máxima de dispersão, digite um
número ou use o controle deslizante para inserir um valor.
Total Especifica o número de marcas de pincel de ponta dupla aplicadas em cada
intervalo de espaçamento. Digite um número ou use o controle deslizante para inserir
um valor.

Especificando a dinâmica da cor (Photoshop)


A dinâmica da cor determina a mudança de cor da tinta no curso de um traçado.

Traçados de pincel com e sem dinâmica da cor

Para editar a dinâmica da cor de um pincel:


1 No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Dinâmica da Cor. Clique no nome, não na
caixa de diálogo, para selecionar o item.
2 Defina uma ou mais das seguintes opções:
Tremulação e Controle do Primeiro Plano/Plano de Fundo Especifica a variação da
tinta entre as cores do primeiro plano e do plano de fundo. Para obter mais informações,
consulte “Sobre a dinâmica do pincel (Photoshop)” na página 254.
Para especificar uma porcentagem para a variação de cor da tinta, digite um número ou
use o controle deslizante para inserir um valor. Para especificar como controlar a variação
de cor das marcas de pincel, escolha uma opção no menu pop-up Controle:
• Desativar para não controlar a variação de cor das marcas de pincel.
• Atenuar para variar a cor da tinta, entre a cor do primeiro plano e a cor do plano de
fundo, no número de etapas especificado.
• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar a cor da tinta, entre
a cor do primeiro plano e a cor do plano de fundo, com base na pressão da caneta, na
inclinação da caneta ou na posição do botão giratório da caneta.
Tremulação do Matiz Especifica uma porcentagem para a variação de matiz da tinta em
um traçado. Digite um número ou use o controle deslizante para inserir um valor. Um valor
inferior altera o matiz, mas mantém a proximidade com o matiz da cor do primeiro plano.
Um valor superior aumenta a diferença entre os matizes.
Tremulação da Saturação Especifica uma porcentagem para a variação da saturação de
tinta em um traçado. Digite um número ou use o controle deslizante para inserir um valor.
Um valor inferior altera a saturação, mas mantém a proximidade com a saturação da cor
do primeiro plano. Um valor superior aumenta a diferença entre os níveis de saturação.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 259


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 260

Tremulação do Brilho Especifica uma porcentagem para a variação do brilho da tinta em


um traçado. Digite um número ou use o controle deslizante para inserir um valor. Um valor
inferior altera o brilho, mas mantém a proximidade com o brilho da cor do primeiro plano.
Um valor superior aumenta a diferença entre os níveis de brilho.
Pureza Aumenta ou diminui a saturação da cor. Digite um número ou use o controle
deslizante para inserir uma porcentagem entre –100 e 100. Se for –100, a saturação será
totalmente removida da cor; se for 100, a cor ficará totalmente saturada.

Especificando a dinâmica da tinta (Photoshop)


A dinâmica de tinta determina as mudanças de tinta no curso de um traçado.

Traçados de pincel com e sem dinâmica da tinta

Para editar a dinâmica da tinta de um pincel:


1 No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Outra Dinâmica. Clique no nome, não na
caixa de diálogo, para selecionar o item.
2 Defina uma ou mais das seguintes opções:
Tremulação e Controle da Opacidade Especifica a variação de opacidade da tinta em
um traçado de pincel, até (mas sem ultrapassar) o valor de opacidade especificado na
barra de opções. Para obter mais informações, consulte “Sobre a dinâmica do pincel
(Photoshop)” na página 254.
Para especificar uma porcentagem para a variação de opacidade da tinta, digite um
número ou use o controle deslizante para inserir um valor. Para especificar como controlar
a variação de opacidade das marcas de pincel, escolha uma opção no menu pop-up
Controle:
• Desativar para não controlar a variação de opacidade das marcas de pincel.
• Atenuar para reduzir a opacidade da tinta, do valor de opacidade na barra de opções
até 0, no número de etapas especificado.
• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar a opacidade da
tinta com base na pressão da caneta, na inclinação da caneta ou na posição do botão
giratório da caneta.
Tremulação e Controle do Fluxo Especifica a variação do fluxo de tinta em um traçado
de pincel, até (mas sem ultrapassar) o valor do fluxo especificado na barra de opções. Para
obter mais informações, consulte “Sobre a dinâmica do pincel (Photoshop)” na
página 254.
Para especificar uma porcentagem para a variação do fluxo de tinta, digite um número ou
use o controle deslizante para inserir um valor. Para especificar como controlar a variação
de fluxo das marcas de pincel, escolha uma opção no menu pop-up Controle:
• Desativar para não controlar a variação de fluxo das marcas de pincel.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 260


