Você está na página 1de 31

APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

O Ambiente Estoque/Custos tem por finalidade principal o controle de materiais movimentados e armazenados pela sua
empresa, além do custo incorrido sobre este material.

Para possibilitar esse controle, o sistemas conta com as técnicas de controle de materiais:

• Controle de valores e quantidades em estoque

• Planilha de formação custo/preço de venda

• Controle dos movimentos

• Rastreabilidade

• Custo médio/FIFO

• On-line

• Seqüencial

• Diário

• Mensal

• Real x previsto

• Custo de reposição em moedas fortes

• Projeção do consumo médio

• Pesos

• Tendência - Método estatístico de regressão linear

• Classificação ABC com base no consumo e preço atual

• Cálculo do lote econômico pela curva ABC

• Cálculo do ponto de pedido

• Cálculo do custo de reposição (padrão) por moeda

• Rastreabilidade desde o recebimento até a produção

• Controle de qualidade

• Saldo de localização por endereço

• Capacidade de armazenamento

• Custo em partes

• Potência de lotes

• Tratamento de variação cambial/reatualização de custos

Page 1 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
1. Atualizações

1.1. Cadastros

Page 2 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
1.1.1.Produtos

1.1.1.1.PESQUISA

Page 3 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
1.1.1.2.CONSULTA

• Consulta de um produto:

1. Na tela de Produtos, selecione a opção "Visualizar".

O sistema apresenta a tela de inclusão subdividida em pastas que facilitam o gerenciamento das
informações.

As pastas e campos são selecionados e apresentados conforme o ambiente utilizado, ou seja, em alguns
ambientes podem ser exibidos mais pastas e campos do que em outros.

2. Observe, as funções das seguintes pastas e campos:

3. Pasta "Cadastrais"

4. Pasta "MRP"

5. Pasta "Impostos"

6. Pasta "CQ"

7. Pasta "Atendimento"

8. Pasta "Outros"

O cadastro de produtos armazena informações que irão


determinar como deve ser realizado o seu controle na
produção, estoque, venda, compra, cálculo de custo, etc:
• Tipo do Produto

Tipo do Produto
Os produtos podem ser agrupados segundo um tipo, para que em determinados processamentos, relatórios e
consultas, seja possível restringir a execução, através da parametrização disponível.

Exemplo:

o BN - Beneficiamento

o CG - Gastos Gerais

o MO - Mão-de-obra

o MP - Matéria-prima

o PA - Produto Acabado

o PI - Produto Intermediário

o MC - Material de Consumo

O usuário pode criar seus próprios tipos pela Tabela "02" definida no ambiente Configurador. Caso a empresa utilize
o tipo de produto nas regras de lançamento contábil, é ideal que os tipos sejam definidos de forma coerente com o
plano de contas.


Os tipos de produtos são apenas informativos e devem ser utilizados para facilitar a filtragem.

Page 4 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
O único tipo que recebe tratamento especial no sistema é o tipo "BN" que identifica os produtos que serão
beneficiados pela empresa ou enviados para beneficiamento (estes produtos não são empenhados na abertura
das ordens de produção).

• Unidades de Medidas, Tipo e Fator de Conversão

Unidades de Medidas, Tipo e Fator de Conversão


O Protheus, permite ao usuário a utilização de duas unidades de medidas:

• Unidade de Medida Padrão

Utilizada em todos os movimentos desde a compra até a venda.

• Segunda Unidade de Medida

Utilizada em transações em que as partes trabalham com unidades de medidas distintas, sendo obtida a partir do
fator de conversão determinado.

• Tipo de Conversão

Determina como será obtida a segunda unidade de medida, se multiplicando ou dividindo a 1ª unidade de medida
pelo fator de conversão.

• Fator de Conversão

Valor a ser aplicado na 1ª unidade de medida para obter a segunda unidade de medida, conforme o tipo de
conversão.

Exemplo:

1ª Unidade de Medida = 3 Kg

Fator de Conversão = 1000

Tipo de conversão = Multiplicação

2ª Unidade de Medida = 3000 gramas


O sistema controla o saldo nas 2 unidades, mas o custo unitário reflete o valor na unidade padrão.

Caso o produto não possua um fator de conversão fixo, como por exemplo quando sofre variações por fatores
físicos (umidade, calor, etc), é possível informar a quantidade nas duas unidades de medida, digitando
diretamente seus valores, sem o cadastramento do fator de conversão.

