BERNARD-MARIE KOLTÈS

TABATABA
Tradução: Luís Cláudio Machado

moto O pátio interno de uma casa. irmã mais velha Abouzinho.2 PERSONAGENS Maimouna. . Quarenta graus. Onze horas da noite. caçula Harley Davidson.

à noite. um rabo de cavalo. umas trancinhas. com os cachorros e as velhas e as galinhas. e perguntam: e teu irmão? Onde está então nosso queridinho? Onde está o Abouzinho? . onde está nosso amigo. com um trapo velho nojento na mão. seu irmão. onde está. principalmente Fatoumata. raspe a cabeça. os rapazes paqueram as garotas. cercando as mulheres? Tabataba inteira está nas ruas. no pátio. Vergonha pra mim. que a gente vai sair com ele? Que vergonha pra mim. Lave essa juba ou eu te meto a mão na cara.. à vontade. quando todos os garotos da sua idade já estão na rua. com a quina da calça bem passada.Por que você não sai à noite. ao invés de desmontar o motor dessa tua máquina para remontá-lo de noite quando os outros rapazes chegam e perguntam: onde está ele. Abouzinho. quando as vizinhas vêm com aquelas caras de frescas. meu irmão tem as patas cheias de graxa de tanto fuçar nessa moto. pare de me dar vergonha. todo mundo muito bem vestido. Ele está aí. vão pensar que eu não passo suas camisas direito. Se de manhã. me dá tua camisa. elas que passaram o dia se penteando e eu. faça uns dreadlocks.3 MAIMOUNA.

Com que cara eu fico. Levante a cabeça. faz calor. com meu irmão imundo no meio das velhas. banhado. Largue esse trapo. você me suja o vestido só de te olhar. deixe-me te pentear e eu borrifarei um pouco de Soir de Paris. tire a cabeça do cu dessa moto. mergulhado na bacia e agora você tem as mãos brancas de porcaria e cheira a um bicho. faltam botões na sua calça? Que vergonha pra mim. Está na hora. ele cheira à máquina velha. Abouzinho.4 O que é que eu posso responder? : ele está no óleo do motor. diga-me. Uma irmã cujo . Eu lhe ensinei a se lavar.Acredita mesmo que uma garota aceitaria montar aí encima. onde está tua camisa. quando você deveria estar tomando cerveja nos bares onde deveria estar rondando as metidas dessas vizinhas?Você desonra essa casa. a essa hora da noite e com esse calor. limpo. Uma irmã mais velha é responsável por seu irmão. depois de ter passado a tarde toda se penteando? Essa coisa não te serve nem pra sair. serve apenas pra te prender. estou cheia de ser sua irmã e vou te bater. pendurado nessa moto quando todo mundo está na rua? Com que cara fico eu. eu mesma te lavei bastante negrinho.

Não gosto das vizinhas. não gosto mais de meus amigos. Não me olhe assim como se . elas nunca estão geladas e além de tudo são contrabandeadas. Gosto de minha moto e minhas patas cheias de graxa e o trapo sujo.. eu não quero tomar cerveja nos bares. minha vergonha e minha humilhação. E. quero escolher minha sujeira e ficar no pátio. eu não preciso de você. Não fique aí. elas estão cheias de merda de cachorros.Eu não quero andar nas ruas de Tabataba. Deixe meus amigos tranqüilos e esqueça as vizinhas. corra as ruas de Tabataba. honre a sua irmã. tome cerveja e coma as garotas. não gosto como se penteiam nem como se vestem. ABOUZINHO. não quero sentir nem o meu cheiro. gosto do velho pátio e dos velhos e das cabras. quando estão cozinhando. uma irmã cujo irmão não é nem homem nem mulher. uma cabra cheira à cabra.5 irmão não sai de casa é motivo de risadas de seus vizinhos. elas fedem a galinhas. Lá fora. assim que começa a escurecer. não quero sentir o cheiro de galinha. prefiro minha calça sem botões e minha camisa amarrotada. eu as prefiro de dia.

para acreditar que pode desafiar a natureza? Eu não estou te perguntando do que você gosta. Um homem pode fumar em certos lugares. tomando uma cerveja. não sou mais um negrinho. Quem te ensinou a fumar sozinho. nem do que tem vontade.6 fosse me dar um banho ou um tapa. Você fica aí. a te preparar. você não vai escapar disso.Por quem você se toma seu escrotinho. eu passei noites a te bater e ensinar. vão achar que eu não te ensinei nada da vida. não vou montar nas suas costas. vão acreditar que fui eu que te deixei assim. Aos sete anos. Vá embora Maïmouna. te fiz um . MAIMOUNA. Mesmo sem vontade. você tinha cara de que estava entendendo tudo.. que não cumpri com meus deveres de irmã mais velha. fumando feito uma puta no interrogatório. vergonha pra mim. quando você era pequeno. ou eu te dou uns tabefes. quando faz calor assim me dá vontade de matar. sou bem grande. Até as pedras formam pares entre si. saia assim mesmo. mas quem fuma sozinho é um viciado. agarrando as moças. No entanto. a te explicar as mulheres.

