Você está na página 1de 1

ZECA AFONSO O ESPRITO DE VERDADE

Notas soltas Palavras que gritam Ao som da guitarra Que bem que te ficam Ficavas sentado Agarrado tua viola Com o esprito aguado Livre da tua gaiola Querias porque querias, lutar Em esprito de evoluo Para acabar com as injustias E a to sentida excluso Pelas lutas travadas Num sopro de liberdade A tocar e a cantar Umas boas guitarradas O Homem que recordo Foi Mestre de interveno Arrojado na sua tese Senhor de uma grande lio Quando querias lutar Um turbilho de sentimentos Aflorava o teu esprito Para o Povo consolar A matria j morreu O esprito reinar O Homem que teceu A Voz que viver Vestias de fora Os teus ideais Calar a Verdade que nunca mais Voaste to alto Voaste em Glria Assim que partiste Ficaste para a Histria

AUTORIA:
DEDICATRIA: Isabel como sei que admiras o Zeca Afonso e espero que tenhas gostado, pois foi com carinho que quis fazer-te a vontade. Mereces tudo de bom nesta vida. Feliz Aniversrio e que contemos muitos mais. Um beijo do tamanho do Zeca