Page 5 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

• TE e TS Padrão

TE e TS padrão
Os campos "TE Padrão" e "TS Padrão" permitem atribuir um TES padrão para as movimentações de entrada e saída
deste produto para cálculo dos impostos aplicáveis, atualização de estoque e movimentação financeira e outras
definições associadas ao Cadastro de TES.

O campo "TE padrão" também é utilizado na composição do custo standard pelo último preço de compra.

• Armazém padrão

Armazém Padrão
O Protheus permite movimentar saldos dos produtos em diferentes armazéns dentro de uma mesma filial, porém
através deste campo pode sugerido o armazém padrão para gerar empenho, entrada e retirada deste produto.

Todavia, nas rotinas de entrada e saída podem ser informados armazéns diferentes do padrão para o produto. Neste
caso, o sistema solicita a confirmação da criação do armazém.

• Lote Econômico para produção e compra

• Lote mínimo (fabricação)

• Tempo de Reposição (Prazo de Entrega)

• Estoque de Segurança

• Controle de Endereçamento nos Armazéns

• Controle de Alçadas

• Impostos

• Peso Bruto

• Foto

• Fornecedor Padrão / Loja Padrão

• Fornecedor Canal

Observação: Frise bem sobre os campos segunda unidade de


medida (e o fator de conversão) no uso de compras e de
estocagem e que este trabalho irá se desenvolver junto ao
Deposito Central assim como uma “limpeza” no cadastro de
produtos.

Page 6 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Page 7 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Page 8 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Page 9 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Page 10 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Page 11 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Page 12 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
1.1.1.3.VISUALIZAÇÃO (exemplo)

IMPORTANTE: FRISAR QUE NESTE CADASTRO SOMENTE TEM ACESSO E DIREITO


DE MANIPULAÇÃO O SETOR DE CONTAS A PAGAR NO DEPOSITO CENTRAL.

Page 13 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
EXCLUSÃO
1.1.1.3.1.Esta opção (de exclusão) só será executada pelo pessoal do
Deposito Central (DC) e só será aceita (confirmada) se o produto
relacionado não tiver saldo ou movimentação ligado a ele.

Page 14 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
1.1.1.4.CONSULTA

Consulta Produto
A consulta de Produtos fornece ao usuário todas as informações relevantes ao produto, como:

• Dados cadastrais

• Amarração de Produto x Cliente, Produto x Fornecedor e Grupo x Fornecedor

• Movimentos em aberto

• Previsão de Venda

Page 15 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
• Histórico de Movimentação

• Saldos e Consumos

• Totais

• Para efetivar a consulta de produtos cadastrados:

1. Na janela de Manutenção da Consulta Produto, pressione a tecla [F12].

O sistema apresenta a tela para configuração dos parâmetros.

2. Preencha os dados conforme orientação do help de campo.

3. Confira os dados e confirme a parametrização.

O sistema retorna a tela de Manutenção da Consulta Produto.

4. Selecione o produto desejado e clique na opção "Consultar".

O sistema processa as informações do produto, e as apresenta conforme descrição a seguir:

5. Dados Cadastrais

São exibidos os principais dados do Cadastro de Produtos. Alguns campos são "Código", "Unidade de
Medida", e informações referentes ao controle de materiais como: "Ponto de Pedido", "Lote Econômico"
e "Estoque de Segurança".

6. Movimentos em aberto

Nesta opção serão exibidos os pedidos que estejam em aberto, solicitações de compra, empenhos,
ordens de produção e previsão de vendas.

7. Histórico de Movimentações

Caso ocorram movimentações com o produto, serão relatadas nesta opção.

8. Lançamentos Internos

Lista os movimentos internos do produto (Requisição/Devolução).

9. Saldos e Consumos

Serão apresentados os consumos dos últimos 12 meses do produtos.

10. Saldos por Armazém

Exibe as informações referentes aos saldos dos produtos em seus armazéns.

11. Total Geral

Os totais correspondentes são calculados e exibidos nesta opção de consulta.

12. Projeção de Saldos

Lista o Saldo Inicial, Quantidade de Entrada, Quantidade de Saída e Saldo Final por dia do produto em
questão.

5.Confira os dados e confirme para sair.

O sistema disponibiliza ainda para consulta de Produto os relatórios:

• Produtos

• Saldos em Estoque

• Análise da Estrutura

Observação: Crie algumas solicitações, saldo em estoque e a distribuir e pedidos de


compra para explorar melhor junto com o usuário.

