Você está na página 1de 3

Palavras-chave

•Ajuda, comunicação.
•Prudência, circunspecção, paciência, pausa a observar.
•Experiência, avaliação, introspecção, mediação sobre
a situação. Inteligência, reflexão.

•Questionamento sobre o destino. Enriquecimento


interior.

Interpretação
- A Temperança envia um fluxo apaziguador e aconselha-nos a respirar, a fazer
uma pausa e a mudar a espingarda de ombro. Ela simboliza a prudência e
anuncia atrasos.

- Esta carta constitui um aviso, tanto no trabalho como no amor, na amizade


ou no plano financeiro: o consultante avançou com demasiada rapidez, e agora
tem que voltar a pegar nas coisas a partir do zero e fazer o ponto da situação
que atravessa. Trata-se de um momento de introspecção indispensável para poder ir mais longe. Esta carta remete
imperativamente o consultante para o seu destino, diz-lhe que deve ter, em relação a este último, um olhar mais
inspirado, mais distanciado do que o habitual, que precisa de ver a continuidade e a coerência dos acontecimentos
que os constituem. O consultante deverá relacionar a situação presente com o seu carácter, com a sua
personalidade, e descobrir que não existe acaso.

- A Temperança é uma carta iniciática, filosófica, que simboliza também a inteligência, a reflexão, os pensamentos e
até a intuição do consultante. Ela reina sobre o mental, sobre as ideias, sobre tudo aquilo que circula, que vai e volta
…Positiva, benevolente, trata-se mais de uma carta «camaleão», que se associa ao resto do lançamento, que
necessita de apoio das outras para fornecer o seu significado em cada caso.

- O simbolismo dos dois jarros é simpático: existe uma ideia de reciprocidade, de troca possível. A Temperança
obriga a «crescer ao encontro de». Esta personagem angélica evoca uma protecção do além que nos ajuda a
comunicar, a cruzar o caminho de uma outra pessoa, ou a juntarmo-nos a um movimento, a um grupo ou a uma
iniciativa. Ela evoca a ideia de uma inteligência superior, de uma mão do além que faz passar uma mensagem ou
que favorece a união.

Resumo
O aparecimento da Temperança como síntese de um lançamento em cruz anuncia um período de sorte e de
oportunidades na vida do consultante, um período em que novas possibilidades vão passar à sua porta. É uma carta
coerente e harmoniosa, que provoca a mudança mas sem brusquidão (tudo se passa na continuidade do ser e do
vivido), e que representa uma contribuição, um enriquecimento. Num lançamento, é ela que fornece o pormenor
suplementar que permitira ao consultante viver a situação que atravessa; de alguma maneira, ela fornece a peça
que faltava no puzzle.

«Cada haste de relva tem o seu Anjo, que se inclina sobre ela e sussurra: “cresce, cresce!”» Talmude
• Título: A Temperança

• Número: Catorze (14)

• Letra Hebraica: Samekh

• Significado: Trave

• Vigésimo Quinto Caminho: De Yesod a Tiphareth

• Cor do Caminho: Azul

• Som Relacionado: Sol Sustenido

• Signo: Sagitário (Fogo Mutável)

