Você está na página 1de 14

Capítulo 20

Tabelas e diagramas
Apresentaremos neste capítulo uma série de informações que
complementam outros capítulos, como tabelas, diagramas, pinagens de
conectores e cabos. A reunião de todas essas informações em um só capítulo
facilita a sua consulta.

Cabo paralelo, conector A


Esta é a pinagem do conector DB25 usado por impressoras.

Tabela 1 – Cabo paralelo, conector A


20-2 Hardware Total

Cabo paralelo, conector B


Esta é a pinagem do conector Centronics de 36 pinos, usado por
impressoras.

Tabela 1 – Cabo paralelo, conector B

Cabo paralelo, conector C


Esta é a pinagem do conector de 36 pinos tamanho miniatura, utilizado por
impressoras e dispositivos paralelos modernos.
Capítulo 20 – Tabelas e diagramas 20-3

Tabela 3

Fonte de alimentação ATX


20-4 Hardware Total

Figura 1 – Conectores de uma fonte de alimentação ATX.

Fonte de alimentação AT

Figura 2 – Conectores de uma fonte de alimentação padrão AT.


Capítulo 20 – Tabelas e diagramas 20-5

Pinagem do cabo IDE

Tabela 4 – Conector IDE de 40 vias

Conector PCI

Pin Side B Side A Pin Side B Side A


1 -12V TRST# 1 -12V TRST# 32-bit start
2 TCK +12V 2 TCK +12V
3 Ground TMS 3 Ground TMS
4 TDO TDI 4 TDO TDI
5 +5V +5V 5 +5V +5V
6 +5V INTA# 6 +5V INTA#
7 INTB# INTC# 7 INTB# INTC#
8 INTD# +5V 8 INTD# +5V
9 PRSNT1# Reserved 9 PRSNT1# Reserved
10 Reserved +5V (I/O) 10 Reserved +3.3V (I/O)
11 PRSNT2# Reserved 11 PRSNT2# Reserved
12 Ground Ground 12 Connector Key Connector Key 3.3V key
13 Ground Ground 13 Connector Key Connector Key 3.3V key
14 Reserved Reserved 14 Reserved Reserved
15 Ground RST# 15 Ground RST#
16 CLK +5V (I/O) 16 CLK +3.3V (I/O)
17 Ground GNT# 17 Ground GNT#
18 REQ# Ground 18 REQ# Ground
19 +5V (I/O) Reserved 19 +3.3V (I/O) Reserved
20 AD[31] AD[30] 20 AD[31] AD[30]
21 AD[29] +3.3V 21 AD[29] +3.3V
20-6 Hardware Total
22 Ground AD[28] 22 Ground AD[28]
23 AD[27] AD[26] 23 AD[27] AD[26]
24 AD[25] Ground 24 AD[25] Ground
25 +3.3V AD[24] 25 +3.3V AD[24]
26 C/BE[3]# IDSEL 26 C/BE[3]# IDSEL
27 AD[23] +3.3V 27 AD[23] +3.3V
28 Ground AD[22] 28 Ground AD[22]
29 AD[21] AD[20] 29 AD[21] AD[20]
30 AD[19] Ground 30 AD[19] Ground
31 +3.3V AD[18] 31 +3.3V AD[18]
32 AD[17] AD[16] 32 AD[17] AD[16]
33 C/BE[2]# +3.3V 33 C/BE[2]# +3.3V
34 Ground FRAME# 34 Ground FRAME#
35 IRDY# Ground 35 IRDY# Ground
36 +3.3V TRDY# 36 +3.3V TRDY#
37 DEVSEL# Ground 37 DEVSEL# Ground
38 Ground STOP# 38 Ground STOP#
39 LOCK# 3.3V 39 LOCK# 3.3V
