Você está na página 1de 4

1) As unificações alemã e italiana, em 1860/1871, aconteceram, segundo os historiadores, a partir

da chamada "via prussiana". Isto significa que:


a) Foram realizadas de cima para baixo, isto é, a partir de uma aliança entre a burguesia e a
aristocracia
b) As mudanças ocorridas naqueles países correspondiam às expectativas plenas dos trabalhadores
c) As mudanças foram feitas de baixo para cima, isto é, a partir de uma aliança entre setores
populares e setores intelectuais da classe média
d) As transformações políticas na Itália e na Alemanha se verificaram a partir de intervenções de
potências estrangeiras, especialmente da Prússia.

2) Na história dos Estados Unidos, o movimento conhecido como Marcha para o Oeste foi:
a) A ocupação de terras além do rio São Lourenço para efetivar a posse da Louisiana.
b) a ocupação de todos os territórios onde os indígenas eram hostis ao homem branco.
c) a ocupação do Texas, conquistado junto ao México.
d) a Corrida do ouro para a Califórnia.
e) a colonização de terras do lado ocidental dos Apalaches, por imigrantes dispostos a desbravar o
interior do continente.

3) Dentre as razões que determinaram a elaboração do Dispositivo separatista da Carolina do Sul,


que deu origem à Guerra Civil Americana, destacamos:
a) as leis intoleráveis e a Independência dos Estados Unidos da América.
b) a adoção de tarifas protecionistas e a eleição de Abraham Lincoln.
c) a ocupação das terras do Oeste e a Guerra dos Sete Anos
d) os interesses dos Estados industriais do sul, contrários aos latifundiários do norte.
e) a eleição do abolicionista Jefferson Davis, o fim da escravidão e a Guerra Civil.

4) Assinale a alternativa INCORRETA sobre o Mundo Contemporâneo.


a) A Unificação Alemã, realizada por Bismarck, deu origem a uma questão, solucionada pelo
Tratado de Latrão (1929), que criou o Estado do Vaticano.
b) A queda de Napoleão (1815) acarretou a reação absolutista na Europa corporificada no
Congresso de Viena.
c) A Santa Aliança foi um pacto conservador de oposição aos movimentos liberais.
d) Através da Encíclica "Rerum Novarum" a Igreja procurou conciliar capital e trabalho.
e) A imposição de José Bonaparte como rei da Espanha provocou uma insurreição que repercutiu na
América.

5) Liberalismo, imperialismo e socialismo representam alguns dos mais significativos emblemas do


século XIX. A esse respeito, julgue os itens que se seguem.
(1) Ideologicamente sustentado pelo liberalismo, desenvolveu-se o capitalismo de base industrial,
associado, portanto, à expansão imperial.
(2) Embora enfatizando a competição como definidora das leis do mercado, o liberalismo defendia
a intervenção do Estado na economia.
(3) Na Alemanha, a unificação política foi precedida pela unificação econômica; a união aduaneira
estimulou o comércio interno, a produção industrial e as comunicações.
(4) O Manifesto Comunista de 1848, publicado no calor da onda revolucionária, expressava o
desenvolvimento de uma nova visão - o socialismo -, que se opunha à vitoriosa ordem burguesa.

6) A unificação política da Alemanha (1870-1871) teve como conseqüências:


a) a ruptura do equilíbrio europeu, o revanchismo francês, a revolução industrial alemã e política de
alianças.
b) enfraquecimento da Alemanha e miséria de grande parte dos habitantes do sul, responsável pela
onda migratória do final do século XIX.
c) a anexação da Alsácia e Lorena, o empobrecimento do Zollverein e retração do capitalismo.
d) corrida colonial, revanchismo francês, o enfraquecimento do Reich e anexação da Áustria.
e) o equilíbrio europeu, a aliança com a França, a formação da união aduaneira e a Liga dos Três
Imperadores.

7) No século XIX a história inglesa foi marcada pelo longo reinado da rainha Vitória. Seu governo
caracterizou-se:
a) pela grande popularidade da rainha, apesar dos poderes que lhe concedia o regime monárquico
absolutista vigente.
b) pela expansão do Império Colonial na América, explorado através do monopólio comercial e do
tráfico de escravos.
c) pelo início da Revolução industrial, que levou a Inglaterra a tornar-se a maior produtora de
tecidos de seda.
d) por sucessivas crises políticas internas, que contribuíram para a estagnação econômica e o
empobrecimento da população.
e) por grande prosperidade econômica e estabilidade política, em contraste com acentuada
desigualdade social.

8) (Unirio) "... era como se os Estados Unidos tivessem como objetivo uma missão
civilizatória junto aos povos da América Latina." (Hervert Croly, "The Promisse of
American Life"). A consolidação do capitalismo nos Estados Unidos da América, ao longo
do século XIX, identificou-se em seu processo de expansão territorial, que se relaciona
corretamente com o(a):
a) Destino Manifesto, que fundamentava a distinção política e econômica entre os estados
sulistas escravocratas e os nortistas industriais.
b) fim da guerra hispano-americana que acarretou a incorporação da Flórida, de Cuba e da
zona do Canal do Panamá.
c) vitória no conflito contra o México, que resultou na anexação dos territórios do Texas,
Novo México e Califórnia.
d) Marcha para o Pacífico, que estendeu o território americano até a costa oeste, com a
invasão e a ocupação do Alasca e dos territórios do noroeste do Canadá.
e) Doutrina Monroe, que ratificou a compra dos territórios franceses e ingleses na América,
tais como a Luisiana e o Oregon.