• Título Esotérico: A Filha dos Reconciliadores, a Parteira da Vida

• Objectivo: Integração entre opostos ou complementares

• Vantagens: Moderação e equilíbrio na análise dos dados da realidade

• Obstáculos: Inabilidade para resolver situações que se apresentem em conflito

• Conselho: Viver o mundo interno e externo com igual importância

Em busca de Si
- A Temperança é um arcano que personifica o conhecimento interior, as suas associações à alquimia não são por
acaso. À semelhança dos Alquimistas que procuravam transformar os metais em ouro, a Temperança procura
através da mistura, transformar as experiências passadas e presentes numa nova forma de ver e sentir a vida. É o
movimento incessante de energia que purifica e traz consigo um renovamento. Todo aquele que se encontra entre os
seus dois extremos possui o controlo das polaridades e segue o caminho do meio. É a passagem de um lugar para
outro, a saída da obscuridade para a luz. Trata-se de novas possibilidades, nas quais não tinha até então, pensado.
Leitura rápida: Arcano 14 – A Temperança
- A sua questão deve ser analisada com algum cuidado, visto neste momento muita coisa estar em processo de
amadurecimento, como tal é conveniente aguardar e procurar ter paciência antes de fazer qualquer avanço. Tal não
significa que a resposta à sua questão seja negativa, significa sim que possivelmente quando a acção for executada
o consultante já poderá ter mudado de ideias quanto ao assunto. É conveniente reflectir melhor sobre a situação e
deixar amadurecer mais um pouco os seus objectivos.
Palavras-chave:
Prudência, pausa para observar, reflexão, mobilidade, passagem de um lugar para outro, equilíbrio, moderação,
enriquecimento interior.
Sentido Divinatório:
A Temperança representa o doseamento, a economia, a avaliação minuciosa, no entanto, não se fica por aí, ela
também representa, o processo que equilibra e harmoniza a vida. A Temperança é uma carta iniciática que simboliza
que simboliza a reflexão, os pensamentos e até mesmo a intuição. Carta da alquimia interna, da experiência, do
trabalho e da realização das coisas em seu devido tempo. É o movimento incessante da energia que purifica o
homem em seu momento de espera e reflexão.
Ela indica uma modificação lenta mas progressiva, factor de melhoria para o consultante. Aparecimento de novas
soluções.
Sentimentalmente:
A vida sentimental vai conhecer um movimento, no sentido progressivo e criador. O consultante envolve-se de
simpatia à sua volta gerando harmonia de sentimentos. Também pode indicar que o consultante deve amadurecer e
fazer uma introspecção antes de efectuar qualquer travessia.
Profissionalmente:
A evolução profissional é lenta mas vai encontrar apoios para atingir os seus objectivos. As boas relações com os
outros vai facilitar o bem-estar e a harmonia no local de trabalho. Carta de pesquisa, invenção e vocação científica.
Saúde:
Muito fluído e vitalidade. Em caso de saúde frágil esta vai ter melhoras. Temperança oferece a promessa de
vitalidade e bem-estar.
Dinheiro:
Esta carta indica estabilidade financeira, o consultante poderá vir mesmo a ter melhorias no plano material. Não
haverá motivo para preocupações.
Espiritualidade:
A Temperança pode representar uma necessidade de moderação e equilíbrio. Em situações de conflito, a Temperança
sugere que se chegue a um acordo e à cooperação.

Interpretação divinatória da lâmina XIV - Oswald wirth


- A vida universal; o seu movimento incessante, a sua circulação através dos seres. O fluído animador que restitui as
forças dispendidas. O agente reparador e reconstituinte do que se usa e recusa. A energia mediadora da Natureza.
Taumaturgia curativa baseada na captação e no governo das correntes vitais. Transfusão de força vital, magnetismo
curativo, medicina oculta ou mística.
- Transmutação de ordem vital. Alquimia física; regeneração. Mistério da água e do frio. Fonte de Juventude.
Insaciedade filosófica, serenidade de espírito que eleva acima das misérias humanas. Indiferença pelas
mesquinhezas da vida. Igualdade de humor, calma tranquilizante, saúde, boa circulação, regularidade das
mudanças, condições favoráveis ao prolongamento da vida, desinteresse, impassibilidade, resignação.
- Facilidades de adaptação, elasticidade, docilidade. Sensibilidade às influências exteriores. Impressionabilidade
receptiva. Frieza, apatia, mobilidade, natureza instável e mutável.
- Repouso, férias, alternativas, mudança, apatia, abandono, derivação, falta de modéstia. Passividade, preguiça,
imprevidência, despesas incontroladas, prodigalidade.

Significados utilitários da lâmina XIV - Paul Marteu


Mental: Atrai o espírito de conciliação, a ausência de paixão no julgamento; dá o sentido profundo das coisas, como
representando um princípio eterno, uma personalidade psíquica, não impondo uma ideia de fixidez, sendo plástica,
quer dizer, móvel, com adaptação às circunstâncias.
Anímico: Os seres unem-se por afinidades; sob a influência desta lâmina, são felizes, mas não evoluem e não se
libertam uns dos outros.
Físico: Conciliação em negócios: pesam-se os prós e os contras, encontra-se um entendimento a alcançar, mas
ignora-se se o êxito coroará o empreendimento; reflexão, decisão que é tomada imediatamente.
Sob o ponto de vista da saúde: doença incurável, porque engendra a sua própria fermentação.