40 PERR# SDONE 40 PERR# SDONE
41 +3.3V SBO# 41 +3.3V SBO#
42 SERR# Ground 42 SERR# Ground
43 +3.3V PAR 43 +3.3V PAR
44 C/BE[1]# AD[15] 44 C/BE[1]# AD[15]
45 AD[14] +3.3V 45 AD[14] +3.3V
46 Ground AD[13] 46 Ground AD[13]
47 AD[12] AD[11] 47 AD[12] AD[11]
48 AD[10] Ground 48 AD[10] Ground
49 Ground AD[09] 49 M66EN AD[09]
50 Connector Key Connector Key 50 Ground Ground 5V key
51 Connector Key Connector Key 51 Ground Ground 5V key
52 AD[08] C/BE[0]# 52 AD[08] C/BE[0]#
53 AD[07] +3.3V 53 AD[07] +3.3V
54 +3.3V AD[06] 54 +3.3V AD[06]
55 AD[05] AD[04] 55 AD[05] AD[04]
56 AD[03] Ground 56 AD[03] Ground
57 Ground AD[02] 57 Ground AD[02]
58 AD[01] AD[00] 58 AD[01] AD[00]
59 +5V (I/O) +5V (I/O) 59 +3.3V (I/O) +3.3V (I/O)
60 ACK64# REQ64# 60 ACK64# REQ64#
61 +5V +5V 61 +5V +5V
62 +5V +5V 62 +5V +5V 32-bit end
Connector Key Connector Key Connector Key Connector Key 64-bit spacer
Connector Key Connector Key Connector Key Connector Key 64-bit spacer
63 Reserved Ground 63 Reserved Ground 64-bit start
64 Ground C/BE[7]# 64 Ground C/BE[7]#
65 C/BE[6]# C/BE[5]# 65 C/BE[6]# C/BE[5]#
66 C/BE[4]# +5V (I/O) 66 C/BE[4]# +3.3V (I/O)
67 Ground PAR64 67 Ground PAR64
68 AD[63] AD[62] 68 AD[63] AD[62]
69 AD[61] Ground 69 AD[61] Ground
70 +5V (I/O) AD[60] 70 +3.3V (I/O) AD[60]
71 AD[59] AD[58] 71 AD[59] AD[58]
72 AD[57] Ground 72 AD[57] Ground
73 Ground AD[56] 73 Ground AD[56]
74 AD[55] AD[54] 74 AD[55] AD[54]
75 AD[53] +5V (I/O) 75 AD[53] +3.3V (I/O)
76 Ground AD[52] 76 Ground AD[52]
Capítulo 20 – Tabelas e diagramas 20-7
77 AD[51] AD[50] 77 AD[51] AD[50]
78 AD[49] Ground 78 AD[49] Ground
79 +5V (I/O) AD[48] 79 +3.3V (I/O) AD[48]
80 AD[47] AD[46] 80 AD[47] AD[46]
81 AD[45] Ground 81 AD[45] Ground
82 Ground AD[44] 82 Ground AD[44]
83 AD[43] AD[42] 83 AD[43] AD[42]
84 AD[41] +5V (I/O) 84 AD[41] +3.3V (I/O)
85 Ground AD[40] 85 Ground AD[40]
86 AD[39] AD[38] 86 AD[39] AD[38]
87 AD[37] Ground 87 AD[37] Ground
88 +5V (I/O) AD[36] 88 +3.3V (I/O) AD[36]
89 AD[35] AD[34] 89 AD[35] AD[34]
90 AD[33] Ground 90 AD[33] Ground
91 Ground AD[32] 91 Ground AD[32]
92 Reserved Reserved 92 Reserved Reserved
93 Reserved Ground 93 Reserved Ground
94 Ground Reserved 94 Ground Reserved 64-bit end
Tabela 5 – Pinagem do barramento PCI

Conectores ISA

Figura 3
20-8 Hardware Total

Figura 4 – Pinagem do conector ISA de 16 bits.

Modos VESA
A tabela que se segue mostra os números dos modos VESA, em diversas
resoluções e diversos números de cores.