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 261

• Atenuar para reduzir o fluxo de tinta, do valor do fluxo na barra de opções até 0, no
número de etapas especificado.
• Pressão da Caneta, Inclinação da Caneta ou Stylus Wheel para variar o fluxo de tinta
com base na pressão da caneta, na inclinação da caneta ou na posição do botão
giratório da caneta.

Adicionando ruído aos traçados de pincel (Photoshop)


A opção Ruído adiciona aleatoriedade extra às pontas individuais do pincel. Essa opção é
mais eficaz quando aplicada a pontas de pincel suaves (pontas de pincel que contêm
valores de cinza).
Para ativar ou desativar o ruído nos traçados de pincel:
Na paleta Pincéis, selecione Ruído no lado esquerdo da paleta. Uma marca de seleção
indica que a opção está ativada.

Utilizando arestas de pincel aguadas (Photoshop)


A opção Arestas Aguadas faz com que a tinta se concentre nas arestas do traçado de
pincel, criando um efeito de aquarela.
Para ativar ou desativar arestas de pincel aguadas:
No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Arestas Aguadas. Uma marca de seleção
indica que a opção está ativada.

Criando efeitos de aerógrafo (Photoshop)


A opção Aerógrafo na paleta Pincéis permite aplicar tons graduais à imagem, simulando
técnicas tradicionais de aerografia.
Observação: A opção Aerógrafo da paleta Pincéis corresponde à opção Aerógrafo da
barra de opções.
Para ativar ou desativar a opção Aerógrafo:
No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Aerógrafo. Uma marca de seleção indica
que a opção está ativada.
Observação: A opção Aerógrafo da paleta Pincéis corresponde à opção Aerógrafo da
barra de opções.

Suavizando traçados de pincel (Photoshop)


A opção Suavização produz curvas mais suaves nos traçados de pincel. Essa opção é mais
eficaz quando você está pintando rapidamente com um digitalizador, mas pode gerar um
ligeiro atraso de tempo no acabamento do traçado.
Para ativar ou desativar a suavização nos traçados de pincel:
No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Suavização. Uma marca de seleção indica
que a opção está ativada.

Protegendo a textura nos traçados de pincel (Photoshop)


A opção Proteger Textura aplicará o mesmo padrão e a mesma escala a todas as
predefinições de pincel que tiverem textura. Selecione essa opção para simular uma
textura de tela consistente na pintura com múltiplas pontas de pincel texturizado.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 261


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 262

Para ativar ou desativar a opção Proteger Textura:


No lado esquerdo da paleta Pincéis, selecione Proteger Textura. Uma marca de seleção
indica que a opção está ativada.

Copiando texturas entre ferramentas (Photoshop)


Ao especificar uma textura para a ferramenta atual, você pode copiar o padrão e a escala
da textura em todas as ferramentas que aceitem texturas. Por exemplo, copie o padrão e a
escala da textura atual da ferramenta pincéis para as ferramentas lápis, carimbo, carimbo
de padrão, pincel do histórico, pincel história da arte, borracha, subexposição,
superexposição e esponja.
Para copiar um padrão e uma escala da textura em outras ferramentas de pintura e
edição:
Escolha Copiar Textura para Outras Ferramentas no menu da paleta Pincéis.

Limpando opções de pincel (Photoshop)


Você pode limpar facilmente todas as opções de pincel de uma ferramenta, usando o
comando Limpar Controles do Pincel.
Para limpar opções de pincel:
Escolha Limpar Controles do Pincel no menu da paleta Pincéis.