Page 16 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
1.1.2.Unidades Medida

Unidades de Medida
Neste cadastro, devem ser registradas todas as unidades de medida a serem utilizadas no sistema.

Todo produto cadastrado no Protheus deve, obrigatoriamente, ser associado a uma unidade de medida, caso contrário,
não será permitida a conclusão do cadastro do produto.

No cadastro de "Unidades de Medida" é possível manter a descrição da unidade de medida em três idiomas distintos:

• Português

• Inglês

• Espanhol

Além dessas descrições é necessário informar um código único de identificação da UM - Unidade de Medida.

O Protheus permite ao usuário a utilização de duas unidades de medidas:

Unidade de Medida Padrão


Utilizada em todos os movimentos desde a compra até a venda.

Unidade de Medida Secundária


Utilizada em transações em que as partes trabalham com unidades de medidas distintas, sendo obtida a partir do fator
de conversão determinado.

Exemplo:

Unidade de Medida do Fornecedor = (kg) 0,3 quilos

Unidade de Medida da Empresa = (gr) 300 gramas

Fator de Conversão = 1000

Page 17 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
O sistema controla o saldo nas 2 unidades, mas o custo unitário reflete o valor na unidade padrão.

A unidade de medida secundária será selecionada na rotina de movimentação. Em alguns casos o sistema sugere uma
unidade de medida, mas o usuário poderá alterá-la.

Para consultar o cadastro de Unidades de Medida, veja a tabela "SAH - Unidades de Medida" no tópico
Consulta Cadastro Genéricos.

IMPORTANTE: FRISAR QUE NESTE CADASTRO SOMENTE TEM ACESSO E DIREITO


DE MANIPULAÇÃO O SETOR DE CONTAS A PAGAR NO DEPOSITO CENTRAL.

Page 18 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
Grupo de Produtos

Grupos de Produtos
Os grupos de produtos classificam o produto cadastrado, facilitando sua identificação, filtragem para relatórios e
integração entre os módulos.

O sistema apresenta cadastrados os grupos mais comumente utilizados, apresentando-os nos códigos "0001" ao
"0007".

Estes cadastros são apresentados apenas como sugestão e podem ser alterados ou até mesmo excluídos.

Para consultar o cadastro de Grupos de Produtos, veja a tabela "SBM - Cadastro de Grupo de Produtos" no
tópico Consulta Cadastro Genéricos.

IMPORTANTE: FRISAR QUE NESTE CADASTRO SOMENTE TEM ACESSO E DIREITO


DE MANIPULAÇÃO O SETOR DE CONTAS A PAGAR NO DEPOSITO CENTRAL.

Page 19 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
Tipo Movimentação

Tipo de Movimentação
O cadastro de Tipos de Movimentação é de extrema importância, já que identifica as regras dos movimentos internos
de materiais (requisição, devolução e produção). A importância é semelhante a do cadastro de TES (Tipos de Entrada e
Saída), que controla a movimentação externa dos produtos.

O tipo de movimentação define também se os saldos de empenho devem ser atualizados.

Os códigos de 0 a 500 representam Entradas:

• Tipo "D" Devolução

• Tipo "P" Produção

Os códigos de 501 a 999 representam Saídas:

• Tipo "R" Requisição

Os códigos 499 e 999 são de uso interno do sistema e representam, consecutivamente, entrada e saída automática.