Modo Resolução Cores Modo Resolução Cores


100h 640x480 256 111h 640x480 32k
Capítulo 20 – Tabelas e diagramas 20-9
101h 640x480 256 112h 640x480 16.7M
102h 800x600 16 113h 800x600 32k
103h 800x600 256 114h 800x600 64k
104h 1024x768 16 115h 800x600 16.7M
105h 1024x768 256 116h 1024x768 32k
106h 1280x1024 16 117h 1024x768 64k
107h 1280x1024 256 118h 1024x768 16.7M
10Dh 320x200 32k 119h 1280x1024 32k
10Eh 320x200 64k 11Ah 1280x1024 64k
10Fh 320x200 16.7M 207h 1152x864 256
110h 640x480 32k 208h 1280x1024 16
Tabela 6 – Modos gráficos VESA

Cabos seriais e paralelos para conexão entre dois PCs


No Windows 9x (95, 98, ME, etc.) temos um programa que permite conectar
dois PCs através de uma interface serial ou paralela. Os PCs conectados
podem assim usar comandos de rede, como compartilhamento de arquivos e
impressoras, porém a uma velocidade mais baixa que a obtida com placas
de rede. Este programa chama-se Conexão Direta via Cabo. Você pode
comprar no comércio cabos próprios para essas conexões. São chamados
cabos para Laplink Paralelo e Laplink Serial (a conexão paralela é bem mais
veloz que a serial). Caso você não consiga encontrar esses cabos à venda,
pode construí-los usando os esquemas que apresentamos aqui. Esses cabos
também podem ser usados pelos programas INTERLNK e INTERSVR
encontrados no MS-DOS 6.x.

Figura 5 – Cabo Laplink paralelo


20-10 Hardware Total

Figura 6 – Cabo Laplink serial

Cabo para conexão de 2 joysticks


A interface para joystick existente nas placas de som e nas placas IDEPLUS
podem ser ligadas a dois joysticks, apesar de terem apenas um conector.
Muitas lojas vendem um cabo em Y com o qual dois joysticks podem ser
conectados (figura 7).

Figura 7 – Extensão para ligar 2 joysticks

Caso você não esteja conseguindo encontrar este cabo pronto, pode
construir um, usando o diagrama da figura 8. Note que os dois joysticks
conectados devem ter dois botões cada um. Um joystick com mais de 2
botões não pode ser ligado em conjunto com outro joystick.
Capítulo 20 – Tabelas e diagramas 20-11

Figura 8 – Diagrama do cabo Y para ligar dois joysticks

Cabo de impressora DB25/CEN36


Atualmente encontramos à venda cabos de impressora comuns e cabos
bidirecionais. Os chamados bidirecionais são na verdade aqueles que
seguem à risca o esquema original usado pela IBM no seu IBM PC. Muitos
cabos não funcionam no modo bidirecional porque seus fabricantes fizeram
simplificações nessas conexões. Por exemplo, a especificação original exigia
vários condutores de terra independentes, mas para usar um número menor
de fios, muitos fabricantes reuniram todos os pinos de terra em um só fio. Se
você precisar de um cabo de impressora e não souber se é necessário que
seja ou não bidirecional, escolha um bidirecional, pois funciona em qualquer
um dos modos. Seu esquema é mostrado na tabela abaixo.

Nome do sinal DB-25 Centronics 36 Nome do sinal DB-25 Centronics 36


Macho Macho
Strobe 1 1 Autofeed 14 14
Data Bit 0 2 2 Error 15 32
Data Bit 1 3 3 Reset 16 31
Data Bit 2 4 4 Select 17 36
Data Bit 3 5 5 Signal Ground 18 33
Data Bit 4 6 6 Signal Ground 19 19,20
Data Bit 5 7 7 Signal Ground 20 21,22
Data Bit 6 8 8 Signal Ground 21 23,24
Data Bit 7 9 9 Signal Ground 22 25,26
Acknowledge 10 10 Signal Ground 23 27
Busy 11 11 Signal Ground 24 28,29
Paper Out 12 12 Signal Ground 25 30,16
Select 13 13 Shield Shield Shield+17
Tabela 7 – Pinagem de um cabo de impressora

Este cabo possui em uma extremidade um conector DB-25 macho para


ligação no computador, e na outra um conector Centronics de 36 pinos para
ligação na impressora. O comprimento máximo recomendado é 1,80 m.
Existem cabos mais longos, mas esses cabos podem apresentar erros de
transmissão. Use de preferência cabos com 1,80 m.
20-12 Hardware Total

Loopbacks
Os testes feitos por programas de diagnóstico nas interfaces seriais e paralelas
podem ser realizados em modo INTERNO ou EXTERNO. O modo
EXTERNO, que é o mais completo, requer que seja acoplado ao conector
da interface serial um pequeno dispositivo chamado loopback.