Criando e gerenciando pincéis predefinidos (Photoshop)


Depois de personalizado, o pincel poderá ser salvo como um pincel predefinido. Os
pincéis predefinidos são exibidos na paleta Pincéis, na paleta pop-up Pincéis da barra
de opções e no Gerenciador de Predefinição. É possível criar bibliotecas de pincéis
predefinidos, renomeá-los e excluí-los.
Observação: Novos pincéis predefinidos são salvos em um arquivo de Preferências, para
continuarem entre as sessões de edição. Se esse arquivo for excluído ou danificado ou se
você redefinir os pincéis da biblioteca padrão, as novas predefinições serão perdidas. Para
salvar permanentemente os novos pincéis predefinidos, salve-os em uma biblioteca.
Para criar um pincel predefinido:
1 Personalize um pincel.
2 Siga um destes procedimentos na paleta Pincéis ou na paleta pop-up Pincéis:
• Escolha Novo Pincel no menu da paleta, insira um nome para o pincel predefinido e
clique em OK.
• Clique no botão Criar Novo Pincel .
Para renomear um pincel predefinido:
Siga um destes procedimentos:
• Selecione um pincel na paleta pop-up Pincéis ou na paleta Pincéis e escolha Renomear
Pincel no menu da paleta. Insira um novo nome para o pincel e clique em OK.
• Se a paleta Pincéis estiver definida para exibir os pincéis como miniaturas, clique duas
vezes no pincel, insira um novo nome e clique em OK.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 262


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 263

• Se a paleta Pincéis estiver definida para exibir os pincéis como uma lista ou somente
como texto, clique duas vezes no pincel, insira o novo nome em linha e pressione Enter
(Windows) ou Return (Mac OS).
Para excluir um pincel predefinido:
Siga um destes procedimentos:
• Selecione um pincel na paleta pop-up Pincéis ou na paleta Pincéis e escolha Excluir
Pincel no menu da paleta.
• Na paleta pop-up Pincéis ou na paleta pincéis, clique no pincel que deseja excluir,
pressionando a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS).
• Na paleta Pincéis, selecione um pincel e clique no botão Lixo ou arraste um pincel
até o botão Lixo.
Para salvar um conjunto de pincéis predefinidos em uma biblioteca:
1 Escolha Salvar Pincéis no menu da paleta pop-up Pincéis ou no menu da paleta Pincéis.
2 Escolha uma localização para a biblioteca de pincéis, digite um nome de arquivo e
clique em Salvar.
A biblioteca pode ser salva em qualquer lugar. No entanto, se você colocar o arquivo da
biblioteca na pasta Predefinições/Pincéis dentro da pasta do programa Photoshop, o
nome da biblioteca será exibido na parte inferior do menu da paleta pop-up Pincéis e do
menu da paleta Pincéis, depois que o Photoshop for reiniciado.
Observação: Use também o Gerenciador de Predefinição para renomear, excluir e salvar
bibliotecas de pincéis predefinidos. Para obter mais informações, consulte “Gerenciando
bibliotecas com o Gerenciador de Predefinição (Photoshop)” na página 57.

Definindo opções para ferramentas de pintura e edição


Defina as opções de uma ferramenta de pintura ou de edição na barra de opções.

Selecionando um modo de mesclagem


O modo de mesclagem especificado na barra de opções controla como os pixels na
imagem são afetados por uma ferramenta de pintura ou de edição. Devemos pensar nas
seguintes cores ao visualizar o efeito de um modo de mesclagem:
• A cor básica é a cor original da imagem.
• A cor de mesclagem é a cor que está sendo aplicada com a ferramenta de pintura ou
de edição.
• A cor resultante é a cor que resulta da mesclagem.
Para selecionar um modo de mesclagem para uma ferramenta:
Escolha no menu pop-up Modo da barra de opções.
Normal Edita ou pinta cada pixel para transformá-lo na cor resultante. Esse é o modo
padrão. (O modo Normal é chamado de Limiar quando se trabalha em imagens bitmap ou
de cores indexadas.)
Dissolver Edita ou pinta cada pixel para transformá-lo na cor resultante. Entretanto, a cor
resultante é uma substituição aleatória dos pixels pela cor básica ou de mesclagem,
dependendo da opacidade na localização de qualquer pixel.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 263