Page 20 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Page 21 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
Dicas:
Tipo TM
Informe se o tipo de movimentação refere-se a "Produção", "Requisição" ou
"Devolução”.
Descrição
Descreva o tipo de movimentação cadastrado.
ManualEstoque/Custos- Protheus5.08- 41
Aprop. Indir.?
Se preenchido com "Sim", informa ao sistema que todo produto de apropriação
indireta, movimentando com este TM (Tipo de Movimentação), será apropriado
diretamente à Ordem de Produção, em substituição à apropriação do saldo do
processo. Se preenchido com "Não", trata produtos com apropriação indireta
através de saldo em processo.
Atu. Empenho?
Se preenchido com "Sim", indica que as movimentações feitas com tal TM,
devem atualizar o saldo em EMPENHO do material. O saldo empenhado é
aquele resultante das necessidades de componentes decorrentes da abertura
de uma Ordem de Produção. Para movimentações de devolução de materiais
ao Almoxarifado este campo não se aplica. "Não", caso contrário.
Transf.MOD.?
Este campo aplica-se somente aos TMs de PRODUÇÃO e servem para
identificar se ao fazer as Requisições Automáticas referentes aos componentes
do produto ora produzido, devem ser geradas requisições também para os
produtos que identificam Mão-de-obra Direta (aqueles cujo código iniciam com
o prefixo MOD). Se "N" (Não), a mão-de-obra empenhada não será requisitada.
Valorizado?
Este campo aplica-se somente às requisições e devoluções manuais e, quando
preenchido com "Sim", indica que o sistema deve respeitar o custo do
movimento digitado pelo usuário; se “Não”, a valorização será pelo custo médio
padrão.
Envia p/CQ?
Se o campo “TM” tipo da movimentação for igual a "P" (Produção), o sistema
permite o envio das produções para o Controle de Qualidade.
Indique “SIM” neste campo para confirmar o envio das produções, caso
contrário indique “Não”.
Libera PV?
Caso a Ordem de Produção a ser executada, seja originada de um PV, informe
"Sim" para que o pedido possa ser liberado no apontamento da produção.
Assim, o sistema avaliará a quantidade apontada até a quantidade vendida,
avaliando o crédito do cliente. Se "OK", o pedido está apto a faturar. Se o
cliente não possuir crédito, o pedido estará bloqueado, e a
quantidade produzida não será reservada para o faturamento. "Não" caso
contrário.
O sistema não libera pedidos caso o produto seja produzido para
o CQ - Controle de Qualidade, ou caso utilize Localização Física.
Consultas

IMPORTANTE: FRISAR QUE NESTE CADASTRO SOMENTE TEM ACESSO E DIREITO


DE MANIPULAÇÃO O SETOR DE CONTAS A PAGAR NO DEPOSITO CENTRAL.

Page 22 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Fornecedores
Fornecedor é uma entidade que supre as necessidades de produtos ou serviços de uma
empresa, seja nacional ou do exterior. Quando o fornecedor é um prestador de serviços, o
serviço por ele fornecido deve existir no Cadastro de Produtos.

Neste cadastro, podem ser registrados do fornecedores do tipo: pessoa física, pessoa jurídica
ou outros (exterior - uso para importação). O pagamento dos fornecedores poderá ser efetuado
através de títulos a pagar gerados pelos registros dos documentos de entrada ou por registros
manuais utilizando os recursos disponíveis no Ambiente Financeiro.

Os dados gerados e movimentados para o fornecedor, no Ambiente Financeiro, atualizam a


Consulta Posição Financeira do Fornecedor, nesta são destacados: saldo em duplicatas a pagar,
maior compra, primeira compra, última compra, maior saldo, média de atraso, número de
compras, títulos em aberto, títulos pagos, entre outros.

O devido preenchimento deste cadastro é importante para definir o perfil completo do


fornecedor, dados que poderão ser utilizados em outras rotinas do sistema.

Page 23 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

É importante destacar também os cadastros de amarrações "Produto X


Fornecedor" e "Grupo X Fornecedor", através destes é possível vincular um
fornecedor a um ou mais produtos ou grupos de produtos, entretanto, o sistema
permite que sejam recebidos produtos e serviços de outros fornecedores,
mesmo que não haja a amarração para estes.

As amarrações "Produto x Fornecedor" e "Grupo x Fornecedor" são essenciais


para a geração da cotações de compras a partir da solicitação de compras.

IMPORTANTE: FRISAR QUE NESTE CADASTRO SOMENTE TEM ACESSO E DIREITO


DE MANIPULAÇÃO O SETOR DE CONTAS A PAGAR NO ESCRITORIO CENTRAL.

Page 24 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
1.1.3.Endereços

Page 25 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Endereços
O cadastro de Endereço trata da organização dos produtos dentro dos armazéns, determinando o lugar exato onde o
produto é armazenado.

O Endereço possibilita um controle de estoque mais detalhado, que permite ao usuário saber em que prateleira, fila ou
qualquer outra denominação que queira, encontra-se seu produto.


A Localização Física do armazém é também conhecida como "Endereçamento".


Para que o sistema utilize o controle de endereço, o parâmetro MV_LOCALIZ deve estar preenchido com “S”, e o
campo “Contr. Locali” (B1_LOCALIZ) do Cadastro de Produtos, também deve estar preenchido com “S=Sim”.

Quando o sistema controla a localização específica do produto (endereço), em qualquer entrada de produto, é gerado
um registro de “Saldo a Endereçar” e, a partir da rotina de “Endereçar Produtos”, os produtos serão direcionados para
os endereços desejados.