Apesar dos fabricantes desses programas fornecerem os loopbacks, você não


precisa necessariamente comprá-los. Se você tem alguma habilidade com o
ferro de soldar, pode construí-los. Nos manuais dos programas de
diagnóstico existe em geral o diagrama esquemático das ligações dos
loopbacks, que não passam de um conector com alguns fios interligados.
Mas cuidado: o loopback usado por um programa de diagnóstico não servirá
necessariamente para outros programas de diagnóstico.

Se você quiser construir loopbacks seriais, deverá adquirir dois conectores


apropriados: DB-9 e DB-25 fêmea, completos com capa plástica. Para o
loopback paralelo, é preciso adquirir um conector DB-25 macho, completo,
com capa plástica. Providencie fios, ferro de soldar, solda, alicates e mãos à
obra.

Checkit - A figura 9 mostra os loopbacks seriais (DB-9 e DB-25 usados pelo


Checkit). A figura 10 mostra o esquema do loopback paralelo usado por este
programa.

Figura 9 – Loopbacks seriais para o Checkit


Capítulo 20 – Tabelas e diagramas 20-13

Figura 10 – Loopback paralelo para o Checkit

Norton Diagnostics - A tabela a seguir mostra o esquema dos loopbacks


seriais do Norton Diagnostics. São mostradas as versões de 9 e de 25 pinos.
Observe que os loopbacks seriais do NDIAGS são idênticos aos do Checkit.
Já o loopback paralelo do NDIAGS, mostrado a seguir, utiliza ligações
diferentes.

NDIAGS Serial DB-9: NDIAGS Serial DB-25


NDIAGS Paralelo:
2-3 2-3 2-15
7-8 4-5 3-13
1-4-6-9 6-8-20-22 4-12
5-10
6-11
Tabela 8 – Pinagem dos loopbacks para o Norton Diagnostics

PC-Check
A seguir temos as conexões dos loopbacks usados pelo programa PC-Check.
Como podemos ver, são diferentes daqueles usados pelo Checkit e pelo
NDIAGS.

PC-Check Serial DB-9 PC-Check Serial DB-25 PC-Check Paralelo


2-3 2-3 9-11
7-8-6 4-5-6 8-10
1-4-9 8-20-22 7-12
6-13
5-15
Tabela 9 – Pinagem dos loopbacks para o PC-Check

Equivalência de loopbacks
Alguns programas de diagnóstico utilizam loopbacks que são idênticos aos
usados por outros programas. Por exemplo, você pode usar os loopbacks
seriais do Checkit para testar as portas seriais com o NDIAGS. A seguir
20-14 Hardware Total
vemos as equivalências dos loopbacks usados por diversos programas de
diagnóstico.
Loopbacks seriais:
PC Doctor = AMI Diags = QA Plus
Ndiags = Checkit
PC Check = PC-Certify

Isto significa que os programas PC Doctor, AMI Diags e QA Plus utilizam o


mesmo tipo de loopback serial (tanto no caso do DB-9 como no caso do DB-
25). Já o NDIAGS e o Checkit usam um segundo tipo de loopback, e o
programa PC Check e o PC Certify usam um terceiro tipo.
Loopbacks Paralelos:
PC Doctor = QA Plus = Checkit
Lanmark Diags
AMI Diags
PC Check = PC Certify
NDIAGS
Isto significa que os programas PC Doctor, QA Plus e Checkit usam o
mesmo tipo de loopback paralelo. O Landmark Diags usa um segundo tipo
de loopback paralelo, o AMI Diags usa um terceiro tipo, e assim por diante.

///// FIM ////////////