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 264

Atrás Edita ou pinta apenas a parte com transparência de uma camada. Esse modo
funciona apenas em camadas com a opção Bloquear Transparência desativada e o efeito é
semelhante a pintar no verso de áreas com transparência em uma folha de acetato.
Apagar Edita ou pinta cada pixel e o torna transparente. Esse modo está disponível para
a ferramenta linha (quando a região de preenchimento está selecionada), a
ferramenta lata de tinta , a ferramenta pincel , a ferramenta lápis , o comando
Preencher e o comando Traçar. É necessário estar em uma camada com a opção Bloquear
Transparência desativada para usar esse modo.
Escurecer Examina as informações de cor em cada canal e seleciona a cor básica ou de
mesclagem (a que for mais escura) como cor resultante. Os pixels mais claros que a cor de
mesclagem são substituídos e os mais escuros não são alterados.
Multiplicar Examina as informações de cor em cada canal e multiplica a cor básica pela
cor de mesclagem. A cor resultante é sempre mais escura. Multiplicar qualquer cor por
preto produz a cor preta. Multiplicar qualquer cor por branco não altera a cor. Ao pintar
com uma cor que não seja preto ou branco, as pinceladas sucessivas de uma ferramenta
de pintura produzem cores progressivamente mais escuras. O efeito é semelhante ao de
desenhar na imagem com vários marca-textos.
Superexposição de Cores Examina as informações de cor em cada canal e escurece a cor
básica para refletir a cor de mesclagem, aumentando o contraste. Mesclar com branco não
produz alterações.
Superexposição Linear Examina as informações de cor em cada canal e escurece a cor
básica para refletir a cor de mesclagem, diminuindo o brilho. Mesclar com branco não
produz alterações.
Clarear Examina as informações de cor em cada canal e seleciona a cor básica ou de
mesclagem (a que for mais clara) como cor resultante. Os pixels mais escuros que a cor de
mesclagem são substituídos e os mais claros não são alterados.
Dividir Examina as informações de cor em cada canal e multiplica o inverso das cores de
mesclagem e básica. A cor resultante é sempre mais clara. Dividir por preto não altera a
cor. Dividir por branco produz a cor branca. O efeito é semelhante a projetar vários slides
fotográficos, um sobre o outro.
Subexposição de Cores Examina as informações de cor em cada canal e clareia a cor
básica para refletir a cor de mesclagem, diminuindo o contraste. Mesclar com preto não
produz alterações.
Subexposição Linear Examina as informações de cor em cada canal e clareia a cor básica
para refletir a cor de mesclagem, aumentando o brilho. Mesclar com preto não produz
alterações.
Sobrepor Multiplica ou divide as cores, dependendo da cor básica. Padrões ou cores se
sobrepõem aos pixels existentes, preservando os realces e as sombras da cor básica. A cor
básica não é substituída e sim misturada com a cor de mesclagem, para refletir
a luminosidade ou a sombra da cor original.
Luz Indireta Escurece ou clareia as cores, dependendo da cor de mesclagem. O efeito é
semelhante ao de iluminar a imagem com uma luz de spot difusa.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 264