7 desenho no teu caderno de escola. é tudo. o homem. Abouzinho. não tem mais nada o que ensinar. Não deveria ter duvidado de que você era um viciado. eu me lembro muito bem. se esfregando nessa moto. não precisa saber de mais nada. sapinho. deveria ter desconfiado. Se eu te fizesse . você. fora. é assim. Você parecia ter compreendido tudo. eu até te deixei me tocar para que não ficasse tão surpreso na primeira vez. eu te expliquei tudo bem explicadinho: é aqui. Eu deveria ter te batido mais. preferia subir na traseira dos caminhões para respirar a fumaça do escapamento. com dor de cabeça. principalmente Fatoumata. a mulher. eu te deixaria tão bonito que as vizinhas ficariam bestas. Mas você é tão bonito. que me dá vontade de chorar. drogado como um Americano. E quando deveria estar fora se esfregando com as vizinhas está aqui com os velhos. Só me resta chorar: é tarde demais. Se você deixasse. é simples. dentro. e voltava para casa tossindo. esse bordel todo. a vida. Na idade em que os rapazes saem a espiar as garotas tomando banho. Você fica no seu canto com o seu vício e me deixa no meu com minha desonra.

se me deixasse borrifar o Soir de Paris e passar sua camisa. você não tem o direito de me trancar na minha vergonha. se escurecesse a pele com creme. principalmente Fatoumata.8 uma tranças. dando voltinhas na porta esperando você sair.. em quem devo me esfregar. tentando se arrumar. Elas equivalem bem às outras. Tabataba inteira está nas ruas. me sentiria tão orgulhosa pelas ruas de Tabataba. pois muito bem. Largue esse trapo nojento cheio de graxa. Abouzinho. O que é que você tem contra as vizinhas? Tudo bem que elas não sejam muito bonitas e que você poderia esperar coisa melhor. e agora estão aí. em volta de . não valerá nada. vá tomar cerveja com seus amigos e depois. ABOUZINHO. Quem é você para me dizer o que eu tenho de fazer. costurar sua calça e engraxar seus sapatos. mas elas passaram horas se penteando. você já não vale muita coisa e. assim vou acabar chorando. em breve. você deve se apressar em sair. enquanto aguarda por melhores.Maïmouna. Se não gosta das vizinhas. minha irmã. Mas faz calor e está tarde. as metidas. portanto. passando perfume. vá ver as putas.

mas as mulheres não têm o direito . ao invés de estar vestida e perfumada como uma viúva. estar servindo a mesa para um velho e preocuparse com outros negrinhos que não eu. O que é que vale uma moça que aconselha seu irmãozinho a tomar cerveja. Só que você prefere passar o dia se penteando como uma mocinha. A essa hora. Na sua idade deveria já ter se arrumado. que nunca se decide em deixar de sê-lo? Procure um amante e deixe-me envelhecer. Pare de ser jovem. deveria estar na casa do teu homem.9 quem devo ficar andando? Você está velha e não se casou. já deveria ter se arrumado com alguém. bem rico e bem velho passando suas camisas e costurando suas calças. só que você não é nada e vem querer me dar lições de moral. Logo estará tão acabada pelas ruas de Tabataba que nenhum homem em sã consciência irá querê-la. Quanto tempo ainda levará para deixar de ser jovem? Com que cara fica um rapaz cuja irmã mais velha é jovem. Na sua idade. negociar na clandestinidade e ir visitar as putas? Os homens podem muito bem fazer todas essas coisas. ainda e sempre jovem.

Maïmouna. ABOUZINHO. esse bordel todo? Você não é tão novo assim. MAÏMOUNA (Ela se ajoelha e chora). quanto mais quente. a mulher.Eu não quero um amante.10 de tocar no assunto. e por que quer que eu faça aquilo que você mesma não quer fazer? Você sabe muito bem que de nada valeria sair e andar por entre as merdas de cachorros das ruas de Tabataba. não se pode desafiar assim a natureza. MAÏMOUNA. mas também não é nenhum velho.. não quero um marido. Um amante é como o sol.. Vergonha a nossa: as vizinhas se divertem e seus amigos batem à porta. o homem. Abouzinho.Então porque me enche tanto o saco Maïmouna.. .Mas a vida Abouzinho? Tudo aquilo que eu te ensinei. Não quero ser como uma plantinha fértil sozinha no meio de um deserto de pedras. maior o deserto que deixa a sua volta. Vergonha pra mim. o amor. da sua linguagem e da sua solidão.

11 ABOUZINHO. faça o que quiser. quanto a você. seu porquinho. quem vai passar as suas camisas? Quando for velhinho. MAÏMOUNA. quem vai te preparar as refeições? ABOUZINHO. Abouzinho...Prepare-as você mesma. FIM .Deixe-me ser velho e fumar tranqüilamente no meu canto. esta moto está nojenta e eu vou esfregá-la com você.Dê-me então esse trapo.. MAÏMOUNA. eu não quero que as passe.Sem mulher. quanto às minhas camisas..