Os Endereços devem ser previamente cadastrados afim de evitar erros de digitação e facilitar o procedimento de
endereçamento de produtos.

Caso o produto utilize este controle, o endereço deve ser digitado em todas as movimentações internas do sistema,
para que o objetivo do controle não seja perdido. O endereço real do produto deve condizer exatamente com o indicado
pelo sistema, evitando, assim, inconsistências de controle.

Exemplo:

Quando são emitidas Notas Fiscais de Venda e/ou são efetuados Empenhos os endereços são automaticamente
indicados para a movimentação de acordo com a prioridade informada, porém o usuário pode determinar a
saída do material (venda) ou o empenho (produção) de um determinado endereço desejado.

Para tanto são utilizados os arquivos de “Cadastro de Endereçamento” e de "Saldos por Endereços".

O saldo por endereçamento tem controle de prioridades, que permite selecionar o que deve ser consumido primeiro
(Prioridade + Endereço). A prioridade é indicada por código alfa-numérico de três posições, sendo que, a prioridade
máxima é indicada pelo código 001 e a prioridade mínima pelas letras ZZZ.

Exemplo:

O produto PA1 tem o seguinte saldo por endereço:

Endereço Prioridade Saldo


Prateleira 1 500 200
Prateleira 2 ZZZ 300
Prateleira 3 001 100

Se for incluída uma Nota Fiscal de Venda de 160 peças e não for selecionado nenhum endereço, o sistema
retirará 100 peças do endereço “PRATELEIRA 3” e 60 peças da localização “PRATELEIRA 1”, de acordo com o
índice anteriormente citado (Prioridade + Endereço).

Page 26 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

As 5 rotinas que viabilizam a utilização deste conceito são:


Endereço
Permite cadastrar os endereços para uso no controle de estoque por endereços.

Endereçamento de Produtos
É nessa rotina que todas entradas de materiais são direcionadas para os endereços digitados e o saldo a endereçar é
baixado do Arquivo de Saldos em Estoque, tornando o material disponível para utilização.

Cada movimento de entrada gera um registro de saldo a endereçar separado, para maior controle por parte dos
usuários.

Os endereços devem ter sido previamente cadastradas, a fim de evitar erros de digitação.

Prioridade de Endereçamento
Permite ao usuário selecionar uma prioridade de consumo para cada endereço existente.

Saldo por Endereço


Permite ao usuário visualizar o saldo em estoque dos produtos que utilizam controle de endereçamento, dividido por
endereço.

Lote X Endereço
Permite ao usuário visualizar o saldo em estoque dos produtos que utilizam controle de endereçamento, dividido por
endereço, lote e sub-lote, status do material (disponível, bloqueado, empenhado).

Esta consulta proporciona ao usuário uma visão mais detalhada de seu estoque.


Para os usuários que quiserem adotar o controle de estoque com endereçamento, está disponível o programa
Cria Endereços, que cria os saldos por endereço dos produtos que já possuem saldo em estoque.

• Para incluir um endereço:

1. Na janela de Manutenção de Endereços, selecione a opção "Incluir".

O sistema apresenta a tela de inclusão.

2. Preencha os dados conforme orientação do help de campo.

3. Confira os dados e confirme a inclusão.

Para consultar o cadastro de Endereços veja os tópicos:

• Saldo por Endereço

• Lote x Endereço

O sistema disponibiliza ainda para consulta de Endereços os seguintes relatórios:

• Saldos a Endereçar

• Pos. Deta. Estoque

• Pick List Endereço

• Kardex Endereço

Page 27 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

CADASTRO DE COLABORADOR
Nesta tabela são cadastrados os colaboradores que utilizarão (requisitarão) peças e ferramentas no
estoque.

Para incluir clique na opção “Cad. De Colaborador”

Page 28 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
Clique na opção (botão) “Incluir”. Preencha os campos conforme o solicitado (use o help caso
necessite) e confirme.

Page 29 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS

Cadastro de setor

Utilize esta tabela para identificar os diversos setores de sua obra.


Clique na opção “Cad. De Setor”

Page 30 of 31
APOSTILA PARA TREINAMENTO DO MODULO DE ESTOQUE - CADASTROS
Clique na opção (botão) “Incluir”. Preencha os campos conforme o solicitado (use o help caso
necessite) e confirme.

Page 31 of 31