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 265

Se a cor de mesclagem (origem da luz) for mais clara que 50% cinza, a imagem ficará mais
clara, como se tivesse sido subexposta. Se a cor de mesclagem for mais escura que 50%
cinza, a imagem será escurecida como se tivesse sido superexposta. A pintura com preto
ou branco puro produz uma área mais escura ou mais clara, de forma distinta, mas não
resultará em preto ou branco puro.
Luz Direta Multiplica ou divide as cores, dependendo da cor de mesclagem. O efeito é
semelhante ao de iluminar a imagem com uma luz de spot direta.
Se a cor de mesclagem (origem da luz) for mais clara que 50% cinza, a imagem ficará mais
clara, como se tivesse sido dividida. Isso é importante ao adicionar realces a uma imagem.
Se a cor de mesclagem for mais escura que 50% cinza, a imagem será escurecida, como se
tivesse sido multiplicada. Isso é importante ao adicionar sombras a uma imagem. Pintar
com preto ou branco puro resulta em preto ou branco puro.
Luz Brilhante Superexpõe ou subexpõe as cores, aumentando ou diminuindo o
contraste, dependendo da cor de mesclagem. Se a cor de mesclagem (origem da luz) for
mais clara que 50% cinza, a imagem será clareada pela diminuição de contraste. Se a cor
de mesclagem for mais escura que 50% cinza, a imagem será escurecida pelo aumento de
contraste.
Luz Linear Superexpõe ou subexpõe as cores, aumentando ou diminuindo o brilho,
dependendo da cor de mesclagem. Se a cor de mesclagem (origem da luz) for mais clara
que 50% cinza, a imagem será clareada pelo aumento de brilho. Se a cor de mesclagem for
mais escura que 50% cinza, a imagem será escurecida pela diminuição de brilho.
Luz do Pino Substitui as cores, dependendo da cor de mesclagem. Se a cor de
mesclagem (origem da luz) for mais clara que 50% cinza, os pixels mais escuros que a cor
de mesclagem são substituídos e os mais claros não são alterados. Se a cor de mesclagem
for mais escura que 50% cinza, os pixels mais claros que a cor de mesclagem são
substituídos e os mais escuros não são alterados. Isso é importante ao adicionar efeitos
especiais a uma imagem.
Diferença Examina as informações de cor em cada canal e subtrai a cor de mesclagem da
cor básica ou a cor básica da cor de mesclagem, dependendo de qual tiver brilho maior.
Mesclar com branco inverte os valores da cor básica, enquanto mesclar com preto não
produz alterações.
Exclusão Cria um efeito semelhante, mas de menor contraste que o do modo Diferença.
Mesclar com branco inverte os valores da cor básica. Mesclar com preto não produz
alterações.
Matiz Cria uma cor resultante com a luminosidade e a saturação da cor básica e com o
matiz da cor de mesclagem.
Saturação Cria uma cor resultante com a luminosidade e o matiz da cor básica e com
a saturação da cor de mesclagem. Pintar com esse modo em uma área com saturação zero
(cinza) não produz nenhuma alteração.
Cor Cria uma cor resultante com a luminosidade da cor básica e com o matiz e a
saturação da cor de mesclagem. Isso preserva os níveis de cinza na imagem e é útil para
colorir imagens monocromáticas e pintar imagens coloridas.
Luminosidade Cria uma cor resultante com o matiz e a saturação da cor básica e com
a luminosidade da cor de mesclagem. Esse modo cria um efeito inverso ao efeito do
modo Cor.

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 265


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 266

Especificando opacidade, fluxo, intensidade ou exposição


Especifique a opacidade, o fluxo, a intensidade ou a exposição para as seguintes
ferramentas:
• A opacidade especifica a quantidade máxima de cobertura de tinta aplicada pelas
ferramentas pincel, lápis, carimbo, carimbo de padrão, pincel do histórico, pincel
história da arte, degradê e lata de tinta.
• O fluxo especifica a velocidade em que a tinta é aplicada pela ferramenta pincel.
• A intensidade especifica a intensidade dos traçados aplicados pelas ferramentas borrar,
desfoque, nitidez e esponja.
• A exposição especifica o grau de exposição usado pelas ferramentas de subexposição e
de superexposição.
Para especificar a opacidade, o fluxo, a intensidade ou a exposição:
Insira um valor ou arraste o controle deslizante de Opacidade, Fluxo, Intensidade ou
Exposição na barra de opções.
A opacidade, o fluxo, a intensidade ou a exposição podem variar de 1% a 100%. Para criar
uma pintura com transparência ou um efeito fraco, especifique um valor percentual baixo.
Para uma pintura mais opaca ou um efeito mais forte, especifique um valor alto.
Pressione uma tecla numérica para definir a opacidade, o fluxo, a intensidade ou a
exposição de uma ferramenta, em múltiplos de 10% (pressione 1 para definir como
10%, pressione 0 para definir como 100%).