9) (PucSP) "A Guerra Civil Norte-americana (1861-65) representou uma confissão de que a
sistema político falhou, esgotou as seus recursos sem encontrar uma solução (para os
conflitos políticos mais importantes entre as grandes regiões norte-americanas, a Norte e a
Sul). Foi uma prova de que mesmo numa das democracias mais antigas, houve uma época
em que somente a guerra podia superar os antagonismos políticos." (Eisenberg, Peter Louis.
GUERRA CIVIL AMERICANA. S. Paulo, Brasiliense,1982.)
Dentre os conflitos geradores dos antagonismos políticos referidos no texto está a
a) manutenção, pela sociedade sulista, do regime de escravidão, o que impediria a
ampliação do mercado interno para o escoamento da produção industrial nortista.
b) opção do Norte pela produção agrícola em larga escala voltada para o mercado externo,
o que chocava com a concorrência dos sulistas que tentavam a mesma estratégia.
c) necessidade do Sul de conter a onda de imigração da população nortista para seus
territórios, o que ocorria em função da maior oferta de trabalho e da possibilidade do
exercício da livre-iniciativa.
d) ameaça exercida pelos sulistas aos grandes latifundiários nortistas, o que se devia aos
constantes movimentos em defesa da reforma agrária naquela região em que havia
concentração da propriedade da terra.
e) adesão dos trabalhadores sulistas ao movimento trabalhista internacional, o que
ameaçava a estabilidade das relações trabalhistas praticadas na região norte.

10) (Cesgranrio) A industrialização acelerada de diversos países, ao longo do século XIX,


alterou o equilíbrio e a dinâmica das relações internacionais. Com a Segunda Revolução
Industrial emergiu o Imperialismo, cuja característica marcante foi o(a):
a) substituição das intervenções militares pelo uso da diplomacia internacional.
b) busca de novos mercados consumidores para as manufaturas e os capitais excedentes dos
países industrializados.
c) manutenção da autonomia administrativa e dos governos nativos nas áreas conquistadas.
d) procura de especiarias, ouro e produtos tropicais inexistentes na Europa.
e) transferência de tecnologia, estimulada por uma política não intervencionista.

11) (Mackenzie) Uma das alternativas a seguir NÃO corresponde às diferenças entre o
colonialismo do século XVI e o Neocolonialismo do século XIX.
a) A principal área de dominação do Colonialismo europeu foi a América e o
Neocolonialismo voltava-se para a África e a Ásia.
b) O Colonialismo teve como justificativa ideológica a expansão da fé cristã, enquanto que
no Neocolonialismo, a missão civilizadora do homem branco foi espalhar o progresso.
c) Os patrocinadores do Colonialismo foram a burguesia financeiro-industrial e os Estados
da Europa, América e Ásia, enquanto que os do Neocolonialismo, o Estado metropolitano
europeu e sua burguesia comercial.
d) O Colonialismo buscava garantir o fornecimento de produtos tropicais e metais
preciosos, enquanto que o Neocolonialismo, a reserva de mercados e o fornecimento de
matérias-primas.
e) A fase do capitalismo em que o Colonialismo se desenvolveu denominou-se Capitalismo
Comercial e a do Neocolonialismo, Capitalismo Industrial e Financeiro.

12) (FGV) São rivalidades que antecederam a Primeira Guerra Mundial, EXCETO:
a) a anglo-alemã pela hegemonia industrial.
b) a franco-alemã, devido as decisões do Tratado de Frankfurt.
c) o nacionalismo sérvio contra o domínio austro-húngaro.
d) a sino-britânica, devido as decisões do Tratado de Nanquim.
e) a russo-alemã, devido o projeto de construção da ferrovia Berlim-Bagdá.

13) Relativamente à expansão napoleônica (1805-1815), pode-se afirmar que acarretou


mudança no quadro político europeu, tais como:
a) difusão do ideal revolucionário liberal, ampliação temporária do raio de influência
francesa e fortalecimento do ideário nacionalista nos países dominados.
b) isolamento diplomático da nação inglesa, radicação definitiva do republicanismo no
continente e estabelecimento do equilíbrio geopolítico entre os países atingidos.
c) desestabilização das monarquias absolutistas, estímulo para o desenvolvimento industrial
nas colônias espanholas e implantação do belicismo entre as nações.
d) desenvolvimento do cosmopolitismo entre os povos do império francês, incrementação
da economia nos países ibéricos e contenção das lutas sociais.
e) difusão do militarismo como forma de controle político, abertura definitiva do mercado
mundial para os franceses, estímulo decisivo para as lutas anti-colonialistas.

14) Entre as décadas de 30 e 70 do século XIX, eclodiram diversos movimentos


revolucionários que provocaram diversas transformações nas nações da Europa Ocidental.
Marque a opção que apresenta corretamente um desses movimentos.
a) A Revolução de 1830, na França, foi motivada por idéias liberais e nacionalistas que se
opunham aos objetivos restauradores do Congresso de Viena.
b) A Revolução de 1848, na Itália, foi um movimento que pregava a descentralização
republicana, provocando a queda da monarquia italiana.
c) A Revolução de 1848, na Confederação Germânica, foi provocada pelos ideais da
restauração monárquica, propondo a unificação alemã sob a Casa Real austríaca.
d) A Revolução de 1848, na França, proclamou o Segundo Império, instituindo uma política
de nacionalidades ligada ao Congresso de Viena.
e) A Comuna de Paris, em 1871, caracterizou-se por ser um movimento liberal e burguês
que criou a primeira experiência de autogestão democrática, apoiada pelo governo da
Terceira República francesa recém-instalada.