Utilizando a ferramenta degradê (Photoshop)


A ferramenta degradê cria uma mesclagem gradual entre várias cores. Escolha entre
preenchimentos de degradê predefinidos ou crie preenchimentos.
Observação: A ferramenta degradê não pode ser usada com imagens no modo Bitmap,
de cores indexadas ou de 16 bits por canal.

Aplicando um preenchimento degradê


Para preencher uma área com um degradê, arraste dentro da imagem. O ponto inicial (em
que o mouse é pressionado) e o ponto final (em que o mouse é liberado) afetam a
aparência do degradê, dependendo da ferramenta degradê utilizada.
Para aplicar um preenchimento degradê:
1 Para preencher parte da imagem, selecione a área desejada. Caso contrário, o
preenchimento degradê será aplicado a toda a camada ativa.
2 Selecione a ferramenta degradê .
3 Na barra de opções, escolha um preenchimento degradê:
• Clique no triângulo ao lado da amostra de degradês para escolher um preenchimento
degradê predefinido.
• Clique dentro da amostra de degradês para visualizar o Editor de Degradê. Selecione
um preenchimento degradê predefinido ou crie outro. Em seguida, clique em OK.
(Consulte “Criando preenchimentos de degradê suaves” na página 267.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 266


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 267

4 Selecione uma opção para aplicar o preenchimento degradê na barra de opções:


• Degradê linear para sombrear do ponto inicial até o ponto final de uma linha reta.
• Degradê radial para sombrear do ponto inicial até o ponto final de um padrão
circular.
• Degradê angular para sombrear no sentido anti-horário em torno do ponto inicial.
• Degradê refletido para sombrear com degradês lineares simétricos em qualquer
lado do ponto inicial.
• Degradê diamante para sombrear do ponto inicial em direção ao lado externo em
um padrão de losango. O ponto final define um vértice do losango.
5 Na barra de opções:
• Especifique um modo de mesclagem e uma opacidade para a pintura. (Consulte
“Definindo opções para ferramentas de pintura e edição” na página 263.)
• Para inverter a ordem das cores no preenchimento degradê, selecione Contrário.
• Para criar uma mesclagem mais suave, com menos bandas, selecione Pontilhamento.
• Para utilizar uma máscara de transparência no preenchimento degradê, selecione
Transparência. (Consulte “Especificando a transparência do degradê” na página 269.)
6 Posicione o ponteiro na imagem, no local em que deseja definir o ponto inicial do
degradê, e arraste para definir o ponto final. Para restringir o ângulo da linha a um
múltiplo de 45°, mantenha a tecla Shift pressionada enquanto arrasta.

Criando preenchimentos de degradê suaves


A caixa de diálogo Editor de Degradê permite definir um novo degradê, alterando a cópia
de um degradê existente. Também é possível adicionar cores intermediárias a um
degradê, criando uma mesclagem entre mais de duas cores.
A

D E

Caixa de diálogo Editor de Degradê:


A. Menu da paleta B. Interrupção de opacidade C. Interrupção de cor D. Ajuste os valores ou
exclua a interrupção de opacidade ou de cor selecionada E. Ponto médio

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 267


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 268

Para criar um degradê suave:


1 Selecione a ferramenta degradê .
2 Clique dentro da amostra de degradês na barra de opções para exibir a caixa de diálogo
Editor de Degradê.
3 Para que o novo degradê tenha como base um degradê existente, selecione um
degradê na seção Predefinições da caixa de diálogo.
4 Escolha Sólido no menu pop-up Tipo de Degradê.
5 Para definir a cor inicial do degradê, clique na interrupção de cor à esquerda na barra de
degradês. O triângulo acima da interrupção fica preto, indicando que a cor inicial está
sendo editada.
6 Para escolher uma cor, siga um destes procedimentos:
• Clique duas vezes na interrupção de cor ou clique na amostra de cor na seção
Interrupções da caixa de diálogo. Escolha uma cor e clique em OK. Para obter
informações sobre como escolher uma cor, consulte “Utilizando o Seletor de Cores da
Adobe” na página 285.
• Escolha uma opção no menu pop-up Cor na seção Interrupções da caixa de diálogo.
• Posicione o ponteiro sobre a barra de degradês (o ponteiro se transforma no
conta-gotas) e clique para fazer a amostra de uma cor ou clique em qualquer local na
imagem para fazer a amostra de uma cor da imagem.
7 Para definir a cor final, clique na interrupção de cor à direita na barra de degradês.
Em seguida, escolha uma cor como descrito na etapa 5.
8 Para ajustar a localização do ponto inicial ou final, siga um destes procedimentos:
• Arraste a interrupção de cor correspondente para a esquerda ou para a direita até o
local desejado.
• Clique na interrupção de cor correspondente e insira um valor para a Localização na
seção Interrupções da caixa de diálogo. O valor de 0% insere o ponto na extremidade
esquerda da barra de degradês, enquanto o valor de 100% insere o ponto na
extremidade direita.
9 Para ajustar o local do ponto médio (onde o degradê tem uma mistura uniforme das
cores inicial e final), arraste o losango abaixo da barra de degradês para a esquerda ou
direita ou clique no losango e insira um valor em Localização.
10 Para excluir a interrupção de cor que está sendo editada, clique em Excluir.
11 Para definir a suavidade de todo o degradê, insira um valor na caixa de texto
Suavidade ou arraste o controle deslizante pop-up Suavidade.
12 Se desejar, defina valores de transparência para o degradê. (Consulte “Especificando a
transparência do degradê” na página 269.)
13 Digite um nome para o novo degradê.
14 Para salvar o degradê como uma predefinição, clique em Novo depois de criá-lo.
Observação: As novas predefinições são salvas em um arquivo de Preferências, para
continuarem entre as sessões de edição. Se esse arquivo for excluído ou danificado ou
se você redefinir as predefinições da biblioteca padrão, as novas predefinições serão
perdidas. Para salvar permanentemente as novas predefinições, salve-as em uma
biblioteca. (Consulte “Gerenciando degradês” na página 270.)

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 268


Ajuda do Adobe Photoshop Pintura

Usando a Ajuda | Conteúdo | Índice Voltar 269

Para adicionar cores intermediárias a um degradê:


Na caixa de diálogo Editor de Degradê, clique sob a barra de degradês para definir outra
interrupção de cor. Especifique a cor e ajuste a localização e o ponto médio do ponto
intermediário, como faria com os pontos inicial e final. Para remover uma cor inter-
mediária, arraste a interrupção de cor para baixo e para fora da barra de degradês ou
selecione a interrupção de cor e clique no botão Excluir.

Especificando a transparência do degradê


Cada preenchimento de degradê contém configurações que controlam a opacidade do
preenchimento em localizações diferentes no degradê. Por exemplo, é possível definir
uma opacidade de 100% para a cor inicial e mesclar gradualmente o preenchimento com
a cor final, com uma opacidade de 50%. O padrão quadriculado indica a proporção de
transparência na visualização do degradê.
Para especificar a transparência do degradê:
1 Crie um degradê como descrito nas etapas de 1 a 10 em “Criando preenchimentos de
degradê suaves” na página 267.
2 Para ajustar a opacidade inicial, clique na interrupção de opacidade à esquerda, acima
da barra de degradês. O triângulo abaixo da interrupção fica preto, indicando que a
transparência inicial está sendo editada.
3 Na seção Interrupções da caixa de diálogo, insira um valor na caixa de texto Opacidade
ou arraste o controle deslizante pop-up Opacidade.
4 Para ajustar a opacidade do ponto final, clique na interrupção de transparência à
direita, acima da barra de degradês. Em seguida, defina a opacidade como descrito na
etapa 3.
5 Para ajustar a localização da opacidade inicial ou final, siga um destes procedimentos:
• Arraste a interrupção de opacidade correspondente para a esquerda ou direita.
• Selecione a interrupção de opacidade correspondente e insira um valor em Localização.
6 Para ajustar a localização da opacidade do ponto médio (o ponto intermediário entre as
opacidades inicial e final), siga um destes procedimentos:
• Arraste o losango acima da barra de degradês para a esquerda ou direita.
• Selecione o losango e insira um valor em Localização.
7 Para excluir a interrupção de opacidade que está sendo editada, clique em Exc